1. Estudos Preliminares

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Estudos Preliminares"

Transcrição

1 BRT - CORREDORES CAMPO GRANDE, OURO VERDE E PERIMETRAL ANEXO II.C - PLANILHA DE QUANTITATIVO Item Código/Fonte Descrição Unid. Form. Escalas Quant 1. Estudos Preliminares 1.1 Corredor Campo Grande Levantamento topográfico complementar ha. A1 1:500 14, Sondagens para retirado de amostras nas condições naturais un. A4 Sem Escala 120, Sondagem a percussão (para OAE) mobilização e inst. de equipamento un , Deslocamento de equipamento entre furos até 100 metros un , Sondagem a percussão - perfuração e execução m A4 Sem Escala 960, Ensaios Geotécnicos e avaliações do pavimento Relatório A4 Sem Escala 120, Cadastro de propriedades para desapropriação urbana un. A1 1:500 44, Levantamento e cadastro de interferências Desenho A1 1:500 45, Pesquisas de tráfego - pontos de contagem un. A4 Sem Escala 15, Corredor Ouro Verde Levantamento topográfico complementar ha. A1 1:500 7, Sondagens para retirado de amostras nas condições naturais un. A4 Sem Escala 150, Sondagem a percussão (para OAE) mobilização e inst. de equipamento un , Deslocamento de equipamento entre furos até 100 metros un , Sondagem a percussão - perfuração e execução m A4 Sem Escala 720, Ensaios Geotécnicos e avaliações do pavimento Relatório A4 Sem Escala 150, Cadastro de propriedades para desapropriação urbana un. A1 1:500 47, Levantamento e cadastro de interferências Desenho A1 1:500 42, Pesquisas de tráfego - pontos de contagem un. A4 Sem Escala 20, Corredor Perimetral Sondagens para retirado de amostras nas condições naturais un. A4 Sem Escala 27, Sondagem a percussão (para OAE) mobilização e inst. de equipamento un , Deslocamento de equipamento entre furos até 100 metros un , Sondagem a percussão - perfuração e execução m A4 Sem Escala 240, Ensaios Geotécnicos e avaliações do pavimento Relatório A4 Sem Escala 27, Cadastro de propriedades para desapropriação urbana un. A1 1:500 1, Levantamento e cadastro de interferências Desenho A1 1:500 14,00

2 2. Projeto Básico 2.1 Projeto Geométrico Corredor Campo Grande Plantas Desenho A1 1: Perfis e Seções Desenho A1 Diversas Projeto Geométrico Corredor Ouro Verde Plantas Desenho A1 1: Perfis e Seções Desenho A1 Diversas Projeto Geométrico Corredor Perimetral Plantas Desenho A1 1: Perfis e Seções Desenho A1 Diversas Projeto de Pavimentação Corredor Campo Grande Plantas Desenho A1 1: Projeto de Pavimentação Corredor Ouro Verde Plantas Desenho A1 1: Projeto de Pavimentação Corredor Perimetral Plantas Desenho A1 1: Projeto de Terraplanagem Corredor Campo Grande Plantas Desenho A1 1: Projeto de Terraplenagem Corredor Ouro Verde Plantas Desenho A1 1: Projeto de Terraplanagem Corredor Perimetral Plantas Desenho A1 1: Projeto de Drenagem Corredor Campo Grande Plantas Desenho A1 1:500 45

3 2.11 Projeto de Drenagem Corredor Ouro Verde Plantas Desenho A1 1: Projeto de Drenagem Corredor Perimetral Plantas Desenho A1 1: Projeto de Urbanismo Corredor Campo Grande Plantas Desenho A1 1: Projeto de Urbanismo Corredor Ouro Verde Plantas Desenho A1 1: Projeto de Urbanismo Corredor Perimetral Plantas Desenho A1 1: Projeto de Arquitetura das Paradas C. Campo Grande Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Arquitetura das Paradas C. Ouro Verde Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Arquitetura das Paradas C. Perimetral Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Estrutura Corredor Campo Grande Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Estrutura Corredor Ouro Verde Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Estrutura Corredor Perimetral Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Iluminação Corredor Campo Grande Plantas Desenho A1 Diversas 45

4 2.23 Projeto de Iluminação Corredor Ouro Verde Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Iluminação Corredor Perimetral Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Inst. Elétricas C. Campo Grande Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Inst. Elétricas C. Ouro Verde Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Inst. Elétricas C. Perimetral Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Instalações Hidráulicas C. Campo Grande Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Instalações Hidráulicas C. Ouro Verde Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Instalações Hidráulicas C. Perimetral Plantas Desenho A1 Diversas Projeto de Sinalização Viária C. Campo Grande Plantas Desenho A1 1: Projeto de Sinalização Viária C. Ouro Verde Plantas Desenho A1 1: Projeto de Sinalização Viária C. Perimetral Plantas Desenho A1 1: Projeto de Desvio de Tráfego C. Campo Grande Plantas Desenho A1 1:

5 2.35 Projeto de Desvio de Tráfego C. Ouro Verde Plantas Desenho A1 1: Projeto de Desvio de Tráfego C. Perimetral Plantas Desenho A1 1: Projeto de Paisagismo Corredor Campo Grande Plantas Desenho A1 1: Projeto de Paisagismo Corredor Ouro Verde Plantas Desenho A1 1: Projeto de Paisagismo Corredor Perimetral Plantas Desenho A1 1: Projeto Sistemas Inteligentes de Transporte C. C. Grande Plantas Desenho A1 Diversas Memoriais Descritivos Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas de Hardware Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas de Software Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas da Arquitetura do Sistema Relatório A4 Sem Escala Projeto Sistemas Inteligentes de Transporte C. O. Verde Plantas Desenho A1 Diversas Memoriais Descritivos Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas de Hardware Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas de Software Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas da Arquitetura do Sistema Relatório A4 Sem Escala Projeto Sistemas Inteligentes de Transporte C. Perimetral Plantas Desenho A1 Diversas Memoriais Descritivos Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas de Hardware Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas de Software Relatório A4 Sem Escala Especificações Técnicas da Arquitetura do Sistema Relatório A4 Sem Escala 1

6 3. Produtos Complementares 3.1 Corredor Campo Grande Estudos, regularização ambiental e aprovação no município Unidade A4 Sem escala Elaboração de EVI e aprov. de implant. do empreendimento no DAEE Unidade A4 Sem escala Painel Ilustrativo Unidade A0 Sem escala Comunicação Visual Desenho A1 Sem escala Planilha de Quantidades e Custos Planilha A4 Sem escala Composição de Custo Unitário de Serviço Relatório A4 Sem escala Cronograma Físico e Financeiro Planilha A4 Sem escala Corredor Ouro Verde Estudos, regularização ambiental e aprovação no município Unidade A4 Sem escala Elaboração de EVI e aprov. de implant. do empreendimento no DAEE Unidade A4 Sem escala Painel Ilustrativo Unidade A0 Sem escala Comunicação Visual Desenho A1 Sem escala Planilha de Quantidades e Custos Planilha A4 Sem escala Composição de Custo Unitário de Serviço Relatório A4 Sem escala Cronograma Físico e Financeiro Planilha A4 Sem escala Corredor Perimetral Estudos, regularização ambiental e aprovação no município Unidade A4 Sem escala Elaboração de EVI e aprov. de implant. do empreendimento no DAEE Unidade A4 Sem escala Painel Ilustrativo Unidade A0 Sem escala Comunicação Visual Desenho A1 Sem escala Planilha de Quantidades e Custos Planilha A4 Sem escala Composição de Custo Unitário de Serviço Relatório A4 Sem escala Cronograma Físico e Financeiro Planilha A4 Sem escala 1

ITEM DESCRIÇÃO UNID. QUANT.

ITEM DESCRIÇÃO UNID. QUANT. I - SERVIÇOS PRELIMINARES SP (LOTES 1 A 9) ETE 1 (CY. 06 / 000.92 / 2369 / 00) PLANO DE DOCUMENTAÇÃO GERAL NAS ETAPAS DE ESTUDO 1 PRELIMINAR EP, PROJETO BÁSICO PB E PROJETO EXECUTIVO PE 1.1 Plano de Documentação

Leia mais

PLANILHA DE PREÇO UNITÁRIO

PLANILHA DE PREÇO UNITÁRIO 1 - SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 - TOPOGRAFIA 1.1.1 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO - BATIMÉTRICO 12.537.016,60 1.1.1.1 Mobilização de flutuantep/batimetria maritima unid. IPC-FIPE 7,00 60.000,00 420.000,00

Leia mais

Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br

Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br ORIENTAÇÃO TÉCNICA OT - IBR 001/2006 PROJETO BÁSICO Primeira edição: válida a partir de 07/11/2006 Palavras Chave: Projeto Básico,

Leia mais

RESUMO DE ORÇAMENTO POR PREÇO GLOBAL - DUPLICAÇÃO

RESUMO DE ORÇAMENTO POR PREÇO GLOBAL - DUPLICAÇÃO ANEXO III 50612.001705/2008-80 RESUMO DE ORÇAMENTO POR PREÇO GLOBAL - DUPLICAÇÃO DISCRIMINAÇÃO PARCIAL VALOR TOTAL A - EQUIPE TÉCNICA R$ 271.064,61 A.1 - Pessoal de Nível Superior R$ 160.487,94 A.2 - Pessoal

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA VISANDO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SONDAGEM, ELABORAÇÃO DO PROJETO DE FUNDAÇÃO E DO PROJETO IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE INICIAÇÃO AO

TERMO DE REFERÊNCIA VISANDO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SONDAGEM, ELABORAÇÃO DO PROJETO DE FUNDAÇÃO E DO PROJETO IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE INICIAÇÃO AO TERMO DE REFERÊNCIA VISANDO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SONDAGEM, ELABORAÇÃO DO PROJETO DE FUNDAÇÃO E DO PROJETO IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE CIE -TIPOLOGIA M3R40 1 SIGLAS E DEFINIÇÕES ABNT

Leia mais

ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS

ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS Estimativa Mensal de Desembolso Discriminação Valor Produtos Previstos para o 1º Mês 5.643.171,71 Produtos Previstos para o 2º Mês 1.760.889,12 Produtos Previstos para o 3º

Leia mais

GLOBO ENGENHARIA E ARQUITETURA SOLUÇÕES INTEGRADAS

GLOBO ENGENHARIA E ARQUITETURA SOLUÇÕES INTEGRADAS 2 APROV. RAT C08MVA-1/EPPI-1/11 DEZ/2011 GLOBO ENG. EQUIPE GLOBO 1 REVISÃO RAT 815MVA-2/PEPI-1/11 SET/2011 GLOBO ENG. EQUIPE GLOBO 0 EMISSÃO INICIAL JUL/2011 GLOBO ENG. EQUIPE GLOBO Rev. Modificação Data

Leia mais

ISF 211: PROJETO DE TERRAPLENAGEM

ISF 211: PROJETO DE TERRAPLENAGEM ISF 211: PROJETO DE TERRAPLENAGEM 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes do Projeto de Terraplenagem nos Projetos de Engenharia Ferroviária, Projeto Básico e Projeto Executivo. 2. FASES

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS TERMO DE REFERÊNCIA ELABORAÇÃO DE PROJETOS EXECUTIVOS DE PRAÇAS PÚBLICAS, CENTRO COMUNITÁRIO E PRÉDIOS COMERCIAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS TERMO DE REFERÊNCIA ELABORAÇÃO DE PROJETOS EXECUTIVOS DE PRAÇAS PÚBLICAS, CENTRO COMUNITÁRIO E PRÉDIOS COMERCIAIS TERMO DE REFERÊNCIA ELABORAÇÃO DE PROJETOS EXECUTIVOS DE PRAÇAS PÚBLICAS, CENTRO COMUNITÁRIO E PRÉDIOS COMERCIAIS LOTEAMENTO MORADA CIDADÃ BAIRRO FÁTIMA. LOTEAMENTO CANOAS MINHA TERRA I BAIRRO MATO GRANDE.

Leia mais

Projeto de Engenharia TC045 Gerenciamento de Projetos Prof. Dr. Sergio Scheer

Projeto de Engenharia TC045 Gerenciamento de Projetos Prof. Dr. Sergio Scheer 25/março/2014 Projeto de Engenharia TC045 Gerenciamento de Projetos Prof. Dr. Sergio Scheer Projeto Projeto é a essência da Engenharia. Visa a elaboração de: um novo produto, sistema ou processo, ou a

Leia mais

ANEXO 8 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE

ANEXO 8 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE ANEXO 8 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE Declaração de Disponibilidade 1 D E C L A R A Ç Ã O Declaramos que, no caso de adjudicação, disponibilizaremos para a execução dos serviços objeto da presente licitação,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI SUPERINTENDÊNCIA DE INFRAESTRUTURA DIAMANTINA MINAS GERAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI SUPERINTENDÊNCIA DE INFRAESTRUTURA DIAMANTINA MINAS GERAIS TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de empresas para prestação de serviços técnicos profissionais de engenharia para elaboração de projetos diversos para os Campi da UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DE JEQUITINHONHA

Leia mais

Acerca da representação do projeto de arquitetura, julgue o item seguinte.

Acerca da representação do projeto de arquitetura, julgue o item seguinte. 52.(UEAP/FGV/2014) Segundo Neves (1989), as informações básicas conceituais são o embasamento sobre o qual se assentam todas as ideias do partido arquitetônico e podem ser sintetizadas em cinco tópicos,

Leia mais

SOLICITAÇÃO PARA A APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE - MI (PROJETOS DE ENGENHARIA)

SOLICITAÇÃO PARA A APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE - MI (PROJETOS DE ENGENHARIA) BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL SOLICITAÇÃO PARA A APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE - MI (PROJETOS DE ENGENHARIA) MI 001-2014 PRÉDIO CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Nº

Leia mais

Item: 1 - Estudos e Projetos de Arquitetura (GRUPO-1)

Item: 1 - Estudos e Projetos de Arquitetura (GRUPO-1) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Sudeste de MG INST.FED.DE EDUC.,CIENC.E TEC.DO SUDESTE MG Termo

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO Curso Técnico de Edificações Profª Engª Civil Alexandra Müller Barbosa EMENTA Estudos de procedimentos executivos: Estruturas portantes, Elementos vedantes, Coberturas, Impermeabilização,

Leia mais

ANEXO XII - TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO XII - TERMO DE REFERÊNCIA SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO ESCRITÓRIO MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS DIVISÃO DE PROJETOS VIÁRIOS Elaboração de Adequação de Projetos, Geométrico e de Drenagem, de vias do Túnel Verde, á execução

Leia mais

MODELO DE PROJETO BÁSICO AUDITORIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO DO IFAM [Subtítulo do documento]

MODELO DE PROJETO BÁSICO AUDITORIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO DO IFAM [Subtítulo do documento] Página: 1 de X Objeto: Elaborado por: Equipe X Y Z Aprovado por: Unidade Requisitante Autoridade máxima do órgão Página: 2 de X 1. Definição do Objeto Indicação do que se está pretendendo licitar com a

Leia mais

PROJETO BÁSICO PARA CONTRTAÇÃO DE EMPRESA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS PROJ.: BÁSICOS DA AITY (INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM)

PROJETO BÁSICO PARA CONTRTAÇÃO DE EMPRESA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS PROJ.: BÁSICOS DA AITY (INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM) PROJETO BÁSICO PARA CONTRTAÇÃO DE EMPRESA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 1 Projetos arquitetônicos, com programa de necessidades, antiprojeto e todos os detalhamentos necessários para o pleno entendimento

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE ENGENHARIA ETE CONTRATAÇÃO EMPRESA PROJETISTA REGIÕES 1A e 1B

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE ENGENHARIA ETE CONTRATAÇÃO EMPRESA PROJETISTA REGIÕES 1A e 1B http://www.bancodobrasil.com.br 1 DOCUMENTO 2 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE ENGENHARIA ETE CONTRATAÇÃO EMPRESA PROJETISTA REGIÕES 1A e 1B 1. OBJETO... 5 2. PLANEJAMENTO GLOBAL PARA TODOS OS PRODUTOS... 5

Leia mais

Secretaria do Planejamento e Gestão. Departamento Estadual de Rodovias RETIFICAÇÃO 01 EDITAL Nº 01 /2014

Secretaria do Planejamento e Gestão. Departamento Estadual de Rodovias RETIFICAÇÃO 01 EDITAL Nº 01 /2014 Numero do Documento: 1498787 RETIFICAÇÃO 01 EDITAL Nº 01 /2014 SELEÇÃO PÚBLICA DE CARÁTER TEMPORÁRIO/2014/DER DEPARTAMENTO ESTADUAL DE RODOVIAS O SECRETARIO DO PLANEJAMENTO E GESTÃO DO ESTADO DO CEARÁ

Leia mais

SGCE/ 2ª Inspetoria Geral de Controle Externo ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS PÚBLICAS

SGCE/ 2ª Inspetoria Geral de Controle Externo ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS PÚBLICAS ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS PÚBLICAS Órgão / entidade SMO/CGO Coordenadoria Geral de Obras Datas das 11ª e 12ª visitas 06/12/2012 e 05/02/2013 Contrato selecionado Contrato nº 117/2011 Implantação da Transcarioca

Leia mais

Escrito por TQS Admin Qua, 28 de Agosto de 2013 10:35 - Última revisão Sex, 24 de Abril de 2015

Escrito por TQS Admin Qua, 28 de Agosto de 2013 10:35 - Última revisão Sex, 24 de Abril de 2015 Prezados, Palavras chaves: SISEs, Sondagem, SPT, camada de solo Vamos agora tratar do lançamento das sondagens no sistema SISEs. É possível lançar as sondagens, com os SPT s, camadas do solo, materiais

Leia mais

Geo-Obras Anexo I Documentos e Prazos

Geo-Obras Anexo I Documentos e Prazos Geo-Obras Anexo I Documentos e Prazos Documentos de Licitação Quando inserir no Sistema TIPO DESCRIÇÃO PRAZO Fase Interna LI Edital 2 (dois) dias úteis após a publicação do aviso de licitação LI Planilha

Leia mais

PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE ROCHAS - ESPECIFICAÇÕES GERAIS

PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE ROCHAS - ESPECIFICAÇÕES GERAIS PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE - ESPECIFICAÇÕES GERAIS Revisão n.º 1 2 3 4 5 7 Data 18/03/11 Responsável Heber 1/14 INDICE 1. OBJETIVO... 3 2. ELEMENTOS

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 3 3. OBJETIVOS... 3 4. PÚBLICO-ALVO... 3 5. METODOLOGIA... 4. 5.1 Informações Necessárias...

1. APRESENTAÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 3 3. OBJETIVOS... 3 4. PÚBLICO-ALVO... 3 5. METODOLOGIA... 4. 5.1 Informações Necessárias... SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 3 3. OBJETIVOS... 3 4. PÚBLICO-ALVO... 3 5. METODOLOGIA... 4 5.1 Informações Necessárias... 4 5.1.1 Apresentação e nome do Projeto... 4 5.1.2 Endereço completo...

Leia mais

1. EVENTOS VINCULADOS AO EMPREENDIMENTO. EVENTO Aceite da Ordem de Serviço/Consolidação do Cronograma.

1. EVENTOS VINCULADOS AO EMPREENDIMENTO. EVENTO Aceite da Ordem de Serviço/Consolidação do Cronograma. GERAL O objetivo deste documento é definir critérios para ressarcimento de eventos de pagamentos e Eventos Críticos e permitir a emissão, por parte do Contratado, do Relatório de Cumprimento de Eventos.

Leia mais

ANEXO 4 SONDAGEM (ORIGINAL)

ANEXO 4 SONDAGEM (ORIGINAL) ANEXO 4 SONDAGEM (ORIGINAL) 1. RELATÓRIO DE SONDAGEM 1.1 Objetivos O presente relatório tem por objetivo descrever os critérios e procedimentos adotados na execução dos serviços de sondagem geotécnica

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS SUMÁRIO 1 Objetivo e campo de aplicação...2 2 Referências...2 3 Definições...2 4 Condições para início dos serviços...2 5 Materiais e equipamentos necessários...3 6 Métodos e procedimentos de execução...3

Leia mais

SESI PROJETO EXECUTIVO DE TERRAPLENAGEM PARA QUADRA POLIESPORTIVA DA UNIDADE SESI-SIMÕES FILHO/BA VOLUME ÚNICO RELATÓRIO DOS PROJETOS

SESI PROJETO EXECUTIVO DE TERRAPLENAGEM PARA QUADRA POLIESPORTIVA DA UNIDADE SESI-SIMÕES FILHO/BA VOLUME ÚNICO RELATÓRIO DOS PROJETOS SIMÕES FILHO BAHIA. PROJETO EXECUTIVO DE TERRAPLENAGEM PARA QUADRA POLIESPORTIVA DA UNIDADE SESI-SIMÕES FILHO/BA VOLUME ÚNICO RELATÓRIO DOS PROJETOS Salvador, Outubro/2010 SIMÕES FILHO BAHIA. A P R E S

Leia mais

ITEM DISCRIMINAÇÃO 01 MOBILIZAÇÃO DE EQUIPE UN 01 02 SONDAGEM À PERCUSSÃO (MINIMO 30M) M 30 03 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS UN 01

ITEM DISCRIMINAÇÃO 01 MOBILIZAÇÃO DE EQUIPE UN 01 02 SONDAGEM À PERCUSSÃO (MINIMO 30M) M 30 03 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS UN 01 Camaçari, 30 de dezembro de 2011. Solicitação de Orçamento Processo nº. 1401/2011 Solicitamos desta empresa orçamento para execução de serviços de sondagem de simples reconhecimento e coleta de amostras

Leia mais

ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA

ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA COMPLEXO ECOTURÍSTICO RESERVA GARAÚ CONDE / PB INTERESSADO: LORD NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS LTDA. ELABORAÇÃO: GEOCONSULT CONSULTORIA, GEOLOGIA & MEIO AMBIENTE LTDA. CNPJ. n.º

Leia mais

Diário Oficial do Município N 5.197 - Terça-feira - 27/09/2011 Página 06 EXTRAS PARA A RECOMPOSIÇÃO DO CÓRREGO DO ONÇA, no Setor Negrão de Lima, além dos CUSTOS INDIRETOS DIVERSOS, conforme especificações

Leia mais

CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO

CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO TABELA DE PREÇOS CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO ENGENHARIA CONSULTIVA SANEAGO_15-02 8892 ADMINISTRADOR DE EMPRESAS - JÚNIOR (MENSALISTA) MÊS EFETIVAMENTE TODOS OS SERVIÇOS DE COORDENAÇÃO, ORGANIZAÇÃO

Leia mais

SISTEMAS DE TRATAMENTO DE ESGOTOS SANITÁRIOS PROJETO, IMPLANTAÇÃO E OPERAÇÃO DA ETE - ROTEIRO DO ESTUDO

SISTEMAS DE TRATAMENTO DE ESGOTOS SANITÁRIOS PROJETO, IMPLANTAÇÃO E OPERAÇÃO DA ETE - ROTEIRO DO ESTUDO SISTEMAS DE TRATAMENTO DE ESGOTOS SANITÁRIOS PROJETO, IMPLANTAÇÃO E OPERAÇÃO DA ETE - ROTEIRO DO ESTUDO Projetos de interceptor, emissário por gravidade, estação elevatória de esgoto e linha de recalque,

Leia mais

Tópicos Especiais de Engenharia Civil ALBUQUERQUE SOBRINHO, E. J. (2010)

Tópicos Especiais de Engenharia Civil ALBUQUERQUE SOBRINHO, E. J. (2010) Tópicos Especiais de Engenharia Civil ALBUQUERQUE SOBRINHO, E. J. (2010) Introdução Investigações diretas e indiretas Qual sua importância e aplicação? Quais as técnicas empregadas nas investigações diretas

Leia mais

MANUAL DE PROJETOS HIDROSSANITÁRIOS. Normas e apresentação de projetos hidrossanitários

MANUAL DE PROJETOS HIDROSSANITÁRIOS. Normas e apresentação de projetos hidrossanitários MANUAL DE PROJETOS HIDROSSANITÁRIOS Normas e apresentação de projetos hidrossanitários Abril de 2014 APRESENTAÇÃO A cidade de Unaí está em constante desenvolvimento, acompanhado, consequentemente, pelo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO DE INFRA-ESTRUTURA URBANA SETOR HABITACIONAL TAQUARI TRECHO 2 PAVIMENTAÇÃO E PAISAGISMO

TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO DE INFRA-ESTRUTURA URBANA SETOR HABITACIONAL TAQUARI TRECHO 2 PAVIMENTAÇÃO E PAISAGISMO TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO DE INFRA-ESTRUTURA URBANA SETOR HABITACIONAL TAQUARI TRECHO 2 PAVIMENTAÇÃO E PAISAGISMO DITEC Diretoria Técnica e de Fiscalização NUINF / GEREN Brasília FEVEREIRO, 2015 SAM

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PESQUEIRA CCI - Controladoria de Controle Interno SCI SISTEMA DE CONTROLE INTERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PESQUEIRA CCI - Controladoria de Controle Interno SCI SISTEMA DE CONTROLE INTERNO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO - SCI INSTRUÇÕES NORMATIVAS SOSE Nº 001/2010-1 Aprovação em: 08/01/2010 Versão: 001 Ato de Aprovação: IN SOSE n. 001/2010 Unidade Responsável: Sistema de Obras e Serviços de

Leia mais

Manual para Empreendimentos (Compilação das NT.DTE.004 a 009)

Manual para Empreendimentos (Compilação das NT.DTE.004 a 009) Manual para Empreendimentos (Compilação das NT.DTE.004 a 009) Revisão de 06/03/2014 Companhia de Saneamento Ambiental de Atibaia Diretoria Técnica Gerência de Engenharia Página1 Este Manual objetiva reunir

Leia mais

ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES. O Projeto de passarela para pedestres será desenvolvido em duas fases:

ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES. O Projeto de passarela para pedestres será desenvolvido em duas fases: ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes do Projeto de Passarela para Pedestres em Projetos de Engenharia Ferroviária. 2. FASES DO PROJETO O

Leia mais

Tema: Aprovação de Loteamentos Município de Franca. Palestrante: Nicola Rossano Costa

Tema: Aprovação de Loteamentos Município de Franca. Palestrante: Nicola Rossano Costa Tema: Aprovação de Loteamentos Município de Franca Palestrante: Nicola Rossano Costa Leis Municipais Plano diretor Lei Complementar nº 050/2003 e posteriores alterações Plano viário Lei complementar nº

Leia mais

Simec Obras 2.0 MI. CGIMP Abril/2014. Orientações Emissão e Aceite de OS

Simec Obras 2.0 MI. CGIMP Abril/2014. Orientações Emissão e Aceite de OS Simec Obras 2.0 MI CGIMP Abril/2014 Orientações Emissão e Aceite de OS Emissão de OS A prefeitura Municipal é responsável pelas emissões das Ordens de Serviço para execução das obras de metodologias Inovadoras.

Leia mais

Robinson Bonato. Resumo. Experiência

Robinson Bonato. Resumo. Experiência Robinson Bonato Engenheiro Civil Sênior Engenharia Construção Projetos Gestão de Equipe Em Transição de Carreira. rjbonato15@gmail.com Resumo Engenheiro Civil. Graduado em Engenharia Civil pela UNIVAP-

Leia mais

Formação de Projeto Básico/Executivo

Formação de Projeto Básico/Executivo CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO DO ACRE GOVERNADOR DO ESTADO Tião Viana VICE-GOVERNADOR César Messias CONTROLADOR-GERAL DO ESTADO Edson Américo Manchini ELABORAÇÃO e RESPONSABILIDADE TÉCNICA Engenheiro Civil

Leia mais

SEMINÁRIO PROJETO BÁSICO E PROJETO EXECUTIVO NAS CONTRATAÇÕES PÚBLICAS ASPECTOS TÉCNICOS SIURB

SEMINÁRIO PROJETO BÁSICO E PROJETO EXECUTIVO NAS CONTRATAÇÕES PÚBLICAS ASPECTOS TÉCNICOS SIURB SEMINÁRIO PROJETO BÁSICO E PROJETO EXECUTIVO NAS CONTRATAÇÕES PÚBLICAS ASPECTOS TÉCNICOS SIURB PROJETOS DE INFRAESTRUTURA URBANA DRENAGEM CANAIS RESERVATÓRIOS MICRODRENAGEM OU DRENAGEM SUPERFICIAL OBRAS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA PARCELAMENTO DE SOLO: CODRAM 3414,40; CODRAM 3414,50; CODRAM 3414,60; CODRAM 3414,70; CODRAM 3415,10

TERMO DE REFERÊNCIA PARA PARCELAMENTO DE SOLO: CODRAM 3414,40; CODRAM 3414,50; CODRAM 3414,60; CODRAM 3414,70; CODRAM 3415,10 TERMO DE REFERÊNCIA PARA PARCELAMENTO DE SOLO: CODRAM 3414,40; CODRAM 3414,50; CODRAM 3414,60; CODRAM 3414,70; CODRAM 3415,10 O processo administrativo para aprovação e licenciamento de parcelamentos de

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Liderança, Coaching e Gestão de Pessoas

Gerenciamento de Projetos Liderança, Coaching e Gestão de Pessoas Gerenciamento de Projetos Liderança, Coaching e Gestão de Pessoas Aula 04 Prof. Esp. Gladimir Ceroni Catarino gladimir@gmail.com SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC

Leia mais

ANEXO 16 DOCUMENTOS E FASES PARA APROVAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE LOTEAMENTOS. - DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA A SER APRESENTADA: 1.

ANEXO 16 DOCUMENTOS E FASES PARA APROVAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE LOTEAMENTOS. - DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA A SER APRESENTADA: 1. DOCUMENTOS E FASES PARA APROVAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE LOTEAMENTOS 1º FASE - DIRETRIZES PARA PROJETO DE LOTEAMENTO 1. Requerimento; 2. Documento de propriedade (1 Via); 3. Plantas do imóvel (planialtimétrica

Leia mais

Curso Técnico em Agroecologia

Curso Técnico em Agroecologia Curso Técnico em Agroecologia Nível/Grau/Forma: Médio/Técnico/Integrado Vagas: 25 Turno: Integral Duração: 3 anos + estágio Perfil do Egresso O Técnico em Agroecologia deverá ser um profissional com formação

Leia mais

3. O projeto fornecido para a modelagem paramétrica 3D

3. O projeto fornecido para a modelagem paramétrica 3D 3. O projeto fornecido para a modelagem paramétrica 3D Com finalidade de avaliar alguns aspectos da metodologia BIM e algumas das ferramentas computacionais envolvidas, buscou-se um projeto de engenharia

Leia mais

1 PROJETO DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES CONTRATADAS - RRT

1 PROJETO DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES CONTRATADAS - RRT DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES CONTRATADAS - RRT 1 PROJETO 1.1 - ARQUITETURA DAS EDIFICAÇÕES 1.1.1 - Levantamento arquitetônico 1.1.2 - Projeto arquitetônico 1.1.3 - Projeto arquitetônico de reforma 1.1.4 -

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE PROJETOS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA SIN 2011-2013 (SEM BDI)

TABELA DE PREÇOS DE PROJETOS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA SIN 2011-2013 (SEM BDI) TABELA DE PREÇOS DE PROJETOS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA SIN 2011-2013 (SEM BDI) AGOSTO/2011 1 ÍNDICE GERAL 1. PROJETO DE ARQUITETURA... 5 2. PROJETO DE URBANISMO... 5 3. PROJETO DE URBANISMO PAISAGÍSTICO...

Leia mais

Serviços e Projetos em Engenharia para todos os segmentos.

Serviços e Projetos em Engenharia para todos os segmentos. Apresentação da Empresa Sumário 02 Quem Somos 03 Urbanismo e Infraestrutura 04 Arquitetura e Paisagismo 05 Área de Estruturas 06 Proteção contra Incêndio 07 Área de Hidráulica 08 Instalações Elétricas

Leia mais

MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES

MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS (NORMAS E DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS, ESPECIFICAÇÕES E PLANILHA) MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES ELABORAÇÃO, APROVAÇÃO, DETALHAMENTO E DESENVOLVIMENTO DOS PROJETOS

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO/SP ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO/SP ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 27/2011 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de engenharia elétrica para elaboração de projeto

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL Matriz Curricular do Curso de Arquitetura e Urbanismo 2016 (Vespertino)

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL Matriz Curricular do Curso de Arquitetura e Urbanismo 2016 (Vespertino) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL Matriz Curricular do Curso de Arquitetura e Urbanismo 2016 (Vespertino) C U R S O: Arquitetura e Urbanismo 1º. Período Currículo: Bacharelado (Vespertino/Noturno)

Leia mais

Dimensionamento do Número Mínimo de Furos de uma Campanha de Sondagem

Dimensionamento do Número Mínimo de Furos de uma Campanha de Sondagem Dimensionamento do Número Mínimo de Furos de uma Campanha de Sondagem Nós reconhecemos o perfil do seu terreno. A Versal Engenharia e Consultoria Ltda., através de sua Divisão Geotécnica (DG), oferece

Leia mais

FICHA DE ANÁLISE DA PROPOSTA TÉCNICA

FICHA DE ANÁLISE DA PROPOSTA TÉCNICA FICHA DE ANÁLISE DA PROPOSTA TÉCNICA EDITAL N o 258/2004-00 - LOTE 01 (Duplicação e Restauração da Pista Existente) TÓPICOS PONTUAÇÃO MÁX CONSOL-ENGENHEIROS CONSULTORES ETEL ESTUDOS TÉCNICOS LTDA. ENGESPRO

Leia mais

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE PROJETOS DESCRIÇAO DO SERVIÇO

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE PROJETOS DESCRIÇAO DO SERVIÇO PROJETOS PARA EDIFICIOS EDUCACIONAIS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO PROJETO ARQUITETÔNICO R$ 17,10 LEVANTAMENTO ARQUITETÔNICO R$ 3,45 PROJETO ESTRUTURAL, INCLUSIVE FUNDAÇÃO R$ 10,35 PROJETO DE ESTRUTURA METÁLICA

Leia mais

INSTRUÇÕES TÉCNICAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL - LICENÇA SIMPLIFICADA (LS)

INSTRUÇÕES TÉCNICAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL - LICENÇA SIMPLIFICADA (LS) INSTRUÇÕES TÉCNICAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL - LICENÇA SIMPLIFICADA (LS) 1. DEFINIÇÃO 1.1. Licença Simplificada (LS) - concedida para a localização, instalação, implantação e operação

Leia mais

CONCORRÊNCIA PÚBLICA DE TÉCNICA E PREÇONº 003/15 CIRCULAR Nº01

CONCORRÊNCIA PÚBLICA DE TÉCNICA E PREÇONº 003/15 CIRCULAR Nº01 Contratação para os serviços de elaboração de Projetos Executivos de Engenharia para gasodutos, redes internas, incluindo levantamento topográfico semi-cadastral, proteção catódica, o estudo de interferência

Leia mais

Anexo 4 F Laudos e informações sobre sondagem

Anexo 4 F Laudos e informações sobre sondagem !! Anexo 4 F Laudos e informações sobre sondagem Secretaria Municipal de Desenvolvimento Avenida Alvares Cabral, 200 / 11º andar Centro CEP 30170-000 Belo Horizonte/MG Fone: (031) xxxx-xxxx - Fax: xxxx-xxxx

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA SEIL/DER Nº 003/2012

RESOLUÇÃO CONJUNTA SEIL/DER Nº 003/2012 RESOLUÇÃO CONJUNTA SEIL/DER Nº 003/2012 O Secretário de Estado de Infraestrutura e Logística do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Estadual 16.841, de 28 de junho de 2011 e

Leia mais

ISF 204: ESTUDOS TOPOGRÁFICOS PARA PROJETOS EXECUTIVOS DE FERROVIAS

ISF 204: ESTUDOS TOPOGRÁFICOS PARA PROJETOS EXECUTIVOS DE FERROVIAS ISF 204: ESTUDOS TOPOGRÁFICOS PARA PROJETOS EXECUTIVOS DE FERROVIAS 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes dos Estudos Topográficos a serem desenvolvidos nos Projetos Executivos de Engenharia.

Leia mais

PLANO DE INTERVENÇÃO DE INCÊNDIO

PLANO DE INTERVENÇÃO DE INCÊNDIO PLANO DE INTERVENÇÃO DE INCÊNDIO OBJETIVO Estabelece princípios gerais para: o levantamento de riscos de incêndios; a elaboração de Planos de Intervenção Incêndio; padronização das formas de intervenção

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS RODRIGUES & AGUINAGA PROJETOS LTDA. Av. Francisco Talaia de Moura, 545 CEP: 91170-090 - Porto Alegre/RS. CNPJ: 09.077.763/0001-05 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS 1 1.

Leia mais

INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP

INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP AVISO Com base nos Art. 30 e 31 da Lei Complementar Municipal n 16, de 04 de junho de 1992, o Município do Rio de Janeiro torna público seu interesse

Leia mais

METODOLOGIA DE PONTUAÇÃO PARA FORMAÇÃO DE LISTA CURTA

METODOLOGIA DE PONTUAÇÃO PARA FORMAÇÃO DE LISTA CURTA BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL METODOLOGIA DE PONTUAÇÃO PARA FORMAÇÃO DE LISTA CURTA CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Nº 2520/OC-BR PROGRAMA INTEGRADO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E

Leia mais

IMPORTÂNCIA DE DETALHAMENTO DE PROJETOS EM OBRAS QUE UTILIZAM MND. ESTEIO - Engenharia e Aerolevantamentos Eng. Marcos de Castro Leal

IMPORTÂNCIA DE DETALHAMENTO DE PROJETOS EM OBRAS QUE UTILIZAM MND. ESTEIO - Engenharia e Aerolevantamentos Eng. Marcos de Castro Leal IMPORTÂNCIA DE DETALHAMENTO DE PROJETOS EM OBRAS QUE UTILIZAM MND ESTEIO - Engenharia e Aerolevantamentos Eng. Marcos de Castro Leal Histórico APRESENTAÇÃO Fundada em 1969, a ESTEIO Engenharia e Aerolevantamentos

Leia mais

Licenciam e nto Am b ientalde Sistem a de Disposição Final de R e síduos Sólidos Urbanos e da Construção Civilno Estado do Rio Grande do Norte

Licenciam e nto Am b ientalde Sistem a de Disposição Final de R e síduos Sólidos Urbanos e da Construção Civilno Estado do Rio Grande do Norte Instituto de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte Licenciam e nto Am b ientalde Sistem a de Disposição Final de R e síduos Sólidos Urbanos e da Construção Civilno Estado do

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 19ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE PENEDO-AL RUA EM PROJETO A (LAGOA DO OITEIRO), PENEDO-AL

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 19ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE PENEDO-AL RUA EM PROJETO A (LAGOA DO OITEIRO), PENEDO-AL TERESINA - PIAUÍ PROSPECÇÃO GEOTÉCNICA TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 19ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE PENEDO-AL RUA EM PROJETO A (LAGOA DO OITEIRO), PENEDO-AL SETEMBRO/ 2014 RELATÓRIO RS-23.09/2014 ÍNDICE

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 20140818112605155

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 20140818112605155 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 20140818112605155 Projeto: REVITALIZAÇÃO DA SEDE E FORTALECIMENTO DA ESTRUTURA DE APOIO A VISITAÇÃO DO PARQUE ESTADUAL DO DESENGANO, EM SANTA MARIA MADALENA. Protocolo nº: 20140818112605155

Leia mais

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS CONTRATADOS COM RECURSOS DO FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL FMHIS

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS CONTRATADOS COM RECURSOS DO FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL FMHIS RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS CONTRATADOS COM RECURSOS DO FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL FMHIS INVESTIMENTOS 2009 R$ 841.363,96 2.181 FAMÍLIAS BENEFICIADAS Execução de terraplenagem Moradias

Leia mais

Anexo XIII - Termo de Referência

Anexo XIII - Termo de Referência PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO Anexo XIII - Termo de Referência CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE ENGENHARIA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS PREDIAIS E ORÇAMENTOS. Escolas

Leia mais

ANEXO I REFERENCIAL PARA ELABORAÇÃO DO PLANO OU PROJETO BÁSICO AMBIENTAL DAS FASES 01 E 02 DO SAPIENS PARQUE

ANEXO I REFERENCIAL PARA ELABORAÇÃO DO PLANO OU PROJETO BÁSICO AMBIENTAL DAS FASES 01 E 02 DO SAPIENS PARQUE ANEXO I REFERENCIAL PARA ELABORAÇÃO DO PLANO OU PROJETO BÁSICO AMBIENTAL DAS FASES 01 E 02 DO SAPIENS PARQUE Sumário 1 Objetivo...3 2 Definições...3 3 Características Gerais...4 3.1 Descrição do Empreendimento...

Leia mais

PROGRAMA PROREDES BIRD RS

PROGRAMA PROREDES BIRD RS PROGRAMA PROREDES BIRD RS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL ESPECIALIZADO EM SINALIZAÇÃO E SEGURANÇA VIÁRIA PARA FINS DE APOIO NA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA PARA O

Leia mais

Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro 29/05/2013

Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro 29/05/2013 Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro 29/05/2013 2 Informações Click to edit Master técnicas text styles sobre os projetos legal e executivo Second destinados level à implantação do Píer

Leia mais

À INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL - DEPARTAMENTO DA PARAIBA.

À INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL - DEPARTAMENTO DA PARAIBA. RELATÓRIO N 002/2013 À INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL - DEPARTAMENTO DA PARAIBA. Largo São Frei Pedro Gonçalves, n 02, Varadouro - João Pessoa/PB. SONDAGEM SPT SONDAGEM DE SIMPLES RECONHECIMENTO COM

Leia mais

e-sfinge Obras ênfase no controle interno dos municípios

e-sfinge Obras ênfase no controle interno dos municípios e-sfinge Obras ênfase no controle interno dos municípios Conteúdo Programático - Legislação; - Demonstrar às características básicas do e-sfinge Obras; - Quais dados a serem informados no sistema; - Prazos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2012 DISPÕE SOBRE TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE CONTROLE AMBIENTAL PCA E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE GUARAPARI, Estado

Leia mais

CHEK LIST DE DOCUMENTAÇÕES PARA ABERTURA DE PROCESSOS COORDENADORIA DE URBANISMO ALVARÁ DE CONSTRUÇÃO - UNIFAMILIAR

CHEK LIST DE DOCUMENTAÇÕES PARA ABERTURA DE PROCESSOS COORDENADORIA DE URBANISMO ALVARÁ DE CONSTRUÇÃO - UNIFAMILIAR ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE MUNICÍPIO DE PARNAMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE E DO DESENVOLVIMENTO URBANO CHEK LIST DE DOCUMENTAÇÕES PARA ABERTURA DE PROCESSOS COORDENADORIA DE URBANISMO

Leia mais

José Fortunati. Everton Luís Gomes Braz. Vicente Bueno Aires Trindade. Carlos Ernesto Gallicchio Friedrich

José Fortunati. Everton Luís Gomes Braz. Vicente Bueno Aires Trindade. Carlos Ernesto Gallicchio Friedrich PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO Superintendência de Urbanismo e Produção Habitacional Coordenação de Projetos CADERNO DE ENCARGOS PARA PROJETOS E SERVIÇOS CORRELATOS

Leia mais

Anexo II Descrição da Área/Processo. Cargos de Nível Médio

Anexo II Descrição da Área/Processo. Cargos de Nível Médio Anexo II Descrição da Área/Processo Cargos Cargo Área Pré-requisito Trajetória Processo de Agrimensura de Edificações/ Construção Civil de Edificações de Edificações Agrimensura. Edificações. Edificações.

Leia mais

TABELA DE VENDAS junho-14

TABELA DE VENDAS junho-14 TABELA DE VENDAS junho-14 Empreendimento: Airport Office Endereço: Rua Vieira de Morais, 2110 Previsão Lançamento: Março de 2011 Ficha Técnica Construção e Incorporação: Projeto de Arquitetura: Projeto

Leia mais

Custos Totais de Implantação do Empreendimento PLANILHA 01 AEROPORTO

Custos Totais de Implantação do Empreendimento PLANILHA 01 AEROPORTO Custos Totais de Implantação do PLANILHA 01 AEROPORTO 1. Custo de aquisição do terreno, reassentamentos (com toda infraestrutura) e outras ações de caráter indenizatório. 2. Estudos ambientais 3. Projetos

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS J u n 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Este documento normatiza a apresentação de projetos técnicos, em suas diferentes especializações e etapas com objetivo de gerar documentos completos necessários à contratação

Leia mais

Auditoria Energética

Auditoria Energética Auditoria Energética Função das Auditorias Energéticas Como estamos? Quanta energia está sendo utilizada? Onde a energia está sendo utilizada? Quando a energia está sendo utilizada? Como e em qual equipamentos

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS

ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS 3.2 - COMPONENTES ESPECÍFICOS 3.2.1 - Plano de Intervenção

Leia mais

DER/PR ES-T 03/05 TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS

DER/PR ES-T 03/05 TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304 8130 www.pr.gov.br/derpr Especificações

Leia mais

ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO COTAÇÃO DE PREÇO Nº 09/2014 PROCESSO Nº 09/2014 ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL MAMIRAUÁ IDSM PROJETO - ARQUITETURA, PROJETOS EXECUTIVOS COMPLEMENTARES E ORÇAMENTO

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 PLANO DE CURSO C U R S O D E A R Q U I T E T U R A E U R B A N I S M O Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 Componente Curricular: PROJETO II Código: ARQ020 Pré-requisito: PROJETO II Período

Leia mais

REGULARIZAÇÃO E HABITE-SE DE OBRA UNIFAMILIAR

REGULARIZAÇÃO E HABITE-SE DE OBRA UNIFAMILIAR REGULARIZAÇÃO E HABITE-SE DE OBRA UNIFAMILIAR 3. CND - Certidão Negativa de Débitos ou Guia de quitação atual do IPTU ou Documento que comprove a isenção deste. 4. Contrato de Locação se o imóvel for alugado.

Leia mais

GE.01/202.75/00889/01 GERAL GERAL ARQUITETURA / URBANISMO INFRAERO GE.01/202.75/00889/01 1 / 6 REVISÃO GERAL 07.07.05 ARQ. CLAUDIA

GE.01/202.75/00889/01 GERAL GERAL ARQUITETURA / URBANISMO INFRAERO GE.01/202.75/00889/01 1 / 6 REVISÃO GERAL 07.07.05 ARQ. CLAUDIA INFRAERO GE.01/202.75/00889/01 1 / 6 01 REVISÃO GERAL 07.07.05 ARQ. CLAUDIA REV. M O D I F I C A Ç Ã O DATA PROJETISTA DESENHISTA APROVO Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária ESCALA DATA

Leia mais

PROJETO BÁSICO COM DETALHAMENTO CONSTRUTIVO DOS MOLHES DE FIXAÇÃO DA BARRA DO RIO ARARANGUÁ, MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ (SC)

PROJETO BÁSICO COM DETALHAMENTO CONSTRUTIVO DOS MOLHES DE FIXAÇÃO DA BARRA DO RIO ARARANGUÁ, MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ (SC) PROJETO BÁSICO COM DETALHAMENTO CONSTRUTIVO DOS MOLHES DE FIXAÇÃO DA BARRA DO RIO ARARANGUÁ, MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ (SC) PRODUTO III INVESTIGAÇÕES GEOTÉCNICAS SONDAGEM DE SIMPLES RECONHECIMENTO POR SPT

Leia mais

3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS RDC PRESENCIAL Nº 04/2014

3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS RDC PRESENCIAL Nº 04/2014 3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS RDC PRESENCIAL Nº 04/2014 Cabe esclarecermos que todas as respostas foram disponibilizadas pela Superintendência de Licitações e Contratos SULIC/PRESI, após análise

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO ESCOPO DOS PROJETOS FASE 2 ETAPA A 10 AGRUPAMENTOS 10/06/2011

APRESENTAÇÃO DO ESCOPO DOS PROJETOS FASE 2 ETAPA A 10 AGRUPAMENTOS 10/06/2011 APRESENTAÇÃO DO ESCOPO DOS PROJETOS FASE 2 ETAPA A 10 AGRUPAMENTOS 10/06/2011 1 DEFINIÇÃO DE AGRUPAMENTO Áreas definidas pelo Programa de Integração de Assentamentos Precários Informais - MORAR CARIOCA

Leia mais

7. Projeto. 7. 1 Introdução 21/05/2015. Cobertura da Expansão do Shopping Iguatemi Fortaleza (2015) Projeto da Carpinteria Estruturas de Madeira, SP

7. Projeto. 7. 1 Introdução 21/05/2015. Cobertura da Expansão do Shopping Iguatemi Fortaleza (2015) Projeto da Carpinteria Estruturas de Madeira, SP 21/05/2015 7. Projeto www.pinterest.com Cobertura da Expansão do Shopping Iguatemi Fortaleza (2015) Projeto da Carpinteria Estruturas de Madeira, SP arcoweb.com.br 1 21/05/2015 5000 m2 A maior obra de

Leia mais

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015 Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Recursos Humanos Qualificação:

Leia mais