Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar"

Transcrição

1 especial gestão Padrão exclusivo para sua empresa nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes. A frase consagrada de Albert Einstein não poderia ser mais clara: quer melhorar o desempenho da sua empresa? então é hora de mudar e investir em novas e Iespecíficas práticas de gestão 26 Você espera de seus funcionários duas coisas: produtividade e resultados. Já para eles o importante é que a empresa cumpra o que foi combinado na contratação e ofereça um bom ambiente de trabalho. Esses são dois lados texto Marina Schmidt que formam uma equação presente na maior parte das empresas do Brasil e do mundo. Quando há um desequilíbrio imagem de abertura istock.com/black Dog nessa balança, todos saem prejudicados. Uma ponta não pode pesar mais do que a outra, porque a expectativa da contrapartida está presente o tempo toda nessa relação,

2 gestão e expectativa frustrada, tanto para o empregador quanto para o empregado, nunca termina bem. Para evitar o descompasso, muitas empresas têm investido em novas práticas de gestão, que, em grande parte, são mudanças simples, elaboradas em conjunto com a equipe ou combinadas criteriosamente com todos da empresa. Esses ajustes nem sempre requerem grandes investimentos. Na verdade, são pouco onerosos se comparados com os resultados que geram. Da maneira mais simples e resumida possível, basta evitar ao máximo a frustração. Nesse sentido, cada empresa constrói seu próprio ambiente de trabalho, buscando fazer com que ele seja o mais agradável possível. Deixar essa questão de lado é assumir o risco de enfrentar uma destas duas situações: perder talentos para o mercado e elevar o turnover ou obter resultados abaixo do esperado. 27

3 especial Cumprir com o que foi pactuado na contratação é imprescindível para evitar a frustração. Há situações corriqueiras que ilustram bem essa condição. Foi combinado, por exemplo, que o profissional ingressaria recebendo um salário que seria elevado três meses depois ou que ele seria promovido após adquirir conhecimento necessário para a função. Então, chegando ao prazo estabelecido conceda o que foi acordado ou, caso enfrente dificuldade para cumprir, seja transparente e franco. Converse. O diálogo honesto é sempre a melhor opção, para tudo. E o exemplo não vale só para a contratação: quando a equipe é estimulada a sugerir melhorias, ela espera que as propostas se concretizem ou que, no mínimo, seja dado retorno sobre as sugestões. Processos para o desenvolvimento De maneira geral, as receitas prontas sempre saltam aos olhos e parecem capazes de solucionar problemas de toda e qualquer empresa. É o que ocorre a cada nova técnica, modelo ou ferramenta que ganha repercussão. O problema, alerta Flávio Souto Boan, sócio-diretor da Falconi Consultores de Resultado, é que mesmo enfrentando dificuldades semelhantes, a pedra no sapato de cada empresa é diferente. Era comum as empresas seguirem modismos, mas elas não entendiam que cada programa tinha que ajudar a melhorar resultados ou resolver problemas específicos, detalha Boan. Esse padrão tem mudado, cita o consultor, mencionando que empresários já começaram a identificar que precisam buscar métodos e ferramentas voltados para solucionar questões de conflito, mas que sejam aplicáveis em suas companhias. O primeiro ponto é escolher um problema prioritário para solucionar: turnover, satisfação de clientes, caixa da companhia, rentabilidade dos produtos. Não dá para fazer tudo ao mesmo tempo, indica. Não adianta olhar para o modelo das empresas do Vale do Silício, cujos ambientes profissionais são descontraídos e cada um dos funcionários trabalha no próprio ritmo, e achar que isso é suficiente para reter talentos e aumentar a produtividade na sua empresa. Oferecer um bom ambiente de trabalho é sempre importante, mas, sem dúvida, não é tudo. Ou seja, você até pode colocar escorredores para que os funcionários se desloquem entre os setores, deixar à disposição mesas de jogos e games eletrônicos, permitir o uso de roupas casuais, aprovar que cada um faça o próprio horário de trabalho e abrir a possibilidade até de que os empregados levem seus bichinhos de estimação para o trabalho. Isso garantirá um ambiente descontraído e, provavelmente, todos irão adorar, mas jamais permanecerão na empresa só por conta disso. É importante, mas não é tudo, sustenta Boan. A gestão de pessoas tem um propósito muito nobre nas empresas: aumentar a capacidade dos trabalhadores de adquirir conhecimento para colocá-lo em prática. Em outra palavras, é a área da empresa que estimula o desenvolvimento individual, que, por sua vez, sustenta o crescimento da empresa. O papel da gestão de pessoas é gerenciar o processo de aquisição do conhecimento. O primeiro passo para fazer com que a sua empresa ingresse no ciclo virtuoso do desenvolvimento é criar demandas pelo conhecimento, estabelecendo boas metas ou empregando a rotatividade no trabalho, para que um mesmo funcionário atue em áreas distintas. Criada a demanda, a empresa precisa fornecer o acesso ao conhecimento, por meio de treinamentos, coaching e pós-graduação, por exemplo. Porém, esse processo de desenvolvimento só será efetivo se outras duas etapas forem atendidas. A primeira delas é a motivação. Aí entra o ambiente de trabalho agradável, diz Divulgação/ Arquivo Falconi 28 Segundo Boan, papel da gestão de pessoas é impulsionar o desenvolvimento pessoal

4 gestão Lúcia Simon Mauro Dorfman: equipe jovem e um ambiente de trabalho pautado pelo diálogo são a marca da Dez Comunicação Boan. Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente cinza. As condições físicas e sociais têm que ser boas. Você até pode seguir o modelo descontraído das empresas do Vale do Silício, mas o legal mesmo é concretizar mudanças que façam sentido para a sua equipe. A flexibilidade nem sempre é possível, especialmente em empresas que trabalham com atendimento ao público, mas é possível estabelecer bonificações, conceder ambientes para descanso durante a jornada de trabalho ou outros benefícios. Enfim, novamente, uma boa conversa pode mostrar o melhor caminho a seguir. Pronto, você tem um trabalhador motivado, em processo de qualificação (constante, de preferência) e com objetivos e metas definidos a alcançar. É tudo? Ainda não. Falta um detalhe que pode ser considerado a cereja do bolo: o reconhecimento. É o que ficou consagrado como meritocracia ou, simplesmente, valorizar quem tem o melhor desempenho. Afinal de contas, depois de investir no funcionário você não vai querer perdê-lo para o mercado simplesmente porque a falta de perspectiva dentro da sua empresa o frustrou. O que mais você tem a perder além do profissional? A produtividade! A equipe vai acabar produzindo menos do que deveria, detalha Boan. As empresas estão começando a perceber que está tudo conectado: gestão de pessoas com gestão de ativos com gestão dos sistemas de informação, isso tudo está integrado. Entre millennials Não adianta querer manter um padrão tradicional de empresas para um grupo de pessoas que vem com demandas e características diferentes. E as gerações mais recentes, Y e millennials, já nasceram em um período totalmente novo e transformador ao extremo. Basta observar as novas ferramentas de comunicação. Divulgação/Dez Comunicação 29

5 especial Para a Dez Agência de Comunicação, de Porto Alegre, a convivência com essa turma é não só natural, faz parte da essência da empresa. A média de idade dos empregados é de 26 anos, conta Mauro Dorfman, diretor-presidente. Há 21 anos no mercado, a companhia sempre teve como filosofia oferecer um bom ambiente de trabalho, por isso ele salienta que a prática de gestão de pessoas da Dez não ambiciona ser inovadora. Não buscamos inovação, mas sim consolidação e renovação da nossa prática. O propósito da política de Recursos Humanos é fazer o básico de uma forma respeitosa. Sempre estamos nos atualizando em relação à cabeça dos nossos profissionais e às tecnologias, mas nosso ativo principal é o desempenho das pessoas. As ferramentas técnicas, de equipamento e metodologia, só fazem algum sentido se eu tiver uma equipe de qualidade e muito bem valorizada, assegura. Cigam aposta no desenvolvimento das lideranças para melhorar resultados A hierarquia horizontal da empresa, bem organizada, como frisa Dorfman, favorece o acesso da equipe à direção. Queremos que as pessoas se manifestem, queremos ouvir as pessoas, e isso é sincero e muito valorizado. A recíproca também é verdadeira, os funcionários, quando deixam a empresa, habitualmente se despedem com um . No caso da Dez, os relatos são emocionados, dimensiona o diretor. As pessoas têm caprichado e destacado a forma como foram recebidas. E esse retorno é espontâneo, não é solicitado. O que leva a equipe a reconhecer que está em um bom ambiente de trabalho é a relação honesta. O segredo, reforça Dorfman, é ter tudo bem definido entre as partes. E os resultados aparecem: Há cinco anos chegamos à conclusão de que ser uma agência de publicidade não era suficiente para responder às necessidades dos nossos clientes. Entendemos que precisávamos evoluir, conta. Assim, a direção transformou a agência em três unidades: estratégia e comunicação (publicação), outra de Divulgação/Arquivo Cigam 30

6 gestão trade marketing e shopper marketing, e digital zoom. Desde o primeiríssimo momento, fizemos questão de que as três unidades trabalhassem integradas. Tivemos que cuidar para que os grupos conseguissem trabalhar integrados. Foi dessa forma que nasceu uma nova metodologia de trabalho: Dez Integração, que é, como define Dorfman, um novo jeito de pensar, abrindo as paredes. Criamos e estamos cultivando ativamente em uma cultura de integração das equipes e dos profissionais. A mudança estratégica da empresa levou o executivo a identificar que tipo de profissional a empresa precisava ter. Um profissional que além da capacidade técnica seja colaborativo, relata. O fato de termos conseguido refinar o jeito colaborativo de trabalhar está nos rendendo uma carteira de clientes que entendem que é melhor trabalhar com integração, e isso está aumentando nosso faturamento de forma objetiva. Lideranças fazem a gestão de pessoas na prática, explica Linique Karling Divulgação/Léo Oliveira Crescendo com o reconhecimento da equipe A Cigam, empresa fornecedora de softwares de gestão empresarial, de Novo Hamburgo, vem implantando melhorias contínuas na área de gestão de pessoas, que estão levando a empresa a obter margens de crescimento de 20% ao ano. O principal foco de atuação, segundo a psicóloga organizacional da empresa, Linique Karling, é o desenvolvimento de lideranças. Como porta-vozes da companhia junto às equipes que lideram, esses profissionais passam por um processo de capacitação que busca aprimorar a comunicação. Proporcionamos um ambiente bastante amigável, mas nosso grande foco é no desenvolvimento das lideranças, para que elas sejam as propagadoras das nossas práticas, afirma. Outros pontos importantes adotados pela Cigam para melhorar os resultados a partir de mudanças no ambiente da empresa são a valorização dos funcionários e a comunicação interna. Diariamente, os empregados recebem, via intranet, as boas notícias do dia, geralmente relacionadas à própria empresa ou à equipe. Os canais de comunicação também foram aprimorados para favorecer o contato entre funcionários e direção. Quanto à valorização, ela pode ser notada no dia a dia, no trato da empresa com os empregados, que têm à disposição frutas e alimentos saudáveis para consumo no trabalho. Acompanhando o retorno dos empregados em relação às práticas adotadas, Linique destaca que as pesquisas de clima têm surpreendido positivamente. No último ano, o retorno foi destacável justamente porque concretiza ações que foram adotadas em resposta às sugestões de melhorias apontadas nas pesquisas anteriores. As três áreas com maior percentual de retorno positivo foram ambiente organizacional, liderança e comunicação interna. No ambiente corporativo, realizamos modificações da estrutura organizacional, aproximamos áreas e setores, que facilitaram processos internos, ressalta, lembrando que as ações para melhorar o dia a dia dos funcionários dentro da empresa, como a valorização e a preocupação com qualidade de vida também influenciaram no retorno favorável. Quanto às lideranças, segmento que tem sido priorizado pela gestão da Cigam, Linique explica que a empresa criou um mecanismo chamado Feedback Reverso, que permite ao colaborador avaliar seu líder imediato. O RH é apenas um fomentador de ferramentas e processos, mas quem faz a gestão de pessoas na prática são as lideranças. Já a comunicação interna é melhorada cada vez mais no sentido de fortalecer todo o trabalho desenvolvido pelo setor, desde a propagação de informações institucionais até a divulgação de dicas de qualidade de vida. O nosso grande desafio é manter e aprimorar ferramentas já adotadas, e nesse sentido o retorno dos colaboradores é fundamental, salienta. 31

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas 14.1. Treinamento é investimento O subsistema de desenvolver pessoas é uma das áreas estratégicas do Gerenciamento de Pessoas, entretanto em algumas organizações

Leia mais

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Caros colegas, orienta o modo como nossa organização trabalha para selecionar, desenvolver, motivar e valorizar o bem mais importante da Bausch + Lomb nossas

Leia mais

7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas

7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas 7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas 1. O fornecedor é totalmente focado no desenvolvimento de soluções móveis? Por que devo perguntar isso? Buscando diversificar

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

6. Resultados obtidos

6. Resultados obtidos 6. Resultados obtidos 6.1 O Balanced corecard final Utilizando a metodologia descrita no capítulo 5, foi desenvolvido o Balanced corecard da Calçados yrabel Ltda. Para facilitar o entendimento deste trabalho,

Leia mais

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL INTRODUÇÃO Não importa qual o tamanho da empresa: ela precisa saber aonde quer chegar. Para isso é preciso traçar um caminho e a melhor

Leia mais

PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO

PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO PESQUISA RESPONDENTES 1065 executivos (as) PERÍODO De 02 a 17 (Novembro de 2009) CEOs Diretores UNs Diretores Funcionais QUESTIONÁRIO

Leia mais

GERAÇÃO DA CONECTIVIDADE

GERAÇÃO DA CONECTIVIDADE GERAÇÃO DA CONECTIVIDADE O Instituto Methodus, sendo especialista em Pesquisa, tomou a iniciativa de estudar a Geração da Conectividade, investigando como agem, pensam e se relacionam os jovens. Patrocínio

Leia mais

CURSO: GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS

CURSO: GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS CURSO: GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS INTRODUÇÃO Repousa nas mãos dos profissionais do setor de gente e gestão (GG), antigo setor de recursos humanos (RH), a responsabilidade de cuidar da maior riqueza

Leia mais

LICENCIAMENTO: ALTO RETORNO COM BAIXO RISCO PARA QUEM QUER ABRIR UM NOVO NEGÓCIO

LICENCIAMENTO: ALTO RETORNO COM BAIXO RISCO PARA QUEM QUER ABRIR UM NOVO NEGÓCIO ebook LICENCIAMENTO: ALTO RETORNO COM BAIXO RISCO PARA QUEM QUER ABRIR UM NOVO NEGÓCIO IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO E QUALIDADE COM RAPIDEZ E BAIXO CUSTO. TAMBÉM PARA A PEQUENA EMPRESA. PROCESSO

Leia mais

Um mercado de oportunidades

Um mercado de oportunidades Um mercado de oportunidades Como grandes, pequenas e médias empresas se comunicam? Quem são os principais interlocutores e como procurá-los? Como desenvolver uma grande campanha e inovar a imagem de uma

Leia mais

A Finep mais abrangente

A Finep mais abrangente _O MOVIMENTO Saiba mais sobre as novas propostas de atuação da Finep, na ENTREVISTA com Glauco Arbix entre outros objetivos, ele quer que a agência seja reconhecida como instituição financeira pelo Banco

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING O Código de Conduta Ética é um instrumento destinado a aperfeiçoar os relacionamentos da organização e elevar o clima de confiança nela existente. Este Código tem

Leia mais

Como Capacitar sua Força de Vendas. Não é Automação. É Pessoal.

Como Capacitar sua Força de Vendas. Não é Automação. É Pessoal. Como Capacitar sua Força de Vendas Não é Automação. É Pessoal. 2 Como capacitar Sua Força de Vendas: Não É Automação. É Pessoal. Como capacitar Sua Força de Vendas Não É Automação. É Pessoal. O digital

Leia mais

Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos.

Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos. Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos. 9.1 Explicações iniciais A avaliação é algo que faz parte de nossas vidas, mesmo antes de nascermos, se não

Leia mais

SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, ATENDIMENTO E VENDAS

SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, ATENDIMENTO E VENDAS SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, A Expertise: ² ² ² ² ² Percebendo as necessidades do mercado, nasceu a Expertise Treinamentos no início de 2016. A união de três profissionais, consultores e palestrantes, com

Leia mais

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza.

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza. PROGRAMA MASTER 72h MASTER 72h Prezado Consultor, Nós da família Hinode preparamos esse material com muito carinho para você, pois temos um sonho de fazer desse mundo, um mundo melhor. Nosso objetivo é

Leia mais

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO 1 PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO Aline Silva SANTOS 1 RGM 088607 Andressa Faustino da SILVA¹ RGM 089712 Diego Dias dos SANTOS¹ RGM 087266 Tatiane Gomes dos SANTOS¹ RGM 089204 Viviane Regina

Leia mais

ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO

ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO 1 ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO CELINA APARECIDA ALMEIDA PEREIRA ABAR Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Brasil abarcaap@pucsp.br - VIRTUAL EDUCA 2003-1 INTRODUÇÃO

Leia mais

RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL

RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL Por quê o lado humano dos negócios está emergindo como uma indispensável vantagem competitiva? Era Industrial Taylor e Fayol Era do Conhecimento Tecnologia

Leia mais

O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político

O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político Jairnilson Paim - define o SUS como um sistema que tem como característica básica o fato de ter sido criado a partir de um movimento

Leia mais

10º Encontro de Higienização e Lavanderia Hospitalar da Região Sul. Gestão de Desempenho Fernando Andreatta Torelly Superintendente Administrativo

10º Encontro de Higienização e Lavanderia Hospitalar da Região Sul. Gestão de Desempenho Fernando Andreatta Torelly Superintendente Administrativo 10º Encontro de Higienização e Lavanderia Hospitalar da Região Sul Gestão de Desempenho Fernando Andreatta Torelly Superintendente Administrativo Perfil do Hospital Hospital Geral Alta complexidade Tecnologia

Leia mais

A evolução da liderança

A evolução da liderança A evolução da liderança De Chefe a Líder Ao longo da história identificamos diferentes tipos de chefes ou líderes. De autoritários, paternalistas, manipuladores, servidores... a verdadeiros líderes. A

Leia mais

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas 10 Minutos sobre práticas de gestão de projetos Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas Destaques Os CEOs de setores que enfrentam mudanças bruscas exigem inovação

Leia mais

Mensagem do presidente

Mensagem do presidente Mensagem do presidente A giroflex-forma está em um novo momento. Renovada, focada em resultados e nas pessoas, ágil e mais competitiva no mercado de assentos e de mobiliário corporativo. Representando

Leia mais

Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing

Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing Gustavo Malavota Módulo Consultoria Diretor de Planejamento Experiência Profissional: SENAC-Rio em 2007 como especialista e coordenador

Leia mais

A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital

A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital Núcleo Interdisciplinar de Estudos Independentes Brayan Christian B. de Oliveira Abril 2012 Introdução

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Atuação estratégica dos departamentos jurídicos Marco Antonio P. Gonçalves A atuação estratégica de departamentos jurídicos é um dos principais temas de interesse dos advogados que

Leia mais

FORMAÇÃO EM COACHING PROFISSIONAL & LÍDER COACH

FORMAÇÃO EM COACHING PROFISSIONAL & LÍDER COACH CHEGOU A HORA DE VOCÊ SE TORNAR UM COACH! CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING 4 ING AGORA, COMO CONSEGUIR É A QUESTÃO! A vida nunca está parada, existe sempre movimento, um fluxo que nos leva na direção

Leia mais

É recomendável ordenar e responder apenas àquelas perguntas que podem efetivamente contribuir para um aprofundamento da análise da organização.

É recomendável ordenar e responder apenas àquelas perguntas que podem efetivamente contribuir para um aprofundamento da análise da organização. Roteiro de Apoio Análise da Sustentabilidade Institucional Antonio Luiz de Paula e Silva alpsilva@fonte.org.br 1 O presente documento apresenta uma série de perguntas para ajudar no levantamento de dados

Leia mais

Maria Rita Gramigna. Procrastinação: deixar para amanhã o que pode ser feito hoje.

Maria Rita Gramigna. Procrastinação: deixar para amanhã o que pode ser feito hoje. Maria Rita Gramigna Procrastinação: deixar para amanhã o que pode ser feito hoje. Que motivos levam as pessoas a adiar ações e decisões em seu cotidiano? No ambiente empresarial, é comum a presença de

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03 RELATÓRIO TÉCNICO CONCLUSIVO

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS.

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS. GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS. BARBOSA, Roger Eduardo 1 Resumo Neste artigo analisaremos como o planejamento estratégico na gestão de pessoas nas

Leia mais

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS INTRODUÇÃO Como vai a qualidade de vida dos colaboradores da sua empresa? Existem investimentos para melhorar o clima organizacional e o bem-estar dos seus funcionários? Ações que promovem a qualidade

Leia mais

Gestão Estratégica de Pessoas

Gestão Estratégica de Pessoas Gestão Estratégica de Pessoas MBA FGV 1 Grandes Decisões sobre Pessoas Fatores que Garantem o Resultado As Tendências e Perspectivas de Gestão de Pessoas em Saúde Gestão de Pessoas e o Balanced Score Card

Leia mais

O Impacto da Automação na Geração de Espelhos de Notas Fiscais no Processo de Logística Reversa da BrasilTelecom Celular

O Impacto da Automação na Geração de Espelhos de Notas Fiscais no Processo de Logística Reversa da BrasilTelecom Celular 53 O Impacto da Automação na Geração de Espelhos de Notas Fiscais no Processo de Logística Reversa da BrasilTelecom Celular José Sérgio Celestino Camargo, Paulo Tadeu Peres Ingracio e Romério de Oliveira

Leia mais

Segredos. 7do Empreendedor de 7SUCESSO

Segredos. 7do Empreendedor de 7SUCESSO 7 Segredos 7 Segredos empreendedor magnético 2015. Empreendedor Magnético www.empreendedormagnetico.com.br Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,

Leia mais

Aprovado na 4ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo 10-12-10 REVISADO NA 3ª RO DO CONSELHO DELIBERATIVO 24-08-12

Aprovado na 4ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo 10-12-10 REVISADO NA 3ª RO DO CONSELHO DELIBERATIVO 24-08-12 Aprovado na 4ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo 10-12-10 REVISADO NA 3ª RO DO CONSELHO DELIBERATIVO 24-08-12 Missão: MISSÃO Administrar os recursos previdenciários com segurança e rentabilidade,

Leia mais

Novos rumos na gestão de

Novos rumos na gestão de pessoas Novos rumos na gestão de A missão da área de Recursos Humanos é atrair, reter e desenvolver talentos. Será que as antigas fórmulas ainda propiciam bons resultados? A crise traz a reboque a reflexão

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS MENSAGEM DO PRESIDENTE O cooperativismo vive seu momento de maior evidência. O Ano Internacional das Cooperativas, instituído

Leia mais

COMECE A TRABALHAR COM A INTERNET

COMECE A TRABALHAR COM A INTERNET COMECE A TRABALHAR COM A INTERNET Comece a trabalhar com a internet Trabalhar na internet se tornou um dos principais focos das pessoas nos dias atuais devido a possibilidade de operar em mercados distintos

Leia mais

Gestão dos Pequenos Negócios

Gestão dos Pequenos Negócios Gestão dos Pequenos Negócios x Rangel Miranda Gerente Regional do Sebrae Porto Velho, RO, 20 de outubro de 2015 A Conjuntura Atual Queda na produção industrial Desemprego Alta dos juros Restrição ao crédito

Leia mais

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Brasília 2012 Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Brasília 2012 Edital SENai SESi de inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES 3 1)

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

POR QUE FAZER ENGENHARIA FÍSICA NO BRASIL? QUEM ESTÁ CURSANDO ENGENHARIA FÍSICA NA UFSCAR?

POR QUE FAZER ENGENHARIA FÍSICA NO BRASIL? QUEM ESTÁ CURSANDO ENGENHARIA FÍSICA NA UFSCAR? POR QUE FAZER ENGENHARIA FÍSICA NO BRASIL? QUEM ESTÁ CURSANDO ENGENHARIA FÍSICA NA UFSCAR? Póvoa, J. M, Ducinei Garcia Departamento de Física - Universidade Federal de São Carlos Via Washington Luiz, Km

Leia mais

Pesquisa sobre: Panorama da Gestão de Estoques

Pesquisa sobre: Panorama da Gestão de Estoques Pesquisa sobre: Panorama da Gestão de Estoques Uma boa gestão de estoques comprova sua importância independente do segmento em questão. Seja ele comércio, indústria ou serviços, o profissional que gerencia

Leia mais

Hermes Chipp Diretor Geral do ONS

Hermes Chipp Diretor Geral do ONS Nossa vida é feita de escolhas. Seja no âmbito pessoal ou profissional, a cada dia escolhemos caminhos a trilhar. A ética deve ser a premissa básica para pautar as nossas opções cotidianas. O ONS, desde

Leia mais

SEGURANÇA HOSPITALAR

SEGURANÇA HOSPITALAR SEGURANÇA HOSPITALAR Brasil, abril 2014. ESTUDO CONCEITUAL. Depois da leitura de muitos artigos sobre o tema de Segurança do Paciente e perceber o viés técnico das posições, gostaríamos de mostrar um modelo

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 2/11 Sumário 1. Conceito... 3 2. Objetivo... 3 3. Áreas de aplicação... 3 4. Diretrizes... 4 4.1 Princípios... 4 4.2 Estratégia de e Responsabilidade

Leia mais

Código de Ética, Valores e Conduta

Código de Ética, Valores e Conduta 2008 Código de Ética, Valores e Conduta Desenvolvimento Humano VJ SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA 12/11/2008 Código de Ética Nossa Missão Ser a maior, melhor e mais lucrativa empresa de prestação de serviços

Leia mais

E-book Grátis Como vender mais?

E-book Grátis Como vender mais? E-book Grátis Como vender mais? Emissão: 27/01/2015 Responsável: Luiz Carlos Becker Filho Cargo: Diretor Executivo E-book Grátis Como vender mais? Esse conteúdo pode realmente lhe ajudar: Premissas: Olá,

Leia mais

Indicadores e metricas na gestao de RH

Indicadores e metricas na gestao de RH www.pwc.com Indicadores e metricas na gestao de RH Novembro de 2015 Sejam bem-vindos! 2 Sobre a 3 People & Organization Consulting Soluções inovadoras para negócios em constante transformação http://www.pwc.com.br/

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

SUMÁRIO O QUE É COACH? 2

SUMÁRIO O QUE É COACH? 2 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 O COACHING...4 ORIGENS...5 DEFINIÇÕES DE COACHING...6 TERMOS ESPECÍFICOS E SUAS DEFINIÇÕES...7 O QUE FAZ UM COACH?...8 NICHOS DE ATUAÇÃO DO COACHING...9 OBJETIVOS DO COACHING...10

Leia mais

Política de Responsabilidade Corporativa

Política de Responsabilidade Corporativa Política de Responsabilidade Corporativa Índice 1. Introdução...04 2. Área de aplicação...04 3. Compromissos e princípios de atuação...04 3.1. Excelência no serviço...05 3.2. Compromisso com os resultados...05

Leia mais

TIPOS DE REUNIÕES. Mariangela de Paiva Oliveira. mariangela@fonte.org.br. As pessoas se encontram em diferentes âmbitos:

TIPOS DE REUNIÕES. Mariangela de Paiva Oliveira. mariangela@fonte.org.br. As pessoas se encontram em diferentes âmbitos: TIPOS DE REUNIÕES Mariangela de Paiva Oliveira mariangela@fonte.org.br As pessoas se encontram em diferentes âmbitos: no âmbito do pensar: quando acontece uma troca de idéias, opiniões ou informações;

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO CÓDIGO DE ÉTICA DA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO 0 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 2 2 - ABRANGÊNCIA... 2 3 - PRINCÍPIOS GERAIS... 2 4 - INTEGRIDADE PROFISSIONAL E PESSOAL... 3 5 - RELAÇÕES COM

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Estrutura do Código de Ética e Conduta 1. Introdução pág. 03 2. Mensagem da Diretoria pág. 04 3. Relações no Ambiente de Trabalho pág. 05 4. Relacionamento Externo pág. 07 5.

Leia mais

GUIA DE BOAS PRÁTICAS

GUIA DE BOAS PRÁTICAS GUIA DE BOAS PRÁTICAS A RODADA DE NEGÓCIOS A RODADA DE NEGÓCIOS É UM EVENTO EMPRESARIAL ORGANIZADO PARA PROMOVER NEGÓCIOS E PARCERIAS. Em um mesmo local estão empresas convidadas com interesse em comprar,

Leia mais

PRINCÍPIOS CORPORATIVOS

PRINCÍPIOS CORPORATIVOS PRINCÍPIOS CORPORATIVOS Os princípios corporativos do grupo Witzenmann Witzenmann GmbH Östliche Karl-Friedrich-Str. 134 75175 Pforzheim Telefone +49 7231 581-0 Fax +49 7231 581-820 wi@witzenmann.com www.witzenmann.de

Leia mais

Texto para discussão. Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG

Texto para discussão. Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG 1 Introdução Texto para discussão Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG Como resultado da coleta de subsídios para aperfeiçoamento da gestão da carreira de Especialista em Políticas

Leia mais

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br .:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Definições Treinamento e Qualificação: não dependem de políticas de Educação Corporativa,

Leia mais

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS RECIFE DEZ/2014 ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS Artigo científico apresentado em

Leia mais

Sig.rh Gestão de Recursos Humanos

Sig.rh Gestão de Recursos Humanos Gestão de Recursos Humanos Quem somos Sig.rh gestão de recursos humanos Uma empresa nova e inovadora na apresentação de soluções diferenciadas nas áreas de gestão e desenvolvimento do Capital Humano OUTSOURCING

Leia mais

Educação Corporativa Manual de Integração

Educação Corporativa Manual de Integração 1 Educação Corporativa Manual de Integração BEM VINDO 2 Parabéns você acaba de ingressar no time de colaboradores TÉCNICA. Leia este Manual com muita atenção. Após a sua leitura, tire todas as suas dúvidas

Leia mais

Despertamos o Potencial escondido e Transformamos em Resultados!

Despertamos o Potencial escondido e Transformamos em Resultados! Despertamos o Potencial escondido e Transformamos em Resultados! Empresa Diferenciais A MB Soluções nasceu com propósito de desenvolver Pessoas, no âmbito Profissional e Pessoal. Atuamos no desenvolvimento

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO Orientador Empresarial Microempreendedor Individual-Formalização-Setor de Serviços-Crescimento SETOR DE SERVIÇOS É CAMPEÃO EM

Leia mais

Cenário positivo. Construção e Negócios - São Paulo/SP - REVISTA - 03/05/2012-19:49:37. Texto: Lucas Rizzi

Cenário positivo. Construção e Negócios - São Paulo/SP - REVISTA - 03/05/2012-19:49:37. Texto: Lucas Rizzi Cenário positivo Construção e Negócios - São Paulo/SP - REVISTA - 03/05/2012-19:49:37 Texto: Lucas Rizzi Crescimento econômico, redução da pobreza, renda em expansão e dois grandes eventos esportivos vindo

Leia mais

7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso

7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso 7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso Saiba como colocar o PINS em prática no agronegócio e explore suas melhores opções de atuação em rede. Quando uma empresa

Leia mais

5 Conclusão. FIGURA 3 Dimensões relativas aos aspectos que inibem ou facilitam a manifestação do intraempreendedorismo. Fonte: Elaborada pelo autor.

5 Conclusão. FIGURA 3 Dimensões relativas aos aspectos que inibem ou facilitam a manifestação do intraempreendedorismo. Fonte: Elaborada pelo autor. 5 Conclusão Este estudo teve como objetivo a análise dos diversos fatores que influenciam tanto de maneira positiva quanto negativa no exercício do papel dos gerentes e também dos elementos que facilitam

Leia mais

ESTUDO DE PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA EMPRESA PETROLEO BRASILEIRO S.A. COM ÊNFASE EM RELAÇÕES COM INVESTIDORES

ESTUDO DE PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA EMPRESA PETROLEO BRASILEIRO S.A. COM ÊNFASE EM RELAÇÕES COM INVESTIDORES CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ESTUDO DE PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA EMPRESA PETROLEO BRASILEIRO S.A. COM ÊNFASE EM RELAÇÕES COM

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília AVALIAÇÃO DA ADOÇÃO DE BPM NO BRASIL: ERROS, APRENDIZADOS E BOAS PRÁTICAS Leandro Jesus INVESTIR EM PROCESSOS:

Leia mais

Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos

Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos I-Organização da Administração Pública A vida da sociedade organizada pressupõe uma organização racional do trabalho, constituída de uma hierarquia

Leia mais

Confederação Nacional da Indústria. - Manual de Sobrevivência na Crise -

Confederação Nacional da Indústria. - Manual de Sobrevivência na Crise - RECOMENDAÇÕES PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS - Manual de Sobrevivência na Crise - Janeiro de 1998 RECOMENDAÇÕES PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS - Manual de Sobrevivência na Crise - As empresas, principalmente

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

ECONÔMICAS E PROFISSIONAIS

ECONÔMICAS E PROFISSIONAIS MAPA DE PERSPECTIVAS ECONÔMICAS E PROFISSIONAIS 2016 Worldwide leaders in specialist recruitment ÍNDICE EDITORIAL METODOLOGIA DA INVESTIGAÇÃO PERFIL DOS ENTREVISTADOS O CENÁRIO MACROECONÔMICO INVESTIMENTO

Leia mais

Medindo a Produtividade do Desenvolvimento de Aplicativos

Medindo a Produtividade do Desenvolvimento de Aplicativos Medindo a Produtividade do Desenvolvimento de Aplicativos Por Allan J. Albrecht Proc. Joint SHARE/GUIDE/IBM Application Development Symposium (October, 1979), 83-92 IBM Corporation, White Plains, New York

Leia mais

Unidade III ORIENTAÇÃO E PRÁTICA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO EM AMBIENTES ESCOLARES E NÃO ESCOLARES. Prof. Tarciso Oliveira

Unidade III ORIENTAÇÃO E PRÁTICA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO EM AMBIENTES ESCOLARES E NÃO ESCOLARES. Prof. Tarciso Oliveira Unidade III ORIENTAÇÃO E PRÁTICA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO EM AMBIENTES ESCOLARES E NÃO ESCOLARES Prof. Tarciso Oliveira 7. A gestão da educação em ambientes não escolares A pedagogia como ciência da educação

Leia mais

Ajudando você a fazer a diferença!

Ajudando você a fazer a diferença! Diretores da Lannes Consulting Luciano Lannes Consultor Organizacional e Palestrante com foco no Trabalho em Equipe e o processo de aprendizagem organizacional, visa o desenvolvimento empresarial e a educação

Leia mais

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda.

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Resumo Com a globalização e os avanços tecnológicos, as empresas estão operando num ambiente altamente competitivo e dinâmico. As organizações que quiserem

Leia mais

Dicas para Liderar com alta performance

Dicas para Liderar com alta performance Walbron Siqueira 5 Dicas para Liderar com alta performance Faça da melhoria contínua um hábito e seja o protagonista de sua carreira Sobre o autor Walbron Siqueira é bancário, especialista em gestão de

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 5: ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 5.1 Conceito de ARH Sem as pessoas e sem as organizações não haveria ARH (Administração de Recursos Humanos). A administração de pessoas

Leia mais

A importância dos. RECURSOS HUMANOS na empresa moderna

A importância dos. RECURSOS HUMANOS na empresa moderna A importância dos RECURSOS HUMANOS na empresa moderna Organizações: cenário atual Empresas vêm passando por impactos revolucionários: Dimensão globalizada Aumento da competitividade Mudanças constantes

Leia mais

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL JANEIRO DE

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL JANEIRO DE PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL JANEIRO DE 2013 Temos lido e ouvido muitos comentários nos últimos dias sobre o processo de formação de Atletas no Brasil, emitidas

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O especialista em inovação Bruno Moreira analisa as dificuldades que impedem um maior nível de colaboração por parte das empresas brasileiras

Leia mais

FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA

FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA Toyota do Brasil Pós-venda Capítulo 1 - O que o Cliente espera do Serviço de Pós-Venda Capítulo 2 - A Filosofia do Serviço de Pós-Venda Toyota Definindo a Filosofia

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. Espero que faça um bom proveito do conteúdo e que, de alguma forma, este e-book facilite a sua decisão de adquirir um planejamento.

1. INTRODUÇÃO. Espero que faça um bom proveito do conteúdo e que, de alguma forma, este e-book facilite a sua decisão de adquirir um planejamento. 1. INTRODUÇÃO Muitas pessoas ficam em dúvida sobre o que considerar na hora de contratar um planejamento de estudos. Esta é uma dificuldade aceitável, tendo em vista que existem opções no mercado que não

Leia mais

soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos

soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos O quadro do modelo de negócios O Business Model Canvas (Quadro do Modelo de Negócios)

Leia mais

Análise SWOT seguindo a metodologia do BMG

Análise SWOT seguindo a metodologia do BMG Análise SWOT seguindo a metodologia do BMG Análise SWOT (abreviatura das palavras em inglês Strong, Weakness, Opportunities e Threats) é uma análise ambiental que consiste em levantar pontos internos e

Leia mais

JORNADA DE COMPRA. O que é e sua importância para a estratégia de Marketing Digital VECTOR

JORNADA DE COMPRA. O que é e sua importância para a estratégia de Marketing Digital VECTOR O que é e sua importância para a estratégia de Marketing Digital 1 2 3 4 Já falamos muitas vezes sobre produção de conteúdo ser a base de uma estratégia de marketing digital de resultados para a sua empresa.

Leia mais

As principais competências que farão a diferença para os líderes 2016-17. KM Coaching Desenvolvendo Performance para Aumento de Resultados

As principais competências que farão a diferença para os líderes 2016-17. KM Coaching Desenvolvendo Performance para Aumento de Resultados As principais competências que farão a diferença para os líderes 2016-17 KM Coaching Desenvolvendo Performance para Aumento de Resultados Katya Mangili Atua como Coach de Carreira e Liderança. É sócia

Leia mais

[Re]Descobrindo a Matriz Nine Box

[Re]Descobrindo a Matriz Nine Box [Re]Descobrindo a Matriz Nine Box Como essa ferramenta pode ajudar na Gestão de Pessoas Rogerio Leme rogerio@lemeconsultoria.com.br rogeriolemeoficial Rogerio Leme Diretor de Estudos de Desenvolvimento

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O empreendedor Gustavo Caetano discute oportunidades e desafios para start-ups inovadoras no Brasil. Gustavo Caetano é presidente da Samba

Leia mais

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO Fevereiro 2016 A MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO O que mais incomoda no discurso/posição que a mulher

Leia mais

3ª Pesquisa. 3ª Pesquisa. IOB SPED NF-e. Mais informações sobre SPED e NF-e, acesse www.iobsolucoes.com.br www.iobsolucoes.com.

3ª Pesquisa. 3ª Pesquisa. IOB SPED NF-e. Mais informações sobre SPED e NF-e, acesse www.iobsolucoes.com.br www.iobsolucoes.com. 3ª Pesquisa /iobprimeo 1 A PESQUISA Estamos acompanhando o projeto SPED desde seu início, e sabemos que a crença de várias empresas quanto à adequação a esse sistema era de que poderia não perdurar. Entretanto,

Leia mais

REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011

REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011 REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011 AS EMPRESAS Mapa Estratégico Menos níveis hierárquicos Foco no Cliente Novas Lideranças Gestão por processos O RH parceiro da estratégia Terceirizações Foco no core

Leia mais

1) Nome do Projeto Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos do Município de Vitória

1) Nome do Projeto Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos do Município de Vitória 1) Nome do Projeto Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos do Município de Vitória 2) Caracterização da Situação Anterior O Plano de Cargos e Carreira é um estímulo para o servidor. O último plano de Cargos,

Leia mais