POSICIONAR-SE E INVESTIR NUM ANO DECISIVO PARA O SECTOR ENERGÉTICO PORTUGUÊS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POSICIONAR-SE E INVESTIR NUM ANO DECISIVO PARA O SECTOR ENERGÉTICO PORTUGUÊS"

Transcrição

1 POSICIONAR-SE E INVESTIR NUM ANO DECISIVO PARA O SECTOR ENERGÉTICO PORTUGUÊS KEY SPEAKERS: Henrique Joaquim Gomes Secretário de Estado da Energia Luis Mira Amaral Presidente Comissão Executiva Banco BIC Portugal Patrick Monteiro de Barros Chairman Petroplus Holdings AG Alexandre Fernandes Director-Geral Agência para a Energia - ADENE Anibal Fernandes CEO ENEOP Nuno Ribeiro da Silva Presidente Endesa Portugal Luis Adão da Fonseca CBDO, Chief Business Development Offi cer EDP Renováveis Manuel Protásio Sócio Vieira de Almeida & Associados Juan Ramón Ayuso Responsável de Projecto Departamento Eólico IDAE Bernardo Sottomayor Director RREEF Miguel Barreto Administrador-delegado Gesto Energy Vanda Cascão Sócia Vieira de Almeida & Associados Apoio:

2 9.00 Recepção dos Assistentes 9.30 Ainda existem oportunidades reais de investimento no sector energético português nestes momentos conturbados? Luis Mira Amaral Presidente Comissão Executiva Banco BIC Portugal Antigo ministro da Indústria e Energia e actual Presidente Executivo do Banco BIC, Luis Mira Amaral é defensor de uma política energética para Portugal, que passa por uma revisão dos subsídios atribuídos sob forma de tarifas às renováveis, quer em novos contratos, quer nos contratos em vigor. Defende uma revisão dos custos reais e dos custos escondidos da política energética em curso. (in entrevista à SIC Notícias, Maio 2011) 9.50 Perspectiva de um investidor sobre a competitividade do sector energético nacional Patrick Monteiro de Barros Chairman Petroplus Holdings AG Empresário português internacionalmente reconhecido, com participação em algumas das maiores empresas portuguesas, é actualmente chairman da Petroplus, maior grupo refi nador independente europeu e defende que se quisermos ser competitivos e ser um País que exporta, temos de ter acesso à energia e nos próximos anos a solução mais competitiva, em termos de preço, mais limpa, em termos de emissões de CO2, e a mais segura, é o nuclear. (Diário Económico, Março 2011) POLÍTICA ENERGÉTICA Um novo modelo energético para Portugal? Poder-se-á falar em insustentabilidade do sistema actual? Porque e como é que chegámos a esta situação? E mais importante do que isso Que medidas estão e terão de ser implementadas? Introdução de mecanismos de concorrência e liberalização total do mercado da energia A situação dos regimes de apoio às energias renováveis, a redução dos subsídios de tarifas e a renegociação dos contratos existentes São sufi cientes as medidas já defi nidas? Como solucionar os problemas de desarticulação entre a política energética e a política ambiental na execução dos projectos de renováveis? Nuno Ribeiro da Silva Presidente Endesa Portugal José Carlos Matos Director da Unidade de Energia Eólica INEGI Jorge Liça Director Responsável pelo Gabinete de Consultoria de Serviços Comerciais REN Clemente Pedro Nunes Professor IST Teresa Ponce de Leão Presidente LNEG

3 11.00 Networking Café TROIKA Liberalização do mercado e fim dos preços regulados e das ajudas às renováveis Que consequências derivam das medidas impostas ao sector energético português nos investimentos já realizados e quais as suas implicações em projectos futuros? Avaliação custo/benefício dos investimentos em renováveis e análise do seu impacto nos preços e na rentabilidade O que irá acontecer a todos os investimentos previstos no PNAER? Poderão ser todos realizados ou deverão ser reequacionados? Face ao índice de alavancagem da maioria dos projectos como evitar o risco de default? Os investidores privados deixarão de estar interessados sem uma tarifa garantida? Artur Trindade Director Custos e Proveito ERSE Alexandre Fernandes Director-Geral Agência para a Energia - ADENE Aníbal Fernandes CEO ENEOP Miguel Matias CEO Self Energy FINANCIAMENTO Estado do financiamento e refinanciamento de projectos. O novo papel dos bancos e dos financiadores alternativos. Onde podemos encontrar investidores que acompanhem e apoiem os investimentos? É ainda possível fi nanciar projectos? Qual o nível de equity que têm de aportar os promotores? Porque não estão os fundos de investimento internacionais presentes em Portugal? O que é que se espera deles? Como captá-los? Poderão as privatizações previstas despertar de alguma forma o interesse desses fundos pelo mercado nacional? Que tipo de investimento se revela mais atractivo para os fi nanciadores alternativos? Manuel Protásio Sócio Vieira de Almeida & Associados Santiago Rodilla Pamo Global Lending - Project Finance Spain BBVA Pedro Cabaço Director Adjunto Project & Structured Finance Caixa Banco de Investimento Luís Sousa Santos Senior Managing Director Project Finance and Securitization - Lisbon Espírito Santo Investment Bank André Gorjão Costa Managing Director- Head of Credit Markets Portugal Santander Global Banking & Markets Tiago Simões de Almeida Co-Head of Project Finance Banco BPI Almoço

4 SESSÃO DE ABERTURA DA TARDE DO FINANCE ENERGY FÓRUM Sector Energético Nacional: oportunidades de investimento, dificuldades, desafios e perspectivas futuras. Henrique Joaquim Gomes Secretário de Estado da Energia O que é que podemos aprender com o exemplo espanhol de alteração do modelo de autorização, remuneração e ajudas às energias renováveis? De que forma esta alteração está a afectar o sector? Que lições podemos retirar? Juan Ramón Ayuso Responsável de Projecto Departamento Eólico IDAE Networking Café INTERNACIONALIZAÇÃO Para que países têm de olhar as empresas e os investidores portugueses? Quais são os nossos pontos fortes no momento de planear um investimento além-fronteiras? Onde somos competitivos? A captação de fi nanciamento para projectos internacionais é mais facilitada? Quais são os destinos prioritários para as empresas nacionais?... Brasil, Angola, Moçambique, Europa de Leste? Onde estamos e onde temos que estar? Como desembarcar noutro país: Joint-venture, M&A, parceiros locais? Que difi culdades enfrentam as empresas portuguesas em integrar consórcios internacionais e ganhar projectos? Por que projectos podemos optar? Miguel Barreto Administrador-delegado Gesto Energy Joaquim Sérvulo Rodrigues CEO - ES Ventures Luis Adão da Fonseca CBDO, Chief Business Development Offi cer EDP Renováveis Vanda Cascão Sócia Vieira de Almeida & Associados MERCADO SECUNDÁRIO Onde encontrar oportunidade de investimento? Nos projectos ou no mercado secundário? É melhor apostar em novos projectos com novas regras do jogo bem definidas ou é preferível confiar em projectos brownfield consolidados? Projectos greenfi eld ou brownfi eld? Quais são os mais fi nanciáveis para a banca? Continuará a existir Project Finance num futuro próximo? Como rodar os activos para continuar a fi nanciar operações? Quem tem manifestado interesse na aquisição de activos de energia? Os fundos? Promotores com posição sustentada neste mercado? Novos investidores?... Por que razão as empresas apostam nas renováveis quando optam por diversifi car a carteira de investimentos? Qual o interesse dos fundos de investimento na aquisição de activos no mercado energético? Quais são os que têm interesse? António Oliveira Administrador Gestmin Pedro Dias Director de Finanças Corporativas Galp Energia Bernardo Sottomayor Director RREEF Hugo Teixeira CFA - Senior Director SIEMENS Financial Services Encerramento do Finance Energy Fórum

5

6 25% Desconto* Associados APREN** Associado APREN** **Obrigatório o envio de comprovativo _Online

POSICIONAR-SE E INVESTIR NUM ANO DECISIVO PARA O SECTOR ENERGÉTICO PORTUGUÊS. Patrick Monteiro de Barros. Chairman Petroplus Holdings AG

POSICIONAR-SE E INVESTIR NUM ANO DECISIVO PARA O SECTOR ENERGÉTICO PORTUGUÊS. Patrick Monteiro de Barros. Chairman Petroplus Holdings AG 25% Desconto* Associados apren** Associado APREN** **Obrigatório o envio de comprovativo POSICIONAR-SE E INVESTIR NUM ANO DECISIVO PARA O SECTOR ENERGÉTICO PORTUGUÊS KEY SPEAKERS: Luis Mira Amaral Presidente

Leia mais

8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA. Novos Mercados Encontro de Sectores INSCREVA-SE JÁ. Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS. www.expoenergia2011.about.

8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA. Novos Mercados Encontro de Sectores INSCREVA-SE JÁ. Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS. www.expoenergia2011.about. 8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA Centro de Congressos Univ. Católica Novos Mercados Encontro de Sectores Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS ORGANIZAÇÃO PARCEIRO PATROCÍNIO INSCREVA-SE JÁ www.expoenergia2011.about.pt

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

Investimentos e Financiamento no sector energético

Investimentos e Financiamento no sector energético Presentes os principais players do mercado de energia SECRETÁRIO DE ESTADO DA ENERGIA E DA INOVAÇÃO Agostinho Ribeiro Luís Guimarães ENEÓLICA Alberto Barbosa EFACEC RENOVÁVEIS GENERG Luís Santos Project

Leia mais

António Luís Guerra Nunes Mexia

António Luís Guerra Nunes Mexia António Luís Guerra Nunes Mexia É licenciado em Economia pela Universidade de Genebra, na Suíça (1980), onde exerceu o cargo de docente convidado no Departamento de Economia. Foi, igualmente, docente no

Leia mais

11 DEZEMBRO 2013 SANA MALHOA HOTEL - LISBOA

11 DEZEMBRO 2013 SANA MALHOA HOTEL - LISBOA 11 DEZEMBRO 2013 SANA MALHOA HOTEL - LISBOA Patrocinador Organização Co-Organização 1ª Edição de uma Conferência 100% dedicada às PME e StartUps que apostam cá dentro! Participantes Empresários e Gestores

Leia mais

CONFERÊNCIA. Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética FINANCIAMENTO DE CENTRAIS DE BIOMASSA. Lisboa, 7 de Julho de 2010

CONFERÊNCIA. Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética FINANCIAMENTO DE CENTRAIS DE BIOMASSA. Lisboa, 7 de Julho de 2010 CONFERÊNCIA Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética FINANCIAMENTO DE CENTRAIS DE BIOMASSA Lisboa, 7 de Julho de 2010 Luís Sousa Santos lsantos@besinv.pt Financiamento de Centrais de Biomassa

Leia mais

Apresentação da nova Equipa de Gestão. Lisboa, 4 Dezembro 2007

Apresentação da nova Equipa de Gestão. Lisboa, 4 Dezembro 2007 Apresentação da nova Equipa de Gestão Lisboa, 4 Dezembro 2007 Agenda 1. Enquadramento 2. Proposta de nova Equipa de Gestão 3. Outra informação relevante 4. Conclusão 2 Millennium bcp: 1985 2007 Da criação

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa INICIATIVA INSERIDA NA EVENTO 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO APOIOS UMA PUBLICAÇÃO ALTO PATROCÍNIO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da

Leia mais

1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1

1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1 Tema de Pesquisa: Internacional 07 de Dezembro de 2012 Revista de Imprensa 07-12-2012 1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1 2. (PT) -

Leia mais

29 de Outubro de 2013 Hotel de Convenções de Talatona Luanda

29 de Outubro de 2013 Hotel de Convenções de Talatona Luanda 1 29 de Outubro de 2013 Hotel de Convenções de Talatona Luanda 8.30 Recepção aos participantes, café da manhã e registo Sessão de abertura Presidente de sessão: Executivo sénior, Banco Atlântico, Angola

Leia mais

10:00 O CIO e o Enterprise Business Assurance na gestão de grandes empresas Rui Paiva, Administrador da SSI Angola

10:00 O CIO e o Enterprise Business Assurance na gestão de grandes empresas Rui Paiva, Administrador da SSI Angola RESUMO DO EVENTO AGENDA AGENDA 09:00 Abertura e boas-vindas 09:10 Tech Market Trends em Angola e no Mundo Gabriel Coimbra, Director Geral da IDC 09:35 Visão da Economia em Angola Carlos Rosado de Carvalho,

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

Simplificação Processual no Licenciamento para as Energias Renováveis

Simplificação Processual no Licenciamento para as Energias Renováveis Simplificação Processual no Licenciamento para as Energias Renováveis O Projecto Políticas Públicas do WavEC, Centro de Energia das Ondas Nuno Matos Núcleo de Políticas Públicas e Disseminação Breves Dados

Leia mais

António Luis Guerra Nunes Mexia

António Luis Guerra Nunes Mexia António Luis Guerra Nunes Mexia É licenciado em Economia pela Universidade de Genebra, na Suíça (1980), onde exerceu o cargo de docente convidado no Departamento de Economia. Foi, igualmente, docente no

Leia mais

MERCADO LIBERALIZADO DE ENERGIA ELÉCTRICA

MERCADO LIBERALIZADO DE ENERGIA ELÉCTRICA MERCADO LIBERALIZADO DE ENERGIA ELÉCTRICA CTC CÁVADO-MINHO LIMA-OURENSE COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO CÁVADO AGÊNCIA DE ENERGIA DO CÁVADO Setembro, 2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 SEMINÁRIO Energia Solar Passiva...

Leia mais

Proposta / Ponto 4. DOCUMENTOS PREPARATÓRIOS ASSEMBLEIA GERAL Porto 8 maio 2013. Exmo. Senhor. Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Proposta / Ponto 4. DOCUMENTOS PREPARATÓRIOS ASSEMBLEIA GERAL Porto 8 maio 2013. Exmo. Senhor. Presidente da Mesa da Assembleia Geral DOCUMENTOS PREPARATÓRIOS ASSEMBLEIA GERAL Porto 8 maio 2013 Proposta / Ponto 4 Exmo. Senhor Presidente da Mesa da Assembleia Geral Grupo Soares da Costa, SGPS,S.A. Exmo. Senhor Presidente, Relativamente

Leia mais

4. ªCONFERÊNCIA DA MOBILIDADE URBANA

4. ªCONFERÊNCIA DA MOBILIDADE URBANA EVENTO 4. ª CONFERÊNCIA DA MOBILIDADE URBANA Preparar a Cidade para a Mobilidade do Futuro: Dos Modos Suaves à Mobilidade Eléctrica 17 de Setembro de 2013 MUDE, Museu do Design e da Moda Lisboa ORGANIZAÇÃO

Leia mais

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 LUANDA PROGRAMA AVANÇADO PARA DECISORES CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 2.ª EDIÇÃO Inscrições e mais informações em: www.ambienteonline.pt/luanda-concursos-internacionais-2015

Leia mais

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe Iniciativa PE2020 A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos António Manzoni/Vilar Filipe Novembro 2013 Projeto Engenharia 2020 Preocupações macroeconómicas Papel da engenharia na

Leia mais

AFCEA & IDC SECURITY FORUM 2014 Segurança da Informação e Gestão do Risco na 3ª Plataforma

AFCEA & IDC SECURITY FORUM 2014 Segurança da Informação e Gestão do Risco na 3ª Plataforma AFCEA & IDC SECURITY FORUM 2014 Segurança da Informação e Gestão do Risco na 3ª Plataforma 22 de Maio IESM Instituto de Estudos Superiores Militares GOLD+ SILVER PARCEIRO TECNOLÓGICO MEDIA PARTNER AGENDA

Leia mais

RESUMO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA

RESUMO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA RESUMO DO EVENTO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA ORGANIZAÇÃO PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção e Registo dos participantes

Leia mais

26 e 27 de Novembro de 2010 Pavilhão Atlântico/Sala Tejo PROGRAMA

26 e 27 de Novembro de 2010 Pavilhão Atlântico/Sala Tejo PROGRAMA 26 e 27 de Novembro de 2010 Pavilhão Atlântico/Sala Tejo PROGRAMA 1º DIA SEXTA-FEIRA, DIA 26 DE NOVEMBRO 10:30 Sessão de Abertura com a presença do Senhor Secretário de Estado do Tesouro e Finanças, Dr.

Leia mais

RELATÓRIO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA

RELATÓRIO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA RELATÓRIO DO EVENTO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA ORGANIZAÇÃO PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção e Registo dos participantes

Leia mais

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS UMA INICIATIVA INTEGRADA NA: URBAVERDE FEIRA DAS CIDADES SUSTENTÁVEIS ª 7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS ARRENDAMENTO E REABILITAÇÃO: DINAMIZAR O MERCADO, REGENERAR A CIDADE 12 de Abril de

Leia mais

Relatório de Gestão. Instituto Português de Corporate Governance

Relatório de Gestão. Instituto Português de Corporate Governance Actividades realizadas no exercício de : Publicação do Livro Corporate Governance - Reflexões I da Comissão Jurídica; Contratação de Jurista para Secretário-Executivo do IPCG, com funções de assistência

Leia mais

Conferência Internacional OS TRANSPORTES RODOVIÁRIOS, A MOBILIDADE DE PESSOAS E BENS E O DESENVOLVIMENTO DAS ECONOMIAS. 17 de ABRIL 2015 LUANDA

Conferência Internacional OS TRANSPORTES RODOVIÁRIOS, A MOBILIDADE DE PESSOAS E BENS E O DESENVOLVIMENTO DAS ECONOMIAS. 17 de ABRIL 2015 LUANDA Conferência Internacional OS TRANSPORTES RODOVIÁRIOS, A MOBILIDADE DE PESSOAS E BENS E O DESENVOLVIMENTO DAS ECONOMIAS 17 de ABRIL 2015 LUANDA ENQUADRAMENTO Existem, por todo o mundo, inúmeras experiências

Leia mais

3ª Conferência Anual do EnergyIN

3ª Conferência Anual do EnergyIN 3ª Conferência Anual do EnergyIN A Indústria da Energia: Estratégias de Crescimento para 2020 Teatro-Cine de Torres Vedras, dia 26 de junho 2013 Eventos paralelos: dia 27 10.30h 11h Sessão de Abertura

Leia mais

XV CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DOS VALORES MOBILIÁRIOS (ANO LECTIVO 2010/2011)

XV CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DOS VALORES MOBILIÁRIOS (ANO LECTIVO 2010/2011) XV CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DOS VALORES MOBILIÁRIOS (ANO LECTIVO 2010/2011) Out. 26 Interesse social, dever de lealdade e responsabilidade dos sócios por deliberações abusivas Prof. Doutor Manuel

Leia mais

A inovação e essencial à competitividade

A inovação e essencial à competitividade Crédito A inovação e essencial à competitividade das empresas Financiamento para a inovação e desenvolvimento do sector agrícola, agro-alimentar e florestal sai reforçado no mais recente Quadro Comunitário

Leia mais

Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português. Proposta de Reorganização

Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português. Proposta de Reorganização Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português Proposta de Reorganização 3 de Abril de 2003 Política Energética Governamental: uma política para o Futuro A reorganização proposta pelo Governo

Leia mais

CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios -

CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios - CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios - No âmbito do desenvolvimento do seu centro de formação a Self Energy Innovation propõe-se executar em parceria com a Agência Municipal de Energia

Leia mais

PROGRAMA DE ACÇÃO DA LISTA PROPOSTA PELA DIRECÇÃO ASSEMBLEIA GERAL CONSELHO FISCAL DIRECÇÃO ASSEMBLEIA ELEITORAL 29-05-2014

PROGRAMA DE ACÇÃO DA LISTA PROPOSTA PELA DIRECÇÃO ASSEMBLEIA GERAL CONSELHO FISCAL DIRECÇÃO ASSEMBLEIA ELEITORAL 29-05-2014 PROGRAMA DE ACÇÃO DA LISTA PROPOSTA PELA DIRECÇÃO ASSEMBLEIA GERAL CONSELHO FISCAL DIRECÇÃO ASSEMBLEIA ELEITORAL 29-05-2014 TROFA 06-05-2014 I. LINHAS DE FORÇA DO PROGRAMA DE ACÇAO VALORIZAR A EMPRESA,

Leia mais

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA 2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA Gestão Inteligente e Competitividade 15 de Setembro 2011 Museu da Carris Conheça as estratégias nacionais e internacionais para uma gestão eficiente da mobilidade urbana

Leia mais

Together We Create Value

Together We Create Value Together We Create Value APRESENTAÇÃO DA MUNDISERVIÇOS LISBOA 2015 A história da MundiServiços carateriza-se por um percurso de inovação e de investimento na excelência dos seus serviços, assim como por

Leia mais

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS?

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O ISQ e a ASK querem ajudar empreendedores e empresários à procura de financiamento a obterem o apoio de que necessitam para lançar ou desenvolver os seus

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL PARA APROVEITAMENTO DOS TEMPOS LIVRES DOS TRABALHADORES

INSTITUTO NACIONAL PARA APROVEITAMENTO DOS TEMPOS LIVRES DOS TRABALHADORES INSTITUTO NACIONAL PARA APROVEITAMENTO DOS TEMPOS LIVRES DOS TRABALHADORES DEPARTAMENTO DESPORTIVO DISTRITO DE LISBOA COMUNICADO N.º 29/08-DAD/DI/TIRO REGULAMENTARES (DESPORTOS INDIVIDUAIS) TIRO CACR,

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE PROJECTOS DE PRODUÇÃO DE ENERGIA E DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. Selfenergy

PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE PROJECTOS DE PRODUÇÃO DE ENERGIA E DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. Selfenergy PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE PROJECTOS DE PRODUÇÃO DE ENERGIA E DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Selfenergy PARCEIRO: SCT Consulting SOLVING CHALLENGES TOGETHER Uma empresa com energia A Vivapower é uma

Leia mais

Seminário de Empreendedorismo nos Países de. Língua Oficial Portuguesa

Seminário de Empreendedorismo nos Países de. Língua Oficial Portuguesa Seminário de Empreendedorismo nos Países de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Brasil Empreendedorismo Língua Oficial Portuguesa Dia 22 de Novembro de 2011

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa INICIATIVA INSERIDA NA EVENTO 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO APOIOS UMA PUBLICAÇÃO ALTO PATROCÍNIO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da

Leia mais

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar!

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar! GRUPO ROLEAR Porque há coisas que não podem parar! INOVAÇÃO COMO CHAVE DO SUCESSO Desde 1979, com sede no Algarve, a Rolear resulta da oportunidade identificada pelo espírito empreendedor do nosso fundador

Leia mais

Alexandre Ulisses. Habilitações Académicas:

Alexandre Ulisses. Habilitações Académicas: Alexandre Ulisses Pós-Graduação em Ciências da Educação, da Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação do Porto; Mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores, Faculdade de Engenharia da

Leia mais

Apresentação da empresa

Apresentação da empresa Apresentação da empresa A nossa Missão Ajudar as empresas a enfrentar os desafios do presente e do futuro e a encontrar ou retomar os caminhos do sucesso Sabemos que cada problema tem solução e que cada

Leia mais

Sustainable Energy Technology at Work: Thematic Promotion of Energy Efficiency and Energy Saving Technologies in the Carbon Markets

Sustainable Energy Technology at Work: Thematic Promotion of Energy Efficiency and Energy Saving Technologies in the Carbon Markets Projecto: SETatWork Sustainable Energy Technology at Work: Thematic Promotion of Energy Efficiency and Energy Saving Technologies in the Carbon Markets IDMEC-Porto Porto,, 12 de Novembro 2009 Enquadramento

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Financiamento de Projectos Empresariais e Apoio ao Empreendedorismo. Auditório do Centimfe Marinha Grande

Financiamento de Projectos Empresariais e Apoio ao Empreendedorismo. Auditório do Centimfe Marinha Grande Financiamento de Projectos Empresariais e Apoio ao Empreendedorismo Auditório do Centimfe Marinha Grande 02 de Março de 2005 O que é o negócio do Capital de Risco O Capital de Risco e o Crédito Bancário

Leia mais

09:00 Sessões Técnicas - Abertura da Exposição. 17:00 Cerimônia de Abertura. Considerações iniciais dos promotores (20 )

09:00 Sessões Técnicas - Abertura da Exposição. 17:00 Cerimônia de Abertura. Considerações iniciais dos promotores (20 ) Página 1 de 5 PROGRAMAÇÃO EVENTOS PARALELOS HOME O EVENTO LOCAL E DATA TRABALHOS TÉCNICOS PROGRAMAÇÃO INSCRIÇÕES EXPOSIÇÃO ÁREA DO EXPOSITOR PATROCÍNIO HOSPEDAGEM TRANSFER BRAZIL WINDPOWER O&M IMPRENSA

Leia mais

tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O

tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O Soares dos Santos tem mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos A subida das acções da Jerónimo Martins levou a família

Leia mais

Manuel Ferreira De Oliveira. Presidente Executivo 05/06/2012

Manuel Ferreira De Oliveira. Presidente Executivo 05/06/2012 Manuel Ferreira De Oliveira Presidente Executivo 05/06/2012 Responder às PME Como está organizada a Galp? Qual a estratégia? Onde vai crescer? Quais os investimentos previstos? Em que mercados? Quais as

Leia mais

SOLUÇÕES SANTANDER TURISMO

SOLUÇÕES SANTANDER TURISMO SOLUÇÕES SANTANDER TURISMO Atendendo a que o turismo é um sector estratégico na economia nacional e considerando que a APAVT tem tido um papel fundamental no desenvolvimento do turismo nacional, o acordo

Leia mais

Revisor Oficial de Contas, desde 1990.

Revisor Oficial de Contas, desde 1990. 1. Dados pessoais Nome: Vitor Manuel Batista de Almeida Data de nascimento: 14 de Julho de 1956 Naturalidade: Lisboa Residência: Calçada das Lages, Lote 3, Nº 61-A, 14º C 1900-291 Lisboa Telefone casa:

Leia mais

Patrocinadores: Apoiantes: Media Partners:

Patrocinadores: Apoiantes: Media Partners: Patrocinadores: Ouro: Prata: Apoiantes: Media Partners: ENQUADRAMENTO Num mercado em mudança a sustentabilidade pode ser uma oportunidade chave para dinamizar o sector e o LiderA um contributo na procura

Leia mais

Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa

Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa A nossa Missão Ajudar as empresas a enfrentar os desafios do presente e do futuro e a encontrar ou retomar os caminhos do sucesso Sabemos que cada problema

Leia mais

A água é um fator chave para o desenvolvimento sustentável. Precisamos dela para a saúde, segurança alimentar e progresso económico

A água é um fator chave para o desenvolvimento sustentável. Precisamos dela para a saúde, segurança alimentar e progresso económico A Parceria Portuguesa para a Água e a empresa municipal Águas do Porto organizam, nos dias 7 e 8 de maio, no Teatro Rivoli, a conferência Água para o Desenvolvimento Pontes e Parcerias nos Países de Língua

Leia mais

6 º Congresso. Nacional de Crédito. 27 de Maio de 2015 Altis Grand Hotel Lisboa Portugal

6 º Congresso. Nacional de Crédito. 27 de Maio de 2015 Altis Grand Hotel Lisboa Portugal 6 º Congresso Nacional de Crédito 27 27 de Maio de 2015 Altis Grand Hotel Lisboa Portugal 4.000 ORADORES 350 EVENTOS 20 PAÍSES 200.000 VISITAS EM NOSSAS PÁGINAS +100.000 EXECUTIVOS 30.000 SEGUIDORES VIA

Leia mais

Pedro Gomes Nunes. Director Execu,vo. Janeiro 2015. www.risa.pt

Pedro Gomes Nunes. Director Execu,vo. Janeiro 2015. www.risa.pt Pedro Gomes Nunes Director Execu,vo Janeiro 2015 ÁREAS DE NEGÓCIO Estudos e Projectos RISA - Apresentação + 20 anos de experiência + 1.500 candidaturas a Fundos Comunitários aprovadas. + 1,6 mil milhões

Leia mais

O IMPACTO DA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL NAS PME 2.ª EDIÇÃO. www.portugalmexe.ife.pt. 4 Dezembro 2014 Microsoft Portugal - Auditório Lisboa.

O IMPACTO DA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL NAS PME 2.ª EDIÇÃO. www.portugalmexe.ife.pt. 4 Dezembro 2014 Microsoft Portugal - Auditório Lisboa. 2.ª EDIÇÃO Inscreva-se em www.portugalmexe.ife.pt 4 Dezembro 2014 Microsoft Portugal - Auditório Lisboa O IMPACTO DA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL NAS PME Patrocínio Platina Organização PROGRAMA A transformação

Leia mais

RESUMO DO EVENTO. IDC Portugal

RESUMO DO EVENTO. IDC Portugal RESUMO DO EVENTO IDC Portugal PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER PARCEIRO TECNOLÓGICO APOIO PUBLIC RELATIONS & MEDIA PARTNER AGENDA 09h00 Recepção aos participantes & Welcome-coffee 09h30 The Future of

Leia mais

DIÁRIO ECONÓMICO Calendário Projectos Especiais

DIÁRIO ECONÓMICO Calendário Projectos Especiais DIÁRIO ECONÓMICO Calendário Projectos Especiais 2012 JAN 19 Prémio Excelência Revista 30 Propriedade Intelectual 31 Industria Farmacêutica de Genéricos 2 Energia: Painéis Solares 7 Desafios de Portugal:

Leia mais

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt Pedro Gomes Nunes Director Executivo Lisboa, Fevereiro 2014 RISA - Apresentação ÁREAS DE NEGÓCIO Estudos e Projectos + 20 anos de experiência + 1.500 candidaturas a Fundos Comunitários aprovadas. + 1,6

Leia mais

As PME do Sector Energético: desafios e estratégias APE/Energy Live Expo Lisboa, Março de 2013

As PME do Sector Energético: desafios e estratégias APE/Energy Live Expo Lisboa, Março de 2013 As PME do Sector Energético: desafios e estratégias APE/Energy Live Expo Lisboa, Março de 2013 Rethinking Energy Worldwide A Internacionalização de uma pequena empresa de serviços Miguel Ferreira Março

Leia mais

RESUMO DO EVENTO Em colaboração com

RESUMO DO EVENTO Em colaboração com RESUMO DO EVENTO E Em colaboração com RRE PATROCINADORES ORGANIZAÇÃO EM COLABORAÇÃO COM PLATINUM GOLD SILVER MEDIA PARTNER AGENDA AGENDA 08:30 Recepção dos convidados e café de acolhimento 09:00 Abertura

Leia mais

PROMOVER O CONHECIMENTO NA E DA ADMINISTRAÇÃO Com o apoio:

PROMOVER O CONHECIMENTO NA E DA ADMINISTRAÇÃO Com o apoio: 21 DE NOVEMBRO DE 2011 8H00-9H30 RECEPÇÃO DOS PARTICIPANTES 9H30-10H00 ABERTURA (AUDITÓRIO) HÉLDER ROSALINO, SECRETÁRIO DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FRANCISCO RAMOS, PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79. MBA em Finanças pela Universidade Católica em 1995

CURRICULUM VITAE. Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79. MBA em Finanças pela Universidade Católica em 1995 CURRICULUM VITAE Franquelim Fernando Garcia Alves Nascido em 16/11/1954, 2 filhas Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79 Revisor Oficial de Contas em 1987 MBA em Finanças

Leia mais

II FÓRUM PORTUGAL-ALEMANHA

II FÓRUM PORTUGAL-ALEMANHA II FÓRUM PORTUGAL-ALEMANHA 10 e11 Março de 2014 Localização: Ministério dos Negócios Estrangeiros Alemão (Auswärtige Amt) Unterwasserstr. 10, 10117 Berlin Programa Provisório Versão: 29 Janeiro 2014 Com

Leia mais

Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org. Agosto 2015

Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org. Agosto 2015 Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org Agosto 2015 Desde 1959 A principal fonte de financiamento para o desenvolvimento da América Latina e Caribe 26 Países Conta com 26

Leia mais

Fundos europeus: Advogados exploram oportunidades do Portugal 2020

Fundos europeus: Advogados exploram oportunidades do Portugal 2020 Fundos europeus: Advogados exploram oportunidades do Portugal 2020 08 Abril 2015 Há quase três décadas que Portugal recebe fundos europeus, mas o próximo quadro comunitário de apoio está a merecer uma

Leia mais

Assembleia Geral. Conselho Fiscal

Assembleia Geral. Conselho Fiscal No passado dia 23 de Março de 2010 a Assembleia Geral da AproCS aprovou por unanimidade os seguintes pontos da ordem de trabalhos: 1. Actividades desenvolvidas em 2009; 2. Contas da Associação referentes

Leia mais

Urbana. Urbana. Nuno Vitorino 19 Outubro 2011 16 Nov 2010. Nuno Vitorino

Urbana. Urbana. Nuno Vitorino 19 Outubro 2011 16 Nov 2010. Nuno Vitorino Inicia&va Iniciativa JESSICA JESSICA Financiamento Financiamento de de Projectos Projectos Sustentáveis Sustentáveis de Reabilitação de Reabilitação Nuno Vitorino Nuno Vitorino 19 Outubro 2011 JESSICA

Leia mais

Nome Curso Golos Amarelos Vermelhos

Nome Curso Golos Amarelos Vermelhos Nome Curso s Amarelos Vermelhos Carlos Júnior Mestrado 4 Jogo 15 Rui Nascimento Mestrado Jerónimo Mestrado 1 Jogo 15 Pedro Francês Mestrado 1 Andre Figueiredo Mestrado 3 Jogo6 Artur Daniel Mestrado 2 João

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora.

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora. CURRICULUM VITAE Nome: Nuno Miguel de Campos Matos Vaz Neto Morada: Rua João de Oliveira Miguens, 5-5º C Código Postal e Localidade: 1350-187 Lisboa Nacionalidade: Portuguesa Telefone: +351917765911 E-mail:

Leia mais

ÍNDICE 1. QUEM SOMOS 2. A ENERGIA EM PORTUGAL 3. CONTRIBUIÇÃO DAS RENOVÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL

ÍNDICE 1. QUEM SOMOS 2. A ENERGIA EM PORTUGAL 3. CONTRIBUIÇÃO DAS RENOVÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL ÍNDICE 1. QUEM SOMOS 2. A ENERGIA EM PORTUGAL 3. CONTRIBUIÇÃO DAS RENOVÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL 4. O PAPEL DE PORTUGAL NAS ENERGIAS RENOVÁVEIS 2 1. QUEM SOMOS 3 A APREN A APREN - Associação

Leia mais

Rastreabilidade e Eficiência dos Negócios na Agro-indústria

Rastreabilidade e Eficiência dos Negócios na Agro-indústria A origem e a qualidade dos alimentos estão na mira do Consumidor. Cada vez mais conscientes e exigentes, os Consumidores têm em conta uma série de atributos na hora de decidir o que vai para o carrinho

Leia mais

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO MINISTÉRIO DO COMÉRCIO REGULAMENTO INTERNO DAS REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS DA REPÚBLICA DE ANGOLA NO ESTRANGEIRO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º (Natureza) As representações são órgãos de execução

Leia mais

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Gestão Inteligente e Competitividade. 15 de Setembro

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Gestão Inteligente e Competitividade. 15 de Setembro 2.ª da u se CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA Gestão Inteligente e Competitividade is rr Ca Mu 15 de Setembro 2011 Conheça as estratégias nacionais e internacionais para uma gestão eficiente da mobilidade

Leia mais

RESUMO DO EVENTO FACTURA & MEIOS DE PAGAMENTO ELECTRÓNICOS 24-02-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA

RESUMO DO EVENTO FACTURA & MEIOS DE PAGAMENTO ELECTRÓNICOS 24-02-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA RESUMO DO EVENTO CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA PATROCINADORES PARTICIPAÇÃO ESPECIAL PLATINUM GOLD+ GOLD SILVER PARCEIRO TECNOLÓGICO MEDIA PARTNER AGENDA 09:40 Factura Electrónica e Administração Fiscal

Leia mais

APRESENTAÇÃO. A edição deste ano registou 220 inscrições e a presença de 160 profissionais.

APRESENTAÇÃO. A edição deste ano registou 220 inscrições e a presença de 160 profissionais. APRESENTAÇÃO A IDC Portugal, em colaboração com um conjunto de parceiros, realizou a quarta edição do CMO FORUM no dia 11 de Maio, no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), em Lisboa. No mais

Leia mais

MAIOR EVENTO NACIONAL PARA O CRESCIMENTO VERDE E DESENVOLVIMENTO DAS CIDADES 04 / 06 MARÇO 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA

MAIOR EVENTO NACIONAL PARA O CRESCIMENTO VERDE E DESENVOLVIMENTO DAS CIDADES 04 / 06 MARÇO 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA MAIOR EVENTO NACIONAL PARA O CRESCIMENTO VERDE E DESENVOLVIMENTO DAS CIDADES 04 / 06 MARÇO 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA Conselho Estratégico da Green Business Week Entidades Empresas convidadas

Leia mais

A União Europeia e o apoio às Empresas. Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

A União Europeia e o apoio às Empresas. Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal A União Europeia e o apoio às Empresas Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal Abril 2010 Programa-Quadro para a Competitividade e a Inovação (CIP) Programa-Quadro para

Leia mais

John Kirkpatrick Senior Director, Research, Intelligence and Advocacy, Competition and Markets Authority, Reino Unido

John Kirkpatrick Senior Director, Research, Intelligence and Advocacy, Competition and Markets Authority, Reino Unido 8h30/ 9h15 Registo dos participantes 9h30/10h00 Sessão de Abertura António Ferreira Gomes, Presidente da Autoridade da Concorrência Luís Miguel Pais Antunes, Presidente do Círculo dos Advogados Portugueses

Leia mais

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 3 Hemisfério esquerdo responsável pelo pensamento lógico e pela competência

Leia mais

Centro de Simulação Biomédica. Serviço de Anestesiologia. Bloco Operatório Central. Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE.

Centro de Simulação Biomédica. Serviço de Anestesiologia. Bloco Operatório Central. Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE. Centro de Simulação Biomédica Serviço de Anestesiologia Bloco Operatório Central Hospitais da Universidade de Coimbra CHUC, EPE. Curso Plano de Formação Avançada: Business Intelligence e o Novo Cliente

Leia mais

Economia do conhecimento deve ser a principal aposta de Angola

Economia do conhecimento deve ser a principal aposta de Angola A1 Economia do conhecimento deve ser a principal aposta de Angola Tipo Internet Data Publicação: 24-06-2013 Sol Online http:sol.sapo.ptangolainterior.aspx?content_id=78501 O membro do Conselho de Estado

Leia mais

A HIDROELETRICIDADE EM PORTUGAL

A HIDROELETRICIDADE EM PORTUGAL Ciclo de Mesas Redondas A APREN e as Universidades A HIDROELETRICIDADE EM PORTUGAL Comemoração do Dia nacional da Água 1 de outubro de 2014 2 A HIDROELETRICIDADE EM PORTUGAL PROGRAMA 10:30 10:50 Sessão

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 PROJECTO CONJUNTO DE INTERNACIONALIZAÇÃO MÉXICO 2015-2016 MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 INSCRIÇÕES ATÉ 15 DE JANEIRO 2016 Promotor: Co-financiamento: Monitorização: Foto: Miguel Moreira

Leia mais

Seminário As PME do sector energético

Seminário As PME do sector energético Seminário As PME do sector energético Desafios e Estratégias Lisboa 22 de Março 2013 Pedro Ribeiro Santos Objectivos desta sessão 1 Entender o que é um parceiro Venture Capital 2 Conhecer como tem evoluído

Leia mais

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DE DIREITO PRIVADO FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DE DIREITO PRIVADO FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DE DIREITO PRIVADO FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA Comissão científica Professor Doutor António Menezes Cordeiro Professora Doutora Ana Perestrelo de Oliveira I Curso

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO ECONOMIA DA ENERGIA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

PÓS-GRADUAÇÃO ECONOMIA DA ENERGIA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PÓS-GRADUAÇÃO ECONOMIA DA ENERGIA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 2015-2016 2 PÓS-GRADUAÇÃO ECONOMIA DA ENERGIA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COORDENAÇÃO Eng.º Nuno Ribeiro da Silva Prof.

Leia mais

SESSÃO "SEMANA EUROPEIA DA ENERGIA SUSTENTÁVEL 2015" RELATÓRIO FINAL

SESSÃO SEMANA EUROPEIA DA ENERGIA SUSTENTÁVEL 2015 RELATÓRIO FINAL SESSÃO "SEMANA EUROPEIA DA ENERGIA SUSTENTÁVEL 015" RELATÓRIO FINAL ENQUADRAMENTO No âmbito da Semana Europeia da Energia Sustentável (15 a 19 de Junho de 015),, a Câmara Municipal de Lisboa e a Lisboa

Leia mais

A Concepção da Ideia

A Concepção da Ideia A Concepção da Ideia Inov@emprego - Fórum do emprego, formação e empreendedorismo do litoral alentejano Tiago Santos Sines, 7 de Novembro de 2008 Sines Tecnopolo O Sines Tecnopolo é uma associação de direito

Leia mais

National Meeting on the Mozambique Case Study on Trade in Services and Sustainable Development

National Meeting on the Mozambique Case Study on Trade in Services and Sustainable Development National Meeting on the Mozambique Case Study on Trade in Services and Sustainable Development Venue: VIP Hotel, Maputo, Mozambique 6-7 November 2006 Estrutura da Apresentacao 1. Observacoes sobre a Economia

Leia mais

SOLUÇÕES IBÉRICAS PARA EMPRESAS MARÇO 2014

SOLUÇÕES IBÉRICAS PARA EMPRESAS MARÇO 2014 MARÇO 2014 EM ESPANHA, COMO EM PORTUGAL BPI e CaixaBank desenvolveram, em parceria, as Soluções Ibéricas para Empresas, uma oferta inovadora de produtos e serviços para apoiar as empresas que operam no

Leia mais

CAPI CANISM TAL DE O DE C RISCO APIT AL DE RISCO

CAPI CANISM TAL DE O DE C RISCO APIT AL DE RISCO MECANISMO CAPITAL DE CAPITAL DE RISCO DE RISCO António Carvalho A Portugal Ventures InovCapital AICEP Capital Global Turismo Capital Clarificação de objectivos estratégicos e concentração de meios para

Leia mais

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS 4 de Maio a 12 de Outubro Índice 1. Denominação 2. Objectivos 3. Destinatários 4. Avaliação 5. Conteúdo Programático 6. Programa indicativo

Leia mais

2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra. Lisboa, 13 de Junho de 2015

2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra. Lisboa, 13 de Junho de 2015 2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra Lisboa, 13 de Junho de 2015 EMEL EMEL Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.M. S.A., tem como objecto a gestão

Leia mais

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS 04-06-2008 Índice A. NOVO PERÍODO DE PROGRAMAÇÃO 2007-2013. B. ACÇÃO INTEGRADA DO IDE-RAM NO PERÍODO 2007-2013. C. APOIOS À ACTIVIDADE

Leia mais

Dinâmicas de exportação e de internacionalização

Dinâmicas de exportação e de internacionalização Dinâmicas de exportação e de internacionalização das PME Contribuição da DPIF/ Como fazemos? 1. Posicionamento e actuação da DPIF A DPIF tem como Missão: Facilitar o acesso a financiamento pelas PME e

Leia mais

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 PORTUGAL Economic Outlook Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 Portugal: Adaptação a um novo ambiente económico global A economia portuguesa enfrenta o impacto de um ambiente externo difícil,

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS CONCEITOS DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS DE BIOGÁS DE ATERROS SANITÁRIOS

INTRODUÇÃO AOS CONCEITOS DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS DE BIOGÁS DE ATERROS SANITÁRIOS INTRODUÇÃO AOS CONCEITOS DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS DE BIOGÁS DE ATERROS SANITÁRIOS LMOP Treinamento de Operação de Aterros Ribeirao Preto, 17 de Setembro de 2010 Custos de Projeto que podem se beneficiar

Leia mais