Amigo Ouvinte. Editorial Odisséia radiofônica. Presidente novo. Para chegar ao século XXI, a Rádio MEC precisou provar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Amigo Ouvinte. Editorial Odisséia radiofônica. Presidente novo. Para chegar ao século XXI, a Rádio MEC precisou provar"

Transcrição

1 Editorial Odisséia radiofônica Para chegar ao século XXI, a Rádio MEC precisou provar durante 65 anos ou 78, conforme o ponto de vista que é uma rádio resistente. Resistiu à falta de recursos, à mudança para Brasília, a governos autoritários, a ministros desinteressados, a diretores despreparados e até à extinção do Serviço de Rádio Educativo. Nenhum desafio, porém, mostrou ser mais difícil do que o que ela vem enfrentando desde que saiu do MEC e passou a ser administrada pela ACERP. Administrada por quem, mesmo? perguntará o leitor ocasional, que nem desconfia da existência da sigla, assim como a maior parte da torcida do Flamengo. E também do Congresso Nacional, conforme afirmou Roberto Saturnino, há poucos meses, num discurso em defesa da Rádio MEC. Na grande imprensa, a Associação também não é notícia o último exemplo é a entrevista de meia página (em O Globo, 12/02/01) que, tal como a nota anterior de Boechat, refere-se a um incerto presidente da TVE. Assim é que o Amigo Ouvinte tem sido o único a dar noticias regulares desta empresa que acaba de completar três anos, sem qualquer comemoração, comunicado ou balanço. Este número, por exemplo que deveria ter saído em janeiro, é uma prova de que temos dedicado cada vez mais espaço ás questões geradas por esta associação praticamente desconhecida, e contribuindo para torná-la mais transparente. Para quem não sabe, ACERP quer dizer Associação de Comunicação Educativa Roquette-Pinto. Bela razão social, que na época elogiamos. Mas hoje, 3 anos depois, ela ainda não conseguiu colocar-se à altura do nome que tem. Confiram: é uma Associação, mas não tem sócios; intitulase de Comunicação Educativa, mas acabou com o Setor Educativo da Rádio, sem aviso explicação ou comentário; e parece ostentar o nome de Roquette-Pinto a contragosto, sem conseguir incorporar o compromisso moral que o designativo impõe. Esta lista de contradições cresceu, em janeiro, quando, mostrando não operar no nível simbólico, os administradores da Associação, sem respeitar a coincidência dos inícios primeiro mês do primeiro ano do primeiro século do novo milênio!, decidiram dar fim ao radiojornalismo, fechar carreiras e estreitar os horizontes radiofônicos do país. Esquecendo que administram uma rádio pública, tiraram do ar programas com audiência, sem dar satisfação ao público. Tais medidas (somadas às tomadas na TVE) provocaram desdobramentos ver págs 3 e 5. Pela primeira vez, na história da Rádio, programas voltam á grade de programação e tornam a sair por força de ações judiciais. Pela primeira vez deixamos de publicar as grades de programação. E, pela terceira, na história da ACERP, novo presidente assume. O terceiro em três anos. Os Amigos Ouvintes desejam, sinceramente, que Fernando Barbosa Lima supere as contradições que está herdando e, amparado num Conselho Administrativo fortalecido, consiga levar a ACERP a fazer jus ao nome. Esperamos também que no correr de 2001, o Ano Internacional do Voluntário, a nova administração da ACERP reconheça os méritos do trabalho voluntário da SOARMEC e perceba a possibilidade de uma relação amiga e sinérgica com os Amigos Ouvintes. Nossa Sociedade não ostenta o nome de Roquette- Pinto, mas fundamenta-se nos princípios por ele postulados. E por esses princípios tal como formulou certa vez o Barão de Itararé está disposta a ir até o fim. IMPRESSO Amigo Ouvinte Ano IX Nº 31 FEVEREIRO 2001 I N F ORMATIVO DA SOCIEDADE DOS AMIGOS OUVINTES DA RÁDIO MEC Alto-falante 2 Um discurso a propósito Roberto Saturnino, saúda o novo presidente da ACERP 3 Um encontro necessário, A Rádio MEC tem salvação? 4 e 5 Lançamentos CDs 7 Rádio MEC para quem? por Carmem Lucia Roquette Pinto 8 A obra pelo criador, texto de Roquette 8 A primeira Organização Social Brasileira Considerações do editor 9 Presidente novo Fernando Barbosa Lima, logo após ser oficializado, pelo Conselho Administrativo, na Presidência da ACERP. Sua indicação para o cargo trouxe alento para os que se preocupam com o futuro da radiodifusão educativa e cultural. Um homem que é do ramo, como escreveu Boechat, no Globo. Ao experiente profissional, desejamos um bom Conselho Administrativo e uma feliz presidência nova leia mais na página 3. Neste número A rádio do meu tempo, Tais de Almeida Dias 10 Allan Lima visita a Rádio 11 Cartas 12 Jornal da Casa não olet 13 Passeio no site da BBC 14 Coluna do Conselheiro 15 Números da CAO 15 SOARMEC informática 15 O ouvinte permanente estreia da seção, com texto de Carlos Acselrad 16 Este número vem sem grades de Programações Saudação Dois Mil e Única Os Amigos Ouvintes saúdam a todos os que acreditam no efeito benéfico da radiodifusão educativa e pedem passagem para continuar, neste novo ano-século-milênio, a investir no futuro da Rádio MEC, para que ela seja uma rádio ética e estética; uma rádio padrão: de gosto, de informação, de cidadania; uma rádio dedicada à convivência civilizada e à celebração da língua portuguesa; uma rádio que cultive todos os gêneros radiofônicos e dê a devida atenção à criança e ao deficiente. Queremos uma rádio digna, e não uma rádio digna de pena. Foto William Nery (detalhe)

2 ULTRAPAS- SAMOS OS 500. Já somos 504 sócios desde o início do ano. CONDECO- RADO COM a Ordem do Mérito Cultural, um certo Edino Krieger, maestro e compositor que é, também, membro do Conselho de Cultura do Estado, presidente da Academia Brasileira de Música e, ufa!, vice-presidente da SOARMEC. DISPENSADOS, no início do ano, os celetistas Alda Maria de Almeida (redatora), Bertha Nuttels (produtora), Cynthia Cruz Pereira (repórter), Heloisa Borges (chefe do Jornalismo), Iris Ágatha de Oliveira (apresentadora), João Luis Rangel Sanz e Mário Augusto de Melo (operadores), Ricardo de Lima Oliveira (técnico manutenção), Robson Alencar de Carvalho (locutor) e Ruy Manoel Pizarro (editor de jornalismo). O APRESENTADOR Paulo Fernando, único radialista deficiente visual, da Rádio, entrou na lista, mas foi readmitido, dias depois, por ordem da SECOM. UMA LIMINAR determinou que os programas retirados da Grade ( Manhã Viva, Defesa do Consumidor e Café com Notícias) voltassem a ser produzidos por seus produtores. Na semana seguinte, foi cassada. A RADIOBRÁS quer vender a frequência da Rádio Nacional do Rio de Janeiro. O Acervo deve ir para o MIS. E os funcionários remanescentes? Para o Museu dos Remanescentes, a ser criado? Alto-Falante A VOZ DA AMÉRICA, depois de 40 anos, decidiu acabar com o seu serviçode noticias, em Português, para o Brasil. Ou seja, mais 10 radialistas na rua. NOTÍCIAS da ACERP é o nome do informativo que estreou em dezembro, com 4 páginas, e sem editorial. Vem com texto do então presidente, afirmando que é com sua sugestão e sua crítica que será feito o jornal. Nossa sugestão é que o informativo perca o caráter institucional, inaugure uma coluna de ombudsman, tenha editorial e entre no assunto. O número de janeiro (o 2º, ao lado) tal como o 1º, ignora os últimos fatos. Desejamos melhoras e solicitamos a finesa de incluir a SOARMEC no cadastro de leitores da revista. OS CDS VÃO ACABAR em 2005, afirma pesquisa do Instituto Mori, que entrevistou 1629 ingleses de 15 a 65 anos. Os resultados indicam que as pessoas estão planejando abandonar os CDs (criado em 1970) em favor do MP3, de downloads de música e de audio players digitais-portáteis CARMEM LÚCIA Roquette-Pinto, a outra filha de Roquette-Pinto (na foto com Adelson Alves e Fábio Pimentel) veio finalmente conhecer de perto a Sociedade dos Amigos. Foi no último dia 9 de janeiro, após o Encontro na Faculdade de Direito ( há um texto seu, na pág 8). AS RÁDIOS LIVRES da Internet estão apreensivas, porque o Escritório de Direitos Autorais dos EUA decidiu que as estações comerciais, que transmitem seu conteúdo na Internet, também devem pagar por essa transmissão. O que é um passo para acabar com um dos movimentos mais saudáveis da atualidade: as rádios livres da infovia. O SERVIÇO DE INTERNET MP3.com já entrou em acordo para pagar pelo direito de distribuir músicas on-line. Foi uma vitória dos defensores da idéia de que a Internet não revogou os direito autorais dos compositores..o SINDICATO dos Servidores Federais (Sintrasef) moverá ação civil pública para que o Governo federal volte a administrar a Rádio MEC e a TVE. Na ação é ressaltado o caráter público da rádio fundada pelo educador Edgard Roquette Pinto. ( O Dia, 07/ 02/ 2001.) OUVIDORIA, alguém ouviu falar? Foto Joana Traub Amigo Ouvinte é uma publicação da SOARMEC Sociedade dos Amigos Ouvintes da Rádio MEC. De Utilidade Pública Municipal (Lei nº 2464) e Estadual (Lei nº 3048) CGC / Praça da República l4l-a Sala 201 CEP Tel: R: 2207e 2210 EDITOR-RESPONSÁVEL: Renato Rocha PRESIDENTE DE HONRA: Beatriz Roquette-Pinto DIRETORIA: PRESIDENTE: Maria Yedda Linhares VICE-PRESIDENTE: Edino Krieger TESOUREIRO: José Oscar Santiago ATIVIDADES CULTURAIS: Suetônio Valença COMUNICAÇÃO SOCIAL: Carlos Acselrad PATRIMÔNIO: Reinaldo da Silva Ramalho SECRETÁRIO: Renato Rocha CONSELHO FISCAL: Sérgio Cabral, Norma Tapajós e Otto A. de Castro COORDENAÇÃO GRÁFICA: J.C. Mello FOTOGRAFIA: Clara Zúñiga e Joana Traub COLABORADORES: Bárbara Távora, Fábio Prado Pimentel, Lívia Rosa, Paulo Garcia, Renata Mello, Luisa Amaral CONSULTOR JURÍDICO: Letácio Jansen CONTADOR: Manoel Mescouto IMPRESSÃO: Tipológica Comunicação Integrada Quatro perdas e um hai-kai Admirável! Não pensa ao ver um raio: É fugaz a vida. (Bashô) LAPI Luiz Antônio Pires, cartunista inconfundível, desenhista e programador visual, trabalhou no O Jornal, no Pasquim, no JB, e colaborou em vários alternativos. Realizou pinturas na Rocinha, no Dona Marta, no Hospital Pinel e na entrada do Túnel Velho. Gostava de Dostoiewski e acreditava na Sociedade Civil. Viveu o nosso tempo intensamente. Era um libertário. Liderou vários projetos para amenizar a poluição urbana. Participou da fundação da SOARMEC, e, uma vez,presenteou-nos com o desenho do radinho sorridente, lá em cima. Carolina Cardoso de Meneses Pianeira pioneira, fiel seguidora de Chiquinha e Nazareth, cujas obras divulgou em recriações geniais, faleceu na virada do milênio. Ninguém como ela dominou a linguagem pianística do tango brasileiro. Trabalhou na antiga Rádio Sociedade, e duas de suas últimas apresentações foram dedicadas à Rádio MEC. Uma em julho, no recital para liberar o piano importado, e outra, no concerto de inauguração do dito instrumento, no Sinfônico (ver Cartas). O Amigo Ouvinte pede desculpas por ter protelado entrevistá-la, pois com ela desaparece muito da nossa memória musical e radiofônica. Edileuza Costa da Silva Ferreira Trabalhou no setor administrativo da Rádio durante 12 anos. Com sua quietude e recato, tornou melhores os dias de todos os que com ela conviveram. Era uma daquelas mulheres raras que parecem vir ao mundo para simbolizar o eterno feminino. Bonita e calma, Edileuza continuou assim, mesmo durante a doença prolongada que a levou, tão cedo. Para o Ary André, com quem se casou, ela deixou dois filhos e um exemplo de companheirismo. Para este redator, que nunca imaginou escrever seu necrológio, deixou suspenso, na memória, um dos seus sorrisos. Célio Reis de Lima Memória viva da Rádio MEC, onde trabalhou por anos e à qual se dedicou por toda a vida. Já aposentado, foi um dos sócios fundadores da SOARMEC, e nosso primeiro diretor-tesoureiro. Seu último gesto concreto de dedicação foi ter participado da Assembléia Geral da Sociedade, em abril passado. Seu Célio focalizado no 8 número deste jornal, tinha cara de passarinho, e era uma unanimidade dentro da Rádio. Foi, sem dúvida, uma das pessoas mais leves que já freqüentaram este espaço. Tão leve que faleceu no dia dos finados. 2

3 Presidente novo Foto William Nery Oveterano e muitas vezes premiado profissional de TV, jornal e publicidade, Fernando Barbosa Lima, é o novo diretor-presidente da ACERP, desde o dia 2 de fevereiro. A foto ao lado em que aparece com Aspásia Camargo, presidente do Conselho Administrativo da ACERP; e Artur da Távola, membro do citado Conselho é muito oportuna, pois fixa a imagem do trio à da Rádio MEC, cujo logotipo aparece ao fundo. Tomara que o veterano homem de comunicação tenha sempre por perto um cartaz da Rádio MEC, para não esquecer que ela existe. Filho de Barbosa Lima Sobrinho, Fernando começou aos 19 anos, no jornal O Tempo, de São Paulo, e, aos 22, dirigia seu primeiro programa de televisão, na TV Rio. Foi diretor da TVE, da Rede Excelsior, da Rede Bandeirantes e da Rede Manchete, tendo sido responsável pela criação de dezenas de programas televisivos, entre eles, Preto no Branco, Encontro com a Imprensa, Jornal de Vanguarda, Sem Censura, Canal Livre, Conexão Internacional, Programa de Domingo e o divisor-de-águas, o Abertura, que marcou sua volta para a TV, após longo afastamento durante a ditadura militar. Foi um dos fundadores da agência de publicidade Esquire e da Intervídeo, com Roberto Dávila e Walter Salles. É sócio da produtora FBI & Associados, e da produtora Brasil Export. Na Rede Brasil, é o responsável pelo programas Primeiro Time e Rio, eu gosto de você. Na entrevista de meia-página, que deu para O Globo (em12/02), Fernando não cita a Rádio. Nem a ACERP. O autor da entrevista, tal como o Boechat, continua a designar um incerto presidente da TVE, quando o cargo é, na realidade, de diretor-presidente da empresa que administra a TVE do Rio, a TVE do Maranhão e, por último tem sido sempre assim, não é? a Rádio MEC. Até o dia em que fechamos a edição (15/02), não havia definição oficial a respeito da Rádio. Os boatos é que se multiplicaram. Aliás, o boato é, hoje, disparado, o principal meio de comunicação interna, na Rádio (e na TVE). Um discurso a propósito Senador saúda Fernando Barbosa Lima e pede novamente a vinculação da rádio e da TVE ao MEC ou ao MinC Foto Joana Traub Íntegra do discurso pronunciado pelo senador, em 2 de fevereiro de 2001 conforme transcrição do Senado Federal. Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, toma posse hoje como Presidente da Associação Cultural e Educacional Roquete Pinto, Acerp, entidade que congrega a TVE do Rio de Janeiro, a Rádio MEC e a Radiobrás, o eminente jornalista Fernando Barbosa Lima. Manifesto o meu regozijo e cumprimento o Presidente da República por essa escolha tão feliz. Trata-se de um profissional do ramo, muito respeitado, experiente, competente e exemplar também sob o ponto de vista ético e moral. Assim é, Sr. Presidente, que se levanta no meu espírito e no espírito dos servidores das entidades que compõem a Acerp a esperança de correção de uma série de equívocos que têm sido cometidos ultimamente e que têm resultado em grandes descontentamentos entre funcionários antigos e idealistas, que se viram, de uma hora para outra, demitidos, tendo seus programas atingidos por decisões sem nenhuma justificação e que, a meu ver, decorrem exatamente do fato de a direção dessa Associação ter sido entregue a pessoas que não têm a vivência do setor nem a experiência e a maturidade que o jornalista Fernando Barbosa Lima possui. Há também o fato de a Associação estar equivocadamente localizada na Secretaria de Comunicação da Presidência da República, que é um órgão de informação e de propaganda do Governo. Não se trata, portanto, de um órgão de natureza cultural, que, afinal de contas, é a missão precípua das entidades que estão sob a responsabilidade da Acerp. O erro da localização e o equívoco na escolha de pessoas para a direção da Associação têm resultado em uma série de erros, muitos dos quais tenho aqui comentado. Fiz pronunciamento a respeito dessa localização equivocada e continuo sustentando a opinião de que o correto seria a Acerp e as entidades que a compõem, a TVE e a Rádio MEC, estarem sujeitas à orientação ou do Ministério da Cultura ou do Ministério da Educação,como tradicional e historicamente ocorreu no passado. No caso da Rádio MEC, por exemplo, houve uma doação ao Governo Federal, por parte de seu proprietário, o eminente brasileiro, idealista e pioneiro da comunicação Roquete Pinto, mas sob condições rígidas de que essa emissora jamais fugisse de suas atribuições eminentemente de natureza cultural, que nunca pudesse servir a fins políticos. Mas, na verdade, a Assessoria de Comunicação da Presidência da República é uma entidade eminentemente política, situada no centro do Governo Federal, destinada a promover a imagem do Governo o que é lícito, devemos reconhecer. Mas não é lícito submeter a essa entidade outras emissoras que tenham caráter eminentemente eu diria exclusivamente cultural. É o caso da Rádio MEC e da TVE. Assim, Sr. Presidente, continuo sustentando a idéia e levando ao Senhor Presidente da República e aos Ministros da Educação e da Cultura a sugestão ou mesmo a solicitação de que haja uma revisão nessa localização, para que essas emissoras voltem a desfrutar da orientação e mesmo da proteção de um Ministério de natureza cultural para cumprirem bem a sua missão, que é extremamente importante. Sr. Presidente, preocupa-me muito, por exemplo, a situação da Rádio MEC, que é uma emissora tradicional, com um grande número de ouvintes fiéis, que ficam ligados quase o dia inteiro em sua programação e que sentiram profundamente a retirada do ar de programas de informação e de notícias, que eram transmitidos de duas em duas horas. Eram programas informativos que tinham como finalidade e objetivo a formação da cidadania. Havia também programas destinados aos deficientes visuais, que sintonizavam a emissora exatamente para se proverem de informações e de formação que não poderiam obter por outro meio. E essa emissora, de caráter eminentemente cultural, por conseguinte sem fins lucrativos ou interesses econômicos, produzia tais programas com muita competência e seriedade. E eis que esses programas foram retirados, as pessoas foram demitidas. Felizmente, houve uma reversão dessa decisão por intermédio de liminar concedida pela 21ª Vara Federal, que repôs no ar esses programas. Porém, os servidores e, principalmente, os ouvintes continuam ameaçados de se verem sem essa contribuição importante que a Rádio MEC presta na área de formação da cidadania e de informação ao povo em geral. Sr. Presidente, assim como acontece com a Rádio MEC, também na Radiobrás e na TVE tem havido muito descontentamento e muitos desacertos, mas, com a nomeação, com a designação do jornalista Fernando Barbosa Lima, há uma expectativa minha muito profunda de que esses desacertos sejam finalmente corrigidos, de que tudo entre nos eixos. Porém, continua a opinião de que essa entidade deveria estar submetida ao Ministério da Cultura, ao Ministério da Educação, e nunca à Secretaria de Comunicação, um órgão de informação, promoção e propaganda das ações do Governo Federal. De forma que fica aqui a minha mensagem de confiança no jornalista Fernando Barbosa Lima e nos funcionários, de um modo geral, dessa entidade, e também o meu apelo ao Senhor Presidente da República cumprimento-o pela escolha para revisão da localização dessa entidade e sua submissão a um desses Ministérios, de Cultura ou Educação. Era o que tinha a dizer, Sr. Presidente. 3

4 Um encontro Portadora de Deficiência. [ ] A imprensa, de modo geral, não nos dá atenção; a única porta que nós encontramos aberta foi a do Programa do Fajardo, e lá nós temos tido um apoio imenso, temos recebido muita ajuda, de muita gente, e essa porta, ela não pode ser fechada. EDUARDO FAJARDO (produtor): A Constituição reza que é necessário 5% de reserva de emprego para os deficientes físicos. Pois essa medida colocou na rua um cego, que fazia a parte, no meu Programa, dedicada aos portadores de deficiência.(paulo Fernando, foi readmitido ) Reportagem Renato Rocha e Fábio Pimentel fotos de Joana Traub No dia 9 de janeiro de 2001, na Faculdade de Direito, cerca de 50 pessoas em atenção à Rádio MEC reuniram-se para avaliar a situação da Emissora e pensar alternativas. A gota-dágua foi o triplo corte de celetistas, programas e rádiojornalismo (ver Comunicado da Gerência, na pág. 16). Tais cortes, abruptos e verticais, cairam como uma bomba paradoxal. Para salvar a aldeia precisamos destruí-la!, disse um general. Para salvar a emissora precisamos fazer menos rádio!, diz-nos o comunicado. Mas quem foi que decidiu? Quem está pensando a Rádio MEC (e a TVE) hoje? O fato do evento ter ocorrido na Faculdade de Direito, e não no auditório da Rádio é sintomático. A ACERP Rádio parece não apreciar essa coisa de pensar a Rádio. Tanto é que não promoveu um só seminário interno, ou work shop ou debate, ou o que quer que seja que ajude a avaliar ou pensar a Emissora em seu momento atual. Mas nem sempre foi assim.basta lembrar as reuniões do 1º Encontro de Funcionários, em 1993, no auditório da Rádio, quando, por uma semana, foram debatidas as idéias de quase 30 palestrantes. Dali saiu um diagnóstico da situação da emissora, e uma clara proposta de rádio educativo-cultural, (ver Relatório do 1º Encontro de Funcionários, na biblioteca da SOARMEC). E também saiu uma proposta para que os Diretores fossem escolhidos a partir de lista tríplice, indicada pelos funcionários, o que resultou na gestão de Regina Salles uma professora, poliglota, de vasta cultura humanista que acabou ficando 4 anos na Direção da Emissora. Regina foi a última a ocupar o cargo extinto há três anos. O 2º encontro ocorreu no ano seguinte, 94, e foi dedicado ao estudo e à reforma do estatuto da FRP, hoje extinta. 4 De cima para baixo e da esquerda para a direita, Carmem Lúcia Roquette Pinto, Luis Carlos Saroldi, Ruth Gusmão, Maria Clara Pinto, Maria Yedda Linhares, Caó e Saturnino Brito (em 2º plano), e o plenário. Nesses encontros, os trabalhadores da Casa alcançaram seu mais alto índice de cidadania profissional. Uma conquista que a ACERP-Rádio desperdiçou, ao negar espaço para a realização do encontro. E aqui vai nosso agradecimento á Faculdade. Diferentemente, o encontro não foi promovido por uma comissão de funcionários, e sim por alguns veteranos de um corpo de profissionais desagregado. É por eles que estamos publicando as palavras de Aylton Escobar veja box abaixo. A SOARMEC, que apoiou o evento, gravou e transcreveu o debate. O documento, elaborado por Fábio Pimentel e chancelado pela Sociedade, está à disposição dos interessados. CINCO PRONUNCIAMENTOS ADELZON ALVES(produtor): Na hora em que nós soubemos do pé em que as coisas se encontravam, nós estávamos no Jornalismo, e procuramos o Zito Baptista Filho, e resolvemos partir dele, exatamente por respeito à folha de trabalho que ele tem, e ele deu o aval imediato para a realização dessa Reunião. [ ] Não é uma reação nossa, de defesa do nosso emprego o que também é justo mas é a defesa da Rádio, da sobrevivência dela. MARIA CLARA PINTO: Estou aqui representando a ACADIM e o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa WILSON LOGOBUCO (ouvinte): O Hermeto Pascoal mandou que eu o representasse, também. Ele não pode vir, mas está indignado com tudo isso que está acontecendo. E nós, como ouvintes, não fomos consultados, não perguntaram nada. JORGE TARDAN (advogado e colaborador da Rádio) Eu monto o PROCON no interior do estado, e muitos municípios Conceição de Macabu, Friburgo, Itaguaí, a quantidade de pessoas que ouvem, e precisam ouvir a Rádio MEC... A Rádio MEC deve ter esse compromisso, porque a Lei diz que tem que ter. (continua na pág. seguinte) Palavras de Aylton Escobar (antigas mas atuais) Aqui, com a minha experiência de observação sincera e solidária, eu encontrei, com nobres exceções, pessoas que são meramente políticos, que não têm nenhum afeto por isto que estão dirigindo. São carreiristas. São pessoas que não querem fazer; que buscam um emprego, não um trabalho. São pessoas que não se emocionam de modo nenhum com o que está acontecendo aqui. E eu encontro pessoas na sua triste figura de terem de sorrir para essas pessoas, nos corredores, para defenderem a sua sobrevivência, também já esquecidos da emoção que deveria conduzí-los ao trabalho que devem exercer. Vejo pessoas que transformam qualquer ambiente, no Brasil, num tristíssimo arquipélago. Vejo funcionários públicos no dever de se manterem vivos diante de um cenário absolutamente hostil da contemporaneidade nacional, tristes, todo nós, com um sonho que está lá dentro, que é a vontade de fazer alguma coisa. Aylton Escobar, maestro e ex-colaborador da Rádio, no 1º Encontro de Funcionários, há 8 anos, conseguiu descrever com precisão o ambiente de trabalho que conheceu, e que se repete, ciclicamente, por lá.

5 necessário MAIS PRONUNCIAMENTOS PAULO BORGES(conselheiro, representante dos funcionários da Rádio e da TVE ) No Conselho de Administração, nós não fomos consultados sobre demissões de funcionários. A única coisa que se falou, com relação à Rádio MEC, seria a desativação da Rádio MEC de Brasília. Então, o Conselho de Administração não sabe dessas medidas de extinção do Programa do Fajardo e da Bertha.Nuttels. [ ] O Conselho não toma parte nessas medidas administrativas. Eu vou deixar com vocês a ata da última reunião, e aqui vocês vão ver que não foi discutido nada disso. [ ] Daqui a pouco a Rádio vai estar funcionando com o quê? Com robôs? Não tem mais ninguém para trabalhar. LUIS CARLOS SAROLDI: Isto aqui (mostra o comunicado) é grave, porque essas pessoas estão indo contra o que me parece dito no Código Brasileiro de Radiodifusão, que prevê que cada Emissor tem que destinar 5% do seu tempo no ar à transmissão de informação jornalística. Como é que essas pessoas assinam um papel desses, assumindo essa infração? Eu já nem discuto a ACERP, ela poderia ser dirigida por pessoas competentes, que soubessem o que estão fazendo, mas me parece que isso aqui é claríssimo, eles não sabem: eles não sabem cumprir a Lei. CARLOS HENRIQUE JUNDI (presidente do Instituto Brasileiro de Cidadania): Todo ato administrativo deve ser circundado de alguns elementos, que são a competência, a finalidade, a forma, o motivo e o objeto. A pessoa que fez tem competência administrativa para isso, para tomar a frente, fazer um documento dessa estrutura? [ ] porque, a partir do momento em que não há legitimidade da pessoa que fez, existe improbidade administrativa, e a responsabilidade civil por estes atos. Da esquerda para a direita, Eliomar Coelho, Eduardo Fajardo, Pitombeira. Nina Ribeiro, e, Bertha abaixo, Nuttels aspecto e, abaixo, geraldaaspecto geral do encontro. reuniãona Faculdade de Direito ARTUR MESSIAS (deputado): A pareçam dispostos a apoiar esta causa, e Assembleia fêz, recentemente, uma carta, mas acho que isso não é suficiente: acho que tem que ter uma ação política mais efetiva. O Senador (Saturnino Brito) ver se conseguimos trazê-los para o nosso lado, e mobilizar a sociedade, porque as forças políticas são suscetíveis de mobilização por parte da sociedade. certamente o fará em Brasília, e cabe também à gente, aqui, na alçada estadual, mobilizando o Ministério Público, já que é uma Empresa Pública. ELIOMAR COELHO (vereador): É um procedimento conhecido há muito tempo inicia-se sucateando a Empresa. É um processo de desconstrução. A Rádio não está entregue à pessoas incompetentes, não: está entregue a pessoas competentíssimas, exatamente para acabar com a Rádio. [ ] Como é que o Conselho de uma Instituição não tem conhecimento de toda uma reformulação do desenho desta Instituição? CAÓ (jornalista e ex-parlamentar): Essa questão da Rádio MEC evidencia inconstitucionalidades, ilegalidades, e até violação da liberdade de expressão. E algumas práticas são semelhantes àquelas que nós enfrentamos na época da ditadura. [ ] Vamos fazer com que a denúncia da destruição desse patrimônio cultural chegue ao conhecimento da sociedade. A sociedade precisa saber. HELONEIDA STUDART (vereadora): Uma das grandes admirações da minha vida, foi o Professor Roquette-Pinto, este patriota, este democrata [ ] Quero dizer que trabalhei em rádio, que amo o rádio, que considero o grande instrumento de comunicação chega aonde a TV não chega, chega aos pobres, aos bóias-frias, aos sem-terra, chega onde quer que exista um brasileiro. Ofereço a solidariedade do meu mandato, estou às ordens para estar na luta de vocês, que é a minha luta. IVAN ACIOLI (sindicato dos jornalistas): A Moção de Repúdio, que foi feita pela Assembleia Legislativa, surgiu a partir de um contato da Presidente do Sindicato com o Sérgio Cabral. Então, nós vínhamos já atentos à questão da TVE, da Rádio MEC. PITOMBEIRA(diretor da ABI): A ABI não poderia se omitir diante de um fato dessa natureza. Mas isso não é um fato isolado. Não é a toa que surgiu essa questão do capital estrangeiro poder ser agora investido nas nossas empresas de comunicação o que era proibido na Constituição. Estão forçando de todas as formas para investir capital estrangeiro nos jornais, nas rádios e nas televisões. RUTH GUSMÃO(Sintrasef): O que é que a OS é? Ela desempenha uma política pública, com recursos públicos, com servidores públicos, com patrimônio público, mas só que é um grupo privado que executa isso, não é? Então, em que é que isso resultou? O patrimônio está aí, do jeito que vocês estão vendo, e o mais importante, a política do Rádio Educativoestá sendo exterminada aqui dentro. Em que resultou a Reforma de Estado aqui nessa área? Nisso. ROBERTO SATURNINO (senador): É preciso desenvolver um grupo de ações, na área jurídica e no Ministério Público, e outro na área política. Mas a gente tem que ampliá-lo, chamando representantes, não só dos Partidos de oposição, mas buscar, também, aliados junto às forças que defendem hoje a política do Governo. Eu me disponho a conversar com Senadores e Deputados que me CARMEM LÚCIA ROQUETTE- PINTO: Uma ocasião houve o perigo da Rádio ir para o Legislativo. Na época, D. Beatriz Roquette-Pinto Bojunga fez um movimento enorme, e venceu. Eu achava bom se pegar esse processo, porque ele pode ser esclarecedor. Só que desta vez não acho que deva ser na mão da família, acho que deve ser na mão da sociedade, ampla, em todos os setores. Eu posso participar, em meu nome, da minha família, filhos e netos. Nota da Redação: 1) O encontro acima foi noticiado na Folha de São Paulo, no jornal Movimento e na Gazeta de Notícias. Ele deu origem a um grupo formal de trabalho (que conta com um representante dos ouvintes e um representante dos deficientes físicos, e vem se reunindo regularmente), mas também deu origem a compromissos e iniciativas individuais. Há um abaixo-assinado circulando, em favor da democratização dos meios de comunicação e chamando atenção para a importância da sobrevivência do rádio educativo. 2) A SOARMEC dispõe de cópia da Moção de Repúdio, assinada por 67 deputados do Estado do Rio de Janeiro, e enviada ao então presidente da ACERP, 3)Não deixe de ler matéria a propósito da manifestação em Praga, na página 13. Os acontecimentos, aqui e lá, são simultâneos e simétricos. Aqui, o avanço da cidadania é mais lento, mas a questão da responsabilidade da Sociedade Civil, está no horizinte.. Quantos brasileiros têm consciência de que o os bens públicos pertencem ao cidadão? Oxalá os desdobramentos deste encontro, forneça resposta para esta pergunta. 5

E já surgia vitoriosa! Pois todos os vetos de Goulart foram rejeitados.

E já surgia vitoriosa! Pois todos os vetos de Goulart foram rejeitados. Senhoras e senhores Companheiros da Radiodifusão, É para mim e para todos os meus colegas da ABERT uma enorme alegria e uma honra receber tantos amigos e presenças ilustres nesta noite em que comemoramos

Leia mais

CRONOLOGIA DA RÁDIO APARECIDA

CRONOLOGIA DA RÁDIO APARECIDA CRONOLOGIA DA RÁDIO APARECIDA 1951 - Pe. Humberto Pieroni se tornou o primeiro diretor da Rádio. Criado o Programa Os Ponteiros Apontam para o Infinito que ganhou notoriedade com o Pe. Vitor Coelho de

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 66 Discurso na solenidade de comemoração

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 81 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Assim nasce uma empresa.

Assim nasce uma empresa. Assim nasce uma empresa. Uma história para você que tem, ou pensa em, um dia, ter seu próprio negócio. 1 "Non nobis, Domine, non nobis, sed nomini Tuo da gloriam" (Sl 115,1) 2 Sem o ar Torna-te aquilo

Leia mais

VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS

VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS Perguntas e resposta feitas ao jornalisa Romário Schettino Perguntas dos participantes do 6 Seminário de Direito para Jornalistas

Leia mais

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA (versão simples da Lei da Comunicação Social Eletrônica) CAPÍTULO 1 PARA QUE SERVE A LEI Artigo 1 - Esta lei serve para falar como vai acontecer de fato o que está escrito em alguns

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca o futuro, sem esquecer as nossas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 36 Discurso por ocasião do jantar

Leia mais

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Comunicação é um direito de todos No Brasil, os meios de comunicação estão concentrados nas mãos de poucas empresas familiares que têm a

Leia mais

Experiência: O novo olhar sobre a gestão de pessoas do setor público, na nova idade da democracia no Brasil.

Experiência: O novo olhar sobre a gestão de pessoas do setor público, na nova idade da democracia no Brasil. Experiência: O novo olhar sobre a gestão de pessoas do setor público, na nova idade da democracia no Brasil. RADIOBRÁS Empresa Brasileira de Comunicação S. A. Diretoria de Gestão de Pessoas e Administração

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 106 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Voluntariado. Sete dicas para ser um voluntário. Por Redação EcoD

Voluntariado. Sete dicas para ser um voluntário. Por Redação EcoD Voluntariado Sete dicas para ser um voluntário Por Redação EcoD O Dia Internacional dos Voluntários, celebrado no dia 5 de dezembro, pode inspirar muitas pessoas a dedicarem seu tempo e talento em prol

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin Fotos: Luís Antônio Rodrigues No Perfil & Perfil Em meio às gravações no estúdio Brothers da Lua do músico, juntamente com o gravamos uma entrevista, onde eles nos contam como começou essa amizade e parceria,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 65 Discurso na solenidade do Dia

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro , Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro São Paulo-SP, 08 de novembro de 2008 Centrais, Senhoras e senhores ministros das Finanças e presidentes

Leia mais

Escolas comunicadoras

Escolas comunicadoras Comunicação e Cultura Local de atuação: Ceará, Pernambuco, Pará e Bahia Data de fundação: 1996 Escolas comunicadoras No Ceará, quase quinhentas mil crianças da rede pública estudam em escolas que unem

Leia mais

Affonso Romano: A glória do autor é virar folclore

Affonso Romano: A glória do autor é virar folclore Affonso Romano: A glória do autor é virar folclore Com mais de 50 livros publicados, Affonso Romano de Sant Anna é uma das referências da literatura brasileira contemporânea. Agora mesmo, ele está saindo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 92 Solenidade de Assinatura do Protocolo

Leia mais

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. Saí da prisão volto coleção Conversas #26 - setembro 2015 - e estou ou não desempregado, para o crime? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS, da

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Discurso na cerimónia de regulamentação

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 21 Discurso na cerimónia de instalação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Discurso na cerimónia de posse

Leia mais

BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL

BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL 1 BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL BALLESTÉ, Adriana Olinto * GNATTALI, Roberto ** RESUMO Radamés Gnattali é um dos mais importantes

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social Políticas Públicas de Comunicação...a presença ativa duma universidade, revigorada ao contato de seu núcleo mais vivo e ciosa do seu espaço

Leia mais

PROJETO GERAL DA SIGNIS/BRASIL - Triênio 2011/2013

PROJETO GERAL DA SIGNIS/BRASIL - Triênio 2011/2013 PROJETO GERAL DA SIGNIS/BRASIL - Triênio 2011/2013 Signis Brasil Associação católica de comunicação foi criada no Brasil, no dia 2 de dezembro de 2010, em Assembleia, que aprovou seus estatutos e elegeu

Leia mais

Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Elias Nunes Júnior, 20 do 10 de 1958. Nasci em Bom Jesus de Itabapoana, interior do estado. FORMAÇÃO Eu sou formado em Ciências Contábeis, tenho Pós em

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 88 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

A Paralisia Decisória.

A Paralisia Decisória. A Paralisia Decisória. Começo este artigo com uma abordagem um pouco irônica, vinda de uma amiga minha, que, inconformada como a humanidade vêm se portando perante a fé em algo superior, soltou a máxima

Leia mais

Produzir para Rádio. Descrição das atividades do Processo Produzir para Rádio

Produzir para Rádio. Descrição das atividades do Processo Produzir para Rádio Produzir para Rádio Descrição das atividades do Processo Produzir para Rádio 2 de 12 CJF Conselho de Conteúdo 1. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 3 2. DESCRITIVO DO PROCESSO... 5 2.1 ENTRADAS/INSUMOS... 5 2.2 SAÍDAS

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 13 Discurso na solenidade de abertura

Leia mais

Gestão de iniciativas sociais

Gestão de iniciativas sociais Gestão de iniciativas sociais Leia o texto a seguir e entenda o conceito do Trevo e as suas relações com a gestão organizacional. Caso queira ir direto para os textos, clique aqui. http://www.promenino.org.br/ferramentas/trevo/tabid/115/default.aspx

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 82 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Projeto EI São José do Rio Preto Assessoria: Debora Rana e Silvana Augusto 2 o encontro: 09 de abril de 2014 *Anotações do Grupo de CPs da manhã

Projeto EI São José do Rio Preto Assessoria: Debora Rana e Silvana Augusto 2 o encontro: 09 de abril de 2014 *Anotações do Grupo de CPs da manhã Projeto EI São José do Rio Preto Assessoria: Debora Rana e Silvana Augusto 2 o encontro: 09 de abril de 2014 *Anotações do Grupo de CPs da manhã Pauta de encontro Olá coordenadoras, mais uma vez estaremos

Leia mais

Este e-book é um presente para você, que assistiu à palestra no Congresso de Acessibilidade.

Este e-book é um presente para você, que assistiu à palestra no Congresso de Acessibilidade. Sou Patrícia Arantes, diretora da agência RZT Comunicação e psicanalista. Este e-book é um presente para você, que assistiu à palestra no Congresso de Acessibilidade. A comunicação eficaz se dá por uma

Leia mais

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasdiadasmaes 6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Apresentamos uma seleção com 6 dinâmicas de grupo para o Dia das Mães, são atividades que podem

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 80 Memória Oral 24 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte,

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006 Redação final do Projeto de Lei da Câmara nº 79, de 2004 (nº 708, de 2003, na Casa de origem). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto de Lei da Câmara

Leia mais

A vez e a voz das crianças

A vez e a voz das crianças 119 outubro de 2010-ESPECIAL CRIANÇA PARA LER NO AR A vez e a voz das crianças Às vésperas de 12 de outubro, Dia das Crianças, eu convido você, ouvinte, a refletir sobre os direitos das meninas e meninos

Leia mais

Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação

Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação NÚMERO 21 ABRIL MAIO 2010 Editado pela Assessoria de Comunicação Institucional Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação 02 Candidatos a Diretor de Benefícios participam

Leia mais

Uma vida dedicada. do ensino médico?

Uma vida dedicada. do ensino médico? E ntrevista Gilson Soares Feitosa O entrevistado desta edição é o cardiologista e professr Gilson Feitosa, que é coordenador da Residência em Cardiologia e diretor de Ensino e Pesquisa do Hospital do Hospital

Leia mais

Avaliação do clima na escola

Avaliação do clima na escola Avaliação do clima na escola INSTRUÇÕES INICIAIS PARA O GESTOR: Avise que a pesquisa para avaliar o clima da escola é anônima. Não será preciso colocar nome, apenas identificar a qual segmento da comunidade

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 62 Discurso na cerimónia de apresentação

Leia mais

Humsol e a luta contra o câncer de mama 1. Vinicius Arthur SANTOS 2 Luiz WITIUK 3 Universidade Positivo, Curitiba, PR

Humsol e a luta contra o câncer de mama 1. Vinicius Arthur SANTOS 2 Luiz WITIUK 3 Universidade Positivo, Curitiba, PR Humsol e a luta contra o câncer de mama 1 Vinicius Arthur SANTOS 2 Luiz WITIUK 3 Universidade Positivo, Curitiba, PR RESUMO A reportagem foi realizada para a disciplina de Rádiojornalismo ainda no quarto

Leia mais

Convivência. Revista do PEN Clube do Brasil. 2ª Fase - 1º Semestre 2012 - Número 2 - Rio de Janeiro Brasil / ISSN 1518-9996 ESPECIAL

Convivência. Revista do PEN Clube do Brasil. 2ª Fase - 1º Semestre 2012 - Número 2 - Rio de Janeiro Brasil / ISSN 1518-9996 ESPECIAL Convivência Revista do PEN Clube do Brasil 2ª Fase - 1º Semestre 2012 - Número 2 - Rio de Janeiro Brasil / ISSN 1518-9996 ESPECIAL PEN CLUBE DO BRASIL: 76 ANOS (1936-2012) Cláudio Aguiar O sentido de qualquer

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG Um cacique kaingang, meu amigo, me escreveu pedindo sugestões para desenvolver, no Dia do Índio, o seguinte tema em uma palestra: "Os Valores Culturais da Etnia Kaingáng".

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 77 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 81 O Ajuste Fiscal e as ONGs 08 de maio de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1

Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1 Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1 Alexandre COELHO 2 Catarina CARVALHO 3 Danielle RIBEIRO 4 Leoni ROCHA 5 Paloma HADDAD 6 Professor/Orientador: Daniel CAMPOS 7 Universidade Fumec,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Um grupo de alunos e uma professora. que decidiram escrever um livro...

Um grupo de alunos e uma professora. que decidiram escrever um livro... Um grupo de alunos e uma professora que decidiram escrever um livro... Tudo começou com um garoto chamado Luan que, num belo dia, resolveu compartilhar sua história... Luan Cardoso era um menino de apenas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 40 Discurso na cerimónia comemorativa

Leia mais

Publicação no DSF de 03/04/2004 - página 9208

Publicação no DSF de 03/04/2004 - página 9208 Autor José Jorge (PFL - Partido da Frente Liberal / PE) Nome José Jorge de Vasconcelos Lima Completo Data 02/04/2004 Casa Senado Federal Tipo Discurso Resumo Medidas do governo federal na área de educação.

Leia mais

Dia Nacional da Consciência Negra

Dia Nacional da Consciência Negra Dia Nacional da Consciência Negra Sobre a EBC Criada em 007 para instituir o Sistema Público de Comunicação, a Empresa Brasil de Comunicação é formada pela TV Brasil, TV Brasil Internacional, Agência Brasil,

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Ideionildo. E a Chave Azul. Pelo Espírito Vovó Amália. Robson Dias

Ideionildo. E a Chave Azul. Pelo Espírito Vovó Amália. Robson Dias Ideionildo E a Chave Azul Robson Dias Pelo Espírito Vovó Amália Livrinho da Série - As Histórias Que a Vovó Gosta de Contar (http:\www.vovoamalia.ubbi.com.br - Distribuição Gratuita) - A venda deste produto

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 79 Memória Institucional - Documentação 17 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

PRONUNCIAMENTO DO DEPUTADO BERNARDO SANTANA DE VASCONCELLOS, EM HOMENAGEM PÓSTUMA. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, o

PRONUNCIAMENTO DO DEPUTADO BERNARDO SANTANA DE VASCONCELLOS, EM HOMENAGEM PÓSTUMA. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, o PRONUNCIAMENTO DO DEPUTADO BERNARDO SANTANA DE VASCONCELLOS, EM HOMENAGEM PÓSTUMA AO DR. CARLOS PINTO COELHO MOTTA Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, o Estado de Minas Gerais e o Brasil

Leia mais

Ima. Sempre. em Frente. Eric Peleias

Ima. Sempre. em Frente. Eric Peleias Ima Sempre em Frente Eric Peleias Baseado em uma história real CAPÍTULO 1 LETÔNIA, DÉCADA DE 1940. 8 PODEM PARAR DE CAVAR! QUERO TODOS ENFILEIRADOS! O QUE ESTÃO ESPERANDO? ENFILEIRADOS, ANDEM LOGO! MUITO

Leia mais

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL RESUMO Caroline Ferreira 1 O objetivo deste artigo é falar sobre Noticia institucional e o interesse cada vez maior das empresas em cuidar da sua imagem institucional.

Leia mais

RELATóRIO ANUAL 2012. victor civita. prêmio victor civita

RELATóRIO ANUAL 2012. victor civita. prêmio victor civita Angela Dannemann Diretora da Fundação Victor Civita Mensagem da diretora A data mais aguardada na Fundação Victor Civita todos os anos o Dia do Professor contou com uma festa especial em 2012. No dia 15

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL Brasília 2013 SUMÁRIO MOTIVAÇÃO DO RELATÓRIO... 3 INTRODUÇÃO... 3 INICIATIVAS DO SENADO FEDERAL PARA ADEQUAÇÃO À LEI DE

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Terça-feira, 11 de março de 2014 Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Nádia Junqueira Goiânia - Dalila tem 15 anos, estuda o 2º ano no Colégio

Leia mais

REQUERIMENTO Nº /2008

REQUERIMENTO Nº /2008 REQUERIMENTO Nº /2008 Requer VOTO DE APLAUSO à Srª VIOLETA JAFET, por ter completado 100 anos de idade, no dia 10 deste mês de fevereiro de 2008, boa parte dos quais dedicada ao Hospital Sírio-Libanês,

Leia mais

Organizadores. Edson Rosa. Luís Henrique dos Santos. Organização e autoria 201

Organizadores. Edson Rosa. Luís Henrique dos Santos. Organização e autoria 201 Organização e autoria 201 Organizadores Edson Rosa Formado em Teologia pelo Unasp, Campus São Paulo, Pedagogia pela Universidade Hebraica de São Paulo e Mestre em Teologia Pastoral pelo Unasp, Campus Engenheiro

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 53 Discurso na solenidade de lançamento

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017 INTRODUÇÃO O Plano de Ação do Sindicato-Apase adota como referencial de elaboração as Teses aprovadas no XI Fórum Sindical/2015, referendadas na Assembleia Geral Extraordinária Deliberativa de 11/12/2015.

Leia mais

FENEIS FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS

FENEIS FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS FENEIS FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS Dia dos Surdos 2009 Apresentação No dia 26 de setembro, a Comunidade Surda Brasileira comemora o Dia Nacional do Surdo, data em que são relembradas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 110 Discurso na cerimónia de formatura

Leia mais

Outdoor: Semana Mundial de Aleitamento Materno 1

Outdoor: Semana Mundial de Aleitamento Materno 1 RESUMO Outdoor: Semana Mundial de Aleitamento Materno 1 Adriely Cristiny de Lima CUNHA 2 Rafael Duarte SILVA 3 Rita Carla da Conceição SILVA 4 Paula Apolinário ZAGUI 5 Universidade Do Estado do Rio Grande

Leia mais

3 FORUM de COMUNICACAO

3 FORUM de COMUNICACAO Diálogo RP Edição Nº 4 Ano 2 utubro 2011 - Informativo de Comunicação Social Relações Públicas ~, 3 FRUM de CMUNICACA Rádio & TV Jornalismo Novidades em HD e 3D: TV digital no Brasil e o futuro do broadcast

Leia mais

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance Sobre o autor: Meu nome é Rodrigo Marroni. Sou apaixonado por empreendedorismo e vivo desta forma há quase 5 anos. Há mais de 9 anos já possuía negócios paralelos ao meu trabalho e há um pouco mais de

Leia mais

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Eliseu Gabriel O vereador e professor Eliseu Gabriel conseguiu aprovar uma Lei para ajudar a despertar o gosto pelo estudo e a

Leia mais

I Seminário Comunicação Pública

I Seminário Comunicação Pública I Seminário Comunicação Pública Câmara de Vereadores Belo Horizonte Davi Emerich Diretor da Secretaria de Comunicação do Senado Federal A comunicação público-institucional, como entendemos, é recente no

Leia mais

Fecomércio-RJ realiza festa de confraternização no hotel Sheraton

Fecomércio-RJ realiza festa de confraternização no hotel Sheraton dezembro 2007, nº 014 Fecomércio-RJ realiza festa de confraternização no hotel Sheraton DESTAQUES: Secovi Rio recebe Medalha Tiradentes da Alerj Fecomércio-RJ discute a nova metodologia dos PIBs estaduais

Leia mais

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes All You Zombies Wendel Coelho Mendes Versão Portuguesa, Brasil Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959 Esse conto é minha versão sobre a verdadeira história de All You Zombies,

Leia mais

DIREITO E PROCESSO: A LEGITIMIDADE DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ATRAVÉS DO PROCESSO

DIREITO E PROCESSO: A LEGITIMIDADE DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ATRAVÉS DO PROCESSO DIREITO E PROCESSO: A LEGITIMIDADE DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ATRAVÉS DO PROCESSO ROSEMARY CIPRIANO DA SILVA Mestra em Direito Público pela FUMEC Professora substituta do Curso de Graduação em Direito

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 27

PROVA ESPECÍFICA Cargo 27 29 PROVA ESPECÍFICA Cargo 27 QUESTÃO 41 A importância e o interesse de uma notícia são avaliados pelos órgãos informativos de acordo com os seguintes critérios, EXCETO: a) Capacidade de despertar o interesse

Leia mais

Política de Comunicação da ONG Em Ação¹. Josiane dos Santos Paula e OLIVEIRA² Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Paraná.

Política de Comunicação da ONG Em Ação¹. Josiane dos Santos Paula e OLIVEIRA² Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Paraná. Política de Comunicação da ONG Em Ação¹ Josiane dos Santos Paula e OLIVEIRA² Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Paraná. PR Resumo As ONGs são importantes pois atuam como referência na organização

Leia mais

Anexo 01. Caio Túlio Costa Diretor Geral do Universo Online Entrevista concedida via e-mail em 04/05/2001 caio@uol.com.br

Anexo 01. Caio Túlio Costa Diretor Geral do Universo Online Entrevista concedida via e-mail em 04/05/2001 caio@uol.com.br ANEXOS 166 167 Anexo 01 Caio Túlio Costa Diretor Geral do Universo Online Entrevista concedida via e-mail em 04/05/2001 caio@uol.com.br 1. Em que momento o Grupo Folha - Universo Online sentiu a necessidade

Leia mais

Marketing Digital de resultado para PMEs. Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas

Marketing Digital de resultado para PMEs. Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas 1 Sumário I II V Porque monitorar? O que monitorar? Onde monitorar? Como engajar? 2 Por que Monitorar? 3 I II V Nas mídias sociais

Leia mais

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Meus queridos brasileiros e brasileiras, É com muita emoção

Leia mais

TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA

TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA AUTOR / AUTOR: Ruy Alkmim Rocha Filho INSTITUIÇÃO / INSTITUCIÓN: Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO-CONSU

ESTADO DE ALAGOAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO-CONSU 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 ATA 002/2012 Aos dez dias de abril de dois mil e doze, reuniu-se o Conselho Superior Universitário, na sala dos Conselhos, na

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 25 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão Santa Cruz de Cabrália-BA, 28 de setembro de 2005 Meu caro governador Paulo Souto, governador do estado da Bahia, Meu querido companheiro Miguel

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 26 Discurso n& cerimonia de sanção

Leia mais

13 Como estudar Teclado - Conteúdo

13 Como estudar Teclado - Conteúdo Introdução Tempo dedicado ao estudo Alongamento e aquecimento Fatores para tornar a leitura mais ágil Fatores para tornar o estudo mais produtivo Preparação para apresentar a peça em público Prazer de

Leia mais

Por que defender o Sistema Único de Saúde?

Por que defender o Sistema Único de Saúde? Por que defender o Sistema Único de Saúde? Diferenças entre Direito Universal e Cobertura Universal de Saúde Cebes 1 Direito universal à saúde diz respeito à possibilidade de todos os brasileiros homens

Leia mais

Câmara Municipal de Cubatão

Câmara Municipal de Cubatão 2 ATA DA 1ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO 2º ANO LEGISLATIVO DA 16ª LEGISLATURA REALIZADA EM 27 DE MAIO DE 2014 PRESIDÊNCIA - Sr. César da Silva Nascimento. SECRETARIAS - Sr. Fábio Alves Moreira e Sr. Ricardo

Leia mais