Computer Aided Design (CAD)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Computer Aided Design (CAD)"

Transcrição

1 S07 Projeto auxiliado por computador Computer Aided Design (CAD) Desenho técnico Desenho auxiliado por computador Desenho artístico

2 Tecnologias de manufatura Projeto Controle Manuseio Gerenciamento Projeto auxiliado por computador Manufatura auxiliada por computador Veículos guiados (AGVs) e Robótica Carregamento Programação Monitoração CAD CAM MRP/ERP Integrados Integrados CAD/CAM FMS Integrados Sistemas baseados em computador para outras funções, fornecedores e consumidores CIM Integrados CIE

3 Tecnologia CAD Princípios gerais de projeto em produção Tecnologia CAD Projeto de produtos e serviços Geração do conceito Triagem Projeto preliminar Avaliação e melhoramento Prototipagem e projeto final Tecnologia de processos Projeto de processos Projeto da rede Arranjo físico e fluxo Projeto do trabalho

4 O que é a tecnologia CAD É um sistema composto por computador, softwares e periféricos, que auxiliam no desenvolvimento de projeto de produtos e na sua gestão

5 Computer Aided Design (CAD) Evolução histórica

6 Computer Aided Design (CAD) Evolução histórica - Desenho

7 Computer Aided Design (CAD) Evolução histórica Ferramentas escrita

8

9

10

11

12

13

14

15 Laboratório de CAD EQUIPAMENTOS 20 Computadores Pentium 4, 2.8 Ghz HT, 1Gb Ram, Monitor 17', Marca Dell CABEAMENTO Estruturado. Cabo Par Trançado Categoria 5. Estrutura por canaletas galvanizadas duplas. SISTEMA OPERACIONAL Windows XP Professional - Estações Linux Red Hat 8 - SAMBA - Servidor SOFTWARES INSTALADOS - MSOffice 2000 Standart - Mechanical - AutoCad R14 - SolidWorks - AVG Free - Brazip

16 O que é Computer Aided Design (CAD) O CAD é um sistema composto por: computador (CPU), softwares; periféricos (teclado, mouse, scanner, impressora, ploters, monitor, e outros) é aplicação da informática ao processo de projeto (SALMON, 1987)

17 O que é Computer Aided Design (CAD) O CAD se considerado de forma bastante ampla é uma tecnologia multidisciplinar, um conjunto de ferramentas utilizadas por todas as áreas em que existe uma forma desenvolvida de interação do computador digital à atividade de projeto, bem como ao controle e gestão deste processo (ROMEIRO FILHO)

18 O que é Computer Aided Design (CAD) Os sistemas CAD proporcionam a capacidade, auxiliada por computador, para: criar; modificar; e armazenar projetos de produtos.

19 Compete aos sistemas CAD Principalmente a modelagem geométrica em três dimensões (3D) de peças Também são de competência dos sistemas CAD atividades tais como: detalhamento do desenho técnico análise de montagem do produto análise de interferência, e outras

20 Alguns benefícios do CAD Aumento da produtividade no modelamento e desenho do produto Análise de projeto cálculo de volume; massa; momento de inércia; análise de montagem; análise de interferência; e outras

21 Alguns benefícios do CAD Menores erros de projeto Decorre do fato de que a compilação manual dos dados é virtualmente eliminada, pois, a peça está modelada e o desenho técnico gerado Maior precisão nos cálculos de projeto dimensões inconsistentes no modelo geométrico não são aceitas durante o modelamento Padronização do projeto devido a se trabalhar com um único banco de dados

22 Alguns benefícios do CAD Maior clareza nos desenhos técnicos possibilidade de inserção de vistas isométricas e em perspectivas recurso como uso de cores e shading (sombreamento) Facilidade de alterações de engenharia corrigindo-se o modelo geométrico da peça, os desenhos técnicos serão automaticamente atualizados

23 Alguns benefícios do CAD Benefícios à manufatura pode ser usado o mesmo banco de dados durante o processo de desenvolvimento de produto

24 O CAD como ferramenta de modelamento geométrico O modelamento de um produto pode ser feito em 2D ou em 3D Os sistemas CAD se baseiam em modeladores geométricos Basicamente três tipos de modeladores são os mais conhecidos: o modelador wireframe; o modelador de superfície; e o modelador de sólidos.

25 O CAD como ferramenta de modelamento geométrico Há alguns sistemas CAD no mercado que denominam-se híbridos, permitindo modelar a geometria mesclando os diferentes tipos de modeladores

26 Características dos sistemas CAD Muitos símbolos especiais e convenções de desenho são usados, mas todos eles são baseados nos princípios fundamentais dos métodos de projeções ortográficas Muitos desenhistas migraram a preparação dos desenhos para os computadores, devido as suas características de rapidez e versatilidade O hardware básico para este sistema consiste do computador, o monitor(de raios catódicos (CRT) ou LCD), o teclado e o mouse

27 Características dos sistemas CAD Os programas instalados no computador para produzir os projetos são os softwares Para produzir um desenho em um sistema CAD, o desenhista ou projetista seleciona a partir de um conjunto de primitivas geométricas (features), tais como círculos, linhas, elipses e polígonos Os desenhos computadorizados levam uma empresa à produzir desenhos mais precisos, os quais podem ser modificados rapidamente Os computadores têm, também, a vantagem de armazenarem grandes quantidades de dados e informações em um pequeno espaço

28 Vantagens dos sistemas CAD Redução do trabalho de desenho Redução no tempo de revisão e alteração Economia direta de custo Alta precisão Melhoria do fluxo geral de informações dentro da empresa Avaliação de desenhos alternativos Uso de partes comuns em múltiplos produtos Uso de bibliotecas padrões para rápida repetição de cópias

29 Algumas desvantagens dos sistemas CAD Tempo perdido devido à falha em algum equipamento Alto custo tanto do equipamento, como dos softwares, e do treinamento adicional Fadiga óptica

30 Razões para instalar sistemas CAD Segundo Rocha (2000) existem algumas razões para se instalar um sistema computacional para auxílio de projeto: Para aumentar a capacidade do projetista Para melhorar a qualidade do projeto Para melhorar a qualidade de comunicação Para criar banco de dados para a manufatura

31 Definição e seleção de sistemas CAD Segundo Groover e Zimmers (1984): Desenvolver critérios de seleção do sistema a partir das necessidades específicas da empresa Visitar e estudar empresas usuárias de sistemas CAD em situação e com aplicações similares, buscando experiências Pesquisar fornecedores inclusive com visitas e apresentações A partir desta pesquisa selecionar três ou quatro fornecedores mais interessantes

32 Definição e seleção de sistemas CAD Determinar a correta relação custo/benefício de cada sistema ofertado Apresentar aos fornecedores problemas práticos enfrentados e aplicações típicas da empresa, verificando as soluções de cada sistema ofertado A partir das soluções apresentadas e da relação custo/benefício escolher o sistema

33 Sistemas CAD Mercado brasileiro Hardware: Hewlett Packard; Dell; IBM; SUM; Silicon Graphics; e outros Software: EDS (Unigraphics NX, Solid Edge, Parasolid); IBM (Catia, Solid Works); PTC (Pro/Engineer); Delcam (PowerShape, PowerMill); Spacial Technology (Acis); AutoStudio (Alias Wavefront); Bentley Systems (Microstation), SolidDesigner (cocreate); AutoDesk (AutoCad, Mechanical Desktop, Inventor); Top Solid; e outras

34 Programas CAD mais utilizados no mundo UG NX I-Deas Catia V4 e V5 Pro/Engineer Solid Edge SolidWorks e AutoCAD

35 Exemplos CAD Catia Inventor 11 VW Design - CAD modeling and Virtual Reality presentation

A sigla CAD pode representar duas definições principais, das quais muitas vezes são empregadas inadequadamente:

A sigla CAD pode representar duas definições principais, das quais muitas vezes são empregadas inadequadamente: A sigla CAD pode representar duas definições principais, das quais muitas vezes são empregadas inadequadamente: Computer Aided Drafting (CAD) a palavra drafting pode ser traduzida como desenho técnico,

Leia mais

A EXPERIÊNCIA MAIS RÁPIDA E FÁCIL DE DIGITALIZAÇÃO 3D

A EXPERIÊNCIA MAIS RÁPIDA E FÁCIL DE DIGITALIZAÇÃO 3D SOLUÇÕES EM METROLOGIA A EXPERIÊNCIA MAIS RÁPIDA E FÁCIL DE DIGITALIZAÇÃO 3D A linha de produtos Go!SCAN 3D TM oferece a mais rápida experiência de digitalização 3D portátil, fornecendo totalmente coloridos.

Leia mais

Desenho Auxiliado por Computador Aula 2. Professora: Priscila Medeiro

Desenho Auxiliado por Computador Aula 2. Professora: Priscila Medeiro Desenho Auxiliado por Computador Aula 2 Professora: Priscila Medeiro O que é CAD? Desenho auxiliado por computador Sistema baseado em desenho Facilita o Projeto e Desenhos Técnicos Utilizados pela geologia,

Leia mais

Prof. Responsável Wagner Santos C. de Jesus

Prof. Responsável Wagner Santos C. de Jesus Universidade do Vale do Paraíba Colégio Técnico Antônio Teixeira Fernandes Disciplina Desenho Técnico Aplicado a Segurança do Trabalho Material III-Bimestre Introdução e Conceito de CAD e Ferramentas,Primitivas

Leia mais

Geometria Descritiva CAD e Sistemas de Coordenadas. Computação Gráfica. Computação Gráfica

Geometria Descritiva CAD e Sistemas de Coordenadas. Computação Gráfica. Computação Gráfica Geometria Descritiva CAD e Sistemas de Coordenadas Prof. Luiz Antonio do Nascimento Engenharia Ambiental 2º Semestre Computação Gráfica Ramo da computação dedicado à geração, tratamento, apresentação e

Leia mais

Integração CAD/CAM. Adaptado de: Sung Hoon Ahn

Integração CAD/CAM. Adaptado de: Sung Hoon Ahn Integração CAD/CAM Frederico Damasceno Bortoloti Adaptado de: Sung Hoon Ahn Do Projeto a Manufatura Agora nós estamos no domínio da Manufatura Domínio do projeto: Como criar a geometria Domínio da manufatura:

Leia mais

III Simpósio de Pesquisa e de Práticas Pedagógicas dos Docentes do UGB ANAIS - 2015

III Simpósio de Pesquisa e de Práticas Pedagógicas dos Docentes do UGB ANAIS - 2015 O USO DA TECNOLOGIA CAD PARA O ENSINO DE DESENHO TECNICO NO CURSO DE ENGENHARIA MECANICA GEOVANI NUNES DORNELAS Mestre em Modelagem Matemática e Estatística Aplicada- UNINICOR DADOS DE IDENTIFICAÇÃO O

Leia mais

MODELO PARAMETRIZADO APLICADO EM PROJETO DE MÁQUINAS

MODELO PARAMETRIZADO APLICADO EM PROJETO DE MÁQUINAS Faculdade de Tecnologia de Sorocaba DEPARTAMENTO DE PROJETOS MECÂNICOS MODELO PARAMETRIZADO APLICADO EM PROJETO DE MÁQUINAS RELATÓRIO FINAL DA INICIAÇÃO CIENTÍFICA Aluno: Ricardo Lorenzati Machado Orientador:

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Ø Computador Ø Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Ø Arquiteturas físicas e lógicas de redes de

Leia mais

Renishaw OMV software de verificação 3D na máquina

Renishaw OMV software de verificação 3D na máquina Catálogo de Produto Renishaw OMV software de verificação 3D na máquina O Renishaw OMV é um software compatível com Microsoft Windows que permite verificar automaticamente a conformidade de peças complexas

Leia mais

MF = (M1 * 0,4) + (M2 * 0,6) MF < 6 MF = (MF * 0,6) + (EXA * 0,4)

MF = (M1 * 0,4) + (M2 * 0,6) MF < 6 MF = (MF * 0,6) + (EXA * 0,4) Informática Aplicada Prof. Gilmar F. Aquino Filho São Vicente, SP 22/02/2016 EMENTA Fundamentos em Informática; O computador; História; Origem; Funcionamento; Componentes; Conceito de Hardware; Conceito

Leia mais

Visão do Sistema Operacional

Visão do Sistema Operacional Visão do Sistema Operacional programadores e analistas usuários programas, sistemas e aplicativos Usuários Sistema Operacional memória discos Hardware UCP fitas impressoras monitores O que é um Sistema

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 6 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 6-21/09/2007 1 Ementa Conceitos Básicos de Computação (Hardware, Software e Internet) Softwares Aplicativos Tutorial: Word Tutorial:

Leia mais

O suporte técnico pode melhorar o desempenho do sistema e reduzir o tempo de paralisação;

O suporte técnico pode melhorar o desempenho do sistema e reduzir o tempo de paralisação; Descrição do Plano de Serviço Serviços de Suporte Técnico HP SmartFriend Visão geral: O HP SmartFriend o ajuda a solucionar uma grande variedade de problemas técnicos em seu Computador Pessoal (PC). O

Leia mais

Introdução. Software (Parte I)

Introdução. Software (Parte I) Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Introdução à Computação Software (Parte I) Prof. a Joseana Macêdo Fechine Régis

Leia mais

PITÁGORAS JUNDIAÍ - 2012-2

PITÁGORAS JUNDIAÍ - 2012-2 PITÁGORAS JUNDIAÍ - 2012-2 CONTEUDO -Conceitos; -Apresentação do software gráfico; -Configuração do ambiente de trabalho; -Traçados Básicos; -Desenhos de primitivas geométricas planas; CONTEUDO -Comandos

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO : HARDWARE

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO : HARDWARE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO : HARDWARE Profª. Eneida Alves Rios A consideração

Leia mais

Novas Tecnoogias em Sistemas Integrados de Manufatura

Novas Tecnoogias em Sistemas Integrados de Manufatura Novas Tecnoogias em Sistemas Integrados de Manufatura Eduardo Romeiro Filho Designer Industrial (ESDI/UERJ), DSc. Engenharia de Produção (COPPE/UFRJ) Professor Adjunto do Departamento de Engenharia de

Leia mais

Introdução à Engenharia

Introdução à Engenharia Introdução à Engenharia Modelagem e Simulação (Técnicas e Ferramentas Utilizadas) Edgar Brito Introdução Técnicas e ferramentas de modelagem e simulação, são utilizadas para facilitar e visualizar projetos

Leia mais

Software Livre e Engenharia Elétrica

Software Livre e Engenharia Elétrica Software Livre e Engenharia Elétrica Diego Cézar Silva de Assunção Henrique Ribeiro Soares José Rubens Guimarães Vilaça Lima Pedro Dias de Oliveira Carvalho Rafael Viegas de Carvalho Carlos Gomes O software

Leia mais

SCANNER CMM 3D PARA APLICAÇÕES INDUSTRIAIS

SCANNER CMM 3D PARA APLICAÇÕES INDUSTRIAIS SOLUÇÕES EM METROLOGIA SCANNER CMM 3D PARA APLICAÇÕES INDUSTRIAIS SOLUÇÕES PORTÁTEIS EM MEDIÇÃO 3D A linha portátil de sistemas de scanner CMM 3D MetraSCAN 3D e o sensor C-Track de câmera dupla podem trabalhar

Leia mais

Montagem e Manutenção. Luís Guilherme A. Pontes

Montagem e Manutenção. Luís Guilherme A. Pontes Montagem e Manutenção Luís Guilherme A. Pontes Introdução Qual é a importância da Montagem e Manutenção de Computadores? Sistema Binário Sistema Binário Existem duas maneiras de se trabalhar e armazenar

Leia mais

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1 Introdução

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1 Introdução Sistemas Operacionais Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 1 Introdução Conceituação Um Sistema Operacional tem como função principal gerenciar os componentes de hardware (processadores, memória principal,

Leia mais

Curso básico em técnicas de manutenção para activistas comunitários

Curso básico em técnicas de manutenção para activistas comunitários Curso básico em técnicas de manutenção para activistas comunitários Modulo I INTRODUÇÃO AO EQUIPAMENTO INFORMÁTICO Respostas as perguntas do modulo I Aula 1 1. Qual dos seguintes itens faz parte do kit

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL

ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL 1. INTRODUÇÃO E REFERENCIAL TEÓRICO A área de geoprocessamento

Leia mais

Máquinas Virtuais: Windows 2008 Server

Máquinas Virtuais: Windows 2008 Server Máquinas Virtuais: Windows 2008 Server André Luiz Silva de Moraes chameandre@gmail.com Faculdade Senac http://www.senacrs.com.br Feira das Oportunidades 04 de Maio de 2011 1 / 11 1 Conceitos Básicos Definições

Leia mais

Go!SCAN 3D: A EXPERIÊNCIA DE DIGITALIZAÇÃO 3D PORTÁTIL MAIS RÁPIDA E FÁCIL

Go!SCAN 3D: A EXPERIÊNCIA DE DIGITALIZAÇÃO 3D PORTÁTIL MAIS RÁPIDA E FÁCIL SOLUÇÕES EM METROLOGIA Go!SCAN 3D: A EXPERIÊNCIA DE DIGITALIZAÇÃO 3D PORTÁTIL MAIS RÁPIDA E FÁCIL SOLUÇÕES PORTÁTEIS EM MEDIÇÃO 3D O Go!SCAN 3D proporciona uma experiência em digitalização 3D portátil

Leia mais

Engenharia. Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis

Engenharia. Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis Índice Engenharia Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis Migração de Base de Dados IntelliCAD Customização e rotinas para AutoCAD

Leia mais

Política de Visualizadores e Colaboração

Política de Visualizadores e Colaboração Política de Visualizadores e Colaboração A disponibiliza diversas ferramentas de visualização e colaboração. Abaixo segue um descritivo de cada uma dessas soluções. Visualizadores de arquivos Nativos de

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

O crescente predomínio do software e eletrônicos

O crescente predomínio do software e eletrônicos Automotivo e transporte $ 100 milhões em redução de custos de garantia Produto Teamcenter Iniciativas de negócios Desenvolvimento de novo produto Sistemas de engenharia e mecatrônica Desafios de negócios

Leia mais

LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Graphics

LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Graphics LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Sabe-se que para o desenvolvimento de software as empresas adotam computadores com um grande poder de processamento. Facilitando assim todo

Leia mais

SOFTWARES. Rotina de Instruções. Dados

SOFTWARES. Rotina de Instruções. Dados SOFTWARES 1 CONCEITOS Podemos dizer que os softwares são a alma do computador, eles são responsáveis pelo seu funcionamento e aproveitamento. De uma forma geral os softwares se desenvolvem através de uma

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 01 - Introdução Edirlei Soares de Lima O que é um sistema operacional? Um computador moderno consiste em: Um ou mais processadores; Memória principal;

Leia mais

1. Introdução a Microsoft Excel

1. Introdução a Microsoft Excel Introdução a Microsoft Excel 1. Introdução a Microsoft Excel 1.1. O que é Microsoft Excel Microsoft Excel é um software de planilha eletrônica produzido pela Microsoft Corporation, para o sistema operacional

Leia mais

Técnicas de Cartografia Digital

Técnicas de Cartografia Digital Técnicas de Cartografia Digital Maria Cecília Bonato Brandalize 2011 Aula 4 Cartografia Digital x SIG Em aulas anteriores forma estabelecidos os conceitos de CD e SIG Qual o conceito de CD? Um conjunto

Leia mais

Profª MSc. Heloína Alves Arnaldo

Profª MSc. Heloína Alves Arnaldo Profª MSc. Heloína Alves Arnaldo É a integração de componentes atuando como uma entidade, com o propósito de processar dados e produzir informações. Esses componentes são: Hardware: parte física ou material

Leia mais

1.1. Sistema Sumus Tarifador for Windows BI (Business Intelligence)

1.1. Sistema Sumus Tarifador for Windows BI (Business Intelligence) 1. Descrição dos produtos e serviços da solução 1.1. Sistema Sumus Tarifador for Windows BI (Business Intelligence) É um sistema Sumus de tarifação indicado para médias empresas. Ele realiza desde a coleta

Leia mais

Professor. Thiago Miranda Material: www.thiagomiranda.net. Email: mirandathiago@gmail.com

Professor. Thiago Miranda Material: www.thiagomiranda.net. Email: mirandathiago@gmail.com Microsoft Windows 1 Professor Thiago Miranda Material: www.thiagomiranda.net Email: mirandathiago@gmail.com Conceitos básicos de SO O que é um sistema operacional? É um programa ou conjunto de programas

Leia mais

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ²

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² 295 TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² Resumo: O Linux Terminal Server Project (LTSP) é um conjunto de serviços que proporcionam

Leia mais

xp+ vantagens de um sistema nsc o GRUPO por trás de tudo

xp+ vantagens de um sistema nsc o GRUPO por trás de tudo BUSINESS TECHNOLOGY o GRUPO por trás de tudo A NSC Business Technology é um grupo empresarial completo na área de Softwares e Hardwares. Oferece diversas modalidades de serviços para diversas empresas.

Leia mais

PROJETO ASSISTIDO POR COMPUTADOR DE UM EQUIPAMENTO PARA TRANSPORTE PNEUMÁTICO DE GRÃOS 1

PROJETO ASSISTIDO POR COMPUTADOR DE UM EQUIPAMENTO PARA TRANSPORTE PNEUMÁTICO DE GRÃOS 1 PROJETO ASSISTIDO POR COMPUTADOR DE UM EQUIPAMENTO PARA TRANSPORTE PNEUMÁTICO DE GRÃOS 1 Ismael Barbieri Garlet 2, Andrei Fiegenbaum 3, Djonatan Ritter 4, Nataniel Cavagnolli 5, Angelo Fernando Fiore 6,

Leia mais

OF. CIRCULAR nº. 004 CSU/PROF/UFOP, de 30 de maio de 2011. Assunto: Procedimento para aquisição/renovação de software Instrução Normativa 04/2010.

OF. CIRCULAR nº. 004 CSU/PROF/UFOP, de 30 de maio de 2011. Assunto: Procedimento para aquisição/renovação de software Instrução Normativa 04/2010. 1 OF. CIRCULAR nº. 004 CSU/PROF/UFOP, de 30 de maio de 2011. Assunto: Procedimento para aquisição/renovação de software Instrução Normativa 04/2010. Prezados Senhores, A Coordenadoria de Suprimentos/Pró-Reitoria

Leia mais

CMS Cyclops Medical Station. Manual de Instalação

CMS Cyclops Medical Station. Manual de Instalação CMS Cyclops Medical Station Manual de Instalação CMS Cyclops Medical Station Manual de Instalação http://www.telemedicina.ufsc.br/cms/ mailto: cms@telemedicina.ufsc.br INE (telefone) +55 048 3331 9498

Leia mais

- SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS

- SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS - SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS I - Aspectos gerais: 1. Sistema eletrônico para gestão e rastreamento do enxoval hospitalar, composto por etiquetas dotadas

Leia mais

Tecnologia de Comando Numérico 164399

Tecnologia de Comando Numérico 164399 164399 Aula 2 Introdução à Automação da Manufatura Mecatrônica; Automação; Níveis de Automação; Tipos de Automação; Justificativas para automatizar; Justificativas para não automatizar; Prof. Edson Paulo

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

Integração do Teamcenter com o Catia V5

Integração do Teamcenter com o Catia V5 Integração com o Catia V5 Benefícios Menos tempo gasto por sua equipe técnica tentando encontrar as revisões corretas de dados do Catia Processos consistentes de trabalho seguidos em todos os formatos

Leia mais

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Aprovado em: setembro de 2013. Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. Manual

Leia mais

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005 Laboratório de tecnologia de manufatura - uma experiência aplicada ao ensino da engenharia de produção Wilson de Castro Hilsdorf (FEI) wicastro@fei.edu.br Alexandre Augusto Massote (FEI) massote@fei.edu.br

Leia mais

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM 19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM Autor(es) ANDRE BERTIE PIVETTA Orientador(es) KLAUS SCHÜTZER Apoio Financeiro PIBITI/CNPQ 1. Introdução

Leia mais

É um programa de computador.

É um programa de computador. Sistema Operacional Sistema Operacional É um programa de computador. 1 Sistema Operacional Software básico Sistema Operacional Responsável pelo controle do equipamento 2 Sistema Operacional Gerencia o

Leia mais

Palestra sobre os softwares: AFSoft, GeoFieldere Sacam Desenvolvimento e aplicação de tecnologias.

Palestra sobre os softwares: AFSoft, GeoFieldere Sacam Desenvolvimento e aplicação de tecnologias. Palestra sobre os softwares: AFSoft, GeoFieldere Sacam Desenvolvimento e aplicação de tecnologias. Orientador: Lúcio A. C. Jorge Palestrante: Agostinho B. R. da Silva Introdução Embrapa Instrumentação

Leia mais

Requisitos de Hardware - Humanus

Requisitos de Hardware - Humanus 1 Requisitos Mínimos Hardware: 1.1 Client Servidor Processador Intel Xeon X3430 2.4GHz ou superior Disco Rígido de 500 GB ou superior Intel Pentium G6950 2.80GHz ou superior Memória de 2GB ou superior

Leia mais

Introdução à Computação: Sistemas de Computação

Introdução à Computação: Sistemas de Computação Introdução à Computação: Sistemas de Computação Beatriz F. M. Souza (bfmartins@inf.ufes.br) http://inf.ufes.br/~bfmartins/ Computer Science Department Federal University of Espírito Santo (Ufes), Vitória,

Leia mais

Mercados potenciais para workstations

Mercados potenciais para workstations Mercados potenciais para workstations Onde vender workstations e workstations móveis HP Desenvolvimento de produtos Mídia e entretenimento Serviços financeiros Educação Ciências biológicas Petróleo e gás

Leia mais

Papel de Parede Secreto

Papel de Parede Secreto USO DO WINDOWS o Windows XP finalmente está perdendo forças no mercado de sistemas operacionais. Na pesquisa mais recente feita pelo StatsCounter, com dados de novembro de 2014, a versão foi ultrapassada

Leia mais

UNEMAT SISTEMA DE INFORMAÇÃO (SI) Professora: Priscila Pelegrini priscila_pelegrini@unemat-net.br

UNEMAT SISTEMA DE INFORMAÇÃO (SI) Professora: Priscila Pelegrini priscila_pelegrini@unemat-net.br UNEMAT SISTEMA DE INFORMAÇÃO (SI) Professora: Priscila Pelegrini priscila_pelegrini@unemat-net.br SINOP MT 2015-1 COMO SÃO DESENVOLVIDOS OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? São desenvolvimento como uma estrutura

Leia mais

Informática, Internet e multimídia

Informática, Internet e multimídia Informática, Internet e multimídia 1 Unidades de Armazenamento Dispositivos de armazenamento secundário Disquete Disco compacto Disco rígido Disco de vídeo digital 2 Memória Secundária A MEMÓRIA SECUNDÁRIA

Leia mais

Implementações 2009. Sistema: Interface Geral: Interface Display: Licenciamento:

Implementações 2009. Sistema: Interface Geral: Interface Display: Licenciamento: Implementações 2009 O GibbsCAM 2009 v9.3.21, versão esta que apresenta mais de 150 melhorias significativas em toda a linha do software GibbsCAM fornecendo assim um valor excepcional para os clientes em

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2016 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

A Utilização das Normas Step nos Sistemas CAD/CAM para Integração entre Fornecedores do Setor Automotivo 1 *

A Utilização das Normas Step nos Sistemas CAD/CAM para Integração entre Fornecedores do Setor Automotivo 1 * A Utilização das Normas Step nos Sistemas CAD/CAM para Integração entre Fornecedores do Setor Automotivo 1 * The Step Standartization Utilization on CAD/CAM Systems for the Integration of the Suppliers

Leia mais

ITIL. Conteúdo. 1. Introdução. 2. Suporte de Serviços. 3. Entrega de Serviços. 4. CobIT X ITIL. 5. Considerações Finais

ITIL. Conteúdo. 1. Introdução. 2. Suporte de Serviços. 3. Entrega de Serviços. 4. CobIT X ITIL. 5. Considerações Finais ITIL Conteúdo 1. Introdução 2. Suporte de Serviços 3. Entrega de Serviços 4. CobIT X ITIL 5. Considerações Finais Introdução Introdução Information Technology Infrastructure Library O ITIL foi desenvolvido,

Leia mais

Go!SCAN 3D: A EXPERIÊNCIA DE DIGITALIZAÇÃO 3D PORTÁTIL MAIS RÁPIDA E FÁCIL

Go!SCAN 3D: A EXPERIÊNCIA DE DIGITALIZAÇÃO 3D PORTÁTIL MAIS RÁPIDA E FÁCIL SOLUÇÕES EM METROLOGIA Go!SCAN 3D: A EXPERIÊNCIA DE DIGITALIZAÇÃO 3D PORTÁTIL MAIS RÁPIDA E FÁCIL SOLUÇÕES PORTÁTEIS EM MEDIÇÃO 3D O Go!SCAN 3D proporciona uma experiência em digitalização 3D portátil

Leia mais

Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância

Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância Elaborado por: Alexandre Faria de Oliveira Consultor TI / Monitor Colaborador: Dr.Miguel Ángel Márdero Arellano Coordenador SEER - IBICT Brasília, 2011

Leia mais

Introdução à estrutura e funcionamento de um Sistema Informático

Introdução à estrutura e funcionamento de um Sistema Informático Introdução à estrutura e funcionamento de um Sistema Informático Elementos que constituem o Computador O funcionamento do computador é possível devido aos vários elementos interligados que o constituem:

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1 - Introdução à Informática... 19

SUMÁRIO. Capítulo 1 - Introdução à Informática... 19 SUMÁRIO Capítulo 1 - Introdução à Informática... 19 1. Conceitos Básicos... 19 2. Hardware... 21 3. Software... 22 4. Peopleware... 22 5. Os Profissionais de Informática... 22 6. Linguagem de Computador

Leia mais

Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com

Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com Formação: Graduando em Analises e Desenvolvimento de Sistemas (8º Período) Pregoeiro / Bolsa de Valores

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Andrique Amorim www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Classificação dos Sistemas Operacionais Classificação Os sistemas operacionais podem ser classificados segundo diversos parâmetros e perspectivas.

Leia mais

Capítulo i. visão geral do autocad 2011. Requerimentos do sistema. AutoCAD 2011 32 bits

Capítulo i. visão geral do autocad 2011. Requerimentos do sistema. AutoCAD 2011 32 bits Capítulo i visão geral do autocad 2011 Requerimentos do sistema Para a instalação do AutoCAD 2011 em seu computador é preciso que o mesmo possua os requisitos abaixo detalhados: AutoCAD 2011 32 bits Sistema

Leia mais

DESENHO TÉCNICO AULA 01

DESENHO TÉCNICO AULA 01 DESENHO TÉCNICO AULA 01 INTRODUÇÃO Computação Gráfica A computação gráfica é a área da ciência da computação que estuda a transformação dos dados em imagem. Esta aplicação estende-se à recriação visual

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Introdução a microinformática William S. Rodrigues HARDWARE BÁSICO O hardware é a parte física do computador. Em complemento ao hardware, o software é a parte lógica, ou seja,

Leia mais

O SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso da atribuição que lhe é conferida pelo Decreto n 15.348, de 06 de agosto de 2014, resolve expedir a seguinte,

O SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso da atribuição que lhe é conferida pelo Decreto n 15.348, de 06 de agosto de 2014, resolve expedir a seguinte, INSTRUÇÃO Nº 011/2015 Orienta os órgãos e entidades da Pública do Poder Executivo Estadual sobre os procedimentos referentes às contratações de serviços da Companhia de Processamento de Dados do Estado

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software 2.1 Capítulo 2 QUALIDADE DE SOFTWARE 1. INTRODUÇÃO Como foi mencionado no capítulo anterior, o papel da Engenharia de Software é, principalmente, fornecer métodos e ferramentas para

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA - CAMPUS MARQUES DE OLINDA

LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA - CAMPUS MARQUES DE OLINDA LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA - CAMPUS MARQUES DE OLINDA LABORATÓRIO: INFORMÁTICA B101 Processador Dual Core, 2GB de memória RAM, 160GB de disco rígido, Monitor LCD de 15" 21 Windows XP Professional 21 Make

Leia mais

Descrição do Produto. Altus S. A. 1

Descrição do Produto. Altus S. A. 1 Descrição do Produto O software MasterTool IEC é um ambiente completo de desenvolvimento de aplicações para os controladores programáveis da Série Duo. Esta ferramenta permite a programação e a configuração

Leia mais

Para as últimas informações, verifique a homepage do produto (http://www.pfu.fujitsu.com/en/products/rack2_smart).

Para as últimas informações, verifique a homepage do produto (http://www.pfu.fujitsu.com/en/products/rack2_smart). Instruções básicas Agradecemos-lhe pela compra do Rack2-Filer Smart! Esta Introdução descreve uma vista geral do Rack2-Filer Smart, a instalação, e a estrutura dos manuais. Esperamos que este manual seja

Leia mais

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISUTEC DISCIPLINA: INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO PROF.: RAFAEL PINHEIRO DE SOUSA ALUNO: Exercício 1. Assinale a opção que não corresponde a uma atividade realizada em uma Unidade

Leia mais

ERGONOMIA. Prof. Ruy Alexandre Generoso

ERGONOMIA. Prof. Ruy Alexandre Generoso ERGONOMIA Prof. Ruy Alexandre Generoso Ergonomia de Software - Definição É a ciência que estuda o conforto, a utilização, a organização e a documentação do software. Tem como objetivo facilitar e otimizar

Leia mais

PTC Creo Essentials Packages

PTC Creo Essentials Packages As empresas de design e fabricantes de produtos estão constantemente pressionadas para desenvolver mais produtos em menos tempo, sem sacrificar a inovação ou a qualidade. A solução 3D da PTC para design

Leia mais

MODELAGEM DO EIXO ÁRVORE DE UMA BOMBA DE PISTÕES AXIAIS SWASHPLATE EM SOFTWARE CAD/CAE 3D

MODELAGEM DO EIXO ÁRVORE DE UMA BOMBA DE PISTÕES AXIAIS SWASHPLATE EM SOFTWARE CAD/CAE 3D MODELAGEM DO EIXO ÁRVORE DE UMA BOMBA DE PISTÕES AXIAIS SWASHPLATE EM SOFTWARE CAD/CAE 3D Emerson Luís Junqueira emerson.junqueira@fatec.sp.gov.br Faculdade de Tecnologia de Pindamonhangaba (FATEC) Rodovia

Leia mais

Gerenciando o Ambiente Integrado CAD/CAM via W ou TC Anderson Gonçalves

Gerenciando o Ambiente Integrado CAD/CAM via W ou TC Anderson Gonçalves Gerenciando o Ambiente Integrado CAD/CAM via W ou TC Anderson Gonçalves Siemens Industry Software 2013. Todos os direitos reservados Decisões Mais Inteligentes, Melhores Produtos. Ambiente Integrado CAD/CAM

Leia mais

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 16.1.1 1

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 16.1.1 1 Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 16.1.1 1 1 - INTRODUÇÃO NEXCODE NOTE, também conhecido como NEXNOTE, é um conjunto de soluções de software desenvolvidas pelas Nexcode Systems

Leia mais

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 1 UML Introdução Fases de Desenvolvimento Notação Visões Análise de Requisitos Casos de Uso StarUML Criando Casos de Uso Orientação a Objetos Diagrama de Classes

Leia mais

Características. VS Box. 100 cm. 140 cm. 70 cm

Características. VS Box. 100 cm. 140 cm. 70 cm VS Box O Terminal VS Box O modelo VS Box é robusto e resistente, também possui a vantagem de comportar monitores CRT e elementos de grande porte, como CPUs de tamanho padrão e outros periféricos. A resistência

Leia mais

Teamcenter Rapid Start

Teamcenter Rapid Start Siemens PLM Software Teamcenter Rapid Start Instale PDM com rapidez e ótimo custo-benefício. Benefícios Simples e rápido de instalar, configurar e implantar Recursos essenciais de PDM imediatamente disponíveis

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas

Leia mais

Computador = Hardware + Dados

Computador = Hardware + Dados Computador = Hardware + Dados Jorge Fernandes (jorgehcfernandes@uol.com.br) Janeiro de 2004 Conteúdo Computador = Hardware + Dados O Hardware e seus Componentes Dispositivos de Entrada/Saída Unidade Central

Leia mais

Hardware e Software. Exemplos de software:

Hardware e Software. Exemplos de software: Hardware e Software O hardware é a parte física do computador, ou seja, é o conjunto de componentes eletrônicos, circuitos integrados e placas, que se comunicam através de barramentos. Em complemento ao

Leia mais

Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008

Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008 Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008 ÍNDICE 3 4 RECOMENDAÇÕES DE HARDWARE PARA O TRACEGP TRACEMONITOR - ATUALIZAÇÃO E VALIDAÇÃO DE LICENÇAS 2 1. Recomendações de Hardware para Instalação do TraceGP Este

Leia mais

Access Professional Edition 2.0

Access Professional Edition 2.0 Sistemas Access Professional Edition 2.0 Access Professional Edition 2.0 Controle de acesso compacto baseado na inovadora família de controladores AMC da Bosch Verificação Integrada por Vídeo Sistema multiusuário

Leia mais

Conceitos ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Comunicação; Formas de escritas; Processo de contagem primitivo;

Conceitos ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Comunicação; Formas de escritas; Processo de contagem primitivo; Conceitos Comunicação; Formas de escritas; Bacharel Rosélio Marcos Santana Processo de contagem primitivo; roseliomarcos@yahoo.com.br Inicio do primitivo processamento de dados do homem. ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Experiência 05: CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE UMA REDE. Objetivo Geral Criar uma rede ponto-a-ponto com crossover e utiizando switch.

Experiência 05: CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE UMA REDE. Objetivo Geral Criar uma rede ponto-a-ponto com crossover e utiizando switch. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

Manual do Usuário Anexos do PSTI

Manual do Usuário Anexos do PSTI Manual do Usuário Anexos do PSTI 1 ANEXOS Anexo I Quadro de Pessoal de TI: Nome e Sobrenome: esses campos serão preenchidos com o nome e sobrenome de cada funcionário do quadro de pessoal de tecnologia

Leia mais

Tecnologias CAx na Manufatura. Valter Vander de Oliveira Disciplina: Sistemas Industriais

Tecnologias CAx na Manufatura. Valter Vander de Oliveira Disciplina: Sistemas Industriais Tecnologias CAx na Manufatura Valter Vander de Oliveira Disciplina: Sistemas Industriais Tecnologias CAx Conteúdo: Conceito de tecnologia CAx Evolução das tecnologias CAx Sistemas CAD/CAE/CAPP/CAM/CAI

Leia mais

O Windows é um software de sistema, que permite ao utilizador interagir com o computador e com os seus periféricos.

O Windows é um software de sistema, que permite ao utilizador interagir com o computador e com os seus periféricos. Sistema Operativo Windows - Ambiente de trabalho - Janelas - Atalhos - Programas - Gestão de pastas e ficheiros - Menu iniciar O Windows é um software de sistema, que permite ao utilizador interagir com

Leia mais

Introdução a microinformática: fundamentos de software, hardware, sistemas operacionais e tipos de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L.

Introdução a microinformática: fundamentos de software, hardware, sistemas operacionais e tipos de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L. Introdução a microinformática: fundamentos de software, hardware, sistemas operacionais e tipos de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos

Leia mais

Microinformática. Perguntas:

Microinformática. Perguntas: Microinformática UNICERP Disciplina: Informática Prof. Denis Henrique Caixeta Perguntas: Como foi a evolução da computação? Qual a função do computador? O que é Hardware? O que é Software? BIT, Byte, etc

Leia mais