Tormentos do Homem Moderno

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tormentos do Homem Moderno"

Transcrição

1 Tormentos do Homem Moderno Um análise à luz do Espiritismo André Henrique de Siqueira

2 Atualidade Torna Caim ao fausto do proscênio. A Civilização regressa à taba. A força primitiva menoscaba A evolução onímoda do Gênio. Trevas. Canhões. Apaga-se o milênio. A construção dos séculos desaba. Ressurge o crânio do morubixaba Na cultura da bomba de hidrogênio. Mas, acima do império amargo e exangue Do homem perdido em pântanos de sangue, Novo sol banha o pélago profundo. É Jesus que, através da tempestade, Traz ao berço da Nova Humanidade A consciência cósmica do mundo. Augusto dos Anjos XAVIER, Francisco Cândido et al. Parnaso de além-túmulo. Rio de Janeiro: FEB, 1932.

3 Da metodologia Pensando sobre a Bem-aventurança

4 Objetivos Identificar a natureza dos tormentos contemporâneos Refletir sobre a contribuição espírita na análise dos tormentos Propor ações educativas face aos tormentos Considerar ações de socorro aos que padecem nos tormentos

5 Estratégia Escutar Observar para compreender Vivenciar e Exemplificar Habitar TORMENTOS Pensar Refletir e Analisar Agir e ajustar Construir

6 Escutar Parte I Observar para compreender Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. Lucas 8:8

7 O entendimento da ONU dos Tormentos Modernos 1. Pobreza 2. Fome 3. Saúde 4. Ignorância 5. Desigualdade de Gênero 6. Acesso à água 7. Energia Limpa 8. Desemprego 9. Inovação 10.Desigualdades de oportunidades 11.Cidades Humanizadas 12.Combate ao consumismo 13.Mudança do Clima 14.Proteção da vida na Água 15.Proteção da vida na Terra 16.Paz, Justiça e Democracia 17.Cooperação e Solidariedade

8 Escutando Rollo May Referência: MAY, Rollo. Homem à procura de si mesmo. Tradução de Aurea Brito Weissenberg. Petrópolis: Vozes, Rotina Angústia Medo Solidão

9 Escutando Viktor Frankl Tormentos em Auschwitz Logoterapia Referência: FRANKL, Viktor E. Man s search for meaning. New York: Simon and Schuster, Dor, Culpa, Morte Otimismo

10 Escutando Abraham Maslow Referência: MASLOW, Abraham Harold. A theory of human motivation. Psychological review, American Psychological Association, v. 50, n. 4, p. 370, Diagrama da Wikipedia

11 Escutando Allan Kardec Causas atuais Caráter Proceder Imperfeições intelecto-morais Causas anteriores Expiações Provas Referência: KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Tradução de Guillon Ribeiro ed. Rio de Janeiro: FEB, 1864/1996. (...) as vicissitudes da vida derivam de uma causa e, pois que Deus e justo, justa ha de ser essa causa. Isso o de que cada um deve bem compenetrar-se. - Allan Kardec

12 Pensar Parte II - Refletir e Analisar Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados. Mateus 5:4

13 Pensando juntos... Karla Siqueira, Geovana Bertolini, Ismael Costa e André Siqueira em Brasília, fev de 2016 planejando esta apresentação.

14 Tormentos Generalizados 1. Ignorância 2. Tristeza e Desespero 3. Injustiças 4. Conflitos ético-morais 5. Medo 6. Obsessão 7. Sentimento de Vazio 8. Ódio e Violência 9. Desonestidade 10. Necessidades Fisiológicas 11. Flagelos ambientais 12. Vícios 13. Insegurança 14. Sentimento de Inferioridade 15. Solidão 16. Doenças 17. Frustrações

15 Categorias de Classificação para os Tormentos Bio-psico-sócio-espirituais Intelectuais Morais Físicos Espirituais

16 Classificação Tormentos Bio-psico-sócio-espirituais Biológicos Medo Tensão e Estresse Ódio e Violência Desequilíbrios orgânicos Flagelos ambientais Integridade Física Vícios Doenças do Corpo Sóciais Ignorância Injustiça Conflitos ético-morais Medo Consumismo Violência Desonestidade Necessidades Básicas Flagelos ambientais Vícios Custo Social Insegurança Solidão Saúde Custo Social Frustrações Psicológicos Ignorância Tristeza Conflitos ético-morais Medo Obsessão Sentimento de Vazio Ódio e Violência Desonestidade Vícios Juízos alterados Insegurança Sentimento de Inferioridade Solidão Saúde Mental Frustrações

17 Classificação Tormentos Subjetivos e Objetivos Tormentos Subjetivos Espirituais Psicológicos Tormentos Objetivos Biológicos Sociais

18 Classificação Tormentos Intelectuais e Morais Intelectuais (razão e sentimento) Ignorância Tristeza Injustiça Conflitos éticos Medo Obsessão Sentimento de Vazio Ódio Insegurança Sentimento de Inferioridade Solidão Dor Frustrações Morais (atos e atitudes) Conflito Moral injustiça Obsessão Violência Desonestidade Vícios Necessidades Fisiológicas Flagelos ambientais Doenças

19 Os tormentos no mundo espiritual 970. Em que consistem os sofrimentos dos Espíritos inferiores? São tão variados como as causas que os determinam e proporcionados ao grau de inferioridade, como os gozos o são ao de superioridade. Podem resumir-se assim: Invejarem o que lhes falta para ser felizes e não obterem; verem a felicidade e não na poderem alcançar; pesar, ciúme, raiva, desespero, motivados pelo que os impede de ser ditosos; remorsos, ansiedade moral indefinível. Desejam todos os gozos e não podem satisfazer: eis o que os tortura.

20 Construir Parte III - Agir e ajustar Assim, todo aquele que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem sábio, que construiu a sua casa sobre a rocha Mateus 7:24

21 Origem das Aflições 926. Criando novas necessidades, a civilização não constitui uma fonte de novas aflições? Os males deste mundo estão na razão das necessidades fictícias que vos criais. A muitos desenganos se poupa nesta vida aquele que sabe restringir seus desejos e olha sem inveja para o que esteja acima de si. O que menos necessidades tem, esse o mais rico.

22 Felicidade Terrena e Infelicidades Relativas 920. Pode o homem gozar de completa felicidade na Terra? Não, por isso que a vida lhe foi dada como prova ou expiação. Dele, porém, depende a suavização de seus males e o ser tão feliz quanto possível na Terra Concebe-se que o homem será feliz na Terra, quando a Humanidade estiver transformada. Mas, enquanto isso se não verifica, poderá conseguir uma felicidade relativa? O homem e quase sempre o obreiro da sua própria infelicidade. Praticando a lei de Deus, a muitos males se forrará e proporcionará a si mesmo felicidade tão grande quanto o comporte a sua existência grosseira.

23 Tormentos após a morte Têm alguma coisa de material as penas e gozos da alma depois da morte? Não podem ser materiais, diz o bom-senso, pois que a alma não é matéria. Nada têm de carnal essas penas e gozos; entretanto, são mil vezes mais vivos do que os experimentais na Terra, porque o Espírito, uma vez liberto, é mais impressionável. Então, já a matéria não lhe embota as sensações. (237 a 257)

24 Ciclo de aprendizado e o papel do sofrimento Experiência Fé Aflição Angústia Ação Caridade Pensamento Esperança Dor

25 Tormentos Generalizados 1. Ignorância 2. Tristeza e Desespero 3. Injustiças 4. Conflitos ético-morais 5. Medo 6. Obsessão 7. Sentimento de Vazio 8. Ódio e Violência 9. Desonestidade 10. Necessidades Fisiológicas 11. Flagelos ambientais 12. Vícios 13. Insegurança 14. Sentimento de Inferioridade 15. Solidão 16. Doenças 17. Frustrações

26 Práticas libertadoras 1. Estudo 2. Alegria 3. Justiça 4. Coerência ético-moral 5. Confiança 6. Vigilância 7. O trabalho 8. Cultivo da Paz 9. Verdade 10. Moderação e Temperança 11. Sustentabilidade 12. Cultivo das Virtudes 13. Fé 14. Auto-conhecimento 15. Solidariedade 16. Consciência da Imortalidade 17. Resiliência

27 Práticas libertadoras Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega em conter as màs inclinações.

28 Habitar Parte IV - Vivenciar e Exemplificar E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós(...). João 1:14

29 A felicidade no mundo espiritual 967. Em que consiste a felicidade dos bons Espíritos? Em conhecerem todas as coisas; em não sentirem ódio, nem ciúme, nem inveja, nem ambição, nem qualquer das paixões que ocasionam a desgraça dos homens. O amor que os une lhes é fonte de suprema felicidade. Não experimentam as necessidades, nem os sofrimentos, nem as angústias da vida material. São felizes pelo bem que fazem. Contudo, a felicidade dos Espíritos é proporcional à elevação de cada um. (...).

30 MENSAGEM FRATERNA Meu irmão: Tuas preces mais singelas São ouvidas no espaço Ilimitado, Mas sei que às vezes choras, consternado, Ao silêncio da força que interpelas. Volve ao teu templo interno abandonado, A mais alta de todas as capelas E as respostas mais lúcidas e belas Hão de trazer-te alegre e deslumbrado. Ouve o teu coração em cada prece. Deus responde em ti mesmo e te esclarece Com a força eterna da consolação; Compreenderás a dor que te domina, Sob a linguagem pura e peregrina Da voz de Deus, em luz de redenção. Auta de Souza XAVIER, Francisco Cândido et al. Parnaso de além-túmulo. Rio de Janeiro: FEB, 1932.

31 Tormentos do Homem Moderno Um análise à luz do Espiritismo André Henrique de Siqueira

Impositivo da Renovação

Impositivo da Renovação FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Impositivo da Renovação Roteiro 5 Objetivo Explicar,

Leia mais

VÍCIOS! Alcoolismo. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

VÍCIOS! Alcoolismo. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro VÍCIOS! Alcoolismo Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Imperfeições da alma! As imperfeições morais são a construção defeituosa e deformada edificada pelo próprio espírito

Leia mais

Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral

Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral Caracteres do homem de bem Questão: 918 O homem de bem tira boas coisas do bom tesouro do seu coração e o mau tira as más do mau tesouro do seu coração; porquanto,

Leia mais

Caminho da regeneração

Caminho da regeneração CONCAFRAS - 2014 Caminho da regeneração Ao Espiritismo cabe essa gigantesca tarefa: reconduzir o homem moderno a Deus, insculpir-lhe a fé superior e racional, mediante a utilização dos recursos de que

Leia mais

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Habitados Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Jesus referiu-se em algum momento de suas pregações à existência de outros mundos habitados? Qualquer pessoa que pensa, ao

Leia mais

O Espiritismo é a Luz do Cristo Jesus.

O Espiritismo é a Luz do Cristo Jesus. 2 1 O Espiritismo é a Luz do Cristo Jesus. Ele era manso como os cordeiros e a sua palavra tinha a doçura de uma brisa num dia quente. Nada queria dos humanos, tudo prometia e dava a humanidade. Sua palavra

Leia mais

Um caminho para cuidar daqueles que colaboram no cuidado de outros, com mais serenidade.

Um caminho para cuidar daqueles que colaboram no cuidado de outros, com mais serenidade. APHILAV 10 ENCONTRO DE HIGIENIZAÇÃO E LAVANDERIA HOSPITALAR DA REGIÃO SUL Um caminho para cuidar daqueles que colaboram no cuidado de outros, com mais serenidade. Rejania Guido Dias rejania@terra.com.br

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO O N OÇ O ÕE Õ S BÁSIC I AS D E DOU O TR T IN I A E SPÍR Í IT I A

AUTA DE SOUZA CURSO O N OÇ O ÕE Õ S BÁSIC I AS D E DOU O TR T IN I A E SPÍR Í IT I A CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 9 O Bom Samaritano Qual desses três vos parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos ladrões? O doutor lhe respondeu: Aquele que exerceu a

Leia mais

Oração 1. Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz!

Oração 1. Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz! Oração 1 Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz! Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida,

Leia mais

Vimos rápidamente!!!

Vimos rápidamente!!! , O DEGRÁU PARA ADOTARMOS A CULTURA DA FELICIDADE Alkíndar de Oliveira Em nosso atual estágio evolutivo é mais fácil adotarmos a CULTURA DO SOFRIMENTO TENHAMOS COMO PRINCÍPIO DE VIDA NÃO FAZERMOS PARTE

Leia mais

Objetivos. ü Compreender o verdadeiro sentido da felicidade na Terra. ü Explicar o processo de aquisição da felicidade atual e futura.

Objetivos. ü Compreender o verdadeiro sentido da felicidade na Terra. ü Explicar o processo de aquisição da felicidade atual e futura. Objetivos ü Compreender o verdadeiro sentido da felicidade na Terra. ü Explicar o processo de aquisição da felicidade atual e futura. Felicidade, segundo o dicionário ü Concurso de circunstâncias que causam

Leia mais

A Transição Planetária e você. Mudando junto com o planeta

A Transição Planetária e você. Mudando junto com o planeta A Transição Planetária e você Mudando junto com o planeta Agenda Fundamentos coisas para não se esquecer Progressão dos espíritos X Progressão dos mundos O momento atual da Terra O que esperar e o que

Leia mais

Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado?

Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado? Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado? Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Adriana Pizzutti dos Santos Vamos considerar parentes: Família de orientação Família de procriação Colaterais

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo

Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo Informações sobre o curso Início: Neste dia Duração: Algumas Reencarnações Objetivo: Melhoria pessoal ( ajuda na reforma

Leia mais

EXISTE O INFERNO? Introdução

EXISTE O INFERNO? Introdução EVANGELISMO PESSOAL EXISTE O INFERNO 1 EXISTE O INFERNO? Introdução A. Um dos temas religiosos mais carregados de emoção é o tema do Inferno. Que sucede depois da morte física? Há algo mais além do túmulo

Leia mais

DETERIORIZAÇÃO DO MEIO AMBIENTE NUMA ANÁLISE ESPÍRITA

DETERIORIZAÇÃO DO MEIO AMBIENTE NUMA ANÁLISE ESPÍRITA 16 DE JULHO DE 2010 DETERIORIZAÇÃO DO MEIO AMBIENTE NUMA ANÁLISE ESPÍRITA A Natureza é sempre o livro divino, onde Deus escreveu a história de sua sabedoria, livro da vida que constitui a escola de progresso

Leia mais

Perdão Marca de Maturidade

Perdão Marca de Maturidade Perdão Marca de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Mateus 18.15-22 15 - Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão; 16 - Mas, se não te ouvir,

Leia mais

Doutrina Espírita ESDE

Doutrina Espírita ESDE Federação Espírita Brasileira Orientação ao Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE Organização e Coordenação: Carlos Campetti Colaboradores: Iracema Fernandes, Maria do Socorro Sousa Rodrigues,

Leia mais

DAS PENAS E GOZOS FUTUROS O NADA. VIDA FUTURA INTUIÇÃO DAS PENAS E GOZES FUTUROS

DAS PENAS E GOZOS FUTUROS O NADA. VIDA FUTURA INTUIÇÃO DAS PENAS E GOZES FUTUROS DAS PENAS E GOZOS FUTUROS 1. Nada. Vida futura. 2. Intuição das penas e gotos futuros. 3. Intervenção de Deus nas penas e recompensas. 4. Natureaa das penas e gotos futuros. 5. Penas tem porais. 6. Expiação

Leia mais

Francisco Cândido Xavier PALAVRAS DE EMMANUEL. pelo Espírito Emmanuel

Francisco Cândido Xavier PALAVRAS DE EMMANUEL. pelo Espírito Emmanuel Francisco Cândido Xavier PALAVRAS DE EMMANUEL pelo Espírito Emmanuel SUMÁRIO Caro leitor... 9 Indicador... 11 1. Às almas enfraquecidas... 13 2. A Ciência do tempo... 15 3. Advertências proveitosas...

Leia mais

LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA

LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA 1 LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA CRIANÇAS DE 0 a 5 anos CRIANÇAS DE 6 a 11 anos 2 História de Joaquim Joaquim, criança rebelde e agressiva. Joaquim recebe ensinamentos

Leia mais

Estudo Sistematizado da. Doutrina Espírita. Programa Fundamental. Tomo II. Tomo II 2a prova Mod XI.indd 3 12/6/2007 17:43:48

Estudo Sistematizado da. Doutrina Espírita. Programa Fundamental. Tomo II. Tomo II 2a prova Mod XI.indd 3 12/6/2007 17:43:48 Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental Tomo II Tomo II 2a prova Mod XI.indd 3 12/6/2007 17:43:48 Copyright 2007 by FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA (Casa-Máter do Espiritismo) Av.

Leia mais

Por que nos reunirmos? Reunião do Conselho Deliberativo da Concafras Mundial 18 a 20 de Julho de 2015

Por que nos reunirmos? Reunião do Conselho Deliberativo da Concafras Mundial 18 a 20 de Julho de 2015 1 Por que nos reunirmos? Reunião do Conselho Deliberativo da Concafras Mundial 18 a 20 de Julho de 2015 14/10/2015 2 2 Até o presente, embora muito numerosos, os espíritas se têm disseminado por todos

Leia mais

CELD - 8 o EEJA. Seção V O Mapa da Alma Segundo Joanna de Ângelis. O cérebro triúno. A Lei de Amor e a Consciência da Imortalidade

CELD - 8 o EEJA. Seção V O Mapa da Alma Segundo Joanna de Ângelis. O cérebro triúno. A Lei de Amor e a Consciência da Imortalidade CELD - 8 o EEJA A Lei de Amor e a Consciência da Imortalidade Seção V O Mapa da Alma Segundo Joanna de Ângelis O cérebro triúno O conceito do cérebro triúno foi proposto pelo médico e cientista Paul MacLean.

Leia mais

IMORTALIDADE E A ESPERA PELA FELICIDADE

IMORTALIDADE E A ESPERA PELA FELICIDADE IMORTALIDADE E A ESPERA PELA FELICIDADE Comecemos com uma velha indagação filosófica de Platão, feita há cerca de 2400 anos: Não é verdade que nós, homens, desejamos todos ser felizes? 1 Um dos que respondeu

Leia mais

Não estrague o seu dia

Não estrague o seu dia você é o humor que você tem Não estrague o seu dia Poucas são as mensagens que encontrei e que tratam sobre a problemática do humor, desta forma, não podem ser desperdiçadas neste trabalho. Iniciamos nosso

Leia mais

Curso da OAM (Obreiros do Amor e Misericórdia) 1º módulo (24/Fev a 30/Jun)

Curso da OAM (Obreiros do Amor e Misericórdia) 1º módulo (24/Fev a 30/Jun) Curso da OAM (Obreiros do Amor e Misericórdia) 1º módulo (24/Fev a 30/Jun) - ORIENTAÇÕES E AGENDA DO CURSO - CASA DE CURA - QUEM É DEUS? - O QUE É ESPIRITISMO - O QUE É FLUIDO - TIPOS DE ESPÍRITOS COORDENADORES

Leia mais

SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO VOLUNTÁRIO. www.espiritizar.com.br

SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO VOLUNTÁRIO. www.espiritizar.com.br SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO A PROGRAMAÇÃO DA REENCARNAÇÃO Meditando sobre o significado das Leis Divinas em nossas vidas: Feche os olhos e entre em contato com você mesmo(a) em

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br. Tema: Passes e Curas Espirituais. Palestrante: Alexandre Lobato

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br. Tema: Passes e Curas Espirituais. Palestrante: Alexandre Lobato Palestra Virtual Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br Tema: Passes e Curas Espirituais Palestrante: Alexandre Lobato Rio de Janeiro 09/01/2004 Organizadores da palestra: Moderador:

Leia mais

OFICINA VIVENCIANDO O ESDE

OFICINA VIVENCIANDO O ESDE OFICINA VIVENCIANDO O ESDE Programa Fundamental I Módulo I Introdução ao Estudo do Espiritismo Roteiro 3 Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita CIÊNCIA FILOSOFIA RELIGIÃO CIÊNCIA O QUE É E COMO É FEITO?

Leia mais

COMO NOS LIBERTARMOS??

COMO NOS LIBERTARMOS?? COMO NOS LIBERTARMOS?? 1 / 9 O Espiritismo veio ensinar o processo de libertação. O modo de se libertar de todas as servidões inferiores. Suely Caldas Schubert - /Desobsessão Eu sou a porta. A verdade

Leia mais

AMOR E EVOLUÇÃO ROTEIRO 6

AMOR E EVOLUÇÃO ROTEIRO 6 ROTEIRO 6 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada OBJETIVOS Esclarecer por que a capacidade

Leia mais

Bem-aventurados os que são misericordiosos

Bem-aventurados os que são misericordiosos Bem-aventurados os que são misericordiosos Site: www.ceefa.org.br Face: www.fb.com/ceefacuritiba O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo X Bem-aventurados os que são misericordiosos Sidnei Lopes 31/05/2016

Leia mais

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo!

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! A vida e o ministério do padre é um serviço. Configurado a Jesus, que

Leia mais

EPM Programa 1 Mód.4 Rot. 3 e 4. Facilitadora: Mônica Oliveira

EPM Programa 1 Mód.4 Rot. 3 e 4. Facilitadora: Mônica Oliveira Objetivo: Esclarecer quanto a destinação dos desencarnados após a morte e suas relações no além-túmulo, as características dos ambientes nas esferas espirituais e de seus habitantes de acordo com sua condição

Leia mais

Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros.

Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros. Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Abri o coração às maiores esperanças para o futuro. Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros.

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

Roteiro 31. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 31. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 31 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Objetivos Explicar a abrangência da Teoria dos valores e sua evolução histórica Analisar

Leia mais

Crescer por dentro. compreender e caminhar rumo ao SER

Crescer por dentro. compreender e caminhar rumo ao SER Crescer por dentro compreender e caminhar rumo ao SER 2 Crescer por dentro compreender e caminhar rumo ao SER Gita Lazarte Primeira Edição São Paulo 2011 3 4 Agradecimentos: A meus filhos Leonardo, Arturo

Leia mais

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O GRANDE COMPROMISSO www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O grande compromisso Nesse desequilíbrio do sentimento e da razão é que repousa atualmente a dolorosa realidade

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Objetivos Explicar como se manifesta a ação

Leia mais

Programação reencarnatória

Programação reencarnatória Programação reencarnatória UM ENFOQUE EM PACIENTE DIABÉTICO TIPO I Elaboração: www.searadomestre.com.br O LIVRO DOS ESPÍRITOS 258. No estado errante, e antes de começar nova existência corporal, o Espírito

Leia mais

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05)

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...) (05) ADAPTAÇÃO PSÍQUICA precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05) Esta afirmação, simples e objetiva, define com clareza o papel da mente nas atividades

Leia mais

FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro 2 A autoridade de Jesus

FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro 2 A autoridade de Jesus OBJETIVOS 1) Analisar em que se resume a autoridade do Cristo. 2) Esclarecer como o Espiritismo explica essa autoridade. IDEIAS PRINCIPAIS 1) Sob a autoridade moral do Cristo, somos guiados na busca pela

Leia mais

Manoel Cândido e Silva

Manoel Cândido e Silva Manoel Cândido e Silva Temas deste Mundo e do Outro Campinas SP 2008 Sumário Prefácio...IX A parábola da ovelha perdida...1 Servir sempre... 5 Mensagem aos que sofrem... 9 Jesus e o jovem rico... Sócrates

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008 1. ENTRADA (Deixa a luz do céu entrar) Tu anseias, eu bem sei, por salvação,

Leia mais

MENSAGENS RECEBIDAS. Coração a Coração. Grupo Espírita Fé Amor Caridade.

MENSAGENS RECEBIDAS. Coração a Coração. Grupo Espírita Fé Amor Caridade. 1 MENSAGENS RECEBIDAS Coração a Coração Grupo Espírita Fé Amor Caridade. 2 3 4 Há um ano... A migos de minh alma. Quando iniciamos timidamente os primeiros passos em nossos encontros, conversando sobre

Leia mais

Explicar o significado de bem e de mal, segundo as orientações espíritas.

Explicar o significado de bem e de mal, segundo as orientações espíritas. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo III Os vícios e as virtudes Conceituar bem e mal Explicar o

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA 1 Dois Pais Espirituais Lição 1 (volte para as páginas 4, 5 e 6) Durante a história, Deus tem dado todo individo uma chance para aceitar o seu eterno plano da salvação. É triste, muitas pessoas tem rejeitado

Leia mais

Benignidade. Esocla Dominical IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Benignidade. Esocla Dominical IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Benignidade Esocla Dominical IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução A benignidade como fruto do espírito na mensagem do evangelho. 1. Texto

Leia mais

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS 11. Já vimos que Jesus Cristo desceu do céu, habitou entre nós, sofreu, morreu, ressuscitou e foi para a presença de Deus. Leia João 17:13 e responda: Onde está Jesus Cristo agora? Lembremo-nos que: Jesus

Leia mais

PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170

PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170 PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170 166 Como a alma, que não alcançou a perfeição durante a vida corporal,

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensinos por Parábolas

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensinos por Parábolas FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensinos por Parábolas Objetivo Interpretar a parábola da rede, segundo o entendimento

Leia mais

O temor da morte. Roteiro 1

O temor da morte. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo II A Morte e seus Mistérios Roteiro 1 O temor da morte Objetivo Explicar

Leia mais

LEIS DA JUSTIÇA, AMOR e CARIDADE 1. O obje6vo deste tema, será o de possibilitar o entendimento das leis de jus6ça, amor e caridade.

LEIS DA JUSTIÇA, AMOR e CARIDADE 1. O obje6vo deste tema, será o de possibilitar o entendimento das leis de jus6ça, amor e caridade. LEIS DA JUSTIÇA, AMOR e CARIDADE 1 O obje6vo deste tema, será o de possibilitar o entendimento das leis de jus6ça, amor e caridade. DIREITOS NATURAIS 2 Direitos Naturais: São os mesmos para todos os indivíduos,

Leia mais

JAIR REBELO. jairrebelo@hotmail.com. Parapsicólogo Clínico. Telefone 9911 3260

JAIR REBELO. jairrebelo@hotmail.com. Parapsicólogo Clínico. Telefone 9911 3260 JAIR REBELO Parapsicólogo Clínico jairrebelo@hotmail.com Telefone 9911 3260 AQUIETAR-SE Quando tomamos consciência da nossa respiração, eliminamos os vícios que vivem dentro de nós. O silêncio e á linguagem

Leia mais

PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013

PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013 PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013 ESCOLA: 1ºANO OBJETIVO GERAL OBJETIVO ESPECIFICOS CONTEÚDOS AVALIAÇÃO BIBLIOGRAFIA Construir com o educando sobre a importância da sua existência e os cuidados

Leia mais

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a Oração u m a c o n v e r s a d a a l m a 11 12 O Evangelho relata que por diversas vezes, quando ninguém mais estava precisando de alguma ajuda ou conselho, Jesus se ausentava para ficar sozinho. Natural

Leia mais

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 01/12/2003 POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 2 Índice Geral I POR QUE NÃO ORAMOS COM FREQUÊNCIA?... 4 II QUANDO NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS... 5 III

Leia mais

SENTIMENTOS DE USUÁRIOS DE SUBSTÂNCIAS LÍCITAS E ILÍCITAS: PROCESSO DE RESSOCIALIZAÇÃO

SENTIMENTOS DE USUÁRIOS DE SUBSTÂNCIAS LÍCITAS E ILÍCITAS: PROCESSO DE RESSOCIALIZAÇÃO SENTIMENTOS DE USUÁRIOS DE SUBSTÂNCIAS LÍCITAS E ILÍCITAS: PROCESSO DE RESSOCIALIZAÇÃO Terezinha Possa 1 Solânia Durman 2 INTRODUÇÃO: Este é um trabalho monográfico do Curso de Especialização em Saúde

Leia mais

A cura da mulher que sangrava. Roteiro 1

A cura da mulher que sangrava. Roteiro 1 A cura da mulher que sangrava Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo IV Aprendendo com as curas Objetivos

Leia mais

SEGUNDO DIA Conhecimento de Si Mesmo / Reforma Intima MOMENTO 1

SEGUNDO DIA Conhecimento de Si Mesmo / Reforma Intima MOMENTO 1 SEGUNDO DIA Conhecimento de Si Mesmo / Reforma Intima MOMENTO 1 No tema anterior vimos, ou recordamos, entendimentos e explicações trazidas na codificação espírita, com relação aos objetivos da reencarnação,

Leia mais

Estas palavras ainda tocam profundamente almas sensíveis, especialmente aquelas que vivenciam momentos de aflição ou cansaço emocional.

Estas palavras ainda tocam profundamente almas sensíveis, especialmente aquelas que vivenciam momentos de aflição ou cansaço emocional. Vinde a mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei comigo que sou brando e humilde de coração e achareis repouso para vossas almas,

Leia mais

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA OBJETIVOS: Explicar como se realiza a educação do médium; Destacar a importância da capacitação contínua do trabalho do grupo

Leia mais

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO Lenildo Solano EVANGELIZAÇÃO EM MÚSICA - Sequência Musical: 01- Aula de Evangelização 02- Deus 03- Jesus 04- Anjos da Guarda 05- Oração 06- Espiritismo 07-

Leia mais

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ JESUS E TENTADO NO DESERTO Volume 4 Escola: Nome : Professor (a): Data : / / 11 7) PERGUNTAS: 1. Depois de ser batizado, onde Jesus foi guiado pelo espírito? 2. Quem

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

Sumário. Introdução 7

Sumário. Introdução 7 Sumário Introdução 7 Faculdades em estudo 11 Faculdade nativa 23 Reminiscências de vidas passadas 33 Os arquivos da alma 57 Materializações 79 Testemunho 95 Amigo ignorado 111 Complexos psíquicos 125 Premonições

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 1. TEMA: Amor ao Próximo. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: Levar as crianças a se sensibilizarem

Leia mais

Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus

Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus apóstolos na intimidade, falou a um grupo maior que se aproximava

Leia mais

Décima Primeira Lição

Décima Primeira Lição 70 Décima Primeira Lição AUTORIDADE NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS A EDUCAÇÃO DOS FILHOS NO LAR A) O lar tem suma importância na vida humana, pois é o berço de costumes, hábitos, caráter, crenças e morais de cada

Leia mais

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8)

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8) Janeiro e Fevereiro 2015 Editorial Esta é a Síntese dos meses de Janeiro e Fevereiro, assim como a Palavra de Vida, em que o nosso diretor espiritual, Pe. Pedro, fala sobre Felizes os puros de coração

Leia mais

Naquela ocasião Jesus disse: "Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos

Naquela ocasião Jesus disse: Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos As coisas encobertas pertencem ao Senhor, ao nosso Deus, mas as reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre, para que sigamos todas as palavras desta lei. Deuteronômio 29.29 Naquela ocasião

Leia mais

Os Sete Centros de Energia Guia de Debate 4. TERCEIRO CENTRO DE ENERGIA: PLEXO SOLAR Páginas 60-87

Os Sete Centros de Energia Guia de Debate 4. TERCEIRO CENTRO DE ENERGIA: PLEXO SOLAR Páginas 60-87 TERCEIRO CENTRO DE ENERGIA: PLEXO SOLAR Páginas 60-87 Compartilhar: Tudo bem com vocês? Alguém teve alguma idéia ou inspiração que queira nos contar? 1. O chakra do plexo solar (pp. 60-62) De onde este

Leia mais

Usa As Minhas Mãos. Intro: C9 G/B Bb/Eb D. Sei que queres tocar cada um que se abrir D/F# C/E D G Sei que queres agir com poder neste lugar

Usa As Minhas Mãos. Intro: C9 G/B Bb/Eb D. Sei que queres tocar cada um que se abrir D/F# C/E D G Sei que queres agir com poder neste lugar Usa As Minhas Mãos Intro: C9 G/B Bb/Eb D G C/G Sei que queres tocar cada um que se abrir D/F# C/E D G Sei que queres agir com poder neste lugar G Am Sei que queres curar cada coração aqui D Am G/B C E

Leia mais

Programa Fundamental Lei de Justiça, Amor e Caridade.

Programa Fundamental Lei de Justiça, Amor e Caridade. Programa Fundamental Lei de Justiça, Amor e Caridade. O b j e t i v o g e r a l Possibilitar entendimento da lei de justiça, amor e caridade, destacando a sua supremacia sobre as outras leis naturais Subsídios

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA LUZ E AMOR

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA LUZ E AMOR PSICÓGRAFA A Sessão de 25-01-07 Em nome de Jesus, aqui vim. Em todos nós há algo que nos modifica interiormente, qual seja a convicção da verdade! Mas nem sempre conseguimos pôr para fora nossa verdade

Leia mais

O QUE É SER ESPÍRITA?

O QUE É SER ESPÍRITA? Suzane Câmara O QUE É SER ESPÍRITA? pessoa vinculada ao Espiritismo. os espíritas "mexem" com os mortos outros temem, outros permanecem indiferentes ir ao Centro, tomar passe, ouvir ou fazer palestras,

Leia mais

Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas. Aprendendo com Jesus

Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas. Aprendendo com Jesus Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas Aprendendo com Jesus Apresentação É com a maior confiança na compreensão e aceitação dos nossos queridos catequistas que levo a público

Leia mais

Mais do que Vencedores ou Mais do que Vencidos. Missionário Pastor Danny Hawkins

Mais do que Vencedores ou Mais do que Vencidos. Missionário Pastor Danny Hawkins Mais do que Vencedores ou Mais do que Vencidos. Missionário Pastor Danny Hawkins Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Romanos 8:37 Todos os dias nós temos

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

Evangelhos. www.paroquiadecascais.org

Evangelhos. www.paroquiadecascais.org Evangelhos 1. Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus (Mt 5, 1-12a) ao ver a multidão, Jesus subiu ao monte e sentou-se. Rodearam-n O os discípulos e Ele começou a ensiná-los, dizendo:

Leia mais

A DOUTRINA ESPÍRITA, À LUZ DA FÉ RACIOCINADA,

A DOUTRINA ESPÍRITA, À LUZ DA FÉ RACIOCINADA, Matéria Ufologiade capa A DOUTRINA ESPÍRITA, À LUZ DA FÉ RACIOCINADA, EXPLICA QUEM SÃO OS SERES ANGELICAIS Entrevista realizada pelo site www.irc-espiritismo.org.br Eles existem? Aorigem da idéia de que

Leia mais

Os Talentos. Roteiro 3

Os Talentos. Roteiro 3 Os Talentos Roteiro 3 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte II Módulo III Ensinos por Parábolas Objetivos Explicar, à Luz

Leia mais

ALENCASTRO E PATRICIA CD: NOSSO ENCONTRO. 1 - Nosso encontro - Sérgio Lopes. 2- Família - Twila Paris Versão: Aline Barros e Ronaldo Barros

ALENCASTRO E PATRICIA CD: NOSSO ENCONTRO. 1 - Nosso encontro - Sérgio Lopes. 2- Família - Twila Paris Versão: Aline Barros e Ronaldo Barros ALENCASTRO E PATRICIA CD: NOSSO ENCONTRO 1 - Nosso encontro - Sérgio Lopes Me traz em tuas mãos o teu amor Eu trago em minhas mãos o meu amor E faz do teu abraço o meu abrigo Meu coração te ama e chama

Leia mais

DEUS DA FAMÍLIA ISRC BR MKP 1300081 Ivan Barreto (MK Edições)

DEUS DA FAMÍLIA ISRC BR MKP 1300081 Ivan Barreto (MK Edições) DEUS DA FAMÍLIA ISRC BR MKP 1300081 Ivan Barreto (MK Edições) Sei que em minha casa estás Sempre cuida do meu lar O Senhor é o meu pastor e nada vai faltar Pois sei que tu és fiel, tu és fiel a mim Sei

Leia mais

POR QUE PERDOAR É MELHOR DO QUE VINGAR?

POR QUE PERDOAR É MELHOR DO QUE VINGAR? POR QUE PERDOAR É MELHOR DO QUE VINGAR? Adilson Assis C. E. Estrada da Luz Março de 2013 TELENOVELAS FILMES LITERATURA A vingança no Judaísmo e no Cristianismo Código de Hamurabi (1780 a.c.), Babilônia:

Leia mais

Pregação 2 Coríntios 6.1-13. Formandas: Pamela Milbratz e Rosângela Beatriz Hünemeier São Leopoldo/EST, RS, Brasil

Pregação 2 Coríntios 6.1-13. Formandas: Pamela Milbratz e Rosângela Beatriz Hünemeier São Leopoldo/EST, RS, Brasil Pregação 2 Coríntios 6.1-13. Culto de encerramento do semestre 2012/1 Formandas: Pamela Milbratz e Rosângela Beatriz Hünemeier São Leopoldo/EST, RS, Brasil Saudação Que o Deus da esperança vos encha de

Leia mais

INFORMATIVO DE LUZ. Editorial NOSSOS HORÁRIOS:

INFORMATIVO DE LUZ. Editorial NOSSOS HORÁRIOS: ASSOCIAÇÃO CULTURAL E ESPIRITUAL POLO DA LUZ Fundada em 03.04.93 CNPJ: 92413384/0001.92 Rua Geraldina Dinarte, 334 - Erechim - RS INFORMATIVO DE LUZ Boletim Informativo do Polo da Luz Março de 2015-002

Leia mais

Vinho Novo, Odres Novos

Vinho Novo, Odres Novos Ministério de Pequenos Grupos 03 Guia de Estudo Este Guia de Estudo refere-se ao terceiro sermão da série, pregado pelo Pr. Ed René Kivitz em 28 de março de 2010 e disponível em áudio para download no

Leia mais

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus A Identidade da Igreja do Senhor Jesus Atos 20:19-27 (Ap. Paulo) Fiz o meu trabalho como Servo do Senhor, com toda a humildade e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive, por causa dos

Leia mais

A PRÁTICA DO PRECEITO: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO

A PRÁTICA DO PRECEITO: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO CURSO A PRÁTICA DA FRATERNIDADE NOS CENTROS ESPÍRITAS A PRÁTICA DO PRECEITO: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO A PRÁTICA DO PRECEITO: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO Vimos na videoaula anterior que nas diversas

Leia mais

Encontro Fraterno Auta de Souza

Encontro Fraterno Auta de Souza Encontro Fraterno Auta de Souza Em matéria de conhecimento, onde poderemos localizar a maior necessidade do homem? Em matéria de conhecimento, onde poderemos localizar a maior necessidade do homem? Como

Leia mais