AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA E CONHECIMENTO ALIMENTAR DE PRÉ-ESCOLARES DE UMA E.M.E.I. NA CIDADE DE SERRA NEGRA SP.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA E CONHECIMENTO ALIMENTAR DE PRÉ-ESCOLARES DE UMA E.M.E.I. NA CIDADE DE SERRA NEGRA SP."

Transcrição

1 AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA E CONHECIMENTO ALIMENTAR DE PRÉ-ESCOLARES DE UMA E.M.E.I. NA CIDADE DE SERRA NEGRA SP. ANTHROPOMETRIC EVALUATION AND FOOD KNOWLEDGE OF A PRE- SCHOOL EMEI MOUNTAIN CITY SERRA NEGRA - SP. RESUMO RAMALHO, Lucas Gabriel Berloni BASAGLIA, Poliana UYEDA, Mari O objetivo deste estudo é descrever o perfil antropométrico nutricional de pré-escolares matriculados em uma Escola Municipal de Ensino Infantil (E. M. E. I), localizada na cidade de Serra Negra, São Paulo. Trata-se de um estudo transversal descritivo, constituído de avaliação antropométrica (peso e estatura) e ministração de uma palestra educativa sob o tema educação alimentar. A população de estudo é composta por 35 pré-escolares entre 5 e 6 anos de idade. Os resultados foram mensurados tendo como base de referencia da Organização Mundial da Saúde (OMS 2007). Observa-se que 57,14% das crianças apresentam sobrepeso e/ou obesidade. Com relação à avaliação de peso para idade, observa-se mais prevalência de obesidade nos gêneros masculinos e femininos correspondentes a faixa etária de 6 anos. Não foi identificado nenhum caso de desnutrição avaliando os indicadores de índice de massa corporal (IMC), estatura para idade (E/I) e peso para idade (P/I). Avaliando a transição nutricional deste estudo, podese concluir que não foram identificados casos de déficits pôndero-estaturais indicativos de desnutrição, porém foi observado um considerável excesso de peso, resultante de sobrepeso e obesidade. Palavras-chave: estado nutricional; antropometria; pré-escolar; peso corporal; estatura. ABSTRACT The objective of this study is to describe the nutritional anthropometric profile of preschoolers enrolled in a Municipal School of Infantile Education (EME I), located in the city of Serra Negra, Sao Paulo. This is a descriptive cross-sectional study consisted of anthropometric measurements (weight and height) and ministry of an educational talk on nutrition education. The studied population consists of 35 pre-school children between 5 and 6 years old. The results were measured based on the reference of the World Health Organization (WHO 2017). It is observed that 57.14% of children are overweight and / or obese. As to the evaluation of weight for age, more prevalence of obesity is observed in male and female genders corresponding to 6 years of age. No cases of malnutrition assessing the body mass index of indicators has been identified (BMI), height for age (H / A) and weight for age (W / A). Assessing the nutritional transition of this study, it can be concluded that there were no identified cases of malnutrition indicating weight-stature deficits, but a considerable weight excess, resulting from overweight and obesity was observed. Keywords: nutritional status; anthropometry; pre-school; body weight; stature. 1

2 INTRODUÇÃO A infância e a adolescência são fases da vida em que se moldam comportamentos e se criam hábitos alimentares que irão permanecer pela vida toda. São períodos cruciais para a saúde, em que a alimentação é extremamente importante. A educação alimentar precoce contribui para reverter à prevalência de doenças crônicas e a obesidade infantil. Por esta razão, considera-se que na idade infantil a educação para a saúde deva assumir particular importância pelas escolas (CORREIA, 2004). A avaliação nutricional de pré-escolares é considerada uma ferramenta fundamental, pois permite orientar o planejamento, a execução, o monitoramento e a avaliação de programas de saúde nos municípios e/ou regiões, traçando o perfil nutricional dos avaliados e consequentemente a melhora da qualidade de vida. (MAXIMINO, 2013). Uma alimentação saudável e balanceada é responsável por fornecer energia e nutrientes para o organismo, mantendo o desenvolvimento e a saúde do mesmo. (EUCLIDES, 2000). São notáveis as decorrentes mudanças no perfil nutricional da população mundial. Estudos epidemiológicos revelam o aumento na prevalência de sobrepeso e obesidade entre crianças, adolescentes e adultos. Um fator preocupante é o excesso de peso que está atingindo um número maior de crianças. A obesidade na infância, principalmente depois dos 5 anos, e na adolescência, é um fator preditivo de obesidade na idade adulta, com todas as consequências que advêm com o aumento do risco de doenças cardiovasculares, problemas ortopédicos e diabetes mellitus, mas também com problemas psíquicos, nomeadamente diminuição da autoestima, depressão e problemas sociais (FIGUEIREDO, 2003). A obesidade é definida pela OMS como a epidemia do século XXI. Ela resulta de um desequilíbrio entre o consumo energético e o gasto energético total, sendo a doença crônica mais difícil e frustrante de tratar (CAMPOS, 2005). 2

3 Por questão da elevada produção de alimentos industrializados com alta densidade calórica, torna-se de fácil acesso a população geral, deixando de lado a cultura e o conhecimento alimentar saudável (EUCLIDES, 2000). É considerado como objetivo principal do profissional Nutricionista, sugerir mudanças no comportamento alimentar dos indivíduos quando os mesmos estiverem inadequados à saúde, e/ou promover o bem estar dos indivíduos pela introdução de práticas saudáveis de atividades físicas aliadas à avaliação nutricional (KATHLEEN, 2012). O presente estudo foi desenvolvido com o intuito de demonstrar que a avaliação antropométrica realizada no cotidiano possibilita a detecção de desvios nutricionais infantis. METODOLOGIA Trata-se de um estudo transversal descritivo, constituído de avaliação antropométrica e conhecimento alimentar de 35 pré-escolares nas faixas etárias entre 5 e 6 anos do gênero masculino e feminino. O estudo foi realizado na E.M.E.I. Maria Aparecida Bicudo Gonçalves da Silva, localizada no bairro Nova Serra Negra na cidade de Serra Negra SP. Após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética do Centro Universitário Amparense UNIFIA/UNISEP (projeto nº ), Amparo- SP foi realizada uma reunião com os pais e responsáveis pelas crianças a fim de explicar o objetivo da pesquisa. De um universo de 37 pré-escolares, somente dois não participaram da pesquisa, pois os pais ou responsáveis não autorizaram. Os responsáveis que aceitaram que seus filhos participassem da pesquisa assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Para aferição do peso foi utilizada balança mecânica da marca Welmy com capacidade máxima de aferição 150 Kg e precisão de 100g, disponibilizada por uma Unidade Básica de Saúde (UBS), localizada dentro do campo de pesquisa. A balança é calibrada periodicamente e antes da pesagem foi realizada a aferição de um peso de 10 3

4 Kg, a fim de comprovar a calibragem. As crianças foram pesadas em pé com roupas leves e sem calçados. A fim de aferir a estatura, utilizou-se um estadiômetro de madeira da marca Sanny com precisão de 0,1 cm, fixado em uma parede de superfície plana, lisa e sem rodapés da Unidade Básica de Saúde (UBS). A estatura foi aferida com as crianças em pé, em posição ereta, de costas encostada à parede e sem calçados. Após a coleta de dados referente à estatura, peso, sexo e idade, foram determinados os valores do índice de massa corporal (IMC), estatura para idade (E/I) e peso para idade (P/I), através da utilização das curvas de crescimento conforme as referências da Organização Mundial da Saúde (OMS, 2007). Para avaliação do estado nutricional foi utilizado o cálculo do escore Z para os índices IMC, E/I e P/I. Na classificação do estado nutricional segundo os índices de IMC, E/I e P/I, foram adotados os seguintes pontos de corte: IMC escore-z < -3 = magreza acentuada; escore-z entre - 3 e -2 = magreza; escore-z -2 entre+1 = eutrofia; escore-z +1 entre +2 = sobrepeso; escore-z +2 entre +3 = obesidade e escore-z > +3 = obesidade grave. Para a classificação baseada no índice E/I, os pontos de corte foram: escore-z < -3 = muita baixa estatura para idade; escore-z - 3 entre -2 = baixa estatura para idade e escore-z - 2 = estatura adequada para idade. Já para a classificação dos parâmetros de P/I utilizouse os seguintes pontos de corte: escore-z < - 3 = muito baixo peso para idade; escore-z - 3 entre -2 = baixo peso para idade; escore-z -2 entre +2 = peso adequado para idade e escore-z > +2 = peso elevado para idade. Para averiguar o conhecimento dos pré-escolares em relação à alimentação saudável, foi ministrada uma palestra educativa, demonstrando grupos de alimentos saudáveis e alimentos não saudáveis, a fim de comparar se o resultado das medidas antropométricas possui alguma relação com o conhecimento ou a falta de conhecimento nutricional. Cabe esclarecer que os dados da pesquisa foram coletados durante os meses de Abril à Junho de

5 RESULTADOS E DISCUSSÕES De um universo de 35 pré-escolares autorizados a participar da pesquisa, todos estavam presentes no dia da coleta de dados. Destes 35 pré-escolares, 21 (60,0%) pertenciam ao sexo masculino e 14 (40,0%) ao sexo feminino. Em relação à idade, 15 escolares (42,86%) estavam com 5 anos e 20 (57,14%) com 6 anos. Na avaliação do estado nutricional das crianças, segundo o escore-z em relação ao IMC, observou-se que 15 (42,86%) dos pré-escolares estavam eutroficos, 12 (34,28%) apresentava sobrepeso e 8 (22,86%) apresentavam obesidade. No estudo não foi identificada nenhuma criança com diagnostico de magreza ou obesidade grave. Estes dados podem ser observados nas Tabelas 1 e 2. Em relação ao P/I podemos observar que o gênero masculino de 6 anos encontra-se com o peso elevado quando comparado com a amostragem masculina de 5 anos. O estudo demonstra que também há uma amostragem maior com peso elevado no gênero feminino correspondente a idade de 6 anos. Como pode ser visto na Tabela 3 Tabela 1 - Distribuição do escore-z de IMC, segundo gênero masculino dos préescolares avaliados na E. M. E. I. Maria Aparecida Bicudo Gonçalves da Silva, Serra Negra, SP, Escore-z para IMC MASCULINO Z <-3 Magreza acentuada Z -3 < -2 Magreza Z Eutrofia Z Sobrepeso Z Obesidade Z >+3 Obesidade grave Total Valor amostrado 0,0 0,0 8,0 9,0 4,0 0,0 21,0 % valor amostrado 0,0 0,0 38,10 42,86 19,04 0,0 100,0 5

6 Tabela 2 - Distribuição do escore-z de IMC, segundo gênero feminino dos préescolares avaliados na E. M. E. I. Maria Aparecida Bicudo Gonçalves da Silva, Serra Negra, SP, Escore-z para IMC Z <-3 Magreza acentuada Z -3 < -2 Magreza Z Eutrofia Z Sobrepeso Z Obesidade Z >+3 Obesidade grave Total FEMININO Valor amostrado 0,0 0,0 7,0 3,0 4,0 0,0 14,0 % valor amostrado 0,0 0,0 50,0 21,43 28,57 0,0 100,0 Tabela 3 - Distribuição do escore-z de P/I, segundo gênero e idade dos pré-escolares avaliados na E. M. E. I. Maria Aparecida Bicudo Gonçalves da Silva, Serra Negra, SP, Escore-z para P/I Z <-3 Muito baixo peso Z -3 < -2 Baixo peso Z Peso adequado Z > +2 Peso elevado Total MASCULINO 5 ANOS Valor amostrado 0,0 0,0 9,0 1,0 10,0 % valor amostrado 0,0 0,0 90,0 10,0 100,0 MASCULINO 6 ANOS Valor amostrado 0,0 0,0 4,0 7,0 11,0 % valor amostrado 0,0 0,0 36,36 63,64 100,0 FEMININO 5 ANOS Valor amostrado 0,0 0,0 5,0 1,0 6,0 % valor amostrado 0,0 0,0 83,33 16,66 100,0 FEMININO 6 ANOS Valor amostrado 0,0 0,0 3,0 5,0 8,0 % valor amostrado 0,0 0,0 37,5 62,5 100,0 6

7 Com base no escore-z do índice E/I, não foi encontrado nenhum caso de deficiência em relação à estatura, ou seja, todos os pré-escolares apresentam estatura adequada para idade. Em relação aos resultados obtidos no estudo, é possível verificar que 42,86% dos pré-escolares encontram-se eutróficos, porém pode-se observar que os percentuais de sobrepeso (34,28%) e obesidade (22,86%) estão bem elevados. Cabe mencionar que no gênero masculino, o sobrepeso (42,86%) predominou, em quantos no gênero feminino é possível identificar um predomínio maior nos casos de obesidade (28,57%). Em se tratando de sensibilidade dos índices, pode-se dizer que o índice P/I apresenta maior sensibilidade para identificar crianças menores de dez anos de vida com risco de desnutrição, visto que, nessa faixa etária o peso é parâmetro que tem maior velocidade de crescimento. O peso varia mais em função da idade do que do comprimento da criança, o que o torna mais sensível aos agravos nutricionais. (CAMPOS, 2005). Com relação à idade, no gênero masculino correspondente a 6 anos de vida, verificou-se percentuais elevados de obesidade (63,64%); pode-se observar a mesma situação na população feminina com 6 anos de idade. Não foi observado nenhum caso de desnutrição de acordo com os indicadores IMC, E/I e P/I nos pré-escolares. Cabe deixar registrado que o maior déficit estatural e ponderal ocorre em torno do terceiro mês de vida e cai vagarosamente ao redor do terceiro ano de vida. (FIGUEIREDO, 2003). A fim de realizar uma complementação no estudo, foi ministrada aos préescolares uma palestra educativa com o intuito de saber o conhecimento dos mesmos em relação à alimentação saudável. De um universo de 35 (100,0%) dos participantes, somente 12 (34,28%) relataram conhecer o grupo de alimentos saudáveis apresentados na palestra e tinham noções básicas sobre uma boa alimentação. No ato da ministração da palestra educativa, 65,72% dos participantes relataram não consumir frutas, verdura e legumes e que consomem alimentos industrializados como salgadinhos, biscoitos recheados nas principais refeições. Isto é, um fator preocupante na elevação do peso e nas complicações no estado nutricional, podendo 7

8 influenciar o aumento de comorbidades e doenças associadas à alimentação inadequada, como obesidade, diabetes, mellitus, hipercolesterolemia e hipertensão arterial. CONCLUSÃO A obesidade tem sido considerada um problema atualmente crescente em grande parte da população mundial, pode ser explicado pela redução na prática de atividades físicas e pelas modificações dos hábitos alimentares, resultante do aumento na quantidade e frequência do consumo de produtos industrializados (ANGELIS, 2003). No presente estudo, observaram-se percentuais elevados de excesso de peso, onde 57,14% dos pré-escolares avaliados se enquadram no perfil de sobrepeso e obesidade. O fato de não ter sido observado nenhum caso de desnutrição na pesquisa pode ser explicado por alguns aspectos básicos, como melhorias nas condições de saneamento básico, expansão do acesso às condições básicas de saúde, progressos moderados na renda familiar e oferta de suplementação nutricional quando necessário (VITOLO, 2015). Quanto ao perfil de consumo alimentar, foi relatado pela população estudada predominância no consumo de alimentos industrializados, como refrigerantes, biscoitos recheados, salgadinhos, doces e guloseimas, comprovando a mudança da cultura alimentar globalizada no país, na qual se destaca a substituição de alimentos naturais e saudáveis por alimentos industrializados, refinados e ricos em açúcares e gorduras (INAN, 1990). Os dados apresentados na pesquisa poderão servir de apoio para a implantação e/ou complementação no monitoramento do estado nutricional da população estudada, uma vez que se pode observar a necessidade de intensificar os estudos sobre as condições de vida, em especial da população infantil, a fim de controlar e prevenir distúrbios nutricionais. 8

9 REFERÊNCIAS ANGELIS, R.C. Riscos e prevenção da obesidade. São Paulo: Atheneu, p. BOUCHARD, C. Atividade física e obesidade. São Paulo: Manole, p. CAMPOS, A; COTTA, R. et al. Aconselhamento nutricional de crianças menores de dois anos de idade: potencialidades e obstáculos como desafios estratégicos. Viçosa/MG, CAMPOS, I; REGO, C. et al. Intervenção Nutricional na Terapêutica da Obesidade Infantil: estudo comparativo entre um programa intensivo e um programa alargado. Rev. Aliment-Humana 2005;11(1): CORREIA, P; PEREIRA, C. et al. Excesso de Peso: Caracterização de uma População Escolar do Concelho de Lisboa. Act-pediatr-port 2004;35(5-6): DANELON, M. S. Estado nutricional, consumo alimentar e estilo de vida de escolares de Campinas SP f. Dissertação (Mestrado em Ciências e Tecnologia de Alimentos) Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, ESCRIVÃO, MAMS; OLIVEIRA, FLC. et al. Obesidade na infância e na adolescência. In: Lopes FA, Brasil ALD. Nutrição e dietética em clínica pediátrica. São Paulo: Atheneu; FAGIOLO, D. Educação nutricional na infância e na adolescência: planejamento, intervenção, avaliação e dinâmicas. São Paulo: RCN Editora, FIGUEIREDO, S. Obesidade: Etiologia e Diagnóstico; Nascer e Crescer. 2003;12(3):S187- S188. 9

10 INAN (Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição). Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição (PNSN, 1989): resultados preliminares. Brasília, DF; JESUS, A. M; SIMÕES, M. J. S. Avaliação antropométrica de escolares de sete a nove anos de idade da rede municipal de ensino de Mogi Guaçu, São Paulo. Alim. Nutr. Araraquara, v. 22, n. 2, p , abr./jun KATHLEEN, L. M; ESCOTT-STUMP, S. et al. Krause: alimentos, nutrição e dietoterapia. 13ª edição. Elsevier: Rio de Janeiro, RJ MAXIMINO, P. Manual de consulta para estágio em Nutrição. 1ª edição. Editora Yendis, MORI, A. M. et al. Avaliação do estado nutricional de escolares como base para a implementação de programas de prevenção da obesidade. Rev. Bras. Obes. Nutr. Emagrecimento, v. 1, n. 4, p , OMS organização mundial da saúde. Curvas de Crescimento RUIZ, E. N. F. et al. Estado nutricional de escolares da rede pública de ensino de Santa Maria RS. Rev. Bras. Nutr. Clin., v. 24, n. 2, p , SANT ANNA, M. S. L.; PRIORE, S. E.; FRANCESCHINI, S. C. C. Métodos de avaliação da composição corporal em crianças. Rev. Paul. Pediatr., v. 27, n. 3, p , TUMA, R; COSTA, T. et al. Avaliação antropométrica e dietética de pré-escolares em três creches de Brasília, Distrito Federal. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant: Recife/PE, VITOLO, R, M. Nutrição da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro, 2º edição. Editora Rubio,

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ESCOLARES E A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NO CONSUMO DE ALIMENTOS

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ESCOLARES E A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NO CONSUMO DE ALIMENTOS AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ESCOLARES E A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NO CONSUMO DE ALIMENTOS CARNEIRO, Alessandra Rosa de Araújo ARAÚJO, Ana Cristina Tomaz (UNITRI) anacrisnutricao@yahoo.com.br RESUMO: Introdução:

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL DE PRÉ - ESCOLARES E ESCOLARES DE UMA INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA DA CIDADE DE MARINGÁ, PR

PERFIL NUTRICIONAL DE PRÉ - ESCOLARES E ESCOLARES DE UMA INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA DA CIDADE DE MARINGÁ, PR ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 PERFIL NUTRICIONAL DE PRÉ - ESCOLARES E ESCOLARES DE UMA INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA DA CIDADE DE MARINGÁ,

Leia mais

A AMAMENTAÇÃO PODE PREVENIR A OBESIDADE INFANTIL?

A AMAMENTAÇÃO PODE PREVENIR A OBESIDADE INFANTIL? ISBN 78-8-6101-0-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 7 a 30 de outubro de 00 A AMAMENTAÇÃO PODE PREVENIR A OBESIDADE INFANTIL? Crislayne Teodoro Vasques 1 ; Rita de Cassia Felix

Leia mais

Projeto Ação Social. Relatório equipe de Nutrição Responsável pelos resultados: Vanessa de Almeida Pereira, Graduanda em Nutrição.

Projeto Ação Social. Relatório equipe de Nutrição Responsável pelos resultados: Vanessa de Almeida Pereira, Graduanda em Nutrição. Projeto Ação Social Relatório equipe de Nutrição Responsável pelos resultados: Vanessa de Almeida Pereira, Graduanda em Nutrição. Objetivo Geral: A equipe de Nutrição teve por objetivo atender aos pacientes

Leia mais

Assessment of nutritional status in children attending of CREI Dra. Rita Gadelha de Sá, located in the city of João Pessoa/PB.

Assessment of nutritional status in children attending of CREI Dra. Rita Gadelha de Sá, located in the city of João Pessoa/PB. Avaliação do estado nutricional em crianças frequentadoras do CREI Dra. Rita Gadelha de Sá, localizada no município de João Pessoa/PB. Assessment of nutritional status in children attending of CREI Dra.

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINOS DA CIDADE DE AMPARO - SÃO PAULO

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINOS DA CIDADE DE AMPARO - SÃO PAULO AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINOS DA CIDADE DE AMPARO - SÃO PAULO Mari Uyeda* Pedro Henrique Martins de Lima** RESUMO: As mudanças nas práticas alimentares e no padrão de atividades físicas culminaram em

Leia mais

ANÁLISE DE ASPECTOS NUTRICIONAIS EM IDOSOS ADMITIDOS NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

ANÁLISE DE ASPECTOS NUTRICIONAIS EM IDOSOS ADMITIDOS NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA ANÁLISE DE ASPECTOS NUTRICIONAIS EM IDOSOS ADMITIDOS NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA Belarmino Santos de Sousa Júnior¹ ; Fernando Hiago da Silva Duarte²; Ana Elza da Silva Mendonça³ ¹ Acadêmico de Enfermagem

Leia mais

ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 0 A 10 ANOS COM CÂNCER ASSISTIDAS EM UM HOSPITAL FILANTRÓPICO

ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 0 A 10 ANOS COM CÂNCER ASSISTIDAS EM UM HOSPITAL FILANTRÓPICO 1 -Acadêmica do 8º semestre do Curso de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí/CSHNB UFPI/Picos/PI. Bolsista ICV/UFPI. Membro do Grupo de Pesquisa em Saúde Coletiva/CSHNB/CNPq. ESTADO NUTRICIONAL

Leia mais

AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA DE CRIANÇAS DO ENSINO PRÉ-ESCOLAR DA REDE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DA AZAMBUJA

AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA DE CRIANÇAS DO ENSINO PRÉ-ESCOLAR DA REDE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DA AZAMBUJA AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA DE CRIANÇAS DO ENSINO PRÉ-ESCOLAR DA REDE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DA AZAMBUJA Clara Monteiro 1, Filipa Franco 2, Ana Santos 2, Sara Neves 2 & Ana Neves 1 1 Departamento de Tecnologia

Leia mais

Perfil nutricional de crianças de 6 a 10 anos de idade das escolas municipais na cidade de Picos/PI.

Perfil nutricional de crianças de 6 a 10 anos de idade das escolas municipais na cidade de Picos/PI. Perfil nutricional de crianças de 6 a 10 anos de idade das escolas municipais na cidade de Picos/PI. Professor Assistente da Universidade Federal do Piauí Gilvo de Farias Júnior Nutricionistas: Francilany

Leia mais

PERFIL ALIMENTAR DE MENINAS DE UMA ESCOLA ESTADUAL DO INTERIOR DE SÃO PAULO

PERFIL ALIMENTAR DE MENINAS DE UMA ESCOLA ESTADUAL DO INTERIOR DE SÃO PAULO PERFIL ALIMENTAR DE MENINAS DE UMA ESCOLA ESTADUAL DO INTERIOR DE SÃO PAULO Mari Uyeda Beatriz Conti RESUMO Muito tem se falado sobre a importância da educação nutricional em instituições de ensino para

Leia mais

TÍTULO: PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM CRIANÇAS DE 4 A 6 ANOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DAS REGIÕES LESTE E SUL DE SÃO PAULO.

TÍTULO: PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM CRIANÇAS DE 4 A 6 ANOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DAS REGIÕES LESTE E SUL DE SÃO PAULO. TÍTULO: PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM CRIANÇAS DE 4 A 6 ANOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DAS REGIÕES LESTE E SUL DE SÃO PAULO. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO

Leia mais

Avaliação do Estado Nutricional e de Saúde de Crianças e Adolescentes do Município de Belmiro Braga (MG) Resumo. 1 Introdução

Avaliação do Estado Nutricional e de Saúde de Crianças e Adolescentes do Município de Belmiro Braga (MG) Resumo. 1 Introdução Avaliação do Estado Nutricional e de Saúde de Crianças e Adolescentes do Município de Belmiro Braga (MG) Nara Juste da Silva * Renata Maria Souza Oliveira e Silva * Ana Paula Carlos Cândido Mendes * Ana

Leia mais

PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E DE OBESIDADE EM ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL I DA ESCOLA ESTADUAL ANTONIA DE FARIAS RANGEL

PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E DE OBESIDADE EM ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL I DA ESCOLA ESTADUAL ANTONIA DE FARIAS RANGEL ARTIGO PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E DE OBESIDADE EM ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL I DA ESCOLA ESTADUAL ANTONIA DE FARIAS RANGEL Flávio Petrônio Cabral de Castro Docente da Escola Estadual Antonia Rangel

Leia mais

A NUTRIÇÃO COMO FATOR FUNDAMENTAL NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA.

A NUTRIÇÃO COMO FATOR FUNDAMENTAL NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA. A NUTRIÇÃO COMO FATOR FUNDAMENTAL NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA. Mesa de Trabajo 3. Extensión, docencia e investigación Malheiros, Rafael Tamborena 1 ; Cardoso, Camila Krüger 2 ; Bueno, Elaine Alegre 1

Leia mais

PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE INFANTIL EM CRIANÇAS DE ZERO A TRÊS ANOS

PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE INFANTIL EM CRIANÇAS DE ZERO A TRÊS ANOS 37 PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE INFANTIL EM CRIANÇAS DE ZERO A TRÊS ANOS Nadieska Cristiani Baú 1 Fabiana Meneghetti Dallacosta 2 RESUMO Este estudo objetivou calcular a prevalência de sobrepeso

Leia mais

A PERCEPÇÃO DE IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADES FÍSICAS SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: UM ESTUDO DE CASO

A PERCEPÇÃO DE IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADES FÍSICAS SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: UM ESTUDO DE CASO 1 A PERCEPÇÃO DE IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADES FÍSICAS SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: UM ESTUDO DE CASO INTRODUÇÃO DEISE JAQUELINE ALVES FALEIRO SUZANA HÜBNER WOLFF Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Leia mais

Avaliação antropométrica de idosas participantes de grupos de atividades físicas para a terceira idade.

Avaliação antropométrica de idosas participantes de grupos de atividades físicas para a terceira idade. 10mo Congreso Argentino de Educación Física y Ciencias. Universidad Nacional de La Plata. Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación. Departamento de Educación Física, La Plata, 2013. Avaliação

Leia mais

RELAÇÃO DA CONDIÇÃO SOCIOECONÔMICA DE GESTANTES E SEUS HÁBITOS ALIMENTARES E POSSÍVEL INFLUÊNCIA NO PESO AO NASCER

RELAÇÃO DA CONDIÇÃO SOCIOECONÔMICA DE GESTANTES E SEUS HÁBITOS ALIMENTARES E POSSÍVEL INFLUÊNCIA NO PESO AO NASCER ISBN 978-85-61091-05-7 EPCC VI EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 RELAÇÃO DA CONDIÇÃO SOCIOECONÔMICA DE GESTANTES E SEUS HÁBITOS ALIMENTARES E POSSÍVEL

Leia mais

INGESTÃO DIETÉTICA E COMPOSIÇÃO CORPORAL DE DANÇARINAS DA UFPA (BELÉM PA).

INGESTÃO DIETÉTICA E COMPOSIÇÃO CORPORAL DE DANÇARINAS DA UFPA (BELÉM PA). INGESTÃO DIETÉTICA E COMPOSIÇÃO CORPORAL DE DANÇARINAS DA UFPA (BELÉM PA). GLEICIANE MARTINS GOMES ADRIANA MOURA DOS SANTOS JOSEANA MOREIRA ASSIS RIBEIRO FERNANDO VINÍCIUS FARO REIS JÚLIO ALVES PIRES FILHO

Leia mais

PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE ADULTOS E IDOSOS EM UMA UBS DE APUCARANA-PR

PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE ADULTOS E IDOSOS EM UMA UBS DE APUCARANA-PR PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE ADULTOS E IDOSOS EM UMA UBS DE APUCARANA-PR Resumo Lourival, N B S Fernandes, L S; A Educação nutricional ocorre devido ações educativas com a finalidade de um maior conhecimento

Leia mais

HÁBITOS ALIMENTARES E ESTADO NUTRICIONAL DE ADOLESCENTES

HÁBITOS ALIMENTARES E ESTADO NUTRICIONAL DE ADOLESCENTES 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 HÁBITOS ALIMENTARES E ESTADO NUTRICIONAL DE ADOLESCENTES Larissa Paula da Silva de Souza 1, Sara Leal de Lima 2, Angela Andréia França Gravena 3 RESUMO:

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL E DO CONSUMO ALIMENTAR DE PRÉ-ESCOLARES ATENDIDOS NOS CENTROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE GUARAPUAVA PR

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL E DO CONSUMO ALIMENTAR DE PRÉ-ESCOLARES ATENDIDOS NOS CENTROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE GUARAPUAVA PR Alim. Nutr., Araraquara v. 23, n. 1, p. 121-129, jan./mar. 2012 ISSN 0103-4235 ISSN 2179-4448 on line AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL E DO CONSUMO ALIMENTAR DE PRÉ-ESCOLARES ATENDIDOS NOS CENTROS MUNICIPAIS

Leia mais

PREVALÊNCIA DE EXCESSO DE PESO EM UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP

PREVALÊNCIA DE EXCESSO DE PESO EM UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP PREVALÊNCIA DE EXCESSO DE PESO EM UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP Rafael Ribeiro Beatriz Vital Aline Souza Perla Silva Vitor Carloti Lucas Moreno Frantisek Oplustil

Leia mais

EXCESSO DE PESO E SUA ASSOCIAÇÃO COM A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ENTRE CRIANÇAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE MINAS GERAIS 1

EXCESSO DE PESO E SUA ASSOCIAÇÃO COM A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ENTRE CRIANÇAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE MINAS GERAIS 1 393 EXCESSO DE PESO E SUA ASSOCIAÇÃO COM A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ENTRE CRIANÇAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE MINAS GERAIS 1 Marceli Almeida Mendonça 1, Mônica de Paula Jorge 1, Simone Angélica Meneses Torres

Leia mais

OBESIDADE INFANTIL: a culpa e dos pais?

OBESIDADE INFANTIL: a culpa e dos pais? OBESIDADE INFANTIL: a culpa e dos pais? Bianca de Oliveira 1 Vanessa Aparecida André Oliveira 2 Mariana Veloso Moreira 3 RESUMO O presente artigo sobre obesidade Infantil, focaliza um problema hereditário

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS FREQUENTADORAS DE CRECHES DA ZONA LESTE DA CIDADE DE SÃO PAULO

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS FREQUENTADORAS DE CRECHES DA ZONA LESTE DA CIDADE DE SÃO PAULO AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS FREQUENTADORAS DE CRECHES DA ZONA LESTE DA CIDADE DE SÃO PAULO Tatiane Souza dos Santos (IC) e Juliana Masami Morimoto (Orientadora) Apoio: PIVIC Mackenzie Resumo

Leia mais

PROC. Nº 0838/06 PLL Nº 029/06 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

PROC. Nº 0838/06 PLL Nº 029/06 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS A obesidade é uma das patologias nutricionais que mais tem apresentado aumento em seus números, não apenas nos países ricos, mas também nos países industrializados. Nos últimos anos,

Leia mais

Novas curvas de avaliação de crescimento infantil adotadas pelo MS

Novas curvas de avaliação de crescimento infantil adotadas pelo MS Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Novas curvas de avaliação de crescimento infantil adotadas pelo MS Em 2006 foi lançada pela Organização

Leia mais

PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM DISCENTES DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO MACROPOLITANA PAULISTA

PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM DISCENTES DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO MACROPOLITANA PAULISTA PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM DISCENTES DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO MACROPOLITANA PAULISTA Prevalence of overweight and obesity among students of a higher education institution

Leia mais

ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS MATRICULADAS EM DUAS ESCOLAS MUNICIPAIS DA CIDADE DE MARIALVA PR

ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS MATRICULADAS EM DUAS ESCOLAS MUNICIPAIS DA CIDADE DE MARIALVA PR 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS MATRICULADAS EM DUAS ESCOLAS MUNICIPAIS DA CIDADE DE MARIALVA PR Sabrina Dalmazo Vieira 1 ; Rose Mari Bennemann 2 RESUMO:

Leia mais

Ações Educativas Em Nutrição: Testando a Efetividade de um Modelo para Reduzir a Obesidade Infantil

Ações Educativas Em Nutrição: Testando a Efetividade de um Modelo para Reduzir a Obesidade Infantil 844 X Salão de Iniciação Científica PUCRS Ações Educativas Em Nutrição: Testando a Efetividade de um Modelo para Reduzir a Obesidade Infantil Kalinca Oliveira 1, Giovana Skonieski 2, Bernardete Weber 2,

Leia mais

TÍTULO: COMPORTAMENTO ALIMENTAR DE ESTUDANTES DE MEDICINA DE UMA FACULDADE PRIVADA DO INTERIOR DE SÃO PAULO

TÍTULO: COMPORTAMENTO ALIMENTAR DE ESTUDANTES DE MEDICINA DE UMA FACULDADE PRIVADA DO INTERIOR DE SÃO PAULO TÍTULO: COMPORTAMENTO ALIMENTAR DE ESTUDANTES DE MEDICINA DE UMA FACULDADE PRIVADA DO INTERIOR DE SÃO PAULO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: PONTIFÍCIA

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CÂMPUS MUZAMBINHO Licenciatura em Educação Física

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CÂMPUS MUZAMBINHO Licenciatura em Educação Física INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CÂMPUS MUZAMBINHO Licenciatura em Educação Física JOÃO PAULO MONTEIRO PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE CRIANÇAS DE 09 A 11 ANOS DE IDADE

Leia mais

Atividade física no ambiente escolar

Atividade física no ambiente escolar Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção BásicaB Coordenação ão-geral da Política de Alimentação e Nutrição Atividade física x alimentação saudável no ambiente escolar

Leia mais

EDUCAÇÃO NUTRICIONAL NA INFÂNCIA: INTERVENÇÃO EM UM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL MUNICIPAL EM DOURADOS MS

EDUCAÇÃO NUTRICIONAL NA INFÂNCIA: INTERVENÇÃO EM UM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL MUNICIPAL EM DOURADOS MS 72 EDUCAÇÃO NUTRICIONAL NA INFÂNCIA: INTERVENÇÃO EM UM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL MUNICIPAL EM DOURADOS MS Karine de Cássia Freitas ¹ Melina Hatsue Sasaki ² RESUMO: Devido ao grande tempo que as crianças

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL As prevalências de sobrepeso e obesidade cresceram de maneira importante nos últimos 30 anos. A importância que a obesidade vem assumindo no Brasil não pode ser ignorada

Leia mais

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias 10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA DE IDOSAS PARTICIPANTES DE GRUPOS DE ATIVIDADES FÍSICAS PARA A TERCEIRA IDADE Liziane da Silva de Vargas;

Leia mais

SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO...

SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO... 2 SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO...12 OUTROS HÁBITOS SAUDÁVEIS...14 ATIVIDADE FÍSICA...14 CUIDADOS

Leia mais

Antropometria de escolares ao ingresso no ensino fundamental na cidade de Belém, Pará, 2001

Antropometria de escolares ao ingresso no ensino fundamental na cidade de Belém, Pará, 2001 ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES Antropometria de escolares ao ingresso no ensino fundamental na cidade de Belém, Pará, 2001 Olga Maria Domingues das Neves 1 Anne Lise Dias Brasil 2 Laélia Maria Barra

Leia mais

Nutrition education for preschool: a tool for action

Nutrition education for preschool: a tool for action EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA PRÉ-ESCOLARES: UMA FERRAMENTA DE INTERVENÇÃO Mônica Cristina Lopes do Carmo 1 Luiza Carla Vidigal Castro 2 Juliana Farias de Novaes 3 RESUMO: A faixa etária pré-escolar caracteriza-se

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE TRÊS A NOVE ANOS DE IDADE DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS DE CAMPO GRANDE / MATO GROSSO DO SUL RESUMO

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE TRÊS A NOVE ANOS DE IDADE DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS DE CAMPO GRANDE / MATO GROSSO DO SUL RESUMO AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE TRÊS A NOVE ANOS DE IDADE DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS DE CAMPO GRANDE / MATO GROSSO DO SUL GISLAINE DOMINGUES CRN-3 12.129 SUELLEN CRISTINA MENDES MAGRO CRN-3 22.132

Leia mais

CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA OBESIDADE

CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA OBESIDADE 01 CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA OBESIDADE A obesidade é uma doença crónica que se caracteriza pelo excesso de gordura corporal e que atinge homens, mulheres e crianças de todas as etnias e idades. A sua prevalência

Leia mais

Introdução. Palavras-chave: Composição corporal. Antropometria. Escola pública. Escola privada.

Introdução. Palavras-chave: Composição corporal. Antropometria. Escola pública. Escola privada. I Comparação de Composição Corporal Entre Alunos de Escolas Públicas e Privadas Por: André Shigueo F. Vieira Orientador: Prof. Dr. Ricardo Bernardo Mayolino Resumo: O objetivo do presente estudo foi analisar

Leia mais

E E R D A B DISEB SO O RA S FALOM VA

E E R D A B DISEB SO O RA S FALOM VA VAMOS FALAR SOBRE OBESIDADE OBESIDADE A obesidade é uma doença crônica caracterizada pelo excesso de gordura corporal no organismo ou quando o peso do corpo ultrapassa em 20% o peso ideal. É atualmente

Leia mais

Área: CV ( ) CHSA ( ) ECET ( )

Área: CV ( ) CHSA ( ) ECET ( ) Área: CV ( ) CHSA ( ) ECET ( ) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRPPG Coordenadoria Geral de Pesquisa CGP Campus Universitário

Leia mais

Sobrepeso, obesidade e importância da prática de atividade física em um grupo de crianças

Sobrepeso, obesidade e importância da prática de atividade física em um grupo de crianças Sobrepeso, obesidade e importância da prática de atividade física em um grupo de crianças Overweight, obesity and the importance of physical activity in a group of children Soraia Dias Alves Aluna do curso

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA INFÂNCIA

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA INFÂNCIA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA INFÂNCIA Andréa Ott 1, Arléia Maria Gassen 1, Catiana de Moura Morcelli 1, Elisângela Maria Politowski 1, Débora Krolikowski 2 Palavras-chave: nutrição humana, criança, saúde. INTRODUÇÃO

Leia mais

AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR EM ALUNOS OBESOS NO MUNICÍPIO DE CACOAL/RO. EVALUATION OF PERFORMANCE IN SCHOOL STUDENTS IN OBESE CACOAL CITY/RO

AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR EM ALUNOS OBESOS NO MUNICÍPIO DE CACOAL/RO. EVALUATION OF PERFORMANCE IN SCHOOL STUDENTS IN OBESE CACOAL CITY/RO 334 Revista Eletrônica da Facimed, v.3,n.3, p.334-343,jan/jul.2011 ISSN 1982-5285 - ARTIGO DE ORIGINAL AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR EM ALUNOS OBESOS NO MUNICÍPIO DE CACOAL/RO. EVALUATION OF PERFORMANCE

Leia mais

ANÁLISE DO PROGNÓSTICO DE PACIENTES INFECTADOS COM HIV DE LONDRINA E REGIÃO DE ACORDO COM PERFIL NUTRICIONAL

ANÁLISE DO PROGNÓSTICO DE PACIENTES INFECTADOS COM HIV DE LONDRINA E REGIÃO DE ACORDO COM PERFIL NUTRICIONAL 1 ANÁLISE DO PROGNÓSTICO DE PACIENTES INFECTADOS COM HIV DE LONDRINA E REGIÃO DE ACORDO COM PERFIL NUTRICIONAL Ana Carolina Borghesi Marques Branco Mariah Martins da Silva Josiane Correia Juliana Ferreira

Leia mais

Transição nutricional no Brasil: análise dos principais fatores

Transição nutricional no Brasil: análise dos principais fatores 49 Transição nutricional no Brasil: análise dos principais fatores Nutritional transition in Brazil: Analysis of the main factors Elton Bicalho de Souza 1 Palavras-chave: Transição nutricional Obesidade

Leia mais

Nathallia Maria Cotta e Oliveira 1, Larissa Marques Bittencourt 1, Vânia Mayumi Nakajima 2

Nathallia Maria Cotta e Oliveira 1, Larissa Marques Bittencourt 1, Vânia Mayumi Nakajima 2 105 CARACTERIZAÇÃO DOS PACIENTES ATENDIDOS NO SETOR DE NUTRIÇÃO DA UNICLÍNICA, DA FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE - UNIVIÇOSA, LOCALIZADA NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA, MG Nathallia Maria Cotta e

Leia mais

Obesidade Infantil. O que é a obesidade

Obesidade Infantil. O que é a obesidade Obesidade Infantil O que é a obesidade A obesidade é definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma doença em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afectar

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ÍNDIVIDUOS IDOSOS

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ÍNDIVIDUOS IDOSOS V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ÍNDIVIDUOS IDOSOS Flávia Regina Moleiro 1, Rose Mari Bennemann² RESUMO: O aumento da expectativa

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL E CONSUMO ALIMENTAR DE CRIANÇAS ATENDIDAS EM CRECHE FILANTRÓPICA DA CIDADE DE LONDRINA PR

PERFIL NUTRICIONAL E CONSUMO ALIMENTAR DE CRIANÇAS ATENDIDAS EM CRECHE FILANTRÓPICA DA CIDADE DE LONDRINA PR TERRA E CULTURA, ANO XIX, Nº 37 94 PERFIL NUTRICIONAL E CONSUMO ALIMENTAR DE CRIANÇAS ATENDIDAS EM CRECHE FILANTRÓPICA DA CIDADE DE LONDRINA PR RESUMO 1 *Marisa Batista Brighenti *Flávia Hernandez Fernandez

Leia mais

A influência da prática de atividade física no estado nutricional de adolescentes

A influência da prática de atividade física no estado nutricional de adolescentes A influência da prática de atividade física no estado nutricional de adolescentes Quelita Araújo Alves Freitas¹*(IC), Paulo Fabrício dos Santos Lima ²(IC), Emanuel Bruno da Silva Cruz³ (IC), Camila Pinheiro

Leia mais

ESTADO NUTRICIONAL E DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE CRIANÇAS MATRICULADAS EM UMA CRECHE FILANTRÓPICA

ESTADO NUTRICIONAL E DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE CRIANÇAS MATRICULADAS EM UMA CRECHE FILANTRÓPICA ESTADO NUTRICIONAL E DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE CRIANÇAS MATRICULADAS EM UMA CRECHE FILANTRÓPICA NUTRITIONAL STATUS AND NEUROPSYCHOMOTOR DEVELOPMENT OF CHILDREN ATTENDING A PHILANTHROPIC DAY NURSERY

Leia mais

ESTADO NUTRICIONAL DE PRÉ-ESCOLARES DE ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES DE DOURADOS/MS.

ESTADO NUTRICIONAL DE PRÉ-ESCOLARES DE ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES DE DOURADOS/MS. 67 ESTADO NUTRICIONAL DE PRÉ-ESCOLARES DE ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES DE DOURADOS/MS. NUTRITIONAL STATUS OF PRESCHOOL CHILDREN IN PUBLIC SCHOOLS AND PRIVATE DOURADOS / MS. BORGES, Georges Raphael 1

Leia mais

RELAÇÃO CINTURA-ESTATURA DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP.

RELAÇÃO CINTURA-ESTATURA DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP. RELAÇÃO CINTURA-ESTATURA DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP. Alessandra Santana Valadares Cleverson Alves dos Santos Cristiano Rovella Alecsandro Rosa da Silva

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Licenciatura em Educação Física

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Licenciatura em Educação Física INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Licenciatura em Educação Física JANAINA BUENO PEDRO DE SOUSA CARVALHO PERCENTUAL DE GORDURA, NÍVEL DE ATIVIDADE

Leia mais

Floripa Saudável 2040: Impacto do monitoramento e da educação em saúde nos indicadores nutricionais de crianças de 2 a 6 anos.

Floripa Saudável 2040: Impacto do monitoramento e da educação em saúde nos indicadores nutricionais de crianças de 2 a 6 anos. TÍTULO DA PRÁTICA: Floripa Saudável 2040: Impacto do monitoramento e da educação em saúde nos indicadores nutricionais de crianças de 2 a 6 anos. CÓDIGO DA PRÁTICA: T80 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Leia mais

Estado Nutricional e Crescimento Saudável dos Escolares

Estado Nutricional e Crescimento Saudável dos Escolares 5 Estado Nutricional e Crescimento Saudável dos Escolares Jaqueline Girnos Sonati Mestre em Educação Física - UNICAMP Christianne de Vasconcelos Affonso Doutora em Tecnologia de Alimentos - UNICAMP Erika

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA EM CRIANÇA DE UMA ESCOLA DO MUNICÍPIO DE SALTO DO LONTRA PR

AVALIAÇÃO DO ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA EM CRIANÇA DE UMA ESCOLA DO MUNICÍPIO DE SALTO DO LONTRA PR 1 AVALIAÇÃO DO ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA EM CRIANÇA DE UMA ESCOLA DO MUNICÍPIO DE SALTO DO LONTRA PR Área de conhecimento: Medicina Eixo Temático: Educação e Saúde Gisele Arruda 1 Carla Rosani Hettwer de

Leia mais

RASTREAMENTO DE RISCO NUTRICIONAL EM PACIENTES CIRÚRGICOS COM SOBREPESO E OBESIDADE DO HU/UFGD DOURADOS/MS.

RASTREAMENTO DE RISCO NUTRICIONAL EM PACIENTES CIRÚRGICOS COM SOBREPESO E OBESIDADE DO HU/UFGD DOURADOS/MS. RASTREAMENTO DE RISCO NUTRICIONAL EM PACIENTES CIRÚRGICOS COM SOBREPESO E OBESIDADE DO HU/UFGD DOURADOS/MS. Jéssica Maurino dos Santos¹; Natalia Tais Greff¹; Amanda Aparecida de Souza Vicente¹; Chrissy

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA ESPECÍFICO DE ATENÇÃO À SAÚDE DO ADOLESCENTE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, VIÇOSA MG.

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA ESPECÍFICO DE ATENÇÃO À SAÚDE DO ADOLESCENTE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, VIÇOSA MG. TÍTULO: AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA ESPECÍFICO DE ATENÇÃO À SAÚDE DO ADOLESCENTE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, VIÇOSA MG. AUTORES: Kiriaque Barra Ferreira Barbosa bolsista CNPq (kiribarra@hotmail.com.br),

Leia mais

MONITORAMENTO DO ESTADO NUTRICIONAL DE PRÉ-ESCOLARES DE UM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL

MONITORAMENTO DO ESTADO NUTRICIONAL DE PRÉ-ESCOLARES DE UM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL MONITORAMENTO DO ESTADO NUTRICIONAL DE PRÉ-ESCOLARES DE UM CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL Carla Cristina de MORAI 1 ; Danielly Souza PIRES¹; Raquel Machado SCHINCAGLIA¹; Maria Irene de Castro BARBOSA¹; Polianna

Leia mais

INDICE ANTROPOMÉTRICO-NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE BAIXA RENDA INCLUSAS EM PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS

INDICE ANTROPOMÉTRICO-NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE BAIXA RENDA INCLUSAS EM PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS INDICE ANTROPOMÉTRICO-NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE BAIXA RENDA INCLUSAS EM PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS Carla Andréa Metzner 1 Ana Paula Falcão 2 RESUMO No presente trabalho coletou-se dados referente ao Indicador

Leia mais

Avaliação do perfil nutricional de crianças de um CMEI da região de. Curitiba PR. Assessment of nutritional status of children in a CMEI the region of

Avaliação do perfil nutricional de crianças de um CMEI da região de. Curitiba PR. Assessment of nutritional status of children in a CMEI the region of Avaliação do perfil nutricional de crianças de um CMEI da região de Curitiba PR. Assessment of nutritional status of children in a CMEI the region of Curitiba PR. Avaliação do perfil nutricional de crianças.

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 2 A 5 ANOS NO NORTE DE MINAS

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 2 A 5 ANOS NO NORTE DE MINAS AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 2 A 5 ANOS NO NORTE DE MINAS CHILD NUTRITION ASSESSMENT 2 TO 5 YEARS IN THE REGION NORTH OF MINAS GERAIS STATE GONÇALVES, ILANA CARLA MENDES, SOUZA, NÚBIA FERRAZ DE.,

Leia mais

Avaliaç o antropométrica de idosas participantes de grupos de atividades físicas para a terceira idade

Avaliaç o antropométrica de idosas participantes de grupos de atividades físicas para a terceira idade Vargas, Liziane da Silva de; Benetti, Chane Basso; Santos, Daniela Lopes dos Avaliaç o antropométrica de idosas participantes de grupos de atividades físicas para a terceira idade 10mo Congreso Argentino

Leia mais

EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA CRIANÇAS DE 7 A 10 ANOS DE UM COLÉGIO DE APUCARANA-PR.

EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA CRIANÇAS DE 7 A 10 ANOS DE UM COLÉGIO DE APUCARANA-PR. EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA CRIANÇAS DE 7 A 10 ANOS DE UM COLÉGIO DE APUCARANA-PR. NUTRITION EDUCATION FOR CHILDREN 7 TO 10 YEARS OF A COLLEGE-APUCARANA PR. MARIN, T.; MORAES, A.C de Souza; FARIAS, D. A.

Leia mais

IV Jornada de Alimentação Escolar 21/10/2010 Ana Carolina Feldenheimer

IV Jornada de Alimentação Escolar 21/10/2010 Ana Carolina Feldenheimer Perfil nutricional da população brasileira segundo inquéritos populacionais (POF, PNDS e outros) e o SISVAN (Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional) quanto a transição nutricional e excesso de peso

Leia mais

CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS DE UM GRUPO DE PRÉ-ESCOLARES DA CIDADE DE MUZAMBINHO-MG

CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS DE UM GRUPO DE PRÉ-ESCOLARES DA CIDADE DE MUZAMBINHO-MG INSTITUTO FEDERAL DO SUL DE MINAS CeCAES CAMPUS MUZAMBINHO Curso Superior de Bacharelado em Educação Física PAULA FERNANDA SILVA RIBOLI CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS DE UM GRUPO DE PRÉ-ESCOLARES DA CIDADE

Leia mais

PERFIL ALIMENTAR E ANTROPOMÉTICO DE CRIANÇAS EM IDADE PRÉ-ESCOLAR XIII INIC / IX EPG - UNIVAP 2009

PERFIL ALIMENTAR E ANTROPOMÉTICO DE CRIANÇAS EM IDADE PRÉ-ESCOLAR XIII INIC / IX EPG - UNIVAP 2009 PERFIL ALIMENTAR E ANTROPOMÉTICO DE CRIANÇAS EM IDADE PRÉ-ESCOLAR XIII INIC / IX EPG - UNIVAP 2009 Érica Cristina Moreira Guimarães 1, Marlene Maria Amaral Scheid 2 1 Faculdade de Ciências da Saúde,Universidade

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL DA POPULAÇÃO ATENDIDA EM EVENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL

PERFIL NUTRICIONAL DA POPULAÇÃO ATENDIDA EM EVENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL PERFIL NUTRICIONAL DA POPULAÇÃO ATENDIDA EM EVENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL Uyeda, Mari RESUMO Este trabalho tem como objetivo traçar o perfil nutricional da população atendida no Centro Universitário

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PARTICIPANTES DO PROJETO GURI DA CIDADE DE MARINGÁ-PR

PERFIL NUTRICIONAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PARTICIPANTES DO PROJETO GURI DA CIDADE DE MARINGÁ-PR ISBN 978-85-61091-05-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 PERFIL NUTRICIONAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PARTICIPANTES DO PROJETO GURI DA CIDADE DE MARINGÁ-PR

Leia mais

Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil

Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil dos Santos, Ana Lilian B.; Leão, Leila Sicupira C. S. Perfil antropométrico de pré-escolares de

Leia mais

Prevalência de obesidade e comorbidades associadas em trabalhadores do ramo vidreiro

Prevalência de obesidade e comorbidades associadas em trabalhadores do ramo vidreiro Prevalência de obesidade e comorbidades associadas em trabalhadores do ramo vidreiro Andreia Cassimira de Carvalho¹, João Vitor Fornari 2, Anderson Senna Bernabe 2, Demetrius Paiva Arçari 2,3, Renato Ribeiro

Leia mais

CONSUMO ALIMENTAR E ATIVIDADE FÍSICA DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DA ÁREA DE SAÚDE

CONSUMO ALIMENTAR E ATIVIDADE FÍSICA DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DA ÁREA DE SAÚDE 41 Recebido em 11/2011. Aceito para publicação em 05/2012. CONSUMO ALIMENTAR E ATIVIDADE FÍSICA DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DA ÁREA DE SAÚDE FOOD CONSUMPTION AND PHYSICAL ACTIVITIES OF COLLEGE STUDENTS

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 7 A 10 ANOS DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE ERECHIM-RS

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 7 A 10 ANOS DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE ERECHIM-RS AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 7 A 10 ANOS DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE ERECHIM-RS AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE 7 A 10 ANOS DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE ERECHIM-RS Assement

Leia mais

Análise comparativa do estado nutricional de pré-escolares

Análise comparativa do estado nutricional de pré-escolares Artigo Original Análise comparativa do estado nutricional de pré-escolares Comparative analysis of nutritional status of preschool children Alessandra da Silva Pereira 1, Cristiane Bastos L. Vieira 2,

Leia mais

LARISSE LIMA BARROS Faculdade de Educação São Francisco - FAESF, Pedreiras-MA/Brasil. larisselb@gmail.com ANTONIO DANIEL SARAIVA DA COSTA

LARISSE LIMA BARROS Faculdade de Educação São Francisco - FAESF, Pedreiras-MA/Brasil. larisselb@gmail.com ANTONIO DANIEL SARAIVA DA COSTA ÍNDICES ANTROPOMÉTRICOS, DOBRAS CUTÂNEAS E DOENÇAS CRÔNICAS RELACIONADAS AOS DISTÚRBIOS METABÓLICOS EM ALUNOS DE 11 A 16 ANOS DA REDE ESTADUAL DA ZONA NORTE DE TERESINA-PI LARISSE LIMA BARROS Faculdade

Leia mais

EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA PRÉ-ESCOLARES DO CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM VIÇOSA-MG

EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA PRÉ-ESCOLARES DO CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM VIÇOSA-MG 369 EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA PRÉ-ESCOLARES DO CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM VIÇOSA-MG Jacira Francisca Matias 2 Jaqueline Miranda Lopes 2, Eliene da Silva Martins Viana 3 Resumo: A formação dos hábitos

Leia mais

CONSUMO DE SUPLEMENTO ALIMENTAR POR HOMENS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO, NAS ACADEMIAS CENTRAIS DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR

CONSUMO DE SUPLEMENTO ALIMENTAR POR HOMENS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO, NAS ACADEMIAS CENTRAIS DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR Os textos são de responsabilidade de seus autores. CONSUMO DE SUPLEMENTO ALIMENTAR POR HOMENS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO, NAS ACADEMIAS CENTRAIS DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR Edson Luis Quintiliano 1 Orientador:

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE NUTRITIONAL EVALUATION OF CHILDREN IN A PUBLIC SCHOOL OF BELO HORIZONTE

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE NUTRITIONAL EVALUATION OF CHILDREN IN A PUBLIC SCHOOL OF BELO HORIZONTE 1 Produção de conhecimento e transformação: o papel da extensão universitária AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE CRIANÇAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE NUTRITIONAL EVALUATION OF CHILDREN IN A PUBLIC

Leia mais

OBESIDADE INFANTIL ESCOLAR

OBESIDADE INFANTIL ESCOLAR Pró-Reitoria de Graduação Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso II OBESIDADE INFANTIL ESCOLAR Autora: Damielle J. Costa Orientador: Prof. Dr. Ricardo Bernardo Mayolino Brasília - DF 2011 OBESIDADE

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Criança Saudável é Criança Feliz

Mostra de Projetos 2011. Criança Saudável é Criança Feliz Mostra de Projetos 2011 Criança Saudável é Criança Feliz Mostra Local de: Paranavaí Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais Nome da Instituição/Empresa: Unimed de Paranavaí

Leia mais

Keywords: cash transfer, nutritional status, poverty.

Keywords: cash transfer, nutritional status, poverty. UFMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS III JORNADA INTERNACIONAL DE POLÍCAS PÚBLICAS QUESTÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO NO SÉCULO XXI 1 PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA:

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ATLETAS DE HANDEBOL ADAPTADO NO MUNICIPIO DE TOLEDO PR.

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ATLETAS DE HANDEBOL ADAPTADO NO MUNICIPIO DE TOLEDO PR. Os textos são de responsabilidade de seus autores. AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE ATLETAS DE HANDEBOL ADAPTADO NO MUNICIPIO DE TOLEDO PR. Diana Rissato Ribeiro 1 2 3 RESUMO O objetivo deste estudo foi avaliar

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari*

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari* AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari* Resumo: Vasconcellos, Jorge** As mudanças ocorridas em nosso pais, principalmente a crescente modernização e urbanização,

Leia mais

PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE CRIANÇAS ENTRE 08 E 09 ANOS DA ESCOLA PÚBLICA CAIC, DE GUAXUPÉ-MG.

PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE CRIANÇAS ENTRE 08 E 09 ANOS DA ESCOLA PÚBLICA CAIC, DE GUAXUPÉ-MG. DANILO RAIMUNDO GONZAGA JOÃO BOSCO DA SILVA ALEXANDRE PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE CRIANÇAS ENTRE 08 E 09 ANOS DA ESCOLA PÚBLICA CAIC, DE GUAXUPÉ-MG. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de

Leia mais

PREVALÊNCIA DA SÍNDROME DO COMER NOTURNO EM UNIVERSITÁRIAS

PREVALÊNCIA DA SÍNDROME DO COMER NOTURNO EM UNIVERSITÁRIAS 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 PREVALÊNCIA DA SÍNDROME DO COMER NOTURNO EM UNIVERSITÁRIAS Debora Fernanda Ziroldo 1 ; Talma Reis Leal Fernandes 2 ; Gersislei Antonia Salado 3 ; Angela

Leia mais

Autor: Francisco das Chagas Cavalcante da Rocha Orientador: prof. MSc. David Marcos Emérito de Araújo

Autor: Francisco das Chagas Cavalcante da Rocha Orientador: prof. MSc. David Marcos Emérito de Araújo 1 Análise da Relação Cintura/Quadril e Índice de Massa Corporal em professores praticantes de futebol da Associação de Docentes da Universidade Federal do Piauí - ADUFPI como meio de predição para o risco

Leia mais

PADRÃO ALIMENTAR DE INDIVÍDUOS ADULTOS NOS PERÍODOS PRÉ E PÓS-CIRURGIA BARIÁTRICA

PADRÃO ALIMENTAR DE INDIVÍDUOS ADULTOS NOS PERÍODOS PRÉ E PÓS-CIRURGIA BARIÁTRICA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 PADRÃO ALIMENTAR DE INDIVÍDUOS ADULTOS NOS PERÍODOS PRÉ E PÓS-CIRURGIA BARIÁTRICA Bruno Guilherme Morais Pagan 1 ; Luzia Jaeger Hintze 2 ; Alexandre dos

Leia mais

ANÁLISE DAS PROPAGANDAS DE ALIMENTOS E A INFLUÊNCIA NA OBESIDADE INFANTIL

ANÁLISE DAS PROPAGANDAS DE ALIMENTOS E A INFLUÊNCIA NA OBESIDADE INFANTIL ANÁLISE DAS PROPAGANDAS DE ALIMENTOS E A INFLUÊNCIA NA OBESIDADE INFANTIL FOGAÇA, Lidiana Malaquias Prado RESUMO: PALAVRAS-CHAVES: ABSTRACT: Childhood obesity is related to several metabolic and psychosocial

Leia mais

Evolução de Crianças e Adolescentes Obesos Acompanhados em Atendimento Ambulatorial

Evolução de Crianças e Adolescentes Obesos Acompanhados em Atendimento Ambulatorial UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Nutrição Evolução de Crianças e Adolescentes Obesos Acompanhados em Atendimento Ambulatorial trabalho de conclusão de curso

Leia mais

1. Tabela de peso e estatura (percentil 50) utilizando como referencial o NCHS 77/8 - gênero masculino

1. Tabela de peso e estatura (percentil 50) utilizando como referencial o NCHS 77/8 - gênero masculino 1 1. Tabela de peso e estatura (percentil 50) utilizando como referencial o NCHS 77/8 - gênero masculino Anos Mês Estatura Peso Anos Mês Estatura Peso Anos Mês Estatura Peso Anos Mês Estatura Peso 0,0

Leia mais

Irlene Maria Lanius Saurim 2 e Cristiana Basso 3

Irlene Maria Lanius Saurim 2 e Cristiana Basso 3 Disc. Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 9, n. 1, p. 115-120, 2008. 115 ISSN 2177-3335 AVALIAÇÃO DO DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS DE BUFÊ EM RESTAURANTE COMERCIAL EM SANTA MARIA, RS 1 EVALUATION

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE E SUA ASSOCIAÇÃO COM EXCESSO DE PESO EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES

QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE E SUA ASSOCIAÇÃO COM EXCESSO DE PESO EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE E SUA ASSOCIAÇÃO COM EXCESSO DE PESO EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES Sandra Fiorelli de Almeida Penteado Simeão e-mail: ssimeao@usc.br; Márcia Aparecida Nuevo Gatti e-mail:

Leia mais

TÍTULO: GASTOS COM MEDICAMENTOS PELOS IDOSOS RESIDENTES EM MUNICÍPIO COM ALTA COBERTURA DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

TÍTULO: GASTOS COM MEDICAMENTOS PELOS IDOSOS RESIDENTES EM MUNICÍPIO COM ALTA COBERTURA DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA TÍTULO: GASTOS COM MEDICAMENTOS PELOS IDOSOS RESIDENTES EM MUNICÍPIO COM ALTA COBERTURA DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FARMÁCIA INSTITUIÇÃO:

Leia mais