A MAQUIAGEM E O UNIVERSO MASCULINO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A MAQUIAGEM E O UNIVERSO MASCULINO"

Transcrição

1 1 A MAQUIAGEM E O UNIVERSO MASCULINO Aretha Farina De Paoli 1 - Acadêmica do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI, Balneário Camboriú, Santa Catarina. Fernanda Blasius Monte Nevo 2 - Acadêmica do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI, Balneário Camboriú, Santa Catarina. Fabiana Thives 3 Orientadora, Professora do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI, Balneário Camboriú, Santa Catarina. Fátima Cecilia Poleto Piazza 4 Co-orientadora, Professora do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI, Balneário Camboriú, Santa Catarina. Contatos Resumo O trabalho seguinte caracteriza a utilização da maquiagem pelo segmento masculino desde o período pré-histórico até a atualidade, buscando descrever o uso, as restrições, os preconceitos e a evolução dessa tendência no mercado da estética. A importância destinada à beleza está em constante crescimento devido ao fato de ser associada ao sucesso profissional e pessoal. Pode-se analisar que o homem contemporâneo está cada vez mais crítico com sua autoimagem. Para isso utiliza cosméticos práticos e eficazes que além de embelezar auxiliam no tratamento da pele, como a maquiagem. O mercado tem observado o crescimento continuo deste público, investindo em produtos e tecnologia para conquistar e satisfazer este consumidor que se mostra fiel quando confirmada a funcionalidade do produto cosmético. Cabe ressaltar que para trabalhar com este público, o profissional deve oferecer um atendimento diferenciado além de estar em constante atualização com as tendências deste mercado. A maquiagem masculina sempre esteve presente na história da humanidade e apesar de ficar esquecida por algumas décadas, na atualidade vem conquistando cada vez mais o seu espaço. A metodologia utilizada consiste em uma pesquisa qualitativa do tipo exploratória a partir de uma análise teórica em referências bibliográficas de livros, artigos, revistas especializadas e sites da área. Palavras chaves: homem, maquiagem, história, vaidade, tendência.

2 2 1 INTRODUÇÃO O homem contemporâneo está cada vez mais vaidoso, gerando assim uma preocupação maior com a estética, não segmentando apenas os metrossexuais 1 nesse contexto. De acordo com Pereira e Hoepers (2008) é notável nas últimas décadas o aumento da vaidade masculina e a importância que os homens dão para uma boa aparência. A preocupação do homem com o corpo e a beleza ainda não se iguala a da mulher, porém, hoje estão dedicando mais tempo e dinheiro a tratamentos estéticos. Quem freqüenta academias, salões de beleza e clínicas de estética sabem que eles estão requisitando um espaço cada vez maior. Além de serem adeptos a esses lugares, também utilizam produtos cosméticos no dia-a-dia para tratamento antienvelhecimento, reguladores de oleosidade da pele, produtos clareadores, e inclusive, considerado o cosmético mais feminino, o uso da maquiagem para correções de discromias, proteção e embelezamento da face. A história revela que o uso de produtos cosméticos pelos homens remonta à Idade da Pedra, a cerca de a.c., quando o homem neandertalense começou a prender os cabelos, pintar e tatuar o corpo. Na Mesopotâmia, época de +/ a.c. a 476, o uso da maquiagem foi muito difundido pelos povos, onde, segundo França e Thives (2008), homens e mulheres se maquiavam com muito exagero. A princípio a beleza estava ligada as forças da natureza, onde o uso de cosméticos coloridos pelos homens tinha por objetivo afugentar os inimigos, demonstrar o nível social, realizações de cerimônias religiosas, ritos de puberdade, atos de magia, e porque não, até para proteger pele e olhos do sol e doenças da época (VITA 2008). Essas civilizações utilizavam pó de chumbo branco, resinas naturais, terracota, ocre, antimônio, henna, Kohl, entre outros recursos. Já na Idade Média (de 476 a 1453), de acordo com Thives e França (2008), a Igreja no poder combate o uso dos cosméticos e condena a beleza, ou seja, o culto à vaidade caracterizava o pecado, e tido pela inquisição como prática demoníaca. Porém, a partir de 1453 começa a Idade Moderna (de 1453 a 1789), e a Igreja perde o poder para os reis. Com isso, os atos de embelezamento retornam, resgatando a maquiagem entre homens e mulheres transmitindo palidez. A partir de 1789 até os dias de hoje, pode-se observar varias mudanças na utilização da maquiagem. O universo masculino está em profunda construção e transformação, fazendo com que o homem esteja em constante mudança nas atitudes e hábitos inusitados de consumo 1 Metrossexual: homem, em geral do meio urbano, que apresenta grandes cuidados estéticos e um elevado grau de sofisticação na escolha de cosméticos, vestuário e acessórios

3 3 de produtos de higiene pessoal e cosmética. Em 2007, esse nicho de mercado, movimentou cerca de US$ 36 bilhões em todo o mundo (PHILOMENO, 2008). Segundo Clark (2008) lá fora, Jean Paul Gaultier lançou em 2008 uma linha de maquiagem só para o público masculino, a Monsier. No site da grife, os produtos são apresentados como armas secretas. Pelo visto, cada vez mais homens estão escolhendo as suas. Isso comprova que o uso da maquiagem por eles está vencendo o preconceito e tornando-se um hábito diário. De acordo com Philomeno (2008) celebridades e grandes executivos, como o ator americano Brad Pitt, que tem o trabalho ligado à imagem pessoal, e homens que vão comparecer a grandes eventos, como noivos e palestrantes, por exemplo, são os que mais utilizam dos benefícios da maquiagem. Nos dias de hoje, essa busca da beleza pelos homens começa já na adolescência. Marinho (2008) afirma que os jovens têm uma preocupação grande em se destacar e ser bem visto pela sociedade. Muitos deles percebem a importância de ter alguns cuidados especiais com a pele, procurando centros de estética e beleza para suprir as necessidades e tirar suas dúvidas. Falar da beleza desperta sentimentos intensos para o público masculino que com o passar dos anos foram banidos desse ritual que agora voltam a praticar. Conforme Marinho (2008) uma pesquisa feita pela OTX e Intelligence Group com adolescentes americanos, em março de 2008, comprovou que cerca de 60% dos entrevistados se preocupam com a aparência e acreditam que beleza e boa forma são aspectos essenciais para o sucesso pessoal e profissional. Gardano (2006 apud SANTOS, 2006) destaca que hoje os homens estão mais preocupados com o cuidado de sua aparência, tanto para a melhor apresentação no trabalho, como para prevenir envelhecimento, sem medo da exposição da sua masculinidade. Muitos produtos, antes focados no segmento feminino, estão sendo lançados para atender a essas expectativas do homem. Mesmo com essa grande tendência do homem vaidoso estar crescendo e tomando lugar no mercado, muitas pessoas ainda impõem um grande preconceito. O universo masculino está passando por uma grande transformação, gerando para o homem atitudes e hábitos inusitados de consumo de produtos de higiene pessoal e cosmética. O fato de estar utilizando o mais feminino dos cosméticos, a maquiagem é um desconforto para muitos homens. Talvez não tanto a eles próprios quanto ao fato do julgamento das outras pessoas ao saberem que eles a utilizam. Para poder assumir sua vaidade, esta tem que ser uma reafirmação de sua masculinidade, não o oposto, pois muitos ainda consideram o ato de se maquiar uma

4 4 característica homossexual. O homem do século XXI tem consciência de que boa aparência é essencial para valorização do seu marketing pessoal e não se importa em utilizar a maquiagem para atingir tal objetivo. Py (2010) assegura que não existe problema algum em um homem usar maquiagem e que a maquiagem masculina é uma forma subliminar de denunciar o tradicionalismo. Na área da estética eles utilizam de terapias de relaxamento, tratamentos faciais e corporais de embelezamento e buscam produtos práticos, eficientes e seguros. Os homens querem os seus próprios produtos porque almejam ter essa decisão de consumo, que ajuda a assumir a vaidade, surgindo a necessidade de uma linha de maquiagem destinada exclusivamente a esse público. Este consumidor não pode, nem deve ser tratado como feminino por ter hábitos de compra, posturas de consumo, necessidade e desejos diferentes. Ser belo ou bela não significa mais se parecer com alguma coisa ou com alguém, mas se sentir bem em seu corpo, encontrar produtos que convenham e correspondam à sua própria personalidade (LES NOUVELLES, 2000 apud VIGARELLO, 2006). Os homens estão buscando mais suavidade e jovialidade ao seu visual. Já passou a época onde a mulher era a única destinada ao embelezamento e o homem apenas ao trabalho. A maquiagem masculina entra como uma opção para problemas estéticos como olheiras, acnes, discromias, cicatrizes, rugas e controle da oleosidade. Toda mulher sabe do poder que a maquiagem exerce sobre sua aparência, e que ela acentua os pontos positivos e minimiza os negativos, disfarçando imperfeições. Agora os homens também estão aprendendo a utilizá-la, porém de uma forma bem mais sutil. Chegamos ao estágio terminal da beleza, não no sentido de que sua história acabaria, mas no sentido de que todos os antigos limites à sua expansão desmoronaram (LIPOVETSKY 2007). Assim, o artigo seguinte tem como objetivo descrever a utilização da maquiagem para o segmento masculino nas diferentes épocas da história da humanidade, buscando caracterizar o uso, as restrições, os preconceitos e a evolução dessa tendência no mercado da estética. 2 METODOLOGIA Este estudo consiste em uma pesquisa qualitativa do tipo exploratória a partir de uma analise teórica, em referências bibliográficas de livros, artigos, revistas especializadas e sites, visando caracterizar a maquiagem no universo masculino. A pesquisa qualitativa segundo Denzin e Lincoln (2006) permite entender o universo pesquisado e localiza o pesquisador a este universo, com práticas interpretativas, apoiadas a

5 5 ferramentas comprobatórias, neste caso são os estudos já realizados, e os livros escritos por estudiosos da área. Conforme Gil (1999) As pesquisas exploratórias têm como principal finalidade desenvolver, esclarecer e modificar conceitos e idéias tendo em vista, a formulação de problemas mais precisos ou hipóteses pesquisáveis para estudos posteriores. E importante destacar que não há dados direcionados a maquiagem masculina, a que pesquisas fontes paralelas que possibilitam a compreensão e desenvolvimento desta pesquisa. 3 DESENVOLVIMENTO Para abordar a maquiagem masculina na contemporaneidade é necessário fazer uma descrição da História da Humanidade, através de uma linha do tempo, focalizando os principais momentos e acontecimentos que marcaram a evolução da arte da pintura corporal e facial até a evolução da maquiagem atual. Pré-história Esse período se estendeu desde o aparecimento do homem até por volta de a.c., quando ocorreu a invenção da escrita. França e Thives (2008) afirmam que no período Neolítico, ou Pedra Polida, encontra-se a idéia da beleza ligada às forças da natureza, possuindo, a princípio, um caráter hierárquico. Adornos e pinturas mágicas eram usados por feiticeiros, curandeiros e sacerdotes, mostrando sua condição de ligação com o mundo espiritual. Em seguida surgem as pinturas de guerra, acreditando que elas dão força ao guerreiro e assustam o adversário. A partir daí o ser humano passa a ter noção das mudanças que a pintura e os adornos provocam em si, criando dessa forma uma identidade própria (VITA, 2008). Mesopotâmia Nessa época, os homens se maquiavam com muito exagero. A pele era coberta por um pó de chumbo branco, resinas naturais e vermelhão. Usavam Kohl, a terracota, o antimônio, a henna e o índigo, e suas sobrancelhas eram grossas e naturais. Vita (2008) afirma que Assírios, persas e babilônios deixaram provas do uso de maquiagem e dos cuidados com a beleza do corpo, cabelo e rosto. A região da Mesopotâmia foi o lugar mais importante para o progresso da vida humana e para a história. Foi, sem dúvida, o berço da civilização. Sumérios Os homens desse povo eram muito vaidosos, utilizando e abusando de produtos de beleza sem nenhum constrangimento. As sobrancelhas eram unidas ao centro da testa, onde certamente utilizam de Kohl para um maior destaque. Conforme Vita (2008) a vaidade não

6 6 era prerrogativa apenas feminina. Ambos os sexos tinham acesso aos produtos e os usavam sem nenhum problema. Os homens enfeitavam-se tanto quanto as mulheres. Babilônios O uso da maquiagem pesada associada a penteados diferentes caracterizou esse povo encantado pela beleza, que investia muito quando se tratava de vaidade. Os homens impressionavam os povos de outros países, pois priorizavam a beleza maquiando-se tanto quanto as mulheres, sempre com os olhos e sobrancelhas destacados e delineados com Kohl. Os Babilônios utilizavam uma base feita de cera de abelha e carbonato básico de chumbo para embranquecer o rosto e tintas vegetais, a base de frutos silvestres amassados, nas maçãs do rosto. consideravam-se apenas guerreiros vaidosos. Assírios Os babilônios sofreram preconceito de outros povos, porém Maquiagem pesada e penteados diferentes encantavam a corte e o povo da Babilônia, que não economizava quando se tratava de maquiagem. As perucas, os rostos embranquecidos pela base feita de cera de abelha e carbonato básico de chumbo, os olhos excessivamente pintados e as maçãs do rosto enrubescidas por tintas vegetais surpreendiam os guerreiros de outros países, que chegaram a referirse à corte babilônica como um ambiente no qual os homens pareciam afeminados e não mais possuíam aspecto de guerreiros (VITA, 2008, p.21). Era um povo muito requintado, bonito e preocupado com a beleza. No que se refere à maquiagem, á registros de que eles coloriam os olhos, deixando-os escuros, com o uso de antimônio de cor preto ou amarronzado, que servia de proteção contra moscas. Pintavam o rosto com cosméticos brancos e vermelhos e enfatizavam os olhos com kohl, tornando-se ainda maiores e mais brilhantes. Eles usavam verdadeiros estojos de maquiagem, com lugar certo para colocar o sulfito de antimônio, usado para sombrear de negro os olhos. Egito É famosa a figura de um dos filhos do rei Assurbanípal, chamado Sin-schar-ischkun, que se dedicava unicamente aos prazeres da vida, passando os dias indolentemente recostado em meio às suas mulheres, penteado, maquiado e impregnado de perfume, como as damas que o acompanhavam (VITA, 2008, p.24). França e Thives (2008) afirmam que esse povo foi o primeiro a manipular a cosmética sendo praticada pelos sacerdotes com fundamentos astrológicos, que em seguida tornou-se uma prática para homenagear os mortos. Foi um povo muito vaidoso e preocupado com a higiene diária, cultivando vários hábitos ligados a beleza, como, por exemplo, os banhos e esfregações com óleos perfumados, como um ritual de beleza. No que se refere à maquiagem, a parte do corpo fundamental é a face, evidenciando os lábios e os olhos. Segundo Vita (2008, p.33) Começavam passando uma base branca, uma pomada pastosa à base de cerussita (...), ou um creme feito à base de giz e óleo de oliva, para dar um tom alvo à pele. Os

7 7 lábios eram contornados com uma pena de ave e reavivados com uma tinta amareloavermelhada proveniente do barro (chamado ocre) moído e misturado com água (...). As maçãs do rosto levavam um toque da mesma cor como se fosse um blush. França e Thives (2008) destacam que os olhos eram delineados e sempre valorizados com Kohl (espécie de carvão misturado com azeite animal), onde também era usado como proteção da claridade do sol, funcionando como um par de óculos escuros. Do ponto de vista místico, acreditava-se que os deuses Horus e Rá protegiam de infecções os olhos daqueles que usavam pintura (JULIÃO, 2010). Além disso, faziam desenhos de veias na fronte e colo e utilizavam sombras a base de malaquita de onde se extraía corantes verdes e azulados, lápis lazúli ou anil para tons azulados, açafrão para tons amarelados e pó de ouro (VITA, 2008). Grécia Nessa época, a maquiagem não teve o mesmo avanço como no Egito, porém os homens pintavam-se com moderação e apreciavam os recursos de beleza. Segundo Vita (2008), nada escapava aos gregos, eles usufruíam de óleos preciosos, perfumes, pós cosméticos, sombras de pálpebras, entre outros produtos. Os gregos idealizaram a beleza, cultuando o corpo além da preocupação com a saúde, valorizando a higiene corporal, assim como exercícios físicos. Roma Foram influenciados pela cultura grega. De acordo com França e Thives (2008) os romanos usavam cabelos curtos, encaracolados e repicados, onde para as festas lavavam, perfumavam e os pulverizavam com pó de ouro. Idade Média Os homens também se pintavam, principalmente os ligados aos imperadores. Rostos masculinos brancos de alvaiade, perucas vermelhas e faces tingidas de rosa eram comuns no império, escandalizando os tribunos do Senado, que ainda mantinha sua força, mas não conseguia controlar os modismos ( VITA, 2008, p.53). Do Século XIV até XV a Igreja determinava as leis e, segundo França e Thives (2008), combate o uso dos cosméticos, e condena a beleza, ou seja, o culto à vaidade caracterizava o pecado, e tido pela inquisição como práticas demoníacas (...). Noções de higiene são abandonadas pelo fato de estarem ligados a ritos pagãos greco-romanos. Assim, o padrão de beleza era determinado pelo poder aquisitivo. Vita (2008) afirma que no Oriente os homens eram bem masculinos, possibilitando assim uma visível separação entre os sexos. Rostos pintados não eram tolerados tampouco qualquer outro truque de embelezamento masculino. Já no Ocidente, o uso do betel (semente de palmeira) era comum entre os homens para deixar a pele, dentes e lábios com tom marrom escuro. O uso do

8 8 vermelhão e de cera colorida no rosto diferenciava os indianos além de indicar a casta de cada um. Então a partir do século XVIII o Império Romano começa a decair devido a invasões, surgindo a época dos Mouros, no qual, de acordo com França e Thives (2008), foram resgatadas as práticas de beleza e hábitos de higiene, muito utilizados para orações. Nesta época surgem os primeiros masistas, considerados profissionais que limpavam, massageavam, depilavam e maquiavam. Idade Moderna Durante a fase do Renascimento, toques de embelezamento resgatam a maquiagem, de um modo suave, utilizando enfeites e adornos para complementar o visual, porém não tanto para os homens. De acordo com Vita (2008) eles utilizavam os cabelos com um corte reto ou arredondado com chapéus, onde a barba e o bigode eram bem aceitos. Algumas máscaras eram utilizadas como protetores solares ou para ocultar identidade. Na época do Barroco, os homens utilizavam do empoamento, deixando o rosto, cabelos, colo e ombros completamente cobertos por uma fina camada de pó de arroz, transmitindo palidez era usual entre homens e mulheres. Comumente veias eram ressaltadas em tons de azul. No rosto e colo eram colados lunares ou moches em veludo, pintas falsas, que era usado tanto por homens quanto por mulheres (FRANÇA e THIVES, 2008). A partir do século XIX a elegância masculina ficou tão exagerada quanto a feminina. Vita (2008) afirma que os homens passaram a vestir roupas em cetim colorido, cobrir-se com rendas, e fazer o uso da maquiagem exagerada, com principal motivo disfarçar as marcas no rosto deixadas pela varíola que era uma doença comum da época. Idade Contemporânea O Neoclassicismo foi, segundo Thives e França (2008), um movimento cuja referência está no renascimento e raízes do classicismo grego. É uma beleza idealizada, acadêmica, retirando detalhes desnecessários. Esse período veio após a Revolução Francesa, onde a maquiagem está restrita a pessoas de comportamento socialmente inadequadas como prostitutas e atrizes. Na virada para o século XX, com a Revolução Industrial os homens ficam mais sóbrios e rigorosos, deixando a vaidade de lado e, inclusive, o uso da maquiagem. Então surgem movimentos como o Romantismo, Realismo e Impressionismo, em que a beleza é retratada de várias formas, desde ser ligada à espiritualidade e melancolia, ser aquilo que se vê, a beleza real, até ser um sentimento dramático, retratando observações do mundo exterior.

9 9 Século XX Período em que mudanças ocorrem rapidamente, e a tecnologia têm seus avanços. No começo desse século o homem é o provedor, aquele que sustenta a casa e a mulher é o enfeite. De acordo com Gonçalves (2008) Max Factor surge, através do cinema, como primeiro maquiador oficial, em 1918, lançando seus produtos no mercado. Ele era considerado um mágico que transformava as pessoas comuns em atores ídolos das telas. Então surge uma preocupação maior com cuidados da beleza, porém esse foi um século que a maquiagem do dia-a-dia foi esquecida pelos homens, apenas os artistas de cinema, teatro e televisão a utilizavam. Só nos anos 80 os contrastes se sobressaltam. Ao mesmo tempo em que os yuppies faziam o tipo esnobe e refinado, com cortes de cabelos quase personalizados e rostos limpos, a maquiagem masculina e os penteados ousados ganham força nos movimentos punks, góticos, darks e metaleiros com artistas como KISS, The Cure, Guns n Roses, entre outros. Alguns artistas como David Bowie, Michael Jackson, Boy George, Prince simbolizam a mudança da identidade masculina da época com maquiagens bastante afeminadas (MAURILIO, 2008). Na década de 90 os jovens vão ganhando espaço em todos os lugares e a maquiagem, por conseqüência, acompanha cada tribo. Os adolescentes mudam de estilo cada vez mais rápido, usando maquiagens, piercings e tatuagens. Surge o termo metrossexual para designar o homem vaidoso ao extremo (SIMPSOM, 2004). Segundo Macoviciuc (2005), artistas metrossexuais como David Beckham, Brad Pitt e Antonio Bandeiras trazem a maquiagem do cinema para o dia a dia como forma de incentivar os homens a agradar e impressionar as mulheres, ressaltando sua beleza. Outro segmento da maquiagem que vem ganhando espaço é maquiagem médica corretiva. Ela atua como camuflagem e entrou no mercado após a Segunda Guerra Mundial, na reabilitação de pilotos com queimaduras severas. O homem pode fazer uso dessa maquiagem para disfarçar olheiras, manchas diversas, cicatrizes, marcas de acne, rosácea, entre outras dermatoses, escondendo imperfeições sem perder a masculinidade. Segundo Parada e Teixeira (2010) A camuflagem cosmética é uma modalidade terapêutica desenvolvida para diminuir o sofrimento de pacientes com lesões deformantes congênitas ou adquiridas, não acessíveis a tratamentos clínicos ou cirúrgicos, permitindo uma melhora na aparência.

10 10 Século XXI No século XXI a procura por cosméticos pelo publico masculino vem crescendo muito. De acordo com Macoviciuc (2005), marcas como Jean Paul Gaultier, Lancôme, Clinique, L'Oreal e Clarins criaram linhas de produtos e maquiagens destinadas exclusivamente ao público masculino. Segundo o site especializado em maquiagem masculina da marca The Men Pen (2010), foi criado, em 2006, corretivos onde oferecem 17 tonalidades variadas para eles, onde afirmam que a diferença estaria na fórmula que deixa a maquiagem menos aparente do que a usada pelas mulheres. Pós faciais e bases tonalizam e uniformizam o aspecto da pele, minimizando o brilho excessivo. Os blushes dão um aspecto sadio ao rosto, colorindo as maçãs do rosto. Já as máscaras para cílios colorem, aumentam o volume, alongam e dão forma aos cílios. Os batons colorem suavemente e se tiverem ativos específicos, também podem aumentar o volume dos lábios. Todos esses cosméticos devem trazer consigo componentes que hidratem e tratem a pele tais como nutrientes, anti-radicais livres, anti-envelhecimento, vitaminas, etc., além do fator de proteção solar. (...) as maquiagens devem apresentar mais atribuições além de sua principal função que é embelezar, observando-se cada vez mais clains de tratamento e proteção solar UVA e UVB Julian (2008 apud MORAES, 2009). Com essa busca pela beleza da face crescendo cada vez mais entre os homens, os profissionais da área de maquiagem e estética facial necessitam fazer cursos e estudos para aperfeiçoamento nessa área. É preciso conhecer as necessidades desse consumidor, sabendo analisar como é a pele masculina e como os traços faciais podem ressaltar de maneira positiva a personalidade deles. O conhecimento em visagismo 2 auxilia os profissionais a destacar os traços de acordo com o comportamento de cada indivíduo. Segundo Hallawell (2009) o visagismo é baseado no princípio de que beleza existe quando as qualidades interiores da pessoa são reveladas, com harmonia e estética (...). A beleza de uma pessoa é uma expressão individualizada, que pode se manifestar de inúmeras maneiras. É importante ressaltar também que a imagem pessoal afeta o comportamento, mas não altera a personalidade e o temperamento. Quando a imagem não está alinhada com a personalidade, uma pessoa pode desenvolver problemas psíquicos sérios (HALLAWELL, (2009). 2 Visagismo: Conjunto de técnicas destinadas a valorizar a beleza de um rosto.

11 11 Percebe-se que os ideais de beleza também mudaram com o passar dos anos. Há tempos atrás, homens com rostos de formato retangular eram mais valorizados por transmitir força e masculinidade (HALLAWELL, 2002). Atualmente, a maioria dos artistas e modelos tem rostos ovais e hexagonais. Regiões como mandíbula, nariz, queixo e testa evidenciam a masculinidade do rosto, transmitindo força e também sensualidade. A maquiagem masculina enfatiza a beleza e a virilidade e O visagismo coloca em evidência o que há de único num rosto (HALLAWELL, 2002). O público masculino é exigente, atento a detalhes e ávido por novidades. Ele possui o direito de se cuidar, aumentando sua auto-estima e sabe que não precisa ser desleixado para afirmar sua masculinidade. Garcia, (2004) afirma que em cima deste novo hábito de costumes é permitida a maquilagem discreta, sobrancelhas redesenhadas com pinça. (...) Homem de maquiagem, vestido com roupas de grifes estilosas não é coisa do passado. A dificuldade da aceitação da maquiagem e da vaidade masculina em geral é um assunto relacionado ao preconceito e ainda é muito grande, tanto das mulheres quanto dos próprios homens. Uma sociedade em que os modelos mentais continuam de forma machista impede o avanço da quebra desse paradigma. A vaidade masculina existe desde os primórdios e na contemporaneidade vem sendo notada pelos grandes fabricantes de produtos de beleza que estão valorizando esse público que é tão fiel. Homens e mulheres estão percebendo que a beleza é fundamental para realização pessoal. Na vida pós-moderna o homem, definitivamente, vem conquistando seu espaço no mercado da beleza, com critérios de exigência muitas vezes superiores às exigências femininas em relação à escolha de produtos, serviços e profissionais. Todos têm direito de serem belos e de cuidarem de sua beleza, sejam de quais naturezas forem (SOLTYS, 2008). 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS Através dessa pesquisa foi possível perceber que o homem sempre utilizou dos recursos estéticos da maquiagem, tanto para embelezamento quanto para rituais sagrados. No decorrer da evolução das civilizações houve oscilações quanto a aplicação da maquiagem para o público masculino. Essas variações de comportamento, tanto no uso quanto no desuso deste recurso, foram influenciadas devido as mudanças culturais de atitudes e hábitos da sociedade.

12 12 Observou-se que com a Revolução Industrial, na virada para o século XX, o homem tornou-se mais sóbrio e rigoroso passando a identificar a maquiagem como um recurso de embelezamento feminino e artístico. Depois da segunda Guerra Mundial, surge a maquiagem médica corretiva, um novo segmento para camuflar cicatrizes na reabilitação de soldados. Este fato fez com que o universo masculino retomasse, aos poucos, a preocupação com sua aparência. A beleza, cada vez mais valorizada tanto pelos homens quanto pelas mulheres, é considerada fundamental para realização pessoal e profissional. Mesmo assim o preconceito quanto a abrangência da vaidade masculina ainda é grande. Desta forma, alguns homens têm receio de fazer uso da maquiagem como recurso estético. O mercado tem sinalizado a expansão deste nicho e vem criando artigos específicos para atender as necessidades e exigências do público masculino. Os produtos devem ser diferenciados tanto nas embalagens quanto na composição das fórmulas, onde os componentes correspondem às especificidades deste tipo de pele. A maquiagem para o segmento masculino deve, além de cumprir a função básica de embelezamento, agregar propriedades de tratamento como nutrição e proteção. Os homens buscam produtos práticos e funcionais para utilização diária o que leva as empresas de cosméticos a pesquisar e investir cada vez mais em tecnologia na elaboração de linhas de artigos específicos para este mercado. Por estes motivos, o profissional da área da estética que almeja trabalhar com este público precisa estar em constante atualização. Reciclar técnicas de atendimento, identificar tratamentos seguros que mostrem resultados e buscar produtos inovadores, são critérios essenciais para satisfazer este consumidor. É importante considerar que tanto o maquiador profissional quanto o homem contemporâneo precisam ter consciência de como fazer uso deste produto cosmético. A maquiagem deve respeitar noções de visagismo, ressaltando os traços que enfatizam a personalidade e a masculinidade. Convém ainda anotar que ela deve ser discreta de maneira que seja quase imperceptível. Desta análise resulta que a maquiagem masculina ainda é um recurso a ser explorado. A carência de referências bibliográficas e de divulgação caracteriza uma lacuna nesta área. Em virtude desse fato, percebe-se uma dificuldade na expansão do conhecimento e utilização deste artifício cosmético que sempre esteve presente na história da humanidade.

13 13 REFERÊNCIAS CLARK, D. Maquiagem começa a deixar de ser tabu entre os homens. G1, Rio de Janeiro, Disponível em: <http://g1.globo.com/noticias/rio/0,,mul ,00maquiagem +comeca+a+deixar+de+ser+tabu+entre+os+homens.html> Acesso em: 02 mar às 11h05min. DENZIN, N.K.; LINDOLN, Y. S. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre, Artmed, FRANÇA, B.; THIVES. F. História da Beleza. Apostila apresentada no curso de Tecnologia em Cosmetologia e Estética da UNIVALI. Balneário Camboriú, FREDIANI, M. Mercado descobre o novo homem. Atualidade cosmética, São Paulo, v. 11, n. 67, p , mar GARCIA, W. O corpo contemporâneo: a imagem do metrossexual no Brasil. Revista Virtual de Humanidades, Disponível em: <http://www.cerescaico.ufrn.br/mneme/ pdf/mneme11/097.pdf> Acesso em: 25 mar às 10h07min. GIL, A.C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas S.A., GONÇALVES, L. R.M. A história de Max Factor. Folha de São Paulo, São Paulo, 13 out HALLAWELL, P. Visagismo integrado: identidade, estilo e beleza. São Paulo: Ed. Senac, HALLAWELL, P. Visagismo: harmonia e estética. São Paulo: Ed. Senac, HOEPERS, S. M.; PEREIRA, P. M. Vaidade Masculina: Novo segmento de mercado para os profissionais da estética Trabalho acadêmico (graduação) Universidade do Vale do Itajaí. Balneário Camboriú, Disponível em: <http://siaibib01.univali.br/pdf/patricia %20Pereira%20e%20Silma%20Hoepers.pdf> Acesso em: 23 mar 2010 às 11h30min. JULIÃO, A. O Segredo da Maquiagem do Egito. Isto É, São Paulo, ano 34, n. 2098, p , jan LIPOVETSKY, G. A sociedade da decepção. São Paulo. Manole MACOVICIUC, A. Make-up: the new masculine market craving. Lipstick United, Disponível em: <http://news.softpedia.com/news/make-up-the-new-masculine-marketcraving-1736.shtml&rurl=translate.google.com.br&anno=2&usg=alkjrhgc-naf3xni2s 6D4WqTMLyI5HbloQ>. Acesso em: 25 mar às 09h13min. MARINHO. L. A. Jovens associam boa aparência com sucesso pessoal. Blog do Marinho, Disponível em: <http://marinhonoblog.blogspot.com/2008/05/jovens-associamaparncia-com-sucesso.html>. Acesso em: 22 fev às 9h50min.

14 14 MAURILIO, L. Anos 80: a moda, os ícones e os principais movimentos da década. História da moda, Disponível em:<http://fashionbubbles.com/historia-da-moda/anos-80-a-modaos-icones-e-os-principais-movimentos-da-decada/>. Acesso em: 25 mar às 00h56min. MORAES, R. Ativos funcionais ajudam maquiagens a proporcionar mais beleza e saúde. Química e Derivados, Disponível em: <http://www.quimicaederivados.com.br/revista/ qd478/maquiagem/maquiagem01.html>acesso em: 15 abr às 19h55min. PARADA, M. O. A. B.; TEIXEIRA, S.P. Maquiagem e camuflagem. Revista Brasileira de Medicina, Disponível em: <http://www.cibersaude.com.br/revista s.asp?fase=r003&id_ materia=3887>. Acesso em: 24 mar às 23h45min. PHILOMENO, R. F. Maquiagem masculina. Jornal O Povo Online, Disponível em: <http://opovo.uol.com.br/opovo/colunas/beleza/ html>. Acesso em: 20 fev às 15h20min. PY, L. A. Falando de moda. Coluna Falando de Moda, Disponível em: <http://www.falandodemoda.com.br/coluna-029.htm>. Acesso em: 20 fev às 16h40min. SANTOS, H. O homem em frente ao espelho. Cosmetics & Toiletries, São Paulo, v. 18, p. 6-13, out SIMPSOM, M. Eu me amo, eu me amo. Revista Veja, edição especial: homem, Disponível em:<http://veja.abril.com.br/especiais/homem_2004/p_022.html>. Acesso em 25 mar às 02h46min. Site da marca de cosméticos masculinos Men Pen. Disponível em: <www.themenpen.com> Acesso em: 11 abr às 19h45min. Site de dicionário online para definição do termo metrossexual. Disponível em: <http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=metrossexual> Acesso em: 23 mai às 18h17min. Site de dicionário online para definição do termo visagismo. Disponível em: <http://www.dicionariodoaurelio.com/dicionario.php?p=visagismo> Acesso em: 23 mai às 19h08min. SOLTYS, M. Reflexões gerais: reflexões filosóficas sobre a realidade contemporânea. São Paulo: Biblioteca 24x7, VIGARELLO, G. A história da beleza: O corpo e a arte de se embelezar, do renascimento aos dias de hoje. Rio de Janeiro: Ediouro, VITA, A. C. R. História da maquiagem, da cosmética e do penteado: em busca da perfeição. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2008.

Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem. Carga horária: 45hs

Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem. Carga horária: 45hs Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem Carga horária: 45hs Conteúdo: Introdução História da Maquiagem Como Limpar a Pele Pincéis para a Maquiagem Preparação da Pele Primer Base Corretivo Pó Facial Blush Olhos

Leia mais

Ideallnews. Especial Olhos

Ideallnews. Especial Olhos Especial Olhos Nota do editor Especial Olhos Maquilhagem (português europeu) ou maquilagem, maquiagem (português brasileiro) (do francês maquillage) consiste na aplicação de produtos com efeito cosmético,

Leia mais

Maquiagem no sol e na academia, sim!

Maquiagem no sol e na academia, sim! 46 Março/Abril de 2011 Maquiagem no sol e na academia, comportamento iate sim! Não há restrições para o uso do make. Realçar a beleza e proteger a pele pode ser a qualquer hora do dia, em qualquer lugar

Leia mais

Escolhendo a Base Para peles oleosas, o indicado é escolher uma base que seja oil free, ou seja livre de óleo. Para peles secas ou mistas, a base

Escolhendo a Base Para peles oleosas, o indicado é escolher uma base que seja oil free, ou seja livre de óleo. Para peles secas ou mistas, a base Preparação da Pele Mas afinal, a pele deve ser preparada antes ou depois de fazer a maquiagem nos olhos? Isto irá depender de pessoa para pessoa, de maquiador para maquiador. Muitos preferem começar a

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). MAKE UP PASSO

Leia mais

Protocolo de automaquiagem. Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia. LIVRE - Automaquiagem

Protocolo de automaquiagem. Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia. LIVRE - Automaquiagem Protocolo de automaquiagem Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia LIVRE - Automaquiagem Um dos pontos fundamentais é saber manusear o "equipamento". Pincéis, lápis e esponjas

Leia mais

Artigo Científico. Vaidade Masculina: Novo segmento de mercado para os profissionais da estética

Artigo Científico. Vaidade Masculina: Novo segmento de mercado para os profissionais da estética Artigo Científico Vaidade Masculina: Novo segmento de mercado para os profissionais da estética 1 Patrícia Guimarães Pereira - Acadêmica do curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do vale do Itajaí

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). O PROFISSIONAL

Leia mais

Detalhes de Maquiagem

Detalhes de Maquiagem Detalhes de Maquiagem Corretivos Para uma maquiagem perfeita o uso do corretivo é obrigatório, afinal ele corrige imperfeições como olheiras, espinhas, cravos, manchas e linhas de expressão. Bastão: De

Leia mais

"Manual rápido de cuidados básicos com a pele e maquiagem"

Manual rápido de cuidados básicos com a pele e maquiagem "Manual rápido de cuidados básicos com a pele e maquiagem" Saber fazer uma maquiagem é muito mais que esfumar um belo olho. Os cuidados com a pele muito antes da entrada da maquiagem garantirá não só que

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). CORREÇÕES CORREÇÕES

Leia mais

Técnicas de Maquiagem Denize Dantas Diretora de Vendas (com fotos e passo a passo)

Técnicas de Maquiagem Denize Dantas Diretora de Vendas (com fotos e passo a passo) Técnicas de Maquiagem Denize Dantas Diretora de Vendas (com fotos e passo a passo) Preparação da Pele Para a maquiagem se destacar e ficar prefeita, é necessário começar com a limpeza e hidratação da pele,

Leia mais

Internacional / Portugal

Internacional / Portugal Mercado Internacional / Portugal Volume Nº Mulheres Consumo p/ mulher Espanha 52 M 9M 5.7 França 130M 28M 4.6 Itália 95 M 22M 4.3 Portugal 9 M 3 M 3.1 Fonte: L ORÉAL internacional Fonte: L ORÉAL internacional

Leia mais

Batom líquido fácil de aplicar, dá um efeito brilhoso nos lábios.

Batom líquido fácil de aplicar, dá um efeito brilhoso nos lábios. Batom Mais um item de maquiagem indispensável: BATOM. É impossível imaginar uma bela maquiagem sem batom, certo? Apesar de conhecer e ter, muitas mulheres não sabem que existem vários tipos de batom. Há

Leia mais

Técnicas de Maquiagem

Técnicas de Maquiagem Técnicas de Maquiagem Apresentação Bem-vindas! Aprendam e estimulem a sua confiança em vender. Façam perguntas durante a reunião. Dividam as experiências. 2 Objetivos No final desta reunião, vocês serão

Leia mais

!!!! CATÁLOGO DE CURSOS! 2014! 1o semestre! www.lucianamedeiros.com.br! 1

!!!! CATÁLOGO DE CURSOS! 2014! 1o semestre! www.lucianamedeiros.com.br! 1 CATÁLOGO DE CURSOS 2014 1o semestre www.lucianamedeiros.com.br 1 1) Cursos Profissionalizantes de Maquiador Formação básica e aprofundamentos - voltados para quem deseja atuar como maquiador em diferentes

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: ARTE PROFESSORA: Cristiana de Souza DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 6º ANO TURMA: ALUNO (A): RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL Nº: 01.

Leia mais

Maquiagem Mineral: uma descrição das suas características no mercado cosmético

Maquiagem Mineral: uma descrição das suas características no mercado cosmético 1 Maquiagem Mineral: uma descrição das suas características no mercado cosmético Adriana de Oliveira Giaboeski 1 - Acadêmica do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI,

Leia mais

Produtos para fazer um contorno perfeito:

Produtos para fazer um contorno perfeito: Introdução A maquiagem corretiva caiu no gosto das mulheres, e cada vez mais técnicas surgem para te ajudar na missão de afinar e ressaltar pontos estratégicos do rosto. Foi a pensar nisso que decidimos

Leia mais

Visagismo. Profa Elaine C. S. Ovalle

Visagismo. Profa Elaine C. S. Ovalle Visagismo Profa Elaine C. S. Ovalle O criador Fernand Aubry, o criador do visagismo, em 1937, deixa claro que se tratava de um conceito. Não é uma técnica "Não existe mulher sem beleza, somente belezas

Leia mais

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12 lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12 lábios BATOM Batom com vitaminas para uma sensação suave nos lábios. Possui textura cremosa e se espalha facilmente devido a sua textura suave mantendo os lábios hidratados.

Leia mais

DESIGNER DE SOBRANCELHA- SALESIANO

DESIGNER DE SOBRANCELHA- SALESIANO DESIGNER DE SOBRANCELHA- SALESIANO Prof. Ft. SuélenZanquim Histologia do Pêlo Pêlos são apencides, (é uma das provas da Teoria da Evolução proposta por Charles Darwin), filiformes de origem dérmica e formados

Leia mais

Curso de Maquiagem. Profissional. Make - up para: Baladas Dia-a-dia Eventos

Curso de Maquiagem. Profissional. Make - up para: Baladas Dia-a-dia Eventos Curso de Maquiagem Profissional Make - up para: Baladas Dia-a-dia Eventos Visagismo é a arte de criar uma imagem pessoal que revela as qualidades interiores de uma pessoa, de acordo com suas características

Leia mais

DICAS DE MAQUIAGEM. Seus cabelos devem estar presos para trás ou com uma faixa deixando todo o seu rosto a mostra;

DICAS DE MAQUIAGEM. Seus cabelos devem estar presos para trás ou com uma faixa deixando todo o seu rosto a mostra; DICAS DE MAQUIAGEM Primeiramente você deve estar com o seu rosto muito bem limpo, tonificado e hidratado de preferência com um creme que contenha filtro solar (pois as luzes do palco também contém raios

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). SEQUÊNCIA DA

Leia mais

Guia Prático de Maquilhagem

Guia Prático de Maquilhagem Inês Franco Guia Prático de Maquilhagem Dicas e truques para aprender a maquilhar-se em todas as ocasiões Prefácio de Cristina Ferreira Índice Prefácio..............................11 Introdução...........................

Leia mais

Estudo de vários tipos de Rosto (nariz, boca e Queixo) Prof(as): Fatima Queiroz Jeanny Guimarães

Estudo de vários tipos de Rosto (nariz, boca e Queixo) Prof(as): Fatima Queiroz Jeanny Guimarães Estudo de vários tipos de Rosto (nariz, boca e Queixo) Prof(as): Fatima Queiroz Jeanny Guimarães Analise de Rostos A consultoria começa com a análise do formato de rosto. O visagista irá identificar através

Leia mais

Prática Nutrição Externa

Prática Nutrição Externa Prática Nutrição Externa Demonstração prática de uso dos produtos de nutrição externa e seus efeitos imediatos. Como a pele é o maior órgão do corpo os produtos são recomendados tanto para homens quanto

Leia mais

MAQUIAGEM. www.organizesuavida.com.br

MAQUIAGEM. www.organizesuavida.com.br MAQUIAGEM Maquiagem passo a passo Seu rosto deve estar extremamente limpo, tonificado e hidratado. Seus cabelos devem estar presos para trás ou com uma faixa deixando todo o seu rosto a mostra. Lave o

Leia mais

Usos e Costumes. Nos Dias Atuais TIAGO SANTOS

Usos e Costumes. Nos Dias Atuais TIAGO SANTOS Usos e Costumes Nos Dias Atuais TIAGO SANTOS [ 2 ] Prefácio Nos dias atuais temos visto muitas mudanças de paradigmas nos regulamentos internos de nossas instituições. Isso tem ocorrido pela demanda de

Leia mais

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico).

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Arte 1º. Ano do Ensino Médio 1º. Trimestre - Conteúdo Avaliativo: Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Períodos Artísticos: Pré-História/Idade Antiga

Leia mais

CORPO FEMININO E DETERMINAÇÕES DA INDÚSTRIA CULTURAL: CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA SOCIAL Bruna Trevizoli Ferraz Lobo 1

CORPO FEMININO E DETERMINAÇÕES DA INDÚSTRIA CULTURAL: CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA SOCIAL Bruna Trevizoli Ferraz Lobo 1 CORPO FEMININO E DETERMINAÇÕES DA INDÚSTRIA CULTURAL: CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA SOCIAL Bruna Trevizoli Ferraz Lobo 1 (Orientador) Profa. Dra. Tatiana Machiavelli Carmo Souza 2 RESUMO O presente trabalho

Leia mais

IDENTIDADE E AUTORRETRATO

IDENTIDADE E AUTORRETRATO IDENTIDADE E AUTORRETRATO Greice Silveira Monica Neves Rodrigues Justificativa O desenho é de grande importância na construção da identidade da criança, colocando-a presente no mundo, criando relações

Leia mais

CENTROS DE BELEZA, SERVIÇOS OFERECIDOS E O PERFIL DO PROFISSIONAL DA REGIÃO NORTE DA CIDADE DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ, SC

CENTROS DE BELEZA, SERVIÇOS OFERECIDOS E O PERFIL DO PROFISSIONAL DA REGIÃO NORTE DA CIDADE DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ, SC 1 CENTROS DE BELEZA, SERVIÇOS OFERECIDOS E O PERFIL DO PROFISSIONAL DA REGIÃO NORTE DA CIDADE DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ, SC Carolainy Cim 1 Thais Berto Hoepers 2 Marli Machado 3 Resumo: A procura pelo padrão

Leia mais

Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach.

Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach. Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach. Ana Lúcia de Paula Silva Daiane Lima de Souza Gleiciane Duarte Silva Luciana Mendes de Souza Luzia da Conceição Azevedo Rebeca

Leia mais

Índice. Introdução... 17 QUANDO OS INGREDIENTES NATURAIS DÃO UMA AJUDA... 19

Índice. Introdução... 17 QUANDO OS INGREDIENTES NATURAIS DÃO UMA AJUDA... 19 Índice Introdução........................................ 17 QUANDO OS INGREDIENTES NATURAIS DÃO UMA AJUDA................................ 19 Ovo.............................................. 22 Limão............................................

Leia mais

Tempos Antigos. Barroco e o Rococó

Tempos Antigos. Barroco e o Rococó Estes textos são produzidos sob patrocínio do Departamento Cultural da Clínica Naturale.Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.

Leia mais

Arte Africana. 7º Ano 4º Bimestre Artes Professor Juventino

Arte Africana. 7º Ano 4º Bimestre Artes Professor Juventino Arte Africana 7º Ano 4º Bimestre Artes Professor Juventino África O Brasil é um país mestiço, nossa cultura é composta de uma mistura de etnias. Parte relevante de nossa raiz cultural é o povo africano,

Leia mais

GABRIELA AZEVEDO E MARIANA ALMEIDA

GABRIELA AZEVEDO E MARIANA ALMEIDA GABRIELA AZEVEDO E MARIANA ALMEIDA o decorrer da história das sociedades, os padrões de beleza de homens e mulheres foram se transformando. Até hoje, no Oriente, o idoso é valorizado por sua sabedoria

Leia mais

Curso Maquiagem para Festas e Noivas

Curso Maquiagem para Festas e Noivas Seja bem Vindo! Curso Maquiagem para Festas e Noivas CursosOnlineSP.com.br Carga horária: 45hs Conteúdo Programático: Introdução História da Maquiagem Profissão: Maquiador Como Limpar a Pele Pinceis de

Leia mais

OBJETIVOS: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO:

OBJETIVOS: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO: CONTEÚDO: Gênero: Retrato /Fotografia Técnica: Pintura óleo sobre tela Elementos formais: cor e luz Os recursos formais de representação: figuração

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS ARARANGUÁ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS ARARANGUÁ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS ARARANGUÁ CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA Qualificação Profissional em Maquiador PRONATEC Área

Leia mais

A Influência do Batom na Autoestima da Mulher 1

A Influência do Batom na Autoestima da Mulher 1 A Influência do Batom na Autoestima da Mulher 1 Alexandre de GODOI 2 Aldiane ELLER 3 Carla CECON 4 Gabriel Fiore de OLIVEIRA 5 Larissa ALEONA 6 Larissa KOVELIS 7 Lucas VITORE 8 Marina Turqueto MURARI 9

Leia mais

Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem. Carga horária: 45hs

Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem. Carga horária: 45hs Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem Carga horária: 45hs Conteúdo: Introdução História da Maquiagem Como Limpar a Pele Pincéis para a Maquiagem Preparação da Pele Primer Base Corretivo Pó Facial Blush Olhos

Leia mais

História da Arte - Linha do Tempo

História da Arte - Linha do Tempo História da Arte - Linha do Tempo PRÉ- HISTÓRIA (1000000 A 3600 a.c.) Primeiras manifestações artísticas. Pinturas e gravuras encontradas nas paredes das cavernas. Sangue de animais, saliva, fragmentos

Leia mais

A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude.

A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude. A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude. Imagem profissional. O que faz parte dela? "Você é o cartão de visitas da Habilidades, talentos, experiência, currículo, entrega e...imagem.

Leia mais

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX Neoclassicismo ou Academicismo: * Últimas décadas do século XVIII e primeiras do XIX; * Retoma os princípios da arte da Antiguidade grecoromana; * A

Leia mais

UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS

UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS APRESENTAÇÃO No universo corporativo, as regras de conduta e comportamento são mais claras e rígidas do que na vida social. Para projetar a imagem institucional adequada,

Leia mais

Cosméticos para a Terceira Idade

Cosméticos para a Terceira Idade Cosméticos para a Terceira Idade Fevereiro de 2014 1 Introdução 2 Apresentação do Estudo Objetivos Compreender o significado do tema Beleza para as mulheres da classe BC acima de 60 anos; Entender as necessidades

Leia mais

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11 lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11 lábios BATOM Batom com vitaminas para uma sensação suave nos lábios. Possui textura cremosa e se espalha facilmente devido a sua textura suave mantendo os lábios hidratados.

Leia mais

A arte na Grécia. Capítulo 3

A arte na Grécia. Capítulo 3 A arte na Grécia Capítulo 3 Por volta do século X a. C, os habitantes da Grécia continental e das ilhas do mar Egeu formavam pequenas comunidades, distantes umas das outras, e falavam diversos dialetos.

Leia mais

MAQUIAGEM VIRTUAL FERRAMENTA COMPLEMENTAR AOS INSTRUMENTOS DO PROFISSIONAL MAKEUP 1

MAQUIAGEM VIRTUAL FERRAMENTA COMPLEMENTAR AOS INSTRUMENTOS DO PROFISSIONAL MAKEUP 1 MAQUIAGEM VIRTUAL FERRAMENTA COMPLEMENTAR AOS INSTRUMENTOS DO PROFISSIONAL MAKEUP 1 Giseli Panozzo 2 Stéfani Pires 3 Fabiana Thives 4 Eduardo Alexandre Cazionato Gomes 5 Resumo: Com o avanço de vários

Leia mais

AULA DE AUTOMAQUIAGEM E MAQUIAGEM DA ANFITRIÃ:

AULA DE AUTOMAQUIAGEM E MAQUIAGEM DA ANFITRIÃ: AULA DE AUTOMAQUIAGEM E MAQUIAGEM DA ANFITRIÃ: Meninas, eu escrevi esta aula para vocês treinarem em si próprias e ensinarem suas clientes. A coisa mais importante é nossa cliente saber que não há uma

Leia mais

RICO EM vitaminas. Fios fortes, revitalizados, nutridos, brilhantes e hidratação intensa. diferença nos cabelos. Linha Pós Química BEAUTYPARIS

RICO EM vitaminas. Fios fortes, revitalizados, nutridos, brilhantes e hidratação intensa. diferença nos cabelos. Linha Pós Química BEAUTYPARIS Linha Pós Química BEAUTYPARIS RICO EM vitaminas que fazem a diferença nos cabelos Fios fortes, revitalizados, nutridos, brilhantes e hidratação intensa Proporciona sinergicamente aos cabelos maleabilidade

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). SOBRANCELHA E

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC CONSULTORIA SOLIDÁRIA: MODA BRECHÓ

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC CONSULTORIA SOLIDÁRIA: MODA BRECHÓ SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC CONSULTORIA SOLIDÁRIA: MODA BRECHÓ PARTICIPANTES: AMANDA CAROLINE COLOGNI - 060.115.469-00 FRANCIELE PEREIRA ANTUNES - 067.639.869-39 NAIARA DA ROSA PIRES

Leia mais

Século XIX na Europa as inovações na arte. Predomínio do neoclassicismo ou academicismo

Século XIX na Europa as inovações na arte. Predomínio do neoclassicismo ou academicismo Século XIX na Europa as inovações na arte { Predomínio do neoclassicismo ou academicismo ANTIGUIDADE CLÁSSICA IDADE MÉDIA NEOCLASSICISMO OU ACADEMICISMO ROMANTISMO RENASCIMENTO BARROCO ROCOCÓ NEOCLÁSSICO

Leia mais

II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN).

II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN). II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN). 1. FINALIDADE Estabelecer procedimentos uniformes para a apresentação

Leia mais

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS:

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: Romantismo Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: 1. ( C ) Foi a primeira e forte reação ao Neoclassicismo. 2. ( E ) O romantismo não valorizava a

Leia mais

Personagens no Autodesk Sketchbook Pro

Personagens no Autodesk Sketchbook Pro Personagens no Autodesk Sketchbook Pro Humberto Thimoteo da Cunha Descrição da Classe: Uma demonstração de como desenhar, pintar e dar vida aos personagens utilizando o Sketchbook Pro, demonstrando os

Leia mais

A CROMOTERAPIA NA UMBANDA

A CROMOTERAPIA NA UMBANDA A CROMOTERAPIA NA UMBANDA I. INTRODUÇÃO A utilização da cor em qualquer religião, ou melhor, em qualquer processo mágico remonta aos tempos mais antigos. A luz é uma vibração energética, da mesma forma

Leia mais

Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos.

Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos. Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos. Os tutoriais são apenas de diferentes maquiagens para os olhos, com a pele já preparada.

Leia mais

Iberostar Bahia. Sensação SPA

Iberostar Bahia. Sensação SPA Iberostar Bahia A vida deve ser vivida com alegria. Para consegui-lo, foram elaborados alguns tratamentos inspirados nas propriedades benéficas d água e das algas marinas no cultivo da beleza e da saúde.

Leia mais

A Dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma

A Dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma Dança Desde 1982, no dia 29 de abril, comemora-se o dia internacional da dança, instituído pela UNESCO em homenagem ao criador do balé moderno, Jean- Georges Noverre. A Dança é a arte de mexer o corpo,

Leia mais

E-Book. 4 Segredos e dicas de maquiagem que ninguém revela!

E-Book. 4 Segredos e dicas de maquiagem que ninguém revela! E-Book 4 Segredos e dicas de maquiagem que ninguém revela! 4 Segredos e dicas de maquiagem que ninguém revela! Olá, Preparei um material para divulgar alguns segredos e dicas de maquiagem que ninguém comenta.

Leia mais

CUIDADOS COM A BELEZA

CUIDADOS COM A BELEZA CUIDADOS COM A BELEZA Dihego Pansini Getúlio Cantão Quando observamos os padrões de beleza determinados pela sociedade no decorrer dos, podemos perceber que a mesma possui uma característica de transitoriedade,

Leia mais

Falando sobre o 10/6/2010

Falando sobre o 10/6/2010 Falando sobre o C 1 Cosméticos: Tudo que muda a aparência 2 Skin Care Conhecimentos básicosb 3 O que é Skin Care? É uma categoria formada por produtos, de alta tecnologia, destinados ao tratamento da pele;

Leia mais

Consultoria Visagista

Consultoria Visagista Consultoria Visagista assbardot@gmail.com A consultoria A proposta do Visagismo está alicerçada na lapidação da beleza individualizada, valorizando o belo já existente nas estruturas de cada indivíduo.

Leia mais

Fotos necessárias para a confecção da estatueta. Rosto

Fotos necessárias para a confecção da estatueta. Rosto Fotos necessárias para a confecção da estatueta Todo o trabalho é referenciado em fotos, ou seja, não nos responsabilizamos por material fotográfico que confecção, para isto criamos este guia, para atender

Leia mais

Sumário PARTE 1. Orientações

Sumário PARTE 1. Orientações Sumário PARTE 1 Orientações 1 História e oportunidades de carreira na estética Breve história dos cuidados com a pele...5 Estilo, cuidados com a pele e asseio ao longo do tempo...7 Possibilidades de carreira

Leia mais

A Representação do Metrossexual na Edição Brasileira da Men s Health 1

A Representação do Metrossexual na Edição Brasileira da Men s Health 1 A Representação do Metrossexual na Edição Brasileira da Men s Health 1 Rafaell Carneiro e SILVA 2 Cintia Cerqueira CUNHA 3 Universidade de Uberaba, Uberaba, MG RESUMO O presente trabalho trata de uma análise

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE BASES PARA MAQUIAGEM: UM ESTUDO SUGESTIVO DE RÓTULO

CLASSIFICAÇÃO DE BASES PARA MAQUIAGEM: UM ESTUDO SUGESTIVO DE RÓTULO CLASSIFICAÇÃO DE BASES PARA MAQUIAGEM: UM ESTUDO SUGESTIVO DE RÓTULO Daisy Lucia da Silva 1 - Acadêmica do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI, Balneário Camboriú,

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO TEXTO O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana, ocorreram nesse

Leia mais

make up movimento use e surpreenda-se!

make up movimento use e surpreenda-se! make up em movimento use e surpreenda-se! A ZANPHY COSMÉTICOS é uma marca brasileira que nasceu em 1998 que veio com o intuito de inovar o mercado oferecendo produtos de qualidade e acessíveis à mulher

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE COSMÉTICOS NOS UNIVERSITÁRIOS DO CESUMAR ATRAVÉS DA APLICAÇÃO DE UM QUESTIONÁRIO DIRECIONADO

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE COSMÉTICOS NOS UNIVERSITÁRIOS DO CESUMAR ATRAVÉS DA APLICAÇÃO DE UM QUESTIONÁRIO DIRECIONADO ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE COSMÉTICOS NOS UNIVERSITÁRIOS DO CESUMAR ATRAVÉS DA APLICAÇÃO DE UM QUESTIONÁRIO

Leia mais

Os princípios da composição do vestuário levam em conta os seguintes aspectos:

Os princípios da composição do vestuário levam em conta os seguintes aspectos: Princípios de Composição do Vestuário Para trabalhar com roupas mais elaboradas é importante conhecer os princípios de composição do vestuário. Neste nicho de mercado, este tipo de peça é desenvolvido

Leia mais

A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO. Korina Costa

A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO. Korina Costa Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 155 A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO Korina Costa Arquiteta e Urbanista, Especialista em Docência do Ensino

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). HISTÓRIA DA MAQUIAGEM

Leia mais

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa:

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa: Neoclassicismo Questão 01 De acordo com a tendência neoclássica, uma obra de arte só seria perfeitamente bela na medida em que imitasse não as formas da natureza, mas as que os artistas clássicos gregos

Leia mais

Campanha de prevenção do cancro da pele

Campanha de prevenção do cancro da pele Campanha de prevenção do cancro da pele Use o protetor solar adequado. Proteja-se com chapéu e óculos de sol. Evite a exposição solar entre as 11:00 e as 17:00. www.cm-loures.pt facebook.com/municipiodeloures

Leia mais

História da Arquitetura

História da Arquitetura Subdivisão da História da Arte - estudo da evolução histórica da arquitetura. Seus princípios Idéias Realizações Cronologia 1. Pré-História Arquitetura neolítica 2. Antigüidade Arquitetura egípcia Arquitetura

Leia mais

LISTA DE ARTE. Quais são os elementos construídos no quadro, pelo artista em questão, que enfatizam os acontecimentos em destaque?

LISTA DE ARTE. Quais são os elementos construídos no quadro, pelo artista em questão, que enfatizam os acontecimentos em destaque? Ensino Médio Unidade Parque Atheneu Professor (a): Elias Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE ARTE 1) Após analisar a obra a seguir, responda o que se pede. Os fuzilamentos de 3 de Maio de 1808.

Leia mais

Leitura de imagens. DEPEJA Setor de Educação de Jovens e Adultos

Leitura de imagens. DEPEJA Setor de Educação de Jovens e Adultos Leitura de imagens DEPEJA Setor de Educação de Jovens e Adultos LEITURA DE IMAGEM 1º. Passo: Identifique Como a obra visual foi feita (composição) Como o artista a produziu 2º. Passo: Contextualize Quem

Leia mais

ESTILO E IDENTIDADE. Autores: TACIANA CORREIA PINTO VIEIRA DE ANDRADE E CARMEM LÚCIA DE OLIVEIRA MARINHO

ESTILO E IDENTIDADE. Autores: TACIANA CORREIA PINTO VIEIRA DE ANDRADE E CARMEM LÚCIA DE OLIVEIRA MARINHO ESTILO E IDENTIDADE Autores: TACIANA CORREIA PINTO VIEIRA DE ANDRADE E CARMEM LÚCIA DE OLIVEIRA MARINHO Introdução Por milhares de anos, foi possível concordar que a mais importante linguagem do homem

Leia mais

A Influência e Benefício das Cores da Cromoterapia através do Cosmético Maquiagem.

A Influência e Benefício das Cores da Cromoterapia através do Cosmético Maquiagem. A Influência e Benefício das Cores da Cromoterapia através do Cosmético Maquiagem. Bruna Mundt 1 Vanessa A. Bento 2 Fabiana Thives 3 Marcela Machado 4 Resumo: Compor a cromoterapia ao cosmético maquiagem

Leia mais

GUIA DO CUIDADO DA PELE PARA HOMEM

GUIA DO CUIDADO DA PELE PARA HOMEM Essencial para o Homem GUIA DO CUIDADO DA PELE PARA HOMEM SUAVE. ALIVIADA. PROTEGIDA. Soluções para o cuidado da pele de cada homem desde os produtos essenciais para a pele, aos produtos anti envelhecimento

Leia mais

INTERFERÊNCIA DO ESTILO PESSOAL E DA MODA NAS ESCOLHAS DOS ELEMENTOS QUE AS MULHERES CONTEMPORÂNEAS ELEGEM PARA O SEU VISUAL

INTERFERÊNCIA DO ESTILO PESSOAL E DA MODA NAS ESCOLHAS DOS ELEMENTOS QUE AS MULHERES CONTEMPORÂNEAS ELEGEM PARA O SEU VISUAL INTERFERÊNCIA DO ESTILO PESSOAL E DA MODA NAS ESCOLHAS DOS ELEMENTOS QUE AS MULHERES CONTEMPORÂNEAS ELEGEM PARA O SEU VISUAL Autora: CARMEM LÚCIA DE OLIVEIRA MARINHO Introdução Todos os elementos de diferenciação

Leia mais

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera Fauvismo 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino Fauve = Fera Fauves (feras) foi a palavra utilizada pelo crítico de arte Louis Vauxcelles para caracterizar um grupo de jovens pintores que expuseram em

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES MERCOSUL/GMC/RES. Nº 07/05 REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e as Resoluções

Leia mais

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA PERÍODO PRÉ-HISTÓRICO

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA PERÍODO PRÉ-HISTÓRICO HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA INTRODUÇÃO A História da Educação Física relaciona-se com todas as ciências que estudam o passado e o presente das atividades humanas e a sua evolução. O homem, condicionado

Leia mais

4. Palavras-chave: Converse, pop arte, campanha promocional, criatividade.

4. Palavras-chave: Converse, pop arte, campanha promocional, criatividade. 1 1. Portfólio Co.De 2. Autoria: Júlian Luise Toffoli Professor Orientador: Rodrigo Valente e Cátia Schuh Instituição de Ensino Superior: ESPM RS 3. Resumo: Este trabalho faz uma defesa criativa da campanha

Leia mais

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO Aula 3.2-2 1. A Anunciação é uma das obras mais conhecidas de Leonardo da Vinci. Feita por volta do ano de 1472, ela retrata uma das cenas bíblicas mais famosas de todos os tempos. Escreva nas linhas abaixo

Leia mais

Curso. Maquiagem Profissional

Curso. Maquiagem Profissional Seja Bem Vindo! Curso Maquiagem Profissional Carga horária: 45hs 1 Dicas importantes Nunca se esqueça de que o objetivo central é aprender o conteúdo, e não apenas terminar o curso. Qualquer um termina,

Leia mais

ALUNO: - ANO - TURMA - DATA \ \ 201. Ficha de Aula de Arte I Trimestre

ALUNO: - ANO - TURMA - DATA \ \ 201. Ficha de Aula de Arte I Trimestre ALUNO: Nº - ANO - TURMA - DATA \ \ 201 Profª Ana Lúcia Leal Ficha de Aula de Arte I Trimestre Arte no Antigo Egito Uma das principais civilizações da Antiguidade foi a que se desenvolveu no Egito. Era

Leia mais

TEMAS TRANSVERSAIS DOS PCNs: o que ensinar sobre gênero e sexualidade?

TEMAS TRANSVERSAIS DOS PCNs: o que ensinar sobre gênero e sexualidade? Maria de Fátima da Cunha. UEL/Londrina. Docente TEMAS TRANSVERSAIS DOS PCNs: o que ensinar sobre gênero e sexualidade? Para Tomaz Tadeu da Silva, as narrativas dos currículos podem, explícita ou implicitamente,

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO. Amanda Medeiros Cecília Aragão

CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO. Amanda Medeiros Cecília Aragão CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO Amanda Medeiros Cecília Aragão Mais importante do que a roupa é a vida que se vive dentro da roupa. A gente é mais bonita quando está feliz. Quem se

Leia mais

A comunicação de sites de clínicas de cirurgia plástica

A comunicação de sites de clínicas de cirurgia plástica Departamento de Comunicação Social A comunicação de sites de clínicas de cirurgia plástica Aluna: Juliana d Arêde Orientador: José Carlos Rodrigues Introdução A evolução de técnicas estéticas acompanha

Leia mais

O NÚMERO DE OURO E SUA RELAÇÃO COM A BELEZA E HARMONIA DOS OBJETOS. GT 10 - Docência em Matemática: desafios, contextos e possibilidades

O NÚMERO DE OURO E SUA RELAÇÃO COM A BELEZA E HARMONIA DOS OBJETOS. GT 10 - Docência em Matemática: desafios, contextos e possibilidades O NÚMERO DE OURO E SUA RELAÇÃO COM A BELEZA E HARMONIA DOS OBJETOS GT 10 - Docência em Matemática: desafios, contextos e possibilidades Marília Lidiane Chaves da Costa marilialidiane@gmail.com Izamara

Leia mais