MAYRA ANDRADE VAI CANTAR NO CASINO DE PARIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MAYRA ANDRADE VAI CANTAR NO CASINO DE PARIS"

Transcrição

1 L ditio 15 / érie, du mercredi 15 décembre 2010 arlos Pereira D Pag 03: Professores Pag 06: Necrologia idicato dos Professores o strageiro tem poucos professores sidicalizados em Fraça e dirigete ameaça demitir-se. Faleceu adra arreira Gouveia, 39 aos, membro e dirigete da ssociação Portuguesa ultural e ocial de Potault-ombault. Hebdomadaire fraco-portugais gratuit N B-VDN LNÇ NV ÁLB Y NDD V N N N D P Pag 16. Fado arlos oteiro fadista afalda rauth brilhou os palcos do héâtre de Neuilly-sur-eie, um cocerto orgaizado pela ssociação portuguesa local. Domiique toeesco Págia 13 Pag 21. portig Nicolas astiglioe equipa do portig lub de Paris Futsal bateu-se cotra o Befica o oreio do Luxemburgo vido a perder apeas o tempo de compesação. D N PL D L V NQÊN D JD D F PGL Págia 09

2 2 piião LusoJoral 015/ de 15/12/2010 LusoJoral Édité par: FP ditios, ue société d éditio de la hambre de commerce et d idustrie fraco-portugaise N siret: e cours epresétée par: arlos Vihas Pereira LusoJoral Le seul hebdomadaire fraco-portugais d iformatio édacteur e hef: arlos Pereira ollaboratio: ida erqueira, lfredo adete (desporto), urélio Pito, lara eixeira, Domiique toeesco, Duarte Pereira (ciclismo), Fátima ampaio (eims), Joaa Valete, Joaquim Pereira, Jorge ampos (Lyo), José Paiva (rléas), José ousa Gomes, Natércia Goçalves (lermot-ferrad), Nicolas astiglioe (portig lub de Paris), auel de ousa Foseca, auel do Nascimeto, arco liveira (Lusitaos t aur), aria Ferada Pito, Norberto Guerreiro, icardo imões, ui auel ibeiro (eaux). hroiqueurs: delaide ristóvão, lbao ordeiro, urélio Pito, arlos dos eis, arlos Goçalves, arlos Vihas Pereira, Daiel ibeiro, Jorge oelho, José auel steves, José Paiva, auel de ousa Foseca, Nathalie liveira, Padre Nuo urélio, Paulo Detiho, Paulo Pisco, Pascal de Lima, Pedro da Nóbrega, oméo de morim, aúl Lopes, icardo imões, ui Neuma. Les auteurs d articles d opiio preet la resposabilité de leurs écrits. Photos: lfredo Lima, tóio Borga, José Lopes, ário atariha aquette: Jorge Vilela Desig gece de presse: Lusa mpressio: orelio Pritig (Belgique) LusoJoral 63 rue de Boulaivilliers Paris el.: Fax: Distributio gratuite exemplaires Dépôt légal: décembre 2010 N róica de opiião lígua portuguesa, a PLP e a sua vertete iter-parlametar arlos Goçalves Deputado (PD) eleito pelo círculo da uropa LusoJoral, uma publicação em lígua portuguesa, tem um público alvo que ultrapassa em muito apeas os portugueses residetes o estrageiro, ido ao ecotro de outras omuidades que também falam a lígua de amões e que em muitos casos efretam problemas semelhates aos da ossa Diáspora. Por isso mesmo trago hoje aqui o tema da omuidade de Países de Lígua Portuguesa (PLP) e da sua importâcia quer para a política extera portuguesa quer para a afirmação da lígua e cultura portuguesas o udo como factores fudametais da afirmação de Portugal o sta é a terceira vez que os Portugueses que vivem o estrageiro são chamados a votar para o Presidete da epública. s eleições realizam-se o próximo dia 23 de Jaeiro. meu desejo e apelo é que todos os que estão iscritos os caderos eleitorais vão votar. Não é apeas um direito de cidadaia, é também um dever para com o osso país. Nas próximas eleições, em virtude de um cojuto de propostas que, em ome do P, apresetei e foram aprovadas a ssembleia da sistema iteracioal. ecetemete tive oportuidade, o âmbito dos trabalhos da omissão de Negócios de strageiros e omuidades Portuguesas, de visitar gola e comprovar o terreo a importâcia que a lígua portuguesa tem a aproximação etre os dois países, omeadamete em termos ecoómicos, políticos e sociais. É uma vatagem para ambos os países e que se estede, aturalmete, aos outros países da PLP permitido um itercâmbio de cotactos e experiêcias etre os seus parlametares, que eu a miha própria actividade política teto poteciar ao máximo pois é ormal as actividades o seio das comuidades cotarem com a participação de muitas pessoas oriudas dos países africaos de expressão portuguesa, apeas para dar um exemplo. No ao passado tive oportuidade róica de opiião Porque voto em auel legre Paulo Pisco Deputado (P) eleito pela uropa epública, já ão existirão quaisquer discrimiações ou limitações à participação eleitoral dos portugueses a residir o estrageiro. ste acto coloca todos os portugueses em pé de igualdade e hora a ossa democracia. as há outro factor muito importate. Nas próximas eleições só dois cadidatos têm realmete hipóteses de gahar. m deles é auel legre, apoiado pelo Partido ocialista, pelo B e por outros movimetos cívicos. cada voto pode ser decisivo. auel legre é um homem com dimesão humaista, cosmopolita, é um homem de cultura e com uma visão progressista do osso país e do mudo. É também um lutador, alguém que ama a liberdade e que sempre fez da justiça social uma das causas mais fortes da sua acção política. É alguém que preza o diálogo e de estar em abo Verde também com a omissão de Negócios strageiros e omuidades Portuguesas realizado um cojuto de cotactos que provaram a importâcia das relações iter-parlametares baseadas a afirmação da lígua portuguesa. lém disso, tive de oportuidade de receber a ssembleia algus Deputados de outros países da PLP, muito particularmete o Deputado de oçambique que assume, em termos de círculo eleitoral, as mesmas fuções que eu. vertete parlametar da PLP é, o meu poto de vista, muito importate e algo que pode ser utilizado como verdadeira alavaca para o sucesso da própria orgaização em si própria e para a sua afirmação a ível iteracioal. recete eleição de Portugal para membro ão permaete do oselho de eguraça das Nações idas para o biéio de , foi mais um exemplo desta cooperação, cotou o valioso apoio deste cojuto de países de lígua portuguesa sedo talvez uma das mais importates afirmações do poder político da PLP as questões iteracioais. gido como um verdadeiro bloco, cojugado iteresses e focalizado objectivos comus, foi possível alcaçar algo de verdadeiramete importate para Portugal e para a sua diplomacia que teve este processo um verdadeiro êxito. Já ateriormete tive oportuidade de afirmar que a lígua portuguesa, omeadamete a propósito das omuidades Portuguesas, é uma importate mais valia para a afirmação de Portugal o udo. No etato, hoje e através do espaço da PLP, a lígua portuguesa assume-se aida mais como úcleo cetral de um espaço social e cultural, que cada vez mais gaha importâcia em termos políticos o sistema iteracioal. a estabilidade istitucioal. Desde o iício da sua campaha que auel legre tem maifestado um geuío iteresse pelas questões relacioadas com as ossas comuidades. Foi, aliás, o primeiro cadidato a dirigir-se a todos os que vivem fora do país, através de uma mesagem que eviou aos ossos compatriotas a Veezuela. Depois disso já esteve em Fraça, ode teve a oportuidade de ouvir e coviver com muitos portugueses, deslocação que acompahei em Paris, Bordéus e Potault-ombault. m Presidete de Portugal tem de ser assim: com um vículo idestrutível com todos os ossos cocidadãos, assumido uma importâcia particular a relação com os que estão fora do país. auel legre compreede isso. le próprio já setiu o que é estar loge da pátria. também já afirmou a sua determiação em trabalhar para e com os portugueses que vivem o exterior. Para auel legre, a Lígua Portuguesa e a pátria são valores cetrais que estruturam a ossa idetidade como povo. Defeder com orgulho o que somos como povo e a ossa História rica de esiametos são actos aturais e espotâeos o cadidato, para quem a pátria somos todos ós, os que estão em Fraça, uíça, stados idos, Brasil, Portugal ou em qualquer parte do mudo. É por isso que todos temos de ir votar. Votar um cadidato que saberá como iguém defeder o osso país, a ossa História, a ossa Lígua e a ossa cultura. m Presidete de Portugal tem de ter isto tudo a alma e a razão. esta é uma missão bem à medida de auel legre s leitores questioam ehor Diretor, Gostei de ler o vosso joral otícias da fadista aé atos. Já ão ouvia falar dela há muito tempo. Pesei que tivesse ido para Portugal, afial estava doete. [...] Pode-me dizer se ela já está melhor e se volta a catar fado? auela da ocha (Poissy, 78) ara leitora, fetivamete sabemos que a fadista aé atos esteve muito doete. Pregou mesmo um susto aos seus amigos mais próximos. as está ovamete etre ós. Já catou o estaurate xpresso, em Paris, por exemplo. arlos Pereira, Diretor do LusoJoral vie a sua perguta para

3 LusoJoral 015/ de 15/12/2010 omuidade 3 D idicato dos Professores o strageiro (P) idicato quase sem professores sidicalizados speto parcial da ultima ssembleia Geral do P m Fraça, ha relativamete poucos professores de português sidicalizados. as o idicato dos Professores o strageiro (P) também tem mostrado grades disfucioametos. arlos Pato, o ecretário Geral do idicato diz que há dois ou três professores a lecioar em Fraça, membros do P, sidicalizados há pouco tempo pela miha ação disse ao LusoJoral. Falso, respode a ilva, epresetate do idicato em Fraça e membro da omissão xecutiva do P. omos 10 professores sidicalizados e ão teho cohecimeto de ehuma afiliação recete. liás, como é possível que haja três ovos professores de Fraça o idicato, sem que a omissão executiva teha validado? o que é que ele faz aos 10 membros que o P tem em Fraça? perguta a professora. É este ambiete que vive hoje o idicato. ste idicato, tal como fucioa, ão respode às ecessidades dos professores. u própria vou abadoar o P porque ão é este o idicato que os defede diz a professora a ilva. as o ecretário Geral argumeta que os professores de Fraça são muito sui geeris. arlos Pato vive o Luxemburgo ode é professor. É ecretário Geral do P desde Não teho uma úica hora de redução sidical. Faço isto por amor à camisola disse ao LusoJoral. terrogado sobre os problemas de relacioameto com os professores de Fraça, arlos Pato diz que os professores de Fraça ão respeitam a hierarquia, tratam o idicato como se fosse perteça deles. s represetates do P em Fraça praticamete ão existem e ão aceitam as opiiões dos outros. Já a ilva diz que a situação é completamete iversa. idicato parece que só existe para os professores do Luxemburgo, o ecretário Geral vai a Portugal, às egociações, sem reuir a omissão xecutiva. u uca vi um fucioameto assim diz ao LusoJoral. ecretário Geral deve ser o Porta-voz da omissão xecutiva, mas ele ão, vai e vem sem os cosultar e sem levar a ossa opiião. Qual é a represetatividade dele?. professora deixa o etato a explicação que em Fraça, todos os membros sidicalizados estão ao correte de tudo, eu iformo toda a gete sobre o que se está a passar e teho ótimas relações com a oordeadora para o sio do Português. Falamos e ela ouve o que temos para dizer. Portaria para cotração local é prioridade arlos Pato descohecia que há cerca de aluos em Fraça sem aulas de Português. Ficou mesmo admirado com a perguta do LusoJoral e com a cofirmação da oordeadora Geral do sio de Português em Fraça. P ão tem essa iformação cofirmou. Não sei o que adou a fazer a oordeadora aterior para que aluos ficassem sem aulas de português até agora. Visivelmete ão cohecia as razões. as arlos Pato cofirmou ao LusoJoral que a resolução deste tipo de problemas pode passar pela ova Portaria para cotratação local de professores. ecretário Geral do P teve um ecotro em julho com o ecretário de stado das omuidades Portuguesas, tóio Braga, e com o Vice-Presidete do stituto amões, ário Filipe e voltou a reuir com tóio Braga o dia 2 de dezembro último. m debate está a resolução de situações potuais de ausêcia de professores. magie que um professor adoece, que apaha uma peumoia e tem de ficar várias semaas em casa: os aluos ficam sem aulas. magie uma professora que egravida e que a gravidez é de risco e tem de ficar em casa: os aluos ficam sem aulas. emos de ter mecaismos rápidos de cotratação local de professores de substituição explica o ecretário Geral do P. É este projeto que estamos a trabalhar e teho a covicção que este problema vai ficar resolvido com esta Portaria. sta ão é a opiião de outros professores sidicalizados que cosideram que estes lugares devem ser preechidos por professores que estão a lista ordeada a aguardar colocação diz por seu lado a ilva. arlos Pato esteve estas reuiões com represetates da Feprof, etral sidical à qual pertece. as a ilva preferia que levasse mais um ou dois membros da omissão xecutiva ou dirigetes sidicais. Fizemos esta proposta porque os parece atural que a omissão xecutiva esteja implicada. sto ão é um idicato de uma só pessoa. a ilva diz que já vários membros chamaram a ateção de arlos Pato sobre este fucioameto atidemocrático. m resposta, os professores recebem mails itimidativos e até algus a agredir as pessoas. egudo a dirigete sidical de Paris, foi precisamete derivado a estas atitudes que o membro da omissão xecutiva da lemaha se demitiu. té à data aida foi substituído. coclui: É muito estraho. m idicato fragilizado Loge vai o tempo de um P forte, liderado desde Paris por lexadre ilheiro ou por auel á. as os tempos mudaram e os professores também. s professores ditos destacados regressaram a Portugal, chegado cá os professores cotratados. É gete bem mais ova, aida ão sidicalizada. ada vez é mais difícil passar a mesagem sidical. Não é geeralizado, mas muitos professores ão aderem aos idicatos com medo de represálias afirma arlos Pato. êm medo das oordeações e até da avaliação. ó a uropa há cerca de 300 professores a lecioar o sio de Português o strageiro (P). Fraça e a uíça têm o maior cotigete (cerca de 250). as estes dois países ão têm mais de 20 professores sidicalizados! Na lemaha ão temos ehum professor sidicalizado, a Bélgica estávamos em zero, mas agora estão todos, o eio ido temos us 10 ou 12 e é o Luxemburgo que temos mais. omos cerca de 30 explica arlos Pato. idicato só pode ser forte quado tiver uma omissão xecutiva forte, a trabalhar em cojuto, os vários países e ão com elemetos a trabalhar cada um para seu lado argumeta a ilva. Nuca será forte equato o ecretário Geral tiver a política do posso, mado e faço. ão estas tomadas de posição que levam arlos Pato a dizer ao LusoJoral que a prática o P ão tem represetates em Fraça. próxima ssembleia Geral vai ter lugar o próximo dia 29 de jaeiro, mas o atual ecretário Geral aida ão decidiu se vai pedir a reovação do madato. ó aceitarei ficar se houver uma remodelação da omissão xecutiva disse ao LusoJoral. Quem parece já ter baixado os braços é a ilva. sta ssembleia Geral é uma mascarada. reovação do madato só poderá ser feita através de eleições e ão em reuião da ssembleia geral. odos os sócios deverão ter a oportuidade de se maifestar! ssembleia geral só tem poder para omear uma omissão que exercera fuções provisórias até à realização de eleições. udo isto está cosigado os statutos do P. Nem o ribual do trabalho pode validar a ova direção sem se apresetarem atas da eleição. udo está a ser feito para cofirmar o madato do atual ecretário Geral. Por isso, até está a pesar em ir à reuião. De qualquer das formas, se isto cotiuar assim, devo deixar o idicato. sto ão é um idicato, é um quital. Para além do P, existe aida o idicato dos Professores das omuidades Lusíadas e o LusoJoral sabe que em Fraça está a ser criada uma ssociação de professores de português. sta é a prova que os professores estão preocupados com a defesa das suas carreiras, mas ão ecotram um P fragilizado e praticamete sem aderetes, capacidade de resposta para as suas reividicações. arlos Pereira Breves idicato dos rabalhadores osulares vai processar stado por causa das reduções salariais idicato dos rabalhadores osulares e das issões Diplomáticas (D) auciou a semaa passada que vai processar o stado por causa das reduções salariais dos fucioários públicos, que cosidera icostitucioais. provável icostitucioalidade da redução salarial dos trabalhadores da admiistração pública vai atigir-os em codições mais gravosas do que muitos dos trabalhadores em Portugal, porque em muitos países há processos de iflação muito superiores ao osso, explicou o ecretário Geral do D. m declarações à agêcia Lusa, Jorge Veludo disse aida que outro aspeto a ter em cota é a desvalorização do euro que leva a que quem está a uíça, aadá, África do ul e Brasil esteja a ver os seus redimetos a dimiuir progressivamete sem que o stado teha tomado qualquer medida para cotrariar essa perda. Podemos ter, por via dos três efeitos cojugados: redução salarial, desvalorização do euro e iflação, situações de perda de redimetos que cheguem aos 40 por ceto, alertou o sidicalista. De acordo com Jorge Veludo, isso pode colocar a subsistêcia de algus trabalhadores em causa. Por isso, cosidera que está a aberta a porta a que haja processos sob a forma de providêcia cautelar o setido de garatir que a esses trabalhadores ão seja aplicada a redução salarial de modo a permitir o susteto da família. ublihado que a situação destes trabalhadores é aturalmete específica, o sidicalista defedeu que ao ão haver qualquer processo egocial por parte do Govero só lhes resta o recurso aos tribuais. otactada pela Lusa, fote da ecretaria de stado das omuidades recusou fazer cometário sobre o assuto.

4 4 omuidade LusoJoral 015/ de 15/12/2010 m breve cotro socialista em etz ecção do Partido socialista português covida os seus militates, os simpatizates e os apoiates da cadidatura do auel legre de etz e da oselle, para uma visita do etro de arte modera e cotemporâea, Georges Pompidou- etz. lém da descoberta de uma obra de arquitetura sem comparação o mudo, covida-se para uma viagem através do século XX e das suas obras-primas explica ao LusoJoral Nathalie de liveira, ecretária oordeadora da ecção. Porque ão evoluímos mas sim viajamos, sempre tal como o osso Ferado Pessoa? grupo seguirá viagem com rumo ao Grad comptoir a Place de la Gare, dita do Gééral De Gaulle, situada próxima, para um ecotro legre. ratar-se-á de um mometo de apresetação das últimas otícias da campaha em Fraça e a uropa, com outro passeio pela impresa portuguesa de detro e de fora explica Nathalie de liveira. ecretária da ecção vai distribuir a todos os participates a mesagem do cadidato às omuidades e as mesages aos militates e adatários em Portugal. tes de chegarmos ao desejo de um ao de 2011 legre, apresetamos os ossos votos siceros de umas festas atalícias felizes, para todos os Portugueses, que horamos do osso bride tradicioal com cheiriho de irabelle da Lorraie, o café, com certeza! irabelle é a aguardete tradicioal da Lorraie, feita a partir da fruta com o mesmo ome exemplares eviados este mês ssociação ívica evia brochura de promoção turística aos autarcas portugueses de Fraça associação ívica dos autarcas portugueses e luso-descedetes de Fraça, acaba de editar a revista ívica com iformação e promoção turística sobre Portugal. ão os evios que a ívica mada para os autarcas de origem portuguesa em Fraça e decisores autárquicos. om mais de autarcas de origem Portuguesa em Fraça e mais de fucioários de âmaras uicipais Fracesas, também com origes portuguesas, a ssociação de utarcas de rigem Portuguesa acredita que o mês de dezembro é a época certa para mobilizar os autarcas de origem portuguesa em Fraça para propor Portugal como destio turístico dos muícipes fraceses explica um comuicado assiado pelo Presidete da associação, Paulo arques. Paulo arques explica que em dezembro ão há apeas a quadra atalícia, mas é sobretudo altura para a preparação fial dos orçametos camarários para 2011 e por isso justifica-se o evio maciço da brochura da cívica realçado um largo destaque ao turismo de Portugal, parceiro maioritário, e uma parte com iformações pragmáticas e práticas para os autarcas de origem portuguesa em Fraça. Foi em 2004 que a ívica decidiu participar a divulgação de Portugal como destio turístico juto das airies fracesas, a altura aproveitado o uro esmo se iicialmete as parcerias istitucioais se aproximavam do zero e os meios promocioais para uma operação muito origial ão tiha eco em Portugal, a ívica ão desistiu, cotribuido assim para o aumeto de turistas vidos de Fraça explica Paulo arques. s cotas são simples. Quem decide dos destios das viages orgaizadas pelas âmaras muicipais fracesas são os autarcas. Depois da escolha do destio é feito o cocurso para as agêcias de viages. osso objetivo é de solicitar os autarcas de origem portuguesa para que Portugal seja o destio escolhido para essas viages. om mais de autarcas é simples compreeder o que Portugal pode gahar em termos turísticos diz por seu lado omeu de morim, de ait aur-des-fossés. quato a promoção turística de todos os países têm suportes similares etre eles, a cocorrêcia cada vez mais feroz obriga os países a uma maior eficácia e serem origiais para atraírem um maior úmero. erá essecial preseciar o mercado autárquico de origem Portuguesa a diáspora e ão será através de viages promocioais para luso-eleitos, que já cohecem Portugal, que N ma coseguiremos aumetar o úmero de turistas vidos das autarquias fracesas cotiua Paulo arques, Presidete da ívica. ao 2011 é crucial para esta mobilização. ívica está a fializar as suas delegações em toda a Fraça permitido mais aproximação etre os autarcas de origem portuguesa e as suas realidades. erá em maio, durate o ogresso de autarcas portugueses e de origem portuguesa o mudo, iiciativa orgaizada pela NF e pela ívica, que iremos oficializar este trabalho cometa Paulo arques que também é oselheiro das omuidades Portuguesas e Presidete da omissão da Participação ívica e Politica do P. Peço fialmete mais pragmatismo e mais sesibilidade a coisa pública. Paulo arques defede que, para 2011, o ecretário de stado do urismo e o iistro da coomia deviam setar-se à mesa com as orgaizações de autarcas de origem portuguesa o mudo e cogregar esforços o setido de uma iterveção promocioal extera que aproveite com eficácia esta origialidade úica. eresa ita Lopes a campaha de auel legre em Paris ais uma vez o restaurate ur u de Flora foi teatro de um Jatar legre, ode um grupo de apoiates acompahou a escritora eresa ita Lopes, adatária de auel legre para a uropa em 2006, a leitura de poemas. Foram lidos poemas de auel legre, mas também de auel legre. stiveram presetes além de bastate militates da ecção do P português de Paris, a jovem luso-descedete élie Vetura eixeira, carregada de estudos e de pesquisa o stituto acioal de História de rte de Paris, o jovem pitor dgar Faria, o escritor eresa ita Lopes com urélio Pito auel do Nascimeto e a escritora ltia ibeiro, assim como o cocei- tuado pitor Bejamim arques, D agraciado há 11 aos cosecutivos pela cadémie des Beaux rts, stitut de Frace com o prémio ide et ecouragemets. urélio Pito, adatário para a campaha de auel legre em Fraça, agradeceu a preseça de todos e maifestou a total cofiaça a eleição deste cadidato que faz catar o país há dezeas de aos, a cação da cofiaça, do patriotismo e da solidariedade democrática. urélio Pito acrescetou que o dia 23 de jaeiro de 2011, ão vamos pergutar ao veto que passa, otícias do osso país. Vamos fazer a otícia! ma equipa ao seu dispor 3 bis rue Gay Lussac heevières s/are el.: Fax: LusoJoral iterativo é o Facebook. Participe! melhor escolha da gastroomia ibérica 1 rue de l re-gâteau emoy el.: Fax: Z Les ercières illeux la Pape el.: Fax: rue dmod Besse Bordeaux el.: Fax:

5 LusoJoral 015/ de 15/12/2010 omuidade 5 ristela de liveira pode vir a ser úmero 2 em orbeil Direita gaha em orbeil ssoes e em Noisy-le-ec luso-descedete ristela de liveira poderá ser eleita o próximo dia 19 de dezembro a ova Primeira djuta ao aire de orbeil ssoes. lista apoiada pela P, liderada pelo atual aire Jea-Pierre Bechter, gahou a seguda volta das eleições muicipais que tiveram lugar o domigo passado. Já a primeira volta a lista de Jea- Pierre Bechter tiha gaho por 47,3% e tiha a garatia do apoio de Jea-Fraçois Bayle, ex-djuto de erge Dassault que a seguda volta se aliou à lista de Bechter. as a absteção foi demasiado grade e podia criar surpresas a seguda volta. om a eleição de Jea-Pierre Bechter, foram também eleitos, para além de ristela de liveira, ldia de atos e Gil imões. Dos eleitores iscritos em orbeil votaram apeas Jea- Pierre Bechter, fortemete apoiado por erge Dassault obteve 53,91%, batedo de loge o comuista Bruo Piriou que ão foi além dos 46,09%. ste é um resultado sas appel como cometou o próprio Bruo Piriou. ida ão foi desta que arlos da ilva gahou uma eleição em orbeil ssoes. le que já foi cabeça de lista a última eleição muicipal, ficou-se pelo terceiro lugar a lista da aliaça da squerda, jutado militates do PF, dos Verdes e do P. m três aos houve três eleições muicipais em orbeil ssoes. m rquivo ívica ristela de liveira com arlos Goçalves 2008 foi ivalidada a re-eleição de erge Dassault e em 2010 foi ivalidada a eleição de Jea-Pierre Bechter. m cada uma destas eleições a difereça de votos era curta (em 2009 foi de 27 votos), mas desta vez ão deve haver cotestação à eleição do aire da P já que a difereça de votos foi de 728 eleitores. No domigo 19, a partir das 9 horas vai tomar posse o oselho uicipal e vão ser eleitos os 16 djutos e djutas de Bechter. ristela de liveira que já foi cadidata às últimas eleições legislativas está bem posicioada para se setar à direita do aire. squerda perdeu a airie de Noisy otrariamete às previsões, em Noisy-le-ec, foi o cadidato do Pleário do PP em Fraça prepara campaha de Fracisco Lopes Depuis le 1er décembre, itoyes fraçais et les essortissats europées de Paris, vous pouvez vous iscrire e lige sur les listes électorales. ette iscriptio par teret vous permet de gager du temps et simplifier vos démarches: plus besoi de vous déplacer e airie d arrodissemet à la fi de l'aée, qui correspod, traditioellemet, à ue période de forte affluece PP speto geral do Pleário do PP Nouveau etre Lauret ivoire, filho da atiga aire da cidade, Nicole ivoire, que foi eleito o domigo passado. Depois da primeira volta das eleições, lda Pereira Lemaitre (até aqui aire P de Noisy) aliou-se à lista PF/Verdes a mesma que a forçou a demitir-se e que provocou ovas eleições a cidade! lgus dos seus apoiates sugeriram que lda Pereira se aliasse ao Nouveau etre, mas a socialista preferiu jutar a sua voz à squerda, certamete forçada por um Partido socialista dividido a cidade. stas eleições parciais, eu ão as queria. Fiz tudo para as evitar, mas hoje, uma parte da esquerda de Noisy-le-ec coseguiu perder a cidade escreve lda Pereira Lemaitre a sua págia Facebook. ssistimos à autodestruição da vitória de março de 2008 e é um muito mau exemplo que estamos a dar a ível local, equato que a ível acioal as políticas do Govero da Direita estão a fazer tão mal ao osso país. om 45 aos de idade, lda Pereira Lemaitre, a aida aire de Noisy-le- ec, aparecia em quarto lugar a lista dirigida por Gilles Garier. Não pode dizer que foi apoiada pelo seu próprio partido, mas agora vai setar-se a bacada da oposição até arlos Pereira ovocado pelo rgaismo de Direção Nacioal (DN) em Fraça do Partido omuista Português, teve lugar, em Naterre, a mahã do passado domigo, dia 12, um Pleário de ilitates deste partido. reuião cotou com a participação de osa abiais, membro do omité etral e resposável pela Direção da rgaização a migração (D) do PP, que fez uma iterveção sobre a situação política, ecoómica e social acioal e iteracioal, tema este que provocou um grade debate etre os presetes. No pleário, dirigido por aul Lopes, resposável da orgaização, foram também debatidas as questões relacioadas com o reforço da orgaização partidária, o trabalho uitário e a sua iterveção local. tes de ecerrados os trabalhos foi feito um forte apelo à mobilização dos omuistas portugueses em Fraça em toro da cadidatura de Fracisco Lopes, o cadidato à Presidêcia da epública apoiado pelo PP. adidatura esta que é parte itegrate da luta maior pela rutura e mudaça com as políticas impostas ao País pelo P, com o apoio dos partidos de direita e o acordo do Presidete da epública, e por uma política alterativa, patriótica e de esquerda para Portugal, que garata também a existêcia e a defesa dos direitos das omuidades portuguesas espalhadas pelo mudo, afirmou-se a reuião. ouveau téléservice à Paris: l'iscriptio sur les listes électorales e lige das les bureaux des électios. L iscriptio e lige est proposée sur et sur les sites des airies d arrodissemet. Vous êtes dirigé(e) automatiquemet vers le site de «mo.service-public.fr» pour effectuer votre iscriptio. Vous devrez esuite trasmettre par teret u formulaire rempli par vos sois, accompagé des pièces justificatives scaées ou photographiées. outes les iformatios pour vous guider das votre démarche figuret sur teret. e téléservice est bie évidemmet etièremet gratuit. Depuis 2001, les téléservices proposés par la Ville de Paris se développet et sot de plus e plus utilisés. Fi 2010, plus d 1 millio de demades d actes d état civil aurot été formulées par teret, soit eviro 1/3 des demades de l'aée. ao Peiou, djoit chargé de la qualité des services publics muicipaux, de l'accueil des usagers et du bureau des temps souhaite ecore développer cette offre, pour faciliter les démarches aussi bie des particuliers que des professioels et des associatios et, plus gééralemet, simplifier la vie des Parisies. Breves PP: Pedido de rectificação xmo. ehor Diretor do LusoJoral, rgaismo de Direção Nacioal (DN) em Fraça do Partido omuista Português, reuido a 11 de dezembro em Paris, tomou cohecimeto e mereceu-lhe a melhor ateção a otícia, iserta a última edição do LusoJoral, ititulada otigy-le-bretoeux: reuião para a ampaha de auel legre. peça joralística em questão refere-se a um ecotro com os amigos e simpatizates do adidato apoiado pelo P e pelo B, mecioado a preseça o eveto de diversas persoalidades, referidas pelo respetivo ome, ao qual é aposta, etre parêteses, a sigla do partido a que pertecem. té aqui ada de surpreedete, porquato a maioria dos refereciados itegram os partidos que apoiam a cadidatura de auel legre, isto é, o P e o B. as o que os surpreedeu, que julgamos derivar de um erro do joralista que redigiu a otícia, é o facto da sigla do PP também surgir aposta ao ome de uma das ditas persoalidades presetes o mecioado ecotro. Face ao costatado, o rgaismo de Direção Nacioal (DN) em Fraça do PP julga ser de todo pertiete esclarecer os leitores do LusoJoral que o PP apoia um cadidato próprio à Presidêcia da epública, que dá pelo ome de Fracisco Lopes, membro da omissão Política e do ecretariado do omité etral, aliás o úico que, até ao mometo, já formalizou legalmete a sua cadidatura, e que ão tem e rejeita um evolvimeto com qualquer outra cadidatura. ssim, recohecedo a tóio opa, equato cidadão, todo o direito de apoiar a cadidatura que a sua cosciêcia lhe ditar, esclarece-se que a sua preseça o eveto oticiado e a sua ativa participação a campaha de auel legre é feita meramete a título idividual, represetadose apeas a si próprio e uca ao PP. creditado, ehor Diretor, que o exposto lhe merecerá a melhor ateção e que procederá à ecessária retificação a próxima edição do LusoJoral, edereçamoslhe os melhores cumprimetos. DN do PP Leia o LusoJoral a iteret

6 6 omuidade LusoJoral 015/ de 15/12/2010 m breve ais turistas fraceses visitaram Portugal ssociação Portuguesa de Potault-ombault está de luto Faleceu adra Gouveia, dirigete da P s dormidas a hotelaria aumetaram 8,5% em outubro face ao mesmo mês do ao aterior, com os hotéis de cico estrelas a apresetaram o maior crescimeto, segudo dados divulgados a semaa passada pelo stituto Nacioal de statística (N). ível acioal, o mês de outubro a hotelaria acolheu 1,3 milhões de hóspedes, que origiaram 3,4 milhões de dormidas, valores que represetam acréscimos homólogos de 7,5% e 8,5%, respetivamete, de acordo com ctividade urística, do N. m outubro, os pricipais mercados emissores registaram crescimetos, destacado-se a tália (20,9%), Fraça (14,9%), Holada (14,2%) e rlada (10,4%). mercado espahol foi exceção, tedo registado um decréscimo de 1,1 por ceto, o que represeta uma iversão de tedêcia, após três meses cosecutivos de melhoria. m outubro, os estabelecimetos hoteleiros registaram 161,9 milhões de euros de proveitos totais, 5,9% acima do período homólogo. redimeto médio por quarto foi de 28,1 euros, uma subida de 2,6% em relação a outubro de arlos Pereira adra arreira Gouveia Faleceu o passado sábado, adra arreira Gouveia, ex-esoureira e ex- ecretária da ssociação Portuguesa ultural e ocial de Potault- ombault. adra Gouveia tiha 39 aos de idade e deixou três filhos meores: Léa, lexis e Hugo. Foi vítima de doeça prologada. fueral vai ter lugar esta quitafeira, dia 16 de dezembro, às 14h15 a igreja ait Deis, em Potault- ombault e depois será eterrada o cemitério de oissy-e-brie, ode residia. P de Potault-ombault está de luto. adra Gouveia era uma figura importate a associação. aí a marmita muito cedo disse uma etrevista recete ao LusoJoral. Foi aqui que estudei português e depois aqui fiquei. Foi uma das peças fudametais do grupo de teatro e depois do grupo coral. quado das comemorações dos 30 aos de gemiação etre Potault- ombault e amiha, em 2008, adra Gouveia itegrou uma delegação da P que se deslocou a Portugal. Durate essa viagem, falei com a adra à frete da aire de Potault-ombault, oique Delessard. adra aceitou cadidatar-se a Presidete da P e ocupar o meu lugar porque eu quero passar o testemuho cofessou ao LusoJoral ário astilho, fudador e Presidete da associação. ra a boa hora, o bom mometo. associação ficava bem etregue, com uma jovem militate a associação desde pequea a escola, os cursos de português. Depois foi esoureira durate vários aos, foi ecretária também durate vários aos, itegrou o grupo de teatro desde o iício e mais tarde o grupo coral. ário astilho procura um sucessor para que a associação que ajudou a fudar possa cotiuar o tempo. adra pediu-me um ao, para se preparar para assumir a presidêcia. tretato adoeceu vítima de um cacro que a afastou das lides associativas. Durate quase 30 aos, adra arreira (e depois de casada adra Gouveia) militou sempre a associação. Não se trata de mater um gueto português, ada disso, em acredito que a gete que aqui ade pese isso disse recetemete ao LusoJoral. as trata-se de vivermos a ossa dupla cultura. omos assim, temos dois países, falamos duas líguas. sta associação ajuda-os a matermos esta ossa idetidade dupla. É por isso que eu e muitos outros joves da miha geração estamos aqui. otícia da morte de adra Gouveia abalou ão só os dirigetes e membros da P, como também a omuidade que a cohecia e os autarcas de Potault- ombault. adra Gouveia era cohecida e respeitada pela muicipalidade. stou muito abalada com esta triste otícia afirmou oique Delessard, a aire de Potault-ombault. De etre todos os dirigetes da P, e em particular dos joves da seguda geração, a adra era sióimo de diamismo, de votade de costruir o futuro afirma por seu lado o aire djuto Jea-laude Gadrille. imagem que ela projetava era uma imagem modera de uma seguda geração que soube ecotrar o seu lugar a ossa sociedade. Já há us aos, a associação viu falecer o seu aimador sociocultural, José lgarvio. ão mometos difíceis de ultrapassar, sobretudo quado se trata de uma jovem dirigete que desde pequea frequetava a associação. arlos Pereira odolêcias o Presidete ário astilho, É com grade tristeza que acabo de tomar cohecimeto da triste otícia da morte da adra arreira Gouveia. oheci-a há muitos aos, quado eu aida era aimador sociocultural a PF. Guardo dela as melhores recordações. Vi-a muitas vezes em espetáculos de teatro. realizadora em Histórias verdadeiras para bisetos. Peso que foi em ubervilliers a primeira vez que a vi em palco. abia que estava doete, as recetemete, quado a etrevistei para o filme que realizei sobre os 30 aos da P, pesei que estava em boa recuperação. fial, foi apeas mais uma prova da sua força de viver. Nestes mometos faltam palavras para exprimir o quato a vida (ou melhor, a morte!) é ijusta. etirar a vida a quem se agarra a ela é uma ijustiça. gradeço que trasmitam à família as mihas siceras codolêcias. Partilho com eles esta dor. magio a tristeza que ressetem este mometo. Não teho palavras para lhes desejar coragem. Que fiquem com a certeza que a adra era respeitada e recohecida. stou certo que lá para ode ela foi, vai ter um olho ateto para as atividades da associação, do grupo de teatro e do grupo coral. Que descase em paz. arlos Pereira Diretor do LusoJoral Nova morada do LusoJoral: 63 rue de Boulaivilliers Paris Hommage des collègues de l P Nous tous avos des milliers de raisos pour e jamais oublier adra. lle a fait partie de os vies et esemble ous avos chaté et joué à être des acteurs. Nous ous rappelos adra pedat les cours de portugais. ssise très sagemet et très attetivemet sur so siège, ses pieds se balaçaiet comme se elle faisait du vélo car ils e touchaiet pas le sol. était ue excellete camarade et ue merveilleuse élève. Nous étios tous très fiers d elle. Nous la voyos ecore das so costume de pierrot et sa voix claire, limpide ous racoter l histoire du Portugal et ous réciter des vers de amões. adra, la petite adra deveait alors u géat, u modèle, u rayo de soleil. mpossible d oublier sa voix et sa prestace quad elle était sur scèe. t puis u jour elle est deveue trésorière de l ssociatio. as qu o se rede compte, elle était deveue ue adulte. lle preait ses resposabilités et ses egagemets avec ue force et ue détermiatio qui ous étoaiet et qui imposaiet le respect. Fidèle à ses egagemets et à ses amitiés, elle devit u pilier de l associatio, u élémet idispesable de la chorale et du groupe de théâtre. lle s est mariée et est deveue mère à so tour. La petite adra e fiissait pas de ous étoer et de ous ravir. pouse, mère de famille, elle cotiua cepedat so chemi avec ous, sas jamais flacher, sas jamais ous abadoer. Nous eûmes la chorale et le théâtre des momets heureux des périodes plus calmes, des momets parfois difficiles, et adra fut de tous les combats. Jamais elle e ous abadoa. Vit alors cette terrible maladie. avait beaucoup de mal à croire que adra puisse être malade u jour. No, pas elle, elle qui avait ue telle force et ue joie de vivre et ue telle joie de vivre e pouvait pas tomber malade. Nous la vîmes alors se battre avec so éterel sourire avec u tel courage cotre la maladie, que ous étios sûrs qu elle e se lasserait pas faire. e était pas das ses habitudes. Nous voulos juste te dire que tu as perdu cette bataille. u restes à jamais das os cœurs. Laisse-ous te répéter juste ces vers de amões que tu ous as tat fois récités: «aqueles que da lei da morte se vão libertado, catarei por toda a parte se a tato me ajudar o egeho e arte». Groupes de héâtre et horale de l P

7

8 8 mpresas LusoJoral 015/ de 15/12/2010 m breve poste de uperviseur de productio dispoible au Portugal poste de V.. est actuellemet dispoible au Portugal, das le secteur de l automobile, pour ue durée de 6 à 24 mois à pourvoir rapidemet. La rémuératio mesuelle est de euros et par mois (à titre idicatif, susceptible de subir des variatios trimestrielles) l s agit d u poste de uperviseur de productio pour la société Faurecia, ue etreprise e pleie croissace, spécialisée das le développemet et la fabricatio de système de pot d échappemet. Le poste est basé à Bragaça, das le ord-est du Portugal et il a pour pricipal objectif: Gérer plusieurs GP s (Grupos utóomos de Produção), Gestio du persoel, esposable hiérarchique de 15 à 25 operateurs, développemet de l équipe, travail e équipe, Performaces QDP (Qualidade, ustos, tregas e Pessoas), emplacer le GP leader quad il sera écessaire, rieter et piloter des actios d amélioratio, até, sécurité, eviroemet et coditios de travail. Faurecia cherche des cadidats avec ue Formatio upérieure das le domaie de l igéierie, plus particulièremet e mécaique ou électrotechique, oudage: défiitio des paramètres, affier la trajectoire pour le soudage mauel et automatique, correctio de la géométrie. l faut avoir ue boe coaissace das le domaie de la qualité et H, ue boe maîtrise du portugais et/ou de l aglais. P, XL. Demade d ifos et V à evoyer à ário oares Hooris ausa Na semaa passada ão publicámos fotografias da cerimóia de etrega do diploma Hooris ausa a ário oares a iversidade de Bordeaux. qui ficam algumas fotos graças à amável simpatia do mbaixador de Portugal em Fraça, Fracisco eixas da osta. FP hambre de ommerce et de l dustrie Fraco-Portugaises (FP) La FP, u cas d étude pour Pedro atos Pedro atos «Pedat cette période de créatio, développemet et maturatio qui a costitué les ciq premières aées de so existece, la hambre de ommerce et de l dustrie Fraco-Portugaise (FP) est deveue u cas extrême de ce que les grads spécialistes ommet successivemet d orgaisatio pluraliste, système de couplage las ou ecore d aarchie orgaisée. utremet dit, cela veut dire qu il s agit d ue orgaisatio dot les objectifs et missios fiales e sot pas prédétermiées, où les techologies utilisées sot flexibles et où les participats impliqués e sot pas toujours et obligatoiremet les mêmes». est ce qui affirme Pedro atos, doctorat e cieces de Gestio à l'iversité de ix- arseille, qui écrit ue thèse portat sur le sujet «La formatio de stratégies das u cotexte de créatio d'u réseau d'etreprises». e étude basée sur so expériece professioelle au sei de la FP, où il est resposable par le départemet d'études et commuicatio depuis trois as. «L histoire de la FP est u jeu de égociatio costat, plus ou mois explicite, etre différetes logiques istitutioelles. D ue part, elle suit ue logique de service das la mesure où elle foctioe partiellemet comme ue etreprise privée qui fourit des services cocrets aux etreprises. est aisi qu elle peut vivre sas aucue subvetio, avec u budget exclusivemet basé sur les cotisatios de ses membres et la facturatio résultat de ces services» explique Pedro atos. «ais la FP e peut pas être qualifiée d etreprise car elle assume égalemet ue logique d utilité publique pour ses associés e les grupo Barraqueiro acusou a semaa passada a rasdev de mau perder, cosiderado que os argumetos ivocados pelo grupo fracês para cotestar a prorrogação da operação da liha ferroviária etre Lisboa e etúbal à Fertagus são absolutamete falsos. m comuicado, o grupo Barraqueiro, doo da Fertagus, que viu reovada a cocessão da gestão e exploração da liha ferroviária etre etúbal e Lisboa, afirma que os pressupostos ivocados pelos fraceses da rasdev são absolutamete falsos, idiciado um mau perder perate as melhores propostas que sucessivamete o grupo Barraqueiro tem apresetado. grupo português esclareceu que a prorrogação do cotrato de cocessão até 31 de dezembro de 2019 já estava expressamete prevista o cotrato de cocessão desde 2005 e ão estava depedete de qualquer fase de egociações, muito meos do prazo em que estas ocorressem. Nesse cotexto, acrescetou, é absolutamete falsa a alegação de que as egociações para a prorrogação da cocessão deveriam ter ocorrido, obrigatoriamete, etre 30 de juho de 2008 e 30 de juho de egudo a Barraqueiro, as úicas duas codições previstas para a verificação da prorrogação do prazo, que foram perfeitamete preechidas eram ão haver comparticipações fiaceiras por parte do stado durate o período da prorrogação, o que, acresceta, está assegurado e a Fertagus ter cumprido até 2010 os parâmetros relativos à qualidade do serviço cotratualmete fixados. Fote oficial da rasdev avaçou représetat auprès des autorités publiques portugaises et fraçaises, jouat u rôle de groupe d ifluece. Par ailleurs, ce qui est pas rare, la FP est cotactée par les autorités publiques pour leur fourir des services d itérêt public» Pedro atos cosidère aussi que la FP «foctioe das ue logique d affiité. utremet dit, elle répod à u besoi humai fodametal: celui d être e cotact avec les persoes qui ous ressemblet. ci, deux affiités sot e jeu: l affiité etrepreeuriale/professioelle (trouver d autres chefs d etreprise comme ous) et l affiité portugaise - coaître d autres Portugais, des descedats de Portugais ou des lusophiles comme ous». Pedro atos dit avoir u «profil professioel hybride» et «atypique». l âge de 20 as, il a quitté à Lusa que a empresa fracesa apresetou uma providêcia cautelar, o ribual dmiistrativo e Fiscal do Porto, para suspeder a prorrogação da cocessão da operação do ixo Norte-ul da região de Lisboa, atribuída à Fertagus até 31 de dezembro de Não foi laçado um cocurso iteracioal para essa cocessão como a lei, afirmou à Lusa fote da rasdev, cosiderado que ão é ormal fazer um ajuste direto. Govero garate que o processo foi coduzido o mais estrito cumprimeto da legalidade, tedo iclusive obtido pareceres jurídicos, que sustetam a opção de aprovar um decreto-lei que alterou as bases da referida cocessão. rata-se de um diploma que traduz o resultado das egociações etre o stado e a Fertagus com vista à prorrogação do cotrato, hipótese expressamete admitida Lisboe pour termier mes études das le cadre d u rasmus à l stitut d tudes Politiques de trasbourg. l a étudié le jouralisme, les cieces Politiques, les elatios teratioales, les tudes uropéees, la ociologie, le Droit, l Histoire otemporaie, l vit depuis quatre as à Paris où il exerce actuellemet deux métiers: d ue part, il est resposable commuicatio et études à la FP et d autre part il termie sa thèse de Doctorat e Gestio sous la directio du Professeur Philippe Baumard, égalemet membre du oseil tratégique de la FP. Pedro atos est actuellemet l ivité de l espace Zoom du site de la FP. Lisez l itégralité de l iterview das rasportes: Barraqueiro acusa grupo fracês rasdev de mau perder as bases da cocessão que atualmete vigoram, explicou à Lusa fote do iistério das bras Públicas, rasportes e omuicações. Govero subliha aida que a opção de submeter a cocurso um cotrato de cocessão iteiramete ovo ão se cosidera sustetável, uma vez que a execução da erceira ravessia do ejo, itegrada o eixo Lisboa-adrid da rede ferroviária de alta velocidade, ão deixará de ter impactes ao ível do trasporte ferroviário de passageiros o eixo objeto da cocessão. sta situação, acetua o iistério, coduziria à ecessidade de reegociação da cocessão com a etrada em fucioameto da erceira ravessia, o que implicaria um processo de reequilíbrio ecoómico-fiaceiro que se afigura de todo idesejável.

9 LusoJoral 015/ de 15/12/2010 mpresas 9 L opiio de Pascal de Lima, écoomiste Portugal: Faut-il avoir recours au F? Breves Novo Peugeot 508 chega em março a Portugal para impulsioar vedas arlos Pereira Pascal de Lima lors qu o parle beaucoup de la situatio difficile de l écoomie portugaise et d u évetuel recours au Fods oétaire teratioal (F) l écoomiste Pascal de Lima, défed plutôt ue restructuratio de la dette publique portugaise. Pour Pascal de Lima, le Portugal est pas tout à fait das la même situatio que l rlade et que la Grèce. «L rlade c est u problème de défaillace du système bacaire. gros les baques avaiet trop prêté sas avoir des mécaismes de gestio rigoureuse des risques. La Grèce c est u cas d egraissemet de la sphère publique, c est u cas d edettemet publique pur» explique t- il au LusoJoral. «Le cas du Portugal c est u problème d edettemet des acteurs privés. 'est-à-dire des sociétés o fiacières et des méages». ême si les trois pays sot des cas particuliers très différets, il y a tout de même u poit commu etre eux: «es sot des pays avec des taux de croissace extrêmemet faibles par rapport à leur iveau de taux d itérêt. e qui veut dire e clair que ce sot des pays qui e vot pas arriver à rembourser facilemet leurs dettes parce qu ils ot pas de croissace» explique Pascal de Lima. La questio se pose alors: faut t il demader ou o l aide du F? Pour Pascal de Lima cela de serait pas u drame. D ailleurs le Portugal l a déjà fait e «L rlade l a fait et elle va sortir de la récessio et elle va trouver e 2011 u miimum de croissace» explique l écoomiste. tout cas, aujourd hui - et ous savos tous que tout cela peut chager très vite - le Portugal est u sérieux cadidat à l aide iteratioale, du mois européee. Le recours au Fods uropée de tabilité est ue solutio comme l est aussi le recours à l aide de la hie ou du Brésil. «Le Fods uropée de tabilité c est quad même mieux que de faire appel à la hie ou au Brésil. ar si o fait appel à la hie ou au Brésil, cela e va pas résoudre le problème de l edettemet. Vous e faites que réécheloer à plus tard certais remboursemets. est u petit peu comme u cosommateur qui voudrait octroyer des ouveaux crédits de faço icessate, pour rembourser des acies crédits. est u peu le même système». as cela e va pas résoudre, bie sur, le problème de la croissace du pays. «l faut savoir commet le pays peut tirer profit de ses avatages comparatifs sur le pla écoomique, pour tirer la croissace vers le haut». Pascal de Lima e s étoe pas que les «tress est» qui ot été demadés par l io uropéee aux baques portugaises soiet positifs. «D après les hypothèses mathématiques du tress est, les baques portugaises avaiet aucu problème et c est ormal car le Portugal a pas, itrisèquemet, de problème de baques. Le problème du Portugal est l edettemet des méages, qui est ettemet au dessous de la moyee de la zoe euro». ais, il y a toujours l evers de la médaille: «Les baques ot tout itérêt à ce que les sociétés o fiacières soiet edettées à des taux très élevés». ême si «ce est pas u drame», Pascal de Lima recoait que, si le Portugal a recours au F, «c est u peu comme si vous êtes u méage suredetté et que vous avez recours à ue ommissio de suredettemet. Le F ce sot à ouveaux des prêts, même si à des taux plus itéressats». est u sige très fort que l o evoi aux marchés fiaciers. ls vot se dire que, si le Portugal fait appel au F, cela veut dire que le Portugal va mal. t cela va accroitre ecore les difficultés du pays». «omme e face o a pas de taux de croissace suffisats, si vous faites appel au F, la croissace e va pas tirer vers le haut, elle e va pas dyamiser l activité écoomique, la croissace e va pas couvrir le motat des empruts écessaires pour rembourser le F». est doc u simple retardateur de problème. La restructuratio de la dette est doc le poit cetral pour la sortie de la crise portugaise. «devrait ralloger la dette, dimiuer les taux d itérêt, voire - et là c est u sujet techiquemet plus compliqué, mais faisable - substituer certaies obligatios fiacières par d autres obligatios fiacières qui sot, elles, plus logues et avec des coditios de remboursemet beaucoup plus allégées». l y aurait doc pas de hote à expliquer que le Portugal a besoi de restructurer ses dettes. «De là à demader au Portugal de quitter da zoe euro ou de parler de défaut, c est aller u peu vite e besoge» dit Pascal de Lima. ocerat la Frace «e termes écoomiques, la Frace e va pas aussi mal que le Portugal. La Frace fait partie des pays qui ot des taux de croissace supérieurs à leurs taux d itérêts» explique Pascal de Lima. «gros, la chargeabilité de la dette e Frace est iférieure à la croissace écoomique». arlos Pereira Peugeot vai laçar em março do próximo ao o ovo 508, que vem substituir o modelo 407, um segmeto que permitirá à marca fracesa impulsioar as vedas, segudo Pablo Puey, dmiistrador delegado da Peugeot Portugal. resposável máximo da marca fracesa disse que a Peugeot é a seguda marca que mais vede carros ligeiros o mercado português depois de uma ofesiva de laçametos os últimos dois aos. dmiistrador delegado da Peugeot referiu que, com o 508, a marca do grupo P pretede reafirmar a sua preseça ao mais alto ível o segmeto dos grades estradistas, já que o ovo modelo, decliado as variates berlia e carriha, permitirá à Peugeot prosseguir o alargameto bem sucedido da sua oferta em Portugal com um modelo que é simultaeamete o ovo topo de gama e porta-estadarte dos valores da marca. gestor da Peugeot mostrou-se preocupado com o fim dos icetivos ao abate de carros velhos, já que 25% das vedas em 2010 foram feitas através do sistema de abate. Peugeot terá à veda o 508 com preços a partir de euros. s preços da carriha () serão superiores em euros, porém, o ível ccess, esta difereça descerá para euros, o que se deve ao facto de a carriha, esta especificação, ão icluir o teto paorâmico que está presete de série os íveis ctive, llure e G. rte : JorgeVilelaDesig/LusoJoral

10 10 mpresas LusoJoral 015/ de 15/12/2010 rgaizada pela âmara de omércio e dústria Fraco-Portuguesa Noite de Glamour para os empresários fraco-portugueses FP/rquivo trega de Prémios a Gala 2009 (arquivo) Dezeas de empresários portugueses e luso-descedetes reúemse esta quarta-feira à oite o cetro de Paris. m causa está mais uma edição do Jatar de Gala da âmara de omércio e dústria Fraco- Portuguesa (FP). ma vez mais, o mês de dezembro fica marcado pelo ecotro dos empresários portugueses e luso-descedetes residetes em Fraça. sta quarta-feira, faz-se o balaço do ao, reecotram-se os amigos, cohecem-se os ovos membros, pisca-se o olho a futuros egócios e catam-se os parabés à Bilatéral. udo isto, o Jatar de Gala da FP! ste ao o local escolhido é a Place Vedôme. local ideal para se fazer acompahar da família! luxo e o charme desta fatástica praça parisiese vão esteder-se para o eveto, que em 2010 faz questão de presetear os membros mais atigos. À semelhaça de edições ateriores, vários serão os mometos lúdicos desta oite. Vários taletos da omuidade vão adoçar o ambiete. as as alturas mais ervosas preder-se-ão com a atribuição de prémios. Primeiro, o embro do o, segue-se uma ovidade, o Produto do o e, por fim, a mpresa do o. rês títulos apetecíveis para os quais já há omeados. e bem que para o prémio mpresa do o, os omeados é um segredo bem guardado, a revelar, apeas, esta oite o coração da capital fracesa. No ao trasato a empresa radi-rt arrecadou o prémio de embro do ao. Valdemar Fracisco, gerete da radi-rt, setiu uma grade hora ao lhe ser atribuição este título, a preseça da sua família e amigos. Falou em recohecimeto do trabalho realizado em prol da FP, mas, acima de tudo, sublihou que a ecessidade de em cojuto com outros empresários sustetarem o trabalho da FP. À rdeco coube o prémio de mpresa do o. eção que Georges Ferreira, gerete da empresa, fez questão de colocar os cartões de Boas Festas de Dedicou o prémio à família e setiu que, afial, há etidades que olham para o seu trabalho e que lhe dão o devido recohecimeto. De parabés está a Bilatéral! m primeiro ao marcado pelo crescimeto e aperfeiçoameto desta revista trimestral da FP. m cico edições, cico temáticas. último úmero dá-os 20 marcas portuguesas com potecial o mercado iteracioal. Depois de se folhear a Bilatéral, o Jatar de Gala da FP vai-se, aida, ficar a saber que empresa gahou uma págia de publicidade a primeira Bilatéral do próximo ao. sala vai estar cheia! sta oite a Place Vedôme, os egócios vão gahar outro glamour! Nomeados para embro do o : P P LPHD X GL D DP D- F-NV BNQ BP Nomeados para Produto do o : BLN DPHN Les Dauphis DLQ Delta afés NV BLK PP eova NP apa et Portocel oporcel D QN amos Pito Bolos do ode fraceses s exporte au Portugal Vivre au Portugal et vedre des gâteaux fraçais e soudaie evie de mager u bo fraisier, u paris-brest ou ecore ue succulete charlotte aux framboises? Bolos do ode vous offre alors la possibilité de savourer ue délicieuse pâtisserie fraçaise cofectioée par la luso-descedate lodie Vaessa artis. est depuis le début de l aée que so aveture avec les gâteaux traditioels fraçais commece à Vila do ode, au Portugal. omme u traiteur à domicile, lodie Vaessa artis travaille toute seule das sa cuisie afi de cofectioer ses petites pâtisseries sous commade. Fraisiers, gâteaux au chocolat et aux multiples saveurs, petits fours (à la barbe à papa, fraise tagada, vaille bourbo), éclairs au chocolat et au café, ou pour des occasios spéciales (aiversaire, baptême, mariage), sas oublier les traditioelles buches de Noel. lodie Vaessa artis e maque pas d imagiatio et pred u plaisir à jouer et à combier les différets arômes. «Les ges m appellet pour commader u gâteau de préférece deux jours avat et vieet esuite le récupérer chez moi», explique la jeue femme. «Je travaille essetiellemet la uit afi de pouvoir redre la pâtisserie le plus fraîche possible le ledemai». croyable mais pourtat vrai, lodie Vaessa artis adore cofectioer des gâteaux et est toute seule pour faire face aux commades qui se multipliet de plus e plus e offrat toujours u produit irréprochable. éticuleuse das so travail, sa cuisie doit être d ue hygièe absolue. «J avoue que mo mari m aide après so travail das le ettoyage et à faire la vaisselle car la vérité c est que la pâtisserie exige éormémet de vaisselle»! travail de qualité, fait maiso et calculé au millimètre près c est la devise de la jeue pâtissière. «Je cours tout le temps, je vais aux marchés acheter ce dot j ai besoi, tous mes produits sot frais et je e travaille qu avec des igrédiets de qualité», précise-t-elle. «Puis je m amuse à décorer les gâteaux et souvet les ges les trouvet tellemet beaux qu ils ot pas l evie de les couper»! ous les 3 mois eviro lodie Vaessa artis viet e Frace s approvisioer chez les grossistes. ela peut-être des moules, des boîtes pour emballer les gâteaux, les différets arômes comme la pistache ou la framboise, la poudre d amade, les alcools, etc. «Pour moi Paris représete le luxe, le glamour et l élégace. r justemet c est cette image-là que je veux doer avec mes pâtisseries au Portugal», dit-elle au LusoJoral. Passioée depuis toute petite par la cuisie, la jeue femme dit avoir gradi e cuisie auprès de sa mama qui lui a trasmis cette passio. «J ai toujours aimé les odeurs et D lodie Vaessa artis et ses gâteaux les saveurs qui se mélaget e cuisie. Depuis toujours je suis les émissios de cuisie à la télé, je lis et relis divers livres de recettes, à chaque fois j appreds des ouvelles choses et j aime la créatio». effet elle surpred so etourage à élaborer des ouvelles recettes pour le grad boheur de ses cliets. «ais je e fais que commecer mo activité alors j y vais doucemet, d abord les classiques esuite quad je serai plus coue je m attaquerai à des ouveaux gâteaux! plus il faut que je m adapte aussi aux goûts des portugais car ils sot plus friads e gééral de plus de crème ou plus de géoise, tadis que les fraçais préfèret des gâteaux plus aérés», explique-t-elle au LusoJoral. près ue formatio de 2 as e pâtisserie à Paris, elle décide d aller vivre au Portugal, il y a 2 as. «Nous voulios chager de cadre de vie, làbas c est différet je m y ses bie. Je e suis pas allée avec l itetio de faire cela. J ai eu le déclic plus tard et très vite j ai su que c était ça ce que je voulais faire». out d abord il a fallu ivestir das du matériel, otammet u frigo et u four. «Pour e pas mélager avec ma cuisie persoelle», aisi que deux kitcheaids (robots de cuisie). ussitôt les premières commades arrivet et bie sûr la satisfactio est immese. «Des crèmes légères pas bourratives, des pâtisseries sucrées comme il faut, des saveurs proocées, des gâteaux tout simplemet délicieux, je mets tout e scèe c est féérique, et les ges adoret». La jeue femme espère pouvoir ouvrir ue pâtisserie das sa ville, mais cosciete des difficultés du marché elle préfère y aller doucemet. «Je e veux pas d ue pâtisserie-usie, mais ue petite pâtisserie qu elle soit chic et qui doera l evie à tous les gourmads d y retourer». Bie que pour l istat sa clietèle soit majoritairemet fraçaise, de plus e plus les cliets portugais fot appel à so talet et pour l istat aucu a été déçu. lara eixeira

11

12 12 ultura LusoJoral 015/ de 15/12/2010 m breve isericórdia: quase metade dos Portugueses de Fraça são operários sem qualificação Quase metade dos portugueses em Fraça são operários e cerca de um terço ão tem formação qualificada, afirma íbal de lmeida, sociólogo e provedor da ata asa da isericórdia de Paris (P). otiuamos com 44% de operários, um uiverso de ativos portugueses em Fraça, em 2009, referiu o sociólogo, citado estatísticas oficiais. Jutado empregados e operários ão qualificados, temos 45% de portugueses ão qualificados (21% dos operários e 24% dos empregados ). Há também 18% de portugueses ativos em serviços diretos a particulares, como as limpezas e os empregos domésticos, ode as pessoas têm salários módicos e que são situações muitas vezes precárias, salietou o provedor da P. perfil de emprego e qualificação etre a ova geração de portugueses de Fraça também levata preocupações. Verificamos, pelas estatísticas oficiais de 2008, que 14% dos joves de origem portuguesa, já ascidos em Fraça, termiam a escolaridade sem diploma e mais de 20% ão têm um diploma qualificado, afirmou íbal de lmeida. Por isso, é preciso alertar a comuidade portuguesa para este problema. sociólogo explica que os portugueses que chegavam (os aos 60 e 70) ecotravam trabalho com muita facilidade e permitiam-se até trocar de emprego por mais algus cêtimos de salário. Hoje ão, sobretudo quado ão há qualificação ou quado a qualificação ão se adequa ao perfil de emprego, cocluiu íbal de lmeida. umete as suas vedas. Faça publicidade o LusoJoral. Villa fataisie oirique e Ça s appelle revies Dase: fleur de peau au héâtre du Lièvre La compagie de dase «à fleur de peau» dirigée par la brésiliee Deise Namura et l allemad ichael Bugdah présete «Villa fataisie oirique» précédée de «Ça s appelle revies», créatios 2009 et 2010/11, du mercredi 15 au dimache 19 décembre, au héâtre du Lière, à Paris 13. «Ça s appelle revies» est le premier volet de la créatio 2010/11, avec coceptio et chorégraphie de ichael Bugdah et Deise Namura. «Je pourrais comparer ma musique à ue lumière blache das laquelle sot coteues toutes les couleurs. eul u prisme peut dissocier ces couleurs et les redre visibles; ce prisme pourrait être l esprit de l auditeur» écrit rvo Pärt. «ommecer par la fi, puis recommecer, puis ecore et ecore, sas fi. Premiers pas, premiers mots. ourer e rod sas faire du surplace. Le temps de l absece, temps qui passe, temps qui se passe. t à chaque fois plus vite. Lumière blache, et des kilomètres de vie e rose... ette amorce de la créatio 2010/11, s articule autour du sujet absece/présece. dit que les absets ot toujours tort, mais les présets ot pas forcémet raiso. Peut-être est-il vrai, comme le suggère eymour Papert, «que la difficulté se trouve das l absece de quelque chose de tout simple». suite, il y a «Villa Fataisie oirique», ue créatio 2009, avec coceptio et chorégraphie de ichael Bugdah et Deise Namura. ispirat des musiques du compositeur brésilie Heitor Villa- Lobos, cette créatio est brodée autour de la mémoire et des traces, des rêves et de la réalité. L'uivers oirique fait écho à l imagiaire débordat et la créativité prolixe de Villa-Lobos. Quels sot ces rêves que ous avos perdus e cours de route, et dot ous tetos de retrouver la piste? est u hommage au grad compositeur à l occasio du 50ème aiversaire de sa disparitio, aviguat etre l'aspect mathématique de la compositio musicale et la formule divie d dreï arkovski, selo laquelle 1+1=1. Qu'adviedra-t'il des oces d ue dase empreite de drôlerie et de la beauté lyrique d œuvres comme lma brasileira? L iterprétatio est de ichael Bugdah, a ariolai, Daila assara, Deise Namura, lex ader dos atos, Bruo Brazete et quelques artistes ivités. La musique est d Heitor Villa-Lobos, isericórdia de Paris orgaiza cabaz para portugueses careciados Photo Lima íbal de lmeida s detidos de origem portuguesa as pricipais prisões fracesas vão dispor este ao de um abaz de Natal em diheiro e géeros, afirmou o Provedor da ata asa da isericórdia de Paris (P) à agêcia Lusa. mesmo resposável salietou que as situações de miséria e exclusão o seio da omuidade portuguesa obrigam as orgaizações de assistêcia a repesar a solidariedade fora do quadro do Natal. Há uma evolução do úmero e das situações de precariedade que atigem um ível bastate elevado dos que chegaram recetemete de Portugal e cotiuam a chegar a Fraça, sublihou íbal de lmeida, sociólogo e provedor da P. m vale postal o valor de 30 euros será eviado este ao a cerca de cetea e meia de detidos de origem portuguesa as duas grades prisões fracesas de Freses e Fleury-érogis, afirmou o Provedor da P em etrevista à Lusa. rata-se de uma iiciativa apoiada fiaceiramete pelo gabiete do ecretário de stado das omuidades Portuguesas, que cotribui com 15 euros para cada preso, o mesmo que a P, explicou íbal de lmeida. Provedor da ata asa salietou que em todos os detidos pretedem receber ajuda, acrescetado que a preocupação das istituições de assistêcia se situa bem para lá da época atalícia. ma situação especial que preocupa a P é a dos idigetes, os detidos que ão trabalham e ão gaham diheiro e que ão têm família e amigos que os ajudem ou passem para ver. Neste mometo está em curso uma campaha de recolha de géeros pela P e por joves volutários do atuário de Nossa ehora de Fátima, em Paris, em les textes de ichael Bugdah. près 2 as de collaboratio iformelle, la brésiliee Deise Namura et l allemad ichael Bugdah fodet leur compagie à Paris e À ce jour, ils ot créé ue tretaie de spectacles pour «à fleur de peau» et d autres compagies comme la ompahia Portuguesa de Bailado otemporâeo, la ia. de Daça de Diadema, le Ballet Natioal de la Ville de ão Paulo, la ia. ise Negro et le Berballett. La compagie a participé à de ombreuses maifestatios iteratioales de reom et touré ses créatios das ue quizaie de pays; elles ot été primées à plusieurs reprises. La théâtralisatio du mouvemet dasé, le tragi-comique et l émotio sot à la base de leur démarche créative. prôat le métissage des geres, «à fleur de peau» explore la coditio humaie avec géérosité, iroie et tedresse afi de réaliser u partage immédiat avec le spectateur. du mercredi 15 au dimache 19 décembre héâtre du Lière 22 rue du hevaleret Paris fos: colaboração com a orgaização fracesa ecours atolique, para alimetar as cotas dos idigetes quado elas estiverem a zero, adiatou íbal de lmeida. Durate todo o ao, os presos em situação de idigêcia são também assistidos pelos visitadores do ecours atolique. solidariedade e caridade devem, o etato, esteder-se muito para além da época do Natal, frisou íbal de lmeida, explicado que a P tem uma grade preocupação com situações de carêcia e exclusão o seio da omuidade portuguesa em Fraça. isericórdia de Paris iiciou a região de Paris a assiatura de protocolos com associações da omuidade portuguesa, iício do laçameto de uma rede acioal a que a P chama o bservatório da situação social dos portugueses em Fraça. ratase de protocolos que crie uma rede em que circule iformação a partir de associações sobre as situações a omuidade e que prevê, por exemplo, que essas associações possam eleger membros para a admiistração da ata asa de Paris, explicou íbal de lmeida. ma das campahas de fim de ao é a recolha de géeros ão perecíveis ou com validades logas para distribuir por famílias careciadas. problema que temos é que segudo diversas fotes estatísticas oficiais, há cerca de 30 por ceto dos portugueses em Fraça que se situam a ível de redimetos o limiar da pobreza ou a pobreza, que é atualmete em Fraça de 950 euros por mês, recordou o sociólogo. Pedro osa edes, Lusa

13 LusoJoral 015/ de 15/12/2010 Destaque 13 Domiique toeesco «e ode à la créolité» ayra drade au asio de Paris ayra drade à Paris À la suite de la sortie de so ouvel album «tudio 105», qui eut lieu le mois derier, la jeue chateuse capverdiee ayra drade sera e cocert au asio de Paris, le vedredi 17 décembre, à 20h00. «tudio 105», u D+DVD, est so premier live, eregistré au tudio 105 de la aiso de la adio, à Paris, avec u trio acoustique composé de uir Hoss, guitare; Zé Luis Nascimeto, percussios; afael Paseiro, cotrebasse et deux ivités de marque, Vicet égal, violocelle et Hugh oltma, chat. Forte du succès de ses deux premiers albums («Navega» et «tória, stória»), ayra drade prologe le jeu de ces coiveces etre le patrimoie rythmique capverdie et ses cousis trasatlatiques, comme ue ode à la créolité. Né du désir de relever u ouveau défi, «tudio 105» augure égalemet d ue ouvelle étape das so travail. LusoJoral: Quel effet cela vous fait de vous voir sur d éormes affiches, das les couloirs du métro parisie, à côté d autres grades vedettes de la chaso? ayra drade: Ça me fait u grad plaisir, bie sûr! Être affiché e grad das le métro parisie, qui est presque ue istitutio, c est u éorme privilège. La première fois ça m a fait u effet tout drôle, mais quad je revois l affiche je suis plutôt critique: est-ce que c est bie, ou pas bie? J avoue que je la trouve plutôt jolie. plus ça marche très bie, parce que la plupart des ges que je coais preet le métro et tout le mode m appelle pour me dire qu ils l ot vue, que l affiche est très belle ou qu elle e l est pas du tout. LusoJoral: ommet vivez-vous, e tat qu artiste, mais aussi e tat que citoyee, cette double culture, ce biliguisme, capverdie et portugais? ayra drade: Je le vis comme état u éorme atout. Les lagues c est comme des passeports; je dirais même comme des passeports europées, car malheureusemet aujourd hui tous les passeports ot pas la même valeur. Doc, parler ue lague, e l occurrece le portugais, c est la possibilité d arriver das des pays très différets (Brésil, ão omé, gola, Guiée- Bissau, etc.) et pouvoir commuiquer. Par ailleurs, le créole capverdie, c est otre baière, il uit o seulemet les apverdies de l rchipel mais aussi ceux de la diaspora (Paris, Bosto, etc.); il fait le lie etre ous et c est à travers lui aussi que s exprime otre musique. eatro: Quatro soldados de Napoleão relatam vasões Fracesas o Fudão - stação eatral da Beira terior vai retratar em palco as vasões Fracesas a partir do relato de quatro persoages, soldados de Napoleão, que ivadiram Portugal. empre com uma pitada de humor, s ebolas de Napoleão cota histórias como se de uma cebola se tratasse: primeiro, os feitos de Napoleão, depois a chegada do geeral Juot a Portugal. eguem-se as missões dos geerais Loiso e harlot, resposáveis pelo assacre de lpedriha, a 5 de julho de massacre, em que cerca e 30 pessoas morreram, acoteceu quado a população daquela vila do cocelho do Fudão se recusou a dar matimetos às tropas fracesas que por ali passavam. peça faz parte do Projeto vasões, dedicado a um olhar sobre a região ode estamos sedeados, explicou à agêcia Lusa o eceador, Nuo Pio ustódio. s cebolas são uma metáfora para falarmos de uma realidade que tem várias camadas e que só podemos compreeder a partir do mometo em que as vamos descascado, até chegar ao seu cere. cere é tetar descobrir, olhos os olhos, o que é um ser humao. Não quem é bom ou mau, quem é ivasor ou ivadido, mas sim o que é um ser humao, sublihou. m palco estão sempre quatro fuzileiros fraceses que vão revelado a sua idetidade à medida que atravessam a região e o país, até Lisboa, e assim explicam ao público a revolução fracesa e o período imperialista. o relato histórico jutam-se os relatos das dificuldades das persoages ao chegar a Portugal: a fome, falta de estradas para marchar e o sofrimeto de ver camaradas de armas morrerem. É uma peça falada em fracês, mas que as semelhaças etre as líguas e os gestos ajudam a eteder, LusoJoral: présete votre derier album, «tudio 105», qui s ouvre sur u rythme de fuaa, comme ue créatio. Pouvez-vous ous e dire plus? ayra drade: ui, ça peut paraître cotradictoire parce qu e même temps, das «tudio 105», il y a des reprises de mes deux premiers albums; sauf pour ue chaso iédite (iédite pour moi, car elle a été eregistrée das les aées 80), ititulée «Keha ki be ki ta bai», qui est le premier titre de cet album. est ue chaso qui, sous la forme d ue critique sociale, mais sur u to iroique et avec beaucoup de tedresse, évoque u peu les rivalités héritées de l époque coloiale qu il y avait etre les îles capverdiees du ord (Barlaveto) et celles du sud (otaveto). ar à u momet doé les Portugais avaiet délaissé le port de Praia (atiago) pour celui de idelo (ão Vicete), peuplé e majorité par des métis, alors que la populatio de atiago est plutôt oire. LusoJoral: vous dit apparteir à la «géératio Patera» ayra drade: Le compositeur rlado Patera, décédé e 2001, à l âge de 33 as, a été u iovateur, u grad créateur. Je peux dire qu il a été ue de mes sources d ispiratio. l a su promouvoir la traditio das l iovatio, c'est-à-dire doer à la musique capverdiee u ouveau public et u ouveau souffle, ue véritable reaissace. l ous a tous marqués. LusoJoral: près des séjours das plusieurs pays (aada, éégal, gola, llemage) vous semblez maiteat avoir jeté l acre à Paris ayra drade: ui, e effet, c est ue ville où je me suis istallée, où j ai recotré d excellets musicies et où j ai sigé u cotrat avec ue maiso de disques; ue ville aussi qui m a vu deveir femme, car j y suis arrivée il y a huit as, à l âge de 17 as. J éprouve doc u attachemet particulier pour Paris. Domiique toeesco mesmo sem perceber a lígua. egudo Nuo Pio ustódio, o espetáculo é dirigido a toda a família e esteve em cea até 12 de dezembro. Paralelamete, a promoveu aida uma série de iiciativas. ma delas foi À coversa com toieta Garcia, os dias 4 e 11 de dezembro. ratou-se de uma coversa etre o público e aquela historiadora local, ates de o espetáculo começar, sobre a realidade social e ecoómica, os hábitos e costumes a região durate a época das vasões Fracesas. Breves tage liguistique d été pour professeurs de portugais stage de perfectioemet liguistique et culturel ouvert aux professeurs de portugais, aura lieu du ludi 11 juillet 2011 au mati au vedredi 22 juillet 2011 au soir, à Lisboa. ais les iscriptios ot lieu jusqu au 7 javier. e stage accueillera 14 participats. l sera ouvert aux professeurs de portugais de toutes catégories titulaires, qui eseiget das u établissemet public du secod degré (eseigemet gééral et techologique). t sous certaies coditios, les persoels vacataires et cotractuels (académies des Départemets d'utre-mer). Les frais sur place (cours, activités orgaisées, déplacemets, hébergemet, repas) sot pris e charge par le iistère de l'ducatio atioale. Hébergemet e hôtel, e chambre double. Déjeuer au restaurat uiversitaire, dîer à l'hôtel. Les frais de trasport domicile e Frace/lieu de stage sot à la charge des participats, qui orgaiset eux-mêmes leur voyage. Le stage aura lieu à l iversidade Nova de Lisboa, Faculdade de iêcias ociais e Humaas da NL, veida de Bera, à Lisboa. scriptios e lige sur aria de edeiros veut l uio etre le Portugal et l spage elo le joural Publico, l actrice aria de edeiros, âgée de 45 as, a déclaré au cours d ue coférece de presse pour aocer u récital qui a eu lieu sur l Île de La Palma (aaries) qu elle défed l uio etre le Portugal et l spage autour d u tat ibérique uique, parce que «l uio fait la force». aria de edeiros est la fille du aestro tóio Vitorio de lmeida. lle habite Paris, est comédiee et a réalisé, etre autres, apitaies d vril.

14 14 ultura LusoJoral 015/ de 15/12/2010 m breve Livro de Gérald Blocourt vai ser apresetado em Paris fotógrafo fracês Gérald Blocourt, que fotografou bastate a omuidade portuguesa de Fraça os aos 50 e 60, vai apresetar o seu mais recete livro Le Paris de Gérarld Blocourt, o próximo dia 20 de dezembro, às 18h00, a airie do 11 bairro de Paris (12 Place Léo Blum, Paris, étro Voltaire. stá auciada a preseça de Patrick Bloche, Deputado e aire de Paris 11. Gérald Blocourt, a quem também chamam o fotógrafo da alma portuguesa doou muitas das suas fotografias para o useu da migração, em Fafe e muito recetemete publicou um texto sobre a sua experiêcia de vida e papel basilar a preservação da memória da emigração portuguesa, o blogue : m. D rgaisée par la aiso de la ulture Portugaise oirée fado à ait arti d Hères ariaa orreia chate le fado Le samedi 4 décembre, à la aiso de quartier F. exier, à ait-artid Hères (près de Greoble), ue soirée Fado a clôturée la commémoratio du premier eteaire de la épublique Portugaise à l iitiative de la aiso de la ulture Portugaise. ariaa orreia et Fadofatum, composé par amuel abral (guitare portugaise), arlos atos achado (guitare de fado) et ário orreia (guitare basse) ot echaté u large public par la voix et la musique. «e fut u réel succès, ous avos fait salle comble, des persoes se sot même déplacées de loi (ix-les- Bais, par exemple)» a expliqué au LusoJoral idália Jacito, resposable de la aiso de la ulture Portugaise. «Nous avos eu d iombrables retours, dot ous sommes très fiers... mais restos humbles...». Quelques mots reflétat la soirée, comme par exemple ce poème: «e voix qui s emporte, qui trasporte, qu importe, hatos les fados, Pleuros la audade, ojuguos au préset le vocable Nostalgie». hommage à la soirée du 4 décembre, ce poème d u ami fraçais, charmé du repas et de l ambiace musicale» écrit Yves Guillemi. «La soirée Fado du 4 décembre orgaisée par la aiso de la ulture Portugaise ous a ravi mo mari et moi. Nous avos découvert ue chateuse, des guitaristes magifiques, u répertoire très itéressat avec de très beaux textes» dit à so tour hristie et Philippe. «oirée très agréable, etrecoupée juste ce qu il faut, par la dégustatio de la cuisie típica portugaise». «Gostaria de agradecer a todos vocês pelo dia de otem. Jamais imagiei cohecer o Fado a Fraça! estar ao lado de pessoas tão especiais como vocês me fez muito bem» écrit Nacy. «e seti realmete em casa, como se eu estivesse com os meus. m dia maravilhoso [ ] e um espetáculo emocioate!! gradeço a vocês pelo cariho, pela cofiaça e parabeizo pelo sucesso da festa!». «Le spectacle proposé le samedi 4 décembre par la P était particulièremet réussi: accueil, orgaisatio du repas et surtout ue grade qualité musicale pour les amateurs de fado, même de lague fraçaise exclusivemet core merci, cordialemet» écrit à so tour ylvie Duro. ette commémoratio comportait trois volets, à savoir: ue expositio «Desehos de prisão» de Álvaro uhal, ue coférece sur le thème «De Álvaro uhal à auel iago ou de l homme politique à l homme de lettres» et cette oirée de Fado avec dégustatio de spécialités portugaises. lle a eu pour parteaires les villes de Greoble et ait-arti-d Hères, la aiso de l teratioal de Greoble, l stitut amões, la PF «ous e cèes», l ssociatio micale Fraco-Portugaise et l etreprise o.gre.bat. Les orgaisateurs ot d ailleurs teu à remercier «l ivestissemet de tous ceux qui ot cotribué au succès de ce projet». dréa ousa leu Labiche em Paris Na passada seguda-feira, dia 13 de dezembro, às 19h00, o héâtre du Nord-uest, em Paris, a atriz portuguesa dréa de ousa itegrou a leitura da peça de teatro ue de l'homme armée uméro 8 bis de Labiche. ste espetáculo foi levado à cea pela ompahia de teatro Les framboisiers, à qual pertece dréa ousa. leitura/espetáculo durou cerca de uma hora, e foi um bom mometo porque o texto é bastate divertido e com muito ritmo. mália odrigues m leitor ateto lembrou-os que mália odrigues foi galardoada com uma distição fracesa o domíio das rtes e das Letras. reação do leitor veio a propósito de um artigo evocado a homeagem que fora feita à catora ariza pelo iistro da ultura Fracês Frédéric itterad, que atribuiu à catora a edalha das rtes e das Letras. No texto o LusoJoral evocava algus dos omes que, mais recetemete, tiham já recebido esta distição. lista ão era exaustiva, em pretedia sê-lo. pedido do leitor ateto, aqui fica a iformação que também mália odrigues foi codecorada, a seu tempo, pelo Govero fracês. oférece à la Gulbekia de Paris sur l azulejo portugais: la recotre des cultures e oférece sur «L azulejo portugais: la recotre des cultures» par aria tóia Pito de atos, Directrice du usée Natioal de l zulejo de Lisboa, aura lieu le 16 décembre, à 18h00, au etre Gulbekia de Paris. «L'azulejo portugais costitue u lieu de recotre des cultures et des civilisatios qui dépasset o seulemet l'espace géographique du Portugal, mais aussi celui de l'urope, icorporat les ouveautés apportées d'riet et du Brésil». La «petite pierre polie» ou l azulejo, que du mode arabe a hérité de so om (az-zulaïj) et de ses formes géométriques, jeux rythmiques de l'esthétique islamique veus de éville das la première moitié du XVème siècle, a trouvé au Portugal sa terre d'électio. ujourd'hui, l'art de l'azulejo est deveu l'art portugais par excellece et cotiue d'ispirer artistes et décorateurs. Les premières utilisatios coues de l'azulejo au Portugal, das la traditio islamique, e revêtemet sur de grades surfaces murales, ot été réalisées avec des azulejos hispao-mauresques importés de éville aux eviros de Jusqu'au XVème siècle, les azulejos sot importés d'dalousie, où auel du Portugal s'approvisioe pour décorer so palais de itra. Les épais carreaux de faïece, polychromes, vert émeraude, le bleu de Fez, le blac, le oir au graphite et le jaue oragé. Vers le milieu du XVème siècle (la eaissace), le Portugal possède ses propres ateliers d'azulejos. Les artisas utiliset désormais la techique dite majolique ivetée par Fracesco Nicoloso. Les arabesques et les motifs ecore géométriques sot désormais peits sur u support lisse. La techique de l'talie red maiteat possible la représetatio figurée. ais l apogée de l'azulejo coïcide avec le rège de João V ( ). De grads paeaux moumetaux oret alors les palais, les églises, les cloîtres ou les fotaies. Les azulejos remplaçaiet la peiture à l'huile traditioelle. u XVème siècle, coexistet d'ue part des petits carreaux bleus (ou verts) et blacs disposés e damier qui produiset u effet de relief et surtout des scèes figurées polychromes. Les plus belles oret les devats d'autel. Leurs motifs (végétaux mais aussi aimaux) s'ispiret parfois du mode exotique découvert par les avigateurs. L'azulejo fio, bleu et blac, dot l'ivetio est attribuée aux ateliers de Delft, e Hollade, apparaît à la fi du siècle. baroque exacerbé s'exprime aussi das les bordures dot les etrelacs devieet de plus e plus evahissats. Le tremblemet de terre de 1755, avec so cortège de recostructios, crée ue forte demade à laquelle répodet les fabriques comme celle du ato à Lisboe. Le temps des guerres apoléoiees sige le décli de l'azulejo, que les émigrats reveus du Brésil remettrot à la mode au milieu du XXème siècle. partir de cette date, l'azulejo reflète les grades esthétiques du temps: l'rt Nouveau d'abord, puis l'historicisme au début de ce siècle. L'azulejo cotemporai, demeure u art vivat au XXème siècle. ux artistes dot les compositios bouleversaiet la perspective traditioelle (lmada Negreiros, Vieira da ilva ou Júlio Pomar) s'est substituée ue ouvelle géératio qui cocilie sculpture et peiture, e jouat sur les reliefs. D'autres persoalités ot créé des azulejos figuratifs, coçus e harmoie avec l'espace sacré ou civil pour lequel ils étaiet destiés, ot suscité, das les ateliers, la costitutio de répertoires de gravures utilisées lors de différetes commades. ujet passioat, acie, cotemporai et à veir. aria Ferada Pito Le 16 décembre, à 18h00 etre Gulbekia de Paris 51 av. d éa Paris

15

16 16 ultura LusoJoral 015/ de 15/12/2010 m breve asa madis etregou prémios do Fest film 2010 spetáculo orgaizado pela ssociação ultural Portuguesa Grade espetáculo de afalda rauth em Neuilly-sur-eie Fest film 2010, Festival de ciema a associação fracolusófoa asa madis, de otpellier chegou ao fim. Foram 3 dias itesos com muitos filmes e sobretudo muito público. is a lista dos prémios que a orgaização etregou: madis de Hora para arie- Hélèe Piwik, Professora atedrática Jubilada da iversidade de Paris V orboe, por ter cosagrado uma vida ao esio, à tradução e à difusão da cultura portuguesa. madis da elhor urta etragem Laguedoc oussillo e madis do Público a categoria Laguedoc oussillo para Gecko Girl de athieu Vilcot (Fraça). madis da elhor urta etragem Grade Público e madis do Público ompetição teracioal para ig t de Daiel ezede e Júlio Quitaa (Brasil). madis do elhor rgumeto ompetição teracioal para Palidrome de Philippe Barciski (Brasil). madis da elhor écica ompetição teracioal para omité xécutif de Gilbert arsoux (Fraça). haso de Da dos atos das ue pièce de théâtre «Le hoc d'care» la pièce de et avec uriel otossey, e scèe actuellemet au héâtre de Nesle, à Paris, est illustrée musicalemet par le titre «e for preciso ecalhar», extrait de l'album «tlaticoblues» de Da ger dos atos. La pièce est e scèe les mardis jusqu au 18 javier, à 21 heures, au héâtre de Nesle Paris éservatio: «près avoir idéalisé le mari, il séduit la femme. e itrigue drôle et cruelle das laquelle riae et omai s'affrotet. Que viet chercher cet auteur chez cette critique littéraire? Des rapports homme femme raremet évoqués au théâtre: l'evie chez la femme qui avace das l'age, l'homosexualité, le viol, la vegeace, l'éterité. Le suspes tisse la toile de ce labyrithe. a evie de s'y perdre...» arlos oteiro afalda rauth ecatou Neuilly-sur-eie Dado sequêcia aos omes cosagrados da música portuguesa com que a ssociação ultural Portuguesa de Neuilly-sur-eie tem vido a presetear as omuidades portuguesa e fracesa daquela cidade - e ão só -, ao logo das múltiplas oites de fado já levadas a cabo, coube desta feita a afalda rauth aimar a Noite de Fado do passado sábado, 11 de dezembro, a sala de teatro daquela cidade, perate uma assistêcia umerosa e etusiasta, da qual faziam parte o ôsul Geral de Portugal em Paris, Luís Ferraz, o aire de Neuilly-sur- eie, Jea-hristophe Fromati, o seu homólogo de Paris XV, Pascal herki, e o seu oselheiro delegado Hermao aches-uivo, e vários órgãos da comuicação social (jorais locais, rádio e televisão). uvidos os primeiros acordes, afalda rauth etrou em cea, elegatemete vestida, parecedo algo expectate. No etato, descotraiu-se logo que recebeu os primeiros aplausos de um sala bem costituída - facto que ela própria fez questão de sublihar -, iteragiu com a assistêcia, tato em português como em fracês - lígua que domia bem - e deu iício a um espetáculo de elevada qualidade. Durate um curto itervalo, equato afalda rauth mudava de uma roupa elegatíssima para outra que em ada ficava a dever à primeira, os músicos bridaram todos os presetes com um maravilhoso recital, revelado grade profissioalismo e etrosameto bem Lura laça Best f ates da digressão em Fraça m duplo álbum de best of com dois temas iéditos é ovo trabalho de Lura, laçado semaas ates de iiciar uma digressão em Fraça. No disco Lura faz um dueto com esária Évora, que classifica uma declaração de cariho, afeto e admiração pela mais famosa catora cabo-verdiaa. u acabo por ser um pouco a portavoz dos outros artistas que têm admiração por ela, que têm a esária como referêcia e foi essa a ideia, de homeagear a esária e ão de fazer apeas um dueto ou catar uma história qualquer, disse Lura em etrevista à agêcia Lusa sobre o trabalho que já se ecotra à veda. Para a catora ascida em Lisboa mas de origem cabo-verdiaa, esária Évora é uma referêcia. foi essa a razão por que ao logo do Paris: xposição de fotografias de abo Verde ma exposição audade com fotografias de abo Verde está atualmete patete ao público o restaurate u u de Floa, em Paris. s fotografias são de Jea-Philippe Leroy e destiam-se à veda para agariação de fudos para a associação egards d illeurs criada pelo fotógrafo. egards d illeurs é uma associação de solidariedade para com as ilhas de abo Verde, e tem vários projetos em curso, omeadamete a ilha de. Nicolau, uma das mais ecessitadas do país. Jea-Philippe Leroy descobriu abo ita armo arlos Pereira Lura vai catar em Fraça Jea-Philippe Leroy e arlos da ilva Verde por curiosidade, em 2005, e desde etão ão parou de se relacioar com o país, ao poto de ter feito já várias estadias as ilhas e até apredi a falar o crioulo de abo Verde. fotógrafo diz que quis descobrir o país à velocidade humaa e por isso partiu a pé pelas estradas das ilhas, com uma mochila às costas. cotrei pessoas com ecessidades de vária ordem, mas sobretudo com um coração eorme disse ao como a visível satisfação por aquilo que fazem. espetáculo prosseguiu com a alterâcia de fados clássicos e cações mais ligeiras, icluido algumas da música popular portuguesa e uma homeagem a osieur harles zavour, tedo a assistêcia aclamado de pé os artistas, que respoderam aos aplausos com a iterpretação de algumas cações para além das programadas. arlos oteiro tempo foi egedrado uma forma de declarar publicamete esta admiração. oda Bo é o ome do tema que cata em dueto com esária Évora, com música de Lura, que escreveu a letra com devaldo Figueiredo. utra das particularidades deste álbum tem a ver com o facto de icluir temas com todas as sooridades cabo-verdiaas. em coladera, tem batuque, tem fuaá, tem mazurca e tem mora, sublihou. No disco, Lura vai buscar as suas origes de abo Verde, que cosidera uma das suas terras, jutamete com Portugal. Lura segue em jaeiro para uma digressão a Bélgica e em Fraça. LusoJoral. ambém arlos da ilva, luso-descedete da região parisiese, visitou abo Verde em Nuca mais lá voltei, mas vim de lá com uma votade eorme de ajudar aquele país disse ao LusoJoral. Por isso aderiu à associação e é o resposável pelas ações a região parisiese. emos vários projetos em abo Verde, sobretudo a criação de catias escolares e de micro projetos relacioados com a pesca explica Jea-Philippe Leroy. stamos a prever fabricar um barco, com a ajuda das pessoas locais, para criar uma pequea empresa uma das aldeias da ilha de. Nicolau completou arlos da ilva. arlos Pereira

17 LusoJoral 015/ de 15/12/2010 ssociações 17 ap agella utor, compositor e itérprete Luis Filipe: o cator de Loulé veio aimar Lyo acordeoista Luís Filipe esteve o fim de semaa passado em Lyo e o LusoJoral quis saber quem é o artista. Luís Filipe é oriudo de alir, uma pequea povoação viziha de Loulé, o lgarve, ode asceu o dia 22 de dezembro de sua ifâcia viveu-a em Loulé e foi aí que fez o seu percurso estudatil e praticou vários desportos, etre eles o râguebi. m paralelo vivia a música, que bem jovem descobriu ao admirar as badas atuarem. m dos músicos que mais o fasciou, foi o músico do teclado, que mais tarde foi seu professor ão só de teclado mas também de acordeão. pai de Luís Filipe iscreveu-o essa escola de música ode apredeu a tocar acordeão, com a técica fracesa, e mais tarde frequetou durate algus aos o oservatório regioal do lgarve ode obteve o curso de acordeão. as o oservatório estudou também música clássica que o ajudou a compreeder toda a estrutura e a harmoia musical das músicas que lhe chegavam de toda a uropa. m 1992 fez a sua primeira aparição em público, atuado o ieteatro de Loulé um eveto celebrado pela ádio orridiho, espetáculo que foi trasmitido em direto para todo o lgarve e letejo. Gravou dois D s, os aos 2000 e 2001 e percorreu o país, levado a alegria musical e os ritmos algarvios do corridiho. u descobri a sooridades musicais do mudo popular português e também europeu, e a partir daí fui costruido o meu repertório musical, que preechia grade parte dos meus espetáculos. Hoje toco e iterpreto aquilo que muitos fazem, os temas de sucesso do mometo, pois os meus espetáculos de grade público são as festas populares das ap agella au Noël de l urope quipe de ap agella présete l occasio des Fêtes de fi d aée qui approchet à grads pas, la aiso de l urope a orgaisé le samedi 11 décembre, ue après-midi sous le thème de l urope et de Noël, où divers pays étaiet représetés. ême si seulemet 5 associatios de différets pays ot répodu à l appel, ap agella y compris, «ot peut cosidérer que l icitative a été u succès» dit u commuiqué de l associatio portugaise sigé par hristelle eabra. Le stad cosacré au Portugal a été visité par u grad ombre de persoes, qui ot pu découvrir la culture portugaise, grâce à os spécialités gastroomiques ou bie e feuilletat les revues apag dispoibles pour l occasio. «L échage etre ap agella et les familles présetes s est révélé des plus positifs» dit hristelle eabra. «outes les activités qui étaiet au programme se sot bie passées, du chat de Noël poloais, aux cotes filadais». Les efats présets ot particulièremet apprécié le passage du Père Noël e milieu d aprèsmidi, puisqu ils ot tous eu le droit à des sachets surprise remplis de jouets divers. «Nous teos à remercier comme il se doit tous les salos de thé et restaurats qui ous ot gééreusemet aidés lors de cette iitiative» ajoute hristelle eabra. «Que ce soit la Pastelaria Belém, le restaurat audade ou Pão Quete, votre aide a été ue fois de plus précieuse, pour ous aider à faire découvrir otre culture gastroomique». terras algarvias, e por todo o país, e também o estrageiro disse ao LusoJoral. ou covidado pelas omuidades portuguesas residetes em todo o udo e por aí teho apresetado os meus espetáculos e os meus trabalhos. miha paixão pela música e pelo acordeão, leva-me a criar adaptações de grades temas da música popular portuguesa e estrageira, o que cosigo com sucesso, e que é de agrado do meu público afirma o jovem músico. tualmete Luís Filipe está a formar uma bada e está a correr muito bem, pois estamos a coordear e a costruir sos bem ossos cofessou ao LusoJoral. Na bateria está um músico com muita experiêcia, o José ugusto ou Nio, o teclado o Vítor lves, que é o meu braço direito, também vocalista, e a guitarra icardo artis, também um jovem valor. Luís Filipe toca acordeão e é vocalista. Vamos pois cocretizar este osso projeto de criação de uma ova bada e a partir daí apresetarmos ao público os ossos espetáculos, ode formos covidados diz Luís Filipe. No verão passado já atuámos em vários evetos, ode obtivemos grade sucesso. gora estamos abertos para todos os covites futuros. Detro em breve Luís Filipe vai viajar até à Bélgica a covite da omuidade portuguesa aí residete. jovem cator Luís Filipe é autor, compositor e itérprete e veio até Lyo, o fim de semaa passado, ode deixou uma boa recordação com o seu espetáculo, e os seus taletos de acordeoista. luisfilipeav.com.sapo.pt Jorge ampos osulado forma... Pretedo iformar-me se estou iscrito o osulado para votar, como posso cosultar os caderos de receseameto? esposta: Direcção Geral de dmiistração tera (DG), dispoibiliza a sua págia da iteret a cosulta dos caderos de receseameto, sedo ecessário para tal a idicação dos dados pessoais, tais como, ome, data de ascimeto e º de idetificação civil, o lik: poderá também cosultar os mesmos os serviços do osulado-geral de Portugal em Paris. No etato, etre os dias 15 e 20 de dezembro de 2010, estarão expostas este posto cosular as listages das alterações ocorridas os caderos de receseameto desta omissão eceseadora (artº 57º, º 1 da Lei do.. º13/99, de 22 de arço), para efeitos de cosulta e reclamações dos iteressados. Pode cosultar esta e outras iformações o site do cosulado - ou cotactar-os através da ossa cetral de atedimeto telefóico: osulado-geral de Portugal em Paris 6, rue Georges Berger Paris Breves éuios de promotio de la ectio iteratioale portugaise de haville Plusieurs réuios sur l eseigemet du portugais e ectio teratioale sot orgaisées das la régio de haville, avec la participatio (sous-réserve) de la oordiatrice de l eseigemet du portugais e Frace, delaide ristóvão. Le jeudi 16 de décembre, à 17h00 - cole arcel Lafita, 58 bd. de la eie, à Versailles (78). Le vedredi 17 décembre, à 18h00-7 allée des Pyréées, à lamart (92). Le jeudi 6 javier, à 17h30 - cole abelais, 2 rue Fraçois abelais, à otrouge (92). Le samedi 8 javier, 13h30 - cole Léo Gambeta B, 2 Victor Hugo, à èvres (92). Le samedi 8 javier, 16h00 - cole etre, 2 rue des coles, à ait- loud (92). Les réuios sot orgaisées avec le soutie de Parcidio Peixoto, oseiller des ommuautés portugaises.

18 18 ssociações LusoJoral 015/ de 15/12/2010 m breve Jorge ampos Jatar de fim de ao para sócios da JP de Lyo este ssociação cultural e recreativa dos joves portugueses de Lyo este (JPL), orgaizou o seu jatar de fim de ao para os sócios. etea e meia de covivas apreciaram um jatar de festa e toda a orgaização deste serão, que se fializou com um espetáculo do cator de variedades, vido de Portugal por esta ocasião, Luís Filipe. stiveram presetes represetates da airie de te. osorce (69), o aire Jea-arc himoier acompahado por Pascal Didelet, que tomaram a palavra dirigido-se aos sócios, e iformaram das recetes evoluções do processo de gemiação etre te. osorce e Foros de lgodres. Presidete da associação, arafim Pacheco, agradeceu e apresetou as futuras atividade da associação para o ao eremos a ossa ssembleia geral em jaeiro ode se apresetarão as cotas do ao 2010 e haverá um ecotro com os sócios para se prepararem ovas atividades, declarou ao LusoJoral auel artis, membro da Direção desta associação. oeste da região de Lyo, te osorce e outras vilas adjacetes, como rapoe, Fracheville, t.geis, têm acolhido a omuidade portuguesa desde os aos 70. Hoje aida, estas localidades são poto de chegada de várias famílias vidas de Portugal à procura de trabalho. qui tem ecotrado apoio, ao fazerem cohecimeto com outras famílias que aqui residem. solidariedade está bem presete e viva a omuidade portuguesa. Jorge ampos Novos úmeros de telefoe do LusoJoral: ário atariha mbiete festivo em terras de História Festa portuguesa em ait Beoît-sur-Loire Foi em ait Beoît-sur-Loire, comua do Loiret, histórica e turística, que o sábado passado, dia 11 de dezembro, se reuiram cerca de 300 pessoas para participar um grade jatar de cofraterização e de preparação para as festas de Natal, tão desejadas pela comuidade portuguesa e particularmete pela ssociação dos Portugueses de ait Beoît-sur- Loire, criada há quase 40 aos. É esta localidade que se ecotra situada a greja bacial, ode foi iumado o ei de Fraça Philippe 1er, moumeto do Xe e Xe séculos. ma das pricipais características é a existêcia da rdem dos Beeditos fudada por. Beto em 529, e a qual se istalou esta plácida, mas boita cidade do Loiret, em excelete orgaização desta oite de covívio deve-se à totalidade dos membros da associação, mas em particular ao seu ealizou-se o domigo passado, dia 12 de dezembro, a alla Duboyer de egozac, em Viroflay (78), a partir das 15h00, o Natal para as criaças da associação micale ulturelle Fraco- Portuguaise daquela cidade. programa era rico e diversificado. omeçou com o grupo coral dos aluos dos cursos de português do primário e do secudário, preparados pela professora artie lcobia, cotiuou depois com uma peça de teatro, da autoria de José arlos, ititulada Natal do edigo, apresetada pelo trio tóio Gomes, aria arvalho ameiro e José Neves. festa cotiuou com um outro jovem da micale, ickael erqueira, e a sua cocertia. Presidete, Ferado oteiro, que soube com grade cortesia e simplicidade receber a população e os seus covidados. ovém realçar a preseça este eveto para além do aire da cidade, uma grade parte de sua ssembleia uicipal o que em ocou algus temas da música popular portuguesa. Presidete Helea Neves, chamou ao palco os covidados dado a palavra a todos, omeadamete djuta para a ultura em sempre acotece. preseça do oseil uicipal traduz a cosideração que os mesmos têm pela omuidade lusa, aqui istalada há mais de 50 aos. Presetes igualmete, Pedro oteiro, ôsul Geral djuto, em represetação da autoridade represetação do aire de Viroflay, o ôsul Geral djuto, Pedro oteiro represetado o osulado de Paris, a oselheira uicipal lisabete Quitela, o oselheiro das omuidades cosular de Portugal em Paris, e arlos dos eis, oselheiro da omuidade Portuguesa. Depois dos discursos proferidos pelos covidados, o oselheiro arlos dos eis, ofereceu uma placa de amizade e recohecimeto ao Presidete Ferado oteiro, e um livro ouveir sobre a evolução dos ravos, ao aire de ait Beoît-sur-Loire. Por seu lado, Pedro oteiro etregou o mesmo mometo, ao aire, uma recordação simbólica pelo acolhimeto reservado à ossa omuidade, cosiderada pelo aire como trabalhadora, dispoível e diga. oitada cotiuou como é habitual em tais circustâcias, com um baile aimado por uma orquestra portuguesa vida de Paris. Festa de Natal para as criaças da associação de Viroflay Festival de folklore à Villepreux Groupe asa da Barca de Villepreux D Parcidio Peixoto Presidete da associação com covidados festa durou toda a tarde em Viroflay L associatio asa da Barca de Villepreux a orgaisée sot Festival folklorique le dimache 12 décembre, das la salle es Z les Gâties, à Plaisir (78), avec six groupes: asa da Barca de Villepreux, orações do iho de Goesse, erras de Valdevez de hampla, strelas Douradas de Versailles, migos idos de Bois-D rcy et Juvetude e aízes de Portugal de hateay alabry. L associatio asa da Barca de Villepreux existe depuis mars 2007, les etraiemets ot lieu les samedis soir et le groupe est ivité par d autres associatios presque tous les dimaches et même les samedis. e grade fête folklorique est orgaisée au mois de juillet das le Parc de la muicipalité de Villepreux. «ous les as l associatio orgaise aussi ue soirée de la. ylvestre avec les amis et la famille des membres» explique au LusoJoral le Présidet. Galvão, élu le 3 ovembre derier. ário atariha D Portuguesas Parcidio Peixoto e a Professora artie lcobia. oordeadora Geral do esio de português em Fraça, delaide ristóvão, foi desculpada por já ter agedadas outras obrigações. Depois dos discursos a festa voltou ao palco, com José arlos e Fátima. s seus úmeros fizeram rir os mais crescidos e ecataram os pequeios. Para termiar seguiuse uma distribuição de chocolates, predas e lache para todas as criaças presetes. Depois do apelo aos presetes para se mobilizarem em defeder a lígua portuguesa, laçados pela Presidete Helea Neves, desejou um Bom Natal e Festas Felizes de Fim do o a todas e todos e assim termiou a Festa. P de Bobigy festejou 48 aiversário ovívio o aiversário da P comemoração dos 48 aos da ssociação dos rigiários de Portugal (P), teve lugar o domigo passado, dia 12 de dezembro, em Bobigy, uma orgaização pela secção local da P, com o apoio da airie de Bobigy. ssistiram às comemorações vários membros do oseil uicipal, tedo sido covidados José eeses e Luís Ferreira, a qualidade históricos do movimeto associativo português em Fraça. No fial da tarde, o alão obre da associação, o Presidete da P, tóio ibeiro recebeu os covidados e todas as pessoas que permitiram que este aiversário tivesse lugar. tóio ibeiro maifestou a sua satisfação pelo sucesso que este aiversário alcaçou, ão deixado de agradecer a todos os sócios a sua gratidão pelo empeho para a cocretização do eveto. eguiu-se o tradicioal Bolo de iversário acompahado, claro, com champahe, e tudo termiou com vivas à P.

19

20 20 Desporto LusoJoral 015/ de 15/12/2010 m breve D Golfe: Filipe Lima deixou ircuíto uropeu e desceu ao hallege our Presidete da Federação Portuguesa de Golfe (FPG), auel grellos, lametou a despromoção de Filipe Lima ao hallege our, mas acredita o rápido regresso do jogador português à elite do ircuito uropeu. úico português que disputava o our cotietal a tempo iteiro perdeu a quarta-feira da semaa passada a possibilidade de mater o cartão do ircuito uropeu ao ser elimiado a scola de Qualificação, em Giroa, spaha, falhado por uma pacada e uma posição o cut (70 primeiros e empatados) que apurava para as derradeiras duas voltas fiais. odos os jogadores do tour têm altos e baixos. Filipe Lima ão estará a sua melhor forma este mometo, mas teho a cofiaça que, à semelhaça do que fez o ao passado o hallege our, em que ficou o segudo lugar da rdem de érito [e regressou ao ircuito uropeu], o próximo ao vai, de ovo, ter uma boa época o hallege our, explicou auel grellos. Presidete da FPG disse mesmo acreditar que Lima veha a represetar Portugal os Jogos límpicos de 2016, o Brasil: Vamos ter Filipe Lima os próximos tempos para digificar o ome de Portugal e, se calhar, aparecer as limpíadas de Filipe Lima asceu em Fraça, em ait Nom-la-Bretèche, mas decidiu há poucos aos, defeder as cores de Portugal os circuitos iteracioais. vie-os os resultados do seu clube. LusoJoral divulga-os lfredo adete Voleibol: Liga (9ª jorada) Portugueses do Poitiers ão deixaram os seus créditos por mãos alheias dré Lopes, autor de 12 potos do Poitiers Nates - Poitiers (0-3) Jogo o Pavilhão rthur Dogast. spetadores: Árbitros: Deregaucourt Patrick e Lecote laud. esultados parciais: 20/25, 18/15, 20/25. pós pesada derrota a Bélgica frete ao /Leik (0-3), com os parciais de 25/13, 25/13 e 25/20, em jogo da primeira mão dos oitavos de fial da aça V, que teve lugar a passada quarta-feira, para o ampeoato (Liga ), em jogo da oa jorada que teve lugar o passado sábado em Nates, o Poitiers que cotou com a prestação dos três portugueses arlos eixeira, dré Lopes e Nuo Piheiro, pelos resultados parciais que obtiveram, deram a eteder que ão ecotraram dificuldades para coquistar mais uma preciosa vitória, esta em casa alheia, frete ao Nates ezé (0-3), recuperado o terceiro lugar com os mesmo potos do ète e a um poto do segudo classificado, o otpellier. dré Lopes autor de 12 potos, cotactado pelo LusoJoral, mostrou-se triste por ão poder ter dado o seu cotributo o jogo cotra o Leik da Bélgica para a aça V (recuperado de uma ligeira lesão o jogo que disputou em casa cotra o aes), mas está cofiate que o Poitiers pode coseguir dar a volta ao resultado e estar os quartos de fial. ecorde-se que o jogo da aça de Fraça (8ª limiatória) ssy-les-oulieaux de tóio de arvalho defrota o Brest de oreti artis jogo réteil/lusitaos (N) Laval (L2) que em pricípio, como o LusoJoral iformou, deveria ter tido lugar a passada sexta-feira, por razões climatéricas que deixaram o estado do relvado impraticável para a prática do desporto-rei, a LPF deliberou adiar este jogo (sob reserva), para esta sexta-feira às 20h00 o estádio Domiique Duvauchelle, em réteil. que leva a LFP a adiar o jogo da 20ª jorada do ampeoato Nacioal etre o olmar e o réteil/lusitaos para data ulterior, acotecedo o mesmo com o ecotro Laval-Le as da 19ª jorada da Liga 2 que deveria ter também lugar este mesmo dia. Não impedido o etato que o sorteio da próxima elimiatória tivesse tido lugar a passada seguda-feira com destaque para a equipa fracesa de ssy-les-oulieux (DH) da Liga de Paris, presidida por um português Federação de otociclismo de Portugal (FP) e o clube Natureza cção de urém orgaizam a 19 de dezembro uma competição de apoio ao piloto português Herique Veda, hospitalizado em estado grave um hospital de arselha. piloto algarvio teve um acidete grave em Fraça quado competia uma prova do uropeu de D Presidete tóio de arvalho com Luis Figo tóio de arvalho, e tecicamete treiada por tóio avares, ex-jogador dos Lusitaos de t. aur, assim como algus jogadores lusodescedetes, que cometeram a proeza de irem elimiar o Fayet. É o caso de ibeiro (guarda-redes), e upercross, a 16 de outubro, tedo sido atigido a cabeça pela moto de um adversário, após um salto, que o deixou em coma. Dois meses após o acidete vai realizar-se uma prova de motocrosse, em scadarão, urém, a qual o objetivo é jutar a comuidade de X e a agariação de fudos para ajudar às despesas de hospitalização e recuperação, segudo iforma o comuicado divulgado pela orgaização. egudo a mesma ota, estão cofirmadas as preseças dos pilotos ui Goçalves, Hélder odrigues, Paulo Goçalves, Luís orreia, Goçalo eis, Hugo atos, adro arcos, ube Faria, Hugo Basaúla, Luís Ferreira, ário Patrão, Paulo Felícia, seguda mão é esta quarta-feira em Poitiers. Quato à preciosa vitória coquistada em Nates o passado sábado, dré Lopes cometou que perate um adversário que pratica bom voleibol, esta vitória ão só foi importate para as ossas aspirações porque recuperamos os três potos perdidos em casa a jorada aterior, como os aproximou do topo da tabela, o que é muitíssimo bom cocluiu dré Lopes, que com os restates compaheiros já está a pesar em mais uma vitória o próximo sábado em casa do latera vermelha, o t. Queti. esultados da 9ª jorada: Nates ezé-poitiers 0-3; otpellier- aes 3-0; ourcoig-paris 0-3; ours-jaccio 3-0; Nice-oulouse 3-0; ète-beauvais; ees-t Queti 0-3. lassificação: 1 ours VB com 23 potos; 2 otpellier 18; ète e Poitiers 17; 5 aes 16; 6 Paris, ourciog e jaccio 14; 9 Nates ezé e ees 12; 11 Nice e oulouse 9; 13 Beauvais 8; 14 t. Queti com 3 potos. lfredo adete os jogadores Peixoto e edes, que cometeram a proeza elimiar o Fayet (2-1), e carimbaram o passaporte para os 32 avos de fial ode já etram as equipas da Liga 1. elativamete ao sorteio, quer o ssy-les-oulieaux, quer o vecedor do ecotro réteil/lusitaos- Laval, ficaram a cohecer os seus adversários que se apresetam como grades obstáculos a ultrapassar, já que ambos pertecem à Liga 1. ssy-les-oulieaux (DH) recebe o Brest do Diretor desportivo e exiteracioal oreti artis (L1), equato que o vecedor do ecotro réteil/lusitaos (N)-Laval (L2), joga em casa frete ao Nice também da Liga 1. cotros que vão ter lugar os dias 8 e 9 de jaeiro do próximo ao. ecorde-se por curiosidade que o ssy-les-olieaux é o líder icotestável do ampeoato da Divisão de Hora da Liga de Paris, que segudo o técico tóio avares que deixou crescer a barba, só a desfaz quado pela primeira vez cohecer o amargo da derrota, mas para o ampeoato. lfredo adete otociclismo: Pilotos jutam-se em corrida de solidariedade para com Herique Veda hospitalizado em Fraça ristiao Ferades, Biachi Prata, Luís liveira, etre outros. família de Herique Veda teve de se istalar em arselha para dar apoio ao piloto, mas os custos da estadia e da hospitalização são elevados, pelo que ecessitam de apoio, como já foi oticiado o LusoJoral.

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA A SEGURANÇA FAZ PARTE DA ESSÊNCIA DA VOLVO Ao lado da qualidade e do respeito ao meio ambiete, a seguraça é um dos valores corporativos que orteiam todas as ações

Leia mais

ActivALEA. ative e atualize a sua literacia

ActivALEA. ative e atualize a sua literacia ActivALEA ative e atualize a sua literacia N.º 29 O QUE É UMA SONDAGEM? COMO É TRANSMIITIIDO O RESULTADO DE UMA SONDAGEM? O QUE É UM IINTERVALO DE CONFIIANÇA? Por: Maria Eugéia Graça Martis Departameto

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia. de 21 de Abril de 2004. que cria o título executivo europeu para créditos não contestados

Jornal Oficial da União Europeia. de 21 de Abril de 2004. que cria o título executivo europeu para créditos não contestados 30.4.2004 L 143/15 REGULAMENTO (CE) N. o 805/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 21 de Abril de 2004 que cria o título executivo europeu para créditos ão cotestados O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO

Leia mais

O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li

O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li Média Aritmética Simples e Poderada Média Geométrica Média Harmôica Mediaa e Moda Fracisco Cavalcate(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

O erro da pesquisa é de 3% - o que significa isto? A Matemática das pesquisas eleitorais

O erro da pesquisa é de 3% - o que significa isto? A Matemática das pesquisas eleitorais José Paulo Careiro & Moacyr Alvim O erro da pesquisa é de 3% - o que sigifica isto? A Matemática das pesquisas eleitorais José Paulo Careiro & Moacyr Alvim Itrodução Sempre que se aproxima uma eleição,

Leia mais

INTRODUÇÃO. Exemplos. Comparar três lojas quanto ao volume médio de vendas. ...

INTRODUÇÃO. Exemplos. Comparar três lojas quanto ao volume médio de vendas. ... INTRODUÇÃO Exemplos Para curar uma certa doeça existem quatro tratametos possíveis: A, B, C e D. Pretede-se saber se existem difereças sigificativas os tratametos o que diz respeito ao tempo ecessário

Leia mais

1. O Cartão ACP Master...2. 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2

1. O Cartão ACP Master...2. 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2 GUIA DO UTILIZADOR Cartão ACP Master Ídice 1. O Cartão ACP Master...2 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio do cartão...3 4. Ode

Leia mais

Estatística stica para Metrologia

Estatística stica para Metrologia Estatística stica para Metrologia Aula Môica Barros, D.Sc. Juho de 28 Muitos problemas práticos exigem que a gete decida aceitar ou rejeitar alguma afirmação a respeito de um parâmetro de iteresse. Esta

Leia mais

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA 5. INTRODUÇÃO É freqüete ecotrarmos problemas estatísticos do seguite tipo : temos um grade úmero de objetos (população) tais que se fossem tomadas as medidas

Leia mais

Dispensa e Redução de Contribuições

Dispensa e Redução de Contribuições Dispesa Temporária do Pagameto de Cotribuições Dec - Lei º 89/95, de 6 de Maio Dec - Lei º 34/96, de 18 de Abril Dec - Lei º 51/99, de 20 de Fevereiro Lei º 103/99, de 26 de Julho Taxa Cotributiva Dec

Leia mais

Tabela Price - verdades que incomodam Por Edson Rovina

Tabela Price - verdades que incomodam Por Edson Rovina Tabela Price - verdades que icomodam Por Edso Rovia matemático Mestrado em programação matemática pela UFPR (métodos uméricos de egeharia) Este texto aborda os seguites aspectos: A capitalização dos juros

Leia mais

INE 5111- ESTATÍSTICA APLICADA I - TURMA 05324 - GABARITO LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE AMOSTRAGEM E PLANEJAMENTO DA PESQUISA

INE 5111- ESTATÍSTICA APLICADA I - TURMA 05324 - GABARITO LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE AMOSTRAGEM E PLANEJAMENTO DA PESQUISA INE 5111- ESTATÍSTICA APLICADA I - TURMA 534 - GABARITO LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE AMOSTRAGEM E PLANEJAMENTO DA PESQUISA 1. Aalise as situações descritas abaixo e decida se a pesquisa deve ser feita por

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES E GESTÃO TERRITORIAL PPGTG DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ECV DISCIPLINA: TGT410026 FUNDAMENTOS DE ESTATÍSTICA 8ª AULA: ESTIMAÇÃO POR INTERVALO

Leia mais

7. ANÁLISE COMBINATÓRIA Professor Fernando Vargas. n 1 Cuidado

7. ANÁLISE COMBINATÓRIA Professor Fernando Vargas. n 1 Cuidado 7. ANÁLISE COMBINATÓRIA Professor Ferado Vargas É a área da Matemática que trata dos problemas de cotagem. Estuda problemas que evolvem o cálculo do úmero de agrupametos que podem ser feitos com os elemetos

Leia mais

Guia do Professor. Matemática e Saúde. Experimentos

Guia do Professor. Matemática e Saúde. Experimentos Guia do Professor Matemática e Saúde Experimetos Coordeação Geral Elizabete dos Satos Autores Bárbara N. Palharii Alvim Sousa Karia Pessoa da Silva Lourdes Maria Werle de Almeida Luciaa Gastaldi S. Souza

Leia mais

CURTOSE. Teremos, portanto, no tocante às situações de Curtose de um conjunto, as seguintes possibilidades:

CURTOSE. Teremos, portanto, no tocante às situações de Curtose de um conjunto, as seguintes possibilidades: CURTOSE O que sigifica aalisar um cojuto quato à Curtose? Sigifica apeas verificar o grau de achatameto da curva. Ou seja, saber se a Curva de Freqüêcia que represeta o cojuto é mais afilada ou mais achatada

Leia mais

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil Carteiras de Míimo VAR ( Value at Risk ) o Brasil Março de 2006 Itrodução Este texto tem dois objetivos pricipais. Por um lado, ele visa apresetar os fudametos do cálculo do Value at Risk, a versão paramétrica

Leia mais

INTRODUÇÃO A TEORIA DE CONJUNTOS

INTRODUÇÃO A TEORIA DE CONJUNTOS INTRODUÇÃO TEORI DE CONJUNTOS Professora Laura guiar Cojuto dmitiremos que um cojuto seja uma coleção de ojetos chamados elemetos e que cada elemeto é um dos compoetes do cojuto. Geralmete, para dar ome

Leia mais

APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA

APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA UNIVERSIDADE DO ALGARVE ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA (III ) ÁREA DEPARTAMENTAL DE ENGENHARIA CIVIL Ídice Itrodução Aplicação do cálculo matricial aos

Leia mais

Introdução ao Estudo de Sistemas Lineares

Introdução ao Estudo de Sistemas Lineares Itrodução ao Estudo de Sistemas Lieares 1. efiições. 1.1 Equação liear é toda seteça aberta, as icógitas x 1, x 2, x 3,..., x, do tipo a1 x1 a2 x2 a3 x3... a x b, em que a 1, a 2, a 3,..., a são os coeficietes

Leia mais

A seguir, uma demonstração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagina10.com.br

A seguir, uma demonstração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagina10.com.br A seguir, uma demostração do livro. Para adquirir a versão completa em papel, acesse: www.pagia10.com.br Matemática comercial & fiaceira - 2 4 Juros Compostos Iiciamos o capítulo discorredo sobre como

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto do Ambiente PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENTE

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto do Ambiente PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENTE MINISÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENO DO ERRIÓRIO E AMBIENE Istituto do Ambiete PROCEDIMENOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENE Abril 2003 . Equadrameto O presete documeto descreve a metodologia a seguir

Leia mais

SIME Sistema de Incentivos à Modernização Empresarial

SIME Sistema de Incentivos à Modernização Empresarial SIME Sistema de Icetivos à Moderização Empresarial O presete documeto pretede fazer um resumo da Portaria.º 687/2000 de 31 de Agosto com as alterações itroduzidas pela Portaria.º 865-A/2002 de 22 de Julho,

Leia mais

Lista 9 - Introdução à Probabilidade e Estatística

Lista 9 - Introdução à Probabilidade e Estatística UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Lista 9 - Itrodução à Probabilidade e Estatística Desigualdades e Teoremas Limites 1 Um ariro apota a um alvo de 20 cm de raio. Seus disparos atigem o alvo, em média, a 5 cm

Leia mais

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 BASES DE DADOS I LTSI/2 Uiversidade da Beira Iterior, Departameto de Iformática Hugo Pedro Proeça, 200/20 Modelo Coceptual Modelo Coceptual de uma Base de Dados Esquematização dos dados ecessários para

Leia mais

PG Progressão Geométrica

PG Progressão Geométrica PG Progressão Geométrica 1. (Uel 014) Amalio Shchams é o ome cietífico de uma espécie rara de plata, típica do oroeste do cotiete africao. O caule dessa plata é composto por colmos, cujas características

Leia mais

O oscilador harmônico

O oscilador harmônico O oscilador harmôico A U L A 5 Meta da aula Aplicar o formalismo quâtico ao caso de um potecial de um oscilador harmôico simples, V( x) kx. objetivos obter a solução da equação de Schrödiger para um oscilador

Leia mais

Revisão 01-2011. Exercícios Lista 01 21/02/2011. Questão 01 UFRJ - 2006

Revisão 01-2011. Exercícios Lista 01 21/02/2011. Questão 01 UFRJ - 2006 Aluo(a): Professor: Chiquiho Revisão 0-20 Exercícios Lista 0 2/02/20 Questão 0 UFRJ - 2006 Dois estados produzem trigo e soja. Os gráficos abaixo represetam a produção relativa de grãos de cada um desses

Leia mais

Do ponto de vista técnico, o balanço é positivo

Do ponto de vista técnico, o balanço é positivo por ZÉLIA PINHEIRO Do poto de vista técico, o balaço é positivo A rede urbaa de frio e calor do Parque das Nações já tem oze aos e João Castaheira, director-geral da Climaespaço, faz o balaço. Garate que

Leia mais

APOSTILA MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS

APOSTILA MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS Miistério do Plaejameto, Orçameto e GestãoSecretaria de Plaejameto e Ivestimetos Estratégicos AJUSTE COMPLEMENTAR ENTRE O BRASIL E CEPAL/ILPES POLÍTICAS PARA GESTÃO DE INVESTIMENTOS PÚBLICOS CURSO DE AVALIAÇÃO

Leia mais

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE Debora Jaesch Programa de Pós-Graduação em Egeharia de Produção

Leia mais

Módulo 4 Matemática Financeira

Módulo 4 Matemática Financeira Módulo 4 Matemática Fiaceira I Coceitos Iiciais 1 Juros Juro é a remueração ou aluguel por um capital aplicado ou emprestado, o valor é obtido pela difereça etre dois pagametos, um em cada tempo, de modo

Leia mais

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST Sistema Computacioal para Medidas de Posição - FATEST Deise Deolido Silva, Mauricio Duarte, Reata Ueo Sales, Guilherme Maia da Silva Faculdade de Tecologia de Garça FATEC deisedeolido@hotmail.com, maur.duarte@gmail.com,

Leia mais

Matemática Alexander dos Santos Dutra Ingrid Regina Pellini Valenço

Matemática Alexander dos Santos Dutra Ingrid Regina Pellini Valenço 4 Matemática Alexader dos Satos Dutra Igrid Regia Pellii Valeço Professor SUMÁRIO Reprodução proibida. Art. 84 do Código Peal e Lei 9.60 de 9 de fevereiro de 998. Módulo 0 Progressão aritmérica.................................

Leia mais

A ESEC para o Novo Aluno...

A ESEC para o Novo Aluno... Praça Heróis do Ultramar Solum, 3030-329 Coimbra, Portugal Tel: (+ 35) 239 79 3 45/ 22 Fax: (+ 35) 239 40 46 www.esec.pt A ESEC para o Novo Aluo... CONTEÚDO A ESEC Serviços Directores de Curso Iformações

Leia mais

EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N

EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N Estudaremos este capítulo as equações diereciais lieares de ordem, que são de suma importâcia como suporte matemático para vários ramos da egeharia e das ciêcias.

Leia mais

CAP. I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO

CAP. I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO CAP I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO 0 Itrodução Por método umérico etede-se um método para calcular a solução de um problema realizado apeas uma sequêcia fiita de operações aritméticas A obteção de uma solução

Leia mais

ANDRÉ REIS MATEMÁTICA. 1ª Edição NOV 2013

ANDRÉ REIS MATEMÁTICA. 1ª Edição NOV 2013 ANDRÉ REIS MATEMÁTICA TEORIA 6 QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS GABARITADAS EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Teoria e Seleção das Questões: Prof. Adré Reis Orgaização e Diagramação: Mariae dos Reis ª Edição NOV 0

Leia mais

Matemática Em Nível IME/ITA

Matemática Em Nível IME/ITA Caio dos Satos Guimarães Matemática Em Nível IME/ITA Volume 1: Números Complexos e Poliômios 1ª Edição São José dos Campos 007 SP Prefácio O livro Matemática em Nível IME/ITA tem como objetivo ão somete

Leia mais

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem INF 6 Estatística I JIRibeiro Júior CAPÍTULO 8 - Noções de técicas de amostragem Itrodução A Estatística costitui-se uma excelete ferrameta quado existem problemas de variabilidade a produção É uma ciêcia

Leia mais

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Fudametos de Bacos de Dados 3 a Prova Prof. Carlos A. Heuser Dezembro de 2007 Duração: 2 horas Prova com cosulta Questão 1 (Costrução de modelo ER - Peso 3) Deseja-se costruir um sistema WEB que armazee

Leia mais

Problema de Fluxo de Custo Mínimo

Problema de Fluxo de Custo Mínimo Problema de Fluo de Custo Míimo The Miimum Cost Flow Problem Ferado Nogueira Fluo de Custo Míimo O Problema de Fluo de Custo Míimo (The Miimum Cost Flow Problem) Este problema possui papel pricipal etre

Leia mais

Matemática Ficha de Trabalho

Matemática Ficha de Trabalho Matemática Ficha de Trabalho Probabilidades 12º ao FT4 Arrajos completos (arrajos com repetição) Na liguagem dos computadores usa-se o código biário que é caracterizado pela utilização de apeas dois algarismos,

Leia mais

PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA

PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA UNESPAR/Paraavaí - Professor Sebastião Geraldo Barbosa - 0 - PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA Setembro/203 UNESPAR/Paraavaí - Professor Sebastião Geraldo Barbosa - - TÓPICOS DE MATEMÁTICA FINANCIEIRA

Leia mais

Resolução -Vestibular Insper 2015-1 Análise Quantitativa e Lógica. Por profa. Maria Antônia Conceição Gouveia.

Resolução -Vestibular Insper 2015-1 Análise Quantitativa e Lógica. Por profa. Maria Antônia Conceição Gouveia. Resolução -Vestibular Isper 0- Aálise Quatitativa e Lógica Por profa. Maria Atôia Coceição Gouveia.. A fila para etrar em uma balada é ecerrada às h e, quem chega exatamete esse horário, somete cosegue

Leia mais

SIMULADO DE MATEMÁTICA - TURMAS DO 3 o ANO DO ENSINO MÉDIO COLÉGIO ANCHIETA-BA - MAIO DE 2012. ELABORAÇÃO: PROFESSORES ADRIANO CARIBÉ E WALTER PORTO.

SIMULADO DE MATEMÁTICA - TURMAS DO 3 o ANO DO ENSINO MÉDIO COLÉGIO ANCHIETA-BA - MAIO DE 2012. ELABORAÇÃO: PROFESSORES ADRIANO CARIBÉ E WALTER PORTO. SIMULADO DE MATEMÁTICA - TURMAS DO 3 o ANO DO ENSINO MÉDIO COLÉGIO ANCHIETA-BA - MAIO DE 0. ELABORAÇÃO: PROFESSORES ADRIANO CARIBÉ E WALTER PORTO. PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA QUESTÃO 0 Muitas vezes

Leia mais

MATEMÁTICA APLICADA À GESTÃO I

MATEMÁTICA APLICADA À GESTÃO I 00 MATEMÁTICA APLICADA À GESTÃO I TEXTO DE APOIO MARIA ALICE FILIPE ÍNDICE NOTAS PRÉVIAS ALGUNS CONCEITOS SOBRE SÉRIES6 NOTAS PRÉVIAS As otas seguites referem-se ao maual adoptado: Cálculo, Vol I James

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Ano 1º Semestre 1º. Teóricas

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Ano 1º Semestre 1º. Teóricas Departameto Gestão Disciplia Matemática I Curso Gestão de Empresas Ao 1º Semestre 1º Grupo Docete Resposável Teóricas Carga horária semaal Teórico Práticas Nuo Coceição 3h 3h/5h Práticas/ Lab. Semiários

Leia mais

UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS

UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS UM ESTUDO DO MODELO ARBITRAGE PRICING THEORY (APT) APLICADO NA DETERMINAÇÃO DA TAXA DE DESCONTOS Viícius Atoio Motgomery de Mirada e-mail: vmotgomery@hotmail.com Edso Oliveira Pamploa e-mail: pamploa@iem.efei.rmg.br

Leia mais

a taxa de juros i está expressa na forma unitária; o período de tempo n e a taxa de juros i devem estar na mesma unidade de tempo.

a taxa de juros i está expressa na forma unitária; o período de tempo n e a taxa de juros i devem estar na mesma unidade de tempo. UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5151 MATEMÁTICA FINACEIRA I PROF. FERNANDO GUERRA. UNIDADE 3 JUROS COMPOSTOS Capitalização composta. É aquela em que a taxa de juros icide sempre sobre o capital

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 -

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 - CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/014 - ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS: Auxiliar de Saúde Soldador

Leia mais

AMOSTRAGEM. metodologia de estudar as populações por meio de amostras. Amostragem ou Censo?

AMOSTRAGEM. metodologia de estudar as populações por meio de amostras. Amostragem ou Censo? AMOSTRAGEM metodologia de estudar as populações por meio de amostras Amostragem ou Ceso? Por que fazer amostragem? população ifiita dimiuir custo aumetar velocidade a caracterização aumetar a represetatividade

Leia mais

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional Workshop Stakeholders Lisboa PIM da Jaela Úica Logística Vertete fucioal Coceito e Pricípios de Fucioameto Bruo Cima Lisboa, 9 de Maio de 0 Ageda. A compoete BB do projecto MIELE. Equadrameto da compoete

Leia mais

Curso MIX. Matemática Financeira. Juros compostos com testes resolvidos. 1.1 Conceito. 1.2 Período de Capitalização

Curso MIX. Matemática Financeira. Juros compostos com testes resolvidos. 1.1 Conceito. 1.2 Período de Capitalização Curso MI Matemática Fiaceira Professor: Pacífico Referêcia: 07//00 Juros compostos com testes resolvidos. Coceito Como vimos, o regime de capitalização composta o juro de cada período é calculado tomado

Leia mais

Juros Simples e Compostos

Juros Simples e Compostos Juros Simples e Compostos 1. (G1 - epcar (Cpcar) 2013) Gabriel aplicou R$ 6500,00 a juros simples em dois bacos. No baco A, ele aplicou uma parte a 3% ao mês durate 5 6 de um ao; o baco B, aplicou o restate

Leia mais

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade Caledário de ispecções em Mauteção Prevetiva Codicioada com base a Fiabilidade Rui Assis Faculdade de Egeharia da Uiversidade Católica Portuguesa Rio de Mouro, Portugal rassis@rassis.com http://www.rassis.com

Leia mais

O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL

O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL THE SECTOR OF MARKETING RESEARCH,OPINION AND MEDIA IN BRAZIL RESUMO Com base em dados da ABEP, o artigo faz um relato da evolução do setor de

Leia mais

PUCRS FAMAT DEPTº DE ESTATÍSTICA Estimação e Teste de Hipótese- Prof. Sérgio Kato

PUCRS FAMAT DEPTº DE ESTATÍSTICA Estimação e Teste de Hipótese- Prof. Sérgio Kato 1 PUCRS FAMAT DEPTº DE ESTATÍSTICA Estimação e Teste de Hipótese- Prof. Sérgio Kato 1. Estimação: O objetivo da iferêcia estatística é obter coclusões a respeito de populações através de uma amostra extraída

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO AMOSTRAL DA MÉDIA E PROPORÇÃO ESTATISTICA AVANÇADA

DISTRIBUIÇÃO AMOSTRAL DA MÉDIA E PROPORÇÃO ESTATISTICA AVANÇADA DISTRIBUIÇÃO AMOSTRAL DA MÉDIA E PROPORÇÃO Ferado Mori DISTRIBUIÇÃO AMOSTRAL DA MÉDIA E PROPORÇÃO ESTATISTICA AVANÇADA Resumo [Atraia o leitor com um resumo evolvete, em geral, uma rápida visão geral do

Leia mais

Influência do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimentos na determinação de L n,w

Influência do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimentos na determinação de L n,w Ifluêcia do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimetos a determiação de,w iogo M. R. Mateus CONTRAruído Acústica e Cotrolo de Ruído, Al. If.. Pedro, Nº 74-1º C, 3030 396 Coimbra Tel.: 239 403 666;

Leia mais

Prova Específica para o Curso de Administração e Ciências Contábeis

Prova Específica para o Curso de Administração e Ciências Contábeis Prova Específica para o Curso de Admiistração e Ciêcias Cotábeis 06 de dezembro de 011 INSTRUÇÕES 1. Verifique se este cadero cotém 30 questões.. Ao costatar qualquer irregularidade com relação ao total

Leia mais

[Type the document subtitle] Análise Técnica Principais conceitos, indicadores e formações gráficas

[Type the document subtitle] Análise Técnica Principais conceitos, indicadores e formações gráficas Aálise Técica Coceitos [Type the documet subtitle] Aálise Técica Pricipais coceitos, idicadores e formações gráficas A Aálise Técica (AT) tem por objetivo forecer idicações dos movimetos ou formação de

Leia mais

Testes de Hipóteses para a Diferença Entre Duas Médias Populacionais

Testes de Hipóteses para a Diferença Entre Duas Médias Populacionais Estatística II Atoio Roque Aula Testes de Hipóteses para a Difereça Etre Duas Médias Populacioais Vamos cosiderar o seguite problema: Um pesquisador está estudado o efeito da deficiêcia de vitamia E sobre

Leia mais

PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA

PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA o Teste 7 o SEMESTRE 5/6 Data: Sábado, 7 de Jaeiro de 6 Duração: 9:3 às :3 Tópicos de Resolução. O úmero

Leia mais

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu Programação Diâmica Aula 3: Programação Diâmica Programação Diâmica Determiística; e Programação Diâmica Probabilística. Programação Diâmica O que é a Programação Diâmica? A Programação Diâmica é uma técica

Leia mais

Os juros compostos são conhecidos, popularmente, como juros sobre juros.

Os juros compostos são conhecidos, popularmente, como juros sobre juros. Módulo 4 JUROS COMPOSTOS Os juros compostos são cohecidos, popularmete, como juros sobre juros. 1. Itrodução Etedemos por juros compostos quado o fial de cada período de capitalização, os redimetos são

Leia mais

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual 1 Artículo técico Joatha Azañó Departameto de Gestão Eergética e Qualidade de Rede CVM-ET4+ Cumpre com a ormativa de Eficiêcia Eergética ovo aalisador de redes e cosumo multicaal Situação actual As ormativas

Leia mais

Kit de ferramentas de Advocacy

Kit de ferramentas de Advocacy ROOTS 1+2 ROOTS Kit de ferrametas de Advocacy SEGUNDA EDIÇÃO ROOTS: Recursos para Orgaizações com Oportuidades de Trasformação e Socialização ROOTS 1 E 2 Kit de ferrametas de Advocacy Seguda edição De

Leia mais

Análise de Projectos ESAPL / IPVC. Critérios de Valorização e Selecção de Investimentos. Métodos Estáticos

Análise de Projectos ESAPL / IPVC. Critérios de Valorização e Selecção de Investimentos. Métodos Estáticos Aálise de Projectos ESAPL / IPVC Critérios de Valorização e Selecção de Ivestimetos. Métodos Estáticos Como escolher ivestimetos? Desde sempre que o homem teve ecessidade de ecotrar métodos racioais para

Leia mais

CONSELHO DAS COMUNIDADES COM FUNCIONAMENTO REDUZIDO

CONSELHO DAS COMUNIDADES COM FUNCIONAMENTO REDUZIDO LUS ditio 10 / Série, du mercredi 10 ovembre 2010 ag 05: abo Verde ebdomadaire fraco-portugais gratuit US S TS ÇMTS hoto Lima Mairie de laisir - Service ommuicatio Mário ruz ag 08: Gemiação ag 17. cademia

Leia mais

Prof. Eugênio Carlos Stieler

Prof. Eugênio Carlos Stieler http://wwwuematbr/eugeio SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO A ecessidade de recursos obriga aqueles que querem fazer ivestimetos a tomar empréstimos e assumir dívidas que são pagas com juros que variam de acordo

Leia mais

5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempenho Atual

5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempenho Atual 49 5 Proposta de Melhoria para o Sistema de Medição de Desempeho Atual O presete capítulo tem por objetivo elaborar uma proposta de melhoria para o atual sistema de medição de desempeho utilizado pela

Leia mais

Modelando o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Aprendizagem

Modelando o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Aprendizagem 1 Modelado o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Apredizagem RESUMO Este documeto aborda a modelagem do tempo de execução de tarefas em projetos, ode a tomada de decisão

Leia mais

1.4- Técnicas de Amostragem

1.4- Técnicas de Amostragem 1.4- Técicas de Amostragem É a parte da Teoria Estatística que defie os procedimetos para os plaejametos amostrais e as técicas de estimação utilizadas. As técicas de amostragem, tal como o plaejameto

Leia mais

Confidencial. informativo exclusivo para os cooperados da unimed-rio MArço de 2009

Confidencial. informativo exclusivo para os cooperados da unimed-rio MArço de 2009 Mesmo em ao difícil, cooperativa tem resultados positivos págia 3 Portabilidade dos plaos de saúde é aprovada pela ANS e passa a valer a partir de abril págia 4 37 Cofidecial iformativo exclusivo para

Leia mais

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Fudametos de Bacos de Dados 3 a Prova Prof. Carlos A. Heuser Dezembro de 2008 Duração: 2 horas Prova com cosulta Questão (Costrução de modelo ER) Deseja-se projetar uma base de dados que dará suporte a

Leia mais

Capitulo 2 Resolução de Exercícios

Capitulo 2 Resolução de Exercícios FORMULÁRIO Regime de Juros Simples S C J S 1 C i J Ci S C (1 i) S 1 C i Juro exato C i 365 S C 1 i C i 360 Juro Comercial 2.7 Exercícios Propostos 1 1) Qual o motate de uma aplicação de R$ 100.000,00 aplicados

Leia mais

M = 4320 CERTO. O montante será

M = 4320 CERTO. O montante será PROVA BANCO DO BRASIL / 008 CESPE Para a veda de otebooks, uma loja de iformática oferece vários plaos de fiaciameto e, em todos eles, a taxa básica de juros é de % compostos ao mês. Nessa situação, julgue

Leia mais

CPV seu Pé Direito no INSPER

CPV seu Pé Direito no INSPER CPV seu Pé Direito o INSPE INSPE esolvida /ovembro/0 Prova A (Marrom) MATEMÁTICA 7. Cosidere o quadrilátero coveo ABCD mostrado a figura, em que AB = cm, AD = cm e m(^a) = 90º. 8. No plao cartesiao da

Leia mais

Código de Conduta Empresarial Fazendo a diferença com Integridade

Código de Conduta Empresarial Fazendo a diferença com Integridade Código de Coduta Empresarial Fazedo a difereça com Itegridade Uma Mesagem do Presidete da Hospira Prezados Colegas da Hospira, Gostaria de lhes apresetar o Código de Coduta Empresarial da Hospira. Na Hospira,

Leia mais

Séries de Potências AULA LIVRO

Séries de Potências AULA LIVRO LIVRO Séries de Potêcias META Apresetar os coceitos e as pricipais propriedades de Séries de Potêcias. Além disso, itroduziremos as primeiras maeiras de escrever uma fução dada como uma série de potêcias.

Leia mais

Rejane Corrrea da Rocha. Matemática Financeira

Rejane Corrrea da Rocha. Matemática Financeira Rejae Corrrea da Rocha Matemática Fiaceira Uiversidade Federal de São João del-rei 0 Capítulo 5 Matemática Fiaceira Neste capítulo, os coceitos básicos de Matemática Fiaceira e algumas aplicações, dos

Leia mais

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico.

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico. CALIBRAÇÃO DE MEDIDAS MATERIALIZADAS DE VOLUME PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO NORMA N o 045 APROVADA EM AGO/03 N o 01/06 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Resposabilidade 4 Documetos Complemetes 5 Siglas

Leia mais

Resposta: L π 4 L π 8

Resposta: L π 4 L π 8 . A figura a seguir ilustra as três primeiras etapas da divisão de um quadrado de lado L em quadrados meores, com um círculo iscrito em cada um deles. Sabedo-se que o úmero de círculos em cada etapa cresce

Leia mais

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Fudametos de Bacos de Dados 3 a Prova Prof. Carlos A. Heuser Julho de 2008 Duração: 2 horas Prova com cosulta Questão (Costrução de modelo ER - Peso 2 Deseja-se costruir um sistema WEB que armazee a comuicação

Leia mais

J. A. M. Felippe de Souza 9 Diagramas de Bode

J. A. M. Felippe de Souza 9 Diagramas de Bode 9 Diagramas de Bode 9. Itrodução aos diagramas de Bode 3 9. A Fução de rasferêcia 4 9.3 Pólos e zeros da Fução de rasferêcia 8 Equação característica 8 Pólos da Fução de rasferêcia 8 Zeros da Fução de

Leia mais

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente.

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente. Dowloadig % 99 SYSTEM Dowloadig % 71 % 25 Dowloadig % 25 % 16 % 88 START % 29 % 06 Dowloadig % 34 Dowloadig % 23 % 16 % 48 % 65 Dowloadig % 75 Dowloadig % 23 MAN TeleMatics. O camiho para uma frota eficiete.

Leia mais

onde d, u, v são inteiros não nulos, com u v, mdc(u, v) = 1 e u e v de paridades distintas.

onde d, u, v são inteiros não nulos, com u v, mdc(u, v) = 1 e u e v de paridades distintas. !"$# &%$" ')( * +-,$. /-0 3$4 5 6$7 8:9)$;$< =8:< > Deomiaremos equação diofatia (em homeagem ao matemático grego Diofato de Aleadria) uma equação em úmeros iteiros. Nosso objetivo será estudar dois tipos

Leia mais

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PAAES 2ª ETAPA SUBPROGRAMA 2011/2014 24 de fevereiro de 2013

Leia mais

A TORRE DE HANÓI Carlos Yuzo Shine - Colégio Etapa

A TORRE DE HANÓI Carlos Yuzo Shine - Colégio Etapa A TORRE DE HANÓI Carlos Yuzo Shie - Colégio Etapa Artigo baseado em aula miistrada a IV Semaa Olímpica, Salvador - BA Nível Iiciate. A Torre de Haói é um dos quebra-cabeças matemáticos mais populares.

Leia mais

Probabilidades. José Viegas

Probabilidades. José Viegas Probabilidades José Viegas Lisboa 001 1 Teoria das probabilidades Coceito geral de probabilidade Supoha-se que o eveto A pode ocorrer x vezes em, igualmete possíveis. Etão a probabilidade de ocorrêcia

Leia mais

Capitulo 10 Resolução de Exercícios

Capitulo 10 Resolução de Exercícios FORMULÁRIO Ivestimetos com Cláusulas de Correção Moetária, com pricipal e juros simples corrigidos S C i I Ivestimetos com Cláusulas de Correção Moetária, com apeas o pricipal corrigido e juros simples.

Leia mais

O poço de potencial infinito

O poço de potencial infinito O poço de potecial ifiito A U L A 14 Meta da aula Aplicar o formalismo quâtico ao caso de um potecial V(x) que tem a forma de um poço ifiito: o potecial é ifiito para x < a/ e para x > a/, e tem o valor

Leia mais

FEBASE dezembro 2015 1

FEBASE dezembro 2015 1 FEBASE dezembro 2015 1 17 STAS Actividade Seguradora 20 SBN Bacários do Norte 24 SISEP Profissioais de Seguros 26 SBC Bacários do Cetro 29 SBSI Bacários do Sul e Ilhas ATUAL l Novas tecologias Baca redida

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M10 Progressões. 1 (UFBA) A soma dos 3 o e 4 o termos da seqüência abaixo é:

Matemática. Resolução das atividades complementares. M10 Progressões. 1 (UFBA) A soma dos 3 o e 4 o termos da seqüência abaixo é: Resolução das atividades complemetares Matemática M0 Progressões p. 46 (UFBA) A soma dos o e 4 o termos da seqüêcia abaio é: a 8 * a 8 ( )? a, IN a) 6 c) 0 e) 6 b) 8 d) 8 a 8 * a 8 ( )? a, IN a 8 ()? a

Leia mais

PRESTAÇÃO = JUROS + AMORTIZAÇÃO

PRESTAÇÃO = JUROS + AMORTIZAÇÃO AMORTIZAÇÃO Amortizar sigifica pagar em parcelas. Como o pagameto do saldo devedor pricipal é feito de forma parcelada durate um prazo estabelecido, cada parcela, chamada PRESTAÇÃO, será formada por duas

Leia mais

A soma dos perímetros dos triângulos dessa sequência infinita é a) 9 b) 12 c) 15 d) 18 e) 21

A soma dos perímetros dos triângulos dessa sequência infinita é a) 9 b) 12 c) 15 d) 18 e) 21 Nome: ºANO / CURSO TURMA: DATA: 0 / 0 / 05 Professor: Paulo. (Pucrj 0) Vamos empilhar 5 caixas em ordem crescete de altura. A primeira caixa tem m de altura, cada caixa seguite tem o triplo da altura da

Leia mais

37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 3 (Ensino Médio) GABARITO

37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 3 (Ensino Médio) GABARITO 37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 3 Esio Médio) GABARITO GABARITO NÍVEL 3 ) B ) A ) B ) D ) C ) B 7) C ) C 7) B ) C 3) D 8) E 3) A 8) E 3) A ) C 9) B ) B 9) B ) C ) E 0) D ) A

Leia mais

Capitulo 3 Resolução de Exercícios

Capitulo 3 Resolução de Exercícios S C J J C i FORMULÁRIO Regime de Juros Compostos S C i C S i S i C S LN C LN i 3.7 Exercícios Propostos ) Qual o motate de uma aplicação de R$ 00.000,00 aplicados por um prazo de meses, a uma taxa de 5%

Leia mais