COLÔMBIA: O ACORDO DE PAZ COM AS FARC E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A SEGURANÇA REGIONAL XII CURSO DE EXTENSÃO EM DEFESA NACIONAL 9 ABR 15

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COLÔMBIA: O ACORDO DE PAZ COM AS FARC E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A SEGURANÇA REGIONAL XII CURSO DE EXTENSÃO EM DEFESA NACIONAL 9 ABR 15"

Transcrição

1 COLÔMBIA: O ACORDO DE PAZ COM AS FARC E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A SEGURANÇA REGIONAL XII CURSO DE EXTENSÃO EM DEFESA NACIONAL 9 ABR 15

2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO ANTECEDENTES CONJUNTURA ATUAL PERSPECTIVAS PARA O FUTURO CONCLUSÃO

3 INTRODUÇÃO QUAIS AS CHANCES DE SUCESSO DESSE ACORDO? HÁ CHANCES DE AS FARC SEREM FINALMENTE INCORPORADAS AO PROCESSO POLÍTICO DA COLÔMBIA? ESTE EXEMPLO PODERIA SER REPLICADO NA PACIFICAÇÃO DE OUTRAS UNIDADES GUERRILHEIRAS COMO O EXÉRCITO DE LIBERTAÇÃO NACIONAL DA COLÔMBIA (ELN) E O EXÉRCITO POPULAR DE LIBERTAÇÃO (EPL)? QUAIS AS IMPLICAÇÕES DESSE EVENTUAL SUCESSO PARA A AMÉRICA DO SUL?

4 INTRODUÇÃO 50 ANOS DE CONFLITO MORTOS DESAPARECIDOS SEQUESTRADOS 5,7 MILHÕES DE DESLOCADOS PIB: US$ 526,5 bi - 2º AL % ANUAL: 4,2% DEFESA (%) PIB: 3,6 (MÉDIA ) ORÇAMENTO: 14,3 PLANTIO DE COCA hectares (estável) POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE CLORIDRATO DE COCAÍNA: tm (redução de 13%)

5 INTRODUÇÃO FONTES ALTO COMISSARIADO PARA A PAZ CONTRIBUIÇÃO PARA O ENTENDIMENTO DO CONFLITO ARMADO NA COLÔMBIA - COMISSÃO HISTÓRICA DO CONFLITO E SUAS VÍTIMAS es-especiales/resumen-informe-comision-historica-conflictovictimas/el-conflicto-y-sus-victimas.aspx CENTRO NACIONAL DE MEMÓRIA HISTÓRICA ESCRITÓRIO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DROGAS E CRIME

6 ANTECEDENTES Plano Patriota Pres Uribe Tomada Simacota Negociações Pres Betancourt Negociações Pres Gaviria Tomada Mitu Negociações Pres Pastrana Negociações Pres Santos Cessar fogo unilateral FARC Negociações desminagem 2 1 Desmobilização Desmobilização ELN FARC EPL M19 AUC

7 CAUSAS DA DURAÇÃO DO CONFLITO DEBILIDADE INSTITUCIONAL DO ESTADO COLOMBIANO OCORRÊNCIA DE GRAVES CRISES POLÍTICAS SOBREVIVÊNCIA COMO PRINCIPAL OBJETIVO DAS ORGANIZAÇÕES REVOLUCIONÁRIAS FORTALECIMENTO DO NARCOTRÁFICO POBREZA DA POPULAÇÃO MULTIPLICIDADE DE FRENTES (GUERRILHAS, NARCOTRAFICANTES E PARAMILITARES) UTILIZAÇÃO DAS NEGOCIAÇÕES COMO TÁTICA PARA ESCALAR O CONFLITO Fonte: RAMIREZ, José Girardo. Politica y Guerra sin compasión. Fev 2015.

8 CONJUNTURA ATUAL PROCESSO DE PAZ EM CURSO DESDE 2012 PROPÓSITO ENCERRAR O CONFLITO PARA PODER COMEÇAR A CONSTRUÇÃO DA PAZ FASES EXPLORATÓRIA TERMINOU COM A ASSINATURA DO ACORDO GERAL PARA O ENCERRAMENTO DO CONFLITO E A CONSTRUÇÃO DE UMA PAZ ESTÁVEL E DURADOURA, EM 26 AGO 12 ESTABELECEU OS SEIS PONTOS DA AGENDA DE NEGOCIAÇÕES FIM DO CONFLITO OCORRENDO ATUALMENTE EM HAVANA CONSTRUÇÃO DA PAZ

9 CONJUNTURA ATUAL

10 CONJUNTURA ATUAL PRIMEIRO ACORDO POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO INTEGRAL (21 JUN 13) SEGUNDO ACORDO PARTICIPAÇÃO POLÍTICA (8 DEZ 13) TERCEIRO ACORDO SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA DAS DROGAS ILÍCITAS (16 MAIO 14) PENDENTES FIM DO CONFLITO VÍTIMAS IMPLEMENTAÇÃO, VERIFICAÇÃO E MECANISMO DE CONSULTA POPULAR

11 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO DIFERENÇAS NO PROCESSO ATUAL É UM ACORDO PARA ENCERRAR O CONFLITO NÃO HÁ CESSÃO DE TERRITÓRIO NEM INTERRUPÇÃO DAS OPERAÇÕES MILITARES AS CONVERSAÇÕES SE REALIZAM FORA DA COLÔMBIA AS NEGOCIAÇÕES NÃO TERÃO DURAÇÃO INDETERMINADA O PROCESSO ESTÁ ORGANIZADO EM TRÊS FASES BEM CLARAS AS CONVERSAÇÕES SEGUEM O PRINCÍPIO DE QUE NADA ESTÁ ACORDADO ATÉ QUE TUDO ESTEJA ACORDADO OS CIDADÃOS REFERENDARÃO O ACORDO A AGENDA DE SEIS PONTOS ADOTADA É REALISTA Fonte: ALTO COMISSARIADO PARA A PAZ. Conheça o processo de Paz. Jun 2014.

12 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO

13 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO CAUSAS DA LONGA DURAÇÃO DO CONFLITO DEBILIDADE INSTITUCIONAL DO ESTADO COLOMBIANO OCORRÊNCIA DE GRAVES CRISES POLÍTICAS SOBREVIVÊNCIA COMO PRINCIPAL OBJETIVO DAS ORGANIZAÇÕES REVOLUCIONÁRIAS FORTALECIMENTO DO NARCOTRÁFICO POBREZA DA POPULAÇÃO MULTIPLICIDADE DE FRENTES (GUERRILHAS, NARCOTRAFICANTES E PARAMILITARES) UTILIZAÇÃO DAS NEGOCIAÇÕES COMO TÁTICA PARA ESCALAR O CONFLITO SITUAÇÃO ATUAL OCORRE? NÃO OCORRE?

14 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO ATORES/FATORES DE INFLUÊNCIA NARCOTRÁFICO FARC GOVERNO OPOSIÇÃO INTERNA FORÇAS ARMADAS OPINIÃO PÚBLICA CRESCIMENTO ECONÔMICO BANDAS CRIMINAIS...

15 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO NARCOTRÁFICO NÃO DEPENDE DA GUERRILHA PLANTIO DE COCA APENAS NA BOLÍVIA, COLÔMBIA E PERU QUEDAS CONSTANTES NO CULTIVO ILEGAL PERU PASSOU A SER O MAIOR PRODUTOR DE FOLHAS DE COCA COLÔMBIA SE MANTÉM COMO O MAIOR PRODUTOR DE COCAÍNA OPERAÇÕES CONTRA O NARCOTRÁFICO NA COLÔMBIA E NO PERU MIGRAÇÃO PARA OUTROS PAÍSES?

16 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO FARC RISCO REAL DE DERROTA MILITAR MORTE DE LÍDERES HISTÓRICOS CRESCENTE ABISMO TECNOLÓGICO EM RELAÇÃO ÀS FORÇAS ARMADAS COLOMBIANAS CRESCIMENTO ECONÔMICO DO PAÍS (REDUÇÃO DA POBREZA E RECURSOS PARA O COMBATE AO NARCOTRÁFICO E GUERRILHA) ISOLAMENTO POLÍTICO NO PAÍS x APOIO EXTERNO A UMA SOLUÇÃO PACÍFICA ARGUMENTO DE DIREITO À REBELIÃO x RESPONSABILIZAÇÃO POR CRIMES CONTRA A HUMANIDADE RISCO DE FRAGMENTAÇÃO (ex: EPL) OU SURGIMENTO DE GRUPOS CRIMINOSOS (Bandas Criminales BACRIM. Ex: AUC) MUDANÇA DE ESTRATÉGIA OU MOVIMENTO TÁTICO?

17 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO GOVERNO HISTÓRICO DE FRACASSOS (FARC) x CASOS DE SUCESSO (M19) CALENDÁRIO ELEITORAL NEGOCIAÇÃO SOB PRESSÃO POR TODOS OS LADOS ATÉ ONDE CEDER? OPOSIÇÃO LUTA POLÍTICA x QUESTÕES DE ESTADO RESPONSABILIDADE EM CASO DE FRACASSO?

18 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO ATORES/FATORES DE INFLUÊNCIA FORÇAS ARMADAS MODERNIZAÇÃO OPINIÃO PÚBLICA APOIO ÀS AÇÕES CONTRA AS FARC CRESCIMENTO ECONÔMICO REDUÇÃO DA POBREZA BANDAS CRIMINAIS FRACASSO NA REINSERÇÃO DE EX- COMBATENTES

19 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO EVENTOS-CHAVE AS FARC CEDERÃO EM PONTOS POLÊMICOS? O GOVERNO SERÁ CAPAZ DE OBTER UM CONSENSO MÍNIMO COM AS DEMAIS FORÇAS POLÍTICAS? HAVERÁ UM ACORDO QUANTO ÀS VÍTIMAS DO CONFLITO? HAVERÁ CRESCIMENTO ECONÔMICO ATÉ O FINAL DO PROCESSO? A OPINIÃO PÚBLICA APOIARÁ O PROCESSO DE PAZ? AS FARC CONSEGUIRÃO CONTROLAR SUAS DISSIDÊNCIAS INTERNAS? O PAÍS TERÁ BONS RESULTADOS NO COMBATE AO NARCOTRÁFICO? AS FFAA CONTINUARÃO A SE MODERNIZAR E PROFISSIONALIZAR?

20 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO IMPLICAÇÕES PARA A SEGURANÇA REGIONAL QUAL A ORIENTAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS COLOMBIANAS APÓS O FIM DO CONFLITO? HAVERÁ EXPANSÃO DAS ATIVIDADES DO NARCOTRÁFICO PARA PAÍSES VIZINHOS? HAVERÁ REDUÇÃO DOS CRIMES TRANSNACIONAIS RELACIONADOS COM A SUSTENTAÇÃO DA GUERRILHA (TRÁFICO DE ARMAS, LAVAGEM DE DINHEIRO, etc)? SURGIRÃO ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS COMPOSTAS POR EX- GUERRILHEIROS NÃO REINTEGRADOS (BACRIM)? SURGIRÃO (OU SE FORTALECERÃO) MOVIMENTOS REVOLUCIONÁRIOS NO ENTORNO REGIONAL?

21 CONCLUSÃO QUAIS AS CHANCES DE SUCESSO DESSE ACORDO? HÁ CHANCES DE AS FARC SEREM FINALMENTE INCORPORADAS AO PROCESSO POLÍTICO DA COLÔMBIA? ESTE EXEMPLO PODERIA SER REPLICADO NA PACIFICAÇÃO DE OUTRAS UNIDADES GUERRILHEIRAS COMO O EXÉRCITO DE LIBERTAÇÃO NACIONAL DA COLÔMBIA (ELN) E O EXÉRCITO POPULAR DE LIBERTAÇÃO (EPL)? QUAIS AS IMPLICAÇÕES DESSE EVENTUAL SUCESSO PARA A AMÉRICA DO SUL? ALTO GRAU DE INCERTEZA

22 BRASIL ACIMA DE TUDO!

COLÔMBIA: AS FARC E OS DIÁLOGOS DE PAZ

COLÔMBIA: AS FARC E OS DIÁLOGOS DE PAZ V. 2, n. 1 - Fevereiro de 2015 COLÔMBIA: AS FARC E OS DIÁLOGOS DE PAZ Letícia Pereira 1 POLÍTICA E O CONFLITO A República da Colômbia é considerada a quarta maior economia latino -americana. Apesar de

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS, ATUALIDADES E CARTOGRAFIA PROFESSOR: MEDSON LOZAN

CONHECIMENTOS GERAIS, ATUALIDADES E CARTOGRAFIA PROFESSOR: MEDSON LOZAN 1-2- 3-4- 5-6- 7-8- 9-10- 11-12- 13-14- 15-16- 17-18- 19-20- 21-22- 23-24- 25-26- PAÍS CAPITAL PARTE-I AMÉRICA LATINA 1-TREINANDO O CONHECIMENTO CARTOGRÁFICO DA REGIÃO 1-ARGENTINA EM FOCO EXERCÍCIOS SOBRE

Leia mais

UMA DEMOCRACIA SITIADA BALANÇO E PERSPECTIVAS DO CONFLITO ARMADO COLOMBIANO

UMA DEMOCRACIA SITIADA BALANÇO E PERSPECTIVAS DO CONFLITO ARMADO COLOMBIANO UMA DEMOCRACIA SITIADA BALANÇO E PERSPECTIVAS DO CONFLITO ARMADO COLOMBIANO RICARDO VÉLEZ RODRÍGUEZ, Coordenador do Centro de Pesquisas Estratégicas PAULINO SOARES DE SOUSA da UFJF. rive2001@gmail.com

Leia mais

Conflitos Geopolíticos I. América Latina, Irlanda do Norte, Espanha, Rússia e Iugoslávia

Conflitos Geopolíticos I. América Latina, Irlanda do Norte, Espanha, Rússia e Iugoslávia Conflitos Geopolíticos I América Latina, Irlanda do Norte, Espanha, Rússia e Iugoslávia Introdução No fim do século XX, a ONU contava com 54 missões de paz em regiões afetadas pela guerra ou em vias de

Leia mais

Analisar as iniciativas de cooperação para o enfrentamento ao tráfico de drogas e delitos conexos, ao tráfico de armas de fogo e de munições, ao

Analisar as iniciativas de cooperação para o enfrentamento ao tráfico de drogas e delitos conexos, ao tráfico de armas de fogo e de munições, ao Analisar as iniciativas de cooperação para o enfrentamento ao tráfico de drogas e delitos conexos, ao tráfico de armas de fogo e de munições, ao tráfico de pessoas e à segurança cibernética no âmbito da

Leia mais

Bo Mathiasen Representante regional para o Brasil e Cone Sul

Bo Mathiasen Representante regional para o Brasil e Cone Sul Bo Mathiasen Representante regional para o Brasil e Cone Sul Mercados do Cone Sul mais atraentes - Avanços econômicos e sociais - Globalização - Maior acesso a bens e serviços X facilitação do crime organizado

Leia mais

sumário executivo da Criminalidade e Seguranca Cidadã Relatório Internacional

sumário executivo da Criminalidade e Seguranca Cidadã Relatório Internacional sumário executivo PREVENcÃo da Criminalidade e Seguranca Cidadã Relatório Internacional 2012 O Relatório Internacional sobre Prevenção da Criminalidade e Segurança Cidadã 2012 do Centro Internacional para

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO, MINISTRO DA DEFESA E SEGURANÇA KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DA VISITA À ACADEMIA

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

FARCs: Origem e ação na Colômbia Com extensão territorial de 1.141.748 quilômetros quadrados, a Colômbia é habitada por aproximadamente 45,7 milhões de pessoas. Esse grande país sul-americano é marcado

Leia mais

Declaração da Cidade de Quebec

Declaração da Cidade de Quebec Declaração da Cidade de Quebec Nós, os Chefes de Estado e de Governo das Américas, eleitos democraticamente, nos reunimos na Cidade de Quebec, na III Cúpula, para renovar nosso compromisso em favor da

Leia mais

TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS

TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS (enfrentamento, cooperação e esforços os regionais) LUIZ PONTEL DE SOUZA Delegado de Polícia Federal Adido Policial em Portugal SUMÁRIO Situação das drogas ilícitas no Brasil

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Resolução de questões

Resolução de questões Resolução de questões A Conferência de Copenhagen (COP-15), em 2009, foi mais uma reunião realizada com o objetivo de estabelecer um novo acordo global sobre clima, baseado no conceito do desenvolvimento

Leia mais

Foto: Jan de Jong. Agricultora Ismenia trabalhando em sua propriedade agroecológica. Construindo. Sonia Irene Cárdenas Solís

Foto: Jan de Jong. Agricultora Ismenia trabalhando em sua propriedade agroecológica. Construindo. Sonia Irene Cárdenas Solís autonomia, território e paz Agricultora Ismenia trabalhando em sua propriedade agroecológica Foto: Jan de Jong Construindo autonomia, território e paz Sonia Irene Cárdenas Solís 15 Agriculturas v. 12 -

Leia mais

Plano Colômbia. Daiane Moura de Aguiar 1 Karen de Britto Lima Heck 2. 1. Introdução

Plano Colômbia. Daiane Moura de Aguiar 1 Karen de Britto Lima Heck 2. 1. Introdução Plano Colômbia Daiane Moura de Aguiar 1 Karen de Britto Lima Heck 2 1. Introdução O conflito interno que beira a guerra civil na Colômbia pode afetar todos os países da América Latina, além de outros países

Leia mais

SEMINÁRIO 'AS NOVAS FRONTEIRAS E A EUROPA DO FUTURO' (24.11.2006) Braga

SEMINÁRIO 'AS NOVAS FRONTEIRAS E A EUROPA DO FUTURO' (24.11.2006) Braga 24.11.2006 SEMINÁRIO 'AS NOVAS FRONTEIRAS E A EUROPA DO FUTURO' (24.11.2006) Braga 'A EUROPA DO FUTURO NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS' A Europa cada vez é mais requisitada no mundo em todos os domínios: cooperação

Leia mais

UMA ANÁLISE DAS TENDÊNCIAS GLOBAIS PARA 2025: As Perspectivas de Novas Potências Econômicas Internacionais

UMA ANÁLISE DAS TENDÊNCIAS GLOBAIS PARA 2025: As Perspectivas de Novas Potências Econômicas Internacionais UMA ANÁLISE DAS TENDÊNCIAS GLOBAIS PARA 2025: As Perspectivas de Novas Potências Econômicas Internacionais Arielli Xavier de Lima 1, Vilma da Silva Santos 2, Paulo Cesar Ribeiro Quintairos 3, Edson Aparecida

Leia mais

Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia

Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia Pedro Pontual Pesquisador da Equipe de Participação Cidadã/Observatório dos Direitos do Cidadão do Instituto Pólis Apresentação O Observatório

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

O PORTE DE ARMA COMO DIREITO INDIVIDUAL E SUPOSTO FATOR DE CRIMINALIDADE

O PORTE DE ARMA COMO DIREITO INDIVIDUAL E SUPOSTO FATOR DE CRIMINALIDADE Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 O PORTE DE ARMA COMO DIREITO INDIVIDUAL E SUPOSTO FATOR DE CRIMINALIDADE Aline Valério Bueno Pereira Afonso 1 RESUMO: A

Leia mais

Gilberto Souza de Almeida Rodinei Silva da Paixão Antônio Gabriel Di Atalanta Valente Alan Ferreira Brito Marcell Ribeiro

Gilberto Souza de Almeida Rodinei Silva da Paixão Antônio Gabriel Di Atalanta Valente Alan Ferreira Brito Marcell Ribeiro PLANO DO PROJETO 1 PLANO DO PROJETO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO Título do projeto: Código do projeto: Área proponente: Líder de projeto: Equipe de projeto: BI DO MPAP MPAP_GE_0009 DTI Departamento de Tecnologia

Leia mais

ALGODÃO EM MATO GROSSO JULHO/15

ALGODÃO EM MATO GROSSO JULHO/15 ALGODÃO EM MATO GROSSO JULHO/15 CONJUNTURA MENSAL ANO 1. Nº 3 O 11º Levantamento de Grãos da Conab, divulgado em 11 de agosto de 2015, manteve suas estimativas para a safra 2014/15, de algodão em pluma

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DO IV SIMPÓSIO NACIONAL DO CEBES

RELATÓRIO SÍNTESE DO IV SIMPÓSIO NACIONAL DO CEBES RELATÓRIO SÍNTESE DO IV SIMPÓSIO NACIONAL DO CEBES O IV Simpósio Nacional do (Cebes), realizado no dia 31 de outubro de 2015, no Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), no Rio de Janeiro, teve como objetivo

Leia mais

Agências de Fomento e o Sistema Nacional de Prevenção e Combate à LD/FT. Departamento

Agências de Fomento e o Sistema Nacional de Prevenção e Combate à LD/FT. Departamento Agências de Fomento e o Sistema Nacional de Prevenção e Combate à LD/FT Departamento Gerson Romantini Salvador, 07 de Outubro de 2011 Agenda 1. Conceitos essenciais 2. Lei brasileira de combate à LD/FT

Leia mais

Crise Sul Americana: Equador, Colômbia e Venezuela

Crise Sul Americana: Equador, Colômbia e Venezuela Crise Sul Americana: Equador, Colômbia e Venezuela Análise Segurança Joana Laura Marinho Nogueira 06 de março de 2008 Crise Sul Americana: Equador, Colômbia e Venezuela Análise Segurança Joana Laura Marinho

Leia mais

COSTUMES, CULTURA E COMPORTAMENTO

COSTUMES, CULTURA E COMPORTAMENTO UNIFORME DA SELEÇÃO COSTUMES, CULTURA E COMPORTAMENTO SAUDAÇÕES E ATRIBUTOS CULTURAIS O "abrazo" é comumente usado ao cumprimentar amigos e parentes. Ele consiste em um aperto de mão e um abraço. Um aperto

Leia mais

14/12/2005 DECLARAÇÃO CONJUNTA DOS PRESIDENTES DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E DA REPÚBLICA DA COLÔMBIA

14/12/2005 DECLARAÇÃO CONJUNTA DOS PRESIDENTES DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E DA REPÚBLICA DA COLÔMBIA 14/12/2005 DECLARAÇÃO CONJUNTA DOS PRESIDENTES DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E DA REPÚBLICA DA COLÔMBIA (Colômbia, 14 de dezembro de 2005) Atendendo ao convite formulado pelo Senhor Presidente da República

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Ministério da Fazenda. Junho 20041

Ministério da Fazenda. Junho 20041 Ministério da Fazenda Junho 20041 Roteiro Os avanços do Governo Lula O Brasil está crescendo Consolidando a agenda para o crescimento 2 Os avanços do Governo Lula 3 Consolidando a estabilidade macroeconômica

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas.

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas. 2 Habilidades: Observar as limitações das Guianas e suas ligações com o Brasil. 3 Colômbia 4 Maior população da América Andina. Possui duas saídas marítimas: Para o Atlântico

Leia mais

A ESTRATÉGIA MILITAR DO EXÉRCITO BRASILEIRO PARA A AMAZÔNIA. FUNDAMENTOS E IMPLICAÇÕES PARA A COOPERAÇÃO

A ESTRATÉGIA MILITAR DO EXÉRCITO BRASILEIRO PARA A AMAZÔNIA. FUNDAMENTOS E IMPLICAÇÕES PARA A COOPERAÇÃO A ESTRATÉGIA MILITAR DO EXÉRCITO BRASILEIRO PARA A AMAZÔNIA. FUNDAMENTOS E IMPLICAÇÕES PARA A COOPERAÇÃO MILITAR NO SUL DA AMÉRICA LATINA i ADRIANA A. MARQUES PPG-USP Dois processos são fundamentais para

Leia mais

A atual situação do Egito e as perspectivas para a reconstrução do país

A atual situação do Egito e as perspectivas para a reconstrução do país A atual situação do Egito e as perspectivas para a reconstrução do país Análise Oriente Médio e Magreb Pedro Casas 14 de Março de 2011 A atual situação do Egito e as perspectivas para a reconstrução do

Leia mais

FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO. XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA

FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO. XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA Holambra, 25 de Outubro de 2007 Fertilizantes: Análise Mercadológica Produto: Insumo Bem homogêneo Bem

Leia mais

DROGAS: legalizar ou não? Um grande desafio! RESUMO

DROGAS: legalizar ou não? Um grande desafio! RESUMO 40 DROGAS: legalizar ou não? Um grande desafio! Eduardo Barcaro Carnavali RESUMO O presente artigo tem o intuito de explanar acerca da discussão de um tema cujo debate é extremamente urgente e importante,

Leia mais

PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE ÁLVARO URIBE VÉLEZ NA 2 a CONFERÊNCIA MUND1AL DO CAFÉ. Salvador da Bahia, Brasil, 24 de setembro de 2005

PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE ÁLVARO URIBE VÉLEZ NA 2 a CONFERÊNCIA MUND1AL DO CAFÉ. Salvador da Bahia, Brasil, 24 de setembro de 2005 PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE ÁLVARO URIBE VÉLEZ NA 2 a CONFERÊNCIA MUND1AL DO CAFÉ Salvador da Bahia, Brasil, 24 de setembro de 2005 Há dois anos a Organização Internacional do Café nos convocou a Cartagena,

Leia mais

Operações Interagências na Faixa de Fronteira e Relações Internacionais

Operações Interagências na Faixa de Fronteira e Relações Internacionais Operações Interagências na Faixa de Fronteira e Relações Internacionais Cláudio Medeiros Leopoldino Coordenador-Geral Adjunto Brasil: 16.886 km de fronteiras terrestres 10 países vizinhos fronteiras plenamente

Leia mais

O Paradoxo da Macrossecuritização: QuandoaGuerraao Terror não Securitiza Outras Guerras na América do Sul*

O Paradoxo da Macrossecuritização: QuandoaGuerraao Terror não Securitiza Outras Guerras na América do Sul* O Paradoxo da Macrossecuritização: QuandoaGuerraao Terror não Securitiza Outras Guerras na América do Sul* Rafael Duarte Villa** Introdução Em uma passagem já bastante conhecida do livro Security: A New

Leia mais

Discurso feito no Grande Expediente da Câmara dos Deputados no dia 28 de outubro

Discurso feito no Grande Expediente da Câmara dos Deputados no dia 28 de outubro Discurso feito no Grande Expediente da Câmara dos Deputados no dia 28 de outubro Venho a essa tribuna para discutir o tema da violência e a sua associação com o comercio ilegal das drogas, duas questões

Leia mais

Resenha. Mestrando em Política Científica e Tecnológica no Instituto de Geociências da UNICAMP. E-mail: renandoliveira@yahoo.com.br.

Resenha. Mestrando em Política Científica e Tecnológica no Instituto de Geociências da UNICAMP. E-mail: renandoliveira@yahoo.com.br. Resenha NOVAES, Henrique Tahan (Org.). O Retorno do Caracol à Sua Concha: alienação e desalienação em associações de trabalhadores. São Paulo: Expressão Popular, 2011. Renan Dias Oliveira O livro de Henrique

Leia mais

PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE

PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE CURSO NEON PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2009. Profª Andréa Azevêdo Disciplina: DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO SOCIAL ANDRÉA AZEVÊDO Professora. e-mail: professoraandreaazevedo@yahoo.com.br

Leia mais

Resolução 1325(2000) Aprovada pelo Conselho de Segurança na sua 4213 a reunião, em 31 de Outubro de 2000. O Conselho de Segurança,

Resolução 1325(2000) Aprovada pelo Conselho de Segurança na sua 4213 a reunião, em 31 de Outubro de 2000. O Conselho de Segurança, Resolução 1325(2000) Aprovada pelo Conselho de Segurança na sua 4213 a reunião, em 31 de Outubro de 2000 O Conselho de Segurança, Tendo presentes as suas resoluções 1261(1999) de 25 de Agosto de 1999,

Leia mais

Guerra da Coréia (1950 1953): Prof. ALEX MENDES. Risco de guerra atômica. Sem vencedores. Crianças refugiadas da Guerra da Coréia.

Guerra da Coréia (1950 1953): Prof. ALEX MENDES. Risco de guerra atômica. Sem vencedores. Crianças refugiadas da Guerra da Coréia. Guerra da Coréia (1950 1953): Coréia do Norte (Com.) X CHI + URSS pró norte. Coréia do Sul (Cap.) EUA + ONU pró sul. Prof. ALEX MENDES Risco de guerra atômica. Sem vencedores. Crianças refugiadas da Guerra

Leia mais

ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS

ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS 1 ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS Ernesto Friedrich de Lima Amaral 01 de abril de 2009 Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Sociologia e Antropologia

Leia mais

NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA A evolução dos principais indicadores econômicos do Brasil em 2007

NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA A evolução dos principais indicadores econômicos do Brasil em 2007 NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA A evolução dos principais indicadores econômicos do Brasil em 2007 Introdução Guilherme R. S. Souza e Silva * Lucas Lautert Dezordi ** Este artigo pretende

Leia mais

RESE HA I FORMATIVA. A Recepção dos Refugiados Colombianos nos Países Fronteiriços com Exceção do Brasil

RESE HA I FORMATIVA. A Recepção dos Refugiados Colombianos nos Países Fronteiriços com Exceção do Brasil RESE HA I FORMATIVA A Recepção dos Refugiados Colombianos nos Países Fronteiriços com Exceção do Brasil Professor-orientador: Marcos Aurélio B. dos Reis Aluno: Ismael Voigt Leandro SUMÁRIO: Resumo. 1.

Leia mais

II - O PAPEL DAS INSTITUIÇÕES NA APLICAÇÃO DA ÉTICA E DA RESPONSABILIDADE SOCIAL

II - O PAPEL DAS INSTITUIÇÕES NA APLICAÇÃO DA ÉTICA E DA RESPONSABILIDADE SOCIAL II - O PAPEL DAS INSTITUIÇÕES NA APLICAÇÃO DA ÉTICA E DA RESPONSABILIDADE SOCIAL 1. Fundamentação filosófica do papel das instituições A relação entre Fenomenologia e Estruturalismo no desenvolvimento

Leia mais

PORTARIA Nº 89 - COLOG, DE 11 DE DEZEMBRO 2015

PORTARIA Nº 89 - COLOG, DE 11 DE DEZEMBRO 2015 MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO LOGÍSTICO DEPARTAMENTO MARECHAL FALCONIERI PORTARIA Nº 89 - COLOG, DE 11 DE DEZEMBRO 2015 Altera a Portaria nº 05-DLog, de 2 de março de 2005, que normatiza

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG. Prof.: Alexandre Alvarenga - Trabalho de Recuperação - Turma: Aluno: Nota:

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG. Prof.: Alexandre Alvarenga - Trabalho de Recuperação - Turma: Aluno: Nota: Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG Disciplina: Geografia - 2º ano - Valor: 20 pontos Prof.: Alexandre Alvarenga - Trabalho de Recuperação - Turma: Aluno: Nota: 1. Determine

Leia mais

DECLARAÇÃO CONJUNTA SOBRE OS RESULTADOS DAS CONVERSAÇÕES OFICIAIS ENTRE O PRESIDENTE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, E O PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO DA RÚSSIA, VLADIMIR V. PUTIN

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 22 de maio de 2015

INFORME ECONÔMICO 22 de maio de 2015 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Setor de construção surpreende positivamente nos EUA. Cenário de atividade fraca no Brasil impacta o mercado de trabalho. Nos EUA, os indicadores do setor de construção registraram

Leia mais

3 INFLAÇÃO. Carta de Conjuntura 26 mar. 2015 43

3 INFLAÇÃO. Carta de Conjuntura 26 mar. 2015 43 3 INFLAÇÃO SUMÁRIO A inflação brasileira, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), vinha apresentando uma trajetória de aceleração desde o início de 2014, mas mantinha-se dentro

Leia mais

www.fecomercio-rj.org.br [ 1 ]

www.fecomercio-rj.org.br [ 1 ] www.fecomercio-rj.org.br [ 1 ] A SEGURANÇA PÚBLICA NO BRASIL 16 de abril de 2008 [ 2 ] (1 MENÇÃO) - SG1) Na sua opinião, quem tem mais responsabilidade pelo combate à criminalidade e violência contra as

Leia mais

目 錄 ÍNDICE. 本 局 送 交 檢 察 院 人 數 之 統 計 Números de indivíduos presentes pela Polícia Judiciária ao Ministério Público

目 錄 ÍNDICE. 本 局 送 交 檢 察 院 人 數 之 統 計 Números de indivíduos presentes pela Polícia Judiciária ao Ministério Público 目 錄 ÍNDICE 頁 數 Pág. 204 年 犯 罪 數 據 統 計 Dados estatísticos de crimes de 204 案 卷 的 接 收 及 完 成 Processos entrados e concluídos 嚴 重 犯 罪 及 值 得 關 注 犯 罪 的 案 件 Crimes mais relevantes e crimes que merecem a atenção

Leia mais

Missão de Negócios: Criar, ensinar a usar e vender maquiagens surpreendentes, encantando o maior número possível de mulheres.

Missão de Negócios: Criar, ensinar a usar e vender maquiagens surpreendentes, encantando o maior número possível de mulheres. CURSOS DE AUTOMAQUIAGEM INÍCIO NOV/07 1 Pesquisa com os consumidores nas franquias para obter informações sobre a demanda e melhores horários para oferecer o curso 2º Locação da sala próximo a dois Pdv

Leia mais

Exercícios de Ditadura Militar: Geisel e Figueiredo

Exercícios de Ditadura Militar: Geisel e Figueiredo Exercícios de Ditadura Militar: Geisel e Figueiredo Material de apoio do Extensivo 1. Sobre o fim do período militar no Brasil (1964-1985), pode-se afirmar que ocorreu de forma: a) Conflituosa, resultando

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE DEFESA

MINISTÉRIO DA DEFESA POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE DEFESA MINISTÉRIO DA DEFESA PLD POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE DEFESA 2006 MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ENSINO, LOGÍSTICA, MOBILIZAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE DEFESA 1 a Edição 2006 MINISTÉRIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Cultura de Paz e Justiça Restaurativa como forma alternativa de administração dos

Leia mais

Boletim Econômico da Scot Consultoria

Boletim Econômico da Scot Consultoria Boletim Econômico da Scot Consultoria ano 1 edição 2 22 a 28 de abril de 2013 Destaque da semana Alta na taxa Selic O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu elevar a taxa Selic para 7,50% ao ano,

Leia mais

Brasil, Índia e África do Sul: Desafios e Oportunidades para Novas Parcerias. Resenha Desenvolvimento

Brasil, Índia e África do Sul: Desafios e Oportunidades para Novas Parcerias. Resenha Desenvolvimento Brasil, Índia e África do Sul: Desafios e Oportunidades para Novas Parcerias Resenha Desenvolvimento Rúbia Rodrigues 17 de novembro de 2009 Brasil, Índia e África do Sul: Desafios e Oportunidades para

Leia mais

Água e Semiáridos: Estratégias de Resistência Camponesa

Água e Semiáridos: Estratégias de Resistência Camponesa Água e Semiáridos: Estratégias de Resistência Camponesa Carlos Magno de M. Morais* Temos assistido nos últimos anos uma mudança no perfil das chuvas no Brasil, sobretudo na região semiárida brasileira.

Leia mais

Violência homicida. Diferenças regionais

Violência homicida. Diferenças regionais 1 de 6 31/01/2014 23:35 Aumentar a fonte Diminuir a fonte VIOLÊNCIA CORPO NO CHÃO Morto em outubro de 2012, em Itaquera, Zona Leste paulistana: mais uma entre as mais de 40 mil pessoas assassinadas no

Leia mais

LEI Nº 2.525, DE 18 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 2.525, DE 18 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 2.525, DE 18 DE JUNHO DE 2009. CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia / / JANE APARECIDA FERREIRA =Responsável pelo placard= Dispõe sobre autorização

Leia mais

A OIT é uma organização internacional constituída para a melhoria das condições de trabalho, promoção da justiça social e dos direitos humanos

A OIT é uma organização internacional constituída para a melhoria das condições de trabalho, promoção da justiça social e dos direitos humanos A OIT é uma organização internacional constituída para a melhoria das condições de trabalho, promoção da justiça social e dos direitos humanos Organização Internacional composta por 186 Estados membros

Leia mais

Reunião Transfonteiriça Espanha Portugal SUMÁRIO. Boletim Informativo n.º 25. Balanço do 25.º Aniversário da Adesão à UE e Desafios para 2012

Reunião Transfonteiriça Espanha Portugal SUMÁRIO. Boletim Informativo n.º 25. Balanço do 25.º Aniversário da Adesão à UE e Desafios para 2012 Boletim Informativo n.º 25 SUMÁRIO REUNIÃO TRANSFONTEIRIÇA ESPANHA- PORTUGAL Pág. 1 MECANISMO INTERLIGAR EUROPA GALILEO SATELITE EUROPEU Pág. 2 FRONTEIRAS INTELIGENTES Pág. 3 LUTA CONTRA AS NOVAS DROGAS

Leia mais

INFORMAÇÕES PESSOAIS

INFORMAÇÕES PESSOAIS Rascunho do formulário modelo DS 160 para pedido de visto de entrada nos EUA: as informações abaixo descritas serão transferidas para o sistema de informações dos EUA e são de responsabilidade do requerente

Leia mais

Análise do discurso da imprensa nacional sobre os movimentos sociais da América Latina

Análise do discurso da imprensa nacional sobre os movimentos sociais da América Latina Anais do IV Simpósio Lutas Sociais na América Latina ISSN: 2177-9503 Imperialismo, nacionalismo e militarismo no Século XXI 14 a 17 de setembro de 2010, Londrina, UEL GT 2. Estado, ideologias e meios de

Leia mais

Planejamento Estratégico da Rede QPC

Planejamento Estratégico da Rede QPC Planejamento Estratégico da Rede QPC Projeto GERA AÇÃO FÓRUM QPC Vitória, 24 de outubro de 2006 O caminho... 1 o o ENCONTRO 24/nov/04 24/nov/04 Desafios e Oportunidades PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO LEVANTAMENTO

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 02/2013

COMUNICADO SDG Nº 02/2013 COMUNICADO SDG Nº 02/2013 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo divulga aos órgãos jurisdicionados da área municipal o calendário de obrigações para 2013 necessárias ao atendimento das exigências

Leia mais

Ucranianos em Portugal entregaram apelo aos deputados do Parlamento Português

Ucranianos em Portugal entregaram apelo aos deputados do Parlamento Português Esta tarde, foi realizada uma manifestação em frente da Assambleia da Republica Portuguesa em São Bento, durante qual, os representantes da comunidade Ucraniana residente em Portugal entregaram um apelo

Leia mais

1. Por que portar arma de fogo fora do serviço?

1. Por que portar arma de fogo fora do serviço? Não se discute a Legalidade do porte de arma de fogo de "uso permitido e restrito (P.40)" por policiais, mesmo fora de serviço, desde que estejam também de posse do CRAF (Certificado de Registro de Arma

Leia mais

Notícias Economia Internacional. e Indicadores Brasileiros. Nº 2/2 - Janeiro de 2014

Notícias Economia Internacional. e Indicadores Brasileiros. Nº 2/2 - Janeiro de 2014 Notícias Economia Internacional e Indicadores Brasileiros Nº 2/2 - Janeiro de 2014 Sindmóveis - Projeto Orchestra Brasil www.sindmoveis.com.br www.orchestrabrasil.com.br Realização: inteligenciacomercial@sindmoveis.com.br

Leia mais

O Invisível Caso do Uso de Crianças Soldado na Colômbia: Implicações nas Relações Internacionais.

O Invisível Caso do Uso de Crianças Soldado na Colômbia: Implicações nas Relações Internacionais. O Invisível Caso do Uso de Crianças Soldado na Colômbia: Implicações nas Relações Internacionais. Patrícia Nabuco Martuscelli * Resumo Existem cerca de 300.000 crianças soldado no mundo, mas esse tema

Leia mais

Aluno(a):... 29/09/2015

Aluno(a):... 29/09/2015 Caderno de Redação 9º ano Ensino Fundamental Aluno(a):... 29/09/2015 Este Caderno de Redação segue as novas diretrizes estabelecidas pela portaria nº 109, emitida em 27/05/2009, no Diário Oficial da União,

Leia mais

Tributo aos Combatentes Africanos

Tributo aos Combatentes Africanos Tributo aos Combatentes Africanos Foto Google Zona Leste Sector L 3 ( a zona a sul do Rio Corubal foi abandonada em 6 de Fevereiro de 1969, durante a Operação Mabecos Bravios) Após terminado o 2º ciclo

Leia mais

LEITE: Ameaças e Oportunidades

LEITE: Ameaças e Oportunidades Campo Grande-MS, 14 de maio de 2012. LEITE: Ameaças e Oportunidades Rodrigo Sant Anna Alvim Presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA 1 AGENDA: 1. MERCADO LÁCTEO; 2. AMEAÇAS AO SETOR

Leia mais

O desenvolvimento de qualquer país passa por uma atuação ativa de sua sociedade.

O desenvolvimento de qualquer país passa por uma atuação ativa de sua sociedade. O desenvolvimento de qualquer país passa por uma atuação ativa de sua sociedade. O Estadão criou uma iniciativa para debater e gerar ideias, propostas e soluções que contribuam com o desenvolvimento do

Leia mais

Treinamento de Prevenção a Lavagem de Dinheiro

Treinamento de Prevenção a Lavagem de Dinheiro Treinamento de Prevenção a Lavagem de Dinheiro 1. Introdução Esse treinamento visa orientar os colaboradores, parceiros, fornecedores, terceiros e pessoas com as quais mantém relacionamento comercial com

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL Dezembro de 2015

SONDAGEM INDUSTRIAL Dezembro de 2015 SONDAGEM INDUSTRIAL Dezembro de 2015 Indústria espera que as exportações cresçam no primeiro semestre de 2016 A Sondagem industrial, realizada junto a 154 indústrias catarinenses no mês de dezembro, mostrou

Leia mais

XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III. Memória da Reunião

XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III. Memória da Reunião XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III Memória da Reunião Realizou-se na cidade de Brasília, República Federativa do Brasil, dias 29 e 30 de outubro de 2008, a XX Reunião Especializada

Leia mais

MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL

MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES TERCEIRA AÇÃO INTERNACIONAL Autonomia econômica das mulheres Autonomia econômica das mulheres se refere à capacidade das mulheres de serem provedoras de seu próprio sustento,

Leia mais

EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade

EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade Page 1 of 8 EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade Sábado, 15 de Junho de 2013 CAPA EXPEDIENTE IPS TERRAMÉRICA VIDEOS AGENDA ARQUIVO CORPORATIVO FALE CONOSCO capa ambiente economia sociedade saúde educação

Leia mais

DITADURAS DE SEGURANÇA NACIONAL NA AMÉRICA LATINA ENRIQUE SERRA PADRÓS 2012

DITADURAS DE SEGURANÇA NACIONAL NA AMÉRICA LATINA ENRIQUE SERRA PADRÓS 2012 DITADURAS DE SEGURANÇA NACIONAL NA AMÉRICA LATINA ENRIQUE SERRA PADRÓS 2012 ANTECEDENTES GUERRA FRIA - REVOLUÇÃO BOLIVIANA (1952) - INTERVENÇÃO NA GUATEMALA (1954) - QUEDA DE GETÚLIO VARGAS (1954) - QUEDA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

Segurança e Defesa em Portugal e na Europa

Segurança e Defesa em Portugal e na Europa Palestra para a divulgação no Dia de Defesa Nacional sobre Segurança e Defesa em Portugal e na Europa Carlos R. Rodolfo, Calm (Ref.) Presidente da AFCEA Portugal Proferida no MDN em 02 Set 2011 1 AGENDA

Leia mais

Drogas, Violência e Estado de Exceção o caso da proibição da Marcha da Maconha Brasil,

Drogas, Violência e Estado de Exceção o caso da proibição da Marcha da Maconha Brasil, Drogas, Violência e Estado de Exceção o caso da proibição da Marcha da Maconha Brasil, Solidarizo-me com o grupo organizador Coletivo Marcha da Maconha Brasil e os congratulo pela iniciativa da realização

Leia mais

Mercado Externo. Preço do milho (ZCN5) Índice Dólar (DXY) Fonte: TradingView, CMEGroup

Mercado Externo. Preço do milho (ZCN5) Índice Dólar (DXY) Fonte: TradingView, CMEGroup Mercado Externo Segundo relatório de abril do U.S Departament of Agriculture USDA, a produção de milho dos EUA será 2,8% maior do que na safra anterior, com uma estimativa de produção total de 361,1 milhões

Leia mais

Torre de Babel. Luis Flavio Sapori. Nota sobre a I Conseg

Torre de Babel. Luis Flavio Sapori. Nota sobre a I Conseg Nota sobre a I Conseg Luís Flávio Sapori é doutor em Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro, professor e coordenador do curso de Ciências Sociais da Universidade Católica

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

ALGODÃO EM MATO GROSSO AGOSTO/15

ALGODÃO EM MATO GROSSO AGOSTO/15 ALGODÃO EM MATO GROSSO AGOSTO/15 CONJUNTURA MENSAL ANO 1. Nº 4 O 12º Levantamento de Safras da Conab, divulgado em 11 de setembro de 2015, consolidou os dados sobre produção, área e produtividade de algodão

Leia mais

ASSISTENCIA 24 HORAS AO ALUNO

ASSISTENCIA 24 HORAS AO ALUNO ASSISTENCIA 24 HORAS AO ALUNO 1. Objetivo Fornecimento de serviços de Assistência 24 horas Escolar, com as seguintes características: Abrangência: Território Nacional e exterior; Contratação: Compulsória;

Leia mais

SINCOR-SP 2016 ABRIL 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 ABRIL 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS ABRIL 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1

Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1 Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1 Conceito de Tecnologia Social aplicada a Municípios Sustentáveis: "Compreende técnicas, metodologias e experiências

Leia mais

Representatividade. Representamos 100% das Federações existentes de fato e de direito no Brasil, que são:

Representatividade. Representamos 100% das Federações existentes de fato e de direito no Brasil, que são: Representatividade Representamos 100% das Federações existentes de fato e de direito no Brasil, que são: FITV Federação Interestadual dos Vigilantes FEVASC Federação dos Vigilantes de Santa Catarina FEV

Leia mais

BID.50: CINQUENTA ANOS FINANCIANDO A DESIGUALDADE JÁ BASTA!

BID.50: CINQUENTA ANOS FINANCIANDO A DESIGUALDADE JÁ BASTA! BID.50: CINQUENTA ANOS FINANCIANDO A DESIGUALDADE JÁ BASTA! Os cinqüenta anos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) põem em evidência o fracasso da instituição em cumprir os seus objetivos,

Leia mais

1964-1985. Ministério Público Federal. Eugênia A. Gonzaga Fávero Procuradora da República em São Paulo

1964-1985. Ministério Público Federal. Eugênia A. Gonzaga Fávero Procuradora da República em São Paulo Ministério Público Federal MORTOS E DESAPARECIDOS POLÍTICOS BRASIL 1964-1985 Eugênia A. Gonzaga Fávero Procuradora da República em São Paulo Marlon Alberto Weichert Procurador Regional da República em

Leia mais

Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz

Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz Caros Amigos e Camaradas da Paz, Como é do vosso conhecimento, o nosso mundo encontra-se numa conjuntura

Leia mais