SAPAG. CLASAR : a válvula de retenção de elevada resposta dinâmica. Válvulas de retenção CLASAR.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAPAG. CLASAR : a válvula de retenção de elevada resposta dinâmica. Válvulas de retenção CLASAR. www.pentair.com/valves"

Transcrição

1 SAPAG CLASAR : a válvula de retenção de elevada resposta dinâmica Vantagens No caso de paragens bruscas de emergência da bomba, a válvula de retenção CLASAR reduz as flutuações de pressão na linha de tubagem Válvula de retenção silenciosa e isenta de golpes de ariete Fácil instalação Apropriada para montagem vertical, horizontal e diagonal Rápida recuperação de caudal Características O tempo de fecho (resposta dinâmica) é de uma fracção de segundo Evita ou minimiza as flutuações de pressão na linha de tubagem Apropriada para aplicações a alta pressão (PN psi) Sem risco de bloqueamento axial do obturador, dado que a válvula CLASAR não possui veio axial Pequena dimensão entre faces, permitindo uma fácil instalação Vedação perfeita do obturador Excelente resistência à erosão do obturador axial Material do obturador axial isento de corrosão Sem necessidade de manutenção Apropriada para uma vasta gama de aplicações, devido aos materiais disponíveis Aplicações Estações elevatórias de água: - água potável - irrigação - tratamento de águas - água do mar Indústrias químicas Aplicações AVAC Instalação com uma válvula CLASAR DN1400 (56 ) Dados técnicos Gama de dimensões: DN80 - DN1800 (3-72 ) Pressão máxima de funcionamento: - DN80 - DN500: 50 bar (725 psi), à temperatura ambiente - DN600 - DN800: 25 bar (362 psi), à temperatura ambiente - DN900 - DN1000: 20 bar (290 psi), à temperatura ambiente - DN DN1800: 16 bar (232 psi), à temperatura ambiente Gama de temperatura: -10 C a +130 C (+50 F a +266 F) Tipos de flange: - EN ISO EN ANSI B ANSI B16-47 A - MSS SP44 - AWWAC207 Outros tipos, por consulta A Pentair reserva-se o direito de alterar o conteúdo deste folheto sem aviso prévio SAHSB-0006-PT-1306

2 DN80 - DN500 (3-20 ): Tipo de corpo wafer DN600 - DN1800 (24-72 ): Tipo de corpo flangeado A fábrica Sapag está certificada segundo a ISO A válvula CLASAR está em conformidade com as mais recentes directivas Europeias: - PED categoria 1 - ATEX II 2 G/D EEx c A gama CLASAR detém as seguintes homologações e certificados: Água: Figura 2: Homologações e certificados Figura 1: O exemplo ilustrado é uma válvula de retenção para água DN450 1 Corpo (ou corpo a montante) - Uma peça única, de fundição de precisão. - O perfil do corpo é criteriosamente desenvolvido e submetido a ensaio hidráulico em laboratórios de controlo de caudal. Permite uma rápida recuperação do caudal. - Revestimento do corpo de acordo com os mais recentes regulamentos em vigor. 2 Setas (Indicadores de Escoamento) Estas marcas visíveis são directamente fundidas no corpo. Garantem uma instalação correcta. 3 Chapa de características Em aço inoxidável, contém a principal informação relativa ao produto. 4 Obturador axial - Disponível em diferentes tipos de materiais isentos de corrosão. - Única peça móvel. - As propriedades mecânicas permitem: * Tempo de fecho muito curto, resultante de uma inércia baixa. Isto resulta em baixas flutuações de pressão durante o fecho. * Vedação perfeita do obturador. * Acção de fecho isenta de ruído. * Excelente resistência ao choque e às vibrações. * Elevada resistência à erosão - O perfil da secção permite o guiamento do caudal e a auto-centragem do obturador. 5 O-ring Garante uma vedação perfeita. 6 Mola Materiais isentos de corrosão. 7 Placa de suporte (ou corpo a jusante) - Uma peça única, de fundição de precisão. - O perfil do corpo é criteriosamente desenvolvido e submetido a ensaio hidráulico em laboratórios de controlo de caudal. Permite uma rápida recuperação do caudal. - Revestimento do corpo de acordo com os mais recentes regulamentos em vigor. 8 Olhal de elevação Para fácil manuseamento da válvula durante a instalação. Figura 3: Secção transversal da válvula de retenção para água A Pentair reserva-se o direito de alterar o conteúdo deste folheto sem aviso prévio página 2

3 Características Princípios de funcionamento As válvulas de não retorno montadas em extensas redes de abastecimento e em linhas de pressão de estações elevatórias, são obrigadas a funcionar frequentemente. As estatísticas mostram que quando ocorre uma flutuação de pressão grave, isto é muitas vezes devido ao facto de ter sido instalada um tipo de válvula incorrecta. Por exemplo, quando uma bomba numa estação elevatória é desligada, o caudal de fluido reduz a velocidade, pára e é subsequentemente invertido (Figura 4 e 5). A válvula fecha em seguida, sob o efeito do peso do obturador ou de uma mola de retorno, ou pela inversão do caudal. A experiência e os cálculos mostram que esta inversão pode ocorrer num período de tempo muito curto (de 1/100 a 1/10 de segundo). Se a válvula não responder rapidamente, o fecho ocorrerá exactamente durante as condições de caudal de retorno, com o seguinte resultado: o obturador bate violentamente de encontro à sede, com a produção de uma onda de choque, de ruído intenso produz-se um golpe de ariete, que causa uma flutuação de pressão As ondas de choque e as flutuações de pressão submetem a instalação a tensões, que podem resultar em falha mecânica dos componentes da válvula e da linha de tubagem. Estes problemas são ainda mais acentuados se estiver presente no sistema um tanque de água, pressurizado a ar comprimido (Figura 6). Neste caso, a inversão de caudal neste troço curto de tubagem entre o tanque e a bomba, ocorre muito rapidamente. Em consequência, a válvula tem que funcionar ainda mais rapidamente, por forma a evitar graves danos. Figura 4 Figura 5 Figura 6 Válvula de retenção Bomba Descrição da válvula de retenção de elevada resposta dinâmica As características da válvula de retenção ideal podem ser resumidas no gráfico (Figura 7) t = 0 A bomba pára t = t 0 A velocidade da água é V = 0. É o início do caudal de retorno. Valores habituais: 1/100 s < t 0 < 1/10 s T = t 1 O obturador da válvula de retenção está posicionado sobre a sede: - A velocidade de retorno da água é V 1 - O caudal de retorno pára imediatamente - A sobrepressão é proporcional à velocidade de retorno (V 1 ) A válvula de retenção ideal deveria fechar a t = t 0 A válvula CLASAR cumpre estes requisitos, dado que esta válvula de retenção possui: - Uma curta distância entre faces, reduzindo assim o curso do obturador axial - Não existe um veio axial, que poderia aumentar o tempo de fecho (risco de encravamento) - Densidade do material do obturador axial = 1 (obturador axial sem inércia em água, baixo peso do obturador axial) - A mola melhora o tempo de fecho - Sem produção de choque durante o tempo de fecho, devido ao contacto metal/plástico Figura 7: Velocidade do fluido ao longo do tempo Caudal Caudal de retorno V 0 V 1 V 2 Velocidade (m/s) da coluna de água t 0 t 1 Desaceleração Zona de flutuação de pressão Velocidade de retorno máxima t Tempo (segundos) Comparação da flutuação de pressão entre diferentes válvulas de retenção A Figura 8 ilustra o golpe de ariete resultante do fecho de vários tipos de válvulas, sob idênticas condições de funcionamento: 1. Válvula de retenção de charneira única 2. Válvula de retenção de prato duplo 3. Válvula CLASAR Figura 8: Comparação da flutuação de pressão 0 0,01 t (s) 34 bar 1-15 bar 2-5 bar 3- A Pentair reserva-se o direito de alterar o conteúdo deste folheto sem aviso prévio página 3

4 Características Coeficientes de caudal (K v, C v ) Kv é o caudal de água que atravessa a válvula, em m 3 /h, a uma temperatura média de 20 C, e que origina uma perda de carga de 1 bar. DN (mm) Dimensão (in) K v (C v = 1,16 K v ) Perda de carga (Δp) Fórmula simplificada: Definições: Δp = perda de carga (bar) ρ = densidade (para a água, ρ = 1) Q = caudal (m 3 /h) K v = coeficiente de caudal (m 3 /h) 10 mwc = 1 bar = 100 kpa = 14,5 psi 10 Δp (mwc) Perda de carga (metros de coluna de água) 1 0,1 DN 80 DN 100 DN 125 DN 150 DN 200 DN 250 DN 300 DN 400 DN 450 DN 500 DN 600 DN 700 DN 800 DN 900 0, DN 1000 DN 1200 DN 1400 DN 1600 DN 1800 Caudal: Q (L/s) Figura 9: perda de carga por caudal Tabela de selecção de materiais Fluido Corpos Obt. axial Mola Ferro fundido dúctil + Epoxi Aço inoxidável Água fria Água quente Água desmineralizada Água do mar Água potável Aquecimento - AVAC Ácidos (baixa concentração) Álcool Óleos Hidrocarbonetos Bronze-alumínio Liga NiResist dúctil Duplex Poliuretano PTFE Aço inoxidável Inconel A Pentair reserva-se o direito de alterar o conteúdo deste folheto sem aviso prévio página 4

5 Lista de peças e dimensões Lista de peças Item Quantidade Designação Tipo Materiais disponíveis Outros materiais 1a/1b 1 Corpo/Corpo a montante F.F. dúctil EN GJS (JS1030) ASTM A536 Gr Aço inoxidável EN GX5CrNiMo (1.4408) ASTM A351 CF8M Liga NiResist dúctil EN GJSA-XNiCr20-2 (JS3011) ASTM A439 D2 Bronze-alumínio EN CuAl10Fe5Ni5-C (CC333G) ASTM B148 Gr.958 Duplex EN GX2CrNiMoN (1.4470) ASTM A890 Gr.4A 2a/2b 1 Placa de suporte/a jusante F.F. dúctil EN GJS (JS1030) ASTM A536 Gr Aço inoxidável EN GX5CrNiMo (1.4408) ASTM A351 CF8M Liga NiResist dúctil EN GJSA-XNiCr20-2 (JS3011) ASTM A439 D2 Bronze-alumínio EN CuAl10Fe5Ni5-C (CC333G) ASTM B148 Gr.958 Duplex EN GX2CrNiMoN (1.4470) ASTM A890 Gr.4A 3 1 Obturador axial (1) Poliuretano PTFE 4 1 Mola Aço inoxidável Inconel 5 1 O-ring Nitrilo EPDM 6 1 Chapa de características Aço inoxidável Dimensões da válvula (mm) Figura 10 Caudal Caudal Fechada Aberta Fechada Aberta Corpo flangeado Corpo wafer DN Dim. ØA ØB C D ØE Peso (mm) (in) (kg) (2) (2) (2) (2) (2) (2) (2) (2) (2) Caudal Aberta Fechada Notas (1) A escolha do material do obturador axial depende dos parâmetros da aplicação. Contactar a fábrica ou o seu representante. (2) Diâmetro exterior e furação de acordo com as normas de flanges. (3) Dimensões em mm e pesos em kg, fornecidos como guia A Pentair reserva-se o direito de alterar o conteúdo deste folheto sem aviso prévio página 5

6 Montagem Pressão máxima de funcionamento DN (mm) Dim. (in) MWP (bar) MWP (psi)* * à temperatura ambiente Montagem entre flanges DN (mm) Dim. (in) EN , PN 6 DIN 2501, PN 10 BS 4504, PN 16 ISO 2084 PN 25 ISO 7005 PN 40 EN 1759 Classe 150 Classe 300 ANSI B 16.5 Classe 150 Consultar ANSI B16.47 A Classe 300 ANSI B16.47 A Classe 150 Consultar ANSI B 16.5 MSS SP 44 Classe 150 AWWA C207 Tabelas Notas: : Possível para todas as versões Figura 11: DN80 a DN500 (3 a 20 ): Montagem wafer Figura 12: DN600 a DN1800 (24 a 72 ): Montagem flangeada (do tipo face saliente) Figura 13: Por consulta (DN600 a DN1800): Montagem flangeada (do tipo face plana) Exemplo de um ensaio numa válvula DN700 (28 ), realizado a cada uma das válvulas fabricadas pela Sapag A Pentair reserva-se o direito de alterar o conteúdo deste folheto sem aviso prévio página 6

7 Instruções de montagem Geral As válvulas de retenção CLASAR podem ser montadas em qualquer posição (na direcção horizontal, vertical e diagonal) As válvulas CLASAR são fornecidas sem juntas e parafusos da flange Armazenagem Quando armazenado, este equipamento deve estar adequadamente protegido contra a influência de agentes meteorológicos, ar marinho, poeiras e humidade. A temperatura ambiente do local não deve ser inferior a -10 C (+50 F). Não são necessárias precauções especiais para um período de armazenagem superior a 6 meses. Instruções de montagem Tal como para a maioria das válvulas e acessórios, são recomendadas juntas de desmontagem ou juntas flange/tubo na linha de tubagem, para proporcionar as folgas necessárias para introduzir e remover a válvula e impedir a ocorrência de tensões não admissíveis devido ao desalinhamento inevitável. Pelo menos uma das tubagens ligada à válvula deve ser rigidamente aparafusada, para suportar o impulso durante o fecho da válvula. Instruções antes do arranque: Antes da montagem, inspeccionar cuidadosamente a válvula quanto à sua limpeza. Remover possíveis contaminantes e partículas da linha de tubagem e limpar o sistema minuciosamente com água ou ar comprimido, consoante o que for mais apropriado. Importante! Deve ser tomado particular cuidado em remover os pedaços dos restos dos eléctrodos de soldadura, susceptíveis de danificar o obturador axial e as superfícies de vedação. Nunca soldar as flanges à tubagem quando a válvula CLASAR está posicionada, porque essa operação poderá danificar o obturador axial. Colocar uma grelha para detritos ou um filtro, para impedir que as partículas causem interferência na funcionalidade da válvula. Verificar se o escoamento do fluido ocorre no sentido indicado pela seta na válvula. As válvulas CLASAR do tipo wafer devem estar perfeitamente alinhadas com a linha de eixo da tubagem. Utilizar juntas de desmontagem com comprimento superior aos tirantes, se necessário. Recomendação para instalação Figura 14 Bomba Válvula CLASAR Figura 15 Válvula CLASAR Válvula de borboleta Sapag de disco concêntrico Figura 16 Válvula CLASAR Válvula CLASAR Válvula de borboleta Sapag de disco concêntrico A Pentair reserva-se o direito de alterar o conteúdo deste folheto sem aviso prévio página 7

8 Código de encomenda Código de encomenda Na chapa de características está marcado um código com a seguinte informação básica: 5 caracteres, que definem o tipo e materiais Para encomendar, completar os dados abaixo referidos, com a seguinte informação: o diâmetro nominal (DN) a ligação da flange e, se aplicável, as opções da válvula Corpo e placa de suporte 201 Ferro fundido dúctil 202 Liga NiResist dúctil 203 Aço inoxidável 204 Bronze-alumínio 205 Duplex Obturador axial (1) 1 Poliuretano 3 PTFE Mola (1) 1 Aço inoxidável standard 3 Inconel DN (mm) DN80 (3 ) - DN1800 (72 ) Flanges: tipo (Para classes de flanges, indicar a norma) Consultar a página 6 PS Pressão de funcionamento (CWP) Opções da válvula FF Face plana Homologações e certificados: P Homologação para água potável X Homologação ATEX Notas: (1) A escolha do material depende dos parâmetros da aplicação. Contactar a fábrica ou o seu representante. Exemplo da gama de válvulas CLASAR de baixo a elevado diâmetro Exemplos 1. Válvula CLASAR com corpo e contra-flange em ferro fundido dúctil, obturador axial em poliuretano, mola em aço inoxidável, DN200, para montagem entre flanges definida pela EN1092, em PN16, com uma pressão de funcionamento de 10 bar: CLASAR PN16 PS10: PN16 PS10 Pressão de funcionamento (10 bar máx.) Flanges (EN 1092 PN16) Corpo e placa de suporte (Ferro fundido dúctil) DN (200) Obturador axial (Poliuretano) Mola (Aço inoxidável) 2. A mesma válvula de retenção, mas com homologação para água potável (ACS), com uma pressão de funcionamento de 10 bar: CLASAR PN16 PS10 P(ACS): PN16 PS10 P(ACS) Homologação para água potável (ACS) Corpo e placa de suporte (Ferro fundido dúctil) Pressão de funcionamento (10 bar máx.) Obturador axial (Poliuretano) Flanges (EN 1092 PN16) Mola (Aço inoxidável) DN (200) Algumas das etapas de produção no processo de fabrico das válvulas CLASAR A Pentair reserva-se o direito de alterar o conteúdo deste folheto sem aviso prévio página 8

Válvula da ilustração: MONOVAR DN2000 (80 )

Válvula da ilustração: MONOVAR DN2000 (80 ) SAPAG MONOVAR é a válvula de dissipação de energia. Características Design extremamente simples (patenteado) Características de cavitação excelentes Regulação de caudal ou de pressão muito precisos Controlo

Leia mais

HOVAP SÉRIE 9600 BASICFLOW VÁLVULAS DE PROCESSO MANUAL DE INSTRUÇÕES

HOVAP SÉRIE 9600 BASICFLOW VÁLVULAS DE PROCESSO MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 ÍNDICE 2 Introdução 2 2.1 Utilização da válvula 2 2.2 Campo de aplicação 2 2.3 Utilização incorrecta 2 3 Segurança 2 4 Transporte e armazenamento 2 5 Instruções de instalação 2 5.1 Montagem 2 5.2 Instalação

Leia mais

KEYSTONE. Válvulas de Borboleta de elevade performance Winn HiSeal Instruções de funcionamento, instalação e manutenção. www.pentair.

KEYSTONE. Válvulas de Borboleta de elevade performance Winn HiSeal Instruções de funcionamento, instalação e manutenção. www.pentair. KEYSTONE As válvulas de borboleta HiSeal, de elevada perfomance e de dupla excentricidade, estão totalmente de acordo com as classes ANSI 0 e ANSI 300. Índice 1 Armazenagem / Selecção / Protecção 1 2 Instalação

Leia mais

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T P o r t u g u ê s Manual de Instruções 810769-01 Índice Pág. Informações Importantes Utilização... 3 Instruções de segurança... 3 Perigo... 3 Atenção...

Leia mais

SAPAG VÁLVULAS DE BORBOLETA JMC INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO

SAPAG VÁLVULAS DE BORBOLETA JMC INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO Antes da instalação, estas instruções devem ser objecto de leitura e de compreensão na totalidade Estas instruções devem ser lidas cuidadosamente Perigos potenciais: inobservância das instruções utilização

Leia mais

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R 22/04/2013 MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R cmo@cmo.es http://www.cmo.es pág. 1 MONTAGEM DESCRIÇÃO Directiva sobre máquinas: DIR 2006/42/CE (MÁQUINAS). Directiva sobre equipamentos sob pressão:

Leia mais

Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424. Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT

Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424. Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424 Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424 Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT Edição de Outubro de 2006 Conteúdo Conteúdo Página 1 Concepção e princípio

Leia mais

NEOTECHA. Sistema de Amostragem de Tanque, para amostragem representativa sem interrupção do processo. Sistema de Amostragem de Tanque - Sapro

NEOTECHA. Sistema de Amostragem de Tanque, para amostragem representativa sem interrupção do processo. Sistema de Amostragem de Tanque - Sapro NEOTECHA Sistema de Amostragem de Tanque, para amostragem representativa sem interrupção do processo Características gerais com adaptador da seringa O sistema de amostragem garante sempre uma amostra verdadeiramente

Leia mais

Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor

Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor Aplicação Set points de 0,2 a 20 bar com válvulas de tamanho G ½, G ¾ e G1, bem como DN15, 25, 40 e 50 Pressão

Leia mais

KTM. Válvulas de Esfera Flutuante e de Dois Corpos KTM (sede macia - grafite - metálica) Instruções de Instalação e Manutenção. www.pentair.

KTM. Válvulas de Esfera Flutuante e de Dois Corpos KTM (sede macia - grafite - metálica) Instruções de Instalação e Manutenção. www.pentair. KTM Secção 1 - Armazenagem 1.1. Preparação e conservação para armazenagem Todas as válvulas devem ser embaladas adequadamente, por forma a proteger as peças que estão sujeitas a deterioração durante o

Leia mais

Série 240 Válvula de Controlo Pneumático Tipo 3241-1 DWA, -7 DWA, -9 DWA Válvula de Globo Tipo 3241 DWA

Série 240 Válvula de Controlo Pneumático Tipo 3241-1 DWA, -7 DWA, -9 DWA Válvula de Globo Tipo 3241 DWA Série 240 Válvula de Controlo Pneumático Tipo 3241-1 DWA, -7 DWA, -9 DWA Válvula de Globo Tipo 3241 DWA Versão ANSI Aplicação Válvula de controlo para instalações PSA (Adsorção por Variação de Pressão)

Leia mais

OPTIPROBE Ficha de dados técnicos

OPTIPROBE Ficha de dados técnicos OPTIPROBE Ficha de dados técnicos O indicador de caudal de baixo custo Instalação fácil Medidas exatas e estáveis Qualidade KROHNE KROHNE ÍNDICE DE OPTIPROBE 1 Características do Produto 3 1.1 O indicador

Leia mais

BK 45 BK 45U. Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U

BK 45 BK 45U. Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U BK 45 BK 45U Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U 1 Indíce Advertências Importantes Página Aplicação...6 Segurança...6 Perigo...6 Classificação de acordo com artigo 9 da

Leia mais

Catálogo de Válvulas 2012

Catálogo de Válvulas 2012 Catálogo de Válvulas 2012 KSB, Bombas e Válvulas, S.A. - Rua Carlos Lopes Parque Empresarial Albiz D1; Albarraque - 2635 206 Rio de Mouro - Tel. +351 210 112-300 - Fax +351 210 112-333 - E-mail: ksbportugal@ksb.pt

Leia mais

Narvik-Yarway Modelo 20 Actuador pneumático de membrana Instruções de Instalação, Funcionamento e Manutenção

Narvik-Yarway Modelo 20 Actuador pneumático de membrana Instruções de Instalação, Funcionamento e Manutenção Antes da instalação, estas instruções devem ser objecto de leitura e de compreensão na totalidade Atenção: o olhal de elevação destina-se apenas ao actuador e NÃO ao conjunto actuador / dessobreaquecedor!

Leia mais

Fabri-Valve. Válvula de comporta de guilhotina alinhada de uretano XS150-ULV

Fabri-Valve. Válvula de comporta de guilhotina alinhada de uretano XS150-ULV Fabri-Valve Válvula de comporta de guilhotina alinhada de uretano XS150-ULV XS150-ULV Válvula de descarga zero de comporta de guilhotina alinhada de uretano XS150-ULV A válvula de comporta de guilhotina

Leia mais

BK 212. Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212

BK 212. Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212 BK 212 Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212 1 Índice Advertências Importantes Seite Instruções de segurança... 7 Perigo... 7 Notas Explicativas Conteúdo da embalagem... 8 Descrição... 8 Funcionamento...

Leia mais

Selo diafragma com conexão flangeada Com diafragma faceado ao processo Modelo 990.27

Selo diafragma com conexão flangeada Com diafragma faceado ao processo Modelo 990.27 Selo diafragma Selo diafragma com conexão flangeada Com diafragma faceado ao processo Modelo 990.27 WIKA Folha técnica DS 99.27 Outras aprovações veja página 3 Aplicações Indústria de processos químicos

Leia mais

Keystone RMI DUBEX Válvula Borboleta

Keystone RMI DUBEX Válvula Borboleta Keystone RMI DUBEX Válvula Borboleta Dubex é uma válvula de sede resiliente triexcêntrica com flange duplo, projetada para serviços na indústria de água Características Aplicação geral Estação de bombeamento

Leia mais

INDICE. Pag.2. Pag.3. Pag.4. Pag.5-6. Pag.7. Acessórios complementares

INDICE. Pag.2. Pag.3. Pag.4. Pag.5-6. Pag.7. Acessórios complementares INDICE Separador de Gorduras em PEAD para montagem apoiada: modelo KESSEL Euro G para aspiração directa ou aspiração à distância Separador de Gorduras em PEAD para montagem apoiada: modelo KESSEL Euro

Leia mais

Ø a. em versão básica

Ø a. em versão básica construção concêntrica, de efeito bilateral Versão com um ou dois sensores de temperatura Ø a c Medida de desmontagem para manutenção (sensor de temperatura) A versão padrão pode ser usada até uma temperatura

Leia mais

Instruções de montagem e operação EB 2046 PT. Limitador de Temperatura de Segurança (STL) com Termóstato de Segurança Tipo 2212

Instruções de montagem e operação EB 2046 PT. Limitador de Temperatura de Segurança (STL) com Termóstato de Segurança Tipo 2212 Limitador de Temperatura de Segurança (STL) com Termóstato de Segurança Tipo 2212 Termóstato de Segurança Tipo 2212 Instruções de montagem e operação EB 2046 PT Edição de Março de 2010 Índice Índice 1

Leia mais

Norma Técnica SABESP NTS 299

Norma Técnica SABESP NTS 299 Norma Técnica SABESP NTS 299 Válvula Redutora de Pressão Tipo Globo - DN 50 a 600 Especificação São Paulo Fevereiro 2014 NTS : Norma Técnica SABESP S U M Á R I O 1 INTRODUÇÃO...1 2 OBJETIVO...1

Leia mais

Validade: Os valores e medidas apresentadas são válidas salvo erro de edição e são sujeitos a alteração sem aviso prévio. Validade dos Preços: salvo

Validade: Os valores e medidas apresentadas são válidas salvo erro de edição e são sujeitos a alteração sem aviso prévio. Validade dos Preços: salvo TUBOS INOX Validade: Os valores e medidas apresentadas são válidas salvo erro de edição e são sujeitos a alteração sem aviso prévio. Validade dos Preços: salvo erro de edição, os preços são válidos para

Leia mais

Bomba como bomba de água potável altamente eficiente. Calio-Therm S. Folheto do modelo

Bomba como bomba de água potável altamente eficiente. Calio-Therm S. Folheto do modelo Bomba como bomba de água potável altamente eficiente Calio-Therm S Folheto do modelo Ficha técnica Folheto do modelo Calio-Therm S Todos os direitos reservados. Os conteúdos aqui disponibilizados não podem

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES Válvula de agulha Conexão roscada segundo. Asme b1 20.1 (NPT) Din 2.999 & Bs 21 Iso 228/1 & Iso 7/1 6000 Psi Padrão Fire-Safe.

ESPECIFICAÇÕES Válvula de agulha Conexão roscada segundo. Asme b1 20.1 (NPT) Din 2.999 & Bs 21 Iso 228/1 & Iso 7/1 6000 Psi Padrão Fire-Safe. 01/66 FIG.Nº.:AG-01 Bitola 1/8 á 1. Válvula de agulha Conexão roscada segundo. Asme b1 20.1 (NPT) Din 2.999 & Bs 21 Iso 228/1 & Iso 7/1 6000 Psi Padrão Fire-Safe. Nº NOMES DAS PARTES CONSTRUÇÃO 01 TRAVA

Leia mais

Uma extensa gama de válvulas de macho esférico, adequada a uma vasta variedade de aplicações industriais

Uma extensa gama de válvulas de macho esférico, adequada a uma vasta variedade de aplicações industriais ma extensa gama de válvulas de macho esférico, adequada a uma vasta variedade de aplicações industriais Caraterísticas A gama inclui designs de válvulas de macho esférico de uma, duas e três peças, com

Leia mais

40 anos VÁLVULA BORBOLETA TRI-EXCÊNTRICA PARA SANEAMENTO PADRÃO AWWA SEDE METAL X METAL O PRODUTO CERTO PARA A SUA APLICAÇÃO

40 anos VÁLVULA BORBOLETA TRI-EXCÊNTRICA PARA SANEAMENTO PADRÃO AWWA SEDE METAL X METAL O PRODUTO CERTO PARA A SUA APLICAÇÃO 40 anos VÁLVULA BORBOLETA TRI-EXCÊNTRICA PARA SANEAMENTO PADRÃO AWWA SEDE METAL X METAL BENEFÍCIOS: Elimine as perdas de produção originadas por vazamentos em válvulas borboleta convencionais. Maximize

Leia mais

Compensador de condensados

Compensador de condensados Compensador de condensados ED Tradução do manual de instruções original 819173-00 Índice Prefácio...3 Disponibilidade...3 Atributos do texto...3 Segurança...3 Utilização adequada...3 Instruções de segurança

Leia mais

Linha de Saneamento. Engineering GREAT Solutions. Soluções de Alta Perfomance

Linha de Saneamento. Engineering GREAT Solutions. Soluções de Alta Perfomance Linha de Saneamento Engineering GREAT Solutions Soluções de Alta Perfomance IMI Interativa / Válvulas para Saneamento Válvula Borboleta Série WR A válvula borboleta de alta performance Série WR foi projetada

Leia mais

Filtro de linha RFLD comutável em execução de fundição

Filtro de linha RFLD comutável em execução de fundição Filtro de linha comutável em execução de fundição até 2500 l/min, até 64 bar 111 241 261 331 501 661 851 951 1301 1321 2701 1. DESCRIÇÃO TÉCNICA 1.1 CARCAÇA DE FILTRO Construção As carcaças de filtro são

Leia mais

CONTEÚDO: Capítulo 4. Válvulas Industriais. Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: www.jefferson.ind.

CONTEÚDO: Capítulo 4. Válvulas Industriais. Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: www.jefferson.ind. CONTEÚDO: Capítulo 4 Válvulas Industriais Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: 1 VÁLVULAS DEFINIÇÃO: DISPOSITIVOS DESTINADOS A ESTABELECER, CONTROLAR E INTERROMPER O FLUXO

Leia mais

VÁLVULA ANTI GOLPE DE ARIETE RETENÇÃO DE ALTO DESEMPENHO MULTIPLE

VÁLVULA ANTI GOLPE DE ARIETE RETENÇÃO DE ALTO DESEMPENHO MULTIPLE VÁLVULA ANTI GOLPE DE ARIETE RETENÇÃO DE ALTO DESEMPENHO MULTIPLE MAIS DE MAIS DE 50anos 50anos DE USO NA EUROPA DE USO NA EUROPA Dissipadora de energia Retenção de alto desempenho Baixa perda de carga

Leia mais

Dados Técnicos Sobre Tubos

Dados Técnicos Sobre Tubos www.swagelok.com Dados Técnicos Sobre Tubos Índice Serviço de Gás.......................... 2 Instalação.............................. 2 Tabelas de Pressão de Trabalho Sugeridas Tubos em Aço Carbono.....................

Leia mais

Válvula Vanessa Série 30.000 Manual de Instalação e Manutenção. SEÇÃO 1 Armazenagem da Válvula. 1.1 Preparação e Conservação para Expedição

Válvula Vanessa Série 30.000 Manual de Instalação e Manutenção. SEÇÃO 1 Armazenagem da Válvula. 1.1 Preparação e Conservação para Expedição VANESSA Válvula Vanessa Série 30.000 - Configuração Básica Tipo de Corpo de Dupla Flange, Wafer e com Olhais de Montagem. Gama de Produtos Aplicável Série 30.000 de Configuração Básica, Tipo de Corpo de

Leia mais

INTRODUÇÃO INFORMAÇÕES ADICIONAIS NOTAS

INTRODUÇÃO INFORMAÇÕES ADICIONAIS NOTAS 1 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas das linhas E e EP de nossa fabricação assim como seus acessórios e opcionais. Dele constam informações técnicas, desde a construção,

Leia mais

Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno

Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno Segurança Geral CUIDADO! Ter em atenção a ficha de segurança do meio de dosagem! O perigo para o pessoal operador

Leia mais

Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC

Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC Circuladores com rotor imerso para sistemas de aquecimento, refrigeração e sanitários 50 Hz SÉRIE TLC - FLC - EFLC CAMPO DE PRESTAÇÕES HIDRÁULICAS A 50 Hz SÉRIE EA - EV -

Leia mais

420 - Série 400. Flangeadas: ISO 7005-2 (PN10 &16) Ranhuradas: ANSI C606 Rosqueadas: NPT Rosqueadas: Rp ISO 7/1 (BSP.P) Padrão das Conexões

420 - Série 400. Flangeadas: ISO 7005-2 (PN10 &16) Ranhuradas: ANSI C606 Rosqueadas: NPT Rosqueadas: Rp ISO 7/1 (BSP.P) Padrão das Conexões Bermad Brasil Válvulas e Soluções Hidráulicas Matriz: Rua Jesuíno Arruda, n 797 - Conj. 22 Itaim Bibi - São Paulo - SP - Brasil CEP: 04532-082 Fone: +55 11 3074.1199 Fax: +55 11 3074.1190 Website: www.bermad.com.br

Leia mais

Mezzo Compensação. cozinhas. Hottes > hottes tradicionais grande conforto. descrição técnica. p. 926. hotte de cozinha tradicional Conforto.

Mezzo Compensação. cozinhas. Hottes > hottes tradicionais grande conforto. descrição técnica. p. 926. hotte de cozinha tradicional Conforto. Hottes > hottes tradicionais grande conforto cozinhas Mezzo Compensação hotte de cozinha tradicional Conforto vantagens Compensação integrada. Filtros de choque montados de série. Iluminação encastrada

Leia mais

RAIMONDI. Válvulas de Cunha de Vedação por Pressão em Aço Forjado, Raisteam - Extremidades Flangeadas ou de Soldadura Topo-a-Topo

RAIMONDI. Válvulas de Cunha de Vedação por Pressão em Aço Forjado, Raisteam - Extremidades Flangeadas ou de Soldadura Topo-a-Topo RAIMONDI Válvulas de Cunha de Vedação por Pressão em Aço Forjado, Raisteam - Extremidades Flangeadas ou de Soldadura Topo-a-Topo Índice 1 Armazenagem da Válvula 1 1.1 Preparação e Conservação para Expedição

Leia mais

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade s relativas às instruções Ao trabalhar em zonas com risco de explosão, a segurança de pessoas e equipamentos depende do cumprimento dos regulamentos de segurança relevantes. As pessoas que são responsáveis

Leia mais

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762 Apresentação Apresentação Fundada em 2003, a Masterfer é, hoje, uma renomada fornecedora de produtos para saneamento. Prima por possuir um atendimento de forma única e objetiva, o que a credencia apresentar

Leia mais

Regulador de Pressão Automotor Série 42 Regulador de Pressão Diferencial com actuador de abertura e válvula balanceada Tipo 2422 Tipo 42-20 Tipo 42-25

Regulador de Pressão Automotor Série 42 Regulador de Pressão Diferencial com actuador de abertura e válvula balanceada Tipo 2422 Tipo 42-20 Tipo 42-25 Regulador de Pressão Automotor Série 42 Regulador de Pressão Diferencial com actuador de abertura e válvula balanceada Tipo 2422 Tipo 42-20 Tipo 42-25 Aplicação Regulador de pressão diferencial para grandes

Leia mais

BIFFI. Electroválvula de 3/2 N.C. dupla, com comando manual. Electroválvula de Alta Pressão e Caudal Elevado. www.pentair.

BIFFI. Electroválvula de 3/2 N.C. dupla, com comando manual. Electroválvula de Alta Pressão e Caudal Elevado. www.pentair. BIFFI Electroválvula de 3/2 N.C. dupla, com comando manual Geral A electroválvula de alta pressão e elevada capacidade de caudal, antes inexistente no mercado, foi especialmente projectada pela Biffi no

Leia mais

Válvulas solenoides servo-operadas de 2/2-vias Tipo EV220A 6-50

Válvulas solenoides servo-operadas de 2/2-vias Tipo EV220A 6-50 MAKING MODERN LIVING POSSIBLE Ficha técnica Válvulas solenoides servo-operadas de 2/2-vias Tipo 6-50 é uma linha de válvulas solenoides servo-operadas de 2/2 vias, projetadas especialmente para uso em

Leia mais

para a figura 590FR Central e a figura 590FR Grinnell.

para a figura 590FR Central e a figura 590FR Grinnell. Serviços técnicos 00--9 +-0-7-0 www.tyco-fire.com Modelo CV-FR Válvulas de retenção de alarme a " (DN0 a DN00) Descrição geral As válvulas de retenção de alarme modelo CV-FR da Tyco dizem respeito a uma

Leia mais

Fabri-Valve. Válvula de guilhotina C67 Bi-direcional

Fabri-Valve. Válvula de guilhotina C67 Bi-direcional Fabri-Valve Válvula de guilhotina C7 Bi-direcional Válvula de guilhotina C7 Bi-direcional A Fabri-Valve Figure C7 possui uma vedação de perímetro única e patenteada*, que permite interrupção bi-direcional.

Leia mais

Cepex Sales Folder 04/2005. 10 Válvulas Hidráulicas

Cepex Sales Folder 04/2005. 10 Válvulas Hidráulicas Cepex Sales Folder 04/2005 10 1 Introdução Válvulas hidráulicas de fecho mediante membrana de borracha. Utilizadas em todo tipo de sistemas de distribuição de água. Válvulas de construção simples e com

Leia mais

Séries SG e FTV. Guias de Sucção e Válvulas Flo-Trex. 30 Julho, 2013

Séries SG e FTV. Guias de Sucção e Válvulas Flo-Trex. 30 Julho, 2013 Séries SG e FTV Guias de Sucção e Válvulas Flo-Trex ARQUIVO Nº: DATA: SUBSTITUI: DATA: 35.11PT 30 Julho, 2013 35.11PT 26 maio, 2011 Séries SG e FTV Guias de Sucção Projetadas para montagem direta no flange

Leia mais

Manual de Instruções de Serviço DIAMOND Rodding Robot Model 3080 T

Manual de Instruções de Serviço DIAMOND Rodding Robot Model 3080 T Manual de Instruções de Serviço DIAMOND Rodding Robot Model 3080 T Para a limpeza eficiente das entradas de ar das caldeiras de recuperação na industria da celulose e pasta de papel www.diamondpower.se

Leia mais

Cepex Sales Folder 06/2005. 05 Válvulas Borboleta

Cepex Sales Folder 06/2005. 05 Válvulas Borboleta Cepex Sales Folder 06/2005 05 1 Introdução As válvulas de borboleta consistem num corpo e num disco no seu interior, que gira 90º sobre o seu eixo, permitindo a condução do fluido no seu sentido longitudinal

Leia mais

Instruções de montagem e de manutenção

Instruções de montagem e de manutenção Instruções de montagem e de manutenção Termoacumulador para água quente sanitária Logalux LT 35-300 Para os técnicos especializados Leia atentamente antes da montagem e da manutenção 630 337-0/000 PT/BR

Leia mais

Electroválvulas Tipo 3963

Electroválvulas Tipo 3963 Instruções de Montagem e Operação Electroválvulas Tipo 3963 Fig. 1 Geral A montagem, colocação em funcionamento e operação destes equipamentos só podem ser efectuadas por pessoal experimentado. São assumidos

Leia mais

Manômetros, modelo 7 conforme a diretiva 94/9/CE (ATEX)

Manômetros, modelo 7 conforme a diretiva 94/9/CE (ATEX) Manual de instruções Manômetros, modelo 7 conforme a diretiva 94/9/CE (ATEX) II 2 GD c TX Modelo 732.51.100 conforme ATEX Modelo 732.14.100 conforme ATEX Manual de instruções, modelo 7 conforme ATEX ágina

Leia mais

Bombas Submersas. 1. Aplicação. 2. Dados de operação das bombas submersas. 3. Construção / projeto. Denominação UPD, BPD e BPH (exemplo)

Bombas Submersas. 1. Aplicação. 2. Dados de operação das bombas submersas. 3. Construção / projeto. Denominação UPD, BPD e BPH (exemplo) Manual Técnico A3405.0P Bombas Submersas 1. Aplicação É recomendada para o abastecimento de água limpa ou levemente contaminada, abastecimento de água em geral, irrigação e sistemas de aspersão pressurizados

Leia mais

kymanual ou automática a escolha é sua

kymanual ou automática a escolha é sua . kymanual ou automática a escolha é sua Válvula borboleta LKB automática ou manual Aplicação ALKBéumaválvulaborboletasanitáriaacionadamanualou automaticamente para uso em sistemas com tubulações em aço

Leia mais

BOLETIM 222.1 Fevereiro de 2002. Bombas Goulds Modelos 5150/VJC cantiléver verticais de sucção inferior. Goulds Pumps

BOLETIM 222.1 Fevereiro de 2002. Bombas Goulds Modelos 5150/VJC cantiléver verticais de sucção inferior. Goulds Pumps BOLETIM 222.1 Fevereiro de 2002 Bombas Goulds Modelos 5150/VJC cantiléver verticais de sucção inferior Goulds Pumps Goulds Modelos 5150/VJC Bombas cantiléver verticais Projetadas para lidar com lamas corrosivas

Leia mais

Catálogo Técnico. www.novema.com.br

Catálogo Técnico. www.novema.com.br Catálogo Técnico 2014 www.novema.com.br ÍNDICE VÁLVULAS: Fig. Pág. Gaveta HA FoFo FLG ANSI 125 LBS VB NVM 01 F 04 Gaveta HA FoFo FLG ANSI 125 LBS VI NVM 02 F 05 Gaveta HA WCB FLG ANSI 150 LBS NVM 03 06

Leia mais

UNA 23 UNA 25 UNA 26 UNA 27

UNA 23 UNA 25 UNA 26 UNA 27 GESTRA GESTRA Steam Systems UNA 23 UNA 25 UNA 26 UNA 27 P Instruções de funcionamento 810548-02 Purgadores de condensados UNA 23, UNA 25, UNA 26, UNA 26h inox, UNA 27h Índice Informações importantes Página

Leia mais

Série P3000. Testadores pneumáticos de peso morto - modelo P3000. Dados técnicos. Recursos

Série P3000. Testadores pneumáticos de peso morto - modelo P3000. Dados técnicos. Recursos Série P3000 Testadores pneumáticos de peso morto - modelo P3000 Dados técnicos Recursos A pressão varia de Vácuo até 2.000 psi (140 bar) Precisão superior a 0,015 % de leitura. (Opção de precisão aumentada

Leia mais

inox. Atualmente, válvulas solenóide servo-assistidas são usadas cada vez mais ao invés de válvulas de ação direta.

inox. Atualmente, válvulas solenóide servo-assistidas são usadas cada vez mais ao invés de válvulas de ação direta. Este artigo traz uma visão tecnológica das válvulas solenóide para aplicações com alta pressão. O uso das mesmas em fornecedoras de gás natural e, em sistemas aspersores (água-neblina) de extintores de

Leia mais

Continuously Improving Flow Control

Continuously Improving Flow Control Continuously Improving Flow Control Soluções focadas no cliente para as aplicações mais exigentes do mundo. A CIRCOR Energy é um provedor global líder no mercado de soluções integradas no controle de fluxo

Leia mais

Instruções de montagem e de manutenção

Instruções de montagem e de manutenção Instruções de montagem e de manutenção Acumulador combinado Logalux P750 S Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem e da manutenção 6 720 619 324-03/2001 PT Ficha técnica Para a montagem

Leia mais

Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50

Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50 Catálogo técnico Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50 EV220B 15 50 é um programa universal de válvula solenoide de 2/2 vias indiretamente servo-operada. O corpo da válvula em

Leia mais

Atlas Copco Secadores de Ar de Adsorção. MD 50-2500 88-2500 l/s / 185-5297 cfm

Atlas Copco Secadores de Ar de Adsorção. MD 50-2500 88-2500 l/s / 185-5297 cfm Atlas Copco Secadores de Ar de Adsorção MD 5-25 88-25 l/s / 185-5297 cfm Capacidade total, responsabilidade total Com um papel fundamental no seu trabalho, a Atlas Copco fornece ar comprimido de qualidade

Leia mais

Cilindros de parada seguros - silenciosos - confiáveis

Cilindros de parada seguros - silenciosos - confiáveis Cilindros de parada seguros - silenciosos - confiáveis 13017381 Info 166 Cilindros de parada o equipamento compacto e simples para automatizar linhas de transporte Utilização Equipamento rápido e simples

Leia mais

flucon válvulas automáticas de controlo

flucon válvulas automáticas de controlo válvulas automáticas de controlo Conteúdos 3 Empresa 4 Apoio ao Cliente 5 Funções / Aplicações 9 Caracteristicas 10 Válvula Principal 11 Sistema Piloto 12 Opções de Montagem / Cavitação 13 Dimensionamento

Leia mais

Sistema de Tensionamento de Correias SKF. A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo

Sistema de Tensionamento de Correias SKF. A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo Sistema de Tensionamento de Correias SKF A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo Sistema de Tensionamento de Correias SKF Uma solução inovadora para as transmissões por correias É sabido

Leia mais

Manual de montagem e de instruções. Tremonha Reject PT Versão 1.2.4

Manual de montagem e de instruções. Tremonha Reject PT Versão 1.2.4 Manual de montagem e de instruções Tremonha Reject PT Versão 1.2.4 Introdução Este manual de montagem e de instruções destina-se às pessoas responsáveis pela montagem, operação, manutenção e supervisão.

Leia mais

CALEFFI BALLSTOP. Válvulas de esfera com retenção incorporada. série 3230-332 - 333-334 - 327 01021/14 P. substitui o cat.

CALEFFI BALLSTOP. Válvulas de esfera com retenção incorporada. série 3230-332 - 333-334 - 327 01021/14 P. substitui o cat. Válvulas de esfera com retenção incorporada série 3230-332 - 333-334 - 327 LLSOP RI ISO 9001 FM 21654 ISO 9001 No. 0003 LFFI 01021/14 P substitui o cat. 01021/99 P Função s válvulas de esfera com retenção

Leia mais

Selo diafragma com conexão higiênica Para aplicações sanitárias Modelos 990.22, 990.52 e 990.53, conexão tipo clamp

Selo diafragma com conexão higiênica Para aplicações sanitárias Modelos 990.22, 990.52 e 990.53, conexão tipo clamp Selos diafragma Selo diafragma com conexão higiênica Para aplicações sanitárias Modelos 990.22, 990.52 e 990.53, conexão tipo clamp WIKA folha de dados DS 99.41 outras aprovações veja página 3 Aplicações

Leia mais

As máquinas de roscar VIRAX O desempenho. em acção!

As máquinas de roscar VIRAX O desempenho. em acção! As máquinas de roscar VIRAX O desempenho em acção! 2 Mandril de choque para um aperto rápido. Máquina de roscar de Roscar com precisão, com um golpe da mão! Com as máquinas de roscar Virax, esta operação

Leia mais

A NOSSA GAMA DE MOTO-BOMBAS TIPOS DE MOTO-BOMBAS ALTURA DE ELEVAÇÃO

A NOSSA GAMA DE MOTO-BOMBAS TIPOS DE MOTO-BOMBAS ALTURA DE ELEVAÇÃO Moto-Bombas 12 A NOSSA GAMA DE Das moto-bombas portáteis mais pequenas às grandes moto-bombas para resíduos, a Honda tem uma gama concebida para os mais diversos usos. Perfeitas para quem pretende um funcionamento

Leia mais

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS VENTILADORES AXIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA DE VENTILADORES AXIAL Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: EAFN 500 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação G = Gabinete

Leia mais

OFFICINE OROBICHE S.p.A. 1/5

OFFICINE OROBICHE S.p.A. 1/5 OFFICINE OROBICHE S.p.A. 1/5 MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA FLUXÓMETRO SÉRIE RV 1. DESCRIÇÃO O fluxómetro RV é um medidor económico, para débitos grandes e muito grandes, do tipo diafragma. Dotado de um tubo

Leia mais

Megabloc Manual Técnico

Megabloc Manual Técnico Bomba Padronizada Monobloco Manual Técnico Ficha técnica Manual Técnico Todos os direitos reservados. Os conteúdos não podem ser divulgados, reproduzidos, editados nem transmitidos a terceiros sem autorização

Leia mais

Purgador Termostático Bimetálico Manual de Instalação e Manutenção

Purgador Termostático Bimetálico Manual de Instalação e Manutenção Purgador Termostático Bimetálico Manual de Instalação e Manutenção ÍNDICE Termo de Garantia 1.Descrição 2.Instalação 3.Manutenção 4.Peças de reposição 5.Informações Técnicas 1 TERMO DE GARANTIA A Spirax

Leia mais

Produtos pneumáticos

Produtos pneumáticos » Produtos pneumáticos » da indústria há mais de 50 anos As vantagens do desenho de uma união pneumática inovadora foram suficientemente sólidos para, por si só, suportarem o lançamento da CEJN em 1955.

Leia mais

Kit de água quente solar

Kit de água quente solar Kit de água quente solar Colector de módulos acumulador solar controlo solar Made in Tirol by Teufe & Schwarz Visão geral Kit de água quente solar O imprescindível kit inicial para o acesso inteligente

Leia mais

VÁLVULAS DE CONTROLO

VÁLVULAS DE CONTROLO 1 São dispositivos destinados à regulação de caudais. Trata-se de orifícios de área variável. São os elementos finais das cadeias de controlo de processos haste de comando empanque obturador flange Entrada

Leia mais

V 2. 1.7 Perda de carga localizada (h L. Borda-Belanger formulou que

V 2. 1.7 Perda de carga localizada (h L. Borda-Belanger formulou que 1.7 Perda de carga localizada (h L ) Borda-Belanger formulou que h L K l V 2 2g onde k L é um coeficiente de perda de carga localizada que é função do número de Reynolds e da geometria da peça. É obtido

Leia mais

Instruções de Montagem / Operação / Manutenção. Porta de Explosão

Instruções de Montagem / Operação / Manutenção. Porta de Explosão Intensiv-Filter do Brasil Ltda. Av. Água Fria, 648 - Sala 01 CEP 02332.000 - Santana - São Paulo - Brasil Fone: +55 11 6973-2041 / Fax: +55 11 6283 6262 e-mail: intensiv@intensiv-filter.com.br Instruções

Leia mais

LATERAIS E ADUTORAS MATERIAIS EMPREGADOS EM TUBULAÇÕES

LATERAIS E ADUTORAS MATERIAIS EMPREGADOS EM TUBULAÇÕES LATERAIS E ADUTORAS Uma tubulação em irrigação pode, conforme a finalidade, ser designada como adutora, ramal ou lateral. A adutora é aquela tubulação que vai da bomba até a área a ser irrigada. Normalmente

Leia mais

Válvula Globo. Apresentação. Construção. Vantagens. Aplicações. + Adequada para aplicações em regimes severos de operação

Válvula Globo. Apresentação. Construção. Vantagens. Aplicações. + Adequada para aplicações em regimes severos de operação 517 Válvula Globo 2/2 Vias - Acionamento Manual Apresentação Válvula Globo metálica flangeada (tipo aerodinâmica), acionada manualmente por volante. Ideal para o controle ou bloqueio de fluidos como: vapor,

Leia mais

Reparação e Manutenção de Tubos

Reparação e Manutenção de Tubos Reparação e Manutenção de Tubos Vasta selecção a partir de uma fonte única. Concepções duradouras exclusivas. Desempenho rápido e fiável. Tipo de modelos Página Bombas de Teste de Pressão 2 9.2 Congeladores

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MONTA-AUTOS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MONTA-AUTOS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MONTA-AUTOS MODELOS MCH 1/8 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MONTA AUTOS APLICAÇÃO APLICAÇÃO Transporte vertical de veículos acompanhados do condutor, a cabina terá as dimensões adequadas

Leia mais

VÁLVULAS DE ZONA DE ESFERA MOTORIZADAS

VÁLVULAS DE ZONA DE ESFERA MOTORIZADAS 4 ÁLULAS DE ZONA DE ESFERA MOTORIZADAS 64600 646004 30 (±0%) 4 (±0%) 6460 cat. 00 Servocomando para válvulas de zona de esfera série 6470, 6480 e 6489. Alimentação: 30 (ac) ou 4 (ac). Consumo: 4 A. Corrente

Leia mais

Válvula borboleta metálica

Válvula borboleta metálica Válvula borboleta metálica Construção GEMÜ tipo D480 é uma válvula borboleta concêntrica com vedação em diversas configurações. Disponivel nos diâmetros nominais DN 25 DN 1400 e em diversas versões de

Leia mais

Filtros Industriais. Para utilização em vapor, líquidos e gases

Filtros Industriais. Para utilização em vapor, líquidos e gases Filtros Industriais Para utilização em vapor, líquidos e gases Filtros Y Spirax Sarco Há mais de 60 anos, a Spirax Sarco vem fornecendo tecnologia em filtragem para qualificação de fluidos e proteção de

Leia mais

M40Fi3 ISO. Válvula Esfera Passagem Reduzida DN 1 a 6 ANSI 150 e 300

M40Fi3 ISO. Válvula Esfera Passagem Reduzida DN 1 a 6 ANSI 150 e 300 Página 1 a 6 TI-D221-02 M40Fi ISO Válvula Esfera Passagem Reduzida DN 1 a 6 ANSI 150 e 300 Descrição A válvula M40Fi ISO é uma válvula esfera de passagem reduzida, com construção monobloco, e tem montagem

Leia mais

e-hm AMPLIAÇÃO DE GAMA, MELHOR EFICIÊNCIA DO SEGMENTO E VÁRIAS OPÇÕES DISPONÍVEIS

e-hm AMPLIAÇÃO DE GAMA, MELHOR EFICIÊNCIA DO SEGMENTO E VÁRIAS OPÇÕES DISPONÍVEIS e-hm AMPLIAÇÃO DE GAMA, MELHOR EFICIÊNCIA DO SEGMENTO E VÁRIAS OPÇÕES DISPONÍVEIS Cat_eHM_port.indd 1 29/07/13 10.55 Em casa todos quere Onde está ela? Água? Não, a água! Piscina das crianças Para beber

Leia mais

PROJECTO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

PROJECTO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PROJECTO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA CONSTRUÇÃO DE ARRUAMENTO DESDE A ROTUNDA DANMARIE - LÉS - LYS À AV. ENGº CASTRO CALDAS - A2 ARCOS DE VALDEVEZ ÍNDICE 1) Planta de Localização 2) Termo de Responsabilidade

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

V Á L V U L A S. MANIFOLD Série 2700 LAMINADO

V Á L V U L A S. MANIFOLD Série 2700 LAMINADO V Á L V U L A S MANIFOLD Série 2700 LAMINADO Índice Informações gerais... 02 Manifold de 2 vias... 04 Manifold de 3 vias... 09 Manifold de 5 vias... 12 Suporte... 15 1 As modernas válvulas Manifold Série

Leia mais

Válvula de Fluxo Anular. 1º Encontro Técnico da Baixada Santista

Válvula de Fluxo Anular. 1º Encontro Técnico da Baixada Santista Válvula de Fluxo Anular 1º Encontro Técnico da Baixada Santista André Marques Produtos Tradicionais - SGC aplicados a Controle de Perdas Peças de Manutenção Válvulas de Controle Tubos e Conexões e Intervenção

Leia mais

CAUDALÍMETROS ULTRA-SÓNICOS

CAUDALÍMETROS ULTRA-SÓNICOS EQUIPAMENTOS - SERVIÇOS - REFERÊNCIAS TUBAGENS PARCIALMENTE CHEIAS - TUBAGENS CHEIAS - RIOS - CANAIS Rua do Proletariado 15-B - 2795-648 CARNAXIDE tel. 214 203 900 fax 214 203 901 e-mail industria@contimetra.com

Leia mais