A eficácia do treinamento auditivo em idosos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A eficácia do treinamento auditivo em idosos"

Transcrição

1 A eficácia do treinamento auditivo em idosos Palavras chave: audição, testes auditivos, envelhecimento Atualmente o envelhecimento populacional é um acentuado fenômeno mundial. Muitas deficiências sensoriais acompanham a velhice e uma delas é a presbiacusia, uma perda auditiva neurossensorial progressiva caracterizada por diminuição da audição bilateralmente, que acomete inicialmente as altas freqüências. Isso ocorre devido a mudanças fisiológicas e degenerativas que acontecem com o aumento da idade, e acarretam uma redução significativa na interação e nos contatos interpessoais dos indivíduos (Martin, Jerger, 2005). A presbiacusia é mencionada por alguns pesquisadores como o principal fator que explica a dificuldade de compreensão de fala desta população (Jerger et al, 1991). Entretanto, em muitos casos, a dificuldade de comunicação referida pelo idoso parece ser maior que a esperada dada ao grau da perda (Neves, Feitosa, 2003; Martin, Jerger, 2005). O processamento auditivo refere-se aos mecanismos e processos do sistema auditivo responsáveis pelos fenômenos comportamentais relacionados à: localização e lateralização do som, discriminação auditiva, reconhecimento de padrões sonoros (aspectos temporais da audição, resolução, integração e ordenação temporal), desempenho auditivo com sinais acústicos degradados e/ou competição sonora (ASHA, 1996). Na constatação de alguma alteração do processamento auditivo, alguns procedimentos são propostos na tentativa de minimizar as habilidades auditivas alteradas, entre elas, o treinamento auditivo. Desta forma, este estudo procurou avaliar o impacto de um programa de treinamento auditivo em idosos com envelhecimento saudável e sensibilidade auditiva normal e/ou perda auditiva neurossensorial de grau leve, a fim de contribuir para uma melhor qualidade de vida dessa população. Esta pesquisa consistiu em um estudo transversal descritivo realizado com idosos que participam do projeto de extensão Educação Física para a Terceira Idade desenvolvido na Escola de Educação Física Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais (EEFFTO-UFMG), no período compreendido entre Setembro a Novembro de O projeto deste estudo foi analisado e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais, sob parecer nº 478/07. Participaram do estudo 10 indivíduos, oito mulheres e dois homens, na faixa etária entre 64 a 72 anos. A avaliação dos sujeitos foi realizada em uma sala silenciosa da EEFFTO-UFMG, em duas etapas, sendo uma por semana, com duração de aproximadamente 50 minutos cada. 1ª etapa: Anamnese, avaliação audiológica básica e aplicação do Mini-Exame do Estado Mental (Folstein et al, 1975).

2 2ª etapa: Avaliação comportamental: Testes de Localização Sonora, Memória Seqüencial Verbal, Memória Seqüencial Não Verbal, Staggered Spondaic Word, Fala com Ruído, Competing Environmental Sounds, Teste de Padrão de freqüência e Teste de Padrão de duração. O treinamento auditivo realizado neste estudo baseou-se na proposta de Gil (2006), com algumas adaptações. Foram realizadas oito sessões, com duração de aproximadamente 50 minutos cada, realizadas uma vez por semana, individualmente, em uma sala silenciosa da EEFFTO-UFMG. As sessões foram organizadas em ordem crescente de complexidade em que foram treinados os aspectos de figura-fundo para sons verbais e para sons não verbais, freqüência e duração dos sons, e fechamento auditivo. Ao fim do treinamento auditivo os idosos foram reavaliados com a mesma bateria de testes utilizada na avaliação do processamento auditivo. QUADRO 1 - CRONOGRAMA DO PROGRAMA DE TREINAMENTO AUDITIVO Semana Procedimento 1 Synthetic Sentence Identification Teste Dicótico Não Verbal 2 Synthetic Sentence Identification Teste Dicótico Não Verbal 3 Teste Dicótico de Dígitos 4 Teste Dicótico de Dígitos 5 Teste de Padrão de Duração 6 Teste de Padrão de Freqüência 7 Teste de Padrão de Duração Teste de Padrão de Freqüência 8 Fala com ruído com frases

3 Foram encontrados os seguintes resultados pré e pós-treinamento auditivo: Tabela 1 - MEDIDAS DESCRITIVAS DOS TESTES COMPORTAMENTAIS DE PROCESSAMENTO AUDITIVO NAS AVALIAÇÕES INICIAL E FINAL DA AMOSTRA Média Mediana DP Mínimo Máximo p-valor MSNV MSV LS Inicial 2,2 1 0,6 2 3 Final 2,7 2 0,4 3 3 Inicial 2,3 1 0,6 2 3 Final 2,5 1 0,7 3 3 Inicial 3 2 0,6 3 4 Final 3,7 2 0, ,05* 0,186 0,018* CES (OD) Inicial 2,1 0 0, ,005* Final CES (OE) Inicial 2,8 0 1, ,005* Final 0,1 0 0,3 0 1 FR (OD) Inicial 81, ,005* Final 90,4 84 4, FR (OE) Inicial , Final 91,2 88 3, ,008* TPF (OD) Inicial , ,003* Final , TPF (OE) Inicial , ,005* Final , TPD (OD) Inicial , ,018* Final TPD (OE) Inicial , ,186 Final DNC DC Inicial 1,7 0 1,2 2 4 Final 0,2 0 0,4 0 1 Inicial 5,3 3 1,6 5 9 Final 2,1 1 1, ,009* 0,003* EC Inicial 9,5 4 3,5 9,5 16 0,003* Final 3,3 1 1,4 3 6 continua

4 conclusão Média Mediana DP Mínimo Máximo p-valor ENC TOT INV. Inicial 1,9 0 2,0 1,5 7 Final 0,5 0 0,7 0 2 Inicial 18,4 12 5,1 17,5 29 Final 6,1 2 2,1 6,5 9 Inicial 3,3 0 2,6 3 7 Final ,046* 0,003* 0,007* DIF. OR. Inicial -2,2-12 5,7-2,5 9 0,819 Final -0,9-5 3,3-0,5 6 DIF. ORD. Inicial 10,6 7 2, ,003* Final 3,8 2 1,3 4 6 IPRF (OD) Inicial 0,8 0,8 0,0 0,8 0,9 0,018* Final 0,9 0,8 0,0 0,9 0,9 IPRF (OE) Inicial 0,8 0,8 0,0 0,8 0,9 0,021* Final 0,9 0,8 0,0 0,9 0,9 Teste de Wilcoxon, p-valor significante < 0,05 (5) Legenda: DP - desvio padrão; MSNV memória seqüencial não - verbal; MSV - memória seqüencial verbal; LS - localização sonora; CES (OD) - competing environmental sounds da orelha direita; CES (OE) - competing environmental sounds da orelha esquerda; FR (OD) - fala com ruído da orelha direita; FR (OE) - fala com ruído da orelha esquerda; TPF (OD) - teste de padrão de freqüência da orelha direita; TPF (OE) - teste de padrão de freqüência da orelha esquerda; TPD (OD) - teste de padrão de duração da orelha direita; TPD (OE) - teste de padrão de duração da orelha esquerda; DNC - direita não competitiva; DC - direita competitiva; EC - esquerda competitiva; ENC - esquerda não-competitiva; TOT - total; INV. - inversão; DIF. OR. - diferença de orelha; DIF. ORD. - diferença de ordem; IPRF (OD) - índice percentual de reconhecimento de fala da orelha direita; IPRF (OE) - índice percentual de reconhecimento de fala da orelha esquerda Observa-se que todos os idosos avaliados apresentaram alteração, em no mínimo seis dos oito testes apresentados, evidenciando que a maioria dos sujeitos apresentou dificuldade para realizar as tarefas de localizar a fonte sonora, discriminar auditivamente os sons verbais e não-verbais, reconhecer padrões sonoros na presença de sinais acústicos competitivos e realizar o mecanismo fisiológico de ordenação temporal, corroborando a literatura (Babkoff et al, 2002; Caporali, Silva, 2004; Neves, Feitosa, 2003; Pinheiro, Pereira, 2004; Martin, Jerger, 2005).

5 Desta forma, conclui-se que o envelhecimento, por si só, pode levar a um Transtorno de Processamento Auditivo. Os idosos apresentaram dificuldades para realizar as tarefas de localização sonora, discriminação de sons verbais e não-verbais, fechamento auditivo, atenção seletiva, integração auditivo-visual, síntese binaural e realização do mecanismo fisiológico de ordenação temporal. O estudo estatístico demonstrou a efetividade do treinamento auditivo realizado nesta pesquisa, pois durante a reavaliação, os indivíduos apresentaram resultados estatisticamente significantes com a adequação ou melhora dos aspectos auditivos que se encontravam alterados. Foram verificados resultados estatisticamente significantes em todos os testes aplicados na avaliação, com exceção do Teste de Memória Seqüencial Verbal, Teste Padrão de Duração na orelha esquerda e viés Diferença de Orelha do Teste SSW. Dessa forma, faz se necessário a realização de novos estudos. Referências bibliográficas American Speech-Language-Hearing Association (ASHA) Central auditory processing: current status of research and implications for clinical practice. Rockville;1996. Babkoff H, Muchnik C, Ben-David N, Furst M, Even-Zohar S, Hildesheimer, M. Mapping lateralization of click trains in younger and older populations. Hear Res. 2002;165: Caporali AS, Silva JÁ. Reconhecimento de fala no ruído em jovens e idosos com perda auditiva. Rev Bras Otorrinolaringol. 2004;40: Folstein MF, Folstein SE, McHugh PR. Mini-Mental State : a practical method for drading the cognitive state of patients for the clinician. J Psychiatr Res. 1975;12: Gil D. Treinamento auditivo formal em adultos com deficiência auditiva. [tese]. São Paulo: Universidade Federal de São Paulo;2006. Jerger J, Jerger S, Pirozzolo F. Correlational analysis of speech audiometric scores, hearing loss, age and cognitive abilities in the elderly. Ear Hear. 1991;12: Martin JS, Jerger JF. Some effects of aging on central auditory processing. Jornal of Rehabilitation Research & Development. 2005;42: Neves VT, Feitosa MAG. Controvérsias ou complexidade na relação entre processamento temporal auditivo e envelhecimento? Rev Bras Otorrinolaringol. 2003;69: Pinheiro MMC, Pereira LD. Processamento auditivo em idosos: estudo da interação por meio de testes com estímulos verbais e não verbais. Rev Bras Otorrinolaringol. 2004;70:

Vivian Oliva Jorge EFEITOS DO TREINAMENTO AUDITIVO EM IDOSOS COM ENVELHECIMENTO NORMAL

Vivian Oliva Jorge EFEITOS DO TREINAMENTO AUDITIVO EM IDOSOS COM ENVELHECIMENTO NORMAL Vivian Oliva Jorge EFEITOS DO TREINAMENTO AUDITIVO EM IDOSOS COM ENVELHECIMENTO NORMAL Trabalho apresentado à banca examinadora para conclusão do curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina da Universidade

Leia mais

TÍTULO: CORRELAÇÃO ENTRE COGNIÇÃO E FUNCIONALIDADE EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE

TÍTULO: CORRELAÇÃO ENTRE COGNIÇÃO E FUNCIONALIDADE EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE TÍTULO: CORRELAÇÃO ENTRE COGNIÇÃO E FUNCIONALIDADE EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA AUTOR(ES):

Leia mais

Processamento auditivo: estudo em crianças com distúrbios da leitura e da escrita

Processamento auditivo: estudo em crianças com distúrbios da leitura e da escrita Frota ARTIGO S & ORIGINAL Pereira LD Processamento auditivo: estudo em crianças com distúrbios da leitura e da escrita Silvana Frota; Liliane Desgualdo Pereira RESUMO Objetivo: Avaliar o desempenho de

Leia mais

Avaliação do Processamento Auditivo Central em adolescentes expostos ao mercúrio metálico

Avaliação do Processamento Auditivo Central em adolescentes expostos ao mercúrio metálico Avaliação do Processamento Auditivo Central em adolescentes expostos ao mercúrio metálico Palavras-Chaves: percepção auditiva, intoxicação por mercúrio, adolescente. Introdução A exposição, os efeitos

Leia mais

TÍTULO: A INFLUÊNCIA DA DANÇA DO VENTRE NOS SINTOMAS DEPRESSIVOS EM IDOSAS DA COMUNIDADE

TÍTULO: A INFLUÊNCIA DA DANÇA DO VENTRE NOS SINTOMAS DEPRESSIVOS EM IDOSAS DA COMUNIDADE Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: A INFLUÊNCIA DA DANÇA DO VENTRE NOS SINTOMAS DEPRESSIVOS EM IDOSAS DA COMUNIDADE CATEGORIA:

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM CRIANÇAS COM DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM. CIEC, Instituto de Educação, Universidade do Minho, Braga, PORTUGAL

AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM CRIANÇAS COM DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM. CIEC, Instituto de Educação, Universidade do Minho, Braga, PORTUGAL AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM CRIANÇAS COM DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM Cristiane L Nunes 1, Liliane Desgualdo Pereira 2 & Graça S Carvalho 3 1,3 CIEC, Instituto de Educação, Universidade do Minho,

Leia mais

AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA DE IDOSOS USUÁRIOS DE PSFs NA CIDADE DE RECIFE-PE*

AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA DE IDOSOS USUÁRIOS DE PSFs NA CIDADE DE RECIFE-PE* AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA DE IDOSOS USUÁRIOS DE PSFs NA CIDADE DE RECIFE-PE* AUTOR: CLÁUDIA DANIELE BARROS LEITE-SALGUEIRO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO/MESTRADO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (EMAIL: daniele_leite_@hotmail.com)

Leia mais

A PRÁTICA DA TERAPIA OCUPACIONAL NA ESTIMULAÇÃO COGNITIVA DE IDOSOS QUE FREQUENTAM CENTRO DE CONVIVÊNCIA.

A PRÁTICA DA TERAPIA OCUPACIONAL NA ESTIMULAÇÃO COGNITIVA DE IDOSOS QUE FREQUENTAM CENTRO DE CONVIVÊNCIA. A PRÁTICA DA TERAPIA OCUPACIONAL NA ESTIMULAÇÃO COGNITIVA DE IDOSOS QUE FREQUENTAM CENTRO DE CONVIVÊNCIA. MEDEIROS 1, Halessandra; MORAES 2, Berla; PEDROSA 3, Mayra; RIBEIRO 4, Lys. RESUMO Este estudo

Leia mais

EFEITOS DA PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA MENTE ATIVA NO EQUILÍBRIO E COGNIÇÃO DE PARTICIPANTE COM DOENÇA DE ALZHEIMER

EFEITOS DA PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA MENTE ATIVA NO EQUILÍBRIO E COGNIÇÃO DE PARTICIPANTE COM DOENÇA DE ALZHEIMER EFEITOS DA PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA MENTE ATIVA NO EQUILÍBRIO E COGNIÇÃO DE PARTICIPANTE COM DOENÇA DE ALZHEIMER EFFECTS OF PARTICIPATION IN THE PROGRAM " MENTE ATIVO" IN BALANCE AND COGNITIVE FUNCTION

Leia mais

GRUPOS DE TERAPIA OCUPACIONAL NA ESTIMULAÇÃO COGNITIVA DE IDOSOS QUE RESIDEM EM INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA.

GRUPOS DE TERAPIA OCUPACIONAL NA ESTIMULAÇÃO COGNITIVA DE IDOSOS QUE RESIDEM EM INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA. GRUPOS DE TERAPIA OCUPACIONAL NA ESTIMULAÇÃO COGNITIVA DE IDOSOS QUE RESIDEM EM INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA. ANTUNES 1, Brenda; GOMES 2, Elaine; MORAES 3, Berla; SILVA 4, Daniele. RESUMO EM LÍNGUA

Leia mais

Resultados do teste de reconhecimento de fala em pacientes idosos pós adaptação da prótese auditiva

Resultados do teste de reconhecimento de fala em pacientes idosos pós adaptação da prótese auditiva Resultados do teste de reconhecimento de fala em pacientes idosos pós adaptação da prótese auditiva Angela Ribas Fonoaudióloga Professora do Programa de Mestrado e Doutorado em Distúrbios da Comunicação

Leia mais

Título: Teste de fala filtrada em indivíduos com perda auditiva neurossensorial em freqüências altas associada à presença de zonas mortas na cóclea.

Título: Teste de fala filtrada em indivíduos com perda auditiva neurossensorial em freqüências altas associada à presença de zonas mortas na cóclea. Título: Teste de fala filtrada em indivíduos com perda auditiva neurossensorial em freqüências altas associada à presença de zonas mortas na cóclea. Palavras chaves: audiometria, ruído, mascaramento, perda

Leia mais

TREINAMENTO AUDITIVO PARA TRANSTORNO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO TERAPÊUTICA

TREINAMENTO AUDITIVO PARA TRANSTORNO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO TERAPÊUTICA TREINAMENTO AUDITIVO PARA TRANSTORNO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO TERAPÊUTICA Auditory training for auditory processing disorder: a proposal for therapeutic intervention Alessandra

Leia mais

Apresentadoras: Ana Paula Corrêa Julia Tognozzi Orientação: Profa. Dra. Mariza R. Feniman Co-orientação: Maria Renata José

Apresentadoras: Ana Paula Corrêa Julia Tognozzi Orientação: Profa. Dra. Mariza R. Feniman Co-orientação: Maria Renata José Apresentadoras: Ana Paula Corrêa Julia Tognozzi Orientação: Profa. Dra. Mariza R. Feniman Co-orientação: Maria Renata José "Você já pensou o porquê das crianças irem mal na escola, mesmo sendo inteligentes

Leia mais

O efeito da aclimatização no reconhecimento de sentenças no silêncio e no ruído: avaliação sem as próteses auditivas.

O efeito da aclimatização no reconhecimento de sentenças no silêncio e no ruído: avaliação sem as próteses auditivas. O efeito da aclimatização no reconhecimento de sentenças no silêncio e no ruído: avaliação sem as próteses auditivas. Palavras-chaves: Aclimatização; Discriminação de Fala; Plasticidade neuronal. Autores:

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá

Universidade Estadual de Maringá Universidade Estadual de Maringá SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ REFERENTE AOS EDITAIS 003/2009, 004/2009 e 005/2009 QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: IINSTRUÇÕES

Leia mais

Processo de compartilhar um mesmo objeto de consciência. (Martino,2001).

Processo de compartilhar um mesmo objeto de consciência. (Martino,2001). Jornada sobre o Trabalhador em Teleatendimento/Telemarketing APMT/2009 AUDIÇÃO EM TELESSERVIÇOS: SÁUDE AUDITVA e AUDIÇÃO ATIVA VERA CECILIA GELARDI Audição e Comunicação Operador de Teleserviço Profissional

Leia mais

Fga. Maria Aurélia de F. Coimbra Amatucci. out/2012

Fga. Maria Aurélia de F. Coimbra Amatucci. out/2012 Fga. Maria Aurélia de F. Coimbra Amatucci out/2012 É o que fazemos com que ouvimos. (Katz, 1996) É como a orelha conversa com o cérebro. (Musiek, 1994) Compreensão de como as orelhas comunicam-se com o

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: HÁ DIFERENÇA NA DISTRIBUIÇÃO ENTRE IDOSOS POR SEXO?

HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: HÁ DIFERENÇA NA DISTRIBUIÇÃO ENTRE IDOSOS POR SEXO? HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: HÁ DIFERENÇA NA DISTRIBUIÇÃO ENTRE IDOSOS POR SEXO? Enelúzia Lavynnya Corsino de Paiva China (1); Lucila Corsino de Paiva (2); Karolina de Moura Manso da Rocha (3); Francisco

Leia mais

Processamento Auditivo (Central)

Processamento Auditivo (Central) Processamento Auditivo (Central) O QUE É PROCESSAMENTO AUDITIVO (CENTRAL)? É o conjunto de processos e mecanismos que ocorrem dentro do sistema auditivo em resposta a um estímulo acústico e que são responsáveis

Leia mais

UMA ANÁLISE DA REAÇÃO DE IDOSOS FRENTE À VIOLÊNCIA

UMA ANÁLISE DA REAÇÃO DE IDOSOS FRENTE À VIOLÊNCIA UMA ANÁLISE DA REAÇÃO DE IDOSOS FRENTE À VIOLÊNCIA Renata Alesandra Oliveira Neves* renataneves15@hotmail.com Antônio Guedes Rangel Júnior* rangeljunior@msn.com Kalina de Lima Santos* Kalinalimalima17@hotmail.com

Leia mais

AVALIAÇÃO. Introdução à Neuropsicologia. Introdução à Neuropsicologia LINGUAGEM: AVALIAÇÃO 25/3/2015 AULA 2

AVALIAÇÃO. Introdução à Neuropsicologia. Introdução à Neuropsicologia LINGUAGEM: AVALIAÇÃO 25/3/2015 AULA 2 AULA 2 LINGUAGEM: AVALIAÇÃO Professor Ms. Gleidis Roberta Guerra - Fonoaudióloga, Pedagoga e Psicopedagoga - Especialista em Distúrbios do Desenvolvimento - Mestre em Distúrbios da Comunicação Humana pela

Leia mais

ANÁLISE DA INTERAÇÃO COMUNICATIVA DO PROFESSOR COM O ALUNO DEFICIENTE AUDITIVO

ANÁLISE DA INTERAÇÃO COMUNICATIVA DO PROFESSOR COM O ALUNO DEFICIENTE AUDITIVO ANÁLISE DA INTERAÇÃO COMUNICATIVA DO PROFESSOR COM O ALUNO DEFICIENTE AUDITIVO PALAVRAS CHAVE: DEFICIENCIA AUDITIVA, EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO. INTRODUÇÃO Discute-se no panorama nacional, na área da Educação,

Leia mais

PROCESSAMENTO AUDITIVO E POTENCIAIS EVOCADOS AUDITIVOS DE TRONCO CEREBRAL (BERA)

PROCESSAMENTO AUDITIVO E POTENCIAIS EVOCADOS AUDITIVOS DE TRONCO CEREBRAL (BERA) Marcela Pfeiffer PROCESSAMENTO AUDITIVO E POTENCIAIS EVOCADOS AUDITIVOS DE TRONCO CEREBRAL (BERA) Dissertação apresentada ao curso de Mestrado Profissionalizante em Fonoaudiologia da Universidade Veiga

Leia mais

Speech Recognition and the word predictability in the elderly: Literature review

Speech Recognition and the word predictability in the elderly: Literature review Reconhecimento de fala e a previsibilidade da palavra em idosos: Revisão de literatura Speech Recognition and the word predictability in the elderly: Literature review Reconocimiento de habla y la predicción

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Camila Nascimento Franciscato A HABILIDADE DE ATENÇÃO SELETIVA EM UM GRUPO DE IDOSOS PORTADORES DE PERDA AUDITIVA

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Camila Nascimento Franciscato A HABILIDADE DE ATENÇÃO SELETIVA EM UM GRUPO DE IDOSOS PORTADORES DE PERDA AUDITIVA UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Camila Nascimento Franciscato A HABILIDADE DE ATENÇÃO SELETIVA EM UM GRUPO DE IDOSOS PORTADORES DE PERDA AUDITIVA CURITIBA, 2011 A HABILIDADE DE ATENÇÃO SELETIVA EM UM GRUPO

Leia mais

Palavras-chave: Presbiacusia, AASI, Reabilitação Auditiva

Palavras-chave: Presbiacusia, AASI, Reabilitação Auditiva Análise do Aproveitamento de um Programa de Reabilitação para Idosos Usuários de AASI Em geral a presbiacusia não está associada somente à diminuição da intensidade com que os sons são ouvidos, mas sim

Leia mais

A influência do ruído ambiental no desempenho de escolares nos testes de padrão tonal de frequência e padrão tonal de duração

A influência do ruído ambiental no desempenho de escolares nos testes de padrão tonal de frequência e padrão tonal de duração A influência do ruído ambiental no desempenho de escolares nos testes de padrão tonal de frequência e padrão tonal de duração Palavras-chave: Ruído, Testes auditivos, percepção auditiva INTRODUÇÃO A poluição

Leia mais

CAPACIDADE FUNCIONAL E QUALIDADE DE VIDA DO PACIENTE COM DEMÊNCIA DE ALZHEIMER

CAPACIDADE FUNCIONAL E QUALIDADE DE VIDA DO PACIENTE COM DEMÊNCIA DE ALZHEIMER CAPACIDADE FUNCIONAL E QUALIDADE DE VIDA DO PACIENTE COM DEMÊNCIA DE ALZHEIMER Clariany Soares Cardoso 1 ; Gustavo Christofoletti 2 ; Eberson da Silva Rodrigues do Nascimento 3 1 Bolsista PBIC/UEG, graduada

Leia mais

Revista Brasileira em Promoção da Saúde ISSN: 1806-1222 rbps@unifor.br Universidade de Fortaleza Brasil

Revista Brasileira em Promoção da Saúde ISSN: 1806-1222 rbps@unifor.br Universidade de Fortaleza Brasil Revista Brasileira em Promoção da Saúde ISSN: 1806-1222 rbps@unifor.br Universidade de Fortaleza Brasil Chaves Martins, Nívea Franklin; Magalhães, Hipólito Virgílio Terapia de processamento auditivo no

Leia mais

UFSM. Dissertação de Mestrado APLICABILIDADE DE UMA BATERIA DE TRIAGEM DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM ESCOLARES COM IDADES ENTRE 8 E 10 ANOS

UFSM. Dissertação de Mestrado APLICABILIDADE DE UMA BATERIA DE TRIAGEM DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM ESCOLARES COM IDADES ENTRE 8 E 10 ANOS UFSM Dissertação de Mestrado APLICABILIDADE DE UMA BATERIA DE TRIAGEM DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM ESCOLARES COM IDADES ENTRE 8 E 10 ANOS Larissa Fortunato Simon PPGDCH Santa Maria, RS, Brasil 2006 APLICABILIDADE

Leia mais

Desempenho comunicativo de crianças com síndrome de Down em duas situações diferentes

Desempenho comunicativo de crianças com síndrome de Down em duas situações diferentes Desempenho comunicativo de crianças com síndrome de Down em duas situações diferentes Palavras-chave: síndrome de Down; desenvolvimento da linguagem; adores A pragmática estuda a competência envolvida

Leia mais

SIMONE LOURENÇO DO VALE AVALIAÇÃO SIMPLIFICADA DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM CRIANÇAS DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE BELO HORIZONTE

SIMONE LOURENÇO DO VALE AVALIAÇÃO SIMPLIFICADA DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM CRIANÇAS DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE BELO HORIZONTE SIMONE LOURENÇO DO VALE AVALIAÇÃO SIMPLIFICADA DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM CRIANÇAS DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE BELO HORIZONTE Trabalho apresentado à Banca examinadora para a conclusão do curso de fonoaudiologia

Leia mais

Revista Brasileira de Otorrinolaringologia Print ISSN 0034-7299

Revista Brasileira de Otorrinolaringologia Print ISSN 0034-7299 Revista Brasileira de Otorrinolaringologia Print ISSN 0034-7299 Rev. Bras. Otorrinolaringol. vol.70 no.6 São Paulo Nov./Dec. 2004 doi: 10.1590/S0034-72992004000600017 ARTIGO ORIGINAL Reabilitação auditiva

Leia mais

Avaliação do Padrão de Duração no Teste de Próteses Auditivas

Avaliação do Padrão de Duração no Teste de Próteses Auditivas Artigo Original Avaliação do Padrão de Duração no Teste de Próteses Auditivas Evaluation of the Pattern Duration in Hearing Aids Testing Maria Inês Dornelles da Costa Ferreira*, Fernanda Scheffer Frosi**,

Leia mais

Avaliação do Processamento Numérico e de Cálculo em Pacientes com Afasia

Avaliação do Processamento Numérico e de Cálculo em Pacientes com Afasia Avaliação do Processamento Numérico e de Cálculo em Pacientes com Afasia Resumo Introdução: A alteração da habilidade de calcular, subseqüente a lesão cerebral, é conhecida como acalculia. Esta alteração

Leia mais

Software para reabilitação auditiva de crianças com distúrbios no processamento auditivo central

Software para reabilitação auditiva de crianças com distúrbios no processamento auditivo central Software para reabilitação auditiva de crianças com distúrbios no processamento auditivo central A software for auditory rehabilitation of central auditory processing disorder children Ademir Antonio Comerlatto

Leia mais

MARIA FERNANDA SIMÕES DOS SANTOS FRASCÁ

MARIA FERNANDA SIMÕES DOS SANTOS FRASCÁ MARIA FERNANDA SIMÕES DOS SANTOS FRASCÁ Processamento auditivo em teste e reteste: confiabilidade da avaliação Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para obtenção

Leia mais

PROCESSAMENTO AUDITIVO EM IDOSOS: IMPLICAÇÕES E SOLUÇÕES

PROCESSAMENTO AUDITIVO EM IDOSOS: IMPLICAÇÕES E SOLUÇÕES 146 PROCESSAMENTO AUDITIVO EM IDOSOS: IMPLICAÇÕES E SOLUÇÕES Auditory processing in elderly: implications and solutions Leonardo Henrique Buss (1), Lílian Seligman Graciolli (2), Angela Garcia Rossi (3)

Leia mais

UNICAMP Faculdade de Ciências Médicas Fonoaudiologia. Filipe Modesto

UNICAMP Faculdade de Ciências Médicas Fonoaudiologia. Filipe Modesto UNICAMP Faculdade de Ciências Médicas Fonoaudiologia Filipe Modesto Abril/2014 Introdução à anatomia e fisiologia do sistema auditivo; O papel da audição no nosso dia-a-dia; Vida universitária e Audição

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO GERIÁTRICA DE IDOSOS INSERIDOS EM UM CENTRO ESPECIALIZADO DE CONVIVÊNCIA SOB A ÓTICA DA ATENÇÃO BÁSICA

TÍTULO: AVALIAÇÃO GERIÁTRICA DE IDOSOS INSERIDOS EM UM CENTRO ESPECIALIZADO DE CONVIVÊNCIA SOB A ÓTICA DA ATENÇÃO BÁSICA TÍTULO: AVALIAÇÃO GERIÁTRICA DE IDOSOS INSERIDOS EM UM CENTRO ESPECIALIZADO DE CONVIVÊNCIA SOB A ÓTICA DA ATENÇÃO BÁSICA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: MEDICINA INSTITUIÇÃO:

Leia mais

RENATA ALONSO. Avaliação eletrofisiológica e comportamental do processamento auditivo (central) e treinamento auditivo em indivíduos idosos

RENATA ALONSO. Avaliação eletrofisiológica e comportamental do processamento auditivo (central) e treinamento auditivo em indivíduos idosos RENATA ALONSO Avaliação eletrofisiológica e comportamental do processamento auditivo (central) e treinamento auditivo em indivíduos idosos Tese apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São

Leia mais

Fábio Henrique Pinheiro; Simone Aparecida Capellini

Fábio Henrique Pinheiro; Simone Aparecida Capellini ARTIGO ORIGINAL TREINAMENTO AUDITIVO: IMPLICAÇÕES EDUCACIONAIS DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES AUDITIVAS DE ESCOLARES COM DISTÚRBIO DE APRENDIZAGEM, ANTES E APÓS TREINAMENTO AUDITIVO, E SUAS IMPLICAÇÕES

Leia mais

Análise das respostas eletrofisiológicas de longa latência P300 em escolares com e sem sintomas de Transtorno do Processamento Auditivo

Análise das respostas eletrofisiológicas de longa latência P300 em escolares com e sem sintomas de Transtorno do Processamento Auditivo Ana Paula Ferreira Rocha Análise das respostas eletrofisiológicas de longa latência P300 em escolares com e sem sintomas de Transtorno do Processamento Auditivo Trabalho apresentado à banca examinadora

Leia mais

Estudo do perfil audiológico de pacientes com idade acima de 60 anos

Estudo do perfil audiológico de pacientes com idade acima de 60 anos Estudo do perfil audiológico de idade acima de 60 anos Ana Paula Krempel Jurca 1 Fernanda Carla Chagas Pinheiro 1 Karina de Castro Martins 1 Lilian Francisca Herrera 1 Luciane Marins Colleone Sandra de

Leia mais

Ana Karina Lima Buriti; Marine Raquel Diniz da Rosa

Ana Karina Lima Buriti; Marine Raquel Diniz da Rosa Buriti ARTIGO AKL de & revisão Rosa MRD Percepção auditiva em escolares com dislexia: uma revisão sistemática Ana Karina Lima Buriti; Marine Raquel Diniz da Rosa RESUMO Objetivo: O objetivo deste trabalho

Leia mais

A relação entre o envelhecimento e a habilidade de escuta dicótica em indivíduos com mais de 50 anos

A relação entre o envelhecimento e a habilidade de escuta dicótica em indivíduos com mais de 50 anos Processamento Auditivo e Envelhecimento 331 A relação entre o envelhecimento e a habilidade de escuta dicótica em indivíduos com mais de 50 anos The relationship between aging and dichotic listening ability

Leia mais

A percepção do handicap em adultos candidatos ao uso de aparelhos. auditivos. Fabiane Acco Mattia Fonoaudióloga Especialização em Audiologia

A percepção do handicap em adultos candidatos ao uso de aparelhos. auditivos. Fabiane Acco Mattia Fonoaudióloga Especialização em Audiologia A percepção do handicap em adultos candidatos ao uso de aparelhos auditivos Fabiane Acco Mattia Fonoaudióloga Especialização em Audiologia Karlin Fabianne Klagenberg Fonoaudióloga Doutorado em Distúrbios

Leia mais

PERDA AUDITIVA EM IDOSOS: RELAÇÃO ENTRE QUEIXA AUDITIVA E DIAGNÓSTICO AUDIOLÓGICO E VERIFICAÇÃO DA OCORRÊNCIA DE UTILIZAÇÃO DA PRÓTESE AUDITIVA

PERDA AUDITIVA EM IDOSOS: RELAÇÃO ENTRE QUEIXA AUDITIVA E DIAGNÓSTICO AUDIOLÓGICO E VERIFICAÇÃO DA OCORRÊNCIA DE UTILIZAÇÃO DA PRÓTESE AUDITIVA PERDA AUDITIVA EM IDOSOS: RELAÇÃO ENTRE QUEIXA AUDITIVA E DIAGNÓSTICO AUDIOLÓGICO E VERIFICAÇÃO DA OCORRÊNCIA DE UTILIZAÇÃO DA PRÓTESE AUDITIVA BRUNA BARCELLOS COSTI Monografia apresentada como exigência

Leia mais

A relação entre o teste SSW e a latência da onda P3

A relação entre o teste SSW e a latência da onda P3 1 1 PATRÍCIA LAWALL LOPES SCHRÖDER A relação entre o teste SSW e a latência da onda P3 Dissertação apresentada ao Mestrado Profissionalizante em Fonoaudiologia, da Universidade Veiga de Almeida, como requisito

Leia mais

ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS AO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NO SOLO E NA ÁGUA

ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS AO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NO SOLO E NA ÁGUA ISBN 978-85-61091-05-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS AO TRATAMENTO

Leia mais

PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL X DISTÚRBIO DE APRENDIZAGEM

PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL X DISTÚRBIO DE APRENDIZAGEM Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL X DISTÚRBIO DE APRENDIZAGEM O que o sistema processamento auditivo

Leia mais

AVALIAÇÃO DA MEMÓRIA EM INTEGRANTES DE ATIVIDADES EM GRUPO

AVALIAÇÃO DA MEMÓRIA EM INTEGRANTES DE ATIVIDADES EM GRUPO AVALIAÇÃO DA MEMÓRIA EM INTEGRANTES DE ATIVIDADES EM GRUPO CASAROTTO, Veronica Jocasta 1, SILVA, Marília Gomes²; DIAS, Caliandra Letiere Coelho 3 ; ROSO, Clarice Zuquetto Viana 4 ; PICCININI, Aline Martinelli

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PSICOMOTOR EM CRIANÇAS COM DISLEXIA DESENVOLVIMENTAL

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PSICOMOTOR EM CRIANÇAS COM DISLEXIA DESENVOLVIMENTAL AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PSICOMOTOR EM CRIANÇAS COM DISLEXIA DESENVOLVIMENTAL RESUMO A dislexia é um transtorno no déficit linguístico que dificulta a aprendizagem de leitura, escrita, soletração e decodificação

Leia mais

PERDA AUDITIVA INDUZIDA POR RUÍDO (PAIR). CID 10 (H 83.3) 1 CARACTERÍTICAS GERAIS

PERDA AUDITIVA INDUZIDA POR RUÍDO (PAIR). CID 10 (H 83.3) 1 CARACTERÍTICAS GERAIS PERDA AUDITIVA INDUZIDA POR RUÍDO (PAIR). CID 10 (H 83.3) 1 CARACTERÍTICAS GERAIS As doenças otorrinolaringológicas relacionadas ao trabalho são causadas por agentes ou mecanismos irritativos, alérgicos

Leia mais

20/08/2010 REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA NA PESSOA COM TRANSTORNO DE APRENDIZAGEM

20/08/2010 REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA NA PESSOA COM TRANSTORNO DE APRENDIZAGEM I Seminário de Reabilitação Cognitiva nos Transtornos de REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA NA PESSOA COM TRANSTORNO DE APRENDIZAGEM Marina Nery 1 Conceito Transtorno de Transtorno de Dificuldade de Inteligência

Leia mais

Análise de erros nas frases apresentadas na versão em português brasileiro do teste de identificação de sentenças dicóticas *

Análise de erros nas frases apresentadas na versão em português brasileiro do teste de identificação de sentenças dicóticas * Análise de erros nas frases apresentadas na versão em português brasileiro do teste de identificação de sentenças dicóticas * Adriana N Andrade ** Érika C Bucuvic *** Daniela Gil **** Maria C M Iorio *****

Leia mais

DEPRESSÃO E AVC NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO HUMANO: UM ESTUDO DE CASO-CONTROLE

DEPRESSÃO E AVC NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO HUMANO: UM ESTUDO DE CASO-CONTROLE DEPRESSÃO E AVC NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO HUMANO: UM ESTUDO DE CASO-CONTROLE Autores: Beatriz Mendes Pereira; Francisco Wilson Nogueira Holanda Júnior; Maria Emanuela Matos Leonardo; Maricélia Alves

Leia mais

Scale of Auditory Behaviors e testes auditivos comportamentais para avaliação do processamento auditivo em crianças falantes do português europeu

Scale of Auditory Behaviors e testes auditivos comportamentais para avaliação do processamento auditivo em crianças falantes do português europeu Artigo Original Original Article Cristiane Lima Nunes 1 Liliane Desgualdo Pereira 2 Graça Simões de Carvalho 1 Scale of Auditory Behaviors e testes auditivos comportamentais para avaliação do processamento

Leia mais

Cíntia Santos Silva Machado (1), Hálida Larissa Batista da Silva do Valle (2), Karen Maria de Paula (3), Sheilla da Silva Lima (4) RESUMO

Cíntia Santos Silva Machado (1), Hálida Larissa Batista da Silva do Valle (2), Karen Maria de Paula (3), Sheilla da Silva Lima (4) RESUMO 504 CARACTERIZAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO DAS CRIANÇAS COM DISTÚRBIO DE LEITURA E ESCRITA DE 8 A 12 ANOS EM TRATAMENTO NO CENTRO CLÍNICO DE FONOAUDIOLOGIA DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS

Leia mais

Câmara Municipal de Alter do Chão Setor Ação Social e Educação

Câmara Municipal de Alter do Chão Setor Ação Social e Educação Nota Introdutória O presente projeto de intervenção surge da constatação do elevado número da população idosa na estrutura demográfica do concelho de Alter do Chão, do conhecimento e do contato direto

Leia mais

Capítulo 3. Fichas de Qualificação de Indicadores

Capítulo 3. Fichas de Qualificação de Indicadores Capítulo 3 Fichas de Qualificação de Indicadores A Demográficos População total A.1................................... 58 Razão de sexos A.2................................... 60 Taxa de crescimento da

Leia mais

Processamento Auditivo Temporal em Idosos

Processamento Auditivo Temporal em Idosos Artigo Original Processamento Auditivo Temporal em Idosos Temporal Auditory Processing in Elders Vanuza Conceição Azzolini*, Maria Inês Dornelles da Costa Ferreira**. * Graduação em Fonoaudiologia. Fonoaudióloga.

Leia mais

PROCESSAMENTO AUDITIVO DE MILITARES EXPOSTOS A RUÍDO OCUPACIONAL

PROCESSAMENTO AUDITIVO DE MILITARES EXPOSTOS A RUÍDO OCUPACIONAL 92 PROCESSAMENTO AUDITIVO DE MILITARES EXPOSTOS A RUÍDO OCUPACIONAL Auditory processing of servicemen exposed to occupational noise Carla Cassandra de Souza Santos (1), Luiza de Salles Juchem (2), Angela

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Aline Salete Turatti Chiesorin

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Aline Salete Turatti Chiesorin UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Aline Salete Turatti Chiesorin COMPARAÇÃO DOS RESULTADOS DO INDICE DE RECONHECIMENTO DA FALA REALIZADO À VIVA VOZ E COM MATERIAL GRAVADO EM PACIENTES COM PERDA AUDITIVA NEUROSSENSORIAL

Leia mais

Introdução: a população idosa está aumentando, e com ela existe a necessidade de estudarmos

Introdução: a população idosa está aumentando, e com ela existe a necessidade de estudarmos Fisioterapia TCC em Re-vista 2010 79 BURANELLO, Mariana Colombini 13. Equilíbrio corporal e risco de queda em idosas que praticam atividades físicas e idosas sedentárias. 2010. 19 f. Trabalho de Conclusão

Leia mais

Título: Escuta dicótica em indivíduos com gagueira: efeito do tipo de tarefa, estímulo e demanda cognitiva.

Título: Escuta dicótica em indivíduos com gagueira: efeito do tipo de tarefa, estímulo e demanda cognitiva. Título: Escuta dicótica em indivíduos com gagueira: efeito do tipo de tarefa, estímulo e demanda cognitiva. Autores: Pascoinelli AT; Juste FS; Andrade CR; Schochat E; Murphy CFB Introdução: Desde a década

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM INDIVÍDUOS COM PERDA AUDITIVA NEUROSSENSORIAL DE GRAU LEVE A MODERADO

AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM INDIVÍDUOS COM PERDA AUDITIVA NEUROSSENSORIAL DE GRAU LEVE A MODERADO AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO EM INDIVÍDUOS COM PERDA AUDITIVA NEUROSSENSORIAL DE GRAU LEVE A MODERADO INTRODUÇÃO O sistema auditivo é constituído pelos sistemas periférico e central, os quais recebem,

Leia mais

COMUNICAÇÃO ENTRE ENFERMEIROS E IDOSOS SUBMETIDOS À PROSTATECTOMIA

COMUNICAÇÃO ENTRE ENFERMEIROS E IDOSOS SUBMETIDOS À PROSTATECTOMIA COMUNICAÇÃO ENTRE ENFERMEIROS E IDOSOS SUBMETIDOS À PROSTATECTOMIA Kamila Nethielly Souza Leite (UFPB), e-mail: ka_mila.n@hotmail.com Joana D arc Lyra Batista (UEPB), e-mail: jdlb16@hotmail.com Tatiana

Leia mais

Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas

Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas Implante Coclear e Meningite - estudo da percepção de fala com amostras pareadas Descritores: implante coclear, meningite, percepção de fala. Introdução: O Implante Coclear (IC) é um dispositivo capaz

Leia mais

PERFIL AUDIOLÓGICO DE IDOSOS SUBMETIDOS À REABILITAÇÃO VESTIBULAR

PERFIL AUDIOLÓGICO DE IDOSOS SUBMETIDOS À REABILITAÇÃO VESTIBULAR 819 PERFIL AUDIOLÓGICO DE IDOSOS SUBMETIDOS À REABILITAÇÃO VESTIBULAR Audiologic profile of older adults subjected to vestibular rehabilitation therapy Sara Alois de Abreu Martins (1), Iara Bassi (2),

Leia mais

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova:

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Prova Escrita Abril de 2015 Prova nº 12 2015 ---------------------------------------------------------------------------------------- 2º Ciclo

Leia mais

Avaliação do Processamento Auditivo Central em Pacientes com Doença de Parkinson

Avaliação do Processamento Auditivo Central em Pacientes com Doença de Parkinson Artigo Original Arq. Int. Otorrinolaringol. 011;15():189-19. DOI: 10.1590/S1809-8701100000011 Avaliação do Processamento Auditivo Central em Pacientes com Doença de Parkinson Evaluation of the Central

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA EM DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM

CENTRO DE REFERÊNCIA EM DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM CENTRO DE REFERÊNCIA EM DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM Terapia Fonoaudiológica com Ênfase na Estimulação do Processamento Auditivo Fonoaudióloga. Mestra. Adriana de Souza Batista Ouvir é... Habilidade que

Leia mais

Perda Auditiva Unilateral: Benefício da Localização Auditiva após Adaptação de Aparelho de Amplificação Sonora Individual

Perda Auditiva Unilateral: Benefício da Localização Auditiva após Adaptação de Aparelho de Amplificação Sonora Individual Artigo Original Perda Auditiva Unilateral: Benefício da Localização Auditiva após Adaptação de Aparelho de Amplificação Sonora Individual Unilateral Hearing Loss: the Benefit of Auditory Localization after

Leia mais

AVALIAÇÃO AUDITIVA DE BOLSISTAS VINCULADOS A UM PROJETO EXTENSIONISTA SOBRE SAÚDE AUDITIVA DESENVOLVIDO NA CIDADE DE MACAÉ, RIO DE JANEIRO.

AVALIAÇÃO AUDITIVA DE BOLSISTAS VINCULADOS A UM PROJETO EXTENSIONISTA SOBRE SAÚDE AUDITIVA DESENVOLVIDO NA CIDADE DE MACAÉ, RIO DE JANEIRO. AVALIAÇÃO AUDITIVA DE BOLSISTAS VINCULADOS A UM PROJETO EXTENSIONISTA SOBRE SAÚDE AUDITIVA DESENVOLVIDO NA CIDADE DE MACAÉ, RIO DE JANEIRO. VIVIAN DE OLIVEIRA SOUSA 1 IZABELLA MENDES NOGUEIRA1 ARIADNE

Leia mais

Audiometria Tonal de Alta-Frequência (AT-AF) em crianças ouvintes normais

Audiometria Tonal de Alta-Frequência (AT-AF) em crianças ouvintes normais Audiometria Tonal de Alta-Frequência (AT-AF) em crianças ouvintes normais Palavras Chave: Audiometria, limiar auditivo, criança. Introdução: Além do exame audiométrico convencional, que testa as freqüências

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA/PR 2011

Mostra de Projetos 2011 RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA/PR 2011 Mostra de Projetos 2011 RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA/PR 2011 Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

Teste de SPIN em Português Europeu SPIN Test in European Portuguese

Teste de SPIN em Português Europeu SPIN Test in European Portuguese Teste de SPIN em Português Europeu SPIN Test in European Portuguese Ana Fenandes Ana Filipa Lucas Carla Rodrigues Denise Silva Joana Pinho Vanessa Santos Maria da Luz Godinho RESUMO Objectivo: Verificar

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DA AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO NO ESTUDO DO DESEMPENHO ACADÉMICO

CONTRIBUIÇÃO DA AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO NO ESTUDO DO DESEMPENHO ACADÉMICO CONTRIBUIÇÃO DA AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO NO ESTUDO DO DESEMPENHO ACADÉMICO Cristiane L Nunes 1, Liliane Desgualdo Pereira 2 & Graça S Carvalho 3 1,3 CIEC, Instituto de Educação, Universidade

Leia mais

FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE TRANSTORNOS ALIMENTARES: UM ESTUDO EM UNIVERSITÁRIAS DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO PARTICULAR

FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE TRANSTORNOS ALIMENTARES: UM ESTUDO EM UNIVERSITÁRIAS DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO PARTICULAR V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE TRANSTORNOS ALIMENTARES: UM ESTUDO EM UNIVERSITÁRIAS DE UMA INSTITUIÇÃO

Leia mais

SSW Test Results in Elderly Users of Hearing Aid after Acclimatization

SSW Test Results in Elderly Users of Hearing Aid after Acclimatization Buss LH, Artigo Buss CH, Original Backes / Original CC, Oliveira Article RC Achados no Teste SSW em um Grupo de Idosos Usuários de Próteses Auditivas Pós-Período de Aclimatização SSW Test Results in Elderly

Leia mais

http://www.kwiksurveys.com/results-overview.php?mode=1&survey_id...

http://www.kwiksurveys.com/results-overview.php?mode=1&survey_id... Results Area Página 1 de 7 Invitations Invitations Sent: 0 Invitations Accepted: 0 Untracked Responses: 49 Total Completed s Received: 49 Total Incomplete s Received: 0 Total Responses Received: 49 Results

Leia mais

PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR

PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR Nos termos do art. 4º, inciso III, da Lei nº 9.961, de 2000, compete à Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS elaborar o Rol de

Leia mais

LOGOAUDIOMETRIA: O USO DO MASCARAMENTO NA AVALIAÇÃO DO RECONHECIMENTO DE FALA EM INDIVÍDUOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA SENSORIONEURAL

LOGOAUDIOMETRIA: O USO DO MASCARAMENTO NA AVALIAÇÃO DO RECONHECIMENTO DE FALA EM INDIVÍDUOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA SENSORIONEURAL LOGOAUDIOMETRIA: O USO DO MASCARAMENTO NA AVALIAÇÃO DO RECONHECIMENTO DE FALA EM INDIVÍDUOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA SENSORIONEURAL Miranda 1 Sandra Elisa Rossetto Agra 2 1 Fonoaudióloga Especializanda

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP. Ana Carolina Almendra Cruz

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP. Ana Carolina Almendra Cruz Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP Ana Carolina Almendra Cruz Investigação sobre a influência do uso de aparelho de amplificação sonora individual na habilidade de resolução temporal

Leia mais

Efeitos da variabilidade de prática e da interferência contextual na aprendizagem de uma

Efeitos da variabilidade de prática e da interferência contextual na aprendizagem de uma Efeitos da variabilidade de prática e da interferência contextual na aprendizagem de uma habilidade motora - o largar e pontapear sem ressalto - em precisão. Nuno Amaro 1,2, Luis Neves 1,2, Rui Matos 1,2,

Leia mais

A Linguagem de crianças nascidas pré-termo e termo na primeira infância

A Linguagem de crianças nascidas pré-termo e termo na primeira infância A Linguagem de crianças nascidas pré-termo e termo na primeira infância Palavras chave: desenvolvimento da linguagem, prematuro, testes de linguagem Introdução O processo de evolução da linguagem se dá

Leia mais

Reabilitação. Localização do Som. Dicas e Informações para usuários de Implantes Cocleares. Heike Kühn, Erika Bogár-Sendelbach

Reabilitação. Localização do Som. Dicas e Informações para usuários de Implantes Cocleares. Heike Kühn, Erika Bogár-Sendelbach Reabilitação Localização do Som Dicas e Informações para usuários de Implantes Cocleares Heike Kühn, Erika Bogár-Sendelbach 1 De onde vem o som? Dicas e Informações de como praticar a Habilidade de Localização

Leia mais

ANÁLISE DAS CARGAS E MÉTODOS DE TREINAMENTO UTILIZADOS NA PREPARAÇÃO FÍSICA DO FUTSAL FEMININO AMAZONENSE

ANÁLISE DAS CARGAS E MÉTODOS DE TREINAMENTO UTILIZADOS NA PREPARAÇÃO FÍSICA DO FUTSAL FEMININO AMAZONENSE ANÁLISE DAS CARGAS E MÉTODOS DE TREINAMENTO UTILIZADOS NA PREPARAÇÃO FÍSICA DO FUTSAL FEMININO AMAZONENSE INTRODUÇÃO AGNELO WEBER DE OLIVEIRA ROCHA RONÉLIA DE OLIVEIRA MELO VIANA UFAM UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Mercado de Trabalho. O idoso brasileiro no. NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* 1- Introdução

Mercado de Trabalho. O idoso brasileiro no. NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* 1- Introdução NOTA TÉCNICA Ana Amélia Camarano* O idoso brasileiro no Mercado de Trabalho 30 1- Introdução A análise da participação do idoso nas atividades econômicas tem um caráter diferente das análises tradicionais

Leia mais

ARTIGO DE PROFESSOR AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL EM PORTADORES DE TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE

ARTIGO DE PROFESSOR AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL EM PORTADORES DE TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE ARTIGO DE PROFESSOR AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL EM PORTADORES DE TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE CENTRAL AUDITORY PROCESSING ASSESSMENT IN INDIVIDUALS DIAGNOSED AS HAVING

Leia mais

PRESBIACUSIA: ENVELHECIMENTO DA AUDIÇÃO SUAS CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS ATRAVÉS DO LEVANTAMENTO DA LITERATURA

PRESBIACUSIA: ENVELHECIMENTO DA AUDIÇÃO SUAS CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS ATRAVÉS DO LEVANTAMENTO DA LITERATURA PRESBIACUSIA: ENVELHECIMENTO DA AUDIÇÃO SUAS CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS ATRAVÉS DO LEVANTAMENTO DA LITERATURA Maria Zélia Araújo (1); Maria Aparecida Araújo Dantas (1); Maria Joselita Alves (2); Monica Maria

Leia mais

ESTUDO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO TEMPORAL (RESOLUÇÃO E ORDENAÇÃO) EM IDOSOS

ESTUDO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO TEMPORAL (RESOLUÇÃO E ORDENAÇÃO) EM IDOSOS FLÁVIA DUARTE LIPORACI ESTUDO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO TEMPORAL (RESOLUÇÃO E ORDENAÇÃO) EM IDOSOS Dissertação apresentada ao curso de Mestrado Profissionalizante em Fonoaudiologia da Universidade Veiga

Leia mais

INCLUSÃO/EXCLUSÃO: O ALUNO SURDO NO ENSINO MÉDIO

INCLUSÃO/EXCLUSÃO: O ALUNO SURDO NO ENSINO MÉDIO INCLUSÃO/EXCLUSÃO: O ALUNO SURDO NO ENSINO MÉDIO Elaine T. Dal Mas Dias Universidade Nove de Julho SABER IV Ensinar a identidade terrena: Educação para a solidariedade, a cooperação e a cidadania: propostas

Leia mais

A Influência da Dança do Ventre nos sintomas depressivos em idosas da comunidade

A Influência da Dança do Ventre nos sintomas depressivos em idosas da comunidade 277 A Influência da Dança do Ventre nos sintomas depressivos em idosas da comunidade The influence of Belly Dance in symptoms depressive in community-dwelling elderly women Bruna Perez Broadbent Hoyer

Leia mais

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN 978-85-99643-11-2

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN 978-85-99643-11-2 O USO DO COMPUTADOR COMO FERRAMENTA PARA TRABALHAR COM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA. Jane Aparecida de Souza Santana (FCT/Unesp) Ms. Flaviana dos Santos Silva Profª Drª Elisa Tomoe Moriya Schlünzen

Leia mais

Comparação do desempenho de alunos de escola pública e particular em testes do processamento auditivo

Comparação do desempenho de alunos de escola pública e particular em testes do processamento auditivo 15 Fátima Branco-Barreiro 1 Isabela Barreira da Rocha 2 Comparação do desempenho de alunos de escola pública e particular em testes do processamento auditivo Comparison of the performance of public and

Leia mais

A eficácia do treinamento auditivo formal em indivíduos com transtorno de processamento auditivo

A eficácia do treinamento auditivo formal em indivíduos com transtorno de processamento auditivo Artigo Original A eficácia do treinamento auditivo formal em indivíduos com transtorno de processamento auditivo Formal auditory training efficacy in individuals with auditory processing disorder Tatiane

Leia mais

ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. Introdução: A ansiedade configura um sentimento que participa da vivência do ser

ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. Introdução: A ansiedade configura um sentimento que participa da vivência do ser ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Ana Caroline F. Landim 1 Daniel do Nascimento Tavares 2 Fernanda M. Pinheiro 3 Fernanda S. Pessanha 4 Juliana C. P. Gonçalves 5 Linda Nice

Leia mais