Regulamento ART. 1º - DEFINIÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulamento ART. 1º - DEFINIÇÃO"

Transcrição

1 Regulamento ART. 1º - DEFINIÇÃO O 1 Rally KAYO DE REGULARIDADE 2014 é uma competição promovida pelo AUTOMÓVEL CLUBE DE JOINVILLE, dia 12 de Abril de 2014, com programação que será posteriormente divulgada, patrocinado por empresas de diversos setores da economia, com apoio técnico do Clube do Jipeiro de Joinville, homologado e supervisionado pela FAUESC Federação Catarinense Automobilismo, sendo regido pelo Regulamento Geral de Rally de Regularidade 2014 da CBA e pelo Código Desportivo do Automobilismo 2014 CDA, submetido em todos seus momentos ao Código de Trânsito. O Rally caracteriza-se por ser uma modalidade desportiva, cada equipe formada por piloto e navegador precisa manter-se dentro do roteiro e das médias de velocidade impostas pela organização através do livro de bordo.. Cada metro percorrido é uma surpresa e cada segundo uma emoção diferente! Ao longo do trajeto estarão dispostos postos de controle que monitoram a dupla. Para cada décimo de segundo atrasado ou adiantado a dupla perde 1 ponto! Ganha a dupla que perder menos pontos. Para os itens não definidos neste Regulamento aplicam-se as Normas do Regulamento Geral de Rally Cross Country de Regularidade 2014 da CBA e do Código Desportivo de Automobilismo 2014 CDA. ART. 2º - RESPONSABILIDADES

2 O ato da inscrição para o 1º Rally KAYO DE REGULARIDADE caracteriza que os participantes (piloto, navegador e acompanhantes), e seus responsáveis legais assumem todos os riscos decorrentes da sua participação, consigo ou com outrem, com os seus veículos equipamentos, isentando de responsabilidade os Promotores, Organizadores, Patrocinadores, FAUESC e a CBA de quaisquer acidentes, independentemente do tipo ou natureza, que possam ocorrer antes, durante ou depois da prova. ART. 3º - CATEGORIAS Categoria Estreante: Serão permitidas inscrições de participantes sem nenhuma experiência anterior em provas do gênero mesmo que tenham participado de outros rallys nas categorias denominadas novatos, estreantes, amadores, iniciantes ou afins. Categoria Turismo: Serão permitidas inscrições de participantes com experiência anterior em provas do gênero, em qualquer categoria, independente dos resultados alcançados nas mesmas. Caso haja comprovação de participação irregular do piloto, navegador ou de um dos acompanhantes, mesmo que posteriormente à realização do evento, os concorrentes serão desclassificados. ART. 4º - INCRIÇÕES O limite de inscritos é de 180 (cento e oitenta) veículos participantes, independentemente das categorias. Este limite poderá ser modificado pela Organização no Regulamento Particular de Prova. As inscrições deverão ser feitas sempre pela internet no site oficial do evento,

3 A taxa de inscrição será de R$ 100,00 (cem reais) por veículo mais 5kg de alimentos, não perecíveis, OU R$10,00 destinados à entidades filantrópicas. ART. 5º - PARTICIPANTES Para todas as categorias somente serão aceitas inscrições de pilotos maiores de 18 (dezoito) anos devidamente habilitados. Em todas as categorias os navegadores menores de 18 (dezoito) anos, e os zequinhas menores de 18 (dezoito) anos, deverão apresentar, no ato da inscrição, autorização dos responsáveis, desde que não estejam competindo com seus pais ou responsáveis legais. Os participantes deverão estar munidos do documento de propriedade do veículo, da carteira de identidade de cada um dos ocupantes e da carteira de habilitação do piloto. ART. 6º - VEÍCULOS ADMITIDOS Serão admitidos todos veículos motorizados, desde que devidamente licenciados, sendo vedada a participação de motos, quadriciclos e triciclos. Cada veículo deverá ser apresentado para a vistoria em local, data e horários previamente determinados pela Organização através da programação divulgada no site oficial do evento. Ficará a critério da Organização com a anuência dos Comissários Desportivos proibirem ou não a largada ou a continuidade na prova de qualquer veículo que não reúna as mínimas condições de segurança. O desrespeito a esta decisão por parte

4 dos concorrentes pode a critério da Organização impossibilitar a participação dos mesmos em eventos futuros. ART. 7º - DOCUMENTAÇÃO DO VEÍCULO Será obrigatória a apresentação do documento do veículo na Secretaria de Prova para a liberação da inscrição, junto com os demais documentos da inscrição. Caso o veículo não seja de propriedade de um dos participantes inscritos será necessário apresentar junto ao documento de propriedade do veículo uma autorização do proprietário do veículo responsabilizando-se civil e criminalmente pela utilização do mesmo, atestando ainda, que este proprietário do veículo possui ciência que este será utilizado em competição de rally, nos termos acima. Se o veículo estiver em nome de pessoa jurídica, a autorização deverá ser assinada pelo representante legal da sociedade. O veículo deverá reunir toda a condição de trafegar em vias abertas ao público, em conformidade com o Código de Transito. ART. 8º - ADESIVAGEM Será fornecido um mapa de adesivagem com a disposição exata de aplicação das peças gráficas. Esta disposição das peças deve ser cumprida fielmente, sendo que o desrespeito a este layout será penalizado conforme descrito neste Regulamento. Para os participantes, haverá espaços determinados para os seus patrocínios próprios, conforme consta no mapa de adesivagem, divulgado através do site oficial do evento.

5 Na vistoria e na largada, a adesivagem do veículo será verificada. Caso a adesivagem não esteja de acordo com o mapa divulgado pela organização do evento, o veículo não poderá largar, até sua conformidade. ART. 9º - ORDEM DE LARGADA Para todas as categorias concorrentes terão a sua ordem de largada definida pela ordem de inscrição. Os numerais dos carros, fornecidos pela organização, seguirá a ordem de largada prevista. É permitida a alteração na ordem de largada pelo Diretor de Prova com a devida anuência dos Comissários Desportivos. ART INSTRUMENTOS DE NAVEGAÇÃO E PLANILHA É expressamente proibido, para qualquer categoria, o uso de navegação integrada, ou seja, qualquer dispositivo que permita ao competidor a comparação numérica, em tempo (segundos) ou em distância (metros), do seu posicionamento com o posicionamento ideal da prova (Ex.:Totem, Compass, MasterNav, PalmTop, etc...) É permitido na categoria Turismo qualquer equipamento, desde que não afronte com o item anterior. Na categoria Estreante serão permitidos apenas os equipamentos originais do veículo utilizado e/ou GPS, a critério do competidor. A planilha de todas as categorias será entregue, na quantidade de 01 (uma) por veículo, podendo estas serem entregues durante o briefing, ou então, a critério da Organização, na vistoria do veículo competidor.

6 Os horários de entrega da planilha poderão ser alterados pela organização. É de responsabilidade dos participantes a conferência quanto à categoria, ao número de folhas, a ordem das folhas e a legibilidade da mesma antes do horário de largada. Não serão aceitas reclamações após o horário de largada ideal do concorrente. A planilha, ou livro de bordo, será confeccionada em papel A4, e conterá o roteiro, as médias de velocidade, as distâncias a serem percorridas, a localização dos neutralizados, dos postos de abastecimento e dos deslocamentos. A simbologia da planilha será simples e clara, procurando mostrar apenas o necessário à identificação do roteiro. Os símbolos deverão ser do tipo código tulipa, já padronizados para este tipo de prova. A planilha será composta de cinco colunas, sendo a primeira destinada às distâncias, a segunda aos símbolos do código tulipa, a terceira ao tipo de trecho, velocidade ou tempo, a quarta ao tempo acumulado, se houver, e a quinta às observações. No símbolo usado, a "bolinha" (que indica o local onde o concorrente está) deverá estar sempre na posição inferior do retângulo. O sentido do desenho será sempre de baixo para cima. Os ângulos da simbologia representarão, com a maior fidelidade possível, os reais ângulos das encruzilhadas e bifurcações. Na coluna da direita poderão constar as observações, chamando a atenção para locais perigosos (cava, barranco, pedra, etc.), ou quaisquer informações quando puderem surgir dúvidas quanto ao caminho a seguir

7 O início de um trecho sempre coincidirá com o final do trecho anterior. As distâncias serão informadas em quilômetros, com subdivisão de centena de metros, dezena de metros, e metros: o Ex.1: 2,328 (dois quilômetros e trezentos e vinte oito metros). o Ex.2: 0,03 (trinta metros). o Ex.3: 10,74 (dez quilômetros e setecentos e quarenta metros). Na hipótese da informação de medidas inferiores ao padrão utilizado, essas deverão ser indicadas diretamente no desenho, ou no texto (coluna de observações). A não ser quando expresso em contrário a medição quilométrica referir-se-á ao ponto inicial da respectiva referência, tanto no caso de encruzilhada, como no caso de pontes, abrigo de ônibus, etc. A seqüência das referências no livro de bordo deverá respeitar a ordem na qual elas ocorrerem. ART. 11 PC s / SISTEMA DE RASTREAMENTO POR SATÉLITE Serão instalados nos veículos dos participantes, antes da largada, um ou mais equipamento(s) de rastreamento por satélite, que serão de uso obrigatório durante toda a prova e só poderão ser manipulados ou removidos pela Organização. 1 Estes equipamentos armazenarão, nos diversos pontos definidos pela Organização, seu tempo real de passagem (no mesmo sentido da prova). 2 Para cada décimo de segundo, adiantado ou atrasado, o competidor perderá 1 ponto. 3 Os pontos serão computados até a diferença de 30 minutos, atrasado ou adiantado, quando então o competidor perderá o valor fixo de pontos por PC.

8 O competidor deverá assinar um Termo de Responsabilidade, no momento da entrega do(s) equipamento(s) onde assume a total responsabilidade sobre o(s) mesmo(s). Caso o competidor não devolva o equipamento, em condições de funcionamento ao final do evento, independentemente do motivo (roubo, perda, danos propositais ou não, etc..) o mesmo deverá reembolsar o valor especificado no Termo de Responsabilidade para a Organização em até no máximo 10 (dez) dias corridos após a realização do evento. A responsabilidade pelo(s) equipamento(s) será exclusivamente do competidor, a partir do momento da instalação até a remoção por parte da Organização ao final da prova. Mesmo se excluída ou desclassificada, será da responsabilidade do competidor a devolução do(s) aparelho(s) mesmo após o prazo, caso contrário será cobrado o valor definido no Termo de Responsabilidade. A Apuração será feita com os seguintes critérios de descarte (N-n) e (N-i) cumulativamente: 1 No critério N-n serão descartados os piores PC s válidos com no máximo 03 segundos (<= 3 seg.) de adianto ou até 30 minutos de atraso (< 30 min.),na seguinte proporção: Para provas com até 40 PC s válidos - (N-1); Para provas de 41 até 80 PC s válidos - (N-2); Para provas de 81 até 120 PC s válidos - (N-3); Para provas de 121 até 140 PC s válidos - (N-4); Para provas com mais de 141 PC s válidos - (N-5). 2 No critério N-i serão descartados os "i" piores PC s válidos de cada concorrente com no máximo 3 segundos (<= 3 seg) de adianto ou 3 segundos (<= 3 seg) de atraso. O valor "i" refere-se a 5 % dos PC s válidos

9 da prova arredondado para baixo. Ex: 55 PC s válidos, 5% = 2,75, portanto i = 2 PC s). Poderá haver controle de velocidade máxima em qualquer trecho ou em toda a prova, os limites e locais quando estabelecidos, serão divulgados no briefing oficial do evento e / ou constarão no livro de bordo (planilha). Qualquer pico de velocidade de um competidor acima da velocidade máxima estabelecida no trecho implicará em uma penalidade de (um mil) pontos por pico atingido. Definição de pico de velocidade: Sempre que a velocidade exceder a velocidade máxima por mais de 10 (dez) segundos seguidos. Cada vez que o competidor se mantiver acima da velocidade máxima acrescida de uma tolerância de 10% (dez por cento), implicará numa penalidade cumulativa de pontos, independentemente do tempo de permanência. A terceira penalidade de velocidade máxima de um competidor no mesmo evento implicará em sua desclassificação automática. Os postos de cronometragem serão posicionados no decorrer do roteiro, em posições e quantidades não conhecidas previamente pelos competidores. Eles serão divulgados, através da Ficha Técnica, logo após a chegada do primeiro carro de cada categoria. Não poderão ser modificados nem criados novos PC s após a largada da prova. No caso da instalação de 02 (dois) equipamentos de rastreamento por satélite, ambos os equipamentos serão utilizados para a apuração da performance dos competidores, considerando-se para tal sempre a melhor passagem entre os 02 (dois) tempos apurados (passagem com a menor pontuação perdida em cada PC válido).

10 Para os itens não definidos neste Regulamento aplicam-se as normas e critérios de cronometragem e apuração definidos conforme o Regulamento Geral de Rally de Regularidade da CBA. ART. 12 PONTUAÇÃO Ao final do roteiro, no pórtico de chegada, serão recolhidos os equipamentos de navegação instalados pela organização. A organização deverá apresentar, no prazo de até 3 horas após a chegada do último veículo, a ficha de passagem preliminar de cada dupla, por PC, para conferência dos concorrentes e eventuais contestações, num prazo de 30 minutos Julgadas as eventuais reclamações, o resultado final será então homologado pelos comissários desportivos, divulgado e afixado no quadro de avisos, para o conhecimento de todos. As reclamações desportivas, bem como eventuais apelações, deverão ser apresentadas por escrito ao Diretor de Prova, identificando numeral do carro reclamante e a devida justificativa. O Diretor de Prova deliberará sobre a questão em até 30 minutos e será exposto em mural o resultado da sua análise; Havendo ainda, contestação por parte da dupla reclamante, e mediante o pagamento da Taxa de R$200 (duzentos reais), será reunida a Comissão de Prova, composta pelo Diretor de Prova, pelo Presidente do Automóvel Clube e pelo Comissário desportivo da Fauesc, que terá então 10 minutos para análise e julgamento. Este julgamento será soberano para efeitos de premiação da prova. Se ocorrer empate no resultado final de uma prova, deverão ser usados os seguintes critérios:

11 o O melhor resultado será outorgado à dupla cujo número de pontos dos PC s (somente N-n) descartado tenha sido menor. o b) Persistindo o empate, a dupla com maior número de PCs zerados será favorecida. o c) Se o empate continuar persistindo, verificar-se-á qual dupla terá conseguido mais PCs com um ponto perdido, dois pontos perdidos e assim sucessivamente, e a ela será outorgado o melhor resultado. o c) Se ainda assim persistir o empate, o melhor resultado será definido em favor da dupla cujo numeral de largada tenha sido mais alto. Caso o 1º Rally NOMENOMENOME venha a integrar um campeonato, a pontuação deverá ser como segue: 1 º - 15 pontos 6 º - 10 pontos 11 º - 05pontos 2 º - 14 pontos 7 º - 09 pontos 12 º - 04pontos 3 º - 13 pontos 8 º - 08 pontos 13 º - 03pontos 4 º - 12 pontos 9 º - 07 pontos 14 º - 02pontos 5 º - 11 pontos 10 º - 06 pontos 15 º - 01 ponto ART. 13 PENALIDADES Estarão sujeitas às penalidades de exclusão ou desclassificação as duplas: Cujos integrantes (inclusos os "zequinhas") ingerirem ou portarem em seus veículos bebidas alcoólicas (mesmo o recipiente/embalagem vazio), durante o transcurso da prova, entre a largada e a chegada (Existirá posto de controle específico); Que não afixarem nos seus veículos, nos locais preestabelecidos em layout, os adesivos dos patrocinadores do evento. Não será permitida a fixação de

12 adesivos de patrocinadores particulares fora das áreas determinadas (ver mapa de adesivagem); Que forem flagradas usando equipamentos em desacordo com sua categoria; Que forem flagradas jogando lixo em qualquer ponto do trajeto. Todo e qualquer lixo deverá ser mantido dentro do veículo até o final da prova; Que praticarem atitude antidesportiva na prova, obstruindo propositalmente outro participante, agredindo ou desrespeitando os demais participantes ou membros da Organização em qualquer momento durante todo o evento; Que substituírem qualquer um dos participantes inscritos por outros. Na hipótese de caso fortuito ou força maior que obrigue tal atitude, o fato deverá ser comunicado à Organização do evento, através de documento escrito, contendo o nome dos participantes substituídos, com a antecedência mínima de 30 (trinta) minutos da largada do concorrente; Que desacatarem as decisões das autoridades da prova; Que apresentarem informações incorretas ou falsas em sua Ficha de Inscrição, bem como se inscreverem em categoria inferior às suas; Que exerçam qualquer ato de desrespeito à propriedade alheia. A aplicação da penalidade de exclusão ou desclassificação não isenta a dupla de responder e arcar com as responsabilidades, decorrentes do ato, perante os prejudicados.

13 ART. 14 ALTERAÇÃO DE ROTEIRO Casos fortuitos ou de força maior que obriguem a alteração do roteiro original (ruas interditadas, rios cheios, barrancos caídos, etc...) ou outros de natureza estranha à prova deverão serão comunicados imediatamente à Direção de Prova, a qual tomará as medidas que julgar conveniente e estas decisões prevalecerão sobre quaisquer outras. Na possibilidade de retorno ao roteiro original da prova, cabe ao competidor usar de seus meios para fazê-lo ART. 15 PREMIAÇÃO Serão premiadas as 10 (dez) duplas piloto e navegador de cada categoria, com o menor número de pontos perdidos. Será declarada Dupla Campeã aquela que obtiver o menor número de pontos, respeitado as condições de desempate, se houver e assim sucessivamente. ART. 16 AUTORIDADES DA PROVA Diretor de Prova: Presidente do Automóvel Clube de Joinville: Diretor Técnico: Diretor de Cronometragem: Comissário Desportivo FAUESC: ART. 17 DISPOSIÇÕES GERAIS Os casos omissos a este regulamento serão analisados, pela ordem: 1. Diretor de Prova

14 2. Comissário Desportivo Fauesc 3. Comissão de Prova Joinville, 21 de Fevereiro de 2014

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA TROLLER BRASIL - REGULARIDADE

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA TROLLER BRASIL - REGULARIDADE 1 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA TROLLER BRASIL - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL DESPORTIVO 2015 ART. 1 - DEFINIÇÃO... 2 ART.

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA TROLLER NORDESTE 2014 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2014

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA TROLLER NORDESTE 2014 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2014 CONFEDERAÇÃO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA TROLLER NORDESTE 2014 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2014 ART. 1º - DEFINIÇÃO... 2 ART. 2º - RESPONSABILIDADES... 2 ART.

Leia mais

REGULAMENTO RALLY DE REGULARIDADE CATEGORIAS: CARROS: GRADUADO TURISMO CIDADE MOTOS: GRADUADO

REGULAMENTO RALLY DE REGULARIDADE CATEGORIAS: CARROS: GRADUADO TURISMO CIDADE MOTOS: GRADUADO REGULAMENTO RALLY DE REGULARIDADE CATEGORIAS: CARROS: GRADUADO TURISMO CIDADE MOTOS: GRADUADO - INTRODUÇÃO: O Rally de Regularidade consiste em percorrer um determinado caminho demarcado pela planilha

Leia mais

CAMPEONATO CARIOCA OFFROAD DE RALLY DE REGULARIDADE 2015 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS

CAMPEONATO CARIOCA OFFROAD DE RALLY DE REGULARIDADE 2015 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS CAMPEONATO CARIOCA OFFROAD DE RALLY DE REGULARIDADE 2015 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS INTRODUÇÃO... 0 DEFINIÇÃO... 1 RESPONSABILIDADES... 2 CATEGORIAS... 3 INSCRIÇÕES... 4 IDADES E ACOMPANHANTES... 5 ORDEM

Leia mais

SUZUKI EXTREME 2016 REGULAMENTO GERAL DESPORTIVO 2016

SUZUKI EXTREME 2016 REGULAMENTO GERAL DESPORTIVO 2016 SUZUKI EXTREME 2016 REGULAMENTO GERAL DESPORTIVO 2016 ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO ARTIGO 2 - RESPONSABILIDADES ARTIGO 3- CATEGORIAS (CONDIÇÕES E EQUIPAMENTOS PERMITIDOS). ARTIGO 4 - INSCRIÇÕES E PARTICIPANTES

Leia mais

COPA JEEP CLUB JUIZ DE FORA 2011 RALLY DE REGULARIDADE 4X4 - TIPO RAID

COPA JEEP CLUB JUIZ DE FORA 2011 RALLY DE REGULARIDADE 4X4 - TIPO RAID COPA JEEP CLUB JUIZ DE FORA 2011 RALLY DE REGULARIDADE 4X4 - TIPO RAID REGULAMENTO GERAL 1 MODALIDADE 1.1 - A Copa Jeep Club Juiz de Fora de Rally de Regularidade 4x4 2011 é uma competição esportiva automobilística

Leia mais

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO GAÚCHO CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE DE REGULARIDADE 4x4

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO GAÚCHO CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE DE REGULARIDADE 4x4 FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO GAÚCHO CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE DE REGULARIDADE 4x4 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS 2011 ART. 1 DEFINIÇÃO 1.1 - Provas de rally de regularidade

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA GINCANA

REGULAMENTO GERAL DA GINCANA 5ª Gincana 4x4 Trilha do Cadeado Clube do Jipeiro Joinville 05 de março de 2015 REGULAMENTO GERAL DA GINCANA Art. 1 - Definição O evento Gincana Trilha do Cadeado é um rally de estratégia e navegação por

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI OFF ROAD 2015 REGULAMENTO GERAL 2015

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI OFF ROAD 2015 REGULAMENTO GERAL 2015 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI OFF ROAD 2015 REGULAMENTO GERAL 2015 ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO... 4 ARTIGO 2 - RESPONSABILIDADES...

Leia mais

FEDERAÇÃO DE CLUBES DE JEEP E ENTIDADES DO ESPORTE FORA DE ESTRADA (off road) DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGULAMENTO PARA RAID

FEDERAÇÃO DE CLUBES DE JEEP E ENTIDADES DO ESPORTE FORA DE ESTRADA (off road) DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGULAMENTO PARA RAID 1 FEDERAÇÃO DE CLUBES DE JEEP E ENTIDADES DO ESPORTE FORA DE ESTRADA (off road) DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGULAMENTO PARA RAID FCJERJ, FEDERAÇÃO DE CLUBES DE JEEP E ENTIDADES DO ESPORTE FORA DE ESTRADA

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA PROVAS DE RALLY - 2011

REGULAMENTO GERAL PARA PROVAS DE RALLY - 2011 REGULAMENTO GERAL PARA PROVAS DE RALLY - 2011 Art. 1 Da Organização O Classic Car Club - RS organiza as seguintes provas de rally durante o ano de 2011: IX Rally da Meia-Noite: 08 de abril X Rally da Serra:

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA

REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA COPA RALLYE UNIVERSITÁRIO CPR 2010 1ª ETAPA 1º DE AGOSTO DE 2010 PORTO ALEGRE, RS REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA SUPERVISÃO: FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO ORGANIZAÇÃO: CLUBE PORTO ALEGRE DE RALLYE

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI CUP 2014 REGULAMENTO DESPORTIVO 2014

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI CUP 2014 REGULAMENTO DESPORTIVO 2014 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI CUP 2014 REGULAMENTO DESPORTIVO 2014 ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO... 2 ARTIGO 2 - PERCURSO DAS PROVAS... 2 ARTIGO 3 - CATEGORIAS...

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA

REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA COPA RALLYE UNIVERSITÁRIO CPR 40 ANOS 3ª ETAPA 21 DE NOVEMBRO DE 2009 PORTO ALEGRE, RS REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA SUPERVISÃO: FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO ORGANIZAÇÃO: CLUBE PORTO ALEGRE DE RALLYE

Leia mais

Regulamento Geral Copa Scherer 4x4 CARBON FREE 2016

Regulamento Geral Copa Scherer 4x4 CARBON FREE 2016 Regulamento Geral Copa Scherer 4x4 CARBON FREE 2016 Art. 1 Apresentação: O presente regulamento destina-se a provas da Copa Scherer 4x4 Carbon Free 2016, para veículos de tração 4x4 devidamente licenciados,

Leia mais

2º Rally de São Luiz do Paraitinga

2º Rally de São Luiz do Paraitinga 2º Rally de São Luiz do Paraitinga 27 A 28 DE FEVEREIRO DE 2016 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 1ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA (RPP) Página1 1.1 2º

Leia mais

FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DE SÃO PAULO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO PAULISTA PAULISTA OFF ROAD 2015 - REGULARIDADE

FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DE SÃO PAULO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO PAULISTA PAULISTA OFF ROAD 2015 - REGULARIDADE FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DE SÃO PAULO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO PAULISTA PAULISTA OFF ROAD 2015 - REGULARIDADE INTRODUÇÃO O Paulista Off Road é um campeonato de rally de regularidade promovido pela

Leia mais

Rally de Inverno 23 A 24 DE JULHO DE 2016. CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 3ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally

Rally de Inverno 23 A 24 DE JULHO DE 2016. CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 3ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally Página1 Rally de Inverno 23 A 24 DE JULHO DE 2016 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 3ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA (RPP) Página2 1.1 Rally de Inverno

Leia mais

Regulamento Enduro a Pé Ano referência: Set/2015

Regulamento Enduro a Pé Ano referência: Set/2015 Regulamento Enduro a Pé Ano referência: Set/2015 Artigo 1º - Definição 1.1 - Prova de Trekking de Regularidade (Enduro a Pé) específicas para Equipes de no mínimo 2 ( Dois ) e no máximo 6 (Seis) pessoas.

Leia mais

CPRH CAMPEONATO PARANAENSE DE RALLY DE REGULARIDADE HISTÓRICA REGULAMENTO GERAL

CPRH CAMPEONATO PARANAENSE DE RALLY DE REGULARIDADE HISTÓRICA REGULAMENTO GERAL CPRH CAMPEONATO PARANAENSE DE RALLY DE REGULARIDADE HISTÓRICA REGULAMENTO GERAL DEFINIÇÃO E REGRAS Artº 1 O RPMC Rally e Pista Motor Clube organiza o Campeonato Paranaense de Regularidade Histórica, que

Leia mais

CIRCUITO RALLY ECO GOIÁS 2013 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS 2013

CIRCUITO RALLY ECO GOIÁS 2013 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS 2013 CIRCUITO RALLY ECO GOIÁS 2013 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS 2013 ARTIGO 1º - DEFINIÇÃO......02 ARTIGO 2º - PROVAS ETAPAS E CALENDÁRIO......02 ARTIGO 3º - ORGANIZAÇÃO......03 ARTIGO 4º. - INSCRIÇÕES......03

Leia mais

COPA MINEIRA 2013 RALLY DE REGULARIDADE 4X4

COPA MINEIRA 2013 RALLY DE REGULARIDADE 4X4 COPA MINEIRA 2013 RALLY DE REGULARIDADE 4X4 TIPO RAID REGULAMENTO GERAL 1 - MODALIDADE 1.1 A Copa Mineira 2013 - Rally de Regularidade 4x4 é uma competição esportiva automobilística de rally de regularidade

Leia mais

Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015

Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015 Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015 1. Definição: Evento automobilístico voltado ao lazer composto de um deslocamento de extensão variável (passeio em estradas abertas ao trânsito normal) e uma prova do

Leia mais

IBITIPOCA OFF-ROAD 2014

IBITIPOCA OFF-ROAD 2014 IBITIPOCA OFF-ROAD 2014 RALLY DE REGULARIDADE 4X4 REGULAMENTO GERAL 1 - MODALIDADE 1.1 O Ibitipoca Off-Road 2014 - Rally de Regularidade 4x4 é uma competição esportiva automobilística de rally de regularidade

Leia mais

26º Ibitipoca Off-Road 2015

26º Ibitipoca Off-Road 2015 26º Ibitipoca Off-Road 2015 RALLY DE REGULARIDADE 4X4 31 de julho a 02 de agosto de 2015 REGULAMENTO GERAL 1 DEFINIÇÃO 1.1 O 26º Ibitipoca Off-Road - 2015 - Rally de Regularidade 4x4 é uma competição esportiva

Leia mais

COPA NORTH DE ENDURO A PÉ ENDURO A PÉ NORTHBRASIL - REGULAMENTO 2015 (versão 08.02.15_preliminar) TREKKING DE REGULARIDADE

COPA NORTH DE ENDURO A PÉ ENDURO A PÉ NORTHBRASIL - REGULAMENTO 2015 (versão 08.02.15_preliminar) TREKKING DE REGULARIDADE COPA NORTH DE ENDURO A PÉ ENDURO A PÉ NORTHBRASIL - REGULAMENTO 2015 (versão 08.02.15_preliminar) TREKKING DE REGULARIDADE CAPÍTULO 1 Definição 1. Campeonato com provas de Trekking de Regularidade (Enduro

Leia mais

COPA DALBA DE ENDURO F.I.M. 2015

COPA DALBA DE ENDURO F.I.M. 2015 COPA DALBA DE ENDURO F.I.M. 2015 WWW.TCER.COM.BR REGULAMENTO 2015 ART.01 - PROMOTORES E ORGANIZADORES: TCER - TRAIL CLUBE ENTRE RIOS é a entidade promotora da Copa, os Moto Clubes: TRAIL CLUBE OS LAMEIROS

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY. RALLYE DE REGULARIDADE 4x4 REGULAMENTO GERAL 2015

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY. RALLYE DE REGULARIDADE 4x4 REGULAMENTO GERAL 2015 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY RALLYE DE REGULARIDADE 4x4 REGULAMENTO GERAL 2015 ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO... 3 ARTIGO 2 - PERCURSO... 3 ARTIGO 3 - INSCRIÇÕES E PARTICIPANTES...

Leia mais

RALLY CERAPIÓ BIKES 2014-27ª EDIÇÃO REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA DE BIKE

RALLY CERAPIÓ BIKES 2014-27ª EDIÇÃO REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA DE BIKE RALLY CERAPIÓ BIKES 2014-27ª EDIÇÃO REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA DE BIKE 1. REGULAMENTO GERAL 1.1. A prova será realizada em 04 (Quatro) etapas em dias diferentes e consecutivos em estradas pavimentadas

Leia mais

FMC - Federação de Motociclismo do Ceará Pag. 1

FMC - Federação de Motociclismo do Ceará Pag. 1 FMC - Federação de Motociclismo do Ceará Pag. 1 OBJETIVO Este Regulamento destina-se a Provas de Enduro padrão FIM. O presente Regulamento é válido para todas as etapas do Campeonato Cearense de Enduro

Leia mais

Clube de Rallye de Cascavel. Regulamento Rallye de Regularidade 2012

Clube de Rallye de Cascavel. Regulamento Rallye de Regularidade 2012 Clube de Rallye de Cascavel. Regulamento Rallye de Regularidade 2012 ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO Provas de rally de regularidade específicas para veículos 4X4 e 4x2, constituídas por trechos variáveis e médias

Leia mais

Automóvel Clube de Estação Filiado a Federação Gaúcha de Automobilismo RALLY DE ESTAÇÃO 2015 ESTAÇÃO - RS. 17 e 18 ABRIL DE 2015

Automóvel Clube de Estação Filiado a Federação Gaúcha de Automobilismo RALLY DE ESTAÇÃO 2015 ESTAÇÃO - RS. 17 e 18 ABRIL DE 2015 RALLY DE ESTAÇÃO 2015 ESTAÇÃO - RS 17 e 18 ABRIL DE 2015 CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLY DE VELOCIDADE 2015 1º Evento do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLY DE VELOCIDADE

Leia mais

REGULAMENTO FMMA CAMPEONATO MARANHENSE DE ENDURO DE REGULARIDADE 2013

REGULAMENTO FMMA CAMPEONATO MARANHENSE DE ENDURO DE REGULARIDADE 2013 REGULAMENTO FMMA CAMPEONATO MARANHENSE DE ENDURO DE REGULARIDADE 2013 1. DEFINIÇÃO 1.1. Este regulamento foi elaborado com base no regulamento do campeonato brasileiro de enduro elaborado pela CBM. Destina-se

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DO ENDURO

OS PRINCÍPIOS DO ENDURO OS PRINCÍPIOS DO ENDURO Uma prova divide-se em roteiro e navegação, sendo: Roteiro: Seguir corretamente o trajeto estabelecido pela organização; Navegação: Percorrer o caminho no tempo e média horária

Leia mais

RALLY DE POMERODE 2016

RALLY DE POMERODE 2016 Página1 RALLY DE POMERODE 2016 11 A 12 DE MARÇO DE 2016 CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLY DE VELOCIDADE 1ª Prova do Campeonato Brasileiro de Rally de velocidade CAMPEONATO PARANAENSE DE RALLY DE VELOCIDADE

Leia mais

REGULAMENTO FMMA CAMPEONATO MARANHENSE DE ENDURO DE REGULARIDADE

REGULAMENTO FMMA CAMPEONATO MARANHENSE DE ENDURO DE REGULARIDADE REGULAMENTO FMMA CAMPEONATO MARANHENSE DE ENDURO DE REGULARIDADE. DEFINIÇÃO.. Este regulamento foi elaborado com base no regulamento do campeonato brasileiro de enduro elaborado pela CBM. Destina-se a

Leia mais

SMSCROSS - Promoções e Eventos

SMSCROSS - Promoções e Eventos SMS SUPER VELOCROSS 2016 REGULAMENTO GERAL VELOCROSS. 06-01-2016 DEFINIÇÃO: Denomina-se, competição de VELOCROSS, aquelas que se desenrolam por vários tipos terrenos com trajetos pré-fixados e dificuldades

Leia mais

RALLYE DAS QUATRO ESTAÇÕES - CIRCUITO REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2015

RALLYE DAS QUATRO ESTAÇÕES - CIRCUITO REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2015 RALLYE DAS QUATRO ESTAÇÕES - CIRCUITO REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2015 ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO... 2 ARTIGO 2 - PERCURSO... 3 ARTIGO 3 - INSCRIÇÕES E PARTICIPANTES... 3 ARTIGO 4 - RESPONSABILIDADES... 6

Leia mais

Regulamento Bike Ceará 2015. Este regulamento define as regras do circuito Bike Ceará 2015 e das outras providências.

Regulamento Bike Ceará 2015. Este regulamento define as regras do circuito Bike Ceará 2015 e das outras providências. Regulamento Bike Ceará 2015 Este regulamento define as regras do circuito Bike Ceará 2015 e das outras providências. Capítulo I Do Conceito do Circuito Art. 1º. O Circuito Bike Ceará 2015 é uma competição

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI ADVENTURE 2014 ADENDO 01

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI ADVENTURE 2014 ADENDO 01 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI ADVENTURE 2014 ADENDO 01 3.1 Categoria Extreme 3.1.1 Veículos permitidos Será permitida a

Leia mais

REGULAMENTO RALLY PARANÁ 2015 CACHORRO LOUCO 2015 JEEP CLUBE DE CURITIBA

REGULAMENTO RALLY PARANÁ 2015 CACHORRO LOUCO 2015 JEEP CLUBE DE CURITIBA REGULAMENTO RALLY PARANÁ 2015 CACHORRO LOUCO 2015 JEEP CLUBE DE CURITIBA REGULAMENTO Art. 1º - DEFINIÇÃO O RALLY PARANÁ 2015 é um evento off-road de regularidade, específico para veículos 4X4 de qualquer

Leia mais

REGULAMENTO CAMPEONATO DE REGULARIDADE RALLY SC 2015

REGULAMENTO CAMPEONATO DE REGULARIDADE RALLY SC 2015 REGULAMENTO CAMPEONATO DE REGULARIDADE RALLY SC 2015 SUMÁRIO Art. 1 - Definição Art. 2 - Percurso Art. 3 - Trechos da Prova Art. 4 - Inscrições e Participantes Art. 5 - Responsabilidades Art. 6 - Idades

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA BRASIL DE RALLYE DE REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2014

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA BRASIL DE RALLYE DE REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2014 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY COPA BRASIL DE RALLYE DE REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 2014 ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO... 3 ARTIGO 2 - PERCURSO... 3 ARTIGO 3 - INSCRIÇÕES E

Leia mais

Apresentação: CEFEGO. Conceitos Gerais. Aula de Navegação. Dicas de Navegação. Dicas de Participação. O que é Rally de Regularidade?

Apresentação: CEFEGO. Conceitos Gerais. Aula de Navegação. Dicas de Navegação. Dicas de Participação. O que é Rally de Regularidade? Apresentação: CEFEGO Coord. Técnica: Conceitos Gerais. Aula de Navegação. Dicas de Navegação. Dicas de Participação. Supervisão: O que é Rally de Regularidade? O rallye (originalmente em francês) ou rally

Leia mais

COPA BRASIL DE RALLYE DE REGULARIDADE

COPA BRASIL DE RALLYE DE REGULARIDADE COPA BRASIL DE RALLYE DE REGULARIDADE Evento: 4º Rally Estado de São Paulo Data: 02 e 03 de outubro Local: Cidades de Sorocaba e Pilar do Sul Regulamento Particular de Prova 1 - Organização / Promoção

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI OFF ROAD 2015 REGULAMENTO GERAL 2015

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI OFF ROAD 2015 REGULAMENTO GERAL 2015 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY SUZUKI OFF ROAD 2015 REGULAMENTO GERAL 2015 ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO... 2 ARTIGO 2 - RESPONSABILIDADES... 2 ARTIGO 3 - CATEGORIAS (condições

Leia mais

43º CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE REGULARIDADE 2012

43º CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE REGULARIDADE 2012 43º CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE REGULARIDADE 2012 OSÓRIO, RS - FEVEREIRO DE 2012 38º RALLYE DAS PRAIAS 2012 PRIMEIRA ETAPA DO CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE REGULARIDADE 2012 OSÓRIO/RS 11 DE FEVEREIRO DE

Leia mais

REGULAMENTO DESPORTIVO

REGULAMENTO DESPORTIVO REGULAMENTO DESPORTIVO 2015 ART. 01 REGULAMENTO DESPORTIVO TEMPORADA 2015 A Pokemon Pneus, é a realizadora da Copa Paraná Superbike com 7 etapas, elabora o presente regulamento, entrando em vigor imediatamente

Leia mais

1º Rally de velocidade de Avaré

1º Rally de velocidade de Avaré Página1 1º Rally de velocidade de Avaré 11 A 12 DE JULHO DE 2015 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 3ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA (RPP) Página2 1.1 1º

Leia mais

XI RALLY DA SERRA REGULAMENTO

XI RALLY DA SERRA REGULAMENTO XI RALLY DA SERRA 50º Evento Organizado pelo Classic Car Club - RS 2ª Etapa do IV Campeonato Brasileiro de Regularidade para Veículos Históricos REGULAMENTO Art. 1 Da Organização O Classic Car Club - RS

Leia mais

Rally de velocidade de Itu

Rally de velocidade de Itu Página1 Rally de velocidade de Itu 19 A 20 DE DEZEMBRO DE 2015 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 6ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA (RPP) Página2 1.1 Rally

Leia mais

Meia Maratona Estrada Real 2014 e prova de 10Km

Meia Maratona Estrada Real 2014 e prova de 10Km Meia Maratona Estrada Real 2014 e prova de 10Km *O presente regulamento está sujeito a possíveis modificações conforme o procedimento previsto no mesmo. Artigo 1 - O Evento A Meia Maratona Estrada Real

Leia mais

XV RALLY INTERNACIONAL 2015 REGULAMENTO

XV RALLY INTERNACIONAL 2015 REGULAMENTO XV RALLY INTERNACIONAL 2015 66º Evento Organizado pelo Classic Car Club - RS REGULAMENTO Art. 1 Da Organização O Classic Car Club - RS organiza o XV RALLY INTERNACIONAL a ser realizado nos dias 27, 28

Leia mais

4º Rally de Taubaté 2014

4º Rally de Taubaté 2014 Página1 4º Rally de Taubaté 2014 26 A 27 DE ABRIL DE 2014 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 2ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA Página2 1. INTRODUÇÃO 1.1 4º

Leia mais

Regulamento Corrida Pedestre Unimed Caçapava

Regulamento Corrida Pedestre Unimed Caçapava Regulamento Corrida Pedestre Unimed Caçapava A Corrida Espaço Saúde Unimed Caçapava é uma iniciativa de caráter esportivo social dirigido ao publico praticante de corrida de rua e caminhada. Também pretende

Leia mais

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO FILIADA À CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO FUNDADA EM 26 DE JULHO DE 1961

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO FILIADA À CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO FUNDADA EM 26 DE JULHO DE 1961 FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO E DESPORTIVO GAÚCHO CAMPEONATO GAÚCHO DE MARCAS E PILOTOS 2014 NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Art. 1º - Introdução REGULAMENTO DESPORTIVO A Federação Gaúcha de

Leia mais

REGULAMENTO BREVETS AUDAX BAHIA

REGULAMENTO BREVETS AUDAX BAHIA Regulamento: REGULAMENTO BREVETS AUDAX BAHIA I DA ORGANIZAÇÃO Art. 1º - Os BREVETS organizados pelo grupo de ciclismo Audax Bahia seguem o REGULAMENTO dos BREVETS RANDONNEURS MUNDIAIS (BRM) do Club Audax

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 1ª CORRIDA VERÃO FORTALEZA

REGULAMENTO GERAL 1ª CORRIDA VERÃO FORTALEZA REGULAMENTO GERAL 1ª CORRIDA VERÃO FORTALEZA Art. 1-1ª Corrida Verão Fortaleza 2014, tem como objetivo de superar e transpor todas as expectativas de alegria na paixão desportivas, surgiu como uma grande

Leia mais

4. Distâncias das Provas: CORRIDA 5 km; CAMINHADA 3 km; CORRIDA INFANTIL (2 3A 25m/4 5A 50m/6 7A 100m/8 9A 200m/10 13A 400m)

4. Distâncias das Provas: CORRIDA 5 km; CAMINHADA 3 km; CORRIDA INFANTIL (2 3A 25m/4 5A 50m/6 7A 100m/8 9A 200m/10 13A 400m) REGULAMENTO Corrida e Caminhada VIDA E LUZ 1. A Corrida e Caminhada LUZ E VIDA doravante denominadas de EVENTO será realizada no Domingo, 28 de Setembro de 2014 no Município de Nova Iguaçu-RJ. 2. A largada

Leia mais

Federação de Automobilismo de São Paulo FILIADA À CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO

Federação de Automobilismo de São Paulo FILIADA À CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO Campeonato Paulista Off Road 2015 Regulamento Particular de Prova 5ª Etapa Pindamonhangaba/SP 05 de dezembro de 2015 Organização: FASP Federação de Automobilismo de São Paulo. Promoção / Realização: Paulista

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI MOTORSPORTS 2015 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI MOTORSPORTS 2015 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI MOTORSPORTS 2015 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL ARTIGO 1º - DEFINIÇÃO... 2 ARTIGO 2º - RESPONSABILIDADES... 2 ARTIGO 3º -

Leia mais

4º RALLY ROTA SC ARAQUARI / SC REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA RALLY CROSS COUNTRY DE VELOCIDADE CBA CARROS E CAMINHÕES

4º RALLY ROTA SC ARAQUARI / SC REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA RALLY CROSS COUNTRY DE VELOCIDADE CBA CARROS E CAMINHÕES 4º RALLY ROTA SC ARAQUARI / SC REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA RALLY CROSS COUNTRY DE VELOCIDADE CBA CARROS E CAMINHÕES 5ª E 6ª PROVAS DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLY CROSS COUNTRY DE VELOCIDADE 02 a

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Comercial VAI NA TORCIDA, VAI DE LOCALIZA

REGULAMENTO Promoção Comercial VAI NA TORCIDA, VAI DE LOCALIZA REGULAMENTO Promoção Comercial VAI NA TORCIDA, VAI DE LOCALIZA Produtos em Promoção: Aluguel de veículos para pessoas físicas, pagos exclusivamente com Cartões de Crédito e Débito Visa ( Cartões Participantes

Leia mais

XII Gincana Municipal de Minas do Leão 2016

XII Gincana Municipal de Minas do Leão 2016 XII Gincana Municipal de Minas do Leão 2016 REGULAMENTO 1.0 Os Objetivos: 1.1.: A XII Gincana Municipal de Minas do Leão é uma promoção da Prefeitura Municipal de Minas do Leão, e será realizada no município

Leia mais

I RALLY DE PESCA À TILÁPIA

I RALLY DE PESCA À TILÁPIA I RALLY DE PESCA À TILÁPIA REGULAMENTO ARTIGO 1º - DA ORGANIZAÇÃO O I Rally de Pesca à Tilápia é uma realização de Farol Eventos no qual participarão qualquer pessoa que se enquadre neste regulamente e

Leia mais

REGULAMENTO (Provisório) 3ª etapa Maratona EcoCross 2015

REGULAMENTO (Provisório) 3ª etapa Maratona EcoCross 2015 REGULAMENTO (Provisório) 3ª etapa Maratona EcoCross 2015 1 - A CORRIDA MARATONA ECOCROSS 2015 1.1 - A CORRIDA MARATONA EcoCross será realizada no dia 29 de NOVEMBRO de 2015, com qualquer condição climática,

Leia mais

3ª COPA INTER-ADVOGADOS

3ª COPA INTER-ADVOGADOS Data/ Local: Competição: Maio à Julho * início previsto para 26/maio Local: Centro Iraí Pinhais-PR www.centroirai.com.br Gustavo@centroirai.com.br DA PARTICIPAÇÃO: Artigo Primeiro: Só poderão participar

Leia mais

Rally de velocidade de Indaiatuba

Rally de velocidade de Indaiatuba Página1 Rally de velocidade de Indaiatuba 20 A 21 DE SETEMBRO DE 2014 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 3ª e 4ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA Página2 1.

Leia mais

47º CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE REGULARIDADE 2016 5ª COPA GAÚCHA DE RALLYE DE REGULARIDADE 2016

47º CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE REGULARIDADE 2016 5ª COPA GAÚCHA DE RALLYE DE REGULARIDADE 2016 47º CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLYE REGULARIDADE 2016 5ª COPA GAÚCHA DE RALLYE DE REGULARIDADE 2016 3ª COPA TRANCOS E BARRANCOS 4X4 DE RALLYE DE REGULARIDADE 2016 1ª COPA GAÚCHA DE RALLYE DE REGULARIDADE DE

Leia mais

1º CIRCUITO DE RUA LEÃO FIDELENSE REGULAMENTO

1º CIRCUITO DE RUA LEÃO FIDELENSE REGULAMENTO REGULAMENTO O I Circuito de Rua Leão Fidelense será realizado no dia 15 DE NOVEMBRO DE 2015, na cidade de São Fidélis RJ. 1. INSCRIÇÕES VAGAS: As vagas serão limitadas a 100 (cem) atletas. PERÍODO DE INSCRIÇÃO

Leia mais

1. CATEGORIAS 2. INSCRIÇÕES CONSIDERAÇÕES

1. CATEGORIAS 2. INSCRIÇÕES CONSIDERAÇÕES REGULAMENTO VISITE: www.lojadomotoqueiro.com.br www.compassnet.com.br www.imsracing.com.br CONSIDERAÇÕES Uma ideia concretizada, assim podemos definir a COPA COMPASS-IMS DE REGULARIDADE, com bastante planejamento,

Leia mais

2º RALLY DAS ARAUCÁRIAS 2014 05, 06 e 07 DE DEZEMBRO DE 2014

2º RALLY DAS ARAUCÁRIAS 2014 05, 06 e 07 DE DEZEMBRO DE 2014 2º RALLY DAS ARAUCÁRIAS 2014 05, 06 e 07 DE DEZEMBRO DE 2014 CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLY DE VELOCIDADE 6º Evento do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade CAMPEONATO PARANAENSE DE RALLY DE VELOCIDADE

Leia mais

ANEXO IV. UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REGULAÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS EDITAL No.002/2010

ANEXO IV. UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REGULAÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS EDITAL No.002/2010 ANEXO IV UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REGULAÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS EDITAL No.002/2010 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO MESTRADO PROFISSIONAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM

Leia mais

REGULAMENTO DO EVENTO DIA DA SAÚDE

REGULAMENTO DO EVENTO DIA DA SAÚDE REGULAMENTO DO EVENTO DIA DA SAÚDE 1. 1 EVENTO 1.1 O EVENTO DIA DE SAÚDE apresenta caráter esportivo social dirigido ao público praticante de corrida de rua e tem por objetivo conscientizar a população

Leia mais

JEEP CLUBE DE MACEIÓ

JEEP CLUBE DE MACEIÓ JEEP CLUBE DE MACEIÓ R E G U L A M E N T O XIX Prova do Sururu A XIX PROVA DO SURURU de 4x4 será regida pelo presente regulamento e pelo Código Desportivo do Automobilismo. A XIX PROVA DO SURURU de 4x4

Leia mais

Regulamento de Evento de Corrida de Rua Corrida Gammon - UFLA

Regulamento de Evento de Corrida de Rua Corrida Gammon - UFLA Regulamento de Evento de Corrida de Rua Corrida Gammon - UFLA A Corrida Gammon - UFLA será realizada no dia 17 DE AGOSTO DE 2014, na cidade de Lavras MG, em percursos aferidos de 5 km (caminhada), 5 km

Leia mais

CIRCUITO LOTERIAS CAIXA BRASIL PARAOLÍMPICO DE ATLETISMO E NATAÇÃO 2009 REGULAMENTO GERAL DAS ETAPAS NACIONAIS

CIRCUITO LOTERIAS CAIXA BRASIL PARAOLÍMPICO DE ATLETISMO E NATAÇÃO 2009 REGULAMENTO GERAL DAS ETAPAS NACIONAIS 1 CIRCUITO LOTERIAS CAIXA BRASIL PARAOLÍMPICO DE ATLETISMO E NATAÇÃO 2009 REGULAMENTO GERAL DAS ETAPAS NACIONAIS I DOS OBJETIVOS SEÇÃO I - DA COMPETIÇÃO Artigo 1º - O Circuito Loterias CAIXA Brasil Paraolímpico

Leia mais

REGULAMENTO 3ª COPA SPORT KART MG - EDIÇÃO 2016/01 VERSÃO 1 08/12/2015

REGULAMENTO 3ª COPA SPORT KART MG - EDIÇÃO 2016/01 VERSÃO 1 08/12/2015 REGULAMENTO 3ª COPA SPORT KART MG - EDIÇÃO 2016/01 VERSÃO 1 08/12/2015 Art. 1º - DA ORGANIZAÇÃO DO CAMPEONATO. 1. Este campeonato de kart amador tem como idealizadora a COMISSÃO ORGANIZADORA SPORT KART

Leia mais

Etapa Fazenda Hotel Jatahy Dia 21/08/2016 Paraiba do Sul, RJ

Etapa Fazenda Hotel Jatahy Dia 21/08/2016 Paraiba do Sul, RJ Etapa Fazenda Hotel Jatahy Dia 21/08/2016 Paraiba do Sul, RJ A Correr no Mato Series, um circuito de competições MTB, composta de 4 etapas, valido para o ranking da CBC, FEPIERJ e CMC. A etapas confirmadas

Leia mais

CASO A ETAPA SEJA CANCELADA PELOS MOTIVOS CITADOS A CIMA, NÃO HAVERA UMA NOVA DATA PARA A MESMA. NESTE CASO, TODOS RECEBERAM O MESMO TEMPO.

CASO A ETAPA SEJA CANCELADA PELOS MOTIVOS CITADOS A CIMA, NÃO HAVERA UMA NOVA DATA PARA A MESMA. NESTE CASO, TODOS RECEBERAM O MESMO TEMPO. Regulamento CATEGORIAS: M E F CAMISA ROSA (LIDÉR GERAL). CAMISA BRANCA DE BOLINHAS (REI DA MONTANHA). CAMISA VERDE (LIDÉR DO SPRINTER). CAMISA VERMELHA (PROFESSOR). CAMISA AMARELA (CATEGORIA SOLO) A ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Corrida Feminina 5K McDonalds 2015

Corrida Feminina 5K McDonalds 2015 REGULAMENTO Corrida Feminina 5K McDonalds 2015 1 - A Prova 1.1 - A Corrida M5K (a Prova ) será realizada no dia 04 de outubro de 2015, nos seguintes locais e horários: Brasília/DF: Torre de TV - Horário

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO Comercial VÁ AOS JOGOS RIO 2016 USANDO OS CANAIS DIGITAIS

REGULAMENTO PROMOÇÃO Comercial VÁ AOS JOGOS RIO 2016 USANDO OS CANAIS DIGITAIS REGULAMENTO PROMOÇÃO Comercial VÁ AOS JOGOS RIO 2016 USANDO OS CANAIS DIGITAIS BANCO BRADESCO S.A. (BANCO) Cidade de Deus s/nº, Prédio Prata, 2º Andar Vila Yara - Osasco - SP CNPJ nº 60.746.948/0001-12

Leia mais

4º RALLY ROTA SC ARAQUARI / SC REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA RALLY BAJA CBM MOTOS, QUADRIS E UTVS

4º RALLY ROTA SC ARAQUARI / SC REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA RALLY BAJA CBM MOTOS, QUADRIS E UTVS 4º RALLY ROTA SC ARAQUARI / SC REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA RALLY BAJA CBM MOTOS, QUADRIS E UTVS 11ª E 12ª ETAPA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLY BAJA 02 a 04 de Outubro de 2015 Araquari -SC CAMPEONATO

Leia mais

Regulamento - Passeio Ciclístico 14ª Fecarroz

Regulamento - Passeio Ciclístico 14ª Fecarroz Regulamento - Passeio Ciclístico 14ª Fecarroz Este regulamento é um conjunto de normas e disposições que regem o Passeio Ciclístico 14ª Fecarroz. Objetivo: Incentivar e fomentar o uso de bicicletas como

Leia mais

REGULAMENTO. Duplas Mistas: Formada por um integrante do sexo masculino e outro do sexo feminino.

REGULAMENTO. Duplas Mistas: Formada por um integrante do sexo masculino e outro do sexo feminino. REGULAMENTO A Prova de Corrida de Rua Meia Maratona SESC de Revezamento tem como objetivo promover a qualidade de vida dos empregados do comércio de bens, serviços e turismo, seus dependentes e da comunidade

Leia mais

REGULAMENTO 1º DESAFIO DO BOSQUE

REGULAMENTO 1º DESAFIO DO BOSQUE REGULAMENTO 1º DESAFIO DO BOSQUE 1- A Prova 1. PROVA, FINALIDADE E ORGANIZAÇÃO 1.1 A prova pedestre DESAFIO DO BOSQUE, doravante denominado EVENTO, será realizada no dia 04 de Outubro de 2015 na cidade

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 0 Sumário TÍTULO I - DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO... 2 Seção I Organização e Execução:... 2 TÍTULO II - PERÍODO DE REALIZAÇÃO...

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPETIÇÃO 7º OPEN SÃO PEDRO DE VOO LIVRE

REGULAMENTO DE COMPETIÇÃO 7º OPEN SÃO PEDRO DE VOO LIVRE REGULAMENTO DE COMPETIÇÃO 7º OPEN SÃO PEDRO DE VOO LIVRE Rev. Agosto 2013 SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1. REGRAS LOCAIS 1.2. QG 1.3. TRANSPORTES PARA A RAMPA 1.4. DECOLAGEM 1.4.1. SISTEMA DE DECOLAGENS

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI CUP 2015 REGULAMENTO DESPORTIVO 2015

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI CUP 2015 REGULAMENTO DESPORTIVO 2015 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI CUP 2015 REGULAMENTO DESPORTIVO 2015 ARTIGO 1º - DEFINIÇÃO... 2 ARTIGO 2º - PERCURSO DAS PROVAS... 2 ARTIGO 3º - CATEGORIAS...

Leia mais

CBM Confederação Brasileira de Motociclismo REGULAMENTO do CAMPEONATO BRASILEIRO de ENDURO de REGULARIDADE 2015 QUADRICICLO e UTV

CBM Confederação Brasileira de Motociclismo REGULAMENTO do CAMPEONATO BRASILEIRO de ENDURO de REGULARIDADE 2015 QUADRICICLO e UTV QUADRICICLO e UTV OBJETIVO 1. Este Regulamento destina-se a Provas de Enduro de Regularidade. O presente Regulamento é válido para todas as etapas do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade 2015.

Leia mais

REGULAMENTO 1 OBJETIVO: 2 DATA, LOCAL E HORÁRIO: 3 PERCURSO: 4 REGRAS GERAIS DO EVENTO:

REGULAMENTO 1 OBJETIVO: 2 DATA, LOCAL E HORÁRIO: 3 PERCURSO: 4 REGRAS GERAIS DO EVENTO: REGULAMENTO O evento DESAFIO DOS ROMEIROS é uma iniciativa de caráter esportivo - social voltada para o público praticante de corrida de rua. A corrida será realizada próximo à época das festividades religiosas

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI MOTORSPORTS 2014 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI MOTORSPORTS 2014 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE RALLY MITSUBISHI MOTORSPORTS 2014 - REGULARIDADE REGULAMENTO GERAL ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO... 2 ARTIGO 2 - RESPONSABILIDADES... 2 ARTIGO 3 - CALENDÁRIO...

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016

REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016 REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016 APRESENTAÇÃO Art. 1º O Campeonato Metropolitano de Mountain Bike é realizado pela empresa Pro Bike Adventure, que já está à frente deste

Leia mais

IX RALLY CIDADE DE CAXIAS DO SUL REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA

IX RALLY CIDADE DE CAXIAS DO SUL REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA C.C.R. CLUBE CAXIAS DE RALLYE IX RALLY CIDADE DE CAXIAS DO SUL 45º CAMPEONATO GAÚCHO DE RALLY REGULARIDADE 4x2-2014 4ª ETAPA 14 DE JUNHO DE 2014 REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA C.C.R. CLUBE CAXIAS DE RALLYE

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL - CORRIDA E CAMINHADA PAGUE MENOS

REGULAMENTO OFICIAL - CORRIDA E CAMINHADA PAGUE MENOS REGULAMENTO OFICIAL - CORRIDA E CAMINHADA PAGUE MENOS DA PROVA 1. A corrida e caminhada pedestre Pague Menos será realizada no domingo, dia 06 de dezembro de 2015. 2. A largada da prova será às 8h00, na

Leia mais

Regulamento Geral do Rally da Mulher Etapa Rio Verde

Regulamento Geral do Rally da Mulher Etapa Rio Verde Art. 1º Definição. Regulamento Geral do Rally da Mulher Etapa Rio Verde 1.1 A TV Anhanguera fará realizar no dia 29 de Novembro de 2014, o Rally da Mulher, evento automobilístico fora de estrada exclusivo,

Leia mais

Rally FIM D ANO HOTEL MERCURE

Rally FIM D ANO HOTEL MERCURE Rally FIM D ANO HOTEL MERCURE Rali de Regularidade Histórica 26 a 28 de Dezembro de 2014 VISA Nº 253/REG/2014-03.12.2014 PROGRAMA ABERTURA DAS INSCRIÇÕES: Data Domingo 23/11/2014 ENCERRAMENTO DAS INSCRIÇÕES:

Leia mais

REGULAMENTO FOX RACE ECO TRAIL RUN ETAPA SANA MACAÉ/RJ

REGULAMENTO FOX RACE ECO TRAIL RUN ETAPA SANA MACAÉ/RJ PROVA 1. A - será realizada no domingo, dia 13 de março de 2016, no Sana região serrana de Macaé/RJ, na modalidade corrida de aventura de 7,3 k. 2. A largada da corrida será às 08:00h no PORTAL DO SANA.

Leia mais

1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015

1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015 1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015 Este regulamento define as regras da Primeira Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015, portanto é fundamental o competidor ter conhecimento do seu conteúdo. 1.

Leia mais