Boletim Técnico TÍTULO: FUNÇÕES OPCIONAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Boletim Técnico TÍTULO: FUNÇÕES OPCIONAIS"

Transcrição

1 Página 01/08 TÍTULO: FUNÇÕES OPCIONAIS SUMÁRIO Informar as Funções Opcionais para as Unidade Evaporadoras da Família Set Free e Trocador de Calor modelo KPI. Este cancela e substitui o BT SET 107 T (Março/2014). 1. DESCRIÇÃO Estas configurações se aplicam as novas placas PCB que possuem o protocolo de comunicação H-Link II. Para que seja possível utilizar as Funções Opcionais é obrigatório a utilização do controle remoto com fio ou o receptor de sinais de controle remoto sem fio. ( Para configurar, somente através do controle remoto com fio ) Unidades Internas (Evaporadoras) RCI-FSNB2, RPC-FSNB3, RPI-FSNB1/2, RPK-FSNSM2/3 e KPI. Na placa de circuito interno da unidade interna (PCB1), há 3 conectores: CN3 (1-2-3), CN7 (1-2-3) e CN8 (1-2-3). Estes podem ser combinados da seguinte forma: Indicação da Porta Porta Selecionada Pino 1 e 2 do Conector CN3 Pino 2 e 3 do Conector CN3 Pino 1 e 2 do Conector CN7 Esquema Pino 1 e 3 do Conector CN7 (*) Pino 1 e 2 do Conector CN8 (*) Não Aplicável para o modelo "RPK" Nota Contato Seco Contato Seco Micro Rele Micro Rele Micro Rele Cód. Entrada / Saída Conf. de Fábrica Tabela 1 Configurações Opcionais da Placa PCB Os ajustes de Entrada ou Saída são efetuados através do controle remoto com fio e devem ser configurados conforme desejado. ATabela 2 nos mostra qual a função que cada entrada/saída pode exercer: Codigo Entrada / Saida Descrição do Código Codigo Entrada / Saida Descrição do Código ENTRADA (INPUT) Sem Função Controle pelo Termostato Remoto (Modo Resfria) Controle pelo Termostato Remoto (Modo Aquece) Comando Liga/Desliga Remoto - Função 1 SAÍDA (OUTPUT) Sem Função Sinal de Operação Sinal de Alarme Sinal de Operação Modo Resfria Comando Liga/Desliga Remoto - Função 2 (Operação) Comando Liga/Desliga Remoto - Função 2 (Desliga) Cancela Comando do Controle Remoto depois da parada forçada Sinal Termostato Ligado, durante Resfriamento Sinal de Operação Modo Aquece Sinal Termostato Ligado, durante Aquecimento Define Modo de Operação Resfria ou Aquece Sinal de Operação do Intercambiador de Calor Não se Aplica Não se Aplica Tabela 2 Configurações Opcionais de Entrada e Saída.

2 Página 02/ Código de Entrada 01 Controle pelo Termostato Remoto (Modo Resfria) Deve-se efetuar as ligações conforme Figura 1 abaixo, utilizando-se um termostato ajustado para a temperatura de resfriamento desejada Código de Entrada 03 Comando Liga/Desliga Remoto Função 1. Efetuando o fechamento entre os pinos 1 e 2 do conector CN3 a Unidade Interna é ligada conforme último ajuste executado através do controle remoto. Efetuando a abertura entre os pinos 1 e 2 do conector CN3 a Unidade Interna é desligada. A ligação deverá ser executada conforme Figura 3 abaixo: Figura 1 Esquema de Ligação para Opcional Termostato de Resfriamento. Figura 3 Esquema de Ligação para Opcional Liga / Desliga Remoto Código de Entrada 02 Controle pelo Termostato Remoto (Modo Aquece). Deve-se efetuar as ligações conforme Figura 2 abaixo, utilizando-se um termostato ajustado para a temperatura de aquecimento desejada Código de Entrada 04 - Comando Liga/Desliga Remoto Função 2 (Operação). Efetuando o fechamento instantâneo (pulso) entre os pinos 2 e 3 do conector CN3 a Unidade Interna é ligada conforme último ajuste executado através do controle remoto. Efetuando o fechamento instantâneo (pulso) entre os pinos 1 e 2 do conector CN3 a Unidade Interna é desligada. A ligação deverá ser executada conforme Figura 4 abaixo: Figura 2 Esquema de Ligação para Opcional Termostato de Aquecimento. Figura 4 Esquema de Ligação para Opcional Liga / Desliga Remoto

3 Página 03/ Código de Entrada 05 Comando Liga/Desliga Remoto Função 2 (Desliga). Efetuando o fechamento instantâneo (pulso) entre os pinos 1 e 2 do conector CN3 a Unidade Interna é desligada. A ligação deverá ser executada conforme Figura 5 abaixo: Código de Entrada 07 Define Modo de Operação Resfria ou Aquece. Efetuando o fechamento entre os pinos 1 e 2 do conector CN3 a Unidade Interna entra em Modo Aquece. Efetuando a abertura entre os pinos 1 e 2 do conector CN3 a Unidade Interna entra em Modo Resfria. A ligação deverá ser executada conforme Figura 7 abaixo: Figura 5 Esquema de Ligação para Opcional Liga / Desliga Remoto. Figura 7 Esquema de Ligação para Opcional Aquece / Resfria Remoto Código de Entrada 06 Cancela Comando do Controle Remoto Depois de Parada Forçada. Efetuando o fechamento entre os pinos 2 e 3 do conector CN3 a Unidade Interna é desligada, cancelando inclusive os comandos através do controle remoto. A unidade só retorna ao funcionamento quando a ligação entre os pinos 2 e 3 estiver aberta. A ligação deverá ser executada conforme Figura 6 abaixo: Código de Saída 01 Sinal de Operação. Quando a Unidade Interna está ligada, pode-se verificar uma tensão de 12 VDC entre os pinos 1e2doconector CN7, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 2 está o sinal negativo. Ao desligar a Unidade Interna este sinal deixa de estar disponível. Abaixo a Figura 8 ilustra o esquema de ligação para esta Figura 6 Esquema de Ligação para Opcional Liga / Desliga Remoto. Figura 8 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Operação.

4 Página 04/ Código de Saída 02 Sinal de Alarme. Quando a Unidade Interna apresenta um alarme, pode-se verificar uma tensão de 12 VDC entre os pinos 1e3do conector CN7, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Quando a falha é corrigida este sinal deixa de estar disponível. Abaixo a Figura 9 ilustra o esquema de ligação para esta Código de Saída 04 Sinal de Termostato Ligado durante Resfriamento. Quando a Unidade Interna está ajustada em Modo Resfria e o compressor está ligado, pode-se verificar uma tensão de 12 VDC entre os pinos 1e3doConector CN7, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Quando o compressor está desligado este sinal deixa de estar disponível. Abaixo a Figura 11 ilustra o esquema de ligação para esta Figura 9 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Alarme. Figura 11 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Thermo-On em Resfria Código de Saída 03 Sinal de Operação Modo Resfria. Quando a Unidade Interna está ajustada ligada em Modo Resfria, pode-se verificar uma tensão de 12 VDC entre os pinos 1e3doConector CN7, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Abaixo a Figura 10 ilustra o esquema de ligação para esta Código de Saída 05 Sinal de Operação Modo Aquece. Quando a Unidade Interna está ajustada ligada em Modo Aquece, pode-se verificar uma tensão de 12 VDC entre os pinos 1 e 3 do Conector CN7, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Abaixo a Figura 12 ilustra o esquema de ligação para esta Figura 10 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Modo Resfria. Figura 12 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Modo Aquece.

5 Página 05/ Código de Saída 06 Sinal de Termostato Ligado durante Aquecimento. Quando a Unidade Interna está ajustada em Modo Aquece e o compressor está ligado, pode-se verificar uma tensão de 12 VDC entre os pinos 1e2doConector CN8, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 2 está o sinal negativo. Quando o compressor está desligado este sinal deixa de estar disponível Código de Saída 07 Sinal de Operação do Intercambiador de Calor. Esta função é utilizada para captar o sinal trocador de calor total, quando a ventilação é operado por PC-AR. Abaixo a Figura 14 ilustra o esquema de ligação para esta Abaixo a Figura 13 ilustra o esquema de ligação para esta Figura 13 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Thermo-On em Aquece Figura 14 Esquema de Ligação para Sinalização do Intercambiador de Calor 1.2 Unidade Interna (Evaporadora) RPI 08-10, RPDT Na placa de circuito interno da unidade interna (PCB1), há 11 conectores: CN1 (1-2-3), CN3 (1-2-3), CN4 (1-2-3), CN5 (1-2-3), CN6 (1-2-3), CN7 (1-2-3), CN8 (1-2-3), CN15 (1-2-3), CN16 (1-2- 3), CN17 (1-2-3) e CN26 (1-2-3). Nota: (1-2-3) indica número do pino do conector. Segue configuração de fábrica para Terminais de Entrada e Saída conforme Tabela 3 abaixo: Entrada / Saída Conector (Pinos) Configuração Entrada CN1 ( 1-2 ) Termostato de Aquecimento Entrada CN3 ( 2-3 ) Termostato de Resfriamento Entrada CN4 ( 2-3 ) Liga / Desliga Remoto Saída CN5 ( 1-3 ) Sinalização de Modo Resfriamento em Thermo ON Saída CN6 ( 1-3 ) Sinalização de Operação Saída CN7 ( 1-3 ) Sinalização de Alarme Saída CN8 ( 1-3 ) Sinalização de Modo Aquecimento em Thermo ON Saída CN15 ( 1-3 ) Sinalização de Descongelamento Saída CN16 ( 1-3 ) Sinalização do Filtro Entrada CN17 ( ) Troca de Modo de Operação Entrada CN26 Sem Função Tabela 3 Configurações Opcionais da Placa PCB1

6 Página 06/ Configuração Termostato de Aquecimento CN Configuração: Liga / Desliga Remoto CN4 Deve-se efetuar as ligações conforme Figura 15 abaixo, utilizando-se um termostato ajustado para a temperatura de aquecimento desejada. Efetuando o fechamento entre os pinos 2 e 3 do conector CN4 a Unidade Interna é ligada conforme último ajuste executado através do controle remoto. Efetuando a abertura entre os pinos 2 e 3 do conector CN4 a Unidade Interna é desligada. A ligação deverá ser executada conforme Figura 17 abaixo: Figura 15 Esquema de Ligação para Opcional Termostato de Aquecimento Figura 17 Esquema de Ligação para Opcional Liga / Desliga Remoto. Obs: Não é necessário efetuar ajuste de Modo Opcional Configuração: Termostato de Resfriamento CN3 Deve-se efetuar as ligações conforme Figura 16 abaixo, utilizando-se um termostato ajustado para a temperatura de resfriamento desejada Configuração: Sinalização de Modo Resfriamento em Termo ON CN5 Quando a Unidade Interna está ajustada em Modo Resfria e o compressor está ligado, pode-se verificar uma tensão de 24 VDC entre os pinos 1e3doConector CN5, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Quando o compressor está desligado este sinal deixa de estar disponível. Abaixo a Figura 18 ilustra o esquema de ligação para esta Figura 16 Esquema de Ligação para Opcional Termostato de Resfriamento. Figura 18 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Modo Resfriamento em Thermo On Obs:Não é necessário efetuar ajuste de Modo Opcional

7 Página 07/ Configuração: Sinalização de Operação CN6 Quando a Unidade Interna está ligada, pode-se verificar uma tensão de 24 VDC entre os pinos 1e3doconector CN6, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Ao desligar a Unidade Interna este sinal deixa de estar disponível. Abaixo a Figura 19 ilustra o esquema de ligação para esta Configuração: Modo Aquecimento em Termo ON CN8 Quando a Unidade Interna está ajustada em Modo Aquece e o compressor está ligado, pode-se verificar uma tensão de 24 VDC entre os pinos 1e3doConector CN8, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Quando o compressor está desligado este sinal deixa de estar disponível. Abaixo a Figura 21 ilustra o esquema de ligação para esta Figura 19 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Operação Obs: Não é necessário efetuar ajuste de Modo Opcional Configuração: Sinalização de Alarme CN7 Quando a Unidade Interna apresenta um alarme, pode-se verificar uma tensão de 24 VDC entre os pinos 1e3do conector CN7, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Quando a falha é corrigida este sinal deixa de estar disponível. Abaixo a Figura 20 ilustra o esquema de ligação para esta Figura 21 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Modo Aquecimento em Thermo On Obs: Não é necessário efetuar ajuste de Modo Opcional Configuração: Sinalização de Descongelamento CN15 Quando a Unidade Interna entra em modo Descongelamento, pode-se verificar uma tensão de 24 VDC entre os pinos 1e3doConector CN15, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Quando o descongelamento é finalizado este sinal deixa de estar disponível. Abaixo a Figura 22 ilustra o esquema de ligação para esta Figura 20 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Alarme Obs:Não é necessário efetuar ajuste de Modo Opcional Figura 22 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Descongelamento. Obs:Não é necessário efetuar ajuste de Modo Opcional

8 Página 08/ Configuração: Sinalização do Filtro CN16 A Sinalização de Filtro ocorre quando o filtro de ar atinge o período de funcionamento estipulado através da configuração efetuada no controle remoto (Service 01 >> Opção b4). Atingindo o tempo, percebe-se uma tensão de 24 VDC entre os pinos 1e3doConector CN16, sendo que no pino 1 está o sinal positivo e no pino 3 está o sinal negativo. Após efetuada a limpeza e pressionado o botão RESET do controle remoto a sinalização deixa de existir. Abaixo a Figura 23 ilustra o esquema de ligação para esta Configuração: Alteração de Modo de Operação CN17 Utilizando-se o conector CN17, é possível efetuar a alteração de modo de operação efetuando as seguintes ligações com contato seco, conforme Figura 24: Fechando Contato entre os pinos 1 e 2 Modo Aquece; Fechando Contato entre os pinos 1 e 3 Modo Fan; Mantendo todos os Contatos emaberto Modo Resfria. Figura 23 Esquema de Ligação para Opcional Sinalização de Filtro Figura 24 Esquema de Ligação para Opcional Alteração de Modo de Operação. Obs:Não é necessário efetuar ajuste de Modo Opcional

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO0081

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO0081 BT RVT 46 i Setembro / 214 Página 1/8 TÍTULO: INFORMATIVO DO MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO81 PARA A FAMÍLIA SPLITÃO SÉRIE EiV (INVERTER) ESTE BOLETIM TÉCNICO CANCELA E SUBSTITUI O BT RVT

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

Sistema Inversor. Modelos Tipo Parede. Localização e reparação de erros

Sistema Inversor. Modelos Tipo Parede. Localização e reparação de erros Sistema Inversor Modelos Tipo Parede Localização e reparação de erros 1- Quando a unidade apresenta algum problema (a lâmpada de operação e Timer não irá acender) 2- A função autodiagnóstico (a lâmpada

Leia mais

Boletim Técnico Agosto / 2011

Boletim Técnico Agosto / 2011 Página 01/08 TÍTULO: INFORMATIVO DO NOVO CONTROLE REMOTO COM FIO PARA UNIDADES SPLITÃO 2 ESTÁGIOS SUMÁRIO Esta publicação visa informar o novo controle remoto com fio para as Unidades da Linha Splitão

Leia mais

Boletim Técnico TÍTULO: INFORMATIVO DO MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO0061 PARA AS FAMÍLIAS PACKAGE E SPLITÃO (FIXO)

Boletim Técnico TÍTULO: INFORMATIVO DO MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO0061 PARA AS FAMÍLIAS PACKAGE E SPLITÃO (FIXO) Setembro / 204 Página 0/07 TÍTULO: INFORMATIVO DO MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO006 PARA AS FAMÍLIAS PACKAGE E SPLITÃO (FIXO) ESTE BOLETIM TÉCNICO CANCELA E SUBSTITUI O BT GER 034 i (JULHO/202)

Leia mais

PLT50: Alarme 8 setores mistos

PLT50: Alarme 8 setores mistos PLT50: Alarme 8 setores mistos Central 8 setores misto (com e sem fio) controlada por microprocessador. Os setores podem ser ativados e desativados individualmente Liga (1 bip), desliga (2 bips) por controle-remoto.

Leia mais

AUTO-DIAGNÓSTICO KOC G1

AUTO-DIAGNÓSTICO KOC G1 AUTO-DIAGNÓSTICO KOC G1 Unidade Interna Sensor de temperatura do evaporador em (somente frio/quente) Bóia ou bomba do dreno DEF./FAN ALARM Unidade Externa Os modelos Cassete Trifásicos possuem uma placa

Leia mais

INDICADOR DIGITAL PANANTEC ATMI

INDICADOR DIGITAL PANANTEC ATMI INDICADOR DIGITAL PANANTEC ATMI MANUAL DE REFERÊNCIA PANANTEC ATMII COMÉRCIIO E SERVIIÇO LTDA Rua Apuanã, 31 - Jd. Jaçanã cep: 02318-050 São Paulo / SP Brasil Fone: (11) 2243-6194 / 2243-6192 Fax: (11)

Leia mais

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC.

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente contínua. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO MODO FAIL

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO MODO FAIL CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

ANÁLISE DE DEFEITOS. Antes de chamar o serviço de manutenção, confira os seguintes pontos.

ANÁLISE DE DEFEITOS. Antes de chamar o serviço de manutenção, confira os seguintes pontos. 6 ANÁLISE DE DEFEITOS Antes de chamar o serviço de manutenção, confira os seguintes pontos. Inoperante O fusível de proteção está queimado ou o disjuntor desarmou. A pilha do controle remoto está fraca.

Leia mais

CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO. GL-T540 Painel de Controle

CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO. GL-T540 Painel de Controle CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO GL-T540 Painel de Controle MANUAL PARA OPERADOR Maio 2005 Rev. BI Versão Software: 1.1 SUMMARIO 1) INTRODUÇÃO... 03 1.1) Introdução... 03 1.2) Painel de Controle...

Leia mais

MÓDULO MD-50 DESCRIÇÃO DO PRODUTO CARACTERÍSTICAS GERAIS CONECTOR DE ENTRADA SENHA DO USUÁRIO

MÓDULO MD-50 DESCRIÇÃO DO PRODUTO CARACTERÍSTICAS GERAIS CONECTOR DE ENTRADA SENHA DO USUÁRIO MÓDULO MD-50 DESCRIÇÃO DO PRODUTO Com esse equipamento você pode monitorar qualquer central de alarme convencional ou eletrificador. Ele possui 5 entradas e uma saída PGM que pode ser acionada por telefone

Leia mais

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência.

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. COMPOSIÇÃO DO SISTEMA DE ALARME Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. INFORMAÇÕES AO PROPRIETÁRIO 1. OPERAÇÕES BÁSICAS DO ALARME

Leia mais

www.sulton.com.br 1. Apresentação do Tele Alarme Tom e Pulso

www.sulton.com.br 1. Apresentação do Tele Alarme Tom e Pulso 1. Apresentação do Tele Alarme Tom e Pulso Equipamento desenvolvido a fim de realizar automaticamente discagens telefônicas para aviso de alarme. Podendo ser implementado praticamente à todos os sistema

Leia mais

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine A Manual Controle de motores via Bluetooth 1 William Trevine Sumário 1 Introdução... 4 2 Características... 5 3 Instalação... 6 3.1 Alimentação... 7 3.2 Motores... 8 3.3 Liga e desliga... 9 3.4 Saídas

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central de Alarme Particionada AP/AP D Índice 1.Apresentação... 2.Características... 3.Características Técnicas... 5.Status de Bips... 5 5.Status dos Led s... 5 6.Conhecendo

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme AP 1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme AP 1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central de Alarme AP 1 www.compatec.com.br 2.Características...3 3.Características Técnicas...3 4.Conhecendo o seu produto...4 5.Programando o seu produto...5 6.Utilidades...8

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Características Quatro zonas com capacidade de teste/isolamento. Dois circuitos de alarme com possibilidade de isolamento. Fonte de alimentação

Leia mais

Manual do Indicador Digital Mod. IT versão: (Janeiro 2006)

Manual do Indicador Digital Mod. IT versão: (Janeiro 2006) Manual do Indicador Digital Mod. IT versão: (Janeiro 2006) Este manual contém informações para instalação e operação do Indicador Digital Mod.IT. Siga corretamente as instruções para garantir perfeito

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com. LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 24/10/2006 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.br CENTRAL ELETRÔNICA TRIFÁSICA DE CONTROLE DE PORTÃO rev2 CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Central de alarme Ventura GSM

Central de alarme Ventura GSM Central de alarme Ventura GSM Manual do Usuário 1 Índice: 1 Aplicação:... 3 2 Características:... 3 3 Características de funcionamento... 3 4- Apresentação da Central... 4 4.1 Parte externa... 4 4.2 Parte

Leia mais

HUMITECH 1. DESCRIÇÃO

HUMITECH 1. DESCRIÇÃO PARA RESFRIAMENTO EVAPORATIVO TEMPER UMIDADE 1. DESCRIÇÃO Controlador microprocessado de alta performance, o Humitech aplica-se em conjunto a sistemas de resfriamento evaporativo para conforto térmico

Leia mais

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS 9.0 - INTRODUÇÃO AOS PORTEIROS ELETRÔNICOS Os Porteiros Eletrônicos Coletivos THEVEAR são sistemas constituídos de quatro componentes básicos. 9.1 - PRIMEIRO COMPONENTE: A PLACA DE RUA É um painel instalado,

Leia mais

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B Hamtronix CRD200 - Manual de Instalação e Operação Software V 2.0 Hardware Revisão B INTRODUÇÃO Índice...01 Suporte On-line...01 Termo de Garantia...01 Em Caso de Problemas (RESET)...01 Descrição do Produto...02

Leia mais

ATENÇÃO! Etapa da seqüência. ativados

ATENÇÃO! Etapa da seqüência. ativados ATENÇÃO! ESTA UNIDADE POSSUI UMA PLACA DE CONTROLE E INSTALADA. PEÇA HOSHIKAZI NÚMERO 2A0836-02. A placa E inclui dispositivos de segurança com luzes LED e alarmes sonoros. O LED vermelho indica a voltagem

Leia mais

MANUAL CPU BOX 100W (PADRÃO VELADO) SEGUNDA GERAÇÃO

MANUAL CPU BOX 100W (PADRÃO VELADO) SEGUNDA GERAÇÃO MANUAL CPU BOX 100W (PADRÃO VELADO) SEGUNDA GERAÇÃO Instalação, Operação e Programação www.rontan.com.br REV 1.2 Página 1 1. Introdução A CPU BOX 100W-II (PADRÃO VELADO) é um amplificador de 50W / 100W

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

POWERTRANS ELETRÔNICA INDUSTRIAL Manual Técnico de Instalação e Operação POWERBLOCK MASTER MONOFÁSICO

POWERTRANS ELETRÔNICA INDUSTRIAL Manual Técnico de Instalação e Operação POWERBLOCK MASTER MONOFÁSICO POWERTRANS Eletrônica Industrial Ltda. Rua Ribeiro do Amaral, 83 Ipiranga SP - Fone/Fax: (11) 2063-9001 E-mail: powertrans@powertrans.com.br Site: www.powertrans.com.br Manual Técnico de Instalação e Operação

Leia mais

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330.

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás. É composto por um circuito inteligente (microcontrolado) que recebe o sinal gerado por um sensor eletrônico de gás, processa sua calibração

Leia mais

CR20C. Manual do Usuário

CR20C. Manual do Usuário CR20C Manual do Usuário Descrição Geral Controlador para ar condicionado CR20C O CR20C é um controlador digital microprocessado de baixo custo e de fácil programação e instalação. O seu avançado software

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta manual do usuário Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e Uso

Manual de Instalação, Configuração e Uso Manual de Instalação, Configuração e Uso Classic RDM8-AC RDM8-DC 127 V e 220 V 2008 Índice 1 Manual de Utilização... 2 1.1 Apresentação do Painel e identificação das teclas... 2 1.2 Modos de operação do

Leia mais

REFRIGERADORES E FREEZERS HORIZONTAIS

REFRIGERADORES E FREEZERS HORIZONTAIS MANUAL DE INSTRUÇÕES REFRIGERADORES E FREEZERS HORIZONTAIS Leia atentamente este manual antes de utilizar o produto ALFATEC EQUIPAMENTO E SERVIÇOS LTDA Rua Gers Ferreira, 1A Ramos CEP: 100151 RJ Tel/Fax:

Leia mais

PCT-3001 plus. Display LCD

PCT-3001 plus. Display LCD PCT3 plus CONTROLADOR DIGITAL DE PRESSÃO PARA CENTRAIS DE REFRIGERAÇÃO Ver.2 DESCRIÇÃO Controlador de pressão para sistemas de refrigeração que controla os estágios de sucção (compressores) e de descarga

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO N de Homologação: 1703-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS AUTO 2 Índice Página 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 4 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Maio de 2010 www.trackmaker.com ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo... 3 Descrição dos Pinos... 3,4 1.2 - Instalando o Chip

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final)

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) 1 - INTRODUÇÃO: CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) Trata-se de uma sistema de alarme de incêndio para utilização onde há somente acionadores manuais e sirenes convencionais, não

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

Manual DataMax (Instalação)

Manual DataMax (Instalação) DataQuest Manual (Instalação) Configuração geral do sistema Este manual se destina a orientar o instalador do sistema quanto às ligações e configurações da placa DMH-1. O sistema utiliza como controladores

Leia mais

- Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

- Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Easy Servo Driver MANUAL Atenção: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Sumário 1. LEGENDA DE PART-NUMBER...

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Discador GSM

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Discador GSM MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO www.compatec.com.br Indice: 1. Caracterísitcas... 2 2. Leds... 3 3. Programando os números telefonicos... 4 3.1. Para apagar números individualmente... 4 3.2. Para apagar

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás Manual do Sistema Blockgas SB330 CB530 SB330 SB80 atende normas: NBR16186 de 06/2013 NBR16069 de 04/2010 NR 36 Apresentação do sistema: Composto por 3 módulos de equipamentos eletrônicos e 1 software de

Leia mais

TA ISA V1.0 Alarme Instalações Sanitárias Acessíveis

TA ISA V1.0 Alarme Instalações Sanitárias Acessíveis Descrição Geral TA ISA V1.0 Alarme Instalações Sanitárias Acessíveis O TA ISA foi concebido para cumprir a legislação em vigor nomeadamente o DL. 163/2006 no seu art. 2.9.15 abaixo transcrito. Possui no

Leia mais

MANUAL DO COMANDO REMOTO

MANUAL DO COMANDO REMOTO MANUAL DO COMANDO REMOTO Rev.0712 RG51Q1/BGE RG51Q/BGE RG51IJ(1)(BGE RG51J(1)/E Índice Manusear o controlo remoto 2 Especificações técnicas do controlo remoto 3 Botões de função 4 Indicações no display

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Condicionadores de Ar Série MSE

MANUAL DO USUÁRIO. Condicionadores de Ar Série MSE MANUAL DO USUÁRIO Condicionadores de Ar Série MSE Midea Midea SAC: 0800 6001005. Midea Midea; Midea Midea Midea técnica credenciada Midea. O não cumprimento deste aviso pode vir a resultar na perda da

Leia mais

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC.

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente alternada 110/220V. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Manual do Usuário Versão 3.9f 2 ÍNDICE PÁG. 1 APRESENTAÇÃO...03 2 DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO...04 2.1 ROTINA INICIAL DE AVALIAÇÃO DA REDE ELÉTRICA...04 2.2 TROCA DE

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA Manual do Usuário 1 Índice: 1 Aplicação... 3 2 Características... 3 3 - Apresentação da Central... 3 3.1 - Parte externa... 3 3.2 - Parte interna... 4 4 - Diagramas

Leia mais

Obs.: O processo irá se repetir enquanto durar o disparo do alarme.

Obs.: O processo irá se repetir enquanto durar o disparo do alarme. pág. 9 DISCADOR T-430 Aplicação: Equipamento desenvolvido a fim de realizar automaticamente discagens telefônicas para aviso de alarme. Podendo ser implementado praticamente à todos os sistema de alarme.

Leia mais

Contador Digital Up/Down

Contador Digital Up/Down MANUAL DE OPERAÇÃO Contador Digital Up/Down C100D HNI Cód. 90.506.1010 Programa Executivo: C100D HNI v.1.0 Modelos: 220VAC, 127VAC, 24VAC e 12VDC e 24VDC 40-000-0129 Rev. A fevereiro 2008. ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO:...

Leia mais

CAUSA DO ÚLTIMO DISPARO Sensor de ultrassom Interruptor de portas Chave de ignição Interruptor do capô e portamalas. Alarme 1 - Apresentação

CAUSA DO ÚLTIMO DISPARO Sensor de ultrassom Interruptor de portas Chave de ignição Interruptor do capô e portamalas. Alarme 1 - Apresentação - Desligue a ignição; Sequência 1 - Apresentação para Ligar o Alarme - Saia do veículo, feche portas, capô e portamala; - Pressione o botão TRAVA do Chaveador eletrônico do veículo; - A sirene emite um

Leia mais

Manual de funcionamento Esteira transportadora

Manual de funcionamento Esteira transportadora Manual de funcionamento Esteira transportadora Sumário 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 2 2. ITENS DO SISTEMA... 3 2.1. PLACA DE COMANDO... 3 2.1.1. Sinalizador... 3 2.1.2. Botão pulsador... 3 2.1.3. Chave comutadora...

Leia mais

T-530. Características. Características técnicas TELE ALARME MICROPROCESSADO. Aplicação

T-530. Características. Características técnicas TELE ALARME MICROPROCESSADO. Aplicação 12 T-530 TELE ALARME MICROPROCESSADO Aplicação Equipamento desenvolvido a fim de realizar automaticamente discagens telefônicas para aviso de alarme. Podendo ser implementado praticamente à todos os sistema

Leia mais

DISTRIBUIDOR - REPRESENTANTE

DISTRIBUIDOR - REPRESENTANTE PRODUTO: CHM-T- C-P FOLHA TÉCNICA 1/10 1. CERTIFICAÇÕES DA SELCON 2. APLICAÇÃO O sistema de comprovação de estanqueidade é aplicado de modo a possibilitar a identificação da ocorrência de vazamento de

Leia mais

Sistema de Alimentação para lâmpadas UV.

Sistema de Alimentação para lâmpadas UV. Página 1 de 8 Sistema de Alimentação para lâmpadas UV. Linha: UV-TRON - Alimentação bifásica - Alto fator de potência Revisão: 2 Página 2 de 8 Características Gerais: O sistema Rasatronic UV-TRON é um

Leia mais

PRECAUÇÕES 5 Considerações de segurança 5

PRECAUÇÕES 5 Considerações de segurança 5 1 PRECAUÇÕES 5 Considerações de segurança 5 MOSTRADORES DA UNIDADE INTERNA, INDICADORES LUMINOSOS E COMANDOS 8 LEDs da Unidade Interna 8 Autodiagnóstico 9 Operação de Emergência 9 CONTROLE REMOTO 10 Como

Leia mais

SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01

SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01 SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01 SUMÁRIO CONTROLADOR DE PORTARIA RCP-2000...1 A) O EQUIPAMENTO RCP-2000... 1 A.1 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS...

Leia mais

: (19) 3526-9900 Suporte técnico: ID*: 96*75079 www.lookout.com.br

: (19) 3526-9900 Suporte técnico: ID*: 96*75079 www.lookout.com.br : (19) 3526-9900 Suporte técnico: ID*: 96*75079 www.lookout.com.br ÍNDICE Composição do sistema de alarme...1 Operações básicas do alarme...1 Recursos e configurações do alarme...2 Auto-trava...2 Localização

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação RADAR DUO 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento... 4 3.1

Leia mais

Sistema de deteção de fuga de gás. para aquecimento de salas e ambientes semelhantes

Sistema de deteção de fuga de gás. para aquecimento de salas e ambientes semelhantes 7 601 INTELLIGAS Sistema de deteção de fuga de gás para aquecimento de salas e ambientes semelhantes A unidade de controlo eletrónico para a deteção de fuga de gás com sensor individual destina-se a controlar

Leia mais

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0 GPRS Universal Manual do Instalador C209994 - Rev 0 » Introdução: Antes da instalação deste produto, recomendamos a leitura deste manual, que contém todas as informações necessárias para a correta instalação

Leia mais

04/2014. Mod: MICRON-48/B. Production code: UPD80 Black

04/2014. Mod: MICRON-48/B. Production code: UPD80 Black 04/2014 Mod: MICRON-48/B Production code: UPD80 Black Model: UPD60-UPD80 Manual de instrucción PT 280-120424 1 PT Instruções importantes de segurança 1. Para se obter uma utilização plena desta arca vertical,

Leia mais

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0.

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0. PCT6 plus CONTROLADOR DIGITAL DE PRESSÃO PARA CENTRAIS DE REFRIGERAÇÃO Ver. PCT6VT74. DESCRIÇÃO O PCT6 plus é um controlador de pressão para ser utilizado em centrais de refrigeração que necessitem de

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CARACTERÍSTICAS BÁSICAS 8 Zonas programáveis sendo 4 mistas, ou seja, com fio e sem fio e 4 com fio; 1 senha mestre; 1 senha de usuário; Entrada para teclado

Leia mais

Manual de Instruções do Senha Light

Manual de Instruções do Senha Light Manual de Instruções do Senha Light 2 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Especificações Técnicas... 4 3. Configuração do Sistema... 5 4. Esquema de Ligação... 5 4.1. Ligação da Fechadura Eletroímã... 6 4.1.1.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO AR CONDICIONADO CONTROLE REMOTO AA-1977 AA-1979

MANUAL DE INSTALAÇÃO AR CONDICIONADO CONTROLE REMOTO AA-1977 AA-1979 MANUAL DE INSTALAÇÃO AR CONDICIONADO CONTROLE REMOTO AA-1977 AA-1979 PREZADO CLIENTE A fim de obter o melhor desempenho de seu produto, por favor, leia este manual de instruções cuidadosamente antes de

Leia mais

CONTROLE REMOTO RG08K/(C)EF.RG08K1/(C)EF.RG08K3/(C)E

CONTROLE REMOTO RG08K/(C)EF.RG08K1/(C)EF.RG08K3/(C)E D / I www.canyonbrasil.com.br CTROLE REMOTO RG08K/(C)EF.RG08K/(C)EF.RG08K/(C)E FUNÇÃO : / D Use o botão para ativar a função de acionamento do movimento automático das aletas direcionadoras de ar (auto

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Fevereiro de 2013 www.triforcerastro.com.br ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo...3 Descrição dos Pinos...3,4 1.2 - Instalando

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. v.2.1

MANUAL DE OPERAÇÃO. v.2.1 MANUAL DE OPERAÇÃO v.2.1 1 FUNCIONAMENTO DO TRX CONTROL A função básica do TRX CONTROL é comutar seu relê interno com saídas NA e NF quando for realizada uma ligação para o número do chip do aparelho.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2 N de Homologação: 1702-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS MOTO V2 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

CONDICIONADOR DE AR PORTÁTIL LINHA TANGO MPT-10CR V1 MPT-10CR V2 MPT-10HR V1 MPT-10HR V2

CONDICIONADOR DE AR PORTÁTIL LINHA TANGO MPT-10CR V1 MPT-10CR V2 MPT-10HR V1 MPT-10HR V2 CONDICIONADOR DE AR PORTÁTIL LINHA TANGO MPT-10CR V1 MPT-10CR V2 MPT-10HR V1 MPT-10HR V2 Sumário Termo de garantia... 03 Informações gerais... 05 Características do Produto... 07 Partes e peças... 07 Acessórios

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO 2020550A0782 ILUSTRAÇÃO DO CONTROLE REMOTO DO AR CONDICIONADO

MANUAL DO USUÁRIO 2020550A0782 ILUSTRAÇÃO DO CONTROLE REMOTO DO AR CONDICIONADO MANUAL DO USUÁRIO ILUSTRAÇÃO DO CONTROLE REMOTO DO AR CONDICIONADO Agradecemos por ter adquirido nosso ar condicionado Favor ler atentamente este manual do usuário antes de utilizar seu ar condicionado

Leia mais

Autodiagnóstico Simples por Código de Mau funcionamento

Autodiagnóstico Simples por Código de Mau funcionamento Autodiagnóstico Simples por de Divisão de Assistência Pós-venda (SM-TS2_BR) de detalhe Divisão 0 Unidade Interna Sistema Outros A C E F H J L P U M 6 7 8 9 Dispositivo de externa ativado sensor (unificado)

Leia mais

www.n7tecnologia.com.br e-mail: comercial@n7tecnologia.com.br

www.n7tecnologia.com.br e-mail: comercial@n7tecnologia.com.br SAFECELL INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO Antes da instalação do equipamento, é importante que: 1) Seja verificado se o SIM CARD que será usado está habilitado e permite a realização de chamadas e também o envio

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização SUMÁRIO: 1. Introdução 2. Funcionamento 3. Sinalização 4. Programação 5. Controlando o equipamento via ligação de voz 6. Exemplos de programação 7. Especificações 8. Certificado

Leia mais

Purificador de ar AIRPUR-35

Purificador de ar AIRPUR-35 Purificador de ar AIRPUR-35 Instruções de uso 1 PORTUGUÊS Descrição do aparelho Saída de ar Painel de comandos Asa de transporte Patilha de retenção Grelha de entrada de ar Cabo de ligação Fig. 1 Pode

Leia mais

Boletim Técnico. TÍTULO: APRESENTAÇÃO DO NOVO GATEWAY MODBUS (RTU e TCP/IP) HCA64MB - SUBSTITUINDO a HARCMODBUS.

Boletim Técnico. TÍTULO: APRESENTAÇÃO DO NOVO GATEWAY MODBUS (RTU e TCP/IP) HCA64MB - SUBSTITUINDO a HARCMODBUS. Maio / 2015 Página 01/05 TÍTULO: APRESENTAÇÃO DO NOVO GATEWAY MODBUS (RTU e TCP/IP) HCA64MB - SUBSTITUINDO a HARCMODBUS. SUMÁRIO: Este tem como objetivo apresentar o novo Gateway Modbus para a linha Set

Leia mais

RECEPTOR - MULTIFUNÇÃO 076-RECMULTIFUNC-RV10

RECEPTOR - MULTIFUNÇÃO 076-RECMULTIFUNC-RV10 LINEAR-HCS http://www.linear-hcs.com.br/ RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 16/11/2009 RECEPTOR - MULTIFUNÇÃO 076-RECMULTIFUNC-RV10 1.CARACTERÍSTICAS:

Leia mais

Mixer KIKO Gerenciador de áudio MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO NLL-4C LEIA ESTE MANUAL ANTES DE USAR O MIXER.

Mixer KIKO Gerenciador de áudio MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO NLL-4C LEIA ESTE MANUAL ANTES DE USAR O MIXER. Mixer KIKO Gerenciador de áudio NLL-4C MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO LEIA ESTE MANUAL ANTES DE USAR O MIXER. O Mixer KIKO, fabricado pela Eletroleve, centraliza os controles de volumes dos áudios que

Leia mais

Boletim Técnico Abril / 2013

Boletim Técnico Abril / 2013 Página 01/07 SUMÁRIO Informar as alterações dos Inversores de Frequência utilizados nos modelos de equipamentos RAP Séries DS / DIV, RCC Série CS e RCU Série IASA(L) / FASA(L). Este Cancela e Substitui

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções (Linha Exclusive Thermomatic) Exclusive III Obrigado por escolher a série dos desumidificadores Exclusive da Thermomatic. Para garantir o uso correto das operações, por favor, leia

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED

Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED INTERNO INSTRUMENTO PARA EMBUTIR Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED Aplicação : Especialmente em salas limpas, pois podem ser embutidas em paredes

Leia mais

Manual de Instruções específicas

Manual de Instruções específicas Manual de Instruções específicas PT Instruções de instalação: PT Instruções para extracção do filtro anti-gordura Vidro desmontável superior Vidro desmontável 1) Fases para a extracção do vidro superior:

Leia mais

DIGIPROX SA200 VERSÃO DO MANUAL. 2.1 de 09/09/2014

DIGIPROX SA200 VERSÃO DO MANUAL. 2.1 de 09/09/2014 DIGIPROX SA200 VERSÃO DO MANUAL 6282 2.1 de 09/09/2014 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Itens que Acompanham... 4 3. Especificações Técnicas... 4 4. Características Gerais... 5 5. Visão geral do Equipamento...

Leia mais

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador WSI250 - HI Tecnologia W i re l e s s S i g n a l I n t e r fa c e O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador WSI250 da HI tecnologia

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018

GUIA DO USUÁRIO. Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018 AMT 1010 AMT 1018 GUIA DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018 DESCRIÇÃO E APLICAÇÕES Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvimento com a tecnologia e segurança Intelbras.

Leia mais

Manutenção de Hardware. Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br

Manutenção de Hardware. Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Manutenção de Hardware Fonte de Alimentação Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Sumário Conexões para AT Conexões para ATX Simbologia Sinais de tensão especiais Conectores Unidade 5 ¼ Unidade 3 ½ SATA

Leia mais

Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF

Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A central de alarme ANM 2004/2008 MF é compacta e de fácil programação, possui

Leia mais

MODEM MONITORAMENTO. Manual de Instalação e Operação

MODEM MONITORAMENTO. Manual de Instalação e Operação COMPATEC PRODUTOS PARA SUA SEGURANÇA MODEM MONITORAMENTO Manual de Instalação e Operação ÍNDICE Características técnicas do modem...3 Características gerais do modem...3 Conheça o modem...3 Apresentação...4

Leia mais