ABCDEFGH IJKLMNOP QRSTUVW XYZ {.;:,!? Tipog ABCDEFGHIJ. KLMNOPQRS TUVWXYZ {.;:,!? }(å. Tipo ABCDEFGHIJ KLMNOPQRS TUVWXYZ123

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ABCDEFGH IJKLMNOP QRSTUVW XYZ123456 7890{.;:,!? Tipog ABCDEFGHIJ. KLMNOPQRS TUVWXYZ123 4567890{.;:,!? }(å. Tipo ABCDEFGHIJ KLMNOPQRS TUVWXYZ123"

Transcrição

1 ! Tipos Extra-texto ESTE GRUPO é formado pelos Tipos de letra que em inglês se designam por Display Types. A palavra extra, adquire neste caso o sentido da sua origem latina, que significa fora de. As Fontes que fazem parte deste grupo são extremamente eficazes quando aplicadas, por exemplo, em títulos, subtítulos, aberturas de capítulo, cabeçalhos, capitulares (letra de grandes dimensões presente no início do capitulo), anúncios, letreiros, cartazes, posters ou sinalética, porque é nestas situações que elas demonstram todo o seu poder chamativo. São Tipos desenhados para captar a atenção do leitor que, pelas suas características físicas, não suportam ser compostos em corpos menores que 14 pontos, pois nestes casos as letras perdem todos os seus detalhes (e carácter), transformando se em borrões. Além de serem praticamente ilegíveis quando reduzidos a corpos de texto (9 a 13 pontos), muitos dos Tipos Extra-texto não contêm caracteres caixa-baixa (ou letras minúsculas), o que dificulta ainda mais a sua leitura. Quando correctamente utilizados, os Tipos Extra-texto são os elementos mais poderosos num objecto gráfico, dando maior interesse, impacto visual, variedade e coesão ao conjunto. 75

2 Engravers MT 1899: Robert Wiebking Tip ABCDEFGH IJKLMNOP QRSTUVW XYZ {.;:,!? }(åçèíñöû) $ %& ß*-+=/>] Felix Titling 1463: Felice Feliciano Tipog KLMNOPQRS TUVWXYZ {.;:,!? } # $ %&ß* -+=/>] Perpetua Titling 1931: Eric Gill light bold Tipo KLMNOPQRS TUVWXYZ {.;:,!? }(å $ %&ß*-+=/>] 76 GUIA DE TIPOS

3 Tipog KLMNOPQRS TUVWXYZab cdefghijklm nopqrstuvw xyz {.;:,!? }(åçè $ %&ß*-+=/>] AaBbCcDdE Copperplate Gothic 1905: Frederic W. Goudy, Clarence Marder light bold Tipog Elephant 1992: Matthew Carter ABCDEFGH IJKLMNOP QRSTUVWX YZabcdefghij klmnopqrstu vwxyz {.;:,!? }( $ %&ß*- +=/>] AaBbCcDdE regular italic TIPOS EXTRA-TEXTO 77

4 Modern No : Stephenson Blake Tipogr KLMNOPQRST UVWXYZabcde fghijklmnopqrst uvwxyz {.;:,!? }(åçèíñö $ %&ß *-+=/>] Broadway 1925: Morris Fuller Benton Tipog KLMNOPQRS TUVWXYZab cdefghijklm nopqrstuvw xyz {.;:,!? }( $ %&ß*-+=/>] 78 GUIA DE TIPOS

5 Tipogr Britannic Bold 1905: Stephenson Blake KL MNOPQRSTUVW XYZabcdefghijk lmnopqrstuvw xyz {.;:,!? }(åçèí $ %&ß*-+=/>] Tipografi Haettenschweiler N/a KLMNOPQ RSTUVWXYZabcdefgh ijklmnopqrstuvwxyz {.;:,!? }(å $ %& ß*-+=/>] TIPOS EXTRA-TEXTO 79

6 Impact 1965: Geoffrey Lee Tipogr KLMN OPQRSTUVWXYZa bcdefghijklmnop qrstuvwxyz {.;:,!? }(åçè $ %& ß*-+=/>] Placard Condensed 1937: Monotype Tipografia KLMNOPQRS TUVWXYZabcdefghijklm nopqrstuvwxyz {.;:,!? }(åçèíñöû $ %&ß*-+ =/>] Bernard MT Condensed 1926: Monotype (Lucian Bernhard, 1912) Tipogra KLMN OPQRSTUVWXYZab cdefghijklmnopq rstuvwxyz {.;:,!? }(åç $ %&ß*-+=/>] 80 GUIA DE TIPOS

7 Tipografia Gloucester MT Extra Condensed 1896: Bertram Goodhue KLMNOPQ RSTUVWXYZabcdefghijk lmnopqrstuvwxyz {.;:,!? }(åçèíñ $ %&ß*- +=/>] Tipográfica Onyx 1937: Gerry Powell KLMNOPQRSTU VWXYZabcdefghijklmnopqrst uvwxyz {.;:,!? }(å $ %&ß*-+ =/>] Tipográfica Niagara 1994: Tobias Frere-Jones KLMNOPQRSTUVW XYZabcdefghijklmnopqrstuvw xyz {.;:,!? }(åçèíñ $ %&ß*-+=/>] AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMm solid engraved TIPOS EXTRA-TEXTO 81

8 Arial Rounded MT : Robin Nicolas, Patricia Saunders Tipog K LMNOPQRSTU VWXYZabcdef ghijklmnopqrst uvwxyz {.;:,!? }(å $ %&ß*-+=/>] OCR A Extended 1968: Adrian Frutiger USA Bureau of Standards Tipog KL MNOPQRSTUVWX YZabcdefghij klmnopqrstuv wxyz {.;:,!? } $ %&ß*- +=/>] 82 GUIA DE TIPOS

9 Tipogr KL MNOPQRSTUVW XYZabcdefghijkl mnopqrstuvwxy z {.;:,!? $ %&ß*-+=/>] AaBbCcDdEeFf AaBbCcDdEeFf Berlin Sans FB 1992: David Berlow (Lucian Bernhard) regular bold demibold Tipograficame Gradl M.J. Gradl KLMNOPQRSTUV WXYZabcdefghijklmnopqrstuvwx yz {.;:,!? $ %&ß*-+=/>] TIPOS EXTRA-TEXTO 83

10 Poor Richard Paul Hickson (Keystone Type Foundry, 1919) Tipogra K LMNOPQRSTU VWXYZabcdefg hijklmnopqrstu vwxyz {.;:,!? }(åçèíñö $ % &ß*-+=/>] Cooper Black 1921: Oswald Bruce Cooper Tipog KLMNOPQRS TUVWXYZabc defghijklmno pqrstuvwxyz {.;:,!? }(åçèíñö $ % &ß*-+=/>] 84 GUIA DE TIPOS

11 Tipogr Bauhaus : Microsoft KL MNOPQRSTUVW XYZabcdefghijk lmnopqrstuvwx yz {.;:,!? }(åçèíñ $ %& ß*-+=/>] TIPOS EXTRA-TEXTO 85

12 86 GUIA DE TIPOS

Cowboy. byte ARMY. Mexico. Tipos Fantasia ou Decorativos

Cowboy. byte ARMY. Mexico. Tipos Fantasia ou Decorativos ! Tipos Fantasia ou Decorativos POR EXCLUSÃO de partes, os Tipos pertencentes a este grupo são todos os constituídos por caracteres do alfabeto latino, que não se inserem nos grupos anteriores. Eles são

Leia mais

I J S T. Tipos Manuscritos I J S T I J S T I J S T

I J S T. Tipos Manuscritos I J S T I J S T I J S T ! Tipos Manuscritos ESTE GRUPO inclui todos os Tipos de letra que parecem ter sido escritos à mão, com o auxílio de uma caneta-de-aparo, um pincel, um lápis ou uma pena, por exemplo. Nele podemos encontrar

Leia mais

T T. Tipos de Texto. com patilhas sem patilhas

T T. Tipos de Texto. com patilhas sem patilhas ! Tipos de Texto ESTES TIPOS de letra são, como o próprio nome indica, para ser aplicados na composição de grandes quantidades de texto. São caracterizados pela sua grande legibilidade, por serem os que

Leia mais

Como inserir um símbolo?

Como inserir um símbolo? ! Símbolos OS SÍMBOLOS, ou Dingbats em inglês, são Fontes não constituídas por letras do alfabeto latino. Elas são colecções de desenhos gráficos que incluem setas, círculos, quadrados, sinais, ornamentos,

Leia mais

Manual de Identidade Visual Corporativa

Manual de Identidade Visual Corporativa Manual de Identidade Visual Corporativa SUMÁRIO A Marca Cores 3 Aplicações 5 Slogan 8 Área de reserva 10 Versão P&B 12 Aplicações incorretas 14 Tipografia Estilos e padrões 16 CORES E PADRÕES 3 CORES A

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Este Manual, visa estabelecer e consolidar a identidade das marcas das empresas do GRUPO NETT, através de um conjunto de recomendações e especificações de normas essenciais. Seguir

Leia mais

Como técnica de apresentação

Como técnica de apresentação STORYTELLING...... Como técnica de apresentação Prof. André Luiz Cunha Reflexão ELEVADOR V & PESQUISA Apresentação Naturalidade Mato Grosso do Sul Pantanal Fronteiras internacionais Apresentação Formação

Leia mais

KIT NORMAS BÁSICAS DE IDENTIDADE

KIT NORMAS BÁSICAS DE IDENTIDADE A celebração do Centenário do Instituto Superior Técnico, em 2011, assinalou um marco histórico numa instituição que mantém as suas tradições e valores intactos, projetando-os no futuro de um mundo globalizado

Leia mais

APRESENTAÇÃO. A identidade visual da Virada da Saúde foi desenvolvida para expressar o conceito do evento.

APRESENTAÇÃO. A identidade visual da Virada da Saúde foi desenvolvida para expressar o conceito do evento. APRESENTAÇÃO A identidade visual da Virada da foi desenvolvida para expressar o conceito do evento. urbanidade e saúde qualidade de vida do homem sustentabilidade como promoção de saúde protagonismo pertencimento

Leia mais

Guia. Métodos para o uso das Fontes de PC. Miguel Sousa. Outubro 2002

Guia. Métodos para o uso das Fontes de PC. Miguel Sousa. Outubro 2002 Guia de Métodos para o uso das Fontes de PC Miguel Sousa Outubro 2002 O presente Guia foi realizado no âmbito do Estágio Curricular, referente ao 5. ano do Curso Superior de Tecnologia e Artes Gráficas

Leia mais

IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE NORMAS BÁSICO. Partir de uma ideia para um novo valor.

IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE NORMAS BÁSICO. Partir de uma ideia para um novo valor. Partir de uma ideia para um novo valor. 01 A FUNÇÃO DO MANUAL A criação da identidade visual da Coimbra Criativa e Empreeendedora tem por base um sistema de aplicações coerente, organizado e bem definido.

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS CONTEÚDOS 01 RENOVAÇÃO DA MARCA 02 CONSTRUÇÃO DA MARCA 03 DIMENSÕES MÍNIMAS MARGEM MÍNIMA DE SEGURANÇA 04 05 06 CORES COMPORTAMENTOS SOBRE FUNDOS TIPOGRAFIA E RESPETIVOS ESTILOS

Leia mais

seguros IASA manual de identidade visual

seguros IASA manual de identidade visual manual de identidade visual Sumário A marca Sobre a Marca... 03 Assinaturas da Marca... 04 Versões da Marca... 05 Padrão Cromático... 06 Mallha Construtiva... 07 Limite de Redução... 08 Área de Proteção...

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 1. MARCA Definições de Interesse... 03 Conceito... 04 Desenho... 06 Cores... 07 Tipografia... 08 Uso Incorreto da Marca... 09 Redução da Marca... 10 Versões Monocromáticas...

Leia mais

manual de INDENTIDADE VISUAL Curso de Design Turma 3VX Caroline Menezes de Cabral (9110031) e Leandro Ap. de Souza (9110042)

manual de INDENTIDADE VISUAL Curso de Design Turma 3VX Caroline Menezes de Cabral (9110031) e Leandro Ap. de Souza (9110042) manual de INDENTIDADE VISUAL ÍNDICE MANUAL DE INDENTIDADE VISUAL Criação e Desenvolvimento Caroline Menezes de Cabral Leandro Ap. de Souza Orientação Linda Professora Eleida Perfeita 01 Apresentação 02

Leia mais

Índice. Manual de Identidade Visual - Grupo Villela. 1.0 Introdução. 2.0 Definições Básicas. 3.0 Tipografia. 4.0 Cores e Reprodução

Índice. Manual de Identidade Visual - Grupo Villela. 1.0 Introdução. 2.0 Definições Básicas. 3.0 Tipografia. 4.0 Cores e Reprodução - Grupo Villela Índice 1.0 Introdução 2.0 Definições Básicas 3.0 Tipografia 4.0 Cores e Reprodução 5.0 Materiais de Expediente Este manual se encontra no formato PDF e deve ser visualizado no programa

Leia mais

Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca

Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca Manual de Identidade Visual - 1 Um projeto de identidade visual tem o propósito de desenvolver a marca e os elementos gráficos que constituem

Leia mais

TELEATLANTIC GUIA DE REFERÊNCIA. Manual de Identidade Visual MONITORIA DE ALARMES 24H

TELEATLANTIC GUIA DE REFERÊNCIA. Manual de Identidade Visual MONITORIA DE ALARMES 24H MONITORIA DE ALARMES 24H Manual de Identidade Visual GUIA DE REFERÊNCIA 2013 INTRODUÇÃO Página 3 Uma marca é facilmente compreendida quando sua identidade visual é bem definida, ou seja, tem fácil reconhecimento.

Leia mais

Manual de Identidade Visual. 1 iuni Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual. 1 iuni Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 1 iuni Manual de Identidade Visual SUMÁRIO iuni Manual de Identidade Visual 2 Sumário 1. 2. 3. 4. 5. 6. A Marca Versão preferencial - VP Dimensões preferenciais Marca p&b Cores

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS A criação da identidade visual da ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários, tem por base um sistema de aplicações coerente, organizado e bem definido. O manual de identidade

Leia mais

P.PORTO POLITÉCNICO DO PORTO MANUAL DE IDENTIDADE REGRAS BÁSICAS PARA UTILIZAÇÃO DA MARCA RUI MENDONÇA DESIGN 2015

P.PORTO POLITÉCNICO DO PORTO MANUAL DE IDENTIDADE REGRAS BÁSICAS PARA UTILIZAÇÃO DA MARCA RUI MENDONÇA DESIGN 2015 P.PORTO POLITÉCNICO DO PORTO MANUAL DE IDENTIDADE REGRAS BÁSICAS PARA UTILIZAÇÃO DA MARCA RUI MENDONÇA DESIGN 2015 LOGÓTIPO/ MARCA Para uma comunicação eficaz, é fundamental utilizar o logótipo segundo

Leia mais

Manual de Identidade

Manual de Identidade Manual de Identidade Manual de Identidade Índice Apresentação... 02 Logomarca... 03 Reserva de integridade... 04 Variações... 05 Reduções... 06 Cores... 07 Preto e Branco... 08 Usos incorretos... 09 Tipografia...

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução Este é o manual de identidade visual da GTB do Brasil. Ele traz importantes informações sobre como deve ser utilizada a marca e o logotipo. Como o próprio nome sugere,

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual ÍNDICE 1. Marca 1.1 Apresentação 1.2 Versões de assinatura 1.2.1 Recomendações 1.3 Negativo e positivo 1.4 Escala de cinza 1.5 Versão não cromia 1.6 Área de proteção 1.7 Redução

Leia mais

MANUAL DE MARCA PPT DESIGN

MANUAL DE MARCA PPT DESIGN MANUAL DE MARCA 1 PPT DESIGN INTRODUÇÃO Pedra Papel e Tesoura - Jokenpô! Este jogo foi a inspiração para a criação da PPT Design, uma agência experimental inovadora até no nome. Se o cliente nos apresenta

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 02 01. O MANUAL O objetivo deste manual é garantir, através do cumprimento de suas normas, que as aplicações referentes a sua identidade visual sejam feitas de forma correta,

Leia mais

MNAC Identidade Visual Descrição dos trabalhos desenvolvidos. Identidade Visual Logótipo Tipografia

MNAC Identidade Visual Descrição dos trabalhos desenvolvidos. Identidade Visual Logótipo Tipografia MNAC Identidade Visual Descrição dos trabalhos desenvolvidos Identidade Visual Logótipo Tipografia Aplicações Sinalética Exterior Sinalética Interior Estacionário Materiais de Comunicação Website 2 3 IDENTIDADE

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Este manual também pode ser visualizado em Adobe Acrobat 8.0 arquivo PDF para Windows ou OSX. Recomendamos o download do arquivo e visualizá-lo em seu desktop. Todas as itens

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Apresentação A marca é o maior patrimônio de uma empresa. Nela estão depositadas toda sua força e história. A forma como você escreve essa marca, acrescentando características

Leia mais

Cursos Profissionais. Prova de Aptidão Profissional

Cursos Profissionais. Prova de Aptidão Profissional Escola Secundária de S. João do Estoril Cursos Profissionais Normas para a apresentação do relatório Professora Orientadora: Apresentação As normas que se apresentam têm por objectivo uniformizar a apresentação

Leia mais

DESIGN Curso de Design de Comunicação / Curso de Design de Animação e Multimédia LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ANTES DE INICIAR A PROVA

DESIGN Curso de Design de Comunicação / Curso de Design de Animação e Multimédia LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ANTES DE INICIAR A PROVA DESIGN Curso de Design de Comunicação / Curso de Design de Animação e Multimédia ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PARA MAIORES DE 23 ANOS Ano lectivo: 2014/2015 Data: 16 de Junho de 2014 Duração: 3h00m Valor

Leia mais

Manual da Marca ELEMENTOS BASE DA IDENTIDADE VERSÃO 1.O 2015

Manual da Marca ELEMENTOS BASE DA IDENTIDADE VERSÃO 1.O 2015 Manual da Marca ELEMENTOS BASE DA IDENTIDADE VERSÃO 1.O 2015 O LOGÓTIPO O Museu Nacional dos Coches conserva e expõe uma notável colecção de viaturas, do século XVII aos finais do século XIX, num espaço

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual > / Rio de Janeiro'1999 Introdução > A manutenção da Identidade Visual criada para a RADE depende da aplicação correta e consistente da Marca, Logomarca, Cores e Tipografias.

Leia mais

Entendendo as fontes. Imprimindo Fontes residentes. Manuseio do papel. Manutenção. Solucionando problemas. Administração. Índice

Entendendo as fontes. Imprimindo Fontes residentes. Manuseio do papel. Manutenção. Solucionando problemas. Administração. Índice Fontes residentes 1 A impressora está equipada com fontes residentes armazenadas permanentemente na memória da impressora. Fontes diferentes estão disponíveis em emulações PCL 6 e PostScript 3. Alguns

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 6. IDENTIDADE VISUAL...2 6.1. MARCA... 2 6.1.1 Apresentação... 2 6.1.2 Cores Institucionais... 3 6.1.3 Família Tipográfica... 4 6.1.4 Reprodução da Marca... 5 6.1.5 Usos Incorretos... 6 6.1.6 Redução

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Manual de Aplicação

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Manual de Aplicação Manual de Aplicação Outubro de 2011 A Marca A identidade visual do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IF) foi construída sobre a ideia do homem, integrado e funcional. A marca deve ser

Leia mais

COMUNIQUE A SUA CERTIFICAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO PARA AS EMPRESAS. PARA AS PESSOAS. SF127 MAR.13

COMUNIQUE A SUA CERTIFICAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO PARA AS EMPRESAS. PARA AS PESSOAS. SF127 MAR.13 COMUNIQUE A SUA CERTIFICAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA MARCA DE CERTIFICAÇÃO PARA AS EMPRESAS. PARA AS PESSOAS. Sumário 1 Introdução 2 Política do Bureau Veritas Certification 3 As Marcas de Certificação

Leia mais

Manual de Identidade Normas Básicas

Manual de Identidade Normas Básicas Manual de Identidade Normas Básicas Este manual contém as normas base para a correcta aplicação e utilização da nossa identidade. As ferramentas principais são a Marca, o Símbolo e a Tipografia, que constituem

Leia mais

Manual de Normas Gráficas

Manual de Normas Gráficas Manual de Normas Gráficas Introdução Este manual de normas gráficas constitui um guia dos elementos da identidade visual da, bem como, as respectivas normas para a sua correcta utilização e reprodução,

Leia mais

21 UNIFORMES SUMÁRIO. PARA COMEÇAR A CONVERSA Momento de transição. Mudança para simplificar Conheça o novo logo Versões do logo

21 UNIFORMES SUMÁRIO. PARA COMEÇAR A CONVERSA Momento de transição. Mudança para simplificar Conheça o novo logo Versões do logo SUMÁRIO 3 8 14 21 PARA COMEÇAR A CONVERSA Momento de transição. Mudança para simplificar Conheça o novo logo Versões do logo APLICAÇÕES DA MARCA Área de não-interferência Tamanho mínimo Assinatura conjunta

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual ÍNDICE 1. IDENTIDADE VISUAL 1.1 Área de proteção... 4 1.2 Limite de redução... 5 1.3 Marca Original... 6 1.3.1 Versão a traço... 7 1.3.2 Versão negativa... 8 1.6.1 Assinatura

Leia mais

Manual de Normas Gráficas. namorar portugal all about love

Manual de Normas Gráficas. namorar portugal all about love Manual de Normas Gráficas namorar portugal all about love 03 namorar portugal all about love 04 Índice 05 cumprimento de regras logótipo conceito logomarca identidade corporativa economato possíveis aplicações

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Índice Introdução... A Marca... Grid de Construção... Campo de Proteção... Reduções Máximas... Aplicação com Marcas Adjuntas... Aplicação com Slogan Institucional... Grid de

Leia mais

Biblioteca Virtual em Saúde Manual de Identidade Visual

Biblioteca Virtual em Saúde Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Julho 2014 BIREME OPAS OMS Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde Departamento de Gestão do Conhecimento, Bioetica e Pesquisa (KBR) Logo - BVS

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Este manual foi elaborado com a finalidade de orientar a aplicação da marca da Compugraf em peças gráficas impressas e digitais. Para tanto, contém normas técnicas de uso do

Leia mais

Projeto Grafar. Temperando com Tipos. Beatriz Ramos Pedro Neto Pedro Salles Aura Rosa Leidson Pereira Paulo Machado Alessandra De Martino

Projeto Grafar. Temperando com Tipos. Beatriz Ramos Pedro Neto Pedro Salles Aura Rosa Leidson Pereira Paulo Machado Alessandra De Martino Projeto Grafar Temperando com Tipos Beatriz Ramos Pedro Neto Pedro Salles Aura Rosa Leidson Pereira Paulo Machado Alessandra De Martino Introdução O Projeto O nosso projeto para a revista Menu foi pensado

Leia mais

serifa inclinada TIMES serifa

serifa inclinada TIMES serifa TIPOLOGIA NA WEB CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS Com Serifa Serifa é uma haste perpendicular que termina os principais traços de algumas letras. Este recurso facilita a leitura de textos impressos, aglutiando

Leia mais

Manual de Identidade Visual Universidade do Algarve

Manual de Identidade Visual Universidade do Algarve Manual de Identidade Visual Universidade do Algarve 1 índice 4 6 8 10 12 14 16 22 26 28 30 32 33 33 34 42 58 62 64 66 apresentação identidade verbal identidade visual tipografia logotipo / símbolo / marca

Leia mais

TIPOGRAFIA LEVE PESADO

TIPOGRAFIA LEVE PESADO TIPOGRAFIA Tipografia é o emprego de elementos gráficos que podem ser utilizados na escrita (letras, números, rabiscos, símbolos) para se construir uma mensagem visual - seja ela compreensível ou não.

Leia mais

manual de identidade visual Cremer

manual de identidade visual Cremer manual de identidade visual Cremer 2 A marca Cremer apresenta sua nova identidade visual. A percepção dos em contato com a nova logomarca dependerá da máxima clareza e coerência na sua forma de aplicação.

Leia mais

Disciplina de Aplicações Informáticas B. Subunidade 2: Texto. Professor: Miguel Candeias Aluno: Francisco Cubal, nº11 12ºA

Disciplina de Aplicações Informáticas B. Subunidade 2: Texto. Professor: Miguel Candeias Aluno: Francisco Cubal, nº11 12ºA Disciplina de Aplicações Informáticas B Subunidade 2: Texto Professor: Miguel Candeias Aluno: Francisco Cubal, nº11 12ºA Ano lectivo 2010/2011 1. Formatação de Texto 1.1. Conjunto de Caracteres ASCII Unicode

Leia mais

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET Como Começar? Criação Páginas Apresentação Etapas Como começar Para que um site tenha sucesso é necessário um correcto planeamento do mesmo. Todos os aspectos de desenho de um site devem ser pensados de

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Versão 04 - publicado em 12/junho/2013.

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Versão 04 - publicado em 12/junho/2013. MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Versão 04 - publicado em 12/junho/2013. Marca Introdução A marca da nossa empresa tem vida: ela reflete nossos valores, cultura e imagem. Por isso, o respeito na aplicação da

Leia mais

Manual de Uso da Marca INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Manual de Uso da Marca INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA Manual de Uso da Marca Marca A identidade visual do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IF) foi construída sobre a ideia do homem, integrado e funcional. A marca deve ser preservada e

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO 1 INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo a unificação da logomarca PDE Plano de Desenvolvimento da Educação a partir da construção de uma identidade visual mais forte.

Leia mais

I ntrodução. Todas as versões e aplicações que não estiverem aqui contempladas devem ser submetidos à aprovação prévia.

I ntrodução. Todas as versões e aplicações que não estiverem aqui contempladas devem ser submetidos à aprovação prévia. I ntrodução O símbolo-logotipo do LNEG é a face visível da sua identidade. Este manual tem como objectivo definir um conjunto de regras e recomendações que garantam uma aplicação correcta dessa marca.

Leia mais

Comércio Eletrônico Curso de Especialização SEBRAE

Comércio Eletrônico Curso de Especialização SEBRAE Comércio Eletrônico Curso de Especialização A N A L I S T A DE N E G Ó C I O Apoio Realização SEBRAE 1 WEB DESIGN Módulo 2 NatãMorais de Oliveira 2 Objetivo Treinar o Analista de Negócio no planejamento

Leia mais

Manual de Fontes NPD4504-00 PT

Manual de Fontes NPD4504-00 PT NPD4504-00 PT Índice de Conteúdo Direitos de Autor e Designações Comerciais Capítulo 1 Trabalhar com Fontes Epson BarCode Fonts (apenas em Windows).... 5 Requisitos de sistema... 6 Instalar as Epson BarCode

Leia mais

CENTRO DE HISTÓRIA DA ARTE E INVESTIGAÇÃO ARTÍSTICA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

CENTRO DE HISTÓRIA DA ARTE E INVESTIGAÇÃO ARTÍSTICA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS CYMK (coated euro) PANTONE (solid mate) RGB C 0% M 0% Y 0% K 10 0% C 0% M 0% Y 0% K 50% Pantone Black M 100% Pantone Black M 50% R 0% G 0% B 0% R 156% G 156 % B 156% UNIVERSO

Leia mais

alcuni blog e siti di tipografia algum blog e dominios da tipográfia

alcuni blog e siti di tipografia algum blog e dominios da tipográfia alcuni blog e siti di tipografia algum blog e dominios da tipográfia Italiano: Giò Fuga Type blog http://blog.giofugatype.com Progetto Italic http://www.progetto-italic.org/?feed=atom Type Tour Italia

Leia mais

Manual de Fontes NPD4628-00 PT

Manual de Fontes NPD4628-00 PT NPD4628-00 PT Índice de Conteúdo Direitos de Autor e Designações Comerciais Capítulo 1 Trabalhar com Fontes Epson BarCode Fonts (apenas em Windows).... 5 Requisitos de sistema... 6 Instalar as Epson BarCode

Leia mais

Guia De Preparação Da Dissertação

Guia De Preparação Da Dissertação 2012/2013 Guia De Preparação Da Dissertação Direção Académica 1. ESTRUTURA E FORMATO DA DISSERTAÇÃO A dissertação, redigida em Língua Portuguesa ou em Língua Inglesa (e apenas em uma das línguas), deverá

Leia mais

REVESTIMENTOS DE ALTO DESEMPENHO. Manual de Identidade Visual

REVESTIMENTOS DE ALTO DESEMPENHO. Manual de Identidade Visual SUMÁRIO 1.0 A MARCA 03 3.0 Aplicações 17 1.1 Introdução 1.2 Apresentação da marca 1.3 Padrão cromático gradiente 1.4 Padrão cromático alternativa 1.5 Padrão tipográfico 1.6 Marca em tons de cinza / p&b

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual rede de atenção À urgência Manual de Identidade Visual Versão 1.0 / Abr. 2012 As marcas do sus Introdução O Ministério da Saúde, por meio do SUS (Sistema Único de Saúde), presta inúmeros serviços à população

Leia mais

FACULDADE DE COLIDER- FACIDER

FACULDADE DE COLIDER- FACIDER 1 FACULDADE DE COLIDER- FACIDER ELABORAÇÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO (ARTIGO, RESENHA e RESUMO) Reelaborado em 2012/2 Profa.Naira J. Neves de Brito COLIDER MT 2012 2 SUMARIO 1 ARTIGO... 3 1.1 Estrutura de

Leia mais

DA LETRA MANUAL PARA A LETRA VETOR: UMA ANÁLISE TIPOGRÁFICA NAS OBRAS DOS QUADRINISTAS ADÃO ITURRUSGARAI E MAURICIO DE SOUSA

DA LETRA MANUAL PARA A LETRA VETOR: UMA ANÁLISE TIPOGRÁFICA NAS OBRAS DOS QUADRINISTAS ADÃO ITURRUSGARAI E MAURICIO DE SOUSA ISSN 2358-2138 DA LETRA MANUAL PARA A LETRA VETOR: UMA ANÁLISE TIPOGRÁFICA NAS OBRAS DOS QUADRINISTAS ADÃO ITURRUSGARAI E MAURICIO DE SOUSA Estela Mendes Ribeiro 1 ESPM-SP Prof.Dr. Marcos Corrêa de Mello

Leia mais

Diferente do desespero e da angústia que a obra passa, o grito do KIAI DESIGN representa um grito de idéias, o momento do insight.

Diferente do desespero e da angústia que a obra passa, o grito do KIAI DESIGN representa um grito de idéias, o momento do insight. MANUAL DE USO DA MARCA APRESENTAÇÃO O NOME DO ESTÚDIO en er KIAI significa o grito dos samurais, o espírito de luta e concentração que é a gi ki emanado dos guerreiros. E é neste espírito que o estúdio

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual sumário 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 apresentação marca principal marca secundária construção do símbolo proporções área de

Leia mais

Manual Visual de Placas de Obras

Manual Visual de Placas de Obras Manual Visual de Placas de Obras Sumário Finalidade e Aplicações... 3 Padrão Geral das Placas Quadrante Superior... 4 Exemplificação de Cálculo... 5 Padrão de Tamanho de Corpo para Título... 6 Padrão de

Leia mais

MANUAL BÁSICO. Aplicação da logomarca

MANUAL BÁSICO. Aplicação da logomarca MANUAL BÁSICO Aplicação da logomarca 01. Introdução Somos uma Organização com origem brasileira e presença global. E para levar consistência para a nossa marca e torná-la cada vez mais admirável no mundo,

Leia mais

Manual de uso da marca da 1ª Conferência Nacional sobre Transparência e Controle Social

Manual de uso da marca da 1ª Conferência Nacional sobre Transparência e Controle Social Manual de uso da marca da 1ª Conferência Nacional sobre Transparência e Controle Social Manual de uso da marca da 1ª Conferência Nacional sobre Transparência e Controle Social Apresentação... 3 Marca e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE Manual de Identidade Visual UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE INTRODUÇÃO A Universidade Federal de Pernambuco apresenta - através do Bureau de Design da Pró-Reitoria de Extensão - o projeto de Redesign

Leia mais

Brandbook Manual de Identidade Corporativo Ensino Soluções Educacionais Tecnologia Gráfica Cultura e Entretenimento Anexos

Brandbook Manual de Identidade Corporativo Ensino Soluções Educacionais Tecnologia Gráfica Cultura e Entretenimento Anexos Brandbook 1. 4 Estratégias da Marca 1.1 Posicionamentos de Marca Missão e Visão Missão Trabalhar para a formação de um ser humano melhor, capaz de construir um mundo melhor. Atingir esse ideal pela educação

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 5 Apresentação da Marca A marca completa, com slogan, deve ser a versão utilizada preferencialmente. Já a versão marca simplificada, sem o slogan, só será utilizada quando não

Leia mais

Manual de aplicação de marcas

Manual de aplicação de marcas Manual de aplicação de marcas Índice geral 1. Padrões institucionais 1.1 Cores 1.2 Tipografia 1.3 Usos proibidos 2. Marcas 2.1 Claro 2.2 Pictogramas 2.3 Claro hdtv 2.3.1 Claro hdtv vertical 2.4 Claro fio

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL FEV 2013

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL FEV 2013 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL FEV 2013 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO MARCA: APLICAÇÃO MARCA: VARIAÇÕES DE COR MARCAS: MATERIAIS PROMOCIONAIS MARCAS: MUSEU E GOVERNO DO ESTADO DIVULGAÇÃO: PADRONIZAÇÕES DIVULGAÇÃO:

Leia mais

Os caracteres de escrita

Os caracteres de escrita III. Caracteres de Escrita Os caracteres de escrita ou letras técnicas são utilizadas em desenhos técnicos pelo simples fato de proporcionarem maior uniformidade e tornarem mais fácil a leitura. Se uma

Leia mais

Manual de Normas Gráficas. COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade

Manual de Normas Gráficas. COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade Manual de Normas Gráficas COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade > Índice A Marca 05 Identidade 06. Logótipo 08. Versões 09. Margem de Segurança 10. Dimensão Mínima 11. A Cor 12 Suportes

Leia mais

José Carlos Grubisich Presidente

José Carlos Grubisich Presidente Manual de Identidade Visual Apresentação Maio de 2002 É com grande satisfação que anunciamos o lançamento da Braskem, a maior petroquímica da América Latina e uma das cinco maiores empresas nacionais de

Leia mais

MANUAL DE EMBALAGENS DE MEDICAMENTOS

MANUAL DE EMBALAGENS DE MEDICAMENTOS MANUAL DE EMBALAGENS DE MEDICAMENTOS Ministério da Saúde 1 MANUAL Medicamentos 205x180.indd 1 1/26/12 6:45 PM 2 Manual de Identidade Visual para Embalagens MANUAL Medicamentos 205x180.indd 2 sumário medicamentos

Leia mais

Normas para a elaboração da dissertação de Mestrado

Normas para a elaboração da dissertação de Mestrado 2.2 Normas para a elaboração da dissertação de Mestrado 1 A dissertação de mestrado deverá obedecer às seguintes normas: a) Pode ser escrita em português ou em inglês. b) Não pode exceder as 80 páginas

Leia mais

Design de Comunicação III

Design de Comunicação III Design de Comunicação III Curso de Design de Comunicação Escola Superior de Educação e Comunicação Universidade do Algarve Docente Joana Lessa * Princípios Tipográficos (A partir da obra "The Elements

Leia mais

ÍNDICE. Logotipo e assinatura 4. Cores 6. Comportamento sobre fundos 8. Utilizações incorrectas 10. Formato mínimo 12. Tipografia 14.

ÍNDICE. Logotipo e assinatura 4. Cores 6. Comportamento sobre fundos 8. Utilizações incorrectas 10. Formato mínimo 12. Tipografia 14. m a n u a l d e i d e n t i d a d e ÍNDICE Logotipo e assinatura 4 Cores 6 Comportamento sobre fundos 8 Utilizações incorrectas 10 Formato mínimo 12 Tipografia 14 Estacionário 16 Manual Básico de Identidade

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual rede de atenção básica Manual de Identidade Visual As marcas do sus Introdução O Ministério da Saúde, por meio do SUS (Sistema Único de Saúde), presta inúmeros serviços à população e suas novas redes foram

Leia mais

Manual de Padronização

Manual de Padronização Manual de Padronização das Marcas EBC e seus veículos Novembro de 2013 1. Marca da EBC 4 1.1 Reduções mínimas 5 1.2 Aplicações da marca 6 1.3 Tipografia 7 1.4 Cor da marca 8 1.5 Usos Indevidos 9 2. Marca

Leia mais

caderno de normas da marca inegi

caderno de normas da marca inegi caderno de normas da marca inegi identidade As pessoas reconhecem uma instituição pela sua identidade, o que significa que a identidade corporativa é como a face de uma pessoa. Pode ser amigável, interessante,

Leia mais

MANUAL MANUAL DE USO DA MARCA SELO SOLAR

MANUAL MANUAL DE USO DA MARCA SELO SOLAR MANUAL MANUAL DE USO DA MARCA SELO SOLAR ÍNDICE 01. Uso do Manual 02. Construção da marca 03. Área de proteção 04. Dimensão minima 05. Especificações Cromáticas 06. Uso em monocromia 07. Tipografia 08.

Leia mais

Referências bibliográficas:

Referências bibliográficas: Referências bibliográficas: - Tipos. Desenho e utilização de letras no projeto gráfico - Aldemar Pereira - Tipografia Digital - Priscila Farias - Planejamento Visual Gráfico - Milton Ribeiro - Projeto

Leia mais

Apresentação... 02. Introdução... 04. Marca... 05. Grid de construção... 06. Reserva de integridade... 07. Marca completa e simplificada...

Apresentação... 02. Introdução... 04. Marca... 05. Grid de construção... 06. Reserva de integridade... 07. Marca completa e simplificada... M a n u a l d e I d e n t i d a d e V i s u a l M a n u a l d e I d e n t i d a d e V i s u a l Manual de Identidade Visual Índice Apresentação................................... 02 Introdução.....................................

Leia mais

Manual de Identidade Visual UNIVERSIDADE FEDERAL

Manual de Identidade Visual UNIVERSIDADE FEDERAL Manual de Identidade Visual UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Sumário 03 Apresentação LOGOMARCA 04 Assinatura Principal 05 Assinaturas Alternativas 06 P&B e Negativo 07 Aplicação Sobre Imagem ou Fundo Colorido

Leia mais

Identidade Visual Condor Equipamentos Industriais/2014 Produtos Oxicombustíveis

Identidade Visual Condor Equipamentos Industriais/2014 Produtos Oxicombustíveis Guia de Identidade Visual Condor Equipamentos Industriais/2014 Linha Compl eta em Produtos Ox icombustívei s PRODUTOS PARA CORT E E SOLDA ESAB Grou p EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA Este manual traz as orientações

Leia mais

Caderno de Normas. Programa para a aplicação do Acordo Ortográfico

Caderno de Normas. Programa para a aplicação do Acordo Ortográfico Caderno de Normas do Acordo Ortográfico Assinatura O LOGÓTIPO e o SÍMBOLO são o resumo visual da uma identidade cooperativa. É o veículo que expressa a filosofia e a posição que deseja exercer sobre a

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Engenharia Licenciatura Engenharia e Gestão Industrial Unidade Curricular Algoritmia e Programação Semestre: 1 Nº ECTS: 6,0 Regente Prof. Vítor Pereira Assistente

Leia mais

Guia de Preparação da Dissertação

Guia de Preparação da Dissertação 2013/2014 Guia de Preparação da Dissertação Direção Académica A versão final da dissertação deve ser entregue apenas em suporte digital. 1. ESTRUTURA E FORMATO DA DISSERTAÇÃO A dissertação, redigida em

Leia mais

Notas para um encontro sobre Tipografia

Notas para um encontro sobre Tipografia Priscila Farias Notas para um encontro sobre Tipografia [Criação (design de tipos) e/ou utilização (design com tipos) de símbolos visíveis relacionados aos caracteres ortográficos e para-ortográficos da

Leia mais

MANUAL DE MARCA. SECÇÃO 1.1. Manual de Elementos Básicos

MANUAL DE MARCA. SECÇÃO 1.1. Manual de Elementos Básicos MANUAL DE MARCA SECÇÃO 1.1. Manual de Elementos Básicos 2 Bem-vindo. Este manual define um conjunto de regras e recomendações que garantem uma aplicação correta dos elementos básicos da identidade CRITICAL

Leia mais

Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011

Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011 Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011 Apresentação 3 Elementos da marca 4 Versões de uso preferencial 5 Cores 6 Aplicação em substrato metalizado 7 Versão degradê 8 Versões em P&B 9 Área de não interferência

Leia mais