Experiência da Associação Ateliê de Ideias e do Banco Bem

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Experiência da Associação Ateliê de Ideias e do Banco Bem"

Transcrição

1

2 Experiência da Associação Ateliê de Ideias e do Banco Bem

3 São Benedito Bonfim Engenharia TERRITÓRIO DO BEM- 31 mil habitantes Jaburu Bairro da Penha Itararé Floresta Consolação

4 2003- enfrentamento da falta de alternativa de trabalho e renda na região. O Ateliê fomentou o primeiro empreendimento econômico solidário e integrou-se ao movimento estadual da Economia Solidária. Bem Arte Moda Este grupo enfrentou o desafio do acesso ao crédito e colaborou com o surgimento de outros grupos concedendo crédito para os mesmos.

5 Bem Limpar Bem Nutrir Bem Decorar Bem Construir

6 Tecnologia DESAFIOS Escolaridade

7 Em 2005, após conhecer a experiência do Banco Palmas e com uma primeira doação para os grupos advinda de dois parceiros, no valor de R$ ,00, as mulheres dos grupos decidem doar para a comunidade o dinheiro e inauguram o Banco Bem em outubro. Oficina com o Banco Palmas Festa de inauguração

8 O caráter comunitário do Banco fez com que lideranças formais e informais se reunissem para elaborar e aprovar a sua política de crédito. Fator motivador para o nascimento do Fórum de Desenvolvimento Comunitário Fórum Bem Maior.

9 O Banco Bem foi o divisor de águas na vida da Associação e do território. Missão do Ateliê de Ideias Desenvolver soluções criativas, mobilizando e potencializando vocações locais, para gerar o desenvolvimento das comunidades atendidas. Estratégia Utilização da Economia Solidária como estratégia para o desenvolvimento local.

10 BANCO BEM - BANCO COMUNITÁRIO DE DESENVOLVIMENTO É um serviço financeiro, solidário, em rede, de natureza associativa e comunitária, destinado a reorganizar as finanças locais, na perspectiva da economia solidária. Concede crédito solidário - A diferença entre este e o crédito convencional não está só no valor dos empréstimos, nem na base de clientes. Está na tecnologia das finanças de proximidade. O morador não é um cliente é um parceiro. Juntos discutem a viabilidade do crédito. Pacto com a comunidade e o banco.

11 Cria o circulante local e aquece a economia local Oferece serviços financeiros tradicionais. Promove a inclusão financeira

12 Concessões de créditos solidários até 30/09/09 Linhas de crédito Número de concessões Valor Produtivo 162 R$ ,48 Habitacional 104 R$ ,80 Consumo ,00 bens TOTAL ,28 Tendo gerado e mantido por volta de 300 postos de trabalho

13 Em função do Banco Bem outros projetos foram surgindo. Programa Bem Morar Antes Depois Antes Crédito habitacional+ assistência técnica as obras +construção com tecnologias limpas (tijolo ecológico, aquecedor solar de baixo custo, piso artesanal e reuso das águas servidas)

14 A natureza associativa e comunitária do Banco Bem contribuiu para que o Fórum Bem Maior: 1- Se tornasse o conselho consultivo do Ateliê de Idéias. 2- Exercesse o controle social do Banco Bem 3- Tivesse um papel decisivo na organização do planejamento do desenvolvimento local na perspectiva da Economia Solidária. 4- Incidisse em políticas públicas 5- Fizesse emergir as demandas locais e projetos.

15 Pesquisa: Saberes, Fazeres e Perfil dos moradores 884 domicílios visitados PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANO BEM MAIOR 2018

16 GRUPO PELÍCULA VIVA NOSSA HISTÓRIA, NOSSO BEM- RESGATE E REGISTRO DA MEMÓRIA LOCAL PEAS prevenção contra a gravidez na adolescência Empreendedorismo Solidário

17 DADOS IMPORTANTES DA PESQUISA Renda Familiar Das famílias pesquisadas, 80,3% possuem renda familiar de até 3 SM. Destas, 21,9% têm renda menor que 1 salário mínimo, 43,9% possuem renda de 1 a 2 salários mínimos e 14,5% com renda de 2 a 3 salários. Escolaridade A pesquisa revela que a Poligonal I tem um grande número de pessoas com baixa escolaridade. O índice de 6% de analfabetos, somados aos 49% que têm o primeiro grau incompleto, demonstra o afirmado.

18 Poder de replicação 4 bancos no Espírito Santo

19 FUTURA PARCERIA BANCO DO BRASIL 2º PONTO DE ATENDIMENTO DO BANCO BEM GESTOR DE REDE

20 DESAFIOS: Sustentabilidade / Cultura local DEMANDA: Poupança comunitária POLÍTICAS PÚBLICAS: Que apontem para as finanças de proximidade. Marco legal para os Bancos Comunitários e para a Economia Solidária Fundo público para subsídio da Economia Solidária Marco regulatório para as moedas sociais. Falta ainda construir um sistema financeiro de base territorial, sob pena de todo o trabalho feito pelos programas de desenvolvimento local não avançar por falta de mecanismos de financiamento que sustentem essa economia nova que está sendo dinamizada. (Silvana Parente- entrevista na RTS)

21 Outro mundo é possível. Outra economia é possível e já acontece no Território do Bem. Onde redes sociais se constituem em prol da construção do desenvolvimento local....sabemos que não é possível mudar o começo, mas se quisermos poderemos mudar o final. (Texto de Ana Carolinacantora)

22 PARCEIROS

23 Site: Contatos: (27) (27)

Princípios, valores e iniciativas de mobilização comunitária. Território do Bem - Vitória/ES

Princípios, valores e iniciativas de mobilização comunitária. Território do Bem - Vitória/ES Princípios, valores e iniciativas de mobilização comunitária. Território do Bem - Vitória/ES O Ateliê de Idéias é uma organização social, sem fins lucrativos, fundada em 2003, que tem como missão desenvolver

Leia mais

Ministério do Trabalho e Emprego Secretaria Nacional de Economia Solidária. Finanças Solidárias: Apoio a Bancos Comunitários no Brasil

Ministério do Trabalho e Emprego Secretaria Nacional de Economia Solidária. Finanças Solidárias: Apoio a Bancos Comunitários no Brasil Finanças Solidárias: Apoio a Bancos Comunitários no Brasil Seminário do Banco Central de Microfinanças Haroldo Mendonça Objetivos da política de Microcrédito e Microfinanças do Governo Federal Facilitar

Leia mais

EcoSol NA PRÁTICA BEM FAZER E BEM VIVER! No município de Vitória, no

EcoSol NA PRÁTICA BEM FAZER E BEM VIVER! No município de Vitória, no Boletim Informativo. Ano I. janeiro/2010 Contato Secretaria Nacional de Economia Solidária Esplanada dos Ministérios, Bloco F, Ed. Sede, Sala 347. Fone: (61) 3317-6308 Fax: (61) 3317-8221 CEP: 70059-900

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014 O Presidente do Instituto Pauline Reichstul-IPR, torna público que receberá inscrições para o processo seletivo de pessoal para atuação no projeto Ações Integradas

Leia mais

Filosofia Elos transformando comunidades Isoladas em comunidades empreendedoras ABES SP 29/09/2015

Filosofia Elos transformando comunidades Isoladas em comunidades empreendedoras ABES SP 29/09/2015 Filosofia Elos transformando comunidades Isoladas em comunidades empreendedoras ABES SP 29/09/2015 ETAPAS MOBILIZAÇÃO + IMPULSO Realização Guerreiros Sem Armas 2014 AÇÃO + FORMAÇÃO Desenvolvimento do

Leia mais

Programa Lixo e Cidadania

Programa Lixo e Cidadania Programa Lixo e Cidadania São Bernardo do Campo (SP) Elisabeth Grimberg e Sonia Lima in Segurança Alimentar e Nutricional: a contribuição das empresas para a sustentabilidade das iniciativas locais Fechar

Leia mais

Living Labs: nova proposta de organização para a inovação. Miriam de Magdala Pinto PRODEST, 18_maio_2015

Living Labs: nova proposta de organização para a inovação. Miriam de Magdala Pinto PRODEST, 18_maio_2015 Living Labs: nova proposta de organização para a inovação Miriam de Magdala Pinto PRODEST, 18_maio_2015 1 Inovação É uma mudança no processo de pensamento para fazer algo ou a aplicação útil de invenções

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

------ Número da aula: 02 Data: Conteúdos: Debate sobre processos de tomada de decisão coletiva; Conhecendo nosso empreendimento; divisão de tarefas.

------ Número da aula: 02 Data: Conteúdos: Debate sobre processos de tomada de decisão coletiva; Conhecendo nosso empreendimento; divisão de tarefas. FORMAÇÃO COLABORATIVA DE EMPREENDIMENTOS CRIATIVOS 2013.1 Nome do Módulo: Gestão Colaborativa e Economia Solidária Total de horas: 30h presenciais e 30h a distância Nome do Instrutor: Pedro Henrique Gomes

Leia mais

Acesso ao Sistema Financeiro: alternativas à exclusão O caso dos Bancos Populares

Acesso ao Sistema Financeiro: alternativas à exclusão O caso dos Bancos Populares Acesso ao Sistema Financeiro: alternativas à exclusão O caso dos Bancos Populares 1. Introdução Por Larissa Yuri Ushizima Quem pode abrir uma conta bancária? Como pessoas de baixa renda podem ter acesso

Leia mais

INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA

INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA Apresentamos abaixo o Boletim trimestral de atividades do Instituto Palmas referente ao período de Junho a Agosto de 2012. O Instituto Palmas

Leia mais

PROJETO PRIMEIRA GINCANA ECOLÓGICA ECOS DO BEM

PROJETO PRIMEIRA GINCANA ECOLÓGICA ECOS DO BEM PROJETO PRIMEIRA GINCANA ECOLÓGICA ECOS DO BEM Projeto proposta: Página 1 de 7 CONTEXTUALIZAÇÃO Para efeitos administrativos, o município de Vitória/ES é subdivido em várias regiões, denominadas poligonais.

Leia mais

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis.

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis. Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis Localização Missão, Valores e Visão Os 5 Pilares Objetivos e estratégias

Leia mais

Salvador BA, Nov 2009

Salvador BA, Nov 2009 FORUM BANCO CENTRAL SOBRE INCLUSÃO FINANCEIRA A experiência do Banco dos Cocais em Parceria com a Prefeitura Municipal de São João do Arraial - PI Salvador BA, Nov 2009 COCAIS Paisagem de Babaçuais Localização

Leia mais

RELATÓRIO DA PLENÁRIA DO FÓRUM DE ECONOMIA POPULAR SOLIDÁRIA FEPES - ES

RELATÓRIO DA PLENÁRIA DO FÓRUM DE ECONOMIA POPULAR SOLIDÁRIA FEPES - ES RELATÓRIO DA PLENÁRIA DO FÓRUM DE ECONOMIA POPULAR SOLIDÁRIA FEPES - ES A plenária realizou-se na Universidade Federal do Espírito Santo, no dia 22 de Abril de 2013, tendo início às 14 horas no CCJE -

Leia mais

Soluções Educacionais do Sebrae para a Cooperação e para liderança

Soluções Educacionais do Sebrae para a Cooperação e para liderança Soluções Educacionais do Sebrae para a Cooperação e para liderança 26ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Mel e Produtos Apícolas Brasília26 de Setembro de 2012 Reginaldo Barroso de Resende

Leia mais

A comunidade promovendo o DL

A comunidade promovendo o DL A comunidade promovendo o DL O que eu faço que contribui com o desenvolvimento de meu município? Vamos entender melhor a importância do local! Políticas Macro Econômicas As políticas macro econômicas são

Leia mais

TABELA DE CONTEÚDOS ã ã ê ç

TABELA DE CONTEÚDOS ã ã ê ç TABELA DE CONTEÚDOS ã ã ê ç CARTA DO COORDENADOR Estimadas e estimados, Apresentamos a todos vocês uma síntese de nossas atividades em 2012. Foi mais um ano de muitas conquistas, sem dispensar, como sempre,

Leia mais

TRABALHO COMO DIREITO

TRABALHO COMO DIREITO Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 419 CEP: 05403-000 São Paulo SP Brasil TRABALHO COMO DIREITO () 04/12/2013 1 O direito ao trabalho no campo da Saúde Mental: desafio para a Reforma Psiquiátrica brasileira

Leia mais

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual Somando forças até o fim da pobreza CARE Brasil Relatório Anual 2012 CARE Internacional Em 2012, a CARE apoiou 997 projetos de combate à pobreza em 84 países, beneficiando estimadamente 84 milhões de pessoas.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Estabelece a forma de organização e regulamenta o funcionamento das unidades administrativas da Secretaria de Trabalho e Geração

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO I - A QUESTÃO CENTRAL DE INCLUSÃO PRODUTIVA E SOCIAL

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO I - A QUESTÃO CENTRAL DE INCLUSÃO PRODUTIVA E SOCIAL 2 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO I - A QUESTÃO CENTRAL II - OBJETIVO ESSENCIAL - MICROCRÉDITO COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO PRODUTIVA E SOCIAL III - FUNDAMENTOS, NORMATIZAÇÃO E OPERACIONALIDADE DO PROGRAMA MUNICIPAL

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

V Plenária Nacional de Economia Solidária

V Plenária Nacional de Economia Solidária V Plenária Nacional de Economia Solidária Relatório para Plenárias Locais e Estadual de Economia Solidária Escreva abaixo de cada tópico. Nome da Atividade V Plenária de Economia Solidária do Estado da

Leia mais

III Seminário Nacional Pactuação Federativa no Brasil sem Miséria. Brasília Novembro/2015

III Seminário Nacional Pactuação Federativa no Brasil sem Miséria. Brasília Novembro/2015 III Seminário Nacional Pactuação Federativa no Brasil sem Miséria Brasília Novembro/2015 CENÁRIO DA POBREZA Fonte: IBGE. Censo Demográfico 2010 (resultados preliminares); Fundação Seade. DIRETRIZES E PRINCÍPIOS

Leia mais

LAMSA (Recurso Direto)

LAMSA (Recurso Direto) O Instituto Invepar e as empresas do grupo - Linha Amarela S/A - LAMSA (RJ), Concessionária Litoral Norte - CLN (BA), Concessionária Auto Raposo Tavares - CART (SP), MetrôRio (RJ) e Concessionária Bahia

Leia mais

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Serviços técnicos do Serviço Social na área da família e infância nos processos do Fórum de União da Vitória O Serviço

Leia mais

Negócios sociais. Empreendedorismo Fomento mercantil & Microfinanças. 2013. **************************************************** MORCONSULT

Negócios sociais. Empreendedorismo Fomento mercantil & Microfinanças. 2013. **************************************************** MORCONSULT Morconsult. Formatação & desenvolvimento de negócios. Negócios sociais Empreendedorismo Fomento mercantil & Microfinanças. 2013. **************************************************** Exposição de motivos

Leia mais

O QUE É MICROCRÉDITO?

O QUE É MICROCRÉDITO? O QUE É MICROCRÉDITO? Empréstimos de pequeno valor, concedido a pessoas de baixa renda ou em ramo de negócio com baixo volume de recurso, que usualmente não tem acesso ao crédito convencional. CRESCER

Leia mais

OI NOVOS BRASIS SELECIONADOS 2012

OI NOVOS BRASIS SELECIONADOS 2012 OI NOVOS BRASIS SELECIONADOS 2012 ACRE Organização: Associação SOS Amazônia Projeto: Extrativismo e Cultivo de fibras para gerar renda e conservar o meio ambiente Objetivo: Capacitar as famílias das comunidades

Leia mais

Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 Cascavel - PR

Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 Cascavel - PR Projeto Rede Cidadania e Qualidade de Vida FIOCRUZ / MinC Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 - PR Programa CEU - Centro de Artes e Esportes Unificados Projeto Rede Cidadania e Qualidade de Vida Ativação

Leia mais

EMPREENDEDORISMO E INCLUSAO SOCIAL: O PROJETO MUNDO + LIMPO SOB A ÓTICA DA PESQUISA AÇÃO PARTICIPANTE. Prof. Ms. Alexandre Pereira

EMPREENDEDORISMO E INCLUSAO SOCIAL: O PROJETO MUNDO + LIMPO SOB A ÓTICA DA PESQUISA AÇÃO PARTICIPANTE. Prof. Ms. Alexandre Pereira EMPREENDEDORISMO E INCLUSAO SOCIAL: O PROJETO MUNDO + LIMPO SOB A ÓTICA DA PESQUISA AÇÃO PARTICIPANTE Prof. Ms. Alexandre Pereira Sobre o que conversaremos hoje? A oficina versará sobre as articulações

Leia mais

Programas Minha Casa Minha Vida

Programas Minha Casa Minha Vida Programas Minha Casa Minha Vida PNHR OGU Entidades FDS 0 a 3 SM FAR PNHU FGTS 1 2 PNHR - Programa Nacional de Habitação Rural OBJETIVO Financiamento aos agricultores familiares para construção, reforma

Leia mais

Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária

Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária Nome da Atividade V Plenária Estadual de Economia Solidária de Goiás Data 28 a 30 de agosto de 2012 Local Rua 70, 661- Setor Central -Sede da CUT Goiás

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras

Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras Carlos Alberto Ribeiro de Figueiredo Janice Dias PETROBRAS - Comunicação Nacional RESPONSABILIDADE SOCIAL SOCIAL CORPORATIVA Necessidade Assistencialismo

Leia mais

Responsabilidade Social na Cadeia de Valor o papel do setor atacadista-distribuidor. Geraldo Eduardo da Silva Caixeta

Responsabilidade Social na Cadeia de Valor o papel do setor atacadista-distribuidor. Geraldo Eduardo da Silva Caixeta Responsabilidade Social na Cadeia de Valor o papel do setor atacadista-distribuidor Geraldo Eduardo da Silva Caixeta ABAD Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores Com mais de 25 anos de história,

Leia mais

Programas / Projetos

Programas / Projetos Programas e Projetos do Núcleo Educativo O Núcleo Educativo norteia-se pela promoção e formação humana através de iniciativas de natureza educacional que visem fortalecer sujeitos e instituições, orientando-se

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO ALENTEJO

PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO ALENTEJO PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO ALENTEJO Alentejo 2020 Desafios Borba 17 de Dezembro de 2014 ALENTEJO Estrutura do Programa Operacional Regional do Alentejo 2014/2020 1 - Competitividade e Internacionalização

Leia mais

CONFERÊNCIA TEMÁTICA DE COOPERATIVISMO SOLIDÁRIO

CONFERÊNCIA TEMÁTICA DE COOPERATIVISMO SOLIDÁRIO CONFERÊNCIA TEMÁTICA DE COOPERATIVISMO SOLIDÁRIO DOCUMENTO PROPOSITIVO Página 1 1. IMPORTÂNCIA DO TEMA PARA A II CONFERÊNCIA NACIONAL 1.1. A construção de um novo Brasil pautado na justiça, equidade e

Leia mais

11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES 11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES AÇÕES 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 2 0 21 2 2 2 3 24 Segmento do Estímulo à Participação (ESP) 1) Constituição da Equipe Técnica Social executora do projeto:

Leia mais

ARAGÃOPINTO FUNDAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL VAMOS AJUDAR QUEM PRECISA!

ARAGÃOPINTO FUNDAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL VAMOS AJUDAR QUEM PRECISA! A ESSENCIALIDADE DE CUIDAR DAS NOSSAS CRIANÇAS INVESTIR A TEMPO PARA EVITAR... E PERSISTIRMOS NA BUSCA DE FAZER SEMPRE MELHOR PARA NÓS A PREVENÇÃO NÃO É UMA OPÇÃO... É UMA OBRIGATORIEDADE MISSÃO A Fundação

Leia mais

Informativo Fundos Solidários nº 15

Informativo Fundos Solidários nº 15 Informativo Fundos Solidários nº 15 COMITE NACIONAL DE FINANÇAS SOLIDARIA Nos dias 23 e 24 de fevereiro do corrente ano o Comite Nacional de Finanças solidaria realizou sua primeira reunião de 2015 para

Leia mais

Seminário de formação para cooperação e gestão de projetos. João Guilherme da Silva Passos.

Seminário de formação para cooperação e gestão de projetos. João Guilherme da Silva Passos. Seminário de formação para cooperação e gestão de projetos. João Guilherme da Silva Passos. Proposta de trabalho: Solicitação: linhas de Crédito nacional e regional. Sugestão: Conceituar empreendimentos

Leia mais

BOLETIM DE ATIVIDADES

BOLETIM DE ATIVIDADES Conteúdo: Dados gerais da carteira 02 BOLETIM DE ATIVIDADES Janeiro Abril 2013 Investimento 03 Perfil do crédito 04 Microsseguros Correspondente bancário 05 Moeda social 06 Feiras solidárias Educação financeira

Leia mais

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA SERRA DO MAR

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA SERRA DO MAR PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA SERRA DO MAR PROJETOS SOCIAIS PARA FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO LOCAL O Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar e do Sistema de Mosaicos da Mata Atlântica

Leia mais

MANUAL DE SUPORTE À IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA SOCIAL HUB FUNDAÇÃO EDP. Manual de suporte à implementação da metodologia

MANUAL DE SUPORTE À IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA SOCIAL HUB FUNDAÇÃO EDP. Manual de suporte à implementação da metodologia SOCIAL HUB FUNDAÇÃO EDP Manual de suporte à implementação da metodologia 1 SOCIAL HUB FUNDAÇÃO EDP Manual de suporte à implementação da metodologia FICHA TÉCNICA Identificação do Projeto: Social Hub Fundação

Leia mais

Favela é Cidade: Fazer Acontecer (Inclusive na Cultura)

Favela é Cidade: Fazer Acontecer (Inclusive na Cultura) ESTUDOS E PESQUISAS Nº 614 Favela é Cidade: Fazer Acontecer (Inclusive na Cultura) João Paulo dos Reis Velloso * XXVII Fórum Nacional A Hora e Vez do Brasil: (Povo Brasileiro) Diante da Nova Revolução

Leia mais

Jean Rodrigues Benevides

Jean Rodrigues Benevides AÇÕES DE INCENTIVO E FINANCIAMENTO A PROJETOS DE SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA Jean Rodrigues Benevides Gerente Nacional Gerência Nacional de Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental 153 67 mil

Leia mais

EMPREENDEDORISMO SOCIAL: economia solidária da teoria a prática a experiência UFRB/INCUBA e sociedade Danilo Souza de Oliveira i

EMPREENDEDORISMO SOCIAL: economia solidária da teoria a prática a experiência UFRB/INCUBA e sociedade Danilo Souza de Oliveira i EMPREENDEDORISMO SOCIAL: economia solidária da teoria a prática a experiência UFRB/INCUBA e sociedade Danilo Souza de Oliveira i INTRODUÇÃO Entre as inúmeras formas de diálogo que a UFRB (Universidade

Leia mais

III SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE LA RED MEDAMERICA EXPERIENCIAS DE DESARROLLO REGIONAL Y LOCAL EN EUROPA Y AMERICA LATINA

III SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE LA RED MEDAMERICA EXPERIENCIAS DE DESARROLLO REGIONAL Y LOCAL EN EUROPA Y AMERICA LATINA III SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE LA RED MEDAMERICA EXPERIENCIAS DE DESARROLLO REGIONAL Y LOCAL EN EUROPA Y AMERICA LATINA TALLER I: ERRADICACIÓN DE LA POBREZA Y DESARROLLO: UN NUEVO PARADIGMA DEL DESARROLLO

Leia mais

ipea Políticas Públicas de Economia Solidária: novas práticas, novas metodologias

ipea Políticas Públicas de Economia Solidária: novas práticas, novas metodologias Políticas Públicas de Economia Solidária: novas práticas, novas metodologias Sandra Faé Praxedes* Este artigo tem como objetivo oferecer ao leitor um breve balanço acerca do momento atual, das trajetórias

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PROJETO TÉCNICO: ACESSUAS TRABALHO / PRONATEC EQUIPE RESPONSÁVEL: Proteção Social Básica PERÍODO: Setembro

Leia mais

ENCONTRO MODERADO DE GOVERNANÇA

ENCONTRO MODERADO DE GOVERNANÇA DINÂMICA DE APRESENTAÇÃO CONTRATO DE CONVIVÊNCIA BÚSSOLA DO DESENVOLVIMENTO DO BAIRRO PARTICIPAÇÃO OS PARTICIPANTES AGRUPAM-SE CONFORME O SETOR A QUE PERTENCEM E TEM 5 MINUTOS PARA PREPARAR UMA APRESENTAÇÃO

Leia mais

Soluções Educacionais do Sebrae para a Cooperação e para liderança

Soluções Educacionais do Sebrae para a Cooperação e para liderança Soluções Educacionais do Sebrae para a Cooperação e para liderança 2ª Reunião da Câmara Temática de Cooperativismo Agropecuário Brasília 18 de fevereiro de 2013 Reginaldo Barroso de Resende Núcleo de Associativismo

Leia mais

GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS

GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS Um projeto é um empreendimento planejado que consiste num conjunto de atividades integradas e coordenadas, com o fim de alcançar objetivos específicos dentro dos limites

Leia mais

PRÊMIO SELO MÉRITO 2012 PROJETO AMBIENTAL E SOCIALMENTE RESPONSÁVEL

PRÊMIO SELO MÉRITO 2012 PROJETO AMBIENTAL E SOCIALMENTE RESPONSÁVEL PRÊMIO SELO MÉRITO 2012 PROJETO AMBIENTAL E SOCIALMENTE RESPONSÁVEL Nossa responsabilidade vai além da diminuição do déficit habitacional do Estado de Goiás. A prioridade é fomentar ambientes sustentáveis,

Leia mais

micro-empresas e activid i a d de d ec e onómica c TAGUS, 24 de Janeiro de 2015

micro-empresas e activid i a d de d ec e onómica c TAGUS, 24 de Janeiro de 2015 micro-empresas e actividade económica TAGUS, 24 de Janeiro de 2015 20 anos Uma estratégia com o objectivo único de contribuirpara fixar população no interior do seu território. Combater o exodo rural e

Leia mais

Governança Solidária Local. Secretaria Municipal de Coordenação Política e Governança Local

Governança Solidária Local. Secretaria Municipal de Coordenação Política e Governança Local Governança Solidária Local Secretaria Municipal de Coordenação Política e Governança Local Fundamentos da Governança Solidária Local Induzir o Desenvolvimento Local Poder Público Criação de ambiente favorável

Leia mais

Qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público OSCIP em 2009.

Qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público OSCIP em 2009. MISSÃO O Instituto LOCUS é uma associação civil sem fins lucrativos, fundada em 2005 por um grupo de arquitetos, urbanistas, educadores e assistentes sociais. Qualificada como Organização da Sociedade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015 REDE NACIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA E FEMINISTA A GUAYÍ, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, sediada na Rua José do Patrocínio 611, Bairro Cidade Baixa, Porto

Leia mais

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2015 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2015 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2015 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INTRODUÇÃO O Instituto Rio promove pelo décimo segundo ano consecutivo sua Seleção Anual

Leia mais

Visa, como objetivo final, a promoção do desenvolvimento sustentável da região.

Visa, como objetivo final, a promoção do desenvolvimento sustentável da região. Agenda 21 Comperj Iniciativa voluntária de relacionamento da Petrobras para contribuir para que o investimento na região retorne para a população, fomentando a formação de capital social e participação

Leia mais

1. Apresentação. 2. Pontos Fixos de Comercialização Solidária

1. Apresentação. 2. Pontos Fixos de Comercialização Solidária Edital de Seleção de Pontos Fixos de Comercialização Solidária Candidatos para Participar da Rede Brasileira de Comercialização Solidária - Rede Comsol (Edital - Ubee/Ims N. 01/2014) 1. Apresentação A

Leia mais

Missão da organização

Missão da organização Nossa História O grupo iniciou suas atividades em 2003 quando seus membros observaram a necessidade de estimular a adoção de práticas sustentáveis na comunidade, principalmente através da educação ambiental.

Leia mais

Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade

Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade ITABORAÍ Projeto: Fábrica de Sonhos Nome da instituição: Liga Independente das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Itaboraí

Leia mais

OFICINA DE FOTOGRAFIA E VÍDEO COM CELULARES

OFICINA DE FOTOGRAFIA E VÍDEO COM CELULARES OFICINA DE FOTOGRAFIA E VÍDEO COM CELULARES RELATÓRIO Oficina de fotografia e vídeo com celulares como ferramenta de inclusão visual através de tecnologias acessíveis, percepção do território, construção

Leia mais

Desafios para o Desenvolvimento da Região Sul e Tecnologias Sociais para seu Enfrentamento *

Desafios para o Desenvolvimento da Região Sul e Tecnologias Sociais para seu Enfrentamento * 1 Desafios para o Desenvolvimento da Região Sul e Tecnologias Sociais para seu Enfrentamento * Introdução Euclides André Mance Brasília, Abril, 2009 Respondendo ao convite realizado pela coordenação da

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto 2012 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INTRODUÇÃO O Instituto Rio promove pelo décimo terceiro ano consecutivo sua Seleção Anual

Leia mais

Inclusão Financeira de Empreendedores Individuais, Micro e Pequenas Empresas: a visão dos sistemas organizados

Inclusão Financeira de Empreendedores Individuais, Micro e Pequenas Empresas: a visão dos sistemas organizados Inclusão Financeira de Empreendedores Individuais, Micro e Pequenas Empresas: a visão dos sistemas organizados Sistema Financeiro: Propulsor do microcrédito; Adequação e atualização do sistema normativo

Leia mais

FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO

FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO As condições para o financiamento do desenvolvimento urbano estão diretamente ligadas às questões do federalismo brasileiro e ao desenvolvimento econômico. No atual

Leia mais

Seminário Nacional Capacitação para Gestores e Comunidades dos CEUS das Artes e Esportes Unificados Política Nacional de Habitação

Seminário Nacional Capacitação para Gestores e Comunidades dos CEUS das Artes e Esportes Unificados Política Nacional de Habitação Seminário Nacional Capacitação para Gestores e Comunidades dos CEUS das Artes e Esportes Unificados Política Nacional de Habitação Brasília dezembro de 2014 GRAVES PROBLEMAS FUNDIÁRIOS Falta de registro

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA Relatório das Ações Desenvolvidas pelo Projeto Oficina Escola 1. Apresentação Companheiros (as) da Associação Tremembé estamos concluindo mais um ano missão e com isso somos convidados (as) a socializar

Leia mais

Programa Escola do Olhar. ImageMagica

Programa Escola do Olhar. ImageMagica Programa Escola do Olhar ImageMagica Programa Escola do Olhar O Programa Escola do Olhar visa implementação de Oficinas de Fotografia, artesanal ou digital, em equipamentos públicos, como escolas. Através

Leia mais

síntese dos projetos objetivo percursos percursos Ação educativa

síntese dos projetos objetivo percursos percursos Ação educativa percursos percursos Ação educativa INSTITUTO TOMIE OHTAKE síntese dos projetos Projetos especiais ProGrAmAs PermANeNtes exposições Prêmios PArA jovens ArtistAs PuBlicAçÕes objetivo Ação educativa Aproximar

Leia mais

OInstitutoMusiva. O Instituto Musiva trabalha para promover o desenvolvimento econômico e social de comunidades em risco social do Brasil.

OInstitutoMusiva. O Instituto Musiva trabalha para promover o desenvolvimento econômico e social de comunidades em risco social do Brasil. OInstitutoMusiva O Instituto Musiva trabalha para promover o desenvolvimento econômico e social de comunidades em risco social do Brasil. Desde 2009, promove cursos, oficinas de capacitação artística,

Leia mais

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE

Leia mais

COORDENAÇÃO. ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA

COORDENAÇÃO. ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA COORDENAÇÃO ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA Ministério Público - Procuradoria Regional dos Direitos

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E SOLIDARIEDADE

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E SOLIDARIEDADE LEI nº, de de (Projeto de Lei nº 00/04, do Executivo) Institui o Programa Oportunidade Solidária, estabelece princípios fundamentais e objetivos da Política de Fomento à Economia Popular Solidária do Município

Leia mais

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009 Campinas, 29 de fevereiro de 2012 AVANÇOS NO BRASIL Redução significativa da população em situação de pobreza e extrema pobreza, resultado do desenvolvimento econômico e das decisões políticas adotadas.

Leia mais

Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais

Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais No seguimento do Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social (regulado pela portaria n.º396/2007 de 2 de abril e com alterações

Leia mais

Programa de Governança Solidária Local

Programa de Governança Solidária Local Programa de Governança Solidária Local A partir de 2005, a Prefeitura de Porto Alegre colocou em prática uma profunda reformulação no seu modelo de gestão e relação com a sociedade. Estruturadas a partir

Leia mais

Inclusão. Construindo o Futuro

Inclusão. Construindo o Futuro Inclusão. Construindo o Futuro Mostra Local de: Irati Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Conselho da Comunidade da Comarca de Irati

Leia mais

Pesquisa sobre a Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, da Floresta e das Águas. Território: Nova Santa Rita - RS

Pesquisa sobre a Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, da Floresta e das Águas. Território: Nova Santa Rita - RS Pesquisa sobre a Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, da Floresta e das Águas. Território: Nova Santa Rita - RS Objetivos da Pesquisa: 1.Relatar a história de luta e conquista da

Leia mais

Sul da Bahia. Inspiração, atuação e compromisso

Sul da Bahia. Inspiração, atuação e compromisso Sul da Bahia Inspiração, atuação e compromisso 2 3 O Arapyaú no sul da Bahia O sul da Bahia é um território de grande significado histórico para o Brasil, além de abrigar uma das áreas mais ricas em biodiversidade

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto

Ficha de Caracterização de Projecto Ficha de Caracterização de Projecto Projecto +Skillz E5G Programa Escolhas Promotor: Associação Mais Cidadania 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto Projecto +Skillz E5G Promotor: Associação Mais

Leia mais

:: LINHAS DE AÇÃO. Apoio aos Municípios. Tecnologia e Informação em Resíduos. Promoção e Mobilização Social. Capacitação

:: LINHAS DE AÇÃO. Apoio aos Municípios. Tecnologia e Informação em Resíduos. Promoção e Mobilização Social. Capacitação :: LINHAS DE AÇÃO Apoio aos Municípios Tecnologia e Informação em Resíduos Capacitação Promoção e Mobilização Social :: PRESSUPOSTOS DA COLETA SELETIVA Gestão participativa Projeto de Governo Projeto da

Leia mais

Princípios de Emponderamento da Mulheres. Princípios de Empoderamento das Mulheres. Igualdade significa Negócios. Igualdade significa negócios

Princípios de Emponderamento da Mulheres. Princípios de Empoderamento das Mulheres. Igualdade significa Negócios. Igualdade significa negócios Princípios de Emponderamento da Mulheres Princípios de Empoderamento das Mulheres Igualdade significa negócios Igualdade significa Negócios Igualdade significa Negócios da Mulheres Princípios de Emponderamento

Leia mais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Através da Política de Valorização do Ativo Ambiental Florestal e do Zoneamento Ecológico

Leia mais

PROJETO ALTERNATIVO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIO - PADRSS

PROJETO ALTERNATIVO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIO - PADRSS SISTEMA CONTAG DE ORGANIZAÇÃO DA PRODUÇÃO SEC. DE POLÍTICA AGRÍCOLA - CONTAG - 1 PROJETO ALTERNATIVO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIO - PADRSS SISTEMA CONTAG DE ORGANIZAÇÃO DA PRODUÇÃO

Leia mais

Autogestão de Recursos Públicos em Habitação Popular na Bahia -Brasil

Autogestão de Recursos Públicos em Habitação Popular na Bahia -Brasil Autogestão de Recursos Públicos em Habitação Popular na Bahia -Brasil IV Encontro Estadual UMP 2011 Atuação da UMP-BA em Salvador-BA PARIPE -Vila Solidaria Mar Azul - Credito Solidário -236 Moradias-

Leia mais

Empreendedorismo Social construindo o conceito, transformando o setor social

Empreendedorismo Social construindo o conceito, transformando o setor social Empreendedorismo Social construindo o conceito, transformando o setor social Mafoane Odara mafoane@ashoka.org.br Área de Juventude Ashoka Brasil 1 2 Conceitos sobre Empreendedorismo Social Contribuição

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais