Criação e publicação de páginas na Internet

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Criação e publicação de páginas na Internet"

Transcrição

1 C ADERNOS eletrônicos Criação e publicação de páginas na Internet 5 CADERNOS ELETRÔNICOS 5 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET

2 Programa Acessa São Paulo O Programa Acessa SP é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo e tem como objetivo combater a exclusão digital, levando os recursos da Internet à população de baixa renda, estimulando o desenvolvimento das comunidades. Para isso o Governo do Estado criou os Infocentros, espaços com acesso gratuito à Internet. Existem três tipos de Infocentros: os Infocentros Comunitários, criados em parceria com entidades comunitárias (associações de moradores, amigos de bairro etc.); os Infocentros Municipais, criados em parceria com prefeituras paulistas; e os Postos Públicos de Acesso à Internet, criados em parceria com órgãos do próprio Governo do Estado em que há grande fluxo de população. Para facilitar o uso dos equipamentos, os usuários contam com monitores treinados e comprometidos com o projeto para auxiliálos. Esses monitores são capacitados para atender às necessidades específicas de cada usuário. Também são responsáveis pela gestão dos Infocentros. C ADERNOS Expediente Programa Acessa São Paulo Governador: Geraldo Alckmin Secretaria de Estado da Casa Civil: Arnaldo Madeira Diretor-Presidente da Imprensa Oficial: Hubert Alquéres Coordenador do Núcleo de Projetos Institucionais: Émerson Bento Pereira Coordenador do Programa Acessa São Paulo: Fernando Guarnieri Equipe do Programa Acessa São Paulo: Alan Nicoliche da Silva, Alexandre Geraldi, Felipe Borgognoni, Flávia Brandão, Gílson Bevilacqua, Gisele Fabris dos Reis, Key Farias, Leandro Benetti, Michele Karine Damasco Silva, Neide Novaes, Ricardo Mallet, Silvana Maiéski Portal do Acessa São Paulo: Outra preocupação do Acessa é a oferta de conteúdo relevante para o público-alvo assim como o estímulo à criação de conteúdo por parte da comunidade. Assim, os Infocentros também funcionam como centros de informação e serviços voltados para o desenvolvimento comunitário, possibilitando acesso às informações nas áreas de saúde, educação, negócios e serviços governamentais disponíveis na Internet etc. Para isso desenvolvemos produtos como os MiniCursos Acessa São Paulo, a parceria Acessa/WebAula, Dicionários de LIBRAS e a Rede de Projetos. As comunidades providas de um Infocentro são estimuladas a desenvolverem projetos e atividades que utilizem os recursos da tecnologia de forma criativa e educativa. Para isso foi criado o portal na Internet, para que os usuários dos Infocentros possam disponibilizar conteúdos elaborados pela comunidade e assim produzir conhecimentos próprios. eletrônicos Reitor: Adolpho José Melfi Vice-Reitor: Hélio Nogueira da Cruz Pró-Reitor de Pesquisa: Luiz Nunes de Oliveira Supervisão Científica: Fredric M. Litto Coordenação Editorial e Pedagógica: Carlos Seabra Coordenação de Produção: Drica Guzzi e Akira Shigemori Roteiro, Pesquisa e Redação: Maria da Conceição C. Oliveira Projeto Gráfico/DTP: Ronald Chira e Ludimyla Russo Web Designer: Daniela Matielo Ilustração da Capa: Francisco Sá Godinho (Kiko) Revisão: Bete Abreu Colaboradores: Alda Ribeiro, Nilson G. S. Júnior : Programa Acessa São Paulo Tel.: (11) / Rua da Mooca, 1921, Mooca CEP São Paulo/SP Escola do Futuro - USP Tel.: (11) / Av. Profº. Lucio Martins Rodrigues, Trav. 4 - Bloco 18 - CEP São Paulo/SP Os foram desenvolvidos pelo Centro de Inclusão Digital e Educação Comunitária da Escola do Futuro da USP (CIDEC) para o Programa Acessa São Paulo do Governo do Estado de São Paulo, por meio de sua Secretaria da Casa Civil. A reprodução parcial ou integral deste caderno é permitida e estimulada somente para fins não comerciais e mediante citação da fonte. Maio/ CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET CADERNOS ELETRÔNICOS 5

3 Introdução A Internet pode ser um veículo de educação, lazer, trabalho, fonte de renda, pesquisa, informação, organização, mobilização etc. Tudo depende da forma como utilizamos a rede. Por exemplo: se tivermos conhecimento de algo que interessa a muitas pessoas, dispostas a pagar para adquiri-lo, podemos cobrar para ensiná-las por meio de um curso online. Podemos também publicar nossas idéias na defesa de alguma causa ou grupo ou apenas registrar nossas angústias e felicidades em um diário digital. A Internet é o único veículo pelo qual podemos, sem pagar nada, publicar nossa produção. Para isso basta ter acesso a um computador ligado à rede e aprender alguns passos para criar uma página pessoal. Neste caderno você conhecerá algumas ferramentas que estão disponíveis para fazer e publicar seu website. Você aprenderá a selecionar o material e como organizálo para publicação. Saberá como fazer páginas online e obterá dicas de como usar editores offline. Verá como é fácil hospedar suas páginas em servidores gratuitos. Conhecerá um pouco sobre a linguagem com a qual se escreve a imensa maioria das páginas na web. Descobrirá que quando editamos uma página offline precisamos de um aplicativo chamado FTP para transferir nossos arquivos para o servidor em que a hospedamos. Também saberá como criar e organizar links em sua homepage e aprenderá algumas estratégias fundamentais para divulgar seu website. Descobrirá o que é um blog e como você pode montar o seu. Ao final você encontrará sugestões de remissão entre os cadernos eletrônicos relacionados, uma seção onde encontrar links para downloads de programas freeware ou para cursos oferecidos online. Há também um glossário com os principais termos da informática e da Internet utilizados neste caderno. Vamos começar? Índice 1. Selecionando e organizando o conteúdo de seu primeiro site HTML e a linguagem de rede Como fazer páginas online e offline Design gráfico: cuidados com o visual do site O que evitar no visual do seu site Hospedagem de páginas Colocando seu site no ar com FTP Sobre registros de domínio e escolha dos nomes de subdomínios Divulgar é preciso, apareça! O que é e como montar um blog Remissão entre cadernos e links na Internet Glossário CADERNOS ELETRÔNICOS 5 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET 3

4 1 Selecionando e organizando o conteúdo de seu primeiro site para divulgar tais materiais, assim como outros eventos do seu bairro? Você tem uma série de crônicas familiares que acha que valem a pena ser lidas por outras pessoas? Um exemplo bem-humorado de página sobre dietas para manter, ganhar ou perder peso. Muitas pessoas desejam compartilhar eventos significativos da vida familiar. Isso é possível por meio de uma homepage. Você conhece várias receitas de pratos simples, saborosos e de baixo custo que gostaria de compartilhar? Você deseja simplesmente disponibilizar seu currículo online para aumentar suas chances de encontrar um trabalho? Como Fazer Passos para construir sua homepage: 1. Navegue, pesquise, observe diferentes modelos de websites. 2. Selecione, prepare e organize o conteúdo do material para seu website. 3. Escolha um provedor que forneça editores online e hospedagem gratuita. 4. Divulgue seu website. Algumas pessoas de sua comunidade têm uma série de materiais históricos como fotos antigas e outros documentos que seria muito interessante que os moradores do bairro vissem? Você gostaria de criar um jornal ou uma revista No Infocentro Associação Popular de Saúde, em São Paulo- SP, monitores e usuários criaram um jornal online com temas interessantes para o público jovem da comunidade. Enfim, para tudo isso e para qualquer outra idéia que você tenha e queira tornar pública, uma das melhores maneiras de atingir seu objetivo é construir uma homepage. Comece sua empreitada navegando um pouco pela rede, apreciando websites de categorias semelhantes ao tema que você deseja publicar (família, cultura, arte etc.). Assim, você poderá ter boas idéias para desenvolver seu próprio site ou o de sua comunidade. Faça isso por meio dos sites sugeridos em matérias na imprensa, indicados por amigos, ou pesquisando em bons sites de busca com a palavrachave do tema que deseja desenvolver. O passo seguinte é organizar o material e selecionar aquilo que você deseja publicar online. É importante que você seja criterioso nessa seleção, pois esse material poderá ser visto por milhões de visitantes. Informações erradas em um site podem criar muitos transtornos e abalar toda a credibilidade de quem coletou as informações. Certifique-se de que os conteúdos são de fontes reconhecidamente confiáveis. 4 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET CADERNOS ELETRÔNICOS 5

5 Dica Não coloque todo o material que tem ou que deseja disponibilizar de uma única vez no ar. É interessante que você planeje atualizações de seu site, definindo uma periodicidade para fazê-las. Deixe um aviso para seus visitantes sobre essa periodicidade, ou crie um cadastro para avisá-los por sobre as atualizações. Não deixe o site muito tempo sem novidades e atualizações, caso contrário o público não retornará a ele. Na fase de preparo do material para a publicação, avalie: há textos para serem digitados, revisados? Há fotos para serem digitalizadas? Você deseja disponibilizar arquivos sonoros? Nesta etapa de produção você deve considerar alguns aspectos como, por exemplo, o tamanho dos arquivos que disponibilizará em seu site. Quanto maiores esses arquivos mais tempo levará para que sua página possa ser carregada no browser para ser vista pelos visitantes. Páginas que demoram para abrir ou não carregam rapidamente costumam irritar os internautas que acabam por abandonar a visita. Todas as etapas anteriores são fundamentais para que você possa poupar tempo e conseguir estruturar uma página leve, objetiva, organizada, clara, atraente para a navegação e com outras qualidades que um bom website deve ter. Agora vamos conhecer um pouco da linguagem e das ferramentas disponíveis na rede para que você possa construir seu site. Jornal Comunitário online da Associação de Moradores do Jardim 9 de Julho, desenvolvido para contar a história do Jardim 9 de Julho. 2 HTML e a linguagem de rede Antigamente para se fazer uma página na Internet era preciso saber um pouco de linguagem de marcação, ou HTML, ou contratar os serviços de um webdesigner. Atualmente, vários servidores oferecem editores online para que os usuários possam criar suas páginas na web sem precisar ter qualquer conhecimento dessa linguagem. Entretanto, HTML é ainda a linguagem mais utilizada para confeccionar páginas. Por isso, neste tópico vamos conhecer um pouquinho sobre seus códigos. HTML é a sigla de Hyper-Text Markup Language, que quer dizer: Linguagem de Marcação para Hiper-Texto. De forma bastante sintética poderíamos dizer que um hipertexto é qualquer documento que se vincula a outros documentos, criando referências entre si. Essas referências e outras características de formatação; como tamanho e forma da fonte, alinhamento do texto, divisão de parágrafos; são todas criadas por meio de comandos de marcação, colocados em locais específicos do texto principal. É bom saber O termo hipertexto foi usado pela primeira vez por Theodor H. Nelson nos anos sessenta para exprimir a idéia de escrita e leitura não-linear em um sistema de informática. Exemplificando: quando você está navegando em uma página da Internet, dentro dela você encontra diversos links que se conectam entre si. Com um clique do mouse nesses links, você pode ouvir um som, ver uma imagem ou assistir a uma animação. Dessa forma a leitura deixa de ser linear. Entre esses blocos vinculados pelos links você tem a liberdade de escolher vários caminhos de leitura. Em outras palavras, a web é um grande conjunto de fragmentos de informação que se vinculam entre si. CADERNOS ELETRÔNICOS 5 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET 5

6 Os comandos de marcação recebem o nome de marcas, embora seu nome mais popular seja a versão em inglês tag. Marcações ou tags são qualquer tipo de convenção de texto que diga ao navegador como se comportar a partir daquele ponto. Em HTML, assim como em todas as outras linguagens de marcação, esse princípio básico é obedecido. Em HTML, as tags vêm envolvidas entre os sinais de maior e menor que (<>). Por exemplo: se no decorrer de um texto, você deseja que uma ou mais palavras sejam realçadas em negrito, você colocará uma ou mais palavras dentro da marcação <b> palavra ou palavras </b> (b vem de Bold, negrito em inglês). O ALT é uma tag do código HTML para criar legendas para as imagens do site. Quando posicionamos o cursor do mouse sobre uma imagem, surge uma caixinha, com um texto, descrevendo a imagem que é apresentada ou quando se desabilita o carregamento de imagens em browsers gráficos. É recomendável que esteja sempre presente. Exercício de uma imagem com o comando ALT feito no bloco de notas. Repare no texto escrito entre as aspas. Tags de negrito e itálico criadas em um bloco de notas salvo como arquivo.html. 6 Ao lado você pode ver o resultado ao abrir este arquivo no navegador. A HTML, geralmente, serve de base para todas as outras linguagens de marcação. Como fazer Todos os editores de HTML possuem recursos para a geração de links em sua página de forma rápida e intuitiva. Na ausência de um desses editores, você pode editar diretamente o HTML introduzindo uma tag chamada HREF. Uma tag HREF é construída da seguinte forma: <A HREF= destino do link] > Texto explicativo para o link </A>. Um exemplo de um link codificado diretamente em HTML é: <A HREF = > Fundação Nacional de Saúde </A>. No browser, a mesma frase aparece em uma caixa quando posicionamos o mouse em cima da imagem. As homepages que incluem imagens com os textos ALT são benéficas para um melhor entendimento da imagem e principalmente para usuários com deficiência visual. Pessoas com deficiência visual utilizam softwares especiais que possuem uma voz artificial que lê o que está escrito na tela para o internauta, inclusive o que estiver em ALT. Infelizmente, muitas homepages ainda não fornecem esse tipo de recurso. Dica Para se visualizar o código HTML de uma página, clique com o botão esquerdo do mouse e escolha a opção Exibir Código Fonte. Observando o código você aprenderá mais sobre HTML. Foi assim que muitas pessoas começaram. 6 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET CADERNOS ELETRÔNICOS 5

7 3 Como fazer páginas online e offline Em qualquer computador é possível confeccionar páginas da web, pois até mesmo o bloco de notas do Windows pode ser utilizado para criar uma página, utilizando a linguagem HTML. Como fazer Experimente! Abra um bloco de notas e escreva algum texto utilizando algumas tags como: <HTML> Início do Documento <HEAD> Início do Cabeçalho <BR> Quebra de Linha <B> Bold, negrito <I> Itálico <BODY> Início do Corpo do Texto da Página </BODY> Fim do Texto da Página </HTML> Fim do Documento Salve o bloco de notas com a extensão.html, depois visualize em um browser como ficou sua formatação. Para tornar esse processo mais fácil e menos tedioso, alguns programadores criaram softwares que, a partir desses modelos já consagrados, permitem que alteremos apenas alguns elementos, sem necessariamente editarmos por completo uma página. Esses programas, os chamados editores de HTML online, com apenas alguns cliques de mouse oferecem várias soluções para a confecção de páginas. Com eles, podemos escolher um modelo padrão, configurar as cores, fontes, imagens e itens afins, liberando-se de ter de dominar todos os códigos para confecção de páginas, podendo preocupar-se apenas com o conteúdo. Já existe na rede, em Língua Portuguesa, uma série de servidores que oferece esses editores para a criação de homepages. Esses servidores disponibilizam editores de HTML com instruções passo-a-passo para quem não conhece essa linguagem. Esses são alguns dos recursos oferecidos pelo Kit.net e pelo Bol, disponíveis em Língua Portuguesa. A maioria dos servidores que oferecem editores online e hospedagem requer do usuário a escolha de uma categoria para inserir o site que deseja construir e hospedar. Feita essa escolha, basta seguir as instruções dos editores online. Você também pode editar suas páginas sem estar conectado à rede. Para isso, é necessário que você tenha instalado em seu micro algum programa editor de HTML. O Windows, por exemplo, oferece o Microsoft FrontPage. Depois de prontas, a transferência de suas páginas e arquivos para o servidor que irá hospedálas deve ser feita com um aplicativo de FTP, como veremos adiante. Dica Há uma série de bons editores de HTML gratuitos e alguns em Língua Portuguesa que permitem que você edite suas páginas em modo offline, como o Bragasoft Visual HTML e o Fast HTML. Existe ainda o MAX s HTML Beauty, o HotDog Professional e o Bask HTML. Consulte a seção Links na Internet para saber onde adquirir esses aplicativos. CADERNOS ELETRÔNICOS 5 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET 7

8 4 Design gráfico: cuidados com o visual do site O visual (também chamado pelos profissionais de design ) do seu site deve ajudar chamando a atenção do usuário para os elementos mais importantes da página. É preciso tomar alguns cuidados com a cara do site para facilitar a sua visualização e leitura. Homepages com um aspecto mal elaborado não estimulam a sua visitação e nem o retorno dos internautas. Ao utilizar imagens para ilustrar o conteúdo, você pode aprimorar bastante uma homepage. Por outro lado, as imagens podem congestionar a estrutura e retardar os tempos de download. Assim, é importante usá-las criteriosamente e editá-las para a web. De forma semelhante, a animação com um objetivo pode aperfeiçoar o conteúdo online, mas é importante permitir que os usuários decidam se desejam ver uma introdução animada ou pular diretamente para o conteúdo de seu site. Para isso, você deve oferecer um método fácil e destacado para desativá-la. Dica Limite os estilos de fonte e outros atributos de formação de texto, como tamanhos, cores, etc. na página, porque o texto com um visual muito pesado pode se desviar do significado das palavras e até ser confundido com anúncios publicitários. No portal do Acessa SP, as notícias mais recentes estão no alto da tela para chamar a atenção do leitor. para ler textos longos. Por essa razão, o recomendável é escrever somente o necessário. Isso não significa que não se pode ter textos grandes na Internet. No caso de artigos com muito texto, o mais indicado é que eles sejam distribuídos na página de forma uniforme, para que seja fácil imprimir. Longos textos são melhores de serem lidos impressos em papel, além de poupar energia elétrica e tempo de conexão com a linha telefônica. Cada caso é um caso e deve ser estudado para cada objetivo que se quer atingir. Alguns sites podem precisar de mais espaço se o conteúdo for altamente visual. Outros sites podem funcionar melhor sem imagem alguma. A receita aqui é você saber o que quer informar e qual é a melhor maneira de fazê-lo. 5 O que evitar no visual do seu site É importante usar texto com contraste e cores de plano de fundo, para que os caracteres fiquem o mais legível possível. Se o fundo da tela for escuro, as letras devem estar em cores claras. Assim o contraste fica mais evidente e mais fácil de ler. As informações mais importantes da página devem estar visíveis acima da dobra (na primeira tela de conteúdo, sem rolar), pois muitas vezes o usuário não percebe que há mais informações para abaixo da dobra e acaba não interagindo com esse conteúdo. O que é importante precisa ser mostrado logo no início. Um outro cuidado que se deve tomar é com a quantidade de texto. As pessoas que utilizam a Internet geralmente não têm muito tempo disponível Navegando pela Internet você deve encontrar muitos sites que não lhe agradam por causa do visual, embora não saiba exatamente por que você não gostou. Vamos ver alguns aspectos que devem ser evitados ao se fazer um site para que você não cometa erros e também saiba como identificar as falhas dos sites de que não gostou. Vamos usar como exemplo um site que foi desenvolvido por Bruno Ávila justamente para ilustrar o que não deve ser feito. O site está disponível no endereço Segundo o criador da página do exemplo, o primeiro cuidado é com a cor de fundo em conflito com a cor da fonte (letras). O fundo xadrez dificulta a leitura do que está escrito principalmente porque 8 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET CADERNOS ELETRÔNICOS 5

9 Site criado especialmente para ilustrar o que não fazer no visual da página. a letra está na cor branca. O ideal seria que o fundo estivesse em uma cor apenas, de preferência neutra, como branco ou em tons mais claros com letras em cores escuras. Ou então o inverso, com um fundo de uma cor mais escura, preto por exemplo, e o texto escrito com letras brancas para aumentar o contraste. Um outro cuidado é com o estilo do menu, que é o índice das seções que existem no site. Comparando um pouco com um livro, as seções são como os capítulos. É importante que o visual do menu não seja muito diferente do estilo de todo o site. As cores e o tipo de fonte devem seguir o padrão do site. No exemplo utilizado, a cor do menu não poderia estar com um fundo verde e com uma letra de tamanho tão grande. O estilo de fonte usado também deveria ser menos chamativo. O menu deve ser discreto, pois o principal é o conteúdo que está por trás dos links que o menu contém. Seguindo esse cuidado do que chamar a atenção, não se deve inserir elementos demais. No exemplo de site, o excesso de figuras, como a tesoura cortando a fita, acabou poluindo o visual, pois desviou a atenção para ela. É preciso usar esses elementos para destacar o que é importante. Imagens que não estão diretamente ligadas ao conteúdo do site não devem aparecer. Como foi dito no tópico anterior, não se deve abusar das animações. Se você visitar o site de exemplo, verá que o desenho animado imitando a placa de trânsito que representa site em construção está exagerado. Além disso, caso todo o conteúdo da página não esteja totalmente pronto, o mais indicado é não publicar. Links ou avisos de que a página ainda está em construção frustram o internauta. Dificilmente ele voltará para verificar se o site já está pronto. Provavelmente ele não voltará nunca mais. Dica Antes de começar a desenhar seu site no computador, faça um rascunho, no papel, usando lápis ou canetas. Esse exercício vai ajudar a decidir como a página será organizada, como os textos serão distribuídos, onde irão as imagens e quais recursos visuais serão utilizados. Se desejar, mostre esse rascunho a outras pessoas para perguntar o que elas acham. Por fim, o recomendado é navegar bastante pela Internet, procurar sites que você gosta visualmente e entender quais são as características que agradam e poderiam ser adotadas em seu site. Quanto mais referências você tiver, melhor. 6 Hospedagem de páginas Já vimos que é simples e barato fazer páginas de Internet e que elas podem servir para as mais diversas finalidades. Entretanto, para que cumpram com seus propósitos, elas devem estar hospedadas em algum lugar no qual possam ser vistas por outros usuários. Usualmente, hospedar uma página ou site equivale ao ato de se contratar os serviços de um servidor que fornecerá o endereço lógico para que a página possa ser visualizada, acessada por você e outras pessoas que assim desejarem. Há servidores que oferecem editores online para a confecção de páginas pessoais e também Dica Quando for escolher um servidor para hospedar o seu site, avalie: o espaço em disco oferecido; se ele tem acesso via FTP e se oferece ferramentas online de editoração e serviços adicionais, como suporte a ASP, PHP, bancos de dados etc. CADERNOS ELETRÔNICOS 5 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET 9

10 hospedagem gratuita para essas páginas. Há outros que, embora não ofereçam os editores, prestam serviços de hospedagem gratuita. Alguns servidores limitam o tráfego mensal de dados. Tráfego mensal é a soma de todas as informações enviadas aos seus visitantes durante um mês. Cada página visualizada, cada imagem ou foto, ainda que seja uma simples figura de canto de tela, representa uma informação nova que o servidor está enviando ao browser e tem um peso, que é medido em Kbytes. Se a homepage que você deseja criar terá muitas imagens, dê preferência a um servidor que não tenha esse tipo de limitação. Feita a escolha do servidor para hospedagem de seu site, basta contratar o serviço. Geralmente isso é feito por meio do preenchimento de um formulário em uma página que solicita diversos dados, entre eles um nome de usuário e senha para acesso a seu espaço de armazenamento. Definidas todas essas informações, geralmente o servidor envia um para confirmação do cadastro e ativação de sua conta. Basta seguir os passos descritos nesse e pronto: você terá um espaço de hospedagem para seu site. 7 Colocando seu site no ar com FTP No tópico anterior você aprendeu que, depois de contratado um serviço de hospedagem, é possível enviar material para o seu site, disponibilizando-o para que outros usuários possam visitá-lo. Esse envio de arquivos pode ser feito por meio de uma ferramenta específica do servidor que hospeda o seu site, ou por meio de FTP. Mas o que é FTP? Você já sabe que a sigla significa File Transfer Protocol (Protocolo Para Transferência de Arquivos). O FTP foi a solução encontrada, desde os tempos mais remotos da Internet, para possibilitar a cópia de arquivos entre computadores espalhados pelo mundo, independente das características das redes encontradas pelo caminho. Para utilizar o FTP, primeiramente é necessário dispor de um software específico. Os computadores equipados com Windows podem utilizar o Windows Explorer para fazer atualizações de sites. Mas existem outros aplicativos de FTP disponíveis no mercado e alguns são versões shareware como o FTPPro. 8 Sobre registros de domínio e escolha dos nomes de subdomínios Um domínio é simplesmente o nome dado a um site da Internet, o nome que digitamos quando queremos entrar nesse site. Exemplos de domínios são kico.com.br, abrinq.org.br ou brasil.gov.br. Para que um domínio se torne de conhecimento É bom saber Cada domínio é composto de três partes principais: 1: O nome da organização detentora do domínio, que pode ser o seu nome real ou, mais freqüentemente, um nome de fantasia. Em embratel.com.br, por exemplo, embratel representa o nome da organização. 2: O nome de domínio corresponde ao tipo de organização envolvida. Existem inúmeros tipos de organizações admitidos e o mais comum é o com, que abrange organizações comerciais. O org que representa organizações nãogovernamentais (as ONGs), o edu representa as educacionais e o gov engloba todos os órgãos dos governos. Por exemplo, o site terceirosetor.org.br representa uma ONG, dado o seu sufixo. 3ª: Essa última parte do nome de domínio representa o país. Assim, chicobuarque.com.br indica um site com registro de domínio no Brasil; sapo.pt representa um site registrado em Portugal e fbi.gov indica um site do governo dos Estados Unidos. Quando omitido, indica que o site esta registrado nos Estados Unidos. 10 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET CADERNOS ELETRÔNICOS 5

11 público, ele deverá ser registrado junto aos órgãos reguladores da Internet em um país. No Brasil, esse papel regulador é exercido pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). A FAPESP disponibiliza um site no qual é possível fazer o registro de todos os domínios que têm o sufixo br. Esse site é o É sempre válido lembrar que o registro não é gratuito. Uma taxa anual é cobrada pela FAPESP à empresa, pessoa ou organização. A única finalidade do registro de um site é garantir sua unicidade dentro da Internet. Os órgãos reguladores como a FAPESP agem, neste contexto, no sentido de impedir que duas pessoas ou empresas façam o registro do mesmo nome de domínio. Subdomínios são oferecidos por provedores para seus usuários ou pelos servidores que oferecem editores online ou hospedagem gratuita de site. Para ter um subdomínio você não precisa efetuar nenhum registro na FAPESP, basta ter criatividade e escolher um nome que represente bem o conteúdo do seu site. Endereços como são exemplos de subdomínios grátis. 9 Divulgar é preciso, apareça! Divulgar suas páginas na rede é, talvez, a parte mais simples do trabalho, mas é essencial para que sua produção possa ser vista, lida e apreciada. Normalmente, basta fazer um cadastro do seu site nos mecanismos de busca por meio do preenchimento de um formulário em que você indicará com algumas palavras-chaves o tipo de informação contida em sua página, em que categoria o seu site se enquadra, o endereço de seu site, seu e eventualmente o nome do responsável. Às vezes esses mecanismos de busca solicitam que você coloque marcações específicas em seu site (eles fornecem as instruções para que você faça isso) de modo que os mecanismos de busca possam reordenar mais facilmente seus cadastros. No final deste caderno, veja uma lista de alguns endereços de mecanismo de busca no qual você pode cadastrar o seu site. Uma outra forma muito eficiente de se divulgar páginas é por meio da participação em anéis, em inglês rings. Rings são servidores que cadastram sites de uma determinada categoria de conteúdo comum e apresentam links ou anúncios em todos os outros sites componentes. Assim, quando um visitante tem acesso a um dos sites do anel, pode navegar para o site seguinte ou anterior e ainda solicitar, aleatoriamente, um outro site, dentre os sites participantes do anel. Uma maneira mais cara de se divulgar sites é com banners. Banners nada mais são do que espaços reservados para propaganda em sites de muito acesso, exibidos de maneira aleatória, cuja finalidade é anunciar seu site. Entretanto, o uso de banners como recurso de divulgação normalmente é restrito a sites comerciais, dado ao alto custo e ao retorno pouco garantido. São poucos internautas que se interessam pelos banners e clicam neles para ver seu conteúdo. Exemplo de como divulgar sua homepage, neste caso usando o geocities. O Anel de Poesia é um dos maiores webrings em Língua Portuguesa. CADERNOS ELETRÔNICOS 5 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET 11

12 10 O que é e como montar um blog Além dos editores online você pode criar e disponibilizar uma página na rede no formato de blog. Os blogs foram criados para possibilitar a publicação de diários na Internet, mas a proposta inicial se transformou bastante. Hoje, além de expor as confissões e os segredos adolescentes, eles funcionam como verdadeiros Zines (pequenos jornais), nos quais pessoas comuns expõem opiniões e recebem comentários em tempo integral. Os blogs também são usados como meio de protesto, denúncia e pedido de auxílio: nos Estados Unidos, um sem-teto do Tennessee acessa a Internet de uma biblioteca pública e relata em seu blog o dia-a-dia de quem vive nas ruas! necessitasse de livros impressos para publicar seu trabalho, pois o custo de edição, publicação, divulgação e distribuição é bastante elevado. Se você deseja criar seu próprio blog, faça uma pesquisa em um bom site de busca. Ao digitar a palavrachave blog no campo de pesquisa, aparecerá uma lista com uma infinidade de servidores que colocam à sua disposição o utilitário para edição e publicação de blogs. Navegue por esses sites e avalie as vantagens e desvantagens de cada um para decidir em qual dos servidores você criará e hospedará o seu blog. Navegue também pelos blogs de usuários hospedados nesses servidores para ter uma idéia de como construir o seu. Depois de escolher o servidor, você precisará cadastrar uma conta de blog. Para isso é necessário ter uma conta de vinculada ao servidor do blog. Blog produzido e administrado por monitores e usuários do Infocentro Pétalas de Amor, São Paulo, Capital. Quando os blogs surgiram na década de 1990, a idéia inicial era disponibilizar os diários em forma de páginas de Internet, preservando o anonimato, quando desejado. Entretanto, editar páginas para a publicação de um diário era um processo moroso que não justificava a relação custo e benefício de tal operação. Foi nesse momento que surgiram os primeiros servidores a oferecer utilitários online capazes de editar páginas de maneira rápida e bastante fácil. O sucesso de tal iniciativa foi tanto que vários serviços de blog pipocaram pela rede e cresceram exponencialmente. Por meio de uma homepage ou de um blog, autores potenciais, mas sem apoio institucional ou do marketing tradicional, podem, sem custo algum, tornar-se conhecidos por milhares de pessoas. Essa possibilidade é bem mais remota se o mesmo autor Seu blog precisará de um nome (subdomínio), que lhe será requisitado no momento do cadastramento da sua conta, como exemplificado nesta imagem, no Blig. Depois de realizar os rituais de batismo de seu blog, ou seja, após criar uma conta de blog com nome válido, escolher um estilo para ele e a categoria a que ele pertence, você pode começar a enviar conteúdo para ser publicado no endereço de seu blog. Essa é uma tarefa bem fácil. Observe os botões que simplificam as funções mais usuais de formatação de texto, bem como de inserção de imagens e outras no exemplo do blog a seguir: 12 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET CADERNOS ELETRÔNICOS 5

13 Redija o texto no campo apropriado e experimente destacar um texto em negrito ou itálico e você verá que durante a edição ele aparecerá entre Tela com o texto editado. É dessa forma que o texto da imagem anterior será visualizado online. as tags. Clique em Publicar ou Enviar. Pronto! Seu texto já estará no ar, disponível para quem desejar lê-lo. Então, que tal pôr a mão na massa? Escolha um servidor que ofereça editores de HTML online e hospedagem gratuita, arregace as mangas, mobilize toda a sua disposição e criatividade e faça a sua própria homepage ou o seu blog. Os monitores dos Infocentros estão criando blogs para catalogar os serviços de governo eletrônico existentes. Saiba que, ao tomar essa decisão e entrar em ação, você estará contribuindo para aumentar o conteúdo em Língua Portuguesa na rede. Lembrese de que o conteúdo em nossa língua na rede ainda é muito reduzido portanto, ainda há muito a ser dito. Você também irá compartilhar com outras pessoas conhecimentos e pensamentos que até então só você possuía. Dessa forma, deixará de ser apenas alguém que navega na Internet. Você passará a fazer suas próprias ondas! Mãos à obra! Remissão entre os Caderno 2: Editoração e processamento de textos para conhecer um pouco mais sobre recursos para usar um corretor ortográfico e publicar o conteúdo de suas páginas livres de erros ortográficos. Caderno 4: Navegação e pesquisa na Internet lhe fornece dicas de pesquisa e de bons sites de busca. Caderno 7: Uso da impressora e tratamento de imagens você encontrará dicas de tratamento das imagens que ilustrarão o seu site. Caderno 8: Comunidades virtuais - listas, chats e outros, você pode conhecer outros recursos para incrementar sua homepage. Seção downloads Editores de páginas online e servidores gratuitos: Editores de HTML freeware: 6webhtm.html Servidores e editores de blog: Cursos online, tutoriais e outros: Websites dos Infocentros: CADERNOS ELETRÔNICOS 5 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET 13

14 Glossário ASP: Active Server Pages ou Páginas Ativas de Servidor. ASP é uma linguagem criada pela Microsoft (código fechado portanto) e que é utilizada para a criação de páginas dinâmicas para a web. Uma página dinâmica é elaborada, em tempo real, pelo servidor e entregue ao browser no formato HTML. Blog: é uma abreviação de weblog, web (rede) e log (registro). Qualquer registro freqüente de informações pode ser considerado um blog (últimas notícias de um jornal online, por exemplo). A maioria das pessoas tem utilizado os blogs como diários pessoais. Browser: navegador, programa para abrir e exibir as páginas da web como o Explorer, da Microsoft, o Navigator, da Netscape etc. DNS: Domain Name System : protocolo que rege a comunicação com e entre servidores que transformam nomes de domínio nos chamados endereços IP. Os endereços de IP são os endereços que os computadores entendem e usam para localizar os sites dentro da rede. Download: em inglês load significa carga e down para baixo. Fazer um download significa baixar um arquivo de um servidor, descarregando-o para o nosso computador. Freeware: qualquer software (programa) oferecido gratuitamente na rede ou nas publicações especializadas em suportes como CD-ROM. A palavra inglesa free significa livre. FTP: File Transfer Protocol ou Protocolo de Transferência de Arquivos. É uma maneira de copiar arquivos via Internet. Os arquivos são disponibilizados e localizados em servidores ou em computadores pessoais por um programa servidor de FTP. Qualquer pessoa que tenha acesso (login e senha) pode copiar arquivos contidos lá. Existe o FTP chamado anônimo, em que qualquer um pode ter acesso aos arquivos disponíveis. Homepage: home em inglês significa casa, lar, e page, página. Na Internet a expressão significa página pessoal. A palavra home, isoladamente, significa toda página inicial, a página principal de qualquer site na Internet. HTML: abreviação para Hyper-Text Markup Language, que quer dizer: Linguagem de Marcação para Hiper-Texto. Um documento HTML é um conjunto de instruções em formato ASCII, usada para criar documentos com hipertexto e que podem ser visualizados por um browser. HTTP: acrossemia de Hyper Text Tansfer Protocol ou Protocolo de Transferência de Hipertexto. É o protocolo que permite o funcionamento da interface gráfica da Internet, esta que é mais conhecida e que permite a transmissão de textos, fotos e gráficos de uma maneira simples e rápida. Internet: rede mundial de computadores. Trata-se de uma rede planetária de computadores que cooperam entre si. Essa cooperação baseia-se em protocolos de comunicação, ou seja, convenções de códigos de conversação entre computadores interligados em rede. JavaScript: linguagem para script que tem uma vaga semelhança com Java, e que foi idealizada pelo W3C Consortium. A Microsoft copiou essa linguagem no seu navegador, nomeando-a de Jscript. Link: ligação, elo, vínculo. Nas páginas da web, é um endereço que aparece sublinhado, ou em uma cor diferente da cor do restante do texto. Um link nada mais é que uma referência cruzada, um apontador de um lugar para outro na web. Assim, eles permitem um vínculo com uma imagem, um arquivo da mesma página ou de outras da web, a partir de um clique do mouse. Por meio dos links a navegação pelas páginas da web não é linear. PHP: Hypertext Preprocessor é uma linguagem de código aberto (open source), ou seja, de uso livre, muito utilizada e especialmente aparelhada para o desenvolvimento de páginas da web, cujo código é embutido no próprio HTML. O código PHP, assim como o ASP, é executado no servidor e não no browser. Pop-ups: janela que surge separadamente quando navegamos em um determinado site, geralmente para apresentar um anúncio. Script: pequeno programa cujas instruções são interpretadas, isto é, convertidas em código de máquina e executadas linha a linha. Servidores: empresas que possibilitam o acesso para a comunicação e transmissão de dados na rede. Sessão do navegador: também chamada de timeout de sessão é o tempo em que o navegador está em operação. Uma sessão também pode ser definida como a conexão a um website em particular. Shareware: é um método comercial que possibilita a distribuição gratuita, por um tempo determinado, de um software, para que o usuário possa testá-lo. Ao final desse período de testes, o usuário é solicitado a registrar (comprar) o produto ou desinstalá-lo. Site: palavra inglesa que significa lugar. O site é o lugar em que as páginas da web podem ser encontradas. Software: aplicativos, programas de computador. Upload: o inverso de download, ou seja, significa carregar um arquivo de nosso computador para enviar para alguém descarregar em outro computador. URL: sigla de Uniform Resource Locator ( Localização Universal de Recursos ). É o endereço na Internet. As URLs são usadas por navegadores da web para localizar recursos na Internet. Uma URL especifica o protocolo a ser usado para acessar o recurso como HTTP. Web: teia, rede. Veja WWW. Webdesigner: Trata-se do profissional que cria, elabora páginas para a Internet. Website: web significa rede e, site, em inglês, quer dizer lugar. Ter um website significa ter um endereço com conteúdo na rede que pode ser acessado por visitantes. WWW: abreviatura de World Wide Web, a expressão da interface gráfica da Internet. Uma tradução possível seria teia de alcance mundial. World Wide significa grande como o mundo e Web significa teia, rede. Zine: é abreviação da palavra fanzine, junção das palavras em inglês fan (fã) e magazine (revista). Fanzine foi o nome dado às publicações amadoras que nos anos de 1970 foram uma espécie de porta-voz oficial do movimento punk. 14 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET CADERNOS ELETRÔNICOS 5

15 1 6 Como usar e gerenciar seus s Gerenciamento e organização de arquivos 2 Editoração e processamento de textos 7 Uso da impressora e tratamento de imagens 3 8 Planilha eletrônica e e banco de dados Comunidades virtuais - listas, chats e outros 4 Navegação e pesquisa na Internet 9 Segurança no computador e na Internet 5 Criação e publicação de páginas na Internet 10 Multimídia: vídeo e áudio no computador CADERNOS ELETRÔNICOS 5 CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET 15

16 Publique-se A Internet é um meio que oferece uma grande diversidade de recursos. Pela rede você pode pagar contas, fazer pesquisas, enviar correspondências, fazer amigos. Com criatividade e sem gastar nada você também pode fazer uma homepage para publicar e difundir suas idéias. Se você gosta de escrever poesias, se adora fotografar a família, a cidade, se você pinta, desenha, se não pode ver uma câmara de vídeo que já produz um filme, se compõe músicas ou adora colecionar partituras e letras de canção, se você sabe muita matemática, história, filosofia, marcenaria, dança, receitas etc., a Internet pode ser muito interessante para você. Todos os seus talentos, os conhecimentos e as habilidades podem ser mostrados e circular nesse meio democrático por excelência! Neste caderno você saberá como se tornar autor de sua criação, aproveitando seus talentos e saberes e utilizando a Internet como meio para publicar sua produção, a partir da criação de um website. CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE PÁGINAS NA INTERNET CADERNOS ELETRÔNICOS 5

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

TUTORIAIS COMO ABRIR UM DNS. Prof. Celso Masotti

TUTORIAIS COMO ABRIR UM DNS. Prof. Celso Masotti TUTORIAIS COMO ABRIR UM DNS Prof. Celso Masotti São Paulo - 2009 A estrutura completa de um nome para navegação é: www.dns.dpn.cctld Não entendeu? E se eu colocar dessa forma? www.parafusos.com.br I -

Leia mais

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará :

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará : 1ª PARTE CAPÍTULO 2 Este capítulo tratará : 1. O que é necessário para se criar páginas para a Web. 2. A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web 3. Navegadores 4. O que é site, Host,

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA conceito inicial Amplo sistema de comunicação Conecta muitas redes de computadores Apresenta-se de várias formas Provê

Leia mais

Princípios de Internet e Termos mais Utilizados. Internet

Princípios de Internet e Termos mais Utilizados. Internet Princípios de Internet e Termos mais Utilizados Internet A Comunicação é a melhor palavra para descrever a Internet. São serviços e facilidades que, para algumas pessoas, é o lugar onde elas encontram

Leia mais

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web;

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; CONCEITOS INICIAIS Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; O que é necessário para se criar páginas para a Web; Navegadores; O que é site, Host, Provedor e Servidor Web; Protocolos.

Leia mais

MANUAL DO BLOG. Blog IBS

MANUAL DO BLOG. Blog IBS MANUAL DO BLOG Blog IBS Seja bem vindo! O Blog é um website dinâmico, um espaço virtual que usa a internet para compartilhar informações. Por meio do blog você pode publicar textos, opiniões, notícias,

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA

GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA Você deve ter em mente que este tutorial não vai te gerar dinheiro apenas por você estar lendo, o que você deve fazer e seguir todos os passos

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

NAVEGANDO NA INTERNET

NAVEGANDO NA INTERNET UNIDADE 2 NAVEGANDO NA INTERNET OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Ao finalizar esta Unidade você deverá ser capaz de: Definir a forma de utilizar um software de navegação; Debater os conteúdos disponibilizados

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

Apostilas OBJETIVA - Concurso Público 2015 MTE Ministério do Trabalho e Emprego Cargo: Agente Administrativo. 4º Caderno. Índice

Apostilas OBJETIVA - Concurso Público 2015 MTE Ministério do Trabalho e Emprego Cargo: Agente Administrativo. 4º Caderno. Índice 4º Caderno Índice Programas de navegação: Internet Explorer, Mozilla Firefox e Google Chrome... Exercícios pertinentes... 02 48 Programas de correio eletrônico Outlook Express, Mozilla Thunderbird... 58

Leia mais

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br Desenvolvimento Web Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas http://www.saymonyury.com.br Vantagens Informação em qualquer hora e lugar; Rápidos resultados; Portabilidade absoluta; Manutenção facilitada

Leia mais

INTERNET CONCEITOS. Internet é a "grande rede mundial de computadores"

INTERNET CONCEITOS. Internet é a grande rede mundial de computadores INTERNET CONCEITOS O que é Internet Estamos acostumados a ouvir que Internet é a "grande rede mundial de computadores" Entretanto, essa definição não é muito simplista. Na realidade, Ela é uma coleção

Leia mais

DWEB. Design para Web. Fundamentos Web I. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico

DWEB. Design para Web. Fundamentos Web I. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico DWEB Design para Web Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico Fundamentos Web I E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

C ADERNOS. Publicação de conteúdo na internet. eletrônicos

C ADERNOS. Publicação de conteúdo na internet. eletrônicos C ADERNOS Publicação de conteúdo na internet eletrônicos 5 Programa Acessa São Paulo O Programa AcessaSP é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo e tem como missão garantir o acesso democrático

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword Linux Educacional Tutorial Buzzword Para trabalhar com o programa Buzzword online, é necessário que crie uma conta no site. Para isso acesse o endereço - https://buzzword.acrobat.com/ Para criar uma conta

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 INTERNET

INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 INTERNET UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 INTERNET Profª Danielle Casillo SUMÁRIO O que é Internet Conceitos básicos de internet

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Hospedagem de site. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Hospedagem de site. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Hospedagem de site Prof. Marciano dos Santos Dionizio Hospedagem de site O mundo está preparado para ver suas páginas? O mundo está preparado sim - você, em breve, estará também. Para publicar seu trabalho

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Programação para a Web - I. José Humberto da Silva Soares

Programação para a Web - I. José Humberto da Silva Soares Programação para a Web - I José Humberto da Silva Soares Fundamentos de Internet Rede Mundial de Computadores; Fornece serviços, arquivos e informações; Os computadores que têm os recursos são chamados

Leia mais

Internet. História da Internet

Internet. História da Internet Internet A rede mundial de computadores é um grande fenômeno e está ampliando os horizontes de profissionais e empresas. O acesso é feito a qualquer hora e de qualquer lugar: do escritório, em casa, na

Leia mais

MANUAL E DICAS ASSISTENTE VIRTUAL (AV) ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 POR

MANUAL E DICAS ASSISTENTE VIRTUAL (AV) ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 POR MANUAL E DICAS DO ASSISTENTE VIRTUAL (AV) POR ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 ÍNDICE Introdução...3 Requisitos e Restrições do Assistente...3 Diferenças da Versão

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress TUTORIAL Como criar um blogue/página pessoal no WordPress Índice Criar o blogue... 3 Alterar as definições gerais... 4 Alterar tema... 6 Criar Páginas... 7 Colocar Posts (citações)... 9 Upload de ficheiros...

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

ROTEIRO PASSO A PASSO COMO CRIAR E ALIMENTAR UM BLOG

ROTEIRO PASSO A PASSO COMO CRIAR E ALIMENTAR UM BLOG ROTEIRO PASSO A PASSO COMO CRIAR E ALIMENTAR UM BLOG Elaborado por Márcia Azevedo Professora Formadora / Multiplicadora NTE Municipal de Campinas - 2010 - ÍNDICE Criando um blog... 3 Conhecendo as opções

Leia mais

Desenvolvendo para WEB

Desenvolvendo para WEB Nível - Básico Desenvolvendo para WEB Por: Evandro Silva Neste nosso primeiro artigo vamos revisar alguns conceitos que envolvem a programação de aplicativos WEB. A ideia aqui é explicarmos a arquitetura

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 Acessando endereços simultaneamente Parte 2 Um recurso interessante e extremamente útil é o de abrir várias janelas ao mesmo tempo. Em cada janela você poderá acessar um endereço diferente na

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Produção de Páginas Web para Professores de Matemática Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM AUTOMAÇÃO. Série Ponto

UM NOVO CONCEITO EM AUTOMAÇÃO. Série Ponto UM NOVO CONCEITO EM AUTOMAÇÃO Série Ponto POR QUE NOVO CONCEITO? O que é um WEBPLC? Um CP na WEB Por que usar INTERNET? Controle do processo de qualquer lugar WEBGATE = conexão INTERNET/ALNETII WEBPLC

Leia mais

6 Aplicações Ricas para Internet

6 Aplicações Ricas para Internet 6 Aplicações Ricas para Internet DESENVOLVIMENTO WEB II - 7136 6.1. Evolução das aplicações para web O crescente número de pessoas que usufruem da informatização das tarefas cotidianas, viabilizadas na

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

APOSTILA DE FRONTPAGE 2000

APOSTILA DE FRONTPAGE 2000 APOSTILA DE FRONTPAGE 2000 Pagina 1 de 14 Introdução A cada dia verificamos que a informação é uma ferramenta de extrema necessidade em qualquer negócio. Sabendo disto, diversas empresas investem em tecnologias

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Objetivo. O objetivo da disciplina é conhecer os princípios da programação de

Leia mais

Publisher. Publisher. versão 2012.2

Publisher. Publisher. versão 2012.2 versão 2012.2 Publisher Publisher Para diagramar, vamos utilizar o Publisher, do pacote de programas Microsoft Office. As instruções valem para as versões 2003, 2007 e 2010 do pacote. Vamos aprender através

Leia mais

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Manual Internet Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Fevereiro de 2006 Índice Internet... 2 Correio electrónico... 2 Os endereços... 2 Lista de correio... 2 Grupos

Leia mais

Fone: (19) 3234-4864 E-mail: editora@komedi.com.br Site: www.komedi.com.br HTM3.0. Tutorial HTML. versão 4.01

Fone: (19) 3234-4864 E-mail: editora@komedi.com.br Site: www.komedi.com.br HTM3.0. Tutorial HTML. versão 4.01 Fone: (19) 3234-4864 E-mail: editora@komedi.com.br Site: www.komedi.com.br HTM3.0 Tutorial HTML versão 4.01 K O M Σ D I Copyright by Editora Komedi, 2007 Dados para Catalogação Rimoli, Monica Alvarez Chaves,

Leia mais

Publisher. Publisher. versão 2012.2

Publisher. Publisher. versão 2012.2 versão 2012.2 Publisher Publisher Para diagramar, vamos utilizar o Publisher, do pacote de programas Microsoft Office. As instruções valem para as versões 2003, 2007 e 2010 do pacote. Vamos aprender através

Leia mais

Manual do Usuário Janeiro de 2016

Manual do Usuário Janeiro de 2016 Manual do Usuário Janeiro de 2016 SOBRE CMX CMX é uma interface que dá acesso aos estudantes a milhares de atividades, exercícios e recursos todos posicionados com os padrões e conceitos curriculares.

Leia mais

Britannica Escola Online. Manual de Treinamento

Britannica Escola Online. Manual de Treinamento Britannica Escola Online Manual de Treinamento 1 ÍNDICE Conhecendo a Britannica Escola Online...3 Como Acessar a Britannica Escola Online...3 Página Inicial da Britannica Escola Online...4 Área de Pesquisa...4

Leia mais

LW1. Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO

LW1. Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO LW1 Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO O que é a Internet? Rede de Computadores: Consiste de dois ou mais computadores ligados entre si e compartilhando dados, impressoras, trocando mensagens

Leia mais

Manual do Moodle para alunos. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1

Manual do Moodle para alunos. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 Manual do Moodle para alunos (Versão 1.0) 29/Junho/2009 Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 O que é?... 3 Acesso... 4 Atualizando suas informações... 4 Enviando Mensagens... 5 Acessando os seus cursos...

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

// Questões para estudo

// Questões para estudo // Questões para estudo 2 // Ferramentas Básicas de Internet e Web 2.0 1. Sobre a internet, marque a opção correta: A) A internet poder ser definida como uma rede mundial, composta por mihões e milhões

Leia mais

Módulo 11 A Web e seus aplicativos

Módulo 11 A Web e seus aplicativos Módulo 11 A Web e seus aplicativos Até a década de 90, a internet era utilizada por acadêmicos, pesquisadores e estudantes universitários para a transferência de arquivos e o envio de correios eletrônicos.

Leia mais

Criação de Web Sites I

Criação de Web Sites I WebDesigner / IBPINET Criação de Web Sites I Anexos Avaliação e Projetos Publicação do site Anexos página 1 1. Avaliação e Projetos 1.1. Questões As questões tratam de assuntos discutidos em sala de aula

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

Web Design. Prof. Felippe

Web Design. Prof. Felippe Web Design Prof. Felippe 2015 Sobre a disciplina Fornecer ao aluno subsídios para o projeto e desenvolvimento de interfaces de sistemas Web eficientes, amigáveis e intuitivas. Conceitos fundamentais sobre

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Internet A Internet é um conjunto de redes de computadores de domínio público interligadas pelo mundo inteiro, que tem

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET O que é a Internet? É a ligação em escala mundial de milhões de computadores para a troca de informações. As informações, na Internet, trafegam quase que instantaneamente.

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 INTERNET Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 Internet Origem: Guerra Fria DARPA (Departamento de Defesa de Pesquisas Avançadas)

Leia mais

Conceitos básicos do Painel

Conceitos básicos do Painel Básico Wordpress Conceitos básicos do Painel Logando no Painel de Controle Para acessar o painel de controle do Wordpress do seu servidor siga o exemplo abaixo: http://www.seusite.com.br/wp-admin Entrando

Leia mais

Internet Explorer. Internet Explorer. Autor: Reginaldo Reis

Internet Explorer. Internet Explorer. Autor: Reginaldo Reis Internet Explorer Autor: Reginaldo Reis APRESENTAÇÃO Nesse material didático iremos apresentar os principais conceitos e características da internet. Você aprenderá alguns conceitos fundamentais de internet,

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE I LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal II SUMÁRIO Introdução...3 Construindo um Web Site...4 Iniciando...4 Administrando o Site...5 Navegação...5 Trabalhando com Páginas...6

Leia mais

Internet. O que é a Internet?

Internet. O que é a Internet? O que é a Internet? É uma rede de redes de computadores, em escala mundial, que permite aos seus utilizadores partilharem e trocarem informação. A Internet surgiu em 1969 como uma rede de computadores

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP 2ª Edição Juliano Niederauer Novatec Copyright 2009, 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução

Leia mais

Lista de Exercício: PARTE 1

Lista de Exercício: PARTE 1 Lista de Exercício: PARTE 1 1. Questão (Cód.:10750) (sem.:2a) de 0,50 O protocolo da camada de aplicação, responsável pelo recebimento de mensagens eletrônicas é: ( ) IP ( ) TCP ( ) POP Cadastrada por:

Leia mais

C ADERNOS. eletrônicos. Editoração e processamento de textos CADERNOS ELETRÔNICOS 2 EDITORAÇÃO E PROCESSAMENTO DE TEXTOS

C ADERNOS. eletrônicos. Editoração e processamento de textos CADERNOS ELETRÔNICOS 2 EDITORAÇÃO E PROCESSAMENTO DE TEXTOS C ADERNOS Editoração e processamento de textos eletrônicos 2 EDITORAÇÃO E PROCESSAMENTO DE TEXTOS Programa Acessa São Paulo O Programa Acessa SP é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo e tem

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

1 2 3 W O R K S H O P 4 5 6 W O R K S H O P 7 W O R K S H O P 8 9 10 Instruções gerais para a realização das Propostas de Actividades Para conhecer em pormenor o INTERFACE DO FRONTPAGE clique aqui 11 CONSTRUÇÃO

Leia mais

1. Como criar uma conta

1. Como criar uma conta Tutorial MediaWiki 1. Como criar uma conta Para criar uma conta clique no botão, disponível canto superior direito, "Entrar". Será então mostrada a página de entrada na conta onde terá de introduzir os

Leia mais

Oficina de Software Livre.

Oficina de Software Livre. Professor: Igor Patrick Silva Contato: (38)88037610 E-Mail: igorsilva88037610@hotmail.com 1 Índice CAP. 1 O computador e seus componentes 2 CAP. 2 O que é software livre e o que é software proprietário

Leia mais

Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB

Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB Regilan Meira Silva Professor de Informática do Campus Ilhéus Formação em Ciência da Computação com Especialização

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE INTERNET

NOÇÕES BÁSICAS DE INTERNET UNIVERSIDADE REGIONAL INTEGRADA DO ALTO URUGUAI E DAS MISSÕES URI CAMPUS SANTO ÂNGELO NOÇÕES BÁSICAS DE INTERNET Disciplina: Informática Instrumental Profa: M. Sc. Regiane Klidzio CONTEÚDO Março, 2010

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS ÍNDICE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS ÍNDICE ÍNDICE INTERNET EXPLORER...2 A Janela Principal...2 Barra de endereços...3 Menu Favoritos...4 Adicionar endereços no Menu Favoritos...4 Organizar endereços no Menu Favoritos...5 Navegar nas páginas...5

Leia mais

Sumário. Os Créditos que Faltavam Introdução

Sumário. Os Créditos que Faltavam Introdução Sumário Os Créditos que Faltavam Introdução Parte Um: Bem-vindo à Web Capítulo 1: Preparação para a web 9 Apresentação da World Wide Web 9 Navegadores 10 Servidores web 14 Planejamento de um website 15

Leia mais

Manual WordPress. Conteúdo Índice. Capítulo 1 Introdução. Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel. Capítulo 3 Gerenciamento de Posts ( Artigos)

Manual WordPress. Conteúdo Índice. Capítulo 1 Introdução. Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel. Capítulo 3 Gerenciamento de Posts ( Artigos) Manual WordPress Conteúdo Índice Capítulo 1 Introdução Sobre o WordPress Características principais Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel Logando no Painel de Controle Alterando Usuário e Senha Painel

Leia mais

POR SÓGENES GERALDO P. SILVA

POR SÓGENES GERALDO P. SILVA POR SÓGENES GERALDO P. SILVA SUMÁRIO Créditos... 4 Apresentação... 5 Módulo l Criação e utilização de blog na educação... 6 Aula 1- Conceituação de blog... 7 Aula 2- Inteligência coletiva na Web 2.0...

Leia mais

Afinal o que é HTML?

Afinal o que é HTML? Aluno : Jakson Nunes Tavares Gestão e tecnologia da informacão Afinal o que é HTML? HTML é a sigla de HyperText Markup Language, expressão inglesa que significa "Linguagem de Marcação de Hipertexto". Consiste

Leia mais

Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação. versão 2.0. experts em Gestão de Conteúdo

Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação. versão 2.0. experts em Gestão de Conteúdo Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação versão 2.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2 1.1 Público alvo... 3 1.2 Convenções... 3 1.3 Mais recursos... 3 1.4 Entrando em contato com a ez... 4 1.5

Leia mais

Manual do Usuário. E-DOC Peticionamento Eletrônico TST

Manual do Usuário. E-DOC Peticionamento Eletrônico TST E-DOC Peticionamento APRESENTAÇÃO O sistema E-DOC substituirá o atual sistema existente. Este sistema permitirá o controle de petições que utiliza certificado digital para autenticação de carga de documentos.

Leia mais

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO 2 Camadas NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática Aplicação Transporte

Leia mais

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I APRESENTAÇÃO... 1 AMBIENTE DE TRABALHO... 2 A folha de cálculo... 2 O ambiente de trabalho do Excel... 3 Faixas de Opções do Excel... 4 - Guia

Leia mais

Como criar e editar Blogs. Manual Básico do. Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz

Como criar e editar Blogs. Manual Básico do. Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz Como criar e editar Blogs Manual Básico do Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz São Carlos Setembro / 2008 Sumário Introdução...3 Criando um Blog no Edublogs...4

Leia mais

Web Design Aula 11: Site na Web

Web Design Aula 11: Site na Web Web Design Aula 11: Site na Web Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Criar o site em HTML é interessante Do que adianta se até agora só eu posso vê-lo? Hora de publicar

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Manual do usuário Desenvolvendo páginas em Drupal Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Conteúdo Primeiro Passo... 3 1.1 Login... 3 1.2 Recuperando a Senha...

Leia mais

Guia da Internet. Página 1

Guia da Internet. Página 1 Guia da Internet Utilização da Internet Introdução... 2 Alguns conceitos básicos... 2 Endereços (URL)... 2 Páginas Web... 3 Abrir o Internet Explorer... 3 O ecrã do Internet Explorer... 4 A Barra de Ferramentas

Leia mais

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Sumário HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Linguagem HTML HTML é a abreviação de HyperText Markup Language, que pode ser traduzido como Linguagem de Marcação de Hipertexto. Não é uma linguagem

Leia mais

Índice. Manual de uso do Wordpress Produção de conteúdo. 1) Acesso ao Painel de Controle. 2) Ambientação na Ferramenta. 3) Inserir novo Post

Índice. Manual de uso do Wordpress Produção de conteúdo. 1) Acesso ao Painel de Controle. 2) Ambientação na Ferramenta. 3) Inserir novo Post Índice 1) Acesso ao Painel de Controle 2) Ambientação na Ferramenta 2.1) Posts 2.1.1) Adicionar novo post 2.1.2) Editar posts 2.2) Mídia 2.2.1) Tipos de Mídia 2.2.2) Biblioteca 2.2.3) Adicionar novo 3)

Leia mais

Apostila da Ferramenta AdminWEB

Apostila da Ferramenta AdminWEB Apostila da Ferramenta AdminWEB Apostila AdminWEB SUMÁRIO OBJETIVO DO CURSO... 3 CONTEÚDO DO CURSO... 4 COMO ACESSAR O SISTEMA... 5 CONHEÇA OS COMPONENTES DA PÁGINA... 6 COMO EFETUAR O LOGIN... 9 MANTER

Leia mais

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas.

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas. Publicação web Pré requisitos: Lista de questões Formulário multimídia Este tutorial tem como objetivo, demonstrar de maneira ilustrativa, todos os passos e opções que devem ser seguidos para publicar

Leia mais

Conteúdo Programático de PHP

Conteúdo Programático de PHP Conteúdo Programático de PHP 1 Por que PHP? No mercado atual existem diversas tecnologias especializadas na integração de banco de dados com a WEB, sendo o PHP a linguagem que mais se desenvolve, tendo

Leia mais

Índice de perguntas mais freqüentes. (no verso encontra-se o índice estruturado por assunto)

Índice de perguntas mais freqüentes. (no verso encontra-se o índice estruturado por assunto) 2 Índice de perguntas mais freqüentes. (no verso encontra-se o índice estruturado por assunto) Como funciona o Ambiente Virtual de Aprendizagem? Página 5 Como acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem?

Leia mais

Características do jornalismo on-line

Características do jornalismo on-line Fragmentos do artigo de José Antonio Meira da Rocha professor de Jornalismo Gráfico no CESNORS/Universidade Federal de Santa Maria. Instantaneidade O grau de instantaneidade a capacidade de transmitir

Leia mais

ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 experts em Gestão de Conteúdo

ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 experts em Gestão de Conteúdo ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2 1.1 Público alvo... 3 1.2 Convenções... 3 1.3 Mais recursos... 3 1.4. Entrando em contato com a ez... 4 1.5. Direitos autorais e marcas

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais