ANÁLISE DO USO DAS FERRAMENTAS WEB 2.0 APLICADAS ÀS BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANÁLISE DO USO DAS FERRAMENTAS WEB 2.0 APLICADAS ÀS BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP)"

Transcrição

1 ANÁLISE DO USO DAS FERRAMENTAS WEB 2.0 APLICADAS ÀS BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) Edna Tiemi Yokoti WATANABE 1 ; Fátima Aparecida Colombo PALETTA 1 ; Marina Mayumi YAMASHITA 1 1 Bibliotecárias da Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas / USP São Paulo, SP RESUMO As bibliotecas entraram em um mundo virtual onde a evolução da internet culminou com a disseminação de tecnologias interativas, participativas e cooperativas, indicando um novo cenário para os serviços virtuais nas bibliotecas. Este trabalho descreve os conceitos envolvidos na Web 2.0 e analisa como as bibliotecas que compõem o SIBi /USP (Sistema de Bibliotecas da Universidade de São Paulo), estão utilizando as novas tecnologias para divulgar os seus serviços. Dentre os resultados obtidos, as ferramentas e funcionalidades da Web 2.0 mostraram-se eficazes, melhorando o atendimento da comunidade acadêmica e científica. Palavras-Chave: Biblioteca 2.0; Interatividade; Redes sociais; Web 2.0. ABSTRACT The libraries entered a virtual world where the evolution of the Internet led to the spread of interactive, participatory and cooperative technologies, indicating a new stage for the virtual services in libraries. This study describes the concepts involved in Web 2.0 and explores how the libraries from SIBi-USP (Library System, University of São Paulo), are using new technologies to spread their services. We conclude that tools and functionalities of Web 2.0 are efficient, considering that they can improve the service offered to the academic and scientific community. Keywords: Library 2.0; Interactivity; Social network; Web

2 1 Introdução A evolução da Web culminou com a disseminação de tecnologias interativas, participativas e cooperativas, indicando um novo cenário para os serviços virtuais das bibliotecas, onde já não é mais suficiente o profissional da informação atuar de uma forma estática e unidirecional. As bibliotecas entraram em um mundo virtual denominado ciberespaço ao ultrapassarem o espaço físico das suas paredes. As inovações trouxeram conhecimentos tecnológicos importantes, para as bibliotecas mudarem definitivamente o seu perfil e papel nas universidades. Ainda que, as bibliotecas universitárias estejam caminhando gradativamente ao encontro da Web 2.0, essa evolução está somente começando, pois cada etapa do crescimento das bibliotecas é definida por características próprias. As ferramentas e funcionalidades da Web 2.0, quando bem utilizadas, podem resgatar a atratividade perdida das bibliotecas e inaugurar um novo ciclo para estas instituições. Cabe ao profissional bibliotecário identificar, experimentar e aplicar as ferramentas e funcionalidades 2.0 úteis aos serviços oferecidos aos usuários, numa constante renovação do seu fazer profissional. A Instituição a ser estudada nesta pesquisa refere-se ao Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de São Paulo (SIBi/USP) que foi instituído em 08 de julho de 1981 (por meio da Resolução da Reitoria número 2.226). Integra 44 bibliotecas de Faculdades/Institutos/Museus distribuídas em seis campi universitários, com acervo total de mais de 6 milhões de volumes. Atualmente as bibliotecas estão distribuídas em três áreas do conhecimento: Ciências Exatas e Tecnologia, Ciências Humanas e Ciências Biológicas. O objetivo desta pesquisa é analisar como as bibliotecas que compõem o SIBi/USP estão utilizando as novas tecnologias Web 2.0 para divulgação de seus serviços. 2 Ferramentas da Web 2.0 Aplicadas às Bibliotecas 2

3 A web 2.0, são tecnologias que estão disponíveis e que apresentam uma inovação na forma de relacionamento. As instituições estão despertando para as interações e redes sociais. As bibliotecas estão trabalhando os conceitos de construção colaborativa de conhecimento, por meio de mecanismos provenientes da evolução digital. Destacamos a seguir segundo (YAMASHITA; FAUSTO, 2009) e apontados por (LARANJEIRO, 2009) algumas ferramentas Web 2.0 que podemos aplicar em bibliotecas, e que reforçam o conceito da troca de informações e da colaboração dos internautas. Contração do termo "Web log", o blog é um site cuja estrutura permite a atualização rápida a partir de acréscimos dos artigos, os chamados posts. Os blogs são ferramentas web que permitem publicar informações, idéias, notícias, sendo excelentes meios de comunicação de massa, devido à possibilidade de qualquer pessoa acessá-lo e nele interagir, através de comentários. O blog combina texto, imagens e links para outros blogs, páginas da web e mídias. A reunião de vários blogs é chamada Blogosfera, caracterizando uma comunidade ou rede social. É uma rede social e servidor para microblogging (blogs com textos curtos). Permite aos usuários o envio de atualizações pessoais contendo apenas texto, até 140 caracteres, via SMS, mensageiro instantâneo, , site oficial ou programa especializado. As atualizações são exibidas no perfil do usuário em tempo real e também enviadas a outros usuários assinantes. (Really Simple Syndication-distribuição realmente simples), e é uma funcionalidade Web para distribuir informação online. Os Feeds RSS contêm apenas os cabeçalhos, descrições e 3

4 links, sem incluir elementos de design, conferindo-lhe rapidez e eficácia ao apontar notícias ou alterações num site, permitindo também receber conteúdos em áudio e video. Com programas específicos, é possível subscrever Feeds de várias páginas, automatizando a recepção de informação, sem precisar consultar os sites de origem. Tagging (etiquetagem)/folkosonomia (Folk=pessoas + (ta)xonomia = classificação) Criada por Thomas Vander Wal, esta expressão designa uma nova forma de indexação, mais próximas das pessoas, através do uso de tags (etiquetas, ou marcadores). Esta ferramenta permite ao usuário indexar, conforme seus conhecimentos, o conteúdo de seu interesse, para recuperação posterior. O Delicious foi o primeiro site a usar tags para indexar a informação. É um serviço Web 2.0, gratuito, para arquivar e catalogar sites para serem acessados de qualquer computador online. Software colaborativo que permite a edição coletiva dos documentos usando um singelo sistema e sem que o conteúdo tenha que ser revisto antes da sua publicação. Podem ser modificados por qualquer usuário, via browser, sem a necessidade de autorização prévia. LibraryThing é um aplicativo web para catalogação compartilhada, permitindo a importação de registros online (da Amazon.com, da Biblioteca do Congresso Americano, da British Library, e outras 690 fontes do mundo todo), através do protocolo Z39.50 e do formato MARC; além de também atuar como rede social, permitindo a interatividade em discussões sobre livros e outros tópicos, troca de livros, cadastro de eventos culturais, adição de críticas dos leitores, construção de listas sobre vários assuntos, entre outros. 4

5 É uma forma de publicação de arquivos de multimídia digital (áudio, vídeo, foto, slides, etc.) na Web, por um Feed RSS, que permite aos utilizadores acompanhar a sua atualização, com download automatico de um Podcast, além de compartilhá-lo. A palavra podcasting é uma junção de ipod (marca do aparelho de midia digital da Apple, de onde saíram os primeiros scripts de podcasting) e broadcasting (transmissão de rádio ou tevê). Redes Sociais não são ferramentas, mas serviços web que reúnem pessoas que compartilham suas vidas, perfis ou interesses em comum. MySpace, Facebook e Flickr são as redes mais populares da Web 2.0. Principais características: MySpace: serviço de rede social gratuito, onde usuários adicionam fotos, blogs e perfis pessoais, e interagem através de um sistema interno de , fóruns e grupos Facebook: uma das redes sociais mais populares dos Estados Unidos, lançada em 2004 com o objetivo de ajudar alunos de escolas e faculdades dos EUA a trocarem informações e manterem contato com amigos. A exemplo do MySpace, também é gratuito e permite a criação de perfis com fotos, listas de interesses, troca de mensagens privadas ou públicas. Flickr: site de hospedagem e compartilhamento gratuito de imagens fotográficas (e eventualmente de outros tipos de documentos gráficos, como desenhos e ilustrações), caracterizado também como rede social. Repositórios Institucionais (RI) são sistemas de informação que servem para armazenar, preservar, organizar e disseminar amplamente os resultados de pesquisa de instituições de ensino e pesquisa, utilizando um software. O software mais utilizado no Brasil é o DSpace. 5

6 É abreviatura de Knowledge Unit, ou Unidade de Conhecimento (a pronúncia é Nóu ou Nôu ). É uma enciclopédia virtual criado pelo Google. Permiti que qualquer pessoa compartilhe seu conhecimento com todo o mundo. Os autores assinam os artigos que escrevem de forma que os usuários possam avaliar a credibilidade dos textos e somente será alterado mediante autorização do autor. 3 Materiais e Métodos Separamos as bibliotecas por áreas do conhecimento e os seus respectivos sites como mostram as tabelas 1, 2 e 3. BIBLIOTECAS - CIÊNCIAS HUMANAS Escola de Comunicações e Artes Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Faculdade de Direito Faculdade de Direito de Ribeirão Preto Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Faculdade de Educação Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Instituto de Estudos Brasileiros Museu de Arqueologia e Etnologia Museu de Arte Contemporânea Museu Paulista SITES Museu Republicano Convenção de Itu Tabela 1 Bibliotecas da área de ciências humanas Fonte: 6

7 BIBLIOTECAS - CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA Biblioteca Central - Campus de Ribeirão Preto Centro de Divulgação Científica e Cultural Conjunto das Químicas Escola de Artes, Ciências e Humanidades Escola de Engenharia de Lorena Escola de Engenharia de São Carlos Escola Politécnica Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Instituto de Eletrotécnica e Energia Biblioteca Prof. Fonseca Telles Instituto de Física Instituto de Física de São Carlos Instituto de Geociências Instituto de Matemática e Estatística SITES Instituto de Química de São Carlos Tabela 2 Bibliotecas da área de ciências exatas e tecnologia Fonte: 7

8 BIBLIOTECAS - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Centro de Biologia Marinha Centro de Energia Nuclear na Agricultura Escola de Educação Física e Esporte Escola de Enfermagem Faculdade de Medicina Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Faculdade de Odontologia Faculdade de Odontologia de Bauru Faculdade de Saúde Pública Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos Hospital Universitário Instituto de Biociências Instituto de Ciências Biomédicas Instituto Oceanográfico Instituto de Psicologia SITES Museu de Zoologia Tabela 3 Bibliotecas da área de ciências biológicas Fonte: A coleta de dados foi realizada através da análise no site do SIBi/USP e também, nos sites das bibliotecas para identificar quais ferramentas Web 2.0: Blogs, Twitter, RSS, Redes Sociais (MySpace, Facebook, Frappr, Flickr), Wiki, entre outros, estão sendo aplicadas por cada uma. 8

9 4 Resultados Este estudo proporcionou ter uma visão geral, como mostra a tabela 4, de como as bibliotecas do SIBi/USP estão interagindo com as novas tecnologias e implementando os serviços de modo a melhorar o atendimento/necessidades da comunidade acadêmica e científica. FERRAMENTAS WEB 2.0 TWITTER BLOG RSS FLICKER DELICIOUS BIBLIOTECAS - Escola de Comunicações e Artes - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Faculdade de Direito - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas - Faculdade de Medicina - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Faculdade de Odontologia - Faculdade de Odontologia de Bauru - Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação - Instituto de Física - Instituto de Psicologia - Museu Paulista - Biblioteca Central de Ribeirão Preto - Escola de Comunicações e Artes - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas - Faculdade de Medicina - Faculdade de Saúde Pública - Instituto de Química de São Carlos - Centro de Biologia Marinha - Escola de Engenharia de São Carlos - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Instituto de Física - Instituto de Química de São Carlos - Museu de Zoologia - Escola de Comunicações e Artes - Escola de Comunicações e Artes 9

10 KNOL REPOSITÓRIOS: Áudio, Foto, Slide, Vídeo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz WIKIPEDIA Tabela 4 Ferramentas da Web 2.0 aplicadas às bibliotecas Fonte: O SIBi/USP também utiliza as ferramentas RSS, Blog e Twitter, conforme mostra a figura1. Figura 1: Site do Sistema de Bibliotecas da USP Fonte: 10

11 Para melhor aproveitamento de recursos tecnológicos disponíveis e atendimento à demanda por aprimoramento dos produtos e serviços o SIBiUSP disponibilizou no Portal de Serviços SIBiNET Destaques listagem das redes sociais para acompanhamento das novas tendências facilitando o acesso para o usuário final. 5 Considerações O uso dos novos recursos da Web acelera o processo de socialização da informação e do conhecimento em espaços cada vez mais interativos e participativos. O incentivo ao trabalho colaborativo fornecido por tais recursos "pode criar o ambiente necessário para modificar a forma de acessar, obter, criar, modificar e publicar informações em diferentes setores, inclusive educacionais, sociais, econômicos e políticos" (BLATTMANN; SILVA, 2007, p. 211). A pesquisa possibilitou demonstrar as principais ferramentas Web 2.0 utilizadas pelas bibliotecas do SIBI/USP. Cumpre destacar que as ferramentas com maior incidência foram as seguintes: Blog, RSS, Twitter, entre outros. Conclui-se que este estudo seja um incentivo e contribua para as bibliotecas não só as que fazem parte do SIBi/USP, mas de todo o Brasil, apoiado na análise, o profissional possa adaptá-los da melhor forma possível. Para vencer os desafios de inserção dos profissionais da informação/bibliotecários na Web 2.0, listamos alguns pontos que achamos que devem ser repensados: interagir com o surgimento de novas tecnologias, independente da área do conhecimento; buscar competência no próprio ambiente de trabalho ou fora dele; libertar todo e qualquer preconceito diante do novo e incentivar, no ambiente de trabalho, formação de equipes multidisciplinares. Atualmente, o tema Web 2.0 está sendo muito difundido nas diversas profissões, não tem como ficar alheio ao assunto, principalmente nós profissionais que trabalhamos com o mais importante e poderoso instrumento de comunicação: a informação. 11

12 6 Referências BLATTMANN, U.; SILVA, F. C. C. da. Colaboração e interação na web 2.0 e biblioteca 2.0. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 12, n. 2, p , jul/dez Disponível em: <http://revista.acbsc.org.br/index.php/racb/article/view/530/664>. Acesso em: 10 jun LARANJEIRO, Teresa. O admirável mundo novo: Web 2.0 em bibliotecas. São Paulo, [Palestra ministrada em 10 mar Instituto Cervantes]. Disponível em: Acesso em: 14 jun YAMASHITA, M. M.; FAUSTO, S. S. Serviços de informação: tecnologias Web 2.0 aplicadas às bibliotecas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (CBBD), 23, Bonito, Disponível em: Acesso em: 10 jun

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 Adriana Nascimento Flamino 1, Juliana de Souza Moraes 2 1 Mestre em Ciência

Leia mais

BIBLIOTECA 2.0 uso das ferramentas Web 2.0 na biblioteca INATEL

BIBLIOTECA 2.0 uso das ferramentas Web 2.0 na biblioteca INATEL Temática 2: Direito à Informação, Acesso à Informação e Inclusão Social BIBLIOTECA 2.0 uso das ferramentas Web 2.0 na biblioteca INATEL Alexander Willian Azevedo aw.azevedo@yahoo.com.br Universidade Federal

Leia mais

CALENDÁRIO DE VISITAS USP 2011

CALENDÁRIO DE VISITAS USP 2011 CALENDÁRIO DE VISITAS USP 2011 ABRIL 01 (sexta- feira) 02 (sábado) 06 (quarta- feira) 09 (sábado) 8h- Faculdade de medicina de 18/3 Av. Bandeirantes, 3.900- -SP 9h e 30m- Centro de energia nuclear 21/3

Leia mais

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar os princípios que se destacam como características da Web 2.0. INTRODUÇÃO

Leia mais

RECUPERANDO INFORMAÇÃO SOBRE TEXTOS PUBLICADOS NO TWITTER

RECUPERANDO INFORMAÇÃO SOBRE TEXTOS PUBLICADOS NO TWITTER RECUPERANDO INFORMAÇÃO SOBRE TEXTOS PUBLICADOS NO TWITTER Autores: Miguel Airton FRANTZ 1 ;; Angelo Augusto FROZZA 2, Reginaldo Rubens da SILVA 2. Identificação autores: 1 Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

definição, conceitos e passo a passo

definição, conceitos e passo a passo Sites e blogs: definição, conceitos e passo a passo Ana Paula Bossler Pedro Zany Caldeira Diego Venturelli Introdução O suporte de comunicação mais utilizado em todo o mundo é a Internet, um repositório

Leia mais

Visitas Monitoradas USP Calendário 2013

Visitas Monitoradas USP Calendário 2013 Orientação Profissional Visitas Monitoradas USP Calendário 2013 Obs.: 1 As inscrições deverão ser feitas com a Marisa (Orientadora), mediante a entrega da autorização dos Pais e pagamento do transporte.

Leia mais

www.unioeste.br/portaldainformacao

www.unioeste.br/portaldainformacao PORTAL DA INFORMAÇÃO DA UNIOESTE Página de acesso livre ao conhecimento. www.unioeste.br/portaldainformacao PORTAL DA INFORMAÇÃO DA UNIOESTE A P R E S E N T A Ç Ã O O Portal da Informação da Unioeste é

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA BIBLIOTECA VIRTUAL DO INSTITUTO CEPA: RELATO DA EXPERIÊNCIA 1. Ilmar Borchardt Amélia Silva de Oliveira Danilo Pereira Édina Nami Regis

IMPLANTAÇÃO DA BIBLIOTECA VIRTUAL DO INSTITUTO CEPA: RELATO DA EXPERIÊNCIA 1. Ilmar Borchardt Amélia Silva de Oliveira Danilo Pereira Édina Nami Regis IMPLANTAÇÃO DA BIBLIOTECA VIRTUAL DO INSTITUTO CEPA: RELATO DA EXPERIÊNCIA 1 Ilmar Borchardt Amélia Silva de Oliveira Danilo Pereira Édina Nami Regis Resumo Descreve a implantação da Biblioteca Virtual

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 Cruz das Almas BA 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares Coordenadora-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos

Leia mais

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG Moema Gomes Moraes 1 RESUMO: Este trabalho faz uma reflexão sobre os aspectos relacionados ao uso de Blogs no ensino de Matemática. Para isto, ele inicia fazendo uma reflexão

Leia mais

OS ARQUIVOS PÚBLICOS ESTADUAIS BRASILEIROS E O RELACIONAMENTO COM SEUS USUÁRIOS ATRAVÉS DA WEB

OS ARQUIVOS PÚBLICOS ESTADUAIS BRASILEIROS E O RELACIONAMENTO COM SEUS USUÁRIOS ATRAVÉS DA WEB III SBA Simpósio Baiano de Arquivologia 26 a 28 de outubro de 2011 Salvador Bahia Políticas arquivísticas na Bahia e no Brasil OS ARQUIVOS PÚBLICOS ESTADUAIS BRASILEIROS E O RELACIONAMENTO COM SEUS USUÁRIOS

Leia mais

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 4.0 Março de 2015 Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho de equipe.

Leia mais

A Estrutura da Web. Redes Sociais e Econômicas. Prof. André Vignatti

A Estrutura da Web. Redes Sociais e Econômicas. Prof. André Vignatti A Estrutura da Web Redes Sociais e Econômicas Prof. André Vignatti A Estrutura da Web Até agora: redes onde unidades eram pessoas ou entidades sociais, como empresas e organizações Agora (Cap 13, 14 e

Leia mais

Criando e Publicando na Web

Criando e Publicando na Web Criando e Publicando na Web Tudo o que será necessário para criar, desenvolver e publicar o projeto web de seus clientes Outubro, 2008 - UMC por Maike Robert Workshop formado por: Apresentação geral Como

Leia mais

OBJETIVOS. Explicar e exemplificar o conceito de Biblioteca 2.0 através da própria experiência, casos e práticas de bibliotecas e bibliotecários 2.0.

OBJETIVOS. Explicar e exemplificar o conceito de Biblioteca 2.0 através da própria experiência, casos e práticas de bibliotecas e bibliotecários 2.0. BIBLIOTECAS 2.0 OBJETIVOS Explicar e exemplificar o conceito de Biblioteca 2.0 através da própria experiência, casos e práticas de bibliotecas e bibliotecários 2.0. O QUE É UMA BIBLIOTECA? 1 Coleção de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA ALINE CRISTINA DE FREITAS ANA CLÁUDIA ZANDAVALLE CAMILA RIBEIRO VALERIM FERNANDO DA COSTA PEREIRA

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática. Msc. Márcio Alencar

Tópicos Especiais em Informática. Msc. Márcio Alencar Tópicos Especiais em Informática Msc. Márcio Alencar Recursos Certamente, um dos atrativos do chamado e- Learning (ou ensino á distância com uso de ferramentas computacionais/eletrônicas), são os novos

Leia mais

Como Configurar Catálogos de Correio Eletrônico com o MDaemon 6.0

Como Configurar Catálogos de Correio Eletrônico com o MDaemon 6.0 Como Configurar Catálogos de Correio Eletrônico com o MDaemon 6.0 Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N Technologies. Todos os Direitos

Leia mais

Software Livre e Redes Sociais. Prof. Alexandro Silva

Software Livre e Redes Sociais. Prof. Alexandro Silva Software Livre e Redes Sociais Prof. Alexandro Silva Alexandro Silva penguim.wordpress.com Hacker Professor da Graduação e Pós-Graduação da Unijorge Atua no mercado OpenSource a mais de 10 anos Membro

Leia mais

Thursday, October 18, 12

Thursday, October 18, 12 O Site Legado do IFP é uma comunidade online e global dos ex-bolsistas do programa. É um recurso e um lugar para você publicar notícias profissionais, recursos e teses para a comunidade global do IFP,

Leia mais

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing 26 3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing O surgimento das mídias sociais está intimamente ligado ao fenômeno da geração de conteúdo pelo usuário e ao crescimento das redes sociais virtuais

Leia mais

COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970.

COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970. Razões para usar Noosfero como plataforma de rede social da USP COLIVRE Cooperativa de Tecnologias Livres www.colivre.coop.br contato@colivre.coop.br Telefone: (71) 3011-2199 CNPJ: 07.970.746/0001-77 Contato:

Leia mais

PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET. OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de

PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET. OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de SUMÁRIO ÍNDICE DE ILUSTRAÇÕES... 3 1. INTRODUÇÃO... 4 2. CONCEITOS SOBRE A INTERNET... 4 3. ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Questão em foco: Colaboração de produto 2.0 Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Tech-Clarity, Inc. 2009 Sumário Sumário... 2 Introdução à questão... 3 O futuro da

Leia mais

Anexo I. Concurso Vestibular 2015 Carreiras e Cursos. Área de Humanidades

Anexo I. Concurso Vestibular 2015 Carreiras e Cursos. Área de Humanidades Carreira 100 Administração - Ribeirão Preto Curso 10: Administração - Diurno - Ribeirão Preto Curso 11: Administração - Noturno - Ribeirão Preto Concurso Vestibular 2015 Carreiras e Cursos Área de Humanidades

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt Text GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30

Leia mais

Área - Administração e Negócios. Área - Artes e Design

Área - Administração e Negócios. Área - Artes e Design Área - Administração e Negócios Administração 13.04 (2ª feira) 13h Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Av. Prof. Luciano Gualberto, 908, Cidade 30/mar Ciências Atuárias 13.04 (2ª feira)

Leia mais

WEB 2.0 E O CASO DA BIBLIOTECA FLORESTAN FERNANDES

WEB 2.0 E O CASO DA BIBLIOTECA FLORESTAN FERNANDES WEB 2.0 E O CASO DA BIBLIOTECA FLORESTAN FERNANDES Aline Lima Gonçalves 1, Maria Imaculada da Conceição 2, Sonia Marisa Luchetti 3 RESUMO 1 Bibliotecária, Biblioteca Florestan Fernandes, FFLCH-USP, São

Leia mais

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO 1. DIMENSÃO PEDAGÓGICA 1.a) ACESSIBILIDADE SEMPRE ÀS VEZES NUNCA Computadores, laptops e/ou tablets são recursos que estão inseridos na rotina de aprendizagem dos alunos, sendo possível

Leia mais

Todos os cursos da USP que não aderiram ao Enem

Todos os cursos da USP que não aderiram ao Enem Ano 23 - Junho 2015 Todos os cursos da USP que não aderiram ao Enem O Conselho Universitário da USP aprovou, em 23 de junho, em caráter experimental, com validade para o vestibular 2016, a adesão da universidade

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA AULA 01: TECNOLOGIAS DIGITAIS, MUDANÇAS SOCIAIS E A EDUCAÇÃO TÓPICO 02: VOCÊ E O COMPUTADOR 2.1 VOCÊ E O COMPUTADOR Nesta aula você irá refletir um pouco sobre como o computador, a

Leia mais

Software Livre, Redes Sociais e Segurança na Internet. Alexandro Silva alexos@ngsecurity.com.br

Software Livre, Redes Sociais e Segurança na Internet. Alexandro Silva alexos@ngsecurity.com.br Segurança na Internet Alexandro Silva alexos@ngsecurity.com.br 1 Alexandro Silva penguim.wordpress.com Professor da Graduação e Pós-Graduação da Unijorge Atua no mercado OpenSource a mais de 10 anos Membro

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Centro de Documentação e Informação da FAPESP São Paulo 2015 Sumário Introdução... 2 Objetivos...

Leia mais

WEBJORNALISMO. Aula 04: Características do Webjornalismo. Características do webjornalismo

WEBJORNALISMO. Aula 04: Características do Webjornalismo. Características do webjornalismo WEBJORNALISMO Aula 04: Características do Webjornalismo Prof. Breno Brito Características do webjornalismo O webjornalismo apresenta algumas características específicas em relação a aspectos que quase

Leia mais

BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA 2.0: EXPERIÊNCIA COM BLOGS E TWITTER

BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA 2.0: EXPERIÊNCIA COM BLOGS E TWITTER BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA 2.0: EXPERIÊNCIA COM BLOGS E TWITTER Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos 1, Fabíola Rizzo Sanchez 2,José Carlos Balbino Rosa 3, Maria Fazanelli Crestana 4 1 Doutora em Ciência

Leia mais

Cadastro de denominações consolidadas para Cursos de Graduação (bacharelado e licenciatura) do Ministério da Educação

Cadastro de denominações consolidadas para Cursos de Graduação (bacharelado e licenciatura) do Ministério da Educação Cadastro de denominações consolidadas para Cursos de Graduação (bacharelado e licenciatura) do Ministério da Educação Justificativa Desde a edição da nova LDB (Lei nº 9.394/1996), promulgada em decorrência

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DA BIBLIOTECA CENTRAL DO CAMPUS DE RIBEIRÃO PRETO NA CRIAÇÃO DE SEU BLOG: RELATO DE CASO

A EXPERIÊNCIA DA BIBLIOTECA CENTRAL DO CAMPUS DE RIBEIRÃO PRETO NA CRIAÇÃO DE SEU BLOG: RELATO DE CASO 1 A EXPERIÊNCIA DA BIBLIOTECA CENTRAL DO CAMPUS DE RIBEIRÃO PRETO NA CRIAÇÃO DE SEU BLOG: RELATO DE CASO Lívia Porto Zocco 1, Maria Cristina Manduca Ferreira 2, Paula de Oliveira Almeida Moraes 3, Leopoldina

Leia mais

Web 2.0. Amanda Ponce Armelin RA 052202

Web 2.0. Amanda Ponce Armelin RA 052202 Amanda Ponce Armelin RA 052202 Americana, 2007 Tópicos Introdução Web 1.0 Definição Comparativo Web1.0 x Web2.0 Web 3.0 Definição Conclusão Definição Principais características Discórdia Termos Essenciais

Leia mais

ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO

ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO Tutorial de Pesquisa do Portal de Periódicos da CAPES Manaus 2014 ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO A Biblioteca Aderson Dutra da Universidade Nilton Lins disponibiliza um moderno conjunto

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PELOTAS CENTRO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO CURSO DE JORNALISMO TUTORIAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PELOTAS CENTRO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO CURSO DE JORNALISMO TUTORIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PELOTAS CENTRO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO CURSO DE JORNALISMO TUTORIAL http://pt.wordpress.com http://.wordpress.org Autor: Calvin da Silva Cousin Orientação: Profª Drª Sílvia Porto

Leia mais

SOFTWARES SOCIAIS E MUNDOS VIRTUAIS: MAPEAMENTO DAS FERRAMENTAS PARA A MOBILIZAÇÃO EM SAÚDE 1

SOFTWARES SOCIAIS E MUNDOS VIRTUAIS: MAPEAMENTO DAS FERRAMENTAS PARA A MOBILIZAÇÃO EM SAÚDE 1 SOFTWARES SOCIAIS E MUNDOS VIRTUAIS: MAPEAMENTO DAS FERRAMENTAS PARA A MOBILIZAÇÃO EM SAÚDE 1 Bruna Mayara de Lima Cibotto 2 ; Patrícia Marques da Silva Prado 2 ; Ana Paula Machado Velho 3. RESUMO: O presente

Leia mais

Uma Experiência Prática da Utilização da Ferramenta Moodle para Comunidades Virtuais na ENSP - Fiocruz

Uma Experiência Prática da Utilização da Ferramenta Moodle para Comunidades Virtuais na ENSP - Fiocruz Uma Experiência Prática da Utilização da Ferramenta Moodle para Comunidades Virtuais na ENSP - Fiocruz Autores: Ana Paula Bernardo Mendonça Ana Cristina da Matta Furniel Rosane Mendes da Silva Máximo Introdução

Leia mais

FERRAMENTAS COLABORATIVAS PARA BIBLIOTECAS. Daiana Lindaura Conti Maria Carolina Carlos Pinto

FERRAMENTAS COLABORATIVAS PARA BIBLIOTECAS. Daiana Lindaura Conti Maria Carolina Carlos Pinto FERRAMENTAS COLABORATIVAS PARA BIBLIOTECAS Daiana Lindaura Conti Maria Carolina Carlos Pinto Resumo: Apresenta como se dá a economia colaborativa e de que maneira ela mudou a forma de criação e desenvolvimento

Leia mais

Tutorial SOL - Rede Social Académica Universidade Aberta - UAb

Tutorial SOL - Rede Social Académica Universidade Aberta - UAb Tutorial SOL - Rede Social Académica Universidade Aberta - UAb Curso Formação de Formadores Online Tutorial SOL- Rede Social Académica Tutorial SOL - Rede Social Acadêmica Para aceder à SOL clique em:

Leia mais

Aula 03 Internet. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 03 Internet. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 03 Internet Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Internet O que é a Internet? A Internet é: Rede mundial de computadores interconectados; Serve

Leia mais

2 Conceitos Gerais de Classificação de Documentos na Web

2 Conceitos Gerais de Classificação de Documentos na Web Conceitos Gerais de Classificação de Documentos na Web 13 2 Conceitos Gerais de Classificação de Documentos na Web 2.1. Páginas, Sites e Outras Terminologias É importante distinguir uma página de um site.

Leia mais

O Uso das Redes Sociais Como Método Alternativo de Ensino

O Uso das Redes Sociais Como Método Alternativo de Ensino O Uso das Redes Sociais Como Método Alternativo de Ensino As Redes Sociais Virtuais são grupos ou espaços específicos na Internet, que permitem partilhar dados e informações, sendo estas de caráter geral

Leia mais

Edital Nº 01/2008 Seleção de empresa para a criação do layout do novo site da Feevale

Edital Nº 01/2008 Seleção de empresa para a criação do layout do novo site da Feevale Edital Nº 01/2008 Seleção de empresa para a criação do layout do novo site da Feevale A Associação Pró Ensino Superior em Novo Hamburgo ASPEUR, mantenedora do Centro Universitário Feevale, com sede na

Leia mais

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 3.4 1º de julho de 2013 Novell Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

Aula 10 COMO CONSTRUIR UM BLOG. Patrícia Soares de Lima. META Aprender a construir e utilizar um Blog.

Aula 10 COMO CONSTRUIR UM BLOG. Patrícia Soares de Lima. META Aprender a construir e utilizar um Blog. Aula 10 COMO CONSTRUIR UM BLOG META Aprender a construir e utilizar um Blog. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: Através desse tipo de ferramenta, criar um ambiente de socialização de materiais

Leia mais

Redes Sociais como ferramenta fundamental para a comunicação institucional atual 1

Redes Sociais como ferramenta fundamental para a comunicação institucional atual 1 Redes Sociais como ferramenta fundamental para a comunicação institucional atual 1 Jaqueline ECLISSI 2 Jesse James dos SANTOS 3 Sergio RODRIGUES 4 Daniele DOMINGOS 5 Drielle Ferreira de LIMA 6 Adriana

Leia mais

Palavras-chave: Repositório de dados; Softwares Livres; Bibliotecas digitais; Documentos eletrônicos; Universidades; Produção acadêmica.

Palavras-chave: Repositório de dados; Softwares Livres; Bibliotecas digitais; Documentos eletrônicos; Universidades; Produção acadêmica. Bibliotecas digitais: possibilidades da utilização de Softwares livres para disponibilização de trabalhos acadêmicos. Cristina Maria de Queiroz Valeria Ferreira de Jesus Lauriano Resumo Com a evolução

Leia mais

Comunidades de práticas educacionais inovadoras nas redes sociais

Comunidades de práticas educacionais inovadoras nas redes sociais Comunidades de práticas educacionais inovadoras nas redes sociais Características da Web 2.0 Abertura Agregação da Informação Imediatismo Intensidade de foco autodefinida Ubiquidade Envolvimento colaborativo

Leia mais

Repositórios no contexto da EaD: O Banco Internacional de Objetos Educacionais

Repositórios no contexto da EaD: O Banco Internacional de Objetos Educacionais Repositórios no contexto da EaD: O Banco Internacional de Objetos Educacionais Seminário Repositórios Institucionais e de Objetos Virtuais de Aprendizagem Florianópolis, Novembro - 2009 Anna Christina

Leia mais

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Escritório de Gestão de Projetos em EAD Unisinos http://www.unisinos.br/ead 2 A partir de agora,

Leia mais

HASHTAGS: ROMPIMENTOS COM DIZERES SEDIMENTADOS* Autora: Vânia Lúcia Coelho- Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto- FFCLRP/USP

HASHTAGS: ROMPIMENTOS COM DIZERES SEDIMENTADOS* Autora: Vânia Lúcia Coelho- Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto- FFCLRP/USP 1 HASHTAGS: ROMPIMENTOS COM DIZERES SEDIMENTADOS* Autora: Vânia Lúcia Coelho- Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto- FFCLRP/USP RESUMO: Há muito que áreas como a Biblioteconomia e

Leia mais

Igor Zon Balbino. novembro/2011

Igor Zon Balbino. novembro/2011 Igor Zon Balbino novembro/2011 Mídias sociais são ferramentas projetadas para permitir a interação social a partir do compartilhamento e da criação colaborativa de informação nos mais diversos formatos

Leia mais

Características do jornalismo on-line

Características do jornalismo on-line Fragmentos do artigo de José Antonio Meira da Rocha professor de Jornalismo Gráfico no CESNORS/Universidade Federal de Santa Maria. Instantaneidade O grau de instantaneidade a capacidade de transmitir

Leia mais

PDI DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UFPI

PDI DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UFPI Ministério da Educação Universidade Federal do Piauí Biblioteca Comunitária Jornalista Carlos Castello Branco Campus Universitário Ministro Petrônio Portella, Bairro Ininga, Teresina, Piauí, Brasil; CEP

Leia mais

1. Objetivo do Projeto

1. Objetivo do Projeto PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VISNET - INTERNET E COMUNICAÇÃO Desenvolvimento de Site para CDL 1. Objetivo do Projeto O CDL Online é o mais novo sistema interativo especialmente projetado para criar

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV VILA VELHA 2010 1. BIBLIOTECAS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ ESPÍRITO SANTO As Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo, seguem

Leia mais

Relato da Iniciativa

Relato da Iniciativa 1 Relato da Iniciativa 5.1 Nome da iniciativa ou projeto Novo portal institucional da Prefeitura de Vitória (www.vitoria.es.gov.br) 5.2 Caracterização da situação anterior A Prefeitura de Vitória está

Leia mais

A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS. Carlos Jerônimo da Silva Gueiros

A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS. Carlos Jerônimo da Silva Gueiros A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS Carlos Jerônimo da Silva Gueiros Um mundo em transformação 1998 / 1999 Mutirão Digital apoiar as escolas públicas no acesso à Internet 2010-12 anos depois...

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL Rio de Janeiro 2002 Doenças Infecciosas e Parasitárias na BVS

Leia mais

MIGRAÇÃO DO MÓDULO DE CIRCULAÇÃO DO BANCO DE DADOS BIBLIOGRÁFICOS DA USP - DEDALUS, DO SOFTWARE ALEPH 300 PARA O ALEPH 500: RELATO DE EXPERIÊNCIA

MIGRAÇÃO DO MÓDULO DE CIRCULAÇÃO DO BANCO DE DADOS BIBLIOGRÁFICOS DA USP - DEDALUS, DO SOFTWARE ALEPH 300 PARA O ALEPH 500: RELATO DE EXPERIÊNCIA MIGRAÇÃO DO MÓDULO DE CIRCULAÇÃO DO BANCO DE DADOS BIBLIOGRÁFICOS DA USP - DEDALUS, DO SOFTWARE ALEPH 300 PARA O ALEPH 500: RELATO DE EXPERIÊNCIA Adriana Domingos Santos 1, Ana Maria de Castro Badiali

Leia mais

Agregadores de Conteúdo

Agregadores de Conteúdo Agregadores de Conteúdo São programas ou sites capazes de interpretar e mostrar o conteúdo dos Feeds RSS. Essa é uma forma de facilitar a leitura de vários sites e blogs, acessando o que há de novo em

Leia mais

Projeto de Software Social. ScyNetwork: Software Social para apoio a Comunidade Científica

Projeto de Software Social. ScyNetwork: Software Social para apoio a Comunidade Científica 1 Projeto de Software Social ScyNetwork: Software Social para apoio a Comunidade Científica Autores: Carlos Alberto Meier Basso Késsia Rita da Costa Marchi Marcelo Rafael Borth Orientador: Prof. Dr. Sérgio

Leia mais

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento.

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento. Criação Personalização Gerenciamento. A Cafuné Design trabalha com as principais mídias e plataformas digitais do momento: Facebook, Twiiter, Instagram, Youtube e LinkedIn. Novas ferramentas de mídia social

Leia mais

Biblioteca digital: novo paradigma da informação

Biblioteca digital: novo paradigma da informação Biblioteca digital: novo paradigma da informação Murilo Bastos da Cunha Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Brasília, DF E-mail: murilobc@unb.br Introdução A Internet está revolucionando

Leia mais

Social Media em 5 etapas

Social Media em 5 etapas Como estruturar seu sistema de Social Media em 5 etapas O que é este guia? O Guia de inicialização em social media foi criado pela G&P como uma forma de ajudar e incentivar as mais diversas empresas do

Leia mais

Mídias sociais: novo modelo de marketing e comunicação

Mídias sociais: novo modelo de marketing e comunicação Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Mídias sociais: novo modelo de marketing e comunicação Maria Fazanelli Crestana (USP) - crestana@usp.br Eidi Raquel Franco Abdalla (FMUSP) - eidi@biblioteca.fm.usp.br Fabiola

Leia mais

Filme: O Lobisomem e o Coronel

Filme: O Lobisomem e o Coronel Filme: O Lobisomem e o Coronel Gênero: Animação Diretor: Elvis K. Figueiredo, Ítalo Cajueiro Ano: 2002 Duração: 10 min Cor: Colorido Bitola: 35mm País: Brasil Disponível no Porta Curtas: www.portacurtas.com.br/curtanaescola/filme.asp?cod=1518

Leia mais

maior tempo médio de navegação 48h 26m 2º estados unidos 42h 19m 3º reino unido 36h 30m o país mais sociável da internet

maior tempo médio de navegação 48h 26m 2º estados unidos 42h 19m 3º reino unido 36h 30m o país mais sociável da internet ferramentas web 2.0 para profissionais de informação leonardo simonini 13/08/2013 internet no brasil 190 de habitantes milhões 381,3 de usuários horas por dia milhões fontes: Censo 2010 e Ibope Net Rakings

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social Políticas Públicas de Comunicação...a presença ativa duma universidade, revigorada ao contato de seu núcleo mais vivo e ciosa do seu espaço

Leia mais

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 01. Apresentação Fator W é a marca fantasia através da qual o desenvolvedor web

Leia mais

Núcleo de Coordenação de Bibliotecas - NCB. Relatório Biblioteca Penha Shopping

Núcleo de Coordenação de Bibliotecas - NCB. Relatório Biblioteca Penha Shopping Núcleo de Coordenação de Bibliotecas - NCB Relatório Biblioteca Penha Shopping 2015 SUMÁRIO 1 SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS - SIBi... 02 2 NÚCLEO DE COORDENAÇÃO DE BIBLIOTECAS - NCB... 02 3 UNIDADE

Leia mais

PROJETO UCA: FORMAÇÃO BRASIL. Proposta de operacionalização. Formação dos professores na escola

PROJETO UCA: FORMAÇÃO BRASIL. Proposta de operacionalização. Formação dos professores na escola Ministério da Educação Secretaria de Educação a Distância Projeto Um Computador por Aluno PROJETO UCA: FORMAÇÃO BRASIL Proposta de operacionalização Formação dos professores na escola Outubro, 2009 FORMAÇÃO

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

Montando um Site. Wordpress

Montando um Site. Wordpress Montando um Site Wordpress O Sistema Wordpress O Wordpress é uma plataforma de vanguarda para publicação pessoal, com foco na estética, nos Padrões Web e na usabilidade. Ao mesmo tempo um software livre

Leia mais

ANÁLISE DAS FERRAMENTAS WEB DISPONIBILIZADAS PELAS BIBLIOTECAS DA USP, UNESP E UNICAMP

ANÁLISE DAS FERRAMENTAS WEB DISPONIBILIZADAS PELAS BIBLIOTECAS DA USP, UNESP E UNICAMP ANÁLISE DAS FERRAMENTAS WEB DISPONIBILIZADAS PELAS BIBLIOTECAS DA USP, UNESP E UNICAMP Maria Cláudia Pestana 1, Vânia Martins Bueno de Oliveira Funaro 2,, Lúcia Maria Sebastiana Verônica Costa Ramos 3

Leia mais

Marcele Bastos Consultora de comunicação mbastos.sa@gmail.com MÍDIAS SOCIAIS

Marcele Bastos Consultora de comunicação mbastos.sa@gmail.com MÍDIAS SOCIAIS Marcele Bastos Consultora de comunicação mbastos.sa@gmail.com MÍDIAS SOCIAIS TEMAS o O que são mídias sociais (conceito, apresentação dos diversos canais das redes sociais, gestão dos canais) o Moda ou

Leia mais

Proposta Revista MARES DE MINAS

Proposta Revista MARES DE MINAS SATIS 2011 Proposta Revista MARES DE MINAS 21/03/2011 A SATIS Índice 1 A Satis 1 A Proposta 1 Serviços 2 Mapa do Site 2 SEO 3 Sistema de gerenciamento de conteudo 4 Cronograma e Prazos 5 Investimento 6

Leia mais

GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO ENDNOTE BASIC

GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO ENDNOTE BASIC GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO ENDNOTE BASIC Elaborado por: Jane Rodrigues Guirado, Márcia Meireles de Melo Diniz e Marco Antônio Lorena Queiroz, bibliotecários da Escola de Arquitetura da Universidade Federal

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Como acessar O acesso é através do site da Biblioteca: www.pucrs.br/biblioteca ou diretamente através do endereço http://omnis.pucrs.

Como acessar O acesso é através do site da Biblioteca: www.pucrs.br/biblioteca ou diretamente através do endereço http://omnis.pucrs. A nova ferramenta de busca das Bibliotecas da PUCRS Guia de Consulta Rápida A ferramenta OMNIS permite buscar e acessar milhões de informações de diversas áreas do conhecimento contidas nos documentos

Leia mais

Guia Portal de Periódicos CAPES

Guia Portal de Periódicos CAPES Guia Portal de Periódicos CAPES Manaus, abril de 2010 ACESSO AO PORTAL CAPES DE PERIÓDICOS APRESENTAÇÃO A Biblioteca Aderson Dutra do Centro Universitário Nilton Lins disponibiliza um moderno conjunto

Leia mais

GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: relato de experiência

GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: relato de experiência TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Dimensionamento dos impactos dos serviços digitais na Biblioteca GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL

Leia mais

Plataforma ISI Web of Knowledge. Susana Clemente

Plataforma ISI Web of Knowledge. Susana Clemente Plataforma ISI Web of Knowledge Susana Clemente A plataforma ISI Web of Knowledge Acesso à literatura científica mundial mais importante e mais influente http://isi15.isiknowledge.com/ (para instituições

Leia mais

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino.

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino. A TERCEIRA EDIÇÃO DA CAMPUS PARTY BRASIL, REALIZADA EM SÃO PAULO ENTRE OS DIAS 25 E 31 DE JANEIRO DE 2010, REUNIU QUASE 100 MIL PARTICIPANTES PARA DISCUTIR AS TENDÊNCIAS DA INTERNET E DAS MÍDIAS DIGITAIS.

Leia mais

Computação nas nuvens (Vantagens)

Computação nas nuvens (Vantagens) Computação em Nuvem Computação em nuvem O conceito de computação em nuvem (em inglês, cloud computing) refere-se à possibilidade de utilizarmos computadores menos potentes que podem se conectar à Web e

Leia mais

Imagem corporativa e as novas mídias

Imagem corporativa e as novas mídias Imagem corporativa e as novas mídias Ellen Silva de Souza 1 Resumo: Este artigo irá analisar a imagem corporativa, mediante as novas e variadas formas de tecnologias, visando entender e estudar a melhor

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Análise de uma Experiência de Utilização de Recursos de Tecnologias da Informação e da Comunicação em Educação Ambiental

Análise de uma Experiência de Utilização de Recursos de Tecnologias da Informação e da Comunicação em Educação Ambiental 1 Análise de uma Experiência de Utilização de Recursos de Tecnologias da Informação e da Comunicação em Educação Ambiental Rio de Janeiro- RJ- Maio/2012 Educação Universitária Métodos de Pesquisa em EAD

Leia mais

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante)

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) 1. Introdução I 2. Primeiros passos I 3. Unidade Curricular I 4. Recursos e atividades O e-campus do ISPA - Instituto

Leia mais

TWITKNOWLEDGE - OBTENDO CONHECIMENTO A PARTIR DOS TWITTES PESSOAIS

TWITKNOWLEDGE - OBTENDO CONHECIMENTO A PARTIR DOS TWITTES PESSOAIS TWITKNOWLEDGE - OBTENDO CONHECIMENTO A PARTIR DOS TWITTES PESSOAIS Miguel Airton Frantz 1 ; Angelo Augusto Frozza 2 RESUMO A proposta básica desse projeto consiste em criar uma base de conhecimento a partir

Leia mais

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público UNESCO Ministério da Educação Brasília 2006 Artigo publicado, em 06 de dezembro de 2006, no Observatório da Sociedade

Leia mais