UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA UM ESTUDO DE GOVERNANÇA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO BASEADO NO ITIL Por: Bruna Souza Alves Monteiro Orientador Prof. Mario Luiz Niterói 2012

2 2 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA UM ESTUDO DE GOVERNANÇA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO BASEADO NO ITIL Apresentação de monografia à AVM Faculdade Integrada como requisito parcial para obtenção do grau de especialista em Gestão Empresarial Por: Bruna Souza Alves Monteiro Niterói 2012

3 3 DEDICATÓRIA Dedico este trabalho ao meu querido esposo Mario Jorge Souza Lessa pelo seu amor e momentos de compreensão, e aos meus colegas de trabalho pelo incentivo. Por Bruna Souza Alves Monteiro

4 4 RESUMO Este trabalho vem explorar as melhores práticas no gerenciamento dos serviços de TI e busca explorar os novos conceitos da governança de TI e o que ela pode contribuir para melhorar o controle da qualidade e dos custos dos serviços. Nas últimas décadas com o avanço da tecnologia e o crescimento do mercado, as empresas precisaram se adequar e fazer um melhor uso dos seus recursos e processos. A governança de TI provém da governança corporativa, que passou a ter destaque depois dos escândalos financeiros de diversas empresas, em meados de 2002 sendo necessária a criação de leis e normas de regulamentação que levaram as empresas a adotarem uma gestão voltada para o controle, transparência e previsibilidade. A área de TI tornou-se fundamental para o crescimento das empresas, já que ela pode ajudar a aumentar o grau de controle e automação dos processos, e a partir daí melhorar a sua gestão.

5 5 METODOLOGIA A pesquisa pode ser classificada como sendo descritiva e explicativa, buscando conceituar e descrever as melhores práticas de uso da Tecnologia da Informação em uma organização, assim como descrever o ITIL que é um modelo de governança de TI. Nessa pesquisa será descrita de forma breve outros modelos de governanças de Ti. De acordo com Vergara (2000, p.47) este tipo de pesquisa tem como principal objetivo tornar algo inteligível justificar-lhe os motivos. Visa, portanto, esclarecer quais fatores contribui de alguma forma, para a ocorrência de determinado fenômeno." Quanto aos meios à pesquisa pode ser classificada como bibliográfica e os dados foram coletados, principalmente em livros e artigos de jornais, sendo também utilizado trabalhos monográficos e a Internet como base de pesquisa, assim como, livros disponíveis em alguns sites afim de enriquecer a coleta de dados Os dados foram tratados de forma qualitativa, buscando explorar de forma satisfatória os conceitos abordados na pesquisa. O método bibliográfico possui limitações na medida em que a pesquisa sofrerá a subjetividade de nossa interpretação.

6 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 08 6 CAPÍTULO I - A evolução da Tecnologia da Informação Histórico da utilização da Ti O Fator Humano e seu desenvolvimento Gestão e a sua evolução 15 CAPÍTULO II - Governança de Ti Conceito importante de Governança de Ti Gestão de Custos de Ti e Estratégia Modelos e melhores práticas de Governança de Ti Itil Cobit CMMI Gestão de Projeto PMBOK Prince 2 Projects in Controlled Envinoments Seis Sigma Segurança da Informação BS 7799,ISSO/IEC e ISO/IEC Balanced Scorecard Outros Modelos 29 CAPÍTULO III InformationTechnology Infrastructure Library ( ITIL) O que é ITII? Benefícios do ITIL Implantamento do ITIL Relacionamento do ITIL com outros modelos 37

7 CONCLUSÃO 40 7 BIBLIOGRAFIA 41

8 INTRODUÇÃO 8 Há algumas décadas, por volta dos anos 60 às empresas começaram a modificar seu modo de ver a TI, os processadores de dados (grandes computadores) tinham o papel de processar um volume maior de informações de forma mais rápida do que a humana. Eles começaram a serem utilizados numa tentativa de redução de custos e centralização das informações para a área administrativa e contábil das empresas. No capítulo I será mostrada a evolução da Ti e sua gestão, pois, hoje as empresas não sobrevivem sem o uso de tecnologia de informação, dentro da qual se tem o uso dos computadores como ferramentas poderosas para auxiliar tanto no desenvolvimento das tarefas organizacionais rotineiras como no alcance da vantagem competitiva e prestação de serviços. Também evidenciaremos sobre o fator humano e seu desenvolvimento para o uso adequado dos computadores, é necessário, além da tecnologia e recursos humanos qualificados, metodologias de planejamento e de desenvolvimento de sistemas que atendam às expectativas da organização. Os profissionais precisaram se adequar às novas práticas do mercado, buscando através de treinamentos a visão geral do negócio para que, ao executar suas funções, ao mesmo tempo em que utilizassem seu conhecimento técnico para resolução de problemas viessem trazer benefícios para a estratégia de negócios das empresas. No capitulo II abordaremos o conceito de TI e os principais Modelos e melhores práticas de Governança de Ti que surgiu a partir da necessidade de uma maior transparência e previsibilidade dos resultados financeiros das empresas. E também, a partir da necessidade de gerenciamento da infraestrutura e serviços de TI. A adoção de metodologias de planejamento e de desenvolvimento de sistemas vieram de encontro à necessidade de se manter uma infra-estrutura de TI voltada para a estratégia das empresas. Hoje temos no mercado diversos modelos de melhores práticas no gerenciamento dos recursos tecnológicos que auxiliam os CIO s na difícil tarefa de gerenciar grande gama de recursos

9 9 tecnológicos. Sendo o seu maior desafio justificar os custos elevados do gerenciamento destes recursos. Com os escândalos ocorridos nos últimos anos em grandes empresas, o mercado como um todo começou a exigir mais das empresas, criando assim, uma corrida para adaptação às novas regras estabelecidas. As empresas adotaram práticas de governança de TI para atender as novas exigências, já que suas informações estão concentradas na tecnologia da informação. A partir daí desenharam seus processos de forma que ficasse mais fácil gerenciá-los e adaptá-los as constantes mudanças no mercado. No capítulo III será explicado a importância do ITIL, que vem de encontro às necessidades atuais das organizações em desenvolver um melhor gerenciamento dos seus serviços, sendo o melhor método para este fim. A entrega e o suporte aos serviços de forma apropriada e aderente aos requisitos do negócio são preocupações básicas do ITIL. Neste sentido a proposta desta pesquisa, é verificar através de diversos conceitos como as empresas podem adotar as melhores práticas da governança de TI e utilizá-las de forma estratégica buscando o alinhamento com os negócios, possibilitando um melhor gerenciamento da qualidade, custos e recursos tecnológicos.

10 CAPÍTULO I A EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 10 Ao longo dos anos as empresas investiram muito em novas descobertas tecnológicas que facilitassem a vida das pessoas. Com a Internet as empresas mudaram a forma de vender, num primeiro momento houve muita resistência e muitas empresas não tiveram sucesso ao utilizar a Internet como canal de vendas. Muitas empresas até fecharam as portas, ou criaram novas empresas para administrar a venda de seus produtos pela Internet, existe uma vantagem muita grande para o cliente. Abaixo segue um breve histórico dos acontecimentos que revolucionaram a vida das pessoas e das empresas no que diz respeito à tecnologia. Tabela 1 Evolução da Tecnologia da Informação ANO ACONTECIMENTO 1622 O matemático inglês William Oughtred desenvolve a primeira régua de cálculo O pesquisador francês Blaise Pascal cria a primeira calculadora O matemático inglês Charles Babbage projeta um computador mecânico, porém este não saiu do papel É criado o sistema binário pelo matemático inglês George Boole O norte-americano Herman Hollerith cria um processador de dados eletromecânico. O sistema usava cartões perfurados para inserir dados Nos Estados Unidos, o engenheiro eletricista Vannevar Bush desenvolve um computador usando válvulas de rádio Os engenheiros norte-americanos John William Mauchly e John Presper Eckart Jr desenvolvem o Eniac, o primeiro computador eletrônico. O Eniac foi desenvolvido para servir aos interesses

11 11 bélicos dos EUA na II Guerra Mundial. Serviu para fazer os cálculos no desenvolvimento da bomba atômica A empresa eletrônica Texas Instruments fabrica o transistor usando silício Surge, no MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts - o primeiro computador que utiliza transistores Douglas Engelbart patenteia o mouse Paul Baran, pesquisador norte-americano, projeta e cria a primeira rede de computadores interligada por fios A IBM desenvolve o Ramac 305, utilizando discos de memória com capacidade de 5 megabits Douglas Engelbart cria um sistema com mouse, teclado e janelas (windows) A Intel cria o MCS-4, primeiro microcomputador pessoal com o processador A empresa Atari cria o primeiro videogame com o jogo Pong Desenvolvem a linguagem Basic, primeira linguagem para microcomputadores,. As linguagens anteriores eram adequadas aos grandes e médios computadores Bill Gates e Paul Allen fundam a Microsoft Steve Wozniak e Steve Jobs projetam e desenvolvem o micro Apple I. No mesmo ano a dupla a Apple Computer Company A IBM lança o micro PC A Microsoft o sistema operacional Windows e o Word 1.0 (primeira versão do processador de textos) Tim Berners-Lee, pesquisador europeu cria a World Wide Web (WWW) que origina a Internet Linus Torvald lança o sistema operacional Linux com códigofonte aberto A empresa americana Microsoft lança o sistema operacional Windows 3.1. A nova versão do Windows incorpora tecnologias voltadas para a utilização de CD-Roms.

12 Surge o primeiro browser, o NCSA Mosaic A empresa de processadores Intel coloca no mercado o processador Pentium É criado o navegador de internet Netscape Navigator Chega ao mercando o Windows 95, trazendo incorporado o navegador Internet Explorer. É criada a linguagem Java pela Sun Microsystems Garri Kasparov, campeão mundial de xadrez, perde pra o computador Deep Blue da IBM Justin Fraenkel desenvolve o Winamp, programa utilizado para ouvir músicas no formato MP A Microsoft lança no mercado o Windows A Intel lança no mercado o processador Pentium III. Fonte: Sua pesquisa (site acessado em ) Há poucos anos atrás muitos empresas nem utilizavam a Tecnologia da Informação, que de acordo com Rezende e Abreu (2006, p. 79), pode ser conceituada como o conjunto dos recursos tecnológicos e computacionais para guarda de dados, geração e uso da informação e de conhecimentos. 1.1 Histórico da utilização da TI Abaixo segue um quadro com o resumo da utilização da TI: Década Características: Reinhard (1996) Brito (1997) 1960 Empresas se iniciam no uso de TI; Poucas opções tecnológicas (software e equipamentos); Processos de construção de aplicativos trabalhosos com pouco suporte de ferramentas; Necessidade de metodologias para atender demanda de forma rápida; Automação de rotinas manuais;

13 Escassez de mão-de-obra técnica; Desenvolvimento com caráter artesanal Aumento do impacto dos sistemas nas empresas; Analistas passam a considerar: conceitos de desenvolvimento organizacional, processo decisório, adoção de inovações, aprendizagem, interface humano computador, relacionamento entre profissionais de TI e Usuário; Estímulo à construção de sistemas de apoio à decisão Mudanças no ambiente externo das empresas; Terceirização, sistemas interorganizacionais; Arquitetura de sistemas; Desenvolvimento de sistemas considerandose aspectos econômicos, legais, políticos, culturais TI como centro da estratégia empresarial; Conhecimento como fonte de geração de valor. Fonte: Pacheco e Tait (2000, p. 99) 13 TI como recurso organizacional estratégico; Era do processamento de dados; Recursos de informática como instrumento de apoio aos negócios. Execução dos negócios passa a depender cada vez mais da aplicação da TI. TI assume caráter mais estratégico; TI proporciona a transformação dos negócios. O quadro utilizado por Pacheco e Tait (2000, p.99) resume a utilização da TI nas últimas décadas a partir do ponto de vista de Reinhard (1996) que destaca a utilização da TI e correspondente situação nas empresas, enquanto Brito (1997) traça um paralelo entre a TI e a sua relação com os negócios da empresa. As empresas iniciaram o trabalho de inserção da TI nos anos 60 e nos anos 90 já percebiam que a TI fazia parte da estratégia de negócio, sendo assim utilizada para geração de valor. 1.2 O fator humano e seu desenvolvimento A evolução tecnológica nas empresas depende do fator essencial para a geração de valor em qualquer empresa: o fator humano. O desenvolvimento humano é fundamental como agente de mudança nas organizações. Dado a seu caráter técnico e organizacional, a implantação de TI necessita da efetiva aceitação e incorporação por parte dos funcionários como um todo e seu sucesso será garantido se as mudanças pretendidas encontrarem-se em

14 14 harmonia com a cultura organizacional, que poderá se posicionar como força impulsionadora ou restritiva para seu adequado funcionamento. Posturas comuns, como medo do desconhecido, medo de perder emprego, perda de auto-estima, devem ser observadas ao se introduzir novas tecnologias nas organizações. Pacheco e Tait (2000, p. 103) destacam o quadro abaixo que resume a visão do corpo funcional a respeito da implantação de TI, de um lado a aceitação que caracteriza os medos em relação ao que é novo e de outro lado nos mostra a capacidade de adaptação do ser humano em lidar com novos desafios. Tabela 3 - A dupla potencialidade da TI sobre a organização Efeitos na organização voltada à aceitação Monitora e controla Rotiniza e cadencia Despersonaliza Despoja os indivíduos de seu conhecimento Reduz a dependência das pessoas Efeitos na organização voltada ao comprometimento Distribui o poder e a informação e promove a autosupervisão Proporciona o discernimento e promove a inovação Enriquece a comunicação Levanta as necessidades de habilidades e promove o aprendizado Aumenta a importância da habilidade individual e a motivação humana Antigamente os funcionários utilizavam a informática apenas para gerar alguns relatórios de fechamento, o seu trabalho era muito mais operacional. Precisavam fazer lançamentos escritos e, por vezes, esse trabalho demandava muito tempo. Hoje com a evolução da TI, os funcionários estão mais focados na analise do processo e dos dados gerados pela TI, eles se tornaram clientes de TI. A implantação da TI criou outras demandas de trabalho, as empresas têm funcionários focados em promover uma melhoria continua dessas tecnologias. Para isso o técnico de informática precisou se especializar ao longo do tempo, além de conhecimentos técnicos é necessário

15 15 conhecimento do negócio como um todo. Assim esses técnicos conseguem alinhar os objetivos de TI com o plano estratégico da empresa. 1.3 Gestão e a sua evolução O sucesso das organizações depende fortemente das decisões tomadas pelas pessoas que nelas atuam. Da mesma forma que houve mudanças nos perfis dos usuários/clientes e dos técnicos solucionadores, também evoluiu a forma de gestão e a postura dos gestores da TI. Os chamados gerentes de CPD (Centro de Processamento de Dados) atuaram na década de 1960 e 1970 com seus sistemas fechados. Eles eram altamente autoritários e a gestão da área de TI não era flexível. Hoje o gestor da TI deve sempre ter clara a visão da abordagem técnica, humanística e da teoria geral de sistemas. Dessa forma, conceitua-se o gestor como uma função, não um cargo, nem uma profissão. Atualmente o gestor da TI é chamado de CIO (Chief Information Officer).

16 CAPÍTULO II GOVERNANÇA DE TI 16 Antes de tratarmos especificamente da Governança de TI, devemos tratar da governança corporativa nas empresas. A Governança corporativa surgiu a partir de sucessivos escândalos envolvendo grandes empresas americanas como Enron, Worldcom e Tyco em meados de A desconfiança em relação à administração financeira e a transparência dos dados fornecidos aos steakholders fizeram com que o governo americano criasse uma nova legislação que passou a exigir que os CEO s atestassem pessoalmente a exatidão das contas de suas empresas e relatassem resultados mais rapidamente. Esta lei foi chamada de Sarbanes- Oxley e é conhecida mundialmente no mercado acionário. A preocupação da Governança Corporativa é, segundo o IBGC, criar um conjunto eficiente de mecanismos, tanto de incentivos quanto de monitoramento, a fim de assegurar que o comportamento dos executivos esteja sempre alinhado com o interesse dos acionistas. O mercado acionário hoje é regulado por uma série de normas estabelecidas pela Governança Corporativa. O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), (2003, p. 6) define governança corporativa como sendo: O sistema pelo qual as sociedades são dirigidas e monitoradas, envolvendo os relacionamentos entre Acionistas/Cotistas, Conselho de Administração, Diretoria, Auditoria Independente e Conselho Fiscal. As boas práticas de governança corporativa têm a finalidade de aumentar o valor da sociedade, facilitar seu acesso ao capital e contribuir para a sua perenidade. 2.1 Conceitos importantes de Governança de TI A governança de TI eficaz, de acordo com Weill e Ross (2006, p. 10) deve responder a três questões:

17 17 1) Quais decisões devem ser tomadas para garantir a gestão e o uso eficazes da TI? 2) Quem deve tomar essas decisões? 3) Como essas decisões serão tomadas e monitoradas? O Center Information System Research (CISR), da MIT Sloan School desenvolveu depois de suas diversas pesquisas na área um framework que resume as principais decisões e arquétipos da Governança de TI. Abaixo segue o framework publicado por seus pesquisadores Weill e Ross (2006, p. 12) que o denominaram de Matriz de Arranjos de Governança. Tabela 4 Matriz de Arranjos de Governança Decisão Monarquia de negócio Monarquia de TI Feudalismo Federalism o Duopólio Princípios de TI Arquitetura Estratégias de TI de Infraestrutura de TI? Necessidade s de aplicações de negócio Investiment os em TI Anarquia Não se sabe Fonte: Weill e Ross, 2006 (pág.12) As principais decisões podem ser observadas nas colunas como sendo: Princípios de TI São basicamente as decisões de alto nível sobre o alinhamento de TI e o negócio.

18 18 Arquitetura de TI São basicamente as decisões sobre a organização lógica dos dados, aplicações e infra-estrutura, definida a partir de um conjunto de políticas, padronizações e integrações. Estratégias de Infra-estrutura de TI São basicamente as decisões sobre a capacidade atual e planejada de TI disponível para o negócio, sob a forma de serviços compartilhados. Necessidades de aplicações de negócio São basicamente as decisões sobre as necessidades de negócio que geram valor, determinando se as aplicações de TI serão compradas ou desenvolvidas. Investimentos em TI - São basicamente as decisões sobre quanto gastar, em que gastar e como equilibrar as diferentes necessidades. Todas essas cinco decisões-chave estão inter-relacionadas de forma que os princípios de TI é quem determina os passos para a arquitetura de TI e a Infra-estrutura, uma vez determinados os clientes informam como essa infraestrutura deve ser modificada de acordo com a necessidade de aplicação do negócio e, por último, vem o investimento em TI que devem ser motivados pelos princípios, pela arquitetura, pela infra-estrutura e pelas necessidades de aplicação. Essas decisões devem ser tomadas por uma ou mais pessoas, a governança de TI de acordo com Weill e Ross (2006, p.11) envolve a definição de quem será responsável por tomar as decisões ou contribuir para elas. Os títulos das linhas da figura 3.1 listam o conjunto de arquétipos para especificar esses direitos de decisão, que podem ser vistos na tabela abaixo: Tabela 5 Direitos de Decisão na Governança de TI Monarquia negócio Monarquia de TI Feudalismo Duopólio de TI do As decisões são dos altos gerentes. As decisões são dos especialistas em TI. As decisões são de cada unidade de negócio independentemente. As decisões são tomadas pelos executivos de TI e outros grupos (por exemplo os donos dos processos ou unidades de negócio)

19 Anarquia 19 As decisões são tomadas de forma isolada por indivíduos ou por pequenos grupos de forma isolada. O framework apresentado responde as duas primeiras questões da eficaz governança de TI, quais decisões devem ser tomadas e quem deve ser os responsáveis por tomá-las, cabe a cada empresa determinar quem deve ter a responsabilidade por tomar e contribuir para cada tipo de decisão de governança. A terceira questão como essas decisões serão tomadas e monitoradas requer a formulação e a implementação de mecanismos de governança, como comitês, funções e processos formais. Que está diretamente ligada com os objetivos principais da empresa e suas necessidades de aplicação ao negócio. 2.2 Gestão de custos de TI e estratégia A governança também cumpre um papel importante nas organizações, que é o de controle dos custos envolvidos na área de TI. A utilização da TI é um fator que afeta a rentabilidade e até a sobrevivência da organização, pois através dela é possível definir, criar e monitorar processos que sejam eficientes e eficazes. O mercado ainda está na busca do custo ótimo de TI, Ricardo Mansur, (2007, p. 9) propõe a inserção de uma variável na contabilização de custos e benefícios de TI que seria o usuário de tecnologia. O gerenciamento do conhecimento tornou-se vital para as empresas e os custos não estão mais totalmente dentro da área de TI e sim dispersos pela empresa como um todo. A indisponibilidade de TI afeta a produtividade da empresa onde o menor custo ocorre quando se relaciona ativo de menor tempo (down time) com usuários que mais agregam valor ao negócio. Sempre que o custo de manutenção de um ativo (hardware, comunicações, banco de dados, sistema de mensagens, gateways internos) é maior do que o seu respectivo valor contábil, este é o momento ideal para a sua substituição.

20 20 A gestão do conhecimento e da informação são peças chave para os CIO s mensurarem os custos da TI, pois não adianta ter tecnologia de ponta se seus clientes não sabem utilizá-la ou não importa ter em seus servidores de dados muitos terabytes se as informações ali guardadas não são utilizadas para o bem comum da empresa. 2.3 Modelos de Melhores práticas e os Modelos de Governança de TI Nos últimos anos vem surgindo e sendo trabalhada uma série de modelos de melhores práticas para TI. Os principais modelos, citados no meio acadêmico e profissional, relacionados com a Governança de TI, estão apresentados abaixo na Tabela produzida por Fernandes e Abreu, (2006, p. 168): Tabela 6 Principais modelos de melhores práticas Modelo de melhores práticas COBIT Control Objectives for Information and related Technology CMMI Capability Maturity Model Integration ITIL Information Technology Infrastructure Library BS 7799, ISO/IEC e ISO/IEC Código de prática para gestão da segurança da informação. Modelos ISO International Organization for Standardisation. escm-sp Service Provider Capability Maturity Model. PRINCE2 Project in controlled environment. PMBOK Project Management Body of Knowledge. BSC Balanced Scorecard. Escopo do modelo Modelo abrangente aplicável para a auditoria e controle de processos de TI, desde o planejamento da tecnologia até a monitoração e auditoria de todos os processos. Desenvolvimentos de produtos e projetos de sistemas e software. Infra-estrutura de tecnologia da informação (serviços de TI, segurança, gerenciamento da infra-estrutura, gestão de ativos e aplicativos etc.). Segurança da informação. Sistema de qualidade, ciclo de vida de software, teste de software etc. Outsourcing em serviços que usam TI de forma intensiva. Metodologia de gerenciamento de projetos. Base de conhecimento em gestão de projetos. Metodologia de planejamento e gestão estratégica. Seis Sigma. Metodologia para melhoramento da qualidade de processos.

21 21 SAS 70 Statement on Auditing Regras de auditoria para empresas de Standards for Services organizations. serviços. Fonte: Fernandes e Abreu, 2006 (pag. 168) 2.4 ITIL Um dos principais pilares de sustentação do ITIL é a melhoria da qualidade dos serviços de TI. Mansur (2007, p.43) destaca as principais motivações do aspecto qualidade: diminuição da indisponibilidade dos recursos e sistemas de tecnologia da informação, significativa redução do tempo de execução e distribuição dos serviços pela orientação a processos e o aumento da satisfação dos usuários com relação a disponibilidade e a qualidade dos serviços de TI. O ITIL também é considerado, além de um framework,uma abordagem e filosofia difundida entre aquele que o utilizam em seu trabalho. Um aspecto importante é que ele oferece um framework genérico baseado em experiências práticas de usuários e profissionais em infra-estrutura de Ti. Este tópico será tratado de forma mais aprofundada no capitulo seguinte, já que se refere ao tema principal desta pesquisa. 2.5 COBIT O CobiT (Control Objectives for Information and related Technology) foi criado em 1994 pela Information Systems and Control Foundation (ISACF), a partir do seu conjunto inicial de objetivos de controle, e vem evoluindo através da incorporação de padrões internacionais técnicos, profissionais, regulatórios e específicos para processos de TI. O principal objetivo das práticas do CobiT, de acordo com Fernandes e Abreu, (2006, p.172), é: contribuir para o sucesso da entrega de produtos e serviços de TI, a partir da perspectiva das necessidades do negócio, com um foco mais acentuado no controle que na execução.

22 22 O CobiT cobre todo o conjunto de atividades de TI, concentrando-se mais em o que deve ser atingido em vez de como atingir, em termos de governança, gestão e controle. Sendo assim é recomendado que o CobiT seja utilizado no nível estratégico, delineando uma estrutura de gestão e controle baseado em processos que seja aplicáveis para toda a empresa. 2.6 CMMI O SW-CMM (Capability Maturity Model para Software) foi criado em 1991 pelo Software Engineering Institute (SEI), da Carnegie Mellon University (CMU), a partir de uma encomenda feita pelo DoD (Departamento de Defesa Norte-Americano), como um modelo de qualidade para o processo de engenharia de software. O CMMI (Capability Maturity Model Integration) foi criado pelo SEI em 2002 como um modelo evolutivo em relação aos vários CMMs, com o objetivo de combinar as suas várias disciplinas em uma estrutura única, flexível, que pudesse ser utilizada de forma integrada por organizações que demandavam processos de melhoria no âmbito corporativo. O principal objetivo do CMMI, segundo Fernandes e Abreu (2006, p. 188), é fornecer diretrizes para a melhoria dos processos e habilidades organizacionais, com foco no gerenciamento do desenvolvimento, aquisição e manutenção de produtos e serviços. A abordagem por estágios é baseada em cinco níveis de maturidade: Inicial (1), Gerenciado (2), Definido (3), Gerenciado Quantitativamente (4) e Otimizado (5). As áreas do processo de distribuem entre os níveis de maturidade, e para cada uma delas existem metas especificas e genéricas (estas últimas agrupadas por características comuns) a serem cumpridas, respectivamente, através de práticas específicas e genéricas. Na abordagem continua de implementação o CMMI permite que cada uma de suas áreas de processo seja implementada de forma independente e evolutiva. Cada nível de capacitação tem apenas uma meta genérica que descreve o grau de institucionalização que a organização deve atingir no

23 23 processo, através de práticas genéricas relacionadas. Figura 4 Estrutura do CMMI na abordagem contínua Essas abordagens podem ser utilizadas em conjunto, de modo que a organização poderá estabelecer perfis alvos para o atingimento dos próprios níveis de maturidade, através da estratégia de equivalent staging. Esta estratégia, de acordo com Fernandes e Abreu (2006, p. 199) baseia-se em uma relação de equivalência, onde são estabelecidos os níveis de capacitação (NC s) que cada área de processo (AP) deve atingir uma abordagem contínua, para que um determinado nível de maturidade (NM s, na abordagem por estágios) seja atingido pela organização. Essa relação de equivalência pode ser verificada na tabela abaixo: Por exemplo, para que uma organização atinja o Nível de Maturidade 3 (abordagem por estágios), todas as áreas do processo relativas aos níveis 1, 2 e 3 de maturidade devem estar, pelo menos, no Nível de Capacitação 3 (abordagem contínua). 2.7 Gestão de Projetos PMBOK O Project Management Body of Knowlodge ou PMBOK foi elaborado pelo Project Management Institute (PMI), que é uma organização nãogovernamental dedicada às necessidades dos gerentes de projetos de todo o mundo. Ele foi desenvolvido com a colaboração de pessoas de diversas origens e que são afiliadas ao PMI. De acordo com Fernandes e Abreu (2006, p. 205) et al PMI (2004), o principal objetivo do Guia PMBOK é identificar o subconjunto de conhecimentos em gerenciamento de projetos que é amplamente reconhecido como boa prática. Podendo assim, ser utilizado para diversos tipos de projetos. O PMBOK agrupa as nove áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos (Integração, Escopo, Tempo, Custos, Qualidade, Recursos Humanos, Comunicações, Riscos e Aquisições do Projeto), em cinco grupos:

24 24 Processo de Iniciação, Processo de Planejamento, Processo de Execução, Processo de Monitoramento e Controle e Processo de Encerramento. O grupo de processos de iniciação é formado pelos responsáveis pela autorização formal para iniciar um novo projeto ou uma fase do projeto. São processos que fazem parte deste grupo: desenvolver o termo de abertura do projeto e desenvolver a declaração do escopo preliminar do projeto. O grupo de processo de planejamento tem por objetivo a elaboração dos passos relativos ao planejamento, tais como plano de gerenciamento do projeto, plano de gerenciamento do escopo, cronogramas, orçamentos, detalhamento do escopo, plano de gerenciamento de riscos, qualidade, recursos humanos, comunicações, plano de gerenciamento de aquisições, entre outros. O grupo de processos de execução tem por objetivo a execução do trabalho que foi definido pelo plano de gerenciamento do projeto, de acordo com os requisitos do projeto e do produto. São atividades que fazem parte do processo de execução: orientar e gerenciar a execução do projeto, realizar a garantia da qualidade, contratar a equipe do projeto, distribuir informações, selecionar fornecedores, entre outros. O grupo de processos de monitoramento e controle tem por objetivo medir o desempenho do projeto em relação ao que foi planejado e corrigir possíveis desvios, e ainda, garantir que mudanças aprovadas sejam implantadas. Fazem parte deste grupo atividades como: monitorar e controlar o trabalho do projeto, controle do escopo, controle do cronograma, controle de custos, relatório de desempenho, monitoramento e controle de riscos, entre outros. O grupo de processos de encerramento tem por objetivo a finalização formal de todas as atividades do projeto ou de uma fase do projeto, entregando o produto terminado ou encerrando um projeto. São atividades deste grupo: encerramento do projeto e encerramento do contrato.

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MODELOS DE MELHORES PRÁTICAS DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MELHORES PRÁTICAS PARA T.I. MODELO DE MELHORES PRÁTICAS COBIT Control Objectives for Information

Leia mais

Melhores Práticas em TI

Melhores Práticas em TI Melhores Práticas em TI Referências Implantando a Governança de TI - Da Estratégia à Gestão de Processos e Serviços - 2ª Edição Edição - AGUINALDO ARAGON FERNANDES, VLADIMIR FERRAZ DE ABREU. An Introductory

Leia mais

Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL

Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL Fernando Riquelme i Resumo. A necessidade por criar processos mais eficientes,

Leia mais

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 1 CobIT Modelo abrangente aplicável para a auditoria e controle de processo de TI, desde o planejamento da tecnologia até a monitoração e auditoria de

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial

Sistemas de Informação Empresarial Sistemas de Informação Empresarial Governança de Tecnologia da Informação parte 2 Fonte: Mônica C. Rodrigues Padrões e Gestão de TI ISO,COBIT, ITIL 3 International Organization for Standardization d -

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

GTI Governança de TI

GTI Governança de TI GTI Governança de TI Modelos de Melhores Práticas e o Modelo de Governança de TI Governança de TI FERNANDES & ABREU, cap. 4 1 COBIT Control Objectives for Information and Related Technology. Abrangente

Leia mais

ITIL. Information Technology Infrastructure Library

ITIL. Information Technology Infrastructure Library Information Technology Infrastructure Library 34929 - Daniel Aquere de Oliveira 34771 - Daniel Tornieri 34490 - Edson Gonçalves Rodrigues 34831 - Fernando Túlio 34908 - Luiz Gustavo de Mendonça Janjacomo

Leia mais

Tecnologias de Informação e Comunicação

Tecnologias de Informação e Comunicação Tecnologias de Informação e Comunicação!! O Computador como mediador no Ensino de Ciências Prof. Dr. Charlie Antoni Miquelin Histórico da informática Surgem os Bastões de Napier, como auxiliares da multiplicação.!

Leia mais

Gerenciamento de Serviços em TI com ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL

Gerenciamento de Serviços em TI com ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL A Filosofia do Gerenciamento de Serviços em TI Avanços tecnológicos; Negócios totalmente dependentes da TI; Qualidade, quantidade e a disponibilidade (infra-estrutura

Leia mais

Introdução a Computação 02 Evolução da computação. Márcio Daniel Puntel marcio.puntel@ulbra.edu.br

Introdução a Computação 02 Evolução da computação. Márcio Daniel Puntel marcio.puntel@ulbra.edu.br Introdução a Computação 02 Evolução da computação Márcio Daniel Puntel marcio.puntel@ulbra.edu.br Primórdios Apesar dos computadores eletrônicos terem efetivamente aparecido somente na década de 40, os

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

Carlos Henrique Santos da Silva

Carlos Henrique Santos da Silva GOVERNANÇA DE TI Carlos Henrique Santos da Silva Mestre em Informática em Sistemas de Informação UFRJ/IM Certificado em Project Management Professional (PMP) PMI Certificado em IT Services Management ITIL

Leia mais

Gestão de T.I. GESTÃO DE T.I. ITIL. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

Gestão de T.I. GESTÃO DE T.I. ITIL. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com 1 Information Technology Infrastructure Library 2 O que é o? Information Technology Infrastructure Library é uma biblioteca composta por sete livros

Leia mais

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI)

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) APARECIDA DE GOIÂNIA 2014 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Áreas de processo por

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NBR ISO/IEC 27002: 2005 (antiga NBR ISO/IEC 17799) NBR ISO/IEC 27002:2005 (Antiga NBR ISO/IEC 17799); 27002:2013. Metodologias e Melhores Práticas em SI CobiT; Prof. Me. Marcel

Leia mais

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Governança de TI Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com Governança de TI Ementa: Relacionar a governança de TI com a governança corporativa. Boas práticas

Leia mais

ITIL (INFORMATION TECHNOLOGY INFRASTRUCTURE LIBRARY)

ITIL (INFORMATION TECHNOLOGY INFRASTRUCTURE LIBRARY) Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística INE Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Projetos I Professor: Renato Cislaghi Aluno: Fausto Vetter Orientadora: Maria

Leia mais

Processos Técnicos - Aulas 1 a 3

Processos Técnicos - Aulas 1 a 3 Gerenciamento de Serviços de TI Processos Técnicos - Aulas 1 a 3 A Informática, ou Tecnologia da Informação, antigamente era vista como apenas mais um departamento, como um apoio à empresa. Hoje, qualquer

Leia mais

Plano de Governança de Tecnologia de Informação

Plano de Governança de Tecnologia de Informação Plano de Governança de Tecnologia de Informação Julho/2012 Junho/2014 1 Universidade Federal Fluminense Superintendência de Tecnologia da Informação Fernando Cesar Cunha Gonçalves Superintendência de Tecnologia

Leia mais

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues Gerenciamento de TI Paulo César Rodrigues *Analista de Sistemas; *Tutor do curso de graduação em Tecnologia em Sistemas de Computação (UFF/Cederj); * Professor do curso Técnico em Informática da Prefeitura

Leia mais

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Ciência da Computação Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Agenda Histórico Conceitos básicos Objetivos Visão Geral do Modelo Publicações: Estratégia de

Leia mais

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO ITIL V3 1.1. Introdução ao gerenciamento de serviços. Devemos ressaltar que nos últimos anos, muitos profissionais da

Leia mais

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 ISO/IEC 20000:2005 Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 André Jacobucci andre.jacobucci@ilumna.com +55 11 5087 8829 www.ilumna.com Objetivos desta Apresentação

Leia mais

Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC {aula #1} com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11) 9962-4260 http://rildosan.blogspot.com/

Leia mais

ivirtua Solutions 4 ITIL

ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions ITIL WHITEPAPER ITIL INTRODUÇÃO O ITIL é o modelo de referência para endereçar estruturas de processos e procedimentos à gestão de TI, organizado em disciplinas

Leia mais

Governança em TI ITIL, COBIT e ISO 20000

Governança em TI ITIL, COBIT e ISO 20000 ESADE ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA. CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Governança em TI ITIL, COBIT e ISO 20000 Camila Madeira Camila Pinto Daniel Mendes Elias Sarantopoulos Evandro Colpo Janaina

Leia mais

Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI

Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI COBIT Processos de TI Aplicativos Informações Infraestrutura Pessoas O que é o CObIT? CObIT = Control Objectives for Information and Related

Leia mais

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO GOVERNANÇA DE TI O QUE É GOVERNANÇA DE TI É um conjunto de estruturas e processos que visa garantir que a TI suporte e maximize adequadamente os objetivos e estratégias

Leia mais

Metodologias COBIT e ITIL e as perspectivas do Modelo de Alinhamento Estratégico de TI

Metodologias COBIT e ITIL e as perspectivas do Modelo de Alinhamento Estratégico de TI Metodologias COBIT e ITIL e as perspectivas do Modelo de Alinhamento Estratégico de TI Gilberto Zorello (USP) gilberto.zorello@poli.usp.br Resumo Este artigo apresenta o Modelo de Alinhamento Estratégico

Leia mais

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao 1 Tópicos Especiais Novembro - 2008 2 Referências

Leia mais

GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NA CIDADE DE APUCARANA

GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NA CIDADE DE APUCARANA Revista F@pciência, Apucarana-PR, ISSN 1984-2333, v.3, n. 9, p. 89 98, 2009. GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NA CIDADE DE APUCARANA Márcia Cristina

Leia mais

ITIL. Conteúdo. 1. Introdução. 2. Suporte de Serviços. 3. Entrega de Serviços. 4. CobIT X ITIL. 5. Considerações Finais

ITIL. Conteúdo. 1. Introdução. 2. Suporte de Serviços. 3. Entrega de Serviços. 4. CobIT X ITIL. 5. Considerações Finais ITIL Conteúdo 1. Introdução 2. Suporte de Serviços 3. Entrega de Serviços 4. CobIT X ITIL 5. Considerações Finais Introdução Introdução Information Technology Infrastructure Library O ITIL foi desenvolvido,

Leia mais

Governança de TIC. CobiT 4.1

Governança de TIC. CobiT 4.1 Governança de TIC CobiT 4.1 Conceitos Governança: A expressão governar tem origem na expressão navegar... E o que quem navega faz? Ele faz um mapa, dá a direção, faz as regras de convivência. Tomáz de

Leia mais

Café da Manhã Corporativo

Café da Manhã Corporativo Café da Manhã Corporativo O ITIL como ferramenta de Governança de TI Palestrante: Julio Cesar R. S. Avila Palestrante: Julio Cesar R. S. Avila Especialista Newtrend em Governança de TI, é um profissional

Leia mais

Governança. Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira

Governança. Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira Governança Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira 1 Definição de Governança Governança Corporativa: É a Estrutura que identifica os objetivos de uma organização e de que forma pode-se

Leia mais

Informática Básica. Prof. Dr. Charlie Antoni Miquelin

Informática Básica. Prof. Dr. Charlie Antoni Miquelin Informática Básica Prof. Dr. Charlie Antoni Miquelin A Evolução da Informática Prof. Dr. Charlie Antoni Miquelin A informática 1962, na França. info = informação matique = automática informatique = informação

Leia mais

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente;

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL Mas o que gerenciar? Gerenciamento de Serviço de TI. Infra-estrutura

Leia mais

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelos de gerência CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelo de maturidade: CMM CMM (Capability Maturity Model) é um modelo subdividido em 5 estágios

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Tópicos Especiais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Tópicos Especiais Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao Tópicos Especiais Junho - 2008 Referências Acessos

Leia mais

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, CSPO, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP Especializações Certificações Mestre em Informática

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE TI

GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE TI Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 8 GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE TI PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

CobiT: Visão Geral e domínio Monitorar e Avaliar. Daniel Baptista Dias Ernando Eduardo da Silva Leandro Kaoru Sakamoto Paolo Victor Leite e Posso

CobiT: Visão Geral e domínio Monitorar e Avaliar. Daniel Baptista Dias Ernando Eduardo da Silva Leandro Kaoru Sakamoto Paolo Victor Leite e Posso CobiT: Visão Geral e domínio Monitorar e Avaliar Daniel Baptista Dias Ernando Eduardo da Silva Leandro Kaoru Sakamoto Paolo Victor Leite e Posso CobiT O que é? Um framework contendo boas práticas para

Leia mais

Diretrizes para Governança de T.I.

Diretrizes para Governança de T.I. Diretrizes para Governança de T.I. Karina Campos da Silva 1, Luís Augusto Mattos Mendes (Orientador) 1 1 Departamento de Ciências da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos UNIPAC Barbacena,

Leia mais

ITIL Overview. Gestão de Serviços de TI

ITIL Overview. Gestão de Serviços de TI ITIL Overview Gestão de Serviços de TI Sobre a ILUMNA Atuando na área Gerenciamento de Serviços em TI (ITSM) desde 1997, a ILUMNA presta serviços de Consultoria, Educação e Tecnologia, com o objetivo de

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, CSPO, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP Especializações Certificações Mestre em Informática

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

GESTÃO DE T.I. COBIT. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. COBIT. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. COBIT José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com COBIT Control Objectives for Information and Related Technology Copyright 1996, 1998, 2000 Information Systems Audit and Control Foundation. Information

Leia mais

Engenharia de Software Qualidade de Software

Engenharia de Software Qualidade de Software Engenharia de Software Qualidade de Software O termo qualidade assumiu diferentes significados, em engenharia de software, tem o significado de está em conformidade com os requisitos explícitos e implícitos

Leia mais

COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Introdução Atualmente, é impossível imaginar uma empresa sem uma forte área de sistemas

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios.

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Autor: Douglas Marcos da Silva 7 Sumário Executivo Nas últimas décadas, a evolução tecnológica, a interdependência dos mercados e a intensificação

Leia mais

Agenda. Visão Geral Alinhamento Estratégico de TI Princípios de TI Plano de TI Portfolio de TI Operações de Serviços de TI Desempenho da área de TI

Agenda. Visão Geral Alinhamento Estratégico de TI Princípios de TI Plano de TI Portfolio de TI Operações de Serviços de TI Desempenho da área de TI Governança de TI Agenda Visão Geral Alinhamento Estratégico de TI Princípios de TI Plano de TI Portfolio de TI Operações de Serviços de TI Desempenho da área de TI Modelo de Governança de TI Uso do modelo

Leia mais

Gestão da TI. É proibida a cópia deste conteúdo, no todo ou em parte, sem autorização prévia do autor.

Gestão da TI. É proibida a cópia deste conteúdo, no todo ou em parte, sem autorização prévia do autor. Este material foi desenvolvido especialmente para a disciplina Gestão da TI ministrada no curso de graduação em Sistemas de Informação da AES (Academia de Ensino Superior). Algumas imagens são de domínio

Leia mais

A Governança de TI Gestão de TI através de Portfólios

A Governança de TI Gestão de TI através de Portfólios A Governança de TI Gestão de TI através de Portfólios Sandra Sergi Santos, PMP Governança de TI Vamos começar este artigo analisando Governança de TI. A Governança de TI é a área mais crítica de uma governança

Leia mais

ISO/IEC 20000. Curso e-learning. Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação

ISO/IEC 20000. Curso e-learning. Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação Curso e-learning ISO/IEC 20000 Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação Este é um curso independente desenvolvido pelo TI.exames em parceria com a CONÊXITO CONSULTORIA que tem grande

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender gerenciamento de riscos.

Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender gerenciamento de riscos. ITIL V3 Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender o gerenciamento de riscos. Porquê Governança? Porque suas ações e seus requisitos

Leia mais

exame simulado ISO/IEC 20000 Foundation Bridge in IT Service Management according to ISO/IEC 20000 edição Julho 2009

exame simulado ISO/IEC 20000 Foundation Bridge in IT Service Management according to ISO/IEC 20000 edição Julho 2009 exame simulado IS20FB.PR_1.0 ISO/IEC 20000 Foundation Bridge in IT Service Management according to ISO/IEC 20000 edição Julho 2009 conteúdo 2 introdução 3 exame simulado 8 gabarito de respostas 18 avaliação

Leia mais

Lista de Exercícios - COBIT 5

Lista de Exercícios - COBIT 5 Lista de Exercícios - COBIT 5 1. O COBIT 5 possui: a) 3 volumes, 7 habilitadores, 5 princípios b) 3 volumes, 5 habilitadores, 7 princípios c) 5 volumes, 7 habilitadores, 5 princípios d) 5 volumes, 5 habilitadores,

Leia mais

COBIT (CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY)

COBIT (CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY) Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística INE Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Projetos I Professor: Renato Cislaghi Aluno: Fausto Vetter Orientadora: Maria

Leia mais

EXIN IT Service Management Foundation based on ISO/IEC 20000

EXIN IT Service Management Foundation based on ISO/IEC 20000 Exame simulado EXIN IT Service Management Foundation based on ISO/IEC 20000 Edição Novembro 2013 Copyright 2013 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Relacionamento das melhores práticas do Cobit e ITIL para a Governança de TI

Relacionamento das melhores práticas do Cobit e ITIL para a Governança de TI Relacionamento das melhores práticas do Cobit e ITIL para a Governança de TI Leonardo de Castro Loureiro leonardocloureiro@hotmail.com UNIVERSO Thiago de Araujo Penha guitarhead@gmail.com UNIVERSO João

Leia mais

ITIL. Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

ITIL. Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br ITIL Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Objetivo Prover uma visão geral sobre Gerenciamento de Serviços de TI: Conceito; Desafios; Estrutura; Benefícios;

Leia mais

Governança de TI. Conteúdo. 1. Governança de TI. 2. Processos 3. COBIT 4. ITIL 5. COBIT X ITIL

Governança de TI. Conteúdo. 1. Governança de TI. 2. Processos 3. COBIT 4. ITIL 5. COBIT X ITIL Governança TI Conteúdo 1. Governança TI 2. Processos 3. COBIT 4. ITIL 5. COBIT X ITIL Organizações X TI Dependência TI Visão dos Usuários Áreas negócio apresentam maior pendência TI Falta entendimento

Leia mais

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Exame simulado IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Edição outubro 2011 Copyright 2011 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied

Leia mais

UMA REVISÃO DOS MODELOS DE GESTÃO EM TI

UMA REVISÃO DOS MODELOS DE GESTÃO EM TI 31 de Julho a 02 de Agosto de 2008 UMA REVISÃO DOS MODELOS DE GESTÃO EM TI Emerson augusto Priamo Moraes (UFF) emoraes@uai.com.br Sandra R. Holanda Mariano (UFF) srhm@uol.com.br Resumo Este artigo apresenta

Leia mais

Conceitos Básicos e Implementação. Entrega de Serviços. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

Conceitos Básicos e Implementação. Entrega de Serviços. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) Conceitos Básicos e Implementação Pref. Mun. Vitória 2007 Analista de Suporte 120 A ITIL (information technology infrastructure library) visa documentar as melhores práticas na gerência, no suporte e na

Leia mais

Governança de TI: O que é COBIT?

Governança de TI: O que é COBIT? Governança de TI: O que é COBIT? Agenda Governança de TI Metodologia COBIT Relacionamento do COBIT com os modelos de melhores práticas Governança de TI em 2006 Estudo de Caso Referências Governança de

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Disciplina: Administração de Suporte e Automação Gerenciamento de Suporte Professor: Fernando Zaidan Ago-2009 1 2 Contexto Área de TI lugar estratégico

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI na Prática

Gerenciamento de Serviços de TI na Prática Gerenciamento de Serviços de TI na Prática Uma abordagem com base na ITIL Inclui ISO/IEC 20.000 e IT Flex Ivan Luizio Magalhães Walfrido Brito Pinheiro Novatec Sumário Agradecimentos... 19 Sobre os autores...

Leia mais

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, CSPO, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP Especializações Certificações Mestre em Informática

Leia mais

Curso ITIL Foundation. Introdução a ITIL. ITIL Introduction. Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot.

Curso ITIL Foundation. Introdução a ITIL. ITIL Introduction. Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot. Curso ITIL Foundation Introdução a ITIL ITIL Introduction Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot.com Agenda Definição / Histórico Escopo Objetivos Benefícios e Problemas

Leia mais

Introdução A GOVERNANÇA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Introdução A GOVERNANÇA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Introdução A GOVERNANÇA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Referências Gerenciamento Estratégico da Informação. Aumente a Competitividade e a eficiência de sua empresa utilizando a informação como ferramenta

Leia mais

Unidade IV. A governança está relacionada com a possibilidade de se ter controle e sucesso nas operações e nos trabalhos de uma organização.

Unidade IV. A governança está relacionada com a possibilidade de se ter controle e sucesso nas operações e nos trabalhos de uma organização. GERENCIAMENTO DE INFRAESTRUTURA Unidade IV 4 A GOVERNANÇA DE TI A governança está relacionada com a possibilidade de se ter controle e sucesso nas operações e nos trabalhos de uma organização. 4.1 A governança

Leia mais

Governança de TI. Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc. PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, ITIL & CobiT Certified. Maio/2012 Governança de TI 1

Governança de TI. Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc. PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, ITIL & CobiT Certified. Maio/2012 Governança de TI 1 Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, ITIL & CobiT Certified Maio/2012 Governança de TI 1 Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Mestre em Informática na

Leia mais

Unidade V GOVERNANÇA DE TI

Unidade V GOVERNANÇA DE TI GOVERNANÇA DE TI Unidade V CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY (COBIT) 1 O CobiT é um guia para a gestão de TI recomendado pelo Information Systems Audit and Control Foundation (ISACF)

Leia mais

GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais

GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais Tecnologia e Mídias Digitais PUC SP Prof. Eduardo Savino Gomes 1 Afinal, o que vem a ser Gestão? 2 Gestão/Gerir/Gerenciar Gerenciar, administrar, coordenar

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Victor Halla

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Victor Halla Unidade IV GERENCIAMENTO DE INFRAESTRUTURA Prof. Victor Halla O que é governança corporativa? É o sistema pelo qual as sociedades empresariais são dirigidas e monitoradas pelo mercado de capitais através

Leia mais

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Exame simulado IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Edição Novembro, 2013 Copyright 2013 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied

Leia mais

Estudo sobre a Implantação de um Modelo de Governança de Tecnologia da Informação com COBIT e ITIL

Estudo sobre a Implantação de um Modelo de Governança de Tecnologia da Informação com COBIT e ITIL Estudo sobre a Implantação de um Modelo de Governança de Tecnologia da Informação com COBIT e ITIL Ana Clara Peixoto de Castro Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) Goiânia GO - Brasil ac.anaclara@gmail.com

Leia mais

GERENCIAMENTO DE INCIDENTES COM AS PRÁTICAS ITIL

GERENCIAMENTO DE INCIDENTES COM AS PRÁTICAS ITIL FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Felipe Tanji Caldas GERENCIAMENTO DE INCIDENTES COM AS PRÁTICAS ITIL São Paulo 2011 FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Felipe Tanji Caldas GERENCIAMENTO DE INCIDENTES

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Apresentação Apresentação Professor Alunos Representante de Sala Frequência e Avaliação Modelos das aulas

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

Exercícios: Governança de TI Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com PRIMEIRA BATERIA. PMBoK

Exercícios: Governança de TI Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com PRIMEIRA BATERIA. PMBoK Exercícios: Governança de TI Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com PRIMEIRA BATERIA PMBoK 1. (FCC/ANALISTA-MPU 2007) De acordo com o corpo de conhecimento da gerência de projetos, as simulações

Leia mais

GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi

GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi 1 Sobre a empresa A Business Station é uma provedora de soluções de tecnologia. Possui 5 filiais: São Paulo (matriz), Campinas,

Leia mais

A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI. Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br

A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI. Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br 2 A Biblioteca ITIL: Information Technology Infrastructure Library v2 Fornece um conjunto amplo,

Leia mais

Governança de TI. O alinhamento da TI ao negócio da organização - diferencial competitivo

Governança de TI. O alinhamento da TI ao negócio da organização - diferencial competitivo Governança de TI O alinhamento da TI ao negócio da organização - diferencial competitivo Fabio Marzullo Carlos Henrique de Azevedo Moreira Jose Roberto Blaschek Créditos Este trabalho foi desenvolvido

Leia mais

Simulado ITIL V3 Português Sicoob

Simulado ITIL V3 Português Sicoob Simulado ITIL V3 Português Sicoob Dezembro 2009 1 de 40 A Implementação do Gerenciamento de Serviços Baseados na ITIL requer preparação e planejamento do uso eficaz e eficiente de quais dos seguintes?

Leia mais

Unidade I GERENCIAMENTO DE. Profa. Celia Corigliano

Unidade I GERENCIAMENTO DE. Profa. Celia Corigliano Unidade I GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Objetivo Estimular o aluno no aprofundamento do conhecimento das técnicas de gestão profissional de projetos do PMI. Desenvolver em aula

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

METODOLOGIAS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS E SUA IMPLANTAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

METODOLOGIAS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS E SUA IMPLANTAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) 1 METODOLOGIAS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS E SUA IMPLANTAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Eduardo Villela de Andrade Massot (UNESA, Rio de Janeiro, Brasil) eduvam@hotmail.com Resumo Neste artigo,

Leia mais