ELEFANTES NOS CÉUS DA EUROPA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ELEFANTES NOS CÉUS DA EUROPA"

Transcrição

1 ELEFANTES NOS CÉUS DA EUROPA Nos últimos dois anos, a Esquadra 502 sobrevoou a Europa e conquistou a Agência FRONTEX. Prova do sucesso alcançado são as constantes solicitações no âmbito das missões de vigilância marítima, tendo os Elefantes já deixado marcantes pegadas em três países diferentes: Espanha, Itália e Grécia. Com diversos destacamentos, a família é ultrapassada para dar lugar ao espírito de missão. A Mais Alto acompanhou a rendição do último destacamento, desta feita na Grécia, e registou como voam estes Elefantes pela Europa. Ainda o sol não espreitou e já a azáfama se instalou no hangar da Esquadra 502. Um a um, cada militar vai trazendo a sua bagagem para mais um destacamento. Para trás ficam horas de preparação daquele que será o último destacamento da Força Aérea presente na Operação POSEIDON, no âmbito da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (FRONTEX). Nem a Comandante do Grupo Operacional 61, Tenente-Coronel Diná Azevedo, nem o Comandante da Esquadra 502, Tenente-Coronel Pedro Bernardino, deixaram a tripulação partir sem uma saudação e uma despedida, desejando boa sorte e sucesso para a sua missão. Um reconhecimento que, apesar de singelo e até rotineiro, não deixa de fazer sentir a cada militar a responsabilidade que irá enfrentar nos próximos dias: representar a Força Aérea e o país além-fronteiras. Duas mil milhas, nove horas de viagem O relógio dita as 09h20 quando o C-295M galga pela pista e logo está no ar, elevando rapidamente a tromba ou não fosse ele um elefante. Agora seguem-se nove horas de viagem até alcançarmos o Aeroporto de Kos, na Grécia. É lá que a ação se desenrola e onde os militares portugueses têm dado cartas ao serviço da comunidade europeia.

2 Entusiasmados, cada um dos militares tenta ocupar as horas que se seguem. Se uns rapidamente passam pelo sono, outros vão-se ocupando com a leitura. É isso mesmo que faz o Comandante de Destacamento da última rotação, Major Paulo Sousa, um estreante nestas andanças e que, por isso, vai aproveitando as primeiras horas de viagem para se inteirar dos manuais relativos à missão. Leitura densa mas útil para as situações que vai enfrentar no dia-a-dia. No fundo, será ele o administrador do destacamento e a chave para a resolução das dificuldades que forem surgindo durante o tempo que os militares permanecerem por terras gregas, desde o simples fornecimento de garrafas de água, à mais complexa tarefa relativa a autorizações de voo. Adicionalmente, sendo este o militar mais graduado, terá também a responsabilidade de comandar os homens e mulheres que integram esta última rotação. Dias antes, num brífingue da missão, confidenciou que não se sentia muito preparado pelo simples facto de nunca ter abraçado um projeto semelhante. Mas esta não é uma missão que parece intimidar o Major Paulo Sousa. A experiência do dia a dia será o seu maior aliado. A juntar a esta experiência, para cumprir com o que lhe é exigido, terá como pilares dois elementos fulcrais do destacamento: o Piloto Comandante mais antigo e o Oficial de Manutenção. Por fim, os conselhos e a experiência dos seus antecedentes deixam-no mais confortável nas tarefas que irá desempenhar. Assim, o sentimento à partida é uma mistura de expectativa e de curiosidade. Para o próximo Comandante de Destacamento, em termos de desenvolvimento pessoal, é importante vir ao terreno porque acabamos por estar mais envolvidos nos papéis e estas experiências são importantes para percebermos determinadas decisões ou procedimentos. Como dificuldades, considera que ele próprio será o maior entrave que irá encarar porque o restante pessoal já está todo rotinado. Uma pessoa estando arredada diariamente da área operacional, fica mais distante.

3 Como se processa uma missão FRONTEX Tudo arranca com uma comunicação por parte do ICC acerca das horas da descolagem; depois, duas horas antes do voo, é dado um brífingue. É exatamente neste momento que se inicia a missão. Cada militar prepara o dispositivo que lhe compete e é transmitida toda a informação para a tripulação necessária para a execução da missão. A este brífingue assistem o Comandante do Destacamento, os tripulantes nomeados para o vôo, o elemento da Intel e, caso sigam a bordo, os elementos da Guarda Costeira grega e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras português. Sentados na sala de operações, inicia-se o brífingue com a informação acerca da meteorologia preparada pelo CIMFA (Centro de Informação Meteorológica da Força Aérea) em língua inglesa, e enviado via . Esta é aliás a língua com que é dado o brífingue porque na maioria dos casos segue a bordo um representante da Guarda Costeira grega. A informação da meteorologia é a primeira a ser dada pelo simples facto de que é um dos motivos pelo qual a missão pode ser cancelada. Segue-se o brífingue preparado pela Intel, que faz um rastreio das situações que possam afetar a missão, revelando também os meios NATO e não NATO que possam estar na área de operações. De seguida, é informado o estado do mar, porque este pode dificultar a saída dos possíveis imigrantes ilegais. No entanto, na ilha de Kos, o estado do mar não é fator importante porque é muito estável, ao contrário da Operação INDALO, na qual foram canceladas um total de dez missões, devido ao estado do mar. Para além de serem referidos quais os portos de saída e onde deverá a tripulação incidir durante os voos, são ainda mostrados alguns exemplos de alvos para que mais facilmente sejam identificados pela tripulação durante a missão. Por fim, segue-se o brífingue tático, com dados relevantes para a missão. Até então as missões tinham uma duração de cerca de 3h30 sobrevoando o espaço aéreo em redor da Ilha de Kos. Algumas preocupações com a segurança são mantidas durante o voo, pelo que a tripulação é ainda informada acerca das áreas do espaço aéreo que podem ser reservadas e que não poderão sobrevoar. Para além desse facto, são relembrados de que deverão manter uma distância de cinco milhas à FIR (Flight Information Region). Conhecida toda a informação, bem como a identificação da tripulação a bordo, é depois elaborado o plano de voo. Enquanto uma tripulação voa, a outra mantém-se on-call. Assim sendo, estas duas tripulações atuam de forma emparelhada, para que haja sempre uma tripulação pronta a voar, cumprindo todos os requisitos, como por exemplo o descanso entre voos. O envio de um relatório para a Força Aérea e FRONTEX com as informações recolhidas durante o voo, resultados da operação e estado das tripulações e aeronave, determinam o final da missão. 200 Dias destacados num ano Durante o voo, fazendo uma rotação pelas cadeiras do C-295M, percebemos que quem as ocupa já anda habituado a estas andanças; afinal este é apenas mais um

4 destacamento a acrescentar a tantos outros que vão integrando durante o ano. Dias antes da viagem, o Comandante da Esquadra 502, Tenente-Coronel Pedro Bernardino, falavanos, com preocupação, do tempo que alguns militares passam fora da Esquadra, destacados. Chegam a atingir os 200 dias por ano. Um número extremamente significativo se se tiver em conta que apenas ficam com parte das horas correspondentes aos 156 dias restantes do ano para a vida pessoal. Esse é mesmo um motivo de preocupação daquele Comandante de Esquadra que tem vindo a acompanhar os desafios e condicionamentos aos relacionamentos familiares dos Elefantes. A ponte intercalar Uma hora depois de termos abandonado a Base Aérea Nº 6, Montijo, espreitamos pela janela e um manto castanho e azul segue-nos no olhar. Enquanto o Sargento- Ajudante Justino Rimourinho e o Primeiro-Sargento Hélio Santos vão dando olhadelas no exterior da aeronave, estrategicamente sentados nos seus postos de observação, outros vão relaxando, pondo o sono em dia ou apenas fechando os olhos porque o barulho do avião não vai permitindo que se adormeça com facilidade. Os menos sonolentos vão pondo a leitura em dia, lendo-se a National Geographic ou o livro As Grandes Batalhas da História. A ilha de Cagliari é o destino intercalar, mas nem ficamos com a sensação de pisarmos território italiano. O tempo foi apenas para reabastecimento da aeronave mas o suficiente para matar o vício, ou uma chamada telefónica mais curta. Já com os pés em terra, um sentimento era partilhado: metade já está. O mesmo quer dizer que metade do percurso estava feito, quatro horas desde o Montijo até à ilha italiana de Cagliari e o mesmo tempo restava desde aquele ponto até à ilha de Kos, na Grécia. Mil milhas de distância para cada lado entre a nossa origem e o nosso destino, explica o Tenente Pedro Andrade. Foi nesta ilha italiana, Cagliari, que meses antes outros Elefantes deixaram a sua marca, também numa operação para a Agência FRONTEX. Em 2012, foram quatro as operações solicitadas à Esquadra 502, realizadas em três países diferentes: Itália, Espanha e Grécia. Em Itália, a Esquadra 502 desenvolveu a Operação HERMES, em Pantelaria, e a Operação AENAS, em Lamezia. Em Espanha desenrolou-se a Operação INDALO, em

5 Málaga. A Operação POSEIDON, na ilha cipriota de Kos, é a última. Estes militares farão parte da segunda rotação, uma vez que já outros 17 homens e mulheres se encontram em Kos, prontos para regressar a casa depois de duas semanas destacados. A importância de cada um Antes de termos descolado, a Tenente Susana Teixeira contava que este seria o seu terceiro destacamento neste âmbito e que, como tal, passava 15 dias no Montijo e outros 15 dias fora. A família fica para trás sendo ultrapassada pelo espírito de missão. Para que não ocorram falhas na manutenção continuada das aeronaves, devido às quebras de comunicação provocadas pela constante rotação dos militares, um Oficial de Manutenção tem de ficar permanentemente no Montijo, cabendo aos outros dois Oficiais efetuar os destacamentos. Uma necessidade que obriga a que os destacamentos sejam divididos apenas por duas pessoas. Apesar deste cenário não encontramos no rosto um ar de cansaço, antes o sentido de dever bem vincado. Cada um dos homens e mulheres sabem a sua missão e para a qual estão destacados, desde pilotos, coordenadores táticos ou mecânicos. Explicando essa importância, o Comandante da Esquadra 502 esclareceu que, para efetuar a missão de Vigilância, até quem tem a tarefa de limpar as janelas da aeronave tem um papel extremamente importante porque, se não o fizer, pode comprometer a missão ao não permitir a eficaz visualização dos alvos. É este o espírito que é assumido por cada um: todos sabem que são fundamentais para o bom funcionamento da missão. Proteção da informação Não sendo uma missão qualquer, a bordo seguem elementos de Intelligence que previamente informaram os militares do contexto de segurança e operacional que iriam encontrar e quais os objetivos da missão. Visto que se trata de uma operação sensível, discrição é a palavra de ordem e, por isso, em terras cipriotas terão de encarnar uma atitude e postura reservada. Num brífingue da missão, estes elementos de Intelligence explicam os riscos que uma atitude descuidada dos nossos militares pode causar na imagem do destacamento, da Força Aérea e da própria Agência FRONTEX.

6 Concentração máxima Enquanto aguardamos pela ordem de descolagem em Itália, o Tenente Pedro Andrade conta que, não sendo este o seu primeiro destacamento, a maior dificuldade que sente é o fuso horário. Estando no teatro de operações tudo muda, refere, acrescentando que as missões efetuadas para a Agência FRONTEX têm-se revelado extremamente interessantes porque são extremamente interativas. Se num momento estamos a observar um alvo, logo a seguir o objetivo passa a ser outro. Como há duas tripulações em cada destacamento e como a missão é interessante, o tempo passa rápido, porque efetuamos missões dia sim, dia não, com saídas de cerca de três horas. E durante esse tempo muita concentração é precisa para que nada falhe, remata. Esquadra 502 na Rede Europeia de Patrulhas De forma a existir uma maior cooperação entre os Estados-Membros na área da Vigilância Marítima, desencadeou-se um estudo para perceber quantas autoridades diferentes desempenhavam tais missões. Só nos países do Mediterrâneo, no qual se encontra Portugal, no total existiam cerca de 50 entidades diferentes. Como tal, logo se percebeu que havia claramente uma necessidade de se encontrar áreas de interesse comuns para reduzir o esforço repetido e, dessa forma, economizar tempo, dinheiro e outros recursos. Foi assim que em 2007 foi criada a Rede Europeia de Patrulhas. Inicialmente, essa rede tinha como objetivo combater as redes criminosas envolvidas no tráfego de seres humanos, mas rapidamente se alargou a outras áreas tão diversas como a poluição marítima, o controlo das pescas e tráfico de drogas ilegais. Com a introdução do sistema de armas C-295M, detentor de um sofisticado equipamento de vigilância marítima, a Esquadra 502 inicia em fevereiro de 2011 a sua participação na FRONTEX colaborando para a Rede Europeia de Patrulhas, tendo até ao final de 2012 operado durante 10 meses. Fora de contacto Já de regresso ao avião, cada um começa a mentalizar-se das próximas quatro horas de viagem, sendo que mal pousem um pé no chão cipriota já estarão em missão. Uma missão que os separa fisicamente por duas mil milhas (aproximadamente 3700km) de casa e mais de nove horas de viagem de C-295M. Com essa distância e concentrados na missão em que se encontram, vão perdendo o contacto com a realidade

7 por duas semanas. Exemplo disso foi o que aconteceu durante as chuvas extremas que ocorreram no Sul de Espanha no verão de 2012, quando se encontravam em Málaga. Conta a Tenente Susana Teixeira que souberam que se estava a aproximar uma tempestade do local onde se encontravam pela família. Não tínhamos televisão, não sabíamos o que se estava a passar. Resultado, mais tarde fomos oficialmente informados da tempestade e quando esta chegou a Málaga ficámos três dias sem operar. No entanto, não deixámos de cumprir a taxa de esforço (horas e missões) definidas, sobrecarregando os restantes dias com mais voos. A chegada à Grécia Outras quatro horas passam e finalmente o C-295M atinge solo grego. À chegada somos recebido pelo Comandante do Destacamento da primeira rotação que não perde tempo nos cumprimentos para passar rapidamente a transmitir o ponto de situação das próximas horas. Instalados numa sala do aeroporto de Kos, providenciada para a Operação POSEIDON, os restantes elementos do destacamento aguardam ansiosamente pelos que os vão render. Seguem-se momentos de transmissão de informação. De um lado, Coordenadores Táticos explicam as duas semanas antecedentes, o mesmo fazem noutros cantos os Comandantes de Destacamento, os elementos da Intelligence, os Operadores Auxiliares, etc. Divididos por áreas de trabalho, vão tomando conhecimento do que os espera nas próximas duas semanas. Ao fim de uma hora estão assim transmitidas as informações. É tempo de uma ida ao hotel para deixar as malas e rapidamente mudar de roupa para o jantar. Momento único de descontração O momento é de descontração mas também para contar missões efetuadas, explicar os 15 dias vividos na ilha e dar as indicações úteis para os próximos inquilinos. As curiosidades da civilização cipriota são o teor da conversa, enquanto escolhem o jantar. Espreitando o menu percebemos que os preços não variam em relação a Portugal, sendo até ligeiramente mais baixos. Importante neste momento é saber quais os melhores restaurantes e quais os conselhos para uma boa refeição: Gyros de porco e cerveja Mythos

8 parecem ser a combinação perfeita. E é neste ambiente descontraído que vão contando as peripécias, nomeadamente como tentaram contornar a curiosidade cipriota quando lhes questionavam o que estavam a fazer. Pela conversa percebemos que todo o cuidado é pouco. O Comandante do Destacamento cessante, Major Hélder Carvalho, prepara o seu sucessor para a necessidade de ser ter muita prudência com as conversas mantidas em público. Temos de ter sempre muito cuidado com as conversas que vamos mantendo porque nunca sabemos quem está ao nosso lado, esclarece. As expectativas de quem chega Ao contrário do Major Paulo Sousa, novidades não se esperam para os restantes elementos da segunda rotação do destacamento POSEIDON, fazendo jus ao lema: o hábito faz o monge. No entanto, essa rotina é também encarada como uma dificuldade para estes homens e mulheres porque acumulam já períodos sucessivos de destacamentos ao longo do ano. Este é aliás um motivo de preocupação para o Capitão Nuno Louro, Piloto Comandante da segunda rotação, que explica ser positivo sair da rotina mas, para além dos deveres militares, temos as nossas vidas pessoais. Com o acumular dos destacamentos torna-se complicado executar tarefas tão simples como pagar faturas. Neste caso, por exemplo, temos de deixar a carta com terceiros porque simplesmente não estamos presentes. Mas os destacamentos também nos dão outra experiência e temos sempre aquele apelo por ser no estrangeiro. Estamos a ter uma experiência extra, somos recompensados por isso e além disso acabamos por estar num contexto multinacional. No mesmo tom explicou o Tenente Karl Axelsson, copiloto da segunda rotação, referindo que os sucessivos destacamentos afetam a vida pessoal visto que, para além deste destacamento, ainda temos os dos Açores e da Madeira, bem como alerta no Montijo e serviço à Base. Torna-se muito cansativo. A nossa esquadra é conhecida como aquela que mais sofre em termos de relacionamentos porque estamos muito tempo fora da família. O esforço não é só nosso, é também da família que está em casa à espera que cheguemos e à espera de saber quando vamos outra vez.

9 Melhorias aguardadas Voltando à conversa com o Capitão Nuno Louro, este explica que um cenário novo obrigará a uma atitude mais atenta. Pese embora esta realidade o deixar mais apreensivo, o Piloto Comandante espera tirar partido desta situação porque se me é desconhecida, será então enriquecedora. A área de Intelligence vai ser muito importante e naturalmente vamos dar-lhe mais atenção do que é hábito. Por outro lado, o facto de este destacamento incorporar um elemento responsável pela área administrativa, representará mais liberdade e mais condições para pensar na sua missão específica sem ter de se preocupar com problemas relacionados com o hotel, o serviço de catering e a área financeira. Sem este elemento, estávamos muito sobrecarregados e assim é mais positivo. Elemento de Ligação Não é apenas na Ilha de Kos que se desenvolve a missão no âmbito da Agência FRONTEX. Em cada caso específico, está sempre um militar da Esquadra 502 colocado no International Coordination Centre (ICC), que tem como papel fundamental o de atuar como elemento de ligação entre a Agência FRONTEX, a Host Nation e a Força Aérea Portuguesa. No caso da Operação POSEIDON, esta tarefa coube ao Tenente Jorge Lesiário que se encontra em Atenas fazendo ver às entidades responsáveis as necessidades de cada uma das partes envolvidas nesta operação. Quem também já esteve nesse papel foi o Tenente Karl Axelsson, aquando da Operação HERMES, em Pantelaria, Itália. Durante um mês, esteve colocado em Roma, como Oficial de Ligação. O trabalho no ICC é duro porque somos os únicos que nunca paramos. O principal objetivo é melhorar a operação e só com um elemento a transmitir as várias preocupações é que se consegue alcançá-lo. Fazendo um balanço, revela que é uma missão gratificante porque se adquire uma grande independência tendo em conta que somos nós quem tomamos as decisões. Foi acima de tudo uma grande independência profissional, que acarreta muita responsabilidade mas que se torna muito gratificante, apesar de cansativa. Numa outra perspetiva, conta que, pelo que vi em Roma, somos conhecidos pela Host Nation e pela Agência FRONTEX como o pessoal que faz tudo para cumprir a missão e possivelmente por isso é que continuámos a ser chamados. Prova disso foi o que se passou em Itália. Chegámos a ter o trabalho de mudar de aeronave por três vezes.

10 Tentou-se sempre nunca perder um único dia de operação, entre reparações de aeronaves ou troca das mesmas durante o fim-de-semana. Flexibilidade, cooperação e dedicação à missão são as características do FRONTEX. Julgo que estamos a ser chamados mais uma vez devido à nossa prestação nas anteriores operações, conclui. Representar o país e a Instituição Devido à especificidade da missão, a tripulação integra coordenadores táticos que têm estado a tirar partido da mais alta tecnologia que incorpora o C-295M. Com alguma experiência nas missões efetuadas em território nacional, no âmbito da Vigilância Marítima e Reconhecimento Aéreo, o Capitão Hugo Ferreira conta que estas missões no âmbito da Agência FRONTEX tornam-se mais interessantes porque estamos a representar o país e a Instituição. E o feedback que têm transmitido é positivo. Em termos de expectativas, aguarda com sentimento positivo a troca de experiências em termos de operação com entidades internacionais, neste caso com a Guarda Costeira Grega. No entanto, como maior dificuldade aponta a necessidade de se ter de montar toda uma máquina, conhecer todas as situações, a nível de aeródromo, reabastecimento, instruções com internet, sala para brífingue e debrífingue, e até mesmo algumas dificuldades em termos linguísticos. Partir mas com sentimento de dever cumprido No momento da partida e do regresso a Portugal fica também o sentimento de dever cumprido. Para o Piloto-Comandante cessante, Capitão Bruno Marques, o balanço é positivo. Tudo se processou sem dificuldades. Com a ajuda do Comandante do Destacamento, o Oficial de Logística, tudo se tornou mais simples. O Comandante do Destacamento foi impecável porque nos tirou uma sobrecarga dos ombros, acrescentou referindo-se ao Major Hélder Carvalho. Explicando, referiu que ao ter um Comandante de Destacamento dedicado, a parte logística passa-nos ao lado e isso é fundamental. Senti que andei mais aliviado. Não senti aqui a pressão de estar no ar a pensar no que fazer no chão e andar no chão a pensar no que tinha de fazer no ar. O sentimento é compreendido pelo Major Hélder Carvalho, que participou pela primeira vez numa missão deste género. É importante que exista alguém para resolver estes problemas. Nas

11 missões desenvolvidas por outras esquadras, não estou a ver nos últimos três anos outras missões que não tenham tido um Comandante dedicado, esclareceu o Comandante da primeira rotação da Operação POSEIDON. Comparando com os destacamentos anteriores, o Capitão Bruno Marques considera que este terá sido o mais positivo devido à colaboração permanente que houve com os gregos, ao estar sempre presente nos voos um elemento a acompanhá-los. A relação tanto no ar como no chão foi o mais positivo em relação aos outros destacamentos, porque tratou-se de um intercâmbio positivo. Rotineiro nestes destacamentos, no regresso a casa destaca a experiência que se ganha. Pomos em prática tudo o que aprendemos a nível operacional em termos internacionais. Sentimos que o nosso esforço diário bate certo depois lá fora. Por isso, quando as coisas correm bem estou sempre satisfeito. Operações desencadeadas O mapa-mundo sempre registou um extraordinário volume de migrações e a Europa não tem sido indiferente a essa realidade. Se, historicamente, os povos do Este de África representavam o maior volume de imigrantes ilegais identificados, essa realidade tem vindo a alterar-se e os últimos três anos têm comprovado esses dados, ao se registar um acréscimo vertiginoso do fluxo de imigrantes ilegais que tentam atravessar as fronteiras entre a Turquia e a Grécia, sendo que maior parte deles provêm de países da Ásia, como Afeganistão e Iraque, e da África do Norte, sobretudo da Somália e da Argélia. Neste sentido, a Esquadra 502 participou durante 2011 e 2012 em quatro operações diferentes HERMES, POSEIDON, AENAS e ÍNDALO aguardando-se que em 2013 volte a ser chamada pela Agência FRONTEX. O fim para uns, o regresso para outros Enquanto uns partiam para o início de operação, outros regressam. Tendo em conta que a Operação POSEIDON seria executada durante um mês, com voos durante a noite (das 22H00 às 06H00) revelou-se necessário dividi-la em duas rotações, cada uma delas com duas tripulações. Só assim se garante a eficiência da missão e o cumprimento dos objetivos que são impostos pela Agência FRONTEX. Por essa razão, o movimento entre rotações deu-nos a perspetiva de dois sentimentos díspares. Se nos rostos dos que iniciam funções há uma imagem de vivacidade e sentimento de curiosidade em saber o que vão encontrar, prontos para enfrentar qualquer obstáculo, nos que regressam a vontade de chegar a casa sobrepõe-se. No entanto, em qualquer dos casos, o sentimento de contribuir

12 para a imagem da Força Aérea e da Nação é o mais importante, mesmo que as questões pessoais sejam afetadas. Para brindar o regresso da primeira rotação, somos surpreendidos por um F-16 luso que aproveita o facto de virmos do estrangeiro e entrarmos no espaço aéreo português para treinar os procedimentos de interceção de aeronaves não identificadas. Um exercício que entretém os militares dentro do C-295M, fazendo os ponteiros do relógio acelerar nos últimos minutos, tornando o regresso ao Montijo mais animado. Já com os pés assentes em terras lusas, tal como à partida, somos recebidos pela Comandante do Grupo Operacional 61. No entanto, o momento é inverso. Com a luz do dia a desaparecer, um a um, os militares recolhem as suas bagagens e quase sem deixar rasto vão abalando. É o fim de mais um destacamento. Amanhã é um novo dia. Até ao próximo destacamento.

Classe de espaço aéreo

Classe de espaço aéreo Curso n 7 Classe de espaço aéreo As classes de espaço aéreo são uma normalização dos serviços prestados nos espaços aéreos. Uma classe de espaço define os serviços que são prestados de acordo com o regime

Leia mais

SUPLEMENTO COMERCIAL. Domingo, 15 de Novembro de 2015 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE

SUPLEMENTO COMERCIAL. Domingo, 15 de Novembro de 2015 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE SUPLEMENTO COMERCIAL. Domingo, 15 de Novembro de 2015 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE www.flyeverjets.com 2 Everjets inaugura voos regulares

Leia mais

ESQUADRA 502 ELEFANTES NO FRONTEX

ESQUADRA 502 ELEFANTES NO FRONTEX ESQUADRA 502 ELEFANTES NO FRONTEX Durante cinco meses, o Estado Português destacou em permanência, 15 militares 1 e uma aeronave C-295M da Esquadra 502 Elefantes, acompanhados por um operacional do Serviço

Leia mais

PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015

PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015 PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015 1/10 PROJECTO 1 - Curso de Preparação para a Parentalidade Adoptiva Depois de tudo te amarei Como se fosse sempre antes Como se de tanto esperar Sem

Leia mais

Conheça os seus direitos em caso de: Recusa de embarque Cancelamento de voo Atrasos prolongados Colocação em classe inferior Viagens organizadas

Conheça os seus direitos em caso de: Recusa de embarque Cancelamento de voo Atrasos prolongados Colocação em classe inferior Viagens organizadas OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO AS NOVAS REGRAS Dia 17 de Fevereiro entra em vigor o Regulamento (CE) n.º 261/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de Fevereiro de 2004, que

Leia mais

PRESS BOOK. Caças F-16 intercetaram duas aeronaves

PRESS BOOK. Caças F-16 intercetaram duas aeronaves PRESS BOOK Caças F-16 intercetaram duas aeronaves A Força Aérea intercetou no final da manhã do dia 8 de agosto duas aeronaves que não respeitaram os procedimentos exigidos para entrar no espaço aéreo

Leia mais

Realização. Apoio. Patrocínio

Realização. Apoio. Patrocínio Realização Apoio Patrocínio Seminário Internacional de VANT 2010 VANT Quem Opera? Cel Av R1 Alexandre Lessa Destaques das Palestras da Conferência Anual de Treinamento e Simulação em VANT em Londres,

Leia mais

Reflexão. O ambiente na sala de aula era de muita atenção e de alguma expectativa e ansiedade para começar a montar os Robots da Lego.

Reflexão. O ambiente na sala de aula era de muita atenção e de alguma expectativa e ansiedade para começar a montar os Robots da Lego. Reflexão Tarefa Proposta: Uma Viagem ao Centro da Terra. Tema abordado: Razões Trigonométricas Unidade didática: Trigonometria Estrutura e organização da aula A realização desta Ficha de Trabalho foi dividida

Leia mais

Conheça os Seus Direitos de Passageiro

Conheça os Seus Direitos de Passageiro Conheça os Seus Direitos de Passageiro Índice Via Aérea... 2 Pessoas com deficiências e pessoas com mobilidade reduzida... 2 Embarque recusado... 2 Cancelamento... 2 Atrasos consideráveis... 2 Bagagem...

Leia mais

GUIA DE TAXAS REGULADAS 2014 REDE ANA

GUIA DE TAXAS REGULADAS 2014 REDE ANA GUIA DE TAXAS REGULADAS 2014 REDE ANA PÁG: 1 GUIA DE TAXAS REGULADAS 2014 IMPORTANTE: O presente documento tem apenas valor informativo, pretendendo facilitar o acesso à informação relativa às taxas aplicadas

Leia mais

i dos pais O SONO NAS CRIANÇAS QUAL A IMPORTÂNCIA DO SONO?

i dos pais O SONO NAS CRIANÇAS QUAL A IMPORTÂNCIA DO SONO? i dos pais O SONO NAS CRIANÇAS É importante perceber que à medida que as crianças crescem e se desenvolvem, a sua rotina do sono também muda. Assim, será possível que um recém-nascido possa dormir cerca

Leia mais

O perigo das cinzas vulcânicas para a aviação

O perigo das cinzas vulcânicas para a aviação O perigo das cinzas vulcânicas para a aviação No dia 15 de dezembro de 1989, o voo KLM 867, operado por um Boeing 747-406M, o PH-BFC, decolou de Amsterdam com destino ao Aeroporto de Narita, no Japão,

Leia mais

Trabalho de Desenvolvimento de Sistemas de Informação 2007/2008 Pág. 1

Trabalho de Desenvolvimento de Sistemas de Informação 2007/2008 Pág. 1 DESENVOLVIMENTO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TRABALHO PRÁTICO DE 2007/2008 4º ANO: LESI Entrega: SETEMBRO de 2008 AEROGEST Sistema de Gestão de Voos O problema centra-se na modelação e implementação do AEROGEST

Leia mais

10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA FOTO-AVENTURA

10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA FOTO-AVENTURA 10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA FOTO-AVENTURA Maldivas - Brasil DAS MALDIVAS AO BRASIL A CÂMARA DE MAURÍCIO MATOS PARTIU DA EUROPA, ATRAVESSOU A ÁSIA, PASSOU UNS DIAS NAS MALDIVAS, DEPOIS VOOU SOBRE ÁFRICA

Leia mais

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa MODELO 1 Compreensão da Leitura e Expressão Escrita Parte 1 Questões 1 20 O Luís enviou cinco mensagens através do telemóvel. Leia as frases 1 a 5. A cada frase corresponde uma mensagem enviada pelo Luís.

Leia mais

Frontur Consolidação Portal / Manual versão 2.0

Frontur Consolidação Portal / Manual versão 2.0 Frontur Consolidação Portal / Manual versão 2.0 Manual Avançado Portal Agências Sumário 1 Portal Frontur Consolidação... 3 2 Reconhecendo o Portal... 03/04/2014 3 3 Navegando e utilizando o Portal... 5

Leia mais

Açores. São Miguel, São Jorge, Pico e Faial. exótico e diversificado. férias ativas de intensidade moderada. viagens em Outubro 2015.

Açores. São Miguel, São Jorge, Pico e Faial. exótico e diversificado. férias ativas de intensidade moderada. viagens em Outubro 2015. Montes e Vales Açores férias ativas de intensidade moderada São Miguel, São Jorge, Pico e Faial viagens em Outubro 2015 www.montesevales.com Açores Como se escolhem quatro ilhas a visitar de entre nove

Leia mais

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT Desde já, agradecemos a sua participação nesta nova etapa do Projecto de Tutoria a Estudantes ERASMUS versão OUT. Com este inquérito, pretendemos

Leia mais

Este testemunho é muito importante para os Jovens.

Este testemunho é muito importante para os Jovens. Este testemunho é muito importante para os Jovens. Eu sempre digo que me converti na 1ª viagem missionária que fiz, porque eu tinha 14 anos e fui com os meus pais. E nós não tínhamos opção, como é o pai

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL PORTARIA Nº 602/GC-5, DE 22 DE SETEMBRO DE 2000. Estabelece os procedimentos para a aplicação e para a cobrança das Tarifas

Leia mais

GUIA DE TAXAS REGULADAS 2016 GRUPO ANA

GUIA DE TAXAS REGULADAS 2016 GRUPO ANA GUIA DE TAXAS REGULADAS 2016 GRUPO ANA 1 INDICE AEROPORTOS DA REDE ANA... 3 PROCEDIMENTOS PARA OPERAÇÃO NOS AEROPORTOS DA REDE ANA... 3 FATURAÇÃO E PAGAMENTO DE TAXAS... 4 DEFINIÇÕES... 5 TAXAS DE TRÁFEGO...

Leia mais

Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais. Associação

Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais. Associação Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais Associação promoção do desenvolvimento, tratamento e prevenção da saúde mental Associação Edição online gratuita i dos pais. Folheto Informativo. Vol. 4,

Leia mais

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa.

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa. A Criada Russa Sandra Pinheiro Interior. Noite. Uma sala de uma casa de família elegantemente decorada. Um sofá ao centro, virado para a boca de cena. Por detrás do sofá umas escadas que conduzem ao andar

Leia mais

PROGRAMA DE 3 DIAS NAS ILHAS DO FAIAL E PICO, AÇORES

PROGRAMA DE 3 DIAS NAS ILHAS DO FAIAL E PICO, AÇORES PROGRAMA DE 3 DIAS NAS ILHAS DO FAIAL E PICO, AÇORES ESTE PROGRAMA TEM COMO OBJECTIVO BRINDAR O NOSSO CLIENTE COM A POSSIBILIDADE DE CONHECER, DESCOBRIR E EXPLORAR AS ILHAS DO FAIAL E DO PICO. TEMOS ASSIM

Leia mais

O destino dos migrantes na Europa 18 de Agosto

O destino dos migrantes na Europa 18 de Agosto O destino dos migrantes na Europa 18 de Agosto Análise, Crise dos migrantes Perceba como o dinheiro, a cor da pele e a religião determinam a sorte dos migrantes na Europa. Os requerentes de asilo na Europa

Leia mais

SEGURANCA AERONAUTICA

SEGURANCA AERONAUTICA SEGURANCA AERONAUTICA Nº 68 2007-01-19 Meu Caro, Ao longo desta minhas croniquetas semanais versando a Segurança Aeronáutica tenho abordado bastas vezes o tema da Meteorologia como factor da (In)segurança

Leia mais

Uma lição de vida? Nos meus últimos anos tenho aprendido muitas lições de vida mesmo. A que eu acho mais importante de transmitir são "os Resultados"

Uma lição de vida? Nos meus últimos anos tenho aprendido muitas lições de vida mesmo. A que eu acho mais importante de transmitir são os Resultados Gonçalo Carvalho Em entrevista exclusiva à Federação Equestre Portuguesa, meses antes do início dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, Gonçalo Carvalho fala da sua paixão pelo desporto equestre, da trajetória

Leia mais

Quatro dias no mar alto a bordo da Caravela Vera Cruz

Quatro dias no mar alto a bordo da Caravela Vera Cruz Quatro dias no mar alto a bordo da Caravela Vera Cruz Viagem de lançamento do veleiro WEST - 6-9 junho 2015 Projeto A ponte entre a escola e a Ciência Azul Ricardo Estevens, ES 2/3 Anselmo de Andrade,

Leia mais

VIAJE LEGAL. www.viajelegal.turismo.gov.br

VIAJE LEGAL. www.viajelegal.turismo.gov.br Aqui você encontra dicas para viajar sem problemas. Afinal, uma viagem legal é aquela que traz boas recordações. Palavra do Ministro Prezado leitor, O turismo é uma atividade que envolve expectativas e

Leia mais

Revista de Imprensa. Resgate de tripulante a quase 600 Km da Terceira

Revista de Imprensa. Resgate de tripulante a quase 600 Km da Terceira Revista de Imprensa Resgate de tripulante a quase 600 Km da Terceira Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2014 ÍNDICE Título Fonte Data Pág/Hora Homem com 46 anos evacuado de um barco nos Açores correiodosacores.net

Leia mais

Voz em ambiente Wireless

Voz em ambiente Wireless Voz em ambiente Wireless Mobilidade, acesso sem fio e convergência são temas do momento no atual mercado das redes de comunicação. É uma tendência irreversível, que vem se tornando realidade e incorporando-se

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO GABINETE DE PREVENÇÃO E INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES COM AERONAVES RELATÓRIO DE INCIDENTE COM AERONAVE

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO GABINETE DE PREVENÇÃO E INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES COM AERONAVES RELATÓRIO DE INCIDENTE COM AERONAVE CÓPIA MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO GABINETE DE PREVENÇÃO E INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES COM AERONAVES RELATÓRIO DE INCIDENTE COM AERONAVE Este relatório foi preparado, somente, para efeitos de prevenção

Leia mais

Programa de Treino de Mar

Programa de Treino de Mar ÍNDICE 1 - APORVELA 1.1 Objectivos 1.2 - Parceiros 1.3 - Programa Jovens e o Mar 2 - PROGRAMA JOVENS E O MAR 3 - TREINO DE MAR 3.1 Treino de Mar 3.2 Organização a Bordo 3.3 Actividades a Bordo e em Terra

Leia mais

CONSULTAR E RESERVAR ONLINE

CONSULTAR E RESERVAR ONLINE CONSULTAR E RESERVAR ONLINE COMO RESERVAR ONLINE Para a Royal Caribbean International, a razão do nosso sucesso, são todos os nossos parceiros. Estamos sempre disponíveis para facilitar os seus negócios

Leia mais

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministérios das Finanças, da Administração Interna e da Economia. Ministério da Economia

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministérios das Finanças, da Administração Interna e da Economia. Ministério da Economia I SÉRIE Terça-feira, 1 de abril de 2014 Número 64 ÍNDICE SUPLEMENTO Ministérios das Finanças, da Administração Interna e da Economia Portaria n.º 77-B/2014: Fixa o valor das taxas de segurança a cobrar

Leia mais

São órgãos desse serviço: O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento de Lisboa (RCC Lisboa), situado no Comando Aéreo, em Monsanto;

São órgãos desse serviço: O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento de Lisboa (RCC Lisboa), situado no Comando Aéreo, em Monsanto; SISTEMA DE BUSCA E SALVAMENTO Serviço de Busca e Salvamento Aéreo (SAR Aéreo) - Avalia, inicia, conduz, controla e coordena as acções de busca e salvamento aéreo rela vas a aeronaves e, em coordenação

Leia mais

Baltic Air Policing Estado-Maior General das Forças Armadas Força Aérea Portuguesa

Baltic Air Policing Estado-Maior General das Forças Armadas Força Aérea Portuguesa Baltic Air Policing Estado-Maior General das Forças Armadas Força Aérea Portuguesa Bloco 36: 01 de setembro 31 de dezembro de 2014 Šiauliai, Lituânia Press Kit Este Press Kit é elaborado de acordo com

Leia mais

De entre vários direitos que o diploma contém destacamos os seguintes:

De entre vários direitos que o diploma contém destacamos os seguintes: NATAL. UMA ÉPOCA FESTIVA ONDE AS FRONTEIRAS NÃO TÊM LUGAR... Uma vez que se aproxima mais um Natal, é importante não descurar e conhecer os seus direitos. Esta quadra, ainda que nos acompanhe por poucos

Leia mais

Como objectivos específicos do PITVANT são de destacar os seguintes:

Como objectivos específicos do PITVANT são de destacar os seguintes: O Projecto de Investigação e Tecnologia em Veículos Aéreos Não-Tripulados (PITVANT)., aprovado por Sua Excelência o Ministro da Defesa Nacional em 11 de Agosto de 2008, e cuja duração é de sete anos, teve

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO: OLÁ BRASIL!

REGULAMENTO DO CONCURSO: OLÁ BRASIL! REGULAMENTO DO CONCURSO: OLÁ BRASIL! 1.- Entidade organizadora. - A entidade organizadora deste sorteio é a empresa Vacaciones edreams, S.L. Sociedad Unipersonal (a partir desde momento designada como

Leia mais

GUIA PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA QUE NÃO VIAJAM FREQUENTEMENTE OU QUE VIAJAM DE AVIÃO PELA PRIMEIRA VEZ.

GUIA PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA QUE NÃO VIAJAM FREQUENTEMENTE OU QUE VIAJAM DE AVIÃO PELA PRIMEIRA VEZ. GUIA PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA QUE NÃO VIAJAM FREQUENTEMENTE OU QUE VIAJAM DE AVIÃO PELA PRIMEIRA VEZ. Como pessoa com mobilidade reduzida (PMR) deve ter a oportunidade de desfrutar de uma viagem

Leia mais

III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO

III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO PROGRAMA DA VIAGEM 30 / JULHO LISBOA / RECIFE / ARACAJU Comparência no Aeroporto Internacional de Lisboa cerca das 09H30. Formalidades de embarque

Leia mais

Transfer privado de chegada ao Aeroporto de Londres

Transfer privado de chegada ao Aeroporto de Londres Transfer privado de chegada ao Aeroporto de Londres Operador: Viator Inc Dias de Saída na Semana Moeda: US$ Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom Dias Limite para Venda: 3 X X X X X X X Quantidade mínima de passageiros

Leia mais

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 52 A EXPANSÃO DO BLOCO EUROPEU

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 52 A EXPANSÃO DO BLOCO EUROPEU GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 52 A EXPANSÃO DO BLOCO EUROPEU Como pode cair no enem Sarkozy e Berlusconi encaminharam pedido à UE, solicitando a revisão do: a) Tratado de Maastricht, o qual concede anistia

Leia mais

Força Aérea Portuguesa Relações Públicas Estado-Maior da Força Aérea Av. Leite de Vasconcelos, Nº4 2614-506 Amadora Tel:21 472 35 09 - Fax:21 472 35

Força Aérea Portuguesa Relações Públicas Estado-Maior da Força Aérea Av. Leite de Vasconcelos, Nº4 2614-506 Amadora Tel:21 472 35 09 - Fax:21 472 35 Força Aérea Portuguesa Relações Públicas Estado-Maior da Força Aérea Av. Leite de Vasconcelos, Nº4 2614-506 Amadora Tel:21 472 35 09 - Fax:21 472 35 08 rp@emfa.pt Contextualização das operações FRONTEX

Leia mais

Orientador. Guia de Funções e Responsabilidades V1

Orientador. Guia de Funções e Responsabilidades V1 Orientador Guia de Funções e Responsabilidades V1 1. Formato Descola CDC - Enquadramento - Horário - Preçário - Especificidades 2. Orientação ao Estudo - CRED - Competências - Pulseiras - Áreas Específicas

Leia mais

DIREITOS DOS PASSAGEIROS DOS TRANSPORTES AÉREOS FORMULÁRIO DE RECLAMAÇÃO UE

DIREITOS DOS PASSAGEIROS DOS TRANSPORTES AÉREOS FORMULÁRIO DE RECLAMAÇÃO UE DIREITOS DOS PASSAGEIROS DOS TRANSPORTES AÉREOS FORMULÁRIO DE RECLAMAÇÃO UE ESTE FORMULÁRIO PODE SER UTILIZADO PARA APRESENTAR UMA RECLAMAÇÃO JUNTO DE UMA TRANSPORTADORA AÉREA E/OU DE UM ORGANISMO NACIONAL

Leia mais

OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO

OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO Dia 17 de Fevereiro entrou em vigor o Regulamento (CE) n.º 261/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de Fevereiro de 2004, que estabelece regras

Leia mais

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan.

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. A Professora Rosa Trombetta, Coordenadora de Cursos da FIPECAFI aborda o assunto elearning para os ouvintes da Jovem Pan Online. Você sabe o que

Leia mais

PROJETO DE PARECER. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2014/0094(COD) 24.6.2015. da Comissão dos Transportes e do Turismo

PROJETO DE PARECER. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2014/0094(COD) 24.6.2015. da Comissão dos Transportes e do Turismo Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão dos Transportes e do Turismo 2014/0094(COD) 24.6.2015 PROJETO DE PARECER da Comissão dos Transportes e do Turismo dirigido à Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça

Leia mais

Em direção a Samsun, tiramos excelentes fotografias do avião a sobrevoar as águas serenas do Mar Negro.

Em direção a Samsun, tiramos excelentes fotografias do avião a sobrevoar as águas serenas do Mar Negro. Reunião de projeto na Turquia No dia 19 de abril de 2015, pelas 6 horas da manhã partimos do Aeroporto Sá Carneiro rumo à Turquia. Ao aterrarmos em Frankfurt, a surpresa foi enorme. Este aeroporto é uma

Leia mais

Ele não faz jus a diária de pousada, pois não pernoitará na capital.

Ele não faz jus a diária de pousada, pois não pernoitará na capital. Exemplo número 1: ANEXO I EXEMPLOS DE CÁLCULO DE DIÁRIAS E COTAS DE TRASLADO Um servidor se deslocará do Rio de Janeiro para Brasília. Ele sairá de casa às 17h00min e pegará um táxi para o aeroporto do

Leia mais

Índice. Sabedoria literária para viver com autenticidade e paixão... 11. Oscar Wilde: o homem que amava os prazeres... 115

Índice. Sabedoria literária para viver com autenticidade e paixão... 11. Oscar Wilde: o homem que amava os prazeres... 115 Índice Sabedoria literária para viver com autenticidade e paixão... 11 Oscar Wilde: o homem que amava os prazeres... 115 Bibliografia recomendada de Oscar Wilde... 125 Referências bibliográficas... 127

Leia mais

SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DA BATALHA SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LEIRIA

SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DA BATALHA SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LEIRIA ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O GENERAL CEMGFA SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DA BATALHA SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LEIRIA SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO ADJUNTO E DA DEFESA NACIONAL SENHOR

Leia mais

Perder Peso Pedalando

Perder Peso Pedalando Perder Peso Pedalando Pedalar: Caminho para um estilo de vida saudável. Tudo o que você precisa saber. Quase todo mudo quer perder peso para melhorar a aparência e também para a melhora geral da saúde.

Leia mais

José Epifânio da Franca (entrevista)

José Epifânio da Franca (entrevista) (entrevista) Podemos alargar a questão até ao ensino secundário Eu diria: até à chegada à universidade. No fundo, em que os jovens já são maiores, têm 18 anos, estarão em condições de entrar de uma maneira,

Leia mais

TEL: (5521) 21016320 AFTN: SBRJYGYC FAX: (21) 21016198 VEÍCULOS AÉREOS NÃO TRIPULADOS

TEL: (5521) 21016320 AFTN: SBRJYGYC FAX: (21) 21016198 VEÍCULOS AÉREOS NÃO TRIPULADOS BRASIL DEPARTAMENTO DE CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO SUBDEPARTAMENTO DE OPERAÇÕES AV GENERAL JUSTO, 160 2º AND. - CASTELO 20021-130-RIO DE JANEIRO RJ AIC N 21/10 23 SEP 2010 TEL: (5521) 21016320 AFTN: SBRJYGYC

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente Diário da Sessão n.º 070 de 18/03/03 Presidente: Passamos ao ponto seguinte da nossa ordem de trabalhos Proposta de Decreto Legislativo Regional que aplica à Região Autónoma dos Açores o Decreto-Lei nº

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO: MACAU

REGULAMENTO DO CONCURSO: MACAU REGULAMENTO DO CONCURSO: MACAU 1.- Entidade organizadora. - A entidade organizadora deste concurso é a empresa Vacaciones edreams, S.L. Sociedad Unipersonal (a partir desde momento designada como edreams),

Leia mais

CONSELHO. (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade)

CONSELHO. (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) L 261/28 6.8.2004 II (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) CONSELHO DECISÃO DO CONSELHO de 29 de Abril de 2004 relativa à organização de voos comuns para o afastamento do território

Leia mais

SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Sono com qualidade apresentação Uma boa noite de sono nos fazer sentir bem e com as forças renovadas. O contrário também vale. Uma péssima noite

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO: MACAU

REGULAMENTO DO CONCURSO: MACAU REGULAMENTO DO CONCURSO: MACAU 1.- Entidade organizadora. - A entidade organizadora deste concurso é a empresa Vacaciones edreams, S.L. Sociedad Unipersonal (a partir desde momento designada como edreams),

Leia mais

Prevenção de incêndios

Prevenção de incêndios Prevenção de incêndios 1 Prevenção de incêndios Entre 2008 e 2013, os falsos alarmes de incêndio nos centros comerciais da Sonae Sierra dispararam entre 5.000 a 7.000 vezes por ano. Mesmo não pondo em

Leia mais

Estágio Ironconde Abril 2015

Estágio Ironconde Abril 2015 Estágio Ironconde Abril 2015 www.ironconde.com Estágio Ironconde Abril de 2015 Este estágio de triatlo oferece a oportunidade de treinar com um dos melhores treinadores triatlo de Portugal. Nosso objectivo

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO. NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO. NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org PROGRAMA DE VOLUNTARIADO NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org WEBSITES: Serviço de Voluntariado Europeu: http://www.sve.pt http://www.facebook.com/l.php?u=http%3a%2f%2fwww.sve.pt%2f&h=z

Leia mais

2.2 A operadora elabora, organiza e executa o roteiro da viagem contratada.

2.2 A operadora elabora, organiza e executa o roteiro da viagem contratada. CONDIÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS NACIONAIS E INTERNACIONAIS A aquisição de pacotes e programas de viagens nacionais e internacionais adquiridas da ARA TRAVEL TURISMO E VIAGENS LTDA.

Leia mais

QuartelOnline Rev. 1.1

QuartelOnline Rev. 1.1 www.decimal.pt/qo ÍNDICE Introdução... 3 Login Entrada na Aplicação... 4 Frontoffice - Acesso... 5 Backoffice - Detalhes... 5 Backoffice - Tabelas... 5 Tabela - Bombeiros... 5 Tabela Bombeiros (continuação)...

Leia mais

INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF)

INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF) INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF) Olá Pastor (a) / Amigo (a) de Missões. A JOCUM Jovens Com Uma Missão, situada em Campinas apresenta nesse informativo

Leia mais

SOCIEDADE E DIREITO EM REVISTA

SOCIEDADE E DIREITO EM REVISTA CINE LEGAL - APRENDENDO COM FILMES O TERMINAL Heloisa Helena de Almeida Portugal 1 Esperar às vezes é sinal de sabedoria, de escolher o momento, de se preparar; esperar, porém, pode ser muleta para fazer

Leia mais

Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza

Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza Petrobras fará verdadeira revolução na Logística da Indústria do Petróleo

Leia mais

Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização Serviço de Estrangeiros e Fronteiras DISCURSO PRESIDENTE SCIF XVIII CONGRESSO

Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização Serviço de Estrangeiros e Fronteiras DISCURSO PRESIDENTE SCIF XVIII CONGRESSO DISCURSO PRESIDENTE SCIF XVIII CONGRESSO 16 DN SCIF2015 DE 29/05/2015 EXCELÊNCIAS A 14 de Junho de 1985 foi assinado entre a Alemanha, a Bélgica, a França, o Luxemburgo e a Holanda, o Acordo de Schengen,

Leia mais

13 A 21 DE SETEMBRO ILHAS DOS AÇORES

13 A 21 DE SETEMBRO ILHAS DOS AÇORES 2011 13 A 21 DE SETEMBRO ILHAS DOS AÇORES PROGRAMA VIAGEM AOS AÇORES 13 A 21 DE SETEMBRO DE 2011 1.º Dia 13 de Setembro FUNCHAL/ PONTA DELGADA / TERCEIRA Comparência dos senhores participantes no Aeroporto

Leia mais

Vila Baleira Ilha de Porto Santo

Vila Baleira Ilha de Porto Santo Vila Baleira Ilha de Porto Santo Dia 0 Lisboa Porto Santo (25 12 2009) A viagem a Porto Santo começou a ser preparada com alguma antecedência, de forma a ser adequada a uma família de 4 pessoas. Para isso,

Leia mais

Atividade - Sequência Conrado Adolpho

Atividade - Sequência Conrado Adolpho Atividade - Sequência Conrado Adolpho Agora, eu quero lhe apresentar os 6 e-mails do conrado adolpho para vender o 8ps. Quero que você leia está sequência com muita atenção e, depois, responda às provocações

Leia mais

O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter

O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter Aos 24 anos Ricardo Pesqueira tem já um longo percurso andebolístico. Cresceu para o desporto no Águas Santas, mas no currículo

Leia mais

INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil

INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil A reportagem exibida na semana passada mostrava algumas falhas na comunicação entre o avião monomotor em que estava o nosso repórter

Leia mais

Estranhos no paraíso. Jornal O Estado de São Paulo* Aldo Cordeiro Sauda, Marcia Camargos

Estranhos no paraíso. Jornal O Estado de São Paulo* Aldo Cordeiro Sauda, Marcia Camargos Refugiados na Grécia Estranhos no paraíso - Jornal O Estado de São Paulo* Aldo Cordeiro Sauda, Marcia Camargos Nem a roupa encharcada, nem a viagem de cinco horas na escuridão do mar Egeu em um precário

Leia mais

Viagem à Costa Rica. foto-aventura

Viagem à Costa Rica. foto-aventura foto-aventura T E X TO E F O TO S : M AU R Í C I O M ATO S Viagem à Costa Rica Quando compramos um carro novo damos um passeio maior e dizemos que fomos fazer a rodagem. Ora, então quando se compra uma

Leia mais

WWW.SKYDIVEEUROPE.COM

WWW.SKYDIVEEUROPE.COM EMPRESA Constituída em Janeiro de 2004, a GET HIGH surge na sequência da evolução da escola de páraquedismo QUEDA LIVRE, criada em 1998. O objectivo primordial da GET HIGH é o de, através das experiências

Leia mais

CONSILIUM. Schengen. A porta para a sua liberdade de circulação na Europa JUNHO DE 2011

CONSILIUM. Schengen. A porta para a sua liberdade de circulação na Europa JUNHO DE 2011 PT CONSILIUM Schengen A porta para a sua liberdade de circulação na Europa JUNHO DE 2011 Índice INTRODUÇÃO 1 LIVRE CIRCULAÇÃO DE PESSOAS 2 COOPERAÇÃO POLICIAL E ADUANEIRA 2 Fronteiras internas 2 Fronteiras

Leia mais

São Bartolomeu dos Regatos Ilha Terceira Açores

São Bartolomeu dos Regatos Ilha Terceira Açores São Bartolomeu dos Regatos Ilha Terceira Açores Carta de boas-vindas Oferta Preçário Reservas e pagamentos Distâncias relevantes Autocarros Farmácias Carta de boas-vindas Uma plataforma de estadia confortável,

Leia mais

Índice. 1. Introdução. 3. 2. Glossário...4. 3. Conceito... 5. 4. Vantagens da Assistência GPS...5. 5. Funcionamento da Assistência GPS...

Índice. 1. Introdução. 3. 2. Glossário...4. 3. Conceito... 5. 4. Vantagens da Assistência GPS...5. 5. Funcionamento da Assistência GPS... DMI_AUTO06_20JUL2015 GUIA DA ASSISTÊNCIA GPS Índice 1. Introdução. 3 2. Glossário.....4 3. Conceito.... 5 4. Vantagens da Assistência GPS....5 5. Funcionamento da Assistência GPS.... 5 6. Tratamento de

Leia mais

FORUM SEGURANÇA APAU 2015 11 ABRIL 2015 BASE AÉREA Nº6 MONTIJO

FORUM SEGURANÇA APAU 2015 11 ABRIL 2015 BASE AÉREA Nº6 MONTIJO FORUM SEGURANÇA APAU 2015 11 ABRIL 2015 BASE AÉREA Nº6 MONTIJO Este manual de instruções é composto de duas partes: Participação com chegada por via aérea Participação com chegada por via terrestre 1 Atenção:

Leia mais

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO A noção de Empreendedorismo, como uma competência transversal fundamental para o desenvolvimento humano, social e económico, tem vindo a ser reconhecida

Leia mais

Programa de Treinamento Nikkei. Ano Fiscal de 2011. Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA)

Programa de Treinamento Nikkei. Ano Fiscal de 2011. Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) Programa de Treinamento Nikkei Ano Fiscal de 2011 Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) Índice Geral 1. Informações do Programa de Treinamento 2.Informações dos cursos oferecidos 3. Como

Leia mais

Olá caros amigos..finalmente consegui pegar num computador decente pra falar sobre o que aconteceu aqui..

Olá caros amigos..finalmente consegui pegar num computador decente pra falar sobre o que aconteceu aqui.. Olá caros amigos..finalmente consegui pegar num computador decente pra falar sobre o que aconteceu aqui.. Bem, Ontem, Eu estava na Log Base por volta das 16:50h quando o terremoto aconteceu. Acredite nenhuma

Leia mais

'Crowdfunding' A multidão faz o projecto

'Crowdfunding' A multidão faz o projecto 'Crowdfunding' A multidão faz o projecto Paulo Duarte Filipa Carretas e Jorge Sá, promotores do projecto Mo.ca, receberam um financiamento de 1.444 euros, proveniente de 28 apoiantes. Será que a nova ideia

Leia mais

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas?

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas? Que Private Label na Era das Marcas? Vila Nova de Famalicão, 26 de Novembro de 2008 Manuel Sousa Lopes Teixeira 1 2 INTELIGÊNCIA TÊXTIL O Sector Têxtil e Vestuário Português e o seu enquadramento na Economia

Leia mais

Os Descobrimentos, a comunicação a nível global e a Conquista do Espaço

Os Descobrimentos, a comunicação a nível global e a Conquista do Espaço Os Descobrimentos, a comunicação a nível global e a Conquista do Espaço Este ponto é aqui. É a nossa casa. Somos nós, numa imagem tirada a partir de 6 mil milhões de quilómetros da Terra pela sonda Voyager

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES. (Do Sr. JÂNIO NATAL) Senhor Presidente,

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES. (Do Sr. JÂNIO NATAL) Senhor Presidente, COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES REQUERIMENTO N O, DE 2011 (Do Sr. JÂNIO NATAL) Requer a realização de Audiência Pública para debater questões relativas à aviação civil brasileira. Senhor Presidente, Requeiro,

Leia mais

Aeroportos e sistemas aeroportuários: introdução

Aeroportos e sistemas aeroportuários: introdução Aeroportos e sistemas aeroportuários: introdução Definições e Conceitos AERÓDROMO: Área definida sobre a terra ou água destinada à chegada, partida e movimentação de aeronaves; AERÓDROMO CONTROLADO: Aeródromo

Leia mais

CONSELHOS PARA VIAJAR COM OS SEUS FILHOS

CONSELHOS PARA VIAJAR COM OS SEUS FILHOS CONSELHOS PARA VIAJAR COM OS SEUS FILHOS > PREPARAÇÃO 1. Prepare o seu filho, explicando-lhe o que esperar, desde o check-in aos procedimentos de segurança, alfândega e imigração, descolagem, aterragem

Leia mais

Conviasa recebe dois novos Embraer E190

Conviasa recebe dois novos Embraer E190 Conviasa recebe dois novos Embraer E190 Por Rubens Barbosa Filho A companhia aérea estatal venezuelana Conviasa (Consorcio Venezolano de Industrias Aeronáuticas y Servicios Aéreos, S.A.) recebeu em 25

Leia mais

ProReserve Serviços de Internet Ltda.

ProReserve Serviços de Internet Ltda. [Digite texto] ProReserve Serviços de Internet Ltda. Av. Evandro Lins e Silva, 840-1911, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - 21 2178-2180 São Paulo / Rio de Janeiro / Campinas / Curitiba / Brasília / Fortaleza

Leia mais

PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL COMO PARTICIPAR

PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL COMO PARTICIPAR COMO PARTICIPAR Um dos aspectos mais importantes da mobilidade internacional é o conhecimento e convivência com outras culturas, sendo uma oportunidade única para sua qualificação através de experiências

Leia mais

ERRATA: Na página 5, onde se lê relevar nenhuma das tentações, leiase reavivar nenhuma das tentações.

ERRATA: Na página 5, onde se lê relevar nenhuma das tentações, leiase reavivar nenhuma das tentações. ERRATA: Na página 5, onde se lê relevar nenhuma das tentações, leiase reavivar nenhuma das tentações. Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após a VI Reunião de Cúpula Brasil-União

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

III Conferência Anual do Turismo

III Conferência Anual do Turismo III Conferência Anual do Turismo Perspectivas do Transporte Aéreo A Carlos Paneiro Funchal, 8 de Maio de 2009 1 Principais mensagens As companhias aéreas têm vindo a sofrer duramente com o actual contexto

Leia mais

Regulamento Interno sobre Deslocações em Serviço. 25 de outubro de 2012. (Republicado, com as alterações aprovadas em 11 de novembro de 2013)

Regulamento Interno sobre Deslocações em Serviço. 25 de outubro de 2012. (Republicado, com as alterações aprovadas em 11 de novembro de 2013) Regulamento Interno sobre Deslocações em Serviço 25 de outubro de 2012 (Republicado, com as alterações aprovadas em 11 de novembro de 2013) ÍNDICE ÍNDICE... 2 CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS... 3 Artigo

Leia mais

CANSAT PORTUGAL 2015

CANSAT PORTUGAL 2015 CANSAT PORTUGAL 2015 WORKSHOP INICIAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES 10 e 11 de Janeiro de 2015 PROGRAMA CANSAT PORTUGAL 2015 WORKSHOP INICIAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES 2015 Programa de formação ÍNDICE 1-

Leia mais