Palavras -chave: EAD, materiais didáticos, critérios de avaliação.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Palavras -chave: EAD, materiais didáticos, critérios de avaliação."

Transcrição

1 OS CRITÉRIOS DE QUALIDADE NO MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO NA EAD Autora: Lucicleide da Silva (UNEAL/UFAL) Drª. Cleide Jane de Sá Araújo Costa (UFAL) RESUMO: A sociedade contemporânea vivência um processo muito rápido de inovações em todas as áreas. A educação por sua vez, não poderia ficar de fora desse processo, e vem se destacando com a Educação à Distancia (EAD) que se caracteriza pelo uso das tecnologias da informação e comunicação (TIC) que flexibilizam o tempo, criando novos espaços para aprender e ensinar. Isso resulta no desenvolvimento de novas estratégias didáticas e metodológicas para educação á distancia, acentuando-se a necessidade de utilização de vários materiais didáticos para atender toda demanda por novos conhecimentos e meios que favoreçam a democratização do ensino e conseqüentemente da aprendizagem. Nesse sentido, esse trabalho tem como objetivo conhecer, como se apresentam os materiais didáticos na EAD, especificamente o impresso, tendo como parâmetros, os Critérios de Qualidade para o uso desse material didático nos Cursos superiores a distancia propostos pelo (MEC). Partindo dos pressupostos que a concepção, a construção e a utilização adequada dos materiais didáticos, atendendo no mínimo de 50% dos critérios de qualidade, pode favorecer a aprendizagem e facilitar o ensino a distancia. Esse trabalho apresenta conceitos importantes sobre a EAD, seu processo histórico e atual, relacionando nesse processo a evolução do material didático, sua concepção, elaboração e produção. Avalia-se o material didático impresso, posto no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) no contexto da Universidade Aberta do Brasil (UAB), com base nos critérios de qualidade para o Ensino Superior à Distância, do Ministério da Educação (MEC). O trabalho encontra-se em andamento, trata-se de uma pesquisa com abordagem quantitativa e qualitativa que se constitui de fundamentação teórica e pesquisa de campo, utilizando-se os instrumentos, questionários e entrevistas para coleta de dados. Palavras -chave: EAD, materiais didáticos, critérios de avaliação.

2 P á g i n a 2 A EAD EM EXPANSÃO A busca por conhecimento em menor tempo e em qualquer lugar faz com que atualmente, diferentes tipos de organizações e sistemas se utilizem da modalidade de Educação a distancia (EAD) como um meio para formação em diversas áreas do conhecimento. Muito se discute sobre essa modalidade de ensino e as possibilidade de uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Em seu processo histórico a EAD se apresenta como alternativa para determinados grupos que não tinham acesso a educação presencial sendo por conta do tempo ou de situação geográfica de difícil acesso. Fazendo uma retrospectiva é possível identificar alguns meios tecnológicos que expandiram a EAD, como por exemplo: o correio, o radio, a TV e atualmente o computador conectado a internet. Segundo Schlemmer (2005) O uso da tecnologia principalmente a internet, vem revolucionando as formas de ensinar e de aprender Por conta dessa nova estrutura de educação surgem também necessidades de novas metodologias acompanhadas de materiais didáticos adequados a esse novo fazer educacional. A EAD como modalidade de educação se caracteriza pelo vasto uso de conteúdos midiatizados por materiais didáticos, que são desenvolvidos nos processos, em grande parte industrializados, requerendo participação de equipes de produção, meios tecnológicos e recursos financeiros. O uso das diferentes tecnologias nas possibilidades educacionais, vem da integração de mídias e tecnologias, num processo histórico, denominado de gerações ou ondas que colaboram para produção de material didático e conseqüentemente favorece a expansão da EAD. Dentro desse processo histórico, o primeiro momento da educação a distancia, se destaca o ensino por correspondência com a produção e distribuição de material impresso. Os destaques para o segundo momento foram: o rádio, a TV, a teleconferência e o videotape. O terceiro se apresenta com um grande uso da rede de computação com as videoconferências, CD ROM e softwares educacionais. E em seguida o ápice no uso da internet. OS MATERIAIS DIDÁTICOS NA EAD Para se utilizar os materiais didáticos, principalmente nos cursos de formação de

3 P á g i n a 3 professor a distância é necessário antes de tudo pensar sobre cada proposta do uso desses materiais, ao que atende, o que pode provocar, qual a concepção do material e sua ressignificação (SILVA, 2001) Andrade (2003) faz referência ao uso dos materiais didáticos envolvendo as pessoas, destacando o papel da linguagem e sua importância: Os materiais didáticos podem ser utilizados por vários tipos de pessoas, eles também são chamados de ferramentas de apoio que são usados por professores e alunos, devendo apresentar-se dentro de uma linguagem dialógica, que na ausência física do professor possa garantir um certo tom coloquial, reproduzindo em alguns casos uma conversa entre professor e aluno, tornando-se leve e motivadora. Os materiais didáticos, no geral, são produzidos por uma equipe encarregada de preparar os materiais para as diversas mídias. Nesse processo existem variados níveis de atendimento e participação dos integrantes na equipe, como destaca (MOREIRA, 2009) Tomando por base essa afirmação da autora, a equipe necessita de autonomia e dinamismo, desenvolvendo a capacidade de aprender, de forma contínua, colaborando e desenvolvendo suas atribuições pessoais e profissionais. Nesse cenário a produção de material didático busca diferentes formas de apresentação e distribuição, investindo nas equipes e modelos emergentes com objetivos claros sobre a otimização do tempo e a qualidade dos materiais didáticos utilizados na EAD. Quando se pensa num curso que tem como objetivo o ensino e aprendizagem a distancia, é importante fazer uma reflexão sobre o funcionamento da estrutura da comunicação no relacionamento educacional. quanto mais conhecemos o novo interlocutor, mais fácil é fazer os recortes do que e como falar em determinado momento (PALANGE, 2009) Nos cursos onde o autor fica responsável por todas as etapas e de maneira individual define as informações que acha serem importantes, trata-se de um monólogo, e dessa maneira, o material didático se apresenta, auto-instrucional que irá contrapor-se a idéia que o aluno deverá ser independente e se auto motivar, o material apresenta-se de maneira linear. CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DOS MATERIAIS DIDÁTICOS NA EAD Na EAD a avaliação é um dos instrumentos importantes para o sucesso do curso visto que é através da avaliação que se obtém o feedback de todo o processo. Segundo

4 P á g i n a 4 Andrade (2003) O grande desafio na EAD é produzir um material didático capaz de provocar ou garantir a necessária interatividade do processo ensino e aprendizagem. Partindo de um estudo sobre o uso do material didático impresso (texto), posto em ambientes virtuais de aprendizagem (AVA), pode-se observar que só através da avaliação com base em parâmetros pré definidos é possível verificar se os materiais didáticos estimulam o diálogo com o aluno. Na produção, apresentação e uso de material didático deve-se garantir o respeito a autoria, as fontes consultadas, devem-se apresentar de forma correta e completa e quando for o caso, mediante solicitação de autorização de uso de pagamento pela licença, se essa for a condição estabelecida. (FERNADEZ, 2007). Avaliar o uso dos materiais didáticos nos ambientes virtuais é um meio para identificar como os conteúdos estão chegando aos alunos (PALANGE 2009). Portanto é preciso reconhecer o resultado da avaliação e estar aberto as críticas, para fins de aprimoramento, fazer as retificações identificadas pela avaliação, pois avaliar é um procedimento de todo curso, principalmente no uso dos materiais didáticos. Cada material didático tem suas características e fins, sendo também a mediação entre o aluno e a aprendizagem. Por esse motivo, avaliar o uso desses materiais didáticos é uma ação importante para se obter um resultado satisfatório da aprendizagem na EAD (FERNANDEZ, 2009). Sales (2005) destaca por sua vez que todo material didático de EAD deve objetivar a busca de um instrumento de aprendizagem que apresente condições para: Interatividade Sequenciação de idéias e conteúdos Relação teoria e prática Auto avaliação Linguagem clara e concisa Glossário Exemplificações cotidianas e/ou científicas Resumos e animações Vale enfatizar que o diálogo deve perpassar, e porque não dizer fazer parte de todas essas condições, sendo o diálogo a potencialização de todo processo da EAD, especialmente nos materiais didáticos. Segundo Fernandez (2009,p.39):

5 P á g i n a 5 A linguagem utilizada no material deve ser clara, direta, expressiva e dialogada. No caso do material impresso e o aspecto que apresenta a maior dificuldade, visto que o autor utiliza textos resultantes de suas produções científicas e costuma não levar em consideração o perfil de seus alunos, exigindo conhecimentos prévios de certos assuntos que o aluno ainda não os tem. As perguntas contidas no material didático norteiam o trabalho no processo ensino e aprendizagem, instigando a pesquisa e a reflexão, permitindo ao educador fazer uma avaliação quantitativa e qualitativa do resultado proposto. A organização é mais um dos itens importantes que facilitará o estudo e a compreensão da estrutura dos materiais didáticos. OS REFERENCIAIS DE QUALIDADE PARA EDUCAÇÃO SUPERIOR Os Referenciais de Qualidade para Educação Superior circunscrevem-se no ordenamento Legal vigente em complemento as determinações especificas da Lei de Diretrizes e Base da Educação LDB, do Decreto de 20 de dezembro de 2005, do Decreto de junho de 2006 e das Portarias Normativas 1 e 2, de 11 de janeiro de No que se refere ao material didático, os Referenciais de Qualidade destacam: No tocante ao material didático deve estar concebido de acordo com os princípios epistemológico, metodológico e político, explicitado no Projeto Pedagógico de modo a facilitar a construção do conhecimento e mediar a interlocução entre aluno e professor; devendo passar por um rigoroso processo de avaliação prévio para atender as recomendações (MEC, 2007). Como recomendações deve ser dada especial atenção a construção do material didático para que se possa garantir a unidade entre conteúdos trabalhados. Para atender as essas orientações busca-se avaliar os materiais didáticos nos cursos a distância. acrescentam: Os Referenciais de Qualidade para o Ensino Superior (MEC, 2007), ainda Os Materiais devem estar relacionados com os princípios epistemológicos, metodológicos e políticos explicitados no projeto pedagógico, buscando facilitar a construção do conhecimento, procurando mediar a relação entre professor e aluno. Devendo passar por um rigoroso processo de avaliação prévia com objetivo de identificar as necessidades de ajuste visando seu aperfeiçoamento. IDENTIFICANDO A PRESENÇA DOS CRITÉRIOS DE QUALIDADE NO MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO

6 P á g i n a 6 No caso especifico do material didático impresso (texto), para que realmente alcance seu objetivo, deve conter critérios de qualidade identificados em seu corpo, tais como: a) Comunicação b) Legibilidade c) Adequabiliade d) Auto-explicativo e) Diagramação f) Autoria. g) Intencionalidade h) Dialogicidade. Portanto para se obter maiores informações a cerca da presença desses critérios de qualidade no material didático impresso, foi realizado um estudo, partindo inicialmente de uma observação dos textos postos no AVA pelos professores de um cursos de formação de professores da Universidade Aberta do Brasil. A questão norteadora desse estudo foi observar se o material didático impresso (texto) disponibilizado no AVA apresentava os critérios descritos nos Referenciais de Qualidade para o Ensino Superior a Distância do (MEC, 2007). Levando-se em consideração que o material didático que se adéqua no mínimo aos Referenciais de Qualidade para o Ensino Superior à Distância, favorece a aprendizagem e facilita a interação entre aluno e tutor, se utilizando da melhor forma possível dos conteúdos e mídias para o desenvolvimento das atividades no ambiente virtual de aprendizagem AVA. O objeto de estudo desse trabalho é o material didático na EAD especificamente o impresso (texto) e a identificação da presença dos critérios de qualidade no mesmo. Utilizou-se para coleta dos dados um questionário elaborado com base nos Referenciais e nos Instrumentos de Autorização de Cursos para oferta na modalidade a distância do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES (MEC) a fim de observar, identificar e analisar o material didático impresso, e a partir dos dados coletados se fazer uma avaliação de como estão sendo usados no AVA. De acordo com Moore (2007) embora toda pessoa tenha um papel a desempenhar em uma instituição de qualidade, os administradores são responsáveis por sua avaliação e pelo o uso dos dados coletados a fim de tomar medidas para melhorála. Os fatores que podem ser monitorados são: satisfação dos alunos, satisfação do corpo docente, e a qualidade dos materiais didáticos dentre outros. Para analisar os dados construiu-se um quadro para planificar as informações sobre o material didático impresso disponibilizado no AVA, identificando a presença ou não, dos critérios de qualidade nos mesmos. Considerando-se uma escala de 1 a 3. Acredita-se que a avaliação do material didático destacará o nível de qualidade

7 P á g i n a 7 dos mesmos, tornado-se informação decisiva para melhora o ensino e a aprendizagem a distância. Por esse motivo a avaliação do material didático envolve os alunos e professores no estudo. CONSIDERAÇÕES FINAIS A partir das informações apresentadas nesse estudo, entende-se que o material didático no contexto da EAD é um elemento importante para o desenvolvimento da aprendizagem, visto que é um meio pelo qual os conteúdos são trabalhados de forma mais especifica. Observou-se com o estudo que a presença dos critérios de qualidade no material impresso(texto) favorece um melhor desempenho dos alunos, no que diz respeito a leitura, interpretação e interação. O Estudo destaca também de forma preliminar a importância da avaliação do material didático impresso, usado no AVA em um Curso Superior a distancia, como meio para se obter o feedback do processo ensino e aprendizagem. Vale salientar que a opinião dos alunos em relação ao uso do Material didático impresso na EAD, também constará na pesquisa, avaliando se a presença ou ausência dos critério de qualidade, potencializa, enfraquece e se conseqüentemente influencia no processo de aprendizagem. Esse trabalho encontra-se em fase de desenvolvimento, em processo final de coleta dos dados e analise dos mesmos, por conta disso as considerações finais também são parciais. REFERÊNCIAIS ANDRADE, A. F. Construindo um ambiente de aprendizagem à distância inspirado na concepção sociointeracionista de Vygotsky. In: SILVA, M. (org). Educação on-line. São Paulo: Loyola, FERNANDEZ, Consuelo, Tereza. Os métodos de preparação de material impresso para EAD. in: LITTO. F. M; FORMIGA, M. M. (org). Educação à distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, Secretaria de Educação a Distância. Referenciais de Qualidade para Educação Superior a Distância. Disponível na Internet via URL: Arquivo consultado em 17 de agosto de MOORE, Michel. Educação à distância: uma visão integrada. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

8 P á g i n a 8 PALANGE, Ivete. Os métodos de preparação de material para cursos on-line. In: LITTO, F. M: FORMIGA (org). Educação à distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, SALES, M. V. S. Uma reflexão sobre a produção do material didático para EAD. Artigo Universidade do Estado da Bahia - UNEB, maio, SILVA, M. Sala de aula interativa. 2ª ed. Rio de Janeiro: Quartet, SCHLEMMER, Eliane. Metodologias para educação à distância no contexto da formação de comunidades virtuais de aprendizagem. In: Ambientes virtuais de aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2005.

Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento

Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento Maio/2010 AMARAL, Rita de Cássia Borges de Magalhães

Leia mais

AMBIENTAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E AÇÃO TUTORIAL AULA 01: AMBIENTAÇÃO TÓPICO 03: HISTÓRIA E FUNDAMENTOS DA EAD VERSÃO TEXTUAL DO FLASH Você conhece a origem da Educação a Distância? Como se iniciaram

Leia mais

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL Gabriela Jurak de Castro UCPel gabriela.jurak@ucpel.tche.br Letícia Marques Vargas UCPel lvargas@ucpel.tche.br

Leia mais

O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB)

O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB) O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB) 076-A3 05/2005 Sônia Regina de Andrade Universidade Regional de Blumenau,

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: uma tecnologia na formação de professores em IES pública e privada em Pernambuco-Brasil.

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: uma tecnologia na formação de professores em IES pública e privada em Pernambuco-Brasil. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: uma tecnologia na formação de professores em IES pública e privada em Pernambuco-Brasil. Autora: IRACLEIDE DE ARAÚJO SILVA LOPES Resumo No âmbito desse artigo, pretende-se ressaltar

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA NO BRASIL

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA NO BRASIL POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA NO BRASIL Ana Paula Domingos Baladeli 1 Introdução As transformações científicas e tecnológicas vivenciadas atualmente impulsionam cada vez mais

Leia mais

AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE

AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE Santos/SP- 02/2014 Carlos Eduardo da Silva Fontoura SEDUC/Santos

Leia mais

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD 1 A QUALIDADE DOS CURSOS SUPERIORES A DISTÂNCIA: CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS E BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB Belém PA, Maio 2012 Categoria: Pesquisa e Avaliação

Leia mais

A TUTORIA A DISTÂNCIA NA EaD DA UFGD

A TUTORIA A DISTÂNCIA NA EaD DA UFGD Ednei Nunes de Oliveira A TUTORIA A DISTÂNCIA NA EaD DA UFGD UFGD/Faculdade de Educação a Distância Dourados MS, E-mail: edneioliveira@ufgd.edu.br Professor da FACED, Bolsista PIBID/EaD/UFGD. RESUMO Esta

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ SILVIA APARECIDA RAMOS SUELLEN RODRIGUES EDUCAÇÃO MATEMÁTICA A DISTÂNCIA: ESTUDO DE CASO GTR

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ SILVIA APARECIDA RAMOS SUELLEN RODRIGUES EDUCAÇÃO MATEMÁTICA A DISTÂNCIA: ESTUDO DE CASO GTR UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ SILVIA APARECIDA RAMOS SUELLEN RODRIGUES EDUCAÇÃO MATEMÁTICA A DISTÂNCIA: ESTUDO DE CASO GTR CURITIBA 2012 RESUMO A educação a distância (EAD) é hoje uma ferramenta muito

Leia mais

Prezado(a) Parceiro(a) Institucional, Coordenador(a) de Polo Presencial, Tutor(a) e Aluno(a),

Prezado(a) Parceiro(a) Institucional, Coordenador(a) de Polo Presencial, Tutor(a) e Aluno(a), DIRETORIA ACADÊMICA Gerência de Ensino de Graduação Salvador, 09 de agosto de 2010. Prezado(a) Parceiro(a) Institucional, Coordenador(a) de Polo Presencial, Tutor(a) e Aluno(a), A FTC EAD vem divulgando

Leia mais

METODOLOGIA PARA CONSTRUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA EAD: DO PLANO DE ENSINO AO ROTEIRO DE TUTORIA.

METODOLOGIA PARA CONSTRUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA EAD: DO PLANO DE ENSINO AO ROTEIRO DE TUTORIA. 1 METODOLOGIA PARA CONSTRUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA EAD: DO PLANO DE ENSINO AO ROTEIRO DE TUTORIA. Maio/2008 Mara Yáskara Nogueira Paiva Cardoso Uniararas, marayaskara@uniararas.br Ana Carolina Castelli

Leia mais

EdUECE- Livro 1 03430

EdUECE- Livro 1 03430 OS SABERES E AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DO CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Maria Irene Miranda Universidade Federal de Uberlândia RESUMO O trabalho aborda o Curso de Pedagogia

Leia mais

TECENDO REDE: UM OLHAR PARA O TRABALHO DO DESIGNER INSTRUCIONAL. Fortaleza 15/05

TECENDO REDE: UM OLHAR PARA O TRABALHO DO DESIGNER INSTRUCIONAL. Fortaleza 15/05 TECENDO REDE: UM OLHAR PARA O TRABALHO DO DESIGNER INSTRUCIONAL Fortaleza 15/05 Isabel Magda Said Pierre Carneiro, Ms. IFET/isabelmsaid@yahoo.com.br Maria José Costa dos Santos, Ms. UFC/mazeautomatic@gmail.com

Leia mais

Unidade: O perfil do aluno virtual e orientações didáticas. Unidade I:

Unidade: O perfil do aluno virtual e orientações didáticas. Unidade I: Unidade: O perfil do aluno virtual e orientações didáticas Unidade I: 0 Unidade: O perfil do aluno virtual e orientações didáticas O aluno que procura um curso na modalidade a distância, mediado por computadores,

Leia mais

Novas mídias e o Ensino Superior

Novas mídias e o Ensino Superior Novas mídias e o Ensino Superior Especial EaD Potencial de novas mídias na educação a distância no Sistema Universidade Aberta do Brasil É OBJETIVO DA CAPES A INTEGRAÇÃO E CONVERGÊNCIA ENTRE EDUCAÇÃO PRESENCIAL

Leia mais

FÓRUM DE DISCUSSÃO COMO FERRAMENTA PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

FÓRUM DE DISCUSSÃO COMO FERRAMENTA PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO FÓRUM DE DISCUSSÃO COMO FERRAMENTA PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Rose Madalena Pereira da Silva (Pedagoga e Tutora em EaD) Sara Ingrid Borba (Pedagoga, Mestre em educação e Tutora em EaD) RESUMO Este

Leia mais

I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015

I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015 I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015 A GESTÃO ESCOLAR E O POTENCIAL DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS EM EAD: O CASO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DA UECE (PROJETO PILOTO)

GESTÃO DE SISTEMAS EM EAD: O CASO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DA UECE (PROJETO PILOTO) GESTÃO DE SISTEMAS EM EAD: O CASO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DA UECE (PROJETO PILOTO) 1. Introdução Adriana Teixeira Bastos Antonio Germano Magalhães Junior Igor Lima Rodrigues

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Brasília - DF- Fevereiro 2013 Priscila Alessandra da Silva Universidade Federal de Brasília priscilaalesilva@gmail.com Fernanda Carla Universidade

Leia mais

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ. A Revolução do Ensino a Distância

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ. A Revolução do Ensino a Distância SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ A Revolução do Ensino a Distância Enir da Silva Fonseca Coordenador de Pólo EAD Campus Guarujá UNAERP - Universidade de Ribeirão Preto

Leia mais

O ENSINO A DISTÂNCIA EM GEOGRAFIA NA UNIMONTES: UM ESTUDO DE CASO

O ENSINO A DISTÂNCIA EM GEOGRAFIA NA UNIMONTES: UM ESTUDO DE CASO O ENSINO A DISTÂNCIA EM GEOGRAFIA NA UNIMONTES: UM ESTUDO DE CASO BARROS, Joselita Ferreira Batista 1 ; NEVES, Lisa Vany Figueiredo Ribeiro 2 1 Especialista em Geografia, Ensino e Meio Ambiente e em Educação

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA A DISTÂNCIA: UM CAMINHO POSSÍVEL? PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTOS

FORMAÇÃO CONTINUADA A DISTÂNCIA: UM CAMINHO POSSÍVEL? PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTOS FORMAÇÃO CONTINUADA A DISTÂNCIA: UM CAMINHO POSSÍVEL? PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTOS Santos SP - Maio/ 2010 Marta Fernandes Garcia Secretaria de Educação Prefeitura

Leia mais

12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos

12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos 12. POLÍTICA DE EaD 12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem,

Leia mais

Avaliação do Curso de Formação de Professores do Programa Redefor no Âmbito da Unesp

Avaliação do Curso de Formação de Professores do Programa Redefor no Âmbito da Unesp Avaliação do Curso de Formação de Professores do Programa Redefor no Âmbito da Unesp Olga Lyda Anglas Rosales Tarumoto anglas@fct.unesp.br FCT/UNESP Mário Hissamitsu Tarumoto tarumoto@fct.unesp.br NEaD-FCT/UNESP

Leia mais

Cenários de inovação para a educação na sociedade digital

Cenários de inovação para a educação na sociedade digital Cenários de inovação para a educação na sociedade digital Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida Paulo Dias Bento Duarte da Silva Organizadores Cenários de inovação para a educação na sociedade digital

Leia mais

Indaial SC Abril 2012. Setor Educacional: 3. Educação Universitária

Indaial SC Abril 2012. Setor Educacional: 3. Educação Universitária MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO A DISTÂNCIA: PRODUÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS MATERIAIS DIDÁTICOS UTILIZADOS PELOS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI Indaial SC Abril 2012 Hiandra Bárbara Götzinger

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ 1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ São Paulo SP 05/2015 Tatiana Barbosa da Silva Hospital Alemão Oswaldo

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ

AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ Marcela do Prado 1 Juliane Fernanda Kuhn 2 Resumo: O presente artigo aborda a avaliação dos componentes

Leia mais

A LICENCIATURA DE MATEMÁTICA NA MODALIDADE EAD EM MG: CARACTERIZAÇÃO E O PERFIL DO CORPO DOCENTE

A LICENCIATURA DE MATEMÁTICA NA MODALIDADE EAD EM MG: CARACTERIZAÇÃO E O PERFIL DO CORPO DOCENTE A LICENCIATURA DE MATEMÁTICA NA MODALIDADE EAD EM MG: CARACTERIZAÇÃO E O PERFIL DO CORPO DOCENTE CARMO, Laura Caroline Sousa UNIUBE - lacarolinesousa@hotmail.com RESENDE, Marilene Ribeiro - UNIUBE marilene.resende@uniube.br

Leia mais

Educação, Tecnologias e Formação de Professores

Educação, Tecnologias e Formação de Professores Educação, Tecnologias e Formação de Professores Luís Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas Coordenadoria Institucional de Educação a Distância Universidade Aberta do Brasil Aula Inaugural

Leia mais

DOCÊNCIA ONLINE: quem embala a Universidade Aberta do Brasil?

DOCÊNCIA ONLINE: quem embala a Universidade Aberta do Brasil? DOCÊNCIA ONLINE: quem embala a Universidade Aberta do Brasil? Brasília - DF Abril 2013 Welinton Baxto Silva - Ministério da Educação - welinton.silva@mec.gov.br Rosana Amaro - Universidade Aberta do Brasil

Leia mais

Educação a Distância e Ensino de Graduação Presenci al: interfaces, alternativas e recursos tecnol ógicos. Profa. Apuena Vieira Gomes SEDIS-UFRN

Educação a Distância e Ensino de Graduação Presenci al: interfaces, alternativas e recursos tecnol ógicos. Profa. Apuena Vieira Gomes SEDIS-UFRN Educação a Distância e Ensino de Graduação Presenci al: interfaces, alternativas e recursos tecnol ógicos Profa. Apuena Vieira Gomes SEDIS-UFRN Pontos para o Debate Educação a Distância O que é? Características

Leia mais

A narrativa como instrumento de interação na modalidade de EAD

A narrativa como instrumento de interação na modalidade de EAD A narrativa como instrumento de interação na modalidade de EAD Neusa Teresinha Bohnen (UNITINS) 1. Considerações iniciais Aprender uma Língua Estrangeira (LE) assume um caráter mais importante em tempos

Leia mais

Apontamentos sobre mediação e aprendizagem colaborativa no curso de especialização em EaD na UNEB

Apontamentos sobre mediação e aprendizagem colaborativa no curso de especialização em EaD na UNEB 1 Apontamentos sobre mediação e aprendizagem colaborativa no curso de especialização em EaD na UNEB ELAINE DOS REIS SOEIRA Do contexto É notória a expansão da educação a distância online, porém muitos

Leia mais

Educação à Distância: Possibilidades e Desafios

Educação à Distância: Possibilidades e Desafios Educação à Distância: Possibilidades e Desafios Resumo André Alves Freitas Andressa Guimarães Melo Maxwell Sarmento de Carvalho Pollyanna de Sousa Silva Regiane Souza de Carvalho Samira Oliveira Os cursos

Leia mais

MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Introdução Mídias na educação

MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Introdução Mídias na educação MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Michele Gomes Felisberto; Micheli de Oliveira; Simone Pereira; Vagner Lean dos Reis Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha Introdução O mundo em que vivemos

Leia mais

profunda. São questões que nortearam a pesquisa: Como o aluno se percebe no processo de interatividade do curso? Como se dá o acesso ao conhecimento?

profunda. São questões que nortearam a pesquisa: Como o aluno se percebe no processo de interatividade do curso? Como se dá o acesso ao conhecimento? EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA: A CULTURA (DE) ORGANIZADORA DO REAL THOMAZ, Sueli Barbosa UNIRIO BITTENCOURT, Cristiane UNIRIO GT-11: Política de Educação Superior I Introdução Este texto é parte integrante

Leia mais

LICENCIATURA EM PEDAGOGIA A DISTÂNCIA: DESAFIOS E PERSPECTIVAS DA FORMAÇÃO DOCENTE RESUMO

LICENCIATURA EM PEDAGOGIA A DISTÂNCIA: DESAFIOS E PERSPECTIVAS DA FORMAÇÃO DOCENTE RESUMO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA A DISTÂNCIA: DESAFIOS E PERSPECTIVAS DA FORMAÇÃO DOCENTE RESUMO Bergson Pereira Utta * Universidade Federal do Maranhão Este trabalho de pesquisa tem por objetivo analisar em

Leia mais

Resolução nº 111, de 20 de dezembro de 2011.

Resolução nº 111, de 20 de dezembro de 2011. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Conselho Superior Resolução nº

Leia mais

Transformando a prática docente

Transformando a prática docente Transformando a prática docente Os Laboratórios Interdisciplinares de Formação de Educadores: a criação, a produção e o trabalho pedagógico com objetos educacionais virtuais na UNICENTRO Prof. Dr. Manuel

Leia mais

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS Profa. Dra. Ivete Martins Pinto Secretária Geral de Educação a Distância Coordenadora UAB/FURG Presidente da Associação Universidade

Leia mais

2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web

2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web 2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web A eficiência da educação a distância (EAD) depende da contribuição de diversas disciplinas. É comum encontrarmos estudos nas áreas da ciência da computação,

Leia mais

O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE

O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE 1 O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE Recife, maio/2010 Ana Paula Teixeira Bruno Silva Universidade Federal

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

Capacitação de Usuários no uso de Sistemas de Informação

Capacitação de Usuários no uso de Sistemas de Informação Capacitação de Usuários no uso de Sistemas de Informação Projeto Básico (pdf) A Gerência de Sistemas GESIS, da Gerência Geral de Gestão do Conhecimento e Documentação- GGCON, tem como objetivo Implantar

Leia mais

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007)

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007) 1 Introdução Em todo mundo, a Educação a Distância (EAD) passa por um processo evolutivo principalmente após a criação da internet. Os recursos tecnológicos oferecidos pela web permitem a EAD ferramentas

Leia mais

TEC - EAD PRESSUPOSTOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONCEPÇÕES TEÓRICAS E METODOLÓGICAS

TEC - EAD PRESSUPOSTOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONCEPÇÕES TEÓRICAS E METODOLÓGICAS TEC - EAD PRESSUPOSTOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONCEPÇÕES TEÓRICAS E METODOLÓGICAS O que é mesmo Educação a Distância (EAD)? Você está fazendo um curso a distância, mas já parou para pensar no conceito

Leia mais

Rua Baronesa do Engenho Novo, 189 Eng. Novo - Rio de Janeiro - RJ. Rua Buenos Aires, 12 / 12 o andar Centro - Rio de Janeiro - RJ

Rua Baronesa do Engenho Novo, 189 Eng. Novo - Rio de Janeiro - RJ. Rua Buenos Aires, 12 / 12 o andar Centro - Rio de Janeiro - RJ Manual do Cursista Copyright COP EDITORA LTDA. Todos os direitos reservados a COP EDITORA LTDA. Essa é uma co-edição entre a COP EDITORA LTDA e a FUNAGER - Fundação Nacional de Apoio Gerencial. Proibida

Leia mais

Crenças, emoções e competências de professores de LE em EaD

Crenças, emoções e competências de professores de LE em EaD Crenças, emoções e competências de professores de LE em EaD Patrícia Roberta de Almeida Castro MACHADO (FL-UFG) patricia_cultura@hotmail.com Lucielena Mendonça de LIMA orientadora (FL-UFG) lucielenalima@gmail.com

Leia mais

REDU: UM AMBIENTE VIRTUAL COLABORATIVO PARA ENSINO DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO. Porto Nacional TO Maio 2012

REDU: UM AMBIENTE VIRTUAL COLABORATIVO PARA ENSINO DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO. Porto Nacional TO Maio 2012 REDU: UM AMBIENTE VIRTUAL COLABORATIVO PARA ENSINO DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO Porto Nacional TO Maio 2012 Categoria: Métodos e Tecnologia Setor Educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa

Leia mais

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A Direção de Educação Aberta e a Distância DEAAD, por meio do Núcleo de Formação, torna público que estarão abertas as inscrições para os Módulos de I ao VII do Programa Anual de Capacitação Continuada

Leia mais

1-O que é EaD? 2-O significa a sigla AVA?

1-O que é EaD? 2-O significa a sigla AVA? 1-O que é EaD? EaD significa Educação a Distância, vejamos alguns conceitos de EaD: "Educação a distância pode ser caracterizada com um ensino no qual o professor e alunos, separados no espaço/ tempo,

Leia mais

Relatorio PAI 2015 - Unidade de Planejamento (CONECTE) - TOP 20. Relatório de Ações

Relatorio PAI 2015 - Unidade de Planejamento (CONECTE) - TOP 20. Relatório de Ações Relatorio PAI 2015 - Unidade de Planejamento (CONECTE) - TOP 20 Relatório de Ações Relatório emitido em: 22/05/2015 01. FORMAÇÃO ACADÊMICA Valor do R$ 5.245.747,25 Ação: 01.CONECTE.01: UAB - OFERTA DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROJETO DE RESOLUÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROJETO DE RESOLUÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROJETO DE RESOLUÇÃO Estabelece Diretrizese Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursosde Educação Superior na

Leia mais

VIDEOAULAS: UMA FORMA DE CONTEXTUALIZAR A TEORIA NA PRÁTICA

VIDEOAULAS: UMA FORMA DE CONTEXTUALIZAR A TEORIA NA PRÁTICA 1 VIDEOAULAS: UMA FORMA DE CONTEXTUALIZAR A TEORIA NA PRÁTICA Curitiba PR Maio 2014 Alexandre Oliveira Universidade Positivo Online alexandre@alexandreoliveira.com Pâmella de Carvalho Stadler Universidade

Leia mais

O planejamento de Disciplinas na Modalidade de Ensino Semi-Presencial

O planejamento de Disciplinas na Modalidade de Ensino Semi-Presencial O planejamento de Disciplinas na Modalidade de Ensino Semi-Presencial Curitiba, 05/2010. Elton Ivan Schneider 1 Mestrando EGC UFSC eschneider@facinter.br Henrique Castelo Branco Prof. Msc hcastelo@onda.com.br

Leia mais

Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento

Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento O TelEduc como recurso virtual de aprendizagem e apoio ao ensino presencial: relato de uma experiência de uso em um curso semi-presencial de Ensino Superior.

Leia mais

Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil

Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil Natal- RN- Maio de 2015 Thais Paulo Teixeira Costa Universidade Federal do Rio Grande do Norte - thais.paulo@hotmail.com Nathalia

Leia mais

O QUE APORTAM E O QUE OCULTAM AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO A DISTÂNCIA DA FURG: UM OLHAR SOBRE O CURSO DE PEDAGOGIA

O QUE APORTAM E O QUE OCULTAM AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO A DISTÂNCIA DA FURG: UM OLHAR SOBRE O CURSO DE PEDAGOGIA O QUE APORTAM E O QUE OCULTAM AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO A DISTÂNCIA DA FURG: UM OLHAR SOBRE O CURSO DE PEDAGOGIA Rogério Dias de Arruda FURG Susana Inês Molon FURG CAPES Resumo:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PROJETO BÁSICO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PRODUÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE CONTEÚDO NA EAD CURSO PARA DOCENTES DA UFOP

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PROJETO BÁSICO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PRODUÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE CONTEÚDO NA EAD CURSO PARA DOCENTES DA UFOP UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTANCIA PROJETO BÁSICO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PRODUÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE CONTEÚDO NA EAD CURSO PARA DOCENTES DA UFOP 2007 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Formação e Gestão em Processos Educativos. Josiane da Silveira dos Santos 1 Ricardo Luiz de Bittencourt 2

Formação e Gestão em Processos Educativos. Josiane da Silveira dos Santos 1 Ricardo Luiz de Bittencourt 2 1 FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE PEDAGOGIA NA MODALIDADE EAD E A FORMAÇÃO COMPLEMENTAR NO CURSO DE MAGISTÉRIO PRESENCIAL: AS PERCEPÇÕES DOS ESTUDANTES Formação e Gestão em Processos Educativos Josiane

Leia mais

ATENDIMENTO DE ESTUDANTES COM SÍNDROME DE DOWN USANDO OBJETOS DE APRENDIZAGEM

ATENDIMENTO DE ESTUDANTES COM SÍNDROME DE DOWN USANDO OBJETOS DE APRENDIZAGEM ATENDIMENTO DE ESTUDANTES COM SÍNDROME DE DOWN USANDO OBJETOS DE APRENDIZAGEM Andressa Ruys de Mello 1 - UNESP Grupo de Trabalho: Diversidade e Inclusão Agência Financiadora: Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

JUSTIFICATIVA PEDAGÓGICA DA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS DIGITAIS NA FORMATAÇÃO DO SOFTWARE EDUCACIONAL (SIMULAÇÃO E ANIMAÇÃO)

JUSTIFICATIVA PEDAGÓGICA DA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS DIGITAIS NA FORMATAÇÃO DO SOFTWARE EDUCACIONAL (SIMULAÇÃO E ANIMAÇÃO) JUSTIFICATIVA PEDAGÓGICA DA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS DIGITAIS NA FORMATAÇÃO DO SOFTWARE EDUCACIONAL (SIMULAÇÃO E ANIMAÇÃO) De acordo com o Edital de produção de conteúdo digitais multimídia, alguns aspectos

Leia mais

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013)

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Questionamentos que devem ser enfrentados 1. Como você descreveria esse ambiente

Leia mais

SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE

SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE Adriele Albertina da Silva Universidade Federal de Pernambuco, adrielealbertina18@gmail.com Nathali Gomes

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROJETO DP MATICE

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROJETO DP MATICE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROJETO DP MATICE LEITE, Cristiane Luiza Köb PUCPR cristiane.leite@pucpr.br TORRES, Patrícia Lupion - PUCPR patorres@terra.com.br Resumo: Este artigo apresenta uma breve contextualização

Leia mais

CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA: A IMPLANTAÇÃO E A GESTÃO NA MODALIDADE A DISTÃNCIA. Araras, maio de 2011.

CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA: A IMPLANTAÇÃO E A GESTÃO NA MODALIDADE A DISTÃNCIA. Araras, maio de 2011. 1 CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA: A IMPLANTAÇÃO E A GESTÃO NA MODALIDADE A DISTÃNCIA Araras, maio de 2011. Fernando da Silva Pereira Centro Universitário Hermínio Ometto UNIARARAS SP fernandosilper@uniararas.br

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUÇÃO CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE MARKETING NA MODALIDADE EAD DA UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ

A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUÇÃO CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE MARKETING NA MODALIDADE EAD DA UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ 1 A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUÇÃO CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE MARKETING NA MODALIDADE EAD DA UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ Maio/2007 Fabiano Palhares Galão - Unopar Universidade

Leia mais

CONSELHO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL

CONSELHO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL CONLHO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL Homologado em 22/4/2005, publicado no DODF de 25/4/2005, p. 21. Portaria nº 142, de 18/5/2005, publicada no DODF de 19/5/2005, p. 23. Parecer n 74/2005-CEDF Processo

Leia mais

INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE EDUCACIONAL: PERSPECTIVAS SOB O OLHAR DA EDUCAÇÃO ESPECIAL

INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE EDUCACIONAL: PERSPECTIVAS SOB O OLHAR DA EDUCAÇÃO ESPECIAL INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE EDUCACIONAL: PERSPECTIVAS SOB O OLHAR DA EDUCAÇÃO ESPECIAL CAMARGO, Renata Gomes UFSM re_kmargo@hotmail.com Eixo Temático: Diversidade e Inclusão Agência Financiadora: não contou

Leia mais

USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PRESENCIAL E A DISTÂNCIA

USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PRESENCIAL E A DISTÂNCIA USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PRESENCIAL E A DISTÂNCIA Daricson Caldas de Araújo (IFPE) daricsoncaldas@gmail.com RESUMO Este artigo de revisão de literatura

Leia mais

EMITec/BA: INTERATIVIDADE EM TEMPO REAL E SUA CONTRIBUIÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

EMITec/BA: INTERATIVIDADE EM TEMPO REAL E SUA CONTRIBUIÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1 EMITec/BA: INTERATIVIDADE EM TEMPO REAL E SUA CONTRIBUIÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Salvador BA Maio 2014 Letícia Machado dos Santos Secretaria de Educação do Estado da Bahia letícia.machado@educacao.ba.gov.br

Leia mais

MATERIAL E MÉTODOS RESULTADOS E DISCUSSÃO

MATERIAL E MÉTODOS RESULTADOS E DISCUSSÃO MATERIAL E MÉTODOS Primeiramente, a pesquisa iniciou-se a partir de um estudo bibliográfico. Depois foi realizada a saída à campo, com o intuito de verificar como foi realizada a elaboração e implantação

Leia mais

O USO DO AMBIENTE ON-LINE COMO SUPORTE PARA APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO PRESENCIAL, NO CURSO SUPERIOR DE PEDAGOGIA

O USO DO AMBIENTE ON-LINE COMO SUPORTE PARA APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO PRESENCIAL, NO CURSO SUPERIOR DE PEDAGOGIA O USO DO AMBIENTE ON-LINE COMO SUPORTE PARA APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO PRESENCIAL, NO CURSO SUPERIOR DE PEDAGOGIA Vanessa Carvalho 1, Ludhiana Bertoncello 2 RESUMO: Essa pesquisa tem como objetivo verificar

Leia mais

Investigação sobre o uso do ambiente Moodle pelos professores de uma instituição de ensino superior pública

Investigação sobre o uso do ambiente Moodle pelos professores de uma instituição de ensino superior pública Investigação sobre o uso do ambiente Moodle pelos professores de uma instituição de ensino superior pública Eixo temático 2: Formação de professores e cultura digital 1 Ana Paula Ferreira Sebastião 2 Rosemary

Leia mais

PROPOSTA DE METODOLOGIA E PLANO DE TRABALHO PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI DO IFB (2014-2018)

PROPOSTA DE METODOLOGIA E PLANO DE TRABALHO PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI DO IFB (2014-2018) PROPOSTA DE METODOLOGIA E PLANO DE TRABALHO PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI DO IFB (2014-2018) 1. Introdução O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) busca nortear

Leia mais

Avaliação Discente no Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas modalidade a distância Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil

Avaliação Discente no Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas modalidade a distância Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E S A N T A C A T A R I N A C E N T R O D E C I Ê N C I A S B I O L Ó G I C A S C U R S O D E L I C E N C I A T U R A E M C I Ê N C I A S B I O L Ó G I C A S Prova

Leia mais

Convibra Saúde Congresso Virtual Brasileiro de Educação, gestão e promoção da saúde saude.convibra.com.br

Convibra Saúde Congresso Virtual Brasileiro de Educação, gestão e promoção da saúde saude.convibra.com.br O IMPACTO DO USO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NAS AÇÕES EDUCATIVAS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO PAULO Autores: SARTOR, Sergio Guerra, PERDIGÃO, Vera Lucia Monteiro, LAGOA, Dagoberto Eloy,

Leia mais

COMO AVALIAR UM CURSO DE EAD EM SAÚDE? UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ NA ÁREA DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE

COMO AVALIAR UM CURSO DE EAD EM SAÚDE? UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ NA ÁREA DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE 1 COMO AVALIAR UM CURSO DE EAD EM SAÚDE? UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ NA ÁREA DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE São Paulo - SP 05/2015 Vitória Kachar Unidade de Educação a Distância

Leia mais

E-mail: anthony.valenca@gmail.com, (24) 9843-3407. E-mail: joanafarias@yahoo.com.br (21) 7162-0872.

E-mail: anthony.valenca@gmail.com, (24) 9843-3407. E-mail: joanafarias@yahoo.com.br (21) 7162-0872. IMPORTÂNCIA DO USO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO EM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM (AVA) PARA MELHORIA DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO ACADÊMICA E MILITAR Cadete Anthony Santos Valença 1 Curso

Leia mais

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO Profa. Dra. Valéria de Souza REFLEXÕES A PARTIR DA FORMAÇÃO CONTINUADA DE EDUCADORES DA REDE PÚBLICA ESTADUAL COM APOIO DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

MÉTODOS E TÉCNICAS DE AUTOAPRENDIZAGEM

MÉTODOS E TÉCNICAS DE AUTOAPRENDIZAGEM MÉTODOS E TÉCNICAS DE AUTOAPRENDIZAGEM Maiêutica - Cursos de Gestão Claudete Teixeira Fernandes 1 Sirlésia Vigarani Scalco 2 Rodrigo Borsatto Sommer da Silva 3 RESUMO A partir da consideração de que existem

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NOS CURSOS DE SAÚDE UTILIZANDO FERRAMENTAS ONLINE

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NOS CURSOS DE SAÚDE UTILIZANDO FERRAMENTAS ONLINE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NOS CURSOS DE SAÚDE UTILIZANDO FERRAMENTAS ONLINE Maceió AL Maio 2011 2.3.1. Educação Universitária 2.3.2.3. Interação e Comunicação em Comunidades de Aprendizagem 2.3.2.2. Tecnologia

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO PARA ALÉM DA SALA DE AULA: O POTENCIAL DIDÁTICO DE UM VÍDEO PARA O ENSINO DAS CIÊNCIAS NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL

EQUILÍBRIO QUÍMICO PARA ALÉM DA SALA DE AULA: O POTENCIAL DIDÁTICO DE UM VÍDEO PARA O ENSINO DAS CIÊNCIAS NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL 1 EQUILÍBRIO QUÍMICO PARA ALÉM DA SALA DE AULA: O POTENCIAL DIDÁTICO DE UM VÍDEO PARA O ENSINO DAS CIÊNCIAS NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL Rio de Janeiro RJ 05/2011 Cesar Bernardo Ferreira Universidade Unigranrio/RJ

Leia mais

ENSINO DE GEOMORFOLOGIA A DISTÂNCIA: ESTRATÉGIAS ADOTADAS NA LICENCIATURA EM GEOGRAFIA DO CEDERJ/UERJ

ENSINO DE GEOMORFOLOGIA A DISTÂNCIA: ESTRATÉGIAS ADOTADAS NA LICENCIATURA EM GEOGRAFIA DO CEDERJ/UERJ ENSINO DE GEOMORFOLOGIA A DISTÂNCIA: ESTRATÉGIAS ADOTADAS Afonso, A.E. 1 ; Silva, T.M. 2 ; 1 DGEO/FFP/UERJ Email:aniceafonso@gmail.com; 2 DEPTO. GEOGRAFIA/UFRJ Email:telmendes@globo.com; RESUMO: O ensino

Leia mais

Facebook utilizado como um Objeto de aprendizagem para ajudar os estudantes do Instituto Federal do Paraná, no formato de educação a distância.

Facebook utilizado como um Objeto de aprendizagem para ajudar os estudantes do Instituto Federal do Paraná, no formato de educação a distância. 1 Facebook utilizado como um Objeto de aprendizagem para ajudar os estudantes do Instituto Federal do Paraná, no formato de educação a distância. Outubro/ 2014 Carmem Lúcia Graboski da Gama Instituto Federal

Leia mais

SISTEMA DE ATENDIMENTO ELETRÔNICO NA EAD: A EXPERIÊNCIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ. Maringá, PR abril/2012

SISTEMA DE ATENDIMENTO ELETRÔNICO NA EAD: A EXPERIÊNCIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ. Maringá, PR abril/2012 1 SISTEMA DE ATENDIMENTO ELETRÔNICO NA EAD: A EXPERIÊNCIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ Maringá, PR abril/2012 Categoria: Gerenciamento e Logística Setor Educacional: Educação Universitária Classificação

Leia mais

www.upf.br/virtual Modalidade semipresencial de ensino: alguns resultados da implantação em disciplinas de graduação da UPF

www.upf.br/virtual Modalidade semipresencial de ensino: alguns resultados da implantação em disciplinas de graduação da UPF www.upf.br/virtual Modalidade semipresencial de ensino: alguns resultados da implantação em disciplinas de graduação da UPF Ana Carolina B. De Marchi Daniela De David Araújo Isléia Rössler Streit ROTEIRO

Leia mais

Área temática: La sociedade de la informacion: el diseño de contenidos online. Prof Dra. Eliana Maria do Sacramento Soares.

Área temática: La sociedade de la informacion: el diseño de contenidos online. Prof Dra. Eliana Maria do Sacramento Soares. Ambientes Virtuais de Aprendizagem: uma realidade em construção Área temática: La sociedade de la informacion: el diseño de contenidos online Prof Dra. Eliana Maria do Sacramento Soares Prof MSc Carla

Leia mais

Palavras-chave: Informática na Educação, Computador na Escola, Blogs

Palavras-chave: Informática na Educação, Computador na Escola, Blogs O USO DO BLOG NO PROCESSO EDUCACIONAL: RELATO DE EXPERIÊNCIA DA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL PROFESSORA CÂNDIDA ZASSO DE NOVA PALMA. Franciele Liliane Vendruscolo 1 Kássia Quadros Ferreira 2

Leia mais

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS Educação Matemática na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (EMEIAIEF) GT 09 RESUMO

Leia mais

UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Ricardo Fidelis Dantas Universidade Estadual da Paraíba richarges@gmail.com Francisco Eudes Almeida da

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 051/2015 DE 19 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 051/2015 DE 19 DE JUNHO DE 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 051/2015 DE 19

Leia mais

A Aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no Ambiente Escolar

A Aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no Ambiente Escolar A Aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no Ambiente Escolar Tatiana Medeiros Cardoso Faculdade Cenecista de Osório (FACOS) Rua 24 de Maio, 141 95.520-000 Osório RS Brasil tati.info@gmail.com

Leia mais

A AÇÃO DO DESIGNER INSTRUCIONAL E O EMPREENDEDORISMO EM TURMAS DO SEJA

A AÇÃO DO DESIGNER INSTRUCIONAL E O EMPREENDEDORISMO EM TURMAS DO SEJA 1 A AÇÃO DO DESIGNER INSTRUCIONAL E O EMPREENDEDORISMO EM TURMAS DO SEJA Salvador- BA - maio 2012 Categoria: F Setor Educacional: 5 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro: E / Meso: J / Micro:

Leia mais

FORMANDO O PROFESSOR PARA TRABALHAR COM AS TICs NA ESCOLA

FORMANDO O PROFESSOR PARA TRABALHAR COM AS TICs NA ESCOLA FORMANDO O PROFESSOR PARA TRABALHAR COM AS TICs NA ESCOLA Elaine Turk Faria PUCRS elaine.faria@pucrs.br Resumo: O atual panorama da sociedade da aprendizagem está a exigir maior qualificação profissional

Leia mais

COMO FAZER PESQUISA NA TUTORIA? POSSIBILIDADES DO PLANO DE AÇÃO NAS ATRIBUIÇÕES DO TUTOR PESQUISADOR

COMO FAZER PESQUISA NA TUTORIA? POSSIBILIDADES DO PLANO DE AÇÃO NAS ATRIBUIÇÕES DO TUTOR PESQUISADOR 1 COMO FAZER PESQUISA NA TUTORIA? POSSIBILIDADES DO PLANO DE AÇÃO NAS ATRIBUIÇÕES DO TUTOR PESQUISADOR Indaial - SC - Abril 2012 Ana Luisa Fantini Schmitt - Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI)

Leia mais

Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais. Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail.

Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais. Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail. Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail.com Perspectivas de análise: EAD e mudança Perspectivas de análise:

Leia mais

Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e

Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação

Leia mais