BB Seguridade BBSE3 1º Trimestre de 2020

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BB Seguridade BBSE3 1º Trimestre de 2020"

Transcrição

1 BB Seguridade BBSE3 1º Trimestre de 2020 A BB Seguridade Participações S.A. ( BB Seguridade ou Companhia ) é uma empresa de participações (holding) controlada pelo Banco do Brasil S.A., constituída em 20 de dezembro de 2012, e que atua em negócios de seguridade. O negócio da empresa é participar em sociedades seguradoras, de capitalização, entidades abertas de previdência complementar e planos privados de assistência à saúde, bem como em outras sociedades cujo objeto social seja a corretagem e a viabilização de negócios envolvendo empresas de seguros dos ramos elementares, de vida, saúde, capitalização, previdência e administração de bens. São dois segmentos: negócios de risco e acumulação, que operam produtos de seguros, previdência aberta, capitalização e planos de assistência odontológica por meio da BB Seguros com parceiros privados; e negócios de distribuição, que comercializa seguros, previdência aberta, títulos de capitalização e planos privados de assistência odontológica, por meio da BB Corretora, além de investida que atua na distribuição de produtos de seguridade por meio de canais digitais. Como vocês sabem, o principal canal de comercialização é a rede de distribuição do Banco do Brasil (BBAS3). A companhia divulgou os resultados no dia 04 de maio de 2020, e o que vimos foi um lucro líquido de R$ 882,7 milhões no trimestre, recuo de 12,9% em relação ao 1T2019, e não podemos deixar de falar sobre a pandemia e os reflexos nos negócios. E em relação a esse assunto, a empresa cita que detém a força de trabalho adequada e a liquidez necessária para ultrapassar o desafio da melhor maneira possível. Cita também que, por enquanto, não existe necessidade de revisão da política de dividendos ou planos de alteração nas práticas de distribuição de resultados que estavam vigentes, e que não foram identificadas, ainda, quaisquer necessidades de constituição de provisões além daquelas já reconhecidas. Porém, cita os seguintes impactos nos negócios, observados nesse primeiro trimestre:

2 BrasilPrev: em razão do cenário econômico e da queda da bolsa de valores, o volume de solicitações de resgate de planos de previdência aumentou. Segundo a companhia, ela adotou medidas para aprimorar o fluxo de atendimento. Brasilseg: a central de atendimento situada em Franca (SP) foi interditada no dia O atendimento via WhatsApp da seguradora, que estava em piloto, foi amplamente divulgado, expandindo a quantidade de serviços disponíveis por este canal, amenizando assim a demanda por atendimento telefônico. A operação está sendo normalizada de forma gradual e hoje reflete 85% da capacidade usual. Brasilcap: com a contingência da Covid-19 e a necessidade de ajuste do quadro de atendentes trabalhando presencialmente, a operação foi reduzida em 65%, afetando em especial o TME e a Taxa de Abandono. Os indicadores voltaram à normalidade após a plena implementação do modelo de home office. Voltando aos números do trimestre: Segundo a companhia, o lucro foi impactado pelos seguintes fatores: O resultado financeiro negativo na BrasilPrev, reflexo da contabilização na atualização de ativos e passivos. Com isso, a receita de investimento recuou 57,7%, ou seja, existe uma defasagem média de 1 mês na atualização dos passivos dos planos de previdência de benefício definido em relação a seus ativos. Com a alta do IGPM em dezembro de 2019, os passivos foram atualizados no 1T2020; já os ativos, atualizados pelos índices correntes. Na Brasilseg, queda do resultado financeiro devido à retração da Selic (taxa média Selic anualizada em 4,2% contra 6,4% no 1T2019) e por menores ganhos na curva de juros de títulos públicos disponíveis para venda, e positivo devido à atualização das receitas financeiras de depósitos judiciais e pelas despesas financeiras de atualização de sinistros a liquidar. Alienação da participação no IRB Brasil RE, lembrando que no 1T 2019 esse negócio apurou R$ 49,4 milhões no resultado de investimentos em participações societárias. Logo, na base comparativa houve queda percentual, afinal não existe mais essa receita de investimento. Positivamente houve crescimento de 25% na arrecadação com planos de previdência e aumento de 15,9% nos prêmios emitidos de seguros. Principalmente no seguro rural e prestamista, que aumentaram as receitas de corretagem, além da redução da sinistralidade da Brasilseg e crescimento dos prêmios ganhos. OBS: lembrando que a alienação das ações da IRB resultou em ganho de R$ 2,3 bilhões para a BB Seguros no exercício no último trimestre (4T2019). Acompanhe a DRE por segmento:

3 Imagem retirada do ITR da companhia 1T2020 Aplicações Sempre importante analisar nos resultados onde estão aplicados os recursos e como é feita a gestão (ativa/passiva) deles para rentabilizar esse tipo de negócio. No caso do BBSE3, eles mantêm 13,8% disponíveis para vendas, equivalentes a R$ 2,8 bilhões (deste total, 95,2% são pré-fixados), 64,1% mantidos até vencimento, equivalentes a R$ 12,6 bilhões (deste total 77% inflação) e 25,2% para negociação, o equivalente a R$ 5,2bilhões (deste total, 15,9% inflação, 5,2% pré-fixados e 78,5% pós-fixados). Imagem retirada do release da companhia Antes dos resultados individuais dos segmentos, vamos observar a posição de mercado, tanto em prêmios emitidos quanto em MS (Market Share ou Participação de Mercado):

4 No Seguro de Vida, a empresa detém a primeira colocação no mercado, com uma fatia de 11,9%. No trimestre foram emitidos R$ 644 milhões de prêmios. No Rural, detém a primeira colocação no mercado, com uma fatia de 58,6%. No trimestre foram emitidos R$ 673,7milhões em prêmios. Previdência, detém a primeira colocação no mercado, com uma fatia de 35,3% e contribuições de R$ 10,1 bilhões. Capitalização, a empresa detém a segunda colocação no mercado, com uma fatia de 18,7% e arrecadações de R$ 1,02 bilhão. Prestamista, a empresa detém a primeira colocação no mercado, com uma fatia de 16,3%. Foram, no trimestre, R$ 656,4 milhões em prêmios emitidos. Habitacional, a empresa detém a quinta colocação no mercado, com uma fatia de 6,5%. Foram, no trimestre, R$ 72,4 milhões em prêmios emitidos. Residencial, a empresa detém a quinta colocação no mercado, com uma fatia de 5,6%. Foram, no trimestre, R$ 53 milhões em prêmios emitidos. Empresarial, massificados, a empresa detém a décima terceira colocação no mercado, com uma fatia de 2,7. Foram, no trimestre, R$ 58,1 milhões em prêmios emitidos. Brasilseg 1T2020 Lucro líquido: R$ 328,3 milhões, sendo 80,9% referente ao operacional e 19,1% financeiro. Prêmios ganhos: aumento de 10,8%. Prêmios emitidos: aumentaram 15,9%. Destaque para vendas de seguro rural, beneficiado pela antecipação do crédito pelo Banco do Brasil para o plano Safra 2020/2021, e pelo seguro prestamista, impulsionado pela originação de crédito consignado e melhora no índice de cancelamento. Resultado financeiro de R$ 88 milhões, versus R$ 198,7 milhões no 1T19 (55,7%). Sinistralidade recuou 7.4 p.p., fechando o trimestre em 29,7%. Vida -6,1 p.p., em 27,8%. Prestamista -7,8 p.p., em 21,2%. Rural -7,9 p.p., em 37,3%. Residencial -8,1 p.p., em 41,1%. Índice de comissionamento: 35%, contra 32,3% no 1T2019. Índice combinado: -4,5 p.p., fechando em 79,6%.

5 Índice ampliado: 76%, +0,9 p.p. ROAA: 8,9%, contra 8,8% no 1T2019. Índice de solvência: 116,11%, contra 149,4% no 1T2020 Para relembrar: Brasilseg Companhia de Seguros: Vida, Prestamista, Habitacional e Rural. Aliança do Brasil Seguros: Residencial, Empresarial/Massificados, Grandes Riscos. Acompanhe a imagem retirada do release da companhia (1T2020), referente à composição do resultado de subscrição por ramo: Em relação ao resultado financeiro do segmento, houve uma queda de 53,5%, sendo que as receitas de juros recuaram 41,6% devido à queda da Selic e um ganho menor nos títulos pré-fixados que estão disponíveis para venda, além de não recorrentes do 1T2019. Acompanhe abaixo a imagem retirada do release da companhia (1T2020), referente às aplicações e indexadores: BrasilPrev 1T2020 x 1T2019 Lucro líquido ajustado: R$ 164 milhões, recuo de 57,1% em relação ao 1T2019. O financeiro ficou negativo em R$ 68 milhões e operacional positivo em R$ 232 milhões.

6 Receitas: R$ 759,7 milhões (+8,2%), sendo R$ 711,3 milhões com taxa de gestão. Captação líquida: R$ 1,6 milhões. Índice de resgate: 9,4%, -2,4 p.p. Volume de contribuições cresceu 25% (94,3% da composição das contribuições é VGBL). Captação líquida cresceu 71,7% em relação ao 1T19 e o volume de reservas aumentou 9%. Taxa de gestão 1% (receitas com taxa de gestão cresceram 9,3%). ROAA: 3,9%, contra 9,4% no 1T2019. Índice de solvência: 165,8%, contra 173,4% no 1T2019. Índice de eficiência 48,4% (despesas receitas). Índice de comissionamento: 1,7%, -4,4 p.p. Resultado financeiro: negativo em R$ 113 milhões, contra positivo de R$ 274,6 milhões no 1T19. Aqui, o impacto se deve à queda das receitas de juros em 24,3% (marcação a mercado negativa dos títulos pré-fixados mais longos, além da queda do IPCA e IGP-M que é responsável pela remuneração dos investimentos mantidos até o vencimento). Isso fez a taxa média de remuneração dos ativos recuar 4,2 p.p., e também as despesas com juros cresceram 192,4% devido ao fator contábil mencionado no início da nossa conversa. Imagem retirada do release da companhia 1T2020 Brasilcap 1T2020 x1t2019 Lucro líquido R$ 38 milhões (+17,9%), sendo R$ 9,6 milhões financeiro e restante operacional. Margem Financeira: 2,2% (-1,1 p.p.) Arrecadação com títulos de capitalização: 16,2%, em R$ 1,023 bilhão. Receita com cota de carregamento: 12,5%, em R$ 130,1 milhões.

7 Custos de aquisição: -4,1%, em R$ 108,3 milhões. Resultados de sorteio (cotas): 1,9% Índice de solvência: 183%, contra 191,6% no 1T Índice de comissionamento: 83,3%, contra 76% no 1T2019. Índice de eficiência: 16,3%, contra 18,7% no 1T2019. ROAA: 1,5%, contra 1,2% no 1T2019. O resultado financeiro de juros, como citado anteriormente, também impactou aqui. Recuo de 34,7%, reduzindo em 1,1 p.p. a margem financeira de juros. Imagem retirada do release da companhia 1T2020 Corretagem BB corretora A companhia apurou um lucro líquido de R$ 478 milhões, contra R$ 416 milhões no 1T2019. Receitas de Corretagem: R$ 883 milhões (+15,8%), sendo que 75,4% vêm dos seguros, 14,9% da previdência, 9,6% capitalização. Margem operacional: 80,9% (+1,3%) Margem líquida: 54,2% Resultado financeiro da BB Corretora recuou 41,2% devido à queda da taxa Selic. Índice de despesas gerais e administrativas: 18,5% Índice de despesas gerais e administrativas s/ tributos: 6,8% Concluindo

8 O Banco do Brasil detém 66,25% da companhia, equivalente a ações, 0,17% das ações estão em tesouraria e 33,58% free float, equivalente a ações. Deste total free float, 27,75% são estrangeiros e 72,25% nacionais. No trimestre, o lucro por ação foi de R$ 0,44 e o valor patrimonial por ação R$ 3,05. O DY anualizado de 16,10% (dividendos distribuídos nos últimos 12 meses, dividido pelo preço médio da ação no mesmo período), mas aqui inclui a distribuição extraordinária do lucro do IRB. No encerramento do trimestre, o P/L da companhia era de 11,90x (12 meses) e um P/VP de 8,15. Já escrevemos algumas vezes aqui no site, na área de membros e também nos podcasts, a importância de entender quais negócios são beneficiados com a queda ou aumento de alguns índices. A compreensão desse fator ajuda o investidor a perceber que negócios são influenciados de maneiras diferentes por fatores externos macroeconômicos. Na semana passada o COPOM baixou mais uma vez a taxa básica de juros, a SELIC, de 3,75% para 3%, surpreendendo o mercado, que esperava um corte de 0,50%. Segundo o COPOM, a redução se baseia na projeção da inflação abaixo do piso da meta de 2,5% para esse ano, logo, para cumprir a meta, se faz o corte. E segundo o Comitê, não para por aqui, existe abertura para mais queda na próxima reunião. Lembrando que isso é denominado como grau de estímulo para a recuperação da economia pós-pandemia, mas o mercado está de olho nos gastos do governo e no dólar também, e já falamos nos materiais aqui do site sobre como alguns negócios podem se beneficiar da alta da moeda americana, não somente exportadores, mas indústria de transformação também, com o devido cuidado para que a inflação não exploda, obviamente. E qual a relação de tudo isso com as empresas de seguro? A seguradora recebe o valor do contrato que o cliente faz adquirindo o seguro. Esse pagamento que a seguradora recebe é o prêmio, ou seja, o montante pago pelo segurado. Porém, o segurado não usa o seguro enquanto não precisar, então, enquanto isso não acontece, o que a seguradora faz com o dinheiro? Ela investe o dinheiro do prêmio em aplicações financeiras, como por exemplo: títulos do tesouro pré e indexados ao IPCA, entre outros que estão sempre disponíveis no ITR da companhia, e que postei algumas imagens aqui no texto. Resumindo, a receita financeira é uma forma de rentabilização do negócio, ou seja, o prêmio pago pelo usuário/segurado rentabiliza nas aplicações e gera resultado financeiro, por isso mexe com as demonstrações financeiras quando a rentabilidade das aplicações diminui. Se houver menor venda de apólices/seguros ou mais sinistros/utilização, também influencia nos resultados, tanto que essa métrica sempre é citada nos resultados. Com a Selic em queda, essas empresas não ganham tanto com aplicações. Em contrapartida, podem aumentar o preço dos serviços, e no cenário onde a Selic está alta ocorre o oposto. Com a Selic mais alta, os pares podem ter maior concorrência por clientes, acarretando diminuição do valor e dos prêmios e, consequentemente, menor faturamento.

9 Patrícia Rossari Negócios/Logística Interessante observar que no 1T2020, o grande problema para as seguradoras foram os resultados das aplicações financeiras. Na DicaPrev escrevemos sobre a queda dos lucros na Porto Seguro ocasionados pela redução de rentabilidade das aplicações financeiras e agora vemos o mesmo fenômeno em BB Seguridade. Em BB Seguridade tivemos as seguintes reduções nos resultados financeiros. Vejam que não estou falando da parte operacional, da venda de seguros, de previdência ou de capitalização, estou falando apenas do dinheiro que fica parado na seguradora e que é investido: BrasilSeg redução de R$ 110,7 milhões no resultado financeiro. BrasilPrev redução de R$ 387 milhões no resultado financeiro. BrasilCap é menos relevante, queda de 34,7%. As seguradoras não investem unicamente em títulos pós-fixados que sempre andam para frente. Em 2019, boa parte do retorno que alcançaram foi proveniente da queda de juros futuros e da redução dos prêmios de títulos atrelados à inflação ou pré-fixados. A Porto Seguro, que analisamos na Dica Prev, investe até mesmo uma parte de seus recursos em Renda Variável. Abaixo, vou colocar o gráfico do título IPCA 2035 e quero que percebam a perda de valor que houve após o Carnaval até o final do trimestre.

10 Fonte Tesouro Nacional Como podemos ver, o Título, que estava cotado a R$ 2.037,25 em 21/02/2020, encerrou o trimestre em 31/03/2020 em R$ 1721,54, uma queda de 15,5% que o pequeno investidor que investe em um pós-fixado longo sentiu e a seguradora, que possui esses títulos longos mantidos até o vencimento, precisa marcar a mercado. Veja o impacto do resultado financeiro na BrasilPrev, por exemplo, no gráfico abaixo:

11 Dados BB Seguridade. Elaborado pela equipe Dica de Hoje Research O que eu quero dizer é que a situação melhorando e as taxas voltando a cair no longo prazo, essa marcação, que nesse momento reduziu o lucro da BB Seguridade, pode operar no sentido favorável, como fez em Projetando o 2T2020, acredito que teremos uma leve recuperação da marcação a mercado destes títulos, mas começaremos a ver impactos mais fortes na redução de contratação de títulos de capitalização e seguros e teremos talvez menos aportes em previdência. Este é o normal em uma economia que a moeda gira menos e que as pessoas possuem menos renda. O consumo acaba sendo realizado naquilo que é essencial e os seguros e previdência acabam sendo excluídos. A Corretora teve uma função importante, gerando um lucro líquido próximo ao habitual e compensando perdas em outros segmentos. Foi o maior resultado do mês dentre os segmentos. Impactos adicionais ainda virão, mas como a própria companhia citou, os gordos dividendos devem continuar sendo pagos semestralmente em fevereiro e em agosto. Lucros de R$ 1 bilhão por trimestre quando a pandemia passar são prováveis, o que significará cerca de R$ 0,90 por semestre de dividendos, ou R$ 1,80 por ano. Com esses dados, chegamos ao preço justo abaixo, mas não deixe de ler a observação a seguir.

12 Elaborado por Dica de Hoje Research O grande risco de BB Seguridade BBSE3, é que ela opera desde 2012 com um contrato com o Banco do Brasil com prazo de 20 anos. Portanto, em 2032 o Banco do Brasil pode abrir mão da BB Seguridade, assim como a Caixa Econômica Federal anunciou em 2018 que em 2022 mudará o formato de contrato com a WIZS3 e fará licitação dentre os segmentos, tentando reduzir seu custo. Na imagem acima, eu marquei com a cor verde o ano 12, que mostra Ou seja, até 2032, a empresa deverá distribuir R$ 15,78 aos acionistas, já abatendo a taxa de desconto de 12,55% (IPCA + 9%). Abaixo desse valor, é compra com certeza. Se imaginarmos que existe uma chance de 50% do Banco do Brasil romper com a BB Seguridade, mas o rompimento ainda vai gerar algum valor para a BBSE3, acredito que uma redução de 20% a 25% no preço justo seja plausível. Portanto, Recomendação de Compra com preço justo de R$ 25,20

13 Abraços e Bons Investimentos Daniel Nigri Analista CNPI Disclosure Elaborado pelo analista independente Daniel Isaac Nigri, CNPI 1810, este relatório é de uso exclusivo de seu destinatário. Este estudo é baseado em informações disponíveis ao público nos próprios sites de RI das empresas analisadas ou comparadas, consideradas confiáveis na data de publicação. As opiniões aqui expressas estão sujeitas a mudanças, por se tratarem de estimativas baseadas em fundamentos e projeções de futuro, que podem ou não ocorrer. Este relatório não representa oferta de negociação de valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. As análises, informações e estratégias de investimento têm como único propósito fomentar o debate entre o analista responsável e os destinatários. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as próprias análises e estratégias (ou seja, caminhar com as próprias pernas e ter bom senso). Informações adicionais sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros aqui abordados podem ser obtidas mediante solicitação e serão arquivadas por 5 anos, conforme determinação da CVM. O analista responsável pela elaboração deste relatório declara, nos termos da Instrução CVM nº 598/18, que as recomendações do relatório de análise refletem única e exclusivamente a sua opinião e foram elaboradas de forma independente. O analista Daniel Isaac Nigri CNPI é o responsável principal pelo conteúdo do relatório e pelo cumprimento da Instrução ICVM 598.

14

4T18. Teleconferência dos Resultados 12/02/2019. BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018

4T18. Teleconferência dos Resultados 12/02/2019. BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018 4T18 Teleconferência dos Resultados 12/02/2019 BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018 Destaques 4T18 vs. 4T17 LUCRO LÍQUIDO (R$ milhões) 42,2% 40,4% 39,7% 38,2% 41,4% 45,5%

Leia mais

1T19. Teleconferência dos Resultados 07/05/2019. BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018

1T19. Teleconferência dos Resultados 07/05/2019. BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018 1T19 Teleconferência dos Resultados 07/05/2019 BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018 Destaques 1T19 vs. 1T18 LUCRO LÍQUIDO (R$ milhões) 40,4% 39,7% 38,1% 41,4% 1.062 907 886

Leia mais

Teleconferência Resultado 1T /05/2013

Teleconferência Resultado 1T /05/2013 Teleconferência Resultado 1T2013 15/05/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2013 Aviso Importante A BB Seguridade Participações S.A. ( Companhia ) encontra-se em período de silêncio, pois

Leia mais

BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2014 TELECONFERÊNCIA RESULTADO 1T14 07/05/2014

BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2014 TELECONFERÊNCIA RESULTADO 1T14 07/05/2014 BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2014 TELECONFERÊNCIA RESULTADO 07/05/2014 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

TELECONFERÊNCIA RESULTADO 4T13 12/02/2014

TELECONFERÊNCIA RESULTADO 4T13 12/02/2014 TELECONFERÊNCIA RESULTADO 4T13 12/02/2014 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

4T17. Teleconferência dos Resultados 20/02/2018. BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores

4T17. Teleconferência dos Resultados 20/02/2018. BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores 4T17 Teleconferência dos Resultados 20/02/2018 BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias

Leia mais

Teleconferência Resultado 3T /11/2013

Teleconferência Resultado 3T /11/2013 Teleconferência Resultado 3T2013 12/11/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 3º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

1T18. Teleconferência dos Resultados 08/05/2018. BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018

1T18. Teleconferência dos Resultados 08/05/2018. BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018 1T18 Teleconferência dos Resultados 08/05/2018 BB Seguridade Participações S.A. Resultado do 1º Trimestre de 2018 Destaques 1T18 vs. 1T17 LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO (R$ milhões) 47,3% 44,5% 46,4% 42,2% 40,4%

Leia mais

1T17. Teleconferência dos Resultados 09/05/2017. BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores

1T17. Teleconferência dos Resultados 09/05/2017. BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores 1T17 Teleconferência dos Resultados 09/05/2017 BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias

Leia mais

Reunião Pública com Analistas e Investidores

Reunião Pública com Analistas e Investidores Reunião Pública com Analistas e Investidores BBSEY ADR - Level I Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções

Leia mais

2T17. Teleconferência dos Resultados 08/08/2017. BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores

2T17. Teleconferência dos Resultados 08/08/2017. BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores 2T17 Teleconferência dos Resultados 08/08/2017 BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias

Leia mais

4T16. Teleconferência dos Resultados 14/02/2017. BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores

4T16. Teleconferência dos Resultados 14/02/2017. BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores 4T16 Teleconferência dos Resultados 14/02/2017 BB Seguridade Participações S.A. Relações com Investidores Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias

Leia mais

BB Seguridade. BB Seguridade: Bom resultado do 1T17 em linha com o guidance de crescimento esperado. Análise de Investimentos Relatório de Análise

BB Seguridade. BB Seguridade: Bom resultado do 1T17 em linha com o guidance de crescimento esperado. Análise de Investimentos Relatório de Análise : Bom resultado do 1T17 em linha com o guidance de crescimento esperado A companhia registrou no 1T17 um lucro líquido de R$ 992,8 milhões (ROAE de 47,3%), com crescimento de 3,7% em relação a R$ 957,7

Leia mais

Teleconferência - Resultado 1T16 10/05/2016

Teleconferência - Resultado 1T16 10/05/2016 Teleconferência - Resultado 1T16 10/05/2016 BBSEY ADR - Level I Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções

Leia mais

29 de Outubro de 2017

29 de Outubro de 2017 Call em Riachuelo (Guararapes Guar3) Uma forma muito interessante de se estudar a analise fundamentalista é pela análise de setores. Desta forma podemos analisar empresas que tenham modelos de produção

Leia mais

Reunião Pública Anual 2015

Reunião Pública Anual 2015 Reunião Pública Anual 2015 BBSEY BBSEY ADR - Level I ADR - Level I Histórico 2013 IPO 2014 Implantação do ADR Nível I 2012 IRB Brasil RE Participação acionária no 2010 Criação da BB Seguridade 1981 Início

Leia mais

Teleconferência - Resultado 1T15 08/05/2015

Teleconferência - Resultado 1T15 08/05/2015 Teleconferência - Resultado 1T15 08/05/2015 BBSEY ADR - Level I Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções

Leia mais

Rolagem de Venda Coberta de Petrobrás

Rolagem de Venda Coberta de Petrobrás Rolagem de Venda Coberta de Petrobrás Normalmente, quando fazemos a estratégia de venda coberta em que vendemos calls (opções de compra) para rentabilizar a carteira estamos fazendo uma espécie de aposta.

Leia mais

HYPERA(código Bovespa: HYPE3)

HYPERA(código Bovespa: HYPE3) HYPERA(código Bovespa: HYPE3) RESUMÃO - Resultados 4T18: (Data de divulgação: 21/fevereiro/2019) (Dados retirados do site de RI: http://hypera.riweb.com.br) - Estratégia da Empresa: As recentes melhorias

Leia mais

Recomendação de Compra CCRO3

Recomendação de Compra CCRO3 Recomendação de Compra CCRO3 A empresa CCR Rodovias (CCRO3) é uma das maiores Companhias de Concessão da América Latina. Atualmente controla 3265 km de rodovias. Algumas delas muito conhecidas e importantes

Leia mais

Mas por que ocorreu essa queda? A empresa piorou seus fundamentos?

Mas por que ocorreu essa queda? A empresa piorou seus fundamentos? Recomendação de Compra Kroton (KROT3) Kroton hoje é o maior grupo educacional do Brasil. Possui grande penetração no ensino superior com mais de 900 mil alunos de ensino superior e pós graduação. 910 pólos

Leia mais

Recomendação de Compra BRFS3

Recomendação de Compra BRFS3 1 Rio, 07/01/2017 Recomendação de Compra BRFS3 Nos últimos anos, o índice Ibovespa experimentou uma grande recuperação, com crescimento superior a 38% em 2016 e 26% em 2017, mas houve uma boa empresa que

Leia mais

Sumário do Resultado 1S17

Sumário do Resultado 1S17 Sumário do Resultado 1S17 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 5,2 bilhões O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 5,2 bilhões no 1S17, impactado principalmente pelo aumento

Leia mais

Bradesco (BBDC4 Compra)

Bradesco (BBDC4 Compra) (BBDC4 Compra) Bom 2T18, com redução de PDD e queda da inadimplência. O registrou um lucro líquido recorrente de R$ 5,2 bilhões no 2T18, com crescimento de 9,7% em relação ao 2T17 e em linha com o resultado

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T18

Apresentação de Resultados 3T18 Apresentação de Resultados 3T18 1 3 DESTAQUES 4 LUCRO LÍQUIDO RECORRENTE 5 RENTABILIDADE 6 ÍNDICE DE EFICIÊNCIA 7 CARTEIRA DE CRÉDITO 8 CRÉDITO CONSIGNADO 11 DEMAIS PRODUTOS 12 CAPTAÇÃO 13 CAPITALIZAÇÃO

Leia mais

Resultados do 1 Trimestre

Resultados do 1 Trimestre Resultados do 1 Trimestre 2018 Destaques Lucro Líquido 1T18 de R$ 5,1 bi. Evolução de 9,8% a/a e ROE de 18,6%. Destaque para o Resultado Operacional que cresceu 16,4% a/a. Inadimplência continuou melhorando,

Leia mais

Sumário do Resultado 2T18

Sumário do Resultado 2T18 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 6,3 bilhões no 1S18 O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 6,3 bilhões no 1S18, crescimento de 21,4% em relação ao 1S17. O resultado

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T18 1

Apresentação de Resultados 2T18 1 Apresentação de Resultados 2T18 1 3 DESTAQUES 4 LUCRO LÍQUIDO RECORRENTE 5 RENTABILIDADE 6 ÍNDICE DE EFICIÊNCIA 7 CARTEIRA DE CRÉDITO 8 CRÉDITO CONSIGNADO 11 DEMAIS PRODUTOS 12 CAPTAÇÃO 13 CAPITALIZAÇÃO

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 2T18 e 1S18. 01/08/2018 às 10:00h

Conferência Telefônica dos Resultados do 2T18 e 1S18. 01/08/2018 às 10:00h Conferência Telefônica dos Resultados do 01/08/2018 às 10:00h Disclaimer Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa teleconferência, relativas às perspectivas de negócios da Porto Seguro,

Leia mais

Sumário do Resultado 4T18

Sumário do Resultado 4T18 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 13,5 bilhões em 2018 O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 13,5 bilhões em 2018, crescimento de 22,2% em relação a 2017. O resultado

Leia mais

a. Resultados das operações da Companhia, em especial: i. Descrição de quaisquer componentes importantes da receita

a. Resultados das operações da Companhia, em especial: i. Descrição de quaisquer componentes importantes da receita a. Resultados das operações da Companhia, em especial: i. Descrição de quaisquer componentes importantes da receita Comparação entre os exercícios sociais encerrados em 31 de dezembro de 2014 e 2015 Exercício

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS DESTAQUES x ,0 132,3. Lucro líquido recorrente. milhões. milhões. ROAE recorrente. 17,0% 10,0% 7,0 p.p.

RELEASE DE RESULTADOS DESTAQUES x ,0 132,3. Lucro líquido recorrente. milhões. milhões. ROAE recorrente. 17,0% 10,0% 7,0 p.p. DESTAQUES 2017 2016 2017 x 2016 Lucro líquido recorrente 200,0 milhões 132,3 milhões 51,2% ROAE recorrente 17,0% 10,0% 7,0 p.p. Patrimônio líquido 1,3 bilhão 1,2 bilhão 7,6% RELEASE DE RESULTADOS 2017

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 1T18. 04/05/2018 às 11:00h

Conferência Telefônica dos Resultados do 1T18. 04/05/2018 às 11:00h Conferência Telefônica dos Resultados do 04/05/2018 às 11:00h Disclaimer Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa teleconferência, relativas às perspectivas de negócios da Porto Seguro,

Leia mais

Sumário do Resultado 1T17

Sumário do Resultado 1T17 Sumário do Resultado 1T17 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 2,5 bilhões O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 2,5 bilhões no 1T17, impactado principalmente pelo aumento

Leia mais

Resultados do 1 Trimestre de 2015

Resultados do 1 Trimestre de 2015 Resultados do 1 Trimestre de 2015 Destaques Lucro líquido ajustado alcança R$ 4,274 bilhões, evolução de 23,1% em relação ao 1T14; ROAE atinge 22,3%, aumento de 1,8 p.p. em relação ao 1T14; Margem financeira

Leia mais

Resultados do 2 Trimestre de 2015

Resultados do 2 Trimestre de 2015 Resultados do 2 Trimestre de 2015 Destaques Lucro líquido ajustado alcança R$ 8,778 bilhões no 1S15, evolução de 20,6% em relação ao 1S14, e R$ 4,504 bilhões no 2T15, evoluindo 5,4% em relação ao 1T15;

Leia mais

40,9% em 12meses e 40,3% no trimestre

40,9% em 12meses e 40,3% no trimestre In Principais In Apresentamos os principais números obtidos pelo Bradesco: Lucro Líquido Recorrente Índice de Eficiência Rentabilidade 1T18 R$ 5,1 bilhões + 9,8% em 12 meses + 4,9% no trimestre 40,9% em

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS º trimestre

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS º trimestre APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 2017 1º trimestre Destaques O lucro líquido consolidado do 1T17 aumentou 7,6% na comparação com 1T16, totalizando R$ 33,3 milhões. A rentabilidade da carteira de crédito (ROAA)

Leia mais

41,0% em 12meses e 40,8% no trimestre

41,0% em 12meses e 40,8% no trimestre Principais Lucro Líquido Recorrente Índice de Eficiência Rentabilidade 2T18 R$ 5,2 bilhões + 9,7% em 12 meses + 1,2% no trimestre 41,0% em 12meses e 40,8% no trimestre Retorno sobre o P.L. médio de 18,5%

Leia mais

Destaques. Lucro líquido das atividades de seguros, previdência e capitalização soma R$ 5,289 bilhões em 2015, evoluindo 20,0% em relação a 2014; e

Destaques. Lucro líquido das atividades de seguros, previdência e capitalização soma R$ 5,289 bilhões em 2015, evoluindo 20,0% em relação a 2014; e Resultados de 2015 Destaques Lucro líquido ajustado alcança R$ 17,873 bilhões em 2015, evolução de 16,4% em relação a 2014, e R$ 4,562 bilhões no 4T15, evoluindo 0,6% em relação ao 3T15; ROAE atinge 20,5%

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T16 e /02/2017 às 12:00h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T16 e /02/2017 às 12:00h Conferência Telefônica dos Resultados do e 2016 08/02/2017 às 12:00h Agenda e 2016 Principais Realizações e Destaques Crescimento de Negócios - Receitas e Prêmios Margem e Eficiência Operacional Rentabilidade

Leia mais

Sumário do Resultado 3T18

Sumário do Resultado 3T18 3T18 Lucro Líquido Ajustado de R$ 9,7 bilhões no 9M18 O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 9,7 bilhões no 9M18, crescimento de 22,8% em relação ao 9M17. O resultado foi impactado pela

Leia mais

Resultados do 3 Trimestre de 2015

Resultados do 3 Trimestre de 2015 Resultados do 3 Trimestre de 2015 Destaques Lucro líquido ajustado alcança R$ 13,311 bilhões nos 9M15, evolução de 18,6% em relação aos 9M14, e R$ 4,533 bilhões no 3T15, evoluindo 0,6% em relação ao 2T15;

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS º TRIMESTRE

RELEASE DE RESULTADOS º TRIMESTRE RELEASE DE RESULTADOS 2017 2º TRIMESTRE Destaques O lucro líquido recorrente totalizou R$ 44,1 milhões, um aumento de 33,4% na comparação com. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROAE) foi de 14,9%,

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 2T17 e 1S17. 03/08/2017 às 10:00h

Conferência Telefônica dos Resultados do 2T17 e 1S17. 03/08/2017 às 10:00h Conferência Telefônica dos Resultados do 2T17 e 1S17 03/08/2017 às 10:00h Disclaimer Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa teleconferência, relativas às perspectivas de negócios da Porto

Leia mais

Visão Geral Apresentação Institucional

Visão Geral Apresentação Institucional Visão Geral Apresentação Institucional BBSEY ADR - Level I Visão Geral Histórico Estrutura Acionária - Parcerias 2013 IPO BB Seguridade 2014 Implantação do ADR Nível I 2012 Participação acionária no IRB

Leia mais

RELEASE DE RESULTADO - 4 TRIMESTRE 2017

RELEASE DE RESULTADO - 4 TRIMESTRE 2017 1 RELEASE DE RESULTADO - 4 TRIMESTRE 2017 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO O ano de 2017 foi um ano de grandes vitórias e avanços para a CAIXA Seguridade. Vitórias comprovadas pelo expressivo crescimento de nossas

Leia mais

Lucro Líquido de R$129,4 milhões ou R$1,69 por ação no 3T07 e R$348,9 milhões ou R$4,54 por ação em 9M07.

Lucro Líquido de R$129,4 milhões ou R$1,69 por ação no 3T07 e R$348,9 milhões ou R$4,54 por ação em 9M07. Lucro Líquido de R$129,4 milhões ou R$1,69 por ação no 3T07 e R$348,9 milhões ou R$4,54 por ação em 9M07. São Paulo, 09 de novembro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Sumário do Resultado 1T18

Sumário do Resultado 1T18 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 3,0 bilhões no 1T18 O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 3,0 bilhões no 1T18, crescimento de 20,3% em relação ao 1T17. O resultado

Leia mais

Sumário do Resultado 4T17

Sumário do Resultado 4T17 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 11,1 bilhões O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 11,1 bilhões em 2017, crescimento de 54,2% no período. O resultado foi impactado

Leia mais

Resultados do 1 Trimestre de 2017

Resultados do 1 Trimestre de 2017 Resultados do 1 Trimestre de 2017 Destaques Resultado (R$ Milhões) 1T17 4T16 Trim 12M Lucro Líquido Ajustado 4.648 4.385 6,0% 13,0% Margem Financeira de Juros 15.900 16.743 (5,0%) 7,9% Receitas de Prestação

Leia mais

31 de Março de Sumário Executivo. Banco Itaú 1 Análise Gerencial da Operação

31 de Março de Sumário Executivo. Banco Itaú 1 Análise Gerencial da Operação 31 de Março de 2002 Sumário Executivo Banco Itaú 1 Análise Gerencial da Operação Highlights * JCP ( Juros sobre o Capital Próprio ) * * Para o cálculo do Índice de Eficiência, foi utilizado somente o resultado

Leia mais

Apresentação Institucional Visão Geral Junho 2014

Apresentação Institucional Visão Geral Junho 2014 Apresentação Institucional Visão Geral Junho 2014 BBSEY ADR - Level I Visão Geral Histórico Estrutura Acionária - Parcerias 2013 IPO BB Seguridade 2014 Implantação do ADR Nível I 2012 Participação acionária

Leia mais

Sumário do Resultado 3T17

Sumário do Resultado 3T17 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 7,9 bilhões O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 7,9 bilhões no 9M17, crescimento de 45,1% no período. O resultado foi impactado principalmente

Leia mais

SINCOR-SP 2017 JULHO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 JULHO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JULHO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS Sumário Mensagem do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica... 10

Leia mais

Visão Geral do Paraná Banco. Destaques Financeiros. Destaques Operacionais. Contatos

Visão Geral do Paraná Banco. Destaques Financeiros. Destaques Operacionais. Contatos Visão Geral do Paraná Banco Destaques Financeiros Destaques Operacionais Contatos Histórico 3 Estrutura Societária Estrutura Acionária Estrutura Acionária ON PN Total % Grupo de Controle 41.171.063 9.272.332

Leia mais

SINCOR-SP 2016 JULHO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 JULHO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JULHO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

Resultados do 1 Trimestre de 2016

Resultados do 1 Trimestre de 2016 Resultados do 1 Trimestre de 2016 Destaques Lucro líquido ajustado registra R$ 4,113 bilhões, redução de 3,8% em relação ao 1T15 e ROAE (cálculo linear) atinge 17,5%; Margem financeira de juros evolui

Leia mais

PROJEÇÕES DO MERCADO DE SEGUROS PARA O PERÍODO DE 2016 A 2019 SÍNTESE

PROJEÇÕES DO MERCADO DE SEGUROS PARA O PERÍODO DE 2016 A 2019 SÍNTESE PROJEÇÕES DO MERCADO DE SEGUROS PARA O PERÍODO DE 2016 A 2019 SÍNTESE O trabalho de projeções do mercado de seguros, previdência privada e capitalização, realizado pela SISCORP, é desenvolvido com detalhes

Leia mais

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Número 5, Agosto/2014 www.ratingdeseguros.com.br 1 Objetivo: O objetivo desta é ser uma avaliação mensal desse segmento e seus setores relacionados (resseguro, capitalização,

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T18

Teleconferência de Resultados 4T18 Teleconferência de Resultados 4T18 Receita Consolidada 4T18 / 2018 4T18 4T17 Δ 3T18 Δ 2018 2017 Δ Saúde e Odontológico 4.085,3 3.603,3 13,4% 4.012,5 1,8% 15.609,2 13.735,8 13,6% Automóveis 840,8 828,6

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T18

Teleconferência de Resultados 3T18 Teleconferência de Resultados 3T18 Receita Consolidada 3T18 / 9M18 3T18 3T17 Δ 2T18 Δ 9M18 9M17 Δ Saúde e Odontológico 4.012,5 3.569,0 12,4% 3.793,7 5,8% 11.523,9 10.132,5 13,7% Automóveis 905,9 846,1

Leia mais

SINCOR-SP 2017 ABRIL 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 ABRIL 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS ABRIL 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica... 10

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T19

Teleconferência de Resultados 1T19 Teleconferência de Resultados Receita Consolidada Δ 4T18 Δ Saúde e Odontológico 4.173,6 3.717,6 12,3% 4.085,3 2,2% Automóveis 696,9 703,8-1,0% 840,8-17,1% Ramos Elementares 48,7 48,2 1,0% 56,4-13,7% Vida

Leia mais

3T14. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A

3T14. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A 3T14 Análise do Desempenho BB Seguridade Participações S.A Este Relatório faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultado e estratégias

Leia mais

Resultados. 2 Trimestre 2018

Resultados. 2 Trimestre 2018 Resultados 2 Trimestre 2018 Destaques Lucro Líquido 2T18 R$ 5,2 bi. 9,7% a/a e ROE 18,5% (1). Resultado Operacional 25,7% a/a. Carteira de Crédito Expandida 6,0% no tri. e 4,5% a/a. com crescimento em

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ IRB Brasil Resseguros S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ IRB Brasil Resseguros S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

SINCOR-SP 2016 SETEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 SETEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS SETEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 6 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

IRBR3. Apresentação Institucional Maio 2019

IRBR3. Apresentação Institucional Maio 2019 IRBR3 Apresentação Institucional Maio 2019 1 SEÇÃO 1 Visão geral do IRB 2 História de Liderança de Mercado Período Monopolista Período Pós-Monopolista Único ressegurador brasileiro por 68 anos Nova gestão

Leia mais

Mercado de Seguros. Caderno de Projeções. Segmentos: Seguros Gerais Saúde Pessoas Capitalização

Mercado de Seguros. Caderno de Projeções. Segmentos: Seguros Gerais Saúde Pessoas Capitalização Mercado de Seguros Caderno de Projeções 2007 Segmentos: Seguros Gerais Saúde Pessoas Capitalização 2 Índice Cenário Macroeconômico 4 Atividade Arrecadação por Segmento Arrecadação por Segmentos/Grupos

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO RESULTADOS DE JAN A JULHO-03

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO RESULTADOS DE JAN A JULHO-03 Com base nos números divulgados pela SUSEP e pela ANS referente ao período de Jan a Julho-03 (valores somatizados) podemos observar as seguintes variações quando comparados com os resultados registrados

Leia mais

Banco do Brasil (BBAS3 Compra)

Banco do Brasil (BBAS3 Compra) (BBAS3 Compra) Trimestral em linha com melhora de rentabilidade para 2018 O BB registrou no 2T18 um lucro líquido de R$ 3,1 bilhões, com crescimento de 19,7% em relação ao 2T17 (R$ 2,6 bilhões). Em base

Leia mais

40,8% em 12meses e 40,7% no trimestre

40,8% em 12meses e 40,7% no trimestre Principais Lucro Líquido Recorrente Índice de Eficiência Rentabilidade 3T18 R$ 5,5 bilhões + 13,7% em 12 meses + 6,0% no trimestre 40,8% em 12meses e 40,7% no trimestre Retorno sobre o P.L. médio de 19,0%

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T17 e /02/2018 às 11:00h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T17 e /02/2018 às 11:00h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T17 e 2017 07/02/2018 às 11:00h Disclaimer Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa teleconferência, relativas às perspectivas de negócios da Porto

Leia mais

Sumário do Resultado 4T16

Sumário do Resultado 4T16 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 7,2 bilhões O Banco do Brasil registrou Lucro Líquido Ajustado de R$ 7,2 bilhões em 2016, impactado principalmente pelo aumento da despesa de provisão.

Leia mais

Destaques. Lucro líquido ajustado alcança R$ 12,202 bilhões em 2013 (ROAE 18,0%) e R$ 3,199 bilhões no 4T13 (ROAE 19,3%);

Destaques. Lucro líquido ajustado alcança R$ 12,202 bilhões em 2013 (ROAE 18,0%) e R$ 3,199 bilhões no 4T13 (ROAE 19,3%); Resultados de 2013 Destaques Lucro líquido ajustado alcança R$ 12,202 bilhões em 2013 (ROAE 18,0%) e R$ 3,199 bilhões no 4T13 (ROAE 19,3%); Lucro líquido das atividades de seguros, previdência e capitalização

Leia mais

Cristiano Malucelli. Laercio Schulze de Sousa. André Malucelli. Gustavo Henrich

Cristiano Malucelli. Laercio Schulze de Sousa. André Malucelli. Gustavo Henrich APIMEC 2016 Presenças Cristiano Malucelli Diretor Presidente Laercio Schulze de Sousa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores André Malucelli Diretor Comercial Pessoa Jurídica Gustavo Henrich

Leia mais

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Número 4, Julho/2014 www.ratingdeseguros.com.br 1 Objetivo: O objetivo desta é ser uma avaliação mensal desse segmento e seus setores relacionados (resseguro, capitalização,

Leia mais

Earnings Release 1T14

Earnings Release 1T14 Belo Horizonte, 20 de maio de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro nos segmentos de empréstimos

Leia mais

Mercado Segurador Brasileiro

Mercado Segurador Brasileiro Mercado Segurador Brasileiro Caderno de Projeções Realizado de 2006 a 2007 Previsões de 2008 a 2011 Segmentos: Seguros Gerais/Saúde/Pessoas/Capitalização 2 Caderno de Projeções Caderno de Projeções 3 Sumário

Leia mais

Resultados 3º trimestre 2013

Resultados 3º trimestre 2013 Resultados 3º trimestre 2013 Destaques Lucro líquido ajustado alcança R$ 3,082 bilhões no 3T13 (ROAE 19,2%) e R$ 9,003 bilhões nos 9M13 (ROAE 18,4%); Margem de crédito líquida apresenta crescimento de

Leia mais

128/128/ /133/ /218/ 101 2º

128/128/ /133/ /218/ 101 2º 2º Trimestre 2013 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias futuras

Leia mais

Apresentação Institucional. Ago-18

Apresentação Institucional. Ago-18 Apresentação Institucional Ago-18 1 SEÇÃO 1 Visão geral do IRB Brasil RE 2 História de Liderança de Mercado Período Monopolista Período Pós-Monopolista Único ressegurador brasileiro por 68 anos Nova gestão

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS DESTAQUES. 1T18 x 1T17 1T18 1T17 33,3 54,0. Lucro líquido. milhões. milhões. 17,6% 11,5% 6,1 p.p.

RELEASE DE RESULTADOS DESTAQUES. 1T18 x 1T17 1T18 1T17 33,3 54,0. Lucro líquido. milhões. milhões. 17,6% 11,5% 6,1 p.p. DESTAQUES Lucro líquido 54,0 milhões 33,3 milhões 62,2% ROAE 17,6% 11,5% 6,1 p.p. Índice de Eficiência (ex PDD) 39,2% 49,1% 9,9 p.p. melhora RELEASE DE RESULTADOS 2018 1º TRIMESTRE Resultado da Intermediação

Leia mais

Central de cursos Prof.Pimentel Curso CPA 10 Educare

Central de cursos Prof.Pimentel Curso CPA 10 Educare QUESTÕES CPA 10 MÓDULO 3 1) O Produto Interno Bruto de uma economia representa, em valores monetários e para determinado período, a soma de todos os bens e serviços a) intermediários e finais, a preço

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T17

Teleconferência de Resultados 2T17 Teleconferência de Resultados 2T17 Receita Consolidada 2T17 / 1S17 2T17 2T16 Δ 1T17 Δ 1S17 1S16 Δ Saúde e Odontológico 3.304,3 3.009,0 9,8% 3.259,2 1,4% 6.563,5 5.933,1 10,6% Automóveis 724,0 813,3-11,0%

Leia mais

Sumário do Resultado 1T19

Sumário do Resultado 1T19 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 4,2 bilhões no 1T19 O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 4,2 bilhões no 1T19, crescimento de 40,3% em relação ao 1T18. O resultado

Leia mais

128/128/ /133/ /218/ 101 1º

128/128/ /133/ /218/ 101 1º 1º Trimestre 2014 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias futuras

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T17

Teleconferência de Resultados 1T17 Teleconferência de Resultados Receita Consolidada Δ 4T16 Δ Saúde e Odontológico 3.259,2 2.924,0 11,5% 3.155,2 3,3% Automóveis 664,8 668,5-0,6% 744,0-10,6% Ramos Elementares 41,2 37,1 11,1% 45,0-8,4% Vida

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T17

Teleconferência de Resultados 4T17 Teleconferência de Resultados 4T17 Receita Consolidada 4T17 / 2017 4T17 4T16 Δ 3T17 Δ 2017 2016 Δ Saúde e Odontológico 3.603,3 3.155,2 14,2% 3.569,0 1,0% 13.735,8 12.243,7 12,2% Automóveis 828,6 744,0

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T18

Teleconferência de Resultados 2T18 Teleconferência de Resultados 2T18 Receita Consolidada 2T18 / 1S18 2T18 2T17 Δ 1T18 Δ 1S18 1S17 Δ Saúde e Odontológico 3.793,7 3.304,3 14,8% 3.717,6 2,0% 7.511,4 6.563,5 14,4% Automóveis 910,0 724,0 25,7%

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T17

Teleconferência de Resultados 3T17 Teleconferência de Resultados 3T17 Receita Consolidada 3T17 / 9M17 3T17 3T16 Δ 2T17 Δ 9M17 9M16 Δ Saúde e Odontológico 3.569,0 3.155,4 13,1% 3.304,3 8,0% 10.132,5 9.088,5 11,5% Automóveis 846,1 972,1-13,0%

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T18

Teleconferência de Resultados 1T18 Teleconferência de Resultados Receita Consolidada Δ 4T17 Δ Saúde e Odontológico 3.717,6 3.259,2 14,1% 3.603,3 3,2% Automóveis 703,8 664,8 5,9% 828,6-15,1% Ramos Elementares 48,2 41,2 16,9% 60,0-19,7% Vida

Leia mais

Banco do Brasil. Banco do Brasil: Busca por um melhor retorno. Análise de Investimentos Relatório de Análise

Banco do Brasil. Banco do Brasil: Busca por um melhor retorno. Análise de Investimentos Relatório de Análise : Busca por um melhor retorno O BB registrou no 2T16 um lucro líquido ajustado de R$ 1,8 bilhão, com queda de 40,8% em relação ao mesmo período do ano passado, e ROAE ajustado de 7,7% ante o retorno de

Leia mais

SINCOR-SP 2017 MAIO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 MAIO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS MAIO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 7 1. Carta de Conjuntura... 8 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 9 3. Análise macroeconômica... 12

Leia mais

Reunião Pública com Analistas e Investidores 2013

Reunião Pública com Analistas e Investidores 2013 Reunião Pública com Analistas e Investidores 2013 Histórico 2013 IPO BB Seguridade Participação acionária no IRB Brasil RE 2012 1981 Início da operação de seguros do BB 1987 Criação da BB Corretora 1992

Leia mais

Lucro Líquido de R$99,0 milhões ou R$1,29 por ação no 3T06 e R$280,8 milhões ou R$3,65 por ação em 9M06.

Lucro Líquido de R$99,0 milhões ou R$1,29 por ação no 3T06 e R$280,8 milhões ou R$3,65 por ação em 9M06. Lucro Líquido de R$99,0 milhões ou R$1,29 por ação no 3T06 e R$280,8 milhões ou R$3,65 por ação em 9M06. São Paulo, 10 de novembro de 2006 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado do

Leia mais

SINCOR-SP 2017 MARÇO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 MARÇO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS MARÇO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 Sumário SINCOR-SP 2017 Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

RENDA FIXA TESOURO DIRETO

RENDA FIXA TESOURO DIRETO DESTAQUES DO RELATÓRIO Carteira Recomendada Nossa Carteira Recomendada do Tesouro Direto para os próximos 30 dias continua considerando principalmente o desafio fiscal nos próximos anos como principal

Leia mais