Ficha de Avaliação do Programa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ficha de Avaliação do Programa"

Transcrição

1 Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 8 - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS II IES: UNICAMP - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Programa: P8 - BIOLOGIA FUNCIONAL E MOLECULAR Modalidade: Acadêmico Curso Nível Ano Início Ano Início BIOLOGIA FUNCIONAL E MOLECULAR Dados Disponíveis na Coleta de Dados Curso Nível Ano Ano Ano BIOLOGIA FUNCIONAL E MOLECULAR Doutorado 1990 Mestrado 1985 Doutorado Mestrado PROPOSTA DO PROGRAMA Itens de 1.1. Coerência, consistência, abrangência e atualização das áreas de concentração, linhas de pesquisa, projetos em andamento e proposta curricular Planejamento do programa com vistas a seu desenvolvimento futuro, contemplando os desafios internacionais da área na produção do conhecimento, seus propósitos na melhor formação de seus alunos, suas metas quanto à inserção social mais rica dos seus egressos, conforme os parâmetros da área Infra-estrutura para ensino, pesquisa e, se for o caso, extensão. O Programa de Pós-Graduação em Biologia Funcional e Molecular (BFM) foi criado em agosto de 1999, pela fusão dos cursos de Pós- Graduação em Ciências Biológicas-Bioquímica e Ciências Biológicas-Fisiologia, do Instituto de Biologia da UNICAMP. O objetivo do Programa é formar Mestres e Doutores aptos para desenvolver pesquisa científica original e relevante que amplie as fronteiras do conhecimento em Bioquímica e Fisiologia. As linhas de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Biologia Funcional e Molecular são cinco e se estendem desde as fronteiras da Química e Física até a Genômica/Proteoma e Medicina: 1- QUÍMICA DE MACROMOLÉCULAS 2- BIOENERGÉTICA, METABOLISMO E TRANSDUÇÃO DE SINAIS 3- NEUROBIOLOGIA E COMPORTAMENTO 4- ENSINO DE BIOQUÍMICA E FISIOLOGIA 5- GENOMA, PROTEOMA E BIOINFORMÁTICA O maior número de projetos se concentra nas linhas 1 e 2. O grupo docente está associado a projetos de grande porte, como os INCTs, Redes de pesquisa financiadas por CAPES ou CNPq, projetos temáticos FAPESP. A grande maioria (70%) é bolsista de produtividade do CNPq. A infraestrutura de pesquisa e ensino é muito satisfatória, com laboratórios equipados, e salas de uso comum. Há recursos de biblioteca e de informática para ensino e pesquisa. Há uma preocupação em criar vínculos de colaboração internacional com vários países da Europa, Estados Unidos, Argentina, entre outros, muitos deles com apoio financeiro definido na proposta. A internacionalização do programa se destaca pelo fato de que docentes participam do corpo editorial de revistas científicas de alcance internacional, como a ABB, BMC Medical Genomics, BMC Research Notes, Protein & Peptide Letters, entre outras. Quanto a formação de mestres e doutores, aumentou gradativamente o número de titulados desde 2004, partindo de 36 e atingindo 44 em Página 1 de 6

2 Ficha de do Programa CORPO DOCENTE Itens de 2.1. Perfil do corpo docente, consideradas titulação, diversificação na origem de formação, aprimoramento e experiência, e sua compatibilidade e adequação à Proposta do Programa Adequação e dedicação dos docentes permanentes em relação às atividades de pesquisa e de formação do programa 2.3. Distribuição das atividades de pesquisa e de formação entre os docentes do programa Contribuição dos docentes para atividades de ensino e/ou de pesquisa na graduação, com atenção tanto à repercussão que este item pode ter na formação de futuros ingressantes na PG, quanto na formação de profissionais mais capacitados no plano da graduação Quadro docente excelente, maioria com pós-doutorado no exterior, e bolsistas de produtividade do CNPq (70%) com média no triênio de 29 docentes permanentes, dos quais a maioria com mais de 10 anos de titulação e 97% deles com orientação no período. Conta ainda com um grupo de 24 docentes colaboradores (em média no triênio), 4 dos quais com titulação após 2000 e 80% deles com orientação no período A maioria dos docentes permanentes participa em disciplinas de PG e 94% tiveram dissertações ou teses defendidas no triênio Considerando docentes permanentes e todo o corpo de colaboradores, 85% dos docentes teve orientações em andamento, o que demonstra o comprometimento do programa com formação de discentes Ao longo do triênio os docentes permanentes contribuiram em disciplinas de graduação, na sua maioria, e orientaram um grande número de bolsistas de IC - em torno de 2.1 por docente permanente, com alguns docentes orientando bastante acima desta média. CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES Itens de 3.1. Quantidade de teses e dissertações defendidas no período de avaliação, em relação ao corpo docente permanente e à dimensão do corpo discente Distribuição das orientações das teses e dissertações defendidas no período de avaliação, em relação aos docentes do programa Qualidade das Teses e Dissertações e da produção de discentes autores da pós-graduação e da graduação (no caso de IES com curso de graduação na área) na produção científica do programa, aferida por publicações e outros indicadores pertinentes à área Eficiência do Programa na formação de mestres e doutores bolsistas: Tempo de formação de mestres e doutores e percentual de bolsistas titulados O programa apresentou um número médio de alunos ativos de 129, para um quadro docente médio de 29 orientadores permanentes e 16 colaboradores. Houve 2,82 teses/dissertações por docente permanente no período, e 1 por discente ativo No período, 94% dos docentes permanentes tiveram orientações concluídas e o corpo de Página 2 de 6

3 colaboradores 75% de orientações concluídas. Ficha de do Programa 3.3. Neste item, o programa demonstra que ao menos uma publicação é obtida para cada tese ou dissertação defendida no programa no período em avaliação. Se considerarmos os egressos este número duplica Os tempo médios de titulação de mestres e doutores formados no triênio foi de 30.5 e 48 meses respectivamente; entre os bolsistas em torno de 51% titularam-se nos prazos sugeridos pela CAPES (M: 30 meses e D: 48 meses). PRODUÇÃO INTELECTUAL Itens de 4.1. Publicações qualificadas do Programa por docente permanente Distribuição de publicações qualificadas em relação ao corpo docente permanente do Programa Produção técnica, patentes e outras produções consideradas relevantes Bom 4.1. Quanto à produção docente, em 2007 era de 68% em periódicos >=B2 e chegou em 2009 a 86%, sendo portanto de excelente qualidade Os docentes permanentes do programa publicaram no triênio em média 9 artigos em periódicos do estrato Qualis B2 ou superior. Há heterogeneidade na produção científica: 14 docentes publicaram acima de 10 artigos, 8 acima de 20 e 2 acima de 30 artigos no período em avaliação. Por outro lado, 7 docentes tiveram menos de 5 artigos publicados no período. 4.3 Os docentes do programa publicaram no trienio 20 capítulos de livros. Docente permanente coordena um projeto de grande porte financiado pelo MEC e MCT (Edital MEC 1/2007) para desenvolvimento de produtos multimídia de Biologia contemplando todo o conteúdo do ensino médio em rádio, TV, Softwares e experimentos; merece destaque ainda a Revista Brasileira de Ensino de Bioquímica e Biologia Molecular, com uma média diária de 2149 acessos. Há registro de depósito de uma patente. INSERÇÃO SOCIAL Itens de 5.1. Inserção e impacto regional e (ou) nacional do programa Integração e cooperação com outros programas e centros de pesquisa e desenvolvimento profissional relacionados à área de conhecimento do programa, com vistas ao desenvolvimento da pesquisa e da pós-graduação Visibilidade ou transparência dada pelo programa à sua atuação. O programa participa em dois projetos de grande porte (INCTs-CNPq). Conta ainda com uma forte participação em educação básica com um docente permanente que coordenou um projeto de grande porte financiado pelo MEC e MCT (Edital MEC 1/2007) para desenvolvimento de produtos multimídia de Biologia contemplando todo o conteúdo do ensino médio em rádio, TV, Softwares e experimentos. Foi oferecido no período o Programa Ciências nas Férias destinado a alunos do ensino médio de Página 3 de 6

4 instituição de ensino da rede pública. Ficha de do Programa Há inclusão de egressos como Pós-Doutores nas atividades de ensino, pesquisa e formação de IC no Programa ou em local diferente daquele do Programa; por exemplo na própria Instituição. Em julho de 2007 um novo curso de mestrado foi credenciado pela CAPES junto a Universidade Federal do Mato Grosso, no qual cerca de 50% do corpo docente permanente é constituído por egressos do programa; um deles contemplado com o prêmio CAPES de Teses. Em 2009, foi aprovado pela Capes o curso de Mestrado e Doutorado em Biossistemas na UFABC, sendo que 2 docentes do total de 16, são egressos da BFM. A divulgação das atividades se dá por página disponível na internet, completa e abrangente. O programa tem projetos de cooperação com outras IES emergentes: a) PROCAD/CAPES (Programa de Cooperação Acadêmica)- b) Edital MCT/CNPq, PADCT/CT-infra (Casadinho), Edital n 16/2008. Processo: / ATRIBUIÇÃO DE NOTAS 6 OU 7 Itens de As notas 6 e 7 são reservadas exclusivamente para os programas com doutorado, classificados como nota 5 na primeira etapa de realização da avaliação trienal, e que atendam necessária e obrigatoriamente duas condições: i)apresentem desempenho equivalente ao dos centros internacionais de excelência na área, ii) tenham um nível de desempenho altamente diferenciado em relação aos demais programas da área A- Inserção internacional 1. O programa apresenta claras evidências de serviço à comunidade científica internacional na forma de associação a corpo editorial de periódicos indexados - p.ex. Archives of Biochemistry and Biophysics, Protein & Peptide Letters, BMC Medical Genomics - e organização de mesas redondas e outros eventos internacionais; conforme informado na proposta do programa pelo coordenador do programa. 2. O Programa apresenta colaborações simétricas no país e no exterior na forma de co-autoria com pesquisadores de outras Instituições. 3. Muitos dos docentes apresentaram conferências em reuniões internacionais e receberam prêmios em congressos ou reuniões internacionais. B- Desempenho intelectual e reconhecimento deste desempenho 1. O programa capta recursos de fontes nacionais, inclusive participando em dois INCTs e mantém laços de colaboração internacionais com países da América do Sul, Estados Unidos e Europa. 2. Há Treinamento de pós-doutorandos, em especial de outras IES e outros países. Há inclusão de egressos como Pós-Doutores nas atividades de ensino, pesquisa e formação de IC no Programa ou em local diferente daquele do Programa; por exemplo na própria instituição. 3. Existe uma nítida evolução da qualidade das publicações A1 e A2 que atinge em 2009 uma razão de 30% das publicações do programa concentradas nestes estratos. Em 2007 a produção em periódicos >=B2 era de 68% e chegou em 2009 a 86%, correspondendo a 9 artigos por docente no triênio. Destacamos que em 2009 a distribuição de artigos nos estratos A1 a B5 obedeceu a uma curva com máximos em A1, A2, B1 e B2. Artigos com autoria discente em estratos > B2/ (D + T) = 1,0. 4. Aproximadamente 40% dos docentes são bolsistas de produtividade nível 1 do CNPq. C- Sinais de prestígio acadêmico de nível internacional Consolidação e liderança nacional do programa como formador de recursos humanos para a pesquisa e a pós-graduação. Página 4 de 6

5 Ficha de do Programa O programa demonstra capacidade nucleadora, tendo colaborado na criação dos programas de Mestrado em Biociências da UFMT e Mestrado /Doutorado em Biossistemas da UFABC. Merece destaque que um dos ganhadores do Prêmio CAPES de Teses, originário deste programa, participou na criação do Mestrado em Biociências da UFMT Inserção social e solidariedade regional com vistas à superação de assimetrias. O programa coordena projetos PROCAD/CAPES, PADCT/CT-INFRA (Casadinho). Destacamos a forte inserção social do programa espelhada pela organização de projetos de divulgação de ciência, com destaque a projeto financiado pelo MEC e MCT (Edital MEC 1/2007) para desenvolvimento de produtos multimídia de Biologia contemplando todo o conteúdo do ensino médio em rádio, TV, Softwares e experimentos. Este programa, portanto, apresenta uma qualidade que, em comparação com os outros programas indicados para os níveis 6 e 7, nos permite sugeri-lo como potencial candidato ao conceito 6. Qualidade dos Dados Quesitos PROPOSTA DO PROGRAMA CORPO DOCENTE CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES PRODUÇÃO INTELECTUAL INSERÇÃO SOCIAL Comentário Qualidade Conceito/Nota CA Quesitos Comissão PROPOSTA DO PROGRAMA 0.00 CORPO DOCENTE CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES PRODUÇÃO INTELECTUAL INSERÇÃO SOCIAL ATRIBUIÇÃO DE NOTAS 6 OU Data Chancela: 07/08/2010 Conceito Nota O programa apresenta uma produção científica e fluxo de discentes, assim como defesas no triênio excelente. Seu quadro docente é de alto nível, com formações variadas. Este programa, portanto, apresenta uma qualidade que, em comparação com os outros programas indicados para os níveis 6 e 7, nos permite sugeri-lo como potencial candidato ao conceito 6. 6 Complementos Apreciações ou sugestões complementares sobre a situação ou desempenho do programa. Notamos que o programa mantém um número de expressivo de colaboradores muito produtivos, que publicam e formam mestres e doutores, sugerimos que no futuro estes sejam incorporados como membros permanentes, de forma a contribuir mais intensamente com o programa. Recomendações da Comissão ao Programa. A CAPES deve promover visita de consultores ao Programa? Justificativa da recomendação de visita ao programa. Não A Comissão recomenda mudança de área de avaliação? Não Área Indicada: Justificativa da recomendação de mudança de área de avaliação do programa (em caso afirmativo) Página 5 de 6

6 Ficha de do Programa Nota CTC-ES Data Chancela: 09/09/2010 Nota CTC-ES: 6 Comissão Responsável pela : Sigla IES ADALBERTO RAMON VIEYRA UFRJ Coordenador(a) da Área BENEDITO HONORIO MACHADO USP/RP Coordenador(a) Adjunto(a) da Área ADELINA MARTHA DOS REIS UFMG Consultor(a) ANTONIO DE PADUA CAROBREZ UFSC Consultor(a) CLAUDIO GUEDES SALGADO UFPA Consultor(a) DEOCLECIO ALVES CHIANCA JUNIOR UFOP Consultor(a) GERHARD MALNIC USP Consultor(a) GLORIA EMILIA PETTO DE SOUZA USP/RP Consultor(a) GLORIA ISOLINA BOENTE PINTO DUARTE UFPE Consultor(a) HELENA BONCIANI NADER UNIFESP Consultor(a) HELENA COUTINHO FRANCO DE OLIVEIRA UNICAMP Consultor(a) HERNANDES FAUSTINO DE CARVALHO UNICAMP Consultor(a) HERNAN TERENZI UFSC Consultor(a) LEDA QUERCIA VIEIRA UFMG Consultor(a) LEDA SATIE CHUBATSU UFPR Consultor(a) LEONOR MARIA PACHECO SANTOS UFBA Consultor(a) MARCELLUS HENRIQUE LOIOLA PONTE DE SOUZA UFC Consultor(a) MARIA JULIA MANSO ALVES USP Consultor(a) PATRICIA TORRES BOZZA FIOCRUZ Consultor(a) ROBERTO DE ANDRADE MEDRONHO UFRJ Consultor(a) ROBERTO PAES DE CARVALHO UFF Consultor(a) SOFIA CRISTINA ADJUTO DAHER ARANHA IBICT Consultor(a) Página 6 de 6

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 2 - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO IES: 24001015 - UFPB/J.P. - UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA Programa: 24001015047P4

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 4 - QUÍMICA IES: 31033016 - UENF - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE FLUMINENSE DARCY RIBEIRO Programa: 31033016013P0 - CIÊNCIAS NATURAIS Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 10 - ENGENHARIAS I IES: 42002010 - UFSM - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Programa: 42002010020P0 - ENGENHARIA CIVIL

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 48 - BIOTECNOLOGIA IES: 33008019 - UMC - UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES Programa: 33008019005P0 - BIOTECNOLOGIA Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 21 - EDUCAÇÃO FÍSICA IES: 33001014 - UFSCAR - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS Programa: 33001014016P7 - FISIOTERAPIA Modalidade: Acadêmico Curso

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 10 - ENGENHARIAS I IES: 32020015 - CEFET/MG - CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECN. DE MINAS GERAIS Programa: 32020015004P3 - ENGENHARIA CIVIL

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 13 - ENGENHARIAS III IES: 33021015 - UNITAU - UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ Programa: 33021015006P5 - ENGENHARIA MECÂNICA Modalidade: Profissional

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 21 - EDUCAÇÃO FÍSICA IES: 33003017 - UNICAMP - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Programa: 33003017046P6 - EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Acadêmico Curso

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 26 - DIREITO IES: 33057010 - UNIB - UNIVERSIDADE IBIRAPUERA Programa: 33057010003P3 - DIREITO Modalidade: Acadêmico

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2004 a 2006 Etapa: Trienal 2007 Área de : 15 - MEDICINA I IES: 50001019 - UFMT - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Programa: 50001019009P9 - CIÊNCIAS DA SAÚDE Modalidade: Acadêmico Curso

Leia mais

ÁREA: ODONTOLOGIA TRIÊNIO 2007-2010. Coordenadora: Isabela Almeida Pordeus (UFMG) Coordenador-Adjunto: Lourenço o Correr Sobrinho (Unicamp)

ÁREA: ODONTOLOGIA TRIÊNIO 2007-2010. Coordenadora: Isabela Almeida Pordeus (UFMG) Coordenador-Adjunto: Lourenço o Correr Sobrinho (Unicamp) Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: ODONTOLOGIA TRIÊNIO 007-00 00 Coordenadora: Isabela Almeida Pordeus (UFMG) Coordenador-Adjunto:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 15 - MEDICINA I IES: 33009015 - UNIFESP - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Programa: 33009015045P8 - MEDICINA INTERNA E TERAPÊUTICA Modalidade: Acadêmico

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 17 - MEDICINA III IES: 33009015 - UNIFESP - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Programa: 33009015010P0 - MEDICINA (CIRURGIA CARDIOVASCULAR) Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 16 - MEDICINA II IES: 33002029 - USP/RP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO/ RIBEIRÃO PRETO Programa: 33002029029P3 - MEDICINA

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 18 - ODONTOLOGIA IES: 33003033 - UNICAMP/Pi - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS/PIRACICABA Programa: 33003033005P9 - RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 42 - CIÊNCIAS AGRÁRIAS I IES: 50001019 - UFMT - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Programa: 50001019016P5 - CIÊNCIAS FLORESTAIS E AMBIENTAIS Modalidade:

Leia mais

CRITÉTIOS DE AVALIAÇÃO DA CAPES

CRITÉTIOS DE AVALIAÇÃO DA CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL TECNOLOGIA,

Leia mais

COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE GEOGRAFIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012

COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE GEOGRAFIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE GEOGRAFIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 03 de Abril de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: GEOGRAFIA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 18 - ODONTOLOGIA IES: 33114013 - UNIARARAS - CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO OMETTO Programa: 33114013001P8 - ODONTOLOGIA Modalidade: Profissional Curso

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 20 - ENFERMAGEM IES: 25004018 - FESP/UPE - FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO Programa: 25004018015P7 - ENFERMAGEM Modalidade: Acadêmico Curso Nível

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 16 - MEDICINA II IES: 33009015 - UNIFESP - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Programa: 33009015033P0 - PSICOBIOLOGIA Modalidade: Acadêmico Curso Nível

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ENGENHARIAS II COORDENADOR DE ÁREA: CARLOS HOFFMANN SAMPAIO COORDENADOR ADJUNTO DE ÁREA: SELENE MARIA DE ARRUDA GUELLI ULSON

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 41 - LETRAS / LINGUÍSTICA IES: 33002010 - USP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa: 33002010113P9 - LETRAS (LÍNGUA ESPANHOLA E LIT. ESPANHOLA E HISPANO-

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 48 - BIOTECNOLOGIA IES: 28025016 - CPqGM - CENTRO DE PESQUISA GONÇALO MONIZ - FIOCRUZ Programa: 28025016001P4 - BIOTECNOLOGIA EM SAÚDE E MEDICINA

Leia mais

GEOCIÊNCIAS ÁREA: TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009. Coordenador: Roberto Dall Agnol Coordenador-Adjunto: Ministério da Educação

GEOCIÊNCIAS ÁREA: TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009. Coordenador: Roberto Dall Agnol Coordenador-Adjunto: Ministério da Educação Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: GEOCIÊNCIAS TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009 2009 COORDENAÇÃO 2008-2010 2010 Coordenador: Roberto

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2004 a 2006 Etapa: Trienal 2007 Área de : 10 - ENGENHARIAS I IES: 24009016 - UFCG - UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE Programa: 24009016002P1 - ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 25 - CIÊNCIA DE ALIMENTOS IES: 42003016 - UFPEL - UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Programa: 42003016009P9 - CIÊNCIA E TECNOLOGIA Modalidade: Acadêmico

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 41 - LETRAS / LINGUÍSTICA IES: 33002010 - USP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa: 33002010110P0 - LITERATURA BRASILEIRA Modalidade: Acadêmico Curso

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009 Identificação Área de Avaliação: ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA Coordenador de Área: CARLOS ALBERTO STEIL Coordenador-Adjunto de Área: CARLOS FAUSTO Modalidade: Acadêmica I. Considerações gerais sobre o estágio

Leia mais

Seminário de Acompanhamento de Programas de Pós-Graduação em Odontologia 3 x 3

Seminário de Acompanhamento de Programas de Pós-Graduação em Odontologia 3 x 3 Seminário de Acompanhamento de Programas de Pós-Graduação em Odontologia 3 x 3 Isabela Almeida Pordeus (UFMG) Arnaldo de França Caldas Jr (UFPE) Outubro 2011 OBJETIVOS Refletir sobre trajetórias, discutir

Leia mais

Inserção social... o que é, como foi avaliada nesse triênio e, o que deverá ser feito para o próximo?

Inserção social... o que é, como foi avaliada nesse triênio e, o que deverá ser feito para o próximo? IX Fórum Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação Stricto Sensu em Fisioterapia Londrina / PR Inserção social... o que é, como foi avaliada nesse triênio e, o que deverá ser feito para o próximo? Rinaldo R

Leia mais

DOCUMENTO DE ÁREA 2009

DOCUMENTO DE ÁREA 2009 Identificação Área de Avaliação: SERVIÇO SOCIAL/ECONOMIA DOMÉSTICA Coordenadora de Área: MARIANGELA BELFIORE WANDERLEY Coordenadora-Adjunta de Área: MARILDA VILLELA IAMAMOTO Modalidade: Acadêmica I. Considerações

Leia mais

RELATÓRIO DA REUNIÃO DE COORDENADORES DOS PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO DA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA

RELATÓRIO DA REUNIÃO DE COORDENADORES DOS PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO DA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação 48.biot@capes.gov.br RELATÓRIO DA REUNIÃO DE COORDENADORES DOS PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO DA ÁREA

Leia mais

PANORAMA PPGCOM-ESPM. Coordenadora: Rose de Melo Rocha Vice-Coordenadora: Tânia Hoff

PANORAMA PPGCOM-ESPM. Coordenadora: Rose de Melo Rocha Vice-Coordenadora: Tânia Hoff PANORAMA PPGCOM-ESPM Coordenadora: Rose de Melo Rocha Vice-Coordenadora: Tânia Hoff Quem somos Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu com Cursos de Doutorado (desde 2013) e Mestrado Acadêmico (desde 2006)

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 37 - PSICOLOGIA IES: 32001010 - UFMG - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Programa: 32001010041P9 - PSICOLOGIA Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 38 - EDUCAÇÃO IES: 42004012 - FURG - FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Programa: 42004012002P0 - EDUCAÇÃO AMBIENTAL Modalidade: Acadêmico

Leia mais

COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE QUÍMICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012

COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE QUÍMICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE QUÍMICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: QUÍMICA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO:

Leia mais

Treinamento da Plataforma Sucupira. Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria)

Treinamento da Plataforma Sucupira. Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria) Treinamento da Plataforma Sucupira Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria) Sumário Apresentação sobre a CAPES, sua missão e os objetivos da avaliação Overview da plataforma Sucupira CAPES A Campanha

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO

A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO Isabela Almeida Pordeus Novembro 2009 A Pós-Graduação em Odontologia Evolução dos Programas: Odontologia Evolução do Programas

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: QUÍMICA COORDENADOR DE ÁREA: Jairton Dupont COORDENADOR ADJUNTO DE ÁREA: Luiz Carlos Dias I. APRESENTAÇÃO DA AVALIAÇÃO REALIZADA

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 26 - DIREITO IES: 33005010 - PUC/SP - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Programa: 33005010019P5 - DIREITO

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA APCN - 2016

ORIENTAÇÕES PARA APCN - 2016 Identificação Área de Avaliação: Química Coordenador de Área: Adriano Lisboa Monteiro Coordenador-Adjunto de Área: Maysa Furlan Coordenador-Adjunto de Mestrado Profissional: Paulo Anselmo Ziani Suarez

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 22 - SAÚDE COLETIVA IES: 33002010 - USP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa: 33002010066P0 - MEDICINA (MEDICINA PREVENTIVA)

Leia mais

CURSO: MESTRADO ACADÊMICO

CURSO: MESTRADO ACADÊMICO IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ARTES/MÚSICA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2016 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO: 2016 COORDENADOR DE ÁREA: ANTÔNIA PEREIRA BEZERRA COORDENADOR ADJUNTO: VERA BEATRIZ SIQUEIRA

Leia mais

Seminário do Mestrado Profissional Gestão de Trabalho e da Educação na Saúde

Seminário do Mestrado Profissional Gestão de Trabalho e da Educação na Saúde Seminário do Mestrado Profissional Gestão de Trabalho e na Saúde Rio de Janeiro, 15 de setembro de 2009 Prof. LIVIO AMARAL DIRETOR DE AVALIAÇÃO CAPES Titulação doutores x artigos publicados (ISI) 1987-2007

Leia mais

1 / 17. Orientações do CTC Reunião de 07/06/2006 sobre a Nova Ficha de Avaliação

1 / 17. Orientações do CTC Reunião de 07/06/2006 sobre a Nova Ficha de Avaliação Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Capes Critérios de Avaliação Trienal Triênio Avaliado 2004 2007 Área de Avaliação: ADMINISTRAÇÃO/TURIMSO PROGRAMAS/CURSOS ACADÊMICOS

Leia mais

Relatório de Ficha de Acompanhamento/Avaliação do Programa

Relatório de Ficha de Acompanhamento/Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Acompanhamento 2009 (Ano Base 2008) Área de Avaliação: 45 - INTERDISCIPLINAR IES: 42024013 - UNIJUÍ - UNIV. REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2010 a 2012 Etapa: Avaliação Trienal 2013 Área de Avaliação: 27 - ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO IES: 42001013 - UFRGS - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Programa:

Leia mais

HISTÓRIA ÁREA: TRIÊNIO 2007-2010. Coordenador: Raquel Glezer. Coordenador-Adjunto: Luiz Carlos Soares. Ministério da Educação

HISTÓRIA ÁREA: TRIÊNIO 2007-2010. Coordenador: Raquel Glezer. Coordenador-Adjunto: Luiz Carlos Soares. Ministério da Educação Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: HISTÓRIA Coordenador: Raquel Glezer TRIÊNIO 2007-2010 2010 Coordenador-Adjunto: Luiz Carlos

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009 Identificação Área de Avaliação: FILOSOFIA/TEOLOGIA Coordenador de Área: MARCELO PERINE Coordenador-Adjunto de Área: LUIZ BERNARDO LEITE ARAUJO Modalidade: Acadêmica I. Considerações gerais sobre o estágio

Leia mais

Comissão da Área de Odontologia Relatório da Avaliação do triênio 2004-2006 Apreciação e informações sobre a avaliação:

Comissão da Área de Odontologia Relatório da Avaliação do triênio 2004-2006 Apreciação e informações sobre a avaliação: Comissão da Área de Odontologia Relatório da Avaliação do triênio 2004-2006 Apreciação e informações sobre a avaliação: A comissão se reuniu no período de 6 a 10 de agosto de 2007 na FINATEC, UNB, Brasília

Leia mais

Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO

Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO Importante: É fundamental que os docentes participantes tenham seu LATTES atualizado e completo, para que seja feita a importação de dados para o APCN pela Plataforma

Leia mais

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR Coordenadoria Executiva das Atividades Colegiadas e de Consultorias

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR Coordenadoria Executiva das Atividades Colegiadas e de Consultorias FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR Coordenadoria Executiva das Atividades Colegiadas e de Consultorias QUESITOS, INDICADORES E CRITÉRIOS PARA A AVALIAÇÃO TRIENAL DA GRANDE

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 38 - EDUCAÇÃO IES: 40014010 - UNICENTRO - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE Programa: 40014010009P1 - Educação Modalidade:

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009 Identificação Área de Avaliação: PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA Coordenadora de Área: RAINER RANDOLPH Coordenador-Adjunto de Área: ROSANA APARECIDA BAENINGER Modalidade: Acadêmica I. Considerações

Leia mais

PROGRAMA MULTICENTRICO DE PÓS- GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS - SBFis NOVA FORMA INSTITUCIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO BRASILEIRA

PROGRAMA MULTICENTRICO DE PÓS- GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS - SBFis NOVA FORMA INSTITUCIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO BRASILEIRA PROGRAMA MULTICENTRICO DE PÓS- GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS - SBFis NOVA FORMA INSTITUCIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO BRASILEIRA Ilma Simoni Brum da Silva Vice-Coordenadora Aracaju, 22maio

Leia mais

Dia 14 e 15 de setembro de 2011. Local: CAPES Brasília/DF

Dia 14 e 15 de setembro de 2011. Local: CAPES Brasília/DF Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação 09.bio3@capes.gov.br RELATÓRIO DA REUNIÃO DE COORDENADORES DA ÁREA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS III Dia

Leia mais

MEDICINA III ÁREA: Lydia Masako Ferreira TRIÊNIO 2007-2009. Coordenador: Francisco Sampaio Coordenador-Adjunto: Ministério da Educação

MEDICINA III ÁREA: Lydia Masako Ferreira TRIÊNIO 2007-2009. Coordenador: Francisco Sampaio Coordenador-Adjunto: Ministério da Educação Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: MEDICINA III TRIÊNIO 2007-2009 2009 Coordenador: Francisco Sampaio Coordenador-Adjunto: Lydia

Leia mais

UFRJ CCS - FACULDADE DE MEDICINA

UFRJ CCS - FACULDADE DE MEDICINA UFRJ CCS - FACULDADE DE MEDICINA Critérios para a Avaliação Docente referente à Promoção para as categorias de PROFESSOR TITULAR, ASSOCIADO, ADJUNTO, ASSITENTE E AUXILIAR do Departamento de FISIOTERAPIA

Leia mais

Plataforma Sucupira. Ficha de Recomendação. Cursos. Nome Nível Situação

Plataforma Sucupira. Ficha de Recomendação. Cursos. Nome Nível Situação Instituição de Ensino: Programa: EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO (UNIVASF) Educação Física Número/Ano: 1217/2014 Modalidade: Área de Avaliação: Período de Avaliação: ACADÊMICO

Leia mais

UNITWIN/UNESCO Chairs Programme. Educação e Inovação para Cooperação Solidária

UNITWIN/UNESCO Chairs Programme. Educação e Inovação para Cooperação Solidária UNITWIN/UNESCO Chairs Programme Educação e Inovação para Cooperação Solidária O que são as Cátedras UNESCO? O Programa de Cátedras e Redes UNITWIN tem como principal objetivo a capacitação através da troca

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 20 - ENFERMAGEM IES: 50001019 - UFMT - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Programa: 50001019015P9 - ENFERMAGEM Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 31 - CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS I IES: 42001013 - UFRGS - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Programa: 42001013062P4

Leia mais

Mestrandos no Exterior

Mestrandos no Exterior 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ - UEM ESCRITÓRIO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - ECI COMISSÃO PERMANENTE DE INTERNACIONALIZAÇÃO - CPInter PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL Mestrandos no Exterior EDITAL

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 35 - ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA IES: 31003010 - UFF - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Programa: 31003010031P7 - ANTROPOLOGIA

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP. Margarida Maria R.B.P.Leal

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP. Margarida Maria R.B.P.Leal M I N I S T É R I O DA EDUCAÇÃO CONSELHO F E D E R A L DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP INTERESSADO/MANTENEDORA UF SP ASSUNTO; Recredenciamento do curso de pós-graduação em Ciências Biológicas,

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO PERÍODO: MARÇO DE 2009 A MARÇO DE 2012 CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

MODELO DE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO PERÍODO: MARÇO DE 2009 A MARÇO DE 2012 CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS MODELO DE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO PERÍODO: MARÇO DE 2009 A MARÇO DE 2012 CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS APRESENTAÇÃO DO CURSO Caracterização geral do Curso de Ciências Econômicas da Unemat: Denominação

Leia mais

Edital para Seleção de Mestrado e Doutorado 2º 2013

Edital para Seleção de Mestrado e Doutorado 2º 2013 Edital para Seleção de Mestrado e Doutorado 2º 2013 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS GENÔMICAS E BIOTECNOLOGIA EM NÍVEL

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009 Identificação Área de Avaliação: EDUCAÇÃO Coordenadora de Área: CLARILZA PRADO DE SOUSA Coordenadora-Adjunta de Área: ELIZABETH FERNANDES DE MACEDO Modalidade: Acadêmica I. Considerações gerais sobre o

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 30 - PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA IES: 31032010 - UCAM - UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES Programa: 31032010007P8 - PLANEJAMENTO REGIONAL

Leia mais

PADRÕES DE QUALIDADE OUTUBRO 2000

PADRÕES DE QUALIDADE OUTUBRO 2000 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DEPARTAMENTO DE POLÍTICA DO ENSINO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE FARMÁCIA PADRÕES

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO

PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Faculdade de Educação Física Coordenação de Pós-Graduação Rua Érico Veríssimo 701 - Barão Geraldo - Campinas/SP - 13083-851 Tel (19)3521-6609 PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA

Leia mais

BASE LEGAL DISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO POR ATIVIDADE

BASE LEGAL DISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO POR ATIVIDADE Proposta de avaliação de desempenho para promoção à classe E, com denominação de Professor Titular da Carreira de Magistério Superior para os professores do ICE/UFJF. COMISSÃO RESPONSÁVEL PELA ELABORAÇÃO

Leia mais

Padrões de Qualidade para Cursos de Graduação em Economia

Padrões de Qualidade para Cursos de Graduação em Economia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE ECONOMIA Padrões de Qualidade para Cursos

Leia mais

RELATÓRIO DAS VISITAS A PROGRAMAS 3X3 DA ÁREA DE QUÍMICA

RELATÓRIO DAS VISITAS A PROGRAMAS 3X3 DA ÁREA DE QUÍMICA RELATÓRIO DAS VISITAS A PROGRAMAS 3X3 DA ÁREA DE QUÍMICA No segundo semestre de 2011 foram realizadas as visitas aos 4 programas 3x3 da área de Química: Universidade Federal de Sergipe UFS Consultores:

Leia mais

DOCUMENTO DE ÁREA 2013

DOCUMENTO DE ÁREA 2013 Identificação Área de Avaliação: MEDICINA III Coordenadora de Área: Lydia Masako Ferreira (UNIFESP) Coordenador-Adjunto de Área: Cleber Dario Pinto Kruel (UFRGS) Coordenador-Adjunto de Mestrado Profissional:

Leia mais

FORMAÇÃO PLENA. Desde a criação do primeiro Programa de NA PÓS-GRADUAÇÃO

FORMAÇÃO PLENA. Desde a criação do primeiro Programa de NA PÓS-GRADUAÇÃO FORMAÇÃO PLENA NA PÓS-GRADUAÇÃO Desde a criação do primeiro Programa de Pós- Sricto Sensu, em Fitotecnia, em 1975, a UFLA ocupou-se de pautar as suas ações em fundamentos morais sólidos e em valores que

Leia mais

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ANTROPOLOGIA/ARQUEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 18 de Junho de 2012

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ANTROPOLOGIA/ARQUEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 18 de Junho de 2012 COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ANTROPOLOGIA/ARQUEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 18 de Junho de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA PERÍODO DE AVALIAÇÃO:

Leia mais

Mestrado Profissional:

Mestrado Profissional: Mestrado Profissional: reflexões e proposições para sua avaliação e sustentabilidade Documento aprovado na Assembléia Ordinária do FOPROF em Florianópolis, 9 de novembro de 2011 NOVEMBRO 2011 DIRETÓRIO

Leia mais

Criar cursos de graduação, tanto presenciais quanto à distância, e pós-graduação multidisciplinares.

Criar cursos de graduação, tanto presenciais quanto à distância, e pós-graduação multidisciplinares. 12.1) Otimizar a capacidade instalada da estrutura física e de recursos humanos das instituições públicas de educação superior mediante ações planejadas e coordenadas, de forma a ampliar e interiorizar

Leia mais

EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016.

EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016. EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, com fundamento na

Leia mais

Universidade Estadual d Campinas/UNICAMP SP

Universidade Estadual d Campinas/UNICAMP SP Universidade Estadual d Campinas/UNICAMP SP Renovação de Credenciamento do Curso de Pos-Graduação em Engenharia Elétrica, em níveis de Mestrado e Doutorado Nilson Paulo I - RELATORIO 0 curso de pós-graduação

Leia mais

Padrões de Qualidade para Cursos de Comunicação Social

Padrões de Qualidade para Cursos de Comunicação Social MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Padrões de Qualidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA CONSELHO UNIVERSITÁRIO Processo: 4.0049/04- Assunto: Proposta de resolução normativa que institui critérios para aferir a produtividade intelectual dos docentes da UNILA Interessado: Comissão Superior de Pesquisa - COSUP Relator:

Leia mais

DOCUMENTO DE ÁREA 2013

DOCUMENTO DE ÁREA 2013 Identificação Área de Avaliação: GEOGRAFIA Coordenador de Área: João Lima Sant Anna Neto (UNESP-PPrudente) Coordenador-Adjunto de Área: Marcio Piñon Oliveira (UFF) Coordenador-Adjunto de Mestrado Profissional:

Leia mais

DOCUMENTO DE ÁREA. A área de Ecologia e Meio Ambiente é composta de 17 Programas de Pós-

DOCUMENTO DE ÁREA. A área de Ecologia e Meio Ambiente é composta de 17 Programas de Pós- A área de Ecologia e Meio Ambiente é composta de 17 Programas de Pós- Graduação, distribuídos nas 5 regiões geo-políticas do país. Dez dos Programas têm cursos de Mestrado e Doutorado, enquanto que 7 apenas

Leia mais

Docentes Cadastrados no núcleo do PROF-Filosofia-UFABC 1

Docentes Cadastrados no núcleo do PROF-Filosofia-UFABC 1 Docentes Cadastrados no núcleo do PROF-Filosofia-UFABC 1 LUIZ FERNANDO BARRÉRE MARTIN 1. Dados Gerais Vice-coordenador do Bacharelado em Filosofia da UFABC desde 2014. Coordenador do Bacharelado em Filosofia

Leia mais

Reabertura de Inscriçõ es

Reabertura de Inscriçõ es Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá Diretoria de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico EDITAL PIBIC/CNPq/IEPA 2015/2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA REABILITAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA REABILITAÇÃO NORMA N o 01/PPGCR/2015 de 17 de junho de 2015. Dispõe sobre o credenciamento e recredenciamento de docentes no PPGCR. O Colegiado Pleno do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação (PPG-CR)

Leia mais

Educação e Ensino no ITA 2003. Mestrado Profissional PG/EAM

Educação e Ensino no ITA 2003. Mestrado Profissional PG/EAM Educação e Ensino no ITA 2003 Mestrado Profissional PG/EAM Parâmetros para o Mestrado Profissional Programas Profissionais Reconhecidos CAPES Avaliação dos Cursos Profissionalizantes Mestrado Profissional

Leia mais

Mestrado (1966) Doutorado (1994) CONCEITO 4

Mestrado (1966) Doutorado (1994) CONCEITO 4 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO ICE- DEPARTAMENTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA ORGÂNICA Mestrado (1966) Doutorado (1994) CONCEITO 4 COORDENADORA: Profa. Dra. Rosane Nora

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 20 - ENFERMAGEM IES: 33004064 - UNESP/BOT - UNIVERSIDADE EST.PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO/BOTUCATU Programa: 33004064081P0

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 13 - ENGENHARIAS III IES: 40003019 - PUC/PR - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ Programa: 40003019010P1 - ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 1 - MATEMÁTICA / PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA IES: 41001010 - UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Programa: 41001010001P6 - MATEMÁTICA PURA

Leia mais

RELATÓRIO DE VISITA. Informações gerais

RELATÓRIO DE VISITA. Informações gerais RELATÓRIO DE VISITA Informações gerais Área de Avaliação: 45 Interdisciplinar Data da Visita: 5 e 6 de Maio de 2015 Consultor(a) 1: Consultor(a) 2: Adelaide Faljoni-Alario Antônio Carlos dos Santos IES:

Leia mais

O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE RECURSOS HUMANOS:

O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE RECURSOS HUMANOS: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FORMULAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS NELSINO MITSUO NOGAI O PLANEJAMENTO

Leia mais

RELATÓRIO DO SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA

RELATÓRIO DO SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA RELATÓRIO DO SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA Dias: 05 a 07 de novembro de 2012 Local: Sede da CAPES Brasília/DF Introdução Nos dias 05 a 07 de novembro

Leia mais

DOCUMENTO DE ÁREA 2013

DOCUMENTO DE ÁREA 2013 Identificação Área de Avaliação: ENGENHARIAS III Coordenador de Área: Nei Yoshihiro Soma (ITA) Coordenador-Adjunto de Área: Helcio Rangel Barreto Orlande (UFRJ) Coordenador-Adjunto de Mestrado Profissional:

Leia mais

Art. 3ºO mestrado profissional é definido como modalidade de formação pósgraduada stricto sensu que possibilita:

Art. 3ºO mestrado profissional é definido como modalidade de formação pósgraduada stricto sensu que possibilita: PORTARIA NORMATIVA Nº 7, DE 22 DE JUNHO DE 2009 Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO,

Leia mais

CLEINALDO DE ALMEIDA COSTA Presidente

CLEINALDO DE ALMEIDA COSTA Presidente UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 27/2014 CONSUNIV Aprova o Regimento Interno dos Laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento P&D LAB da Universidade do Estado do Amazonas.

Leia mais