Jussara Braga. Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva. Ilustrações de Rogério Borges

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Jussara Braga. Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva. Ilustrações de Rogério Borges"

Transcrição

1 Jussara Braga Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva Ilustrações de Rogério Borges 1

2 O desejo das águas é um livro poético escrito em prosa, mas cheio de poesia e lirismo. Por isso, exige, a princípio, um pouco mais de atenção. Trata-se de uma narrativa que aos poucos vai se revelando, se mostrando. Aborda temas atuais, como preservação da natureza, animais em extinção, poluição, vida nas cidades, violência, meninos de rua e temas clássicos, como aventura, amizade, liberdade, sonhos. Além disso, fala de mitologia grega, de contadores de história, de astrologia; tudo isso através do eixo água-terra-ar. Há ainda temas como as transformações pelas quais passamos ao longo da vida, a função social do teatro, a poesia de Fernando Pessoa e Carlos Drummond de Andrade. Enfim, trata-se de um livro com muitas possibilidades. Para início de trabalho uma sugestão é a divisão da classe em grupos e a realização de pesquisas sobre um dos temas do livro. Você pode escolher qual será o produto final da pesquisa que realizarem: um seminário, a elaboração de uma peça teatral abordando o tema, a produção de um vídeo, de um livro ou algo que os próprios alunos sugerirem. Ao conhecerem os produtos finais de toda a turma, os alunos entrarão em contato com as diversas temáticas do livro, elaborando uma reflexão coletiva sobre os assuntos estudados. Depois, você poderá organizar uma exposição de tudo o que foi produzido. Mar é poesia Como o livro aborda de forma poética o mar, é interessante trabalhar com poesias e músicas que falem sobre ele. Mar lembra saudade, despedida, perda, solidão, isolamento, o oculto, o imprevisível. A ideia de mar foi usada inúmeras vezes por diversos poetas e músicos. A sugestão é trabalhar com os alunos diversos textos, músicas e filmes que abordem essa poesia que vem do mar e procurar conversar com eles sobre os motivos de ele ser tão adorado pelos poetas e por que simboliza tantas coisas envoltas em sedução, mistério, inícios e fins. O mar às vezes significa morte, afogamento, mas pode significar cura, renascimento, transformação, descobertas de novas terras, guerras, escravidão, imigração. Ele também desperta os desejos e sonhos de quem nunca o viu, de quem apenas sonha com a imensidão azul, de quem conhece apenas água doce. Você poderá, se quiser, trabalhar também com imagens. A investigação, por meio da análise desses elementos, dos símbolos e sentidos que as palavras relacionadas a mar carregam, será uma forma de pesquisar o que significa esse elemento no imaginário das pessoas. A seguir, há várias sugestões de obras que podem ser relacionadas a este livro. A sala pode ser dividida em grupos e cada um deles analisar duas ou mais obras. No final, o ideal seria acontecer uma apresentação da análise desenvolvida pelos grupos. Sugestões de músicas: Mar e Lua, A ostra e o vento, Bom tempo, Morena dos olhos d água, todas de Chico Buarque; Conto de areia, de Romildo Bastos e Toninho (sucesso na voz de Clara Nunes); O mar serenou, 2

3 de Candeia; É doce morrer no mar, O mar, Quem vem pra beira do mar, O bem do mar, Caminhos do mar e Navio negreiro, todas de Dorival Caymmi; Beira-mar, de Caetano Veloso e Gilberto Gil; Água de meninos, de Gilberto Gil; Maresia, de Adriana Calcanhoto. Sugestões de textos: Operário do mar, de Carlos Drummond de Andrade. <www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/livros/resumos_comentarios/o/operario_do_mar_poema_drummond>; Mar Português, de Fernando Pessoa. <www.ciencias.com.br/pagina_bedaque/pessoa/fp.htm>; O vento na ilha, de Pablo Neruda. <www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/pablo-neruda/o-vento-na-ilha.php>; Banhos de Mar, de Clarice Lispector. <www.scribd.com/ doc/ /clarice-lispector-banhos-de-mar>; A Onda, de Manuel Bandeira.<www.culturalbrasil.pro.br/bandeira.htm>. Fantasia e realidade O livro fala essencialmente sobre o poder da narrativa e da missão das três personagens principais do livro: contar histórias que transformem a realidade das pessoas. Através da fantasia oferecida pelas narrativas, mexemos com os nossos medos, desejos e sonhos mais íntimos. As histórias têm o poder de nos fazer refletir e buscar na experiência do outro solução, espelho, alívio. Por isso, os personagens contam histórias como forma de sensibilizar, de tentar mudar a realidade, de trazer os ouvintes para o universo dos sonhos. A sugestão é aproveitar esse fio para falar sobre a literatura oral, os contos de fada, as narrativas maravilhosas, as histórias contadas pelos avós Você poderá falar também sobre outras histórias, a novela da televisão, os livros, os filmes, o teatro, as músicas narrativas, as biografias, a história do país, a história pessoal. Peça aos alunos que escolham uma história à qual gostariam de dar novo final e redijam isso individualmente. A leitura desses textos ajudará você a conhecer melhor a classe. A partir disso, você poderá escolher histórias que irá narrar para eles. Seria interessante treinar em casa (com amigos, filhos etc.) a narração das histórias para melhorar o desempenho em sala de aula. Você poderá também incentivá-los a escrever uma história nova, do que jeito que quiserem, e a narrá-la para a sala usando alguns objetos para conduzir a narrativa. Realize uma oficina de contação de histórias e, depois, peça que cada aluno faça uma apresentação. Outra possibilidade seria falar sobre o poder do teatro e de como ele é político e real, pois a história acontece junto ao público, está viva, começando e terminando. Montar uma peça teatral com as histórias produzidas poderia ser o trabalho final. Melhorando o mundo Um dos aspectos principais da narrativa é a busca por uma vida mais harmoniosa. O livro aborda a temática da vida na cidade com um olhar crítico, de quem está de fora, de quem vive na natureza e se assusta com o modo como 3

4 levamos nossa vida. Esse olhar de fora é fundamental, pois nos acostumamos a viver com violência, poluição, trânsito sem muitas vezes perceber. O livro fala em preservação da natureza, de como o homem destrói seu meio e da necessidade de agirmos para melhorar o mundo em que vivemos. Com o auxílio dos professores de Ciências e Artes, organize uma semana de conscientização, na qual os alunos da turma darão pequenas palestras, apresentarão filmes, músicas e imagens sobre a devastação do planeta e sobre a urgente necessidade de repensarmos nossos hábitos, nosso consumo exagerado, nossa relação com a natureza. Para começar o trabalho, incentivando o uso da criatividade e o desenvolvimento dos textos descritivo e narrativo, você poderá pedir que os alunos escrevam, individualmente, um texto narrado em primeira pessoa, como se fossem determinado animal (cada um deverá escolher um animal diferente). A situação inicial é a seguinte: esse animal, quando acorda pela manhã, percebe que se transformou em humano e passará a viver com eles. Posteriormente, cada um deverá ler seu texto para a sala. Em seguida, os alunos deverão escolher os melhores textos e, em grupo, trabalhar com um dos textos escolhidos. Eles poderão apresentar uma peça de teatro tendo o texto como base ou fazer um filme, um livro, uma trilha sonora O trabalho final será exposto na semana de conscientização. Outra sugestão é um passeio pela cidade e o registro do que poderíamos fazer para melhorar a nossa relação com o planeta, como jogar o lixo no lixo, reciclagem, evitar desperdícios, mudar hábitos de consumo etc. Essas dicas também poderão ser expostas no final em um mural da sala. Você poderá, também, convidar um biólogo para visitar a classe. Antes, planejem perguntas que gostariam de fazer sobre a preservação da fauna e flora, impactos ambientais do consumismo, da poluição, da pesca ilegal etc. Os alunos poderão gravar a entrevista e, posteriormente, transcrevê-la e transformá-la em um texto escrito, além de fazer o trabalho de edição das partes mais importantes, de seleção dos trechos a serem destacados e do título do texto final. Esse trabalho é interessante porque você poderá abordar as diferenças entre oralidade e escrita, edição de texto e interpretação. O trabalho final poderá ser exposto no jornal da escola, em cartazes ou em material avulso para que todos do colégio possam conhecê-lo. O importante é que ele cumpra sua função: conscientizar as pessoas. Na semana de conscientização, os alunos poderão desenvolver um cenário, escolher uma trilha sonora, vestimentas diferenciadas e outros recursos que julgarem interessantes para chamar a atenção dos demais estudantes da escola. Olha pro céu, meu amor O livro aborda também os enigmas do céu. Tendo o apoio do professor de Ciências, fale sobre os astros (estrelas, planetas etc.). Para iniciar o estudo, comece perguntando de onde surgiu o interesse de estudar o céu, a curiosidade sobre seus mistérios. Por que o céu, assim como o mar, desperta tantas dúvidas e sonhos? 4

5 Você pode começar a discussão contando como os antigos, ao observarem o céu, percebiam que algumas estrelas pareciam fixas e outras caminhavam, que a Lua mudava de tamanho, de forma, que em um período do ano o Sol ficava mais tempo no céu do que em outro O céu era um mistério e eles procuravam entender suas variações. Dessa procura surgiram tanto as lendas, os mitos, as histórias sobre o surgimento do mundo quanto os discursos e pesquisas científicos. Foi a curiosidade sobre o céu que fez surgirem os estudos de astronomia, astrologia, alguns mitos gregos, como o dos irmãos Castor e Polideuco, que na mitologia romana ficaram conhecidos como Castor e Pólux, os nomes das duas estrelas mais brilhantes da constelação de Gêmeos ou Gemini (segundo os gregos, as duas estrelas representavam as cabeças dos dois gêmeos), e uma série de outras mitologias, como as dos indígenas brasileiros. Ao contrário do que as pessoas costumam pensar, as mitologias indígenas têm tanto valor quanto as gregas e romanas, pois cada cultura desenvolveu sua própria maneira de olhar para os céus e para o mundo, de compreender e explicar os acontecimentos da Terra. Você pode abordar os mitos de algumas tribos indígenas em relação aos astros e como determinada comunidade começou a relacionar os eventos ocorridos na terra (como o passar do tempo, o amanhecer, o anoitecer) e os eventos ocorridos no mar (maré alta e baixa etc.) com o movimento dos astros no céu; sobre como as pessoas aprenderam a se orientar a partir da observação do céu e de como suas certezas sobre o Universo foram mudando ao longo dos anos. Depois da pesquisa, você pode concluir o trabalho com uma visita da escola a um planetário. Como o céu também despertou sempre a sensibilidade dos poetas e músicos, que relacionavam terra, céu e mar na busca de tentar entender a vida, você também pode compilar músicas e poemas que falem sobre a Lua e sobre as estrelas, procurar entender que significados esses termos possuem no imaginário das pessoas e associá-los ao trabalho com a poesia do mar. A análise coletiva da música Mar e Lua e do poema Ismália, que falam tanto de mar como de céu, pode concluir a atividade. Dicas de sites que podem orientar seu trabalho Sobre astronomia: cienciahoje.uol.com.br/controlpanel/materia/view/854 orbita.starmedia.com/~planetabr/destaques/planetinha/index.html (Todos com textos didáticos para crianças.) Livro com mitos indígenas: Lendas indígenas, de Antoracy Araújo, Ed. do Brasil 5

6 Poemas sobre o céu: Ismália, de Alphonsus de Guimarães Além da Terra, além do céu, de Carlos Drummond de Andrade Lua adversa, de Cecília Meireles Músicas sobre o céu: Alô, alô, marciano, de Rita Lee e Roberto de Carvalho Mar e Lua, de Chico Buarque (já sugerida para o trabalho sobre a poesia do mar) Lua e estrela, de Caetano Veloso Astronomy Domine, de Pink Floyd Filme sobre o céu: 2001: uma odisseia no espaço, de Stanley Kubrick Respostas do suplemento de atividades 1) a) Dionísio b) Zeus c) Apolo d) Afrodite e) Deméter f) Atena g) Hera h) Ares i) Minotauro j) Ciclopes k) Éolo 2) As letras restantes formam a seguinte frase: Ártemis, deusa protetora da vida selvagem e das mulheres grávidas. A A D E M E T E R R T E M P M I H E R A S D A E U I O S A P R O R T E F T O N L A T E N A E R A R D A O O V I D A S S E L O V A T C I C L O P E S G D E M A E D A D I O N I S I O S U M U Z E U S L H E T R E R S G R A V I D A S E O L O 3) 1. P O S E I D O N 2. B A L E I A 3. ÁG U I A 4. P O L L U X 5. E S T R E L A - DO - MAR 6. B O R B O L E T A 7. F E R N A N D O P E S S O A 8. L I S A Espécie ameaçada de extinção: peixe-boi. 4) Os ambientes são água, céu e terra. O restante da resposta é pessoal. 5) Resposta pessoal. 6) Resposta pessoal. 7) Resposta pessoal. Ajude-os na elaboração do poema, trabalhando conceitos de métrica, rima ou versos livres. 6

Contação de Histórias PEF

Contação de Histórias PEF Contação de Histórias PEF Qual a importância da narração oral? -Exerce influência tanto sobre aspectos intelectuais quanto emocionais da criança. -Tem a capacidade de estimular a imaginação, a criatividade

Leia mais

Bicho de sete cabeças e outros seres fantásticos, de Eucanaã Ferraz: poesia para não ter medo do desconhecido. Ana Paula Klauck

Bicho de sete cabeças e outros seres fantásticos, de Eucanaã Ferraz: poesia para não ter medo do desconhecido. Ana Paula Klauck Publicado na revista eletrônica Tigre Albino Volume 3, Número 3. 2010. ISSN: 1982-9434 Disponível em: http://www.tigrealbino.com.br/texto.php?idtitulo=08f1c7471182e83b619f12bfa4 27e1e0&&idvolume=9a2be2ed7998330d41811b14e9f81f2d

Leia mais

Autora: SUELY BARROS BERNARDINO DA SILVA. Secretaria de Estado de Educação do Amazonas LEITURA: UM CAMINHO PARA O CONHECIMENTO INTRODUÇÃO

Autora: SUELY BARROS BERNARDINO DA SILVA. Secretaria de Estado de Educação do Amazonas LEITURA: UM CAMINHO PARA O CONHECIMENTO INTRODUÇÃO Autora: SUELY BARROS BERNARDINO DA SILVA Secretaria de Estado de Educação do Amazonas LEITURA: UM CAMINHO PARA O CONHECIMENTO INTRODUÇÃO Este foi um projeto piloto, o qual consistiu em desenvolver um trabalho

Leia mais

Poesia A Arte de brincar e aprender com as palavras. Prof. José Urbano

Poesia A Arte de brincar e aprender com as palavras. Prof. José Urbano Poesia A Arte de brincar e aprender com as palavras Prof. José Urbano O que vamos pensar: A Literatura e a Sociedade Funções e desdobramentos da Literatura Motivação Poesia Em hipótese alguma a literatura

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Título: Maricota ri e chora Autor: Mariza Lima Gonçalves Ilustrações: Andréia Resende Formato: 20,5 cm x 22 cm Número de páginas: 32

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre

Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre Montanhas e costas marítimas; Mar Mediterrâneo, Mar Egeo e Mar Jônico. Costa bastante recortada com 80% de montanhas; Grande numero de Ilhas; Formação

Leia mais

Edição: Rodrigo Amorim DESENHOS: Lavínya Vieira CORDEL: 1º ANO A 02

Edição: Rodrigo Amorim DESENHOS: Lavínya Vieira CORDEL: 1º ANO A 02 O Cordel, Paixão e Poesia: Castro Alves o poeta da Bahia foi feito pelos alunos do 1º ano A (IF Baiano campus Itapetinga). O cordel é uma grande homenagem ao grande poeta baiano Castro Alves, conhecido

Leia mais

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA ANOS FINAIS / SRE - CURVELO

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA ANOS FINAIS / SRE - CURVELO 61 Poema O que é: Segundo o poeta Carlos Drummond de Andrade, entre coisas e palavras principalmente entre palavras circulamos. As palavras, entretanto, não circulam entre nós como folhas soltas no ar.

Leia mais

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A HISTÓRIA, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO. Antes de você iniciar a leitura do

Leia mais

AULA: 19.2 Conteúdo: Gêneros literários: cordel, conto e romance. INTERATIVIDADE FINAL LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

AULA: 19.2 Conteúdo: Gêneros literários: cordel, conto e romance. INTERATIVIDADE FINAL LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA : 19.2 Conteúdo: Gêneros literários: cordel, conto e romance. Habilidades: Compreender as características que compõem os gêneros discursivos. REVISÃO Produzindo a Literatura Repente Literatura de cordel

Leia mais

SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIXO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL. Vera Lúcia Alves.

SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIXO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL. Vera Lúcia Alves. SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL Vera Lúcia Alves. RIO VERDE GO 2010 Identificação: EMEF José do Prado Guimarães. Localização: Rio

Leia mais

CONTANDO A GENTE ACREDITA 1

CONTANDO A GENTE ACREDITA 1 CONTANDO A GENTE ACREDITA 1 Celso Sisto Hoje não há mais a fogueira e o ritmo da noite aconchegando ouvintes em torno dos acontecimentos guardados na memória do narrador tradicional. Hoje não há mais a

Leia mais

Veio Gente. Símbolo Veio Gente Detalhamento. - Concepção.

Veio Gente. Símbolo Veio Gente Detalhamento. - Concepção. Símbolo Veio Gente Detalhamento - Concepção. A concepção do símbolo do projeto Veio Gente nasceu das explicações da idéia e do conceito do evento durante conversas que tive com a Cris, principalmente a

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Ieda Maria Alves de Souza Laura Jane Pereira Fernandes Lia Jussara Leães

Leia mais

Iracema estava na brinquedoteca

Iracema estava na brinquedoteca Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Iracema estava na brinquedoteca com toda a turma quando recebeu a notícia de que seu sonho se realizaria. Era felicidade que

Leia mais

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor,

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor, Xixi na Cama Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos mais um livro da coleção Revoluções: Xixi na Cama, do autor mineiro Drummond Amorim. Junto com a obra, estamos também

Leia mais

Cara Professora, Caro Professor,

Cara Professora, Caro Professor, A olhinhos menina de rasgados Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos um belo livro de narrativa A menina de olhinhos rasgados, do premiado autor mineiro Vanderlei Timóteo.

Leia mais

PLANEJAMENTO (Poesia/poema) Expressão na oralidade, leitura fluente, produção textual, compreensão de texto poético.

PLANEJAMENTO (Poesia/poema) Expressão na oralidade, leitura fluente, produção textual, compreensão de texto poético. PLANEJAMENTO (Poesia/poema) Professor (a): Janete Fassini Alves Poesia: Das Flores Competências Objetivo Geral Objetivos Específicos Autor: Armando Wartha Expressão na oralidade, leitura fluente, produção

Leia mais

Aluno (a): n o. Professora: Turma: Sala: Colégio Cenecista Dr. José Ferreira

Aluno (a): n o. Professora: Turma: Sala: Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Aluno (a): n o Professora: Turma: Sala: 2 o ano do Ensino Fundamental Colégio Cenecista Dr. José Ferreira 2015 1 Para você, o que é o poema? VERSOS E ESTROFES Poema é um texto organizado em versos e estrofes.

Leia mais

2aetapa UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Instruções ao candidato

2aetapa UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Instruções ao candidato UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Instruções ao candidato O tempo disponível para realizar as provas dos dois cadernos que você recebeu o das provas específicas e o da redação é de quatro horas e trinta

Leia mais

OFICINA DE POESIA, PROSA E MUSICALIZAÇÃOINFANTIL A MELODIA DA IMAGINAÇÃO

OFICINA DE POESIA, PROSA E MUSICALIZAÇÃOINFANTIL A MELODIA DA IMAGINAÇÃO OFICINA DE POESIA, PROSA E MUSICALIZAÇÃOINFANTIL ( para Secretarias de Educação e Escolas ) A MELODIA DA IMAGINAÇÃO ( CANTANDO E RECONTANDO A LITERATURA INFANTIL) OFICINEIRO: CARLOS HERACLITO MELLO NEVES

Leia mais

PALAVRAS QUE BRINCAM: A EXPERIÊNCIA LITERÁRIA DA ONG EMCANTAR COM ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DE UBERLÂNDIA MG

PALAVRAS QUE BRINCAM: A EXPERIÊNCIA LITERÁRIA DA ONG EMCANTAR COM ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DE UBERLÂNDIA MG PALAVRAS QUE BRINCAM: A EXPERIÊNCIA LITERÁRIA DA ONG EMCANTAR COM ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DE UBERLÂNDIA MG ANA PAULA RABELO (ASSOCIAÇÃO EMCANTAR DE ARTE EDUCAÇÃO CULTURA E MEIO AMBIENTE). Resumo Ver

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra!

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra! ROTEIRO DE ESTUDOS DE LITERATURA PARA A 3ª ETAPA 2ª SÉRIE Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à

Leia mais

PIC. Componentes da PIC 2. o bimestre. Produção Integrada ao Conteúdo

PIC. Componentes da PIC 2. o bimestre. Produção Integrada ao Conteúdo PIC VERSÃO PARA O PROFESSOR VERSÃO PARA O PROFESSOR 9. o ano Ensino Fundamental Produção Integrada ao Conteúdo Componentes da PIC 2. o bimestre Arte Ciências Geografia História A nota da PIC é a média

Leia mais

A FORMAÇÃO DE LEITORES: O CASO DO GRUPO AIMIRI OS CONTADORES DE HISTÓRIAS

A FORMAÇÃO DE LEITORES: O CASO DO GRUPO AIMIRI OS CONTADORES DE HISTÓRIAS XIV Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação e Gestão da Informação - Região Sul - Florianópolis - 28 de abril a 01 de maio de 2012 A FORMAÇÃO DE LEITORES:

Leia mais

Memórias de um Vendaval

Memórias de um Vendaval 3 4 Memórias de um Vendaval 5 6 Carlos Laet Gonçalves de Oliveira MEMÓRIAS DE UM VENDAVAL 1ª Edição PerSe São Paulo - SP 2012 7 Copyright 2011, Carlos Laet Gonçalves de Oliveira Capa: O Autor 1ª Edição

Leia mais

PROJETO INTERDISCIPLINAR BALAIO DE IDEIAS

PROJETO INTERDISCIPLINAR BALAIO DE IDEIAS PROJETO INTERDISCIPLINAR BALAIO DE IDEIAS 6º ANO / ENSINO FUNDAMENTAL Goiânia, 2014 COLÉGIO AGOSTINIANO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA A maior riqueza de um país é a sua cultura I. APRESENTAÇÃO No decorrer do

Leia mais

Pequena História do meu Estágio de Português orientado pelo Senhor Dr. Virgílio Couto na Escola Comercial de Veiga Beirão

Pequena História do meu Estágio de Português orientado pelo Senhor Dr. Virgílio Couto na Escola Comercial de Veiga Beirão Pequena História do meu Estágio de Português orientado pelo Senhor Dr. Virgílio Couto na Escola Comercial de Veiga Beirão Ano Primeiro (1948-1949) Janeiro, 11 Para começar, falou connosco durante uma hora

Leia mais

Formação de Português 2013/2014

Formação de Português 2013/2014 Formação de Português 2013/2014 Oficina de formação: Ler para compreender, interpretar, reagir e apreciar 6.ª sessão Objetivos do ensino da leitura de poesia Alimentar o gosto pela sonoridade da língua

Leia mais

Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA

Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA 1 Especial Formação de Professor Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro apresenta os princípios da Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Leia mais

LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR

LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR ANNA PAULA SILVA (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS), ELIANE FERREIRA PINTO (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS). Resumo A reciclagem tem como principal foco a conscientização

Leia mais

15h: UMA AVENTURA PELO SISTEMA SOLAR (infantil - nova!) 17h: PLANETAS DO UNIVERSO 19h: POR DENTRO DO SOL

15h: UMA AVENTURA PELO SISTEMA SOLAR (infantil - nova!) 17h: PLANETAS DO UNIVERSO 19h: POR DENTRO DO SOL PROGRAMAÇÃO AGOSTO 2009 NOVOS HORÁRIOS! SÁBADOS: SESSÕES ÀS 15h, 17h E 19h 15h: UMA AVENTURA PELO SISTEMA SOLAR (infantil - nova!) 17h: PLANETAS DO UNIVERSO 19h: POR DENTRO DO SOL DOMINGOS: SESSÕES ÀS

Leia mais

Projeto Conto de Fadas

Projeto Conto de Fadas Projeto Conto de Fadas 1. Título: Tudo ao contrário 2. Dados de identificação: Nome da Escola: Escola Municipal Santo Antônio Diretora: Ceriana Dall Mollin Tesch Coordenadora do Projeto: Mônica Sirtoli

Leia mais

PROJETO DE LEITURA SUGESTÕES DE ATIVIDADES

PROJETO DE LEITURA SUGESTÕES DE ATIVIDADES PROJETO DE LEITURA URASHIMA TARO LÚCIA HIRATSUKA PARTE 1 PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: ATIVAÇÃO DO CONHECIMENTO PRÉVIO Atividade 1 SUGESTÕES DE ATIVIDADES Cada povo tem suas narrativas

Leia mais

Foto: JM Lanita. Rincão Gaia. Oficina de Macrofotografia e Fotografia Ambiental

Foto: JM Lanita. Rincão Gaia. Oficina de Macrofotografia e Fotografia Ambiental Foto: JM Lanita Rincão Gaia Oficina de Macrofotografia e Fotografia Ambiental 1 Rincão Gaia de José Lutzenberger por Elysée Siqueira Eram 5 horas, um ruído suave surgiu na madrugada fresca do dia 16 de

Leia mais

Estrelas Estrelas nos olhos... Ele tem um brilho intenso nos olhos... Tem um brilho que se expande em estrelas nos meus olhos... Faz pensar...em ser brilho... Brilho nos olhos dele... Perfume de Amor Flor,

Leia mais

Selene e a pedra da Lua Mari Pini

Selene e a pedra da Lua Mari Pini Ilustrações Simone Matias Temas Astronomia; Amizade; Distúrbio de déficit de atenção; Respeito Guia de leitura para o professor 84 páginas Sinopse O livro é uma descrição do cotidiano da menina Selene,

Leia mais

Profa. Ms. Luciana Carvalho

Profa. Ms. Luciana Carvalho Profa. Ms. Luciana Carvalho ANO/ SÉRIE 3º Ano NÍVEL DE ENSINO Ensino Fundamental TEMPO PREVISTO 06 Aulas OBJETIVOS Abordar o gênero POESIA na perspectiva do Letramento Literário. Proporcionar o contato

Leia mais

PROGRAMAÇÃO AGENDA AMBIENTAL INTEGRADA SEMANA DO MEIO AMBIENTE 2013 DDZI DATA HORÁRIO AÇÃO PROPONTE ATIVIDADES OBSERVAÇÕES CMEI ELIAKIN RUFINO

PROGRAMAÇÃO AGENDA AMBIENTAL INTEGRADA SEMANA DO MEIO AMBIENTE 2013 DDZI DATA HORÁRIO AÇÃO PROPONTE ATIVIDADES OBSERVAÇÕES CMEI ELIAKIN RUFINO PROGRAMAÇÃO AGENDA AMBIENTAL INTEGRADA SEMANA DO MEIO AMBIENTE 2013 DDZI DATA HORÁRIO AÇÃO PROPONTE ATIVIDADES OBSERVAÇÕES 03/06/2013 (SEGUNDA- FEIRA) 8:00h Eu e o ambiente em que vivo Horario escolar

Leia mais

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II.

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II. Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20 Revisão e avaliação da unidade II. 2 Ervas O caule das ervas (plantas herbáceas) é geralmente verde, ao contrário das árvores e arbustos.

Leia mais

UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA DOCENTE ATRAVÉS DAS NARRATIVAS DISCENTES

UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA DOCENTE ATRAVÉS DAS NARRATIVAS DISCENTES UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA DOCENTE ATRAVÉS DAS NARRATIVAS DISCENTES Luciana Bessa Silva (bessaluciana@hotmail.com) RESUMO Como humanos, narramos nossos sentimentos, nossos desejos, nossas emoções, nossas

Leia mais

Concurso Literário do Ensino Fundamental II

Concurso Literário do Ensino Fundamental II Concurso Literário do Ensino Fundamental II Apresentação Inúmeros poetas escreveram e escrevem sobre o amor. Trata-se de um tema inesgotável que foi eternizado em poemas felizes, tristes, esperançosos

Leia mais

letra de música e poesia CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz

letra de música e poesia CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz letra de música e poesia CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz SINOPSE geral da série Chico, 6 anos, adora passar as tardes na estamparia de fundo de quintal do seu avô. Nela, Vô Manu construiu

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO 2013/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Prova 1) 6º Ano / Ensino Fundamental

CONCURSO DE ADMISSÃO 2013/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Prova 1) 6º Ano / Ensino Fundamental Leia atentamente o texto 1 e responda às questões de 01 a 12 assinalando a única alternativa correta. Texto 1 Uma história de Dom Quixote Moacyr Scliar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Leia mais

A qualidade de vida. Vou responder para vocês, é só ler está história que vou contar.

A qualidade de vida. Vou responder para vocês, é só ler está história que vou contar. A qualidade de vida Dentre as prioridades da maioria das instituições de ensino está a qualidade da alimentação oferecida aos seus alunos, isso por desempenhar um papel primordial no ciclo de vida e principalmente

Leia mais

Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian.

Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian. Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian. Leitura do conto O gato preto, de Edgar Allan Poe (duas aulas) 1- Leitura compartilhada do conto, dividido em duas partes.

Leia mais

CONCREGAÇÃO DAS IRMÃS MISSIONÁRIAS DA IMACULADA CONCEIÇÃO COLÉGIO SANTA CLARA PROJETO: SARAU DE POESIA

CONCREGAÇÃO DAS IRMÃS MISSIONÁRIAS DA IMACULADA CONCEIÇÃO COLÉGIO SANTA CLARA PROJETO: SARAU DE POESIA CONCREGAÇÃO DAS IRMÃS MISSIONÁRIAS DA IMACULADA CONCEIÇÃO COLÉGIO SANTA CLARA PROJETO: SARAU DE POESIA SANTARÉM-PARÁ 2010 I- IDENTIFICAÇÃO: COLÉGIO SANTA CLARA DIRETORA: Irmã Gizele Maria Pereira Marinho

Leia mais

COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL. Emanuel Carvalho

COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL. Emanuel Carvalho COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL Emanuel Carvalho 2 Prefácio * Edivan Silva Recebi o convite para prefaciar uma obra singular, cujo título despertou e muita minha atenção: Como escrever um livro infantil,

Leia mais

LISTA DE ARTE. Quais são os elementos construídos no quadro, pelo artista em questão, que enfatizam os acontecimentos em destaque?

LISTA DE ARTE. Quais são os elementos construídos no quadro, pelo artista em questão, que enfatizam os acontecimentos em destaque? Ensino Médio Unidade Parque Atheneu Professor (a): Elias Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE ARTE 1) Após analisar a obra a seguir, responda o que se pede. Os fuzilamentos de 3 de Maio de 1808.

Leia mais

Dia 8 de novembro às 11h

Dia 8 de novembro às 11h TEATRO Excêntrica Com Cia Eros Teatral A história narra a jornada de uma mulher sedutora, que habita em seus pensamentos mais cruéis. Sua memória solitária fará ela se relacionar com todos os personagens,

Leia mais

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez.

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. PROJETO DE LEITURA E ESCRITA Era uma vez... E conte outra vez. CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO TEMA; PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. INSTITUIÇÃO Escola Estadual Lino Villachá

Leia mais

Content Area Grade Quarter Língua Portuguesa 6ª Serie Unidade I

Content Area Grade Quarter Língua Portuguesa 6ª Serie Unidade I Content Area Grade Quarter Língua 6ª Serie Unidade I Texto: parágrafos: descritivo/comparativo; reconto; resenha crítica, anedota, cartum, revista em quadrinhos Linguística: comunicação: elementos/códigos;

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES CIËNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula 1.1 Conteúdo. O Universo

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES CIËNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula 1.1 Conteúdo. O Universo CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 1.1 Conteúdo O Universo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Leia mais

BIBLIOTECA VIVA: PLANTANDO LEITURA, COLHENDO CIDADÃOS

BIBLIOTECA VIVA: PLANTANDO LEITURA, COLHENDO CIDADÃOS BIBLIOTECA VIVA: PLANTANDO LEITURA, COLHENDO CIDADÃOS Justificativa O Projeto de Extensão Biblioteca Viva: plantando leitura, colhendo cidadãos, aprovado no Edital Interno de Financiamento de Projetos

Leia mais

CARO PROFESSOR, Bem-vindo ao universo de Pequenas Histórias, filme de Helvécio Ratton que será lançado nos cinemas a partir de julho.

CARO PROFESSOR, Bem-vindo ao universo de Pequenas Histórias, filme de Helvécio Ratton que será lançado nos cinemas a partir de julho. CARO PROFESSOR, Bem-vindo ao universo de Pequenas Histórias, filme de Helvécio Ratton que será lançado nos cinemas a partir de julho. Um filme, como qualquer obra de arte, possibilita várias leituras,

Leia mais

ARTE E LINGUAGEM UNIVERSAL

ARTE E LINGUAGEM UNIVERSAL ARTE E LINGUAGEM UNIVERSAL ANGELO JOSÉ SANGIOVANNI - Professor da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR)/CAMPUS II FAP) Email: ajsangiovanni@yahoo.com.br Resumo: A partir da análise da tragédia antiga,

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PERIODO: JULHO E AGOSTO JUSTIFICATIVA: A educação Ambiental não deve ser tratada como algo distante do cotidiano dos alunos,

Leia mais

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 0 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Renato da Guia Oliveira 2 FICHA CATALOGRÁFICA OLIVEIRA. Renato da Guia. O Papel da Contação

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Rio Negro MS, Setembro de 2012. Identificação Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira Cidade: Rio Negro MS Período: Setembro

Leia mais

Tribunal Regional de Talentos apresenta:

Tribunal Regional de Talentos apresenta: Tribunal Regional de Talentos apresenta: Era uma vez uma fada madrinha que vestia toga. A história começa da forma clássica, mas a narrativa sobre a juíza do trabalho substituta do Tribunal Regional do

Leia mais

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA ELAINE CRISTINA TOMAZ SILVA (FUNDAÇÃO PALAVRA MÁGICA). Resumo A Oficina Palavra Mágica de Leitura e Escrita, desenvolvida pela Fundação Palavra Mágica, é um

Leia mais

OLIMPVS.NET BIBLIOTECAS. DURAÇÃO PREVISTA DA SESSÃO EM SALA DE AULA OU BIBLIOTECA: 50 +15 minutos opcionais

OLIMPVS.NET BIBLIOTECAS. DURAÇÃO PREVISTA DA SESSÃO EM SALA DE AULA OU BIBLIOTECA: 50 +15 minutos opcionais OLIMPVS.NET BIBLIOTECAS VOLUME 4 O ENIGMA DE ULISSES GUIÃO DESTINATÁRIOS: dos 9 aos 14 anos NÚMERO MÁXIMO DE PARTICIPANTES: 26 DURAÇÃO PREVISTA DA SESSÃO EM SALA DE AULA OU BIBLIOTECA: 50 +15 minutos opcionais

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS.

CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS. CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS. Elaine Cristina Rodrigues Gomes Vidal. Gruhbas Projetos Educacionais

Leia mais

Parte 1: Compreensão e interpretação do texto. As cruéis sereias. Aluno(a): Professor(a): Turma: n o : Data:

Parte 1: Compreensão e interpretação do texto. As cruéis sereias. Aluno(a): Professor(a): Turma: n o : Data: Aluno(a): Professor(a): Turma: n o : Data: Leia o texto a seguir com atenção. Trata-se de um trecho da epopeia Odisseia, atribuída ao poeta grego Homero. Originariamente narrada em versos, ela narra as

Leia mais

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA LENDA DA COBRA GRANDE Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA CRUZEIRO DO SUL, ACRE, 30 DE ABRIL DE 2012. OUTLINE Cena 1 Externa;

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

A importância da leitura na fase infantil.

A importância da leitura na fase infantil. EDIÇÃO II VOLUME 3 01/04/2011 A importância da leitura na fase infantil. O desenvolvimento de interesses e hábitos permanentes de leitura é um processo constante, que principia no lar, aperfeiçoa-se sistematicamente

Leia mais

ensino médio e pré-vestibular questão com resolução em vídeo/lplb

ensino médio e pré-vestibular questão com resolução em vídeo/lplb Onde queres comício, flipper-vídeo E onde queres romance, rock n roll Onde queres a lua, eu sou o sol E onde a pura natura, o inseticídio Onde queres mistério, eu sou a luz E onde queres um canto, o mundo

Leia mais

Celia Regina Lopes Feitoza

Celia Regina Lopes Feitoza Celia Regina Lopes Feitoza Se quiser falar ao coração do homem, há que se contar uma história. Dessas que não faltam animais, ou deuses e muita fantasia. Porque é assim, suave e docemente que se despertam

Leia mais

Como estimularo. desenvolvimento da. filho. linguagem

Como estimularo. desenvolvimento da. filho. linguagem Como estimularo desenvolvimento da linguagem do seu filho Primeiros 3 meses Ao nascer, sua audição já está bem desenvolvida. Atente para a importância de realizar o Teste da Orelhinha no seu filho, logo

Leia mais

JANELA SOBRE O SONHO

JANELA SOBRE O SONHO JANELA SOBRE O SONHO um roteiro de Rodrigo Robleño Copyright by Rodrigo Robleño Todos os direitos reservados E-mail: rodrigo@robleno.eu PERSONAGENS (Por ordem de aparição) Alice (já idosa). Alice menina(com

Leia mais

OUTUBR. O que aconteceu? ANÁPOLIS-GO

OUTUBR. O que aconteceu? ANÁPOLIS-GO OUTUBR BRO 2015 O que aconteceu? ANÁPOLIS-GO Dia 17 Irmã Maria da Paz de Jesus comanda uma tarde de retiro na comunidade Santo Expedito para os crismandos da Paróquia São Francisco de Assis: comunidades

Leia mais

PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL

PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL Oficinas de apoio e fortalecimento de laços intergeracionais, com dinâmicas, arteterapia, psicoeducativos, exercícios de alongamento, respiração e relaxamento,

Leia mais

www.rockstarsocial.com.br

www.rockstarsocial.com.br 1 1 Todos os Direitos Reservados 2013 Todas As Fotos Usadas Aqui São Apenas Para Descrição. A Cópia Ou Distribuição Do Contéudo Deste Livro É Totalmente Proibida Sem Autorização Prévia Do Autor. AUTOR

Leia mais

SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO SEDUC CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE PROFESSORES CEFAPRO ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA

SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO SEDUC CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE PROFESSORES CEFAPRO ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO SEDUC CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE PROFESSORES CEFAPRO ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA ANDRÉ ANTÔNIO MAGGI SACOLA MÁGICA E LATA LITERÁRIA Claudia

Leia mais

LITERATURA BRASILEIRA

LITERATURA BRASILEIRA LITERATURA BRASILEIRA 01 Leia o poema Pintura admirável de uma beleza, de Gregório de Matos. Vês esse sol de luzes coroado? Em pérolas a aurora convertida? Vês a lua de estrelas guarnecida? Vês o céu de

Leia mais

GENTE EDUCADA, CIDADE BONITA. Modelo de Projeto para Leopoldina Minas Gerais. Projeto de Atividades. 1º Edição

GENTE EDUCADA, CIDADE BONITA. Modelo de Projeto para Leopoldina Minas Gerais. Projeto de Atividades. 1º Edição GENTE EDUCADA, CIDADE BONITA Projeto de Atividades 1º Edição Modelo de Projeto para Leopoldina Minas Gerais 1. INTRODUÇÃO A educação atualmente não pode se restringir apenas ao ambiente escolar, o estudante

Leia mais

NARRATIVAS E PRÁTICAS DE LEITURA NA CRECHE: RELATOS SOBRE A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA BEBÊS. Uma experiência com mães.

NARRATIVAS E PRÁTICAS DE LEITURA NA CRECHE: RELATOS SOBRE A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA BEBÊS. Uma experiência com mães. NARRATIVAS E PRÁTICAS DE LEITURA NA CRECHE: RELATOS SOBRE A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA BEBÊS. Uma experiência com mães. Autores: DILMA ANTUNES SILVA 1 ; MARCELO NASCIMENTO 2. Modalidade: Relato de experiência.

Leia mais

No ritmo da criação OPORTUNIDADE

No ritmo da criação OPORTUNIDADE Shutterstock POR BRUNO MORESCHI No ritmo da criação Nosso país ainda caminha a passos lentos quando o assunto é economia criativa. Mas as incubadoras podem ajudar a recuperar o tempo perdido Da música

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 9 ano Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE Análise de textos poéticos Texto 1 Um homem também chora Um homem também

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* O legado de Chico Rei para a nossa cultura A questão da escravidão e da presença do negro no Brasil passa tanto pela história quanto

Leia mais

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO-UFERSA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO :EDUCAÇÃO AMBIENTAL ALUNA:FRANCISCA IÊDA SILVEIRA DE SOUZA TUTORA: ANYELLE PAIVA ROCHA ELIAS PROFESSORA: DIANA GONSALVES

Leia mais

Índice. dezembro 2012 EDIÇÃO: CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGA COORDENAÇÃO: DIVISÃO DE CULTURA IMPRESSÃO: TECNIGRÁFICA TIRAGEM: 12.

Índice. dezembro 2012 EDIÇÃO: CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGA COORDENAÇÃO: DIVISÃO DE CULTURA IMPRESSÃO: TECNIGRÁFICA TIRAGEM: 12. 188 dezembro 2012 Índice EDIÇÃO: CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGA COORDENAÇÃO: DIVISÃO DE CULTURA IMPRESSÃO: TECNIGRÁFICA TIRAGEM: 12.000 EXEMPLARES PERIODICIDADE: MENSAL DEPÓSIT0 LEGAL: Nº 148041/00 DISTRIBUIÇÃO:

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As histórias do senhor urso. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): Em busca das cores. 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) Episódio explora de maneira

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

PRIMEIRA TEMPORADA: Meu Intelectual Favorito

PRIMEIRA TEMPORADA: Meu Intelectual Favorito PRIMEIRA TEMPORADA: Meu Intelectual Favorito Breve Resumo Cada programa trará uma personalidade midiática em um emocionante e revelador encontro com seu Favorito, um ídolo em algum campo de conhecimento,

Leia mais

V ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS

V ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS 1. Por que você decidiu fazer esse curso? 57% para ampliar conhecimentos, aperfeiçoar o trabalho, ampliar horizontes, permanecer na área 26% pelo sonho de ser educadora, gostar e acreditar na educação,

Leia mais

Cara Professora, Caro Professor,

Cara Professora, Caro Professor, Cara Professora, Caro Professor, Primeiramente, queremos expressar nossa alegria por você ter sugerido ou estar pensando em sugerir um livro de poemas, para leitura de seus alunos. Não tenha dúvida: Cantigas

Leia mais

Utilização do vídeo, CD e DVD na sala de aula

Utilização do vídeo, CD e DVD na sala de aula Utilização do vídeo, CD e DVD na sala de aula José Manuel Moran A seguir são apresentadas sugestões de utilização de vídeo, CD e DVD. Vídeo como produção Como documentação, registro de eventos, de aulas,

Leia mais

Meu pássaro de papel

Meu pássaro de papel ALUNO (A): ANO: 3º TURMA: (A) (C) PROFESSOR (A): VALOR DA AVALIAÇÃO: 40 pontos DATA: CENTRO EDUCACIONAL SAGRADA FAMÍLIA 22 / 08 / 2013 TRIMESTRE: 2º NOTA: COMPONENTE CURRICULAR: LÍNGUA PORTUGUESA ENSINO

Leia mais

ENTRELAÇANDO VIVÊNCIAS PELA LEITURA DO MUNDO E DA PALAVRA: (RE)ENCANTANDO A VIDA ATRAVÉS DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

ENTRELAÇANDO VIVÊNCIAS PELA LEITURA DO MUNDO E DA PALAVRA: (RE)ENCANTANDO A VIDA ATRAVÉS DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS ENTRELAÇANDO VIVÊNCIAS PELA LEITURA DO MUNDO E DA PALAVRA: (RE)ENCANTANDO A VIDA ATRAVÉS DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS Daniele Mallmann da Silva 1 Tatiana Poltosi Dorneles 2 Ketner Thaiane Landvoigt Kayser

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

PRIMEIRA VERSÃO PRIMEIRA VERSÃO ANO I, Nº05 JUNHO - PORTO VELHO, 2001 VOLUME I NILSON SANTOS POESIA PARA INÍCIO DE CONVERSA MILENA MAGALHÃES EDITOR

PRIMEIRA VERSÃO PRIMEIRA VERSÃO ANO I, Nº05 JUNHO - PORTO VELHO, 2001 VOLUME I NILSON SANTOS POESIA PARA INÍCIO DE CONVERSA MILENA MAGALHÃES EDITOR UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA (UFRO) CENTRO DE HERMENÊUTICA DO PRESENTE PRIMEIRA VERSÃO ANO I, Nº05 JUNHO - PORTO VELHO, 2001 VOLUME I PRIMEIRA VERSÃO ISSN 1517-5421 lathé biosa 5 ISSN 1517-5421 EDITOR

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014 Atividades Pedagógicas Agosto 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO II A GRUPO II B GRUPO II C GRUPO II

Leia mais

PORTUGUÊS IRIA 5ª E.F.

PORTUGUÊS IRIA 5ª E.F. PORTUGUÊS IRIA 5ª E.F. 1º (1,5) 01. Rasura, borrões, corretivos, serão considerados ERROS; 02. Respostas claras e com letra legível; 03. Respostas somente com caneta, PRETA ou AZUL. 04. Esta prova contém

Leia mais

Você alguma vez olhou para o céu da noite e pensou em todas as pessoas do mundo inteiro, desde o começo dos tempos, que viram as mesmas estrelas?

Você alguma vez olhou para o céu da noite e pensou em todas as pessoas do mundo inteiro, desde o começo dos tempos, que viram as mesmas estrelas? As Estrelas em Câncer Mitos sobre Câncer Câncer na Astrologia Um mito original sobre Câncer Trívia sobre Câncer Escreva Suas Histórias e Fatos sobre Câncer Links para Mais Informação sobre Astronomia Você

Leia mais

Planificação periódica 8ºano

Planificação periódica 8ºano EB 2/3 João Afonso de Aveiro Planificação periódica 8ºano Língua Portuguesa Ano lectivo 2010/2011 Agrupamento de Escolas de Aveiro E S C O L A 2 º E 3 º C I C L O S J O Ã O A F O N S O D E A V E I R O

Leia mais