UNIVE ID DE. Propostas de empresas COTEC para o desenvolvimento de projectos de investigação no âmbito de programas de mestrado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVE ID DE. Propostas de empresas COTEC para o desenvolvimento de projectos de investigação no âmbito de programas de mestrado"

Transcrição

1 UNIVE ID DE 2 de aio de revisto a 17 de Julho de 2012 Propostas de empresas COTEC para o desenvolvimento de projectos de investigação no âmbito de programas de mestrado

2 Propostas de empresas COTEC para o desenvolvimento de projectos de investigação no âmbito de programas de mestrado i

3 Índice ALMADESIGN ALMADESIGN ALMADESIGN CIÊNCIAS DA SAÚDE... 3 Ciências Sócio-Médicas... 3 ALMADESIGN CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS... 4 Antropologia... 4 CASTELHANO E FERREIRA CIÊNCIAS EACTAS... 5 Física Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia... 5 CASTELHANO E FERREIRA CIÊNCIAS EACTAS... 6 Física Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia... 6 CASTELHANO E FERREIRA CIÊNCIAS EACTAS... 7 Física i

4 Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia... 7 CONTROLVET... 8 CIÊNCIAS NATURAIS... 8 Ciências Biológicas... 8 CIÊNCIAS DA AGRICULTURA, SILVICULTURA, PECUÁRIA CAÇA E PESCAS... 8 Ciências Veterinárias... 8 EDISOFT Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação)... 9 EDISOFT Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) EDISOFT Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) ENKROTT Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) ISA Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) ISA Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) ISA CIÊNCIAS EACTAS Física Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) ISA CIÊNCIAS EACTAS ii

5 Física Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) ISA CIÊNCIAS EACTAS Física Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) ISA CIÊNCIAS EACTAS Física Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) MAISIS Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia MAISIS Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia MAISIS Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia MAISIS Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia MENDES GONÇALVES iii

6 NEUTROPLAST CIÊNCIAS DA SAÚDE Ciências Clínicas Ciências Farmacológicas NEUTROPLAST Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) CIÊNCIAS DA SAÚDE Ciências Clínicas Complementares NEUTROPLAST Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia CIÊNCIAS DA SAÚDE Ciências Clínicas PORCEL UBIWHERE Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) UBIWHERE Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) UBIWHERE Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) UBIWHERE Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) VIATECLA iv

7 Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) VIATECLA Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) WAVECOM v

8 ALMADESIGN 1 Empresa: Almadesign, conceito e desenvolvimento de design, Lda. Representante: José Rui Marcelino Cargo/função: Design Manager Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: a acordar Data prevista de conclusão do projecto: O trabalho a desenvolver pelo mestrando enquadra-se no âmbito dos projectos de investigação e desenvolvimento tecnológico (I&DT) da Almadesign. A Almadesign é uma empresa de design industrial que desenvolve soluções de base tecnológica centradas no ser humano, em particular para os sectores de Transportes (aeronáutico, rodoviário, ferroviário e náutico) e Produto. Nos projectos de I&DT que desenvolve, a Almadesign promove a articulação e integração das competências de diferentes parceiros para desenvolver, concretizar e testar novos conceitos; suportando posteriormente a sua entrada no mercado. Todos estes projectos são multidisciplinares e articulam competências nas áreas do Design, da Engenharia e Tecnologia, e das Ciências Sociais e Humanas. O trabalho a desenvolver pelos mestrando enquadrar-se-á nos projectos em curso e tem como objectivo fornecer uma visão especializada sobre os problemas discutidos em cada projecto em áreas que etrapolam as competências nucleares da Almadesign. O trabalho será integrado nas fases de estudos preliminares e definição de conceitos dos projectos em curso e considerará: - análise do enquadramento do projecto em causa; - identificação das questões críticas, relacionadas com a área de especialização do mestrando, associadas a cada projecto; - realização de estudos de análise de impacto das questões críticas, relacionadas com a área de especialização do mestrando, associadas a cada projecto; - participação em reuniões de brainstorm para definição de requisitos e discussão de conceitos A colaboração de mestrandos com a Almadesign pressupõe: assinatura de um acordo de confidencialidade Contrapartidas: ajudas de custo para alimentação e transportes 1

9 ALMADESIGN 2 Empresa: Almadesign, conceito e desenvolvimento de design, Lda. Representante: José Rui Marcelino Cargo/função: Design Manager Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: a acordar Data prevista de conclusão do projecto: O trabalho a desenvolver pelo mestrando enquadra-se no âmbito dos projectos de investigação e desenvolvimento tecnológico (I&DT) da Almadesign. A Almadesign é uma empresa de design industrial que desenvolve soluções de base tecnológica centradas no ser humano, em particular para os sectores de Transportes (aeronáutico, rodoviário, ferroviário e náutico) e Produto. Nos projectos de I&DT que desenvolve, a Almadesign promove a articulação e integração das competências de diferentes parceiros para desenvolver, concretizar e testar novos conceitos; suportando posteriormente a sua entrada no mercado. Todos estes projectos são multidisciplinares e articulam competências nas áreas do Design, da Engenharia e Tecnologia, e das Ciências Sociais e Humanas. O trabalho a desenvolver pelos mestrando enquadrar-se-á nos projectos em curso e tem como objectivo fornecer uma visão especializada sobre os problemas discutidos em cada projecto em áreas que etrapolam as competências nucleares da Almadesign. O trabalho será integrado nas fases de estudos preliminares e definição de conceitos dos projectos em curso e considerará: - análise do enquadramento do projecto em causa; - identificação das questões críticas, relacionadas com a área de especialização do mestrando, associadas a cada projecto; - realização de estudos de análise de impacto das questões críticas, relacionadas com a área de especialização do mestrando, associadas a cada projecto; - participação em reuniões de brainstorm para definição de requisitos e discussão de conceitos A colaboração de mestrandos com a Almadesign pressupõe: assinatura de um acordo de confidencialidade Contrapartidas: ajudas de custo para alimentação e transportes 2

10 ALMADESIGN 3 Empresa: Almadesign, conceito e desenvolvimento de design, Lda. Representante: José Rui Marcelino Cargo/função: Design Manager Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos CIÊNCIAS DA SAÚDE Ciências Básicas Ciências Clínicas Ciências Clínicas Complementares Ciências Sócio-Médicas Ciências Farmacológicas Data preferencial de início do projecto: a acordar Data prevista de conclusão do projecto: O trabalho a desenvolver pelo mestrando enquadra-se no âmbito dos projectos de investigação e desenvolvimento tecnológico (I&DT) da Almadesign. A Almadesign é uma empresa de design industrial que desenvolve soluções de base tecnológica centradas no ser humano, em particular para os sectores de Transportes (aeronáutico, rodoviário, ferroviário e náutico) e Produto. Nos projectos de I&DT que desenvolve, a Almadesign promove a articulação e integração das competências de diferentes parceiros para desenvolver, concretizar e testar novos conceitos; suportando posteriormente a sua entrada no mercado. Todos estes projectos são multidisciplinares e articulam competências nas áreas do Design, da Engenharia e Tecnologia, e das Ciências Sociais e Humanas. O trabalho a desenvolver pelos mestrando enquadrar-se-á nos projectos em curso e tem como objectivo fornecer uma visão especializada sobre os problemas discutidos em cada projecto em áreas que etrapolam as competências nucleares da Almadesign. O trabalho será integrado nas fases de estudos preliminares e definição de conceitos dos projectos em curso e considerará: - análise do enquadramento do projecto em causa; - identificação das questões críticas, relacionadas com a área de especialização do mestrando, associadas a cada projecto; - realização de estudos de análise de impacto das questões críticas, relacionadas com a área de especialização do mestrando, associadas a cada projecto; - participação em reuniões de brainstorm para definição de requisitos e discussão de conceitos A colaboração de mestrandos com a Almadesign pressupõe: assinatura de um acordo de confidencialidade Contrapartidas: ajudas de custo para alimentação e transportes 3

11 ALMADESIGN 4 Empresa: Almadesign, conceito e desenvolvimento de design, Lda. Representante: José Rui Marcelino Cargo/função: Design Manager Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Antropologia Arquitectura Ciências Jurídicas Ciências Linguísticas e Literárias Ciências Políticas Demografia Economia Geografia Organização e Gestão de Empresas Pedagogia Psicologia Sociologia Filosofia História Ciências Auiliares da História Ciências Sociais e Humanas Diversas Data preferencial de início do projecto: a acordar Data prevista de conclusão do projecto: O trabalho a desenvolver pelo mestrando enquadra-se no âmbito dos projectos de investigação e desenvolvimento tecnológico (I&DT) da Almadesign. A Almadesign é uma empresa de design industrial que desenvolve soluções de base tecnológica centradas no ser humano, em particular para os sectores de Transportes (aeronáutico, rodoviário, ferroviário e náutico) e Produto. Nos projectos de I&DT que desenvolve, a Almadesign promove a articulação e integração das competências de diferentes parceiros para desenvolver, concretizar e testar novos conceitos; suportando posteriormente a sua entrada no mercado. Todos estes projectos são multidisciplinares e articulam competências nas áreas do Design, da Engenharia e Tecnologia, e das Ciências Sociais e Humanas. O trabalho a desenvolver pelos mestrando enquadrar-se-á nos projectos em curso e tem como objectivo fornecer uma visão especializada sobre os problemas discutidos em cada projecto em áreas que etrapolam as competências nucleares da Almadesign. O trabalho será integrado nas fases de estudos preliminares e definição de conceitos dos projectos em curso e considerará: - análise do enquadramento do projecto em causa; - identificação das questões críticas, relacionadas com a área de especialização do mestrando, associadas a cada projecto; - realização de estudos de análise de impacto das questões críticas, relacionadas com a área de especialização do mestrando, associadas a cada projecto; - participação em reuniões de brainstorm para definição de requisitos e discussão de conceitos A colaboração de mestrandos com a Almadesign pressupõe: assinatura de um acordo de confidencialidade Contrapartidas: ajudas de custo para alimentação e transportes 4

12 CASTELHANO E FERREIRA 1 Empresa: Castelhano & Ferreira SA Representante: Ricardo Jorge Patraquim Cargo/função: Eng. Acústico / Responsável pelo I&DT na área da Acústica Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos CIÊNCIAS EACTAS Matemática Física Química Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: Data prevista de conclusão do projecto: Objectivo: Desenvolvimento de painéis acústicos microperfurados (c/ perfurações submilimétricas) opacos e transparentes como absorsores sonoros. Propõe-se o estudo da utilização da microperfuração, quer em elementos opacos quer em elementos transparentes, que permitam criar dispositivos absorsores sonoros que dispensam a utilização materiais porosos no seu interior. 1º fase: identificação quais as características geométricas da microperfuração que possam conduzir a novos produtos - definir a dimensão, a forma e a quantidade dos orifícios, a espessura dos painéis e dimensão da cavidade ressonante. Bibliografia, entre outros, de D. Y. Maa e H.V. Fuchs. 2ªfase: Identificação da tecnologia para se obter as perfurações sub-milimétricas desejadas, e.g., jacto de água, laser, etc, tendo em atenção o binômio custo-benefício e o substracto (mdf, acrílico, policarbonato, etc). Identificação dos parceiros que têm capacidade para efecuar as perfurações. 3ªfase: Escolha do material (substracto) a microperfurar, opaco (com acabamento em madeira) e transparente (policarbonato, acrílico, vidro, etc). 4º fase: Construção de protótipos 5ªfase: Avaliação acústica em laboratório. Em todas estas fases a Castelhano & Ferreira participará de forma activa no desenvolvimento dos produtos, contribuindo quer logisticamente quer tecnicamente, uma vez que possui quadros altamente qualificados no âmbito em que se insere o projecto e já se encontra internamente a desenvolver I&DT nesta área. O desenvolvimento dos produtos será uma acção tri-partida: Universidade, Aluno e Empresa. [Deve incluir, caso eistam, contrapartidas para o mestrando (como p.e. compensação financeira, subsídio de alimentação, formação, transportes, etc.)] 5

13 CASTELHANO E FERREIRA 2 Empresa: Castelhano & Ferreira SA Representante: Ricardo Jorge Patraquim Cargo/função: Eng. Acústico / Responsável pelo I&DT na área da Acústica Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos CIÊNCIAS EACTAS Matemática Física Química Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: Data prevista de conclusão do projecto: Objectivo: Desenvolvimento de Absorsores Sonoros para as baias-frequências (bass-traps). Propõe-se o estudo da utilização de elementos de revestimento de superfícies (paredes e tectos) ou de elementos discretos, que, quando introduzidos em espaços fechados (salas) dissipam a energia sonora nas baias-frequências (20Hz-100Hz). Estes dispositivos destinam-se a serem utilizados em salas (acusticamente) pequenas, tais como home-cinemas, estúdios de gravação, salas de miagem, salas de prática/ensino de música, etc. 1º fase: identificação quais as características geométricas dos bass-traps que possam conduzir a novos produtos - definir a dimensão, a forma e a quantidade de elementos. Definição do tipo de absorsor: poroso, de membrana ou ressoador (ou uma conjugação dos diversos tipos). Eiste muita bibliografia, entre outros, de Alton Everest. 2ªfase: Identificação da tecnologia para se obter os bass-traps. Identificação dos parceiros que têm capacidade para efecuar protótipos. 3ªfase: Escolha dos materiais a utilizar (mdf, espumas de poliuretano, espuma de melamina, membranas de PETG, etc..). 4º fase: Construção de protótipos 5ªfase: Avaliação acústica em laboratório. Em todas estas fases a Castelhano & Ferreira participará de forma activa no desenvolvimento dos produtos, contribuindo quer logisticamente quer tecnicamente, uma vez que possui quadros altamente qualificados no âmbito em que se insere o projecto e já se encontra internamente a desenvolver I&DT nesta área. O desenvolvimento dos produtos será uma acção tri-partida: Universidade, Aluno e Empresa. [Deve incluir, caso eistam, contrapartidas para o mestrando (como p.e. compensação financeira, subsídio de alimentação, formação, transportes, etc.)] 6

14 CASTELHANO E FERREIRA 3 Empresa: Castelhano & Ferreira SA Representante: Ricardo Jorge Patraquim Cargo/função: Eng. Acústico / Responsável pelo I&DT na área da Acústica Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos CIÊNCIAS EACTAS Matemática Física Química Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: Data prevista de conclusão do projecto: Objectivo: Desenvolvimento de Difusores Acústicos. Propõe-se o estudo da utilização de elementos de revestimento de superfícies (paredes e tectos) que incrementem as refleões difusas que contribuam para a obtenção de um campo sonoro difuso no interior de salas. 1º fase: identificação quais as características geométricas dos difusores acústicos que possam conduzir a novos produtos - definir a dimensão, a forma e a quantidade de elementos. Bibliografia, entre outros, de Peter D'Antonio e Trevor Co. 2ªfase: Identificação da tecnologia para se obter as formas geométricas (termo-moldagem, técnicas de fresagem, etc). Identificação dos parceiros que têm capacidade para efecuar protótipos. 3ªfase: Escolha do material (substracto) a utilizar (mdf, poliuretano, PETG, gesso, etc..). 4º fase: Construção de protótipos 5ªfase: Avaliação acústica em laboratório. Em todas estas fases a Castelhano & Ferreira participará de forma activa no desenvolvimento dos produtos, contribuindo quer logisticamente quer tecnicamente, uma vez que possui quadros altamente qualificados no âmbito em que se insere o projecto e já se encontra internamente a desenvolver I&DT nesta área. O desenvolvimento dos produtos será uma acção tri-partida: Universidade, Aluno e Empresa. [Deve incluir, caso eistam, contrapartidas para o mestrando (como p.e. compensação financeira, subsídio de alimentação, formação, transportes, etc.)] 7

15 Empresa: ControlVet Segurança Alimentar SA Representante: João Rebelo Cotta Cargo/função: CEO Telefone: CONTROLVET Indique com '' o(s) domínios abrangidos CIÊNCIAS NATURAIS Ciências Biológicas Ciências da Terra, do Ambiente e do Espaço Eterior CIÊNCIAS DA AGRICULTURA, SILVICULTURA, PECUÁRIA CAÇA E PESCAS Ciências Agrárias Ciências Veterinárias Ciências de Recursos Vivos e Conservação da Natureza (e Ciências do Ambiente) Data preferencial de início do projecto: Data prevista de conclusão do projecto: Desenvolvimento de um trabalho de mestrado, no âmbito da biologia molecular, com as seguintes carcaterísticas: aplicação empresarial, novo serviço ou produto para os clientes. O resultado deverá ser aplicável em segurança alimentar, protecção ambiental ou saúde animal. As compensações, a eistir, dependem do potencial económico e de concretização do projecto a realizar 8

16 EDISOFT 1 Empresa: EDISOFT - Empresa de Serbviços e Desenvolvimentos de Software, S.A. Representante: Engª Teresa Cardoso Cargo/função: Business Area Manager Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: Data prevista de conclusão do projecto: Análise e desenvolvimento de um sistema de suporte à decisão em ambiente web orientado aos serviços. O sistema destina-se a apoiar o Utilizador nas suas tarefas de controle de fronteiras marítimas. O sistema deverá fundir diferentes dados do ambiente marinho e criando novos dados, ou vistas para os dados, que representem valor acrescentado. A componente de visualização será pouco importante neste estágio, sendo dada mais importância aos dados. - Análise do problema - Levantamento e documentação de requisitos - Desenvolvimento do DSM - Integração O âmbito do mestrado será detalhado e ajustado em conjunto e após a demonstração de interesse por parte do aluno; > Possibilidade de tomar as refeições na cantina da empresa. > outros a discutir posteriormente 9

17 EDISOFT 2 Empresa: EDISOFT - Empresa de Serbviços e Desenvolvimentos de Software, S.A. Representante: Engª Teresa Cardoso Cargo/função: Business Area Manager Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: Data prevista de conclusão do projecto: O Sistema Galileo (global navigation satellite system) é o sistema de Navegação por Satélite liderado pela Europa. O sistema irá fornecer dados de posicionamento e tempo, com cobertura global. O Sistema Galileo vai oferecer diferentes níveis de serviço, para utilizadores profissionais, para o mercado de massa, para aplicações de emergência e salvamento e aplicações de segurança. Os serviços oferecidos serão diferenciados pela localização para uma base global, regional ou local. Sendo a EDISOFT uma das poucas empresas portuguesas com participação no desenvolvimento deste sistema de elevada compleidade em ambiente multiempresarial, e encontrando-se este sistema em fase inicial de validação, o objectivo deste projecto será a integração do aluno na equipa de valdação. O projecto deverá ser desenvolvido segundo as seguintes fases: - Definição de Casos de Teste e respectivos procedimentos. - Implementação de Testes; - Eecução de Testes; - Aceitação do trabalho; - Manutenção do trabalho desenvolvido. Este projecto irá ser realizado em colaboração com uma equipa especializada da EDISOFT. > Possibilidade de tomar as refeições na cantina da empresa. > outros a discutir posteriormente 10

18 EDISOFT 3 Empresa: EDISOFT - Empresa de Serbviços e Desenvolvimentos de Software, S.A. Representante: Engª Teresa Cardoso Cargo/função: Business Area Manager Telefone: Indique com '' o(s) domínios abrangidos Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: Data prevista de conclusão do projecto: O RTEMS é um sistema operativo em tempo real com interface com diversos processadores, entre os quais a família LEON/ERC32. O Processador LEON é um descendente da arquitectura SPARC versão V8, com características interessantes, principalmente relacionadas com a dissipação de calor. É utilizado pela Agência Espacial Europeia nas suas missões, como no programa Galileo, smallgeo e Sentinel. O intuito deste estágio é o de melhoramento do comportamento dos semáforos, principalmente os binários, no sistema operativo RTEMS. Assim é espectável a revisão total da implementação actual dos semáforos binários com propriedades de priority ceiling e priority inheritance do RTEMS de forma a melhorar o escalonamento de tarefas no sistema operativo. -Projecto vai ser realizado num período de 5 meses e inclui a elaboração do relatório de mestrado; - Linguagens de programação: Assembly e C; - Análise de sistemas operativos em tempo real; - Análise e estudo da implementação dos semáforos do RTEMS; - Análise e definição de requisitos; - Desenho e implementação dos requisitos; - Desenvolvimento de testes unitários, integração e validação; - Análise comparativa da performance das alterações feitas; > Possibilidade de tomar as refeições na cantina da empresa. > outros a discutir posteriormente 11

19 Empresa: Enkrott Química, S.A. Representante: Ana Pereira Cargo/função: R&D Manager Telefone: ENKROTT Indique com '' o(s) domínios abrangidos Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: Set-12 Data prevista de conclusão do projecto: Mar-13 Pretende-se com o presente projecto realizar o design industrial de um sensor de monitorização de sujamento em condutas de água (ou outros fluídos). Esta tecnologia é inovadora face às demais técnicas de monitorização de depósitos, não só pela informação que disponibiliza ao utilizador como pelo seu carácter não-intrusivo. O elevado grau de inovação é reconhecido internacional e nacionalmente, tendo permitido a colaboração activa em projectos com parceiros do meio académico e do meio industrial. Durante o desenvolvimento tecnológico, têm sido realizadas diversas provas de conceito quer em ambiente industrial, quer em ambiente industrial que permitiram a validação a tecnologia. Sendo a apresentação de um produto e as normas que este tem que seguir, um passo relevante na industrialização é imperativo o recurso a esta área do conhecimento. Do plano de trabalhos farão parte os seguintes itens: - aprendizagem da tecnologia em desenvolvimento; contacto com a tecnologia, análise das suas características e do seu modo de funcionamento; 2 semanas; - levantamento da especificações e requisitos do sistema em desenvolvimento e do ambiente onde irá operar 2 semanas; - desenvolvimento do protótipo industrial e construção do 1º. Protótipo industrial 3 meses; - teste do 1º. Protótipo industrial em ambiente laboratorial 2 semanas; - testes do 1º. Protótipo industrial em ambiente industrial 1 mês; - elaboração do documento de especificações do produto desenvolvido 2 semanas; [Deve incluir, caso eistam, contrapartidas para o mestrando (como p.e. compensação financeira, subsídio de alimentação, formação, transportes, etc.)] 12

20 Empresa: ISA Intelligent Sensind Anywhere SA Representant e: Antonio Damasceno Cargo/função : Team Leader Requisitos e Arquitetura Telefone: ISA 1 Indique com '' o(s) domínios abrangid os Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: 2013/02 Data prevista de conclusão do projecto: 2013/07 A ISA desenvolve soluções de monitorização á distância na área da saúde tendo a necessidade de recolher os dados obtidos nos sensores e envia-los para os servidores no DataCenter. O componente responsável por efetuar essa tarefa é o concentrador que necessita de ser atualizado. Tendo em conta que os dispositivos comunicam por bluetooth e que a maioria dos tablets android suporta esse tipo de ligações o objetivo deste estágio é implementar a próima geração de concentradores utilizando as potencialidades que a plataforma android oferece. A equipa responsável terá de respeitar a arquitetura já definida, implementar os protocolos de comunicação com o servidor e com os dispositivo e de aquisição de dados e criar uma aplicação que possa ser utilizada por um leque variado de clientes que pode incluir utilizadores sem eperiencia de utilização da plataforma. O plano de trabalho está dividido em 3 fases. A primeira de um mês tem por objetivo determinar o estado da arte e os requisitos da aplicação, a segunda de quatro meses o desenvolvimento da mesma, a terceira de 1 mês testes e entrega da solução e da documentação auiliar. Subsidio de alimentação, subsidio de transporte se relevante e formação interna. 13

21 Empresa: Representante: Cargo/função: Telefone: ISA Intelligent Sensind Anywhere SA Antonio Damasceno Team Leader Requisitos e Arquitetura ISA 2 Indique com '' o(s) domínios abrangidos Engenharia e Tecnologia Electrónicas, Automação e Controlo (e Tecnologias da Informação) Disciplinas Auiliares da Engenharia e Tecnologia Data preferencial de início do projecto: 2013/02 Data prevista de conclusão do projecto: 2013/07 A ISA desenvolve soluções de monitoriação á distância na área da oil and gas tendo a necessidade de apresentar os dados recolhidos em aplicações móveis por forma a permitir o acompanhamento no terreno por parte de gestores e administradores das redes. A aplicação a desenvolver será utilizada por conhecdores profundo do negócio que são, tipicamente, etremante eiegentes em termos da forma como os dados são acedidos e apresentados e dos tempos de resposta. O produto terá de respeitar a equitatura já definida, implementar os protocolos de comunicação com os servidores providenciar medidas adequadas de segurança para garantir que apenas utilizadores autorizados acedem aos dados. Do ponto de vista tecnologico não eistem grandes desafios a resolver já do ponto de vista de usabilidade eistem desafios muito interessantes para resolver. O plano de tabalho está dividido em 3 fases. A primeira de um mês tem por objetivo determinar o estado da arte e os requistos da aplicação, a segunda de quatro meses o desenvolvimento da mesma, a terceira de 1 mês testes e entrega da solução e da documentação auiliar. Subsidio de alimentação, subsidio de transporte se relevante e formação interna. 14

Vale Projecto - Simplificado

Vale Projecto - Simplificado IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica Vale Projecto - Simplificado VALES Empreendedorismo e Inovação Associados Parceiros / Protocolos IDIT Enquadramento Vale Projecto - Simplificado

Leia mais

CDE Agências Bancárias

CDE Agências Bancárias CDE Agências Bancárias Andreia Carreiro Innovation Project Manager acarreiro@isa.pt Agenda 1. ISA Intelligent Sensing Anywhere S.A. ; 2. CDE BES Banco Espirito Santo; 1. Motivação; 2. Objetivos; 3. Dados

Leia mais

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem:

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem: Descrição de Serviços Serviços de Planeamento e Empresarial Os Serviços de Planeamento e Empresarial fornecem serviços de consultoria e prototipagem para facilitar a agenda do Licenciado relativa à inovação

Leia mais

A EDGE é uma empresa Portuguesa de base tecnológica dedicada à criação e desenvolvimento de sistemas ciber-físicos de elevado desempenho e em tempo real que combinam de forma única a automação, a robótica,

Leia mais

Logística e Gestão da Distribuição

Logística e Gestão da Distribuição Logística e Gestão da Distribuição Depositos e política de localização (Porto, 1995) Luís Manuel Borges Gouveia 1 1 Depositos e politica de localização necessidade de considerar qual o papel dos depositos

Leia mais

8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA. Novos Mercados Encontro de Sectores INSCREVA-SE JÁ. Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS. www.expoenergia2011.about.

8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA. Novos Mercados Encontro de Sectores INSCREVA-SE JÁ. Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS. www.expoenergia2011.about. 8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA Centro de Congressos Univ. Católica Novos Mercados Encontro de Sectores Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS ORGANIZAÇÃO PARCEIRO PATROCÍNIO INSCREVA-SE JÁ www.expoenergia2011.about.pt

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16 PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR(A) DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Operador/a de Electrónica Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/16 ÁREA DE ACTIVIDADE - ELECTRÓNICA E AUTOMAÇÃO OBJECTIVO GLOBAL

Leia mais

SOLUÇÕES DATA CENTER GROUP

SOLUÇÕES DATA CENTER GROUP SOLUÇÕES DATA CENTER SOLUÇÕES EFICIENTES - PROJECTOS COMPETITIVOS Na SENSYS todos os esforços estão concentrados num elevado grau de qualidade e especialização. Aliada a vários parceiros tecnológicos,

Leia mais

GIBDQA: GESTÃO INTEGRADA DE BASES DE DADOS DA QUALIDADE DA ÁGUA

GIBDQA: GESTÃO INTEGRADA DE BASES DE DADOS DA QUALIDADE DA ÁGUA GIBDQA: GESTÃO INTEGRADA DE BASES DE DADOS DA QUALIDADE DA ÁGUA Sandra CARVALHO 1, Pedro GALVÃO 2, Cátia ALVES 3, Luís ALMEIDA 4 e Adélio SILVA 5 RESUMO As empresas de abastecimento de água gerem diariamente

Leia mais

Capítulo Descrição Página

Capítulo Descrição Página MANUAL DA QUALIIDADE ÍNDICE Capítulo Descrição Página 1 Apresentação da ILC Instrumentos de Laboratório e Científicos, Lda Dados sobre a ILC, sua história, sua organização e modo de funcionamento 2 Política

Leia mais

Oferta de Estágio. iscriptor. Setembro 2011

Oferta de Estágio. iscriptor. Setembro 2011 Oferta de Estágio iscriptor Setembro 2011 DESCRIÇÃO DO ESTÁGIO Um dos principais desafios das plataformas de informação e de negócio é o acesso e a disponibilidade da sua informação. Em particular e com

Leia mais

Inovação no Planeamento Operacional Florestal

Inovação no Planeamento Operacional Florestal MEIO: WWW.NATURLINK.PT CORES P&B TIRAGEM: ONLINE PÁGINA 01 À 08 R. Castilho 5, 1º andar, Sals 17, 1250-066 LISBOA T. +351 21 153 64 51 PERIODICIDADE: DIÁRIA Nº EDIÇÃO: ONLINE RUBRICA: DESTAQUES DATA: JUNHO

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

Brochura GrowUpServices

Brochura GrowUpServices Brochura GrowUpServices 1. O QUE FAZEMOS 1. Quem Somos 03-12-2015 3 1. Quem Somos A GROWUPSERVICES é uma marca da GROWUPIDEAS e que actua na área da consultoria de negócios. Entre os seus sócios acumulam-se

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Sistema de Incentivos às Empresas O que é? é um dos instrumentos fundamentais das políticas públicas de dinamização económica, designadamente em matéria da promoção da

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN]

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Frederico Mendes & Associados é uma

Leia mais

SI I&DT PROJECTOS INDIVIDUAIS

SI I&DT PROJECTOS INDIVIDUAIS SI I&DT PROJECTOS INDIVIDUAIS CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJECTOS NAS EEC-CLUSTERS RECONHECIDAS ÁREAS TECNOLÓGICAS E DE DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS, PROCESSOS OU SISTEMAS ELEGÍVEIS 1. No âmbito do

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

Prognos SMART OPTIMIZATION

Prognos SMART OPTIMIZATION Prognos SMART OPTIMIZATION A resposta aos seus desafios Menos estimativas e mais controlo na distribuição A ISA desenvolveu um novo software que permite o acesso a dados remotos. Através de informação

Leia mais

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores Gestão e Organização de Conferências e Reuniões Organização de conferências e reuniões, nos mais variados formatos, tais como reuniões educativas, encontros de negócios, convenções, recepções, eventos

Leia mais

Business Geo-Intelligence

Business Geo-Intelligence Business Geo-Intelligence Monitorização Reporting Gestão de Frotas Áreas de influência Territórios de Vendas Geomerchandising Marketing Directo GeoMarketing Simulação de implementação Mobilidade web mapping

Leia mais

////////////// CLUSTER DA MOBILIDADE OBJECTIVOS EIXOS PROJECTOS PARCEIROS CLUSTER DA MOBILIDADE

////////////// CLUSTER DA MOBILIDADE OBJECTIVOS EIXOS PROJECTOS PARCEIROS CLUSTER DA MOBILIDADE Plano de Acção ////////////// O FUTURO DA. UM FUTURO SUSTENTÁVEL A mobilidade sustentável é um dos principais desafios da Europa. Empresas construtoras de meios de transporte, fornecedores e vários outros

Leia mais

MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS

MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS O PNFQ E O MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR Ministério do Ensino Superior é responsável pela formação de quadros superiores altamente especializados

Leia mais

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Escola Naval Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Segurança da informação nas organizações Supervisão das Politicas de Segurança Computação em nuvem Fernando Correia Capitão-de-fragata

Leia mais

A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP

A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP Conteúdos A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP... 3 PREPARA-SE PARA UMA MAIOR MOBILIDADE... 4 O IMPACTO DOS ERP NO MOBILE... 5 CONCLUSÕES...

Leia mais

UNIVERSIDADE DE AVEIRO

UNIVERSIDADE DE AVEIRO UNIVERSIDADE DE AVEIRO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, GESTÃO E ENGENHARIA INDUSTRIAL MESTRADO EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO DISCIPLINA: GESTÃO DA INFORMAÇÃO CAPACIDADE DE RESPOSTA A SOLICITAÇÕES DO EXTERIOR - DIÁLOGO

Leia mais

Questionário. A ferramenta auxilia na alocação de Não (0) x x x. Satisfatório (5) complexidade de um caso de uso? de uso (72) Sim (10)

Questionário. A ferramenta auxilia na alocação de Não (0) x x x. Satisfatório (5) complexidade de um caso de uso? de uso (72) Sim (10) Questionário Nível Avaliado Gerador de plano de teste Gerador de dados Função/característica do produto Gestão dos dados do plano de teste (51) Perguntas Pontuação Selenium BadBoy Canoo A ferramenta auilia

Leia mais

SECTOR DA SAÚDE. Investigador Entidade. Nº Pág.

SECTOR DA SAÚDE. Investigador Entidade. Nº Pág. SECTOR DA SAÚDE Nº Perfil das PME e Associações Industriais Requeridas Projecto Pretende-se uma empresa que invista na tecnologia associada ao desenvolvimento do projecto, nomeadamente para os testes in

Leia mais

I. INTRODUÇÃO. SEINON Sistema Energético INtegral ONline. A melhor energia é a que não se consome

I. INTRODUÇÃO. SEINON Sistema Energético INtegral ONline. A melhor energia é a que não se consome I. INTRODUÇÃO SEINON Sistema Energético INtegral ONline A melhor energia é a que não se consome O sistema SEINON é uma ferramenta de gestão de consumo de energia que permite de forma simples e automática

Leia mais

Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SISMS - sistema integrado de suporte e monitorização para serviços comerciais

Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SISMS - sistema integrado de suporte e monitorização para serviços comerciais Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SISMS - sistema integrado de suporte e monitorização para serviços comerciais A Load Interactive A Load-Interactive Lda. é uma start-up tecnológica que

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)*

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* Bolsa / / Reservado aos Serviços A preencher pelo candidato Nome completo: Domínio científico principal (indicar apenas

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Departamento de Sistemas e Informática Projecto Final Computação na Internet Ano Lectivo 2002/2003 Portal de Jogos Executado por:

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES Publicação e actualizações Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica Rua Julieta Ferrão, 10-10.ºA 1600-131 Lisboa Tel.: 21 781 66 40 Fax: 21 793 15 33 info@esri-portugal.pt www.esri-portugal.pt Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação

Leia mais

Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SalesForce - sistema multi-plataforma para monitorizacao da actividade comercial

Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SalesForce - sistema multi-plataforma para monitorizacao da actividade comercial Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SalesForce - sistema multi-plataforma para monitorizacao da actividade comercial A Load Interactive A Load-Interactive Lda. é uma start-up tecnológica que

Leia mais

FORMAÇÃO 2012/2013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL

FORMAÇÃO 2012/2013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL FORMAÇÃO 01/013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL INFORMAÇÕES FUNDAÇÂO MINERVA Cultura - Ensino e Investigação Científica Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão Largo Tinoco de Sousa 760. 108

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Um Único Dispositivo para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

GUIA BIOTRAINING A SUA EMPRESA BIOTECNOLÓGICA MAIS PRÓXIMA

GUIA BIOTRAINING A SUA EMPRESA BIOTECNOLÓGICA MAIS PRÓXIMA GUIA BIOTRAINING A SUA EMPRESA BIOTECNOLÓGICA MAIS PRÓXIMA 1 BIOTECNOLOGIA... 3 2 BIOTRAINING... 4 O QUE É?... 4 OBJECTIVOS... 4 A QUEM SE DIRIGE?... 5 QUE POSSO OBTER PARTICIPANDO EM BIOTRAINING?... 5

Leia mais

Em início de nova fase, forumb2b.com alarga a oferta

Em início de nova fase, forumb2b.com alarga a oferta Em início de nova fase, alarga a oferta Com o objectivo de ajudar as empresas a controlar e reduzir custos relacionados com transacções de bens e serviços, o adicionou à sua oferta um conjunto de aplicações

Leia mais

Análise de sustentabilidade da empresa nos domínios económico, social e ambiental

Análise de sustentabilidade da empresa nos domínios económico, social e ambiental Análise de sustentabilidade da empresa nos domínios económico, social e ambiental Estratégias adoptadas As estratégias adoptadas e o desempenho da APFF nos três domínios da sustentabilidade encontram-se

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

FICHA DE CURSO. 1. Designação do Curso: 2. Denominação do Diploma ou Certificado. 3. Objectivos Gerais e Enquadramento: 4.

FICHA DE CURSO. 1. Designação do Curso: 2. Denominação do Diploma ou Certificado. 3. Objectivos Gerais e Enquadramento: 4. 1. Designação do Curso: Curso de Especialização Pós-Graduada em Computação Móvel Aplicada 2. Denominação do Diploma ou Certificado Diploma de Pós-Graduação em Computação Móvel Aplicada 3. Gerais e Enquadramento:

Leia mais

Áreas e Sub-Áreas de Formação CIME

Áreas e Sub-Áreas de Formação CIME de Formação CIME e Sub- de Formação CIME Sub- 09. Desenvolvimento Pessoal 090. Desenvolvimento Pessoal 14.Formação de Professores/Formadores e Ciências da Educação 141.Formação de Professores e Formadores

Leia mais

Nuno Fernandes Mara Ferreira & João Grilo. HR BPO Desafios nos próximos anos. 14 de Março 2012 Centro Congressos do Estoril

Nuno Fernandes Mara Ferreira & João Grilo. HR BPO Desafios nos próximos anos. 14 de Março 2012 Centro Congressos do Estoril Nuno Fernandes Mara Ferreira & João Grilo HR BPO Desafios nos próximos anos Agenda Enquadramento Serviços HR BPO Selecção de parceiros Implementação e operação do HR BPO Exemplo prático Meta4 Agenda Enquadramento

Leia mais

PLANO SUCINTO DE NEGÓCIO

PLANO SUCINTO DE NEGÓCIO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO PLANO SUCINTO DE NEGÓCIO Título do projecto: Nome do responsável: Contacto telefónico Email: 1.1. Descrição sumária da Ideia de Negócio e suas características inovadoras (Descreva

Leia mais

> outsourcing > > consulting > > training > > engineering & systems integration > > business solutions > > payment solutions > Portugal

> outsourcing > > consulting > > training > > engineering & systems integration > > business solutions > > payment solutions > Portugal > outsourcing > > consulting > > training > > business solutions > > engineering & systems integration > > payment solutions > Portugal Há sempre um melhor caminho para cada empresa. Competências Outsourcing

Leia mais

Programador Mobile (m/f) Lisboa. Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação.

Programador Mobile (m/f) Lisboa. Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação. Programador Mobile (m/f) Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação. Inserido na equipa de desenvolvimento aplicacional e em estreita colaboração com o

Leia mais

Lisboa Interactiva Beta

Lisboa Interactiva Beta Lisboa Interactiva Beta Evolução para Web 2.0 com base na framework ExtJS Mauro Farracha GMV Portugal Sumário 3 Parte I Apresentação da GMV Portugal Quem Somos Organização Sistemas de Informação Geográfica

Leia mais

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting Contactos: Isabel Fonseca Marketing VP Consulting Telefone: +351 22 605 37 10 Fax: +351 22 600 07 13 Email: info@vpconsulting.pt

Leia mais

QUESTIONÁRIO Percepção de Risco

QUESTIONÁRIO Percepção de Risco O documento em PDF está pronto a ser utilizado. Por favor, lembre-se de guardar as alterações após responder à totalidade do questionário, enviando em seguida para o seguinte endereço eletrónico maria.carmona@hzg.de

Leia mais

Candidatura a Presidente da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Programa de Acção. Luis Filipe Baptista

Candidatura a Presidente da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Programa de Acção. Luis Filipe Baptista Candidatura a Presidente da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique Programa de Acção Luis Filipe Baptista ENIDH, Setembro de 2013 Motivações para esta candidatura A sociedade actual está a mudar muito

Leia mais

Redes de Acesso Unificado: Oportunidade ou Necessidade

Redes de Acesso Unificado: Oportunidade ou Necessidade Cisco Innovation Day 20 maio 2014 Porto Estádio do Dragão O que é a APDL? APDL Administração dos Portos do Douro e Leixões, SA - Sociedade Anónima de capitais exclusivamente públicos Tem como função a

Leia mais

Ferramentas do Projecto FAROS (Integral Networking of Fishing Sector Actors to Organize a. of Marine Resources) para reduzir as rejeições e

Ferramentas do Projecto FAROS (Integral Networking of Fishing Sector Actors to Organize a. of Marine Resources) para reduzir as rejeições e Seminário FAROS Lisboa, 25 de Novembro de 2011 Ferramentas do Projecto FAROS (Integral Networking of Fishing Sector Actors to Organize a Responsible, Optimal and Sustainable Exploitation of Marine Resources)

Leia mais

PROTEKTO ACTFAST. Soluções para Segurança Pública. Porque todos os segundos contam

PROTEKTO ACTFAST. Soluções para Segurança Pública. Porque todos os segundos contam PROTEKTO Porque todos os segundos contam Soluções para Segurança Pública A resposta às ocorrências no âmbito da segurança pública, têm de ser imediatas, eficientes e eficazes. Cada resposta operacional,

Leia mais

f) Processamentos de dados em baixa tensão, designadamente estimativas de consumo e metodologia de aplicação de perfis de consumo.

f) Processamentos de dados em baixa tensão, designadamente estimativas de consumo e metodologia de aplicação de perfis de consumo. NOTA INFORMATIVA RELATIVA AO DESPACHO N.º 2/2007 QUE APROVA O GUIA DE MEDIÇÃO, LEITURA E DISPONIBILIZAÇÃO DE DADOS O Regulamento de Relações Comerciais (RRC) aprovado através do despacho da Entidade Reguladora

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO. Resumo

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO. Resumo SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO Autores: ISABEL GRAZINA Eng.ª Civil, EDIA, Rua Zeca Afonso, 2 7800-522 Beja, 00351284315100, igrazina@edia.pt JOSÉ CARLOS

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

21º Congresso Quantificar o Futuro. Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL

21º Congresso Quantificar o Futuro. Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL 21º Congresso Quantificar o Futuro Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL Programa Data Hora Actividade 23/Nov. 11:30 Inauguração Oficial Innovation Lounge Visita efectuada ao Venture Lounge por Sua

Leia mais

PLATAFORMA URBANMOB Aplicativo para captura de trajetórias urbanas de objetos móveis

PLATAFORMA URBANMOB Aplicativo para captura de trajetórias urbanas de objetos móveis PLATAFORMA URBANMOB Aplicativo para captura de trajetórias urbanas de objetos móveis Gabriel Galvão da Gama 1 ; Reginaldo Rubens da Silva 2 ; Angelo Augusto Frozza 3 RESUMO Este artigo descreve um projeto

Leia mais

» apresentação. WORKFLOW que significa?

» apresentação. WORKFLOW que significa? » apresentação WORKFLOW que significa? WORKFLOW não é mais que uma solução que permite sistematizar de forma consistente os processos ou fluxos de trabalho e informação de uma empresa, de forma a torná-los

Leia mais

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Da União Europeia vão chegar até 2020 mais de 20 mil milhões de euros a Portugal. Uma pipa de massa, nas palavras do ex-presidente da Comissão

Leia mais

PHC Recursos Humanos CS

PHC Recursos Humanos CS PHC Recursos Humanos CS A gestão total dos Recursos Humanos A solução que permite a optimização da selecção e recrutamento, a correcta descrição de funções, a execução das avaliações de desempenho e a

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

Avaliação de Investimentos Logísticos e. Outsourcing Logístico

Avaliação de Investimentos Logísticos e. Outsourcing Logístico APLOG Centro do Conhecimento Logístico Avaliação de Investimentos Logísticos e Outsourcing Logístico Guilherme Loureiro Cadeia de Abastecimento- Integração dos processos de gestão Operador Logístico vs

Leia mais

Tecnologias de Informação

Tecnologias de Informação Sistemas Empresariais Enterprise Resource Planning (ERP): Sistema que armazena, processa e organiza todos os dados e processos da empresa de um forma integrada e automatizada Os ERP tem progressivamente

Leia mais

Big enough to do the job small enough to do it better!

Big enough to do the job small enough to do it better! Big enough to do the job small enough to do it better! Conteúdos 1 Competências 2 Case studies 3 Quero mais Competências > Assistência Informática > Outsourcing > Web ' ' Webdesign Hosting Email ' Webmarketing

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 COMMERCIAL & MARKETING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft A solução MB DOX oferece uma vantagem competitiva às empresas, com a redução do custo de operação, e dá um impulso à factura

Leia mais

Tendências e Desenvolvimentos no Facility Management

Tendências e Desenvolvimentos no Facility Management Tendências e Desenvolvimentos no Facility Management Pelo Dr. Alexander Redlein og Reinhard Poglich Este trabalho aborda as futuras tendências e desenvolvimentos na área do Facility Management, com base

Leia mais

Revolução digital Da estratégia à gestão do risco

Revolução digital Da estratégia à gestão do risco Revolução digital Neste curso serão abordadas as melhores práticas a adoptar, da estratégia à gestão de risco, perante os desafios dos diferentes meios digitais. Porquê participar neste curso? O impacto

Leia mais

Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar?

Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar? QUESTÕES COLOCADAS PELO JORNALISTA MARC BARROS SOBRE O PROTOCOLO ENTRE A FNABA E O TURISMO DE PORTUGAL Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar? Com propostas para fazer e

Leia mais

TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS. Tecnologia. Geoprocessamento. Sistemas de Informações Geográficas. Sensoriamento Remoto. Geociências.

TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS. Tecnologia. Geoprocessamento. Sistemas de Informações Geográficas. Sensoriamento Remoto. Geociências. TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS Tecnologia Geoprocessamento Sistemas de Informações Geográficas Sensoriamento Remoto Geociências Geofísica www.hexgis.com PIONEIRISMO E INOVAÇÃO Idealizada a partir

Leia mais

Prova de Conceito Segurança e Emergência

Prova de Conceito Segurança e Emergência Prova de Conceito Segurança e Emergência Impacto estrutural na economia e sociedade portuguesas Saúde e ass. social Segurança e Justiça Educação Administração Pública Mobilidade e Logística Comércio e

Leia mais

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade Introdução Desenvolvido segundo um modelo de bases de dados relacionais, podem ser realizadas personalizações à medida de cada empresa, em conformidade com o Sistema de Informação existente e diversas

Leia mais

Carta de Segurança da Informação

Carta de Segurança da Informação Estrutura Nacional de Segurança da Informação (ENSI) Fevereiro 2005 Versão 1.0 Público Confidencial O PRESENTE DOCUMENTO NÃO PRESTA QUALQUER GARANTIA, SEJA QUAL FOR A SUA NATUREZA. Todo e qualquer produto

Leia mais

Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009. Cursos Profissionais

Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009. Cursos Profissionais Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009 Cursos Profissionais O que são cursos profissionais? Os cursos profissionais têm uma duração de 3 anos, proporcionam o desenvolvimento de competências específicas

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)*

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* Bolsa / / Reservado aos Serviços A preencher pelo candidato Nome completo: Domínio científico principal (indicar apenas

Leia mais

ControlVet Segurança Alimentar, SA.

ControlVet Segurança Alimentar, SA. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A ControlVet Segurança Alimentar, S.A. é uma empresa de referência nacional na prestação de serviços de segurança alimentar, em franca expansão

Leia mais

O RELACIONAMENTO COM O CIDADÃO A importância do Território

O RELACIONAMENTO COM O CIDADÃO A importância do Território Conferência Ibero-Americana WWW/Internet 2004 7/8 Outubro, Madrid, Espanha O RELACIONAMENTO COM O CIDADÃO A importância do Território Jorge Xavier Aluno de Mestrado DEGEI UA Campus Universitário de Santiago.

Leia mais

Base de Dados para Administrações de Condomínios

Base de Dados para Administrações de Condomínios Base de Dados para Administrações de Condomínios José Pedro Gaiolas de Sousa Pinto: ei03069@fe.up.pt Marco António Sousa Nunes Fernandes Silva: ei03121@fe.up.pt Pedro Miguel Rosário Alves: alves.pedro@fe.up.pt

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Aprend.e Sistema integrado de formação e aprendizagem

Aprend.e Sistema integrado de formação e aprendizagem Aprend.e Sistema integrado de formação e aprendizagem Pedro Beça 1, Miguel Oliveira 1 e A. Manuel de Oliveira Duarte 2 1 Escola Aveiro Norte, Universidade de Aveiro 2 Escola Aveiro Norte, Departamento

Leia mais

Hypercluster do mar. Setembro 2009

Hypercluster do mar. Setembro 2009 Hypercluster do mar Setembro 2009 Hypercluster do mar Segurança Marítima Projecto MarBIS Fórum cientifico e tecnológico Considerações finais 2 Hypercluster do mar Parcerias com empresas petrolíferas com

Leia mais

MICROSOFT ONENOTE E TOSHIBA CASE STUDY SOLUÇÃO DE CLIENTE

MICROSOFT ONENOTE E TOSHIBA CASE STUDY SOLUÇÃO DE CLIENTE CASE STUDY MICROSOFT ONENOTE E TOSHIBA CASE STUDY SOLUÇÃO DE CLIENTE AGENTE DA WEB AUMENTA A PRODUTIVIDADE E TIRA PARTIDO DE TRABALHO EM EQUIPA MAIS EFICAZ COM PORTÁTEIS TOSHIBA E ONENOTE O acesso partilhado

Leia mais

QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA

QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA Somos uma empresa de Consultoria Informática que presta serviços na área das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

Case Study. EDP Renováveis - Roménia

Case Study. EDP Renováveis - Roménia EDP Renováveis - Roménia A solução implementada pela Wavecom tem como objectivo a interligação de dois parques eólicos da EDPR, localizados na Roménia, com os seus centros de despacho. Wavecom - Soluções

Leia mais

Bashen Agro Consultoria e sistemas de gestão AgroPecuária

Bashen Agro Consultoria e sistemas de gestão AgroPecuária Abril de 2008 Bashen Agro Consultoria e sistemas de gestão AgroPecuária 1 Bashen Agro Um projecto Consultoria e sistemas de gestão AgroPecuária Parceria FZ AGROGESTÃO Consultoria em Meio Rural, Lda Av.

Leia mais

RELATÓRIO DE ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS

RELATÓRIO DE ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS RELATÓRIO DE ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS LABORATÓRIO DE GESTÃO DE PROJECTO Carlos Frias Manuel Seixas Sérgio Junior FACULDADE DE ENGENHARIA UNIVERSIDADE DO PORTO 22 Março 2013 Filipe Mota Manuel Melo Tiago

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDA(S) PROFISSIONAL(IS) -

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 ÁREA DE ACTIVIDADE - ELECTRÓNICA E AUTOMAÇÃO OBJECTIVO GLOBAL -

Leia mais

Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação

Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação José Miguel Santos, Miguel Serrano Ana Maria Nunes Missão Promover o processo de inovação, transformando o conhecimento em vantagens

Leia mais

Secção I. ƒ Sistemas empresariais cruzados

Secção I. ƒ Sistemas empresariais cruzados 1 Secção I ƒ Sistemas empresariais cruzados Aplicações empresariais cruzadas 2 ƒ Combinações integradas de subsistemas de informação, que partilham recursos informativos e apoiam processos de negócio de

Leia mais

PLANO TIC ano lectivo 2006/2007

PLANO TIC ano lectivo 2006/2007 PLANO TIC ano lectivo 2006/2007 O Coordenador TIC João Teiga Peixe Índice Índice...2 1. Introdução... 3 2. Objectivos... 3 3. Sectores Afectos... 4 1. Salas de Aulas... 4 2. Administrativo... 4 3. Outras

Leia mais