Marcus Vinícius Barbosa Rhanica Evelise Toledo Coutinho Salete Leone Ferreira Felipe da Silva Triani (Organizadores)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Marcus Vinícius Barbosa Rhanica Evelise Toledo Coutinho Salete Leone Ferreira Felipe da Silva Triani (Organizadores)"

Transcrição

1 Marcus Vinícius Barbosa Rhanica Evelise Toledo Coutinho Salete Leone Ferreira Felipe da Silva Triani (Organizadores) Volta Redonda

2 Catalogação na publicação elaborada pela Comissão Científica I Jornada Científica da FasF (2014: Volta Redonda, RJ). Caderno de Resumos - I Jornada Científica da FasF / Organizadores: Barbosa, Marcus Vinícius...[et al.]. Volta Redonda:, p. Caderno digital. Disponível em: <www.jornadacientificafasf.com.br> ISBN Página 2

3 I Jornada Científica da FaSF Expediente Mantenedora / Representante Legal Prof. Lygia de Campos Telles Corpo Diretivo Diretor Geral Prof. Claudio Alvares Menchise Diretora Acadêmica Profª Denise Campos Telles Menchise Vice Diretor Prof. Dalton da Silva e Souza Núcleo de Planejamento, Desenvolvimento e Pesquisa Institucional Profª Ma. Sônia Violeta Motta OUVIDORIA / NAPP (Núcleo de Apoio Psicopedagógico) Prof. João Bosco de Amoêdo Jannuzzi Coordenadorias Coordenação Operacional dos Cursos de Graduação Prof. Edegar Dornas Curso Superior de Bacharelado em Administração Prof. Me. Marco Aurélio Lima de Sá Curso Superior de Bacharelado em Psicologia Profª. Ma. Viviane Andrade Pereira Curso Superior de Tecnologia em Manutenção Industrial Prof. Me. Gerson Alves Moreira Curso Superior de Tecnologia em Logística Prof. Me. Marcus Vinicius Barbosa Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Prof. Me. Edegar Dornas Secretário Geral Prof. Dalton da Silva e Souza Página 3

4 Entre 11 e 15 de agosto de 2014 Coordenação Geral do Evento Prof. Dr. Sady Monteiro Júnior Prof. Me. Marcus Vinícius Barbosa Comissão Organizadora e Científica Prof. Me. Marcus Vinícius Barbosa Profa. Me. Rhanica Evelise Toledo Coutinho Profa. Me. Salete Leone Ferreira Prof. Felipe da Silva Triani Prof Me. Ricardo Alves Said Comunicação e Marketing da FaSF Ana Rita Telles Assessoria de Imprensa da FaSF Anco Marcio Esteves de Barros Ressalva: Os textos apresentados são de criação original dos autores, que responderão individualmente por seus conteúdos ou por eventuais impugnações de direito por parte de terceiros. Página 4

5 SUMÁRIO PSICOLOGIA E DESENVOLVIMENTO: O TRABALHO DO PSICÓLOGO EM UM PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA A BEBÊS RECÉM-NASCIDOS DE ALTO RISCO 10 Eliane Brandão LITERATURA DE AUTOAJUDA: CONTROLE, TUTELA E PROCESSOS DE SUBJETIVAÇÃO Débora Franco 11 A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO ORÇAMENTÁRIO Rafaela dos Santos 12 OS BASTIDORES DO TELEJORNALISMO: UM ESTUDO DE CASO SOBRE PROGRAMA PROFISSÃO REPÓRTER Livia Zanelli Barros INGRESSO NO MERCADO DE TRABALHO: O CASO DOS DEFICIENTES MENTAIS DA APAE VOLTA REDONDA Livia Melchior; Rhanica Toledo Coutinho; Salete Leone Ferreira; Adival Monteiro ENDOMARKETING E CLIMA ORGANIZACIONAL 15 Isabella Benedito; Vinicius Mesquita de Almeida; Rhanica Toledo Coutinho; Salete Leone Ferreira; Adival Monteiro MARKETING DE VAREJO PARA A CLASSE C 16 André Lima de Campos; Glauco Oliva; Rhanica Toledo Coutinho; Maira Guedes; Marcus Barbosa CONSUMERIZAÇÃO - SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: GADGET, BYOD 17 Ricardo Said; Glaucia Araújo Lima; Márcia Aparecida de Oliveira; Elizabeth Santos Matos FUSÕES, AQUISIÇÕES E CULTURA ORGANIZACIONAL 18 Bruno Alves Viana; Rhanica Toledo Coutinho; Rafaela dos Santos; Marcus Barbosa; Adival Monteiro Página 5

6 ESTRATÉGIA DE ATENDIMENTO PARA A SATISFAÇÃO DO CLIENTE 19 Jaqueline Furtado Policarpo Rodrigues; Rhanica Toledo Coutinho; Salete Leone Ferreira; Sônia Garcia; Adival Monteiro JOVEM APRENDIZ DESPERTANDO POTENCIAIS PARA O MERCADO DE TRABALHO Karolaynn Duarte O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO COMO ELEMENTO ESTRATÉGICO EM UMA ORGANIZAÇÃO Gilberto Ferreira Filho; Luiz Felipe Araújo; Sheila Maria de Souza Santo ALOCAÇÃO DO CANDIDATO NA ORGANIZAÇÃO POR MEIO DO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO 22 Daiane Senra Teixeira; Tainan Estuarte Cunha; Rhanica Toledo Coutinho; Edegar Dornas; Sheila Maria de Souza Santo DA GESTÃO DE CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES E PRODUÇÃO 23 Aridalton Gaspar de Souza; Patrícia da Fonseca Ferreira; Rhanica Toledo Coutinho; Marcus Barbosa; Adival Monteiro RETENÇÃO DO PROFISSIONAL E GESTÃO DE CARREIRA 24 Fábio Gregório da Silva; Salete Leone Ferreira; Rhanica Toledo Coutinho; Marcus Barbosa; Adival Monteiro INCUBADORAS DE DESENVOLVIMENTO DE PEQUENAS EMPRESAS 25 Levy Oliveira; Macsuel de Oliveira; Rhanica Toledo Coutinho; Marcus Barbosa; Adival Monteiro OTIMIZAÇÃO DE CUSTO POR MEIO DE OUTSOURCING 26 Éulen Coimbra; Jose Wilson Custodio Junior; Rhanica Toledo Coutinho; Marcus Barbosa; Adival Monteiro GOVERNANÇA CORPORATIVA E O MERCADO DE AÇÕES NO BRASIL 27 Uelington de Oliveira Gama; Marcus Barbosa; Rafaela dos Santos; Macsuel de Oliveira; Salete Leone Ferreira Página 6

7 REDUÇÃO DO DESPERDÍCIO POR MEIO DO PROGRAMA 8S 28 Adelmo Luiz Bezerra; Cristiano Raimundo Alves; Rhanica Toledo Coutinho; Marcus Barbosa; Adival Monteiro MATIX: UM RECURSO PARA COMPREENSÃO DA SOMA ALGÉBRICA DE NÚMEROS INTEIROS Anderson Tavares IMPLEMENTANDO BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA UTILIZANDO A TÉCNICA DE HARDENING (BLINDAGEM) Ranieri de Souza; Kelly Queirós NOVAS PERSPECTIVAS DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Karina Calmeto Lomar CAET: UM CASO DE SUCESSO EM MODELO DE GESTÃO PROVENDO FORMAÇÃO PROFISSIONAL E DESENVOLVIMENTO DE LIDERANÇA Daniel Cavalcante; Thiago Rodrigues; Walderle Silveira; André Oliveira; Francisco; Alcântara; Jessica Camarço; José Neto; Brendo Rodrigues A RACIONALIDADE MÉDICA, A MORTE E A FINITUDE: PREPARANDO O ACADÊMICO DE MEDICINA Sônia Garcia; Lilian Faro 34 HUMANIZAÇÃO E ACOLHIMENTO: ATUAÇÕES E PERSPECTIVAS APRESENTADAS AOS DISCENTES DE MEDICINA Sônia Garcia; Lilian Faro TRANSVERSALIDADE DE BASES HUMANÍSTICAS NA GRADE CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA NO UNIFOA Sônia Garcia; Lilian Faro POLUIÇÃO HÍDRICA POR INDÚSTRIAS DE PETRÓLEO E GÁS Macsuel de Oliveira OTIMIZAÇÃO DA GESTÃO DE ESTOQUE POR MEIO DE LAYOUT E ARMAZENAGEM 38 Chayenne de Oliveira Soares; Jéssica Vieira da Silva; Rhanica Toledo Coutinho; Página 7

8 Rafaela dos Santos; Adival Monteiro OFICINA: PEGADA ECOLÓGICA PARA ALUNOS DA FASF 39 Ana Claúdia Tavares Silva Manhaes; Monica Machado GESTÃO DE ESTOQUE COMO ESTRATÉGIA DE SUCESSO ORGANIZACIONAL 40 Mayara Lopes Coimbra; Tainara Cristina Ferraz; Rafaela dos Santos; Macsuel de Oliveira; Marco Aurelio Lima de Sá PLANO DE CARREIRA: UMA ESTRATÉGIA URILIZADA PELAS ORGANIZAÇÕES COMO FERRAMENTA MOTIVACIONAL 41 Renan Moura; Paloma de Lavor Lopes RELACIONAMENTO ENTRE VENDEDOR E CLIENTE EM EMPRESAS DE COMÉRCIO VAREJISTA: FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES POR MEIO DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL 42 Renan Moura; Paloma de Lavor Lopes CAMPEONATO ESPORTIVO COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO PARA UM EVENTO SOCIAL 43 Natalina G. F. Macedo; Pedro Paulo Resende; Marcio Ferreira; José Renato Costa; Taísa Matos, Priscila Couto Fonseca; Rhanica Evelise Toledo Coutinho GINCANA COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO PARA UM EVENTO CIENTÍFICO Daiane Brito; Daiane Rocha; Laila Moura; Juliana Cordeiro; Rodrigo Matos; Ruth Elen Barbosa; Rhanica Evelise Toledo Coutinho FEIRA DE LIVROS COMO ESTRATÉGIA DE PROMOÇÃO E SUSTENTABILIDADE Amanda Karim Rodrigues ;Juliana Oliveira ; Leandro Lopes; Leandro Domingos; Marina Ferreira; Rhanica Evelise Toledo Coutinho MOSTRA ARTÍSTICA PARA PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE 46 Bruna Aparecida S. Pereira ;Jaqueline A. Salgado ; Meirieli D. da Silva ; Regilane de A. Nery; Thiagop G. C. Romão; Rhanica Evelise Toledo Coutinho Página 8

9 CONCURSO COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO PARA UM EVENTO CULTURAL 47 Agatha Costa ;Erich Oliveira ; Gutieri Oliveira ; Juliana Silva; Liliane Faria Cândido; Thaís Alecrim Rosa; Rhanica Evelise Toledo Coutinho COFFE BREAK COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO PARA DESEMPENHO DE ATLETAS EM EVENTO ESPORTIVO 48 Brunele de Almeida ; Brenda Letícia ;Isabella Bohrer; Josiane Gonçalves; Querulen Gomes; Rhanica Evelise Toledo Coutinho CONGRESSO COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO PARA PROMOÇÃO DA SAÚDE DO HOMEM Ketsla Emídio Morais Moereira ; Luciana Aparecida de Souza ;Luiz Henrique de Oliveira Ribeiro Lopes Menezes; Ráila Suelen de Andrade Francisco; Victor Hugo Ferreira Nóbrega; Rhanica Evelise Toledo Coutinho 49 CONFRATERNIZAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO PARA INCLUSÃO SOCIAL 50 Angélica de A. Silva; Deise de Amissis; Donald Enes Pereira; Elaine Cruz do Carmo;Marli Sena Toniolo Leonardo Monteiro da Silva; Rhanica Evelise Toledo Coutinho Página 9

10 PSICOLOGIA E DESENVOLVIMENTO: O TRABALHO DO PSICÓLOGO EM UM PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA A BEBÊS RECÉM-NASCIDOS DE ALTO RISCO Eliane Brandão Este resumo tem o objetivo de informar sobre a experiência do estágio de observação do comportamento que os alunos do terceiro período do curso de Psicologia da Faculdade Sul Fluminense FaSF - vem realizando desde o primeiro semestre de Esta experiência tem ocorrido no Programa Follow-up do Centro de Acompanhamento ao Desenvolvimento Infantil Gabriel Arsênio de Menezes, gerenciado pela Secretaria Municipal de Saúde de Volta Redonda. O Programa tem por finalidade acompanhar e intervir no desenvolvimento de bebês nascidos em situação de alto risco à saúde, tais como: malformações congênitas, alterações e síndromes neurológicas, problemas respiratórios, cardíacos e outros, que podem levar à morte ou provocar sequelas orgânicas que interfiram no desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial. Para isso, além de pediatras, neuropediatra, odontopediatra, assistente social, fisioterapeutas e fonoaudiólogos, psicólogos compõem a equipe de profissionais que trabalham de forma interdisciplinar. A intervenção do psicólogo no Programa objetiva acolher e escutar as mães, pais e familiares que vivenciam sentimentos de revolta, tristeza, medo ou angústia pela situação traumática que o nascimento dos filhos lhes causa e que, em muitos casos, podem influenciar a relação com os mesmos. Assim, no decorrer do desenvolvimento, muitas das crianças atendidas no Programa apresentam sofrimento psíquico que se manifestam através de sintomas, como os transtornos do sono e da alimentação; os transtornos do desenvolvimento incluindo o déficit de atenção e a hiperatividade; os transtornos do espectro autista; as fobias; a agressividade e outros sintomas. Em 1969, numa carta escrita para Jenny Aubry, o psicanalista Jacques Lacan propõe que o sintoma da criança tem a função de representar simbolicamente uma verdade inconsciente. Segundo Lacan, esta verdade pode ser de duas ordens: representar a verdade do desejo do casal parental ou representar a verdade do desejo da mãe, o que torna mais complexa uma intervenção, pois a criança fica aprisionada no lugar de objeto exclusivo do desejo do Outro materno. Considerando a singularidade de cada caso, a escuta psicológica das mães, familiares e crianças atendidas no Programa possibilita que as crianças se desloquem do lugar de objeto do desejo do Outro para se tornarem sujeitos de sua própria história. Tendo em vista a formação do psicólogo nas diversas áreas de atuação profissional, o estágio de observação no Programa Follow-up vem possibilitando aos alunos da FaSF a constatação da importância do trabalho do psicólogo no campo do desenvolvimento infantil. Palavras-chave: Psicologia. Desenvolvimento. Bebês de alto-risco. Programa Follow-up. Página 10

11 LITERATURA DE AUTOAJUDA: CONTROLE, TUTELA E PROCESSOS DE SUBJETIVAÇÃO Débora Franco A prática como psicóloga em um Centro de Atenção Psicossocial na região do Médio Paraíba - interior do Estado do Rio de Janeiro - conduziu à reflexão acerca dos encaminhamentos de crianças e adolescentes diagnosticados como portadores de transtornos psiquiátricos por profissionais do Programa de Saúde da Família, permitindo que percorrêssemos um caminho que nos levasse a um questionamento do que na contemporaneidade naturalizou-se por família desestruturada. A partir da leitura de Michel Foucault, pensamos a literatura de autoajuda como um dispositivo contemporâneo de controle sobre a família, uma vez que a própria proposta da literatura de autoajuda denuncia a ideia implícita de que as famílias encontram-se desorientadas (ou desestruturadas?).os especialistas da infância, sejam eles médicos, psicólogos ou pedagogos possuem papel importante na construção social do estereótipo de família desestruturada, uma vez que atuam de tal forma a valorizar como meta o alcance de um certo estado de normalidade, adaptação ou reestruturação da família. Atuam, nesses casos, como ortopedistas do comportamento familiar - recordando aqui termo cunhado por Foucault - preocupados com a resolução de uma crise subjetiva, daquela que não se estruturou. Têm como protótipo a família nuclear burguesa. As conclusões apontam que o diagnóstico atribuído às crianças e aos adolescentes, reafirmado pelos pais, é algo construído e fornecido não só pelos médicos pediatras que atendem essas crianças, mas também disposto na literatura de autoajuda. Hoje, como parte dessa literatura também vem sendo apresentada na TV, atinge-se um público mais amplo, facilitando o acesso daqueles que não dispõem de recursos para obtenção de livros e possibilitando a difusão de tais ideias no contexto nacional. Palavras-chave: Literatura de Autoajuda; Controle; Tutela; Processos de Subjetivação. Página 11

12 A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO ORÇAMENTÁRIO Rafaela dos Santos O objetivo do trabalho foi fornecer uma metodologia para construção de um plano orçamentário em uma indústria de produtos em ferro fundido. Para tanto, no primeiro momento, foram definidos os objetivos da empresa. Posteriormente foram abordadas detalhadamente cada uma das fases do orçamento e, por fim, foi elaborada uma proposta de reflexão sobre os pontos chave do processo orçamentário. Conclui-se que a Controladoria exerce importante papel no processo orçamentário, fornecendo dados consistentes e transformando os dados obtidos em resultados. A construção de um plano orçamentário possibilita a reflexão sobre o futuro da organização, voltando-se para a melhoria contínua dos processos. Palavras-chave: Importância; Processo; Orçamentário. Página 12

13 OS BASTIDORES DO TELEJORNALISMO: UM ESTUDO DE CASO SOBRE PROGRAMA PROFISSÃO REPÓRTER Livia Zanelli Barros Centro Universitário de Volta Redonda Este artigo busca analisar se o programa, Profissão Repórter, da Rede Globo, é um exemplo das mudanças e transformações ocorridas no telejornalismo Brasileiro. O objetivo do artigo é identificar quais foram essas inovações e de que forma elas foram inseridas no programa. O Profissão Repórter mostra, não só as reportagens em si, mas também todo processo de apuração e as dificuldades enfrentadas pelos repórteres no dia a dia da profissão. Além disso, algumas questões presentes no episódio analisado, como espetacularizacao da notícia e entretenimento serão abordados. Como forma de embasar o estudo, foi realizada uma pesquisa bibliográfica com diversos teóricos da comunicação, principalmente na área de telejornalismo. Episódios semanais do programa também foram assistidos e analisados. Palavras-chave: telejornalismo; bastidores da notícia; espetacularização. Página 13

14 INGRESSO NO MERCADO DE TRABALHO: O CASO DOS DEFICIENTES MENTAIS DA APAE VOLTA REDONDA Livia Melchior - UniFOA Rhanica Toledo Coutinho - UNiFOA Salete Leone Ferreira - FaSF / UniFOA Adival Monteiro - FaSF / UniFOA Quando o assunto refere-se à deficiência mental normalmente gera alguma polêmica. Segundo o IBGE até 2010 existiam no Brasil milhões de deficientes mentais. Atualmente tem se falado bastante sobre inclusão, muito se da ao fato que vive-se em uma época de grandes acontecimentos onde tem-se que mudar os pensamentos, pois a sociedade encontra-se na moda da inclusão. Diante do exposto, como objetivo esta pesquisa visa mostrar que os deficientes mentais estão conseguindo seu espaço no mercado de trabalho de Volta Redonda por meio de parceria entre SAAE e APAE de Volta Redonda, RJ. Fato que representa o problema desta pesquisa. Acredita-se como hipótese que as empresas optam por cumprir a lei contratando deficientes físicos, de preferência não cadeirantes, para que não tenham que fazer grandes mudanças ou preparações diferenciadas em seu espaço físico. Como metodologia será utilizada pesquisa bibliográfica, pela internet, pesquisa de campo por meio de entrevista com a coordenadora de oficinas laborativas da APAE-VR, com a supervisora de serviços gerais do SAAE-VR e com o surdo Rafael Limoeiro. Conclui-se com este estudo, que em Volta Redonda o processo de inserção de deficientes mentais no mercado de trabalho que é promovido em parceria entre a APAE e o SAAE de Volta Redonda, representa uma iniciativa de grande importância, porém, torna-se necessário ampliar a divulgação do potencial desses profissionais para uma maior conscientização das empresas de forma que venham contratá-los. Palavras-chave: Deficiente Mental. Inserção no Mercado de Trabalho. Responsabilidade Social. Página 14

15 ENDOMARKETING E CLIMA ORGANIZACIONAL Isabella Benedito - UniFOA Vinicius Mesquita de Almeida - UniFOA Rhanica Toledo Coutinho - UNIFOA Salete Leone Ferreira - FaSF / UniFOA Adival Monteiro, FaSF / UniFOA O Endomarketing, objeto desse estudo, surgiu como uma ferramenta do marketing, usada para auxiliar as organizações a tornarem seus funcionários mais alinhados e identificados com a cultura e com os objetivos da organização, trazendo assim um clima mais favorável para todos. Com base nesta definição, este artigo apresenta a seguinte questão: quais ferramentas ofertadas pelo Endomarketing podem ser utilizadas como estratégias para melhoria do clima organizacional? Assim sendo, apresenta-se como objetivo trazer mais uma visão sobre esse relacionamento entre empresa e funcionário, sob a luz do Endomarketing, que se consiste em mais uma forma de ajuda nesse processo, que poderá transformar um funcionário também em um cliente da empresa. Para tanto, necessita-se compreender se o distanciamento entre funcionários e empresa pode comprometer o clima organizacional e se tornar um fator desmotivante. Para realização deste trabalho teórico far-se-á uma revisão bibliográfica para a fundamentação teórica, seguida de uma pesquisa qualitativa feita através da releitura de estudo de caso préexistente (CRESWELL, 2007). Conclui-se que, para uma melhoria no clima organizacional, torna-se necessária uma aproximação da empresa com o funcionário, e o endomarketing se mostra uma ferramenta bastante eficaz para atingir esse objetivo. Palavras-chave: Marketing; Endomarketing; Clima Organizacional. Página 15

16 MARKETING DE VAREJO PARA A CLASSE C André Lima de Campos - FaSF Glauco Oliva - FaSF Rhanica Toledo Coutinho - UNIFOA Maira Guedes - FaSF Marcus Barbosa - FaSF O presente estudo tem por objetivo entender o consumo e ainda o comportamento da Nova Classe C em constante crescimento, valorizar os interesses dos clientes e as ferramentas utilizadas na tomada de decisão de compra, a fim de suprir as expectativas dos consumidores desde suas origens na Revolução Industrial, onde o comércio de bens de consumo começou a ser cada vez mais impulsionado e suas práticas para atrair mais os clientes foram aperfeiçoadas ao longo do tempo. Como a questão da pesquisa não se esgota em saber o poder de inferência dos enunciados na divulgação, o problema que surge é entender quais as melhores estratégias de comunicação e marketing adotadas por lojas de varejo para atender ao consumidor da classe C? A metodologia utilizada neste trabalho teórico foi dividida em quatro etapas, onde a primeira consiste em uma pesquisa qualitativa a partir de uma revisão bibliográfica, em um segundo momento realizou-se um processo de seleção de um Estudo de Caso já existente no banco de dados do Google Acadêmico, como terceira etapa buscou-se encontrar um trecho do estudo de caso, cujo o assunto abordado pudesse ser utilizado como fonte de pesquisa para realização da análise crítica, elaborada através da releitura de um recorte do estudo apresentado. A quarta e última etapa deste processo metodológico sustenta-se a partir de Creswell (2007: 46-47) que aponta como um caminho para a pesquisa qualitativa deste trabalho, uma vez que a literatura é apresentada no final do estudo; ela se torna uma base de comparação e contraste de resultados no estudo qualitativo. Conclui-se da presente pesquisa que, o consumo está cada vez mais impulsionado a cerca do comportamento da classe C, que hoje já se apresenta como a classe dominante do mercado de varejo, sendo assim o consumidor é bombardeado de possibilidades e se mostra cada vez mais interessado em comprar e fazer parte, entende-se ainda que o consumidor dessa classe deseja um imediatismo e que tem suas peculiaridades que devem ser levados em conta. Palavras-chave: Hospitalidade; Gestão Hospitalar; Humanização Hospitalar; Competitividade e Mercado. Página 16

17 CONSUMERIZAÇÃO - SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: GADGET, BYOD Ricardo Said - FaSF Glaucia Araújo Lima - FaSF Márcia Aparecida de Oliveira - FaSF Elizabeth Santos Matos - FaSF O avanço tecnológico está fazendo com que as organizações se adéqüem às novas formas de trabalho para se manterem no atual mercado competitivo. Para auxiliar as empresas na conquista de novas estratégicas mercadológicas, surge à tendência da Consumerização de TI a qual está revolucionando a forma de trabalho dentro das organizações. Esta tendência permite que o funcionário trabalhe com seu gadget pessoal. Ao mesmo tempo em que a Consumerização é positiva aos resultados operacionais, riscos à segurança da informação corporativa podem surgir e problemas de ordem trabalhista devem ser considerados para a implementação eficaz desta metodologia. Assim este artigo tem o objetivo de analisar os riscos gerados na segurança da informação corporativa com a prática desta tendência e o que a CLT aborda sobre esse tema. A metodologia abordada neste estudo foi a pesquisa de campo realizada com profissionais de RH e TI de três organizações, como forma de verificar o grau de conhecimento, aceitação, interesse e prática na organização em que atuam sobre o tema. Pode-se constatar um alto grau de maturidade em relação a essa prática na visão dos gestores, que exige uma adequação das suas políticas de segurança da informação para a utilização desta prática inevitável entre os funcionários e o negócio atualmente. Palavras-chave: Gadget, BYOD, Consumerização, Segurança da Informação. Página 17

18 FUSÕES, AQUISIÇÕES E CULTURA ORGANIZACIONAL Bruno Alves Viana - FaSF Rhanica Toledo Coutinho - UNIFOA Rafaela dos Santos - FaSF Marcus Barbosa FaSF Adival Monteiro - FaSF / UniFOA Acredita-se que a literatura nos traga algumas resposta em relação ao choque de culturas provocado pelo processo de fusão e aquisição, onde a preocupação com o debate cultural entre os funcionários vem sendo considerada em primeiro plano. Como objetivo pretendese verificar de que forma os gestores poderão solucionar os problemas relacionados ao choque de culturas gerados a partir do processo de fusão e aquisição. Para realização deste trabalho far-se-á uma revisão bibliográfica seguida de uma pesquisa qualitativa com dados bibliográficos, com o objetivo de mostrar como as empresa vem enfrentando os problemas causados pelo choque de culturas surgidos do processo de fusão e aquisição. O presente trabalho justifica-se a importância deste tema como colaboração de estudos para os acadêmicos do curso de administração e afins, bem como para profissionais que desejam se aprofundar sobre o assunto. Como conclusão, percebeu-se que a literatura acerca da cultura organizacional encontra-se restrita dentro dos sítios de conteúdo acadêmico, portanto sugere-se estudos futuros com base nas empresas que passaram por processo de fusão e aquisição, para melhor entender o papel exercido pela área de gestão de pessoas e pelos líderes nesse processo, sugere-se ainda analisar como as empresas passaram como a mudança e como o processo influenciou ao clima organizacional e na cultura organizacional da empresa. Palavras-chave: Fusão; Aquisição; Cultura Organizacional; Choque Cultural. Página 18

19 ESTRATÉGIA DE ATENDIMENTO PARA A SATISFAÇÃO DO CLIENTE Jaqueline Furtado Policarpo Rodrigues - FaSF Rhanica Toledo Coutinho - UNIFOA Salete Leone Ferreira - FaSF / UniFOA Sônia Garcia - UniFOA Adival Monteiro FaSF / UniFOA O referido trabalho tem por objetivo mostrar a eficácia no atendimento ao cliente, buscando sua satisfação, desde a abordagem à pós-venda, mostrando a importância que envolve a qualidade no atendimento, para a satisfação dos seus anseios e desejos de consumo, assim fidelizando o cliente. Tendo como foco do trabalho a satisfação do cliente como prioridade dentro de uma empresa, a partir de um enfoque teórico seguido de um estudo de caso, onde mostra as necessidades diferenciadas de cada cliente e suas expectativas durante o atendimento através de um Programa de Atenção Total ao Cliente (ATC), que tem como objetivo a padronização do atendimento em todas as concessionárias para obtenção da certificação da ISO 9002, assim agregando a empresa valor e destaque. Verifica-se a necessidade de uma equipe treinada e qualificada para atender as necessidades dos clientes, com uma abordagem especializada, mostrando um posicionamento especial perante os clientes em contraposição à atuação de vários concorrentes. Tem como objetivo geral verificar a qualidade do atendimento como estratégia para a busca por resultados satisfatórios e compreender se o atendimento tem uma grande diferença no objetivo final do consumidor, mostrando ferramentas estratégias para a busca pela satisfação através de alguns entendimentos acerca da Qualidade em Atendimento e seus princípios, Marketing e fatores estratégicos como políticas internas e expectativas. Sendo assim, a importância de se estudar o tema reside na contribuição para maior entendimento dos acadêmicos de Administração e de cursos afins a respeito do assunto e com isso, propiciar que se tornem mais capacitados em colaborar com o sucesso e perpetuação das empresas. Palavras-chave: Satisfação; Qualidade; Atendimento; Fidelização. Página 19

20 JOVEM APRENDIZ DESPERTANDO POTENCIAIS PARA O MERCADO DE TRABALHO Karolaynn Duarte Aprendiz é o adolescente ou jovem entre 14 e 24 anos que esteja matriculado e frequentando a escola, caso não haja concluído o ensino médio, e inscrito em programa de aprendizagem. O aprendiz deve receber formação técnico-profissional de acordo com sua capacidade física, moral e psicológica na empresa onde for contratado e numa instituição formadora. A inserção do jovem no mercado de trabalho através do Programa Aprendiz Legal é uma forma de contribuir para a sua formação despertando-o para os seus potenciais. Palavras-chave: Aprendizagem; Emprego; Oportunidade. Página 20

21 O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO COMO ELEMENTO ESTRATÉGICO EM UMA ORGANIZAÇÃO Gilberto Ferreira Filho - FaSF Luiz Felipe Araújo - FaSF Sheila Maria de Souza Santos - FaSF Investir na prática de treinar e desenvolver seus colaboradores possibilita que a Organização prepare suas equipes para um melhor desempenho das atividades e propicie o surgimento de talentos que possam contribuir com o crescimento da mesma. Visando o crescimento contínuo, faz-se necessário desenvolver meios de reter tais talentos em seu quadro de profissionais, visto que o desenvolvimento e a retenção pode tornar-se um diferencial competitivo de mercado. Muito se confunde treinar com desenvolver. Treinar está relacionado ao preparo do colaborador para o desempenho de uma determinada atividade, enquanto desenvolver refere-se ao aprendizado contínuo, visando a construção do capital intelectual da organização. Este artigo tem por objetivo principal investigar se através de um bom programa de Treinamento e Desenvolvimento a Organização é capaz de reter talentos, além de demonstrar a forma pela qual o desenvolvimento deve ocorrer de forma natural, nunca obrigatória, evidenciando as vantagens de investir na capacitação e manutenção de suas equipes e as etapas a serem seguidas para elaboração de um programa eficaz. Para isso, utilizou-se pesquisas bibliográficas para fundamentação teórica conceitual e pesquisa de campo através da aplicação de questionários em uma Cooperativa de Saúde com enfoque principal na utilização desde programa. Após a realização do estudo constatou-se que o treinamento e desenvolvimento dos colaboradores pode ser uma ferramenta de retenção de talentos na Organização, porém não sozinho, pois esta ferramenta não tem como função específica proporcionar a retenção de capital intelectual. A retenção acontece como consequência do processo. A empresa precisa fornecer uma serie de benefícios e ações para que o colaborador permaneça na Organização, além de um efetivo programa de T & D. Palavras-chave: Treinamento, Desenvolvimento e Retenção de Talentos. Página 21

22 ALOCAÇÃO DO CANDIDATO NA ORGANIZAÇÃO POR MEIO DO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Daiane Senra Teixeira - FaSF Tainan Estuarte Cunha - FaSF Rhanica Toledo Coutinho - UNIFOA Edegar Dornas - FaSF Sheila Maria de Souza Santo - FaSF O recrutamento consiste em uma prática que visa atrair candidatos que tenha potencial e capacidade para suprir as necessidades da organização. A partir do recrutamento as empresas divulgam e oferecem ao mercado oportunidades de emprego que pretendem preencher, possibilitando a pesquisa sobre candidatos capazes de assumir cargos dentro das empresas e quais desses candidatos serão selecionados para fazerem parte da organização. A seleção tem como objetivo básico escolher dentre os candidatos recrutados aqueles que são mais adequados para exercerem os cargos disponíveis na organização e quais são possuidores de conhecimentos, habilidades e capacidade para um bom desempenho de suas atividades. Este trabalho tem o objetivo de entender como o recrutamento e seleção poderá se tornar um diferencial na correta alocação do candidato na organização e através dele solucionar a seguinte questão: quais são os fatores relevantes no processo de recrutamento e seleção eficaz? A metodologia utilizada neste trabalho se encontra em projetos qualitativos onde se torna comum o embasamento da teoria com a realidade a partir da comparação entre as teorias apresentadas na fundamentação do estudo com as teorias encontradas no conteúdo analisado. Pode-se constatar que o recrutamento e seleção consistem em uma ferramenta extremamente motivacional, visto que estimula os planos de carreira que são básicos para que qualquer organização alcance os seus objetivos, sendo visível para os colaboradores o reconhecimento de seus esforços através de possibilidade real de promoção, melhor remuneração e novos postos dentro da empresa. Palavras-chave: Organização; Recursos Humanos; Recrutamento; Seleção. Página 22

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO LIDERANÇA AUTOCRÁTICA: O RELACIONAMENTO

Leia mais

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Apresentação Previsão de Início Julho/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Comunicação Organizacional

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

INFORMAÇÃO E VANTAGEM COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÃO DE MÓVEIS E ELETROS

INFORMAÇÃO E VANTAGEM COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÃO DE MÓVEIS E ELETROS INFORMAÇÃO E VANTAGEM COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÃO DE MÓVEIS E ELETROS Elane de Oliveira, UFRN 1 Max Leandro de Araújo Brito, UFRN 2 Marcela Figueira de Saboya Dantas, UFRN 3 Anatália Saraiva Martins Ramos,

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

Manual Administrativo. A.D.M Consultoria Jr. Gestão 2009

Manual Administrativo. A.D.M Consultoria Jr. Gestão 2009 Manual Administrativo A.D.M Consultoria Jr. Gestão 2009 Teresina 07/10/2009 SUMÁRIO Empresa Júnior ICF 03 Áreas de atuação da A.D.M Consultoria Jr. 04 Organograma 08 Competências 09 Das Atribuições do

Leia mais

Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira

Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira Os objetivos deste artigo são mostrar a importância do recrutamento

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis APRESENTAÇÃO A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada em

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO - ESCOLA DE NEGÓCIOS. CURSOS: ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO EXTERIOR e CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS

MANUAL DE ESTÁGIO - ESCOLA DE NEGÓCIOS. CURSOS: ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO EXTERIOR e CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE COMÉRCIO EXTERIOR CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profª. Dra. Neyde Lopes de Souza Prof. Ms. Luiz Vieira da Costa SUMÁRIO Pág. 1. Apresentação...

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2010-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2010-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2010-2 EMPREGABILIDADE APÓS OS QUARENTA ANOS DE IDADE: UM DESAFIO PARA OS GESTORES

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios CBA Gestão de Negócios Gestão de Negócios O curso desenvolve a capacidade de compreender, de forma ampla e sistêmica, a interação entre as diversas áreas funcionais de uma empresa, além dos aspectos externos

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO O programa irá desenvolver no aluno competências sobre planejamento e força de Vendas, bem como habilidades para liderar, trabalhar em equipe, negociar

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 12 (Noturno) -->Últimas Vagas até o dia 27/05/2013 CAMPUS IGUATEMI Turma 13

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

BACHARELADO. Administração. Ciências Contábeis. Ciências Econômicas. Serviço Social. Ciências Sociais. Objetivos. Objetivos. Objetivos.

BACHARELADO. Administração. Ciências Contábeis. Ciências Econômicas. Serviço Social. Ciências Sociais. Objetivos. Objetivos. Objetivos. BACHARELADO Administração O curso de Administração tem como objetivo formar profissionais que poderão atuar como executivos, técnicos em funções administrativas e/ou empreendedores, com capacidade de alinhar

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS PROJETO PEDAGÓGICO CURSO FIC PRONATEC Canoas

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente MÍDIA KIT 2014 Índice 03 A Empresa 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente A empresa Fundada em 2007, a empresa possui uma grade anual com diversos

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto 2012 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler AULA 5 - PERSPECTIVA DE APRENDIZADO E CRESCIMENTO Abertura da Aula Uma empresa é formada

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES

O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES O PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES KOWALCZUK, Lidiane Mendes Ferreira - PUCPR lidianemendesf@gmail.com VIEIRA, Alboni Marisa Dudeque Pianovski - PUCPR alboni@alboni.com Eixo Temático: Formação de Professores

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2013-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2013-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2013-1 INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: HABILIDADE ESSENCIAL PARA GESTORES DE EXCELÊNCIA

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria MBA Controladoria Controladoria O MBA Controladoria une a tradição do Ibmec em pesquisas avançadas em Administração, Economia e Finanças com a Controladoria. Com este embasamento, propõe-se desenvolver

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor OBJETIVO: A Gestão de Pessoas vem passando por inúmeras transformações nestes últimos anos.

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

MBA Executivo em Gestão de Pessoas

MBA Executivo em Gestão de Pessoas ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Gestão de Pessoas www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS APRESENTAÇÃO O curso de especialização Gestão de Pessoas tem por meta desenvolver gestores para atuarem em empresas que estejam inseridas no processo de globalização

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS Unidade Acadêmica de Educação Continuada

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS Unidade Acadêmica de Educação Continuada MBA Gestão em Negócios de Saúde Curso disponível em Porto Alegre Coordenação Ana Karina Marimon da Cunha - karina@unisinos.br Marcelo Sonneborn - marcelo.ucmd@maededeus.com.br Apresentação O MBA Gestão

Leia mais

-RESUMOS DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL DA FASF LUZ - 2013

-RESUMOS DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL DA FASF LUZ - 2013 -RESUMOS DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL DA FASF LUZ - 2013 Monografias e Artigos (Ordem Alfabética dos Alunos, Orientador (a), Título e Resumo) Ana Cristina Fonseca

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC DE FLORIANOPOLIS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC DE FLORIANOPOLIS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC DE FLORIANOPOLIS CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 39 de 13 de janeiro de 2012, publicada no DOU em 16 de janeiro de 2012. Diretor da Faculdade: Ivanir Salete Bazzei

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 444 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SANTO ANDRÉ SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO DE SANTO ANDRÉ SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: CST em Gestão em Recursos Humanos MISSÃO DO CURSO A missão do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da ESTÁCIO EUROPAN consiste em formar

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO Resumo: Reafirma o comportamento socialmente responsável da Duratex. Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. PARTE INTERESSADA 3.2. ENGAJAMENTO DE PARTES INTERESSADAS 3.3. IMPACTO 3.4. TEMAS

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE TALENTOS: REFLEXÕES E CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA 1

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE TALENTOS: REFLEXÕES E CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA 1 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE TALENTOS: REFLEXÕES E CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA 1 OLIVEIRA, Bruna B. 2 ; CORRÊA, D. M. W²; SILVEIRA, Juliana F.²; DAOU, Marcos 3 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA 2 Psicóloga graduada,

Leia mais

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA Área de Atuação 1. Formação Profissional Cooperativista São ações voltadas à formação, qualificação e capacitação dos associados,

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL

ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

Conceitos e técnicas. Devem ser contempladas algumas atividades típicas de vendas:

Conceitos e técnicas. Devem ser contempladas algumas atividades típicas de vendas: Administração da equipe de vendas (Neste texto de apoio: Conceitos e técnicas e Plano de ação de vendas) Conceitos e técnicas A correta administração da equipe de vendas é fundamental para o bom desempenho

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS PORTARIA DE CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 3.544 de 13 de dezembro de 2002, publicada no DOU em 16 de dezembro de 2002. Diretor da Faculdade: José Carlos

Leia mais

Apresentação. Gestão de Pessoas por Competências

Apresentação. Gestão de Pessoas por Competências Apresentação Gestão de Pessoas por Competências POR QUE GESTÃO POR COMPETÊNCIAS? Empresas e Organizações Gestão das Finanças Gestão de Marketing Gestão de Produção Gestão de Distribuição Gestão de Controle

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h. Estrutura Curricular do Curso Disciplinas

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h. Estrutura Curricular do Curso Disciplinas CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h Ética profissional na Educação Fundamentos históricos, conceitos, sociais e legais na Educação Inclusiva Legislação Aplicável na Educação Inclusiva Fundamentos

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Página 1 de 6 MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados: 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas

Leia mais

A GESTÃO DE UM CURSO SUPERIOR: DESAFIOS OU FRUSTRAÇÕES?

A GESTÃO DE UM CURSO SUPERIOR: DESAFIOS OU FRUSTRAÇÕES? A GESTÃO DE UM CURSO SUPERIOR: DESAFIOS OU FRUSTRAÇÕES? BARREIROS, Marat Guedes Especialização em Gestão Estratégica de Recursos Humanos Coordenador de Curso, Professor Faculdade do Guarujá GODOY, Valdir

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 -

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - O Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação é um curso da área de informática e tem seu desenho curricular estruturado por competências

Leia mais

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br www.grupovalure.com.br Estes são alguns dos grandes desafios da atualidade no mundo profissional e o nosso objetivo é contribuir

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia MESQUITA NETO, Rui 1 DIAS, Vanessa Aparecida 2 NUNES, Ruth Vieira 3 RESUMO A organização depende das pessoas para atingir

Leia mais

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização:

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização: AGENDA 5ª Edição D? 06 de Maio de 2015 Hotel Staybridge Realização: w w w.c o r p b us i n e s s.c o m.b r Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO C GESTÃO DE PESSOAS: DESAFIOS

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Administração 2012-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Administração 2012-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Administração 2012-1 A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA DE MARKETING APLICADO AO SETOR TURÍSTICO Alunos:

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente SISTEMA SEBRAE DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2022 1 2 2012 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Planejamento Estratégico Planejamento de TI

Estratégias em Tecnologia da Informação. Planejamento Estratégico Planejamento de TI Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 7 Planejamento Estratégico Planejamento de TI Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC DE SÃO MIGUEL DO OESTE

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC DE SÃO MIGUEL DO OESTE FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC DE SÃO MIGUEL DO OESTE CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 1450 de 28 de novembro de 2008, publicada no DOU em 01 de dezembro de 2008. Diretor da Faculdade: Adilson José

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU PORTARIA DE CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 1.325 de 18 de maio de 2004, publicada no DOU em 20 de maio de 2004. Diretor da Faculdade: Elita Grosch Maba Diretor

Leia mais

MBA GESTÃO DE PESSOAS

MBA GESTÃO DE PESSOAS MBA GESTÃO DE PESSOAS 1- OBJETIVOS Capacitar profissionais de Administração e áreas afins, que atuam ou pretendem atuar em empresas de qualquer porte, desempenhando funções de coordenação de pessoas ou

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 1 FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO PIO XII CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 O currículo

Leia mais

ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO

ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO Autoria: Elaine Emar Ribeiro César Fonte: Critérios Compromisso com a Excelência e Rumo à Excelência

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado)

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 14 (Nova) -->Início Confirmado:05/07/2013 Mercados dinâmicos têm imposto desafios crescentes para as empresas:

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR APRESENTAÇÃO DO TI O Trabalho Interdisciplinar é um projeto desenvolvido ao longo dos dois primeiros bimestres do curso. Os alunos tem a oportunidade de visualizar a unidade da estrutura curricular do

Leia mais

A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1

A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1 A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1 Narjara Bárbara Xavier Silva 2 Patrícia Morais da Silva 3 Resumo O presente trabalho é resultado do Projeto de Extensão da Universidade Federal da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA ADMINISTRAÇÃO: ENSINO E PESQUISA - grade curricular 2015-2016

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS Universidade Federal do Ceará Faculdade de Economia, Administração, Atuária, Contabilidade e Secretariado Curso de Administração de Empresas GESTÃO POR COMPETÊNCIAS MAURICIO FREITAS DANILO FREITAS Disciplina

Leia mais

Faculdade Figueiredo Costa 16/73

Faculdade Figueiredo Costa 16/73 16/73 CAPITULO IV GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL O Curso de Graduação em Administração deve ensejar como perfil desejado do formando, capacitação e aptidão para compreender as questões

Leia mais