Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com"

Transcrição

1 Sistemas Operacionais Abertos Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto

2 Caracterização de Sistemas Distribuídos Coulouris, Dollimore and Kindberg. Distributed Systems: Concepts and Design. Edition 3, Addison-Wesley 2001.

3 Modelos de Sistemas Um modelo de arquitetura de SD diz respeito a disposição de suas partes e os relacionamentos entre elas. Exemplos: modelo cliente/servidor; modelo peer-to-peer; o caching de dados por servidores proxy e clientes; o uso de código móvel e agentes móveis; dispositivos móveis em uma rede. 3

4 Modelos de Sistemas Modelos de Sistemas descrição formal do comportamento ou das propriedades que são comuns em todos os modelos arquiteturais. Não existe tempo global em um SD, assim os clocks em diferentes computadores não necessariamente fornecem o mesmo tempo.. Toda comunicação entre processos é alcançada por meio de troca de mensagens. Comunicação de mensagens sobre uma rede de computadores pode ser afetada por retardos (atrasos), podem sofrer de uma variedade de falhas e é vulnerável a ataques contra segurança. Estas questões são enfocadas por três modelos: Modelo de Interação Modelo de Falhas Modelo de Segurança 4

5 Modelo de Interação Modelos de Sistemas Trata com a performance e a dificuldade de se estabelecer limites de tempo em um SD, por exemplo, para entrega de mensagens. Modelo de Falhas Especificação precisa das falhas que podem ser exibidas por processos e canais de comunicação. Define comunicação confiável e processos corretos. Modelo de Segurança Discute as possíveis ameaças a processos e canais de comunicação. Introduz o conceito de canal seguro, o qual é seguro contras as ameaças. 5

6 Introdução Sistemas Distribuídos devem ser projetados para funcionarem corretamente na mais ampla e possível gama de circunstâncias e em face de muitas possíveis dificuldades e ameaças. Dificuldades e Ameaças para SDs São os problemas que projetistas de SDs enfrentam. 6

7 Ampla variedade de utilização: Dificuldades e Ameaças para SDs As partes componentes de sistemas estão sujeitas a variações em carga de trabalho (workload) páginas web são acessadas muitas e muitas vezes por dia. Algumas partes de um sistema podem ser desconectadas, ou fracamente conectadas por algum tempo por exemplo, quando computadores móveis são incluídos em um sistema. Algumas aplicações têm requisitos especiais como alta largura de banda e baixa latência, como em aplicações multimídias. 7

8 Dificuldades e Ameaças para SDs Ampla gama de ambientes de sistemas: Um SD deve acomodar HW heterogêneo, SOs e redes. As redes podem diferir amplamente em performance redes sem fio operam em uma fração da velocidade de redes locais. Sistemas amplamente diferentes em escalas desde dezenas de computadores a milhões de computadores devem ser atendidos. 8

9 Problemas Internos: Dificuldades e Ameaças para SDs Clocks não sincronizados; Inconsistências em atualizações de dados; e, Variedade de HW e SW envolvendo os componentes individuais de um sistema. Ameaças Externas: Ataques sobre a integridade e sigilo (secrecy) dos dados; e Ataques de negação de serviços (denial of sevice). 9

10 Introdução SDs de diferentes tipos compartilham importantes propriedades fundamentais e fazem surgir problemas de projeto comuns. As propriedades comuns e as questões de projeto para SDs são abordadas na forma de modelos descritivos. Cada modelo descritivo é voltado para prover uma descrição abstrata, simplificada, mas consistente de um aspecto de projeto de sistema distribuído. 10

11 Modelos fundamentais Introdução O propósito é especificar as questões de projeto, dificuldades e ameaças que devem ser resolvidas, no sentido de desenvolver SDs que executam suas tarefas corretamente, confiavelmente e com segurança. Os modelos fundamentais proporcionam visões abstratas daquelas características de SDs que afetam suas características de dependability: corretude (correctness); confiabilidade (reliability); e segurança (security). A arquitetura de um sistema é sua estrutura em termos de componentes especificados separadamente. A meta é garantir que a estrutura satisfará as demandas presentes e futuras sobre o sistema. Questão importante: tornar o sistema confiável, gerenciável e adaptável e de custoefetivo (custo real). 11

12 Camada de serviço de software e hardware em SDs Middleware Uma camada de software cujo propósito é mascarar heterogeneidade e prover um modelo de programação conveniente para programadores de aplicação. Applications, services Middleware Operating system Computer and network hardware Platform Java RMI (Remote Method Invocation) CORBA (Common Object Request Broker Architecture) 12

13 Arquiteturas de Sistemas Modelo Cliente/Servidor Serviços providos por múltiplos servidores Servidores Proxies e Cache Processos Peer-to-Peer 13

14 Clientes invocando servidor Client invocation invocation Server result Server result Client Key: Process: Computer: Servidores Web e a maioria dos serviços Internet são clientes do serviço DNS. Um servidor Web é frequentemente cliente de um servidor de arquivos que gerencia os arquivos nos quais páginas Web são armazenadas. 14

15 Clientes invocando servidor Máquinas de Busca habilitam usuários a procurar sumários de informação disponíveis em páginas Web em sites Internet. Sumários são feitos por Web Crawlers (indexadores automáticos, robots) que rodam em background em sites de busca. A máquina de busca é um servidor e um cliente. Ela responde a uma consulta de um browser e roda web crawlers que agem como clientes, fazendo requests HTTP para outros servidores Web. 15

16 Serviço provido para múltiplos servidores Serviços podem ser implementados como diversos processos servidores, em computadores separados, interagindo quando necessário para prover um serviço a processos clientes. Os servidores podem particionar o conjunto de objetos sobre os quais o serviço é baseado e distribuído entre eles próprios, ou podem replicar cópias sobre os servidores. Client Client Service Server Server Server Replicação aumentar performance e disponibilidade e melhorar tolerância a falhas. Por exemplo, o serviço Web provido pelo google.com é mapeado sobre diversos servidores que têm uma base de dados replicada em memória. 16

17 Servidor de Web proxy Prof. André Y. Kusumoto Client Proxy server Web server Client Web server 17

18 Aplicação distribuida baseada em processos ponto a ponto Application Coordination code Application Coordination code Application Coordination code 18

19 Variações sobre o Modelo Cliente/Servidor Web Applets Thin Clients Dispositivos móveis e redes espontâneas 19

20 Web applets Applet é um programa que pode ser executado em uma janela de uma aplicação (browser). Tem por finalidade estender as funcionalidades de browsers. Plugins. Cada página web (arquivo.html) pode conter uma ou mais applets. a) client request results in the downloading of applet code Client Applet code Web server b) client interacts with the applet Client Applet Web server 20

21 Thin clients e compute servers Clientes magros não dispõem de hard disk, processador, memória convencionais (mínimo necessário) Necessita de um servidor de aplicações Comunicação se dá através da rede (network) Network computer or PC Compute server Thin Client network Application Process 21

22 Rede espontânea dentro de um hotel Internet gateway Music service Alarm service Discovery service Hotel wireless network Camera TV/PC Laptop Pequenos dispositivos de computação portáteis: laptops, handheld (PDAs), fones móveis, câmeras digitais, relógios inteligentes e dispositivos embutidos em máquinas domésticas. Muitos destes dispositivos funcionam em redes sem fio, metropolitanas ou redes maiores em centenas de metros (WLAN) ou em poucos metros (Bluetooth, infravermelho, HomeRF). Redes mais curtas tem largura de banda em torno de 10 Megabits/segundo e GSM, na ordem de centenas de Kilobits/segundo PDA Guests devices 22

23 Referências Silberschatz A., Galvin P. E Gagne G. Sistemas Operacionais. Conceitos e Aplicações. Editora Campus CAMPOS, Augusto. O que é Linux. BR-Linux. Florianópolis, março de Disponível em < Consultado em 20/02/2010. Slides Prof. Dr. Carlos Henrique Neto Lahoz. Coulouris, Dollimore and Kindberg. Distributed Systems: Concepts and Design. Edition 3, Addison-Wesley

Aula 03-04: Modelos de Sistemas Distribuídos

Aula 03-04: Modelos de Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Computação Aula 03-04: Modelos de Sistemas Distribuídos 2o. Semestre / 2014 Prof. Jesus Principais questões no projeto de um sistema distribuído (SD) Questão de acesso (como sist. será acessado)

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 12 de agosto de 2010 Conceitos Importantes em Performance Existem duas medidas comuns de performance para sistemas distribuídas: Tempo de Resposta:

Leia mais

Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2)

Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2) Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2) From: Coulouris, Dollimore and Kindberg Distributed Systems: Concepts and Design Edition 3, Addison-Wesley From: Cardoso, Jorge, Programação de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA Sistemas Distribuídos Mestrado em Ciência da Computação 1o. Semestre / 2006 Prof. Fábio M. Costa fmc@inf.ufg.br www.inf.ufg.br/~fmc/ds MSc2006 Aula

Leia mais

Camadas de Serviço de Hardware e Software em Sistemas Distribuídos. Introdução. Um Serviço Provido por Múltiplos Servidores

Camadas de Serviço de Hardware e Software em Sistemas Distribuídos. Introdução. Um Serviço Provido por Múltiplos Servidores Camadas de Serviço de Hardware e Software em Sistemas Distribuídos Arquiteutra de Sistemas Distribuídos Introdução Applications, services Adaptação do conjunto de slides do livro Distributed Systems, Tanembaum,

Leia mais

Modelos Arquiteturais

Modelos Arquiteturais Modelos Arquiteturais Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Tópicos da Aula Modelos arquiteturais e-servidor Objetos distribuídos 2 O que é um modelo arquitetural? Estrutura em termos de componentes especificados

Leia mais

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Abertos Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Caracterização de Sistemas Distribuídos Coulouris, Dollimore and Kindberg. Distributed Systems: Concepts and

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 de agosto de 2009 Introdução Um Modelo Arquiteturial dene o modo no qual os componentes de sistemas interagem e o modo no qual eles são mapeados

Leia mais

Distributed Systems Concepts and Design

Distributed Systems Concepts and Design Distributed Systems, Cap 2, Coulouris Pag. 1 de 1 Distributed Systems Concepts and Design 2 Modelos de Sistemas Modelos de arquitetura de sistemas distribuídos, estão relacionado com o local onde estão

Leia mais

Projeto de Sistemas Distribuídos. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com

Projeto de Sistemas Distribuídos. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Projeto de Sistemas Distribuídos Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Exemplos de SD Quais podem ser? Ex. de SD: Internet Internet é um conjunto de redes de computadores, de muitos tipos diferentes,

Leia mais

Modelos de Sistemas Distribuídos. . Requerimentos de Projeto para Arquiteturas Distribuídas

Modelos de Sistemas Distribuídos. . Requerimentos de Projeto para Arquiteturas Distribuídas Modelos de Sistemas Distribuídos. Introdução. Modelos is. Requerimentos de Projeto para s Distribuídas 1 Introdução Introdução. Existem 2 conjuntos de modelos de sistemas distribuídos: -> Conjunto dos

Leia mais

Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br

Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Modelos Arquiteturais Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Tópicos da Aula! Cliente-servidor! Peer processes (P2P)! Objetos distribuídos 2003 Carlos A. G. Ferraz 2 O que é um modelo arquitetural?! Estrutura

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Modelos Arquiteturais

Sistemas Distribuídos. Modelos Arquiteturais 1 Sistemas Distribuídos Modelos Arquiteturais Joinvile Batista Junior Modelos Arquiteturais A : Dificuldades e Ameaças aos SDs B : Arquitetura de SDs C : Modelos de Sistemas Distribuídos D : Variações

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS

SISTEMAS DISTRIBUIDOS 1 2 Caracterização de Sistemas Distribuídos: Os sistemas distribuídos estão em toda parte. A Internet permite que usuários de todo o mundo acessem seus serviços onde quer que possam estar. Cada organização

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Modelos e arquitecturas 14/15 Sistemas Distribuídos 1 Modelos arquitecturais 14/15 Sistemas Distribuídos 2 Camadas de Software: o Middleware Aplicações Middleware Sistema Operativo

Leia mais

Arquitetura de um sistema é a especificação de sua estrutura e de seus componentes

Arquitetura de um sistema é a especificação de sua estrutura e de seus componentes Arquiteturas e Modelos de sistemas Arquitetura Arquitetura de um sistema é a especificação de sua estrutura e de seus componentes Localização dos componentes e relação entre eles Objetivo: garantir que

Leia mais

Camadas de Software - o Middleware. Sistemas Distribuídos Capítulo 2: Modelos e Arquitecturas. Aplicações. Middleware.

Camadas de Software - o Middleware. Sistemas Distribuídos Capítulo 2: Modelos e Arquitecturas. Aplicações. Middleware. Camadas de Software - o Middleware Sistemas Distribuídos Capítulo 2: Modelos e Arquitecturas Modelos de Arquitecturas para sistemas distribuidos Interfaces e Objectos Requerimentos para Arquitecturas Distribuídas

Leia mais

Arquitetura dos Sistemas de Informação Distribuídos

Arquitetura dos Sistemas de Informação Distribuídos Arquitetura dos Sistemas de Informação Distribuídos Quando se projeta um sistema cuja utilização é destinada a ser feita em ambientes do mundo real, projeções devem ser feitas para que o sistema possa

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Universidade Federal do Pará Campus Universitário de Marabá Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Sistemas Distribuídos Prof.: Warley Junior warleyjunior05@gmail.com Plano de Ensino. Turma SI

Leia mais

Sistemas Distribuídos (DCC/UFRJ)

Sistemas Distribuídos (DCC/UFRJ) Sistemas Distribuídos (DCC/UFRJ) Aula 1: 4 de abril de 2016 1 Conceitos básicos sobre sistemas distribuídos 2 Computação distribuída Computação distribuída A computação distribuída envolve o projeto, implementação

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos Introdução Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br SUMÁRIO Definições Características Desafios Vantagens Desvantagens 2 Definições DEFINIÇÕES Um sistema distribuído é uma coleção

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Introdução Frederico Madeira LPIC 1, LPIC 2, CCNA fred@madeira.eng.br www.madeira.eng.br Referências - Coulouris, G.;Dollimore, J.; Kindberg, T.; SISTEMAS DISTRIBUIDOS CONCEITOS E

Leia mais

Infra-estrutura de Software

Infra-estrutura de Software Infra-estrutura de Software Apresentação Ciência da Computação Professor: Carlos Ferraz Monitoria: em formação Horários: Quartas e Sextas, 08-10h (D-005) Laboratório: G4, normalmente URL: http://www.cin.ufpe.br/~cagf/if677/2013-1

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Soquetes Um soquete é formado por um endereço IP concatenado com um número de porta. Em geral, os soquetes utilizam uma arquitetura cliente-servidor. O servidor espera por pedidos

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Tópicos da Aula Apresentação do curso Introdução Definição de sistemas distribuídos Exemplo Vantagens e desvantagens Convergência digital Desafios Visão

Leia mais

Componentes para Computação Distribuída

Componentes para Computação Distribuída Componentes para Computação Distribuída Conceitos Foi a partir do fenômeno da Internet (WWW), no início dos anos noventa, que a computação distribuída passou a ter relevância definitiva, a ponto de a Internet

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 12 de agosto de 2010 Um sistema no qual componentes localizados em redes, se comunicam e coordenam suas ações somente por passagem de mensagens. Características:

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina - Sistemas Distribuídos Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 2 Caracterização dos SD Sumário Introdução Principais motivações

Leia mais

Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2)

Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2) Capítulo II Modelos de Programação Distribuída (parte 2) From: Coulouris, Dollimore and Kindberg Distributed Systems: Concepts and Design Edition 3, Addison-Wesley 2001 From: Cardoso, Jorge, Programação

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Referências Caracterização de Sistemas Distribuídos Sistemas operacionais modernos Andrew S. TANENBAUM Prentice-Hall, 1995 Capítulo 9 Seções 9.1 a 9.3 Distributed Systems: concept

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Computação Aula 01-02: Introdução 2o. Semestre / 2014 Prof. Jesus Agenda da Apresentação Definição e surgimento de Sistemas Distribuídos Principais aspectos de Sistemas Distribuídos

Leia mais

Modelos de Arquiteturas. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com

Modelos de Arquiteturas. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Modelos de Arquiteturas Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Agenda Introdução Arquitetura de Sistemas Distribuídos Clientes e Servidores Peer-to-Peer Variações Vários Servidores Proxy Código Móvel

Leia mais

Projeto de Sistemas Distribuídos. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com

Projeto de Sistemas Distribuídos. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Projeto de Sistemas Distribuídos Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Agenda Introdução Exemplos de Sistemas Distribuídos Compartilhamento de Recursos e a Web Principais Desafios para a Implementação

Leia mais

Introdução. Sistemas Distribuídos. Mas, o que é um sistema distribuído? Seriamente. Professor: Paulo Jorge Marques. Professora Práticas: Pinki Meggi

Introdução. Sistemas Distribuídos. Mas, o que é um sistema distribuído? Seriamente. Professor: Paulo Jorge Marques. Professora Práticas: Pinki Meggi Introdução Sistemas Distribuídos Professor: Paulo Jorge Marques Email: pmarques@dei.uc.pt Universidade de Coimbra, Portugal Área de Sistemas Distribuídos Curso de Eng. Informática ISCTEM, Julho 2007 Professora

Leia mais

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Tabela de endereçamento da rede IP da rede: Mascara Broadcast 192.168.1.0 255.255.255.192 192.168.1.63 Distribuição de IP S na rede Hosts IP Configuração

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Introdução

Sistemas Distribuídos. Introdução Sistemas Distribuídos Introdução Definição Processos Um sistema distribuído é um conjunto de computadores independentes, interligados por uma rede de conexão, executando um software distribuído. Executados

Leia mais

Programação Distribuída

Programação Distribuída Unidade 4 Programação Distribuída Introdução de Sistemas Distribuídos Modelos de Sistemas Distribuídos Comunicação entre Processos Parte do material é retirado do Livro: From Coulouris, Dollimore and Kindberg

Leia mais

INTRODUÇÃO A SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

INTRODUÇÃO A SISTEMAS DISTRIBUÍDOS INTRODUÇÃO A SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos O que é um sistema Distribuído? SD é aquele no qual os componentes de hardware ou software se comunicam e coordenam suas ações

Leia mais

MODELOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

MODELOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS MODELOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Agenda Visão geral Modelos de Arquitetura de Sistemas Distribuídos MASD Camadas de softwares Arquiteturas de sistema Variações

Leia mais

UTFPR - Sistemas Distribuídos Prof. Cesar Augusto Tacla. Anotações. Copyright Cesar Augusto Tacla 2008 - 1 -

UTFPR - Sistemas Distribuídos Prof. Cesar Augusto Tacla. Anotações. Copyright Cesar Augusto Tacla 2008 - 1 - - 1 - - 2 - - 3 - Segundo (Garg, 2004), são sistemas compostos por múltiplos processadores conectados por uma rede de comunicação, sendo a rede de comunicação uma LAN (Ethernet) ou WAN (Internet). - 4

Leia mais

Introdução aos Sistemas Distribuídos

Introdução aos Sistemas Distribuídos Material baseado no livro Distributed Systems: Concepts and Design, Edition 3, Addison-Wesley 2001. Introdução aos Sistemas Distribuídos Copyright George Coulouris, Jean Dollimore, Tim Kindberg 2001 email:

Leia mais

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Abertos Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Caracterização de Sistemas Distribuídos Coulouris, Dollimore and Kindberg. Distributed Systems: Concepts and

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Capítulo 1 Introdução Material de suporte às aulas de Sistemas Distribuídos de Nuno Preguiça Copyright DI FCT/ UNL / 1 NOTA PRÉVIA A apresentação utiliza algumas das figuras do livro

Leia mais

Introdução. Definição de um Sistema Distribuído (1) Definição de um Sistema Distribuído(2) Metas de Sistemas Distribuídos (2)

Introdução. Definição de um Sistema Distribuído (1) Definição de um Sistema Distribuído(2) Metas de Sistemas Distribuídos (2) Definição de um Sistema Distribuído (1) Introdução Um sistema distribuído é: Uma coleção de computadores independentes que aparecem para o usuário como um único sistema coerente. Definição de um Sistema

Leia mais

Arquiteturas de Sistemas Distribuídos

Arquiteturas de Sistemas Distribuídos Arquiteturas de Sistemas Distribuídos Sistema distribuído O processamento de informações é distribuído em vários computadores ao invés de confinado em uma única máquina. Bastante comum em qualquer organização

Leia mais

Caracterização de Sistemas Distribuídos

Caracterização de Sistemas Distribuídos Aula 1 Caracterização de Sistemas Distribuídos Prof. Dr. João Bosco M. Sobral mail: bosco@inf.ufsc.br - página: http://www.inf.ufsc.br/~bosco Rodrigo Campiolo mail: rcampiol@inf.ufsc.br - página: http://ww.inf.ufsc.br/~rcampiol

Leia mais

Arquitectura de Sistemas Paralelos e Distribuídos Modelos de Sistemas

Arquitectura de Sistemas Paralelos e Distribuídos Modelos de Sistemas Modelos de Sistemas MSc. Eugénio Alberto Macumbe Modelos de Sistemas Um modelo de arquitectura de SD está preocupado com a localização das partes e o relacionamento entre elas. Os exemplos incluem os modelos

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS (1. CICLO)

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS (1. CICLO) SISTEMAS DISTRIBUÍDOS (1. CICLO) Capítulo 1 Introdução Material de suporte às aulas de Sistemas Distribuídos de Nuno Preguiça Copyright DI FCT/ UNL / 1 NOTA PRÉVIA A apresentação utiliza algumas das figuras

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Introdução Aplicações em rede de computadores As redes de computadores atualmente estão em todos os lugares. Ex.: Internet, redes de telefones móveis, redes corporativas, em fábricas,

Leia mais

Disciplina: Redes de Comunicação. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Setembro 2013

Disciplina: Redes de Comunicação. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Setembro 2013 Disciplina: Redes de Comunicação Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. João Oliveira Turma: 10º 13ª Setembro 2013 INTRODUÇÃO Este trabalho apresenta os principais

Leia mais

Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS

Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS Objetos distribuídos e invocação remota Introdução Comunicação entre objetos distribuídos Chamada de procedimento remoto Eventos e notificações Objetos

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Fundamentos. Nazareno Andrade. Universidade Federal de Campina Grande 02/2008

Sistemas Distribuídos. Fundamentos. Nazareno Andrade. Universidade Federal de Campina Grande 02/2008 Sistemas Distribuídos Fundamentos Nazareno Andrade Universidade Federal de Campina Grande 02/2008 Fundamentos Coordenando processos Construíndo sistemas Sistemas construídos 2 Fundamentos O que são sistemas

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br

Sistemas Distribuídos. Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br Sistemas Distribuídos Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br Curso de Engenharia de Computação UCDB Agosto/2003 Tópicos Conceitos de HW em SD Multiprocessadores e Multicomputadores Conceitos de SW

Leia mais

PADI Plataformas para Aplicações Distribuídas na Internet

PADI Plataformas para Aplicações Distribuídas na Internet PADI Plataformas para Aplicações Distribuídas na Internet Apresentação Prof. Luís Veiga IST/INESC-ID https://fenix.ist.utl.pt/lerci-pb/disciplinas/padi pb/disciplinas/padi https://fenix.ist.utl.pt/leic-taguspark

Leia mais

Modelos Fundamentais. Carlos Ferraz. cagf@cin.ufpe.br

Modelos Fundamentais. Carlos Ferraz. cagf@cin.ufpe.br Modelos Fundamentais Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br O que vimos até agora (I) História Anos 60-70: sistemas centralizados (caros!) Anos 80: computadores pessoais (acessórios caros e pouco aproveitáveis!

Leia mais

DISTRIBUTED SYSTEMS ARCHITECTURES. Ian Sommerville, 8º edição Capítulo 12 Aula de Luiz Eduardo Guarino de Vasconcelos

DISTRIBUTED SYSTEMS ARCHITECTURES. Ian Sommerville, 8º edição Capítulo 12 Aula de Luiz Eduardo Guarino de Vasconcelos DISTRIBUTED SYSTEMS ARCHITECTURES Ian Sommerville, 8º edição Capítulo 12 Aula de Luiz Eduardo Guarino de Vasconcelos Objetivos Explicar as vantagens e desvantagens das arquiteturas de sistemas distribuídos

Leia mais

Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos

Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos From: Wolfgang Emmerich Engineering Distributed Objects John Wiley & Sons, Ltd 2000 From: Coulouris, Dollimore and Kindberg Distributed Systems: Concepts

Leia mais

Sistemas de Arquivos Distribuídos: DFS. Projeto

Sistemas de Arquivos Distribuídos: DFS. Projeto Curso de Sistemas Distribuídos Sistemas de Arquivos Distribuídos: DFS Projeto Sistemas Distribuidos Sistema de Arquivos Distribuídos 1 Autoria Autoria 1a versão Alunos de disciplina do PPGC Revisões C.

Leia mais

Características Básicas de Sistemas Distribuídos

Características Básicas de Sistemas Distribuídos Motivação Crescente dependência dos usuários aos sistemas: necessidade de partilhar dados e recursos entre utilizadores; porque os recursos estão naturalmente em máquinas diferentes. Demanda computacional

Leia mais

Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos

Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos From: Wolfgang Emmerich Engineering Distributed Objects John Wiley & Sons, Ltd 2000 From: Coulouris, Dollimore and Kindberg Distributed Systems: Concepts

Leia mais

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Este tutorial apresenta uma visão geral da arquitetura para implantação de aplicações móveis wireless. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

Princípios de Sistemas Distribuídos. Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5

Princípios de Sistemas Distribuídos. Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5 Princípios de Sistemas Distribuídos Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5 Conceitos de comunicação entre processos Interprocess Communication (IPC) Sistemas distribuídos são construídos

Leia mais

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING http://www.uniriotec.br/~tanaka/tin0036 tanaka@uniriotec.br Bancos de Dados Distribuídos Introdução Sistema de informação - Organização - Pessoas - Tecnologia

Leia mais

Nível do Sistema Operacional

Nível do Sistema Operacional Nível do Sistema Operacional (Aula 14) Introdução a Sistemas Operacionais Roberta Lima Gomes - LPRM/DI/UFES Sistemas de Programação I Eng. Elétrica 2007/1 Introdução Hardware Provê os recursos básicos

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Aula 2 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Doutoranda em Ciência da Computação - UFU Mestre em Ciência da Computação UFU Bacharel em Ciência da Computação - UFJF Por que definir uma arquitetura?

Leia mais

Middleware. Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos

Middleware. Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos Middleware Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos Alternativas de comunicação entre processos (IPC) Mecanismos de IPC tradicionais (ou de baixo nível) Memória compartilhada, filas de mensagens,

Leia mais

Metas de um Sistema Distribuído

Metas de um Sistema Distribuído Metas de um Sistema Distribuído Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Definição São sistemas distribuídos compostos de nós interconectados, aptos a se auto-organizar em topologias de rede, com o intuito de compartilhar

Definição São sistemas distribuídos compostos de nós interconectados, aptos a se auto-organizar em topologias de rede, com o intuito de compartilhar Redes Peer-to-Peer Redes Peer-to to-peer Arquitetura de Redes P2P Integridade e Proteção Redes Peer-to-Peer (P2P) São sistemas distribuídos nos quais os membros da rede são equivalentes em funcionalidade

Leia mais

Capítulo 3 Projeto de Arquitetura

Capítulo 3 Projeto de Arquitetura Aula 05 Projeto de Arquitetura Universidade de Mogi das Cruzes Objetivo: Apresentar os diversos tipos de Arquitetura do Sistema. Capítulo 3 Projeto de Arquitetura O projeto de arquitetura descreve hardware,

Leia mais

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Surgimento da internet Expansão x Popularização da internet A World Wide Web e a Internet Funcionamento e personagens da

Leia mais

Área: Ensino a Distância. 1. Introdução. 2. A Ferramenta de Co-autoria para EAD

Área: Ensino a Distância. 1. Introdução. 2. A Ferramenta de Co-autoria para EAD 1. Introdução Co-Autoria de Aulas na Rede Metropolitana de Alta Velocidade de Recife Juliana Regueira Basto Diniz Barros, Lorena de Sousa Castro, Carlos André Guimarães Ferraz E-mail: {jrbd,lsc2,cagf}@cin.ufpe.br

Leia mais

Rede de Computadores (REC)

Rede de Computadores (REC) Rede de Computadores (REC) Aula 04 Camada de Aplicação Prof. Jackson Mallmann dcc2jm@joinville.udesc.br Exemplos de requisição via telnet. iniciar / executar / cmd (Windows) telnet endereço telnet 192.168.1.3

Leia mais

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose)

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) 1. Qual a diferença entre um Programa de computador e um Processo dentro do computador? R. Processo é um programa que está sendo executado em uma máquina/host,

Leia mais

Definição São sistemas distribuídos compostos de nós interconectados, aptos a se auto-organizar em topologias de rede, com o intuito de compartilhar

Definição São sistemas distribuídos compostos de nós interconectados, aptos a se auto-organizar em topologias de rede, com o intuito de compartilhar Redes Peer- Redes Peer- (P2P) São sistemas distribuídos nos quais os membros da rede são equivalentes em funcionalidade Permitem que os pares compartilhem recursos diretamente, sem envolver intermediários

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Capítulo 2 Arquiteturas e Modelos de Sistemas Distribuídos Material de suporte às aulas de Sistemas Distribuídos de Nuno Preguiça Copyright DI FCT/ UNL / 1 NOTA PRÉVIA A estrutura

Leia mais

Sistema centralizado O Paradigma Cliente/Servidor

Sistema centralizado O Paradigma Cliente/Servidor centralizado O Paradigma Cliente/Servidor Computador central (mainframe) + conjunto de terminais + recursos centralizados recursos mainframe terminais 2 distribuído Relações entre entidades Grupo de computadores

Leia mais

Infra-estrutura de Software. Apresentação!

Infra-estrutura de Software. Apresentação! Apresentação! Ciência da Computação Professor: Carlos Ferraz Monitoria: em formação Horários: Segundas, 13-15h (D- 005), e Quintas, 15-17h (D- 004) Laboratório: G4, normalmente URL: hsp://www.cin.ufpe.br/~cagf/if677/2012-2

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Prof. Adriano Avelar Site: www.adrianoavelar.com Email: eam.avelar@gmail.com O que veremos hoje... Evolução Histórica Motivação Conceitos Características

Leia mais

Cliente/Servidor. Conceitos Gerais. Graça Bressan. Graça Bressan/LARC 2000 1

Cliente/Servidor. Conceitos Gerais. Graça Bressan. Graça Bressan/LARC 2000 1 Cliente/Servidor Conceitos Gerais Graça Bressan Graça Bressan/LARC 2000 1 Forças de marketing que conduzem à arquitetura cliente/servidor "Cliente/Servidor é um movimento irresistível que está reformulando

Leia mais

ARQUITETURAS DOS SISTEMAS DE EMPRESARIAIS (ERP) Arquitetura cliente-servidor Arquitetura aberta

ARQUITETURAS DOS SISTEMAS DE EMPRESARIAIS (ERP) Arquitetura cliente-servidor Arquitetura aberta ARQUITETURAS DOS SISTEMAS DE PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS (ERP) Arquitetura cliente-servidor Arquitetura aberta Arquitetura cliente-servidor Definição do modelo cliente-servidor O modelo cliente-servidor

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos (Re)Introdução 1 Organização Definição Características essenciais dos sistemas distribuídos Desafios principais 2 Definição Um sistema distribuído é... um conjunto de componentes

Leia mais

Sistemas Distribuídos Arquitetura de Sistemas Distribuídos Aula II Prof. Rosemary Silveira F. Melo Arquitetura de Sistemas Distribuídos Conceito de Arquitetura de Software Principais elementos arquiteturais

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos 11 Objetivos Este capítulo apresenta uma introdução aos sistemas distribuídos em geral Arquiteturas de cliente servidor Características das arquiteturas de 2 e 3 camadas Ambiente

Leia mais

Nota prévia. Sistemas distribuídos I. Organização do capítulo. Definição de sistema distribuído. Exemplo: serviços em intranets

Nota prévia. Sistemas distribuídos I. Organização do capítulo. Definição de sistema distribuído. Exemplo: serviços em intranets Nota prévia A estrutura da apresentação é semelhante e utiliza algumas das figuras do livro de base do curso Sistemas distribuídos I Capítulo I Introdução G. Coulouris, J. Dollimore and T. Kindberg, Distributed

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos Introdução Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Agenda Definição de Sistemas Distribuídos Evolução Histórica Exemplos Comparação com Sistemas Centralizados Conclusão 2 Definição

Leia mais

Sistemas Distribuídos: Conceitos e Projeto Estilos Arquitetônicos e Arquitetura Cliente/Servidor

Sistemas Distribuídos: Conceitos e Projeto Estilos Arquitetônicos e Arquitetura Cliente/Servidor Sistemas Distribuídos: Conceitos e Projeto Estilos Arquitetônicos e Arquitetura Cliente/Servidor Francisco José da Silva e Silva Laboratório de Sistemas Distribuídos (LSD) Departamento de Informática /

Leia mais

WPAN ZigBee & Bluetooth SDIC Cap6. Redes Sem Fios

WPAN ZigBee & Bluetooth SDIC Cap6. Redes Sem Fios Redes Sem Fios As recomendações do IEEE (Institute of Electrical and Eletronics Engineers), particularmente as recomendações da série IEEE 802.11, são os exemplos mais conhecidos para os padrões de redes

Leia mais

Sistemas Distribuídos Comunicação entre Processos em Sistemas Distribuídos: Middleware de comunicação Aula II Prof. Rosemary Silveira F. Melo Comunicação em sistemas distribuídos é um ponto fundamental

Leia mais

Oportunidades e Desafios da Computação Móvel no Cotexto Empresarial Aspectos de Software e Middleware

Oportunidades e Desafios da Computação Móvel no Cotexto Empresarial Aspectos de Software e Middleware Oportunidades e Desafios da Computação Móvel no Cotexto Empresarial Aspectos de Software e Middleware para Computação Móvel Francisco José da Silva e Silva Rafael Fernandes Lopes Universidade Federal do

Leia mais

actualtests.exin.ex0-116.2012.04.13.by.getitcert_português

actualtests.exin.ex0-116.2012.04.13.by.getitcert_português actualtests.exin.ex0-116.2012.04.13.by.getitcert_português Number: 000-000 Passing Score: 650 Time Limit: 60 min File Version: 1.0 http://www.gratisexam.com/ WWW.GETITCERT.COM Get IT Certification Without

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS

REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS BREVE HISTÓRICO A década de 60 Surgiram os primeiros terminais interativos, e os usuários podiam acessar o computador central através de linhas de comunicação.

Leia mais

Sistemas Operacionais 2014 Introdução. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com

Sistemas Operacionais 2014 Introdução. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com Sistemas Operacionais 2014 Introdução Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com Roteiro Sistemas Operacionais Histórico Estrutura de SO Principais Funções do SO Interrupções Chamadas de Sistema

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor: Introdução aos tipos de servidores e clientes Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando o módulo 03 da primeira unidade, iremos abordar sobre o Modelo Cliente-Servidor

Leia mais

Sistemas Operacionais Arquitetura e organização de sistemas operacionais: Uma visão estrutural hardware & software. Prof. MSc.

Sistemas Operacionais Arquitetura e organização de sistemas operacionais: Uma visão estrutural hardware & software. Prof. MSc. Sistemas Operacionais Arquitetura e organização de sistemas operacionais: Uma visão estrutural hardware & software Prof. MSc. Hugo Souza Continuando nossas aulas relativas ao Módulo 1, veremos a seguir

Leia mais

Sistemas SCADAS. Apresentação dos sistemas de supervisão do mercado de automação: - Elipse E3 (fabricante Eilpse)

Sistemas SCADAS. Apresentação dos sistemas de supervisão do mercado de automação: - Elipse E3 (fabricante Eilpse) A palavra SCADA é um acrônimo para Supervisory Control And Data Acquisition. Os primeiros sistemas SCADA, basicamente telemétricos, permitiam informar periodicamente o estado corrente do processo industrial,

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUIDOS Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUIDOS Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUIDOS Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Informática 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos I Capítulo 6 Replicação - 2011 - DI/FCT/UNL Replicação... O que é? Replicação: Definição e Objectivos A replicação de dados consiste na manutenção de múltiplas cópias da mesma informação em dispositivos

Leia mais

Sistemas Distribuídos - SDI. Caracterização de Sistemas Distribuídos.. Exemplos de Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos - SDI. Caracterização de Sistemas Distribuídos.. Exemplos de Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos - SDI Caracterização de Sistemas Distribuídos. Introdução. de Sistemas Distribuídos 1 Introdução Introdução O que são sistemas distribuídos? Extensão dos sistemas de redes onde a

Leia mais

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente)

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Redes Heterogênea e Convergente Professor Rene - UNIP 1 Redes heterogêneas Redes Heterogêneas Todo ambiente de rede precisa armazenar informações

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS E PARALELOS 2014/2015 1º SEMESTRE

SISTEMAS DISTRIBUIDOS E PARALELOS 2014/2015 1º SEMESTRE SISTEMAS DISTRIBUIDOS E PARALELOS 2014/2015 1º SEMESTRE Objectivos da Disciplina Desenvolver competências técnicas e científicas na área dos sistemas distribuídos e paralelos. Compreender o conceito de

Leia mais