Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM"

Transcrição

1 Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM Data da divulgação do estudo 17/09/2015 CONTEXTO A consultoria Oxford Economics, fundada em joint venture com a universidade britânica de Oxford e uma das maiores consultorias do mundo, realizou uma análise do impacto econômico da iniciativa do Grupo LATAM de desenvolver o primeiro hub (centro de conexões de voos) doméstico e internacional do Nordeste do Brasil. Este levantamento faz parte das análises para a iniciativa, que considera três cidades: Fortaleza, Natal e Recife. O estudo, intitulado Estimulando um novo valor econômico, foi apresentado às autoridades das três cidades envolvidas, assim como aos governadores e às bancadas federais de seus respectivos Estados (Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte). Com a análise da Oxford Economics, as cidades envolvidas vão contar com uma visão consistente sobre a sua participação na iniciativa, com a compreensão do valor gerado pelo projeto para todo o Nordeste. O estudo também dará uma visão sobre quais são os outros setores beneficiados. O levantamento da Oxford Economics dará subsídio para a definição da sede do hub. A decisão será baseada na análise global de uma série de critérios técnicos, como competitividade de custos, atrelada a uma infraestrutura adequada, que serão determinantes para a concretização desse projeto, pois trarão as bases necessárias para o sucesso da iniciativa. Efeito multiplicador na economia: O estudo aponta que cada dólar investido pelo Grupo LATAM para a implementação do hub irá gerar entre 5,2 e 5,8 dólares em novas atividades econômicas, na média dos cinco primeiros anos de operações. Esta previsão inclui a geração de valor tanto na cidade que for escolhida quanto nas outras que participaram do estudo. METODOLOGIA A análise da Oxford Economics considerou os impactos do hub em três períodos: 1 Durante a fase de construção No primeiro ano de atividades Em cinco anos de operação

2 O estudo avalia também quatro níveis de impactos do hub para a economia: Diretos os benefícios diretos trazidos pelas operações do centro de conexões de voos pelo Grupo LATAM. Indiretos - que englobam todas as atividades e os empregos gerados por toda a cadeia de fornecimento Induzidos - consideram os benefícios econômicos gerados pelo consumo tanto dos colaboradores do Grupo LATAM quanto dos funcionários de sua cadeia de fornecedores Catalíticos efeito multiplicador para a economia, destacando-se o desenvolvimento que será gerado pelos visitantes trazidos pelo Grupo LATAM, incluindo turistas e pessoas que viajam a negócios. As novas rotas do hub vão proporcionar e facilitar o acesso a novos mercados, e, no sentido inverso, esses novos mercados trarão novas oportunidades para o turismo, o desenvolvimento de negócios e do comércio. Assim, a economia local vai se beneficiar da atividade econômica gerada, o que é conhecido como efeito catalítico. Os novos visitantes vão alimentar, por exemplo, uma grande cadeia de produtos e serviços, como hotéis, restaurantes e atividades recreativas. O estudo também considera o impacto que está associado à fase de construção, que agrega muito valor à economia local. Outro ponto analisado são os benefícios gerados para as duas cidades que não forem selecionadas como sede. IMPACTOS GERAIS DO HUB O hub vai gerar desenvolvimento econômico para toda a região Nordeste e fortalecerá a conectividade em toda a região Centro-Norte do Brasil 2 Empregos: nos cinco primeiros anos de operação, o hub vai gerar de 34 mil a 42 mil novos empregos no Nordeste. Apenas durante o período entre o anúncio do projeto e o início das operações do hub, a estimativa é que serão criados de 3 mil a 5mil empregos. Crescimento do PIB: estima-se um crescimento adicional do PIB das três cidades envolvidas no Hub da ordem de 5% a 7%, considerando a média de cinco anos de operação. Passageiros: O hub está projetado para movimentar durante a primeira fase do desenvolvimento das operações, num período de dois anos: 1,1 milhão de passageiros em voos de longo curso e entre 1 e 1,2 milhão de passageiros dentro do Brasil e entre o país e nações vizinhas da América do Sul por ano. O Grupo LATAM atualmente transporta 33,5 milhões de passageiros dentro do Brasil e outros 6 milhões de passageiros em voos internacionais de e para o País. Destinos: O hub vai gerar a abertura de novos destinos atendidos pelo Grupo LATAM na América Latina e criará novas conexões diretas entre o Nordeste e grandes centros

3 na Europa, além dos atuais destinos atendidos pela companhia no continente europeu. Irá também incrementar o número de rotas domésticas e facilitar a chegada a regiões hoje menos acessíveis do Brasil e de países vizinhos. Estímulo ao desenvolvimento: Além de trazer mais visitantes para o país, o novo hub LATAM trará benefícios consideráveis para toda a região Nordeste, estimulando novas atividades econômicas. O centro de conexões irá também ampliar a conectividade, proporcionando à região e à sua população mais acesso à economia global. Uma maior conectividade estimula a troca de ideias e de tecnologia, incentiva a competição e a cooperação internacional e também estimula a entrada de investimentos estrangeiros. Além disso, a ampliação do acesso direto aos mercados internacionais vai abrir novos mercados para os produtos da região. Efeitos Catalíticos: Os gastos de visitantes devem gerar entre US$ 107 milhões e US$ 224 milhões de valor agregado por ano, em diversos setores ligados diretamente à cadeia de turismo de lazer e a negócios como hotelaria, restaurantes, comércio e aluguel e imóveis e veículos e também em setores impactados indiretamente, como indústria e transporte. Isso significa que, em um período de cinco anos, o hub deve gerar algo entre R$ 2 bilhões e R$ 4,3 bilhões (considerando o câmbio de R$ 3,8/US$, para a data corrente de 16 de setembro de 2015). IMPACTOS MÉDIOS NAS CIDADES EM 5 ANOS DE OPERAÇÃO CRESCIMENTO DO PIB Percentual de crescimento de cada cidade trazido pelo hub (média dos primeiros cinco anos) Valor agregado Fortaleza 6,0% 1,9% Natal 7,2% 3,6% Recife 4,9% 1,8% Geração de Empregos O período utilizado nesta previsão é a estimativa de valor agregado para 2018 da Oxford Economics para cada cidade Geração de empregos em cada cidade (caso seja a sede do hub) Fortaleza Natal Recife Efeitos diretos 1,6 mil 1,5 mil 1,5 mil Efeitos indiretos 9,4 mil 8,3 mil 7,6 mil Efeitos induzidos 5,6 mil 5,2 mil 4,4 mil Efeitos Catalíticos 18,9 mil 9,1 mil 15,5 mil Total 35,5 mil 24,1 mil 29 mil 3

4 Valor agregado bruto: entre US$ 374 milhões e US$ 520 milhões. Isso representa R$ 7, 1 bilhões e R$ 9,9 bilhões de reais em um período de cinco anos (considerando o câmbio de R$ 3,8/US$, para a data corrente de 16 de setembro de 2015): Impactos diretos: de US$ 97 milhões a US$ 107 milhões Impactos indiretos: de US$ 93 milhões a US$ 106 milhões Impactos induzidos: de US$ 77 milhões a US$ 93milhões Impactos catalíticos: de US$ 107 milhões a US$ 224 milhões Geração de empregos: entre 24 mil e 35 mil empregos: Impactos diretos: de 1,5 mil a 1,6 mil Impactos indiretos: de 7,6 mil a 9,4 mil Impactos induzidos: de 4,4 mil a 5,6 mil Impactos catalíticos: de 9,1 mil a 18,9 mil Nota: Os resultados mais altos e mais baixos de cada categoria indicada não resultam na soma do resultado total. Isso porque os mesmos pares de cidades não possuem os mesmos resultados para cada uma dessas categorias indicadas EFEITOS CATALÍTICOS A implementação do hub irá estimular o desenvolvimento de uma série de setores, como transporte e armazenagem, hotelaria e alimentação, varejo, aluguéis e manufatura. O resultado é a multiplicação do crescimento. IMPORTÂNCIA REGIONAL O hub vai complementar e fortalecer as estratégias de desenvolvimento econômico das cidades envolvidas. Para Natal, poderá ampliar o potencial de turismo de lazer e expandir o turismo de negócios, gerando também uma simbiose positiva entre ambos, com os visitantes corporativos aproveitando as opções locais de lazer. Para Recife, o centro de conexões de voos poderá apoiar as iniciativa de atração de investimento internacional e melhorar o acesso da capital aos mercados globais. Já para Fortaleza, o principal potencial é o fortalecimento da cidade como centro de turismo de negócios. 4

5 MÉDIA DE IMPACTOS POR CIDADE, CONSIDERANDO OS 5 PRIMEIROS ANOS DE OPERAÇÃO Fortaleza Valor agregado total de US$ 520 milhões, o que representa R$ 9,9 bilhões em um período de cinco anos (considerando o câmbio de R$ 3,8/dólar, para a data corrente de 16 de setembro de 2015) e 35,5 mil empregos: Impactos diretos valor agregado de US$ 105 milhões e 1,6 mil empregos Impactos indiretos - valor agregado de US$ 106 milhões e 9,4 mil empregos Impactos induzidos valor agregado de US$ 85 milhões e 5,6 mil empregos Impactos catalíticos valor agregado de US$ 224 milhões e 18,9 mil empregos Mais de um terço do impacto econômico (39%) virá dos setores de transporte e armazenagem, outros 17%, do setor de atacado e varejo, e 12% dos setores de hotel e alimentação. Já sobre o impacto em empregos, 29% virão nos setores de transporte e armazenagem, 29% de atacado e varejo, e 12% de hotéis e alimentação. Impactos catalíticos anuais da operação do hub em Fortaleza, na média de 5 anos de operação, por setor (destaques): Manufatura 1,2 mil empregos e US$ 24 milhões Comércio e Varejo 3,6 mil empregos e US$30,4 milhões em valor agregado Hotéis e alimentação 5,7 mil empregos e US$54.1 milhões em valor agregado Transporte e armazenagem 4,8 mil empregos e US$71,3 milhões em valor agregado Leasing imobiliário 100 empregos e US$11,6 milhões em valor agregado Serviços Domésticos empregos e US$2,6 milhões em valor agregado Efeitos catalíticos em Fortaleza Os novos visitantes que chegarão à capital cearense trarão, no segundo ano de operações, um valor estimado de US$ 287 milhões anuais em gastos adicionais com turismo, considerando US$ de gasto por passageiro. Adicionalmente, os gastos dos visitantes projetam a geração de 18,9 mil empregos por ano. 5

6 Recife Valor agregado total de US$ 512 milhões, o que representa R$ 9,7 bilhões em um período de cinco anos (considerando o câmbio de R$ 3,8/US$, para a data corrente de 16 de setembro de 2015). e 29 mil empregos, sendo: Impactos diretos valor agregado de US$ 107 milhões e 1,5 mil empregos Impactos indiretos - valor agregado de US$ 104 milhões e 7,6 mil empregos Impactos induzidos valor agregado de US$ 85 milhões e 4,4 mil empregos Impactos catalíticos valor agregado de US$ 216 milhões e 15,5 mil empregos Mais de um terço do impacto econômico (41%) virá dos setores de transporte e armazenagem, 16% virão do setor de atacado e varejo, e 13% dos setores de hotel e alimentação. O impacto de empregos será menos concentrado, sendo que 26% virão dos setores de transporte e armazenagem, 25% de atacado e varejo, e 22% de hotéis e alimentação. Impactos anuais catalíticos da operação do hub em Recife, na média de 5 anos de operação, por setor (destaques): Manufatura empregos e US$ 20 milhões em valor agregado Energia Elétrica, Gás e Água - criação identificada de menos de 100 empregos e US$2,6 milhões de valor agregado Comércio e Varejo - 2,3 mil empregos e US$ 26 milhões em valor agregado Hotéis e alimentação - 5,3 mil empregos e US$ 54 milhões em valor agregado Transporte e armazenagem - 4,2 mil empregos e US$ 71 milhões em valor agregado Serviços Domésticos empregos e US$ 1 milhão em valor agregado Efeitos catalíticos em Recife Os novos visitantes trarão, no segundo ano de operações, um valor estimado de US$ 242 milhões anuais em gastos adicionais com turismo, considerando US$ de gasto por passageiro. Adicionalmente, os gastos dos visitantes projetam a geração de 15,5 mil empregos por ano. Natal Valor agregado total de US$ 374 milhões, o que representa R$ 7, 1 bilhões em um período de cinco anos (considerando o câmbio de R$ 3,8/US$, para a data corrente de 16 de setembro de 2015), e 24,1 mil empregos, sendo: 6

7 Impactos diretos valor agregado de US$ 97 milhões e 1,5 mil empregos Impactos indiretos - valor agregado de US$ 93 milhões e 8,3 mil empregos Impactos induzidos valor agregado de US$ 77 milhões e 5,2 mil empregos Impactos catalíticos valor agregado de US$ 107 milhões e 9,1 mil empregos Mais de um terço do impacto econômico (42%) virá dos setores de transporte e armazenagem, 17%, virão do setor de atacado e varejo, e 11% dos setores de hotel e alimentação. O impacto de empregos será menos concentrado, sendo que 22% virão dos setores de transporte e armazenagem, 31% de atacado e varejo, e 17% de hotéis e alimentação. Impactos anuais catalíticos da operação do hub em Natal, na média de 5 anos de operação, por setor (destaques): Comércio 1,5 mil empregos e US$ 13 milhões em valor agregado Hotéis e alimentação 2,9 mil empregos e US$ 30 milhões em valor agregado Transporte e armazenagem 2,3 mil empregos e US$ 37 milhões em valor agregado Leasing imobiliário criação identificada de menos de 100 empregos e US$ 5 milhões em valor agregado Serviços Domésticos empregos e US$ 1 milhão em valor agregado Efeitos catalíticos em Natal Os novos visitantes trarão, no segundo ano de operações, um valor estimado de US$ 186 milhões anuais em gastos adicionais com turismo, considerando US$ de gasto por passageiro. Adicionalmente, os gastos dos visitantes projetam a geração de 9,1 mil empregos por ano. Gastos por passageiro no aeroporto O valor gerado por despesas dos passageiros em conexão em qualquer um dos três aeroportos é estimado em US 12 milhões por ano em Fortaleza e Recife e em US$ 13 milhões por ano em Natal. Já o valor gerado por taxas de estacionamento em qualquer um dos três aeroportos é estimado em US$ 4 milhões por ano. Ou seja, para o sítio aeroportuário, o valor gerado em cinco anos deve ser de R$ 300 milhões (considerando o câmbio de R$ 3,8/dólar, para a data corrente de 16 de setembro de 2015).. RESULTADOS POSITIVOS PARA TODAS AS CIDADES Um dos pontos analisados pelo estudo da Oxford Economics são os resultados positivos do hub não apenas para a cidade que for definida como sede, mas também para as duas outras 7

8 capitais envolvidas. O foco da iniciativa é o desenvolvimento de modo integral de toda a Região Nordeste, considerando a média em cinco anos de atuação do hub: Se Fortaleza for escolhida, Natal será beneficiada com 2,3 mil novos empregos e US$ 24 milhões em valor agregado bruto; e Recife será beneficiada com 4,5 mil novos empregos e US$ 68 milhões em valor agregado bruto Se Natal for escolhida, Fortaleza será beneficiada com 5,4 mil novos empregos e US$ 65 milhões em valor agregado bruto; e Recife será beneficiada com 4,5 mil novos empregos e US$ 69 milhões em valor agregado bruto Se Recife for escolhida, Fortaleza será beneficiada com 6,3 mil novos empregos e US$ 74 milhões em valor agregado bruto; e Natal será beneficiada com 2,4 mil novos empregos e US$ 25 milhões em valor agregado bruto Cidade Escolhida Fortaleza Natal Recife Fortaleza Natal Recife Valor Agregado Empregos Valor Agregado Empregos Valor Agregado Empregos (US$ M) (US$ M) (US$ M) Se fortaleza for escolhida 24 2,3 mil 68 4,5 mil 65 5,4 mil Se Natal for escolhida 69 4,5 mil 74 6,3 mil 25 2,4 mil Se Recife for escolhida Fortaleza Natal Recife Valores em reais, considerando o acumulado de cinco anos e câmbio de R$ 3,8/US$ - de 16/9/15 Cidade Valor Agregado Empregos Valor Agregado Empregos Valor Agregado Empregos Escolhida (R$ Bilhão) em cinco anos (R$ Bilhão) em cinco anos (R$ Bilhão) Se fortaleza for escolhida 0,45 2,3 mil 1,2 4,5 mil Fortaleza 1,2 5,4 mil Se Natal for escolhida 1,3 4,5 mil Natal 1,4 6,3 mil 0,47 2,4 mil Se Recife for escolhida Recife Sobre a Oxford Economics A Oxford Economics foi fundada em 1981 como uma iniciativa comercial ligada ao instituto de negócios da Oxford University para a realização de projeções e modelagem financeira para empresas e instituições financeiras do Reino Unido em processo de internacionalização. Desde então, nos tornamos uma das maiores empresas de consultoria independente do mundo, produzindo relatórios, projeções e ferramentas de análise em 200 países, 100 setores da economia e mais de 3 mil cidades. Produzimos os melhores modelos econômicos e setoriais e ferramentas de análise global do mercado, garantindo uma capacidade única de projetar tendências de mercado externas e avaliar o seu impacto econômico, social e empresarial. 8

9 Com sede em Oxford, na Inglaterra, contando com centros regionais em Londres, Nova York e Singapura, a Oxford Economics possui ainda escritórios espalhados por todo o mundo, em Belfast, Chicago, Dubai, Miami, Milão, Paris, Filadélfia, São Francisco e Washington DC. Contamos com mais de 200 funcionários, incluindo mais de 130 economistas, especialistas setoriais e editores de negócios uma das maiores equipes de macroeconomistas e especialistas em formação de opinião. Nossa equipe global é altamente capacitada em diversas técnicas de pesquisa e formação de opinião, que vão de modelagem econométrica, desenvolvimento de cenários e análise de impacto econômico até pesquisas de mercado, estudos de casos, painéis de especialistas e análise de dados da Internet. Além da experiente equipe interna, possuímos uma rede de apoio de 500 economistas, analistas e jornalistas de todo o mundo, além de contar com o apoio da Oxford University e da comunidade acadêmica. A Oxford Economics presta serviços de assessoria aos principais tomadores de decisão e formadores de opinião das áreas corporativa, financeira e governamental. Nossa base global de clientes compreende hoje mais de 1 mil organizações internacionais, entre elas grandes empresas e instituições financeiras multinacionais, as principais agências governamentais e associações profissionais, além das melhores universidades e consultorias. 9

3.12. Gastos Turísticos

3.12. Gastos Turísticos PRODETUR NE-II PDITS Pólo Litoral Sul 3.12. Gastos Turísticos 451 3.12. Gastos Turísticos Introdução Nesse capítulo o padrão e o volume dos gastos dos turistas do Pólo serão avaliados. Outro objetivo é

Leia mais

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013 Plano de Aviação Regional 1 Janeiro I 2013 A Azul A maior malha aérea do Brasil servindo 98 destinos, 218 rotas e 798 decolagens por dia #1 em 76% das rotas servidas e 32% de participação no mercado brasileiro

Leia mais

Indústria do Turismo. Aumento da renda do brasileiro alavancou mercado de passagens aéreas nos últimos anos

Indústria do Turismo. Aumento da renda do brasileiro alavancou mercado de passagens aéreas nos últimos anos Indústria do Turismo Aumento da renda do brasileiro alavancou mercado de passagens aéreas nos últimos anos Abril 2011 Aumento da renda do brasileiro alavancou mercado de passagens aéreas nos últimos anos

Leia mais

PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID

PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID SOBRE O BID CONTATE-NOS Vice-Presidência para o Setor Privado e Operações sem Garantia Soberana Banco Interamericano de Desenvolvimento

Leia mais

ECONÔMICAS E PROFISSIONAIS

ECONÔMICAS E PROFISSIONAIS MAPA DE PERSPECTIVAS ECONÔMICAS E PROFISSIONAIS 2016 Worldwide leaders in specialist recruitment ÍNDICE EDITORIAL METODOLOGIA DA INVESTIGAÇÃO PERFIL DOS ENTREVISTADOS O CENÁRIO MACROECONÔMICO INVESTIMENTO

Leia mais

Travelport adquire Hotelzon para liderar crescimento no segmento hoteleiro

Travelport adquire Hotelzon para liderar crescimento no segmento hoteleiro NEWS RELEASE Travelport adquire Hotelzon para liderar crescimento no segmento hoteleiro Langley, Reino Unido, 12 de junho de 2014: A Travelport, empresa líder no segmento de comércio de viagens, que oferece

Leia mais

A força do turismo ECONOMIA. por Ana Lygia Monteferrario Leite Pezco Pesquisa & Consultoria e Frederico Araujo Turolla FGV-EESP e ESPM

A força do turismo ECONOMIA. por Ana Lygia Monteferrario Leite Pezco Pesquisa & Consultoria e Frederico Araujo Turolla FGV-EESP e ESPM ECONOMIA A força do turismo O Brasil é descrito como país privilegiado pela existência de exuberantes recursos naturais, pelo clima agradável e pela cultura receptiva. Por si só, essas características

Leia mais

Aspectos Relevantes da Assessoria Técnica Prestada ao Projeto do Aeroporto Internacional de Pouso Alegre Francisco Humberto Vignoli

Aspectos Relevantes da Assessoria Técnica Prestada ao Projeto do Aeroporto Internacional de Pouso Alegre Francisco Humberto Vignoli Aspectos Relevantes da Assessoria Técnica Prestada ao Projeto do Aeroporto Internacional de Pouso Alegre Francisco Humberto Vignoli Coordenador de Projetos Data: 21 de outubro de 2015 AGENTES ENVOLVIDOS

Leia mais

LATAM Airlines Group S.A. Companhia Estrangeira CVM nº 80128 CNPJ nº 33.937.681/0001-78 Avenida Presidente Riesco nº 5711, 20º andar Santiago, Chile

LATAM Airlines Group S.A. Companhia Estrangeira CVM nº 80128 CNPJ nº 33.937.681/0001-78 Avenida Presidente Riesco nº 5711, 20º andar Santiago, Chile LATAM Airlines Group S.A. Companhia Estrangeira CVM nº 80128 CNPJ nº 33.937.681/0001-78 Avenida Presidente Riesco nº 5711, 20º andar Santiago, Chile FATO RELEVANTE A LATAM Airlines Group S.A. ( LATAM ou

Leia mais

Participação da União em Projetos de Infra-estrutura Turística no Âmbito do PRODETUR SUL

Participação da União em Projetos de Infra-estrutura Turística no Âmbito do PRODETUR SUL Programa 0410 Turismo: a Indústria do Novo Milênio Objetivo Aumentar o fluxo, a taxa de permanência e o gasto de turistas no País. Público Alvo Turistas brasileiros e estrangeiros Ações Orçamentárias Indicador(es)

Leia mais

Análise econômica e suporte para as decisões empresariais

Análise econômica e suporte para as decisões empresariais Cenário Moveleiro Análise econômica e suporte para as decisões empresariais Número 01/2008 Cenário Moveleiro Número 01/2008 1 Cenário Moveleiro Análise econômica e suporte para as decisões empresariais

Leia mais

42ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional do Turismo - EMBRATUR. Brasília-DF, 03 de dezembro de 2013

42ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional do Turismo - EMBRATUR. Brasília-DF, 03 de dezembro de 2013 42ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional do Turismo - EMBRATUR Brasília-DF, 03 de dezembro de 2013 Diagnóstico do Setor de Aviação Brasileiro: IPCA Passagens Aéreas (IBGE) Pesquisa nos sítios das principais

Leia mais

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Nº de Entrevistados da Pesquisa: 39.000 pessoas Nº de locais das entrevistas: 27 15 em aeroportos internacionais, que representam 99% do fluxo internacional

Leia mais

ROSEMARY OLIVEIRA DE LIMA

ROSEMARY OLIVEIRA DE LIMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - CCT CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS - CESA MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS TURÍSTICOS MPGNT ROSEMARY OLIVEIRA DE LIMA

Leia mais

ECONOMIA DA CULTURA. Paula Porta Assessora especial do Ministro da Cultura e Coordenadora do Prodec MINISTÉRIO DA CULTURA

ECONOMIA DA CULTURA. Paula Porta Assessora especial do Ministro da Cultura e Coordenadora do Prodec MINISTÉRIO DA CULTURA MINISTÉRIO DA CULTURA ECONOMIA DA CULTURA UM SETOR ESTRATÉGICO PARA O PAÍS Paula Porta Assessora especial do Ministro da Cultura e Coordenadora do Prodec A produção, a circulação e o consumo de bens e

Leia mais

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do regime internacional sobre mudanças climáticas Brasília,

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 10 dias para a copa O estudo Destaques Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Saídas do Brasil Junho-Julho 2014

Leia mais

NOTA DA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL - Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão Viernes 30 de Septiembre de 2011 17:32

NOTA DA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL - Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão Viernes 30 de Septiembre de 2011 17:32 There are no translations available. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão A concessão Por que o governo resolveu fazer a concessão? Nos

Leia mais

Aplicativo. Inteligência de Mercado para a Indústria

Aplicativo. Inteligência de Mercado para a Indústria Aplicativo Inteligência de Mercado para a Indústria VERSÃO II ANO/2012 O aplicativo Inteligência de Mercado da Indústria, produzido pela Fiesp, é uma ferramenta para potencializar o sucesso nos negócios!

Leia mais

China: novos rumos, mais oportunidades

China: novos rumos, mais oportunidades China: novos rumos, mais oportunidades Brasil pode investir em diversas áreas, como tecnologia, exploração espacial e infraestrutura 10 KPMG Business Magazine A China continua a ter na Europa o principal

Leia mais

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística 1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014 Logística Economia Brasileira Gráfico 1 Crescimento Econômico Brasileiro e Mundial PIB 2002 a 2016 (em %) 8,0 6,0 4,0 2,0 0,0-2,0 7,5 61 6,1 5,7 4,6 5,3 5,2

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Chile um sócio a longo prazo. Pedro Asenjo Comitê de Investimentos Estrangeiros

Chile um sócio a longo prazo. Pedro Asenjo Comitê de Investimentos Estrangeiros Chile um sócio a longo prazo Pedro Asenjo Comitê de Investimentos Estrangeiros Um sócio a longo prazo Nova política de atração de IED Temas Um ambiente de negócios maduro País de oportunidades Investimento

Leia mais

Global Development Finance: uma perspectiva mais positiva para os países em desenvolvimento

Global Development Finance: uma perspectiva mais positiva para os países em desenvolvimento Global Development Finance: uma perspectiva mais positiva para os países em desenvolvimento Os países em desenvolvimento estão se recuperando da crise recente mais rapidamente do que se esperava, mas o

Leia mais

Ao final de 2008, a Contax contava com 74.499 colaboradores, sendo uma das maiores empregadoras do país.

Ao final de 2008, a Contax contava com 74.499 colaboradores, sendo uma das maiores empregadoras do país. Senhores Acionistas, A Administração da Contax Participações S.A. ( Contax Participações ) submete, em conjunto com as demonstrações financeiras e o parecer dos auditores independentes, o Relatório da

Leia mais

Planejamento do CBN 2008. Política Nacional de Normalização. Processo de produção de normas. Antecedentes. Objetivo. Propor a

Planejamento do CBN 2008. Política Nacional de Normalização. Processo de produção de normas. Antecedentes. Objetivo. Propor a Objetivo Planejamento do CBN 2008 Propor a Política Nacional de Normalização. Processo de produção de normas Antecedentes Normas nacionais devem ser: necessárias e demandadas utilizadas acordadas o mais

Leia mais

Como o TMC agrega valor ao Cliente Corporativo?

Como o TMC agrega valor ao Cliente Corporativo? Como o TMC agrega valor ao Cliente Corporativo? Palestrante Lúcio Oliveira Consultor de Gestão Estratégica, Vendas e Planejamento Estratégico, Instrutor, Palestrante e Advisor de Empresas do Turismo, é

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A.

LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ. 33.014.556/0001-96 LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta FATO RELEVANTE 1. LOJAS AMERICANAS S.A. ( LASA ) e BANCO ITAÚ HOLDING FINANCEIRA S.A. ( ITAÚ ) anunciam associação que tem como objetivo

Leia mais

NFSP (% PIB) ' 8. indexador: dezembro (%) 9. produto potencial (% a.a.) 15. idade (%) 24. anual (%) 24

NFSP (% PIB) ' 8. indexador: dezembro (%) 9. produto potencial (% a.a.) 15. idade (%) 24. anual (%) 24 Sumário de tabelas TABELA 1.1 Taxas de crescimento - médias por período (% a.a.) 5 TABELA 1.2 Indicadores sociais 6 TABELA 1.3 Brasil - Dívida externa - fim de período (US$ bilhões) 7 TABELA 1.4 Necessidades

Leia mais

Despesas de Viagem. Estudo

Despesas de Viagem. Estudo Despesas de Viagem 2014 Estudo SOBRE O ESTUDO A Carreira Muller, empresa especializada em consultoria de gestão de pessoas, desenvolveu o estudo Despesas de Viagens com o objetivo de publicar valores e

Leia mais

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para Code-P0 Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para a engenharia brasileira O Mundial e o Desenvolvimento Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Manaus, 30 de março de 2012 Code-P1

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais

PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL. Brasília, agosto de 2014

PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL. Brasília, agosto de 2014 PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL Brasília, agosto de 2014 2 Informações gerais da pesquisa Público-alvo: visitantes internacionais que participam de eventos

Leia mais

Financial Services. Precisão competitiva. Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros

Financial Services. Precisão competitiva. Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros Financial Services Precisão competitiva Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros Nossa experiência na indústria de seguros A indústria de seguros vem enfrentando

Leia mais

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada BRA-MEB001-100209-0 Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada São Paulo, 9 de março de 2010 0 BRA-MEB001-100209-1 O que o Brasil quer com uma Copa do Mundo FIFA Mobilizar

Leia mais

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013 IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA Industria hoteleira brasileira JUNHO 2013 ENTIDADE ABIH NACIONAL Fundada em 09/11/1936 3.500 associados 35 escritórios 26 capitais + DF 08 regionais ENTIDADE 25.500 meios de

Leia mais

Apresentação Comissão de Assuntos Econômicos CAE/ Senado Federal. Foco Educação

Apresentação Comissão de Assuntos Econômicos CAE/ Senado Federal. Foco Educação Apresentação Comissão de Assuntos Econômicos CAE/ Senado Federal Foco Educação Brasília, 18 de junho de 2013 Uma visão de futuro: Mapa Estratégico da Indústria COMPETITIVIDADE COM SUSTENTABILIDADE AMBIENTE

Leia mais

Janeiro 2009. ELO Group www.elogroup.com.br Página 2

Janeiro 2009. ELO Group www.elogroup.com.br Página 2 de um Escritório - O Escritório como mecanismo para gerar excelência operacional, aumentar a visibilidade gerencial e fomentar a inovação - Introdução...2 Visão Geral dos Papéis Estratégicos... 3 Papel

Leia mais

O Plano TI Maior. 17 de outubro de 2012 Hotel Bahia Othon Palace Salvador - BA

O Plano TI Maior. 17 de outubro de 2012 Hotel Bahia Othon Palace Salvador - BA O Plano TI Maior 17 de outubro de 2012 Hotel Bahia Othon Palace Salvador - BA Agenda Sobre a Assespro Sobre o Plano TI Maior Informações Oficiais Posicionamento da Assespro A Assespro A Assespro Nacional

Leia mais

MENSAGEM DO FÓRUM REGIONAL PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DO ESTADO DA BAHIA

MENSAGEM DO FÓRUM REGIONAL PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DO ESTADO DA BAHIA enário econômico brasileiro vem sendo cada vez mais reconhecida e destacada. Além de gerador do maior número de empregos formais no país, o setor exibe, especialmente nos últimos anos, números Boletim

Leia mais

Dufry assina acordo para adquirir 100% do Grupo Nuance criando valor significativo e reforçando sua liderança global no mercado de varejo de viagem

Dufry assina acordo para adquirir 100% do Grupo Nuance criando valor significativo e reforçando sua liderança global no mercado de varejo de viagem FATO RELEVANTE Basileia, 4 de Junho de 2014. Nos termos do artigo 157, parágrafo 4, da Lei 6.404/76, conforme alterada, e nos termos da Instrução n 358/02 da Comissão de Valores Mobiliários CVM, a Dufry

Leia mais

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui CURSO MASTER In Business Economics Master in Business Economics 1 vire aqui DISCIPLINAs O aluno poderá solicitar a dispensa das disciplinas básicas: Matemática Básica, Estatística Aplicada e Contabilidade.

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 3T09 1

Teleconferência de Resultados do 3T09 1 Teleconferência de Resultados do 3T09 1 AGENDA Constantino Olivera Junior - Fundador e Presidente 1 Leonardo Pereira Vice Presidente Executivo 2 Sessão de Perguntas e Respostas 3 Aqui Todo Mundo Pode Voar

Leia mais

Movimentos de abertura de capital A experiência de 2009 e as perspectivas para os próximos anos

Movimentos de abertura de capital A experiência de 2009 e as perspectivas para os próximos anos Movimentos de abertura de capital A experiência de 2009 e as perspectivas para os próximos anos 2 A retomada da atividade econômica no Brasil ganhou destaque no segundo semestre de 2009, conduzindo o mercado

Leia mais

Conselho de Tecnologia ABIMAQ. GT Da Porta pra Dentro

Conselho de Tecnologia ABIMAQ. GT Da Porta pra Dentro Conselho de Tecnologia ABIMAQ GT Da Porta pra Dentro 10/08/2015 Premissas para uma POLÍTICA INDUSTRIAL Permitir o crescimento contínuo e sustentado do investimento produtivo do país. Política macroeconômica

Leia mais

Levantamento Qualitativo e Quantitativo

Levantamento Qualitativo e Quantitativo Estabelecer ações conjuntas no sentido de enfrentar os desafios e potencializar as muitas oportunidades existentes para o desenvolvimento do setor artesanal, gerando oportunidades de trabalho e renda,

Leia mais

Copa das Confederações FIFA Brasil 2013. Estimativas dos impactos econômicos do evento

Copa das Confederações FIFA Brasil 2013. Estimativas dos impactos econômicos do evento Copa das Confederações FIFA Brasil 2013 Estimativas dos impactos econômicos do evento " O estudo avaliou o impacto de gastos e investimentos realizados para a Copa das Confederações nas seis cidades-sede

Leia mais

ABREMAR ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRUZEIROS MARÍTIMOS

ABREMAR ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRUZEIROS MARÍTIMOS ABREMAR ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRUZEIROS MARÍTIMOS Marcia Leite Coordenadora do GET de Infraestrutura e Operações CRUZEIROS NO BRASIL últimos 10 anos Cruzeiristas no Brasil 800,000 700,000 600,000 500,000

Leia mais

MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA NACIONAL DE POLÍTICAS DE TURISMO DEPARTAMENTO DE PRODUTOS E DESTINOS

MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA NACIONAL DE POLÍTICAS DE TURISMO DEPARTAMENTO DE PRODUTOS E DESTINOS MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA NACIONAL DE POLÍTICAS DE TURISMO DEPARTAMENTO DE PRODUTOS E DESTINOS Categorização dos Municípios das Regiões Turísticas do Mapa do Turismo Brasileiro PERGUNTAS E RESPOSTAS

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

2. QUATRO CENÁRIOS PARA O RIO GRANDE DO NORTE

2. QUATRO CENÁRIOS PARA O RIO GRANDE DO NORTE 2. QUATRO CENÁRIOS PARA O RIO GRANDE DO NORTE 35 1 Este capítulo apresenta uma síntese de quatro cenários prospectivos elaborados pelo Mais RN. O documento completo, contendo o detalhamento dessa construção,

Leia mais

Superintendência Regional do Centro-Leste SRCE

Superintendência Regional do Centro-Leste SRCE Superintendência Regional do Centro-Leste SRCE Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária 39 anos de tradição. Reúne uma força de trabalho de aproximadamente 36.744 profissionais, entre empregados

Leia mais

Reputação construída com base em valores que traduzem respeito aos clientes e aos profissionais que os atendem.

Reputação construída com base em valores que traduzem respeito aos clientes e aos profissionais que os atendem. Reputação construída com base em valores que traduzem respeito aos clientes e aos profissionais que os atendem. Quando concluí o mestrado (LLM) na Columbia University School of Law em 1970, retornei ao

Leia mais

CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA

CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO Produto Planejamento Territorial TR_02_2015_PDHC Participativo Parecer Nº 00558/2015/CONJUR-MDA/CGU/AGU,

Leia mais

Estratégia Internacional

Estratégia Internacional Estratégia Internacional Professor: Claudemir Vasconcelos Aluno: Sergio Abreu Estratégia Internacional A internacionalização não se limita somente ao Comércio exterior (importação & exportação); é operar

Leia mais

Relatório de Mercado Colômbia

Relatório de Mercado Colômbia Relatório de Mercado Colômbia Setembro/2011 Dados Gerais Área População Densidade Capital Moeda Idioma Principais Cidades 1.138.910 km² 47,3 Milhões - 75% população Urbana - 70% se concentra nas principais

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Atratividade do Brasil: avanços e desafios Fórum de Atratividade BRAiN Brasil São Paulo, 03 de junho de 2011 Luciano Coutinho Presidente O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia

Leia mais

Para cumprir com esse fim, o Artigo 4 dos mesmos estatutos apontam as seguintes atividades:

Para cumprir com esse fim, o Artigo 4 dos mesmos estatutos apontam as seguintes atividades: www.auip.org APRESENTAÇÃO No Artigo 3 dos Estatutos vigentes foi estabelecido como finalidade da Associação a promoção e o desenvolvimento dos estudos de pós-graduação e doutorado contribuindo para a formação

Leia mais

Desafios da Indústria e da Política de Desenvolvimento Produtivo

Desafios da Indústria e da Política de Desenvolvimento Produtivo Desafios da Indústria e da Política de Desenvolvimento Produtivo Josué Gomes da Silva IEDI Seminário Internacional: A Hora e a Vez da Política de Desenvolvimento Produtivo BNDES / CNI CEPAL / OCDE 22/09/2009

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR

RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR Julho 2013 COPA DAS CONFEDERAÇÕES - CONSUMIDOR Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foram realizadas 620 entrevistas, com um erro máximo de

Leia mais

Estudo aponta que o salário mínimo aumentou 1.019,2% em 20 anos de Plano Real

Estudo aponta que o salário mínimo aumentou 1.019,2% em 20 anos de Plano Real Veículo: Bahia Negócios Data: 28/05/14 Estudo aponta que o salário mínimo aumentou 1.019,2% em 20 anos de Plano Real Em 1994, quando foi instituído o Plano Real, o salário mínimo custava R$ 64,79. Passados

Leia mais

Secretaria. de Futebol de 2014

Secretaria. de Futebol de 2014 Secretaria Especial de Articulação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 SECOPA Assistir direta e indiretamente ao Prefeito na condução aos assuntos referentes a Copa do Mundo; Parcerias com a sociedade

Leia mais

A Influência da Crise Econômica Global no Setor Florestal do Brasil

A Influência da Crise Econômica Global no Setor Florestal do Brasil A Influência da Crise Econômica Global no Setor Florestal do Brasil 1. INTRODUÇÃO Ivan Tomaselli e Sofia Hirakuri (1) A crise financeira e econômica mundial de 28 e 29 foi principalmente um resultado da

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

Oportunidades e atração de investimentos para o setor de P&G no Estado de São Paulo. Luciano Almeida Presidente 22 de agosto de 2013

Oportunidades e atração de investimentos para o setor de P&G no Estado de São Paulo. Luciano Almeida Presidente 22 de agosto de 2013 Oportunidades e atração de investimentos para o setor de P&G no Estado de São Paulo Luciano Almeida Presidente 22 de agosto de 2013 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos ou expansão dos

Leia mais

A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE

A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE AUMENTAR O INVESTIMENTO PRIVADO EM P&D ------------------------------------------------------- 3 1. O QUE É A PDP? ----------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Comércio e Serviços Andréa Bastos da Silva Guimarães. Contas-satélites

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Comércio e Serviços Andréa Bastos da Silva Guimarães. Contas-satélites Diretoria de Pesquisas Coordenação de Comércio e Serviços Andréa Bastos da Silva Guimarães Contas-satélites 24/06/2015 Fontes e referências Manual de Contas Nacionais SNA 1993. Manual de Contas Nacionais

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA Grupo PTV em expansão internacional - também na América do Sul PTV inaugura sua própria filial no Brasil Karlsruhe/São Paulo, 15/10/2015. Os especialistas em transportes do Grupo PTV estão expandindo ainda

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia OBS: Apresentação obrigatória na primeira página do case Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: Wal-Mart Brasil Informações sobre

Leia mais

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE ATIVIDADE TURÍSTICA A IMPORTÂNCIA DOS GRANDES EVENTOS PARA O TURISMO E O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA LOCAL

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE ATIVIDADE TURÍSTICA A IMPORTÂNCIA DOS GRANDES EVENTOS PARA O TURISMO E O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA LOCAL XII CONGRESSO BRASILEIRO DE ATIVIDADE TURÍSTICA A IMPORTÂNCIA DOS GRANDES EVENTOS PARA O TURISMO E O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA LOCAL Caio Luiz de Carvalho Turismo e Eventos: impacto econômico e social

Leia mais

ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO

ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO Introdução O modelo de desenvolvimento rural nos últimos tempos, baseado na modernização agrícola conservou muitas das características históricas

Leia mais

XIX Workshop Anprotec

XIX Workshop Anprotec XIX Workshop Anprotec $ustentabilidade dos Parques Tecnológicos: Sustentabilidade financeira e competitividade do território 24 e 25 de outubro de 2011 Porto Alegre/RS 1. Categoria de Parque Tecnológico

Leia mais

INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR. Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo

INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR. Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo Brasília / DF 16-17 de Agosto de 2011 ÁREAS ATENDIDAS SETORES DA INFRAESTRUTURA

Leia mais

A COPA DO MUNDO NOSSA

A COPA DO MUNDO NOSSA A COPA DO MUNDO E NOSSA SANTA E BELA CATARINA Multifacetada e rica em oportunidades para a Copa do Mundo 2014! Oportunidades Copa 2014 Em 2014 o Brasil terá uma oportunidade única para mostrar ao mundo

Leia mais

Seminário Telecentros Brasil

Seminário Telecentros Brasil Seminário Telecentros Brasil Inclusão Digital e Sustentabilidade A Capacitação dos Operadores de Telecentros Brasília, 14 de maio de 2009 TELECENTROS DE INFORMAÇÃO E NEGÓCIOS COMO VEÍCULO DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA

Leia mais

Carteira de projetos prioritários para 2014. Propostas a serem entregues aos presidenciáveis. Mapa Estratégico DA INDÚSTRIA 2013-2022

Carteira de projetos prioritários para 2014. Propostas a serem entregues aos presidenciáveis. Mapa Estratégico DA INDÚSTRIA 2013-2022 Carteira de projetos prioritários para 2014 Propostas a serem entregues aos presidenciáveis Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022 OBS: AJUSTAR TAMANHO DA LOMBADA COM O CÁLCULO FINAL DO MIOLO. Mapa Estratégico

Leia mais

11. ESTIMATIVA DE VALOR DO PORTFÓLIO DE OPORTU- NIDADES DE INVESTIMENTO NO RN - QUANTIFICAÇÃO IN- DICATIVA 2016-2035

11. ESTIMATIVA DE VALOR DO PORTFÓLIO DE OPORTU- NIDADES DE INVESTIMENTO NO RN - QUANTIFICAÇÃO IN- DICATIVA 2016-2035 11. ESTIMATIVA DE VALOR DO PORTFÓLIO DE OPORTU- NIDADES DE INVESTIMENTO NO RN - QUANTIFICAÇÃO IN- DICATIVA 2016-2035 217 218 A partir da escolha do melhor cenário Um Pacto pelo Mais RN o Mais RN definiu

Leia mais

Reunião de Diretoria SINAVAL

Reunião de Diretoria SINAVAL Reunião de Diretoria SINAVAL Rio de Janeiro, 15 de fevereiro de 2012 O Banco do Brasil e o SINAVAL 13 de julho de 2011: Banco do Brasil e SINAVAL formalizam convênio de cooperação com os seguintes objetivos:

Leia mais

3 Os atores: geradores e receptores da tecnologia

3 Os atores: geradores e receptores da tecnologia 3 Os atores: geradores e receptores da tecnologia Este capítulo pretende situar o leitor de forma breve sobre os dois atores estudados neste trabalho: a Embrapa como geradora e transferidora das tecnologias

Leia mais

Estudo de Caso 2 O CASO HIME. Introdução

Estudo de Caso 2 O CASO HIME. Introdução Estudo de Caso 2 O CASO HIME Introdução Empresa de Tecnologia Localizada no Rio de Janeiro, A Hime Informática se destaca pelo enorme sucesso obtido pelo o Hime System, o primeiro software do mercado a

Leia mais

Transformando Crise em Oportunidade

Transformando Crise em Oportunidade ESTUDOS E PESQUISAS Nº 478 Transformando Crise em Oportunidade Otávio M. Azevedo * XXV Fórum Nacional (Jubileu de Prata 1988/2013) O Brasil de Amanhã. Transformar Crise em Oportunidade. Rio de Janeiro,

Leia mais

A POSTURA DO GOVERNO DIANTE DA CRISE PRESERVAR O NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO EM CURSO A ATUAÇÃO CONTRADITÓRIA DO BACEN

A POSTURA DO GOVERNO DIANTE DA CRISE PRESERVAR O NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO EM CURSO A ATUAÇÃO CONTRADITÓRIA DO BACEN 1 A POSTURA DO GOVERNO DIANTE DA CRISE PRESERVAR O NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO EM CURSO A ATUAÇÃO CONTRADITÓRIA DO BACEN Cézar Manoel de Medeiros* O Novo Ciclo de desenvolvimento em curso no Brasil é

Leia mais

Apresentação Corporativa. Junho 2012

Apresentação Corporativa. Junho 2012 Apresentação Corporativa Junho 2012 Seção I Visão Geral do Negócio Positivo Informática: Uma História de Sucesso e Crescimento Tecnologia para as escolas no Brasil Forte posicionamento no Governo: preço,

Leia mais

Direção Regional de Estatística da Madeira

Direção Regional de Estatística da Madeira 29 de dezembro de 2014 GASTOS TURÍSTICOS INTERNACIONAIS NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA ANO DE 2013 Nota introdutória O Inquérito aos Gastos Turísticos Internacionais (IGTI) foi uma operação estatística

Leia mais

Novas perspectivas para o Comércio entre Brasil e China. Resenha Economia e Segurança

Novas perspectivas para o Comércio entre Brasil e China. Resenha Economia e Segurança Novas perspectivas para o Comércio entre Brasil e China Resenha Economia e Segurança Daniel Mendes 21 de outubro de 2004 Novas perspectivas para o Comércio entre Brasil e China Resenha Economia e Comércio

Leia mais

Porto Alegre, Dezembro de 2015

Porto Alegre, Dezembro de 2015 Porto Alegre, Dezembro de 2015 Análise de indicadores do mês de novembro No mês, a exportação alcançou cifra de US$ 13,806 bilhões. Sobre novembro de 2014, as exportações registraram retração de 11,8%,

Leia mais

Pelo estudo, cerca de 13 milhões de brasileiros estão envolvidos diretamente com alguma atividade empreendedora.

Pelo estudo, cerca de 13 milhões de brasileiros estão envolvidos diretamente com alguma atividade empreendedora. 1 Grande Expediente proferido pela Dep. Profª Raquel Teixeira Brasília, 20.03.2006 Uma recente pesquisa publicada pelo Global Entrepreneurship Monitor coloca o Brasil em 7º lugar entre as nações mais empreendedoras

Leia mais

Conjuntura Global Dá uma Guinada Rumo ao Desenvolvimento

Conjuntura Global Dá uma Guinada Rumo ao Desenvolvimento Volume 11, Number 4 Fourth Quarter 2009 Conjuntura Global Dá uma Guinada Rumo ao Desenvolvimento As economias pelo mundo estão emergindo da recessão, embora em diferentes velocidades. As economias em desenvolvimento

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junho 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Empreendimentos Turísticos em Maceió

Empreendimentos Turísticos em Maceió Empreendimentos Turísticos em Maceió Descrição Atração de empreendimentos turísticos para Maceió, sejam eles hoteleiros, de entretenimento, culturais, comerciais ou de serviços, capacitados estruturalmente

Leia mais

Suporte Financeiro a projetos de Geração Distribuída e Auto Geração. Alvaro Silveira Atla Consultoria Administrador Oficial IDB EEGM

Suporte Financeiro a projetos de Geração Distribuída e Auto Geração. Alvaro Silveira Atla Consultoria Administrador Oficial IDB EEGM Suporte Financeiro a projetos de Geração Distribuída e Auto Geração Alvaro Silveira Atla Consultoria Administrador Oficial IDB EEGM Desde 1959 A principal fonte de financiamento para o desenvolvimento

Leia mais

P R O D E T U R C O N S U L T O R I A D E P R O J E T O S

P R O D E T U R C O N S U L T O R I A D E P R O J E T O S P R O D E T U R Agenda Apresentação Programas do BID PRODETUR Financiamento Projetos Casos de Sucesso Encerramento A P R E S E N T A Ç Ã O Consultoria de Projetos nasceu com o objetivo de ajudar as Prefeituras

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas 10 Minutos sobre práticas de gestão de projetos Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas Destaques Os CEOs de setores que enfrentam mudanças bruscas exigem inovação

Leia mais

POLÍTICA DE RELACIONAMENTO CORPORATIVO COM GRANDES CLIENTES

POLÍTICA DE RELACIONAMENTO CORPORATIVO COM GRANDES CLIENTES POLÍTICA DE RELACIONAMENTO CORPORATIVO COM GRANDES CLIENTES CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA SESI, SENAI E IEL GERÊNCIA EXECUTIVA DE RELAÇÕES COM O MERCADO BRASÍLIA,

Leia mais

Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil. Marcelo Weishaupt Proni Unicamp

Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil. Marcelo Weishaupt Proni Unicamp Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil Marcelo Weishaupt Proni Unicamp A discussão sobre os megaeventos ainda é feita com base em informações precárias Sem dúvida,

Leia mais

Programa de Gestão de Fornecedores. da White Martins. Sua chave para o sucesso

Programa de Gestão de Fornecedores. da White Martins. Sua chave para o sucesso Programa de Gestão de Fornecedores da White Martins Sua chave para o sucesso Quem Somos A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais

Leia mais

IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014

IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014 IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014 O turismo da cidade de São Paulo desenvolveu-se positivamente nos últimos anos. Muito mais pode ser esperado os para os próximos, prevendo uma chegada estimada em 17 milhões

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundo de Investimento é uma comunhão de recursos, constituída sob a forma de condomínio que reúne recursos de vários investidores para aplicar em uma carteira diversificada de ativos financeiros. Ao aplicarem

Leia mais