A caminho do Centenário

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1911 2011 A caminho do Centenário"

Transcrição

1 A caminho do Centenário Licenciaturas ISEG 1º Ciclo de Bolonha

2

3 ISEG: Uma Escola de referência. O ISEG forma Economistas e Gestores com espírito de liderança e inovação assente numa sólida capacidade técnica e científica. Frequentar o ISEG significa: Obter um curso com colocação profissional assegurada. Estudar num ambiente dinâmico e internacional. Desenvolver capacidades de decisão e de resolução de problemas no desempenho da profissão. Partilhar experiências com um corpo docente da mais alta qualidade científica e pedagógica. Aceder à maior, mais moderna e completa biblioteca do país. Dispor de serviços e equipamentos informáticos de elevada qualidade e aceder a modernas tecnologias e ambientes de trabalho wireless Viver em excelentes instalações para aulas, estudo e convívio. Acesso a Residências Universitárias (através dos Serviços de Acção Social)

4 O CAMPUS ISEG As instalações do ISEG são constituídas por cinco edifícios organizados num campus totalmente integrado no coração da cidade de Lisboa, entre a Lapa e a Assembleia da República e disponibiliza os seguintes serviços: Biblioteca 2 Salas de estudo Laboratório de Informática Restaurante / Self-service / Cantina / Bares Agência Bancária da CGD Livraria / Papelaria / Reprografia BOLONHA Bolonha pressupõe uma mudança no paradigma de Ensino, levando os estudantes a uma abordagem mais activa no seu período universitário, o que lhes permite desenvolver novas competências. Bolonha conduz os estudantes ao conceito de formação ao longo da vida cujo grande passo é a entrada para o 1º ciclo universitário. MOBILIDADE EUROPEIA O ISEG desenvolve programas de cooperação SOCRATES/ERASMUS com diversas universidades de países europeus e incentiva a mobilidade dos seus estudantes, tendo em vista a concretização de um dos objectivos centrais do Processo Bolonha. O ISEG recebe anualmente dezenas de estudantes de países europeus, criando condições favoráveis para o desenvolvimento de uma cultura de cooperação e de mobilidade no quadro do espaço europeu de ensino superior. CONDIÇÕES DE ACESSO A nota mínima de candidatura é de 100 pontos (média do secundário: 50%; provas de ingresso: 50%). A nota mínima das provas de ingresso é de 95 pontos. As provas de ingresso são: Matemática; ou Matemática e Português; ou Matemática e Economia.

5 SAÍDAS PROFISSIONAIS Os Licenciados pelo ISEG encontram-se devidamente capacitados para fazerem face às exigências do mercado de trabalho nacional e internacional. Isso mesmo é confirmado pelos resultados de inquéritos regularmente efectuados aos recém-licenciados pelo ISEG que indicam uma rápida e eficaz inserção na vida profissional activa, pois cerca de 35% dos alunos já se encontram empregados antes do final da sua licenciatura e ao fim de 6 meses o nível de empregabilidade é de 90%. No ISEG é sempre dada prioridade à formação com objectivos de colocação no mercado de trabalho, dotando-se os licenciados com as competências mais apropriadas ao desempenho da sua actividade em múltiplas saídas profissionais. Os licenciados do ISEG empregam-se nos principais sectores da vida económica, financeira e empresarial, designadamente nos seguintes domínios e áreas de exercício profissional: > Banca & Seguros > Auditoria e consultoria > Organismos económicos e financeiros internacionais > Direcção de empresas da indústria e serviços > Administração pública nacional ou local > Gabinetes de estudos, ensino e investigação PRÉMIOS Prémio Fundação Económicas Para os melhores 10 candidatos às Licenciaturas do ISEG, com média igual ou superior a 16 Valores, a Fundação Económicas proporciona uma Bolsa para pagamento integral da propina do 1º. ano e seguro escolar. Prémio Deloitte Excelência Atribuido pela Deloitte aos dois melhores Candidatos às Licenciaturas. Prémios aos melhores alunos do 1º. e 2º Ciclo Atríbuidos por: Caixa Geral de Depósitos, Deloitte, Iapmei, Banco Espirito Santo, Montepio, Fundação para a Ciência e Tecnologia, Medinfar, Ana - Aeroportos de Portugal, Grupo Finantia, Fundação Oriente, Banco de Portugal, Schroders Investment, Dynargie.

6 06 Licenciatura em Economia PORQUÊ ECONOMIA NO ISEG? Porque a licenciatura em Economia do ISEG combina, de uma forma única, três vertentes essenciais para a formação de um economista: a) uma sólida formação em teoria económica; b) uma grande interdisciplinaridade com áreas complementares da economia (gestão, matemática, direito, sociologia e história); c) o domínio de instrumentos de análise da realidade económica. A conjugação destas vertentes, acrescida da possibilidade que os alunos têm de escolher disciplinas optativas para aprofundarem domínios do seu interesse pessoal, faz com que a licenciatura em Economia do ISEG tenha um elevado padrão de qualidade, amplamente reconhecido pelo mercado, onde os nossos licenciados facilmente encontram emprego, em organizações privadas ou do Estado. COORDENADOR DA LICENCIATURA Prof. Doutor José Manuel Zorro Mendes Licenciado em Economia (ISEG-UTL), Mestre em Métodos Matemáticos para Economia e Gestão de Empresas (ISEG-UTL), Doutor em Economia (ISEG-UTL), Agregado em Economia (Univ. Técnica de Lisboa, 2002). Professor Auxiliar com Agregação do Departamento de Economia do ISEG. Desenvolve investigação nas áreas da Microeconomia, Teoria do Consumidor e do Produtor e Estruturas de Mercado. Tem artigos e working papers publicados em revistas de economia, bem como nos proceedings de conferências nacionais e internacionais.

7 PLANO DE ESTUDOS 1º SEMESTRE Economia I Matemática I Introdução à Gestão História Económica e Empresarial Cálculo e Instrumentos Financeiros 2º SEMESTRE Economia II Matemática II Contabilidade Geral I Introdução ao Direito Análise da Informação Económica e Empresarial 3º SEMESTRE Macroeconomia I Microeconomia I Estatística I Gestão Financeira Sociologia 4º SEMESTRE Economia e Finanças Públicas Economia Monetária e Financeira Estatística II Macroeconomia II Microeconomia II 5º SEMESTRE Economia Internacional Econometria Optativas 6º SEMESTRE Avaliação de Projectos Economia Industrial e da Empresa Política Económica e Actividade Empresarial Seminário Optativas 1st SEMESTER Economics I Quantitative Finance Economics and Business Information Principles of Management Mathematics I 2nd SEMESTER Economics II Financial Accounting I Economic and Business History Foundations of Law Mathematics II Distribuição de Créditos Unidades curriculares obrigatórias: 156 Unidades curriculares optativas: 24 > A cada unidade curricular obrigatória correspondem 6 créditos ECTS; > As unidades curriculares optativas poderão ser escolhidas entre um leque diversificado, abrangendo línguas (Inglês e Alemão) e todas as áreas científicas leccionadas no ISEG (Economia, Gestão, Matemática, Sociologia, História e Direito) ou em qualquer outra escola da Universidade Técnica de Lisboa; > Os cursos de licenciatura em Economia, Gestão e Finanças têm as mesmas unidades curriculares nos 1º e 2º semestres. No ISEG encontrei o caminho para a minha vida profissional. ROSÂNGELA MAIA Funcionará uma turma em língua inglesa no 1º ano das licenciaturas, com apoio linguístico do leitorado de Inglês. Serão também oferecidas várias disciplinas na língua inglesa, nos restantes semestres da licenciatura.

8 Licenciatura em Gestão PORQUÊ GESTÃO NO ISEG? A licenciatura em Gestão do ISEG, uma das primeiras do País, conta com um corpo docente de excelência, com doutorados em inúmeras universidades nacionais e estrangeiras e mestres e licenciados de excepcional competência científica e técnica. O novo plano de estudos da licenciatura em Gestão, foi concebido de forma a proporcionar uma formação completa dos futuros gestores, com uma estrutura curricular que articula disciplinas de base, como Economia, Contabilidade, Métodos Quantitativos e Psicossociologia, com disciplinas das áreas funcionais da Gestão como Marketing, Finanças, Gestão de Recursos Humanos e Gestão da Produção e disciplinas integradoras como Estratégia Empresarial. O 1º ciclo, no quadro do Acordo de Bolonha, visa dotar os licenciados em gestão com os conhecimentos teóricos e práticos necessários a alcançar empregabilidade no mercado de trabalho, o que se tem verificado práticamente a 100%. Os licenciados em Gestão têm a possibilidade de prosseguir estudos de 2º ciclo, pós-graduações ou mestrados, onde o ISEG tem procurado responder, com excelência reconhecida, às necessidades dinâmicas de formação do mercado. O sistema de créditos, permite articular, diferentes áreas disciplinares para alcançar o grau de mestre em Gestão ou Marketing, Finanças, Gestão de Recursos Humanos e Contabilidade. COORDENADOR DA LICENCIATURA Prof. Doutor Jorge Júlio Landeiro Vaz Licenciado em Finanças (ISEG-UTL), Pós-Graduado em Marketing Management pela Universidade de Harvard, Mestre em Gestão (ISEG-UTL) e Doutor Europeu em Ciências Económicas e Empresariais pela Universidade de Sevilha. Professor Associado do Departamento de Gestão do ISEG. Desenvolve investigação predominantemente na área das Instituições Financeiras e tem coordenado investigação aplicada na área financeira.

9 PLANO DE ESTUDOS 1º SEMESTRE Economia I Matemática I Introdução à Gestão Cálculo e Instrumentos Financeiros Análise da Informação Económica e Empresarial 2º SEMESTRE Economia II Contabilidade Geral I Matemática II História Económica e Empresarial Introdução ao Direito 3º SEMESTRE Contabilidade Geral II Marketing Operacional Estatística I Direito Empresarial Tecnologias de Informação 4º SEMESTRE Marketing Estratégico Gestão Financeira I Contabilidade Analítica Estatística II Sistemas de Informacão para a Gestão 5º SEMESTRE Gestão Financeira II Investigacão Operacional Sociologia do Trabalho e da Empresa Optativas 6º SEMESTRE Estratégia Empresarial Gestão da Produção e Operações Gestão dos Recursos Humanos Política Económica e Actividade Empresarial Optativas 1st SEMESTER Economics I Quantitative Finance Economics and Business Information Principles of Management Mathematics I 2nd SEMESTER Economics II Financial Accounting I Economic and Business History Foundations of Law Mathematics II Distribuição de Créditos Unidades curriculares obrigatórias: 162 Unidades curriculares optativas: 18 > A cada unidade curricular obrigatória correspondem 6 créditos ECTS; > As unidades curriculares optativas poderão ser escolhidas entre um leque diversificado, abrangendo línguas (Inglês e Alemão) e todas as áreas científicas leccionadas no ISEG (Economia, Gestão, Matemática, Sociologia, História e Direito) ou em qualquer outra escola da Universidade Técnica de Lisboa; > Os cursos de licenciatura em Economia, Gestão e Finanças têm as mesmas unidades curriculares nos 1º e 2º semestres. O ISEG tem sido óptimo para a minha evolução. E saio daqui com amigos para a vida. FRANSCISCO FROES Funcionará uma turma em língua inglesa no 1º ano das licenciaturas, com apoio linguístico do leitorado de Inglês. Serão também oferecidas várias disciplinas na língua inglesa, nos restantes semestres da licenciatura.

10 Licenciatura em Finanças PORQUÊ FINANÇAS NO ISEG? A licenciatura de Finanças prepara os alunos com os conhecimentos e competências essenciais à prossecução de uma carreira na área financeira. Esta licenciatura integra conhecimentos de economia, gestão de empresas, métodos quantitativos e outras disciplinas das ciências sociais, oferecendo uma excelente diversidade e complementaridade de conteúdos. Se pretende desenvolver uma carreira profissional nos mercados financeiros e seus agentes, incluindo bancos, seguradoras, entidades reguladoras ou institucionais relacionadas com o sector financeiro, nas finanças públicas ou na actividade económica do Estado, a licenciatura em finanças é fundamental para atingir os seus objectivos. COORDENADOR DA LICENCIATURA Prof. Doutor Eduardo Couto Licenciado em Organização e Gestão de Empresas (ISEG-UTL, 1984), Mestre em Gestão (ISEG-UTL, 1990), PhD em Business Administration (Univ. de Manchester, 2003). Professor Auxiliar do Departamento de Gestão do ISEG. Desenvolve investigação nas áreas da Gestão Financeira, Gestão de Carteiras de Activos Financeiros, Mercados Financeiros Internacionais, Finanças Internacionais e Empreendedorismo.

11 PLANO DE ESTUDOS 1º SEMESTRE Economia I Matemática I Introdução à Gestão Cálculo e Instrumentos Financeiros Análise da Informação Económica e Empresarial 2º SEMESTRE Economia II Contabilidade Geral I Matemática II Introdução ao Direito História Económica e Empresarial 3º SEMESTRE Contabilidade Geral II Estatística I Macroeconomia I Microeconomia I Tecnologias de Informação 4º SEMESTRE Contabilidade Analítica Direito Empresarial e Financeiro Economia Monetária Estatística II Marketing 5º SEMESTRE Gestão Financeira I Econometria Fiscalidade Optativas 6º SEMESTRE Análise de Investimentos Gestão Financeira II Mercados e Investimentos Financeiros Psicossociologia Optativas 1st SEMESTER Economics I Quantitative Finance Economics and Business Information Principles of Management Mathematics I 2nd SEMESTER Economics II Financial Accounting I Economic and Business History Foundations of Law Mathematics II Distribuição de Créditos Unidades curriculares obrigatórias: 162 Unidades curriculares optativas: 18 > A cada unidade curricular obrigatória correspondem 6 créditos ECTS; > As unidades curriculares optativas poderão ser escolhidas entre um leque diversificado, abrangendo línguas (Inglês e Alemão) e todas as áreas científicas leccionadas no ISEG (Economia, Gestão, Matemática, Sociologia, História e Direito) ou em qualquer outra escola da Universidade Técnica de Lisboa; > Os cursos de licenciatura em Economia, Gestão e Finanças têm as mesmas unidades curriculares nos 1º e 2º semestres. No ISEG habituamo-nos a uma cultura de qualidade e rigor. MARIANA GASPAR Funcionará uma turma em língua inglesa no 1º ano das licenciaturas, com apoio linguístico do leitorado de Inglês. Serão também oferecidas várias disciplinas na língua inglesa, nos restantes semestres da licenciatura.

12 Licenciatura em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão PORQUÊ MAEG NO ISEG? A licenciatura em MAEG Matemática Aplicada à Economia e à Gestão é única no país. Criada em 1990, tem por objectivo principal combinar uma formação de base em Economia e Gestão com uma sólida formação em Matemática. Esta licenciatura prepara profissionais aptos a equacionar e resolver com eficiência problemas no âmbito da Economia e da Gestão, recorrendo a instrumentos matemáticos e aos mais modernos meios computacionais. No quadro do Processo de Bolonha, todos os alunos que ingressam no 1º ano da licenciatura são acompanhados por um director de estudos que promove a sua inserção no ISEG e o seu bom desempenho académico. A boa e rápida integração dos licenciados em MAEG no mercado de trabalho não se conhecem desempregados é um sinal claro de que se trata de um curso que responde de forma particularmente adequada às necessidades do mercado num vasto conjunto de sectores: bancos, seguradoras e outras instituições financeiras, empresas de consultoria e organismos públicos. A licenciatura em MAEG abre também excelentes perspectivas para a continuação dos estudos ao nível do 2º ciclo em áreas como as Ciências Actuariais, a Decisão Económica, a Econometria, a Economia Monetária e Financeira, a Gestão, as Finanças ou a Matemática Financeira. Trata-se de uma aposta ganhadora no teu futuro! COORDENADOR DA LICENCIATURA Profª. Doutora M. Teresa Chaves de Almeida Licenciada em Matemática (Univ. Lisboa, 1977), PhD (Univ. Londres, 1985), Agregada em Matemática (Univ. Técnica de Lisboa, 1993). Professora Catedrática do Departamento de Matemática do ISEG desde Desenvolve investigação na área de Optimização Combinatória. Tem artigos publicados nas revistas Journal of the Operational Research Society, European Journal of Operational Research e Computers & Operations Research.

13 PLANO DE ESTUDOS 1º SEMESTRE Álgebra Linear Análise Matemática I Economia I Estatística Descritiva Introdução à Gestão 2º SEMESTRE Análise Matemática II Economia II História Económica e Empresarial Investigação Operacional I Linguagens de Programação 3º SEMESTRE Análise Matemática III Macroeconomia I Microeconomia I Probabilidades Programação Matemática 4º SEMESTRE Análise Matemática IV Estatística Investigação Operacional II Matemática Financeira Microeconomia II 5º SEMESTRE Contabilidade Geral I Econometria I Processos Estocásticos e Aplicações Optativas 6º SEMESTRE Análise Numérica Contabilidade Analítica Econometria II Optativas 1st SEMESTER Economics I Principles of Management 2nd SEMESTER Economics II Economic and Business History Distribuição de Créditos Unidades curriculares obrigatórias: 162 Unidades curriculares optativas: 24 > A cada unidade curricular obrigatória correspondem 6 créditos ECTS; > As unidades curriculares optativas poderão ser escolhidas entre um leque diversificado, abrangendo línguas (Inglês e Alemão) e todas as áreas científicas leccionadas no ISEG (Economia, Gestão, Matemática, Sociologia, História e Direito) ou em qualquer outra escola da Universidade Técnica de Lisboa; > Os cursos de licenciatura em Economia, Gestão e Finanças têm as mesmas unidades curriculares nos 1º e 2º semestres. A minha ideia é que o ISEG é uma faculdade com passado... mas virada para o futuro. MARIANA DIAS Funcionará uma turma em língua inglesa no 1º ano das licenciaturas, com apoio linguístico do leitorado de Inglês. Serão também oferecidas várias disciplinas na língua inglesa, nos restantes semestres da licenciatura.

14 PÓS-GRADUAÇÕES Análise Financeira Aspectos Sociais e Comportamentais das Finanças Contabilidade Fiscalidade Finanças Empresariais Corporate Governance Economia e Gestão de Instituições Sem Fins Lucrativos Economia e Gestão da Propriedade Industrial Econometria Aplicada e Previsão Estudos Europeus Género, Trabalho e Cidadania Gestão do Transporte Marítimo e Gestão Portuária Gestão da Qualidade na Saúde Gestão de Bancos e Seguradoras Gestão de Marketing Farmacêutico Gestão da Distribuição e Logística Gestão das Autarquias Gestão das Comunicações e Múltimedia Gestão e Avaliação Imobiliária Gestão Fiscal Leadership & Management Prospectiva, Estratégia e Inovação Sistemas e Tecnologias de Informação para as Organizações

15 MESTRADOS Ciências Actuariais Análise de Política Social Ciências Económicas Ciências Empresariais Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Decisão Económica e Empresarial Desenvolvimento e Cooperação Internacional Econometria Aplicada e Previsão Economia Economia e Gestão da Ciência e Tecnologia da Inovação Economia e Políticas Públicas Economia Internacional e Estudos Europeus Economia Monetária e Financeira Finanças Gestão/MBA Gestão de Recursos Humanos Gestão de Sistemas de Informação Gestão e Avaliação Imobiliária Gestão e Estratégia Industrial Marketing Matemática Financeira Sociologia Económica e das Organizações

16 PARA + INFORMAÇÕES Secretaria das Licenciaturas Gabinete de Comunicação e Imagem t /64/65 t f f e. e.

Licenciatura em Administração Pública (LAP)

Licenciatura em Administração Pública (LAP) UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE Licenciatura em Administração Pública (LAP) Maputo, Julho de 2015 UDM

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE Licenciatura em Gestão Financeira (LGF) Maputo, Julho de 2015 UDM 1 A

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO MESTRADO GESTÃO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos O mestrado em Gestão é uma novidade da oferta formativa da ESTG, para o

Leia mais

LEADERSHIP & MANAGEMENT

LEADERSHIP & MANAGEMENT 4ª edição PÓS-GRADUAÇÃO LEADERSHIP & MANAGEMENT 2013/14 4ª edição Coordenação Científica Prof. Doutor José Manuel Veríssimo Prof.ª Dr.ª Teresa Passos Natureza do curso e perfil da formação O curso de Pós-Graduação

Leia mais

Cursos de Doutoramento

Cursos de Doutoramento PROSPECTO FACULDADE DE ECONOMIA Cursos de Doutoramento CONTACTOS FACULDADE DE ECONOMIA Av. Julius Nyerere, Campus Universitário, 3453 Tel: +258 21 496301 Fax. +258 21 496301 1 MENSAGEM DO DIRECTOR Sejam

Leia mais

Licenciatura em Gestão de Marketing (LMK)

Licenciatura em Gestão de Marketing (LMK) UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE Licenciatura em Gestão de Marketing (LMK) Maputo, Julho de 2015 UDM 1

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE valor acrescentado para a sua carreira GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE 2ª edição Coordenação Científica: Prof. Doutor José Miguel Soares Direcção Executiva: Mestre Sérgio Sousa PÓS-GRADUAÇÃO 07/08 Pós-Graduação

Leia mais

Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China

Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China Lisboa, Janeiro de 2014 Realizar Negócios na China é o sonho de qualquer empresário mas pode ser uma realidade

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO ECONOMIA DA ENERGIA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

PÓS-GRADUAÇÃO ECONOMIA DA ENERGIA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PÓS-GRADUAÇÃO ECONOMIA DA ENERGIA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 2015-2016 2 PÓS-GRADUAÇÃO ECONOMIA DA ENERGIA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COORDENAÇÃO Eng.º Nuno Ribeiro da Silva Prof.

Leia mais

Curso de. Pós-Graduação em Gestão de Bancos. e Seguradoras. Instituto Superior de Economia e Gestão Universidade Técnica de Lisboa

Curso de. Pós-Graduação em Gestão de Bancos. e Seguradoras. Instituto Superior de Economia e Gestão Universidade Técnica de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Gestão de Bancos e Seguradoras Instituto Superior de Economia e Gestão Universidade Técnica de Lisboa 2 O desenvolvimento dos mercados de produtos e serviços financeiros (bancários,

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE

FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE EDIÇÃO 2011 / 2013 ÍNDICE 1. Apresentação.. 3 2. Objectivos...... 3 3. Condições de Acesso. 3 4. Organização do Curso e Plano de

Leia mais

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010 Cidade da Praia, Cabo Verde A ponte para o futuro Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010

Leia mais

M A T E M Á T I C A ENGENHARIA GEOGRÁFICA LICENCIATURAS MESTRADOS DOUTORAMENTOS

M A T E M Á T I C A ENGENHARIA GEOGRÁFICA LICENCIATURAS MESTRADOS DOUTORAMENTOS M A T E M Á T I C A ENGENHARIA GEOGRÁFICA LICENCIATURAS MESTRADOS DOUTORAMENTOS JÁ PENSASTE EM ESTUDAR MATEMÁTICA? Esta brochura destina-se a todos os jovens que gostam de Matemática e que querem conhecer

Leia mais

Candidatura de. António Dourado Pereira Correia. a Director da FCTUC. Programa de acção do Director da FCTUC

Candidatura de. António Dourado Pereira Correia. a Director da FCTUC. Programa de acção do Director da FCTUC Candidatura de António Dourado Pereira Correia a Director da FCTUC Programa de acção do Director da FCTUC No momento em que as regras de gestão da nossa Faculdade se alteram tão profundamente, centrando-a

Leia mais

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração:

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração: EngIQ Programa de Doutoramento em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química Uma colaboração: Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e Refinação (AIPQR) Universidade de Aveiro Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Ao abrigo do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, e do disposto na Deliberação nº 1487/2006 da Reitoria da Universidade

Leia mais

1º Ciclo de Workshops em Empreendedorismo - 2013

1º Ciclo de Workshops em Empreendedorismo - 2013 1º CICLO DE WORKSHOPS EM Abril e Maio de 2013 EMPREENDEDORISMO AS PEQUENAS IDEIAS GERAM GRANDES NEGÓCIOS! Co-financiamento: APRESENTAÇÃO O Município de Penacova, através do Gabinete de Desenvolvimento

Leia mais

Plano de transição e equivalências

Plano de transição e equivalências Adequação a Bolonha Curso: Gestão Plano de transição e equivalências -I- REGRAS DE TRANSIÇÃO: 1. Os alunos inscritos no ano lectivo 2005/06 nos 1º e 2º ano do 1º ciclo do curso actual, transitam obrigatoriamente

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Mestrados do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver programas

Leia mais

REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL

REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL CURSOS LIVRES ACTIVIDADES EXTRACURRICULARES REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL Artigo 1.º (Objecto e componentes)

Leia mais

CURSO DE LÍNGUA CHINESA, CULTURA E DINÂMICA DE NEGÓCIOS PARA EMPRESÁRIOS E GESTORES NA CHINA 2016 3ª EDIÇÃO

CURSO DE LÍNGUA CHINESA, CULTURA E DINÂMICA DE NEGÓCIOS PARA EMPRESÁRIOS E GESTORES NA CHINA 2016 3ª EDIÇÃO CURSO DE LÍNGUA CHINESA, CULTURA E DINÂMICA DE NEGÓCIOS PARA EMPRESÁRIOS E GESTORES NA CHINA 2016 3ª EDIÇÃO 2 CURSO DE LÍNGUA CHINESA, CULTURA E DINÂMICA DE NEGÓCIOS PARA EMPRESÁRIOS E GESTORES NA CHINA

Leia mais

Caracterização dos cursos de licenciatura

Caracterização dos cursos de licenciatura Caracterização dos cursos de licenciatura 1. Identificação do ciclo de estudos em funcionamento Os cursos de 1º ciclo actualmente em funcionamento de cuja reorganização resultam os novos cursos submetidos

Leia mais

CIDADES SUSTENTÁVEIS Diploma de Estudos Pós-Graduados

CIDADES SUSTENTÁVEIS Diploma de Estudos Pós-Graduados 1 CIDADES SUSTENTÁVEIS Diploma de Estudos Pós-Graduados http://cidadessustentaveis.dcea.fct.unl.pt 1. Área Científica Predominante do Curso: Ambiente, urbanismo e desenvolvimento sustentável 2. Porquê

Leia mais

Programa Avançado de Gestão

Programa Avançado de Gestão PÓS GRADUAÇÃO Programa Avançado de Gestão Com o apoio de: Em parceria com: Nova School of Business and Economics Com o apoio de: PÓS GRADUAÇÃO Programa Avançado de Gestão A economia Angolana enfrenta hoje

Leia mais

COMISSÃO DE COORDENAÇÃO DE CURSO INTRA-UNIDADE

COMISSÃO DE COORDENAÇÃO DE CURSO INTRA-UNIDADE PROJETO PEDAGÓGICO I. PERFIL DO GRADUANDO O egresso do Bacharelado em Economia Empresarial e Controladoria deve ter sólida formação econômica e em controladoria, além do domínio do ferramental quantitativo

Leia mais

CURRICULUM VITAE SÍNTESE JORGE JÚLIO LANDEIRO DE VAZ

CURRICULUM VITAE SÍNTESE JORGE JÚLIO LANDEIRO DE VAZ CURRICULUM VITAE SÍNTESE JORGE JÚLIO LANDEIRO DE VAZ MAIO DE 2012 1. DADOS PESSOAIS Nome: JORGE JÚLIO LANDEIRO DE VAZ 2. HABILITAÇÕES ACADÉMICAS 2011 Auditor de Defesa Nacional Curso de Defesa Nacional

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 161 19 de agosto de 2015 23691 UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR UNIVERSIDADE DE ÉVORA

Diário da República, 2.ª série N.º 161 19 de agosto de 2015 23691 UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR UNIVERSIDADE DE ÉVORA Diário da República, 2.ª série N.º 161 19 de agosto de 2015 23691 9 Participação dos interessados e decisão: 9.1 O projeto de ordenação final é notificado aos candidatos, para efeitos de realização da

Leia mais

3ª Edição 2010/2011 FEUC. mestrado. em marketing

3ª Edição 2010/2011 FEUC. mestrado. em marketing 3ª Edição 2010/2011 FEUC mestrado em marketing APRESENTAÇÃO Como Coordenadores dos programas de formação para executivos desta Faculdade,, damos-lhe as boas vindas a esta nova edição do programa de Mestrado

Leia mais

1 RESPOSTA A EVENTUAIS DÚVIDAS EXPERIMENTADAS PELOS ESTUDANTES A FREQUENTAR O CURSO PELA PRIMEIRA VEZ

1 RESPOSTA A EVENTUAIS DÚVIDAS EXPERIMENTADAS PELOS ESTUDANTES A FREQUENTAR O CURSO PELA PRIMEIRA VEZ DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL E CULTURA 1 RESPOSTA A EVENTUAIS DÚVIDAS EXPERIMENTADAS PELOS ESTUDANTES A FREQUENTAR O CURSO PELA PRIMEIRA VEZ 1. A quem devo dirigir-me, caso tenha dúvidas

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL Ao abrigo do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, e do disposto na Deliberação nº 1487/2006 de 26 de Outubro, da

Leia mais

05 18/23 ABRIL 07 10/12 OUTUBRO [30 MAIO/4 JUNHO INSCRICOES ENCERRADAS

05 18/23 ABRIL 07 10/12 OUTUBRO [30 MAIO/4 JUNHO INSCRICOES ENCERRADAS 05 18/23 ABRIL INSCRICOES ENCERRADAS [30 MAIO/4 JUNHO 06 07 10/12 OUTUBRO INSCRIÇÃO NO CURSO Destinatários /Requisitos 01 02 Plano do Curso 03 Objetivos Modelo 04 de Aprendizagem 06 Equipa Formadora 07

Leia mais

Destinatários /Requisitos. Calendário /Horário. Equipa Formadora. Plano do Curso. Porquê o Fast-Track MBA? Objetivos. Modelo de Aprendizagem

Destinatários /Requisitos. Calendário /Horário. Equipa Formadora. Plano do Curso. Porquê o Fast-Track MBA? Objetivos. Modelo de Aprendizagem 18/ 23 JAN 01 Destinatários /Requisitos 06 Calendário /Horário 02 Plano do Curso 07 Equipa Formadora 03 Objetivos 08 Porquê o Fast-Track MBA? 04 Modelo de Aprendizagem 09 Investimento /Condições de Pagamento

Leia mais

MLM Master in Law and Management

MLM Master in Law and Management MLM Master in Law and Management diploma CONJUNTO novaforum.pt MLM Master in Law and Management Os participantes que completem com aproveitamento a componente lectiva do Programa receberão um Diploma de

Leia mais

Um mar de oportunidades. Mestrado em Gestão Portuária. Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique.

Um mar de oportunidades. Mestrado em Gestão Portuária. Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Um mar de oportunidades Mestrado em Gestão Portuária Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique A ENIDH é a Escola Superior pública portuguesa que assegura a formação de

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Gabinete do Ministro CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Breve apresentação da proposta de Orçamento de Estado para 2008 23 de Outubro de 2007 Texto

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO. Entre O INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO. e O SINDICATO DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO. Entre O INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO. e O SINDICATO DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO Entre O INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO e O SINDICATO DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA Considerando que: 1. A mudança política, social, cultural, económica e tecnológica,

Leia mais

Revisor Oficial de Contas, desde 1990.

Revisor Oficial de Contas, desde 1990. 1. Dados pessoais Nome: Vitor Manuel Batista de Almeida Data de nascimento: 14 de Julho de 1956 Naturalidade: Lisboa Residência: Calçada das Lages, Lote 3, Nº 61-A, 14º C 1900-291 Lisboa Telefone casa:

Leia mais

II CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL

II CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL II CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL (2012/2013) Organização Instituto de Direito do Trabalho da Faculdade de Direito de Lisboa Coordenação científica Profª Doutora Rosário Palma Ramalho Professora

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO/MASTER EXECUTIVO 2012/2013. Organização: IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos

PÓS-GRADUAÇÃO/MASTER EXECUTIVO 2012/2013. Organização: IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos PÓS-GRADUAÇÃO/MASTER EXECUTIVO 2012/2013 Organização: IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos Início e Duração do Curso: Outubro de 2012 a Julho de 2013 2 semestres (300 horas - 60 ECTS)

Leia mais

Projecto de Lei n.º 54/X

Projecto de Lei n.º 54/X Projecto de Lei n.º 54/X Regula a organização de atribuição de graus académicos no Ensino Superior, em conformidade com o Processo de Bolonha, incluindo o Sistema Europeu de Créditos. Exposição de motivos

Leia mais

LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL E CULTURA

LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL E CULTURA LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL E CULTURA GUIA DO ESTUDANTE 2013-2014 Esperança Alves (Setembro 2007) GUIA DO ESTUDANTE 2013-2014 1 RESPOSTA A EVENTUAIS DÚVIDAS EXPERIMENTADAS PELOS ESTUDANTES A FREQUENTAR

Leia mais

ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO

ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO O CEITEC é uma organização juridicamente dependente da Maiêutica Cooperativa de Ensino Superior e, em termos científicopedagógicos,

Leia mais

FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION

FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION Formação Project Management Certification: Esta formação tem como objectivo a preparação para a certificação. A certificação é crucial, uma vez que reconhece os

Leia mais

47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011

47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011 47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011 2) Cartas de curso identificação do Reitor da Universidade Nova de Lisboa, identificação do titular do grau, n.º do documento de identificação

Leia mais

Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes. Algumas considerações estratégicas

Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes. Algumas considerações estratégicas Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes Algumas considerações estratégicas António Jorge Monteiro Abril de 1992 2 I. A História II. O Mercado III. Os Cursos IV. Os Professores V. Os Alunos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO ENTRA NUM NÍVEL SUPERIOR. 2013/2014 AVALIAÇÃO ECONÓMICA DOS MEDICAMENTOS WWW.IDEFE.PT PÁG. 1

PÓS-GRADUAÇÃO ENTRA NUM NÍVEL SUPERIOR. 2013/2014 AVALIAÇÃO ECONÓMICA DOS MEDICAMENTOS WWW.IDEFE.PT PÁG. 1 PÓS-GRADUAÇÃO AVALIAÇÃO ECONÓMICA DOS MEDICAMENTOS 2013/2014 ENTRA NUM NÍVEL SUPERIOR. WWW.IDEFE.PT PÁG. 1 AVALIAÇÃO ECONÓMICA DOS MEDICAMENTOS 8ª EDIÇÃO COORDENAÇÃO CIENTÍFICA Prof. Doutor Carlos Gouveia

Leia mais

inovar Ajudamos http://www.adi.pt

inovar Ajudamos http://www.adi.pt Ajudamos a inovar http://www.adi.pt Promover a inovação e o desenvolvimento tecnológico facilitando o aprofundamento das relações entre o mundo da investigação e o tecido empresarial português A Agência

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação e Formação Especialização: E-learning e Formação a Distância (Regime a Distância) 14 15 Edição Instituto

Leia mais

Portaria 560/2004, de 26 de Maio

Portaria 560/2004, de 26 de Maio Portaria 560/2004, de 26 de Maio Aprova o Regulamento Específico da Medida «Apoio à Internacionalização da Economia A Resolução do Conselho de Ministros n.º 103/2002, de 17 de Junho, publicada em 26 de

Leia mais

Licenciaturas. Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo

Licenciaturas. Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo Licenciaturas Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo L I C E N C I A T U R A O R G A N I Z A Ç Ã O E G E S T Ã O H O T E L E I R A O B J E T I V O Formar profissionais competentes para

Leia mais

LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO

LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2014/2015 E O NOVO PLANO Artigo 1º (Âmbito) O presente plano regula o processo de transição

Leia mais

NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade Do Minho A.1.a. Outra(s)

Leia mais

CIDADES SUSTENTÁVEIS Diplomas de Estudos Pós-Graduados

CIDADES SUSTENTÁVEIS Diplomas de Estudos Pós-Graduados 1 CIDADES SUSTENTÁVEIS Diplomas de Estudos Pós-Graduados 1. Área Científica Predominante do Curso: Ambiente, urbanismo e desenvolvimento sustentável 2. Porquê um Curso na Área do Ambiente e Urbanismo na

Leia mais

Apresentação... 2 Objectivos do curso... 2 Metodologia... 2 Programa... 3 Calendarização... 4 Formadores... 5

Apresentação... 2 Objectivos do curso... 2 Metodologia... 2 Programa... 3 Calendarização... 4 Formadores... 5 ÍNDICE Apresentação... 2 Objectivos do curso... 2 Metodologia... 2 Programa... 3 Calendarização... 4 Formadores... 5 Condições de acesso e inscrições... 6 Preçário... 6 Certificado de presença... 6 Local...

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ALIMENTAR

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ALIMENTAR 1.1 REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ALIMENTAR Ao abrigo do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, e do disposto na Deliberação nº 1487/2006 da Reitoria da Universidade Técnica

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais ÍNDICE CONTABILIDADE, FISCALIDADE E FINANÇAS EMPRESARIAIS... 3 OBJECTIVOS...

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S

PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S CÂMARA DO COMÉRCIO DE ANGRA DO HEROÍSMO E INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO Angra do Heroísmo 2010/2011 1 Objectivos Este curso de pós-graduação

Leia mais

Procura de Excelência

Procura de Excelência www.mba.deg.uac.pt Procura de Excelência MASTER IN BUSINESS ADMINISTRATION Mestrado em Gestão (MBA) Secretariado Departamento de Economia e Gestão Rua da Mãe de Deus Apartado 1422 E-mail: mba@uac.pt Tel:

Leia mais

CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Administração Nome da Mantida: Centro Universitário de Rio Preto Endereço de Funcionamento do Curso: Rua Yvette Gabriel Atique, 45

Leia mais

NCE/10/01771 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01771 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/01771 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Tomar

Leia mais

Suplemento ao Diploma

Suplemento ao Diploma IADE-U Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário A estrutura do Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objectivo

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES Escola Superior de Comunicação Social

PLANO DE ACTIVIDADES Escola Superior de Comunicação Social 1. NOTA INTRODUTÓRIA 1.1 Aprovação do documento Função Nome Responsável: CD / Director / Presidente IPL Aprovação: Assembleia de Representantes / Conselho Geral (Acta de Reunião) Divulgação: Comunidade

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão ÍNDICE GESTÃO... 3 OBJECTIVOS... 3 DESTINATÁRIOS... 3 CONDIÇÕES DE ACESSO E SELECÇÃO DOS CANDIDATOS... 3 INSCRIÇÕES E NÚMERO

Leia mais

O Processo de Bolonha e o desafio da empregabilidade

O Processo de Bolonha e o desafio da empregabilidade O Processo de Bolonha e o desafio da empregabilidade P o r M a r g a r i d a S a r a i v a, J o r g e C a s a s N o v a s, J o s é R o b e r t o e E l i z a b e t h R e i s Um ano lectivo após o arranque

Leia mais

MERCADOS INTERNACIONAIS E DIPLOMACIA ECONÓMICA

MERCADOS INTERNACIONAIS E DIPLOMACIA ECONÓMICA valor acrescentado para a sua carreira MERCADOS INTERNACIONAIS E DIPLOMACIA ECONÓMICA Coordenação Científica: Prof. Doutor Joaquim Ramos Silva Prof. Doutor Manuel Ennes Ferreira PÓS-GRADUAÇÃO 07/08 Pós-Graduação

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL Edição 2015-2017 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

Pós-Graduação Leadership & Management. 3ª Edição

Pós-Graduação Leadership & Management. 3ª Edição Pós-Graduação Leadership & Management 3ª Edição 2010/2011 Leadership & Management Direcção Científica Prof. Doutor José Verissimo Doutora Teresa Passos A Direcção Executiva é partilhada entre o IDEFE e

Leia mais

Instituto Superior de Línguas e Administração

Instituto Superior de Línguas e Administração Instituto Superior de Línguas e Administração > O ISLA Instituto Superior de Línguas e Administração é a mais antiga instituição de ensino superior privado em Portugal, tendo, desde a sua fundação, em

Leia mais

O princípio da afirmação da sociedade civil.

O princípio da afirmação da sociedade civil. Dois dos Valores do PSD O Princípio do Estado de Direito, respeitante da eminente dignidade da pessoa humana - fundamento de toda a ordem jurídica baseado na nossa convicção de que o Estado deve estar

Leia mais

CURSO INTENSIVO DE SEGURANÇA E DEFESA REGULAMENTO

CURSO INTENSIVO DE SEGURANÇA E DEFESA REGULAMENTO CURSO INTENSIVO DE SEGURANÇA E DEFESA REGULAMENTO Preâmbulo Ao Instituto da Defesa Nacional (IDN) compete, entre outras tarefas, o estudo, a investigação e a divulgação dos problemas de Segurança e Defesa

Leia mais

2012-2013. Estudos avançados em DO TRABALHO. mestrado pós-graduação doutoramento

2012-2013. Estudos avançados em DO TRABALHO. mestrado pós-graduação doutoramento 2012-2013 Estudos avançados em DIREITO DO TRABALHO mestrado pós-graduação doutoramento 2012-2013 Estudos avançados em DIREITO DO TRABALHO Centrado na temática do Direito do Trabalho na empresa, é um curso

Leia mais

Debate para a Sustentabilidade

Debate para a Sustentabilidade Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Aveiro - Universidade de Aveiro Debate para a Sustentabilidade Biblioteca do ISCAA Debate para a Sustentabilidade Integrado na comemoração dos 40

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Ministérios das Finanças e da Economia. Portaria n.º 37/2002 de 10 de Janeiro

Ministérios das Finanças e da Economia. Portaria n.º 37/2002 de 10 de Janeiro Ministérios das Finanças e da Economia Portaria n.º 37/2002 de 10 de Janeiro O Decreto-Lei n.º 70-B/2000, de 5 de Maio, aprovou o enquadramento das medidas de política económica para o desenvolvimento

Leia mais

Grant Thornton & Associados SROC, Lda. Apresentação da Firma

Grant Thornton & Associados SROC, Lda. Apresentação da Firma Grant Thornton & Associados SROC, Lda. Apresentação da Firma A nossa competência e experiência e a qualidade dos nossos serviços ao seu serviço A Grant Thornton assenta a sua estratégia no desenvolvimento

Leia mais

Inscrições. As inscrições para os cursos realizam-se em Setembro de 2012. O Sector Empresarial do Estado não se encontra abrangido por esta Aliança.

Inscrições. As inscrições para os cursos realizam-se em Setembro de 2012. O Sector Empresarial do Estado não se encontra abrangido por esta Aliança. Caderno de s 2 Objectivos A formação de executivos é, hoje em dia, uma necessidade incontornável, sendo um importante factor do sucesso, da competitividade e da sustentabilidade das organizações. Considerando

Leia mais

LICENCIATURA EM DESIGN E COMUNICAÇÃO MULTIMÉDIA

LICENCIATURA EM DESIGN E COMUNICAÇÃO MULTIMÉDIA LICENCIATURA EM DESIGN E COMUNICAÇÃO MULTIMÉDIA NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de

Leia mais

Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar. Normas regulamentares

Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar. Normas regulamentares Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar Normas regulamentares Preâmbulo O regulamento do Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança

Leia mais

NOVOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

NOVOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO ESTGL NOVOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS 2015/2016 Cursos Técnicos Superiores Profissionais O que são? Um novo tipo de formação superior de

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver

Leia mais

NCE/10/01746 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01746 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/01746 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Coimbra

Leia mais

MISSÃO VISÃO VALORES OS NOSSOS

MISSÃO VISÃO VALORES OS NOSSOS VISÃO MISSÃO Criar Recursos Humanos de Excelência e alta qualidade que tenham a capacidade de inovação, competitividade e criação de riqueza, num ambiente exigente ao nível nacional e internacional. Contribuir

Leia mais

SISTEMAS DE ENERGIA E ECO-EFICIÊNCIA

SISTEMAS DE ENERGIA E ECO-EFICIÊNCIA PÓS-GRADUAÇÃO 2011/2012 Organização: IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos Início e Duração do Curso: Março de 2012 a Dezembro de 2012 2 semestres (270 horas 60 ECTS) Horário: Sextas

Leia mais

CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Modalidade a Distância

CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Modalidade a Distância CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Modalidade a Distância ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Administração Nome da Mantida: Centro Universitário de Rio Preto Endereço de Funcionamento do Curso: Rua Yvette

Leia mais

Licenciatura em Gestão

Licenciatura em Gestão Departamento de Gestão Licenciatura em Gestão Novo Plano de Estudos versão de 21 de Março de 2002 Meio Envolvente Licenciados em Gestão: capacidade de decisão e aprendizagem e flexibilidade Actual plano

Leia mais

A Implementação do Processo de Bolonha em Portugal e os Relatórios Institucionais da sua Concretização uma Análise Exploratória

A Implementação do Processo de Bolonha em Portugal e os Relatórios Institucionais da sua Concretização uma Análise Exploratória A Implementação do Processo de Bolonha em Portugal e os Relatórios Institucionais da sua Concretização uma Análise Exploratória António M. Magalhães CIPES/FPCEUP Apresentação: 1. A implementação do Processo

Leia mais

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Decreto Regulamentar Regional n.º 26/2007/A de 19 de Novembro de 2007 Regulamenta o Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento da Qualidade e Inovação O Decreto Legislativo Regional

Leia mais

Em 1998 - Licenciatura em Gestão Agrária pela Universidade de Trás-os- Montes e Alto Douro 14 valores.

Em 1998 - Licenciatura em Gestão Agrária pela Universidade de Trás-os- Montes e Alto Douro 14 valores. CARMEM TERESA PEREIRA LEAL DADOS PESSOAIS Local de trabalho: Departamento de Economia, Sociologia e Gestão Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Avenida Almeida Lucena, 1 5000-660 Vila Real cleal@utad.pt

Leia mais

Programa para o Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro Mário Guerreiro Silva Ferreira

Programa para o Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro Mário Guerreiro Silva Ferreira Programa para o Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro Mário Guerreiro Silva Ferreira. 2011-2014 1 Programa de acção Um programa de acção para qualquer unidade orgânica deve atender aos objectivos

Leia mais

Cursos de Licenciatura

Cursos de Licenciatura DLLM Cursos de Licenciatura 2009-2010 1 Cursos de Licenciatura 2009/2010 1º Ciclo Bolonha DLLM Departamento de Línguas e Literaturas Modernas 2 Cursos de Licenciatura 2009-2010 DLLM DLLM Cursos de Licenciatura

Leia mais

Reestruturar o Sector Empresarial do Estado

Reestruturar o Sector Empresarial do Estado PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 458/XI/2.ª Reestruturar o Sector Empresarial do Estado A descrição de carácter económico-financeiro apresentada na próxima secção não deixa dúvidas sobre a absoluta necessidade

Leia mais

Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto

Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Pós- Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Inteligência Competitiva I Prof. Luís Madureira Pretende- se nesta Unidade Curricular esclarecer o que é a inteligência competitiva,

Leia mais

PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes

PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes república de angola ministério da educação PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário FASE DE EXPERIMENTAÇÃO Ficha Técnica Título Programa de

Leia mais

Março 2010 PROGRAMA EXECUTIVOS ANGOLANOS Porto - Portugal

Março 2010 PROGRAMA EXECUTIVOS ANGOLANOS Porto - Portugal Março 2010 PROGRAMA EXECUTIVOS ANGOLANOS Porto - Portugal Num mundo empresarial em constante mudança e desenvolvimento exigem-se profissionais competentes capazes de dominar as diversas ferramentas de

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2007/2008 DEPARTAMENTO Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial CURSO Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial (2.º Ciclo) 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS

PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS NOTA INFORMATIVA A. Plano Nacional de Formação de Quadros, Instrumento de Execução da Estratégia Nacional de Formação de Quadros 1. Por Despacho de 16 de Novembro

Leia mais

Com o apoio de. Programação e Gestão Cultural Formação Avançada

Com o apoio de. Programação e Gestão Cultural Formação Avançada Com o apoio de Programação e Gestão Cultural EAB Escola de Estudos Avançados das Beiras Programação Instalações da EAB, Edifício Expobeiras, Parque Industrial de Coimbrões, Viseu Contacto Ana Henriques

Leia mais

NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Instituto Politécnico De Setúbal

Leia mais