Automação. IMS Industrial mechatronics system. Lucas Nülle GmbH Página 1/6

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Automação. IMS Industrial mechatronics system. Lucas Nülle GmbH Página 1/6 www.lucas-nuelle.pt"

Transcrição

1 Automação Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automation trainers, mechatronics trainers, PLC trainers IMS Industrial mechatronics system Lucas Nülle GmbH Página 1/6

2 Individual components for mechatronics Individual components for mechatronics Small mechatronics projects can be implemented using these individual components. Among the most useful items are the various conveyor belt units. All mechatronics sub-systems and installations can be assembled from individual components. Some useful combinations can be found under "Mechatronics sub-systems" or "Complete production lines". IMS material flow systems IMS material flow systems Material flow systems allow various IMS stations or sub-systems to be chained together to make up a comprehensive, industrial-type, mechatronics production line. The dual-belt conveyor transports workpieces between the individual IMS stations on workpiece carriers and they can also be buffered and positioned. For optimum control of production, the carriers are provided with unique identifying codes. The conveyor segments and curve segments allow versatile material flow systems of any size or shape to be assembled (in either production line or rotation configurations). The belt segments can be driven using DC, three-phase or servo drives and can be combined in any sequence. Lucas Nülle GmbH Página 2/6

3 Lista de artigos: Lista de artigos: Pos. Nome do produto Bestell-Nr. Anz. 1 Esteira transportadora de cinta dupla, motor de 24 V LM Módulo mecatrónico básico, acionado por meio de um motorredutor de 24 V e velocidade variável, equipado com sensores de fim-decurso e escravo PROFIBUS-DP integrado. Concebido para experiências básicas num sistema de transporte ou para integração num sistema de mecatrónica complexo para controlo do fluxo dos materiais. A cinta transportadora move as peças de trabalho em transportadores e pode ser usada para ligar subsistemas individuais. Foi concebido para ligação a um sistema de controlo PLC. Pode ser combinado com outras cintas transportadoras, unidades de "curvas" ou nós de transferência. As estações IMS podem ser diretamente ligadas à cinta e controladas em conjunto via PROFIBUS. Comprimento = 600 mm, largura = 160 mm, largura da cinta = 120 mm Motorredutor, 24 V CC Sistema de modulação de largura de impulso para controlo da cinta a várias velocidades Ajuste contínuo de velocidade através de potenciómetro ou entrada analógica, 0-10 V Interruptores manuais para movimento para a esquerda ou direita 2 sensores de fim-de-curso indutivos 2 x interface M12 para atuadores/sensores adicionais Conectores fêmea para circuito de desligamento de emergência (corte de toda a tensão para os módulos de saída) Fonte de tensão externa através de conectores fêmea de segurança de 4 mm ou do conector de potência coaxial Conector Sub-D de 9 pinos para contactores, LOGO! ou PLC Disco de encoder incremental para deteção de posição e velocidade através de sensores óticos Visualização como modelo 3D interativo na base de dados virtual IMS Requisitos de controlo: 4 x entrada digital, 3 x saída digital Módulo de escravo PROFIBUS-DP: Intervalo de endereços: 16 entradas/saídas digitais Conector PROFIBUS-DP: conector fêmea Sub-D de 9 pinos Interruptor rotativo para definição de endereços Taxas de transmissão até 6 Mbps Ficheiro GSD para uso com software de controlo (p. ex., STEP7) Conector fêmea Sub-D de 25 pinos para ligar a estação IMS Corrente de saída: 500 ma (corrente total: 1 A) Controlo de velocidade variável da cinta transportadora via PROFIBUS Lucas Nülle GmbH Página 3/6

4 2 Esteira transportadora de cinta dupla, motor de 3 x 230 V LM Módulo mecatrónico básico com motorredutor assíncrono de 230 V, sensores de fim-de-curso e escravo PROFIBUS-DP. Concebido para experiências básicas num sistema de transporte ou para integração num sistema de mecatrónica complexo para controlo do fluxo dos materiais. A cinta transportadora move as peças de trabalho em transportadores e pode ser usada para ligar subsistemas individuais. Foi concebido para ligação a um sistema de controlo PLC. Pode ser combinado com outras cintas transportadoras, unidades de "curvas" ou nós de transferência. As estações IMS podem ser diretamente ligadas à cinta e controladas em conjunto via PROFIBUS. Comprimento = 600 mm, largura = 160 mm, largura da cinta = 120 mm Motorredutor assíncrono, 3 x 230 V CA 2 sensores de fim-de-curso 2 x interface M12 Interface PLC: conector macho Sub-D de 9 pinos Requisitos PLC: 4 x entradas digitais Escravo PROFIBUS-DP integrado: Intervalo de endereços: 16 entradas/saídas digitais Conector PROFIBUS-DP: conector fêmea Sub-D de 9 pinos Interruptor rotativo para definição de endereços Taxas de transmissão até 6 Mbps Ficheiro GSD para uso com software de controlo (p. ex., STEP7) Conector fêmea Sub-D de 25 pinos para ligar a estação IMS Corrente de saída: 500 ma (corrente total: 1 A) 3 Segmento de correia transportadora dupla, passivo LM Módulo básico mecatrônico sem operação própria, especialmente para a extensão de correias transportadoras operantes dentro de um complexo sistema mecatrônico. Para o acionamento, é feita uma conexão mecânica através de uma correia de transmissão com outras correias ou cames. Comprimento = 600 mm, largura = 160 mm, calibre = 120 mm Correias de transmissão adcionais Lucas Nülle GmbH Página 4/6

5 4 Kit de conversão para correia transportadora dupla 24V CC em 230V CA LM Caixa de velocidades assíncrona de 230V com material de fixação para a transformação de uma correia transportadora IMS de 24V CC em 230V CA. Dica importante: Para operação do motor 230V, é necessário um conversor de frequência. 5 Trajeto de pallets passivo LM As molduras de alumnínio com trajeto para porta-ferramentas é uma alternativa econoômica para a correia transportadora na ativação e teste de máquinas de montagem, de prova e de triagem. Comprimento do perfil = 595 mm, largura = 160 mm, espessura = 120 mm 6 Segmento de cinta transportadora de 90 LM Segmento de cinta transportadora com plataforma giratória para mudar a direção da peça de trabalho. Para ligação aos subsistemas ou montagem em sistemas mecatrónicos complexos ou de rotação de paletes. O segmento curvo resultante é acionado através do acoplamento a uma cinta transportadora acionada e pode ser conectada em qualquer direção. Ângulo = 90 Largura da cinta = 120 mm, comprimento = 350 mm, largura = 350 mm 7 Segmento de cinta transportadora de 180 LM Segmento de cinta transportadora com plataforma giratória para mudar a direção da peça de trabalho. Para ligação aos subsistemas ou montagem em sistemas mecatrónicos complexos ou de rotação de paletes. O segmento curvo resultante é acionado através do acoplamento a uma cinta transportadora acionada e pode ser conectada em qualquer direção. Ângulo = 180 Largura da cinta = 120 mm Raio = 250 mm Lucas Nülle GmbH Página 5/6

6 8 Junção de transferência LM Segmento de cinta com unidade de braço oscilante pneumática e uma cinta transportadora pequena em plataforma giratória para ligação de até 4 cintas transportadoras ou transportadores de rolos. Motor de 24 V CC Unidade de braço oscilante pneumática Válvula direccional de 5/2 vias Válvula direccional de 4/2 vias 2 válvulas de alívio com estrangulamento Via = 120 mm 3 sensores de fim-de-curso Interface PLC: 1 x conector Sub-D, 9 pinos Requisitos PLC: 4 entradas digitais, 3 saídas digitais 9 Unidade de encaminhamento LM Segmento da cinta com unidade semigiratória pneumática e plataforma giratória, além de uma unidade linear pneumática para ligação de até 4 cintas transportadoras ou sistemas de rodízios. Usada como estação de cruzamento ou transferência para trocar paletes entre duas cintas transportadoras paralelas. Segmento da cinta rotativo, com motor de 24 V CC 4 válvulas direcionais de 3/2 vias Largura da cinta = 120 mm Unidade linear, altura de elevação de 300 mm Unidade semigiratória pneumática sensores de fim-de-curso Interface PLC: 1 x conector macho Sub-D de 25 pinos Painel de controlo com desligamento de emergência Requisitos PLC: 12 entradas digitais, 8 saídas digitais 10 Unidade de elevação de pallets LM Unidade de elevação de porta-ferramentas para a instalação em uma correia transportadora. A unidade de elevação levanta portaferramentas na correia transportadora corrente de modo eletropneumático em 5 mm para fornecê-la a outros subsistemas para futuro processamento. Cilindros de curso curto Válvula 3/2 vias Conexão M12 com cabos de conexão Saída de ar para abastecimento de um pré-batente Lucas Nülle GmbH Página 6/6

Table of Contents. Table of Contents UniTrain Cursos UniTrain Cursos de mecatrónica UniTrain IMS 9 Encaminhamento

Table of Contents. Table of Contents UniTrain Cursos UniTrain Cursos de mecatrónica UniTrain IMS 9 Encaminhamento Table of Contents Table of Contents UniTrain Cursos UniTrain Cursos de mecatrónica UniTrain IMS 9 Encaminhamento 1 2 2 3 4 Lucas Nülle GmbH Página 1/9 www.lucas-nuelle.com.br UniTrain UniTrain é um sistema

Leia mais

Automação. Indústria smart. Indústria smart. Lucas Nülle GmbH Página 1/5 www.lucas-nuelle.pt

Automação. Indústria smart. Indústria smart. Lucas Nülle GmbH Página 1/5 www.lucas-nuelle.pt Automação Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automation trainers, mechatronics trainers, PLC trainers Indústria smart Indústria smart A indústria smart representa,

Leia mais

The systems on safety technology are an excellent complement to the Industrial Mechatronics System IMS.

The systems on safety technology are an excellent complement to the Industrial Mechatronics System IMS. Automação Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automation trainers, mechatronics trainers, PLC trainers Safety Technology Safety Technology The training systems dealing

Leia mais

Automação. IMS Industrial mechatronics system. Lucas Nülle GmbH Página 1/28 www.lucas-nuelle.pt

Automação. IMS Industrial mechatronics system. Lucas Nülle GmbH Página 1/28 www.lucas-nuelle.pt Automação Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automation trainers, mechatronics trainers, PLC trainers IMS Industrial mechatronics system Lucas Nülle GmbH Página 1/28

Leia mais

Kit de Máquinas Elétricas Rotativas - XE801 -

Kit de Máquinas Elétricas Rotativas - XE801 - T e c n o l o g i a Kit de Máquinas Elétricas Rotativas - XE801 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. INTRODUÇÃO Kit de Máquinas Elétricas Rotativas -

Leia mais

Long lifetimes and consistently high precision of manufactured items over the long term

Long lifetimes and consistently high precision of manufactured items over the long term Automação Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automation trainers, mechatronics trainers, PLC trainers CIM Computer Integrated Manufacturing CIM Computer Integrated

Leia mais

Table of Contents. Table of Contents Automação IMS Industrial mechatronics system Individual components for mechatronics Zubehör für IMS

Table of Contents. Table of Contents Automação IMS Industrial mechatronics system Individual components for mechatronics Zubehör für IMS Table of Contents Table of Contents Automação IMS Industrial mechatronics system Individual components for mechatronics Zubehör für IMS 1 2 2 3 3 Lucas Nülle GmbH Página 1/9 www.lucas-nuelle.com.br Automação

Leia mais

Table of Contents. Table of Contents Automação Automation technology Sensor technology IMS 2 sensor case

Table of Contents. Table of Contents Automação Automation technology Sensor technology IMS 2 sensor case Table of Contents Table of Contents Automação Automation technology Sensor technology IMS 2 sensor case 1 2 2 3 3 Lucas Nülle GmbH Página 1/6 www.lucas-nuelle.com.br Automação Acquire practical and project-oriented

Leia mais

UniTrain in wiring and installation technology

UniTrain in wiring and installation technology Tecnologia de instalações electrónicas Training systems / trainers for electrical wiring/building management systems: Protective circuitry, protective measures, building mains feed, lighting and intercom

Leia mais

Designing drive controllers with Matlab - Simulink 1kW

Designing drive controllers with Matlab - Simulink 1kW Eletrónica de potência Equipment and systems for vocational qualifications and engineering education on the following topics: Electrical machines, power electronics, drive technology Complete machine labs,

Leia mais

Protective circuitry, protective measures, building mains feed, lighting and intercom systems

Protective circuitry, protective measures, building mains feed, lighting and intercom systems Tecnologia de instalações electrónicas Training systems / trainers for electrical wiring/building management systems: Protective circuitry, protective measures, building mains feed, lighting and intercom

Leia mais

Automação. Robotics. Lucas Nülle GmbH Página 1/25 www.lucas-nuelle.pt. Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise:

Automação. Robotics. Lucas Nülle GmbH Página 1/25 www.lucas-nuelle.pt. Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automação Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automation trainers, mechatronics trainers, PLC trainers Robotics Robotics Robots play a key role in modern, highly automated

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL MODELO: ED-4031

SISTEMA DE TREINAMENTO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL MODELO: ED-4031 SISTEMA DE TREINAMENTO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL MODELO: CARACTERÍSTICAS Compreensão dos processos básicos de automação de produção como transferência, classificação, inspeção e armazenagem. Fiação e tubulações

Leia mais

SmartSlice. Configuração do sistema

SmartSlice. Configuração do sistema SmartSlice O sistema de E/S modular mais inteligente O sistema de E/S SmartSlice da OMRON é compacto, inteligente e simples. Quando utilizado com as unidades mestres CompoNet ou DeviceNet CS/CJ da OMRON,

Leia mais

CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB

CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB Este sistema é formado pelos seguintes elementos, compatíveis entre si e especialmente projetados para o estudo de máquinas elétricas. Código

Leia mais

Automação Hidráulica

Automação Hidráulica Automação Hidráulica Roteiro n Introdução n Aplicações n Estrutura dos circuitos n Sistemas de atuação hidráulica n Componentes n Exemplo de CNC hidráulico Definição de Sistema hidráulico n Conjunto de

Leia mais

FieldLogger. Apresentação

FieldLogger. Apresentação Solução Completa Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um módulo de leitura e registro de variáveis analógicas,

Leia mais

Especifi cação Técnica. Pavimentadora de Concreto SP 92 / SP 92 i

Especifi cação Técnica. Pavimentadora de Concreto SP 92 / SP 92 i Especifi cação Técnica Pavimentadora de Concreto SP 92 / SP 92 i Especifi cação Técnica Pavimentadora de Concreto SP 92 SP 92 i Vibradores e circuitos Vibração hidráulica Vibração elétrica Vibradores de

Leia mais

AUTOMAÇÃO DE CÚPULA DE OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO

AUTOMAÇÃO DE CÚPULA DE OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO AUTOMAÇÃO DE CÚPULA DE OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO Marcella Scoczynski Ribeiro (UTFPR/UEPG) marcella_engcomp@yahoo.com.br Matheus Safraid (UEPG) msafraid@hotmail.com Resumo Este trabalho apresenta os benefícios

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. 1 Alimentador

DESCRITIVO TÉCNICO. 1 Alimentador DESCRITIVO TÉCNICO Nome Equipamento: Máquina automática para corte de silício 45º e perna central até 400 mm largura Código: MQ-0039-NEP Código Finame: *** Classificação Fiscal: 8462.39.0101 1 Alimentador

Leia mais

Módulo de Comunicação

Módulo de Comunicação Descrição do Produto O módulo de comunicação é a interface de comunicação da Série FBs que adiciona 2 portas de comunicação as UCPs da Série FBs. O módulo ativa as portas de comunicação PORT3 (RS-232)

Leia mais

Sistemas Pneumáticos

Sistemas Pneumáticos UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Sistemas Pneumáticos Gilson PORCIÚNCULA wp.ufpel.edu.br/porciuncula Estrutura de um circuito Pneumático

Leia mais

Table of Contents. Lucas Nülle GmbH Página 1/56

Table of Contents. Lucas Nülle GmbH Página 1/56 Table of Contents Table of Contents Automação IMS Industrial mechatronics system Individual components for mechatronics IMS material flow systems IMS carriers and workpieces IMS communication IMS stations

Leia mais

Manual de funcionamento Esteira transportadora

Manual de funcionamento Esteira transportadora Manual de funcionamento Esteira transportadora Sumário 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 2 2. ITENS DO SISTEMA... 3 2.1. PLACA DE COMANDO... 3 2.1.1. Sinalizador... 3 2.1.2. Botão pulsador... 3 2.1.3. Chave comutadora...

Leia mais

Série 521 Para relógios comparadores, sensores tipo apalpadores e relógios apalpadores com graduação de 0,001 mm. Especificações

Série 521 Para relógios comparadores, sensores tipo apalpadores e relógios apalpadores com graduação de 0,001 mm. Especificações Calibradores de Relógios Comparadores Para calibração de relógios comparadores digitais e analógicos, relógios apalpadores, sensor tipo apalpador com capacidade máxima de 5 mm. Graduação: 0,0002 mm Série

Leia mais

TOMADAS E INTERRUPTORES

TOMADAS E INTERRUPTORES BORNES COM CONEXÃO AUTOMÁTICA 6110 11 6110 21 6120 11 6120 16 Interruptores Interruptores simples 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120

Leia mais

Série 521 Para relógios comparadores, sensores tipo apalpadores e relógios apalpadores com graduação de 0,001 mm. Especificações

Série 521 Para relógios comparadores, sensores tipo apalpadores e relógios apalpadores com graduação de 0,001 mm. Especificações Calibradores de Relógios Comparadores Para calibração de relógios comparadores digitais e analógicos, relógios apalpadores, sensor tipo apalpador com capacidade máxima de 5 mm. Graduação: 0,0002 mm Série

Leia mais

CVMDDC - CONTROLE DE VELOCIDADE DO MOTOR DC

CVMDDC - CONTROLE DE VELOCIDADE DO MOTOR DC UFLA Universidade Federal de Lavras DEX Departamento de Ciências Exatas Bacharelado em CVMDDC - CONTROLE DE VELOCIDADE DO MOTOR DC Autor: Edna Mie Kanazawa Orientador: Wilian Soares Lacerda Lavras, novembro

Leia mais

MF 86 HS. Retroescavadeira / Pá carregadeira MASSEY FERGUSON

MF 86 HS. Retroescavadeira / Pá carregadeira MASSEY FERGUSON MF 86 HS Retroescavadeira / Pá carregadeira MASSEY FERGUSON 2 www.massey.com.br 4 tipos de versões e o maior número de vantagens Alavanca de múltipla ação no carregador frontal Plataforma para o operador

Leia mais

CCM Gaveta Extraível KitSieltt

CCM Gaveta Extraível KitSieltt CCM Gaveta Extraível KitSieltt Similares existem muitos. Igual não tem nenhum. Nem aqui, nem lá fora. Quem conhece, logo constata. Tecnologias exclusivas GDDS Gear Driven Drawer System DCOS Door-Coupling

Leia mais

Máquinas de armazenamento e retirada Mais poder no armazém

Máquinas de armazenamento e retirada Mais poder no armazém Máquinas de armazenamento e retirada Mais poder no armazém Sempre a solução adequada As máquinas de armazenamento e retirada da viastore são sempre a solução ideal para você. Entregamos a máquina de armazenamento

Leia mais

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104 UMG 104 UMG 104-Mais do que um ples Multímetro O UMG 104 equipado com um DSP de 500 MHz (processador de sinal digital) é um analisador de tensão muito rápido e potente. A varredura contínua dos 8 canais

Leia mais

Se faltar algum dos artigos supracitados, contacte o fornecedor.

Se faltar algum dos artigos supracitados, contacte o fornecedor. M A N U A L S I - 7 0 7 1 2 5 1 C O N T E Ú D O D A E M B A L A G E M 4 E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S 4 R E Q U I S I T O S D O S I S T E M A 4 I N S TA L A Ç Ã O D O H A R D W A R E 5 I

Leia mais

Sensores Indutivos. 200129500 Hudson Legnar Lima hudsonlegnar@gmail.com

Sensores Indutivos. 200129500 Hudson Legnar Lima hudsonlegnar@gmail.com Sensores Indutivos 200129500 Hudson Legnar Lima hudsonlegnar@gmail.com Resumo Esta apresentação tem como objetivo fazer um apanhado geral sobre Sensores Indutivos. Os sensores indutivos foram desenvolvidos

Leia mais

Manual da Comunicação Profibus DP

Manual da Comunicação Profibus DP Manual da Comunicação Profibus DP Relé Inteligente Série: SRW 01 Versão de Software: V1.3X Idioma: Português Documento: 10000089150 / 00 04/2008 Sumário SOBRE O MANUAL...5 1 A REDE PROFIBUS DP...6 1.1

Leia mais

NX-MAX6 MANUAL DO USUARIO V1.1

NX-MAX6 MANUAL DO USUARIO V1.1 MANUAL DO USUARIO V1.1 NEVEX Tecnologia Ltda. Copyright 2015- Todos os direitos Reservados Atualizado em: 21/05/2015 IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia

Leia mais

MANUAIS DE INSTRUÇÃO

MANUAIS DE INSTRUÇÃO MANUAIS DE INSTRUÇÃO ESPECIFICAÇÕES O DIMMER RACK 12 CANAIS CBI é fabricado para cumprir com as especificações do mercado de iluminação profissional, iluminação cênica, decorativa, shows, eventos e iluminação

Leia mais

More than safety. Catálogo Geral. HomemMáquina

More than safety. Catálogo Geral. HomemMáquina More than safety. Catálogo Geral HomemMáquina Catálogo geral Homem- Máquina H HS HE HL HLS Kit de montagem disponível Caixa Cor Peso Temperatura de operação Temperatura de armazenamento Cinza RL 74 aprox.,3

Leia mais

Table of Contents. Lucas Nülle GmbH Página 1/5

Table of Contents. Lucas Nülle GmbH Página 1/5 Table of Contents Table of Contents Automação with UniTrain-I Course - Automation Technology 7: Sensors for automation 1 2 2 3 4 Lucas Nülle GmbH Página 1/5 www.lucas-nuelle.com.br Automação Acquire practical

Leia mais

Sensores. Sensor. Passivos: Chave Potenciômetro Energia Auxiliar. Ativos: Célula Fotoelétrica Cristal Piezoelétrico. Digitais: Encoder Régua Óptica

Sensores. Sensor. Passivos: Chave Potenciômetro Energia Auxiliar. Ativos: Célula Fotoelétrica Cristal Piezoelétrico. Digitais: Encoder Régua Óptica Sensores Passivos: Chave Potenciômetro Energia Auxiliar Ativos: Célula Fotoelétrica Cristal Piezoelétrico Entrada Sensor Saída Analógicos: Potenciômetro Resolver Digitais: Encoder Régua Óptica Prof. Silas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00031/2015 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00031/2015 (SRP) Pregão Eletrônico 158658.312015.19574.4723.957134136.56 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00031/2015 (SRP) Às 09:02 horas

Leia mais

Introdução à Planta Didática MPS-PA Estação Compacta da Festo

Introdução à Planta Didática MPS-PA Estação Compacta da Festo Introdução à Planta Didática MPS-PA Estação Compacta da Festo Objetivos: Estudo dirigido da estação compacta da Festo para experimentos em controle de processos. Além da familiarização com os componentes

Leia mais

Kit Laboratório de Robótica Escolar 411 PLUS

Kit Laboratório de Robótica Escolar 411 PLUS CNPJ 56.233.497/0001-42 0 CNPJ 56.233.497/0001-42 1) Melhor Custo x Benefício do Mercado Brasileiro. 2) Peças e Componentes para diversos usos. 3) Manual de Referência do Software Modelix System Starter.

Leia mais

Transdutores proporcionais de pressão. Transdutores proporcionais de vácuo

Transdutores proporcionais de pressão. Transdutores proporcionais de vácuo Transdutor proporcional de pressão Transdutor proporcional de vácuo Novo Cablagem reduzida Protocolos Fieldbus aplicáveis Compacto e leve Peso: g Nota ) (ITV) Consumo de energia: 4 W Nota ) ou menos Transdutores

Leia mais

. linear ou rotativo. analógico ou digital. absoluto, incremental ou incremental-absoluto. princípio de operação

. linear ou rotativo. analógico ou digital. absoluto, incremental ou incremental-absoluto. princípio de operação 8 - Transdutores Um transdut or é um equipamento que converte variações de uma determinada grandeza física em outra. Por exemplo, um transdut or de posição converte variações de movimento em um sinal de

Leia mais

Edson Duarte Sistemas Eletropneumáticos Lista Geral

Edson Duarte Sistemas Eletropneumáticos Lista Geral 1) Calcule o volume de ar comprimido necessário para o acionamento de 10 cilindros pneumáticos (modelo A), 4 cilindros pneumáticos com retorno por mola (modelo B) e 2 cilindros sem haste (modelo C), todos

Leia mais

AUC1. Circuitos Eletrohidráulicos e Eletropneumáticos. Parte III 14/02/2015 1

AUC1. Circuitos Eletrohidráulicos e Eletropneumáticos. Parte III 14/02/2015 1 AUC1 Circuitos Eletrohidráulicos e Eletropneumáticos Parte III 14/02/2015 1 Atuadores 14/02/2015 2 Atuador Pneumático Os atuadores pneumáticos, assim como os atuadores hidráulicos, são componentes que

Leia mais

Unocode 299 * * * * O que há de melhor em corte de chaves. Máquina construída conforme Padrões CE (Comunidade Européia)

Unocode 299 * * * * O que há de melhor em corte de chaves. Máquina construída conforme Padrões CE (Comunidade Européia) Unocode 299 Unocode 299 Unocode 299 é uma máquina eletrônica da Silca para duplicação de chaves planas usadas em fechaduras de portas. Unocode 299 é uma máquina de última geração projetada para operar

Leia mais

Prof. Daniel Hasse. Robótica Industrial

Prof. Daniel Hasse. Robótica Industrial Prof. Daniel Hasse Robótica Industrial Aula 02 - Robôs e seus Periféricos Tipos de Sistemas de Controle Volume de Trabalho Dinâmica e Precisão dos Movimentos Sistemas de Acionamentos Garras Tipos de Sistemas

Leia mais

GUINDASTE CONTROLADO POR PC ATRAVÉS DE INTERFACE SERIAL RS- 232

GUINDASTE CONTROLADO POR PC ATRAVÉS DE INTERFACE SERIAL RS- 232 GUINDASTE CONTROLADO POR PC ATRAVÉS DE INTERFACE SERIAL RS- 232 Carlos Renato Borges dos Santos Instituto Federal de Minas Gerais - IFMG Departamento de Engenharia Elétrica Campus Formiga MG carlos.renato@ifmg.edu.br

Leia mais

Manual de Instrução do Medidor Interno da Balança de Carga

Manual de Instrução do Medidor Interno da Balança de Carga !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Manual de Instrução do Medidor Interno da Balança de Carga Panorama Geral de Instalação A instalação da balança

Leia mais

GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional. O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21

GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional. O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21 GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional Visita 4B no Stand # 500 O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21 Uma apresentação por Johnny

Leia mais

Conversor flex para 4 injetores + sistema de partida a frio

Conversor flex para 4 injetores + sistema de partida a frio Tflex4 APRESENTAÇÃO E CARACTERÍSTICAS Os Conversores Flex TFLEX4full, TFLEX4full + e TFLEX4full ++ são módulos eletrônicos desenvolvidos para serem aplicados em veículos com injeção eletrônica de combustível

Leia mais

Electrónica de bus de campo e I/O

Electrónica de bus de campo e I/O Electrónica G2-1 Cablagem e conexão Conector 4 pinos fêmea em M12 com cabo (alimentação de potência) Profibus DP e DeviceNet Descrição A B C D E Peso Referência Conector 4 pinos fêmea com cabo 35,0 20,0

Leia mais

Dados técnicos Guindaste sobre esteiras HS 895 HD

Dados técnicos Guindaste sobre esteiras HS 895 HD Dados técnicos Guindaste sobre esteiras HS 895 HD Dimensões Máquina básica com carro inferior R 9760 3650 10000 5480 3675 2445 1810 3950 1610 1700 7945 9360 3975 1720 R 6360 1100 6800 620 17380 Peso operacional

Leia mais

Artigo Descrição Núm. do artigo Cabo de conexão universal Cabo de conexão, fêmea-fêmea, universal

Artigo Descrição Núm. do artigo Cabo de conexão universal Cabo de conexão, fêmea-fêmea, universal Cabos Os cabos de tomada que se utilizam são especialmente robustos, fabricados por Amphenol (serie C 16 1/7pin) ou Binder (serie 693/7pin) para as balanças WL 103 e Fischer (tipo 104/4pin) para a WL 104.

Leia mais

CONHECIMENTO ESPECÍFICO

CONHECIMENTO ESPECÍFICO CONHECIMENTO ESPECÍFICO 6. O PID (Proporcional Integral Derivativo) é comumente usado na automação industrial para se encontrar um erro entre a entrada e a saída de um processo qualquer. Nesse processo,

Leia mais

hardwarecar.com.br 1 Tecla para acionamento do freio de largada e Reset dos cronômetros e Mapas. 4 Teclas para navegação e programações.

hardwarecar.com.br 1 Tecla para acionamento do freio de largada e Reset dos cronômetros e Mapas. 4 Teclas para navegação e programações. Tecla para acionamento do freio de largada e Reset dos cronômetros e Mapas. 4 Teclas para navegação e programações. A saída do chicote esta localizada na parte traseira ou inferior do. hardwarecar.com.br

Leia mais

MÓDULO DE SEGURANÇA FLEXÍVEL G9SX

MÓDULO DE SEGURANÇA FLEXÍVEL G9SX MÓDULO DE SEGURANÇA FLEXÍVEL G9SX A a l t e r n a t i v a l ó g i c a e m c o n t r o l o d e s e g u r a n ç a» F l e x i b i l i d a d e n a a p l i c a ç ã o» D i a g n ó stico c l a ro» F á c i l m

Leia mais

Enroladores de Cabos - Contrapeso. Sistemas de Recuperação

Enroladores de Cabos - Contrapeso. Sistemas de Recuperação Enroladores de Cabos - Contrapeso Sistemas de Recuperação As figuras acima ilustram os tipos de acionamento a contrapeso. Na figura 7a temos o acionamento direto, na 7b, o acionamento direto através de

Leia mais

Sensores e Atuadores (2)

Sensores e Atuadores (2) (2) 4º Engenharia de Controle e Automação FACIT / 2009 Prof. Maurílio J. Inácio Atuadores São componentes que convertem energia elétrica, hidráulica ou pneumática em energia mecânica. Através dos sistemas

Leia mais

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC.

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente alternada 110/220V. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

100% electricity. Correção automática do fator de potência

100% electricity. Correção automática do fator de potência 100% electricity Correção automática do fator de potência Correção Automática do Fator de Potência Controladores automáticos do fator de potência DCRK DCRJ Programação digital Configuração com 5 ou 7 estágios,

Leia mais

www.modelix.com.br Página 01

www.modelix.com.br Página 01 OBJETIVO Este guia tem como objetivo a capacitação ao uso dos componentes mais específicos e o entendimento de seus modos de funcionamento. A Modelix está disponibilizando este guia junto a uma vasta gama

Leia mais

Descrição B. Cilindro sensor PD 40..

Descrição B. Cilindro sensor PD 40.. Descrição B Cilindro sensor PD 40.. PT 1. Segurança 2 2. unção 3 3. Transporte 8 4. Montagem 8 5. Instalação 9 6. Comissionamento 10 7. uncionamento/operação 10 8. Eliminação de falhas / Reparação 11 9.

Leia mais

UNICAMP Faculdade de Engenharia Elétrica

UNICAMP Faculdade de Engenharia Elétrica UNICAMP Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação EA-617 Introdução à Simulação Analógica Experiência 4: Equipamentos ECP 1 Sumário 1 Introdução 1 2 Descrição dos Sistemas 2 2.1 Emulador Industrial...............................

Leia mais

Técnico/a de Refrigeração e Climatização

Técnico/a de Refrigeração e Climatização Técnico/a de Refrigeração e Climatização 1315 Eletricidade e eletrónica - programação de autómatos 2013/ 2014 Gamboa 1 Introdução Automação, estudo dos métodos e procedimentos que permitem a substituição

Leia mais

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO Pág.:1 MÁQUINA: MODELO: NÚMERO DE SÉRIE: ANO DE FABRICAÇÃO: O presente manual contém instruções para instalação e operação. Todas as instruções nele contidas devem ser rigorosamente seguidas do que dependem

Leia mais

Para painel, com botão de teste. 2 ou 3 reversíveis 10A. 34,5 x 34,5 x 55mm.

Para painel, com botão de teste. 2 ou 3 reversíveis 10A. 34,5 x 34,5 x 55mm. Relés Industriais TNA T OP Sub-miniatura painel. 2 reversíveis - 10A. 4 reversíveis - 5A. LED, botão de teste e trava. 28 x 21,5 x 35mm. Para painel, com botão de teste. 2 ou 3 reversíveis 10A. 34,5 x

Leia mais

CLP s9300. CLP s9300 revisão 1 - Página 1 de 8

CLP s9300. CLP s9300 revisão 1 - Página 1 de 8 CLP s9300 CLP s9300 revisão 1 - Página 1 de 8 Controlador Lógico Programável s9300 Descrição: O CLP s9300 (Controlador Lógico Programável) é o módulo que possui um alto nível de integração entre seus componentes.

Leia mais

Controlador do Grupo do Motor QS QSE-CI-4M-D Controlador de Motor CA 4 Saídas. Unidade Energi Savr NodeTM. Painel de parede seetouch QSR.

Controlador do Grupo do Motor QS QSE-CI-4M-D Controlador de Motor CA 4 Saídas. Unidade Energi Savr NodeTM. Painel de parede seetouch QSR. LUTRON LUTRON R Controlador do Grupo do Motor QS QSE-CI-4M-D Controlador de Motor CA 4 Saídas Controlador do Grupo do Motor QS O controlador do grupo do motor QS consiste numa interface que disponibiliza

Leia mais

ANEXO I. Medidas (Largura, Altura, Profundidade): 45 mm, 20 mm, 15 mm; Parafusos e porcas para fixação e espaçadores se necessário;

ANEXO I. Medidas (Largura, Altura, Profundidade): 45 mm, 20 mm, 15 mm; Parafusos e porcas para fixação e espaçadores se necessário; ANEXO I Lista de peças com características pré-definidas. Peças que não possuem características aqui descritas podem ser escolhidas de forma a serem integradas com as peças dos Anexos II e III e a placa

Leia mais

ITALWIN Prestige Smart

ITALWIN Prestige Smart Guia do Usuário 1 ITALWIN COMPONENTES MOTOR 250W /36V - Dianteiro BATERIAS - Lítio -Ion - 36 Volts/09 AmpéresHora RECARREGADOR - Recarregador inteligente com display em LED VELOCIDADE - 25 km/h (depend.

Leia mais

Composição do MDK-Prog e MDK-Prog Plus

Composição do MDK-Prog e MDK-Prog Plus A Modelix Robotics está lançando no mercado brasileiro dois kits de Robótica aplicada, ideal para quem deseja iniciar o aprendizado de programação de robôs e eletrônica, usando o Software Modelix System

Leia mais

Vigilância Remota. Distância não faz diferença

Vigilância Remota. Distância não faz diferença Vigilância Remota Distância não faz diferença Para nossos clientes valiosos, Obrigado por escolher este produto. Você vai se surpreender com as úteis funções que este produto oferece, especialmente pelo

Leia mais

Estações Hidrológica Automática. Acompanha. Especificações Técnicas HIDROLOGIA

Estações Hidrológica Automática. Acompanha. Especificações Técnicas HIDROLOGIA Estações Hidrológica Automática A Estação Hidrológica Automática EHA-2N é um sistema combinado de medição para nível e chuva com coleta de dados por meio de PC com comunicação via USB e transmissão de

Leia mais

Automação. Indústria smart. Smart factory basic set. Indústria smart. Smart factory basic set. Lucas Nülle GmbH Página 1/6 www.lucas-nuelle.

Automação. Indústria smart. Smart factory basic set. Indústria smart. Smart factory basic set. Lucas Nülle GmbH Página 1/6 www.lucas-nuelle. Automação Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automation trainers, mechatronics trainers, PLC trainers Indústria smart Indústria smart A indústria smart representa,

Leia mais

Automação. IMS Industrial mechatronics system. Lucas Nülle GmbH Página 1/15

Automação. IMS Industrial mechatronics system. Lucas Nülle GmbH Página 1/15 Automação Acquire practical and project-oriented laboratory skills and expertise: Automation trainers, mechatronics trainers, PLC trainers IMS Industrial mechatronics system Lucas Nülle GmbH Página 1/15

Leia mais

ZIGUEZAGUE ELETRÔNICA ZJ-2290

ZIGUEZAGUE ELETRÔNICA ZJ-2290 ZIGUEZAGUE ELETRÔNICA ZJ-2290 05-01 01- ESPECIFICAÇÕES CORTADOR DE LINHA AUTOMÁTICO. POSICIONAMENTO DE AGULHA. LEVANTADOR AUTOMÁTICO DO CALCADOR LANÇADEIRA DE TITÂNIO POSSUI MOTOR DE PASSO PARA MOVIMENTAR

Leia mais

Manual. MOVITRAC B Desligamento seguro Aplicações. Edição 06/2007 11468793 / BP

Manual. MOVITRAC B Desligamento seguro Aplicações. Edição 06/2007 11468793 / BP Motoredutores \ Redutores Industriais \ Conversores de freqüência \ Automação \ Service Desligamento seguro Aplicações Edição 06/007 6879 / BP Manual SEW-EURODRIVE Driving the world Índice Indicações importantes...

Leia mais

SISTEMA DE APONTAMENTO

SISTEMA DE APONTAMENTO Introdução SISTEMA DE APONTAMENTO Alunos: Lucas Castro Faria Carolina do Amaral Galhardo Orientador: Hans Ingo Weber Foi feito um estudo para aquisição de dados através da placa NI USB-6229, usando o programa

Leia mais

NX-PLASMA MANUAL DO USUARIO V1.2

NX-PLASMA MANUAL DO USUARIO V1.2 MANUAL DO USUARIO V1.2 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2014 - Todos os direitos Reservados Atualizado em: 23/10/2014 IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia

Leia mais

Emb. Ref. 20 6110 10 1 módulo borne automático 1. 20 6110 00 1 módulo 1. 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1. 10 6120 10 2 módulos borne automático 2

Emb. Ref. 20 6110 10 1 módulo borne automático 1. 20 6110 00 1 módulo 1. 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1. 10 6120 10 2 módulos borne automático 2 6110 10 6120 10 6110 21 6120 16 Emb. Ref. 10 A - 250 V9 módulos 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120 10 2 módulos borne automático 2 10

Leia mais

Rua Guajajaras, 40 sala 306 Centro CEP 30180-100 Belo Horizonte MG Telefones: 55 31 3232-0400 Fax: 55 31 3232-0401 comercial@utili.com.

Rua Guajajaras, 40 sala 306 Centro CEP 30180-100 Belo Horizonte MG Telefones: 55 31 3232-0400 Fax: 55 31 3232-0401 comercial@utili.com. DESCRIÇÃO O PME-500-TR representa um grande avanço em sistemas para teste de disjuntores, devido ao seu avançado método de controle, acessórios disponíveis e simplicidade de uso. O equipamento economiza

Leia mais

Estudo do sistema de IHM para automação de sistema de renovação de água dos chillers em processo de abate de aves.

Estudo do sistema de IHM para automação de sistema de renovação de água dos chillers em processo de abate de aves. Estudo do sistema de IHM para automação de sistema de renovação de água dos chillers em processo de abate de aves. TIAGO NELSON ESTECECHEN tiago_cascavel@hotmail.com UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ

Leia mais

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões Conv. USB-Serial Baudrate, stop bit e nro de dados programável. Baudrate de 1200 a 38400 bauds. Emula porta COM virtual. Led de indicação de operação como conversor USB-serial. Não possui linhas de controle

Leia mais

1) Entendendo a eletricidade

1) Entendendo a eletricidade 1) Entendendo a eletricidade 1 2) Circuitos Modelix 2 3) Utilizando o Sistema Esquemático Modelix-G (Modelix-Grafix) 6 4) Fazendo montagens com os Circuitos Modelix 7 5) Exercícios para treinar 8 Objetivo:

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE EXPERIMENTOS LABORATORIAIS PARA O ENSINO DE MECATRÔNICA

DESENVOLVIMENTO DE EXPERIMENTOS LABORATORIAIS PARA O ENSINO DE MECATRÔNICA DESENVOLVIMENTO DE EXPERIMENTOS LABORATORIAIS PARA O ENSINO DE MECATRÔNICA Gilva Altair Rossi 1 ; José Maria Galvez 2 ; Douglas Iceri Lasmar 3 Universidade Federal de Minas Gerais, Departamento de Engenharia

Leia mais

NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2

NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2 NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2014 - Todos os direitos Reservados Atualizado em: 24/09/2014 IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex

Leia mais

Bancada Didática para CLP SIEMENS (LOGO!) - XC123 -

Bancada Didática para CLP SIEMENS (LOGO!) - XC123 - T e c n o l o g i a Bancada Didática para CLP SIEMENS (LOGO!) - XC123 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Bancada Didática para CLP SIEMENS (LOGO!)

Leia mais

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Additional Manual do Information Produto be certain. 100-238-343 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Eletrônica Laboratório de Informática Industrial

Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Eletrônica Laboratório de Informática Industrial Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Eletrônica Laboratório de Informática Industrial 1 2 a AULA Controlador Lógico Programável: Características de software.

Leia mais

Manual de Operação. Impressora Térmica Não fiscal ZP220 UBT 1-12

Manual de Operação. Impressora Térmica Não fiscal ZP220 UBT 1-12 Manual de Operação Impressora Térmica Não fiscal ZP220 UBT 1-12 1. INTRODUÇÃO ZP220-UBT é uma impressora térmica top de linha que trabalha em alta velocidade de impressão, baixo nível de ruído de impressão,

Leia mais

Guião do Trabalho Laboratorial Nº 11 Controlo de um Elevador Hidráulico

Guião do Trabalho Laboratorial Nº 11 Controlo de um Elevador Hidráulico SISEL Sistemas Electromecânicos Guião do Trabalho Laboratorial Nº 11 Controlo de um Elevador Hidráulico GRIS Group of Robotics and Intelligent Systems Homepage: http://www.dee.isep.ipp.pt/~gris Email:

Leia mais

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br Acessando a Porta Paralela com o Delphi Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Introdução A Porta Paralela pode ser usada de forma a permitir a interface do computador com o mundo externo para acionamento

Leia mais

S O IC N Â C E etro) M O TR C (taquím LE E S étrico TO N E M A o taquim C C V o Transdutores Transdutores de velocidade: dínam E E T D IP

S O IC N Â C E etro) M O TR C (taquím LE E S étrico TO N E M A o taquim C C V o Transdutores Transdutores de velocidade: dínam E E T D IP Accionamentos Electromecânicos / Selecção de Conversores Carlos Ferreira 1 Para fechar a malha é necessária a utilização de transdutores das variáveis. Conforme a grandeza a controlar assim é o transdutor

Leia mais

Manual. Interface de software MOVIVISION. Edição 07/2005 FE320000 11362898 / BP

Manual. Interface de software MOVIVISION. Edição 07/2005 FE320000 11362898 / BP Motoredutores \ Redutores Industriais \ Conversores de freqüência \ Automação \ Service Interface de software MOVIVISION FE320000 Edição 07/2005 11362898 / BP Manual SEW-EURODRIVE Driving the world Índice

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Receptor HD ISDB-T

MANUAL DO USUÁRIO. Receptor HD ISDB-T MANUAL DO USUÁRIO Receptor HD ISDB-T Painel Frontal e Traseiro Painel Frontal: USB CH- CH+ POWER 1 2 3 4 Painel Traseiro: RF IN RF OUT COAXIAL R L VIDEO DC IN HD 5 6 7 8 9 10 11 12 1. Porta USB 2.0: Entrada

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

Camada Física. Camada Física

Camada Física. Camada Física Camada Física Camada Física lida com a transmissão pura de bits definição do meio físico, níveis de tensão, duraçãodeumbit,taxade transmissão,comprimento máximo, construção dos conectores 1 Camada Física

Leia mais