Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009"

Transcrição

1 Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) Empresa Código Recomendação Fechamento* Preço-Teórico* Upside Risco Lote Copel PNB CPLE6 Compra 21,85 35,00 60,2% Elevado 1 EV/EBITDA (atual) EV/EBITDA 08E¹ Div. Yield (%) 06 Div. Yield (%) 07 P/L 08E 7 dias Mês Ano 4,01 2,87 1,9% 4,0% 4,83-4,83% -8,96% -8,96% * por ação ¹ EV Corrente Recomendação Revisamos nossas projeções da Copel incorporando as novas premissas macroeconômicas e o novo ambiente de risco. A empresa apresenta boa geração de caixa e previsibilidade de receita, assim como estará exposta a recontratação de energia a partir de 2013, o que poderá incrementar seu fluxo de caixa. Com grande desconto em relação ao setor, basicamente justificado pelo risco político, possui potencial relevante de valorização no longo prazo uma vez que o governo paranaense será alterado em O risco político ficou mais explícito ultimamente com declarações do governador do estado sobre a não efetuação de reajuste tarifário. De maneira conservadora, não incorporamos o reajuste, ao qual a Copel tem direito, em nossas projeções. O perfil defensivo dos papéis das elétricas é uma boa opção em época de crise, destacamos sua baixa volatilidade durante os piores momentos do 2S08. Ao atualizarmos nossas estimativas, utilizamos o modelo de Fluxo de Caixa Descontado (DCF), com taxa livre de risco de 3,5%, risco país de 400 pontos, risco regulatório de 1%, prêmio de mercado de 4,5%, beta de 0,39 e crescimento na perpetuidade de 1%, o que resultou em WACC de 10,15% e novo preço teórico de R$ 35,00 por ação. Dessa forma, recomendamos COMPRA dos papéis CPLE6 aos investidores com perfil de longo prazo e de preservação de capital. Entre as empresas integradas do setor elétrico, isto é, que possuem ativos de geração, transmissão e distribuição, a Copel e a Cemig são as que guardam as maiores semelhanças e discrepâncias. Ambas são estatais, o que, basicamente, explicaria o desconto das duas em relação ao mercado, em virtude do potencial risco político implícito. Contudo, a Copel é bastante descontada em relação à própria Cemig devido à postura dos respectivos governos os quais as controlam. Rotineiramente, o Governo do Paraná tem demonstrado distância dos interesses dos demais acionistas da empresa. O que não costuma acontecer com a integrada mineira. Apesar de ser um fato bastante negativo, ilustrado na última semana pela declaração do governador do Paraná de que não permitiria o reajuste das tarifas de energia elétrica determinado pelo regulador (Aneel); acreditamos que o desconto seja excessivo e, mesmo que não haja de fato o reajuste das tarifas neste ano, a Copel tem valor a revelar no longo prazo. A Copel opera na terceira maior área de concessão do país, atendendo quase 3,5 milhões de consumidores por todo estado do Paraná. Em 2008, o consumo total de energia elétrica do mercado da Copel atingiu mais de 21 mil GWh. No segmento de geração, a empresa possui MW de capacidade instalada, sendo MW médios sua energia assegurada. Com o objetivo de ampliar seu parque gerador a empresa é sócia majoritária da UHE Mauá, que tem capacidade potencial de 361 MW e energia assegurada de 192 MW médios, juntamente com a Eletrosul. As obras foram iniciadas em julho do ano passado, mas foram suspensas em virtude de um pedido do Ministério Público Federal (MPF), que deseja rever os estudos sócio-ambientais realizados para concessão da licença do empreendimento. Acreditamos que este problema será resolvido em breve, dada a importância do projeto para a oferta de energia de 2011 em diante. Além disso, há projetos em conjunto com a iniciativa privada para o desenvolvimento de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH s) e Pequenas Centrais Térmicas (PCT s), que poderiam aproveitar o bagaço da cana de açúcar dos produtores álcool e açúcar do Paraná. A empresa estima que o excedente de bagaço poderia atender a PCT s com potencial conjunto de até 600 MW.

2 Gráfico 1. Recontratação de Energia Assegurada (Fonte: Relatórios da Empresa) 2 100% 90% 80% 70% 60% 72% 87% 87% 89% 89% 29% 49% 52% 43% 50% 40% 25% 26% 30% 20% 10% 0% 28% 28% 26% 22% 13% 13% 11% 11% Livre Regulado Recontratação Assim como a Cemig, a Copel apresenta forte fluxo de caixa e previsibilidade em suas receitas. A partir de 2013 haverá espaço para recontratação de energia, que atualmente está alocada para o mercado regulado. Havia no ano passado e início desse ano grande expectativa quanto aos preços futuros do MWh em virtude do estreitamento entre a oferta e demanda de energia elétrica e ao crescimento acelerado do PIB. No entanto, o desaquecimento da economia provocado pela crise internacional alterou o panorama. Provavelmente, não presenciaremos tão cedo o estreitamento entre a oferta e a demanda de energia, o que pode arrefecer a curva futura do MWh. Contudo, os contratos realizados no passado no ambiente regulado foram firmados em patamares de preço inferiores aos atuais, o que ainda implicaria ganho potencial para novos contratos. Boa parte do desconto da Copel em relação ao mercado é justificado pelo risco político. Contundo, acreditamos que tal desconto diminua ao longo deste ano, uma vez que no próximo ano teremos eleições, as quais o atual governador do Paraná não poderá concorrer. Além disso, o atual nível de preço dos papéis incorpora tal risco. O baixo dividend yield em relação ao setor, que é bom pagador de dividendos, é um ponto contra a Copel. Com boa geração de caixa, a empresa tem potencial para aumentar significativamente seu payout, o que não impediria a manutenção dos investimentos atuais, uma vez que sua baixa alavancagem lhe daria espaço para captações. As empresas do setor elétrico são previsíveis e estáveis, qualidades bastante valorizadas em tempos de crise. Isso foi refletido na baixa volatilidade desses papéis enquanto o Ibovespa apresentava altíssimas variações de preços. O risco regulatório tem diminuído com o passar do tempo e com o fortalecimento institucional do modelo regulador. Adicionalmente, apesar do consumo de energia acompanhar a queda da atividade econômica, não acreditamos em forte retração de volumes. Dessa forma, acreditamos que o posicionamento no setor elétrico é uma boa opção para os investidores com perfil de longo prazo e para preservação de capital.

3 3 Valuation Ao atualizarmos nossas estimativas, utilizamos o modelo de Fluxo de Caixa Descontado (DCF), com taxa livre de risco de 3,5%, risco país de 400 pontos, risco regulatório de 1%, prêmio de mercado de 4,5%, beta de 0,39 e crescimento na perpetuidade de 1%, o que resultou em WACC de 10,15% e novo preço teórico de R$ 35,00 por ação para os próximos 12 meses. Tabela 1. Análise de Sensibilidade Múltiplos WACC Estimativas Socopa Perpetuidade 0,00% 0,50% 1,00% 1,50% 2,00% 8,15% 41,31 43,55 46,11 49,06 52,48 9,15% 36,25 37,95 39,87 42,03 44,50 10,15% 32,20 33,53 35,00 36,65 38,49 11,15% 28,89 29,95 31,11 32,39 33,81 12,15% 26,14 26,99 27,92 28,94 30,06 Pela análise por múltiplos de mercado comparáveis, notamos que os papéis da Copel estão sendo negociados com expressivo desconto em relação à média dos seus pares. Para 2008 e 2009, estimamos EV/EBITDA de 2,9x e 2,8x, respectivamente. Com relação ao P/L, projetamos 4,8x e 5,2x, para o mesmo período, respectivamente. Taís múltiplos e o desconto em relação ao mercado foram levados em consideração em nossa recomendação de compra para os papéis CPEL6. Tabela 2. Análise por Múltiplos Comparáveis (Fonte: Bloomberg e Estimativas Socopa) Empresas Valor de Mercado em EV/EBITDA Preço/Lucro R$ MM 2008E 2009E 2008E 2009E Eletrobras ,51 6,2x 6,1x 6,4x 8,8x CPFL Energia ,51 6,9x 6,5x 11,2x 10,3x Tractebel Energia ,37 6,9x 6,6x 11,8x 11,0x Cemig ,33 4,8x 4,6x 8,1x 8,1x AES Tietê 5.672,78 4,8x 4,7x 9,2x 8,5x Light 4.794,48 4,5x 4,6x 5,7x 9,0x Eletropaulo 4.269,61 2,8x 2,7x 6,0x 5,6x Cesp 4.109,79 5,1x 4,4x - 13,6x Energias do Brasil 3.517,54 5,0x 4,7x 8,2x 6,3x Média ,21 5,2x 5,0x 8,3x 9,0x Copel* 5.830,13 2,9x 2,8x 4,8x 5,2x Fonte: Bloomberg / Elaboração: Socopa Atualizado até Janeiro 2009 *Estimativa Socopa

4 Projeção 4 Nessa revisão não incorporamos reajustes tarifários para este ano e para o próximo, uma vez que o Governo de Estado do Paraná pode não permiti-los. Estimamos para o período entre 2008 e 2012 taxa anual de crescimento composto (CAGR) para receita líquida de 4,81%, enquanto para o EBITDA e o lucro líquido projetamos crescimento de 4,13% e 3,12%%, respectivamente. A margem líquida deve permanecer ao redor dos 20% no período estimado, enquanto a margem EBITDA recua para 34% em virtude do não reajuste das tarifas. Em nossas estimativas, o perfil do endividamento continua confortável e permanece assim por todo o período projetado. Como a empresa não indicou que aumentará seu payout, utilizamos para o período distribuição de 25% do lucro na forma de dividendos, o que representa para 2008 e 2009 dividend yield de 5,17% e 4,81%, respectivamente. Empresa A Companhia Paranaense de Energia (Copel) gera, transmite e distribui energia elétrica para quase totalidade do Estado do Paraná, com 54 anos no mercado é uma das maiores empresas do setor. A Copel atende diretamente aproximadamente 3,5 milhões de unidades consumidoras em 393 municípios e localidades. Através de 18 usinas, e participação em outras seis, tem capacidade instalada de MW, que são transmitidos através de Km de linhas de transmissão acima de 230 Kv e de linhas de distribuição até 138 Kv. A empresa é controlada pelo Estado do Paraná que detém 58,6% das ações ordinárias. Gráfico 2. Estrutura Societária (Fonte: Copel) 58,6% ON / 31,1% Total 26,4 % ON / 21,2 % PN / 24,0 % Total 13,5 % ON / 78,5 % PN / 44,0 % Total 1,5 % ON / 0,3 % PN / 0,9 % Total Estado do Paraná BNDESPAR Custódia em Bolsa (Free Float) Eletrobras e Outros Copel Riscos Dentre os principais riscos do investimento, destacamos: (i) interferência política na gestão da empresa; (ii) Curva de preço de R$/MWh muito baixa para recontratação; (iii) desaquecimento muito acentuado da atividade econômica e (iv) questões ambientais para os projetos de geração

5 Tabela 3. Projeção Detalhada 5 (Valores Consolidados - Em R$ mil) DEMONTRAÇÃO DO RESULTADO Receita Bruta Impostos sobre Receita Bruta ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Receita Líquida CMV ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Lucro Bruto Despesas Operacionais ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Resultado da Atividade (EBIT) Resultado Financeiro Equivalência Patrimonial Não Operacional (31.109) (8.482) (8.638) (9.023) (9.505) (10.003) LAIR - Lucro Antes do Imposto de Renda Imposto de Renda e Contribuição Social ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) IR Diferido (11.415) Part. e Contrib. Estatutárias e Minoritárias (31.090) (24.401) (16.312) (16.564) (17.670) (19.854) Lucro Líquido EBITDA Margens Operacionais Margem Bruta 42,1% 37,4% 35,0% 34,0% 34,0% 35,0% Margem Líquida 20,4% 22,4% 20,0% 19,4% 19,7% 21,0% Margem EBITDA 37,4% 36,5% 34,7% 34,0% 34,0% 35,5% Indicadores EV/EBITDA 4,08 2,87 2,80 2,46 2,02 1,49 Preço / Valor Patrimonial da Ação 0,83 0,73 0,66 0,60 0,55 0,50 Preço / Lucro 5,40 4,83 5,20 5,12 4,80 4,27 Rentabilidade do Patrimônio Líquido 15,29% 15,16% 12,74% 11,79% 11,50% 11,78% Lucro por Ação - LPA 4,04 4,52 4,20 4,27 4,55 5,11 Dividend Yield 4,22% 5,17% 4,81% 4,88% 5,21% 5,85% (Valores Consolidados - Em R$ mil) VALUATION Lucro Antes dos Juros e do IR Impostos sobre a Receita Bruta ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) NOPLAT Depreciação Fluxo de Caixa Bruto Investimentos ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Variação no Capital de Giro (15.893) (10.984) (7.203) (1.481) Em Equipamentos e Instalações ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Fluxo de Caixa Livre - FCL Taxa de Desconto 10,15% 10,15% 10,15% 10,15% 10,15% Valor Presente do Fluxo de Caixa Livre Perpetuidade Valor Presente da Perpetuidade Valor Bruto da Empresa Dívidas Líquidas Valor da Empresa Número de Ações (mil) Lote (1 ou 1000) 1 PREÇO TEÓRICO 35,00

6 PARÂMETRO DE RECOMENDAÇÃO Ibovespa Projetado: Ibovespa* Apreciação do Ibovespa Projetado: 51,90% Atualizado no fechamento: Compra: apreciação acima de 56,9% Manutenção: apreciação entre 46,9% e 56,9% Venda: apreciação abaixo de 46,9% Gregório Mancebo Rodrigues, CNPI - Analista Responsável Venda Manter Compra -5 pontos percentuais 46,9% Departamento de Análise de Empresas 5 pontos percentuais 56,9% Apreciação do Ibovespa Projetado 6 AUTOPEÇAS E VEÍCULOS AVIAÇÃO CIMENTO E MAT. CONSTRUÇÃO CONC. RODOVIÁRIAS E FERROV. CONSUMO DIVERSOS Análise de Empresas FERTILIZANTES INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS MINERAÇÃO E SIDERURGIA PAPEL E CELULOSE ENERGIA TELECOM E TRANSMISSÃO DIGITAL ELÉTRICAS Disclosure Este relatório foi preparado pela Socopa Sociedade Corretora Paulista para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este a qualquer pessoa sem a expressa autorização desta. O presente relatório é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer instrumento financeiro. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data na qual este relatório foi publicado. Entretanto, as informações aqui contidas não representam por parte da Corretora garantia de exatidão das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas, e não deve ser considerada como tal. As opiniões contidas neste relatório são baseadas em julgamento e estimativas e são, portanto, sujeitas a mudanças. "O(s) analista(s) de investimento que preparou(aram) este relatório certifica(m) que as opiniões nele contidas refletem de forma acurada suas opiniões sobre a empresa e suas ações. Este relatório foi produzido pelo Departamento de Análise de Empresas da SOCOPA SCP S/A. O(s) analista(s) de investimento não possuem posição em ações e não exercem quaisquer funções nas empresas por eles analisadas. Informações adicionais sobre quaisquer ações recomendadas podem ser obtidas através de solicitação. Os relatórios publicados pela equipe de análise de investimento também podem ser encontradas em nosso site Adicionalmente informamos, de acordo com a Instrução Normativa nº 388 da CVM, que: I. nossas recomendações refletem única e exclusivamente opiniões pessoais, e que foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à instituição que estamos vinculados; II.. não mantemos vínculo com qualquer pessoa natural que atua no âmbito das companhias cujos valores mobiliários são alvo de análise em nossos relatório; III. a instituição, à qual estamos vinculados, bem como os fundos, carteiras e clubes de investimentos em valores mobiliários administrados por ela, não possuem participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social de quaisquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado, ou está envolvida na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado, exceto no caso das seguintes empresas: Inepar IV. esclarecemos que não somos titulares, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da companhia objeto de nossa análise, que representem 5% (cinco por cento) ou mais de nosso patrimônio pessoal, ou estamos envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado; V. os analistas e a instituição à qual estamos vinculados, não recebem remuneração por serviços prestados ou apresentam relações comerciais com qualquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado, ou pessoa natural ou pessoa jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse desta companhia; e VI. nossa remuneração ou esquema de compensação ao qual estamos atrelados não apresenta vínculo com à precificação de quaisquer dos valores mobiliários emitidos por companhias analisadas no relatório, ou às receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela instituição a qual estamos vinculados. VII. Lista de Empresas Restritas: S.A. Av. Faria Lima, º andar - CEP São Paulo / SP Tel.: (11)

Relatório Analítico 19 de abril de 2012

Relatório Analítico 19 de abril de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa AM BV4 Segmento de Atuação Principal Alimentos Categoria segundo a Liquidez 1 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 80,99 Valor Econômico por Ação (R$) 81,05 Potencial

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3)

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) Análise Setorial Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) A Sabesp divulgou ontem (09/05/2013, após o encerramento do mercado, seus números referentes ao primeiro trimestre de 2013. O

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Dezembro. Carteira Sugerida de Novembro

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Dezembro. Carteira Sugerida de Novembro A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES! A análise do desempenho histórico! Análise setorial! Análise de múltiplos! Elaboração de projeções de resultados! Determinação

Leia mais

4/3/20084/3/2008 SEGUNDA (03/03) TERÇA (04/03) QUARTA (05/03) QUINTA (06/03) SEXTA (07/03) !"#$ %&' ()

4/3/20084/3/2008 SEGUNDA (03/03) TERÇA (04/03) QUARTA (05/03) QUINTA (06/03) SEXTA (07/03) !#$ %&' () - SEGUNDA (03/03) TERÇA (04/03) QUARTA (05/03) QUINTA (06/03) SEXTA (07/03)!"#$ %&' () *) *%+,,-& )./%0 1 ' ' " 2 2 2 2 + 3# -%%+ 4+)5 -%% 3#%+ -%, )%%. 67 2 %%+ %%%/(- 8%+ %,%9+!"#$ +2+5 %. 67 +) + &

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 CARTEIRA COMENTÁRIO Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções

Leia mais

Equity Research. Relatório de Análise. Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores

Equity Research. Relatório de Análise. Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores 16 de dezembro de 2013 Saindo da mesmice, Small Caps no radar dos investidores A BM&FBovespa firmou um convênio com a Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (APIMEC),

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

ANÁLISE GRÁFICA GRÁFICO MILHO SETEMBRO BM&F (CCMU10) SUPORTE 1 R$ 20,50 RESISTÊNCIA1 R$ 20,70 SUPORTE 2 R$ 20,20 RESISTÊNCIA 2 R$ 20,80

ANÁLISE GRÁFICA GRÁFICO MILHO SETEMBRO BM&F (CCMU10) SUPORTE 1 R$ 20,50 RESISTÊNCIA1 R$ 20,70 SUPORTE 2 R$ 20,20 RESISTÊNCIA 2 R$ 20,80 ANÁLISE MERCADO FUTURO DE SOJA 09/08/2010 SOJA COMENTÁRIO - Preços firmes para a soja em Chicago neste início de semana. As preocupações com o tempo seco ao sul e oeste do Cinturão e região do Delta do

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015 Resultados do 3º trimestre de 2015 São Paulo, 13 de novembro de 2015 A Administração da Empresa de Distribuição de Energia do Vale Paranapanema ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do terceiro

Leia mais

Trading Idea (BBRK3 Compra)

Trading Idea (BBRK3 Compra) Trading Idea (BBRK3 Compra) Destaques/ Operação Sob a ótica fundamentalista, recomendamos a compra das ações da Brasil Brokers vislumbrando um posicionamento de médio/longo prazo. Entrada: até R$ 6,60

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O. MARATONA PROGRAMADO FIA - BDR NIVEL I 21.363.225/0001-82 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O. MARATONA PROGRAMADO FIA - BDR NIVEL I 21.363.225/0001-82 Informações referentes a Maio de 2016 MARATONA PROGRAMADO FIA BDR NIVEL I 21.363.225/000182 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o MARATONA PROGRAMADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM

Leia mais

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 4 de maio de 2015

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 4 de maio de 2015 1. Alocação recomendada para Maio de 2015 Classe de Ativo Carteira Conservadora* Carteira Moderada* Carteira Agressiva* Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Pós-Fixado

Leia mais

Resultados 2T13 e 1S13

Resultados 2T13 e 1S13 Resultados 2T13 e 1S13 Relações com Investidores RSID3: R$ 2,87 por ação OTC: RSRZY Total de ações: 428.473.420 Valor de mercado: R$ 1,3 bilhão Teleconferência 15 de Agosto de 2013 Em Português com Tradução

Leia mais

Petrobras. Petrobras 2T13: Os lucros devem cair. Análise de Investimentos Relatório de Análise. 7 de agosto de 2013

Petrobras. Petrobras 2T13: Os lucros devem cair. Análise de Investimentos Relatório de Análise. 7 de agosto de 2013 2T13: Os lucros devem cair Estamos divulgando nossas projeções para os resultados da no 2T13 e também fazendo ajustes em nosso Preço Justo para as ações. Acreditamos que a terá um trimestre com crescimento

Leia mais

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set DISCUSSÃO E ANÁLISE PELA ADMINISTRAÇÃO DO RESULTADO NÃO CONSOLIDADO DAS OPERACÕES: PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2001 COMPARATIVO AO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2000 (em milhões de reais, exceto

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14

Apresentação de Resultados 3T14 Apresentação de Resultados 3T14 Destaques do Período Início da operação comercial dos parques do LER 2009 Maior complexo de energia eólica da América Latina: 14 parques, 184 aerogeradores, 294,4 MW de

Leia mais

EZTec: Vemos outro trimestre favorável à frente, com melhoria dos números T/T, ainda que não tão sólido relativamente ao ano anterior.

EZTec: Vemos outro trimestre favorável à frente, com melhoria dos números T/T, ainda que não tão sólido relativamente ao ano anterior. 24 DE JULHO DE 2014 Relatório Setorial Construtoras CONSTRUTORAS BRASILEIRAS PRÉVIA DOS RESULTADOS DO 2T14: RESULTADOS HETEROGÊNEOS Fabiola Gama Renan Manda Conclusão: Como esperávamos, o campeonato mundial

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 19/02/2010 CETIP S.A BALCÃO ORGANIZADO DE ATIVOS E DERIVATIVOS A Companhia A CETIP S.A. - Balcão Organizado de Ativos e Derivativos ( Companhia ou CETIP ) opera o maior Mercado Organizado para Ativos de

Leia mais

Call de Compra em BRCR11

Call de Compra em BRCR11 Call de Compra em BRCR11 20 de maio de 2013 BTG Corporate Office Fund/ Operação Recomendamos a compra das cotas do Fundo de Investimento Imobiliário BTG Corporate Office Fund (BRCR11) no atual patamar

Leia mais

HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL. Fonte: Ágora Corretora de Valores e Positivo Informática

HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL. Fonte: Ágora Corretora de Valores e Positivo Informática 10/04/08 POSITIVO INFORMÁTICA COMPRA A LONGO PRAZO REVISÃO DE ESTIMATIVAS Preço (POSI3): R$ 19,65/Ação ON Preço Alvo (Dez/08): R$ 38,00/Ação ON Upside: 93,4% Highlights HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL Revisamos

Leia mais

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 PROSPECTO AVISOS IMPORTANTES I. A CONCESSÃO DE REGISTRO PARA A VENDA DAS COTAS DESTE FUNDO NÃO IMPLICA, POR PARTE DA

Leia mais

CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011

CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011 CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011 ÍNDICE DESTAQUES DA CARTEIRA... 3 I. MARCOPOLO... 3 II. MILLS... 3 III. BEMATECH... 4 DESEMPENHO DA CARTEIRA... 6 I. JB FOCUS FIC DE FIA... 6 2 Carta JBI Focus #8 dez/11

Leia mais

Resultados do 1T06 Teleconferência

Resultados do 1T06 Teleconferência Resultados do 1T06 Teleconferência 0 Considerações Iniciais AVISO - INFORMAÇÕES E PROJEÇÕES O material exibido é uma apresentação de informações gerais de antecedentes da Rossi Residencial S.A. na data

Leia mais

DESEMPENHO DAS DISTRIBUIDORAS DE ENERGIA ELÉTRICA NO ANO DA CRISE

DESEMPENHO DAS DISTRIBUIDORAS DE ENERGIA ELÉTRICA NO ANO DA CRISE XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Maturidade e desafios da Engenharia de Produção: competitividade das empresas, condições de trabalho, meio ambiente. São Carlos, SP, Brasil, 12 a15 de outubro

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

NUTRIPLANT ON (NUTR3M)

NUTRIPLANT ON (NUTR3M) NUTRIPLANT ON (NUTR3M) Cotação: R$ 1,79 (18/06/2014) Preço-Alvo (12m): R$ 2,10 Potencial de Valorização: 18% 4º. Relatório de Análise de Resultados (1T14) Recomendação: COMPRA P/L 14: 8,0 Min-Máx 52s:

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO

COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO Resultados Financeiros e Operacionais 30 de junho de 2015 1 Disclaimer As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre

Leia mais

Copasa (CSMG3) ::: Volume de Fevereiro: Forte Crescimento Impulsionado pelo Número de Dias Faturados

Copasa (CSMG3) ::: Volume de Fevereiro: Forte Crescimento Impulsionado pelo Número de Dias Faturados São Paulo, 12 de março de 2013 Copasa (CSMG3) ::: Volume de Fevereiro: Forte Crescimento Impulsionado pelo Número de Dias Faturados Notícias OGX (OGXP3) ::: Atualização Muito Decepcionante Sobre a Produtividade

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento Ações Petrobras (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de 2014 com Relatório dos Auditores

Leia mais

18 de novembro de 2014

18 de novembro de 2014 Reunião Pública sobre o 3T14 e estratégia de crescimento A registrou no 3T14 um lucro líquido de R$ 2,7 milhões, 82% abaixo do lucro do 3T13, sensibilizado pelo crescimento de 17% da receita líquida, pela

Leia mais

Destaques Operacionais e Financeiros (R$ mil) 2T14 2T13 Var% 1S14 1S13 Var%

Destaques Operacionais e Financeiros (R$ mil) 2T14 2T13 Var% 1S14 1S13 Var% 2T14 São Paulo, 14 de agosto de 2014: CESP - Companhia Energética de São Paulo (BM&FBOVESPA: CESP3, CESP5 e CESP6), a maior geradora de energia hidrelétrica do Estado de São Paulo e uma das maiores do

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

PROVIDÊNCIA COMPRA. CONSUMO - Brasil 2T08 MAIS NÃO-TECIDO; MENOS TUBOS. Resultado 2T08. Evolução de Volume de Não-Tecidos

PROVIDÊNCIA COMPRA. CONSUMO - Brasil 2T08 MAIS NÃO-TECIDO; MENOS TUBOS. Resultado 2T08. Evolução de Volume de Não-Tecidos Resultado 2T08 PROVIDÊNCIA CONSUMO - Brasil 2T08 MAIS NÃO-TECIDO; MENOS TUBOS A Providência divulgou os resultados do 2T08 com receita líquida de R$ 127 milhões (0,1% inferior ao estimado) e EBITDA de

Leia mais

MARÇO DE 2016 RELATÓRIO MENSAL DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS

MARÇO DE 2016 RELATÓRIO MENSAL DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO MENSAL DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS MARÇO DE 2016 O IFIX registrou alta de 2,95% em fevereiro/16, passando a acumular perdas de 3,41% no ano e de 0,58% em 12 meses. Tais desempenhos, mensal e em 2016,

Leia mais

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A.

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2012 2011 Passivo e patrimônio líquido 2012 2011 (Não auditado) (Não auditado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 4) 415 7 Fornecedores

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

Renova Energia. Investimento da Light na Renova Energia

Renova Energia. Investimento da Light na Renova Energia Renova Energia Investimento da Light na Renova Energia Descrição da Operação Acordo estratégico resultará em investimento na Renova para transformá-la no veículo de crescimento da Light no segmento de

Leia mais

S a c h o Auditores Independentes Auditoria e Assessoria

S a c h o Auditores Independentes Auditoria e Assessoria CLIPPING COMENTÁRIOS, REGULAMENTAÇÕES E NORMATIVOS SOCIEDADES CORRETORAS, COOPERATIVAS DE CRÉDITO, ADMINISTRADORAS DE CONSÓRCIO, E INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM GERAL Nº 16 ref: Setembro/2009 São Paulo,

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

Resultados 4T12. Fevereiro, 2013

Resultados 4T12. Fevereiro, 2013 Resultados 4T12 Fevereiro, 2013 Principais destaques de 2012 Operacional Geração de energia 27% superior à garantia física e 3% acima da registrada em 2011 - Exposição ao mercado spot de 4,4% de setembro

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

Lâmina de Informações Essenciais do. Título Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Título FIM-LP) CNPJ/MF: 02.269.

Lâmina de Informações Essenciais do. Título Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Título FIM-LP) CNPJ/MF: 02.269. Lâmina de Informações Essenciais do Informações referentes à Dezembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o TÍTULO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO - LONGO PRAZO (Título

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - Desenvix Energias Renováveis S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - Desenvix Energias Renováveis S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

Realidade das Tarifas de Energia Elétrica no Brasil

Realidade das Tarifas de Energia Elétrica no Brasil Realidade das Tarifas de Energia Elétrica no Brasil Sumário Executivo Este documento oferece uma análise factual sobre a composição da tarifa de energia elétrica, os fatores que levam à variação de cada

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FI VALOR AÇÕES 15.323.164/0001-27 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FI VALOR AÇÕES 15.323.164/0001-27 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FI VALOR AÇÕES 15.323.164/0001-27 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SANTANDER FUNDO

Leia mais

Transcrição da Teleconferência São Carlos (SCAR3 BZ) Resultados do 3T09 16 de novembro de 2009

Transcrição da Teleconferência São Carlos (SCAR3 BZ) Resultados do 3T09 16 de novembro de 2009 Operadora: Bom dia. Sejam bem-vindos à teleconferência da São Carlos sobre os resultados do terceiro trimestre de 2009. Estão presentes hoje conosco os senhores Rolando Mifano, presidente da São Carlos,

Leia mais

Resultados. 2T14 Junho, 2014

Resultados. 2T14 Junho, 2014 Resultados Junho, 2014 Destaques Operacional & Comercial Rebaixamento da garantia física de 6,2%, em linha com as projeções da Companhia Comercialização de ~100 MWm com prazo e preço médios de 4,5 anos

Leia mais

GESTÃO DE CARTEIRA DE 3 ATIVOS

GESTÃO DE CARTEIRA DE 3 ATIVOS GESTÃO DE CARTEIRA DE 3 ATIVOS Eduardo Martin Alves Magaz (e.alves@grad.ufsc.br) Mercado de Capitais I Newton Carneiro Affonso da Costa Jr RESUMO Neste trabalho de conclusão de disciplina é apresentada

Leia mais

Resultados 2014 Fevereiro, 2015

Resultados 2014 Fevereiro, 2015 Resultados Fevereiro, 2015 Destaques do e Afluência na região SE/CO em de 69% da MLT 1 (vs. 102% em ) Hidrologia Nível de reservatórios das usinas da AES Tietê encerraram em 34,7% vs. 51,1% em Rebaixamento

Leia mais

ABC DO INVESTIDOR. Título em que os direitos (dividendos, bonificação e subscrição) ainda não foram exercidos.

ABC DO INVESTIDOR. Título em que os direitos (dividendos, bonificação e subscrição) ainda não foram exercidos. ABC DO INVESTIDOR Ação Título negociável, que representa a parcela do capital de uma companhia. Ação Cheia (com) Título em que os direitos (dividendos, bonificação e subscrição) ainda não foram exercidos.

Leia mais

RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre de 2011. RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre 2011

RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre de 2011. RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre 2011 3º Trimestre 2011 Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro instrumento financeiro, nem esta apresentação ou

Leia mais

TIME UNICAMP CFA INSTITUTE RESEARCH CHALLENGE ANNA FOLTRAN GABRIEL DISSELLI GUSTAVO COELHO LUAN ORTEGA VICTOR PANETTA

TIME UNICAMP CFA INSTITUTE RESEARCH CHALLENGE ANNA FOLTRAN GABRIEL DISSELLI GUSTAVO COELHO LUAN ORTEGA VICTOR PANETTA TIME UNICAMP CFA INSTITUTE RESEARCH CHALLENGE ANNA FOLTRAN GABRIEL DISSELLI GUSTAVO COELHO LUAN ORTEGA VICTOR PANETTA Recomendação Preço atual BRL 15,95 Preço alvo BRL 17,49 UPSIDE 9,7% HOLD 21 19 Preço

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de setembro de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

Resultados 1T15 Maio, 2015

Resultados 1T15 Maio, 2015 Resultados Maio, 2015 Destaques Afluência no SIN no de 62% da MLT 1 (vs. 64% no ) Hidrologia Nível de reservatórios do SIN encerraram em 30,1% vs. 40,5% em Rebaixamento médio do MRE de 20,7% no vs. 3,9%

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

INFORME INFRA-ESTRUTURA

INFORME INFRA-ESTRUTURA INFORME INFRA-ESTRUTURA BNDES FINAME BNDESPAR ÁREA DE PROJETOS DE INFRA-ESTRUTURA AGOSTO/01 Nº 57 O Apoio do BNDES ao Setor Elétrico Ao longo da década de 90, o volume de recursos do BNDES destinados ao

Leia mais

INFORME AOS INVESTIDORES 2T15

INFORME AOS INVESTIDORES 2T15 INFORME AOS INVESTIDORES 2T15 São Paulo, 12 de agosto de 2015 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)] anuncia os resultados referentes ao segundo trimestre de

Leia mais

Perspectivas Setoriais

Perspectivas Setoriais Banrisul S.A. Corretora de Valores Mobiliários e Câmbio Quick Highlights 2012 Quick Highlights Os quick highlights são relatórios rápidos com informações sucintas elaboradas pelos analistas da Banrisul

Leia mais

Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. - ENERSUL

Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. - ENERSUL Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. - ENERSUL 6ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2007 Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. - ENERSUL 6ª

Leia mais

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Prezados acionistas A administração da WLM Indústria e Comércio S.A. (WLM), em conformidade com as disposições

Leia mais

Artigo 5º - A relação completa dos prestadores de serviços pode ser consultada no Formulário de Informações Complementares do FUNDO.

Artigo 5º - A relação completa dos prestadores de serviços pode ser consultada no Formulário de Informações Complementares do FUNDO. FUNDO Artigo 1º - O Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento CAIXA Cambial Dólar, doravante designado, abreviadamente, FUNDO, é um Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento

Leia mais

Vila Olímpia Corporate FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII

Vila Olímpia Corporate FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII Vila Olímpia Corporate FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CÓDIGO BM&FBOVESPA: VLOL11 ISIN: BRVLOLCTF009 Relatório Trimestral Gerencial 3º Trimestre de 2012 Sumário Introdução... 3 Informações Gerais

Leia mais

Carteiras e Fundos de Dividendos: Características, Mitos e Verdades

Carteiras e Fundos de Dividendos: Características, Mitos e Verdades Carteiras e Fundos de Dividendos: Características, Mitos e Verdades Características das empresas a serem investidas em uma carteira de dividendos Empresas normalmente líderes de mercado, com forte geração

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Suez Energia Renovável S.A. Laudo de Avaliação preparado exclusivamente para a Tractebel Energia S.A

Suez Energia Renovável S.A. Laudo de Avaliação preparado exclusivamente para a Tractebel Energia S.A Suez Energia Renovável S.A. Laudo de Avaliação preparado exclusivamente para a Tractebel Energia S.A 21 de dezembro de 2009 Índice I Descrição do Projeto 2 ESTRITAMENTE CONFIDENCIAL Nota Importante O Banco

Leia mais

cartilha_18x10.qxd 9/20/2005 1:45 PM Page 1 dicas dos especialistas Como investir em ações utilizando Análise Fundamentalista

cartilha_18x10.qxd 9/20/2005 1:45 PM Page 1 dicas dos especialistas Como investir em ações utilizando Análise Fundamentalista cartilha_18x10.qxd 9/20/2005 1:45 PM Page 1 dicas dos especialistas Como investir em ações utilizando Análise Fundamentalista cartilha_18x10.qxd 9/20/2005 1:45 PM Page 2 Como investir em ações utilizando

Leia mais

CARTEIRA RENTABILIDADE SEMANAL

CARTEIRA RENTABILIDADE SEMANAL Carteira Recomendada 4ª Semana de Novembro 23.11.2009 A carteira recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é semanalmente avaliada e, se necessário, alterada buscando relacionar as melhores

Leia mais

Demonstrações financeiras em 28 de fevereiro de 2009 e 29 de fevereiro de 2008

Demonstrações financeiras em 28 de fevereiro de 2009 e 29 de fevereiro de 2008 ABCD BRAM Fundo de Investimento em Ações IBrX-50 CNPJ nº 07.667.245/0001-16 (Administrado pela BRAM - Bradesco Asset Management S.A. Distribuidora Demonstrações financeiras em 28 de fevereiro de 2009 e

Leia mais

Produtos Estruturados

Produtos Estruturados Sales Sales Trading Produtos Estruturados Research & Best Ideas A equipe de Research, juntamente com a equipe de Sales Trading, vem trabalhando para criar grandes oportunidades, unindo macroeconomia e

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

INFORME AOS INVESTIDORES 2T14

INFORME AOS INVESTIDORES 2T14 INFORME AOS INVESTIDORES 2T14 São Paulo, 14 de agosto de 2014 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)] anuncia os resultados referentes ao 2T14. Estrutura dos

Leia mais

BANRISUL ABSOLUTO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ/MF nº 21.743.480/0001-50 PROSPECTO

BANRISUL ABSOLUTO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ/MF nº 21.743.480/0001-50 PROSPECTO BANRISUL ABSOLUTO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ/MF nº 21.743.480/0001-50 PROSPECTO AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESSE PROSPECTO ESTÃO EM CONSONÂNCIA COM O REGULAMENTO DO FUNDO, PORÉM NÃO O SUBSTITUI.

Leia mais

Deutsche Bank CEO Day São Paulo Junho de 2011. Tractebel Energia GDF SUEZ - todos os direitos reservados

Deutsche Bank CEO Day São Paulo Junho de 2011. Tractebel Energia GDF SUEZ - todos os direitos reservados Deutsche Bank CEO Day São Paulo Junho de 2011 Tractebel Energia GDF SUEZ - todos os direitos reservados 1 Aviso importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos

Leia mais

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%)

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%) o Margem Bruta atinge 42% no 3T07 e distribuição de proventos chega a R$ 40 milhões nos 9M07. 3T07 Cotação (31/10/07) ETER3 R$/ação 8,46 US$/ação 4,83 Base Acionária (31/10/07) Total 72.555.934 Free Float

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96 Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD Informações referentes a novembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

Receita bruta de Serviços Logísticos recorde de R$ 3.659,8 (+19,0%) e EBITDA da JSL Consolidada de R$ 713,6 (+16,9%), cumprimento do guidance 2013

Receita bruta de Serviços Logísticos recorde de R$ 3.659,8 (+19,0%) e EBITDA da JSL Consolidada de R$ 713,6 (+16,9%), cumprimento do guidance 2013 Mogi das Cruzes, 25 de fevereiro de 2014 A JSL (BM&FBOVESPA: JSLG3 e ADR Nível 1: JSLGY), empresa com o mais amplo portfólio de serviços logísticos do Brasil e líder em seu segmento em termos de receita

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Ações Ibovespa Top 31 de março de 2012 e 2011 com Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Demonstrações financeiras

Leia mais

Agenda. Visão do Setor de Energia. CPFL Energia Destaques e Resultados

Agenda. Visão do Setor de Energia. CPFL Energia Destaques e Resultados Agenda Visão do Setor de Energia CPFL Energia Destaques e Resultados O mercado brasileiro é atendido por 64 concessionárias de distribuição de energia Distribuição de Energia 2008 Market Share 1 (%) Distribuidoras

Leia mais

LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014

LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014 Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014. LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014 Desempenho Operacional O total de venda, líquida da compra de energia, no primeiro trimestre de 2014 foi equivalente a 1.264,1

Leia mais

Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores independentes

Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores independentes Fundo de Investimento Imobiliário General Shopping Ativo e Renda FII (CNPJ nº 17.590.518/0001-25) (Administrado pela SOCOPA Sociedade Corretora Paulista S/A) (CNPJ nº 62.285.390/0001-40) Demonstrações

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Perspectivas para o Mercado de Energia Elétrica

Perspectivas para o Mercado de Energia Elétrica Perspectivas para o Mercado de Energia Elétrica Tractebel Energia GDF SUEZ - todos os direitos reservados São Paulo, 04 de Abril de 2013 1 Tractebel Energia 2 Tractebel Energia: Portfólio Balanceado de

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3º trimestre de 2008

Teleconferência de Resultados 3º trimestre de 2008 Teleconferência de Resultados 3º trimestre de 2008 Destaques 3T08 MERCADO Crescimento do consumo na área de concessão de 3,3% no trimestre Redução de 0,30 p.p nas perdas não-técnicas de energia no ano

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 06. Operações de Arrendamento Mercantil

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 06. Operações de Arrendamento Mercantil COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 06 Operações de Arrendamento Mercantil Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 17 (IASB) PRONUNCIAMENTO Índice Item OBJETIVO

Leia mais

LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2013

LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2013 Rio de Janeiro, 10 de maio de 2013. LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2013 Desempenho Operacional LIGHT ENERGIA (GWh) 1T13 1T12 % Venda no Ambiente de Contratação Regulada 263,7 1.052,0-74,9% Venda no

Leia mais

Ratings 'bra' da Companhia de Locação das Américas S.A. reafirmados; perspectiva estável

Ratings 'bra' da Companhia de Locação das Américas S.A. reafirmados; perspectiva estável Data de Publicação: 2 de abril de 2015 Comunicado à Imprensa Ratings 'bra' da Companhia de Locação das Américas S.A. reafirmados; perspectiva estável Analista principal: Marcus Fernandes, São Paulo, 55

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008

RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008 RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008 Este material tem o único propósito de divulgar informações e dar transparência à gestão executada pela Edge Investimentos, não deve ser considerado como oferta de venda

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda. Suas unidades de negócio estão divididas em:

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda. Suas unidades de negócio estão divididas em: 23/04/2010 FERTILIZANTES FOSFATADOS S.A. - FOSFERTIL A Companhia COMPRA Código em Bolsa FFTL4 Setor FERTILIZANTES Cotação em 08/04/10 R$ 17,27 Preço Alvo R$ 28,43 Potencial de Valorização 64,61% Valor

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais