Lista de Exercícios: Vantagem Estratégica. Exercício 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lista de Exercícios: Vantagem Estratégica. Exercício 1"

Transcrição

1 Lista de Exercícios: Vantagem Estratégica Exercício 1 Pedido: Escreva abaixo de cada definição o nome do termo correspondente, entre os citados abaixo: Termos Ação estratégica de diferenciação Ação estratégica de liderança em custo Capacidade de uma empresa ágil Capacidade de uma empresa ágil Característica de empresa virtual: adaptabilidade Característica de empresa virtual: baseada em confiança Conceito de ação estratégica Conceito de empresa ágil Conceito de Empresa virtual Criação de custos de troca Erguer barreiras ao ingresso. Sistema de aprendizagem adaptativa Definições: Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando a tecnologia da informação para obter uma vantagem estratégica ou reduzir sua desvantagem competitiva. Procura sempre reduzir substancialmente o custo de seus processos empresariais e o custo dos seus clientes e fornecedores, ou aumentar o custo da concorrência. Desenvolve novos métodos para diferenciar seus produtos e serviços no mercado, ou diminuir as vantagens nas diferenças positivas dos concorrentes atuais. A eficiência operacional atingida com o aumento no investimento ou pela complexidade da tecnologia necessária, pode desencorajar organizações que já estão no mercado e até impedir que empresas de fora ingressem no ramo de atividades Muitas empresas estão montando sistemas para administrar o conhecimento organizacional com o objetivo de ajudar os trabalhadores do conhecimento a criarem, organizarem e disponibilizarem o conhecimento na organização. Uma empresa que usa tecnologia da informação para conectar pessoas, recursos e idéias, e que é interligada pela Internet, intranets e extranets, possui algumas características básicas que a tornam bastante competitiva nos mercados mundiais dinâmicos de hoje. Uma empresa baseada em confiança significa que os seus sócios devem demonstrar confiança mútua em suas relações comerciais. A adaptabilidade significa que a empresa deve ser capaz de se adaptar a um ambiente de negócios diversificado e em rápida transformação.

2 Os investimentos em tecnologia podem criar dependência do uso contínuo de sistemas de informação inovadores e vantajosos, fazendo com que haja hesitação em gastar tempo, dinheiro e esforço na substituição pela concorrência. O desempenho competitivo de uma organização depende muito da tecnologia da informação para prosperar em mercados em constante mudança e fragmentação de produtos e serviços de qualidade. Ela combina as estruturas organizacionais múltiplas e flexíveis que utiliza, preparando-se para enfrentar as rápidas transformações. Além disso, aproveita ao máximo o impacto competitivo de todo o seu pessoal e dos recursos de informações existentes em nossos dias.

3 Exercício 2 Pedido: Para cada conceito abaixo, escreva o nome da ação estratégica competitiva complementar correspondente: 1) A formação de relações valiosas pode ocorrer com investimentos em tecnologia da informação, oferecendo melhor qualidade de atendimento, impedindo que a empresa seja abandonada em favor doa organizações concorrentes do mercado. 2) Os investimentos em tecnologia podem criar dependência do uso contínuo de sistemas de informação inovadores e vantajosos, fazendo com que haja hesitação em gastar tempo, dinheiro e esforço na substituição pela concorrência. 3) A eficiência operacional atingida com o aumento no investimento ou pela complexidade da tecnologia necessária, pode desencorajar organizações que já estão no mercado e até impedir que empresas de fora ingressem no ramo de atividades.

4 Pedido: Preencha as Lacunas em cada frase a seguir: Exercício 3 1. Os sistemas de informação fornecem a uma empresa produtos e serviços competitivos que lhe conferem uma vantagem estratégica sobre suas concorrentes no mercado. 2. Uma empresa pode sobreviver e ter sucesso no longo prazo se desenvolver estratégias para enfrentar as cinco que definem a estrutura da competição em seu ramo de atividades. 3. Uma estratégia de é uma estratégia pela qual uma empresa procura usar TI para diferenciar seus produtos e serviços dos de seus concorrentes a fim de obter uma vantagem. 4. Uma estratégia de é utilizada por uma empresa que procura encontrar novas maneiras de produzir ou distribuir seus produtos e serviços que sejam tão diferentes do modo como um negócio tem sido conduzido para que possam alterar a estrutura fundamental do ramo de atividades. 5. Uma estratégia de é uma estratégia competitiva pela qual uma empresa procura expandir significativamente sua capacidade a fim de produzir bens e serviços, expansão para mercados mundiais e diversificação em novos produtos e serviços. 6. Uma estratégia de é uma estratégia pela qual uma empresa procura novos vínculos e alianças comerciais com clientes, fornecedores, concorrentes, consultores e outras empresas. 7. Quando clientes ou fornecedores se tornam dependentes do uso contínuo de sistemas de informação inovadores e mutuamente vantajosos desenvolvidos por uma empresa, a empresa tem obtido sucesso na criação de. 8. Se uma empresa teve sucesso no aumento da quantidade de investimento ou na complexidade da tecnologia necessária para competir em um segmento do mercado, ela tem levantado 9. O conceito de encara uma empresa como uma série de atividades básicas que adicionam valor a seus produtos e serviços e, com isso, adicionam uma margem de valor para a empresa. 10. é uma reformulação fundamental e reestruturação radical dos processos empresariais para obter melhorias no custo, qualidade, velocidade e atendimento. 11 O(A) utiliza uma multiplicidade de ferramentas e métodos para buscar o aprimoramento da qualidade, produtividade, flexibilidade, oportunidade e sensibilidade ao cliente. 12 no desempenho competitivo é a capacidade de uma empresa de prosperar em mercados mundiais em rápida transformação e constante fragmentação para produtos e serviços de alta qualidade e desempenho e configurados para o cliente. 13. Um(a) é uma organização que utiliza tecnologia da informação para conectar pessoas, recursos e idéias.

5 14. As seis características básicas de empresas virtuais bem-sucedidas incluem: adaptabilidade,, excelência, tecnologia, sem fronteiras e baseada em confiança. 15. A característica de de uma empresa virtual bem-sucedida significa que ela deve ser capaz de se adaptar a um ambiente de negócios diversificado e em rápida transformação. 16. A característica de de uma empresa virtual bem-sucedida significa que ela deve possuir excelência de primeira linha e classe internacional nas competências necessárias para que tenha sucesso. 17. A característica de de uma empresa virtual bem-sucedida significa que ela deve fornecer tecnologia da informação de classe internacional e outras tecnologias necessárias em todas as soluções para os clientes. 18. A característica de ser de uma empresa virtual bem-sucedida significa que os sócios devem ser dignos e demonstrar confiança mútua em suas relações comerciais uns com os outros. 19. Nas empresas criadoras de conhecimento, o conhecimento exige dados, documentos e coisas escritas ou armazenadas em computadores. 20. Nas empresas criadoras de conhecimento, o conhecimento lida com os como fazer do conhecimento, que residem nos trabalhadores. 21. Os sistemas de administração do conhecimento (KMS) são, às vezes, chamados sistemas de porque criam ciclos de aprendizagem organizacional chamados circuitos de aprendizagem. 22. Muitas empresas estão utilizando um(a) com estratégias posicionadas em quadrantes que podem ajudá-las a identificar onde concentrar seu uso da Internet para ganhar vantagem competitiva. 23. Uma empresa que entra no quadrante de da matriz de posicionamento estratégico deve capitalizar um alto grau de conectividade de clientes e concorrentes e de uso da TI. 24. Os usos comerciais estratégicos do(a) para muitas empresas podem resultar em drásticos aumentos na flexibilidade, agilidade e sensibilidade no desenvolvimento a novos produtos e serviços e podem fornecer oportunidades significativas para obtenção de vantagem competitiva. 25. Leis antitruste, patentes e intervenção governamental são fatores que podem afetar o sucesso estratégico e sustentação de sistemas de informação estratégica em uma organização. 26. Posição exclusiva no setor, alianças, vantagens, recursos tecnológicos e recursos de conhecimento são considerados fatores de que podem afetar o sucesso estratégico e sustentação de sistemas de informação estratégica em uma organização. 27. Uma empresa que encara a TI como despesa e não está disposta a investir em computação, sem falar nos sistemas de informação está posicionada no nível.

6 Exercício 4 Pedido: Responda as perguntas a seguir: 1. Suponha que você seja um gerente e seja forçado a utilizar tecnologia da informação para ganhar uma vantagem competitiva em um mercado importante para sua empresa. Que objeções você poderia ter em relação a fazer isto? 2. Como uma empresa poderia utilizar tecnologia da informação para aumentar os custos de troca e reter seus clientes e fornecedores? Utilize exemplos em apoio a suas respostas. 3. Como uma empresa poderia aproveitar seu investimento em tecnologia da informação para construir uma plataforma estratégica de TI que funcione como uma barreira ao ingresso de novos concorrentes em seus mercados? 4. Que papel estratégico a tecnologia da informação pode desempenhar na reengenharia de processos empresariais e na gestão da qualidade total? 5. Como a tecnologia da informação pode ajudar uma empresa a formar alianças estratégicas com seus clientes, fornecedores e outros? 6. Como uma empresa poderia utilizar a Internet, intranets ou extranets para constituir uma empresa virtual ou tornar-se uma concorrente ágil? FIM

Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação

Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação Exercício 1: Leia o texto abaixo e identifique o seguinte: 2 frases com ações estratégicas (dê o nome de cada ação) 2 frases com características

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Capítulo 5 Sistemas de Informação para Vantagem Estratégica

Capítulo 5 Sistemas de Informação para Vantagem Estratégica Capítulo 5 Sistemas de Informação para Vantagem Estratégica SEÇÃO I: Fundamentos da Vantagem Estratégica Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

CAPÍTULO 2. Competindo com tecnologia da Informação

CAPÍTULO 2. Competindo com tecnologia da Informação CAPÍTULO 2. Competindo com tecnologia da Informação VISÃO GERAL DO CAPÍTULO O objetivo do capítulo é lhe apresentar os conceitos fundamentais da vantagem estratégica por meio da tecnologia da informação

Leia mais

Gestão do conhecimento

Gestão do conhecimento 1 Gestão do conhecimento Inteligência empresarial Aproveitar o saber-fazer organizacional Apoio ao desempenho Interacção com as bases de dados operacionais Construção de redes periciais Criação, partilha

Leia mais

Objectivos. e explicar de que formas as TI podem ser utilizadas para ganhar vantagens competitivas. tecnologias da informação.

Objectivos. e explicar de que formas as TI podem ser utilizadas para ganhar vantagens competitivas. tecnologias da informação. Capítulo 2 1 Enfrentar a concorrência com tecnologias da informação 2 Objectivos ƒ Identificar estratégias de concorrência básicas e explicar de que formas as TI podem ser utilizadas para ganhar vantagens

Leia mais

VANTAGEM ESTRATÉGICA. Assunto: Administração do Conhecimento

VANTAGEM ESTRATÉGICA. Assunto: Administração do Conhecimento 1 VANTAGEM ESTRATÉGICA Assunto: Administração do Conhecimento Objetivos do capítulo: 1. Explicar como os sistemas de administração do conhecimento podem ajudar na iniciativa de construir uma empresa geradora

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

AGILIDADE ORGANIZACIONAL

AGILIDADE ORGANIZACIONAL PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO AGILIDADE ORGANIZACIONAL Destaques do Estudo O lento crescimento econômico e as prioridades mutantes do mercado global criaram um ambiente de negócios complexo

Leia mais

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas 10 Minutos sobre práticas de gestão de projetos Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas Destaques Os CEOs de setores que enfrentam mudanças bruscas exigem inovação

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A

8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A 8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A Adriane Hartman Fábio Gomes da Silva Dálcio Roberto dos Reis Luciano Scandelari 1 INTRODUÇÃO Este artigo pretende mostrar

Leia mais

Segurança sem complicações. os ambientes virtuais SECURITY FOR VIRTUAL AND CLOUD ENVIRONMENTS

Segurança sem complicações. os ambientes virtuais SECURITY FOR VIRTUAL AND CLOUD ENVIRONMENTS Segurança sem complicações para todos os ambientes virtuais SECURITY FOR VIRTUAL AND CLOUD ENVIRONMENTS Proteção ou desempenho? O número de máquinas virtuais ultrapassou o de máquinas físicas em 2009.

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas

Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas BOLETIM INFORMATIVO Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas Oferecido por: HP Gard Little Julho de 2014 Elaina Stergiades OPINIÃO DA IDC Ao planejar a adoção de novas tecnologias

Leia mais

Afiliados. Uma visão geral da sua oportunidade de ser um Afiliado Uglii. Every Business Every Country

Afiliados. Uma visão geral da sua oportunidade de ser um Afiliado Uglii. Every Business Every Country Afiliados Uma visão geral da sua oportunidade de ser um Afiliado Uglii Every Business Every Country Copyright SISS 2011 Oportunidade para Afiliados 18 de janeiro de 2011 Página 1 de 11 Índice Sumário...

Leia mais

CA Clarity PPM. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Clarity PPM. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DO PRODUTO CA Clarity PPM agility made possible O CA Clarity Project & Portfolio Management (CA Clarity PPM) o ajuda a inovar com agilidade, a transformar seu portfólio com confiança e a manter os

Leia mais

Disciplina: Gestão Estratégica de TI Profº: João Carlos da Silva Junior

Disciplina: Gestão Estratégica de TI Profº: João Carlos da Silva Junior Disciplina: Gestão Estratégica de TI Profº: João Carlos da Silva Junior Conceitos Por que eu preciso deste curso? Não sou de TI Sou de TI conteúdo utilizado exclusivamente para fins didáticos 2 Não sou

Leia mais

As Organizações e a Teoria Organizacional

As Organizações e a Teoria Organizacional Página 1 de 6 As Organizações e a Teoria Organizacional Autora: Sara Fichman Raskin Este texto é totalmente baseado no primeiro capítulo do livro Organizational theory: text and cases, do autor Jones Gareth,

Leia mais

Cooperativas articuladas em rede e o mercado: o sucesso das estratégias da Cooperação Cooperativa Mondragón.

Cooperativas articuladas em rede e o mercado: o sucesso das estratégias da Cooperação Cooperativa Mondragón. Cooperativas articuladas em rede e o mercado: o sucesso das estratégias da Cooperação Cooperativa Mondragón. Letícia Cristina Bizarro Barbosa 1. Introdução Com o mercado cada vez mais competitivo, as empresas

Leia mais

EGC Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação

EGC Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação EGC Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação Resenha Crítica: Qual a relação entre competitividade, gestão do conhecimento e tecnologia da informação? Paulo Fernando da Silva Para discutirmos a relação

Leia mais

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves Plano de Negócios Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves 1 Instituto de Informática Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Caixa Postal 15.064 91.501-970

Leia mais

O IMPACTO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO RH

O IMPACTO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO RH O IMPACTO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO RH RESUMO Denise Felber 1 Helmuth Grossmann Jr. 2 Ângela Maria Reginaldo Brun 3 Fernando Krein Pinheiro 4 Liliane Carina Janner 5 A crescente competitividade faz

Leia mais

ÍNDICE. Apresentação. Conceito de rede. Redes organizacionais. Redes e o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) Características da atuação em rede

ÍNDICE. Apresentação. Conceito de rede. Redes organizacionais. Redes e o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) Características da atuação em rede #10 ATUAÇÃO EM REDE ÍNDICE 1. 2. 3. 4. 5. 6. Apresentação Conceito de rede Redes organizacionais Redes e o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) Características da atuação em rede Sobre a FNQ Apresentação

Leia mais

10.1. Estratégias para desenvolvimento de novos produtos

10.1. Estratégias para desenvolvimento de novos produtos Módulo 10. Planejamento de novos produtos Uma economia sofrendo as conseqüências de um mercado globalizado, onde a concorrência não dorme nem perdoa atrasos ou percalços. Esta é o macro ambiente onde estão

Leia mais

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã Com certeza, esse final de século XX e começo de século XXI mudarão nossas vidas mais do que elas mudaram há 30-40 anos atrás. É muito difícil avaliar como será essa mudança, mas é certo que ela virá e

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES. Tecnologia da Informação; Pesquisa de mercado; Inovação.

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES. Tecnologia da Informação; Pesquisa de mercado; Inovação. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Bruno Correia Souza Universidade Estácio de Sá/ RJ brunoc.souza@yahoo.com.br Orientador: José Carlos Beker Universidade Estácio de Sá/ RJ beker@wb.com.br Viviane

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14 PLANO DE NEGÓCIO EMPRESA (inserir logo) SET/14 Índice 1 INTRODUÇÃO-Sumário Executivo 04 1.1 Identificação da Empresa 04 1.1.1 Histórico da empresa 04 1.1.2 Definição do modelo de negócio 05 1.1.3 Constituição

Leia mais

O papel dos sistemas de informação no ambiente de negócios contemporâneo

O papel dos sistemas de informação no ambiente de negócios contemporâneo O papel dos sistemas de informação no ambiente de negócios contemporâneo Mestrado em Gestão estratégicas de Organizações Disciplina: Sistemas de Informação e Novas Tecnologias Organizacionais Professor:

Leia mais

Otimizada para Crescimento:

Otimizada para Crescimento: Quinta Pesquisa Anual de Mudança na Cadeia de Suprimentos RESUMO REGIONAL: AMÉRICA LATINA Otimizada para Crescimento: Executivos de alta tecnologia se adaptam para se adequar às demandas mundiais INTRODUÇÃO

Leia mais

FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO

FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO CONTEÚDO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO PROMOVIDO PELA www.administrabrasil.com.br - CONCEITO DE PREÇO NOS SERVIÇOS - FATORES DETERMINANTES DOS PREÇOS - ESTRATÉGIAS E ASPECTOS IMPORTANTES PARA

Leia mais

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - CAMPUS DE PARNAÍBA CURSO: Técnico em Informática DISCIPLINA: Empreendedorismo PROFESSORA: CAROLINE PINTO GUEDES FERREIRA ELEMENTOS DO PLANO

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios.

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios. Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Capítulo 2 E-business: como as empresas usam os sistemas de informação

Leia mais

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Uma solução de gerenciamento de nuvens abrangente, segura e flexível Documento técnico de negócios Página 2 Frente às tendências significativas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS Linha de pesquisa: Sistema de informação gerencial Pâmela Adrielle da Silva Reis Graduanda do Curso de Ciências

Leia mais

CompuStream. Como enfrentar a concorrência e tornar sua organização mais lucrativa. Maximilian Immo Orm Gorissen COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream. Como enfrentar a concorrência e tornar sua organização mais lucrativa. Maximilian Immo Orm Gorissen COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. Como enfrentar a concorrência e tornar sua organização mais lucrativa Maximilian Immo Orm Gorissen Com a recente explosão de projetos de compra e venda de produtos

Leia mais

Pós-Graduação Business Intelligence

Pós-Graduação Business Intelligence Pós-Graduação Business Intelligence Tendências de Mercado de Business Intelligence Aula 01 Negócios e Tecnologia da Informação Objetivos da Aprendizagem Discutir as pressões corporativas e as reações que

Leia mais

Conceito e Processo do Planejamento Estratégico

Conceito e Processo do Planejamento Estratégico ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Estratégia de Negócios em TI (Parte 2) Conceito e Processo do Planejamento Prof. Me. Walteno Martins Parreira Jr Vídeo: Os três porquinhos http://www.youtube.com/watch?v=eo4msbm113g

Leia mais

Livro: Gestão do Conhecimento

Livro: Gestão do Conhecimento Livro: Gestão do Conhecimento O grande desafio empresarial Autor: José Cláudio Cyrineu Terra Acadêmica: Camila Corrêa Ricardo Pode-se dizer que a Gestão do Conhecimento, como hoje é entendida, foi uma

Leia mais

Plano Aula 10 24/10/2011. - Exercício de Desenvolvimento Pessoal - Vantagem Competitiva Liderança em Custos

Plano Aula 10 24/10/2011. - Exercício de Desenvolvimento Pessoal - Vantagem Competitiva Liderança em Custos Plano Aula 10 24/10/2011 - Exercício de Desenvolvimento Pessoal - Vantagem Competitiva Liderança em Custos 1 Exercício de Desenvolvimento Pessoal O objetivo deste exercício é praticar os conceitos de Controle

Leia mais

Análise SWOT. A Análise SWOT (FOFA) SWOT e FOFA FUNÇÃO DA SWOT

Análise SWOT. A Análise SWOT (FOFA) SWOT e FOFA FUNÇÃO DA SWOT Análise SWOT A Análise SWOT (FOFA) Prof. Cláudio Márcio cmarcio@gmail.com Diagnóstico estratégico que permite estabelecer relação entre os pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças no ambiente organizacional

Leia mais

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Desafios a serem superados Nos últimos anos, executivos de Tecnologia de Informação (TI) esforçaram-se em

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 11 Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

Aprimoramento através da integração

Aprimoramento através da integração Aprimoramento através da integração Uma parceria para implementar uma solução de aprendizagem em tempo recorde Visão Geral Com mais de 70 anos de excelência na produção de conhecimento no Brasil, a Fundação

Leia mais

COMPETITIVIDADE EM PECUÁRIA DE CORTE

COMPETITIVIDADE EM PECUÁRIA DE CORTE ARTIGOS TÉCNICOS 04/2006 Júlio Otávio Jardim Barcellos Médico Veterinário, D.Sc - Zootecnia Professor Adjunto Depto Zootecnia UFRGS julio.barcellos@ufrgs.br Guilherme Cunha Malafaia Aluno do Curso de Pós

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof. Odilon Zappe Jr Vantagens e Desvantagens do Comércio Eletrônico Vantagens Aumento do número de contatos da empresa com fornecedores e com outras empresas do mesmo ramo, e

Leia mais

UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA

UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA Julho de 2015 Com nuvens privadas de fácil uso concebidas para executar aplicativos corporativos essenciais para os negócios, as principais organizações se beneficiam

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Aula 1 Ementa Fases do Ciclo de Vida do Desenvolvimento de Software, apresentando como os métodos, ferramentas e procedimentos da engenharia de software, podem

Leia mais

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 1. INTRODUÇÃO Gilson da Silva Cardoso Antonio Carlos Francisco Luciano Scandelari O mundo está experimentando

Leia mais

Se já dispõe dum contrato Platts, não perca a oportunidade de melhorá-lo

Se já dispõe dum contrato Platts, não perca a oportunidade de melhorá-lo Bem-vindo A Platts é a principal fonte líder mundial de avaliações de referência de preços nos mercados de energia e produtos petroquímicos no mundo, a Mundopetróleo é distribuidor oficial autorizado da

Leia mais

Orientações para elaborar um. Plano de Negócios

Orientações para elaborar um. Plano de Negócios Orientações para elaborar um Plano de Negócios Maio de 2010 www.nascente.cefetmg.br Página 1 Apresentação Este documento contém um roteiro básico de Plano de Negócios. O objetivo é permitir que o futuro

Leia mais

Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo?

Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo? Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo? As empresas enfrentam cada vez mais riscos climáticos e choques políticos. Como as

Leia mais

Varejo virtual ERA DIGITAL. por Tânia M. Vidigal Limeira FGV-EAESP

Varejo virtual ERA DIGITAL. por Tânia M. Vidigal Limeira FGV-EAESP ERA DIGITAL Varejo virtual Ovolume de operações registrado recentemente no âmbito do comércio eletrônico atesta que a Internet ainda não chegou às suas últimas fronteiras. Vencidas as barreiras tecnológicas

Leia mais

Soluções para Empresas

Soluções para Empresas Soluções para Empresas Promova a formação continuada Acreditamos que o progresso está nas mãos das pessoas. Oferecemos as ferramentas para que uma nova geração de talentos possa aproveitar as oportunidades

Leia mais

O Guia Coach do Coach O livro para quem deseja mudar vidas.

O Guia Coach do Coach O livro para quem deseja mudar vidas. O Guia do Coach O livro para quem deseja mudar vidas. Que livro é este? Este livro foi criado a partir do conteúdo da formação de LIFE COACH do Instituto RM de Coaching. Sendo assim o livro contempla tudo

Leia mais

AUDITORIA EM MEIO MAGNÉTICO

AUDITORIA EM MEIO MAGNÉTICO 1 AUDITORIA EM MEIO MAGNÉTICO VAZ, J.B. 1 RESUMO O avanço tecnológico ocorrido no campo da informática surte efeito nos trabalhos de auditoria contábil. Principalmente por ocorrer um aumento no volume

Leia mais

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados Como as empresas podem usar a nuvem para se adaptar e prosperar em um mercado financeiro em rápida mudança Por Sherwin Uretsky, Aron Dutta

Leia mais

LANCASTER, Kelvin A Economia Moderna. Teoria e Aplicações. Zahar Editores: Rio de Janeiro, 1979.

LANCASTER, Kelvin A Economia Moderna. Teoria e Aplicações. Zahar Editores: Rio de Janeiro, 1979. Economia de Mercado Módulo 10 A ESTRUTURA DO MERCADO OBJETIVO: Desde o surgimento de uma sociedade de mercado, o sistema econômico caracterizava se por um grande número de pequenas empresas. No entanto,

Leia mais

Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1

Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1 Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1 13 OBJETIVOS OBJETIVOS COMO ENTENDER O VALOR EMPRESARIAL DOS SISTEMAS E COMO GERENCIAR A MUDANÇA Como nossa empresa pode medir os benefícios de nossos sistemas

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO Gerenciamento de acesso orientado a conteúdo da CA para SharePoint

RESUMO DA SOLUÇÃO Gerenciamento de acesso orientado a conteúdo da CA para SharePoint RESUMO DA SOLUÇÃO Gerenciamento de acesso orientado a conteúdo da CA para SharePoint Posso possibilitar o negócio e, ao mesmo tempo, proteger o conteúdo confidencial com o Microsoft SharePoint? agility

Leia mais

COMPETIÇÃO BASEADA NO TEMPO. Time-based Competition. Silvana Tiburi Bettiol

COMPETIÇÃO BASEADA NO TEMPO. Time-based Competition. Silvana Tiburi Bettiol COMPETIÇÃO BASEADA NO TEMPO Time-based Competition Silvana Tiburi Bettiol Time is money Será? Ondas de Inovação de Processos Processo evolutivo adaptação da organização ao ambiente Ondas de Inovação de

Leia mais

IX Encuentro de Directores y VIII de Docentes de Escuelas de Bibliotecología y. Ciencia de la Información del Mercosur

IX Encuentro de Directores y VIII de Docentes de Escuelas de Bibliotecología y. Ciencia de la Información del Mercosur IX Encuentro de Directores y VIII de Docentes de Escuelas de Bibliotecología y Ciencia de la Información del Mercosur Montevideo, 3,4 y 5 de octubre de 2012 A Disciplina de Gestão do Conhecimento no Currículo

Leia mais

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir.

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir. 1. A administração de recursos humanos, historicamente conhecida como administração de pessoal, lida com sistemas formais para administrar pessoas dentro da organização. A administração de recursos humanos

Leia mais

Usada originalmente na área militar, esta palavra hoje é bastante usada na área de negócios.

Usada originalmente na área militar, esta palavra hoje é bastante usada na área de negócios. Usada originalmente na área militar, esta palavra hoje é bastante usada na área de negócios. A palavra vem do grego strátegos, que significa "a arte do general". Arte militar de escolher onde, quando e

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

-Resumo- Marketing Internacional Professor Doutor Jorge Remondes. Joana Rita Rodrigues da Silva, Número 7989. Comunicação Empresarial, 2º ano

-Resumo- Marketing Internacional Professor Doutor Jorge Remondes. Joana Rita Rodrigues da Silva, Número 7989. Comunicação Empresarial, 2º ano Marketing Internacional Professor Doutor Jorge Remondes Joana Rita Rodrigues da Silva, Número 7989 Comunicação Empresarial, 2º ano -Resumo- As estratégias de marketing são uma aposta importante tanto para

Leia mais

Gartner Symposium/ITxpo 2014 27 a 30 de outubro São Paulo, Brasil gartner.com/br/symposium

Gartner Symposium/ITxpo 2014 27 a 30 de outubro São Paulo, Brasil gartner.com/br/symposium 27 a 30 de outubro São Paulo, Brasil gartner.com/br/symposium Impulsionando os Negócios Digitais AGENDA track guide Cassio Dreyfuss Diretor da conferência, vice-presidente e líder de pesquisa para o Brasil

Leia mais

Capítulo 1. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. 1.1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall

Capítulo 1. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. 1.1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Capítulo 1 slide 1 1.1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall O novo estádio dos Yankees olha para o futuro Problema: Salários, custos com viagens e ingressos com valores altos,

Leia mais

O que a Postura Consultiva tem a ver com Você

O que a Postura Consultiva tem a ver com Você O que a Postura Consultiva tem a ver com Você Marcelo Egéa M* O que é postura consultiva Criar e sustentar uma marca é um trabalho que exige o máximo de todos na empresa. Alguns têm contato direto com

Leia mais

PLANOS DE PRODUÇÃO E ESTÍMULO À MODERNIZAÇÃO DE INDÚSTRIAS NACIONAIS

PLANOS DE PRODUÇÃO E ESTÍMULO À MODERNIZAÇÃO DE INDÚSTRIAS NACIONAIS PLANOS DE PRODUÇÃO E ESTÍMULO À MODERNIZAÇÃO DE INDÚSTRIAS NACIONAIS Unidade de Política Industrial Diretoria de Desenvolvimento Industrial BRASÍLIA, 28 DE OUTUBRO DE 2015 O Parque Industrial e sua modernização

Leia mais

Um representante é alguém que está onde eu não consigo estar.

Um representante é alguém que está onde eu não consigo estar. DUAS VERDADES IMPORTANTES Um representante é alguém que está onde eu não consigo estar. DUAS VERDADES IMPORTANTES CERCA DE 80% DO PROFISSIONAIS DE VENDAS VEM PARA A ATIVIDADE DE FORMA CIRCUNSTANCIAL E

Leia mais

"BUSSINES PLAN"- PLANO DE NEGÓCIOS

BUSSINES PLAN- PLANO DE NEGÓCIOS "BUSSINES PLAN"- PLANO DE! Os componentes do Business Plan.! Quem precisa fazer um Business Plan! Colocando o Business Plan em ação Autores: Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br) Administrador de Empresas

Leia mais

Sistemas de Informações e o Uso comercial

Sistemas de Informações e o Uso comercial ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - ASI Elabora por Prof.Mestra Rosimeire Ayres Conectan a Empresa à Rede Intranet Internet Extranet B2B B2C B2E C2C As empresas estão se tornan empresas conectadas

Leia mais

Síntese do Projeto Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação PUC Minas/São Gabriel

Síntese do Projeto Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação PUC Minas/São Gabriel PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Instituto de Informática Síntese do Projeto Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação PUC Minas/São Gabriel Belo Horizonte - MG Outubro/2007 Síntese

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Organizações Nenhuma organização existe

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Assegurar a satisfação do cliente no pós-venda, desenvolvendo um relacionamento duradouro entre o vendedor e o cliente, além de conseguir indicações através de um sistema de follow-up (acompanhamento).

Leia mais

Associação de Ensino e Pesquisa Graccho Cardoso S/C LTDA FANESE. Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe

Associação de Ensino e Pesquisa Graccho Cardoso S/C LTDA FANESE. Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe 1 Associação de Ensino e Pesquisa Graccho Cardoso S/C LTDA FANESE Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe Prof. Washington Clay A. Santos Prof. Douglas de Moura Andrade PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Leia mais

Nove Motivos do Porque as Soluções de Implementação Rápida SAP Podem Facilitar a Sua Vida Chegue Onde Quer Chegar, Um Passo de Cada Vez

Nove Motivos do Porque as Soluções de Implementação Rápida SAP Podem Facilitar a Sua Vida Chegue Onde Quer Chegar, Um Passo de Cada Vez Soluções de Implementação Rápida SAP Nove Motivos do Porque as Soluções de Implementação Rápida SAP Podem Facilitar a Sua Vida Chegue Onde Quer Chegar, Um Passo de Cada Vez O Melhor Gerenciador de Negócios

Leia mais

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO.

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. São Paulo - SP 2016 RENAN ROCHA ALVES - RA: 6448758 E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING

Leia mais

Introdução ao Comércio Internacional

Introdução ao Comércio Internacional Comércio Exterior Introdução ao Comércio Internacional Comércio internacional Comércio exterior é o conjunto das compras e vendas de bens e serviços feitos entre países. Quando um país vende um bem ou

Leia mais

Concurso: Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR

Concurso: Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR Concurso: SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA Conteúdo Programático! Recursos Humanos Senado Federal! Recrutamento e Seleção. Avaliação Desempenho. Treinamento e Desenvolvimento.

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

Capítulo 3. Focalizando o novo negócio

Capítulo 3. Focalizando o novo negócio O QUE É UMA EMPRESA? De acordo com Santos (1982), a empresa é comumente definida pelos economistas como uma unidade básica do sistema econômico, cuja principal função é produzir bens e serviços. Os objetivos

Leia mais

PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009

PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009 PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009 Comentário geral: As provas apresentaram grau de dificuldade médio. Não houve uma preocupação da banca em aprofundar os conceitos ou dificultar a interpretação

Leia mais

BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE.

BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE. BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE. TRANSFORME SEU RELACIONAMENTO COM O CLIENTE E SUA RENTABILIDADE O EMC Services Partner Program fornece aos parceiros

Leia mais

Agregando valor com Business Service Innovation

Agregando valor com Business Service Innovation Agregando valor com Business Service Innovation A TI é enorme. Existem tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI Resposta do Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Leia o texto e responda o seguinte: a) identifique os recursos de: Hardware: microcomputadores,

Leia mais

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados 1. Introdução O governo é um dos maiores detentores de recursos da informação. Consequentemente, tem sido o responsável por assegurar que tais recursos estejam agregando valor para os cidadãos, as empresas,

Leia mais

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N Robert Young Gerente de pesquisas de software para gerenciamento de sistemas empresariais C o m o r e p e n s a r o gerenciamento de ativo s d e T I n a e ra da "Internet

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS: A MODERNA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL NA GESTÃO ORGANIZACIONAL

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS: A MODERNA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL NA GESTÃO ORGANIZACIONAL TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS: A MODERNA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL NA GESTÃO ORGANIZACIONAL Aline Aparecida de Oliveira, Ana Carolina da Silva, Christian Roberto de Godoy, Natália Sayuri Suzuki, Thais Rubia Ferreira

Leia mais

Assunto 9 : Tecnologias de Inteligência Artificial nos Negócios

Assunto 9 : Tecnologias de Inteligência Artificial nos Negócios Assunto 9 : Tecnologias de Inteligência Artificial nos Negócios Empresas e outras organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE NÍVEL EMPRESARIAL. Administração Estratégica Conceitos. Autores Peter Wright Mark J. Kroll John Parnell

ESTRATÉGIAS DE NÍVEL EMPRESARIAL. Administração Estratégica Conceitos. Autores Peter Wright Mark J. Kroll John Parnell Administração Estratégica Conceitos Autores Peter Wright Mark J. Kroll John Parnell Alternativas Estratégicas É a estratégia que a alta administração formula para toda a empresa. Reestruturação Empresarial

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

I N F O R M A T I V O T É C N I C O I D C C O M O B S E R V A Ç Õ E S I M P O R T A N T E S S O B R E O S S E T O R E S D O M E R C A D O

I N F O R M A T I V O T É C N I C O I D C C O M O B S E R V A Ç Õ E S I M P O R T A N T E S S O B R E O S S E T O R E S D O M E R C A D O I N F O R M A T I V O T É C N I C O I D C C O M O B S E R V A Ç Õ E S I M P O R T A N T E S S O B R E O S S E T O R E S D O M E R C A D O Gerenciamento do risco e m p r e s a rial : um plano d e a ç ã

Leia mais

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Estruturas de mercado UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Texto para Discussão 1 De acordo com a natureza do mercado em que estão inseridas, as empresas deparam-se com decisões políticas diferentes,

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 9 Telecomunicações e Rede Interconectando a Empresa Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob

Leia mais

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Qual o conceito de empreendedor?...empreendedor é um indivíduo que imagina, desenvolve e realiza visões. Ele está sempre buscando novas idéias e criando

Leia mais