INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE"

Transcrição

1 INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE

2 NOVA LICENCIATURA OBJECTIVOS Com este curso de licenciatura pretende-se criar técnicos altamente especializados na área da engenharia eléctrica, com aptidão para assumir funções resultantes de um ensino com aprendizagem centrada no formando, com significativo destaque para o exercício em contexto profissional real. Laboração em empresas do ramo informático, electrónico e de produção e transporte de energia eléctrica; Laboração em empresas de automação, controlo industrial e doméstico (domótica); Manutenção industrial; Projecto e fiscalização de instalações eléctricas, informáticas e sistemas electrónicos; Consultoria, investigação e desenvolvimento em laboratórios, universidades, institutos e empresas na área eléctrica, electrónica e informática; Docência e formação; Programador informático e de sistemas electrónicos; Gestor de redes de computadores; Comerial na área dos equipamentos eléctricos, electrónicos e informáticos. Matemática ou Física e Química ou Geometria Descritiva Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % Cálculo Matemática Discreta e Álgebra Linear Teoria dos Circuitos Eléctricos Fundamentos de Física Algoritmos e Estruturas de Dados Teoria da Electricidade Programação I Electrónica I Arquitectura de Computadores e Sistemas Operativos Electrotecnia Estatística Teoria de Sistemas e Controlo Sistemas Digitais I Programação II Electrónica II Sistemas de Informação e Bases de Dados Máquinas Eléctricas Instrumentação e Medidas Sistemas Digitais II Programação III Processamento de Sinal Microprocessadores e Microcontroladores Automação e Robótica Electrónica de Potência Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos Sistemas Energéticos e Sustentabilidade Instalações Eléctricas Comportamento Organizacional Projecto/Estágio 1 +info:

3 NOVA LICENCIATURA OBJECTIVOS Com este curso de licenciatura, pretende-se criar técnicos altamente especializados na área da engenharia de software de desenvolvimento de jogos digitais. O licenciado poderá desenvolver uma carreira no mercado profissional ou académico, na área das ciências da computação gráfica, bem como conhecer e dominar as linguagens de programação utilizadas no desenvolvimento de jogos digitais. Além disso, o licenciado deverá compreender e aplicar teorias de design, de ambientes gráficos, no desenvolvimento de interfaces de software, na perspectiva da criação de jogos digitais e aplicações multimédia; desenvolver e implementar protótipos de jogos digitais recorrendo a ambientes gráficos 2D e D e implementar narrativas cinematográficas em jogos digitais. _ Engenheiro de software; _ Programador de jogos digitais; _ Treino baseado em computador; _ Programador de aplicações para a Web; _ Consultoria, investigação e desenvolvimento; _ Docência e formação; _ Programador de aplicações: multimédia, e-learning, simulação gráfica, realidade virtual, sistemas interactivos e inteligência artificial; _ Gestor de redes informáticas; _ Analista de software; _ Gestor de projectos de software; _ Comercial na área do software. Matemática Computacional Algoritmos e Estruturas de Jogos Análise e Desenvolvimento de Software Programação I Desenho de Jogos Elementos Matemáticos para a Computação Gráfica Arquitectura de Dispositivos de Suporte a Jogos Programação II Técnicas de Desenvolvimento de Jogos Introdução à Programação D Ambientes Virtuais Computação Móvel 11 Desenvolvimento Pessoal e Profissional Desenvolvimento de Jogos Aplicado Animação de Personagens Armazenamento e Acesso a Dados Programação D Projecto Aplicado I Programação de Jogos em Rede Direito Tecnodigital 11 Inteligência Artificial Aplicada a Jogos Projecto Aplicado II 1 Técnicas Avançadas de Programação D Empreendedorismo e Criação de Empresas Tecnologias Emergentes em Jogos +info: Matemática ou Física e Química ou Geometria Descritiva Média de Secundário: % Provas de Ingresso: %

4 NOVA LICENCIATURA OBJECTIVOS O objectivo fundamental da licenciatura em Gestão de Actividades Turísticas prende-se com a formação de profissionais para assumir o planeamento, a gestão e a administração de actividades e empreendimentos turísticos de qualquer natureza e escala, nos seus diferentes níveis específicos, a partir de uma visão completa da relevância do fenómeno turístico no mundo contemporâneo. Este licenciado, além do conhecimento teórico-prático específico da área, deverá desenvolver um espírito humanístico crítico, que o habilite a contribuir não só para o crescimento e desenvolvimento do turismo, mas também, para a melhoria da qualidade de vida das sociedades. Administração Pública (Administração Central, Regional, Autarquias e Associações de Desenvolvimento Regional); Agências de Viagens; Associações Empresariais; Centros de Formação e Escolas Profissionais; Empresas de Animação Turística e de Organização de Eventos; Empresas e Sociedades de Lazer e Desporto; Hotelaria e Restauração; Operadores Turísticos; Auto-emprego. Português ou Geografia ou Economia Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % +info: Economia do Turismo Métodos Estatísticos Aplicados Introdução à Gestão Noções Gerais de Direito História Geral da Civilização Fundamentos do Turismo,,,, Inglês I Contabilidade Geral I, Direito do Turismo e do Consumo História de Arte Análise de Mercados Turísticos Gestão de Alojamentos e Empreendimentos Turísticos Fundamentos de Finanças Empresariais Opção 1 Inglês II Gestão de Instituições Sociais e Culturais (2 módulos) (A) História da Cultura Portuguesa Turismo Rural e Urbano Instrum. de Gest. Territorial e Planeamento do Turismo Contabilidade Geral II,,,,,,, Opção 2 Direito das Relações Laborais, Ética e Responsabilidade Social das Organizações Itinerários Turísticos (Nacionais e Internacionais) Marketing Turístico e Hoteleiro Turismo para Portadores de Necessidades Especiais Práticas de Agências e Operadores Turísticos Opção () Gestão de Alimentação e Bebidas Sistemas de Informação Geográfica Aplicada ao Turismo,,,,, Gestão do Produto, Marca e Imagem e Comportamento do Consumidor Promoção e Animação Turística e Gestão de Eventos, Higiene e Segurança Alimentar, Contabilidade de Custos Aplicada Opção () Projectos e Incentivos em Turismo Técnicas de Guia em Turismo Etnografia e Gastronomia Portuguesa Auditoria e Fiscalidade em Turismo (2 módulos) (B) Estágio profissional,, 1 Escolher uma unidade curricular da seguinte lista:: Mandarim I; Francês I; Alemão I; Espanhol I (2) Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Mandarim II; Francês II; Alemão II; Espanhol II () Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Comportamento Organizacional; Logística e Canais de Distribuição; Princípios de Direito Comunitário, Gestão de Recursos Humanos () Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Direito do Património Cultural, Bases de dados em Turismo, Protocolo e Relações Públicas; Desenvolvimento Sustentável e Contabilidade Ambiental (A) Módulo 1: Regime Jurídico das Instituições; Módulo 2: Gestão das Instituições (B) Módulo 1: Auditoria em Turismo; Módulo 2: Fiscalidade em Turismo

5 Os desafios que hoje se colocam às empresas exigem que estas possuam, nos seus quadros, técnicos portadores de adequadas competências e capacidades para o exercício da profissão de Contabilista e de Técnico Oficial de Contas, aliando uma sólida preparação técnica e científica ao conhecimento e domínio de novas áreas de gestão. Nesta perspectiva, os licenciados em Contabilidade no IPCA ficam dotados de uma formação sólida na área, capazes de conceber sistemas de informação financeira e sistemas de controlo interno, de preparar e analisar informação financeira, orçamental, analítica e fiscal. Além disso, são também capazes de dar resposta às exigências e desafios emergentes ao nível organizacional e tecnológico e de se tornarem profissionais qualificados e aptos a trabalhar no ambiente organizacional numa perspectiva multidisciplinar. Quadro médio e superior na área da contabilidade e auditoria; Organização, elaboração e interpretação dos sistemas de informação financeira; Funções superiores em organismos da administração pública; Director administrativo, financeiro (e de topo) habilitado a participar activamente em relações financeiras internacionais (início de carreira); Contabilista independente ou integrado em organizações de qualquer tipo, chefe de departamentos de contabilidade; Acesso a TOC (Técnico Oficial de Contas) nas condições estabelecidas pela CTOC; Acesso à docência de disciplinas da sua área específica; "Controller" com ligação ao "CEO - Chief Executive Officer". Economia ou Matemática ou Português Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 1, Regime pós-laboral: 11, Contabilidade Financeira I Métodos Quantitativos Fundamentos de Gestão Cálculo Financeiro,,, Noções Fundamentais de Direito, Contabilidade Financeira II, Economia Direito Comercial e das Sociedades Direito Fiscal Introdução às Finanças Públicas Contabilidade Financeira III Fiscalidade I Contabilidade Analítica I Aplicações Sectoriais da Contabilidade,,,, Direito do Trabalho e Segurança Social, Contabilidade Financeira Avançada, Fiscalidade II Contabilidade Analítica II Análise de Projectos de Investimento Opção I Contabilidade Pública Sistemas de Informação para a Contabilidade Relato Financeiro Auditoria Financeira, Gestão Financeira Estágio / Projecto em Simulação Empresarial 1 Ética e Deontologia Opção II (2) Opção III (2) Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Inglês Técnico; Métodos e Técnicas de Investigação; Administração Pública; Marketing. (2) Escolher duas unidades curriculares da seguinte lista: Direito Administrativo; Direito das Empresas; Procedimento Tributário; Gestão Estratégica; Planeamento Estratégico Público; Empreendedorismo; Jogos de Gestão. +info:

6 O Curso de Design Gráfico (DG) da Escola Superior de Tecnologia (EST) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) propõe-se contribuir para a melhoria da interdisciplinaridade entre o Design e os vários ramos da indústria e comércio presentes na região Norte do País. O curso assume-se como sendo um contributo para o desenvolvimento da identidade das instituições num plano local, regional e nacional. Através de uma postura analítica da realidade nacional, o curso estrutura-se tendo por base áreas que achamos fundamentais, tendo em conta a conjectura social, cultural e financeira envolvente: _O Desenho, nas vertentes da representação e da ilustração (digital e analógica); _O Projecto, enquanto espaço de experimentação e simulação de resolução de problemas reais, com uma aposta na parceria com instituições regionais; _A Multimédia, enquanto novo suporte de comunicação global a ser tratada pela disciplina do Design gráfico procurando responder da forma mais adequada aos princípios do GUI (Graphic User Interface). Queremos formar profissionais capazes de desempenhar as seguintes funções: Director Criativo; Designer Gráfico; Designer Multimédia; Ilustrador; Infografista; Tipógrafo, Operador de Imagem; Editor de Vídeo. Desenho ou Geometria Descritiva ou História da Cultura e das Artes Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 1, Regime pós-laboral: 10, Desenho I Metodologia de Trabalho do Designer I Geometria e Projecção I Estética e Teoria do Design I Fotografia Desenho II Metodologia de Trabalho do Designer II Geometria e Projecção II Estética e Teoria do Design II Vídeo Desenho III Projecto I Ergonomia e cor Desenho computacional I Design editorial Desenho IV Projecto II Sociologia da Comunicação Desenho computacional II Tipografia Projecto III Produção gráfica Desenho computacional III Semiótica Multimédia I Ante Projecto 12 Multimédia II Marketing Produção Áudio Visual Gestão da Imagem +info:

7 Com esta licenciatura pretende-se gerar uma cultura do design baseada em novas ideias, novas maneiras de fazer produtos com a exploração de áreas que encorajem a experimentação, a capacidade de assumir riscos e a capacidade de saber lidar com o fracasso. A profissão de designer e os seus atributos metodológicos, técnicos, tecnológicos, criativos, funcionais e estéticos, deverá estar adaptada aos principais sectores da economia industrial da região e do país, sectores esses que abrangerão a indústria cerâmica, mobiliário de escritório, doméstico e urbano, industria têxtil, transformadora de polímeros e a metalomecânica, estabelecendo parcerias com diversas unidades industriais, onde os estudantes terão contacto directo com a realidade empresarial. Concepção e Desenvolvimento do Produto; Desenho Técnico; Desenho / Projecto Assistido por Computador (CAD/CAE); Maquetização / Prototipagem; Modelação sólida D; Simulação estrutural; Produtificação e planeamento da produção; Empresas industriais nos ramos de embalagens, cerâmica, indústria vidreira, de equipamento de apoio à prática desportiva, electrodomésticos, mobiliário, de equipamento urbano, sanitário, de cozinha, de equipamentos na indústria de transportes (automóvel, ferroviária, aeronáutica), de brinquedos, moldes e electrónica de consumo; Profissionais independentes em ateliers de design; Ensino ou investigação na área Desenho ou Geometria Descritiva ou História da Cultura e Artes Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 11,0 Metodologia de Trabalho do Designer I Desenho I Geometria e Projecção I Estética e Teoria do Design I Materiais e Processos de Fabrico I Metodologia de Trabalho do Designer II Desenho II Geometria e Projecção II Estética e Teoria do Design II Materiais e Processos de Fabrico II Desenho e Representação do Produto I Projecto de Design Industrial I Maquetização, Técnicas de Representação e Modelação Desenho Técnico Computacional I Física Aplicada ao Comportamento dos Materiais I Desenho de Representação do Produto II Projecto de Design Industrial II Ergonomia e Cor Desenho Técnico Computacional II Física Aplicada ao Comportamento dos Materiais II Desenho Assistido por Computador I Projecto de Design Industrial III Multimedia Eco-design e Desenvolvimento Sustentável Selecção de Materiais Ante-projecto Gestão do Design Design de Interacção Gestão da Qualidade e do Produto Marketing +info:

8 O objectivo principal da licenciatura em Finanças é dotar os estudantes com os conhecimentos indispensáveis para desenvolverem uma carreira na área financeira. Esta é uma área de confluência dos conhecimentos da gestão, economia, métodos quantitativos e de outras ciências sociais. Neste contexto, a concretização deste objectivo implica a formação de profissionais com capacidade para desempenhar tarefas de avaliação, assessoria e gestão de matérias relevantes a nível financeiro, económico e social, através da aquisição de conhecimentos teóricos e de instrumentos que possibilitem a sua aplicação prática. A licenciatura em Finanças destina-se, sobretudo, a estudantes que pretendem uma formação ao nível dos mercados financeiros e dos seus agentes (quer intermediários, como Banca e Seguradoras; quer emitentes, como são as Empresas em geral; quer institucionais, como a Bolsa de Valores), sem esquecer a actividade económica do Estado e o sistema de finanças públicas. Quadros das áreas financeiras; Analistas; Auditores; Consultores; Gestores de conta; Analistas financeiros; Quadros das áreas de desenvolvimento de produtos, planeamento e controlo; Dealers; Gestores de negócios e de clientes; Gestores de carteiras; Gestores financeiros; Controllers; Especialistas de desenvolvimento e implementação de sistemas e soluções para a área financeira empresarial; Quadros de empresas de leasing, factoring, ALD, SFAC; Especialistas em gestão e financiamento de projectos imobiliários; Técnicos superiores da área financeira. Matemática ou Economia ou Português Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 12, Regime pós-laboral: 10,1 Microeconomia Matemática Fundamentos de Gestão Contabilidade Financeira I, Noções Fundamentais de Direito, Macroeconomia Estatística Contabilidade Financeira II Cálculo e Instrumentos Financeiros Direito Empresarial e Financeiro Finanças Públicas I Finanças Empresariais I Gestão Financeira Fiscalidade Portuguesa,,,,, Opção I, Contabilidade Analítica Finanças Empresariais II Finanças Públicas II Economia Monetária Opção II (2) Mercados e Investimentos Financeiros Contabilidade Pública Auditoria Financeira Contabilidade e Finanças Locais Opção III () Instrumentos Financeiros Derivados Opção IV () Opção V () Estágio/Projecto em Simulação Empresarial 1 Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Contabilidade Sectorial; Marketing Financeiro; Administração Pública Portuguesa. (2) Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Contabilidade das Sociedades; Gestão de Políticas Públicas; Direito Administrativo. () Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Finanças Europeias; Economia Internacional; Econometria. () Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Gestão Estratégica; Fiscalidade; Empreendedorismo. () Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Comportamento Organizacional; Contabilidade de Gestão; Novas Tecnologias de Informação; Ética e Deontologia.

9 A interdisciplinaridade das competências atribuídas, as exigências colocadas pelos agentes económicos ao nível da tomada de decisões e a escassez de oferta nesta área de formação, justificam, por si só, a atribuição das adequadas competências à formação de um Fiscalista, missão assumida por esta Instituição que dispõe de especial preparação resultante das sinergias existentes entre a área da Fiscalidade e as áreas da Contabilidade e do Direito, áreas estas em que o IPCA tem granjeado reconhecimento e prestígio. O interesse prático e o papel que assume a Fiscalidade na gestão resulta do seu carácter instrumental no sentido de auxiliar os gestores na tomada de boas decisões, que postulam uma análise atenta dos problemas fiscais nas perspectivas económica, financeira, contabilística e jurídica. Paralelamente, as organizações públicas enfrentam grandes desafios que exigem uma adaptação constante e permanente às normas e directivas comunitárias e internacionais no âmbito da volatilidade legislativa que caracteriza esta área científica. Os licenciados em FISCALIDADE poderão desenvolver as suas actividades: inseridos em Empresas privadas de carácter empresarial; na Administração Pública; em entidades sem fins lucrativos; como Técnicos Oficiais de Contas; em Sociedades de Advogados e de Revisores Oficiais de Contas; como empreendedores de novas empresas na consultoria e serviços nesta área. Economia ou Matemática ou História Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 12, Regime pós-laboral: 111,1 Contabilidade Financeira I Métodos Quantitativos Noções Fundamentais de Direito Direitos Fundamentais e Constituição,,,, Direito Administrativo Contabilidade Financeira II, Impostos sobre o Rendimento I Economia Direito Fiscal Direito Comercial e das Sociedades Contabilidade Financeira III Impostos sobre o Rendimento II Contabilidade Analítica Contabilidade e Finanças Públicas,,,,,, Cálculo Financeiro, Contabilidade Financeira Avançada, Impostos sobre a Despesa Tributação Internacional Relato Financeiro Opção I Impostos sobre o Património Sistemas de Informação para a Contabilidade Auditoria Financeira Gestão Financeira,, Direito do Trabalho e Segurança Social, Estágio / Projecto em Simulação Empresarial 1 Procedimento Tributário Ética e Deontologia Opção II (2) Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Inglês Técnico; Métodos e Técnicas de Investigação; Gestão Empresarial; Direito Comunitário. (2) Escolher duas unidades curriculares da seguinte lista: Aplicações Sectoriais da Contabilidade; Análise de Projectos de Investimento; Gestão Estratégica; Jogos de Gestão. +info:

10 Formar profissionais com os conhecimentos indispensáveis para desenvolverem uma carreira nesta área tão exigente. Os conhecimentos que vão ser ministrados dão garantia de cumprir com os requisitos de mercado interno europeu. O estudante após concluir a licenciatura pode trabalhar em qualquer instituição financeira europeia. Esta é uma área de confluência dos conhecimentos da gestão, da contabilidade, da economia, da banca, da bolsa e dos seguros. Os licenciados em Gestão Bancária e Seguros empregar-se-ão nos principais sectores da vida económica, financeira e empresarial, designadamente nos seguintes domínios e áreas de exercício profissional: _ Banca; _ Seguros; _ Bolsa; _ Auditoria e consultoria; _ Organismos económicos e financeiros internacionais; _ Direcção de empresas da indústria e serviços; _ Gabinetes de estudos, ensino e investigação. Português ou Matemática ou Economia Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 1,2 Regime pós-laboral: 12, Microeconomia Matemática Fundamentos de Gestão Contabilidade Financeira I, Noções Fundamentais de Direito, Macroeconomia Estatística Aplicada à Banca, Bolsa e Seguros Contabilidade Financeira II Cálculo e Instrumentos Financeiros Direito Económico e Financeiro Contabilidade Analítica Finanças Empresariais Direito dos Contratos Operações e Prática Bancária e da Bolsa,,,, Operações e Prática Seguradora Fundos de Investimento e Fundos de Garantia Gestão Financeira da Banca, da Bolsa e dos Seguros Contabilidade Bancária Contabilidade Seguradora Marketing dos Serviços Opção I Gestão Estratégica Mercado e Investimentos Financeiros Gestão de Recursos Humanos Direito Europeu da Banca, da Bolsa e dos Seguros Economia Monetária Fiscalidade Portuguesa, Derivados e Gestão do Risco Auditoria Financeira Estágio/Projecto Profissional Opção II (2), Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Contabilidade das Sociedades; Empreendedorismo; Direito das Obrigações; Desenvolvimento de Competências. (2) Jogos de Gestão; Comunicação, Imagem e Atendimento em Serviços; Fiscalidade das Instituições Financeiras e Produtos Financeiros; Novas Tecnologias de Informação; Ética e Deontologia. +info:

11 Existe uma crescente procura de profissionais especializados em informática para a saúde, uma vez que a indústria do software deste sector está a expandir rapidamente em Portugal. O licenciado em Informática para a Saúde desempenha um papel fundamental quer no desenvolvimento, quer na aplicação de sistemas e tecnologias de informação, em unidades de serviços de cuidados de saúde. Não obstante o curso ser orientado para a área da saúde, os alunos também desenvolvem competências na área da gestão de organizações. Registos electrónicos de utentes completos, com informação fiável e adequada à sua história clínica; Sistemas de apoio à decisão clínica que proporcionem, quando adequado, a monitorização das condições pelos próprios utentes; Sistemas de gestão e prática hospitalar que automatizem procedimentos manuais; Sistemas de processamento, interpretação e comunicação de imagem biomédica; Tecnologias de acesso remoto para utentes, estudantes e profissionais, conectando-os a especialistas que, de outra forma, não teriam possibilidade de consultar; Redes de dados de saúde que suportem estudos epidemiológicos; Sítios Web de informação e serviços da área da saúde, orientados ao público em geral e aos profissionais de saúde; Estratégia dos sistemas e tecnologias de informação de unidades de saúde. Biologia e Geologia ou Física e Química ou Matemática Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 11, Regime pós-laboral: 10, Algoritmos e Estruturas de Dados Matemática Discreta e Álgebra Linear Inglês Técnico Linguagens de Programação Probabilidades e Estatística Fundamentos de Medicina Análise Matemática Programação orientada a objectos Redes de computadores Electrotecnia Sistema Nacional de Saúde Sistemas Operativos Ética e deontologia em Saúde Comunicações de dados Electrónica Análise de Sistemas de Informação de Saúde Registo Clínico Electrónico Bases de dados Engenharia de Software Métodos Numéricos Física Organização e Gestão de Unidades de Saúde Inovação e empreendedorismo Arquitectura de Computadores Opção I Bioestatística Processamento e Análise de Imagem Biomédica Telemedicina Multimédia e Sistemas Interactivos Segurança e Auditoria em Informática Médica E-Saúde Sistemas de Apoio à Decisão Clínica Projecto IS +info:

12 Esta licenciatura divide-se em dois ramos: o de Informática para a Gestão e o de Informática Industrial, havendo, ao longo do curso, um conjunto de disciplinas comuns a ambas as vertentes. O ramo de Gestão desenvolve o conhecimento e a aplicação prática das várias vertentes da implementação e gestão de sistemas de Informação, quer seja a componente estratégica, financeira ou de controlo de gestão. O ramo Industrial garante especialização no desenvolvimento, análise e implementação de sistemas de aquisição de dados, sistemas de controlo de processos, automação e robótica, microprocessadores e microcontroladores. Consultor em sistemas e tecnologias de informação; Analista/programador de sistemas informáticos; Administrador ou gestor de bases de dados; Responsável pelo sistema informático; Director/Gestor de sistemas de informação; Gestor/técnico de redes e sistemas informáticos; Gestor/responsável de projectos de software; Técnico de manutenção de sistemas; Formador na área dos Sistemas e Tecnologias de Informação; Investigador em Sistemas e Tecnologias de Informação; Gestor/programador soluções multimédia; Especialista em sistemas de apoio à decisão; Gestor do sistema informático industrial; Técnico de automação e controlo de processos; Programador de autómatos. Física e Química ou Geometria Descritiva ou Matemática Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 10, Regime pós-laboral: 12, Algoritmos e Estruturas de Dados Matemática Discreta e Álgebra Linear Arquitectura de Computadores Inglês Técnico Linguagens de Programação Probabilidades e Estatística Análise Matemática Programação Orientada a Objectos Redes de Computadores Economia (A) / Electrotecnia (B) Noções de Contabilidade e Relato Financeiro (A) / Física (B) Análise de Sistemas Sistemas Operativos Ética e Deontologia Comunicações de Dados Direito da Sociedade da Informação (A) / Electrónica (B) Opção I / Controlo de Processos (B) Bases de Dados Engenharia de Software Gestão de Sistemas de Informação Fundamentos de Gestão An. de Proj. de Investimento (A) / Sist. de Aquisição de Dados (B) Multimédia e Sist. Interactivos (A) / Métodos Numéricos (B) Inovação e empreendedorismo Sistemas de Informação Empresariais Integração de Sistemas de Informação Planeamento e Gestão da Produção Opção II (2) Sistemas de Informação em Rede (A) / Microprocessadores e Microcontroladores (B) Investigação Operacional Segurança e Auditoria Informática Projecto Desenvolvimento Organizacional (A) / Automação e Robótica (B) Sistemas de Apoio à Decisão (A) / Sistemas CAD/CAM (B) (A) Informática Ramo Gestão (B) Informática Ramo Industrial Escolher uma unidade curricular: Matemática Financeira; Marketing; Gestão Comercial; Gestão de RH; Sistemas de Informação; Tecnologias da Informação, Ciências da Computação. (2) Escolher uma unidade curricular: Programação Web; Inteligência Artificial; Modelação de Processos de Negócio; Modelos Organizacionais. +info:

13 O Solicitador é, essencialmente, um profissional liberal que pratica actos jurídicos por conta de outrem. Enquanto mandatário judicial, representa e defende os direitos dos cidadãos, dentro das limitações da lei do processo. Representa, aconselha e acompanha os cidadãos junto de todos os órgãos da Administração Central, Repartições Públicas e Autarquias, nomeadamente junto dos serviços da Administração Fiscal, Conservatórias e Cartórios Notariais. Autentica documentos particulares que titulam os mais diversos negócios jurídicos. Só pode exercer a profissão de Solicitador aquele que estiver inscrito na Câmara dos Solicitadores. Os candidatos à licenciatura são, normalmente, jovens que pretendem obter uma licenciatura com uma marcada componente jurídica, numa vertente simultaneamente teórico/prática altamente especializada que permite o exercício de profissões transversais às mais variadas áreas. Por outro lado, o carácter essencialmente prático da formação em Solicitadoria confere aos diplomados aptidões de representação de clientes (empresas, banca, seguros, cidadãos particulares) junto de Tribunais, Conservatórias, Câmaras Municipais, Repartições ou Serviços Administrativos. Solicitador como profissional liberal; Solicitador de execução; Assessor Jurídico em empresas privadas e públicas; Administração da insolvência; Gestão e liquidação judicial; Funcionário especializado de Conservatórias do registo; Funcionário especialista em Cartórios notariais, privados ou públicos; Técnico Superior da Administração Pública Estadual e Local; Mediador; Administração de patrimónios e heranças; Sector da banca e seguros. História ou Economia ou Português Média de Secundário: % Provas de Ingresso: % MÉDIA DE ENTRADA 0/0 Regime diurno: 1,1 Regime pós-laboral: 12, Introdução ao Direito Direito Constitucional Noções de Contab. e Relato Financeiro Direito da União Europeia,,,, Economia Politica Teoria Geral de Direito Civil, Direito Administrativo I Direito Fiscal I Direito Comercial Ética e Deontologia da Solicitadoria Direito Processual Civil I Direito das Obrigações I Direito Administrativo II Direito Fiscal II,,,, Direito das Sociedades, Direito Processual Civil II Direito das Obrigações II Direito e Processo do Trabalho Direito da Família Direitos Reais Direito e Processo Penal Direito das Sucessões Direito do Notariado Processo Executivo Opção I Direito do Urbanismo Direito dos Registos Processo de Inventário Prática Forense e Custas Resolução Alternativa de Litígios Escolher uma unidade curricular da seguinte lista: Gestão Empresarial; Fiscalidade; Técnicas de Negociação e Gestão de Conflitos. +info:

14 INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE Av. Dr. Sidónio Pais 222, 0- Barcelos PORTUGAL T (+1) F (+1)

30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011

30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011 30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011 INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA Despacho n.º 9220/2011 Ao abrigo do disposto nos artigos 75.º a 80.º do Decreto -Lei n.º 74/2006, de 24 de

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO e Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de Programação II, com 9 Algoritmos e Estrutura de

Leia mais

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Tecnologia e Gestão

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Listagem de UC por curso Semestre * 2013-14 Escola Superior de Tecnologia e Gestão Administração Pública Direito Administrativo Contabilidade Financeira Introdução aos Estudos das Organizações Fundamentos

Leia mais

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Tecnologia e Gestão

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16 Escola Superior de Tecnologia e Gestão Administração Pública Introdução à Administração Pública Noções Fundamentais de Direito Ciência

Leia mais

Departamento de Ciências e Tecnologias

Departamento de Ciências e Tecnologias Futuro Departamento de Ciências e Tecnologias Licenciatura em Engenharia Informática Missão Dotar os alunos de uma sólida formação teórica e experimental que garanta aos futuros licenciados a capacidade

Leia mais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S C T e S P Cursos Técnicos Superiores Profissionais GESTÃO ADMINISTRATIVA DE RECURSOS HUMANOS GESTÃO COMERCIAL E DE MARKETING ORGANIZAÇÃO

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Resolução Nº 1/DP-CCC/2005 1 COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Resolução nº 1/DP-CCC/2005, de 16 de Fevereiro Os planos de estudo dos cursos secundários científico-tecnológicos aprovados pela Portaria 189/2005,

Leia mais

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ Semestre 15-16 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Inglês para Animação I Língua Estrangeira I (Espanhol I / Alemão

Leia mais

CALENDÁRIO DE EXAMES DA ÉPOCA ESPECIAL 2006/2007 (De 10 de Setembro a 19 de Setembro de 2007) Licenciatura em ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

CALENDÁRIO DE EXAMES DA ÉPOCA ESPECIAL 2006/2007 (De 10 de Setembro a 19 de Setembro de 2007) Licenciatura em ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Licenciatura em Administração Pública Licenciatura em ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DATA 1º ANO Hora 2º ANO Hora 3º ANO Hora 4º ANO Hora Seg. 10/09 Direito Administrativo I Gestão Financeira Gestão Financeira

Leia mais

Curso : Curso de Especialização Tecnológica em Projectos e Instalação de Redes Locais de Computadores Codigo:7178

Curso : Curso de Especialização Tecnológica em Projectos e Instalação de Redes Locais de Computadores Codigo:7178 Curso : Curso de Especialização Tecnológica - Banca e Seguros Codigo:7103 1 Anual 301519 Inglês Empresarial 1 Anual 301520 Tecnologias de Informação 1 Anual 301521 Atendimento de Qualidade 1 Anual 301522

Leia mais

PROFISSIONAIS CURSOS. Oferta Formativa ANO LECTIVO 2011/2012 ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA

PROFISSIONAIS CURSOS. Oferta Formativa ANO LECTIVO 2011/2012 ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA CURSOS PROFISSIONAIS Oferta Formativa ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA CONTACTOS MORADA: AV. 25 DE ABRIL TORRE DA MARINHA 2840-400 SEIXAL TELEFONE: 21 227 63 60 FAX: 21 227 63 68 E-MAIL:ce@esars.pt

Leia mais

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Educação e Ciências Sociais

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Educação e Ciências Sociais Listagem de UC por curso Semestre * 2014-15 Escola Superior de Educação e Ciências Sociais Animação Cultural Prática do Projeto Cultural Animação Ambiental Gestão Cultural Seminário Linguagem Plástica

Leia mais

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Listagem de UC por curso Semestre * 2013-14 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Língua Estrangeira II (Espanhol II ou Alemão II) Comunicação e Desenvolvimento Pessoal Imagem

Leia mais

Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009. Cursos Profissionais

Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009. Cursos Profissionais Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009 Cursos Profissionais O que são cursos profissionais? Os cursos profissionais têm uma duração de 3 anos, proporcionam o desenvolvimento de competências específicas

Leia mais

T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais 2015 / 2016. Projeto candidato a co-financiamento pelo Fundo Social Europeu

T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais 2015 / 2016. Projeto candidato a co-financiamento pelo Fundo Social Europeu T e S P Cursos Técnicos Superiores Profissionais 2015 / 2016 Projeto candidato a co-financiamento pelo Fundo Social Europeu REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA REPÚBLICA PORTUGUESA UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

Leia mais

MESTRADO EM FISCALIDADE

MESTRADO EM FISCALIDADE MESTRADO EM FISCALIDADE 1 - APRESENTAÇÃO Grau Académico: Mestre em Fiscalidade Duração do curso: 2 anos lectivos/ 4 semestres Número de créditos, segundo o Sistema Europeu de Transferência de Créditos:

Leia mais

1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100

1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100 CONTABILIDADE ( C) 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100 Contabilidade Geral (18h30m) Estatística Aplicada (14h) Contabilidade de Custos (18h30m) Noções Fundamentais de Direito (9h) Empreendedorismo (14h)

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de

Leia mais

EXTERNATO COOPERATIVO DA BENEDITA * Oferta Educativa Ensino Secundário

EXTERNATO COOPERATIVO DA BENEDITA * Oferta Educativa Ensino Secundário 2014 / 2015 Ano Letivo EXTERNATO COOPERATIVO DA BENEDITA * Oferta Educativa Ensino Secundário * Estabelecimento de ensino integrado na rede pública. Financiado pelo Ministério da Educação ao abrigo do

Leia mais

EXAMES DA ÉPOCA DE RECURSO

EXAMES DA ÉPOCA DE RECURSO Engenharia Informática Último Dia para Álegebra Linear e Geometris Analítica Interacção com o Utilizador Engenharia de Software Arquitectura de Computadores Bases de Dados Introdução à Inteligência Artificial

Leia mais

1º Semestre. Escola Superior de Educação e Ciências Sociais

1º Semestre. Escola Superior de Educação e Ciências Sociais Semestre Escola Superior de Educação e Ciências Sociais Animação Cultural Teoria e Concepção do Projecto Cultural I Fórum de Animação Cultural I História das Artes e da Cultura Técnicas Discursivas Linguagem

Leia mais

Curso de Engenharia. Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Engenharia. Formação Geral 1º e 2º anos Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Bimestre Introdução à Engenharia Informática Matemática Produção de Textos 2º Bimestre Cálculo I Física I Inglês Metodologia Científica 3º

Leia mais

Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos Curso de Engenharia Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Bimestre Introdução à Engenharia 40 Informática 40 Matemática 80 Produção de Textos 40 2º Bimestre Cálculo I 80 Física I 80 Inglês 20 Metodologia

Leia mais

Áreas de Atribuição do Título de Especialista

Áreas de Atribuição do Título de Especialista Áreas de Atribuição do Título de Especialista Comunicação Social Gestão Estratégica das Relações Públicas Publicidade Marketing Jornalismo Comunicação Audiovisual e Multimédia Dança Dança, englobando todas

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA

ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA ESCOLA SECUNDÁRIA 3 E.B. DR. JORGE CORREIA - TAVIRA Ensino Regular OFERTA EDUCATIVA 2010/2011 CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS Vocacionados para o prosseguimento estudos a nível superior. Têm a duração 3

Leia mais

HORÁRIO DE PROVAS 3º BIMESTRE

HORÁRIO DE PROVAS 3º BIMESTRE CURSO DE PEDAGOGIA Gestão Escolar e Organização do Trabalho Pedagógico I 23.09.13 19horas Fundamentos da Língua Portuguesa: Leitura e Produção de 23.09.13 21horas Textos Psicologia da Educação I 24.09.13

Leia mais

Áreas de Atribuição do Título de Especialista

Áreas de Atribuição do Título de Especialista Áreas de Atribuição do Título de Especialista Comunicação Social Gestão Estratégica das Relações Públicas Publicidade Marketing Jornalismo Comunicação Audiovisual e Multimédia Dança Dança, englobando todas

Leia mais

FORMAÇÃO 2012/2013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL

FORMAÇÃO 2012/2013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL FORMAÇÃO 01/013 CURSOS GRATUITOS. HORÁRIO PÓS-LABORAL INFORMAÇÕES FUNDAÇÂO MINERVA Cultura - Ensino e Investigação Científica Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão Largo Tinoco de Sousa 760. 108

Leia mais

DINÂMICA DO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO A BOLONHA

DINÂMICA DO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO A BOLONHA DINÂMICA DO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO A BOLONHA SITUAÇÃO ACTUAL CRITÉRIOS DE RECONHECIMENTO SITUAÇÃO PRÉ - BOLONHA ADAPTAÇÃO A BOLONHA DISCIPLINAS CHAVE DISCIPLINAS INSTRUMENTAIS DISCIPLINAS CHAVE DISCIPLINAS

Leia mais

Licenciaturas. Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo

Licenciaturas. Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo Licenciaturas Organização e Gestão Hoteleira Gestão de Empresas Turismo L I C E N C I A T U R A O R G A N I Z A Ç Ã O E G E S T Ã O H O T E L E I R A O B J E T I V O Formar profissionais competentes para

Leia mais

QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO

QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO 1 QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO DISCIPLINAS Artes (Base Nacional Comum) Biologia (Ensino Médio) Matemática (Base Nacional Comum)

Leia mais

EXAMES - 2º Semestre Ano lectivo 2011/2012 CURSO: ARTE E MULTIMÉDIA

EXAMES - 2º Semestre Ano lectivo 2011/2012 CURSO: ARTE E MULTIMÉDIA CURSO: ARTE E MULTIMÉDIA Estética das Artes Visuais Práticas Cerâmicas Projecto Multimédia II / Portofólio História das Artes e do Design em Portugal 10 28 3 3+4 Laboratório Multimédia II 28 Desenho/Laboratório

Leia mais

Agrupamento de Escolas. Dr. Jorge Augusto Correia Tavira

Agrupamento de Escolas. Dr. Jorge Augusto Correia Tavira Agrupamento de Escolas Dr. Jorge Augusto Correia Tavira Oferta Educativa Ano Letivo 2015/2016 Cursos Vocacionais Básico Cursos Científico Humanísticos Cursos Profissionais Cursos Vocacionais Secundário

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO DE 2014: 1.ª FASE

CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO DE 2014: 1.ª FASE da Nome da Nome Grau 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) PM 15 10 134,0 5 0110 8085 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências da Nutrição

Leia mais

CARGA CURSO DISCIPLINA

CARGA CURSO DISCIPLINA CARGA CURSO DISCIPLINA HORARIA Administração AD ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS II 40 AD CONTABILIDADE E CUSTOS II 40 AD CONTABILIDADE GERENCIAL 40 AD ECONOMIA INDUSTRIAL 40 AD ESTATÍSTICA

Leia mais

Produção Multimédia Interactiva

Produção Multimédia Interactiva Produção Multimédia Interactiva Candidaturas 2012/13 secretaria@ipa.univ.pt http://pmi.ipa.univ.pt www.ipa.univ.pt IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos No IPA prosseguimos os seguintes

Leia mais

Áreas e Sub-Áreas de Formação CIME

Áreas e Sub-Áreas de Formação CIME de Formação CIME e Sub- de Formação CIME Sub- 09. Desenvolvimento Pessoal 090. Desenvolvimento Pessoal 14.Formação de Professores/Formadores e Ciências da Educação 141.Formação de Professores e Formadores

Leia mais

FACULDADE DO SUL DA BAHIA 1º SEMESTRE DE 2014. PROVA FINAL PERÍODO DE APLICAÇÃO 07/07 segunda-feira 09/07 quarta-feira 10/07 quinta-feira

FACULDADE DO SUL DA BAHIA 1º SEMESTRE DE 2014. PROVA FINAL PERÍODO DE APLICAÇÃO 07/07 segunda-feira 09/07 quarta-feira 10/07 quinta-feira FACULDADE DO SUL DA BAHIA SEMESTRE DE 2014 PROVA FINAL PERÍODO DE APLICAÇÃO segunda-feira quarta-feira quinta-feira Horário 1ª AULA 18:50 às 20:30 2ª AULA 20:50 às 22:30 OBS.: NÃO HÁ SEGUNDA CHAMADA DE

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA BANCA E SEGUROS

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA BANCA E SEGUROS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA BANCA E SEGUROS ÁREA DE FORMAÇÃO Finanças, Banca e Seguros PERFIL PROFISSIONAL Técnico Especialistas em banca e Seguros LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Decreto-lei nº 88/2006,

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Cálculo I 40 Cálculo II 40 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos I 80 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos II 80 Matemática 40 Lógica Matemática 40 Probabilidade

Leia mais

CONTINGENTE ESPECIAL PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU SENSORIAL: 2007-2011

CONTINGENTE ESPECIAL PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU SENSORIAL: 2007-2011 Colocados CONCURSO NACIONAL DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO CONTINGENTE ESPECIAL PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU SENSORIAL: 2007-2011 Etapa 1: colocação dos candidatos às vagas

Leia mais

CHAVE DO FUTURO. está nas tuas. mãos. Oferta. Oferta. Centro Novas Oportunidades. Ensino Nocturno. Cursos Profissionais. Cursos

CHAVE DO FUTURO. está nas tuas. mãos. Oferta. Oferta. Centro Novas Oportunidades. Ensino Nocturno. Cursos Profissionais. Cursos A CHAVE DO FUTURO está nas tuas mãos Centro Novas Oportunidades Ensino Nocturno Cursos Profissionais Cursos Científico-Humanísticos Oferta Oferta Cursos Educação e Formação ÍNDICE Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA Uma escola de todos Para todos Transformar Vidas, Alimentar Sonhos, Projetar Carreiras! SPO Serviço de Psicologia e Orientação 9.º ANO e agora? Cursos Científico

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA S SERVIÇOS JURÍDICOS. ÁREA DE FORMAÇÃO Ciências Jurídicas PERFIL PROFISSIONAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA S SERVIÇOS JURÍDICOS. ÁREA DE FORMAÇÃO Ciências Jurídicas PERFIL PROFISSIONAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA S SERVIÇOS JURÍDICOS ÁREA DE FORMAÇÃO Ciências Jurídicas PERFIL PROFISSIONAL Técnico Especialista em Serviços Jurídicos LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Decreto-lei nº 88/2006,

Leia mais

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre Inciso II Programa de cada curso oferecido e demais componentes curriculares, sua duração, requisitos e critérios de Avaliação: Instituto Educacional do Estado de São Paulo Autorização de Credenciamento:

Leia mais

COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013

COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013 COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013 1. Gestão Empresarial (EII) / Ciências Administrativas (qualquer modalidade) Geral Ciências Administrativas Ciências Contábeis Ciências

Leia mais

design de jogos digitais o essencial da licenciatura

design de jogos digitais o essencial da licenciatura design de jogos digitais o essencial da licenciatura ÍNDICE ciclo de estudos plano de estudos metodologias de ensino perfil de saída candidaturas ipb virtual Dados do ciclo de estudos ciclo de estudos

Leia mais

ETEC DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA CLASSE DESCENTRALIZADA DE ILHA SOLTEIRA E. E. DE URUBUPUNGÁ

ETEC DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA CLASSE DESCENTRALIZADA DE ILHA SOLTEIRA E. E. DE URUBUPUNGÁ REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/03/2013 de 16/05/2013. 1. Cálculo Financeiros

Leia mais

CET. Desenvolvimento de Produtos Multimédia. Curso de Especialização Tecnológica ÁREA DE FORMAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL

CET. Desenvolvimento de Produtos Multimédia. Curso de Especialização Tecnológica ÁREA DE FORMAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL CET Curso de Especialização Tecnológica Desenvolvimento de Produtos Multimédia ÁREA DE FORMAÇÃO Ciências Informáticas IPCA PERFIL PROFISSIONAL Técnico de Desenvolvimento de Produtos Multimédia LOCAL DE

Leia mais

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS 125 anos de ensino artístico A actual Escola Artística de Soares dos Reis foi criada oficialmente em Janeiro de 1884, sendo designada nessa altura como Escola de Desenho

Leia mais

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS 125 anos de ensino artístico A actual Escola Artística de Soares dos Reis foi criada oficialmente em Janeiro de 1884, sendo designada nessa altura como Escola de Desenho

Leia mais

CET. Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial

CET. Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial CET Cursos de Especialização Tecnológica Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática Regulamento do Curso de Mestrado Integrado em Engenharia Informática (Ciclo integrado de estudos superiores) (Registado na DGES através do n.º R/A-Cr 21/2013) Artigo 1.º Regulamento geral aplicável O Curso

Leia mais

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO CARGO/ESPECIALIDADES Art. 378. Ao Consultor Legislativo, Especialidade Assessoramento Legislativo. ÁREAS DE INTERESSE DO SENADO FEDERAL Agronomia;

Leia mais

EXAMES - 2º Semestre Ano lectivo 2013/2014 CURSO: ARTE E MULTIMÉDIA (1º Ciclo)

EXAMES - 2º Semestre Ano lectivo 2013/2014 CURSO: ARTE E MULTIMÉDIA (1º Ciclo) CURSO: ARTE E MULTIMÉDIA (1º Ciclo) Antropologia Cultural Estética das Artes Visuais Práticas Cerâmicas História das Artes e do Design Contemporâneos 1 3 1 A1 Laboratório Multimédia II Sociologia da Cultura,

Leia mais

TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS

TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS Saída Profissional 03.01 TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS O Técnico de Artes Gráficas é um profissional qualificado, conhecedor do fluxo de produção gráfica, e apto para o exercício de profissões ligadas à composição,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJETIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas artísticas individuais e

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO/ MÓDULO I OFERTA ESPECIAL DE DISCIPLINAS DISCIPLINAS EQUIVALENTES POR TURMA E CURSO

ADMINISTRAÇÃO/ MÓDULO I OFERTA ESPECIAL DE DISCIPLINAS DISCIPLINAS EQUIVALENTES POR TURMA E CURSO DISCIPLINAS Matemática Aplicada - ADM Teoria e Gestão das Organizações Tecnologia da Informação e Comunicação/(Tecnologias Educacionais) - ADM Metodologia da Ciência e da Pesquisa(Fundamentos do Trabalho

Leia mais

Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web

Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web PROVA DE AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE REFERENCIAL DE CONHECIMENTOS E APTIDÕES Áreas relevantes para o curso de acordo com o n.º 4 do art.º 11.º do

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

Universitário 7500 Academia da Força Aérea História Militar. Universitário 7510 Academia Militar Guerra de Informação

Universitário 7500 Academia da Força Aérea História Militar. Universitário 7510 Academia Militar Guerra de Informação Distrito Subsistema Tipo de ensino Cód. Estab. Nome do Estabelecimento Nome do Curso Grau Lisboa Público Militar e Policial Universitário 7500 Academia da Força Aérea História Militar Lisboa Público Militar

Leia mais

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR 11. Plano de estudos: «1º Ano / 1º semestre» QUADRO N.º 2 Arquitecturas e Sistemas de Computadores CE Semestral 160 TP: 40 PL: 40 6 Algoritmos e Estruturas de Dados CE Semestral 186 TP: 46 PL: 46 7 Análise

Leia mais

COMPONENTE CURRICULAR (CURSO E/OU HABILITAÇÃO)

COMPONENTE CURRICULAR (CURSO E/OU HABILITAÇÃO) COMPONENTE CURRICULAR (CURSO E/OU HABILITAÇÃO) 1. Economia e Mercado (Contabilidade) Administração (EII) Relações Internacionais Tecnologia - Modalidade Tecnólogo Executivo Tecnologia em Planejamento Administrativo

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

EDITAL EXAME DE PROFICIÊNCIA 2015.2 ANEXO 2 - DISCIPLINAS: ORDEM POR ESCOLA E CURSO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA

EDITAL EXAME DE PROFICIÊNCIA 2015.2 ANEXO 2 - DISCIPLINAS: ORDEM POR ESCOLA E CURSO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA CH CÓDIGO TIPO DE AVALIAÇÃO LOCAL TEÓRICA PRÁTICA COMUNICAÇÃO COS - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA 2012.1 6ª NOVAS ARENAS E MÍDIAS DIGITAIS 140 20451 - X NATAL COMUNICAÇÃO

Leia mais

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 SOBRE O CURSO Mercados dinâmicos demandam profissionais com formação completa e abrangente, aptos a liderarem equipes multidisciplinares em empresas de todos os setores econômicos

Leia mais

SAÍDAS PROFISSIONAIS

SAÍDAS PROFISSIONAIS SAÍDAS PROFISSIONAIS Telf: 234 340 220 * Fax: 234 343 272 * info@aesbernardo.pt * www.aesbernardo.pt Página 1 de 6 CURSO CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS ÁREA DAS CIÊNCIAS ÁREA DA ANIMAÇÃO ÁREA DA SAÚDE AREA DO

Leia mais

AVEIRO. vagas colocados Engenharia Geográfica L1 30 7 ALGARVE. Engenharia Geológica L1 20 8 Física L1 22 8 Finanças (regime pós-laboral) L1 20 6 UBI

AVEIRO. vagas colocados Engenharia Geográfica L1 30 7 ALGARVE. Engenharia Geológica L1 20 8 Física L1 22 8 Finanças (regime pós-laboral) L1 20 6 UBI AÇORES Ciências da Engenharia Civil L1 20 1 Património Cultural L1 20 6 Ciências Agrárias L1 10 10 Informática - Redes e Multimédia L1 25 8 Engenharia e Gestão do Ambiente L1 20 0 ALGARVE Engenharia Civil

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJECTIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas artísticas individuais

Leia mais

Agrupamento de escolas de Coruche. CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural

Agrupamento de escolas de Coruche. CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural Agrupamento de escolas de Coruche CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural Componente de formação: Sócio-cultural: Total de horas (a) (ciclo de formação) Português Língua

Leia mais

M O D E L O E U R O P E U D E

M O D E L O E U R O P E U D E M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Rua António Pereira Carrilho, n.º 38, 4.º, 1000-047 Lisboa Telefone/Fax +351.218.444.200 / +351.218.444.209 Correio

Leia mais

Colégio Internato dos Carvalhos

Colégio Internato dos Carvalhos Colégio Internato dos Carvalhos Apresentação dos Cursos Secundários Científico -Tecnológicos No final do 9º Ano depara-se a todos os alunos, bem como aos pais e encarregados de educação, um dilema no que

Leia mais

Cód. Curso Área CNAEF Curso ESEC. Técnicas de Intervenção Social em Toxicodependências Técnico de Intervenção Social em Toxicodependência 1/7

Cód. Curso Área CNAEF Curso ESEC. Técnicas de Intervenção Social em Toxicodependências Técnico de Intervenção Social em Toxicodependência 1/7 7224 Acolhimento em Instituição 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa 7257 Acompanhamento de Crianças e Jovens 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E LEGISLAÇÃO (10º Ano Turma O)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E LEGISLAÇÃO (10º Ano Turma O) ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E LEGISLAÇÃO (10º Ano Turma O) PLANIFICAÇÃO ANUAL Directora do Curso Maria Teresa Pereira

Leia mais

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º SEMESTRE ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º, 4.º e 6.º SEMESTRES 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA Comunicação

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

Universidade do Algarve. Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente

Universidade do Algarve. Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente Universidade do Algarve Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente Licenciatura (1º Ciclo) em Engenharia do Ambiente: Duração: 3 anos Grau: Licenciatura Directores de Curso: Prof.ª Doutora Maria João Bebianno

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª FACULDADE MORAES JÚNIOR DAS DISCIPLINAS POR CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Duração do Curso: 4 anos. Total de 3.200 horas-aula CIÊNCIAS CONTÁBEIS SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª Contabilidade e Análise

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO LICENCIATURA EM ENGENHARIA E GESTÃO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ( T

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Correio(s) electrónico(s) Miguel Pedro Mendes d Araújo Morada(s) Rua António Gustavo Moreira, n.º 35 Hab. 2.5 4400-660 Vila

Leia mais

Ministério dos Petróleos

Ministério dos Petróleos Ministério dos Petróleos Decreto Lei nº 10/96 De 18 de Outubro A actividade petrolífera vem assumindo nos últimos tempos importância fundamental no contexto da economia nacional, constituindo por isso,

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais conteúdos: Programa de formação avançada centrado nas competências e necessidades dos profissionais. PÁGINA 2 Cinco motivos para prefirir a INOVE RH como o seu parceiro, numa ligação baseada na igualdade

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: TURISMO ( bacharelado) Missão Formar profissionais humanistas, críticos, reflexivos, capacitados para planejar, empreender e gerir empresas turísticas, adaptando-se ao

Leia mais

Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação

Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação O Instituto Superior de Gestão Bancária (ISGB) é um estabelecimento de ensino superior dirigido preferencialmente às necessidades de todo o Setor Financeiro.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO PSICÓLOGA ÁUREA SANTOS OBJECTIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas

Leia mais

Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras

Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras Curso Carga horária Área: Direito Direito Coletivo do Trabalho 40 Direito Empresarial 40 Direito Municipal e Urbanístico Direito Tributário Aplicado

Leia mais

Plano Educação. www.planoeducacao.com.br LISTA COMPLETA DE CURSOS DO PLANO EDUCAÇÃO. Área Assunto Titulo

Plano Educação. www.planoeducacao.com.br LISTA COMPLETA DE CURSOS DO PLANO EDUCAÇÃO. Área Assunto Titulo Plano Educação LISTA COMPLETA DE CURSOS DO PLANO EDUCAÇÃO 1 Administração Comércio, Vendas e Negociações Administração de Mercado Exterior Administração Comércio, Vendas e Negociações Atendimento ao cliente

Leia mais

1. Gestão de Pessoas I e II (Administração Integrada ao Ensino Médio)

1. Gestão de Pessoas I e II (Administração Integrada ao Ensino Médio) 1. Gestão de Pessoas I e II (Administração Integrada ao Ensino Médio) Administração Administração (EII) Administração - Habilitação em Administração de Empresas Administração - Habilitação em Administração

Leia mais

FACULDADE DO SUL DA BAHIA CALENDÁRIO DE PROVA FINAL CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Quarta-feira 17/12

FACULDADE DO SUL DA BAHIA CALENDÁRIO DE PROVA FINAL CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Quarta-feira 17/12 CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1ª aula **** Matemática Informática 2ª aula **** **** **** 1ª aula Contabilidade Comercial Psicologia Administração 2ª aula Introdução à Economia Introd. Direito Público e Privado

Leia mais

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL EXAMES ÉPOCA ESPECIAL ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA ESPECIAL 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA 4º Semestre 1º Semestre Teorias da Comunicação

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/08/2015 de 19/10/2015.

Leia mais

Escola Secundária Alfredo dos Reis Silveira

Escola Secundária Alfredo dos Reis Silveira Curso Profissional Técnico de Design Gráfico O Técnico de Design Gráfico é um profissional qualificado, apto a conceber e maquetizar objectos gráficos, preparar a arte final para a impressão, e acompanhar

Leia mais

Universidade Lusófona

Universidade Lusófona Universidade Lusófona Licenciatura (1º Ciclo) em Ciências da Engenharia - Engenharia do Ambiente: Duração: 3 anos Grau: Licenciatura Director: Prof. Doutor José d'assunção Teixeira Trigo Objectivos: Formação

Leia mais

Cursos de Licenciatura

Cursos de Licenciatura DLLM Cursos de Licenciatura 2009-2010 1 Cursos de Licenciatura 2009/2010 1º Ciclo Bolonha DLLM Departamento de Línguas e Literaturas Modernas 2 Cursos de Licenciatura 2009-2010 DLLM DLLM Cursos de Licenciatura

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/09/2015 de 19/10/2015.

Leia mais