SIPTEST System Intelligent Process Testing. Frameworks de Gestão de Serviços de Testes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SIPTEST System Intelligent Process Testing. Frameworks de Gestão de Serviços de Testes"

Transcrição

1 SIPTEST System Intelligent Process Testing. Frameworks de Gestão de Serviços de Testes SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 9

2 Índice 1 Introdução Objetivo do documento Contexto Estrutura do documento Gestão de serviços externos Serviços de teste externo Escolha do fornecedor do serviço Frameworks de gestão de serviços Frameworks de gestão de serviços de testes Referências... 7 Link Consulting,SA Pág. 1 de 9

3 1 Introdução 1.1 Objetivo do documento Este documento apresenta o resultado da pesquisa efetuada sobre frameworks de gestão de serviços de teste, no âmbito do projeto SIPTEST. Descreve-se gestão de serviços no contexto de engenharia de software, mostra-se a utilidade de frameworks de gestão de serviços e apresentam-se serviços de testes externos e as suas vantagens e desvantagens. 1.2 Contexto O teste de socware é um processo u=lizado para iden=ficar a exa=dão, completude e qualidade do produto de socware desenvolvido. Existem diferentes =pos de testes de socware que podem ser aplicados nas diversas fases do desenvolvimento para aumentar a confiança na qualidade de uma aplicação de socware, por exemplo, testes de compa=bilidade, testes de conformidade, testes funcionais, testes de regressão, testes unitários, testes de desempenho, testes de carga/stress [1, 2]. SERVICE-LEVEL AGREEMENTS De maneira a desenvolver corretamente testes, i.e. desenvolver testes que se adequem ao produto a testar, podem ser criados Service-level Agreements (SLAs) entre o prestador de serviço e o cliente. O seu objetivo é estabelecer condições de limite de funcionamento do produto para encaminhar a construção de testes para condições reais de um ambiente de produção. Mais concretamente, SLAs podem ser definidos como requisitos em forma de valores mínimos usados, tipicamente, como base para testes de carga e desempenho. O seu uso é também associado a contratos efetuados com clientes, aparecendo como forma de requisitos mínimos que o cliente pode esperar por parte de um fornecedor de serviços [3]. SERVIÇOS DE GESTÃO DE TESTES Compilar a informação necessária a par=r de SLAs, criar e evoluir cenários de teste e assegurar a qualidade de um produto pode ser uma tarefa que exija uma equipa específica, independente da equipa de desenvolvimento de maneira a produzir relatórios de erro imparciais e construtivos. Neste sentido, serviços externos de gestão de testes podem reduzir os custos da empresa desenvolvedora de software, ajudar a melhorar a organização das equipas de desenvolvimento, reduzir a carga de trabalho de desenvolvedores e aumentar a produtividade (por competitividade e incentivos) nas equipas de desenvolvimento [4]. Adicionalmente, de maneira a tornar mais transparente a comunicação entre uma empresa e um serviço de gestão de testes externo, existem frameworks de gestão de serviços de teste. Link Consulting,SA Pág. 2 de 9

4 1.3 Estrutura do documento A secção 2 deste documento apresenta o tópico de gestão de serviços no geral, detalhando as suas vantagens e desvantagens, com particular ênfase em gestão de serviços de teste de software. A secção 3 deste documento apresenta o fluxo de funcionamento e as vantagens do uso de frameworks de gestão de serviços de teste. Ainda, nesta secção, são apresentados alguns exemplos do mesmo. Finalmente, a última secção apresenta um conjunto de referências recolhidas para elaboração deste relatório, entre outras consideradas como leitura potencialmente relevante. Link Consulting,SA Pág. 3 de 9

5 2 Gestão de serviços externos A gestão de serviços pode ser vista como uma consequência da industrialização das tecnologias de informação de hoje em dia, podendo reduzir significativamente os custos e aumentar a qualidade de um produto. Estas consequências são maioritariamente atribuídas à divisão de trabalho e à especialização dos trabalhadores, fornecedores do serviço. Empresas que requerem este tipo de serviço tipicamente detêm um certo nível de maturidade como empresa e procuram uma maior abstração e modularização dos seus serviços através da estandardização e automação dos mesmos [6]. 2.1 Serviços de teste externo Os erros encontrados em produtos finais ou os problemas nos serviços prestados são cada vez mais inadmissíveis. O teste de software recorre normalmente a pessoas qualificadas e especializadas, cujos recursos gastos para treino e especialização podem não compensar o investimento em equipas de teste internas. Neste cenário, a contratação de um serviço independente, autónomo e confidencial de gestão de testes pode ser uma via para uma correta análise e teste de uma aplicação [7, 8]. Sumariamente, as vantagens do outsource de testes de software são [9, 10]: Rápida análise, criação e execução de casos de uso e testes: por serem efetuados em paralelo do desenvolvimento, além de serem parcialmente independentes da implementação e imparciais; Maior qualidade: ambas as empresas (as que requerem e as que fornecem serviços de teste) estarão motivadas a dar o seu melhor e obter os melhores resultados, o que pode ser traduzido numa redução de erros na fase da implementação e uma maior eficácia na sua deteção por parte dos testadores; Redução nos custos: quer na contratação de serviços prestados (por não ser necessário treinar ou manter especialistas em testes), quer na fase de manutenção da aplicação e satisfação do cliente resultando num aumento da reputação da empresa responsável pela criação do software. No entanto, nem todos os testes devem ser feitos através de outsourcing, ou através do mesmo serviço ou empresa de testes. Devem ser considerados antes alguns aspetos tanto da natureza da aplicação como da intenção dos testes da mesma. A Ttulo de exemplo [11]: Se a intenção for testar atualizações a uma versão estável de um produto, a solução poderá passar por outsourcing de testes. Se, no entanto, se tratar de um refactoring ou de uma fase inicial de desenvolvimento, os testadores podem acabar por não fazer uma cobertura de código completa, por estarem preocupados em detetar erros menos específicos; O tipo de testes a efetuar deve influenciar o tipo de serviço e empresa contratada para efetuar o teste pois uma empresa pode contar com melhores especialistas em certos tipos de teste. Neste cenário, dever-se-á também ponderar a complexidade do teste pois poderá compensar realizar alguns dos testes internamente (como indicado no ponto anterior). Link Consulting,SA Pág. 4 de 9

6 Em conclusão, a contratação de serviços de testes externos não dispensa o teste de software a nível interno. Esta pode, portanto, ser vista como uma solução de otimização para que um produto atinja um nível de qualidade, maturidade e confiança mais elevado. 2.2 Escolha do fornecedor do serviço Quando a opção é contratar um serviço de testes, há que ter alguns cuidados a analisar e escolher aquele que poderá fornecer o melhor serviço. Neste contexto, há que considerar os seguintes fatores [11]: Experiência prévia nos tipos de teste requeridos pela aplicação; A lista de clientes atuais (a ter em consideração tanto em volume como em reputação individual dos mesmos); Informação sobre os principais órgãos e técnicos ao dispor da empresa (mais especificamente aqueles que poderão ser destacados para o projeto); Existência/qualidade do processo de testes interno da empresa e do feedback aquando da preparação, criação e execução dos testes. Uma boa gestão de serviços externos requer que o parceiro de testes seja escolhido minuciosamente e que sejam feitas monitorizações e avaliações constantes ao progresso dos testes. Link Consulting,SA Pág. 5 de 9

7 3 Frameworks de gestão de serviços A comunicação entre a empresa requerente e a empresa fornecedora do serviço deve ser tida em conta aquando da elaboração da parceria. Uma má ou ineficiente comunicação pode levar a atrasos e/ou incumprimentos de funções de ambas as partes. De maneira a otimizar esta comunicação e disponibilizar a ambas as empresas os meios de teste e reporting essenciais, podem ser usadas frameworks de gestão destas soluções [11, 18]. Estas frameworks podem então servir como interfaces de comunicação estandardizada, evitando meios de comunicação menos eficientes para este tipo de tarefas rotineiras e recursivas como, por exemplo, s [18]. Exemplos de linhas orientadoras para este tipo de ferramentas são: Acesso e alojamento seguro de informação de maneira a não disponibilizar informação sensível a pessoas não autorizadas; Implementação de um sistema de cargos para membros de ambas as empresas de maneira a facilitar a validação dos objetivos de trabalho; Rápida comunicação entre membros da empresa fornecedora e requerente do serviço; Elaboração, representação e gestão ágeis de processos e os seus agentes; Geração de relatórios deve ser acessível de maneira transparente e ser validado pela empresa requerente do serviço; Finalmente, deve também conter geração automá=ca de relatórios, quando possível Neste sentido, são apresentadas algumas ferramentas de gestão de serviços: Service Management Framework (SMF); Integrated Service Management (ISM); Information Technology Infrastructure Library (ITIL). 3.1 Frameworks de gestão de serviços de testes Isto também se verifica para a gestão de serviços específicos, como a gestão de serviços de testes. Por exemplo, quando um build não está preparado para ser testado ou não é facilmente acessível à empresa de testes, isto cria um boleneck que impede a execução dos testes. Desta maneira, uma ferramenta de gestão de serviços de teste deve, além de assentar nos princípios descritos anteriormente para uma boa ferramenta de gestão de serviços, conter funcionalidades que permitam uma boa comunicação entre desenvolvedores e testadores. Neste sen=do, são apresentadas de seguida algumas linhas orientadoras específicas para ferramentas de gestão de serviços de teste: Uma framework deve proporcionar gestão de builds; Esta deve incluir um sistema capaz de indicar possíveis módulos e/ou integrações entre módulos com maior risco de falhas; Os builds devem ser pré-testados com scripts automáticos para garantir cada build pode ser revisto pela equipa de testadores. Link Consulting,SA Pág. 6 de 9

8 4 Referências [1] Myers, G., Sandler, C.: The art of socware Testing. (2004). [2] Weyuker, E.: Testing component-based socware: A cau=onary tale. SoCware, IEEE (1998). [3] Testing Performance: Service Level Agreements, Outubro 2012, [4] Bug Huntress: Benefits of Independent Testing, Outubro 2012, [5] SQS Grouo, Outubro 2012, [6] Daniel Simon, Frank Simon: Managed Testing Service, SQS SoCware Quality Systems White Paper, Novembro 2011, [7] Silvio Moser: Outsourced Testing Friend or Foe?, Method and Tools, 2008, [8] Measuring Defect Poten=als And Defect Removal Efficiency, Capers Jones, SoCware Produc=vity Research, LLC [9] The Benefits of Outsourced Testing, Outubro 2012, [10] Optisol Business: Testing outsourcing services, Outubro 2012, testing-outsourcing-services [11] The Benefits of Outsourced Testing, Outubro 2012, [12] NMQA intelligent Testing, Outubro 2012, [13] Outsource2India: Outsource SoCware Testing Services to Outsource2india, Outubro 2012, [14] MassQA: Advantages of Outsourcing Testing services, Outubro 2012, [15] Accenture: Applica=on Testing: Services Overview, Outubro 2012, Pages/service-applica=on-Testing-overview.aspx [16] Shriv ComMedia Solu=on: SoCware Testing, Outubro 2012, [17] OnShore Outsourcing: Servies Testing Services, Outubro 2012, [18] A Framework of Testing as a Service, Lian Yu, International Conference on Management and Service Science, MASS '09. [19] Virtusa: Ensure software quality with Testing outsourcing, Outubro 2012, [20] Marcel de Gois Pinto: Gestão de Serviços, Universidade federal do Vale de São Francisco, 2008, [21] NHS Institute for Inovation and Improvement: Manageing Services Comparative Framework, Outubro 2012, [22] NHS Leadership Academy: Managing Services Examples in Prac=ce, Outubro 2012, [23] IT Governance: IT Management Frameworks, Outubro 2012, [24] Deborah L. Kellogg, Winter Nie: A framework for strategic service management, Journal of Operations Management, p , Dezembro 1995 [25] Nascio: IT Management Frameworks: A Founda=on for Success, Agosto 2005, [26] Service Management 101: Uniersal Service Management, Outubro 2012, Link Consulting,SA Pág. 7 de 9

9 [27] Frameworks for Informa=on Management, Outubro 2012, [28] ITSM Portal: IT Management The threefold IT Management model, Setembro 2006, [29] ITSM Portal: ISM Integrated service Management, Setembro 2006, [30] SAP Community Network: Service Management Framework, Outubro 2012, Link Consulting,SA Pág. 8 de 9

SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes funcionais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes funcionais SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes funcionais SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 8 Índice 1 Introdução... 2 2 SLAs a aplicar

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Abordagens de teste para metodologias de desenvolvimento específicas.

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Abordagens de teste para metodologias de desenvolvimento específicas. SIPTEST System Intelligent Process Testing. Abordagens de teste para metodologias de desenvolvimento específicas. SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 8 Índice 1 Introdução...

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estudo Comparativo de Ferramentas de Teste.

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estudo Comparativo de Ferramentas de Teste. SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estudo Comparativo de Ferramentas de Teste. SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 7 Índice 1 Introdução... 2 1.1 Objectivo do documento...

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Metodologias e boas práticas de testes de carga, stress e desempenho

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Metodologias e boas práticas de testes de carga, stress e desempenho SIPTEST System Intelligent Process Testing. Metodologias e boas práticas de testes de carga, stress e desempenho SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 9 Índice 1 Introdução...

Leia mais

ITIL. Conteúdo. 1. Introdução. 2. Suporte de Serviços. 3. Entrega de Serviços. 4. CobIT X ITIL. 5. Considerações Finais

ITIL. Conteúdo. 1. Introdução. 2. Suporte de Serviços. 3. Entrega de Serviços. 4. CobIT X ITIL. 5. Considerações Finais ITIL Conteúdo 1. Introdução 2. Suporte de Serviços 3. Entrega de Serviços 4. CobIT X ITIL 5. Considerações Finais Introdução Introdução Information Technology Infrastructure Library O ITIL foi desenvolvido,

Leia mais

Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua Multiplataforma para Java e.net. Hudson

Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua Multiplataforma para Java e.net. Hudson QUALIDADE Simpósio Brasileiro de Qualidade de Software - SBQS Instituto Nokia de Tecnologia Unit Test Sucess Bug INdT Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes de carga e desempenho

SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes de carga e desempenho SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes de carga e desempenho SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 8 Índice 1 Introdução... 2 1.1 Objetivo

Leia mais

ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA

ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA ITIL - Livros Estratégia de Serviços (Service Strategy): Esse livro

Leia mais

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI Pólo de Competitividade das Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica TICE.PT PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços

Leia mais

Processos Técnicos - Aulas 1 a 3

Processos Técnicos - Aulas 1 a 3 Gerenciamento de Serviços de TI Processos Técnicos - Aulas 1 a 3 A Informática, ou Tecnologia da Informação, antigamente era vista como apenas mais um departamento, como um apoio à empresa. Hoje, qualquer

Leia mais

Curso Fundamentos de Gerenciamento de Serviços de TI baseado no ITIL V3

Curso Fundamentos de Gerenciamento de Serviços de TI baseado no ITIL V3 Curso Fundamentos de Gerenciamento de Serviços de TI baseado no ITIL V3 Todos nossos cursos são preparados por profissionais certificados e reconhecidos no mercado de Gerenciamento de Serviços de TI. Os

Leia mais

Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender gerenciamento de riscos.

Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender gerenciamento de riscos. ITIL V3 Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender o gerenciamento de riscos. Porquê Governança? Porque suas ações e seus requisitos

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Meta Modelo da Base de Conhecimento

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Meta Modelo da Base de Conhecimento SIPTEST System Intelligent Process Testing. Meta Modelo da Base de Conhecimento SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 8 Índice 1 Introdução... 2 2 Meta modelo... 3 2.1 SQA -

Leia mais

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK A Norma ISO/IEC 20000:2011 Information technology Service management Part 1: Service management system requirements é uma Norma de Qualidade que

Leia mais

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

Resumo Apresentação : Orador

Resumo Apresentação : Orador Resumo Apresentação : Orador Formador Rumos Consultor ITSM desde 2006 ITIL v2/v3 ISO 20000 ISO / IEC 27001/2 Certificação ITIL Foundation Certificação ITIL Expert Certificação Cisco CCNA 6 Anos de Experiencia

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Curso de Desenvolvimento de Software Prof. Alessandro J de Souza ajdsouza@cefetrn.br 1 Rational Unified Process RUP Fase Construção 2 VISÃO GERAL Fase Construção. Visão Geral 3

Leia mais

Curso ITIL Foundation. Introdução a ITIL. ITIL Introduction. Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot.

Curso ITIL Foundation. Introdução a ITIL. ITIL Introduction. Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot. Curso ITIL Foundation Introdução a ITIL ITIL Introduction Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot.com Agenda Definição / Histórico Escopo Objetivos Benefícios e Problemas

Leia mais

Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3.

Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3. Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3. Dentro do enfoque geral em conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições de Governança de TI - Tecnologia da Informação, bem como

Leia mais

Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI

Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI Adriano Olimpio Tonelli Redes & Cia 1. Introdução A crescente dependência entre os negócios das organizações e a TI e o conseqüente aumento

Leia mais

System Quality Assurance

System Quality Assurance System Quality Assurance Visão Reduzir os custos inerentes à existência de defeitos em produção, em sistemas de alta complexidade funcional e de elevada heterogeneidade tecnológica, através de um conjunto

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estado da arte na prática de testes tendo como referência o CMMI

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estado da arte na prática de testes tendo como referência o CMMI SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estado da arte na prática de testes tendo como referência o CMMI SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 10 Índice 1 Introdução...

Leia mais

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO ITIL V3 1.1. Introdução ao gerenciamento de serviços. Devemos ressaltar que nos últimos anos, muitos profissionais da

Leia mais

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

Plataforma integrada para testes em arquitecturas orientadas a serviços

Plataforma integrada para testes em arquitecturas orientadas a serviços Plataforma integrada para testes em arquitecturas orientadas a serviços Índice Introdução... 2 A solução... 2 Plataforma Integrada (principais características)... 4 Eliminar limitações à execução de testes

Leia mais

Workshop. Maturidade da Governação e Gestão de TI em Portugal. Inquérito Nacional 2011. Mário Lavado itsmf Portugal 11-10-2011

Workshop. Maturidade da Governação e Gestão de TI em Portugal. Inquérito Nacional 2011. Mário Lavado itsmf Portugal 11-10-2011 Workshop Maturidade da Governação e Gestão de TI em Portugal Inquérito Nacional 2011 Mário Lavado itsmf Portugal 11-10-2011 Agenda Apresentação dos resultados do estudo de maturidade do ITSM & ITGovervance

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS

INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS Cilene Loisa Assmann (UNISC) cilenea@unisc.br Este estudo de caso tem como objetivo trazer a experiência de implantação

Leia mais

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 Conhecimento em Tecnologia da Informação Alinhamento Estratégico A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 2010 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

Sobre a Prime Control

Sobre a Prime Control Sobre a Prime Control A Prime Control é um Centro de Excelência em Qualidade de Software. Nossa missão é desenvolver, aperfeiçoar e realizar serviços de testes de software inovadores que agregam valor

Leia mais

Retorno do Investimento em Testes Software

Retorno do Investimento em Testes Software Retorno do Investimento em Testes Software Rui Ribeiro Santos Av. Conde de Valbom, 30 8º 1050-068 Lisboa PORTUGAL Telef: +351 213 510 540 Fax: +351 213 510 549 Email: rui.santos@wintrust-intl.com URL:

Leia mais

ITIL - Information Technology Infraestructure Library

ITIL - Information Technology Infraestructure Library ITIL Biblioteca de infra estrutura de TI (do Inglês, Information Technology Infraestructure Library) e ISO/IEC 20.000 ITIL - Information Technology Infraestructure Library Foi criado no fim dos anos 80

Leia mais

Teste de software. Definição

Teste de software. Definição Definição O teste é destinado a mostrar que um programa faz o que é proposto a fazer e para descobrir os defeitos do programa antes do uso. Quando se testa o software, o programa é executado usando dados

Leia mais

Simulado ITIL V3 Português Sicoob

Simulado ITIL V3 Português Sicoob Simulado ITIL V3 Português Sicoob Dezembro 2009 1 de 40 A Implementação do Gerenciamento de Serviços Baseados na ITIL requer preparação e planejamento do uso eficaz e eficiente de quais dos seguintes?

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

Vectra Aumenta Disponibilidade de Ambientes Completos de TI com Soluções CA Technologies

Vectra Aumenta Disponibilidade de Ambientes Completos de TI com Soluções CA Technologies CUSTOMER SUCCESS STORY OUTUBRO 2014 Vectra Aumenta Disponibilida Ambientes Completos TI com Soluções Technologies PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços TI Companhia: Vectra Consultoria e Serviços Empregados:

Leia mais

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Análise de Maturidade de Governança

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

ITIL (INFORMATION TECHNOLOGY INFRASTRUCTURE LIBRARY)

ITIL (INFORMATION TECHNOLOGY INFRASTRUCTURE LIBRARY) Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística INE Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Projetos I Professor: Renato Cislaghi Aluno: Fausto Vetter Orientadora: Maria

Leia mais

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelos de gerência CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelo de maturidade: CMM CMM (Capability Maturity Model) é um modelo subdividido em 5 estágios

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TIC. ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3

Gerenciamento de Serviços de TIC. ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3 Gerenciamento de Serviços de TIC ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3 Agenda O que é serviço de TIC? O que é Qualidade de Serviços de TIC? O que é Gerenciamento de Serviços de TIC? ISO IEC/20.000-2005 ITIL versão

Leia mais

Grupo de Estudos ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Rodrigo Pementa, ITIL Certified Daniel Andrade, ITIL Certified

Grupo de Estudos ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Rodrigo Pementa, ITIL Certified Daniel Andrade, ITIL Certified Grupo de Estudos ITIL Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Rodrigo Pementa, ITIL Certified Daniel Andrade, ITIL Certified Desafios das Organizações de TI Participar na solução dos problemas de negócio;

Leia mais

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Engenharia de Negócios 1 Agenda 1 Sobre a TIVIT 2 IT Outsourcing 3 Parceria TIVIT & Symantec 4 Projeto

Leia mais

Pós Graduação Engenharia de Software

Pós Graduação Engenharia de Software Pós Graduação Engenharia de Software Ana Candida Natali COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação FAPEC / FAT Estrutura do Módulo Parte 1 QUALIDADE DE SOFTWARE PROCESSO Introdução: desenvolvimento

Leia mais

Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema

Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema Pedro Miguel Barros Morgado Índice Introdução... 3 Ponto.C... 4 Descrição do Problema... 5 Bibliografia... 7 2 Introdução No mundo

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS

CATÁLOGO DE SERVIÇOS Partner MASTER RESELLER CATÁLOGO DE SERVIÇOS SUPORTE TÉCNICO in1.com.br Explore Mundo! seu Conteúdo 1 - Objetivo 2 - Serviços prestados por meio do contrato de manutenção e suporte anual 2.1 - Primeira

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 27 de Setembro de 2013. Revisão aula anterior Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento e entrega

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Tipos de SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução 2 n As organizações modernas competem entre si para satisfazer as necessidades dos seus clientes de um modo

Leia mais

Melhores Práticas em TI

Melhores Práticas em TI Melhores Práticas em TI Referências Implantando a Governança de TI - Da Estratégia à Gestão de Processos e Serviços - 2ª Edição Edição - AGUINALDO ARAGON FERNANDES, VLADIMIR FERRAZ DE ABREU. An Introductory

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Disciplina: Administração de Suporte e Automação Gerenciamento de Suporte Professor: Fernando Zaidan Ago-2009 1 2 Contexto Área de TI lugar estratégico

Leia mais

Gestão dos Níveis de Serviço

Gestão dos Níveis de Serviço A Gestão dos Níveis de Serviço (SLM) Os sistemas e tecnologias de informação e comunicação têm nas empresas um papel cada vez mais importante evoluindo, hoje em dia, para níveis mais elevados de funcionamento

Leia mais

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO GOVERNANÇA DE TI O QUE É GOVERNANÇA DE TI É um conjunto de estruturas e processos que visa garantir que a TI suporte e maximize adequadamente os objetivos e estratégias

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007.

Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007. Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007. Objetivo Com o quarto artigo da nossa série teremos a oportunidade de entender como funcionam os quadrantes do Modelo de

Leia mais

Análise da vantagem de adoção e uso de sistemas ERP código aberto em relação aos sistemas ERP código fechado

Análise da vantagem de adoção e uso de sistemas ERP código aberto em relação aos sistemas ERP código fechado Análise da vantagem de adoção e uso de sistemas ERP código aberto em relação aos sistemas ERP código fechado Louis Albert Araujo Springer Luis Augusto de Freitas Macedo Oliveira Atualmente vem crescendo

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

COMO APRIMORAR O GERENCIAMENTO DA SUA CARREIRA?

COMO APRIMORAR O GERENCIAMENTO DA SUA CARREIRA? COMO APRIMORAR O GERENCIAMENTO DA SUA CARREIRA? Programa de Qualificação ITIL Expert Presencial ou EAD A qualificação ITIL Expert é destinada às pessoas interessadas em alcançar um nível superior de conhecimento

Leia mais

Nosso sucesso é sua logística bem-sucedida!

Nosso sucesso é sua logística bem-sucedida! Nosso sucesso é sua logística bem-sucedida! Sobre a Store Automação A Store Automação é uma das empresas líderes em TI no Brasil. Especializada em softwares orientados à logística e com vinte anos de atuação,

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao»

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Proposta Comercial Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Data 14 de setembro de 2012 Preparado para: «Nome» «Sobrenome» 1. Objetivo

Leia mais

ITIL. Information Technology Infrastructure Library. Arlei Calazans. Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife, Pernambuco

ITIL. Information Technology Infrastructure Library. Arlei Calazans. Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife, Pernambuco ITIL Information Technology Infrastructure Library Arlei Calazans Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife, Pernambuco ajcm@cin.ufpe.br 24 de setembro de 2007 Agenda 1 Fundamentação

Leia mais

Prognos SMART OPTIMIZATION

Prognos SMART OPTIMIZATION Prognos SMART OPTIMIZATION A resposta aos seus desafios Menos estimativas e mais controlo na distribuição A ISA desenvolveu um novo software que permite o acesso a dados remotos. Através de informação

Leia mais

Gerenciamento de Incidentes - ITIL. Prof. Rafael Marciano

Gerenciamento de Incidentes - ITIL. Prof. Rafael Marciano Gerenciamento de Incidentes - ITIL Prof. Rafael Marciano Conteúdo Objetivos Conceitos e Definições Atividades Indicadores Chaves de Desempenho Papéis Desafios Um pouco sobre a certificação ITIL Foundations

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em Information Technology Infrastructure Library (ITIL)V3.

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em Information Technology Infrastructure Library (ITIL)V3. TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em 1. OBJETO Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em conceitos da biblioteca ITIL V3 - Infrastructure

Leia mais

GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi

GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi 1 Sobre a empresa A Business Station é uma provedora de soluções de tecnologia. Possui 5 filiais: São Paulo (matriz), Campinas,

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO

UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO Robson L. Nascimento 1, Késsia R. C. Marchi¹ 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil robsonluisn@yahoo.com.br,

Leia mais

Acompanhamento e Rastreabilidade de Explosivos

Acompanhamento e Rastreabilidade de Explosivos Acompanhamento e Rastreabilidade de Explosivos A solução para implementar a diretiva UE de identificação 2008/43/CE e 2012/4/UE Para pequenas, médias e grandes empresas Considerável potencial de melhoria

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes de segurança

SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes de segurança SIPTEST System Intelligent Process Testing. SLAs a aplicar em frentes de testes de segurança SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 10 Índice 1 Introdução... 2 1.1 Testes de

Leia mais

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI CUSTOMER SUCCESS STORY Março 2014 AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI PERFIL DO CLIENTE Indústria: Manufatura Empresa: AT&S Funcionários: 7.500 Faturamento: 542 milhões

Leia mais

Implementação GED Gestão Eletrônica de Documentos

Implementação GED Gestão Eletrônica de Documentos Implementação GED Gestão Eletrônica de Documentos NOVO MUNDO TECNOLOGIA PROJETO GUARÁ Gerenciamento de Aquisições Cleverson Carneiro; Ericson Ives Costa; Isaque Luchi; Victor Hugo Vieira. Curitiba, 11

Leia mais

Tendências em Qualidade de Software. Robert Pereira Pinto robert@base2.com.br

Tendências em Qualidade de Software. Robert Pereira Pinto robert@base2.com.br Tendências em Qualidade de Software Robert Pereira Pinto robert@base2.com.br Tendências Tecnológicas Computação nas nuvens Análises avançadas para simulação e otimização de processos Aplicações RIA Social

Leia mais

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director Marcos N. Lessa Global Document Outsourcing Director Managed Print Services: Serviço de valor acrescentado Managed Print Services (MPS) é um serviço que envolve a gestão de todos os equipamentos de impressão,

Leia mais

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração.

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração. Cobit e ITIL GOVERNANÇA, GP - RISCO, GP PROJETOS - PMP, SEGURANÇA DAIANA BUENO OUTUBRO 20, 2010 AT 8:00 3.496 visualizações Atualmente, as empresas estão com seus processos internos cada vez mais dependentes

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação CobiT 5 Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? 2013 Bridge Consulting All rights reserved Apresentação Sabemos que a Tecnologia da

Leia mais

O que é um processo de software?

O que é um processo de software? O que é um processo de software? Um conjunto de atividades realizadas por pessoas cujo objetivo é desenvolvimento ou evolução de software e sua documentação. Atividades genéricas em todos os processos:

Leia mais

Engenharia de Software Qualidade de Software

Engenharia de Software Qualidade de Software Engenharia de Software Qualidade de Software O termo qualidade assumiu diferentes significados, em engenharia de software, tem o significado de está em conformidade com os requisitos explícitos e implícitos

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas: Gestão de Mudança e Adopção de ITIL. por

Pequenas e Médias Empresas: Gestão de Mudança e Adopção de ITIL. por Pequenas e Médias Empresas: Gestão de Mudança e Adopção de ITIL por Carla M. P. Farinha Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal Sumário. Apresenta-se, de forma

Leia mais

Glossário Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart.

Glossário Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart. Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart. Versão 1.6 15/08/2013 Visão Resumida Data Criação 15/08/2013 Versão Documento 1.6 Projeto Responsáveis

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v3 Livros ITIL v3 Novos Conceitos Serviço de TI: Meio para entregar valor aos clientes propicia

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Termos e Condições de Utilização e Politica de Privacidade. Site CML

Termos e Condições de Utilização e Politica de Privacidade. Site CML Termos e Condições de Utilização e Politica de Privacidade Site CML 1. Termos e Condições de Utilização O uso por todo e qualquer utilizador deste sítio será regulado pelos presentes Termos e Condições,

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estudo Ferramentas de Automação

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estudo Ferramentas de Automação SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estudo Ferramentas de Automação SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 14 Índice 1 Introdução... 2 1.1 Objectivo do documento... 2

Leia mais

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 1 CobIT Modelo abrangente aplicável para a auditoria e controle de processo de TI, desde o planejamento da tecnologia até a monitoração e auditoria de

Leia mais

A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI. Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br

A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI. Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br 2 A Biblioteca ITIL: Information Technology Infrastructure Library v2 Fornece um conjunto amplo,

Leia mais

Grupo Seres Adota CA Cloud Service Management para Automatizar e Gerenciar Chamados de Service Desk

Grupo Seres Adota CA Cloud Service Management para Automatizar e Gerenciar Chamados de Service Desk CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Grupo Seres Adota CA Cloud Service Management para Automatizar e Gerenciar Chamados de Service Desk PERFIL DO CLIENTE Indústria: Consultoria Empresa: Grupo Seres Colaboradores:

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência se necessário.

Leia mais

ITIL V.3 Prof. Fernando Pedrosa

ITIL V.3 Prof. Fernando Pedrosa ITIL V.3 Prof. Fernando Pedrosa Canais: fpedrosa@gmail.com http://tinyurl.com/ycekmjv CESPE TRE/BA Programador - (CESPE 2010) Acerca do modelo ITIL, julgue os próximos itens. 94 A versão 3 do ITIL representa

Leia mais

Conceitos Básicos e Implementação. Entrega de Serviços. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

Conceitos Básicos e Implementação. Entrega de Serviços. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) Conceitos Básicos e Implementação Pref. Mun. Vitória 2007 Analista de Suporte 120 A ITIL (information technology infrastructure library) visa documentar as melhores práticas na gerência, no suporte e na

Leia mais

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist 05 De onde vem o termo nuvem? Business Servidores SAN WAN SAN LANs Roteador NAS Switch

Leia mais

Por que utilizar o modelo ITIL

Por que utilizar o modelo ITIL Por que utilizar o modelo ITIL... O que não é definido não pode ser controlado... O que não é controlado não pode ser medido... O que não é medido não pode ser melhorado Empregado para definir, controlar,

Leia mais

Sumário. Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões. Testes de Software 2

Sumário. Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões. Testes de Software 2 Testes de Software Sumário Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões Testes de Software 2 Objectivos Verificação o programa está de acordo com a especificação (construímos bem o produto?) Validação

Leia mais

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001 Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Agenda Introdução Desafio 1º passo Problemática ISO 27001 ISO 20000 Conclusões 2 Agenda Introdução

Leia mais

Fundamentos em Teste de Software. Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com

Fundamentos em Teste de Software. Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com Fundamentos em Teste de Software Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com Objetivos do treinamento 1. Expor os fundamentos de Teste de Software; 2. Conceituar os Níveis de Teste; 3. Detalhar sobre

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Information Technology Infrastructure Library ITIL ITIL é um acrônimo de Information Technology Infraestruture Library. Criado em

Leia mais

Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI

Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI COBIT Processos de TI Aplicativos Informações Infraestrutura Pessoas O que é o CObIT? CObIT = Control Objectives for Information and Related

Leia mais

Tipos de teste de software

Tipos de teste de software Tipos de teste de software Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br Adilson Hira ayhira@lsi.usp.br Laboratório de Sistemas Integráveis Departamento de Sistemas Eletrônicos Escola Politécnica da USP Sumário

Leia mais

RELATÓRIO DE UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO ÁGEIS

RELATÓRIO DE UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO ÁGEIS RELATÓRIO DE UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO ÁGEIS 2012 Versão 1.0 SUMÁRIO EXECUTIVO Segundo Peter F. Ducker, presidente honorário da Drucker Foundation e professor da Claremont Graduate

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade PGE: Plastic Gestor Empresarial Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Recife, janeiro de 2013 Sumário 1. Motivação... 1 2. Introdução: O Problema Indentificado... 2

Leia mais