ONTEM MENINO, HOJE HOMEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ONTEM MENINO, HOJE HOMEM"

Transcrição

1 EDIÇÃO #235 OÁSIS VAI SER AVÓ DE QUEM? O fim da árvore genealógica e o fim dos tempos PUEBLA DOS ANJOS E dos mistérios do céu e da terra DUSTIN YELLIN Uma jornada através da mente de um artista OS RITOS DE PASSAGEM MAIS ESTRANHOS DO MUNDO ONTEM MENINO, HOJE HOMEM

2 POR LUIS PELLEGRINI A QUASE TOTAL ELIMINAÇÃO DOS RITOS DE PASSAGEM EM NOSSA CULTURA É EM PARTE RESPONSÁVEL PELA SÉRIA CRISE DE IDENTIDADE SOFRIDA NA ATUALIDADE POR TANTOS INDIVÍDUOS EDITOR O s ritos de passagem - celebrações que marcam mudanças de status de uma pessoa no seio de sua comunidade existem desde que o mundo é mundo. Alguns perduram até os dias de hoje, sobretudo nas sociedades que a vaidade intelectual ocidental costuma definir como primitivas. Existem também na nossa própria sociedade, embora a maioria das pessoas tenha perdido a noção do que eles realmente significam. Entre esses, o batismo e a primeira comunhão dos católicos, o bar mitzva dos judeus, e inclusive o prosaico baile das debutantes, quando as mocinhas vestem um longo pela primeira vez e são apresentadas à sociedade. Esses ritos podem ter caráter social, comunitário ou religioso e, mais do que representarem uma transição particular para o indivíduo, representavam igualmente a sua progressiva OÁSIS. EDITORIAL

3 aceitação e participação na sociedade na qual estava inserido, tendo, portanto, tanto cunho individual quanto coletivo. POR LUIS PELLEGRINI EDITOR A moderna psicologia, sobretudo a de linha arquetípica ou junguiana, confere uma importância de primeiríssimo plano aos ritos de passagem. São eles que conferem uma nova identidade real ao menino ou à menina, o que permite o seu inserimento tranquilo e hermonioso no mundo dos adultos. Para esses estudiosos, a quase total eliminação dessa tradição em nossa cultura é em parte responsável pela séria crise de identidade sofrida por tantos indivíduos. Enquanto isso, em outros lugares do mundo, sobretudo nas localidades mais isoladas, persistem ritos de passagem antiquíssimos. Nossa matéria de capa elenca alguns deles, curiosos, criativos, às vezes perigosos, mas sempre cheios de mistério e de significado. Confira. OÁSIS. EDITORIAL

4 ONTEM MENINO, HOJE HOMEM Os ritos de passagem mais estranhos do mundo COMPORTAMENTO OÁSIS. COMPORTAMENTO 4/47

5 R OÁSIS. COMPORTAMENTO Em quase todas as culturas tradicionais, os ritos de passagem assinalam o fim da infância e o início da idade adulta. Mas nem todos esses ritos são indolores e isentos de perigo como os nossos baile das debutantes, a primeira comunhão dos católicos ou o bar mitzva dos judeus. Existem aqueles que se lançam literalmente no vazio amarrados a um cipó nos tornozelos, e quem se deixa picar nas mãos por dezenas de formigas tropicais POR: LUIS PELLEGRINI itos de passagem são celebrações que marcam mudanças de status de uma pessoa no seio de sua comunidade. Esses ritos podem ter caráter social, comunitário ou religioso, e marcam momentos importantes na vida dos indivíduos. Os mais comuns são os ligados a nascimentos, mortes, casamentos e formaturas. Em nossa sociedade, os ritos ligados a nascimentos, mortes e casamentos são praticamente monopolizados pelas religiões. Já as formaturas não costumam ser, em si, religiosas, mas frequentemente têm importantes momentos religiosos. O termo rito de passagem foi popularizado pelo antropólogo alemão Arnold van Gennep no início do século vinte. Em todas as sociedades primitivas, determinados momentos na vida de seus membros eram marcados por cerimônias especiais, conhecidas como ritos de iniciação ou de passagem. Essas cerimônias, mais do que representarem uma transição particular para o indivíduo, representava igualmente a sua progressiva aceitação e participação na sociedade na qual estava inserido, tendo, portanto, tanto cunho individual quanto coletivo. Geralmente, a primeira dessas cerimônias era praticada dentro do próprio ambiente familiar, logo em seguida ao nascimento. Nesse rito, o recém-nascido era apresentado aos seus antecedentes diretos, e era reconhecido como sendo parte da linhagem ancestral. Seu nome, previamente escolhido, era então pronunciado para ele pela primeira vez, de forma solene. Alguns anos mais tarde, ao atingir a 5/47

6 Na galeria abaixo apresentamos alguns ritos de passagem realmente incríveis pelo menos para nos, ocidentais. Na Malásia, os rituais de passagem à base de sacrifícios corporais acontecem várias vezes ao ano Festa do Ramadã puberdade, o jovem passava por outra cerimônia. Para as mulheres, isso se dava geralmente no momento da primeira menstruação, marcando o fato que, entrando no seu período fértil, a garota estava apta a preparar-se para o casamento. Para os rapazes, a cerimônia geralmente se dava no momento em que ele fazia a caça e o abate do primeiro animal. Ambas ligadas, portanto, ao derramamento de sangue, tais ritos significavam a integração daquela pessoa como membro produtivo da tribo: ao derramar sangue para a preservação da comunidade (pela procriação ou pela alimentação), ela estava simbolicamente misturando o seu próprio sangue ao sangue do seu clã. OÁSIS. COMPORTAMENTO 6/47

7 1 Picados pelas formigas. Ela é uma Paraponera clavata, que os indígenas da Amazônia chamam tocandira e os de língua inglesa bullet ant, ou formiga-projétil. É assim chamada porque a dor que provoca quando pica com suas potentes mandíbulas é comparável à de um tiro de revólver. Para entrar no mundo dos adultos, os adolescentes homens da tribo dos Sateré Mawé, que vivem na fronteira entre o Amazonas e o Pará, desafiam esse monstruoso inseto uma das maiores formigas do mundo, chegando a 3 centímetros - enfiando as mãos no interior de um par de luvas (veja a foto) recheadas com dezenas dessas formigas. Os garotos têm que dançar com as mãos dentro da luva durante dez minutos. A dor pode durar até 24 horas e é tão intensa que o corpo sofre com convulsões. O mais inacreditável é que os homens da tribo repetem este ritual várias vezes durante a vida, para provar a sua masculinidade. E devem resistir sem gritar, sem chorar ou se lamentar durante pelo menos dez minutos! Vídeo : National Geographic OÁSIS. COMPORTAMENTO 7/47

8 2 Saltar no vazio. Para se tornar gente grande e demonstrar que não sentem medo, os adolescentes homens da tribo Sa, na Ilha de Pentecostes, no Arquipélago de Vanuatu, no Oceano Pacífico, devem se exibir no ritual do naghol (salto no vazio), um costume que inspirou o bungee jumping. Com os tornozelos atados a longos cipós, os garotos se atiram de torres de madeira com mais de 30 metros de altura. A prova é muito arriscada: se o cipó é demasiado curto eles podem bater contra as madeiras pontudas que sustentam a estrutura; se é demasiado longo batem no chão a uma velocidade superior a 50 quilômetros por hora. O ato é considerado uma prova de masculinidade para os rapazes, e o primeiro salto assinala a passagem deles à idade adulta. Este ritual serve como um rito de passagem e como um ritual de colheita dos habitantes de Vanuatu. Quando o mergulho é feito corretamente, o garoto deve encostar os ombros e a cabeça no chão. Entretanto, os cipós não são elásticos e um cálculo errado do comprimento da corda pode causar ferimentos sérios ou até mesmo a morte do garoto no ritual. Vídeo: National Geographic OÁSIS. COMPORTAMENTO 8/47

9 3 Veneno sagrado. A tribo indígena dos Matis, que vivem na floresta amazônica brasileira, realiza quatro testes com os garotos, para que eles mostrem que podem participar das caçadas com os outros homens. Primeiro, os garotos recebem veneno diretamente nos olhos, para supostamente melhorar a sua visão e aguçar os sentidos. Depois, eles são espancados e recebem chicotadas, para depois receber a inoculação do veneno de um sapo venenoso da região. A tribo acredita que o poderoso veneno do animal aumenta a força e a resistência, o que só acontece depois que o participante do ritual sofre com fortes enjoos, vômitos e diarreia. Quando os garotos passam por esta terrível sequência de testes, são considerados aptos a participar das caçadas da tribo. Foto: Paulo Whitaker OÁSIS. COMPORTAMENTO 9/47

10 4 Iniciação para canibais. Os Aghori, uma seita indiana cujos membros se concentram na cidade santa de Varanasi (a antiga Benares), costumam comer carne humana em certos momentos do seu caminho em direção à iluminação espiritual. Sua principal fonte de abastecimento são as piras funerárias que, diariamente, queimam cadáveres nas margens do Rio Ganges. Segundo os Aghori, essa prática, ligada à purificação da alma, contribui para manter o corpo sadio e evita as doenças. OÁSIS. COMPORTAMENTO 10/47

11 5 Sangue purificador. Para os Matausa, uma população do Arquipélago Papua Nova Guiné, o corpo da mulher não é puro e, de consequência, também os filhos que a mulher gera não são puros. Os jovens são purificados durante a adolescência (ou em alguns momentos importantes da vida, por exemplo pouco antes do casamento) com um ritual muito doloroso e violento: Eles inserem pela boca duas varetas e as fazem sair pelas narinas. O sangue e o muco que saem das feridas representam as impurezas que o menino recebeu da sua mãe, e que agora estão sendo expulsas. OÁSIS. COMPORTAMENTO 11/47

12 6 O rito das debutantes. Pouca gente sabe disso, mas os tradicionais bailes de debutantes, quando as jovens moças são apresentadas à sociedade, são uma versão moderna de ritos iniciáticos muito antigos e comuns a várias culturas ao redor do mundo. Assinalam sempre o fim da infância e o início da idade adulta, como nesta foto em que debutantes inglesas chegam para o seu grande baile. OÁSIS. COMPORTAMENTO 12/47

13 7 Circuncisão. Quando os meninos da tribo Xhosa, da África do Sul, chegam à adolescência, devem suportar a circuncisão feita a sangue frio, uma operação que, nos adultos, é particularmente dolorosa. Mas as penas dos jovens xhosa não são nada comparadas com as provas a que são submetidos os adolescentes de 14 a 16 anos, de ambos os sexos, da tribo Okiek, do Quênia. A iniciação começa com a circuncisão dos órgãos sexuais. Depois, os participantes ficam separados dos adultos do sexo oposto por um período de quatro a 24 semanas. Os jovens circuncisados têm que se pintar com argila branca e carvão, para ficarem com uma aparência selvagem, e na fase de isolamento recebem ensinamentos ministrados pelos anciãos da comunidade. Feita sem nenhuma anestesia ou cuidados higiênicos, essas circuncisões deixam os jovens propensos infecções. Ainda mais cruel, a circuncisão feminina consiste na remoção do clitóris, o que deixa a maioria delas incapaz de sentir prazer durante o sexo para o resto da vida. Caso as meninas se recusem a passar pelo rito são isoladas do resto da tribo. OÁSIS. COMPORTAMENTO 13/47

14 8 A golpes de pedra. Também no noroeste da Austrália, a cultura da tribo dos Unambal considera que os rapazes, para se tornarem homens, devam passar pela circuncisão quando aparecem os primeiros sinais de pelos na face. Mas o método usado é terrivelmente primitivo: o órgão masculino é comprimido sobre uma rocha e o prepúcio é cortado a golpes, com o uso de uma pedra afiada. Graças a controles governamentais, a prática diminuiu nos últimos anos. OÁSIS. COMPORTAMENTO 14/47

15 9 Bebês voadores. Todos os anos, na primeira semana de dezembro, no Estado de Karnataka, na Índia, acontece um ritual propiciatório particularmente terrificante. Os bebês nascidos no decorrer do ano são lançados do alto dos tetos dos templos, de alturas que superam os 30 metros. Embaixo, para acolhê-los, lençóis e colchas são segurados por parentes e amigos da criança. Segundo a tradição local, esse rito de passagem serve para trazer boa sorte e boa saúde aos recém- -chegados. As autoridades indianas proibiram recentemente o rito devido à sua periculosidade, mas em muitas aldeias da região ele continua a ser praticado. O vídeo abaixo, particularmente inquietante, mostra como o rito dos bebês voadores acontece. Vídeo: Bebês Voadores OÁSIS. COMPORTAMENTO 15/47

16 10 Pelados sobre os touros. A cerimônia do salto sobre os touros é um rito de passagem da tribo Hamar, da Etiópia, ao final da qual considera-se que os jovens participantes entraram na idade adulta e podem formar um casal com a amada escolhida. Completamente nus, os meninos devem passar correndo e saltando sobre uma fila de touros colocados lado a lado. As moças, por seu lado, deixam-se açoitar por mulheres mais velhas. OÁSIS. COMPORTAMENTO 16/47

17 11 Haja pancada. Rapazes da tribo nômade dos Fulani, na África ocidental (Mali e Níger), têm um rito de passagem muito doloroso para se tornar adultos: Eles lutam a golpes de chicotadas. Dois a dois, os rapazes se desafiam. Depois de escolher um bastão suficientemente robusto, o primeiro garoto investe contra o seu adversário e o golpeia o mais fortemente possível. A seguir, é a vez do seu adversário golpear, tomado pela mesma fúria. A multidão é quem decide quem é o vencedor, com base na força dos golpes e na resistência de quem os recebe. OÁSIS. COMPORTAMENTO 17/47

18 12 Passeando com os mortos. Algumas populações do Madagascar, na África Oriental, costumam exumar periodicamente os corpos dos próprios mortos para mudar o sudário funerário que os envolve. Os cadáveres, antes de serem novamente sepultados, são levados em procissão durante dois dias seguidos, durante os quais os familiares dançam, bebem muito álcool e fazem a festa. Esse rito, chamado Famadihana, é repetido enquanto perdurar na tribo a memória do defunto. OÁSIS. COMPORTAMENTO 18/47

19 13 Jantando com os mortos. Já os indígenas da tribo Toraja, uma população que vive nas montanhas da Indonésia, passam o ano inteiro com os próprios defuntos. No sentido literal da palavra. Depois de embalsamados com folmaldeído, os cadáveres permanecem na casa da família durante muitos anos. São simbolicamente nutridos, lavados e vestidos até que o processo de decomposição não esteja bem adiantado. OÁSIS. COMPORTAMENTO 19/47

20 14 Sepultura no céu. Algumas populações do Tibete não enterram ou cremam os seus mortos. Os cadáveres são transportados para o alto de montanhas com a ajuda de bois iaques, em longas procissões capitaneadas por monges budistas. Lá no alto, os corpos são desmembrados e oferecidos aos abutres, considerados como reencarnações de anjos. OÁSIS. COMPORTAMENTO 20/47

21 15 Creme de banana com vovó. Os Yanomamis, tribo que vive na Floresta Amazônica, não sepultam os próprios mortos. Eles os cremam e comem as suas cinzas misturadas a uma espécie de creme especial, feito à base de bananas amassadas. Na crença desses indígenas, esse ritual serve para liberar a alma do defunto e enviá-la ao mundo dos mortos. Foto: Odair Leal OÁSIS. COMPORTAMENTO 21/47

22 16 As viúvas de dedos cortados. Não é fácil ser mulher entre os Dani, tribo que habita no interior da Papua e que ainda cultiva costumes antigos de mais de dez mil anos. Entre eles, quando as mulheres ficam viúvas ou perdem um parente próximo, devem passar por um rito impressionante: a amputação das falanges dos dedos das mãos. Isso acontece até mesmo quando elas são meninas. Hoje, a prática foi proibida pelas autoridades. Mas é comum se ver, nos povoados que ladeiam o Rio Baliem, mulheres com partes dos dedos amputados como a da foto. Os polegares, no entanto, nunca são cortados. Sem eles a mulher não conseguiria mais desempenhar nenhum trabalho, nem em casa nem no campo... OÁSIS. COMPORTAMENTO 22/47

23 17 Ritos dos faquires. Enormes espadas trespassam as bochechas e os lábios desse jovem pertencente à comunidade chinesa de Phuket, na Tailândia. Mas ele não sangra e aparentemente não experimenta nenhuma dor: ele se encontra em estado de transe. É o momento culminante da Festa vegetariana, dedicado todos os outonos aos Nove Imperadores celestes. Com jejuns, sacrifícios, possessões e transes mediúnicos, essas divindades do panteão taoísta são invocadas durante nove dias seguidos para que tragam bênçãos e prosperidade. As pessoas, na ocasião, caminham sobre brasas ardentes ou sobre lâminas afiadas, sem demonstrar dor. OÁSIS. COMPORTAMENTO 23/47

24 18. Drogados e enjaulados. Os garotos da tribo indígena Algonquim, no Canadá, eram levados para uma área separada do restante do povo, e eram enjaulados. Quando trancafiados, recebiam uma dose de uma substância chamada de wysoccan, altamente alucinógena e quase cem vezes mais forte que o LSD. A intenção do ritual era fazer com que os garotos esquecessem todas as suas lembranças da infância, para que pudessem se tornar homens. O problema do ritual é que a força da substância é tão grande que muitos garotos perdiam a memória da família e da própria identidade, e alguns até mesmo paravam de falar. Os garotos que mostravam que ainda lembravam coisas da sua infância eram levados para tomar o wysoccan novamente. OÁSIS. COMPORTAMENTO 24/47

25 19. Festa da menina moça. Esta festa de iniciação é realizada pela tribo Tikuna, que vive na região norte da Amazônia. As garotas começam a participar da iniciação quando menstruam, e ficam durante 4 a 12 semanas em reclusão em um local construído na casa da família com este único propósito. Durante este período, acredita-se que a menina está no submundo, correndo perigo na presença de um demônio conhecido como Noo. Ao final do ritual, outras pessoas utilizam máscaras e se tornam reencarnações do demônio, e a garota fica durante dois dias com o corpo pintado de preto para se proteger do Noo. Na manhã do terceiro dia, ela pode sair da reclusão, e é levada por parentes para as festividades, em que dançam até o amanhecer. Neste momento, a garota recebe uma lança de fogo e deve jogá-la sobre o demônio. Depois disso, a tribo considera que a mulher pode entrar para a vida adulta com segurança. OÁSIS. COMPORTAMENTO 25/47

26 CRÔNICA VAI SER AVÓ DE QUEM? O fim da árvore genealógica... e o fim dos tempos OÁSIS. CRÔNICA 26/47

27 OÁSIS. CRÔNICA Replicamos esta crônica de Luiz Fernando Veríssimo como homenagem ao autor, nosso maior cronista, dono de exemplar bom-humor e de aguda inteligência ao examinar questões cruciais do momento presente. Prepare-se para rir... e pensar POR: LUIZ FERNANDO VERÍSSIMO Mãe, vou casar! Jura, meu filho?! Estou tão feliz! Quem é a moça? Não é moça. Vou casar com um moço.. O nome dele é Murilo. Você falou Murilo... Ou foi meu cérebro que sofreu um pequeno surto psicótico? Eu falei Murilo. Por que, mãe? Tá acontecendo alguma coisa? Nada, não... Só minha visão que está um pouco turva. E meu coração, que talvez dê uma parada. No mais, tá tudo ótimo. Se você tiver algum problema em relação a isto, melhor falar logo... Problema? Problema nenhum. Só pensei que algum dia ia ter uma nora... Ou isso. Você vai ter uma nora. Só que uma nora... Meio macho. Ou um genro meio fêmea. Resumindo: uma nora quase macho, tendendo a um genro quase fêmea... E quando eu vou conhecer o meu. A minha... O Murilo? Pode chamar ele de Biscoito. É o apelido. Tá! Biscoito... Já gostei dele.. Alguém com esse apelido só pode ser uma pessoa bacana. Quando o Biscoito vem aqui? Por quê? Por nada. Só pra eu poder desacordar seu pai com antecedência. Você acha que o Papai não vai aceitar? Claro que vai aceitar! Lógico que vai. Só não sei se ele vai sobreviver... Mas isso também é uma bobagem. Ele morre sabendo que você achou sua cara-metade. E olha que espetáculo: as duas metade com bigode. Mãe, que besteira... Hoje em dia... Praticamente todos os meus amigos são gays. Só espero que tenha sobrado algum que não 27/47

28 doar os óvulos. Ex-namorada? O Biscoito tem ex-namorada? Quando ele era hétero... A Veruska. Que Veruska? Namorada da Bel... Peraí. A ex-namorada do teu atual namorado... E a atual namorada da tua irmã. Que é minha filha também... Que se chama Bel. É isso? Porque eu me perdi um pouco... É isso. Pois é... A Veruska doou os óvulos. E nós vamos alugar um útero... De quem? Da Bel. Mas... Logo da Bel?! Quer dizer então... Que a Bel vai gerar um filho teu e do Biscoito. Com o teu espermatozoide e com o óvulo da namorada dela, que é a Veruska. Isso. Na televisão, Nathalia Timberg e Fernanda Montenegro dão o exemplo. Com casamento e beijo gay seja... Pra poder apresentar pra tua irmã. A Bel já tá namorando. A Bel? Namorando?! Ela não me falou nada... Quem é? Uma tal de Veruska. Como? Veruska... Ah!, bom! Que susto! Pensei que você tivesse falado Veruska. Mãe!!!... Tá..., tá..., tudo bem... Se vocês são felizes. Só fico triste porque não vou ter um neto.. Por que não? Eu e o Biscoito queremos dois filhos. Eu vou doar os espermatozoides. E a ex-namorada do Biscoito vai Luis Fernando Veríssimo, nosso cronista de exceção OÁSIS. CRÔNICA 28/47

29 Agora o óvulo vai ser da Bel. E o ventre da Veruska. Exato! Agora eu entendi! Agora eu realmente entendi... Entendeu o quê? Entendi que é uma espécie de swing dos tempos modernos! Que swing, mãe?!!... É swing, sim! Uma troca de casais... Com os óvulos e os espermatozoides, uma hora no útero de uma, outra hora no útero de outra... Mas... Mas uns tomates! Isso é um bacanal de última geração! E Esses aí se casaram e adotaram logo quatro Como ficarão as famílias tradicionais, como a da Rainha da Inglaterra? Restarão apenas nas fotos Essa criança, de uma certa forma, vai ser tua filha, filha do Biscoito, filha da Veruska e filha da Bel. Em termos... A criança vai ter duas mães : você e o Biscoito. E dois pais: a Veruska e a Bel. Por aí... Por outro lado, a Bel...,além de mãe, é tia... Ou tio... Porque é tua irmã. Exato. E ano que vem vamos ter um segundo filho. Aí o Biscoito é que entra com o espermatozoide. Que dessa vez vai ser gerado no ventre da Veruska... Com o óvulo da Bel. A gente só vai trocar. Só trocar, né? OÁSIS. CRÔNICA 29/47

30 Duas mulheres, 3 filhos Dois papais, dois filhotes. Todos na Parada Gay pior... Com incesto no meio.. A Bel e a Veruska só vão ajudar na concepção do nosso filho, só isso... Sei!!!... E quando elas quiserem ter filhos... Nós ajudamos. Quer saber? No final das contas não entendi mais nada. Não entendi quem vai ser mãe de quem, quem vai ser pai de quem, de quem vai ser o útero, o espermatozoide... A única coisa que eu entendi é que... Que...? Fazer árvore genealógica daqui pra frente... vai ser foda. OÁSIS. CRÔNICA 30/47

31 O vulcão Popocatépetl, em Puebla VIAGEM OÁSIS PUEBLA DOS ANJOS E dos mistérios do céu e da terra OÁSIS. VIAGEM OÁSIS 31/47

32 Com construções coloniais dos séculos 16, 17 e 18, a cidade mexicana tem como um de seus principais postais a Catedral Metropolitana, uma igreja que é uma das mais expressivas mostras do estilo arquitetônico herreriano do país e cuja construção está envolta por mistérios celestiais POR: FABÍOLA MUSARRA P uebla, uma cidade situada no estado de mesmo nome no centro de México, é mágica. Quer pelas lindíssimas construções coloniais dos séculos 16, 17 e 18 que abriga e que a fizeram ser declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 1987, quer pelo seu rico artesanato, por sua exótica gastronomia e pela simpatia de sua gente. Vigiada de perto pelo imponente Popocatépetl vulcão ativo que tinge a paisagem do Zócalo, como são chamados os espaços físicos onde ficam as praças principais do México, a cidade também é conhecida como Puebla dos Anjos. O apelido não é em vão. Ele provém de lendas locais. Segundo uma delas, anjos teriam descido dos céus para criar a cidade onde hoje vivem mais de três milhões de habitantes apenas na área metropolitana. Outra versão conta que, após terminar a construção da Catedral de Nossa Senhora da Imaculada Conceição (Nuestra Señora de la Inmaculada Concepción), surgiu a pergunta de como erguer o pesado sino de oito mil quilos até a torre da igreja. Durante muitos dias, o dilema tirou a tranqüilidade dos engenheiros e pedreiros. Parecia uma missão impossível de ser concretizada. Certa manhã, porém, os habitantes de Puebla, acordaram com as badaladas do sino. Mas, quem o subiu e de quê maneira?, todos se perguntavam. Sem respostas, os poblanos, nome que se dá OÁSIS. VIAGEM OÁSIS 32/47

33 Considerada como uma das mais importantes expressões do estilo herreriano de Puebla, a igreja tem sua arquitetura inspirada neste movimento desenvolvido a partir das últimas décadas do século 16, cujas obras impressionam pela severa grandiosidade. A catedral foi consagrada pelo mesmo bispo Juan de Palafox e Mendoza em uma missa realizada no dia 18 de abril de Somente depois de quase dois séculos, as fachadas renascentistas e as suas duas torres de mais de 70 metros de altura foram concluídas. Com o altar principal dedicado à Virgem da Imaculada Conceição e cercado por nove colunas em ônix, a igreja possui pesadas e grossas portas de madeira maciça e obras de pin Visão noturna da Catedral de Puebla às pessoas nascidas em Puebla, consideraram a execução da difícil tarefa como um milagre realizado por anjos. Eles teriam descido do céu para instalar o sino na torre. Desde esse instante, o sino ali permanece e, diariamente, brinda a todos aqueles que circulam ao redor da igreja com o alegre som de suas badaladas. Igreja de São Francisco, em Puebla Exuberância e grandiosidade Milagres celestiais à parte, a Catedral de Puebla merece mesmo ser visitada, tanto pela sua exuberante beleza como pela sua história. Começou a ser erguida em novembro de 1575, em cumprimento a uma ordem emitida pelo rei Felipe 2º da Espanha, mas as obras posteriormente ficaram paralisadas até os idos de 1600, quando o bispo Juan de Palafox e Mendoza chegou à cidade e ordenou a retomada de sua construção. OÁSIS. VIAGEM OÁSIS 33/47

34 Aprender e desvendar com calma as preciosidades existentes no interior da Catedral de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, mais do que uma simples visita a um templo de fé, é uma peregrinação obrigatória para quem visita Puebla. Também conhecida como Catedral Metropolitana, a igreja está localizada no coração da cidade, na Rua 16 de Setembro, entre as ruas 3 e 5 Oriente, centro histórico. Informações: No centro histórico de Puebla Fachada do Palácio Federal, em Puebla tores holandeses, além de ambientes interiores ornamentados por ricos e rebuscados detalhes em madeira, gesso e ouro 24 quilates, características típicas do barroco. Sua cúpula foi concluída em Com 59 metros de altura, a catedral abriga ainda um coro com três órgãos: um do século 17, outro do século 18 (ambos não funcionam, mas podem ser admirados) e o mais recente, cuja música embala as missas dos fiéis. Após as missas, 16 telões distribuídos pelo interior da igreja exibem vídeos explicativos sobre os detalhes de sua construção, de sua suntuosa arquitetura, dos altares dos Reis e do Perdão, da Capela do Espírito Santo, da sacristia e de suas obras sacras, verdadeiros tesouros do México. OÁSIS. VIAGEM OÁSIS 34/47

35 Campeonato Mundial de Ciclismo, Richmond, Virgínia Virginia sediará campeonato mundial de ciclismo Entre os dias 17 e 29 de setembro, Richmond, capital do Estado da Virginia (EUA), vai sediar o Union Cycliste Internationale (UCI) World Road Championships 2015, um dos maiores eventos de ciclismo de estrada do mundo. Aberta e gratuita ao público, a iniciativa reunirá mais de mil ciclistas de 75 países em 12 competições. Paralelo às corridas, a cidade norte-americana também será palco de festivais, shows e diversos outros eventos. Para quem é fã das aventuras sob duas rodas, a cidade reserva o Conquer the Cobbles (www.sportsbackers.org/events/2015-ride), propiciando as emoções de pedalar pelo mesmo circuito de estrada da competição oficial. Já para quem é adepto de mountain bike, Richmond disponibiliza as desafiadoras trilhas de mais de 13 quilômetros do James River Park. Outro endereço legal para praticar a modalidade é o Pocahontas State Park, que conta com 32 quilômetros de trilhas de diferentes níveis de dificuldade. Para quem curte passeios guiados, a dica é contratar um deles na Richmond Rides (www.richmondrides.net). Entre outras opções, a empresa oferece tours de bike por Church Hill, um bairro que concentra história e paisagens deslumbrantes, além de restaurantes onde é possível fazer uma pausa para degustar uma refeição. Também a agência Groovin Gears (www.groovingears.com) oferece passeios guiados. Só que os roteiros são percorridos a bordo de bicicletas elétricas eco-friendly, com capacidade para transportar de oito a 14 pessoas. Os tours têm duração média de duas horas e passam pelos bares, cervejarias e restaurantes da cidade. Para obter mais informações, acesse com/things-to-do/sports-recreatin e com OÁSIS. VIAGEM OÁSIS 3/11 35/47

36 Quando chega o verão, o país acolhe pitorescos e imperdíveis eventos. Se você estiver passeando por Frankfurt no período de 11 a 21 setembro, por exemplo, não deixe de ir conferir de perto um deles: o Dippe Fair, a divertida e maior feira de folclore regional germânica. Mais do que barraquinhas de comida, música ao vivo e cervejas e vinhos da melhor qualidade, o evento celebra antigas tradições alemãs e revive hábitos e costumes do século 14, constituindo-se num colorido espetáculo que merece ser assistido. Informações: culture-and-festivals/festivals/dippememess-spring.html A Dippe Fair, em Frankfurt, alegra a chegada do outono na Alemanha Festival de Folclore em Frankfurt Famosa pela Oktobersfest que promove em outubro de todos os anos em diversas de suas cidades, a Alemanha, porém, é muito mais do que essa tradicional festa regada a muita cerveja e embalada pelo alegre som de bandinhas típicas. OÁSIS. VIAGEM OÁSIS 3/11 36/47

37 Stonehenge irlandês Panorama de um dos círculos de pedras de Beaghmore, na Irlanda Se você já esteve em Stonehenge, o monumento megalítico da Idade do Bronze situado ao sul da Inglaterra, sabe que é preciso pagar uma taxa de entrada para visitá-lo. Talvez o que não saiba é que o seu equivalente na Irlanda do Norte não cobra nada. Assim, você pode conhecer de graça os sete círculos de pedra de Beaghmore, a 90 minutos de carro a oeste de Belfast. Um deles, conhecido como Dente do Dragão, ostenta cerca de 800 placas de pedra. Mais detalhes: OÁSIS. VIAGEM OÁSIS 3/11 37/47

38 Avião da Copa Airlines Hoje, o Brasil representa o terceiro maior mercado emissor de passageiros, ficando atrás somente do Panamá, sede da empresa e onde está baseado o Centro de Conexões das Américas, e da Colômbia, lar da antiga Aero República, hoje denominada Copa Airlines Colômbia. Criada em 1947, a companhia aérea opera em 75 destinos de 31 países nas Américas do Norte, Central, do Sul e do Caribe. Sua frota é integrada por 98 aviões, entre 72 Boeing 737 Next Generation e 26 Embraer-190. Copa Airlines comemora début no Brasil Ao chegar aos seus 15 anos no Brasil, a Copa Airlines (www. copaair.com) tem motivos de sobra para comemorar. Assim como os seus passageiros, que ao longo deste tempo ganharam mais opções de voos para novos destinos. Basta ver que das três frequências semanais ligando o País ao Panamá em 2000, a empresa aérea agora disponibiliza 92 voos semanais em oito cidades brasileiras. Ainda neste mesmo período, as frequências para São Paulo saltaram de três voos semanais para quatro diários. OÁSIS. VIAGEM OÁSIS 3/11 38/47

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Blog http://conquistadores.com.br. + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis)

Blog http://conquistadores.com.br. + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis) Blog http://conquistadores.com.br CONQUISTADORES + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis) Blog http://conquistadores.com.br CONQUISTADORES + dinheiro + mulheres + sucesso social (Este

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares BOLA NA CESTA Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares 25/04/2012 SINOPSE Essa é a história de Marlon Almeida. Um adolescente que tem um pai envolvido com a criminalidade. Sua salvação está no esporte.

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

CASA DE FAMÍLIA intervenção dos Vira-Latas sob o signo do sangue a ser realizada na Praça da Matriz / Largo da Freguesia do Ó

CASA DE FAMÍLIA intervenção dos Vira-Latas sob o signo do sangue a ser realizada na Praça da Matriz / Largo da Freguesia do Ó CASA DE FAMÍLIA intervenção dos Vira-Latas sob o signo do sangue a ser realizada na Praça da Matriz / Largo da Freguesia do Ó Uma sala de jantar de uma casa. A mesa está coberta com toalha vermelha. Cadeiras,

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9. I A primeira ideia do texto é o apelo à firmeza da fé.

Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9. I A primeira ideia do texto é o apelo à firmeza da fé. 1 Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9 Introdução: Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre. Não se deixem levar pelos diversos ensinos estranhos. É bom que o nosso coração seja

Leia mais

Ima. Sempre. em Frente. Eric Peleias

Ima. Sempre. em Frente. Eric Peleias Ima Sempre em Frente Eric Peleias Baseado em uma história real CAPÍTULO 1 LETÔNIA, DÉCADA DE 1940. 8 PODEM PARAR DE CAVAR! QUERO TODOS ENFILEIRADOS! O QUE ESTÃO ESPERANDO? ENFILEIRADOS, ANDEM LOGO! MUITO

Leia mais

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 03/03/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Versículos para decorar: 1 - O Espírito de Deus me fez; o sopro do Todo-poderoso me dá vida. (Jó 33:4)

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante.

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante. Aula 25 Creio na Igreja Católica.1 Frei Hipólito Martendal, OFM. 1. Leitura de At 2, 1-15. Ler e explicar... Dia de Pentecostes (=Quinquagésima) é o 50º dia depois da Páscoa. Os judeus celebravam a Aliança

Leia mais

mundo. A gente não é contra branco. Somos aliados, queremos um mundo melhor para todo mundo. A gente está sentindo muito aqui.

mundo. A gente não é contra branco. Somos aliados, queremos um mundo melhor para todo mundo. A gente está sentindo muito aqui. Em 22 de maio de 2014 eu, Rebeca Campos Ferreira, Perita em Antropologia do Ministério Público Federal, estive na Penitenciária de Médio Porte Pandinha, em Porto Velho RO, com os indígenas Gilson Tenharim,

Leia mais

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Bíblia para crianças apresenta AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19

1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19 1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19 Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim 17% não 83% 2. O que achou da transformação do Largo de Pinheiros? Diferente, muito

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

ATIVIDADES PARACURRICULARES DE ATRIBUIÇÕES PROFISSONAIS (APAP)

ATIVIDADES PARACURRICULARES DE ATRIBUIÇÕES PROFISSONAIS (APAP) ATIVIDADES PARACURRICULARES DE ATRIBUIÇÕES PROFISSONAIS (APAP) DAYUMA CRUZ 308.2095 2 Este relatório visa à inclusão do Relatório de Viagem nas Atividades Paracurriculares de Atribuições Profissionais

Leia mais

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 TESOUREIRO 41 ANOS DE TRABALHO Empresa Horizonte Nascido em Itapipoca, Ceará Idade: 76 anos Esposa: Maria Pinto de Oliveira Praciano Filhos: Lucineide Eu entrei na Empresa

Leia mais

Associação Lar do Neném

Associação Lar do Neném Criança Esperança 80 Associação Lar do Neném Recife-PE Marília Lordsleem de Mendonça Abraço solidário Todas as crianças são de todos : esse é o lema do Lar do Neném, uma instituição criada há 26 anos em

Leia mais

por ano para trocar o sangue. Page leu todos os livros do Aleister Crowley. Em 1977, eles já tinham se tornado a banda definitiva de iniciação.

por ano para trocar o sangue. Page leu todos os livros do Aleister Crowley. Em 1977, eles já tinham se tornado a banda definitiva de iniciação. O Led Zeppelin sempre foi complicado. Esse era o problema inicial deles. Os shows deles sempre tinham violência masculina. Isso foi um desvio nos anos 1970, que foi uma época muito estranha. Era uma anarquia

Leia mais

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 A mentira não agrada a Deus Principio: Quando mentimos servimos o Diabo o Pai da mentira. Versículo: O caminho para vida é de quem guarda o ensino, mas o que abandona

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

OITO PASSOS PARA ELIMINAR A ENXAQUECA, RECUPERANDO A AUTOESTIMA

OITO PASSOS PARA ELIMINAR A ENXAQUECA, RECUPERANDO A AUTOESTIMA OITO PASSOS PARA ELIMINAR A ENXAQUECA, RECUPERANDO A AUTOESTIMA OITO PASSOS PARA ELIMINAR A ENXAQUECA, RECUPERANDO A AUTOESTIMA Fátima Borges Silva 1ª Edição 2014 OITO PASSOS PARA ELIMINAR A ENXAQUECA,

Leia mais

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo.

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Sonhos Pessoas Para a grande maioria das pessoas, LIBERDADE é poder fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Trecho da música: Ilegal,

Leia mais

Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e (habitarei) à casa do Senhor enquanto eu viver. (Salmo 23.

Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e (habitarei) à casa do Senhor enquanto eu viver. (Salmo 23. Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e (habitarei) à casa do Senhor enquanto eu viver. (Salmo 23.6) Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Avé Maria. Anjinho da Guarda. S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Avé Maria. Anjinho da Guarda. S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Esta semana iremos tentar aprender a dar. A dar aos que mais precisam. E vamos ver que Dar é BRU TAL!!!! Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas

Leia mais

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME CENA 1. HOSPITAL. QUARTO DE. INTERIOR. NOITE Fernanda está dormindo. Seus pulsos estão enfaixados. Uma enfermeira entra,

Leia mais

Tirado do website: www.spiritlessons.com

Tirado do website: www.spiritlessons.com Tirado do website: www.spiritlessons.com A artista foi levada para o inferno pelo proprio senhor Jesus. Essa artista vinha atendendo as reuniões de oração desde Abril de 2009 e continua a faze-lo. Nisso

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido

Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido Você já pensou alguma vez que é possível crescer 10 vezes em várias áreas de sua vida e ainda por cima melhorar consideravelmente sua qualidade

Leia mais

14 segredos que você jamais deve contar a ele

14 segredos que você jamais deve contar a ele Link da matéria : http://www.dicasdemulher.com.br/segredos-que-voce-jamais-deve-contar-aele/ DICAS DE MULHER DICAS DE COMPORTAMENTO 14 segredos que você jamais deve contar a ele Algumas lembranças e comentários

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião Família Qual era a profissão dos seus pais? Como eles conciliavam trabalho e família? Como era a vida de vocês: muito apertada, mais ou menos, ou viviam com folga? Fale mais sobre isso. Seus pais estudaram

Leia mais

PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB

PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB A tradição de assistir ao pôr do sol ouvindo o Bolero de Ravel na Paraíba começou com uma grande coincidência. Um grupo de amigos se reuniu para assistir ao fenômeno na Praia

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

Guia do Mochileiro. www.thesimstv.net

Guia do Mochileiro. www.thesimstv.net Guia do Mochileiro O Guia do Mochileiro foi totalmente desenvolvido por mim. Os direitos autorais dele pertem exclusivamente ao LPTS, sendo proibida cópia parcial ou integral do texto e das fotos. Os Sims

Leia mais

Israel Operadora. Autoridade no Turismo Religioso. Peregrinações Religiosas no Brasil

Israel Operadora. Autoridade no Turismo Religioso. Peregrinações Religiosas no Brasil Israel Operadora Autoridade no Turismo Religioso Peregrinações Religiosas no Brasil Nossa Especialidade A Israel Operadora, empresa do Grupo Skill Supertravel é especializada em turismo religioso. Com

Leia mais

10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos

10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos VERSÃO FOTOGRAFIA 10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos Existem várias formas de alterar o resultado final de uma foto, seja através do ISO, da velocidade do obturador, da abertura

Leia mais

Contexto Espiritual.

Contexto Espiritual. Contexto Espiritual. Senisio Antonio 2 Contexto Espiritual Contexto Espiritual. 3 Senisio Antonio Projeto Força de Ler Senisio Antonio. 37980-000 Cássia MG Responsabilidade pela revisão: Maria Aparecida

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

Segundo Relatório de Intercâmbio de Longa Duração

Segundo Relatório de Intercâmbio de Longa Duração Segundo Relatório de Intercâmbio de Longa Duração Carlos Araujo RCRJ/Nova Iguaçu Odense, Danmark. Ainda depois de 4 meses na Dinamarca, este país ainda consegue fazer surpresas. Desde de agosto, a minha

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

Relaxamento: Valor: Técnica: Fundo:

Relaxamento: Valor: Técnica: Fundo: Honestidade Honestidade Esta é a qualidade de honesto. Ser digno de confiança, justo, decente, consciencioso, sério. Ser honesto significa ser honrado, ter um comportamento moralmente irrepreensível. Quando

Leia mais

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena OSUTERBOS DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. JANEIRO escrito por: Antפnio Carlos Calixto Filho Personagens: Dana de Oliveira uma moça simples ingênua morena olhos pretos como jabuticaba,1.70a,sarad a cabelos

Leia mais

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO Design & Saúde Financeira para maiores de 50 anos Vera Damazio Laboratório Design Memória Emoção :) labmemo (: O que Design tem a ver com Saúde Financeira para maiores de 50 anos? E o que faz um Laboratório

Leia mais

10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa

10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa 10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa Cães são uma fonte constante de amor e diversão, mas, além disso, nos ensinam algumas das maiores lições de nossas vidas Debbie Gisonni, do Cachorro:

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento.

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento. 10 Maneiras de se Casar com a Pessoa Errada O amor cego não é uma forma de escolher um parceiro. Veja algumas ferramentas práticas para manter os seus olhos bem abertos. por Rabino Dov Heller, Mestre em

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207 OLHAR GLOBAL Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas A poeira do renascimento 36 Fotografe Melhor n o 207 Olivier convida pessoas que encontra na rua ou na internet para posarem

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

Homens. Inteligentes. Manifesto

Homens. Inteligentes. Manifesto Homens. Inteligentes. Manifesto Ser homem antigamente era algo muito simples. Você aprendia duas coisas desde cedo: lutar para se defender e caçar para se alimentar. Quem fazia isso muito bem, se dava

Leia mais

I Tessalonicensses 4:13~18; a descrição do encontro

I Tessalonicensses 4:13~18; a descrição do encontro Arrebatamento (continuação) #70 Vamos agora, ver em detalhes a descrição do encontro de Jesus com a Igreja e a transformação dos nossos corpos para corpos gloriosos, iguais ao de Jesus. I Tessalonicensses

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro As festas juninas fazem parte da tradição católica, mas em muitos lugares essas festas perderam essa característica.

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

Laranja-fogo. Cor-de-céu

Laranja-fogo. Cor-de-céu Laranja-fogo. Cor-de-céu Talita Baldin Eu. Você. Não. Quero. Ter. Nome. Voz. Quero ter voz. Não. Não quero ter voz. Correram pela escada. Correram pelo corredor. Espiando na porta. Olho de vidro para quem

Leia mais

ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO

ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO PORTUGAL Vou Listar as Cidades de Norte a Sul. Porto Tem que comer um prato típico chamado Francesinha. É uma delícia. Não vou colocar foto do prato aqui,

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Coaching para pessoas disponíveis, ambos

Coaching para pessoas disponíveis, ambos Nota da Autora 1001 maneiras de ser Feliz, é o meu terceiro livro. Escrevi Coaching para mães disponíveis e Coaching para pessoas disponíveis, ambos gratuitos e disponíveis no site do Emotional Coaching.

Leia mais

A LIBERDADE COMO POSSÍVEL CAMINHO PARA A FELICIDADE

A LIBERDADE COMO POSSÍVEL CAMINHO PARA A FELICIDADE Aline Trindade A LIBERDADE COMO POSSÍVEL CAMINHO PARA A FELICIDADE Introdução Existem várias maneiras e formas de se dizer sobre a felicidade. De quando você nasce até cerca dos dois anos de idade, essa

Leia mais

Bartolomeu Campos Queirós. Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. I SBN 85-7694 - 111-2

Bartolomeu Campos Queirós. Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. I SBN 85-7694 - 111-2 Ficava intrigado como num livro tão pequeno cabia tanta história. O mundo ficava maior e minha vontade era não morrer nunca para conhecer o mundo inteiro e saber muito da vida como a professora sabia.

Leia mais

Visite nossa biblioteca! Centenas de obras grátis a um clique! http://www.portaldetonando.com.br

Visite nossa biblioteca! Centenas de obras grátis a um clique! http://www.portaldetonando.com.br Sobre a digitalização desta obra: Esta obra foi digitalizada para proporcionar de maneira totalmente gratuita o benefício de sua leitura àqueles que não podem comprá-la ou àqueles que necessitam de meios

Leia mais

Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL

Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL 1 Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL 04/03/2001 N Jo 9 1 Jesus ia caminhando quando viu um homem que tinha nascido cego. 2 Os seus discípulos perguntaram:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 25 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

Cemitério Municipal de Curitiba traz histórias e arte a céu aberto

Cemitério Municipal de Curitiba traz histórias e arte a céu aberto 1 de 7 04/06/2013 12:52 globo.com notícias esportes entretenimento vídeos ASSINE JÁ CENTRAL E-MAIL criar e-mail globomail free globomail pro ENTRAR Paraná 04/06/2013 09h20 - Atualizado em 04/06/2013 12h15

Leia mais

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG Um cacique kaingang, meu amigo, me escreveu pedindo sugestões para desenvolver, no Dia do Índio, o seguinte tema em uma palestra: "Os Valores Culturais da Etnia Kaingáng".

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais