liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás."

Transcrição

1 ONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓICA DE GOIÁS ró-reitoria de Graduação - ROGRAD lano de Ensino 2015/1 Atenção! Este lano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento não aprovado pela UC Goiás. Disciplina: ENG TOOGRAFIA E GEODÉSIA I Turma: A03 Subturma(s): Créditos: 4 Carga Horária: 60 Horas/Aula rofessor: FRANCISCO EDISON SAMAIO 1. Ementa Medição de distâncias. Medição de ângulos. Reprodução geométrica de alinhamentos. Cálculo das coordenadas. Determinação da declinação magnética e suas variações. Métodos de levantamento planimétrico. Cálculo de áreas. Desenho de plantas. Estadimetria. Geodésia. Astronomia 2. Objetivos 2.1. Objetivos Gerais Desenvolvimento de uma visão básica da topografia nos aspectos teóricos e práticos, com vistas à oportunizar ao aluno a compreensão da importância e aplicação desta matéria na Engenharia Civil Objetivos Específicos Compreender os fundamentos básicos da topografia, sua aplicação na engenharia e interação com outras disciplinas curriculares do curso. Realizar coleta de dados no, observando métodos e técnicas apropriados para cada tipo de trabalho; Elaborar desenho técnico para produção de plantas topográficas, observando normas técnicas aplicadas; Executar cálculos analíticos fazendo uso de planilhas e calculadora científica no desenvolvimento de trabalhos topográficos; lanejar trabalhos de observando aspectos como metodologia, tempo de realização, seleção adequada de equipamentos e materiais e acurácia, tendo em vista parâmetros normativos. Adquirir hábitos compatíveis com a execução das atividades desenvolvidas em sala e em, visando o melhor resultado possível no aprendizado e na formação progressiva do perfil profissional pretendido. 3. Conteúdo rogramático 1. Topografia 1.1 Introdução 1.2 Objetivo da topografia 1.3 Definição e divisão da topografia

2 1.4 lano topográfico 1.5 imite do plano topográfico 1.6 Sistemas de coordenadas 1.7 Sistemas de medidas 2. lanimetria 2.1 Introdução 2.2 Características 2.3 Elementos planimétricos 2.4 rocesso de medição da distância Medição direta Descrição e uso dos instrumentos Determinação da distância Medição indireta Descrição e uso dos instrumentos Determinação da distância Medição eletrônica da distância Descrição e uso dos instrumentos Determinação da distância Erros cometidos nas medições das distâncias 2.5 rocesso de medição de ângulos Ângulo interno Ângulo externo Deflexão Repetição e reiteração Erros cometidos nas medições de ângulo 2.6 Métodos de levantamento planimétrico Triangulação Ordenadas ou coordenadas retangulares Alinhamento Irradiação ou das coordenadas polares Intersecção Caminhamento Combinação dos processos 3. Cálculo das coordenadas 3.1 Erro angular de fechamento 3.2 Erro angular admissível 3.3 Compensação do erro angular 3.4 Cálculo dos azimutes e rumos 3.5 Cálculo das projeções naturais 3.6 Erro linear de fechamento da poligonal 3.7 Erro linear admissível 3.8 Cálculo das projeções naturais compensadas 3.9 Cálculo das coordenadas relativas

3 3.10 Cálculo das Coordenadas absolutas 4. Cálculo de áreas 4.1 rocesso gráfico - Fórmula de Bezout ou dos trapézios - Formula de Simpson - Fórmula de oncelet 4.2 rocesso analítico - Cálculo da área pelo método de Gauss 4.3 rocesso mecânico - Cálculo da área com o planímetro 5. Representação gráfica de um levantamento 5.1 rocessos, métodos e instrumentos empregados na reprodução geométrica dos alinhamentos 5.2 Desenho da planta 6. Declinação magnética 6.1 Métodos para a determinação da declinação magnética 6.2 Variação da declinação magnética 6.3 Cartas isogônicas e isopóricas 6.4 Aviventação de rumos e azimutes em função da variação de declinação magnética 7. Geodésia 7.1 Definição 7.2 Determinações geodésicas 7.3 Aplicações da geodésia na engenharia 7.4 Sistemas de osicionamento Global 4. Metodologia A disciplina será desenvolvida com a combinação de aulas teóricas e práticas, de forma complementar, ocorrendo ambos os momentos nos mesmos dias, conforme cronograma definido neste plano de ensino. Nas aulas teóricas (preleção) a turma estará reunida de forma integral sob a condução do professor responsável pelo componente curricular. Nas aulas práticas (laboratório) a turma é desmembrada em 3 (três) subturmas, sendo designado para cada uma destas um professor que irá se responsabilizar pela orientação e supervisão dos trabalhos de laboratório de topografia. ara o desempenho satisfatório dos alunos, o professor da preleção deverá manter contato permanente com os demais professores de laboratório com vistas a buscar alinhamento no desenvolvimento da disciplina. Os professores da preleção e laboratório devem corrigir as provas e trabalhos, observando o cronograma, bem como realizar discussão destes, visando melhorar o aprendizado e criar relação de confiança com os discentes no que se refere a critérios de avaliação. As aulas expositivas serão realizadas com uso de quadro, pincel e multimídia, quando for o caso. As aulas práticas de e de laboratório serão ministradas utilizando materiais e equipamentos topográficos. Serão realizadas avaliações nas aulas teóricas e práticas. As avaliações ocorrerão em duas etapas, sendo a primeira constituída de uma prova teórica e um trabalho prático, que comporão a primeira nota N1. A segunda etapa de avaliação constará de uma prova escrita e três trabalhos práticos, a compor a segunda nota, N2. Alunos que porventura perderem uma das avaliações terão no máximo 5 dias letivos para procurar o professor para pleitear nova

4 avaliação. Recomenda-se agir de forma imediata, considerando a tramitação de processo administrativo para segunda chamada da prova, quando for o caso. 5. Avaliação As notas N1 e N2 serão obtidas através da composição de avaliações escritas realizadas em sala de aula, de trabalhos práticos e da frequência nas aulas práticas e teóricas. As avaliações escritas serão individuais e sem consulta podendo utilizar calculadoras programáveis; os trabalhos práticos () serão realizados em grupos, sendo avaliada a participação de todos. Os cálculos e desenho dos trabalhos de serão realizados individualmente. As datas das avaliações e composição das notas seguem no Quadro 1 e o detalhamento das atividades do laboratório no Quadro 2. Nota: i. ii. Cada dia de atraso na entrega do trabalho implica na penalização de 1,0 ponto na nota do referido trabalho; O aluno que não comparecer à realização das provas individuais deverá, em até cinco dias letivos, notificar o professor que irá se manifestar quanto à necessidade de abertura de processo administrativo para uma segunda chamada. Quadro 1 Resumo informações de N1 e N2 NOTA Data avaliação individual N1 18 de setembro 11 de setembro N2 04 de dezembro 27 de novembro* Data entrega de trabalhos Observação Entrega da N1 até 02 de outubro, conforme deliberação do colegiado. Entrega da N2 até 19 de dezembro, conforme deliberação do colegiado. * Data referente a entrega do último dos três trabalhos que comporão a apuração final de N2. Quadro 2 Detalhamento das atividades do laboratório Trabalho Nº de aulas Data de Entrega evantamento planimétrico (sem Irradiação) 08 19/09 evantamento planimétrico (com Irradiação) 10 07/11 evantamento com GS 04 21/11 lano de ocação e prática 02 28/11 COMOSIÇÃO DAS NOTAS As notas referentes à N1 e N2 resultarão da composição envolvendo avaliações teóricas individuais e trabalhos do laboratório de topografia, realizados em grupos, mas com a produção final de forma individual. Entrará também na definição das notas de N1 e N2 a frequência/participação do aluno. Os pesos ou percentuais para os três critérios de composição das duas notas são: rova escrita individual 45% Trabalho de (laboratório) 45% Frequência/participação 10% Assim, as duas notas serão calculadas como segue abaixo: N = (0,45*rova) + (0,45*Media dos Trabalhos) + (Nº de frequências /80) 1 N 2 = [(0,45*rova) + (0,45*Media dos Trabalhos) + (Nº de frequências /80)] + (Nota AI) Obs. A nota de frequência e da AI valem 1,0 ponto

5 A nota de N 2 deverá ser multiplicado por 0,9, tendo em vista a realização de AI NOTA FINA A nota final do aluno na disciplina será definida pela equação abaixo, onde N1 e N2 têm participação percentual diferentes, cujos valores, respectivamente, são iguais à: 40% e 60% Nota Final N = 0,4*N + 0,6*N ; N 5,0 F 1 2 F Freqüência Serão anotadas a cada aula as frequências individuais e fechado os diários referente ao mês. Entregues no final do semestre ao departamento de Engenharia e lançado no sistema. O aluno deve alcançar pelo menos 75% do total das aulas, não podendo ser abonadas as faltas, conforme regimento. Frequência individual Conforme já explicitado no item composição das notas, a frequência da cada aluno terá participação em 10% do valor de N1 e N2. O registro da presença ou ausência do aluno será feito observando os horários de início e término das aulas. Assim, alunos o número de presenças de cada discente será o equivalente à sua permanência efetiva na aula. 6. Bibliografia Básica BORGES, A. C. Topografia aplicada à engenharia civil. São aulo: Edgard Blücher, 1999.v. 1 e 2. OCH, C.; CORDINI, J. Topografia contemporânea: planimetria, 2. ed. rev. Florianópolis: Ed. da UFSC, MONICO, J. F. G. osicionamento pelo NAVSTAR-GS - Descrição, fundamentos e aplicações. São aulo: Ed. da UNES, Bibliografia Complementar CASACA, J.M.; MATOS, J..; DIAS, J.M.B. Topografia geral. 4. ed. Rio de Janeiro: TC, ESARTE,. Curso de topografia. orto Alegre: Globo, JORDAN, D.W. Tratado general de topografia. Barcelona: Gustavo Gili, v.1 e 2. MACCORMAC,J.C. Topografia. 5. ed. Rio de Janeiro. TC, ERBA, D. A.; THUM A. B.; (Org.). Topografia para estudantes de arquitetura, engenharia e geologia. São eopoldo: Editora Unisinos, Atividades Externas da Disciplina (AED) A AED constará de uma visita a um canteiro de obra (construção de edifício, construção rodoviária, ferroviária, ou urbanização), com a finalidade de acompanhar a locação de projeto ou medição de serviço realizado. O produto dessa atividade será um Relatório Técnico descrevendo o processo observado, com as devidas considerações finais, devendo para tanto o documento constar, pelo menos, as seguintes partes/informações: capa, apresentação, identificação da obra/empresa (localização, tipo de obra, serviço acompanhado, nome do responsável pelo acompanhamento do aluno, contatos), relato descritivo do serviço realizado na obra, identificando técnica utilizada, equipamentos e materiais empregados, etapas e resultado. Deve conter ainda registro fotográfico e considerações finais. A AED deve ser entregue até 27 de novembro de Cronograma Data Conteúdo Estratégia Recursos Instrucionais Horário

6 07/08 Informações gerais, plano de ensino, roteiro de aulas e normas de trabalho Exposição oral Quadro, pincéis, projetor de multimídia e plano de ensino 07/08 Apresentação de materiais e equipamentos de topografia Aula no aboratório de Topografia com apresentação dos equipamentos e materiais Equipamentos e materiais de topografia 14/08 Fundamentos de Topografia: definição, divisão, limites, importância para a engenharia Unidades de medidas lineares, de superfície e angulares Exercícios Quadro, pincéis, e prática com projetor de exercícios multimídia e lista de exercícios 14/08 Apresentação e descrição geral do manuseio e leitura angulares Aula prática com demonstração para grupos de alunos baliza e mira 21/08 lanimetria: conceitos básicos de alinhamento topográfico, ângulo horizontal, ângulo vertical, rumo, azimute, poligonal topográfica, estação, ré e vante. Medição direta de distâncias: técnicas e erros comuns. Quadro, pincéis, projetor de multimídia. Data Conteúdo Estratégia Recursos Instrucionais Horário 21/08 Início do primeiro trabalho evantamento planimétrico de poligonal fechada sem irradiação, com obtenção das medidas lineares de forma direta. Divisão das subturmas em grupos de trabalho para medição angular e linear de polígono fechado, de quatro ou mais lados. baliza, piquete, trena, marreta e Cálculo de rumos e

7 28/08 azimutes e conversões entre si. Cálculos analíticos de coordenadas planas retangulares Quadro e pincéis 28/08 Continuação do primeiro trabalho (poligonal sem irradiações) evantamento topográfico por caminhamento de poligonal baliza, trena e 04/09 Cálculo analítico de coordenadas planas retangulares exercícios. Erro de fechamento linear de um polígono e respectiva compensação do erro. Desenho topográfico: escala, formato de papel e legendas Quadro e pincéis 04/09 Continuação do primeiro trabalho (poligonal sem irradiações) evantamento topográfico por caminhamento de poligonal baliza, trena e Data Conteúdo Estratégia Recursos Instrucionais Horário 11/09 Cálculo analítico de área de um polígono. Quadro e pincéis 11/09 Conclusão e entrega do primeiro trabalho: planilha de cálculos e planta topográfica com orientação. Aplicação de métodos de cálculos topográficos e desenho de planta, fazendo uso de escala compatível com o trabalho lanilhas, calculadora científica e materiais de desenho 18/09 rimeira avaliação individual e teórica, envolvendo todo o conteúdo ministrado. Valor 6,0 pontos. Avaliação teórica individual, sem consulta, com uso de calculadora e recolhimento do celular. Caderno de prova, 18/09 rimeira Avaliação parte prática. Valor 4,0 pontos Dupla de alunos deverão executar, em até 10 minutos, as seguintes tarefas: estacionamento/calagem Teodolito e balizas.

8 do Teodolito e medição de ângulo horizontal. 25/09 Discussão da avaliação realizada e entrega desta aos alunos. Obtenção de distâncias horizontais de forma indireta: Taqueometria / Estadimetria. Discussão das questões de prova Caderno de prova Quadro, pincéis e projetor de multimídia 25/09 Início do segundo trabalho de (poligonal planimétrica com irradiações) e medição indireta de distâncias. Grupos de alunos deverão realizar levantamento de, de terreno definido pelo professor. baliza, mira, trena, piquete, marreta e Data Conteúdo Estratégia Recursos Instrucionais Horário 02/10 Orientação de planta topográfica Declinação magnética: métodos para determinação e variação; Aviventação de rumos Quadro, pincéis, projetor de multimídia. 02/10 Continuação do segundo trabalho - evantamento topográfico com irradiações e medição indireta de distâncias. evantamento topográfico por caminhamento de poligonal fechada baliza, mira, trena e 09/10 Aplicação dos conhecimentos de declinação magnética e aviventação de rumos Exercício de fixação ista de exercício 09/10 Continuação do segundo trabalho - evantamento topográfico com irradiações e medição indireta de distâncias. evantamento topográfico por caminhamento de poligonal fechada baliza, mira, trena e Cálculo de azimutes e

9 16/10 distancias em função de coordenadas planas retangulares. e aplicação de exercícios com duplas de alunos Quadro, pincéis e lista de exercício 16/10 Continuação do segundo trabalho - evantamento topográfico com irradiações e medição indireta de distâncias. evantamento topográfico por caminhamento de poligonal fechada baliza, mira, trena e Data Conteúdo Estratégia Recursos Instrucionais Horário 23/10 Introdução à Geodésia, Astronomia e Sistema de osicionamento Global (GS) Quadro, pincéis, projetor de multimídia. 23/10 Conclusão e entrega do segundo trabalho: planilhas e planta topográfica Quadro, pincéis, projetor de multimídia. 30/10 Sistema de coordenadas geográficas (latitude e longitude) Quadro, pincéis, projetor de multimídia. 30/10 Início do terceiro trabalho: levantamento planimétrico com uso de GS Definição de área com pelo menos 4 lados e coleta de coordenadas planas UTM dos respectivos vértices Aparelho de GS 06/11 Revisão de conteúdo e aplicação de exercícios Discussão resumida de conteúdo já ministrado pós primeira avaliação e aplicação de exercícios Quadro, pincéis e lista de exercício 06/11 Conclusão e entrega do terceiro trabalho Execução de cálculos e desenho de planta por grupos, mas de forma individual. Calculadora, materiais de desenho. 13/11 ocação horizontal de projeto Quadro e pincéis. 13/11 rática de locação por coordenadas polares de ocação de terreno de padrão urbano, baliza, piquete, trena, croqui do

10 um lote urbano. conduzida pelo professor Data Conteúdo Estratégia lote e caderneta de locação Recursos Instrucionais Horário 20/11 Quarto trabalho Elaboração de locação de galpão industrial lantas baixa e de situação de galpão 20/11 ocação de galpão industrial, fazendo uso de caderneta elaborada. Materialização de projeto em por meio de coordenadas polares baliza, trena e piquete 27/11 Revisão de conteúdo e aplicação de exercícios Discussão resumida de conteúdo já ministrado pós primeira avaliação e aplicação de exercícios Quadro, pincéis e lista de exercício 27/11 Conclusão e entrega do quarto trabalho rática de e fechamento de caderneta locação 04/12 / Avaliação individual escrita Avaliação individual de conteúdo acumulado até a data da prova, exceto locação de obra e fundamentos de topografia. Caderno de prova e calculadora científica 11/12 Correção e discussão da avaliação escrita e entrega para os alunos Discussão das questões da prova e devolução desta para os alunos Cadernos de provas, quadro e pincéis. 11/12 Devolução do quarto trabalho, discussão e apresentação geral do quadro de notas e frequências Apresentação final de notas e frequência dos trabalhos práticos Trabalho, quadro e pincéis 18/12 / Fechamento de notas, semestre letivo e publicação dos resultados Divulgação final de notas e frequências lanilha de notas e frequências. 7h00 às ABORATÓRIO RESUMO ATIVIDADES Trabalho Nº de aulas Data de Entrega

11 evantamento planimétrico (sem Irradiação) 08 19/09 evantamento planimétrico (com Irradiação) 10 07/11 evantamento com GS 04 21/11 lano de ocação e prática 02 28/11 Disposições Gerais. Os azimutes e coordenadas iniciais serão fornecidos ao término de cada levantamento. Todos os trabalhos serão realizados em uma única prancha, para avaliar a capacidade de determinação das escalas. ara o resumo da poligonal usar valores determinados pela NBR Grupos de até 05 pessoas para o levantamento de por trabalho. Cada aluno realizará seu projeto. 1º evantamento lanimétrico de uma Área (poligonal fechada sem irradiação). Descrição: evantamento de uma área usando 04 a 05 pontos para o levantamento da poligonal, a poligonal será definida para cada grupo. Serão levantados os ângulos internos ou externos e as distâncias entre pontos. Documentos a serem entregues: 1. Caderneta de com os dados levantados e croqui; 2. lanilhas de cálculo de coordenadas. 3. lanilha de cálculo de área 3. lanta com os detalhes Desenho em papel A2. 2º evantamento lanimétrico de uma Área (poligonal fechada com irradiação). Descrição: evantamento de uma área usando 04 a 05 pontos para o levantamento da poligonal, a poligonal será definida para cada grupo, podendo ser usada a do levantamento anterior. Serão levantados: os ângulos internos ou externos, os detalhes próximos irradiados, para cada ponto de estação no mínimo duas irradiações, todas as distâncias respectivas. Documentos a serem entregues: 1. Caderneta de com os dados levantados e croqui; 2. lanilhas de cálculo das coordenadas com os respectivos resumos das poligonais; 3. lanilha de cálculo de área. 4. lanta com os detalhes Desenho em papel milimetrado A2. 3º evantamento com GS. Descrição: evantamento de uma área utilizando GS. Serão realizados cálculos das coordenadas médias. Documentos a serem entregues: 1. Caderneta de com dados do levantamento e croqui; 2. lanilha de cálculo dos Azimutes e distâncias entre os pontos levantados; 3. lanilha de cálculo da área; 4. Desenho da planta.

12 4º rojeto de locação. Descrição: Descrição de uma área para a elaboração e locação de uma obra. As coordenadas, azimutes e dados da obra serão definidos pelo professor para cada grupo. Documentos a serem entregues: 1. lanta de locação com dados da locação da obra, em formato A4. 2. lanilhas de cálculo do plano de locação 3. lano de locação com descrição dos ângulos e distâncias da locação da obra. 10. Material de Apoio ANDERSON, J. M.; MIKHAI, E. M. Surveying Theory and pratice, 7ª edição, editora MacGraw-Hill, BORGES, A. C. Topografia aplicada à Engenharia Civil, V 1 e V 2, editora Edgard Blücher2013. Atenção! Este lano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento não aprovado pela UC Goiás. Dados da Impressão Impresso em 16 de Agosto de 2015 às 21:25 por Sua chave de acesso é 2A7169CA-B73B C-34DF01E6CA34 a partir do I embre-se, todo acesso ao Sistema Acadêmico da UC Goiás é monitorado para sua segurança.

TOPOGRAFIA 1 - TE 068

TOPOGRAFIA 1 - TE 068 UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO CIVIL TOPOGRAFIA 1 - TE 068 Aula de Apresentação Prof.ª MSc. Ant.ª Fabiana Marques Almeida fabiana_urca@live.com

Leia mais

Universidade de Pernambuco (UPE) Escola Politécnica de Pernambuco (POLI) Curso de Engenharia Civil PROGRAMA

Universidade de Pernambuco (UPE) Escola Politécnica de Pernambuco (POLI) Curso de Engenharia Civil PROGRAMA PROGRAMA Disciplina: Topografia 1 C. H. Semestral: 60 horas-aula (72 encontros) Créditos: Teóricos 30 Práticos 30 TOTAL 60 Código: TOP01 OBRIGATÓRIA ELETIVA Pré-Requisito: Expressão Grafica 1 - EXP01 Co-Requisito:

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS - ESALQ / USP LEB 340 - Topografia e Geoprocessamento I Prof. Rubens Angulo Filho 1º Semestre de 2015

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS - ESALQ / USP LEB 340 - Topografia e Geoprocessamento I Prof. Rubens Angulo Filho 1º Semestre de 2015 Trabalho prático nº 01: Levantamento à Trena 1) Material: a) trena de 20,0m; b) 3 balizas; c) 4 fichas; d) GPS de navegação 2) Método: A medição dos alinhamentos, no campo, será executada por 3 balizeiros

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS REC. PELO DEC. N.º 47.041, DE 17/10/1959 VICE-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS REC. PELO DEC. N.º 47.041, DE 17/10/1959 VICE-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS REC. PELO DEC. N.º 47.041, DE 17/10/1959 VICE-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS Disciplina: TOPOGRAFIA E GEODESIA II Curso: ENGENHARIA CIVIL TURMAS C02/1; C02/2;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER. Aula 01 Turma - 03

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER. Aula 01 Turma - 03 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER Laboratório de Topografia Aula 0 Turma - 03 Prof. Dr. Guttemberg Silvino Prof. Dr.

Leia mais

Lista de Exercícios de Topografia Planimetria

Lista de Exercícios de Topografia Planimetria Lista de Exercícios de Topografia Planimetria 1. Cite 3 métodos de levantamento topográfico e uma situação prática onde cada um poderia ser empregado. 2. Verifique se existe erro de fechamento angular

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: INFRAESTRUTURA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Curso Técnico em Edificações FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO (PLANIMETRIA)

LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO (PLANIMETRIA) Topografia LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO (PLANIMETRIA) Prof. Paulo Carvalho, M.Sc Macedo, M.Sc Prof. Emilia Rabanni, Dra. Poli, Brasil.. 2014 2/27 Levantamento Topográfico Planimétrico Medição Métodos de Levantamento

Leia mais

PUC UCG - ESCOLA DE ENGENHARIA. Curso : Engenharia Civil

PUC UCG - ESCOLA DE ENGENHARIA. Curso : Engenharia Civil PUC UCG - ESCOLA DE ENGENHARIA Curso : Engenharia Civil 1. Dados de Identificação Disciplina : ENG1062 TOPOGRAFIA E GEODÉSIA II Professor : TULE CÉSAR BARCELOS MAIA Turma : C01 Subturma : 1, 2, 3 Créditos

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Código: ARQ 1090 Turmas: A01, A02, A03 e A04. 4 80 aulas Professores: Fernando Camacho, Edna, Paulo Lins e Sérgio Wiederhecker

PLANO DE ENSINO. Código: ARQ 1090 Turmas: A01, A02, A03 e A04. 4 80 aulas Professores: Fernando Camacho, Edna, Paulo Lins e Sérgio Wiederhecker Ramo: Projeto de Arquitetura Disciplina: PLANO DE ENSINO Topografia na Arquitetura e Urbanismo Período: Quarto Créditos: Código: ARQ 1090 Turmas: A01, A02, A03 e A04 Seqüência: Desenho Projetivo TP Pré-requisitos:

Leia mais

UNIDADE BARREIRO ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: TOPOGRAFIA 1- ENG. CIVIL

UNIDADE BARREIRO ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: TOPOGRAFIA 1- ENG. CIVIL UNIDADE BARREIRO ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: TOPOGRAFIA 1- ENG. CIVIL TOPOGRAFIA I - ENG. CIVIL AULA 00 APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR E ALUNOS, DO PLANO DE CURSO, DO PLANEJAMENTO DAS AULAS; FORMAÇÃO DOS GRUPOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROJETO FIC IFES PRONATEC

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROJETO FIC IFES PRONATEC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS NOVA VENÉCIA Rodovia Miguel Curry Carneiro, 799 Santa Luzia 29830-000 Nova Venécia ES 27 3752-4300 PROJETO FIC IFES PRONATEC I IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Tipos de poligonal. Poligonal fechada Poligonal enquadrada Poligonal aberta

Tipos de poligonal. Poligonal fechada Poligonal enquadrada Poligonal aberta Técnicas de levantamento planimétrico Tipos de poligonal Poligonal fechada Poligonal enquadrada Poligonal aberta Técnicas de levantamento planimétrico Irradiações Consiste em, a partir de uma linha de

Leia mais

Topografia Aplicada à Engenharia Civil AULA 01

Topografia Aplicada à Engenharia Civil AULA 01 Topografia Geomática Aplicada à Engenharia Civil AULA 01 Apresentação da Disciplina e Conceitos Iniciais Profº Rodolfo Moreira de Castro JúniorJ Graduação: Engº Cartógrafo Mestrado: Informática Geoprocessamento

Leia mais

Aula 8 : Desenho Topográfico

Aula 8 : Desenho Topográfico Aula 8 : Desenho Topográfico Topografia, do grego topos (lugar) e graphein (descrever), é a ciência aplicada que representa, no papel, a configuração (contorno,dimensão e posição relativa) de um porção

Leia mais

CALENDÁRIO PARA 1/2014.-200.784 TOPOGRAFIA I

CALENDÁRIO PARA 1/2014.-200.784 TOPOGRAFIA I CALENDÁRIO PARA 1/2014.-200.784 TOPOGRAFIA I Prezados alunos, observar que a turma foi dividida em A e B. O calendário escolar disponibiliza 34 aulas teóricas (segundas-feiras) e 36 aulas práticas (sábados).

Leia mais

EDITAL Nº 05 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2012. PROFESSOR SUBSTITUTO ÁREA TOPOGRAFIA

EDITAL Nº 05 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2012. PROFESSOR SUBSTITUTO ÁREA TOPOGRAFIA EDITAL Nº 05 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2012. PROFESSOR SUBSTITUTO ÁREA TOPOGRAFIA O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, Campus Araguatins-TO, no uso de suas atribuições

Leia mais

PROGRAMA. Número de Créditos: TEÓRICOS 02; PRÁTICOS 01; TOTAL 03 EMENTA OBJETIVOS

PROGRAMA. Número de Créditos: TEÓRICOS 02; PRÁTICOS 01; TOTAL 03 EMENTA OBJETIVOS Disciplina: TOPOGRAFIA 2 PROGRAMA Código: CIVL0053 Carga Horária : 90 HORAS Obrigatória: SIM Eletiva: Número de Créditos: TEÓRICOS ; PRÁTICOS 01; TOTAL 03 Pré-Requisito: TOPOGRAFIA 1 Co-requisito: EMENTA

Leia mais

SUMÁRIO 2.0 - LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL URBANO

SUMÁRIO 2.0 - LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL URBANO ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE TOPOGRAFIA SUMÁRIO 1.0 - INTRODUÇÃO 1.1 - ESPECIFICAÇÕES CORRELATAS 2.0 - LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMÉTRICO E CADASTRAL URBANO 2.1 - POLIGONAIS DE 1

Leia mais

CAPÍTULO VI TRANSPORTE DE COORDENADAS RETANGULARES POLIGONAIS FECHADAS

CAPÍTULO VI TRANSPORTE DE COORDENADAS RETANGULARES POLIGONAIS FECHADAS CAPÍTULO VI TRANSPORTE DE COORDENADAS RETANGULARES POLIGONAIS FECHADAS 1 o ) Durante o levantamento topográfico planimétrico foram medidos os seguintes valores angulares relativos a uma poligonal fechada:

Leia mais

REGULAMENTO - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC - 2013

REGULAMENTO - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC - 2013 REGULAMENTO - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC - 2013 CURSO DE DESIGN / Currículo - 11912011 OBJETIVOS O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Design da Universidade São Judas Tadeu tem

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA Departamento Engenharia Civil Secção Planeamento e Urbanismo Teóricas Curso Engenharia Civil ECTS 4,0 Teóricopráticas Distribuição das horas de contacto Trabalho Práticas e de Seminário Estágio Laboratoriais

Leia mais

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO - ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA- TOPOGRAFIA

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO - ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA- TOPOGRAFIA FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO - ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA- TOPOGRAFIA EXERCÍCIO DE REVISÃO 1. Com base nos seus conhecimentos, complete a lacuna com a alternativa abaixo que preencha corretamente

Leia mais

EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA

EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL Área de Topografia e Geoprocessamento 1 EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA Professores: Rubens Angulo Filho

Leia mais

Engenharia Civil. Alexandre Souza Eng. Agrimensor MSc. alexandre0363@gmail.com

Engenharia Civil. Alexandre Souza Eng. Agrimensor MSc. alexandre0363@gmail.com Engenharia Civil Alexandre Souza Eng. Agrimensor MSc. alexandre0363@gmail.com Levantamento topográfico -Planimetria Em um levantamento topográfico, normalmente são determinados pontos de apoio ao levantamento

Leia mais

ST 301 TOPOGRAFIA I 2 0 1 3

ST 301 TOPOGRAFIA I 2 0 1 3 FACULDADE DE TECNOLOGIA / UNICAMP FT / UNICAMP CAMPUS 1 - LIMEIRA - SP ST 301 TOPOGRAFIA I 2 0 1 3 Prof. Hiroshi Paulo Yoshizane hiroshiy@ft.unicamp.br hiroshi55ster@gmail.com SITE: www.professorhiroshi.com.br

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec: Professor Massayuki Kawano Código: Município: Tupã Eixo Tecnológico: Infraestrutura Habilitação Profissional: Técnico de nível médio em desenho da construção

Leia mais

>> PROGRAMA DE DISCIPLINA

>> PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS ESCOLA DE DESIGN >> PROGRAMA DE DISCIPLINA PERÍODO DISCIPLINA Prática Projetual VI 1 SEMESTRE [ X ] PROFESSOR Carlos Alberto Silva de Miranda 2 SEMESTRE [ ] CURSO

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 PLANO DE CURSO C U R S O D E A R Q U I T E T U R A E U R B A N I S M O Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 Componente Curricular: PROJETO V Código: ARQ050 Pré-requisito: ARQ040 Projeto

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 Componente Curricular: Saúde Coletiva Código: FAR - 307 Pré-requisito: - Período Letivo: 2013.2 Professor:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: INFRAESTRUTURA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Curso Técnico em Edificações FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

AULA III MEDIDA DE DISTÂNCIA

AULA III MEDIDA DE DISTÂNCIA AULA III MEDIDA DE DISTÂNCIA 1. Introdução. 2. Medida Direta de Distâncias. 2.1. Equipamentos utilizados na Medida Direta de Distâncias. 2.2. Cuidados na Medida Direta de Distâncias. 2.3. Método na Medida

Leia mais

QUÍMICA APLICADA I/ Prática DESENHO TÉCNICO I: GEOMETRIA ANALÍTICA: 60 36. Cálculo 1 - B Desenho Técnico- 1 Geometria Analítica Introdução à Eng.

QUÍMICA APLICADA I/ Prática DESENHO TÉCNICO I: GEOMETRIA ANALÍTICA: 60 36. Cálculo 1 - B Desenho Técnico- 1 Geometria Analítica Introdução à Eng. SEMESTRE: º SEMESTRE - A PERÍODO LETIVO: 205.2 INTRODUÇÃO À ENGENHARIA: 60 36 60 Lab. Infor. INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO: 0 METODOLOGIA: 40 4 QUÍMICA APLICADA I/ Prática DESENHO TÉCNICO I: Cálculo I: Cálculo

Leia mais

NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO

NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO 1- As normas técnicas objetivam a caracterização de imóveis rurais pelo levantamento e materialização de seus limites,

Leia mais

80 SÉRIE 2º CÓD AUPA301

80 SÉRIE 2º CÓD AUPA301 FACULDADE: LETRAS, ARTES, COMUNICAÇÃO E CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO: Arquitetura e Urbanismo DISCIPLINA: Fundamentos de projeto de Arquitetura II ANO 2012 Currículo: C/ H ANUAL 80 SÉRIE 2º CÓD AUPA301 7

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFRAESTRUTURA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: ARQUITETURA E URBANISMO FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( X ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

Titulação: Mestre em Química com área de concentração em Química Analítica UESB PLANO DE CURSO

Titulação: Mestre em Química com área de concentração em Química Analítica UESB PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 Componente Curricular: Química Geral e Inorgânica Código: FAR 201 Pré-requisito: - Nenhum Período Letivo:

Leia mais

TOPOGRAFIA INTRODUÇÃO

TOPOGRAFIA INTRODUÇÃO TOPOGRAFIA INTRODUÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2013-1 Objetivos Conhecer o professor e o curso Importância do ENADE Iniciação Científica Importância da Topografia Conhecer mais sobre a Terra O que é topografia

Leia mais

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: Odontologia em Saúde Coletiva IV Código: ODO-040 Pré-requisito:

Leia mais

08-LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIMETRIA pg 98

08-LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIMETRIA pg 98 TOPOGRAFIA 08-LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIMETRIA pg 98 levantamento pontos planimétricos, altimétricos ou planialtimétricos pontos de apoio (partir destes ) Projeção ΔX = D. sen Az ΔY = D. cos Az TÉCNICAS

Leia mais

DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS

DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS Visando subsidiar tecnicamente o processo com fins de regularização fundiária em áreas de AEIS-II, deverão

Leia mais

Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia

Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia Petrolina PE Julho de 2015 1 Capítulo I Da natureza do TCC Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é um componente obrigatório

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: GERENCIAMENTO EM ENFERMAGEM Código: ENF - 223 Pré-requisito: Nenhum Período

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UFBA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES DISCIPLINA: TÉCNICAS DE GEOMENSURA LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UFBA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES DISCIPLINA: TÉCNICAS DE GEOMENSURA LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UFBA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES DISCIPLINA: TÉCNICAS DE GEOMENSURA LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS SUBTERRÂNEOS CADERNO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS CAPÍTULO 6 PROF.

Leia mais

NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PSICOLOGIA

NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PSICOLOGIA I. Natureza, Tema e Orientação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) de Psicologia das

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Topografia Aplicada a Terraplenagem

Topografia Aplicada a Terraplenagem Topografia Aplicada a Terraplenagem ALTIMETRIA Nivelamento Geométrico Método das Visadas Extremas PLANIMETRIA Malha Regular PLANIMETRIA IMPLANTAÇÃO DA MALHA REGULAR Equipamentos: 1 Teodolito (Utilizado

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 114

Norma Técnica Interna SABESP NTS 114 Norma Técnica Interna SABESP NTS 114 LOCAÇÃO E LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO DE SEÇÕES TOPOGRÁFICAS Especificação Agosto - 2000 NTS 114: 2000 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I O 1. OBJETIVO...1

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 -

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 - CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 - ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AO SEGUINTE CARGO: Topógrafo PROVAS DE CONHECIMENTOS

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 PLANO DE CURSO C U R S O D E A R Q U I T E T U R A E U R B A N I S M O Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU Nº 166 de 30/08/10 Componente Curricular: PROJETO II Código: ARQ020 Pré-requisito: PROJETO II Período

Leia mais

Por que os cartógrafos e os geógrafos têm necessidade de conhecer topografia? Os levantamentos de base não existem em todos os lugares;

Por que os cartógrafos e os geógrafos têm necessidade de conhecer topografia? Os levantamentos de base não existem em todos os lugares; 1 - ELEMENTOS DE TOPOGRAFIA Definição: É o conjunto de técnicas aplicadas ao terreno, cujo objeto é o estabelecimento das cartas e das plantas. Conforme a etimologia da palavra, topografia é a arte de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER. Aula 02

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER. Aula 02 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER Aula 02 Prof. Dr. Guttemberg da Silva Silvino Introdução Topografia Definição de Topografia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Normatização nº 01/2010 - CCEF ESTABELECE NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC - DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO

Leia mais

Topografia TRABALHOS DE CAMPO NIVELAMENTO GEOMETRICO LEVANTAMENTO TAQUEOMETRICO LEVANTAMENTO E CALCULO DE UMA POLIGONAL

Topografia TRABALHOS DE CAMPO NIVELAMENTO GEOMETRICO LEVANTAMENTO TAQUEOMETRICO LEVANTAMENTO E CALCULO DE UMA POLIGONAL Licenciatura em Engenharia Civil 1º Ano 2º Semestre Topografia Ano Lectivo 2004/2005 TRABALHOS DE CAMPO NIVELAMENTO GEOMETRICO LEVANTAMENTO TAQUEOMETRICO LEVANTAMENTO E CALCULO DE UMA POLIGONAL Trabalho

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO: ENGENHARIA RURAL IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: CÓDIGO NOME ( T - P ) EGR 1008 TOPOGRAFIA E ELEMENTOS DE GEODÉSIA (3-3) OBJETIVOS

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: VIGILÂNCIA EM SAÚDE Código: ENF-224 Pré-requisito: - Nenhum Período Letivo:

Leia mais

PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Artes Visuais Professores: Mirian Terezinha Bolsi Período/ Fase: 7ª Semestre: 1/2014 Ano: 2014 Disciplina:

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU de 30/08/10

Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU de 30/08/10 C U R S O D E AR Q U I T E T U R A E U R B A N I S M O Autorizado pela Portaria nº 1.205 de 27/08/10 DOU de 30/08/10 Componente Curricular: Instalações e Equipamentos I Código: ARQ-044 Pré-requisito: -----

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE I Código: ENF 214

Leia mais

ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico Os conhecimentos e capacidades a adquirir e a desenvolver pelos alunos de cada nível e de cada ciclo de ensino têm como referência os programas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 Prezado(a) Aluno(a): Estas normas foram elaboradas com o objetivo de fornecer subsídios

Leia mais

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004-

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- Topografia Conceitos Básicos Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- 1 ÍNDICE ÍNDICE...1 CAPÍTULO 1 - Conceitos Básicos...2 1. Definição...2 1.1 - A Planta Topográfica...2 1.2 - A Locação da Obra...4 2.

Leia mais

ORIENTAÇÃO AOS ALUNOS

ORIENTAÇÃO AOS ALUNOS ORIENTAÇÃO AOS ALUNOS ENGENHARIA DE MESTRADO NA COPPE/UFRJ TURMA DE 2015 1 APRESENTAÇÃO PROGRAMA DE ENGENHARIA DE O presente documento é complementar à Regulamentação dos Cursos de Pós- Graduação da Coordenação

Leia mais

PLANO DE CURSO. Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

PLANO DE CURSO. Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001. C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA 1 Código: ODO-022 Pré-requisito:

Leia mais

CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 PLANO DE CURSO

CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 PLANO DE CURSO CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Geometria Analítica e de Vetores Código: ENGP- 120 Pré-requisito: - Período Letivo: 2013.1

Leia mais

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA Departamento de Informática Curso de Engenharia de Computação/Bacharelado em Informática Coordenadoria do Trabalho de Conclusão

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5154/04 e Lei Federal nº 11741/08) PLANO DE CURSO Área Tecnológica: Gestão

Leia mais

Normas do Projeto de Final de Curso - PFC

Normas do Projeto de Final de Curso - PFC ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO POLI/UPE Normas do Projeto de Final de Curso - PFC Curso de Engenharia Mecânica Industrial 2010 Este documento apresenta o conjunto de normas que regulamentam

Leia mais

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: CARTOGRAFIA E TOPOGRAFIA CÓDIGO: CRT003 CLASSIFICAÇÃO: Obrigatória PRÉ-REQUISITO: não tem CARGA HORÁRIA: TÉORICA : 30 horas

Leia mais

REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES

REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES 1 1. DAS CARACTERÍSTICAS DO PROJETO INTERDISCIPLINAR Trata-se de unidade curricular que compõe o processo curricular dos Cursos de Graduação que possuem tal componente

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA

CURSO DE ODONTOLOGIA CURSO DE ODONTOLOGIA Componente Curricular: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DENTÍSTICA Código: ODO-027 CH Total: 60h Pré-requisito: Período Letivo: 2015.2 Turma: 5 semestre Professor: 1 Profa. Msc. Saryta Argolo

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Belo Horizonte 01/2013 Página 1 de 13 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO Ementa Atividades supervisionadas na área de atuação

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10. Componente Curricular: Evolução das Técnicas de Gestão da Produção

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10. Componente Curricular: Evolução das Técnicas de Gestão da Produção C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: Evolução das Técnicas de Gestão da Produção Código: ENGP

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GARÇA 2011 INTRODUÇÃO O Trabalho de Conclusão de Curso é um componente curricular obrigatório para os cursos de Graduação, assim sendo a Direção da Faculdade

Leia mais

Boletim CPA/UFRPE Curso de Engenharia de Pesca Campus Dois Irmãos Edição n. 01 Ciclo Avaliativo: 2012-2014

Boletim CPA/UFRPE Curso de Engenharia de Pesca Campus Dois Irmãos Edição n. 01 Ciclo Avaliativo: 2012-2014 Curso de Engenharia de Pesca Campus Dois Irmãos Edição n. 01 Ciclo Avaliativo: 2012-2014 Apresentando o Boletim CPA: É com enorme satisfação que a Comissão Própria de Avaliação (CPA/UFRPE), responsável

Leia mais

RODOLFO MOREIRA DE CASTRO JUNIOR TOPOGRAFIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

RODOLFO MOREIRA DE CASTRO JUNIOR TOPOGRAFIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL RODOLFO MOREIRA DE CASTRO JUNIOR TOPOGRAFIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Centro Tecnológico Laboratório de Topografia e Cartografia LTC - CTUFES Recolhido, Montado e

Leia mais

COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA

COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA TOPOGRAFIA E GEODÉSIA Algumas Novidades da Versão Office: Reformulação das Planilhas de Cálculos; GeraçãodeLayoutsdeImpressão; Inserção e Georreferenciamento de Imagens Raster;

Leia mais

E-QP-ECD-097 REV. B 15/Abr/2008

E-QP-ECD-097 REV. B 15/Abr/2008 ENGENHARIA CONTROLE DIMENSIONAL TOPOGRAFIA VERIFICAÇÃO DE ESTAÇÃO TOTAL / TEODOLITO Os comentários e sugestões referentes a este documento devem ser encaminhados ao SEQUI, indicando o item a ser revisado,

Leia mais

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001. CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: PATOLOGIA BUCO-DENTAL Código: ODO-017 Pré-requisito: - Período

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 01/2015

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 01/2015 RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 01/2015 A Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE da Universidade Estadual de Santa Cruz UESC, no uso de suas atribuições, considerando o deliberado

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Direito Empresarial I

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Direito Empresarial I CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Direito Empresarial I Código: DIR-461 Pré-requisito: Direito Civil III CH Total: 60 h Período Letivo:

Leia mais

Roteiro para preenchimento online do Diário de Classe

Roteiro para preenchimento online do Diário de Classe Roteiro para preenchimento online do Diário de Classe Este roteiro contém as instruções para o registro dos dados acadêmicos referentes ao plano de curso, aulas ministradas, frequência e notas de alunos

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Tributário I PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Tributário I PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Tributário I Código: DIR -563 Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Identificar e caracterizar as relações parasito-hospedeiro,entendendo alterações;

PLANO DE ENSINO. Identificar e caracterizar as relações parasito-hospedeiro,entendendo alterações; PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: ENFERMAGEM Professores: Rosemari Santos de Oliveira- rosemarixw@yahoo.com.br Período/ Fase: 1º Semestre:

Leia mais

Projeto de Monitoria para a Disciplina. Topografia Aplicada à Mineração. Plano de Trabalho 2012

Projeto de Monitoria para a Disciplina. Topografia Aplicada à Mineração. Plano de Trabalho 2012 Projeto de Monitoria para a Disciplina Topografia Aplicada à Mineração Plano de Trabalho 2012 Plano de Trabalho para composição do Projeto de Monitoria do CTRN, em cumprimento às exigências da Convocatória

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRRETOS - UNIFEB PROJETO INTEGRADO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRRETOS - UNIFEB PROJETO INTEGRADO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRRETOS - UNIFEB PROJETO INTEGRADO BARRETOS, MARÇO DE 2012 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRRETOS - UNIFEB PROJETOS INTERDISCIPLINARES

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TGI

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TGI FMU Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TGI Trabalho de Graduação Interdisciplinar Curso de Design Volume 2 Habilitação: DESIGN GRÁFICO

Leia mais

LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS II GA108

LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS II GA108 LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS II GA108 Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências da Terra Departamento de Geomática Profa. Dra. Regiane Dalazoana LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS II GA108 a) Cálculo de Volumes

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas Curso: Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Preparação para o TCC (TCC Projeto) Módulo: 9º Carga Horária: 40 h PLANO DE ENSINO OBJETIVO(S) DA DISCIPLINA NO CURSO:

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA Fernando Alves Pinto ferpinto@ufv.

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA Fernando Alves Pinto ferpinto@ufv. 132 ENGENHARIA DE AGRIMENSURA COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA Fernando Alves Pinto ferpinto@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA ATUAÇÃO

Leia mais

NIVELAMENTO GEOMÉTRICO

NIVELAMENTO GEOMÉTRICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE GEODÉSIA TOPOGRAFIA I NIVELAMENTO GEOMÉTRICO PROFESSOR JORGE LUIZ BARBOSA DA SILVA JUNHO/2003 MONITORES: VIVIAN, RODRIGO

Leia mais

I ENCONTRO DE ADMINISTRADORES DE COLEGIADOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO

I ENCONTRO DE ADMINISTRADORES DE COLEGIADOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO I ENCONTRO DE ADMINISTRADORES DE COLEGIADOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO Profª. Drª. Maria Aparecida Vivan de Carvalho Pró-Reitora de Graduação Profª. Drª. Fátima Cristina de Sá Diretora de Assuntos Acadêmicos

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS DO PLANO ACADÊMICO

ORIENTAÇÕES DE PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS DO PLANO ACADÊMICO ORIENTAÇÕES DE PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS DO PLANO ACADÊMICO PLANO ACADÊMICO Orientações de preenchimento dos Formulários de número 01 a 09. 1) Formulário nº. 1 - Ensino de Graduação Objetivo: Registrar

Leia mais

C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. C U R S O O D O N O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ÉICA E DEONOLOGIA Código: ODO-024 Pré-requisito: -

Leia mais

UNIDADE II Processos de medição de ângulos e distâncias.

UNIDADE II Processos de medição de ângulos e distâncias. FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS - FESO CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS UNIFESO CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA CCT CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL Profª Drª Verônica Rocha Bonfim Engª Florestal

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2016/1 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

Capítulo IV TAQUEOMETRIA

Capítulo IV TAQUEOMETRIA 62 Capítulo IV TAQUEOMETRIA 1. Princípios Gerais A taqueometria, do grego takhys (rápido), metren (medição), compreende uma série de operações que constituem um processo rápido e econômico para a obtenção

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamenta as normas das

Leia mais

IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010

IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010 IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010 APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O presente Manual de Estágio apresenta as orientações básicas para o desenvolvimento das atividades

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 0 2014 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT Portaria Nº 004/2015 Dispõe sobre Relatório Apresentado pela Comissão Própria

Leia mais