ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de Diplomas alterados

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados"

Transcrição

1 ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 d Agosto d 2007 Diplomas altrados CAPÍTULO I Disposiçõs grais Administração local autárquica (A) Municípios Frgusias Dcrto-Li n.º 17/2007, d 22 d Janiro, qu criou o rgim xcpcional d contratação d mpritadas d obras públicas, forncimnto d bns aquisição d srviços qu tnham m vista acorrr, com caráctr d urgência, a situaçõs xtraordinárias dcorrnts dos altos índics d pluviosidad vrificados m Outubro Novmbro d 2006, foi altrado plo Dcrto Li nº 286/2007, d 17 d Agosto. CAPÍTULO I Disposiçõs grais II Rgulamnto Gral das Edificaçõs Urbanas Dcrto-Li n.º , d 7 d Agosto d 1951, qu aprova o Rgulamnto Gral das Edificaçõs Urbanas (RGEU), foi altrado plo Dcrto-Li n.º 290/2007, d 17 d Agosto. Ordnamnto do trritório urbanismo Disposiçõs grais (A) Bass da política d ordnamnto do trritório d urbanismo (4.1) V Instrumntos d dsnvolvimnto trritorial (A) Programa nacional da política d ordnamnto do trritório (4.8) (B) Planos rgionais d ordnamnto do trritório (4.10) (4.20) I Instrumntos d naturza spcial (A) Disposiçõs grais (4.28) II Instrumntos d planamnto trritorial (4.33) Li n.º 48/98, d 11 d Agosto, qu stablcu as bass da política d ordnamnto do trritório d urbanismo, foi altrada pla Li nº 54/2007, d 31 d Agosto. 1

2 Ordnamnto do trritório urbanismo II Rgim jurídico dos instrumntos d gstão trritorial (4.7) V Instrumntos d dsnvolvimnto trritorial (A) Programa nacional da política d ordnamnto do trritório (4.9) (B) Planos rgionais d ordnamnto do trritório (4.11) (4.21) Instrumntos d política sctorial (4.22) I Instrumntos d naturza spcial (A) Disposiçõs grais (4.29) II Instrumntos d planamnto trritorial (4.34) Dcrto-Li n.º 380/99, d 22 d Stmbro, qu aprova o rgim jurídico dos instrumntos d gstão trritorial foi altrado pla Li nº 56/2007, d 31 d Agosto. Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico Ambint rcursos naturais (E) Qualidad do ar (5.12) Dcrto-Li n.º 276/99, d 23 d Julho, qu dfin as linhas d orintação da política d gstão da qualidad do ar, foi altrado plo Dcrto-Li nº 279/2007, d 6 d Agosto. Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico Ambint rcursos naturais (E) Qualidad do ar Dcrto-Li n.º 236/2005, d 30 d Dzmbro, qu stablc os valors limits d missão d polunts gasosos d partículas plos motors d combustão intrna (d ignição por comprssão, dsignados por motors disl), a instalar m máquinas móvis não rodoviárias, foi altrado plo Dcrto-Li nº 302/2007, d 23 d Agosto. Dcrto-Li n.º 47/2006, d 27 d Fvriro, qu stablc os valors limits d missõs polunts gasosas d crtos motors d combustão intrna d ignição comandada (dsignados por motors a gasolina) dstinados a quipar máquinas móvis não rodoviárias, dfin as condiçõs d colocação no mrcado dssas máquinas, foi altrado plo Dcrto- Li nº 302/2007, d 23 d Agosto. I Agricultura, produção animal, silvicultura psca I Produção animal (G) Alojamntos para animais d companhia Dcrto-Li n.º 276/2001, d 17 d Outubro, qu stablc as normas lgais tndnts a pôr m aplicação m Portugal a Convnção Europia para a Protcção dos Animais d Companhia um rgim spcial para a dtnção d animais potncialmnt prigosos, foi altrado plo Dcrto-Li n.º 265/2007, d 24 d Julho Li nº 49/2007, d 31 d Agosto. Dcrto-Li n.º 312/2003, d 17 d Dzmbro, qu stablc o rgim jurídico d dtnção d animais prigosos potncialmnt prigosos como animais d companhia foi altrado pla Li nº 49/2007, d 31 d Agosto. 2

3 CAPÍTULO XIV Transports, vias d comunicação, armaznagm tlcomunicaçõs II Vias d comunicação aéras instalaçõs d apoio (A) Aroportos aródromos (14.39) Dcrto-Li n.º 102/90, d 21 d Março, qu aprova o rgim d licnciamnto do uso privativo dos bns do domínio público do Estado das actividads dsnvolvidas nos aroportos aródromos, foi altrado plo Dcrto-Li n.º 268/2007, d 26 d Julho. CAPÍTULO XIX Conforto stética das dificaçõs II Conforto auditivo vibraçõs (19.5) Dcrto-Li n.º 9/2007, d 25 d Janiro, qu aprova o Rgulamnto Gral sobr o Ruído, foi altrado plo Dcrto-Li nº 278/2007, d 1 d Agosto. Diplomas novos CAPÍTULO III Srvidõs administrativas rstriçõs d utilidad pública I Domínio público (C) Planos d Ordnamnto da Orla Costira (POOC) Ordnamnto do trritório urbanismo I Instrumntos d naturza spcial (D) Orla costira Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico Ambint rcursos naturais (H) Zonas d protcção spcial Nota: Outros diplomas contndo zonas d protcção spcífica (POOC): Rsolução do Conslho d Ministros n.º 104/2007, d 7 d Agosto, dtrmina a altração da Rsolução do Conslho d Ministros n.º 33/99, d 27 d Abril, qu aprova o Plano d Ordnamnto da Orla Costira d Burgau-Vilamoura. Rsolução do Conslho d Ministros n.º 107/2007, d 17 d Agosto dtrmina a altração da Rsolução do Conslho d Ministros n.º 136/99, d 29 d Outubro, qu aprova o Plano d Ordnamnto da Orla Costira d Sado-Sins. CAPÍTULO III Srvidõs administrativas rstriçõs d utilidad pública III Produção distribuição d água Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico Ambint rcursos naturais (F) Qualidad da água Dcrto-Li n.º 306/2007, d 27 d Agosto, stablc o rgim da qualidad da água dstinada ao consumo humano, rvndo o Dcrto-Li n.º 243/2001, d 5 d Stmbro, qu transpôs para a ordm jurídica intrna a Dirctiva n.º 98/83/CE. 3

4 Ordnamnto do trritório urbanismo Disposiçõs grais (A) Bass da política d ordnamnto do trritório d urbanismo (4.1) Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico I Património arquitctónico arquológico (A) Zonas d protcção Dcrto-Li n.º 280/2007, d 7 d Agosto, stablc o rgim jurídico do património imobiliário público, no uso da autorização lgislativa concdida pla Li n.º 10/2007, d 6 d Março. Ordnamnto do trritório urbanismo V Instrumntos d dsnvolvimnto trritorial (B) Planos rgionais d ordnamnto do trritório (4.12) Rsolução do Conslho d Ministros n.º 102/2007, d 3 d Agosto, rvê o Plano Rgional d Ordnamnto do Trritório para o Algarv (PROTAL). Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico Ambint rcursos naturais (C) Gstão d rsíduos (5.5) Dcrto Lgislativo Rgional n.º 20/2007/A, d 23 d Agosto, aprova o rgim gral da rgulação gstão dos rsíduos na Rgião Autónoma dos Açors. Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico Ambint rcursos naturais (E) Qualidad do ar Rsolução do Conslho d Ministros n.º 103/2007, d 6 d Agosto, aprova o Programa dos Tctos d Emissão Nacionais. Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico Ambint rcursos naturais (I) Rsrva Ecológica Nacional Portaria n.º 813/2007, d 27 d Julho, fixa os lmntos qu dvm instituir os pdidos d autorização para o uso acçõs compatívis com a afctação d crtas áras ao rgim d Rsrva Ecológica Nacional. Portaria n.º 814/2007, d 27 d Julho, stablc as taxas dos pdidos d autorização d usos acçõs compatívis com a afctação d crtas áras ao rgim d Rsrva Ecológica Nacional 4

5 II Actividad industrial m gral Disposiçõs grais CAPÍTULO IX Indústrias transformadoras V Fabricação d produtos ptrolífros rfinados combustívis nuclars CAPÍTULO X Produção distribuição d lctricidad, gás água Produção distribuição d lctricidad (A) Disposiçõs grais I Produção distribuição d gás (A) Disposiçõs grais Dcrto-Li n.º 288/2007, d 17 d Agosto, qu concd aos rqurnts d autorizaçõs ou licnciamntos d instalaçõs industriais, d instalaçõs do Sistma Eléctrico Nacional (SEN), do Sistma Nacional d Gás Natural (SNGN) do Sistma Ptrolífro Nacional (SPN), da possibilidad d instruírm dsd logo rspctivos pdidos com os parcrs obrigatórios. II Actividad industrial m gral Prvnção d riscos d acidnts gravs Portaria n.º 830/2007, d 1 d Agosto, procd à cobrança d taxas plos actos praticados no âmbito do Dcrto-Li n.º 254/2007, d 12 d Julho, pla Agência Portugusa do Ambint (APA). Portaria n.º 966/2007, d 22 d Agosto, aprova os rquisitos condiçõs d xrcício da actividad d vrificador do sistma d gstão d sgurança d stablcimntos d nívl suprior d prigosidad. CAPÍTULO X Produção distribuição d lctricidad, gás água Produção distribuição d lctricidad (A) Disposiçõs grais Li n.º 57/2007, 31 d Agosto, autoriza o Govrno a aprovar o rgim jurídico d acsso xrcício das actividads d produção d nrgia léctrica a partir da nrgia das ondas. CAPÍTULO XII Comércio por grosso a rtalho I Locais dstinados ao comércio (B) Establcimntos d vnda d produtos alimntars outros Portaria n.º 789/2007, d 23 d Julho, fixa os rquisitos spcíficos a qu dv obdcr a instalação funcionamnto dos stablcimntos abrangidos plo Dcrto-Li n.º 259/2007, d 17 d Julho. Portaria n.º 790/2007, d 23 d Julho, dfin o modlo da dclaração instituída plo Dcrto- Li n.º 259/2007, d 17 d Julho. Portaria n.º 791/2007, d 23 d Julho, idntifica os tipos d stablcimntos abrangidos plo rgim d dclaração instituído plo Dcrto-Li n.º 259/2007, d 17 d Julho. 5

6 CAPÍTULO XIII Turismo V Establcimntos d rstauração d bbidas Portaria n.º 573/2007, d 17 d Julho, aprova o modlo da dclaração prévia instituído plo Dcrto-Li n.º 234/2007, d 19 d Junho. CAPÍTULO XVIII Sgurança salubridad Protcção contra substâncias prigosas (B) Amianto (18.37) Dcrto-Li n.º 266/2007, d 24 d Julho, aprova o novo rgim d protcção sanitária dos trabalhadors contra os riscos d xposição ao amianto durant o trabalho. CAPÍTULO XIX Conforto stética das dificaçõs I Crtificação nrgética, conforto térmico consrvação d nrgia Portaria n.º 835/2007, d 7 d Agosto, fixa o montant da taxa corrspondnt ao rgisto dos crtificados na Agência para a Enrgia (ADENE), ntidad gstora do Sistma Nacional d Crtificação Enrgética da Qualidad do Ar Intrior nos Edifícios (SCN). CAPÍTULO XIX Conforto stética das dificaçõs II Conforto auditivo vibraçõs Portaria n.º 831/2007, d 1 d Agosto, prmit a atrragm a dscolagm d aronavs civis ntr as 0 as 6 horas no Aroporto Francisco Sá Carniro. CAPÍTULO XXI Produtos matriais d construção I Cimntos btõs (21.4) Dcrto-Li n.º 301/2007, d 23 d Agosto, stablc as condiçõs a qu dv obdcr a spcificação produção dos btõs d ligants hidráulicos, assim como as disposiçõs rlativas à xcução das struturas d btão. Diplomas rvogados Ordnamnto do trritório urbanismo V Instrumntos d dsnvolvimnto trritorial (B) Planos rgionais d ordnamnto do trritório (4.12) Dcrto Rgulamntar n.º 11/91, d 21 d Março a Rsolução do Conslho d Ministros n.º 126/2001, d 14 d Agosto, qu aprovaram o Plano Rgional d Ordnamnto do Trritório para o Algarv (PROTAL) foram rvogados pla Rsolução do Conslho d Ministros n.º 102/2007, d 3 d Agosto, qu rvu o Plano Rgional d Ordnamnto do Trritório para o Algarv (PROTAL). CAPÍTULO XVIII Sgurança salubridad Protcção contra substâncias prigosas (B) Amianto (18.37) 6

7 Dcrto-Li n.º 284/89, d 24 d Agosto, Dcrto-Li n.º 389/93, d 20 d Novmbro, a Portaria n.º 1057/89, d 7 d Dzmbro, qu stablciam o rgim d protcção da saúd dos trabalhadors contra os riscos d xposição ao amianto nos locais d trabalho, foram rvogados plo Dcrto-Li n.º 266/2007, d 24 d Julho, aprova o novo rgim d protcção sanitária dos trabalhadors contra os riscos d xposição ao amianto durant o trabalho. CAPÍTULO XXI Produtos matriais d construção I Cimntos btõs (21.4) Dcrto-Li n.º 330/95, d 14 d Dzmbro, qu manda aplicar à produção, à colocação m obra à vrificação da conformidad dos btõs d ligants hidráulicos as condiçõs stablcidas na Norma Portugusa NP ENV 206, «Btão. Comportamnto, produção, colocação critérios d conformidad» foi rvogado plo Dcrto-Li n.º 301/2007, d 23 d Agosto, stablc as condiçõs a qu dv obdcr a spcificação produção dos btõs d ligants hidráulicos, assim como as disposiçõs rlativas à xcução das struturas d btão. Ambint, rcursos naturais, património arquitctónico arquológico Ambint rcursos naturais (F) Qualidad da água Dcrto-Li n.º 243/2001, d 5 d Stmbro, Portaria n.º 1216/2003, d 16 d Outubro, qu aprovam as normas rlativas à qualidad da água dstinada ao consumo humano, foram rvogados plos Dcrto-Li n.º 306/2007, d 27 d Agosto, stablc o rgim da qualidad da água dstinada ao consumo humano, rvndo o Dcrto-Li n.º 243/2001, d 5 d Stmbro. 7

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO CRONOGRAMA ÍNDICE FASES DATAS APURAMENTOS LOCAL 4 alunos por scola 1. Introdução...2 1ª fas Escolas 2ª fas Distrital Até 11 d Janiro 1 ou 2 d Fvriro 2 do sxo fminino

Leia mais

Lei nº 7998/90. Pós MP nº 665/14 Vigência 60 dias após a data da publicação Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado

Lei nº 7998/90. Pós MP nº 665/14 Vigência 60 dias após a data da publicação Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Ants da MP nº 665/14 Art. 2o-B. Em carátr xcpcional plo prazo d sis mss, os trabalhadors qu stjam m situação d dsmprgo involuntário plo príodo comprndido ntr doz dzoito mss, inintrruptos, qu já tnham sido

Leia mais

SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO

SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO E L U C I D Á R I O do SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO (Principais Qustõs, Esclarcimntos Rspostas) 1. O qu é o SIM Sistma d Imposto Mínimo? É uma nova forma d pagar IRPS ou IRPC a qu passam a ficar obrigados

Leia mais

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98.

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PORTARIAS Florianópolis, 09 d abril d 1998 PORTARIA Nº 0173/GR/98 O Ritor da Univrsidad Fdral d Santa Catarina, no uso d suas atribuiçõs statutárias

Leia mais

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha Esta é uma Mdida só para 2012, ou vai continuar? Não stá prvisto na lgislação um príodo d vigência. Uma ntidad mprgadora com mnos d cinco (5) trabalhadors pod candidatar s ao Estímulo 2012? Sim. Nst caso,

Leia mais

PLUGUES E TOMADAS. Padrão NBR 14.136. Painel Setorial INMETRO 11 abr 2006

PLUGUES E TOMADAS. Padrão NBR 14.136. Painel Setorial INMETRO 11 abr 2006 PLUGUES E TOMADAS Padrão NBR 14.136 Painl Storial INMETRO 11 abr 2006 1 NBR para (P&T) 2 ABNT NBR NM 60884-1 tomadas para uso doméstico análogo Part 1: Rquisitos grais - Fixa as condiçõs xigívis para P&T

Leia mais

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO I. PRINCÍPIOS: 1. Suprmacia do Intrss Público sobr o Particular Em sndo a finalidad única do Estado o bm comum, m um vntual confronto ntr um intrss individual o intrss coltivo dv prvalcr o sgundo. 2. Indisponibilidad

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 2004R0854 PT 01.07.2013 009.001 1 Est documnto constitui um instrumnto d documntação não vincula as instituiçõs B C2 REGULAMENTO (CE) N. o 854/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO d 29 d Abril d 2004

Leia mais

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014 F i n a l i d a d O r i n t a r o u s u á r i o p a r a q u s t o b t PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Vrsão: 27/08/2014 Atualizado m: 27/08/2014

Leia mais

DIREITO FINANCEIRO e

DIREITO FINANCEIRO e DIREITO FINANCEIRO Fábio Fort d Andrad Dirtor do Dpto. d Administração Financira Prfitura Municipal d Campinas Scrtaria Municipal d Finanças Julho d 2012 História Concito Atividad Financira do Estado ROTEIRO

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009 Cartão o d Crédito: Custos das Opraçõ çõs no Brasil Audiência Pública Câmara dos Dputados CFT dzmbro d 2009 Instrumntos d Pagamnto Quantidad d transaçõ çõs Evoluçã ção Milhõs d transaçõ çõs 2 Intrbancários

Leia mais

DELIBERAÇÃO N.º 793/2012

DELIBERAÇÃO N.º 793/2012 DELIBERAÇÃO N.º 793/2012 Parágrafo único Nos casos m qu o afastamnto s stndr por tmpo suprior ao prvisto, dsd qu autorizada sua prorrogação, fará jus, às diárias corrspondnts ao príodo prorrogado. Art.

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE RJ-BIE-2011/00060 Publicação Diária - Data: 31/03/2011 SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE PORTARIA Nº RJ-PGD-2011/00012 d 28 d março d 2011 PORTARIAS PGD O JUIZ FEDERAL - DIRETOR DO FORO E CORREGEDOR PERMANENTE DOS

Leia mais

Informamos ainda que estamos à disposição para elucidar eventuais dúvidas. Atenciosamente, Natan Schiper Diretor Secretário

Informamos ainda que estamos à disposição para elucidar eventuais dúvidas. Atenciosamente, Natan Schiper Diretor Secretário Rio d Janiro, 22 d outubro d 2012 Of. Circ. Nº 425/12 Snhor Prsidnt, Foram publicadas no Diário Oficial do Estado do Rio d Janiro no dia 18 d outubro d 2012 as Rsoluçõs SES/RJ Nºs 453, 454, 457 458, todas

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pgógica (4) (5) Mtas Rorganizar a distribuição dos discnts. Elaborar uma Política d contratação gstão d pssoal Rvisar o Projto Pgógico. Rstruturar

Leia mais

Orientações Agricultura e Floresta

Orientações Agricultura e Floresta Orintaçõs Agricultura Florsta Promovr o dsnvolvimnto rural na óptica da multifuncionalidad dos spaços, através d stratégias instrumntos qu nglobm os divrsos actors públicos privados com intrsss nsts domínios.

Leia mais

Legislação Mineira NORMA: LEI 20591. LEI 20591 de 28/12/2012 - Texto Atualizado

Legislação Mineira NORMA: LEI 20591. LEI 20591 de 28/12/2012 - Texto Atualizado Lgislação Minira NORMA: LEI 20591 LEI 20591 d 28/12/2012 - Txto Atualizado Institui a Gratificação d Incntivo à Psquisa à Docência a Gratificação d Função d Psquisa Ensino Gipd, no âmbito da Fundação João

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010 [Digit txto] 1 IDENTIFICAÇÃO RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dzmbro/2010 Programa: Opraçõs Coltivas Contrato CAIXA nº: 0233.389.09/2007 Ação/Modalidad: Construção d unidad habitacional

Leia mais

Relação de Anexos do Simples Nacional

Relação de Anexos do Simples Nacional Rlação d Anxos do Simpls Nacional ANEXO I Partilha do Simpls Nacional Comércio (Rdação dada pla Li Complmntar nº 139, d 2011 - produção d fitos a partir d 1º d janiro d 2012). Rcita Bruta m 12 mss (m R$)

Leia mais

documento de identidade original

documento de identidade original PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 5.ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO EDITAL N.º 18/2007 TRT/5.ª REGIÃO, DE 4 DE JUNHO DE 2007 O

Leia mais

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01 1 APROVAÇÃO DO DOCUMENTO Rsponsávl plo Procsso Validação Função Nom Razão para a nova vrsão Coord. CTCO José Pirs dos Ris Não - vrsão inicial Pró-Prsidnt para a Qualidad João Lal Aprovação Prsidnt IPBja

Leia mais

Protocolo n.º 11/001894

Protocolo n.º 11/001894 O SESI/PR Srviço Social da Indústria, adiant dsignado simplsmnt SESI/PR, com sd na Rua Cândido d Abru, nº. 200, nsta Capital, torna público o prsnt rgulamnto d crdnciamnto para laboração do documnto bas

Leia mais

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 5/6.- Exploração d ambints computacionais Criação d um produto original d forma colaborativa

Leia mais

PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES

PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES Rodrigo Sousa Frrira 1, João Paulo Viira Bonifácio 1, Daian Rznd Carrijo 1, Marcos Frnando Mnzs Villa 1, Clarissa Valadars Machado 1, Sbastião Camargo

Leia mais

Senado Federal maio/2008

Senado Federal maio/2008 Audiência Pública PL 213/2007 Difrnciação d Prços nas Vndas com Cartõs d Crédito José Antonio Marciano Brasília Snado Fdral maio/2008 1 Rgra d Não Sobr-pr prço - Dfinição Rgra contratual imposta plas socidads

Leia mais

Art. 1º Atualizar o Manual de Instruções Gerais (MIG) Cadastro, na forma apresentada no demonstrativo anexo.

Art. 1º Atualizar o Manual de Instruções Gerais (MIG) Cadastro, na forma apresentada no demonstrativo anexo. Atualiza o Manual d Instruçõs Grais (MIG) Cadastro. A Dirtoria Excutiva da Confdração Nacional das Cooprativas do Sicoob Ltda. Sicoob Confdração, com fulcro no art. 58 do Estatuto Social, basado na strutura

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA DE ANÁLISE TÉCNICA

SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA DE ANÁLISE TÉCNICA Nº 95, quinta-fira, 17 d maio d 2012 1 ISSN 1677-7042 67 Considrando os ntndimntos mantidos com os Prsidnts das Juntas d Rcursos com os dirignts da Coordnação Gral d Logística do Instituto Nacional do

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD A Pró-Ritoria d Graduação Educação Profissional (PROGRAD)

Leia mais

PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA

PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA I Aos quinz dias d mês d maio d 2014, ntr Autoridad Para

Leia mais

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo Rsidência para coltivos na Casa do Povo Chamada abrta tativo - Rsidência para coltivos na Casa do Povo Há mais d 60 anos, a Casa do Povo atua como lugar d mmória cntro cultural m sintonia com o pnsamnto

Leia mais

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso d suas atribuiçõs lgais statutárias, torna público st Edital

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O DISCIPLINA: EMRC ANO: 5º 1º PERÍODO ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O UNIDADE DIDÁTICA 1: Vivr juntos AULAS PREVISTAS: 12 COMPETÊNCIAS (O aluno dvrá sr capaz d:) CONTEÚDOS

Leia mais

MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA HISTÓRIA B 10º ANO

MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA HISTÓRIA B 10º ANO MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA AO ABRIGO DO DECRETO-LEI Nº 357/2007, DE 29 DE OUTUBRO (Duração: 90 minutos + 30 minutos d tolrância) HISTÓRIA B 10º ANO (Cursos Cintífico-Humanísticos Dcrto-Li

Leia mais

Ministério da Justiça

Ministério da Justiça Nº 193, quinta-fira, 8 d outubro d 2015 1 ISSN 1677-7042 31 I - fatos rlacionados às atividads das socidads sguradoras d capitalização; ntidads abrtas d prvidência complmntar; socidads cooprativas, nas

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. EDITAL Nº. 005, de 30 de janeiro de 2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. EDITAL Nº. 005, de 30 de janeiro de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS EDITAL Nº. 005, d 30 d janiro d 2009. A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS torna público para conhcimnto dos intrssados qu ralizará CONCURSO

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA EDITAL Nº 14/2011 PRAC SELEÇÃO PÚBLICA A Pró-Ritoria Acadêmica da Univrsidad Católica d Plotas torna pública a abrtura d SELEÇÃO DOCENTE, como sgu:

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE EDUCAÇÃO

Leia mais

PLANO de ESTUDO 6.º ANO - ANUAL

PLANO de ESTUDO 6.º ANO - ANUAL PLANO d ESTUDO 6.º ANO - ANUAL Contúdos 1. Trocas nutricionais ntr o organismo o mio nos animais. 1.1. Os alimntos como vículo d nutrints. 1.2.Sistma digstivo do sr d outros animais. 1.2.1. Órgãos do sistma

Leia mais

Despacho n.º 01/PRES/2017

Despacho n.º 01/PRES/2017 Dspacho n.º 01/PRES/2017 Considrando o stablcido no n.º 2 do artigo 5.º do Rgulamnto do Estatuto do Estudant Intrnacional do IPV qu dtrmina qu a vrificação das condiçõs d ingrsso, é ftuada por prova documntal

Leia mais

com efeitos financeiros a contar da competência julho/2004. JORGE SOLLA O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

com efeitos financeiros a contar da competência julho/2004. JORGE SOLLA O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO-RE PORTARIA PORTARIA PORTARIA Nº 135, quinta-fira, 15 d julho d 2004 1 81 FABRICANTE : OLYMPUS LATIN AMERICA CO. - ESTADOS UNIDOS BML-1Q.A/B;

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Acções Portugal (Ser. 11/2)

Prospecto Informativo Invest Acções Portugal (Ser. 11/2) Prospcto Informativo Invst Acçõs Portugal (Sr. 11/2) Fvriro d 2011 Dsignação: Invst Acçõs Portugal (Sr. 11/2). Classificação: Caractrização do Produto: Garantia d Capital: Garantia d Rmunração: Factors

Leia mais

Indeferir o Requerimento de Anistia post mortem de MA- NOEL SOARES NASCIMENTO, filho de JUSTINA SOARES DO N A S C I M E N TO. JOSÉ EDUARDO CARDOZO

Indeferir o Requerimento de Anistia post mortem de MA- NOEL SOARES NASCIMENTO, filho de JUSTINA SOARES DO N A S C I M E N TO. JOSÉ EDUARDO CARDOZO Nº 138, quarta-fira, 22 d julho d 2015 1 ISSN 1677-7042 25 N o - Município 1 Alvorada 2 Bagé 3 Barra do Guarita 4 Barra do Quaraí 5 Cachoira do Sul 6 Cachoirinha 7 Crro Grand 8 Esprança do Sul 9 Estio

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-35 TRABALHO EM ALTURA PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação d vitar ou diminuir os riscos através

Leia mais

Soluções de isolamento térmico com poliestireno extrudido (XPS) para uma construção sustentável

Soluções de isolamento térmico com poliestireno extrudido (XPS) para uma construção sustentável Soluçõs d isolamnto térmico com polistirno xtrudido (XPS) para uma construção sustntávl Contúdo Introdução à ficiência nrgética na dificação 3 Quadro normativo para a dificação 6 Rgulamnto das Caractrísticas

Leia mais

ESCOLA BÁSICA D. DOMINGOS JARDO

ESCOLA BÁSICA D. DOMINGOS JARDO Unidad Didáctica: Trocas nutricionais ntr o organismo o mio nos animais. Comprndr qu a vida dos srs vivos assgurada pla ralização d funçõs spcíficas;. Comprndr qu as funçõs vitais rqurm nrgia;. Assumir-s

Leia mais

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Campus d Ilha Soltira PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Aos dz (10) dias do mês d stmbro (09) do ano d dois mil doz (2012), na Sala d Runiõs da Congrgação, as parts abaio nomadas tomaram ciência do

Leia mais

1º SIMULADO DE 2015 Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio

1º SIMULADO DE 2015 Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio 1 Ministério da Educação Scrtaria d Educação Profissional Tcnológica Instituto Fdral d Educação, Ciência Tcnologia do Nort d Minas Grais Campus Januária 1º SIMULADO DE 2015 Técnicos Intgrados ao Ensino

Leia mais

CENTRO DE ATENDIMENTO, ACOMPANHAMENTO E ANIMAÇÃO

CENTRO DE ATENDIMENTO, ACOMPANHAMENTO E ANIMAÇÃO Plano Anual d Actividads Actividads d Animação CALENDARIZAÇÃO ANUAL 2015 ACTIVIDADES OBJECTIVOS N.º DE VAGAS Jan. Fv. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. St. Out. Nov. Dz. Jorg Palma Casa da Música Promoção

Leia mais

LEVANTAMENTO SOBRE AÇÕES AFIRMATIVAS VOLTADAS AOS POVOS INDÍGENAS EM UNIVERSIDADES PÚBLICAS FEDERAIS E ESTADUAIS DO BRASIL

LEVANTAMENTO SOBRE AÇÕES AFIRMATIVAS VOLTADAS AOS POVOS INDÍGENAS EM UNIVERSIDADES PÚBLICAS FEDERAIS E ESTADUAIS DO BRASIL REGIÃO SUL UF Catgoria admistrativa Tipo d ação Dscrição Procsso Sltivo Origm Fdral Fdral do Paraná - UFPR * Vagas suplmntars 7 suplmntars, para indígnas rsidnts no Estado do Paraná spcífico Rsolução nº37/04

Leia mais

Planificação das Actividades Eixo I PROPORCIONAR AOS IDOSOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA INCLUINDO MEDIDAS DE COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL

Planificação das Actividades Eixo I PROPORCIONAR AOS IDOSOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA INCLUINDO MEDIDAS DE COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL PLANO DE ACÇÃO O Plano acção é um documnto anual ond s idntificam os projctos intrvnçõs prvistas para cada ano, dvidamnt nquadradas nas stratégias dfinidas m Plano d Dsnvolvimnto Social. No sgundo PDS,

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 2004R0853 PT 06.09.2013 013.001 1 Est documnto constitui um instrumnto d documntação não vincula as instituiçõs B C1 REGULAMENTO (CE) N. o 853/2004 do PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO d 29 d Abril d 2004

Leia mais

MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77

MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77 MAPA DE PESSOAL - 203 Caractrização do posto d trabalho Gabint d Apoio à Prsidência. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da função GAP - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS E CERTIFICADOS DE CURSOS TÉCNICOS E TECNOLÓGICOS ESTRANGEIROS DE ENSINO, PELO INSITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA- IFB. 1. DA ABERTURA 1.1

Leia mais

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom.

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom. 4 CONCLUSÕES Os Indicadors d Rndimnto avaliados nst studo, têm como objctivo a mdição d parâmtros numa situação d acsso a uma qualqur ára na Intrnt. A anális dsts indicadors, nomadamnt Vlocidads d Download

Leia mais

Catálogo de Perfis Padronizados

Catálogo de Perfis Padronizados Extrusão Gral Catálogo d Prfis P Shaping a lightr futur Frramntaria Estoqu d tarugos rfis Introdução SP no Mundo Fundada m 1963 na Suécia, a Sapa iniciou suas atividads a partir do zro s transformou, m

Leia mais

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO Marclo Sucna http://www.sucna.ng.br msucna@cntral.rj.gov.br / marclo@sucna.ng.br ABR/2008 MÓDULO 1 A VISÃO SISTÊMICA DO TRANSPORTE s A anális dos subsistmas sus componnts é tão

Leia mais

Empresa Elétrica Bragantina S.A

Empresa Elétrica Bragantina S.A Emprsa Elétrica Bragantina S.A Programa Anual d Psquisa Dsnvolvimnto - P&D Ciclo 2006-2007 COMUNICADO 002/2007 A Emprsa Elétrica Bragantina S.A, concssionária d srviço público d distribuição d nrgia létrica,

Leia mais

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 1.- A Informação, o conhcimnto o mundo das tcnologias A volução das tcnologias d informação

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Candidatura Electrónica

MANUAL DE INSTRUÇÕES Candidatura Electrónica Concurso Anual d Educadors d Infância d Profssors dos Ensinos Básico Scundário Dircção d Srviços d Rcrutamnto d Pssoal Docnt MANUAL DE INSTRUÇÕES Candidatura Elctrónica Concurso d Contratação LSVLD, Contratados

Leia mais

AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU

AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU ANEXO II Coficint d Condutibilidad Térmica In-Situ AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU AII.1. JUSTIFICAÇÃO O conhcimnto da rsistência térmica ral dos componnts da nvolvnt do difício

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - .

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - . 4 ISSN 677-7042 Nº 96, quarta-fira, 2 d maio d 2008 608, DE 20 DE MAIO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso d suas atribuiçõs lgais tndo m vista o disposto na Portaria MP n o 450,

Leia mais

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas IAS 17 (1) NORMA INTERNACIONAL DE CONTABILIDADE IAS 17 Locaçõs ÍNDICE Parágrafos Objctivo 1 Âmbito 2-3 Dfiniçõs 4-6 Classificação d locaçõs 7-19 Locaçõs nas dmonstraçõs financiras d locatários 20-35 Locaçõs

Leia mais

Planejamento de capacidade

Planejamento de capacidade Administração da Produção Opraçõs II Planjamnto d capacidad Planjamnto d capacidad Planjamnto d capacidad é uma atividad crítica dsnvolvida parallamnt ao planjamnto d matriais a) Capacidad insuficint lva

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE

PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europu PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE FORMULÁRIO DE CANDIDATURA A prnchr plo IEFP, I. P. IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Cntro d Emprgo Data d Rcpção - - Númro do Procsso

Leia mais

COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO DIVISÃO DE CADASTRO DE FORNECEDORES - DECF CLASSES COMERCIAIS POR ARGUMENTO DE PESQUISA

COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO DIVISÃO DE CADASTRO DE FORNECEDORES - DECF CLASSES COMERCIAIS POR ARGUMENTO DE PESQUISA COMPANHIA HIDRO LÉTRICA DO SÃO FRANCISCO DIVISÃO D CADASTRO D FORNCDORS - DCF CLASSS COMRCIAIS POR ARGUMNTO D PSQUISA S02350000001 S02320000003 S02300199254 S02980299006 S02304599001 S02300599252 S02988824002

Leia mais

Concentraçã. ção o e Custos. Câmara dos Deputados - Comissão de Finanças e Tributação 8 de outubro de 2009

Concentraçã. ção o e Custos. Câmara dos Deputados - Comissão de Finanças e Tributação 8 de outubro de 2009 Cartão o d Crédito: Concntraçã ção o Custos Câmara dos Dputados - Comissão d Finanças Tributação 8 d outubro d 2009 Agnda 2 Indústria d cartõs d pagamntos Concntração Infra-strutura Estrutura d custos

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia d Configuração do Monitoramnto do srvidor Cisco UCS cisco_ucs séri 2.1 Avisos lgais Copyright 2013, CA. Todos os diritos rsrvados. Garantia O matrial contido nst documnto é

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL 402643 ESTREMOZ PLANIFICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL 402643 ESTREMOZ PLANIFICAÇÃO PLANIFICAÇÃO ANO LETIVO 2015/2016 Ano 12º Ano DISCIPLINA: Docnt HISTÓRIA A Carlos Eduardo da Cruz Luna Contúdos Comptências Espcíficas Estratégias RECURSOS Módulo 7 Criss, Embats Iológicos Mutaçõs Culturais

Leia mais

Contratos P1106 /02 e P1294/02

Contratos P1106 /02 e P1294/02 Contratos P1106 /02 P1294/02 Clints! CVRD - Cia. Val do Rio Doc! ITABRASCO Cia. Italo Brasilira Plotização! HISPANOBRAS - Cia. Hispano Brasilira Plotização! KOBRASCO Cia. Corano Brasilira Plotização! NIBRASCO

Leia mais

Ano CXLVII Nº 43 Brasília DF, sexta-feira, 5 de março de 2010

Ano CXLVII Nº 43 Brasília DF, sexta-feira, 5 de março de 2010 Subscrtaria d Planjamnto Orçamnto Ano CXLVII Nº 43 Brasília DF, sxta-fira, 5 d março d 2010 Obs.: As matérias slcionadas stão marcadas m amarlo. Contúdo: SEÇÃO 1 Portaria Intrministrial 421... 02 Portaria

Leia mais

A Certificação de Qualidade na Área dos Seguros. Sandra Santos - ADQ-Ok! TeleSeguro Certificação de Qualidade na Área de Seguros

A Certificação de Qualidade na Área dos Seguros. Sandra Santos - ADQ-Ok! TeleSeguro Certificação de Qualidade na Área de Seguros A Crtificação d Qualidad na Ára d Sgur Importância da difrnciação pla Qualidad do Srviço/ Produto Principal Canal Canal d d Distribuição Tlfon Intrnt Má Má imagm d d Call Call Cntrs Dificuldad m m difrnciar

Leia mais

de passageiros de passageiros 1.0403.22.00 Serviços de transporte interestadual, inclusive interestadual semiurbano, por navegação

de passageiros de passageiros 1.0403.22.00 Serviços de transporte interestadual, inclusive interestadual semiurbano, por navegação ANEXOS insrir (NBS1.1 PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part 1- PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part 1.1 - PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part 2- PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir

Leia mais

Conselho Federal de Enfermagem

Conselho Federal de Enfermagem Conslho Fdral d Enfrmagm Planjamnto Estratégico para o Conslho Fdral d Enfrmagm Assssoria d Planjamnto Gstão do Cofn Brasília 2015 1 Assssoria d Planjamnto Gstão Planjamnto Estratégico para o Conslho Fdral

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2013-2015.3 ÍNDICE

PLANO ESTRATÉGICO 2013-2015.3 ÍNDICE ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO 2013-2015.3 I. ENQUADRAMENTO..4 II. VISÃO, MISSÃO, VALORES E POLÍTICA DA QUALIDADE..5 III. MODELO ORGANIZACIONAL...10 IV. DIAGNÓSTICO EXTERNO.12 V. DIAGNÓSTICO INTERNO..14 VI.

Leia mais

Atividades desenvolvidas pela secretaria da Agricultura Fomento Agropecuário e Meio Ambiente durante o ano de 2009.

Atividades desenvolvidas pela secretaria da Agricultura Fomento Agropecuário e Meio Ambiente durante o ano de 2009. Ativis snvolvis pla scrtaria Agricultura Fomnto Agropcuário Mio Ambint durant o ano 2009. Locação um imóvl: Com a locação do novo spaço para funcionamnto Scrtaria Agricultura, EPAGRI microbacia, o spaço

Leia mais

HOTELARIA PLANEJAMENTO E GESTÃO

HOTELARIA PLANEJAMENTO E GESTÃO HOTELARIA PLANEJAMENTO E GESTÃO Mario Ptrocchi Capítulo 2 na hotlaria Slids d apoio para o profssor Livro-txto para disciplinas d administração m hotlaria As bass do planjamnto stratégico O planjamnto

Leia mais

"Chernobyl: mitologia contemporânea?" Alexandre Ramos (USP) Sala G04. Sala G04. Coffe Break e Apresentação de Pôsteres e Henrique

Chernobyl: mitologia contemporânea? Alexandre Ramos (USP) Sala G04. Sala G04. Coffe Break e Apresentação de Pôsteres e Henrique MANHÃ (Palstras) TARDE (Minicursos) Programação da II SAIFUFT I ENFEBP (02-06 d Stmbro d 2014) Horário 02 (trça) 03 (quarta) 04 (quinta) 05 (sxta) 06 (sábado) 7h - 8h Rcbimnto do matrial 8:00 8:40 (10

Leia mais

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita:

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita: Máquinas Térmicas Para qu um dado sistma raliz um procsso cíclico no qual rtira crta quantidad d nrgia, por calor, d um rsrvatório térmico cd, por trabalho, outra quantidad d nrgia à vizinhança, são ncssários

Leia mais

MODELO DE ORGANIZAÇÃO DO MERCADO IBÉRICO DE ELECTRICIDADE

MODELO DE ORGANIZAÇÃO DO MERCADO IBÉRICO DE ELECTRICIDADE MODLO D ORGANIZAÇÃO DO MRCADO IBÉRICO D LCTRICIDAD Jorge Vasconcelos ntidade Reguladora do Sector léctrico Sessão Pública sobre o Mercado Ibérico de lectricidade Lisboa, 25 de Fevereiro de 2002 1. OBJCTIVO

Leia mais

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro.

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro. INEC AUDITRIA Prof. CLAUDECIR PATN ESPECIALIZAÇÃ EM : GERÊNCIA CNTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITRIA TURMA III 1 Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 utubro. CNTRLE - Concitos; - Auditoria Control Intrno; - Importância

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Portugal (Ser. 10/1)

Prospecto Informativo Invest Portugal (Ser. 10/1) Prospcto Informativo Invst Portugal (Sr. 10/1) Maio d 2010 Dsignação: Invst Portugal (Sr. 10/1). Classificação: Caractrização do Produto: Garantia d Capital: Garantia d Rmunração: Factors d Risco: Produto

Leia mais

Planificação de Ciências Naturais. 9.ºAno. Alterações climáticas

Planificação de Ciências Naturais. 9.ºAno. Alterações climáticas Planificação d Ciências Naturais 9.ºAno Altraçõs climáticas Inês Hnriqus Sandra Mnds Tma: Biosfra Aula n.º: 1 Duração: 90 minutos Introdução à unid Altraçõs climáticas. Biosfra, concito importância. Dgração

Leia mais

Melhoria contínua da qualidade do ensino

Melhoria contínua da qualidade do ensino 1. OBJETIVO Est procdimnto visa normalizar as ativis snvolvis no âmbito mlhoria contínua quali do nsino dos cursos ministrados na Escola Naval (EN). 2. CAMPO DE APLICAÇÃO O prsnt procdimnto é aplicávl

Leia mais

6. Moeda, Preços e Taxa de Câmbio no Longo Prazo

6. Moeda, Preços e Taxa de Câmbio no Longo Prazo 6. Moda, Prços Taxa d Câmbio no Longo Prazo 6. Moda, Prços Taxa d Câmbio no Longo Prazo 6.1. Introdução 6.3. Taxas d Câmbio ominais Rais 6.4. O Princípio da Paridad dos Podrs d Compra Burda & Wyplosz,

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 06 ISSN 677-7042 Nº 22, quarta-fira, 3 d novmbro d 203 PORTARIA Nº 2.72, DE 2 DE NOVEMBRO DE 203 Rdfin o rgulamnto técnico d procdimntos hmotrápicos. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso da atribuição

Leia mais

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis.

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. 18/05/12 Anvisa - Lgislação - Portarias Lgislação Para vrificar a atualização dsta norma, como rvogaçõs ou altraçõs, acss o Visalgis. Portaria n º 27, d 13 d janiro d 1998 A Scrtária d Vigilância Sanitária,

Leia mais

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 1. ÁREA DO CONHECIMENTO CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA 2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 3. JUSTIFICATIVA: Prspctivas no Mrcado Amazonns: A cidad d Manaus possui

Leia mais

Ministério do Planejamento,Orçamento e Gestão. Ministério do Trabalho e Emprego

Ministério do Planejamento,Orçamento e Gestão. Ministério do Trabalho e Emprego 54 ISSN 677-7042 Nº 25, trça-fira, 2 d julho d 203. Ministério do Planjamnto,Orçamnto Gstão SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL 64, DE o - DE JULHO DE 203 A SECRETÁRIA DE ORÇAMENTO FEDERAL, tndo m vista o

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO N o 001 - EMBRATEL 1. APLICAÇÃO Est Plano d Srviço ofrc ao usuário do Srviço d Tlfonia Fixa Comutada, a possibilidad d

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Dspacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União d 17/07/2003 (*) Portaria/MEC nº 1.883, publicada no Diário Oficial da União d 17/07/2003 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NAIR FORTES ABU-MERHY TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DO PARQUE TECNOLÓGICO 2011-2013 Tcnologia d Informação - FEAP 1 - Rlação

Leia mais

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2011

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2011 TRMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS M 2011 ORDM CRONOLÓGICA PRIMIRO TRMO ADITIVO Nº DO CONTRATO 12/2011 CONTRATAÇÃO D PRSTAÇÃO D SRVIÇOS PARA AQUISIÇÃO D PASSAGNS AÉRAS DIÁRIAS D HOTÉIS OBJTO DO CONTRATO

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT SELEÇÃO PÚBLICA EDITAL Nº 52, DE 30 DE JULHO DE 2013 A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT, nst ato rprsntada plo su ritor, Márcio Silvira, dsignado

Leia mais

SINAMICS/SIMOTICS. SINAMICS V90, SIMOTICS S-1FL6 Início. Índice remissivo

SINAMICS/SIMOTICS. SINAMICS V90, SIMOTICS S-1FL6 Início. Índice remissivo SINAMICS/SOTICS Início Índic rmissivo 1 Instruçõs d sgurança... 3 1.1 Indicaçõs básicas d sgurança... 3 1.1.1 Indicaçõs grais d sgurança... 3 1.1.2 Indicaçõs d sgurança sobr os campos lctromagnéticos (CEM)...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO Quadra 109 Nort, AV. NS -15, ALCNO 14 Plano Dirtor Nort 77001-970 Palmas/TO (63) 3232-8545 www.uft.du.br cops@uft.du.br EDITAL N 003/2015

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS Fundo Municipal Sd cr Saúd ta- Comissão ria dprmannt Sa d RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Aquisição d Kit HIV Hpatit (Rgistro d Prços). RETIFICA-SE através

Leia mais

Catálogo M2404. PowerTrap. Série GP Série GT. Bomba Mecânica e Purgador Bomba

Catálogo M2404. PowerTrap. Série GP Série GT. Bomba Mecânica e Purgador Bomba Catálogo M404 PowrTrap Mcânica Séri GP Séri GT Rcupração ficaz do Mlhora a ficiência da planta Aumnto da produtividad qualidad dos produtos são, alguns dos bnfícios da drnagm rcupração do, além d rduzir

Leia mais

Entidades de defesa de direitos 1 Contribuição da ABONG à discussão do Art.3 da LOAS Brasília 09/08/2005

Entidades de defesa de direitos 1 Contribuição da ABONG à discussão do Art.3 da LOAS Brasília 09/08/2005 Entidads d dfsa d diritos 1 Contribuição da ABONG à discussão do Art.3 da LOAS Brasília 09/08/2005 1. A constituição do campo associativo assistncial As ntidads d assistência social corrspondm às formas

Leia mais