Segunda Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2011 [Ata da Reunião]

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Segunda Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2011 [Ata da Reunião]"

Transcrição

1 Segunda Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2011 [Ata da Reunião] Data e Horário: Dia 28 de fevereiro de 2012 (terça-feira) das 19:00h às 21:00h Local: Sala da Comissão Nº 2 do 8º andar do Prédio Principal da Prefeitura Participantes: (s) (Departamentos e Seções Relacionados) (Secretariado (Seção Cultural e Internacional)) Chairman Michiko Tomioka, Vice-Chairman Tsunehisa Okuno, Toubai En, Hitomi Kamide, Junko Shimooka, Kune Park, Yanhen Park, Satomi Fujito Vice-Chefe Tsuruta do Departamento de Contato Humano, Cultura e Direitos Humanos, e Chefe da Seção de Política de Direitos Humanos; Chefe Fukushima da Seção de Educação em Direitos Humanos; Chefe Aminaka da Seção de Informação da Política Municipal; Chefe Yokoyama da Sala de Orientação Geral da Seção de Contato Humano dos Cidadãos; Chefe Yoshida da Seção do Bem-Estar da Vida Cotidiana; Assistente da Chefia Tani da Seção de Cuidado Infantil; Diretor Onishi do Centro da Juventude Yasunaka; Vice-Chefe Otani do Departamento de Meio Ambiente e Economia, e Chefe da Seção de Política Industrial; Vice-Chefe Matsumoto do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, e Chefe da Seção de Política Urbana; Chefe Sugishima da Seção de Esportes e Educação Vitalícia; Vice-Chefe Takeuchi do Departamento de Educação Vitalícia e Diretor da Biblioteca de Yao Chefe da Seção Otani, Assistente da Chefia Matsushima, Chefe de Setor Nishitani, Superintendente Kinoshita 1. Abertura Secretariado Apresentação dos membros participantes de Departamentos e Seções relacionados. 2. Troca de Opiniões sobre o Sistema do Programa de Medidas e Promoção para a Internacionalização da Cidade de Yao Chairman Daremos agora início à segunda reunião para a troca de opiniões. O tema da reunião de hoje é a troca de opiniões sobre a Educação e o Apoio à Vida Cotidiana, baseado no sistema do Programa de Medidas e Promoção da Política para a Internacionalização da Cidade de Yao. Pelo fato do tema Apoio à Vida Cotidiana" ser bastante abrangente, a discussão será desmembrada em duas ocasiões, nesta reunião e na próxima.

2 Primeiramente, como anunciado na reunião passada, peço que o secretariado inicie com as explicações sobre as iniciativas que a prefeitura tem realizado em relação à Política Voltada aos Estrangeiros Old Comer na Cidade de Yao. Secretariado Os estrangeiros conhecidos como Old Comer são aquelas pessoas que foram trazidas à força para o Japão, devido aos contextos históricos do passado, e em particular são os cidadãos sul coreanos e norte coreanos e seus descendentes. Dentre as várias questões que acercam estas pessoas, existem as relacionadas com os direitos humanos, principalmente a questão da discriminação contra os estrangeiros. Para resolver este problema, o governo realiza diversas atividades para a conscientização, através da homepage da prefeitura, dos programas de rádio da FM Cyao e de informativos da prefeitura, além de outras iniciativas como a organização de workshops voltados a empresas e relacionados a direitos humanos. E também nas escolas têm se estabelecido clubes étnicos, para promover iniciativas de educações étnicas para que as crianças e os alunos estrangeiros possam ter consciência e orgulho em se identificar com a sua cultura étnica. [Educação] Chairman Então, vamos realizar a troca de opiniões sobre o tema relacionado com a Educação. Vice-Chairman Um dos pilares deste tema é o suporte à língua japonesa e o ensino da língua japonesa (incluindo o uso dos serviços de intérprete), e o outro pilar é o ensino relacionado ao orgulho à etnia e às raízes dos alunos estrangeiros. Acho que estas servirão de pilares para o Plano. Qual é o quantitativo de crianças e alunos que utilizam os seus nomes reais dentro das escolas públicas de ensino fundamental primário e secundário da cidade de Yao? Ouvi dizer que no ano fiscal de 2010, o número de crianças e alunos de nacionalidades sul coreanas e norte coreanas eram de aproximadamente 20% nas escolas públicas de ensino fundamental primário, e de 10% nas escolas de ensino fundamental secundário em toda a província de Osaka. Como é o caso da cidade de Yao? Seção de Educação em Direitos Humanos A situação na cidade de Yao está em 39,1% na escola de ensino fundamental primário e 31,4% na escola de ensino fundamental secundário, incluindo todas as crianças e alunos de nacionalidades estrangeiras. E no caso de se limitar somente a crianças e alunos de nacionalidades sul coreanas e norte coreanas? Seção de Educação em Direitos Humanos No caso de se limitar somente a crianças e alunos de nacionalidades sul coreanas e norte coreanas, o número seria de

3 11,6% nas escolas de ensino fundamental primário e 7,0% nas escolas de ensino fundamental secundário. Neste número se inclui as escolas de ensino fundamental secundário noturnas? Seção de Educação em Direitos Humanos Estas escolas não estão incluídas. No item Educação do Programa de Medidas e Promoção da Internacionalização está escrito que iria "promover a criação de um ambiente para que as crianças e alunos estrangeiros possam utilizar os seus nomes reais, então, percebo que há um esforço nesta ação dentro da educação. Porém, pelo fato de ter mais pessoas da terceira geração em diante e devido a estes esforços constantes, achei que pudesse haver um ambiente onde houvesse um maior contingente de pessoas utilizando seus nomes reais. Dentro da província de Osaka, a cidade de Yao é uma cidade que possui muitos residentes de nacionalidade estrangeira, incluindo os coreanos, por isso esperava um resultado acima da média de Osaka. Embora ache que muitas vezes os pensamentos e a compreensão dos pais influenciem nessa escolha, acho que os professores das escolas também poderiam dar um maior apoio a esse problema. Como um exemplo de caso, ouvi falar de casos de crianças vietnamitas mudarem o seu nome étnico e passarem a utilizar um nome japonês no momento de se matricularem em uma escola de ensino fundamental secundário. No geral, observa-se que muitas crianças mudam os seus nomes quando entram na escola de ensino fundamental secundário. Nós temos que refletir sobre o fato de que não temos trabalhado adequadamente em cima disso. Gostaria que conseguisse criar um ambiente um pouco mais propício no qual as crianças pudessem utilizar os seus nomes reais. O governo na província de Osaka tem distribuído textos explicativos junto com os documentos de orientação entregues no ato da admissão na escola de ensino fundamental primário, para que as crianças utilizem seus nomes reais nas escolas. Na nossa escola, mesmo para transmitir estas mensagens aos alunos de que é preferível utilizar os seus nomes reais, como existem vários outros procedimentos necessários no dia e acontece um corre-corre, acaba que não conseguimos transmitir adequadamente tal fato no dia da orientação. Por isso, realizamos orientações extras focadas nas crianças de nacionalidade chinesa. Desta forma, o mais importante é fazer com que a criança possa realizar a sua escolha depois de receber as devidas explicações por parte da escola. Agora, é necessária também uma iniciativa para poder informar corretamente os pais e responsáveis em uma fase anterior a isso. Chairman Como são realizadas as iniciativas por cada escola?

4 Seção de Educação em Direitos Humanos Antes dos procedimentos das matrículas, a prefeitura distribui os impressos e solicita a cada escola para que realize as devidas explicações. Para o próximo ano fiscal, iremos aumentar o número de idioma das traduções do material e efetuaremos a distribuição. Chairman Estas ações são por cada escola? Seção de Educação em Direitos Humanos Dependendo da escola, a quantidade de crianças e alunos que serão os alvos do caso poderá ser pouca, então, as ações serão tomadas individualmente por escola. Qual é o quantitativo de crianças e alunos que necessitam do ensino da língua japonesa? Seção de Educação em Direitos Humanos Pelos dados atuais do dia 01 de maio de 2011, haviam 198 alunos na escola de ensino fundamental primário e 40 alunos na escola de ensino fundamental secundário que necessitavam do ensino da língua japonesa. Vê-se em noticiários da TV que a "educação relaxada, livre de pressão" da escola será extinta no futuro. Com isso, qual é o pensamento por parte da escola quanto ao impacto que a "Educação para a Compreensão Internacional" irá trazer? Seção de Educação em Direitos Humanos Nas novas orientações de ensino há uma diminuição no tempo voltado para a aprendizagem global. Entretanto, a "Educação para a Compreensão Internacional" vem sendo inserida nas aulas como parte das aulas de atividades especiais e também dentro de cada disciplina. Portanto, achamos que no futuro também podem ser avaliadas diversas outras alternativas. Qual é o adicional de docentes voltados para o ensino da língua japonesa? Seção de Educação em Direitos Humanos São 14 professores em 7 escolas. Pelo envolvimento e experiência com o ambiente escolar que eu tenho, acho que a situação do ensino da língua japonesa tem mostrado melhoras em relação ao passado. Entretanto, o serviço de apoio dos intérpretes, por esta ser uma medida anual, gera-se uma ansiedade quanto à continuidade ou não do serviço no ano fiscal seguinte. Dentro de uma grande comunidade de cidadãos estrangeiros, a presença de intérpretes é de vital importância para que as crianças e alunos possam frequentar as escolas sem receios e com tranquilidade. As pessoas que conseguem ensinar a língua japonesa, mas que não conseguem falar a língua materna das crianças não conseguem dar os devidos cuidados para com as crianças. Chairman Existe um desafio de que não existe um sistema em que os intérpretes possam prestar os serviços continuamente ano após ano, pois atualmente os planejamentos e os contratos são anuais. As crianças e alunos terão uma

5 sensação de segurança em relação à companhia dos intérpretes. Isto porque, através da língua materna, o intérprete consegue se envolver também com o lado emocional das crianças. Um parente meu está frequentando a escola e tem o serviço de intérprete ao seu lado durante as aulas. Com as explicações na língua materna o entendimento torna-se melhor. A necessidade dos intérpretes é alta, e com a presença do intérprete, pode-se fazer perguntas durante as aulas e consegue-se um melhor entendimento da matéria. Por haver uma maior diversidade cultural, dentre as crianças que recebem a educação étnica, não se pode deixar de lado as crianças mestiças com dupla bagagem cultural. As crianças mestiças com dupla bagagem cultural possuem um conflito em relação a qual das culturas elas pertencem. Além disso, há relatos que, devido a serem mestiços elas são vítimas de maus tratos e assim perdem a motivação de ir para as escolas. Então, é necessário dar apoio a estas crianças. É necessário modificar a perspectiva de se o indivíduo é "japonês" ou se é "estrangeiro". Temos situações em que dentro de uma mesma família há pessoas de diferentes nacionalidades. Há ainda pessoas que mesmo possuindo nacionalidade japonesa possuem raízes no estrangeiro, entre outros casos. Gostaria que os professores japoneses transmitissem às crianças japonesas de que existem estes tipos variados de crianças. Mais um ponto, o lançamento da Reunião dos Cidadãos Estrangeiros, teve como pressuposto de visar uma sociedade com respeito mútuo entre todos os cidadãos residentes da cidade de Yao. Por outro lado, acho que os "direitos humanos", que são a base para tudo isso não estão sendo devidamente compreendidos. O pilar que dá sustentação à ideia de apoiar as crianças estrangeiras é a "Convenção sobre os Direitos da Criança" e que serve como ponto de partida. Ao dar um passo adiante à ideia da compaixão ou de ser gentil uns aos outros, vê-se que as pessoas possuem o direito de viverem dignamente como um ser humano. Agora, se estes direitos fundamentais não estão sendo respeitados, deve-se buscar iniciativas cordiais para a solução dos mesmos. Sem a compreensão adequada do mesmo, haverá opiniões do por quê de dar uma atenção especial somente às crianças estrangeiras. Isto seria uma infelicidade até para as crianças japonesas. Para que as crianças japonesas possam também compreender os direitos humanos e possam crescer como um ser humano digno, deseja-se que haja um esforço nestas atividades educacionais que levem ao reconhecimento mútuo das identidades individuais. Em torno de nós existem não só crianças mestiças com dupla bagagem cultural, mas também muitos netos e também bisnetos de somente uma parte estrangeira.

6 Acredito que dentro destas crianças haja conflitos. Por diversas razões, há muitas crianças que se naturalizaram cidadãos japoneses durante o ensino fundamental secundário e o ensino médio, mas desejamos que durante o ensino do dia-a-dia, haja iniciativas para que estas crianças possam se refletir e dar importância às origens de sua terra natal. Chairman Com respeito a isto, acredito que já esteja sendo realizado dentro da educação étnica. Recentemente, apareceu o conceito de diversidade educacional. Acho que poderia incluir esta diversidade educacional no cronograma escolar. Neste caso, tal como houve a opinião por parte dos membros, não é questão de ter compaixão ou de ser amigável, mas da mesma maneira que são direitos legítimos das pessoas que estão em situações injustas para que a dignidade esteja protegida, é necessário colocar isto como uma espinha dorsal para poder assegurar os Direitos das Crianças. Com a alteração da Lei de Controle da Imigração em julho, foi extinto o registro de estrangeiro, e com isso há possibilidade de aparecer crianças sem o atestado de residência da cidade. Até agora as escolas têm aceitado crianças mesmo que estas estivessem sem visto de permanência, e é preciso refletir em como as escolas vão continuar fazendo isso no futuro, e como tratar deste assunto no momento da matrícula. Como é um problema iminente, desejo uma forte conscientização em relação a isso. Vice-Chairman Resumindo os pontos da discussão de até agora, um dos problemas abordados é o da utilização do nome real pelas crianças. Apesar de ser um problema extremamente difícil, foi levantado que este problema não está sendo cuidadosamente trabalhado. O segundo são os problemas relacionados ao sistema de intérpretes e o aumento do número de orientadores de língua japonesa. O tópico abordado foi de que, basicamente, será difícil conseguir dar o devido cuidado com o lado emocional das crianças sem a utilização da língua materna, e se isso reflete na grande importância do sistema de intérprete. Entretanto, foi opinado que há uma preocupação pelo fato do planejamento e contrato serem anuais sem garantias de continuidade do sistema. O terceiro refere-se à educação étnica, onde as crianças mestiças, filhos ou netos de estrangeiros e com múltipla bagagem cultural, e também as crianças que mesmo se naturalizando, possuem o problemas complexos como o de querer continuar tendo orgulho às suas origens. Com isso, foi apontada a importância de que é preciso não se limitar à educação étnica, mas ampliar os pontos de vistas com uma educação diversificada. Acho que o importante é reconhecer que os direitos humanos são os direitos fundamentais para que cada um seja valorizado, para poder ir refletindo sobre os problemas que acercam os estrangeiros e pessoas da minoria social.

7 [Apoio à Vida Cotidiana] Chairman Continuando, iniciaremos a troca de opiniões sobre o tema Apoio à Vida Cotidiana. Eu sou um repatriado de segunda geração. Os repatriados de primeira geração tiveram dificuldades na vida da China e mesmo retornando ao Japão têm dificuldades nos estudos da língua japonesa devido à idade avançada. No caso de casais que vivem sós, o fato de conseguir fazer amizades através da interação com outras pessoas, possibilitará a discussão de diversos temas também realizar consulta quando necessário. Os mais idosos desejam um lugar como este de interação. Ouvi dizer que eles acharam a festa de Ano Novo do Ano novo Chinês divertido porque os repatriados chineses puderam se reunir e conversarem em língua chinesa. Os repatriados da primeira geração desejam mais locais como estes para a interação e comunicação em língua chinesa. Além disso, é necessário dar apoio ao trabalho dos jovens. Durante as atividades de procura de trabalho pelos jovens, quando o domínio da língua japonesa ainda é precário, ao solicitar uma entrevista pelo telefone, este pode ser recusado por não dominar bem a língua japonesa. Mesmo possuindo capacidades para entender o conteúdo do trabalho e conseguir executar devidamente as tarefas, eles são recusados já no ato do telefonema para contato. Neste momento, o serviço de intérprete seria de grande ajuda para que o mesmo pudesse intermediar e auxiliar nas explicações para a empresa. Além disso, caso um repatriado se envolva em um acidente de trânsito quando estiver dirigindo, ele pode não conseguir se comunicar bem com o envolvido, com a seguradora, entre outros. O número de casos de acidentes de trânsito envolvendo estrangeiros tem aumentado. As companhias de seguro normalmente fazem a intermediação, e mesmo no caso que o estrangeiro não esteja nada convencido com o conteúdo do acordo iniciado por conta própria, pode ser que a entrada de um intérprete na conversação ajude a resolver os conflitos. Há casos de resultados convincentes onde pessoas que tinham desconhecimento foram orientadas de que poderia entrar com uma ação judicial utilizando o seguro. Sinto que há um aumento nos casos como esse nestes últimos anos. Eu também já me envolvi em um acidente, e me senti intimidado ao ser rodeado por policiais e não conseguir me expressar como eu queria. Quando o caso for a julgamento, poderão vir comunicados do tribunal. Seria de grande ajuda se puder contar com informações sobre guichê para consultas. Recentemente tem crescido o número de pessoas que adquirem imóveis. Acredita-se que o estrangeiro esteja entendendo o conteúdo do que foi acordado, pois se chega à assinatura do contrato, mas a situação é normalmente de não

8 conseguir transmitir direito os seus pensamentos. Há um aumento no número de consultas de que eles não estão conseguindo transmitir o conteúdo detalhado sobre a reparação dos equipamentos do imóvel, entre outros. Há casos em que ao auxiliar um cidadão estrangeiro na sua reivindicação ao corretor, aconteceu de se conseguir o desejado. Acho que a situação é de que os estrangeiros conseguem entender o que está sendo falado em japonês, mas que possuem dificuldades na transmissão dos seus pensamentos. Recentemente, sinto que se os agentes da empresa efetuassem uma comunicação um pouco mais pausada e vagarosa poderia ser possível estabelecer uma melhor comunicação. Para o cidadão, não existe nenhum guichê na prefeitura para realizar consultas a respeito do aluguel de imóveis. Acho que isto é da jurisdição da província e que a mesma trata do assunto. Quais são as iniciativas para a eliminação da discriminação aos inquilinos de moradias privadas de aluguel? Seção de Política Urbana A parte administrativa para o registro de grupos de apoio, para o registro dos imóveis e para o registro de agentes imobiliários está a cargo da província de Osaka. Há 4 imóveis para aluguel registrados na cidade de Yao. Há 3 corretores de imóveis que oferece cooperação. E há 1 grupo de apoio para a realização de consultas voltado ao ingresso em moradias. A prefeitura está realizando esclarecimentos através de publicidades. Por ser o imóvel um patrimônio pessoal, o trabalho de prestação de informações pela prefeitura não se limita a estrangeiros, mas também é voltado a idosos e a pessoas com necessidades especiais. A prefeitura tem colocado um link na homepage acerca desta informação fornecida pelo governo da província de Osaka. E quanto à realização de treinamento dos corretores? Seção de Política Urbana Embora existam casos de treinamento realizados em setor privado, a cidade de Yao não realiza este tipo de treinamento. Há casos em que diz se necessitar de um fiador japonês ou que não se alugam os imóveis para os estrangeiros. Desejamos que a prefeitura também se engaje em aumentar o número das companhias imobiliárias registradas, ao invés de deixar tudo nas mãos da província. Vice-Chairman No caso de ocorrência de algum problema, ou para que não provoque algum problema, parece haver iniciativas voluntárias. Mas, não existe algum guichê na prefeitura? Secretariado No momento, não existe nenhum guichê específico funcionando como um canal de contato. Em relação às consultas sobre a vida cotidiana fornecidas nos guichês da prefeitura, tais consultas podem ser realizadas em língua chinesa, vietnamita e coreana. No caso de outros idiomas, a situação atual é de estarmos

9 aproveitando o serviço dos assessores voluntários da Fundação Centro de Intercâmbio Internacional da Cidade de Yao. Às vezes faço acompanhamento aos estrangeiros na realização de alguns procedimentos na prefeitura, mas como eu não sou especialista nos serviços administrativos do mesmo, fico sem saber para onde ir e quais são os procedimentos necessários. Acho que se houver um sistema onde uma pessoa responsável possa informar os guichês correspondentes para cada procedimento e possa acompanhar nos próprios procedimentos seria de grande valia. Dias atrás foi realizado um evento referente ao Grande Terremoto do Leste Japonês onde compareceram alguns cidadãos de Sendai. Eles disseram que deveriam aprender com as lições obtidas a partir do Grande Terremoto de Hanshin-Awaji, e fazer com que os acontecimentos não caiam em esquecimento com o passar do tempo. Entretanto, levando em consideração o fato de estar se dizendo sobre a grande probabilidade de ocorrência do Terremoto de Tonankai, eu tenho dois pensamentos. Em primeiro lugar, quais são as medidas que estão sendo tomadas pela cidade de Yao em relação às barreiras da linguagem envolvendo estrangeiros, a fim de minimizar os danos no caso de um desastre? E em segundo lugar, os danos das residências de madeira à beira-mar foram muito grandes quando ocorreu o Grande Terremoto de Hanshin-Awaji. E realmente, ouvi um relato de um docente de uma Universidade que muitos estudantes estrangeiros de Kobe perderam as suas vidas por estarem vivendo em tais edifícios baratos e antigos. Por exemplo, na região de Takefuchi da cidade de Yao, onde vivem muitos coreanos há um bom tempo, há cortiços muito antigos em becos onde os caminhões de bombeiros não conseguem entrar. Demonstro preocupação porque há muitas pessoas idosas morando nesse lugar. Secretariado Gostaria que a troca de opiniões sobre o tema prevenção de desastres seja realizado no nosso próximo encontro. Há mapas de prevenção de desastres elaborados em diversos idiomas, e que são disponibilizados nas prefeituras e em cada um dos postos avançados. No ano fiscal de 2012, para desenvolver o plano regional de prevenção de desastres, os estrangeiros serão definidos como pessoas que necessitam de assistência em casos de desastres. Seção de Informação Municipal A rádio comunitária FM da nossa cidade tem preparado várias fitas de áudio com textos padrões traduzidos em diversos idiomas, para que sejam utilizados no momento da ocorrência de desastres. Há algum tempo atrás, durante um treinamento de prevenção de desastres, realizado com a cooperação do governo da província de Osaka, e voltado a residentes estrangeiros com pernoite no estabelecimento da ex-escola de ensino médio Yao Minami, foi nos solicitado por um cidadão estrangeiro que o vinho de arroz

10 mirin presente nos ingredientes do prato de arroz Kayaku Gohan seria considerado bebida alcoólica, e devido às suas restrições religiosas gostaria que fosse cozido somente o arroz branco. Seria preciso tomar medidas como aumentar a quantidade de gêneros alimentícios dentre os mantimentos de estoque, e vejo que ainda há muito a ser feito. O que irei expor é algo que envolve toda a cidade de Yao, mas gostaria que houvesse um esforço maior para que as reformas para tornar os imóveis resistentes aos terremotos sejam possibilitados também a pessoas de menor poder aquisitivo. Acho que há uma grande probabilidade de que uma grande quantidade de estrangeiros esteja vivendo em moradias baratas que não são muito resistentes a terremotos. Chairman O que torna estas pessoas vulneráveis em caso de desastres. Não é isso? Seção de Política Urbana O subsídio para realização de reformas das casas de madeira para que se tornem resistentes ao terremoto vem sendo oferecido desde o ano fiscal de No entanto, o subsídio não é integral a todos os casos, e é voltado apenas para auxiliar a tornar o imóvel resistente aos terremotos. E como há restrições quanto à renda dos interessados, não são todas as pessoas que podem solicitar este auxílio. A nosso meta é de que até o final do ano fiscal de 2015, mais de 90% de todas as edificações se tornem resistentes a terremotos. A meta de 90% foi definida incluindo também o número de construção de casas novas. Sob tais circunstâncias, para as habitações do setor privado, temos focado principalmente nas casas residenciais de domicílios familiares para acelerar este processo. No caso das habitações coletivas, como aquelas de aluguel, temos fornecido o subsídio para a averiguação da situação, entretanto, não temos subsidiado a reforma da residência para adquirir resistência ao terremoto. Seria impossível realizar o levantamento de todas as habitações de madeira da cidade de Yao que são alvo do subsídio e enviar uma mensagem direta a estes moradores sobre o assunto. Temos utilizado circulares como publicidades para informar a todas as residências da cidade de Yao sobre o subsídio atual. Chairman Apareceu o percentual de 90%, mas como estão os 10% restantes? Seção de Política Urbana O percentual de 90% foi estabelecido por lei como uma meta para ser alcançado até o final do ano fiscal de Entretanto, a nossa meta final é de atingir a marca dos 100%. No caso das habitações privadas, a situação atual apresenta dificuldades para que a meta dos 90% seja alcançada até o final do ano fiscal de Vice-Chairman E como está a situação em relação à criação das crianças e o desenvolvimento urbano?

11 Acho que há uma grande diferença no âmbito do desenvolvimento entre as crianças, no momento destas entrarem nas escolas de ensino fundamental primário, se elas cresceram ouvindo ou não uma grande quantidade de palavras, seja estas em sua língua materna ou em língua japonesa. Existem situações em que os responsáveis estrangeiros pelas crianças acreditam que seja melhor utilizarem a língua japonesa para as mesmas, e optam por falar com a criança em casa usando a língua japonesa, mesmo em seu modo rudimentar. Ouvindo a versão destas pessoas, os responsáveis pelas crianças dizem que na creche eles são orientados da seguinte forma: Se vocês estão no Japão, então crie os seus filhos utilizando a língua japonesa. Neste caso de usar o japonês em casa, há muitos pais que não conseguem explicar em japonês aos filhos por que certas coisas não podem ser feitas. Ou seja, verifica-se a existência de pais e filhos com problemas de comunicação. O aprendizado nas escolas depende muito da linguagem, então acho que os responsáveis deveriam conversar muito com os filhos, antes deles entrarem na escola de ensino fundamental primário. Embora haja casos em que os pais criem os filhos sem saberem qual das línguas deve utilizar em casa, se é a língua materna ou a língua japonesa, desejo que estas crianças sejam criadas na língua em que o responsável possui um maior domínio. Gostaria de transmitir este assunto em algum outro lugar. Mesmo em relação aos livros infantis ilustrados para crianças, gostaria que livros em língua chinesa estivessem disponíveis nas creches e nas bibliotecas para que os responsáveis possam realizar a leitura destes materiais para as suas crianças. Acho também que os pais deveriam crescer e se desenvolver juntamente com as suas crianças. Às vezes, encontramos situações onde os filhos sabem falar o japonês, mas os pais destas crianças só conseguem se expressar em um japonês precário. Há exemplos de que durante a conversação entre pais e filhos, os pais conversam em chinês com os filhos, e as crianças apesar de conseguirem entender o chinês, respondem para os pais usando o japonês. É necessário criar um ambiente onde os pais possam também se desenvolver. Chairman Até o momento, já houve casos em que os pais que possuem origens na China de apoiarem os outros pais que também possuem as mesmas origens? Há situações em que os pais com as mesmas origens conversarem entre si? Na minha experiência, não presenciei casos assim até agora. Acho que o apoio prestado era voltado mais às crianças. Entretanto, há situações em que os pais que possuem as mesmas origens estarem conversando entre si. No Centro de Intercâmbio Internacional, mesmo que seja uma vez por semana, são oferecidas classes de língua japonesa por voluntários de ensino de japonês. E após as aulas, alguns dos alunos se juntam e começam a trocar informações entre eles nas suas respectivas línguas.

12 Existe algum lugar onde os pais estrangeiros que possuem filhos pequenos possam se reunir? Acho que há um significado muito importante em que pessoas de diferentes situações possam se reunir, já que quando se vive em uma cidade é muito fácil de se isolar e se sentir solitário. E no caso dos estrangeiros, pode ser que eles estejam mais propensos a isso. Não seria interessante se houvesse um local onde as pessoas pudessem compartilhar as suas experiências e as preocupações semelhantes? Por exemplo, já houve um caso em que crianças que possuem diferentes origens, uma do Madagascar e outra da China, estavam brincando entre si e os seus pais estavam trocando informações em língua japonesa. Entretanto, esse tipo de serviço não é oferecido como uma atividade ou projeto. Também é necessário criar um local onde os pais que possuem a mesma cultura possam se reunir e conversar. Há problemas também com a alimentação de casa das crianças de escolas de ensino fundamental primário. Muitos deles não se alimentam direito, comendo só doces ou lanchinhos e ficam só jogando videogame dentro de casa. Presenciei uma vez o lanche que uma criança trouxe para o passeio escolar, e fiquei surpreso ao ver que o aluno havia trazido apenas macarrão de trigo sarraceno zarusoba. Acho que seria bom também para as próprias crianças se estes tipos de orientações pudessem ser incluídas como parte da educação escolar. Chairman Em relação ao tema apoio à vida cotidiana, gostaria de realizar mais uma troca de opiniões na próxima reunião. Gostaria agora de pedir um resumo da discussão ao Vice-Chairman. Vice-Chairman Em primeiro lugar, foi levantada a grande importância da construção de locais de reunião ou de intercâmbio voltados a diversos cenários, por exemplo, como um local de reunião para a geração das pessoas que estão criando filhos. Em segundo lugar, foi discutido que o serviço de interprete é importante não só em ambiente de ensino, mas também no momento de apoiar as pessoas na sua procura por empregos ou quando acontecer algum problema. Nos casos de acidentes de trânsito, seguros e contratos de aquisição de imóveis, os cidadãos estrangeiros, em especial, levam muitas vezes desvantagens devido a problemas com o idioma e pelo tipo de contrato que não estão acostumados a firmar. O problema seria de como resolver esta questão de alguma forma. Além disso, foi discutido sobre quando acontecer um desastre. Os estrangeiros que estão propensos aos desastres possuem não só os problemas com a linguagem, mas também requerem necessidades especiais. O local da moradia dos estrangeiros também encontra-se em locais com facilidade de sofrer danos com o desastre.

Primeira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2012 [Ata da

Primeira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2012 [Ata da Primeira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2012 [Ata da Reunião] Data e Horário: Dia 19 de julho de 2012 (quinta-feira) das 19:00h às 21:00h Local: Sala da Comissão Nº

Leia mais

Terceira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2013 [Ata da Reunião]

Terceira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2013 [Ata da Reunião] Terceira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2013 [Ata da Reunião] Data e Horário: Dia 27 de janeiro de 2014 (segunda-feira) das 19:00h às 20:40h Local: Sala de Reunião

Leia mais

Diretriz Básica para a Promoção da Convivência Multicultural na Cidade de Sanda

Diretriz Básica para a Promoção da Convivência Multicultural na Cidade de Sanda Edição em Português Diretriz Básica para a Promoção da Convivência Multicultural na Cidade de Sanda Junho de 2009 Cidade de Sanda Rumo à Construção de uma Cidade de Convivência Multicultural Formulação

Leia mais

Primeira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2014 [Ata da Reunião]

Primeira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2014 [Ata da Reunião] Primeira Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do Ano Fiscal de 2014 [Ata da Reunião] Data e Horário: Dia 25 de julho de 2014 (sexta-feira) das 19:00h às 20:40h Local: Sala de Reunião N o

Leia mais

1ª Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do ano fiscal de 2011 Ata da Reunião

1ª Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do ano fiscal de 2011 Ata da Reunião 1ª Reunião dos Cidadãos Estrangeiros da Cidade de Yao do ano fiscal de 2011 Ata da Reunião Data e horário: Dia 20 de dezembro de 2011, a partir das 19:00h Local: Sala de reunião 602 do 6º andar do Prédio

Leia mais

Plano de Promoção de Convivência Multicultural de Aichi

Plano de Promoção de Convivência Multicultural de Aichi Plano de Promoção de Convivência Multicultural de Aichi 2013-2017 Viver, brilhar e criar juntos Período Ano fiscal 2013 a 2017 Contexto histórico da formulação do plano O Plano de Promoção de

Leia mais

Plano de Concretização de Promoção Multicultural da Cidade de Nagoya

Plano de Concretização de Promoção Multicultural da Cidade de Nagoya Plano de Concretização de Promoção Multicultural da Cidade de Nagoya Cidade de Nagoya 1.Resumo do plano Cenário do desenvolvimento e objetivo A cidade de Nagoya, visando a concretização

Leia mais

Política Básica de Medidas para Estrangeiros Residentes de Descendência Japonesa (Tradução Provisória) 31 de agosto de 2010

Política Básica de Medidas para Estrangeiros Residentes de Descendência Japonesa (Tradução Provisória) 31 de agosto de 2010 Política Básica de Medidas para Estrangeiros Residentes de Descendência Japonesa (Tradução Provisória) 31 de agosto de 2010 Conselho para Promoção de Medidas para Estrangeiros Residentes de Descendência

Leia mais

do município de Fuji (Versão sumarizada)

do município de Fuji (Versão sumarizada) Plano de promoção de internacionalização do município de Fuji (Versão sumarizada) Para a realização da "Fuji, a cidade de convivência multicultural, com entendimento cordial mútuo" Março / 2011 Sala de

Leia mais

Promoção das Medidas de Apoio aos Estrangeiros Residentes no Japão (Tradução Provisória)

Promoção das Medidas de Apoio aos Estrangeiros Residentes no Japão (Tradução Provisória) Promoção das Medidas de Apoio aos Estrangeiros Residentes no Japão (Tradução Provisória) 16 de Abril de 2009 Conselho para Promoção das Medidas aos Estrangeiros Residentes O Governo do Japão anunciou "As

Leia mais

Resumo do [Plano de Ações de Aichi Concernentes à Educação e Edificação dos Direitos Humanos] (Versão revisada)

Resumo do [Plano de Ações de Aichi Concernentes à Educação e Edificação dos Direitos Humanos] (Versão revisada) Resumo do [Plano de Ações de Aichi Concernentes à Educação e Edificação dos Direitos Humanos] (Versão revisada) Por uma AICHI que respeita os direitos humanos Conceitos básicos 1. Objetivo básico do plano

Leia mais

Visando uma comunidade harmoniosa

Visando uma comunidade harmoniosa Plano de promoção de Kawasaki para uma sociedade multicultural e harmoniosa Visando uma comunidade harmoniosa esboço Multicultural Promotion Policies Políticas de promoción multicultural Políticas de Promoção

Leia mais

Cidade de Nagoya. Plano de Promoção de Coexistência Multicultural. da Cidade de Nagoya. Construção de 3 vínculos. Linguagem Vida Comunidade

Cidade de Nagoya. Plano de Promoção de Coexistência Multicultural. da Cidade de Nagoya. Construção de 3 vínculos. Linguagem Vida Comunidade Plano de Promoção de Coexistência Multicultural da Cidade de Nagoya Linguagem Vida Comunidade ~guia voltado para a construção de 3 vínculos~ Construção de 3 vínculos -Vínculo com a linguagem

Leia mais

Síntese do Plano de Promoção de Convivência Multicultural da Província de Shiga (Edição revisada)

Síntese do Plano de Promoção de Convivência Multicultural da Província de Shiga (Edição revisada) <Proposta> ポルトガル 語 Síntese do Plano de Promoção de Convivência Multicultural da Província de Shiga (Edição revisada) Da revisão do plano 1.Contexto e objetivos Tendo como base o ápice do ano de 2008, quando

Leia mais

Sobre as Medidas Imediatas (Curto Prazo) de Apoio aos. Estrangeiros Residentes no Japão

Sobre as Medidas Imediatas (Curto Prazo) de Apoio aos. Estrangeiros Residentes no Japão Sobre as Medidas Imediatas (Curto Prazo) de Apoio aos Estrangeiros Residentes no Japão (Tradução Provisória) 30 de janeiro de 2009 Escritório do Gabinete O mercado financeiro e de capitais global passa

Leia mais

Information for foreigners «公 益 財 団 法 人 とよなか 国 際 交 流 協 会

Information for foreigners «公 益 財 団 法 人 とよなか 国 際 交 流 協 会 a-atoms.info http://www.a-atoms.info/information-for-foreigners/ Information for foreigners «公 益 財 団 法 人 とよなか 国 際 交 流 協 会 Associação para Simbiose Multicultural de Toyonaka (ATOMS) Association for Toyonaka

Leia mais

1 Sistema Gráfico. Conteúdo do Plano de Implementação de Multiculturalismo da Cidade de Kakegawa. 4 Grandes Temas Medidas Básicas Especificação

1 Sistema Gráfico. Conteúdo do Plano de Implementação de Multiculturalismo da Cidade de Kakegawa. 4 Grandes Temas Medidas Básicas Especificação Capitulo 2 Conteúdo do Plano de Implementação de Multiculturalismo da Cidade de Kakegawa 1 Sistema Gráfico Princínpios Básicos 4 Grandes Temas Medidas Básicas Especificação da medida Ⅰ Apoio a comunicação

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DA CONVIVÊNCIA MULTICULTURAL DA CIDADE DE TOYOHASHI ASPECTOS GERAIS

PLANO DE PROMOÇÃO DA CONVIVÊNCIA MULTICULTURAL DA CIDADE DE TOYOHASHI ASPECTOS GERAIS PLANO DE PROMOÇÃO DA CONVIVÊNCIA MULTICULTURAL DA CIDADE DE TOYOHASHI ASPECTOS GERAIS PREFEITURA DE TOYOHASHI Obs.: Os termos residentes estrangeiros e moradores estrangeiros utilizados nesse Plano de

Leia mais

Concretização de uma sociedade com convivência multicultural pacífica mediante uma ampla cooperação e coordenação

Concretização de uma sociedade com convivência multicultural pacífica mediante uma ampla cooperação e coordenação Província de Kanagawa Concretização de uma sociedade com convivência multicultural pacífica mediante uma ampla cooperação e coordenação Desenvolvimento de uma estratégia global aproveitando os pontos fortes

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA PRIMÁRIA CHIRYU HIGASHI Resultado da pesquisa, Análise e Diretrizes

AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA PRIMÁRIA CHIRYU HIGASHI Resultado da pesquisa, Análise e Diretrizes ANO 2012 AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA PRIMÁRIA CHIRYU HIGASHI Resultado da pesquisa, Análise e Diretrizes DATA DA PESQUISA: Dezembro de 2012 a Janeiro de 2013 ALVO DA PESQUISA: Pais, professores, alunos

Leia mais

Ⅵ. Gravidez/Parto/ Criação dos Filhos/ Educação

Ⅵ. Gravidez/Parto/ Criação dos Filhos/ Educação Ⅵ. Gravidez/Parto/ Criação dos Filhos/ Educação Ⅵ-1 Gravidez / Parto 1. Quando Ficar Grávida Ao se confirmar a gravidez e desejar parir no Japão, procure a prefeitura a fim de solicitar a Caderneta de

Leia mais

Plano de Ação de Medidas para Residentes Estrangeiros de Descendência Japonesa (Tradução Provisória)

Plano de Ação de Medidas para Residentes Estrangeiros de Descendência Japonesa (Tradução Provisória) Plano de Ação de Medidas para Residentes Estrangeiros de Descendência Japonesa (Tradução Provisória) 31 de março de 2011 Conselho para Promoção de Medidas para Estrangeiros Residentes de Descendência Japonesa

Leia mais

14.Assistência ふく. 1-1 Auxílio infantil Veja [Nascimento Criação 4-4 Auxílio Infantil ] P199

14.Assistência ふく. 1-1 Auxílio infantil Veja [Nascimento Criação 4-4 Auxílio Infantil ] P199 14.Assistência ふく し 福 祉 1.Assistência infantil Estão previstos os seguintes auxílios à criação infantil. Há também regiões que oferecem um sistema de pagamento peculiar. Detalhes podem ser obtidos no guichê

Leia mais

TEL23-6491 FAX23-6667)

TEL23-6491 FAX23-6667) Prefixo da cidade de Okazaki/Nukata 0564 Publicidade e Audiência Pública / Divulgação de Informações / Atividade Cívica ( kouhou koutyou / jyoho koukai / shimin katsudou ) Website do Município de

Leia mais

Resultado da Pesquisa sobre as Condições de Trabalho dos Estrangeiros na Província de Shizuoka (Sumário) Set./2008

Resultado da Pesquisa sobre as Condições de Trabalho dos Estrangeiros na Província de Shizuoka (Sumário) Set./2008 Resultado da Pesquisa sobre as Condições de Trabalho dos Estrangeiros na Província de Shizuoka (Sumário) Set./2008 Em 2007, a Universidade de Arte e Cultura de Shizuoka, a pedido do Governo Provincial,

Leia mais

Projeto. Avaliação do Programa Escola Integrada de Belo Horizonte

Projeto. Avaliação do Programa Escola Integrada de Belo Horizonte Projeto Avaliação do Programa Escola Integrada de Belo Horizonte Objetivo apresentar uma série de resultados da avaliação do Programa Escola Integrada, por intermédio da análise de indicadores de diferenciais

Leia mais

Estatística do Número de Estrangeiros Registrados (1 de Abril de cada ano)

Estatística do Número de Estrangeiros Registrados (1 de Abril de cada ano) Plano de Promoção Da Coexistência Multicultural Da Cidade de Kani O B J E T I V O O número de residentes estrangeiros registrados na cidade de Kani aumentou consideravelmente após a revisão da Lei de Controle

Leia mais

11.Educação きょう. Estrutura das Escolas Japonesas

11.Educação きょう. Estrutura das Escolas Japonesas きょう いく 教 育 1.O Sistema 6 3 3 O sistema de ensino japonês é constituído de 6 anos de ensino fundamental básico (shogakko), 3 anos de ensino fundamental intermediário (chugakko) e 3 anos de ensino médio

Leia mais

Lista de Guichê de Consultas Diversas

Lista de Guichê de Consultas Diversas Lista Guichê Consultas Diversas *Por regra, não há nos feriados. Sobre Leis e outros. P45 Assunto Dia e horário. Consulta jurídica. Às segundas e quintas-feiras, das 13h às 17h30min (no caso feriado, será

Leia mais

Resumo do relatório com o resultado do questionário de pesquisa aos cidadãos estrangeiros do Município de Nagoya do ano de 2010

Resumo do relatório com o resultado do questionário de pesquisa aos cidadãos estrangeiros do Município de Nagoya do ano de 2010 Março de 2011 Resumo do relatório com o resultado do questionário de pesquisa aos cidadãos estrangeiros do Município de Nagoya do ano de 2010 Seção de Intercâmbio Internacional do Gabinete do Prefeito

Leia mais

ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA

ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA No nosso país, o número de idosos que necessita de assistência

Leia mais

Manual de Regras e Procedimentos MANUAL DE REGRAS E PROCEDIMENTOS

Manual de Regras e Procedimentos MANUAL DE REGRAS E PROCEDIMENTOS MANUAL DE REGRAS E PROCEDIMENTOS 2 SUMÁRIO ENTENDA O MANUAL 04 CONHECENDO A AMMAVIDA 05 PROJETO SHOW DE ESPORTES E CULTURAMMA 06 PROJETO LER PARA CRESCER 08 CONHEÇA AS REGRAS DO PROJETO 09 DEVERES DOS

Leia mais

GUIA PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA FUJISAWA DE CONVÍVIO HARMÔNICO ENTRE POVOS DIVERSOS

GUIA PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA FUJISAWA DE CONVÍVIO HARMÔNICO ENTRE POVOS DIVERSOS GUIA PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA FUJISAWA DE CONVÍVIO HARMÔNICO ENTRE POVOS DIVERSOS Construção de uma Fujisawa em que Estrangeiros e os Cidadãos Locais Convivam em Harmonia,onde Qualquer um Possa Fazer suas

Leia mais

SÍNTESE DOS RESULTADOS DAS CONSULTAS

SÍNTESE DOS RESULTADOS DAS CONSULTAS Plataforma dos Centros Urbanos SÍNTESE DOS RESULTADOS DAS CONSULTAS PARTICIPATIVAS DE SÃO PAULO INTRODUÇÃO Este relatório sintetiza os dados consolidados do processo de consulta participativa, realizado

Leia mais

Jornada de Aprendizado. Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg)

Jornada de Aprendizado. Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) Jornada de Aprendizado Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) Promovendo os microsseguros: Educação Financeira Conteúdo

Leia mais

o pensar e fazer educação em saúde 12

o pensar e fazer educação em saúde 12 SUMÁRIO l' Carta às educadoras e aos educadores.................5 Que história é essa de saúde na escola................ 6 Uma outra realidade é possível....... 7 Uma escola comprometida com a realidade...

Leia mais

1-4 Auxílio de assistência à criança portadora de deficiência

1-4 Auxílio de assistência à criança portadora de deficiência Assistência 1. Assistência infantil 福 祉 Estão previstos os seguintes auxílios à criação infantil. Há também regiões que oferecem um sistema de pagamento peculiar. Detalhes podem ser obtidos no guichê responsável

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PINHEIRINHO 02/04/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Seção I Das Disposições Gerais

TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Seção I Das Disposições Gerais TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA Seção I Das Disposições Gerais Art. 22. A educação básica tem por finalidades desenvolver o educando, assegurar-lhe

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO E.E. PROFª ALICE MADEIRA JOÃO FRANCISCO SANTA EUDÓXIA-DISTRITO DE SÃO CARLOS RUA

Leia mais

PLANO FUNDAMENTAL DA CIDADE DE YOKOHAMA (VISÃO ao LONGO PRAZO)

PLANO FUNDAMENTAL DA CIDADE DE YOKOHAMA (VISÃO ao LONGO PRAZO) PLANO FUNDAMENTAL DA CIDADE DE YOKOHAMA (VISÃO ao LONGO PRAZO) Introdução Desde a abertura do porto de Yokohama em 1859 (o ano 6 da era Ansei), a cidade de Yokohama tem prosperado como a janela principal

Leia mais

47ª Convenção dos Nikkeis e Japoneses Residentes no Exterior Declaração de Propostas

47ª Convenção dos Nikkeis e Japoneses Residentes no Exterior Declaração de Propostas 47ª Convenção dos Nikkeis e Japoneses Residentes no Exterior Declaração de Propostas Nós, representantes e participantes voluntários da sociedade nikkei de várias partes do exterior, reunimo-nos em Tóquio

Leia mais

CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1

CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1 CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 1 CartilhaEscola_Final.qxp:escola 9/16/08 6:23 PM Page 2 1 2 3 VISITEM A ESCOLA DE SEUS FILHOS SEMPRE QUE PUDEREM. CONVERSEM COM OS PROFESSORES. PERGUNTEM

Leia mais

Abril de 2006 (Ano 18 de Heisei) Tadanori Akiba Prefeito de Hiroshima

Abril de 2006 (Ano 18 de Heisei) Tadanori Akiba Prefeito de Hiroshima Preâmbulo A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi declarada em 1948, na Terceira Assembléia Geral das Nações Unidas, e o nosso país, como membro da comunidade mundial ratificou a Carta Internacional

Leia mais

Moradia para aqueles com salário baixo e dificuldades para pagar aluguel. Os requisitos para inscrição variam grandemente.

Moradia para aqueles com salário baixo e dificuldades para pagar aluguel. Os requisitos para inscrição variam grandemente. Informações sobre o cotidiano Moradia >> Transporte >> Eletricidade, combustível e sistema de abastecimento de águas >> Coleta de lixo e reciclagem Em caso de emergência Guia para serviços de consulta

Leia mais

Normas de acomodação em casas de família Alunos internacionais do ensino fundamental ao ensino médio

Normas de acomodação em casas de família Alunos internacionais do ensino fundamental ao ensino médio COLÚMBIA BRITÂNICA Normas de acomodação em casas de família Alunos internacionais do ensino fundamental ao ensino médio MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 2015 Introdução Sobre as normas de acomodação em casas de

Leia mais

Abril de 2006 (Ano 18 de Heisei) Tadanori Akiba Prefeito de Hiroshima

Abril de 2006 (Ano 18 de Heisei) Tadanori Akiba Prefeito de Hiroshima Preâmbulo A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi declarada em 1948, na Terceira Assembléia Geral das Nações Unidas, e o nosso país, como membro da comunidade mundial ratificou a Carta Internacional

Leia mais

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos.

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. Caso seus filhos estejam com alguma dificuldade na escola, peçam orientação

Leia mais

Conferência Internacional do Trabalho

Conferência Internacional do Trabalho Conferência Internacional do Trabalho Recomendação 203 RECOMENDAÇÃO SOBRE MEDIDAS SUPLEMENTARES PARA A SUPRESSÃO EFETIVA DO TRABALHO FORÇADO, ADOTADA PELA CONFERÊNCIA EM SUA CENTÉSIMA TERCEIRA SESSÃO,

Leia mais

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Fases do método PHAST... 3 1. Técnica: Historias Comunitárias... 4 2. Técnica: Enfermeira Felicidade... 5 3. Técnica: Mapeamento comunitário... 6

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS PAIS

A IMPORTÂNCIA DOS PAIS 1 A IMPORTÂNCIA DOS PAIS NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ELABORADO POR LUCILEIDE RODRIGUES DOS SANTOS Gerente de Supervisão e Avaliação DAE SEED/SE 2 EQUIPE DAE SEED/SE Edneia Elisabete Cardoso Diretora DAE - SEED/SE

Leia mais

Visão educacional da Província de Mie

Visão educacional da Província de Mie Versão do sumario Visão educacional da Província de Mie ~direcionando um futuro brilhante às crianças~ Comissão Educacional da Província de Mie Visão educacional da Província de Mie direcionando um futuro

Leia mais

CAPÍTULO XXXXI PUBLICAÇÕES

CAPÍTULO XXXXI PUBLICAÇÕES CAPÍTULO XXXXI PUBLICAÇÕES A. PUBLICAÇÕES OFICIAIS A Diretoria Internacional terá jurisdição, controle e supervisão exclusiva sobre todas as publicações oficiais desta associação. B. DESIGNAÇÃO DE "PUBLICAÇÃO

Leia mais

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Perguntem como seus filhos estão nos estudos.

Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. 2 1 2 3 Visitem a escola de seus filhos sempre que puderem. Conversem com os professores. Perguntem como seus filhos estão nos estudos. 4 Caso seus filhos estejam com alguma dificuldade na escola, peçam

Leia mais

Enquete para Pais ou Responsáveis

Enquete para Pais ou Responsáveis MEXT Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão Avaliação Nacional do Desempenho Escolar e Condições do Aprendizado em 2013 Pesquisa detalhada Enquete para Pais ou Responsáveis

Leia mais

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 3 Residência Mascote de Saitama KOBATON 1 Residência de Aluguel Particular 2 Residência de Aluguel em Conjunto Habitacional Público 3 Mudanças 4 Compra de Imóveis 1 Residência de Aluguel Particular

Leia mais

MENOS ASSISTENCIALISMO, MAIS PEDAGOGIA. Moysés Kuhlmann: carências da educação infantil vão desde instalações à formação dos professores.

MENOS ASSISTENCIALISMO, MAIS PEDAGOGIA. Moysés Kuhlmann: carências da educação infantil vão desde instalações à formação dos professores. MENOS ASSISTENCIALISMO, MAIS PEDAGOGIA Moysés Kuhlmann: carências da educação infantil vão desde instalações à formação dos professores. 2 Ao lado das concepções do trabalho pedagógico para a infância,

Leia mais

Capitulo5 Assistência Médica e Seguro Social

Capitulo5 Assistência Médica e Seguro Social Guia para a Vida na Província de Saitama Capitulo5 Assistência Médica e Seguro Social 第 5 章 医 療 社 会 保 険 1 Sistema de Seguro de Saúde 医 療 保 険 制 度 2 Seguro Nacional de Saúde 国 民 健 康 保 険 3 Seguro Saúde 健

Leia mais

Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

sonhando nova escola nova sociedade com uma e uma Atividade de leitura de clássicos da literatura. Pai voluntário em sala de aula.

sonhando nova escola nova sociedade com uma e uma Atividade de leitura de clássicos da literatura. Pai voluntário em sala de aula. Atividade de leitura de clássicos da literatura. Pai voluntário em sala de aula. 01_IN_CA_FolderTecnico180x230_capa.indd 3 sonhando com uma nova escola e uma nova sociedade 7/24/13 2:16 PM comunidade de

Leia mais

Educação Integral Relatório em Junho/2013

Educação Integral Relatório em Junho/2013 Comunidade Escola Família Educação Integral Relatório em Junho/2013 Objetivo 3 O principal objetivo desta pesquisa é avaliar o conhecimento da população brasileira sobre educação integral. Metodologia

Leia mais

Hamamatsu: uma Visão Intercultural

Hamamatsu: uma Visão Intercultural Hamamatsu: uma Visão Intercultural Cidade de Hamamatsu Um futuro ativo, feito por todos Índice Capítulo 1 Elaborando a Visão 1 1. Propósito da elaboração da Visão 1 2. Disposição da Visão e período de

Leia mais

1º Trabalho Listas de Discussão

1º Trabalho Listas de Discussão 1º Trabalho Listas de Discussão Catarina Santos Meios Computacionais no Ensino 05-03-2013 Índice Introdução... 3 Resumo e análise da mensagem da lista Matemática no secundário... 4 Resumo e análise da

Leia mais

PRINCIPAIS MOTIVAÇÕES DOS ALUNOS DESCENDENTES DE JAPONESES NO APRENDIZADO DA LÍNGUA JAPONESA

PRINCIPAIS MOTIVAÇÕES DOS ALUNOS DESCENDENTES DE JAPONESES NO APRENDIZADO DA LÍNGUA JAPONESA 1226 PRINCIPAIS MOTIVAÇÕES DOS ALUNOS DESCENDENTES DE JAPONESES NO APRENDIZADO DA LÍNGUA JAPONESA Clara Yoshiko Hori Takigawa 1, Mitiko Hori 2 1 Engenharia de Produção FEPP UNOESTE. 2 Especialização em

Leia mais

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 4 Assistência Médica e Seguro Social Mascote de Saitama KOBATON 1 Sistema de Seguro de Saúde 2 Seguro Nacional de Saúde (Seguro Regional) 3 Seguro Saúde (Seguro dos Empregados) 4 Exame Médico

Leia mais

DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES: O QUE ISTO TEM A VER COM SUSTENTABILIDADE? 1

DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES: O QUE ISTO TEM A VER COM SUSTENTABILIDADE? 1 DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES: O QUE ISTO TEM A VER COM SUSTENTABILIDADE? 1 O conceito de sustentabilidade Em 1987, o Relatório Brundtland, elaborado pela Comissão Mundial do Ambiente e Desenvolvimento,

Leia mais

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO Este documento é resultado do chamado do Ministério da Educação à sociedade para um trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria

Leia mais

PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC

PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC 26/07/2015 Nome do Candidato: CADERNO DE PROVA INSTRUÇÕES GERAIS: Caro (a) Candidato (a): Leia com o máximo de atenção e siga as seguintes

Leia mais

E m R i s c o a D i v e r s i d a d e d o s S e r e s V i v o s. - A u m e n t o d o N ú m e r o d e E s p é c i e s I m p o r t a d a s!

E m R i s c o a D i v e r s i d a d e d o s S e r e s V i v o s. - A u m e n t o d o N ú m e r o d e E s p é c i e s I m p o r t a d a s! E m R i s c o a D i v e r s i d a d e d o s S e r e s V i v o s - A u m e n t o d o N ú m e r o d e E s p é c i e s I m p o r t a d a s! EncarregadoTime de Convivência entre o Homem e a Natureza, do Departamento

Leia mais

1) Breve apresentação do AEV 2011

1) Breve apresentação do AEV 2011 1) Breve apresentação do AEV 2011 O Ano Europeu do Voluntariado 2011 constitui, ao mesmo tempo, uma celebração e um desafio: É uma celebração do compromisso de 94 milhões de voluntários europeus que, nos

Leia mais

Competitividade: uma barreira instransponível?

Competitividade: uma barreira instransponível? Competitividade: uma barreira instransponível? Alfredo Fonceca Peris A discussão sobre a importância do setor industrial para o crescimento e o desenvolvimento da economia brasileira ganhou um novo capítulo

Leia mais

52ª. Convenção dos Nikkeis e Japoneses no Exterior Declaração da Convenção

52ª. Convenção dos Nikkeis e Japoneses no Exterior Declaração da Convenção 52ª. Convenção dos Nikkeis e Japoneses no Exterior Declaração da Convenção Nós, os representantes da sociedade nikkei, os voluntários nikkeis de cada um dos países e residentes no Japão participamos da

Leia mais

Escola onde o aluno se matricula: Para o ano: NO. DO ALUNO: OEN:

Escola onde o aluno se matricula: Para o ano: NO. DO ALUNO: OEN: DIREÇÃO-ESCOLAR CATÓLICA DO DISTRITO DE SIMCOE MUSKOKA FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO e INFORMAÇÃO ESCOLAR SIMCOE MUSKOKA CATHOLIC DISTRICT SCHOOL BOARD STUDENT REGISTRATION and INFORMATION Escola onde o aluno

Leia mais

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 Sciesp Clipping 17.06 A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 DESTAK FGTS amplia teto da renda para imóvel com juro menor Famílias

Leia mais

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos:

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos: 1 INTRODUÇÃO Sobre o Sou da Paz: O Sou da Paz é uma organização que há mais de 10 anos trabalha para a prevenção da violência e promoção da cultura de paz no Brasil, atuando nas seguintes áreas complementares:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA Brasília - 2004 Série: EDUCAÇÃO INCLUSIVA 1. A Fundamentação Filosófica 2. O Município 3 A Escola 4 A Família FICHA TÉCNICA

Leia mais

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZ DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL TÍTULO PRODUTO TIPO DE META 2013 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados ORÇAMENTÁRIA 95% 0001 GESTÃO

Leia mais

Apostila Coordenador

Apostila Coordenador Apostila Coordenador Índice Passo-a-passo para acessar... 5 Acesso aos dados do aluno... 6 Consultando o cadastro de alunos... 9 Consultando a matrícula de alunos... 10 Registrando e tratando ocorrências

Leia mais

Apresentação da atividade desportiva pelo governo do Japão no Rio de Janeiro

Apresentação da atividade desportiva pelo governo do Japão no Rio de Janeiro Apresentação da atividade desportiva pelo governo do Japão no Rio de Janeiro Sou Shin Saito e atualmente trabalho, como voluntário jovem da comunidade japonesa da JICA, na difusão do badminton. Esse esporte

Leia mais

Avaliação do clima na escola

Avaliação do clima na escola Avaliação do clima na escola INSTRUÇÕES INICIAIS PARA O GESTOR: Avise que a pesquisa para avaliar o clima da escola é anônima. Não será preciso colocar nome, apenas identificar a qual segmento da comunidade

Leia mais

Escola onde o aluno se matricula: Para o ano:

Escola onde o aluno se matricula: Para o ano: QuickTime and a decompressor are needed to see this picture. DIREÇÃO-ESCOLAR CATÓLICA DO DISTRITO DE SIMCOE MUSKOKA FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO e INFORMAÇÃO ESCOLAR (SIMCOE MUSKOKA CATHOLIC DISTRICT SCHOOL

Leia mais

Projeto recuperação paralela Escola Otávio

Projeto recuperação paralela Escola Otávio Projeto recuperação paralela Escola Otávio Público alvo: alunos com dificuldade ou defasagem de aprendizagem do Ensino Fundamental do 3º ano acima que estudam na Escola Otávio Gonçalves Gomes. Duração:

Leia mais

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAINA SETOR REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E ENSINO INTEGRAL Sugestão de Planejamento da Semana

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E SOLIDARIEDADE

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E SOLIDARIEDADE LEI nº, de de (Projeto de Lei nº 00/04, do Executivo) Institui o Programa Oportunidade Solidária, estabelece princípios fundamentais e objetivos da Política de Fomento à Economia Popular Solidária do Município

Leia mais

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões.

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões. Como tratar as pessoas: de uma maneira boa, ajudar todas as pessoas. Como não fazer com os outros: não cuspir, empurrar, chutar, brigar, não xingar, não colocar apelidos, não beliscar, não mentir, não

Leia mais

Repare se há violência doméstica

Repare se há violência doméstica Repare se há violência doméstica Uma porta aberta para consulta relacionada com a violência doméstica a seu alcance No Japão, há leis (leis de prevenção contra a violência doméstica) relacionadas com a

Leia mais

Sumário da Pesquisa Relacionada à Saúde Mental dos Estrangeiros Residentes em Hamamatsu

Sumário da Pesquisa Relacionada à Saúde Mental dos Estrangeiros Residentes em Hamamatsu Sumário da Pesquisa Relacionada à Saúde Mental dos Estrangeiros Residentes em Hamamatsu 1 - Objetivo da pesquisa: Esta pesquisa foi realizada no município de Hamamatsu objetivando o conhecimento da saúde

Leia mais

ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR A educação pré-escolar destina-se às crianças com idades compreendidas entre os três

Leia mais

ANALISE AS RESPOSTAS DA PESQUISA COMPARTILHE OS RESULTADOS COM OS SÓCIOS DO SEU CLUBE E OUTROS COMPANHEIROS LEÕES

ANALISE AS RESPOSTAS DA PESQUISA COMPARTILHE OS RESULTADOS COM OS SÓCIOS DO SEU CLUBE E OUTROS COMPANHEIROS LEÕES Serviços Leonísticos para Crianças Avaliação das necessidades da comunidade Os dados estatísticos atuais revelam que milhões de crianças em todas as partes do mundo sofrem de pobreza, doenças, deficiências

Leia mais

Declaração de Santa Cruz de la Sierra

Declaração de Santa Cruz de la Sierra Reunião de Cúpula das Américas sobre o Desenvolvimiento Sustentável Santa Cruz de la Sierra, Bolivia, 7 ao 8 de Dezembro de 1996 Declaração de Santa Cruz de la Sierra O seguinte documento é o texto completo

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO SOBRE A FÉRIAS VIVAS A Associação Férias Vivas é a primeira ONG de âmbito nacional voltada para a segurança no turismo e no lazer. A organização foi criada em 2002 a partir da iniciativa de um grupo de

Leia mais

Ao começar a escrita deste artigo é importante considerar alguns pontos

Ao começar a escrita deste artigo é importante considerar alguns pontos EDUCAÇÃO CONTRA O TRABALHO INFANTOJUVENIL: CONSIDERAÇÕES SOBRE MÉTODO E VULNERABILIDADES Felipe Pitaro * Ao começar a escrita deste artigo é importante considerar alguns pontos de partida. O primeiro diz

Leia mais

DOT Educação Infantil trabalho com profissionais e traça as diretrizes politicas de educação infantil no município. Diretrizes das Politicas publicas:

DOT Educação Infantil trabalho com profissionais e traça as diretrizes politicas de educação infantil no município. Diretrizes das Politicas publicas: Registro Reunião Ampliada Grupo de Trabalho em Educação Rede Nossa São Paulo Tema: Políticas públicas em Educação Infantil Data: 06/12/2014 Local: Câmara Municipal de São Paulo GT de Educação Rede Nossa

Leia mais

PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA

PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA COLÉGIO TIRADENTES DA PMMG- BARBACENA PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA JUSTIFICATIVA Percebendo que a indisciplina escolar é o problema que mais afeta o bom andamento dos alunos iremos trabalhar com

Leia mais

PROJETO ESCOLINHA DE FUTEBOL FORMANDO CIDADÃOS E ATLETAS PARA O FUTURO. 1 P á g i n a

PROJETO ESCOLINHA DE FUTEBOL FORMANDO CIDADÃOS E ATLETAS PARA O FUTURO. 1 P á g i n a PROJETO ESCOLINHA DE FUTEBOL FORMANDO CIDADÃOS E ATLETAS PARA O FUTURO 1 P á g i n a DESEMBARGADOR OTONI/MG 2014 ÍNDICE 1. SÍNTESE 2. JUSTIFICATIVA 3. OBJETIVOS GERAIS 4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 5. METODOLOGIA

Leia mais

Projeto Futuros Craques São Paulo

Projeto Futuros Craques São Paulo Projeto Futuros Craques São Paulo O Projeto Futuros Craques é considerado o carro chefe da B16 em São Paulo, a sua programação destina-se à oferecer esportes de maneira saudável para crianças da rede pública

Leia mais

Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário NRDC Bairro Guaíra Três de Maio RS

Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário NRDC Bairro Guaíra Três de Maio RS I - ABERTURA GERAL Três de Maio, próspero município, com 24 mil habitantes, predominantemente descendentes de alemães, italianos e poloneses, na região noroeste do Rio Grande do Sul, foi emancipado em

Leia mais