JOÃO PAU LO MAR TINS VI NHOS DE POR TU GAL 2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JOÃO PAU LO MAR TINS VI NHOS DE POR TU GAL 2011"

Transcrição

1 JOÃO PAU LO MAR TINS VI NHOS DE POR TU GAL 2011

2 Livros d Hoje Publicações Dom Quixote [Uma chancela do Grupo Leya] Rua Cidade de Córdova, n. o Alfragide Portugal Reservados todos os direitos de acordo com a legislação em vigor 2010, João Paulo Martins e Publicações Dom Quixote Design: Atelier Henrique Cayatte com Rita Múrias Revisão: João Vidigal 1. a edição: Setembro de 2010 Depósito legal n. o /10 Paginação: Segundo Capítulo Impressão e acabamento: Multitipo ISBN

3 Índice 9 APRESENTAÇÃO 11 INTRODUÇÃO 13 Como consultar Vinhos de Portugal Perguntas e respostas sobre os vinhos 37 MELHORES DO ANO 45 Quadro de honra dos produtores 49 A MAGIA DOS VINHOS VELHOS 67 ESPUMANTES 87 VINHO VERDE 109 DOURO E TRÁS -OS-MONTES 205 DÃO 243 BEIRA 253 BAIRRADA 279 ESTREMADURA E LISBOA 317 RIBATEJO E TEJO 345 SETÚBAL 367 ALENTEJO, ALGARVE E MADEIRA 461 VINHOS GENEROSOS 521 GLOSSÁRIO 531 Índice de Vinhos Provados

4

5 APRESENTAÇÃO O método de produção deste livro já há muito que está afinado uma vez que, ano após ano, vamos introduzindo novas formas de resolver a prova de milhares de amostras que temos de tratar num espaço de tempo curto. Por isso saliento mais uma vez a colaboração indispensável das Comissões Vitivinícolas Regionais que em vários casos disponibilizaram as respectivas instalações e noutros foram o intermediário indispensável para fazer chegar o pedido de amostras aos produtores. A todas agradecemos a disponibilidade demonstrada. Um agradecimento especial para o hotel Sheraton Porto, nomeadamente para a equipa de banquetes, que nos concedeu todas as facilidades para ali realizarmos as provas dos vinhos do Douro e Porto. Com timings tão apertados para a concepção e realização deste livro, não posso deixar de agradecer à equipa da Livros d Hoje das Publicações Dom Quixote bem como paginador e revisor. Sem o esforço conjunto não seria possível trazer este livro a público tão cedo. À família, mais uma vez agradeço a eterna paciência e aos amigos a «limpeza» que me fizeram das garrafas abertas. Para mim um alívio, para eles um sonho tornado realidade! João Paulo Martins APRESENTAÇÃO E AGRADECIMENTOS Lisboa, 1 de Setembro de 2010 Para qualquer contacto com o autor utilize o INTRODUÇÃO MELHORES DO ANO A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 9

6

7 INTRODUÇÃO APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO Pela 17. a vez editamos este Vinhos de Portugal que continua a ter a preferência do público consumidor. É esse reconhecimento que nos motiva para continuar este trabalho solitário e cansativo, que se estende por alguns meses de intensas provas. Este ano pudemos constatar um dado novo, após alguns milhares de garrafas abertas. Estivemos atentos ao número de vinhos com problemas de cheiro a rolha e é com enorme satisfação que damos aqui conta desse trabalho: apenas 5 amostras tinham aquele problema o que, em termos estatísticos é perfeitamente irrelevante num universo de cerca de 4000 provas. Para este número não entrámos em linha de conta com os vinhos velhos onde o problema nos surgiu com mais frequência mas não foi contabilizado. Se tivermos em linha de conta que provámos vinhos de todas as gamas de preços e com os mais variados tipos de rolha, não deixa de ser gratificante saber que, embora não resolvido, o problema está claramente em vias de resolução. Uma das principais novidades desta nova edição prende -se com a inclusão de um capítulo especial onde estão registados os vinhos velhos provados no último ano. Sendo assunto que não interessa a muitos consumidores, é verdade que cada vez encontramos mais adeptos para uma prova de vinhos deste tipo. Os vinhos são frágeis, delgados e têm uma vida curta depois de abertos mas é verdade que têm características que os distinguem dos novos. E a prova de uns (novos) não substitui a prova dos outros. Daí o interesse. Novidade foi também a actualização que fizemos das notas de prova dos vinhos do Porto tawny, desde os 10 até aos 40 anos de idade. É verdade que não se justifica actualizar estas provas todos os anos mas dado que já há algum tempo que não renovávamos estas provas, decidimos fazê -lo este ano. E em boa hora o fizemos porque, por um lado, algumas casas que não tinham ainda enviado amostras destas passaram a estar representadas e, por outro, também foi útil rever o estilo de algumas casas consagradas, uma vez que se verificaram mudanças. Nuns casos para melhor, noutros para pior. Sempre que tal foi possível, efectuámos também provas verticais de vinhos mas por razões de espaço não as incluímos todas. Foi o caso dos MELHORES DO ANO A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 11

8 moscatéis da Bacalhôa Vinhos e também a vertical do Quinta do Carmo desde o Garrafeira de 87. O facto de este ano não ter havido Edição de Verão, obrigou a que espumantes, rosés e brancos transitassem obrigatoriamente para este livro, tendo assim aumentado significativamente o volume. A ideia nunca foi fazer deste Vinhos de Portugal um missal que, em virtude do tamanho se tornasse pouco manuseável. Estamos no entanto conscientes que estamos no limite. As provas dos vinhos Tal como se tem verificado nos últimos anos, o volume de provas do Douro e do Alentejo faz com que aquelas duas regiões ocupem metade do livro mas nas outras o número também cresceu e este é, assim, o mais volumoso Vinhos de Portugal alguma vez publicado. As provas decorreram nas instalações das várias Comissões Vitivinícolas Regionais ou em espaço por elas disponibilizado. Este apoio revela -se sempre fundamental porque é impossível realizar todo este trabalho em casa. Em alguns casos pudemos também comparar as provas que já tínhamos efectuado na Revista de Vinhos, em painéis de prova, com as amostras que depois nos chegaram. Aqui e ali houve notas modificadas e noutros casos resolvemos manter a primeira classificação atribuída. As provas são, em princípio, de Quando se deu o caso de serem de 2009 e não houve prova actualizada, mantivemos a apreciação. Muito raramente, nos vinhos de consumo, mantivemos provas anteriores a Algumas existirão mas serão em quantidade residual, como é o caso dos espumantes, um tipo de vinho que, assim a rolha o permita, se mantém muito estável por vários anos. A qualidade está a subir e o preço está a descer. Esta é a realidade actual dos vinhos portugueses. Por essa razão há cada vez menos vinhos não recomendados e no caso do Alentejo os que existem são por problemas de redução que, embora não desculpáveis, se ultrapassam com o tempo em garrafa. Foi também feita uma pequena actualização do Glossário dos termos de prova, das Perguntas e Respostas que vêm incluídas nesta primeira parte e reformulada a organização do Índice Remissivo. Procuramos assim facilitar a vida ao leitor o que, cremos, foi conseguido. Como a Classificação dos Produtores é feita de dois em dois anos, este não é ano de mudanças, por isso mantém -se igual à que saiu em Vinhos de Portugal o VINHOS DE PORTUGAL 2011

9 COMO CONSULTAR VINHOS DE PORTUGAL APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO Os vinhos estão arrumados por grandes regiões, não respeitando nalguns casos a nomenclatura oficial. Dentro de cada uma, os vinhos estão agrupados por ordem alfabética. Em caso de dificuldade na busca, pode sempre recorrer ao índice remissivo que se encontra no final deste livro. O nome do primeiro vinho de um produtor vem sempre impresso a negro. Em alguns casos optámos por colocar o nome da empresa em destaque em vez do nome do vinho. Não há uma solução perfeita para esta indicação; nalguns casos o nome do produtor é mais conhecido do que o vinho, noutros é o vinho que é mais facilmente reconhecível. Tanto quanto possível indicamos os dados do produtor. No caso de estar disponível, indicamos apenas o Web site, onde os interessados encontrarão depois todas as informações que desejam. Na classificação do vinho, o leitor encontrará várias informações: uma primeira que informa sobre que tipo de vinho se trata, se branco, tinto ou rosé; seguidamente indica -se se o vinho deverá ser consumido de imediato, se pode ser bebido mas também guardado ou se deverá ser obrigatoriamente guardado; a informação sobre a estrutura do vinho vem a seguir fica -se a saber se o vinho é ligeiro ou encorpado; finalmente vem a classificação numa escala até 20. Os vinhos com classificação inferior a 14 não têm nota de prova nem classificação e são apenas inseridos, no final de cada região, num lista de Vinhos Aceitáveis. Os diversos produtores estão separados por uma vinheta. Os brancos e os tintos estão juntos, debaixo do «chapéu» de cada produtor. Pode parecer um pouco mais confuso mas não é. Desta forma o leitor fica com uma ideia mais correcta sobre a qualidade dos vários vinhos da casa ou firma que está a consultar. Separá -los ia implicar a duplicação da informação que vem em caixa no final das notas de prova de cada produtor, o que seria desnecessário. MELHORES DO ANO A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 13

10 Optámos igualmente por misturar os vinhos, dentro de cada produtor, independentemente de terem direito à denominação DOC ou Vinho Regional. A consulta é assim mais fácil e o índice remissivo ajuda quando houver dúvidas. Procurámos provar em antecipação, sempre que nos foi possível, os vinhos que só surgirão no mercado após a saída deste livro. Desta forma o leitor dispõe já de um comentário ao vinho quando ele for posto à venda. Todo o trabalho foi feito com total independência, sem qualquer tipo de compromissos com as marcas ou com a publicidade. Alguns dos vinhos que vêm aqui referenciados já se encontram esgotados no produtor. São, contudo, vinhos que se podem ainda encontrar quer em lojas da especialidade e restaurantes quer nas garrafeiras dos próprios consumidores, pelo que é útil saber se ainda estão bons, se devem ou não ser consumidos a curto prazo. Mantemos as regras das edições anteriores: apenas são objecto de classificação os vinhos com indicação da data de colheita e as excepções a este compromisso são mesmo isso, excepções. No final do livro encontrará um glossário dos termos técnicos usados nas notas de prova, bem como de alguns termos que, sendo de uso corrente, adquirem um significado especial quando aplicados ao vinho. Muitos vinhos não são de acesso fácil. Alguns são inacessíveis e são aqui referidos porque podem, ou ajudar a compreender as potencialidades de uma região ou a perceber a consistência de qualidade de uma determinada marca ou casa. Se muitos vinhos não se encontram na mercearia do bairro ou no hipermercado que frequenta, entenda este Vinhos de Portugal 2011 também como um auxiliar de viagem. Leve -o nas suas deslocações e procure comprar no local. A maioria dos produtores não deixa de vender vinho aos visitantes. Viajar para comprar continua a ser a melhor solução para quem quer vinhos originais. Onde comprar? A lista que se segue não pretende ser exaustiva. Refere apenas algumas garrafeiras que nos oferecem garantias. Pensando que poderá estar na disposição de comprar vinho nas suas viagens ao estrangeiro, aqui lhe deixamos algumas lojas também por esse mundo fora. Para além das garrafeiras, também os hipermercados são bons locais de compra. Desconfie de lojas onde vinhos de alta qualidade estão na montra, ao sol e sem qualquer cuidado. É muito provável que, com a rotação dos vinhos da montra, todos os bons vinhos se estraguem e não apenas aqueles que estão na montra... Conhecemos várias lojas dessas mas não vale a pena enumerá -las, de tal forma é evidente ao transeunte que passa na rua. Tenha também o hábito de entrar e «sentir» o espaço, para tentar perceber se as garrafas se sentirão bem, se não há fornos de assar frangos ao lado das garrafas e arcas frigoríficas que libertam imenso calor perto da garrafeira. Se sentir calor a mais no ambiente é melhor ir deixar o seu dinheiro noutra garrafeira onde o vinho seja tratado com mais profissionalismo. 14 o VINHOS DE PORTUGAL 2011

11 Clube 1500 Apresentação de vinhos de 3 em 3 meses. Apartado 3086 Aldeia Nova Avintes Tel Clube de Vinhos e Sabores Apresentação regular de vinhos de marca própria. Tel Clube Gourmet Expresso Apresentação semanal no semanário Expresso de vinhos e produtos gourmet. R. Alves Redol 243/ Porto Tel clubvintage.com Apresentação de vinhos de 2 em 2 meses. EnoClube Clube dos Conhecedores Apresentação de vinhos de 3 em 3 meses. Participação em eventos vínicos. R. Alves Redol 243/ Porto Tel Sabores Ibéricos Apresentação de 2 em 2 meses de vinhos e produtos gourmet. Participação em eventos vínicos. Apartado 539, Monte Estoril Estoril Tel Viniturismo Apresentação de vinhos de 2 em 2 meses Participação em eventos vínicos. Av. Berna, o Dt Lisboa Tel Web site: APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO MELHORES DO ANO A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 15

12 PORTUGAL Algarve Garrafeira Soares (9 lojas no Algarve) R. Alexandre Herculano Areias de S. João Albufeira Adega Algarvia Estrada Vale de Lobo - Almansil Apolónia Supermercados Av. 5 de Outubro, 271 Almansil Garrafeira Veneza Paderne Almada Garrafeira de Almada Av. Prof. Egas Moniz, n. o 2 A Arruda dos Vinhos Casa Cavaco Pç. Combatentes da Grande Guerra, 8 Azeitão Tarro R. José Augusto Coelho, 78 Batalha Vinho em Qualquer Circunstância Estrada de Fátima, 15 Batalha Web site: Caminha Garrafeira Baco Rua S. João, 42 Carregado Garrafeira dos Anjos Av. da Associação Desportiva do Carregado Edif. Quinta Nova Bloco B1 Loja 2 Cascais Cabaz Tinto R. Frederico Arouca, 97 Coimbra Garrafeira de Celas R. Bernardo Albuquerque, 64 Garrafeira do Mondego R. Sargento -Mor, 26 Dom Vinho R. Armando de Sousa, lote 17 loja Z Elvas Soc. de Representações Fronteira Estrada da Carvalha (Estrada da Ajuda) Tel Ericeira Tertúlias R. da Caldeira, 56 -B Espinho Gaveto Rua 62, 457 Espinho Estoril/Sintra Qta. do Saloio Av. Nice, 12 -A Estoril Sabores Ibéricos R. Sto António, 71 Monte Estoril Bar do Binho Pr. da República, 2 Sintra Fátima A Garrafeira de Fátima Av. D. José Alves Correia da Silva Funchal Paixão do Vinho Via Rápida Cota 200 posto Repsol Norte Jardim Botânico Tel Lisboa Adivinho Travessa do Almada, n. o 24 Alfaia Garrafeira R. do Diário de Notícias, o VINHOS DE PORTUGAL 2011

13 Casa Macário Rua Augusta, 272 (Baixa) Casa dos Sabores de Portugal Aeroporto de Lisboa Partidas loja 11 Charcutaria Moy R. D. Pedro V, 111 Coisas do Arco do Vinho Centro Cultural de Belém Rua Bartolomeu Dias, loja 7 Web site: Deli Delux Av. Infante D. Henrique Armazém B Loja 8 El Corte Inglês (loja Gourmet) Av. António Augusto Aguiar Garrafeira de Campo de Ourique Rua Tomás d Anunciação, 29 Garrafeira Internacional Rua da Escola Politécnica, 15 Garrafeira de S. Bento R. de S. Bento, 76 Les Goûts du Vin R. de São Bento, 107 LX Gourmet R. Gonçalves Zarco, 19 B (Restelo) Manuel Tavares Rua da Betesga, 1 -A (Baixa) Garrafeira Nacional Rua Santa Justa, 18 (Baixa) Napoleão Rua dos Fanqueiros, 70 (Baixa) VinoDivino R. da Lapa, 65/67 Wine O Clock (Amoreiras) Wine & Flavours R. Prof. Simões Raposo, 11 (Telheiras) Ponta Delgada Garrafeira A Vinha Av. Infante D. Henrique, 49 Portalegre Garrafeira Canastreiros R. 31 de Janeiro, 82 Portalegre Porto/Matosinhos Augusto Leite Passeio Alegre, 914 Galeria de Vinhos Alameda Eça de Queiroz, 48 (Antas) Garrafeira do Campo Alegre Rua do Campo Alegre, 1598 Garrafeira do Infante R. Infante D. Henrique, 85 Garrafeira Tio Pepe Rua Eng. o Ferreira Dias, 51 Web site: Garrafeira Trago Praceta Prof. Egas Moniz, 30 Web site: Fine Wines R. Vitorino Nemésio, 107, 9. o Dto. Trás. Wine O Clock R. de Sousa Aroso 297 Matosinhos Rio Maior Garrafeira Machado R. do Mercado, 22 Venda da Costa Santa Maria da Feira Dom Tinto & C. a R. Comendador Sá Couto n. o 39A Setúbal Garrafeira Casinha do António Rua Henry Perron, loja 4 D APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO MELHORES DO ANO A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 17

14 Valença Aromas de Vinho R. Apolinário da Fonseca, Web site: Garrafeira Vasco da Gama Centro Com. Alvarinho Vila do Conde Garrafeira Vinho & Prazeres Praça da República, 26 Viseu Senhor Vinho Av. Infante D. Henrique 133 Garrafeira Marindi Rua Estevão Lopes Morago, n. o 183 r/c Marzovelos NO ESTRANGEIRO A lista das lojas por esse mundo fora é interminável. Aqui ficam apenas algumas referências que recomendamos. ESPANHA: Ayamonte El Rincon del Vino Calle Lusitania, 10 Barcelona Lavinia Avda. Diagonal, 605 Viniteca Agullers, 7 (vinhos de todo o Mundo) Huelva Tierra Nuestra Calle Fernando, el Catolico, 34 Madrid LaVinia José Ortega y Gasset, 16 Sevilha Tierra Nuestra Calle Constantia, 41 Valência Las Añadas de España Játiva, 3 Site: Bodega Santander Calle Santander, 4 Bajo OUTRAS CIDADES: Bordéus (só para vinhos da região bordalesa) L Intendant 2, Allées de Tourny (em frente ao Grand Théâtre) Colónia FUB Heumarkt, 55 (vinhos de todo o Mundo) Londres (lojas de vinhos em todos os bairros; vinhos de todo o Mundo) Berry Brothers 3, St. James Street Web site: Justerini & Brooks 61, St. James s Street Web site: Oddbin s Cadeia de lojas espalhadas por todos os bairros. Fortnum & Mason Piccadily Street, 181 Web site: com Harvey Nichols Knightsbridge, 109 Web site: Harrods Brompton Road, 87 Web site: 18 o VINHOS DE PORTUGAL 2011

15 Nova Iorque Astor Wines & Spirits 399 Lafayette St. (East 4th St.) Web site: Crossroads 55 West. 14th St. Web site: Garnet Wines & Liquors 929 Lexington Av. Web site: Sherry Lehmann 505, Park Av. Web site: -lehmann.com Paris Fauchon Place de la Madeleine Hediard Place de la Madeleine Lavinia 3, Boulevard de la Madeleine Les Caves Taillevent 199, Rue du Faubourg Saint -Honoré Nicolas Place de la Madeleine (esta cadeia tem inúmeras lojas noutras zonas da cidade) Florença Casa del Vino Via dell Ariento, 16 Roma Trimani Via Goito, 20 (esquina com a Via Cernaia) Dinamarca Vinport. gammel Brovej Espergærde APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO MELHORES DO ANO A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 19

16

17 TEMAS VÁRIOS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE OS VINHOS Os termos sublinhados vêm explicados no glossário; agradecemos aos leitores que nos colocaram mais algumas dúvidas, às quais procuramos agora responder APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO MELHORES DO ANO Os vinhos actuais não têm muitos produtos químicos? Não. Se se comparar com o que acontece com os outros produtos consumidos no quotidiano, desde a carne com hormonas até cereais geneticamente modificados, alimentos pré -cozinhados, bolos e guloseimas, etc., etc., o vinho é bastante são. Os produtos que se usam visam a estabilização do vinho e impedem a sua deterioração rápida. Alguns produtos que podem ser adicionados correspondem àqueles que naturalmente a uva tem e que podem estar em falta (ácido tartárico, por exemplo). O mais vulgar dos produtos usados o anidrido sulfuroso é conhecido e utilizado desde sempre; outrora era adicionado sob a forma de uma mecha de enxofre que se queimava dentro dos cascos. O vinho à moda antiga era mais puro? Depende do conceito de pureza. Se se entende pureza como ausência de químicos, então era mais puro. Se se entender que pureza significa melhor qualidade, então a afirmação não é verdadeira. O vinho tradicional era um vinho sem aromas, normalmente mais alcoólico para poder sobreviver mais tempo, e o seu ciclo de vida era muito curto, raramente passando de um ano. Só por saudosismo bucólico se pode continuar a defender a superior qualidade do vinho à moda antiga. Pode-se juntar aguardente ao vinho para aumentar o teor alcoólico? Pode, mas para os vinhos de mesa, não deve. Para se aumentar o teor alcoólico recorre -se actualmente a dois processos: chaptalização, ou seja, adição de açúcar ao mosto (nos países onde é permitida a chaptalização usa -se açúcar de beterraba); ou, como acontece em Portugal, a adição de mosto concentrado, um derivado do mosto da uva e que não interfere com as características aromáticas das castas às quais é adicionado. Aguardente apenas se usa para a produção de generosos e licorosos (Porto, Moscatel). A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 21

18 Um bom vinho tem sempre que ter data de colheita? Sim, para os vinhos de mesa e não para o Champagne e Vinho do Porto. Mesmo nos casos dos vinhos de mesa há excepções, como o Reserva Especial Vega Sicilia (Espanha) que não tem data por ser lote de várias colheitas. No caso do Champagne porque tradicionalmente é um blend de vinhos com idades variadas. O ter data, no caso do Champagne, é já sinónimo de superior qualidade (e preço!). No caso do Vinho do Porto não é verdade porque também é um vinho de lote de anos diferentes. Excepção feita para os Vintage, L.B.V. e Colheita, que são só do ano indicado no rótulo. Um vinho com o qualificativo DOC (Denominação de Origem Controlada) é superior a um que seja Vinho Regional? Não. Por vezes os produtores optam por usar castas que não estão previstas para a denominação DOC e por isso classificam o vinho como Regional. Esta designação permite também incorporar 15% de vinho de fora da região, diminuir os tempos de estágio e, por essa razão, há muitos vinhos que são comercializados como Regional. As indicações de Reserva ou Garrafeira são sinónimos de qualidade? Deveriam ser, a bem da correcta informação do consumidor. Um Reserva deveria ser feito a partir de um lote especial, de melhor qualidade, engarrafado à parte. A diferença em relação ao lote «normal» deveria ser óbvia. A legislação actual contempla as regras de utilização destes termos mas, para o consumidor, nem sempre as diferenças são óbvias. O Garrafeira, termo em desuso, indica um vinho que estagiou em garrafa antes de ser colocado no mercado. Pressupõe -se que também tenha boa qualidade porque, de outra forma, não se justificaria o estágio. Em algumas regiões, como o Dão, a designação Garrafeira foi recuperada e está contemplada nos Estatutos da região. O preço é um indicador de qualidade? Se analisarmos os preços de um vinho ao longo de um período mais ou menos longo (10 a 15 anos consecutivos, por exemplo) um preço alto indica seguramente um vinho que mantém uma boa qualidade. No curto prazo, há fenómenos que interferem com o preço, como a moda, alguma especulação, o serem novidade. O preço alto ou baixo que se paga por uma garrafa depende daquilo que para nós é confortável pagar, o que, como se percebe, varia de pessoa para pessoa. A regra pode assim enunciar -se: nunca gaste mais do que aquilo que entende como razoável. Fazer um vinho de classe mundial está ao alcance de qualquer produtor? Não. Tal como uma boa educação e as melhores condições para o desenvolvimento intelectual não fazem de uma pessoa um Prémio Nobel, também um 22 o VINHOS DE PORTUGAL 2011

19 produtor pode não fazer mais do que um bom vinho, mesmo que tenha a vinha mais bem tratada, a adega melhor equipada e o melhor enólogo do mundo. Em última instância, um vinho extraordinário é um dom da Natureza e resulta de múltiplos factores que, também por sorte, se conjugaram em determinada encosta ou determinada vinha. Resta ao Homem transportar essa qualidade natural para a garrafa, com um mínimo de interferências. Talvez o exemplo mais célebre que podemos dar é a vinha denominada Montrachet, na Borgonha. Esta parcela, com pouco mais de 7 hectares, está rodeada por um mar de vinhas mas os seus vinhos são justamente considerados como os melhores vinhos brancos secos do Mundo, com uma qualidade muito superior à dos seus vizinhos. O rosé é uma mistura de branco com tinto? Não. Por norma o rosé resulta de mosto de uvas tintas que se deixou algum tempo em contacto com as películas (cascas das uvas) e que por isso transmitiram uma cor rosada ao vinho. De seguida fermenta como o branco, ou seja, só o mosto e sem as películas. Há casos especiais como o Champagne francês onde a legislação prevê que se possa juntar vinho branco com vinho tinto. É mais difícil fazer vinho branco ou tinto? O vinho branco requer mais tecnologia do que o tinto e é por isso mais difícil. Para um produtor com uma adega pouco equipada é mais fácil fazer vinho tinto, podendo mesmo reduzir a tecnologia ao mínimo com o recurso aos lagares. Portugal é país de tintos? É. Por razões climáticas Portugal tem melhores condições para produzir vinho tinto. Mas, em virtude deste preconceito, alguns dos grandes brancos podem injustamente ser postos de lado e ser, pelo consumidor, trocados por tintos medianos e sem história. As provas mais recentes de vinhos velhos têm- -nos mostrado que há excelentes vinhos brancos velhos em Portugal. Não serão muitos mas não nos restam dúvidas de que, mesmo recuando até aos anos 50 e 60, é possível encontrar vinhos brancos de extraordinária qualidade. Há, por isso, que evitar juízos apressados e nunca desprezar um branco velho sem o provar primeiro. Quando se abre uma garrafa e a rolha se desfaz, o que devo fazer? O vinho vai ficar com cheiro a rolha? O cheiro a rolha nada tem a ver com o facto de esta se desfazer quando é retirada. A rolha pode mesmo sair intacta e o vinho ter o tal cheiro a rolha. Se tiver esse cheiro não há volta a dar: o vinho estará impróprio para ser consumido. Caso a rolha se desfaça, o que deve fazer é decantar o vinho para outra garrafa usando um funil próprio, que pode ser adquirido nas lojas da especialidade, ou um simples pano. APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO MELHORES DO ANO A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 23

20 O tamanho da rolha é indicador da qualidade da mesma? Não. A qualidade da cortiça é que vai determinar a qualidade da rolha. Não está provado que o comprimento seja factor de qualidade ou de longevidade do vinho. As rolhas mais compridas, muito vulgares nos grandes vinhos da região de Bordéus, são muito caras e por isso não estão ao alcance de qualquer bolsa. São também todas exportadas, o que faz com que um produtor português tenha imensa dificuldade em comprá -las, mesmo que esteja disposto a pagar qualquer preço. As rolhas de melhor qualidade estão livres do «cheiro a rolha»? Não. O cheiro a rolha resulta de uma contaminação que pode ocorrer durante o fabrico das mesmas. No entanto, pelo facto de terem origem nas melhores pranchas de cortiça, as rolhas de superior qualidade apresentam uma incidência menor daquele cheiro. Uma garrafa lacrada conserva melhor o vinho? Não. O lacre pode não evitar que a rolha apodreça com o tempo. Trata- -se de uma opção do produtor e alguns consumidores têm como boa a ideia de que o lacre numa garrafa é um indicador de qualidade. Nos vinhos novos o lacre é particularmente incómodo quando se trata de abrir a garrafa porque provoca muito «entulho». O envelhecimento do vinho pode ser prejudicado pelo cheiro a cola, verniz e madeira da caixa onde estão guardadas as garrafas? Pode. No entanto, as caixas não envernizadas não terão qualquer problema. Também não será normal que aconteça qualquer anomalia num vinho em caixa de madeira envernizada mas, pelo sim pelo não, retire as garrafas destas caixas. Devo deitar fora uma garrafa que esteve muito tempo num local muito quente, tipo mala de um automóvel? O vinho provavelmente não estará com grande saúde mas é melhor tentar primeiro uma hipótese de cura. Deixe a garrafa retomar a temperatura ambiente e depois coloque -a no frigorífico. De seguida abra -a e prove. Com sorte pode ser que ainda esteja bom. O consumo do vinho branco provoca dores de cabeça? Não, se o vinho tiver sido bem feito. Por vezes há consumidores que se queixam deste mal, mas a razão disso prende -se com o uso excessivo de anidrido sulfuroso para a conservação do vinho e não com o facto de o vinho ser branco ou tinto. Actualmente as novas tecnologias permitem a redução daquele produto com o consequente benefício para o consumidor. 24 o VINHOS DE PORTUGAL 2011

21 O consumo de vinho americano (morangueiro) é prejudicial à saúde? É, se esse consumo for de forma continuada, ou em grande quantidade. No entanto, as uvas morangueiras podem ser ingeridas sem causarem problemas. É durante a fermentação que se gera uma toxina que depois permanecerá no vinho e que ataca o cérebro. Não há, no entanto, estudos conclusivos sobre estes efeitos nefastos. Como se sabe, este tipo de vinho está interdito na Comunidade Europeia mas há pequenos produtores que o produzem para consumo próprio. APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO O vinho tinto é benéfico para o coração? Os estudos científicos apontam exactamente para os benefícios que os consumidores regulares de vinho tinto têm, em termos de prevenção de doenças cardiovasculares, isto no caso de se tratar de um consumo moderado. Outros estudos ainda mais recentes (2009) sugerem que o vinho tinto e o seu componente resveratrol pode ser um preventivo contra infecções muito graves e que normalmente conduzem à morte, como a septicemia. Os leilões de vinhos em Portugal são credíveis? Neste momento ainda não. Não há grande tradição de leilões de vinho em Portugal e, por via disso, não é com frequência que se compra e vende em leilão. O comprador em leilões não tem segurança, em Portugal, sobre o estado de saúde do que está a comprar. Ultimamente tem -se verificado um interesse renovado pelos leilões, mas tem aparecido muita coisa à venda que não vale rigorosamente nada. Falta também informação ao consumidor. Desde 2008 tem -se verificado um certo renascer do mercado leiloeiro, com colecções particulares a irem à praça e a suscitarem interesse por parte dos compradores, o que pode ser um indicador de mudança em relação a este negócio. VINHAS E CASTAS Quando se olha para uma cepa com uvas pode saber-se de imediato qual é a casta? Pode, mas tal identificação requer muita prática e o consumidor «normal» não saberá distinguir uma casta da outra. As várias castas por vezes apenas se distinguem, à vista desarmada, por pequenos pormenores do bago ou, o que é mais vulgar, pelo desenho e recorte da parra, esse sim, um dos principais factores identificativos de cada casta de uva. Se se provar um bago de uva fica-se com a certeza da casta? Ou um bago de Trincadeira terá o mesmo sabor de um de Aragonês? A prova do bago não serve para nos apercebermos dos aromas que o vinho resultante virá a ter. A excepção sempre mencionada nestes casos é a casta Moscatel, a única que tem o mesmo sabor, quer no bago quer no vinho. MELHORES DO ANO A MAGIA DOS VINHOS VELHOS ESPUMANTES VINHO VERDE DOURO E TRÁS-OS-MONTES DÃO VINHOS DE PORTUGAL 2011 o 25

VINHOS DE PORTUGAL 2012

VINHOS DE PORTUGAL 2012 O GUIA DE VINHOS DE MAIOR SUCESSO EM PORTUGAL JOÃO PAULO MARTINS VINHOS DE PORTUGAL 2012 NO TAS DE PRO VA Inclui Guia de Bolso Destacável Índice 9 APRESENTAÇÃO 11 INTRODUÇÃO 15 Como consultar Vinhos de

Leia mais

CAPÍTULO ESPECIAL VINHOS ATÉ 4 JOÃO PAULO MARTINS VINHOS DE PORTUGAL NOTAS DE PROVA ÍNCLUI GUIA DE BOLSO DESTACÁVEL

CAPÍTULO ESPECIAL VINHOS ATÉ 4 JOÃO PAULO MARTINS VINHOS DE PORTUGAL NOTAS DE PROVA ÍNCLUI GUIA DE BOLSO DESTACÁVEL CAPÍTULO ESPECIAL VINHOS ATÉ 4 JOÃO PAULO MARTINS VINHOS DE PORTUGAL 2013 NOTAS DE PROVA ÍNCLUI GUIA DE BOLSO DESTACÁVEL INTRODUÇÃO MELHORES DO ANO JOÃO PAU LO MAR TINS VI NHOS DE POR TU GAL 2013 VINHOS

Leia mais

VI NHOS DE POR TU GAL

VI NHOS DE POR TU GAL JOÃO PAU LO MAR TINS VINHOS DE PORTUGAL 2015 A elaboração deste livro obedece a um planeamento meticuloso que é desenhado com o apoio das Comissões Vitivinícolas Regionais (CVR) que não só informam os

Leia mais

A Garrafeira de Campo de Ourique está de portas bertas há 20 anos FOTO: MJA Conteúdos

A Garrafeira de Campo de Ourique está de portas bertas há 20 anos FOTO: MJA Conteúdos A arte de vender vinhos 13 de Outubro de 2011, por Ana Filipa Luzia Numa altura em que a aquisição de vinho nas grandes superfícies sobe, as garrafeiras tradicionais marcam a diferença pela personalização

Leia mais

Vinharia - Vinhos e Artigos de Hotelaria Lda Tabela de Preços

Vinharia - Vinhos e Artigos de Hotelaria Lda Tabela de Preços Vinharia - Vinhos e Artigos de Hotelaria Lda Tabela de Preços REGIÃO PRODUTOR MARCA TIPO CAPACIDADE CAIXA PREÇO UNITARIO Douro Carlos Alonso Piano Grande Reserva 2007 Tinto 75 cl 3 ou 6 14,05 Douro Carlos

Leia mais

ESPUMANTES. QUINTA DAS BÁGEIRAS Bruto Natural 2013... 16.00

ESPUMANTES. QUINTA DAS BÁGEIRAS Bruto Natural 2013... 16.00 ESPUMANTES QUINTA DAS BÁGEIRAS Bruto Natural 2013... 16.00 Branco. Castas: Maria Gomes, Baga. Alc: 12% Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno. Como todos os espumantes da Quinta das Bágeiras (Bairrada), este

Leia mais

Vinhos de Altitude com atitude

Vinhos de Altitude com atitude Vinhos de Altitude com atitude 1 Terras De Alter C.V. Fundada em 2004, Terras De Alter está orgulhosamente situada em pleno Alto Alentejo e é constituída por duas empresas de grande tradição agrícola na

Leia mais

Articles of PPOW :: PEOPLE POWER

Articles of PPOW :: PEOPLE POWER Articles of PPOW :: PEOPLE POWER Quinta dos Murças, uma nova era do Esporão 2011-10-13 07:10:24 Luiz Gastão Bolonhez O conglomerado Esporão, sucesso absoluto no Alentejo, lança vinhos de seu novo empreendimento,

Leia mais

ÍNDICE GRANDE DEGUSTAÇÃO DOS DE PORTUGAL 2016 PORTO ALEGRE - 13 DE ABRIL NOME DO PRODUTOR NÚMERO DE MESA AVELEDA 1 20 CAMINHOS CRUZADOS 2 21 PÁGINA CASA SANTOS LIMA - COMPANHIA DAS VINHAS 3 22 ESPORÃO

Leia mais

ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012

ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012 ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012 estimado cliente É com o maior prazer que a Francisco B. Fino Sociedade Agrícola, Lda apresenta os seus vinhos Monte da Penha e as suas embalagens especiais para oferta. Temos

Leia mais

Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro

Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro Adega de Portalegre A frescura e a elegância em grandes vinhos com grandes prémios 1 2 Na Serra de S. Mamede, nascem grandes

Leia mais

Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro

Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro Adega de Portalegre A frescura e a elegância em grandes vinhos com grandes prémios Na Serra de S. Mamede, nascem grandes vinhos

Leia mais

Com a missão de explorar este tesouro

Com a missão de explorar este tesouro DOURO PORTUGAL Quem somos A Quinta do Javali é uma pequena propriedade de cerca de 20 ha dos quais dez são destinados a plantação de vinha. Localiza se junto à margem esquerda do rio Douro na freguesia

Leia mais

M alva Real Portug al 1

M alva Real Portug al 1 1 2 WINE OF DOURO (Portugal) QUINTA DA FONTE NOVA D.O.C. O GRUPO MALVA REAL representa e distribui os vinhos do Douro QUINTA DA FONTE NOVA DOC. Trata-se de vinhos premiados e de alta qualidade, revelando

Leia mais

É altura de encher os nossos corações e para isso, nada melhor do que um bom vinho, o aconchego da alma.

É altura de encher os nossos corações e para isso, nada melhor do que um bom vinho, o aconchego da alma. Está a chegar o Natal época de alegria, amor e partilha. Os nossos pensamentos voltam-se para os outros e para a vontade de os presentear e os ver felizes. É altura de encher os nossos corações e para

Leia mais

Cadernos IVP nº4. Março 2003. Serviço de Estudos

Cadernos IVP nº4. Março 2003. Serviço de Estudos Cadernos IVP nº4 Março 2003 Serviço de Estudos O Vinho do Porto sempre foi maioritariamente exportado, com o mercado nacional a ganhar dimensão apenas na época mais recente da vida de um produto que entrou

Leia mais

Vinho Verde Quinta de Gomariz Trás-os-Montes Encostas do Trogão Douro Vinilourenço Quinta de Cottas. Vinhos de Quinta

Vinho Verde Quinta de Gomariz Trás-os-Montes Encostas do Trogão Douro Vinilourenço Quinta de Cottas. Vinhos de Quinta Catálogo 2013 Projectos Pessoais Vinho Verde Astronauta Maria Saudade Sonhador Dão Quinta da Giesta Lisboa Escondido Fonte das Moças Astronauta Alentejo Vinhos de Quinta Vinho Verde Quinta de Gomariz Trás-os-Montes

Leia mais

Tejo Wine Region. Região Tejo

Tejo Wine Region. Região Tejo RegiãoTejo Conheça o Team Tejo "Somos o «Team Tejo», a única comunidade vitivinícola situada junto a este grande Rio Português. A Região Vitivinícola do Tejo possui óptimas condições naturais para o cultivo

Leia mais

A Região Demarcada do Douro

A Região Demarcada do Douro A Região Demarcada do Douro Região história 1619 - O nome Porto 1699 - Vinho do Porto 1713 - A marca Porto 1756 a 10 de Setembro - A primeira denominação de origem com a criação da Companhia Geral da Agricultura

Leia mais

catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37

catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37 catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37 1 Vinho Tinto Seco Fino Cabernet Sauvignon Uva originária da França, produz um vinho tinto seco de cor vermelho-rubi, com reflexos violáceos, boa intensidade e lágrimas

Leia mais

Os nossos prémios Ao longo dos anos, para além de comentários como os do Robert Parker, temos assistido à distinção e premiação dos nossos vinhos.

Os nossos prémios Ao longo dos anos, para além de comentários como os do Robert Parker, temos assistido à distinção e premiação dos nossos vinhos. Quem Somos A nova geração de uma família tradicional Portuguesa que sempre nutriu uma enorme paixão pelo vinho. Foi na Quinta do Cruzeiro Mangualde, Dão - que nasceu essa paixão. Foi também na Quinta do

Leia mais

O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova!

O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova! NOVA GARRAFA NOVO RÓTULO A QUALIDADE QUE VOCÊ JÁ CONHECE O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova! A LINHA DE VinhoS de Mesa MioranZa ACABA DE GANHAR UMA NOVA EMBALAGEM. MODERNA E ELEGANTE,

Leia mais

Metro. é o que mais agrada. Transportes públicos

Metro. é o que mais agrada. Transportes públicos é o que mais agrada O metro é um dos meios de transporte mais usados e que mais satisfaz os inquiridos. Já o autocarro desilude a elevada percentagem que o usa METRO DO PORTO A empresa que lidera na satisfação

Leia mais

1/3 xícara de Pecorino Romano, ou parmesão ralado na hora

1/3 xícara de Pecorino Romano, ou parmesão ralado na hora Receita da Vez: Fuzile ao Ragu de Cordeiro Um toque de glamour: Alecrim Vinho para Massa: Cabernet Sauvignon Música: Concheta - Língua de trapo". Sobremesa: Quindão Vinho para Sobremesa: Moscatel de Setubal

Leia mais

ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO

ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO Clique aqui e conheça os prêmios desse produtor ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO Teor Alcoólico: 12,50 %vol. Acidez Total: 5,30 g/l Ácido Tartárico. Açucares redutores: 2,00 g/dm³ PH: 3,33. Castas: Malvasia

Leia mais

Vinho é uma bebida resultante da fermentação do suco ou mosto extraído de frutas.

Vinho é uma bebida resultante da fermentação do suco ou mosto extraído de frutas. O que é vinho? Vinho é uma bebida resultante da fermentação do suco ou mosto extraído de frutas. Por razões comerciais, de tradição e pela legislação brasileira, assumimos que vinho é a bebida obtida através

Leia mais

OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS

OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS Data: 26-06-2014 Tipo: Blogue Origem: Portugal Pág: Online Secção: OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS Tony Smith, administrador da Lima Smith, a nova proprietária da marca Tecedeiras e o enólogo Carlos Lucas.

Leia mais

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana www.vinhosdoalentejo.pt Copyright fotos e textos: Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Reprodução

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana www.vinhosdoalentejo.pt Copyright fotos e textos: Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Reprodução Comissão Vitivinícola Regional Alentejana www.vinhosdoalentejo.pt Copyright fotos e textos: Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Reprodução interdita CVRA COMISSÃO VITIVINÍCOLA REGIONAL ALENTEJANA

Leia mais

TECNOLOGIA DO FRIO NA INDÚSTRIA VITIVINÍCOLA

TECNOLOGIA DO FRIO NA INDÚSTRIA VITIVINÍCOLA www.google.pt TECNOLOGIA DO FRIO NA INDÚSTRIA VITIVINÍCOLA O VINHO Há2 milhões de anos jácoexistiam as uvas e o homem que as podia colher (Hugh Johnson, The Story of Wine(1989) Na União Europeia, o vinho

Leia mais

CVIP COOPERATIVA VITIVINÍCOLA DA ILHA DO PICO, C.R.L. Catálogo. VINHOS DO PICO Produtos CVIP

CVIP COOPERATIVA VITIVINÍCOLA DA ILHA DO PICO, C.R.L. Catálogo. VINHOS DO PICO Produtos CVIP CVIP COOPERATIVA VITIVINÍCOLA DA ILHA DO PICO, C.R.L. Catálogo VINHOS DO PICO Produtos CVIP Quality Crown - Londres 2002 A vitivinicultura na Ilha do Pico Oreconhecimento da excelente qualidade das tradicionais

Leia mais

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Regulamento Interno da Rotulagem da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana 21 de Janeiro de 2013 (Revisto a 2 de Maio de 2013) O presente Regulamento estabelece

Leia mais

Jancis Robinson prova mais de 100 vinhos portugueses

Jancis Robinson prova mais de 100 vinhos portugueses Data: 14-03-2011 Tipo: Mensal Origem: Portugal Pág: Secção: Notícias Jancis Robinson prova mais de 100 vinhos portugueses A conhecida crítica de vinhos britânica publicou recentemente no seu site um conjunto

Leia mais

Manual da Indicação Geográfica do Vale dos Vinhedos

Manual da Indicação Geográfica do Vale dos Vinhedos Manual da Indicação Geográfica do Vale dos Vinhedos Uma conquista O Brasil do futuro é agora: a vida melhorando, o mercado crescendo, novos produtos chegando, tudo acontecendo ao mesmo tempo. E com isto

Leia mais

Dicas para comprar seu vinho. Onde comprar? Supermercado. Qual o melhor lugar para adquirir um vinho?

Dicas para comprar seu vinho. Onde comprar? Supermercado. Qual o melhor lugar para adquirir um vinho? Dicas para comprar seu vinho Onde comprar? Supermercado Qual o melhor lugar para adquirir um vinho? Supermercados, lojas especializadas, sites de internet, direto das importadoras? Fique atento a detalhes

Leia mais

VALPOLICELLA CLASSICO SUPERIORE Tinto leve. Corvina, Rondinela e Molinara. Região: Veneto.

VALPOLICELLA CLASSICO SUPERIORE Tinto leve. Corvina, Rondinela e Molinara. Região: Veneto. Italia Conhecida pelos gregos da antiguidade como "Enótria", ou Terra do Vinho, a Itália é um dos maioresprodutores de vinho do mundo, produzindo vinho em praticamente todo o seu território. Os italianos

Leia mais

Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE.

Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE. Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE. Saiba qual a diferença entre o espumante e produtos substitutos. O que é um vinho espumante? O vinho espumante é resultante da fermentação da uva sã, fresca e madura,

Leia mais

Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Alicante Bouschet e Aragonês, Trincadeira Cabernet Sauvignon. vinhos Encostas de Estremoz

Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Alicante Bouschet e Aragonês, Trincadeira Cabernet Sauvignon. vinhos Encostas de Estremoz É nas Encostas de Estremoz, na Quinta da Esperança, que nascem os nossos vinhos. Adaptamos as novas tecnologias de Viticultura à nossa realidade, inspirados no melhor do Novo Mundo, e preservando sempre

Leia mais

CARTA DE VINHOS. A arte de beber excelentes vinhos agora em sua mesa APRECIE COM MODERAÇÃO. SE BEBER, NÃO DIRIJA. I M P O R T A D O R A

CARTA DE VINHOS. A arte de beber excelentes vinhos agora em sua mesa APRECIE COM MODERAÇÃO. SE BEBER, NÃO DIRIJA. I M P O R T A D O R A CARTA DE VINHOS A arte de beber excelentes vinhos agora em sua mesa 301 ESPUMANTE ITÁLIA PROSECCO FELICITÀ VALDOBBIADENE EXTRA DRY..R$ 69,00 C.V.S.S.PA - Valdobbiadene BRASIL 302HÓRUS BRUT... R$ Vinhos

Leia mais

ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO

ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO PORTUGAL Vou Listar as Cidades de Norte a Sul. Porto Tem que comer um prato típico chamado Francesinha. É uma delícia. Não vou colocar foto do prato aqui,

Leia mais

SELECÇÃO DA VIDEIRA. Guia para escolha de materiais (clones)a plantar

SELECÇÃO DA VIDEIRA. Guia para escolha de materiais (clones)a plantar SELECÇÃO DA VIDEIRA Guia para escolha de materiais (clones)a plantar SELECÇÃO GENÉTICA E SANITÁRIA EM FAVOR DA VITICULTURA PORTUGUESA: 4ª DÉCADA A Associação Portuguesa para a Diversidade da Videira (PORVID)

Leia mais

FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA VINHO

FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA VINHO FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA VINHO Prof(a): Erika Liz 2011 VINHO - DEFINIÇÃO Vinho é a bebida obtida por fermentação alcoólica do suco de uva (mosto). O ph varia entre 2,9 e 3,8. O teor alcoólico varia de 7 a

Leia mais

MOSCATEL DE SETÚBAL SUPERIOR 1911

MOSCATEL DE SETÚBAL SUPERIOR 1911 LEILÃO MOSCATEL DE SETÚBAL SUPERIOR 1911 02.12.2014 A JOSÉ MARIA DA FONSECA PRODUZ VINHOS DESDE 1834, FRUTO DA PAIXÃO PARTILHADA DE UMA FAMÍLIA QUE TEM SABIDO PRESERVAR E PROJECTAR A MEMÓRIA E O PRESTÍGIO

Leia mais

Direcção Regional do Norte

Direcção Regional do Norte BRAGANÇA Direcção Regional do Norte BRAGA Lojas Institucionais IPJ Lojas Parceiras Direcção Regional do Norte BRAGA GUIMARÃES Rua de Santa Margarida, n.º 6 4710-306 Braga Tel: 253 204 250 Fx: 253 204 259

Leia mais

Catálogo. Sogrape. Vinhos

Catálogo. Sogrape. Vinhos Catálogo Sogrape Vinhos 2012 / 2013 ÍNDICEVINHOS Mateus Rosé Original 01 Mateus Rosé Aragonês 02 Mateus Rosé Sparkling Meio Seco 03 Mateus Rosé Sparkling Bruto 04 Gazela Sparkling Seco 05 Terra Franca

Leia mais

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa MODELO 1 Compreensão da Leitura e Expressão Escrita Parte 1 Questões 1 20 O Luís enviou cinco mensagens através do telemóvel. Leia as frases 1 a 5. A cada frase corresponde uma mensagem enviada pelo Luís.

Leia mais

Direcção Regional do Norte

Direcção Regional do Norte BRAGANÇA Direcção Regional do Norte BRAGA Lojas Institucionais IPDJ Lojas Parceiras Direcção Regional do Norte BRAGA GUIMARÃES Antiga Estação de Comboios Av. D. João IV Urgeses 4810-534 Guimarães Tel.

Leia mais

Bons néctares por cerca de 2 euros

Bons néctares por cerca de 2 euros vinho do douro testámos 50 tintos Bons néctares por cerca de 2 euros Alguns produtores abusam mesmo dos conservantes e a rotulagem continua longe de incluir todas as informações úteis para os consumidores

Leia mais

CASE STUDY ESPORÃO S.A.

CASE STUDY ESPORÃO S.A. CASE STUDY ESPORÃO S.A. ??????????????????????????????,??????????? O Esporão S.A. é o Grupo que tem por vocação a produção de vinhos e azeites portugueses de excelência, e que reúne os projectos Herdade

Leia mais

DESCRIÇÃO. www.vilagale.com

DESCRIÇÃO. www.vilagale.com DESCRIÇÃO A Vila Galé é o segundo maior grupo hoteleiro português, está entre as maiores empresas hoteleiras do mundo e é composto por diversas sociedades, das quais se destaca a VILA GALÉ Sociedade de

Leia mais

Como servir: Ideal para acompanhar pratos de carne, grelhados, queijos e pastas. Deve ser servido a uma temperatura de 14ºC a 16º C.

Como servir: Ideal para acompanhar pratos de carne, grelhados, queijos e pastas. Deve ser servido a uma temperatura de 14ºC a 16º C. Alentejo-pt sãopaulo-br ALENTEJO Syrah, Cabernet Sauvignon, Touriga Nacional e Alicante Bouschet Grau de Teor Alcoólico: 13,5% Vinificação em depósitos de aço inox com controle da temperatura. Todas as

Leia mais

Rua Nova da Piedade 99 (esq. Rua S. Bento) - 1200-297 Lisboa Tel. 213 952 552 Tlm. 919 991 058 Tlm. 935 778 779 alice@augustogemelli.

Rua Nova da Piedade 99 (esq. Rua S. Bento) - 1200-297 Lisboa Tel. 213 952 552 Tlm. 919 991 058 Tlm. 935 778 779 alice@augustogemelli. Rua Nova da Piedade 99 (esq. Rua S. Bento) - 1200-297 Lisboa Tel. 213 952 552 Tlm. 919 991 058 Tlm. 935 778 779 alice@augustogemelli.com - www.augustogemelli.com CURSOS DE COZINHA GEMELLI CALENDARIO Data

Leia mais

AÇORES (Ponta Delgada e Ilha de São Miguel) ALENTEJO (Évora e Beja) CASCAIS ESTORIL SINTRA- CABO DA ROCA LISBOA

AÇORES (Ponta Delgada e Ilha de São Miguel) ALENTEJO (Évora e Beja) CASCAIS ESTORIL SINTRA- CABO DA ROCA LISBOA AÇORES (Ponta Delgada e Ilha de São Miguel) ALENTEJO (Évora e Beja) CASCAIS ESTORIL SINTRA- CABO DA ROCA LISBOA Um roteiro especial visitando a belíssima ilha de são miguel nos açores para participação

Leia mais

A Casa de Cello é uma empresa familiar que se dedica à exploração vitícola das suas quintas há 4 gerações.

A Casa de Cello é uma empresa familiar que se dedica à exploração vitícola das suas quintas há 4 gerações. A Casa de Cello é uma empresa familiar que se dedica à exploração vitícola das suas quintas há 4 gerações. Foi nos anos 80, que um dos proprietários, João Pedro Araujo, deu início à profissionalização

Leia mais

Bem vindo(a). Fora de portas seleccionámos também vinhos originários do chamado Velho Mundo, Espanha e França.

Bem vindo(a). Fora de portas seleccionámos também vinhos originários do chamado Velho Mundo, Espanha e França. CATÁLOGO205 06 Bem vindo(a). É com enorme prazer que levamos até si a nova edição do catálogo Espírito do Vinho. De imagem renovada, mas conteúdo inalterado, desenvolvêmo-lo a pensar em si, que gosta dos

Leia mais

4267-1986 ÉVORA ÉVORA SENHORA DA GLÓRIA MALAGUEIRA RUA ANTÓNIO ALEIXO, Nº 40 MORADIA TIPO T3 70.000,00 110 Não Não Não M 966

4267-1986 ÉVORA ÉVORA SENHORA DA GLÓRIA MALAGUEIRA RUA ANTÓNIO ALEIXO, Nº 40 MORADIA TIPO T3 70.000,00 110 Não Não Não M 966 4267-1986 ÉVORA ÉVORA SENHORA DA GLÓRIA MALAGUEIRA RUA ANTÓNIO ALEIXO, Nº 40 MORADIA TIPO T3 70.000,00 110 Não Não Não M 966 4625-2004 ÉVORA VIANA ALENTEJO AGUIAR AGUIAR RUA BENTO DE JESUS CARAÇA, RC.

Leia mais

www.winelovers.com.br

www.winelovers.com.br Em 1789, a Vinícola Foffani iniciou sua produção de vinho. A residência da família fica de frente a praça principal da vila medieval de Clauiano, que foi tombada pelo Ministério de Belas Artes, pois é

Leia mais

Wine Masters Challenge 2015 - XVII Concurso Mundial de Vinhos - Resultados Finais Empresa Nome do Vinho Ano Categoria Região

Wine Masters Challenge 2015 - XVII Concurso Mundial de Vinhos - Resultados Finais Empresa Nome do Vinho Ano Categoria Região Wine Masters Challenge 2015 - XVII Concurso Mundial de Vinhos - Resultados Finais Empresa Nome do Vinho Ano Categoria Região Medalha de Ouro Quinta do Quetzal Sociedade Agrícola Lda Quinta do Quetzal Reserva

Leia mais

Alimentos e Bebidas Vinhos e Espumantes

Alimentos e Bebidas Vinhos e Espumantes Comemorativo 80 Anos Este vinho foi especialmente elaborado para comemorar os 80 anos do patriarca Laurindo Brandelli, e os 20 anos da Vinícola Don Laurindo. O cuidado com a terra, o cultivo da videira,

Leia mais

Muitas têm sido usadas como: moeda em rituais religiosos como símbolos políticos como fonte de inspiração filosófica e artística

Muitas têm sido usadas como: moeda em rituais religiosos como símbolos políticos como fonte de inspiração filosófica e artística Chef André Leite Muitas têm sido usadas como: moeda em rituais religiosos como símbolos políticos como fonte de inspiração filosófica e artística 6 bebidas definem a história mundial: Cerveja Vinho Destilados

Leia mais

Aceite o desafio! Se ainda não conhece as condições desta campanha contacte a Futuro pelo telefone 707 222 222 ou consulte www.futuro-sa.

Aceite o desafio! Se ainda não conhece as condições desta campanha contacte a Futuro pelo telefone 707 222 222 ou consulte www.futuro-sa. Aceite o desafio! A Campanha FUTURO CHALLENGER é exclusiva para os clientes da Futuro Sociedade Gestora de Fundos de Pensões, S.A, que investirem nos Fundos PPR de 15/7 a 15/9. Se ainda não conhece as

Leia mais

PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS

PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS QUINTA DA PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS QUINTA DA PEDRA ESCRITA DOURO SUPERIOR: GRANITO E ALTITUDE A Quinta da Pedra Escrita está localizada em Freixo de Numão, no Douro Superior, a uma

Leia mais

MINHO E DOURO. Portugal. gourmet life terroir. 54 GOURMET life GOURMET life 55. Os vinhos mais conhecidos de Portugal

MINHO E DOURO. Portugal. gourmet life terroir. 54 GOURMET life GOURMET life 55. Os vinhos mais conhecidos de Portugal Portugal MINHO E DOURO Os vinhos mais conhecidos de Portugal encontram-se na região norte do país. São também os que apresentam características únicas no mundo. Falamos do Vinho Verde, no Minho, e do vinho

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO VINHOS DE PORTUGAL (2015)

REGULAMENTO DO CONCURSO VINHOS DE PORTUGAL (2015) REGULAMENTO DO CONCURSO VINHOS DE PORTUGAL (2015) O Concurso Vinhos de Portugal 2015, adiante designado por CVdP, decorrerá no período da manhã dos dias 11 a 15 de Maio de 2015. 1. OBJECTIVOS Os objectivos

Leia mais

949 kz. 999 kz. 799 kz. 599 kz. 1.190 kz. 1.990 kz 1.190. 1.291 kz. 869 kz. 677 kz. 1.422 kz. 2.490 kz VINEA CARTUXA VINHO TINTO 75CL ESTEVA

949 kz. 999 kz. 799 kz. 599 kz. 1.190 kz. 1.990 kz 1.190. 1.291 kz. 869 kz. 677 kz. 1.422 kz. 2.490 kz VINEA CARTUXA VINHO TINTO 75CL ESTEVA VINEA CARTUXA REF: 9080238 869 799 ESTEVA REF: 9051296 CHOURIÇO PICANTE QUINTA DE JUGAIS 290G 1.190 949 REF: 9076112 677 599 1/2 QUEIJO CASTELÕES 575G REF: 9079650 MONTE MAYOR REF: 9051660 1.190 2.490

Leia mais

1915 - Peterlongo: O primeiro champanhe do Brasil 1

1915 - Peterlongo: O primeiro champanhe do Brasil 1 1915 - Peterlongo: O primeiro champanhe do Brasil 1 Leonardo de OLIVEIRA 2 Donesca CALLIGARO ³ Universidade Feevale, Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul RESUMO 1915 Peterlongo: o primeiro champanhe do Brasil

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 1.404, DE 2004

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 1.404, DE 2004 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 1.404, DE 2004 Redação final do Projeto de Lei da Câmara nº 89, de 2000 (nº 3.512, de 1997, na Casa de origem). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto de

Leia mais

LINHA - HABITAT. Comercializado em caixas de 6 unidades. Comercializado em caixas de 6 unidades.

LINHA - HABITAT. Comercializado em caixas de 6 unidades. Comercializado em caixas de 6 unidades. Cabernet Sauvignon LINHA - HABITAT Safra - 2008 Fermentação Tanques de aço inoxidável 16 meses de amadurecimento em carvalho francês. Graduação alcoólica 12,5% Lançamento março 2011 Visual Vermelho rubi

Leia mais

Os Dez Mandamentos do Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados 2007*

Os Dez Mandamentos do Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados 2007* Os Dez Mandamentos do Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados 2007* Autenticidade das amostras. Transporte e conservação das amostras para preservar as características do vinho. Anonimato das amostras

Leia mais

Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires

Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires Tel: +54 11 4777 7872 E-mail: info@bodegamarcozunino.com

Leia mais

biotecnologia ao serviço da enologia Proenol investigar, produzir, aconselhar

biotecnologia ao serviço da enologia Proenol investigar, produzir, aconselhar biotecnologia ao serviço da enologia Proenol investigar, produzir, aconselhar Vindima 2013 1. Vinificação Vinho Branco 2. Vinificação Vinho Rosé 3. Vinificação Vinho Tinto 4. Enzimas 5. Clarificantes e

Leia mais

PORTUGAL PROGRAMA I Co-financiamento Co-financiamento www.rdtours.com

PORTUGAL PROGRAMA I Co-financiamento Co-financiamento www.rdtours.com Co-financiamento DIA 1 - LISBOA Chegada ao Aeroporto de Lisboa e translado para o hotel. Tempo livre para os primeiros contatos com esta maravilhosa Capital Europeia, conhecida pela sua luminosidade única

Leia mais

THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4

THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4 A Academia do Vinho em colaboração com Wine & Spirit Education Trust e The Wine Academy of Spain Apresenta THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4

Leia mais

www.vinhosmaximum.com.br www.vinhosmaximum.com.br contato@vinhosmaximum.com.br

www.vinhosmaximum.com.br www.vinhosmaximum.com.br contato@vinhosmaximum.com.br Rodovia RS 444, Km 18.3, s/n - Caixa Postal 824 Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves, RS CEP 95700-000 54 3459.1258 3459.1208 contato@vinhosmaximum.com.br www.vinhosmaximum.com.br www.vinhosmaximum.com.br

Leia mais

CONCEITOS. Enologia. Enólogo

CONCEITOS. Enologia. Enólogo CONCEITOS Enologia É a ciência que estuda o vinho e seus derivados. Considerando a análise da matéria-prima, os processos de elaboração, análise físico-químico e análise sensorial. Enólogo É o profissional

Leia mais

ESTANHO QUINTA DO PRODUTOR QUINTA DO ESTANHO

ESTANHO QUINTA DO PRODUTOR QUINTA DO ESTANHO PRODUTOR QUINTA DO ESTANHO Ao visitar a Quinta do Estanho, ficamos sem saber se a sua presença, confirmada pela lonquínqua extracção, poderia ter reflexos nas características dos vinhos. Mas conhecemos

Leia mais

Lista Oficial dos Premiados

Lista Oficial dos Premiados 2º Concurso Nacional de Chocolates Tradicionais Lista Oficial dos Premiados O Melhor dos Melhores e Medalha de Ouro na categoria Bombons recheados com queijo Produto: Bombom de Queijo de Nisa EMPRESA Toca

Leia mais

Portugal. Staples Office Centre Rua Proletariado, nº 4, Portela 2795 Carnaxide Telefone: 21 4165970

Portugal. Staples Office Centre Rua Proletariado, nº 4, Portela 2795 Carnaxide Telefone: 21 4165970 Portugal Rua Proletariado, nº 4, Portela 2795 Carnaxide Telefone: 21 4165970 Casal da Eira - Sto. Onofre 2500 Caldas da Rainha Telefone: 262 870600 Estrada Nacional 9 2645 Alcabideche - Cascais Telefone:

Leia mais

Relatório de Estágio. Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho

Relatório de Estágio. Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho Relatório de Estágio Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho Rui Neves Lisboa, 21 de Junho de 2011 Índice Introdução... 3 Caracterização da Base de Dados... 4 Recolha e validação

Leia mais

Pontuações atribuídas por Robert Parker aos vinhos portugueses 23 Dezembro, 2010 em The Wine Advocate

Pontuações atribuídas por Robert Parker aos vinhos portugueses 23 Dezembro, 2010 em The Wine Advocate Pontuações atribuídas por Robert Parker aos vinhos portugueses 23 Dezembro, 2010 em The Wine Advocate P 2 Portuguese wines ratings reviewed by Robert Parker 23rd December, 2010 in The Wine Advocate António

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

CONTACTOS ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA EQUIPA PARLAMENTO DOS JOVENS. Marlene Viegas Freire Coordenadora. Maria Cecília Themudo Barata Assessora

CONTACTOS ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA EQUIPA PARLAMENTO DOS JOVENS. Marlene Viegas Freire Coordenadora. Maria Cecília Themudo Barata Assessora CONTACTOS ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA EQUIPA PARLAMENTO DOS JOVENS Marlene Viegas Freire Coordenadora Maria Cecília Themudo Barata Assessora Paula Faria Assessora Maria Manuela Matos Técnica de Apoio Parlamentar

Leia mais

Territorio. Vinhas. Vinhas Valgranda: com fundo cascalhoso e arenoso, com superfícies onduladas dá aromas intensos.

Territorio. Vinhas. Vinhas Valgranda: com fundo cascalhoso e arenoso, com superfícies onduladas dá aromas intensos. Territorio Vinhas Nossa empresa está localizada em Fontanelle, Italia, na zona do Rio Piave, bem no coração da Marca Trevigiana que é a região entre Treviso e Veneza onde se originam a nossa história e

Leia mais

prémios 2013 concursos internacionais concursos 2013

prémios 2013 concursos internacionais concursos 2013 prémios 2013 concursos internacionais concursos 2013 Challenge International du Vin 5 a 6 abril frança CASA ERMELINDA FREITAS 2010 moscatel de setúbal CASA ERMELINDA FREITAS 2003 DONA ERMELINDA 2010 Adega

Leia mais

Mercados informação sectorial

Mercados informação sectorial Mercados informação sectorial Noruega Evolução da Venda de Vinhos Portugueses Fevereiro 2011 Índice 1. Generalidades 3 2. Evolução das vendas de vinho tinto 4 3. Evolução das vendas de vinho rosé 9 4.

Leia mais

Programa ERASMUS+ - Ação 1

Programa ERASMUS+ - Ação 1 Programa ERASMUS+ - Ação 1 Resultados de Seleção 2015 Ensino Superior Mobilidades para Aprendizagem Número de candidatura Nome da instituição Endereço da instituição Subvenção atribuída Estatuto 2015-1-PT01-KA103-012420

Leia mais

Página 1/24 VINIQUER, LDA - Carregado Park, Quinta do Peixoto, Arm. P, 2580-512 LUGAR DA TORRE Telefone/Fax: 263 854 695

Página 1/24 VINIQUER, LDA - Carregado Park, Quinta do Peixoto, Arm. P, 2580-512 LUGAR DA TORRE Telefone/Fax: 263 854 695 Página 1/24 Licores de Alenquer com Copinhos de Chocolate em saco de cartão 1(EMCP247) (EMCP599) Licor de Ginja Seleccionada S/Fruto Ribeira Nova e Embalagem 12 copos de Chocolate Licor de Ginja Seleccionada

Leia mais

INFORMAÇÃO FINAL. Dia da corrida: 5 de Outubro de 2014 Resumo do fim-de-semana

INFORMAÇÃO FINAL. Dia da corrida: 5 de Outubro de 2014 Resumo do fim-de-semana INFORMAÇÃO FINAL Dia da corrida: 5 de Outubro de 2014 Resumo do fim-de-semana Sport Expo Dias 2, 3 e 4 Outubro 10:00H - 20:00H (10am-8pm) Parque das Nações Pavilhão Atlântico - Sala Tejo Rossio dos Olivais,

Leia mais

E N C O N T R O X X V I I JORNAL SETEMBRO. A l m o ç o. Boas-Vindas Entrega de prémios. C o n v í v i o. Fim de Festa. Hotel Grão Vasco NÚMERO 36

E N C O N T R O X X V I I JORNAL SETEMBRO. A l m o ç o. Boas-Vindas Entrega de prémios. C o n v í v i o. Fim de Festa. Hotel Grão Vasco NÚMERO 36 A S SO C I A Ç Ã O D O S A N T I G O S A L U N O S DA ESCOLA INDUSTRIAL E COMERCIAL-EMÍDIO NAVARRO NÚMERO 36 JORNAL DESDE 1984 V I S E U AGOSTO 2010 CELEBRAÇÃO DE MISSA 2010 4 SETEMBRO IGREJA DO CARMO

Leia mais

1. Apresentação da Universidade de Horticultura e Indústria Alimentar de Budapeste

1. Apresentação da Universidade de Horticultura e Indústria Alimentar de Budapeste HUNGRIA BREVE APRESENTAÇÃO DO ENSINO DA ENOLOGIA E CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR VITIVINÍCOLA ANTÓNIO M. JORDÃO * * Escola Superior Agrária de Viseu, Departamento das Indústrias Agro-Alimentares, Secção de

Leia mais

Entender como direcionar ao cliente o vinho, de acordo com o cardápio;

Entender como direcionar ao cliente o vinho, de acordo com o cardápio; VINHOS Objetivo Entender como direcionar ao cliente o vinho, de acordo com o cardápio; Identificar os principais tipos de uvas e vinhos; Conhecer o processo de produção do vinho. 1. Introdução O estudo

Leia mais

CABAZ MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS

CABAZ MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS CABAZ MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS Vinho Tinto Douro Quinta da Pacheca Grande Reserva Quinta da Pacheca Sociedade Agrícola e Turística, Lda Cambres - Lamego - Consumir a: 16 C Teor Alcoólico: 13,5% Vinho Moscatel

Leia mais

Amplie o seu espaço e faça um grande negócio.

Amplie o seu espaço e faça um grande negócio. N 01 PRIMAVERA / VERÃO 2015 Popular Imóveis Amplie o seu espaço e faça um grande negócio. N 01 PRIMAVERA / VERÃO 2015 Viana do Castelo Braga Bragança Vila Real Imóveis do Norte Pág 3 Porto Aveiro Viseu

Leia mais

Jornadas de Enoturismo

Jornadas de Enoturismo Jornadas de Enoturismo Novas dinâmicas de Enoturismo no Centro de Portugal Casa da Ínsua, o passado singular e o turismo como destino . A História. O enoturismo. Comunicação internacional. Resultados A

Leia mais

Vinhos Verdes. Cooperativa de Monção 14,00 Muros de Melgaço 26,00 Muros Antigos 18,00 Palácio da Brejoeira 32,00

Vinhos Verdes. Cooperativa de Monção 14,00 Muros de Melgaço 26,00 Muros Antigos 18,00 Palácio da Brejoeira 32,00 Vinhos Verdes Brancos ½ Gazela 7,00 Muralhas 5,00 9,00 Ponte de Lima "Loureiro" 8,50 Ponte de Lima "Seco" 3,40 6,50 Ponte de Lima "Adamado" 6,50 Ponte de Lima "Loureiro C. Seleccionada" 9,00 Quinta do

Leia mais

Satellite Newspapers Portugal Distribuição de Imprensa, Jornais e Revistas, S.A.

Satellite Newspapers Portugal Distribuição de Imprensa, Jornais e Revistas, S.A. O que é a Satellite Newspapers? A Satellite Newspapers é uma multinacional presente em 8 grandes regiões: - Europa - África - América do Norte - América Central - América do Sul - Médio Oriente - Austrália

Leia mais

*Acresce taxa de IVA em vigor 1

*Acresce taxa de IVA em vigor 1 QS 04 TINTO DOC DOURO CONSENSUAL GRANDE RESERVA 2003 É um vinho com boa concentração e muito bonito na cor. Aroma fino, com fruto limpo de amora e figo, fresco e floral com ligeiras notas balsâmicas. A

Leia mais

[VERDE] Garrafa. Local. Exterior

[VERDE] Garrafa. Local. Exterior [VERDE] Quinta de Gomariz Loureiro 11,50 4,00 8,00 Adoraz 11,50 3,50 5,50 Alvarinho Pouco Comum (Quinta da Lixa) 14,00 9,50 Soalheiro Alvarinho 16,00 9,50 Quinta Alderiz Alvarinho 16,50 5,50 11,00 Quinta

Leia mais