ELEFANTES NOS CÉUS DA EUROPA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ELEFANTES NOS CÉUS DA EUROPA"

Transcrição

1 ELEFANTES NOS CÉUS DA EUROPA Nos últimos dois anos, a Esquadra 502 sobrevoou a Europa e conquistou a Agência FRONTEX. Prova do sucesso alcançado são as constantes solicitações no âmbito das missões de vigilância marítima, tendo os Elefantes já deixado marcantes pegadas em três países diferentes: Espanha, Itália e Grécia. Com diversos destacamentos, a família é ultrapassada para dar lugar ao espírito de missão. A Mais Alto acompanhou a rendição do último destacamento, desta feita na Grécia, e registou como voam estes Elefantes pela Europa. Ainda o sol não espreitou e já a azáfama se instalou no hangar da Esquadra 502. Um a um, cada militar vai trazendo a sua bagagem para mais um destacamento. Para trás ficam horas de preparação daquele que será o último destacamento da Força Aérea presente na Operação POSEIDON, no âmbito da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (FRONTEX). Nem a Comandante do Grupo Operacional 61, Tenente-Coronel Diná Azevedo, nem o Comandante da Esquadra 502, Tenente-Coronel Pedro Bernardino, deixaram a tripulação partir sem uma saudação e uma despedida, desejando boa sorte e sucesso para a sua missão. Um reconhecimento que, apesar de singelo e até rotineiro, não deixa de fazer sentir a cada militar a responsabilidade que irá enfrentar nos próximos dias: representar a Força Aérea e o país além-fronteiras. Duas mil milhas, nove horas de viagem O relógio dita as 09h20 quando o C-295M galga pela pista e logo está no ar, elevando rapidamente a tromba ou não fosse ele um elefante. Agora seguem-se nove horas de viagem até alcançarmos o Aeroporto de Kos, na Grécia. É lá que a ação se desenrola e onde os militares portugueses têm dado cartas ao serviço da comunidade europeia.

2 Entusiasmados, cada um dos militares tenta ocupar as horas que se seguem. Se uns rapidamente passam pelo sono, outros vão-se ocupando com a leitura. É isso mesmo que faz o Comandante de Destacamento da última rotação, Major Paulo Sousa, um estreante nestas andanças e que, por isso, vai aproveitando as primeiras horas de viagem para se inteirar dos manuais relativos à missão. Leitura densa mas útil para as situações que vai enfrentar no dia-a-dia. No fundo, será ele o administrador do destacamento e a chave para a resolução das dificuldades que forem surgindo durante o tempo que os militares permanecerem por terras gregas, desde o simples fornecimento de garrafas de água, à mais complexa tarefa relativa a autorizações de voo. Adicionalmente, sendo este o militar mais graduado, terá também a responsabilidade de comandar os homens e mulheres que integram esta última rotação. Dias antes, num brífingue da missão, confidenciou que não se sentia muito preparado pelo simples facto de nunca ter abraçado um projeto semelhante. Mas esta não é uma missão que parece intimidar o Major Paulo Sousa. A experiência do dia a dia será o seu maior aliado. A juntar a esta experiência, para cumprir com o que lhe é exigido, terá como pilares dois elementos fulcrais do destacamento: o Piloto Comandante mais antigo e o Oficial de Manutenção. Por fim, os conselhos e a experiência dos seus antecedentes deixam-no mais confortável nas tarefas que irá desempenhar. Assim, o sentimento à partida é uma mistura de expectativa e de curiosidade. Para o próximo Comandante de Destacamento, em termos de desenvolvimento pessoal, é importante vir ao terreno porque acabamos por estar mais envolvidos nos papéis e estas experiências são importantes para percebermos determinadas decisões ou procedimentos. Como dificuldades, considera que ele próprio será o maior entrave que irá encarar porque o restante pessoal já está todo rotinado. Uma pessoa estando arredada diariamente da área operacional, fica mais distante.

3 Como se processa uma missão FRONTEX Tudo arranca com uma comunicação por parte do ICC acerca das horas da descolagem; depois, duas horas antes do voo, é dado um brífingue. É exatamente neste momento que se inicia a missão. Cada militar prepara o dispositivo que lhe compete e é transmitida toda a informação para a tripulação necessária para a execução da missão. A este brífingue assistem o Comandante do Destacamento, os tripulantes nomeados para o vôo, o elemento da Intel e, caso sigam a bordo, os elementos da Guarda Costeira grega e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras português. Sentados na sala de operações, inicia-se o brífingue com a informação acerca da meteorologia preparada pelo CIMFA (Centro de Informação Meteorológica da Força Aérea) em língua inglesa, e enviado via . Esta é aliás a língua com que é dado o brífingue porque na maioria dos casos segue a bordo um representante da Guarda Costeira grega. A informação da meteorologia é a primeira a ser dada pelo simples facto de que é um dos motivos pelo qual a missão pode ser cancelada. Segue-se o brífingue preparado pela Intel, que faz um rastreio das situações que possam afetar a missão, revelando também os meios NATO e não NATO que possam estar na área de operações. De seguida, é informado o estado do mar, porque este pode dificultar a saída dos possíveis imigrantes ilegais. No entanto, na ilha de Kos, o estado do mar não é fator importante porque é muito estável, ao contrário da Operação INDALO, na qual foram canceladas um total de dez missões, devido ao estado do mar. Para além de serem referidos quais os portos de saída e onde deverá a tripulação incidir durante os voos, são ainda mostrados alguns exemplos de alvos para que mais facilmente sejam identificados pela tripulação durante a missão. Por fim, segue-se o brífingue tático, com dados relevantes para a missão. Até então as missões tinham uma duração de cerca de 3h30 sobrevoando o espaço aéreo em redor da Ilha de Kos. Algumas preocupações com a segurança são mantidas durante o voo, pelo que a tripulação é ainda informada acerca das áreas do espaço aéreo que podem ser reservadas e que não poderão sobrevoar. Para além desse facto, são relembrados de que deverão manter uma distância de cinco milhas à FIR (Flight Information Region). Conhecida toda a informação, bem como a identificação da tripulação a bordo, é depois elaborado o plano de voo. Enquanto uma tripulação voa, a outra mantém-se on-call. Assim sendo, estas duas tripulações atuam de forma emparelhada, para que haja sempre uma tripulação pronta a voar, cumprindo todos os requisitos, como por exemplo o descanso entre voos. O envio de um relatório para a Força Aérea e FRONTEX com as informações recolhidas durante o voo, resultados da operação e estado das tripulações e aeronave, determinam o final da missão. 200 Dias destacados num ano Durante o voo, fazendo uma rotação pelas cadeiras do C-295M, percebemos que quem as ocupa já anda habituado a estas andanças; afinal este é apenas mais um

4 destacamento a acrescentar a tantos outros que vão integrando durante o ano. Dias antes da viagem, o Comandante da Esquadra 502, Tenente-Coronel Pedro Bernardino, falavanos, com preocupação, do tempo que alguns militares passam fora da Esquadra, destacados. Chegam a atingir os 200 dias por ano. Um número extremamente significativo se se tiver em conta que apenas ficam com parte das horas correspondentes aos 156 dias restantes do ano para a vida pessoal. Esse é mesmo um motivo de preocupação daquele Comandante de Esquadra que tem vindo a acompanhar os desafios e condicionamentos aos relacionamentos familiares dos Elefantes. A ponte intercalar Uma hora depois de termos abandonado a Base Aérea Nº 6, Montijo, espreitamos pela janela e um manto castanho e azul segue-nos no olhar. Enquanto o Sargento- Ajudante Justino Rimourinho e o Primeiro-Sargento Hélio Santos vão dando olhadelas no exterior da aeronave, estrategicamente sentados nos seus postos de observação, outros vão relaxando, pondo o sono em dia ou apenas fechando os olhos porque o barulho do avião não vai permitindo que se adormeça com facilidade. Os menos sonolentos vão pondo a leitura em dia, lendo-se a National Geographic ou o livro As Grandes Batalhas da História. A ilha de Cagliari é o destino intercalar, mas nem ficamos com a sensação de pisarmos território italiano. O tempo foi apenas para reabastecimento da aeronave mas o suficiente para matar o vício, ou uma chamada telefónica mais curta. Já com os pés em terra, um sentimento era partilhado: metade já está. O mesmo quer dizer que metade do percurso estava feito, quatro horas desde o Montijo até à ilha italiana de Cagliari e o mesmo tempo restava desde aquele ponto até à ilha de Kos, na Grécia. Mil milhas de distância para cada lado entre a nossa origem e o nosso destino, explica o Tenente Pedro Andrade. Foi nesta ilha italiana, Cagliari, que meses antes outros Elefantes deixaram a sua marca, também numa operação para a Agência FRONTEX. Em 2012, foram quatro as operações solicitadas à Esquadra 502, realizadas em três países diferentes: Itália, Espanha e Grécia. Em Itália, a Esquadra 502 desenvolveu a Operação HERMES, em Pantelaria, e a Operação AENAS, em Lamezia. Em Espanha desenrolou-se a Operação INDALO, em

5 Málaga. A Operação POSEIDON, na ilha cipriota de Kos, é a última. Estes militares farão parte da segunda rotação, uma vez que já outros 17 homens e mulheres se encontram em Kos, prontos para regressar a casa depois de duas semanas destacados. A importância de cada um Antes de termos descolado, a Tenente Susana Teixeira contava que este seria o seu terceiro destacamento neste âmbito e que, como tal, passava 15 dias no Montijo e outros 15 dias fora. A família fica para trás sendo ultrapassada pelo espírito de missão. Para que não ocorram falhas na manutenção continuada das aeronaves, devido às quebras de comunicação provocadas pela constante rotação dos militares, um Oficial de Manutenção tem de ficar permanentemente no Montijo, cabendo aos outros dois Oficiais efetuar os destacamentos. Uma necessidade que obriga a que os destacamentos sejam divididos apenas por duas pessoas. Apesar deste cenário não encontramos no rosto um ar de cansaço, antes o sentido de dever bem vincado. Cada um dos homens e mulheres sabem a sua missão e para a qual estão destacados, desde pilotos, coordenadores táticos ou mecânicos. Explicando essa importância, o Comandante da Esquadra 502 esclareceu que, para efetuar a missão de Vigilância, até quem tem a tarefa de limpar as janelas da aeronave tem um papel extremamente importante porque, se não o fizer, pode comprometer a missão ao não permitir a eficaz visualização dos alvos. É este o espírito que é assumido por cada um: todos sabem que são fundamentais para o bom funcionamento da missão. Proteção da informação Não sendo uma missão qualquer, a bordo seguem elementos de Intelligence que previamente informaram os militares do contexto de segurança e operacional que iriam encontrar e quais os objetivos da missão. Visto que se trata de uma operação sensível, discrição é a palavra de ordem e, por isso, em terras cipriotas terão de encarnar uma atitude e postura reservada. Num brífingue da missão, estes elementos de Intelligence explicam os riscos que uma atitude descuidada dos nossos militares pode causar na imagem do destacamento, da Força Aérea e da própria Agência FRONTEX.

6 Concentração máxima Enquanto aguardamos pela ordem de descolagem em Itália, o Tenente Pedro Andrade conta que, não sendo este o seu primeiro destacamento, a maior dificuldade que sente é o fuso horário. Estando no teatro de operações tudo muda, refere, acrescentando que as missões efetuadas para a Agência FRONTEX têm-se revelado extremamente interessantes porque são extremamente interativas. Se num momento estamos a observar um alvo, logo a seguir o objetivo passa a ser outro. Como há duas tripulações em cada destacamento e como a missão é interessante, o tempo passa rápido, porque efetuamos missões dia sim, dia não, com saídas de cerca de três horas. E durante esse tempo muita concentração é precisa para que nada falhe, remata. Esquadra 502 na Rede Europeia de Patrulhas De forma a existir uma maior cooperação entre os Estados-Membros na área da Vigilância Marítima, desencadeou-se um estudo para perceber quantas autoridades diferentes desempenhavam tais missões. Só nos países do Mediterrâneo, no qual se encontra Portugal, no total existiam cerca de 50 entidades diferentes. Como tal, logo se percebeu que havia claramente uma necessidade de se encontrar áreas de interesse comuns para reduzir o esforço repetido e, dessa forma, economizar tempo, dinheiro e outros recursos. Foi assim que em 2007 foi criada a Rede Europeia de Patrulhas. Inicialmente, essa rede tinha como objetivo combater as redes criminosas envolvidas no tráfego de seres humanos, mas rapidamente se alargou a outras áreas tão diversas como a poluição marítima, o controlo das pescas e tráfico de drogas ilegais. Com a introdução do sistema de armas C-295M, detentor de um sofisticado equipamento de vigilância marítima, a Esquadra 502 inicia em fevereiro de 2011 a sua participação na FRONTEX colaborando para a Rede Europeia de Patrulhas, tendo até ao final de 2012 operado durante 10 meses. Fora de contacto Já de regresso ao avião, cada um começa a mentalizar-se das próximas quatro horas de viagem, sendo que mal pousem um pé no chão cipriota já estarão em missão. Uma missão que os separa fisicamente por duas mil milhas (aproximadamente 3700km) de casa e mais de nove horas de viagem de C-295M. Com essa distância e concentrados na missão em que se encontram, vão perdendo o contacto com a realidade

7 por duas semanas. Exemplo disso foi o que aconteceu durante as chuvas extremas que ocorreram no Sul de Espanha no verão de 2012, quando se encontravam em Málaga. Conta a Tenente Susana Teixeira que souberam que se estava a aproximar uma tempestade do local onde se encontravam pela família. Não tínhamos televisão, não sabíamos o que se estava a passar. Resultado, mais tarde fomos oficialmente informados da tempestade e quando esta chegou a Málaga ficámos três dias sem operar. No entanto, não deixámos de cumprir a taxa de esforço (horas e missões) definidas, sobrecarregando os restantes dias com mais voos. A chegada à Grécia Outras quatro horas passam e finalmente o C-295M atinge solo grego. À chegada somos recebido pelo Comandante do Destacamento da primeira rotação que não perde tempo nos cumprimentos para passar rapidamente a transmitir o ponto de situação das próximas horas. Instalados numa sala do aeroporto de Kos, providenciada para a Operação POSEIDON, os restantes elementos do destacamento aguardam ansiosamente pelos que os vão render. Seguem-se momentos de transmissão de informação. De um lado, Coordenadores Táticos explicam as duas semanas antecedentes, o mesmo fazem noutros cantos os Comandantes de Destacamento, os elementos da Intelligence, os Operadores Auxiliares, etc. Divididos por áreas de trabalho, vão tomando conhecimento do que os espera nas próximas duas semanas. Ao fim de uma hora estão assim transmitidas as informações. É tempo de uma ida ao hotel para deixar as malas e rapidamente mudar de roupa para o jantar. Momento único de descontração O momento é de descontração mas também para contar missões efetuadas, explicar os 15 dias vividos na ilha e dar as indicações úteis para os próximos inquilinos. As curiosidades da civilização cipriota são o teor da conversa, enquanto escolhem o jantar. Espreitando o menu percebemos que os preços não variam em relação a Portugal, sendo até ligeiramente mais baixos. Importante neste momento é saber quais os melhores restaurantes e quais os conselhos para uma boa refeição: Gyros de porco e cerveja Mythos

8 parecem ser a combinação perfeita. E é neste ambiente descontraído que vão contando as peripécias, nomeadamente como tentaram contornar a curiosidade cipriota quando lhes questionavam o que estavam a fazer. Pela conversa percebemos que todo o cuidado é pouco. O Comandante do Destacamento cessante, Major Hélder Carvalho, prepara o seu sucessor para a necessidade de ser ter muita prudência com as conversas mantidas em público. Temos de ter sempre muito cuidado com as conversas que vamos mantendo porque nunca sabemos quem está ao nosso lado, esclarece. As expectativas de quem chega Ao contrário do Major Paulo Sousa, novidades não se esperam para os restantes elementos da segunda rotação do destacamento POSEIDON, fazendo jus ao lema: o hábito faz o monge. No entanto, essa rotina é também encarada como uma dificuldade para estes homens e mulheres porque acumulam já períodos sucessivos de destacamentos ao longo do ano. Este é aliás um motivo de preocupação para o Capitão Nuno Louro, Piloto Comandante da segunda rotação, que explica ser positivo sair da rotina mas, para além dos deveres militares, temos as nossas vidas pessoais. Com o acumular dos destacamentos torna-se complicado executar tarefas tão simples como pagar faturas. Neste caso, por exemplo, temos de deixar a carta com terceiros porque simplesmente não estamos presentes. Mas os destacamentos também nos dão outra experiência e temos sempre aquele apelo por ser no estrangeiro. Estamos a ter uma experiência extra, somos recompensados por isso e além disso acabamos por estar num contexto multinacional. No mesmo tom explicou o Tenente Karl Axelsson, copiloto da segunda rotação, referindo que os sucessivos destacamentos afetam a vida pessoal visto que, para além deste destacamento, ainda temos os dos Açores e da Madeira, bem como alerta no Montijo e serviço à Base. Torna-se muito cansativo. A nossa esquadra é conhecida como aquela que mais sofre em termos de relacionamentos porque estamos muito tempo fora da família. O esforço não é só nosso, é também da família que está em casa à espera que cheguemos e à espera de saber quando vamos outra vez.

9 Melhorias aguardadas Voltando à conversa com o Capitão Nuno Louro, este explica que um cenário novo obrigará a uma atitude mais atenta. Pese embora esta realidade o deixar mais apreensivo, o Piloto Comandante espera tirar partido desta situação porque se me é desconhecida, será então enriquecedora. A área de Intelligence vai ser muito importante e naturalmente vamos dar-lhe mais atenção do que é hábito. Por outro lado, o facto de este destacamento incorporar um elemento responsável pela área administrativa, representará mais liberdade e mais condições para pensar na sua missão específica sem ter de se preocupar com problemas relacionados com o hotel, o serviço de catering e a área financeira. Sem este elemento, estávamos muito sobrecarregados e assim é mais positivo. Elemento de Ligação Não é apenas na Ilha de Kos que se desenvolve a missão no âmbito da Agência FRONTEX. Em cada caso específico, está sempre um militar da Esquadra 502 colocado no International Coordination Centre (ICC), que tem como papel fundamental o de atuar como elemento de ligação entre a Agência FRONTEX, a Host Nation e a Força Aérea Portuguesa. No caso da Operação POSEIDON, esta tarefa coube ao Tenente Jorge Lesiário que se encontra em Atenas fazendo ver às entidades responsáveis as necessidades de cada uma das partes envolvidas nesta operação. Quem também já esteve nesse papel foi o Tenente Karl Axelsson, aquando da Operação HERMES, em Pantelaria, Itália. Durante um mês, esteve colocado em Roma, como Oficial de Ligação. O trabalho no ICC é duro porque somos os únicos que nunca paramos. O principal objetivo é melhorar a operação e só com um elemento a transmitir as várias preocupações é que se consegue alcançá-lo. Fazendo um balanço, revela que é uma missão gratificante porque se adquire uma grande independência tendo em conta que somos nós quem tomamos as decisões. Foi acima de tudo uma grande independência profissional, que acarreta muita responsabilidade mas que se torna muito gratificante, apesar de cansativa. Numa outra perspetiva, conta que, pelo que vi em Roma, somos conhecidos pela Host Nation e pela Agência FRONTEX como o pessoal que faz tudo para cumprir a missão e possivelmente por isso é que continuámos a ser chamados. Prova disso foi o que se passou em Itália. Chegámos a ter o trabalho de mudar de aeronave por três vezes.

10 Tentou-se sempre nunca perder um único dia de operação, entre reparações de aeronaves ou troca das mesmas durante o fim-de-semana. Flexibilidade, cooperação e dedicação à missão são as características do FRONTEX. Julgo que estamos a ser chamados mais uma vez devido à nossa prestação nas anteriores operações, conclui. Representar o país e a Instituição Devido à especificidade da missão, a tripulação integra coordenadores táticos que têm estado a tirar partido da mais alta tecnologia que incorpora o C-295M. Com alguma experiência nas missões efetuadas em território nacional, no âmbito da Vigilância Marítima e Reconhecimento Aéreo, o Capitão Hugo Ferreira conta que estas missões no âmbito da Agência FRONTEX tornam-se mais interessantes porque estamos a representar o país e a Instituição. E o feedback que têm transmitido é positivo. Em termos de expectativas, aguarda com sentimento positivo a troca de experiências em termos de operação com entidades internacionais, neste caso com a Guarda Costeira Grega. No entanto, como maior dificuldade aponta a necessidade de se ter de montar toda uma máquina, conhecer todas as situações, a nível de aeródromo, reabastecimento, instruções com internet, sala para brífingue e debrífingue, e até mesmo algumas dificuldades em termos linguísticos. Partir mas com sentimento de dever cumprido No momento da partida e do regresso a Portugal fica também o sentimento de dever cumprido. Para o Piloto-Comandante cessante, Capitão Bruno Marques, o balanço é positivo. Tudo se processou sem dificuldades. Com a ajuda do Comandante do Destacamento, o Oficial de Logística, tudo se tornou mais simples. O Comandante do Destacamento foi impecável porque nos tirou uma sobrecarga dos ombros, acrescentou referindo-se ao Major Hélder Carvalho. Explicando, referiu que ao ter um Comandante de Destacamento dedicado, a parte logística passa-nos ao lado e isso é fundamental. Senti que andei mais aliviado. Não senti aqui a pressão de estar no ar a pensar no que fazer no chão e andar no chão a pensar no que tinha de fazer no ar. O sentimento é compreendido pelo Major Hélder Carvalho, que participou pela primeira vez numa missão deste género. É importante que exista alguém para resolver estes problemas. Nas

11 missões desenvolvidas por outras esquadras, não estou a ver nos últimos três anos outras missões que não tenham tido um Comandante dedicado, esclareceu o Comandante da primeira rotação da Operação POSEIDON. Comparando com os destacamentos anteriores, o Capitão Bruno Marques considera que este terá sido o mais positivo devido à colaboração permanente que houve com os gregos, ao estar sempre presente nos voos um elemento a acompanhá-los. A relação tanto no ar como no chão foi o mais positivo em relação aos outros destacamentos, porque tratou-se de um intercâmbio positivo. Rotineiro nestes destacamentos, no regresso a casa destaca a experiência que se ganha. Pomos em prática tudo o que aprendemos a nível operacional em termos internacionais. Sentimos que o nosso esforço diário bate certo depois lá fora. Por isso, quando as coisas correm bem estou sempre satisfeito. Operações desencadeadas O mapa-mundo sempre registou um extraordinário volume de migrações e a Europa não tem sido indiferente a essa realidade. Se, historicamente, os povos do Este de África representavam o maior volume de imigrantes ilegais identificados, essa realidade tem vindo a alterar-se e os últimos três anos têm comprovado esses dados, ao se registar um acréscimo vertiginoso do fluxo de imigrantes ilegais que tentam atravessar as fronteiras entre a Turquia e a Grécia, sendo que maior parte deles provêm de países da Ásia, como Afeganistão e Iraque, e da África do Norte, sobretudo da Somália e da Argélia. Neste sentido, a Esquadra 502 participou durante 2011 e 2012 em quatro operações diferentes HERMES, POSEIDON, AENAS e ÍNDALO aguardando-se que em 2013 volte a ser chamada pela Agência FRONTEX. O fim para uns, o regresso para outros Enquanto uns partiam para o início de operação, outros regressam. Tendo em conta que a Operação POSEIDON seria executada durante um mês, com voos durante a noite (das 22H00 às 06H00) revelou-se necessário dividi-la em duas rotações, cada uma delas com duas tripulações. Só assim se garante a eficiência da missão e o cumprimento dos objetivos que são impostos pela Agência FRONTEX. Por essa razão, o movimento entre rotações deu-nos a perspetiva de dois sentimentos díspares. Se nos rostos dos que iniciam funções há uma imagem de vivacidade e sentimento de curiosidade em saber o que vão encontrar, prontos para enfrentar qualquer obstáculo, nos que regressam a vontade de chegar a casa sobrepõe-se. No entanto, em qualquer dos casos, o sentimento de contribuir

12 para a imagem da Força Aérea e da Nação é o mais importante, mesmo que as questões pessoais sejam afetadas. Para brindar o regresso da primeira rotação, somos surpreendidos por um F-16 luso que aproveita o facto de virmos do estrangeiro e entrarmos no espaço aéreo português para treinar os procedimentos de interceção de aeronaves não identificadas. Um exercício que entretém os militares dentro do C-295M, fazendo os ponteiros do relógio acelerar nos últimos minutos, tornando o regresso ao Montijo mais animado. Já com os pés assentes em terras lusas, tal como à partida, somos recebidos pela Comandante do Grupo Operacional 61. No entanto, o momento é inverso. Com a luz do dia a desaparecer, um a um, os militares recolhem as suas bagagens e quase sem deixar rasto vão abalando. É o fim de mais um destacamento. Amanhã é um novo dia. Até ao próximo destacamento.

Reflexão. O ambiente na sala de aula era de muita atenção e de alguma expectativa e ansiedade para começar a montar os Robots da Lego.

Reflexão. O ambiente na sala de aula era de muita atenção e de alguma expectativa e ansiedade para começar a montar os Robots da Lego. Reflexão Tarefa Proposta: Uma Viagem ao Centro da Terra. Tema abordado: Razões Trigonométricas Unidade didática: Trigonometria Estrutura e organização da aula A realização desta Ficha de Trabalho foi dividida

Leia mais

de de património imaterial

de de património imaterial de Kit recolha de património imaterial FICHA DE ENTREVISTA / HISTÓRIA DE VIDA FICHA N.º NOME DO ENTREVISTADO: ENTREVISTA REALIZADA POR: LOCAL: DATA: DURAÇÃO (HORAS): TIPOS DE REGISTO OU GRAVAÇÃO: ÁUDIO

Leia mais

SUPLEMENTO COMERCIAL. Domingo, 15 de Novembro de 2015 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE

SUPLEMENTO COMERCIAL. Domingo, 15 de Novembro de 2015 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE SUPLEMENTO COMERCIAL. Domingo, 15 de Novembro de 2015 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE www.flyeverjets.com 2 Everjets inaugura voos regulares

Leia mais

I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR *

I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR * PSICODRAMA DA ÉTICA Local no. 107 - Adm. Regional do Ipiranga Diretora: Débora Oliveira Diogo Público: Servidor Coordenadora: Marisa Greeb São Paulo 21/03/2001 I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR * Local...:

Leia mais

Áustria Viena. Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas.

Áustria Viena. Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas. Áustria Viena Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas. Apenas fui assistir a uma aula, que acabou por não ser dada devido à presença dos alunos estrangeiros

Leia mais

Leia o último artigo do Trainer Fridolin Kimmig na Revista Zen

Leia o último artigo do Trainer Fridolin Kimmig na Revista Zen Nossas dúvidas são traidoras, e nos fazem perder o bem que poderíamos ganhar, por medo de tentar. William Shakespeare Aprenda com Shakespeare e venha para a MORE! Leia o último artigo do Trainer Fridolin

Leia mais

UNIDADE LETIVA 2 ANEXO 1

UNIDADE LETIVA 2 ANEXO 1 UNIDADE LETIVA 2 ANEXO 1 HISTÓRIAS COM GENTE DENTRO REFUGIADOS À procura da paz Testemunho de Ibraim (nome fictício) O meu nome é Ibraim, sou natural de um país africano, tenho 25 anos, e estou alojado

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio

FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio 1. Devo matricular-me na UAc mesmo indo para o estrangeiro? 2. Tenho de pagar propinas na UAc? 3. Tenho que pagar propinas na Universidade

Leia mais

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe!

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! *MELHOR MÃE DO MUNDO Coaching para Mães Disponíveis, www.emotionalcoaching.pt 1 Nota da Autora Olá, Coaching

Leia mais

Para a disciplina de Área de Projecto. Prof.ª Ana Reis

Para a disciplina de Área de Projecto. Prof.ª Ana Reis Escola Secundária da Portela Loures Ensino Secundário Curso Científico-Humanístico de Ciências e Tecnologias 12º Ano de Escolaridade Para a disciplina de Área de Projecto Prof.ª Ana Reis Relatório Individual

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt)

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt) Esterofoto Geoengenharia SA Álvaro Pombo Administrtador (www.estereofoto.pt) Q. Conte-nos um pouco da historia da empresa, que já tem mais de 30 anos. R. A Esterofoto é uma empresa de raiz, a base da empresa

Leia mais

Informações Acadêmicas - Intercâmbio

Informações Acadêmicas - Intercâmbio Destino (Cidade/País): Milão, Itália Nome: Rafael Silva Cruz Martins Informações Acadêmicas FEA Administração Graduação Diurno Economia Pós Noturno Contabilidade Atuaria Informações Acadêmicas - Intercâmbio

Leia mais

6. Considerações finais

6. Considerações finais 84 6. Considerações finais Nesta dissertação, encontram-se registros de mudanças sociais que influenciaram as vidas de homens e mulheres a partir da chegada das novas tecnologias. Partiu-se da Revolução

Leia mais

fui acompanhando pelo site da DHL o estado da encomenda. Como se pode aferir na figura

fui acompanhando pelo site da DHL o estado da encomenda. Como se pode aferir na figura Boa Tarde! Venho pelo presente documento proceder a uma reclamação inerente ao serviço de entrega com a referência 1369403490, expedida no dia 24/12/2016. Assim que a encomenda foi expedida, fui acompanhando

Leia mais

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT Desde já, agradecemos a sua participação nesta nova etapa do Projecto de Tutoria a Estudantes ERASMUS versão OUT. Com este inquérito, pretendemos

Leia mais

Logo, fiquem atentos às nossas instruções para que tudo ocorra dentro da normalidade.

Logo, fiquem atentos às nossas instruções para que tudo ocorra dentro da normalidade. Papai e Mamãe, A Escola Bem-Me-Quer apresenta esta cartilha para que vocês possam tornar a adaptação do seu (sua) filho (a) mais tranquila e sem traumas. Mas para isso, é necessário que vocês sigam direitinho

Leia mais

Quatro dias no mar alto a bordo da Caravela Vera Cruz

Quatro dias no mar alto a bordo da Caravela Vera Cruz Quatro dias no mar alto a bordo da Caravela Vera Cruz Viagem de lançamento do veleiro WEST - 6-9 junho 2015 Projeto A ponte entre a escola e a Ciência Azul Ricardo Estevens, ES 2/3 Anselmo de Andrade,

Leia mais

O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER

O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER LIDERANÇA O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER Roselinde Torres foco na pessoa 6 Por Roselinde Torres O que é preciso para ser um grande líder hoje? Muitos de nós temos a imagem de um líder como um

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 )

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) Tendo iniciado no presente ano lectivo 2005/2006 o funcionamento da plataforma Moodle na Universidade Aberta, considerou-se

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

* DO PREFÁCIO; para informação publica e dos leitores assíduo, buscando contribuir com a classe segurança da área de escoltas, e levando a

* DO PREFÁCIO; para informação publica e dos leitores assíduo, buscando contribuir com a classe segurança da área de escoltas, e levando a * DO PREFÁCIO; para informação publica e dos leitores assíduo, buscando contribuir com a classe segurança da área de escoltas, e levando a conhecimento publico os heróis que nem sempre são vistos desta

Leia mais

PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC. Carmen Figueiredo

PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC. Carmen Figueiredo PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC Carmen Figueiredo PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC 1ª edição 2005 Realização Apoio CRÉDITOS Produção Ethnos estratégias socio ambientais - ethnosconsultoria@uol.com.br

Leia mais

O SISMO DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 E A PERCEPÇÃO DO EVENTO

O SISMO DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 E A PERCEPÇÃO DO EVENTO SÍSMICA 2010 8º CONGRESSO DE SISMOLOGIA E ENGENHARIA SÍSMICA 1 O SISMO DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 E A PERCEPÇÃO DO EVENTO CARLOS SOUSA OLIVEIRA Prof. Catedrático ICIST/IST Lisboa-Portugal MÓNICA AMARAL

Leia mais

MEMÓRIAS DE TRADUÇÃO NO PARLAMENTO EUROPEU A IMPORTÂNCIA DO MULTILINGUISMO

MEMÓRIAS DE TRADUÇÃO NO PARLAMENTO EUROPEU A IMPORTÂNCIA DO MULTILINGUISMO MEMÓRIAS DE TRADUÇÃO NO PARLAMENTO EUROPEU A IMPORTÂNCIA DO MULTILINGUISMO Numa breve consulta da página dedicada ao Multilinguismo no site oficial do Parlamento Europeu (www.europarl.europa.eu), deparamos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso após a cerimónia de assinatura

Leia mais

36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO

36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO 36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO AQUI TEM UM FATO INUSITADO. QUE PASSA DESPERCEBIDO PELA MAIORIA DAS PESSOAS, NÃO TREINADAS NA ARTE

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT Desde já, agradecemos a sua participação nesta nova etapa do Projecto de Tutoria a Estudantes ERASMUS versão OUT. Com este inquérito, pretendemos

Leia mais

Vila Baleira Ilha de Porto Santo

Vila Baleira Ilha de Porto Santo Vila Baleira Ilha de Porto Santo Dia 0 Lisboa Porto Santo (25 12 2009) A viagem a Porto Santo começou a ser preparada com alguma antecedência, de forma a ser adequada a uma família de 4 pessoas. Para isso,

Leia mais

Os 6 Passos Para Você Vender Consultoria em Vendas Online Através de Palestras Online

Os 6 Passos Para Você Vender Consultoria em Vendas Online Através de Palestras Online Os 6 Passos Para Você Vender Consultoria em Vendas Online Através de Palestras Online Palestra online é uma das maneiras mais simples, rápida e eficiente de vender serviço 01 - Recebem elogios mas não

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO

OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO Dia 17 de Fevereiro entrou em vigor o Regulamento (CE) n.º 261/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de Fevereiro de 2004, que estabelece regras

Leia mais

Aprenda como renegociar suas dívidas e A TER

Aprenda como renegociar suas dívidas e A TER Aprenda como renegociar suas dívidas e VOLTAR A TER CRÉDITO O PROBLEMA FINANCEIRO PODE LEVAR SUA FAMÍLIA À RUÍNA. A dívida entra pela porta da frente e o amor sai pela porta dos fundos. É fácil identificar

Leia mais

FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA

FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA Toyota do Brasil Pós-venda Capítulo 1 - O que o Cliente espera do Serviço de Pós-Venda Capítulo 2 - A Filosofia do Serviço de Pós-Venda Toyota Definindo a Filosofia

Leia mais

De entre vários direitos que o diploma contém destacamos os seguintes:

De entre vários direitos que o diploma contém destacamos os seguintes: NATAL. UMA ÉPOCA FESTIVA ONDE AS FRONTEIRAS NÃO TÊM LUGAR... Uma vez que se aproxima mais um Natal, é importante não descurar e conhecer os seus direitos. Esta quadra, ainda que nos acompanhe por poucos

Leia mais

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 52 A EXPANSÃO DO BLOCO EUROPEU

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 52 A EXPANSÃO DO BLOCO EUROPEU GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 52 A EXPANSÃO DO BLOCO EUROPEU Como pode cair no enem Sarkozy e Berlusconi encaminharam pedido à UE, solicitando a revisão do: a) Tratado de Maastricht, o qual concede anistia

Leia mais

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA Nome: Juliana Malacarne de Pinho No. USP 7166759 Curso ECA: Jornalismo Dados do Intercâmbio Universidade: Universidade NOVA de Lisboa Curso: Comunicação Social Período:

Leia mais

Leia os textos e assinale a alternativa correta: 1) O que Ana quer que Pedro faça?

Leia os textos e assinale a alternativa correta: 1) O que Ana quer que Pedro faça? UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROGRAMA DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PLE CERIFICADO INTERNACIONAL DE LÍNGUA PORTUGUESA CILP SIMULADO COMPREENSÃO LEITORA E ASPECTOS LINGUÍSTICOS NÍVEL BÁSICO ESCOLAR A2 Leia os

Leia mais

Homens. Inteligentes. Manifesto

Homens. Inteligentes. Manifesto Homens. Inteligentes. Manifesto Ser homem antigamente era algo muito simples. Você aprendia duas coisas desde cedo: lutar para se defender e caçar para se alimentar. Quem fazia isso muito bem, se dava

Leia mais

PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015

PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015 PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015 1/10 PROJECTO 1 - Curso de Preparação para a Parentalidade Adoptiva Depois de tudo te amarei Como se fosse sempre antes Como se de tanto esperar Sem

Leia mais

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia?

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia? Entrevista A13 I Experiência no lar Há quanto tempo trabalha no lar? Há 4 anos. 1 Qual é a sua função no lar? Encarregada de Serviços Gerais. Que tarefas desempenha no seu dia-a-dia? O contacto directo

Leia mais

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a Oração u m a c o n v e r s a d a a l m a 11 12 O Evangelho relata que por diversas vezes, quando ninguém mais estava precisando de alguma ajuda ou conselho, Jesus se ausentava para ficar sozinho. Natural

Leia mais

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no VISITA AO AMAPÁ FÁTIMA NANCY ANDRIGHI Ministra do Superior Tribunal de Justiça A Justiça brasileira deve se humanizar. A afirmação foi feita pela ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça,

Leia mais

Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais. Associação

Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais. Associação Folheto Informativo, Vol. 4, n.º 21. idos pais Associação promoção do desenvolvimento, tratamento e prevenção da saúde mental Associação Edição online gratuita i dos pais. Folheto Informativo. Vol. 4,

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO. NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO. NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org PROGRAMA DE VOLUNTARIADO NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org WEBSITES: Serviço de Voluntariado Europeu: http://www.sve.pt http://www.facebook.com/l.php?u=http%3a%2f%2fwww.sve.pt%2f&h=z

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 2

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 2 Sexo Idade Grupo de docência Feminino 40 Inglês (3º ciclo/secundário) Anos de Escola serviço 20 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Inglês, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o

Leia mais

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa.

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa. A Criada Russa Sandra Pinheiro Interior. Noite. Uma sala de uma casa de família elegantemente decorada. Um sofá ao centro, virado para a boca de cena. Por detrás do sofá umas escadas que conduzem ao andar

Leia mais

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a Página 1 1 Como escrever um Estudo de Caso O que é um estudo de caso? Um estudo de caso é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a lembre-se de escrever um estudo de caso é que o caso

Leia mais

Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD

Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD Diretoria de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Eventos Críticos DPIFE Palestrante: JARBAS JORGE DE ALCÂNTARA Téc.

Leia mais

Prevenção de incêndios

Prevenção de incêndios Prevenção de incêndios 1 Prevenção de incêndios Entre 2008 e 2013, os falsos alarmes de incêndio nos centros comerciais da Sonae Sierra dispararam entre 5.000 a 7.000 vezes por ano. Mesmo não pondo em

Leia mais

COMUNICADO. Instalações da Cantina do Complexo ICBAS/FFUP

COMUNICADO. Instalações da Cantina do Complexo ICBAS/FFUP COMUNICADO Instalações da Cantina do Complexo ICBAS/FFUP Caros Colegas, A Direção da Associação de Estudantes do Instituto Ciências Biomédicas Abel Salazar (DAEICBAS) e a Direção da Associação de Estudantes

Leia mais

O TREINO DEPOIS DOS 50 ANOS

O TREINO DEPOIS DOS 50 ANOS PEDRO MAIA FITNESS & CYCLING BIKE PERSONAL TRAINER O TREINO DEPOIS DOS 50 ANOS PLANEAMENTO OS PRINCÍPIOS DE TREINO Quando treinamos, temos como principal objetivo melhorar alguns dos aspetos das nossas

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil

INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil INFORMES SETORIAL Aeronáutica fala sobre a segurança nos céus do Brasil A reportagem exibida na semana passada mostrava algumas falhas na comunicação entre o avião monomotor em que estava o nosso repórter

Leia mais

Na faculdade (Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz") fui muito bem recebida, a professora que me orientou esteve sempre disponível, os

Na faculdade (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) fui muito bem recebida, a professora que me orientou esteve sempre disponível, os O que me levou a participar no programa de mobilidade foi a vontade de sair do país, aproveitando as oportunidades daí decorrentes, para ver como é lá fora, poder ter um termo de comparação, além da oportunidade

Leia mais

Cartas enviadas para a ZON

Cartas enviadas para a ZON Cartas enviadas para a ZON 1ª CARTA Bruno Cardoso Pimentel Macedo Praceta da Bela Vista nº8 4720-286 Carrazedo Amares ZON TV Cabo Portugal, S.A. Edifício ZON Rua Ator António Silva, 9 Campo Grande 1600-404

Leia mais

Roteiro VcPodMais#005

Roteiro VcPodMais#005 Roteiro VcPodMais#005 Conseguiram colocar a concentração total no momento presente, ou naquilo que estava fazendo no momento? Para quem não ouviu o programa anterior, sugiro que o faça. Hoje vamos continuar

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 59 Discurso em ato comemorativo do

Leia mais

Levantamento do Perfil Empreendedor

Levantamento do Perfil Empreendedor Levantamento do Perfil Empreendedor Questionário Padrão Informações - O objetivo deste questionário é auxiliar a definir o seu perfil e direcioná-lo para desenvolver suas características empreendedoras.

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Esta Assembleia Geral confia nos trabalhos do Conselho Fiscal, nomeadamente no resultado das diligências por este tomadas, e suas condutas.

Esta Assembleia Geral confia nos trabalhos do Conselho Fiscal, nomeadamente no resultado das diligências por este tomadas, e suas condutas. ATA NÚMERO TRÊS Ao vigésimo sétimo dia do mês de Maio de dois mil e quinze, pelas dez horas realizou-se, nos termos do artigo 25 dos estatutos da AEFEUP, a Assembleia Geral Extraordinária número dois na

Leia mais

SEJA RESPONSÁVEL EVITE ATRASOS E MULTAS FACILITE A SUA VIDA! 1ª Fase - 1 a 31 de Março de 2014, para rendimentos das categorias A e H;

SEJA RESPONSÁVEL EVITE ATRASOS E MULTAS FACILITE A SUA VIDA! 1ª Fase - 1 a 31 de Março de 2014, para rendimentos das categorias A e H; IRS 2014 e 2015: Prazos e Despesas Dedutíveis Com o início de um novo ano aparecem as obrigações fiscais anuais que todos os contribuintes têm de cumprir. Está na hora de começar já a organizar as suas

Leia mais

Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV

Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV 1ª Edição (v1.4) 1 Um projeto de segurança bem feito Até pouco tempo atrás o mercado de CFTV era dividido entre fabricantes de alto custo

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Implantação de ERP com sucesso

Implantação de ERP com sucesso Implantação de ERP com sucesso Implantação de ERP com sucesso, atualmente ainda é como um jogo de xadrez, você pode estar pensando que está ganhando na implantação, mas de repente: Check Mate. Algumas

Leia mais

Trabalhar para viver. Psicóloga, Choi Soi Chan

Trabalhar para viver. Psicóloga, Choi Soi Chan Psicóloga, Choi Soi Chan Trabalhar desde a entrada até à saída do serviço..., levar trabalho para concluir em casa depois de sair do serviço..., o trabalho não tem fim..., trabalhar tanto de dia como de

Leia mais

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas Fui expulso, mas tenho um filho menor a cargo a viver em Portugal. Podem recusar-me a entrada? Sim. A residência de filhos menores em Portugal é apenas

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

em nada nem constitui um aviso de qualquer posição da Comissão sobre as questões em causa.

em nada nem constitui um aviso de qualquer posição da Comissão sobre as questões em causa. DOCUMENTO DE CONSULTA: COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO EUROPEIA SOBRE OS DIREITOS DA CRIANÇA (2011-2014) 1 Direitos da Criança Em conformidade com o artigo 3.º do Tratado da União Europeia, a União promoverá os

Leia mais

Em direção a Samsun, tiramos excelentes fotografias do avião a sobrevoar as águas serenas do Mar Negro.

Em direção a Samsun, tiramos excelentes fotografias do avião a sobrevoar as águas serenas do Mar Negro. Reunião de projeto na Turquia No dia 19 de abril de 2015, pelas 6 horas da manhã partimos do Aeroporto Sá Carneiro rumo à Turquia. Ao aterrarmos em Frankfurt, a surpresa foi enorme. Este aeroporto é uma

Leia mais

Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais

Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UMANAS IFCH FACULDADE DE EDUCAÇÃO FACED Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais Curso: Ciências Sociais

Leia mais

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17) SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO (ANO C) 2 de Junho de 2013 Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17) 10 Ao regressarem, os Apóstolos contaram-lhe tudo o que tinham feito.

Leia mais

A Comunicação Estratégica. no âmbito da Mudança Organizacional

A Comunicação Estratégica. no âmbito da Mudança Organizacional A Comunicação Estratégica no âmbito da Mudança Organizacional Entrevista 3 Organização C Caracterização da Organização e Entrevistado Tipo ORGANIZAÇÃO - C Entidade Privada - Multinacional Americana, com

Leia mais

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Lisboa, 10 janeiro 2014 António Rendas Reitor da Universidade Nova de Lisboa Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas Queria começar

Leia mais

Uma lição de vida? Nos meus últimos anos tenho aprendido muitas lições de vida mesmo. A que eu acho mais importante de transmitir são "os Resultados"

Uma lição de vida? Nos meus últimos anos tenho aprendido muitas lições de vida mesmo. A que eu acho mais importante de transmitir são os Resultados Gonçalo Carvalho Em entrevista exclusiva à Federação Equestre Portuguesa, meses antes do início dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, Gonçalo Carvalho fala da sua paixão pelo desporto equestre, da trajetória

Leia mais

Política de Afiliados

Política de Afiliados Política de Afiliados Obrigações do Produtor 1- Pagamento de R$1.000 a cada venda do Programa Expert Milionário que será gerenciada pela plataforma POST AFILIATE da produtora 2- Caso o afiliado venda mais

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Este testemunho é muito importante para os Jovens.

Este testemunho é muito importante para os Jovens. Este testemunho é muito importante para os Jovens. Eu sempre digo que me converti na 1ª viagem missionária que fiz, porque eu tinha 14 anos e fui com os meus pais. E nós não tínhamos opção, como é o pai

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

FORMAR-SE. Há em muitas de nossas falas, quando terminamos um ciclo, algo que ocorre muito

FORMAR-SE. Há em muitas de nossas falas, quando terminamos um ciclo, algo que ocorre muito FORMAR-SE Senhoras e senhores, Há em muitas de nossas falas, quando terminamos um ciclo, algo que ocorre muito na cultura, algo que tem a profunda marca antropológica dos rituais: a celebração de uma passagem,

Leia mais

Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo

Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo 2013 Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo Ana Fonseca, Bárbara Nazaré e Maria Cristina Canavarro Pontos de interesse especiais: Porque

Leia mais

Senhor Presidente. Senhor Presidente,

Senhor Presidente. Senhor Presidente, Intervenção proferida pelo Deputado Clélio Meneses aquando da discussão do Plano e Orçamento para 2012. Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente, Senhora e Senhores Membros do

Leia mais

Produtos e Sistemas Comercializados

Produtos e Sistemas Comercializados Aquapc Quality Computers Apresentação da Empresa, produtos e serviços, guia sobre formas de compra local e envio de encomendas para Cidadãos e Empresas Angolanas O Projecto Aquapc A Aquapc Quality Computers,

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Programa de Treino de Mar

Programa de Treino de Mar ÍNDICE 1 - APORVELA 1.1 Objectivos 1.2 - Parceiros 1.3 - Programa Jovens e o Mar 2 - PROGRAMA JOVENS E O MAR 3 - TREINO DE MAR 3.1 Treino de Mar 3.2 Organização a Bordo 3.3 Actividades a Bordo e em Terra

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

Análise: Desemprego Jovem e medidas de apoio IEFP. Análise: Desemprego Jovem e Medidas de Apoio IEFP

Análise: Desemprego Jovem e medidas de apoio IEFP. Análise: Desemprego Jovem e Medidas de Apoio IEFP Análise: Desemprego Jovem e Medidas de Apoio IEFP Análise: Desemprego Jovem e Medidas de Apoio IEFP Com o número de jovens desempregados a não apresentar melhorias significativas, torna-se importante perceber

Leia mais

Análise Matemática II

Análise Matemática II Página Web 1 de 7 Análise Matemática II Nome de utilizador: Arménio Correia. (Sair) LVM AM2_Inf Questionários INQUÉRITO ANÓNIMO» AVALIAÇÃO de AM2 e dos DOCENTES Relatório Ver todas as Respostas View Todas

Leia mais

Uma globalização consciente

Uma globalização consciente Uma globalização consciente O apelo a uma globalização mais ética tornou se uma necessidade. Actores da globalização como as escolas, devem inspirar por estes valores às responsabilidades que lhes são

Leia mais

Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho MANUAL ENTREVISTADOR

Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho MANUAL ENTREVISTADOR DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS E SOCIAIS SERVIÇO DE ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho MANUAL DO ENTREVISTADOR Março 2008 2

Leia mais

Informações Acadêmicas - Intercâmbio

Informações Acadêmicas - Intercâmbio Destino (Cidade/País): Milão, Itália Nome: Filippe de Camargo Cordeiro Informações Acadêmicas FEA Administração Graduação Diurno Economia Pós Noturno Contabilidade Atuaria Informações Acadêmicas - Intercâmbio

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO

III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO PROGRAMA DA VIAGEM 30 / JULHO LISBOA / RECIFE / ARACAJU Comparência no Aeroporto Internacional de Lisboa cerca das 09H30. Formalidades de embarque

Leia mais

História e Teologia de Missões

História e Teologia de Missões MISSÕES BRASILEIRAS O Gigante começa a despertar Esta é uma área de pesquisa ainda com pouca exploração. Imigrantes forma os principais instrumentos de evangelização. O primeiro grupo veio em 1558, quando

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais