Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009"

Transcrição

1 Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) Empresa Código Recomendação Fechamento* Preço-Teórico* Upside Risco Lote Copel PNB CPLE6 Compra 21,85 35,00 60,2% Elevado 1 EV/EBITDA (atual) EV/EBITDA 08E¹ Div. Yield (%) 06 Div. Yield (%) 07 P/L 08E 7 dias Mês Ano 4,01 2,87 1,9% 4,0% 4,83-4,83% -8,96% -8,96% * por ação ¹ EV Corrente Recomendação Revisamos nossas projeções da Copel incorporando as novas premissas macroeconômicas e o novo ambiente de risco. A empresa apresenta boa geração de caixa e previsibilidade de receita, assim como estará exposta a recontratação de energia a partir de 2013, o que poderá incrementar seu fluxo de caixa. Com grande desconto em relação ao setor, basicamente justificado pelo risco político, possui potencial relevante de valorização no longo prazo uma vez que o governo paranaense será alterado em O risco político ficou mais explícito ultimamente com declarações do governador do estado sobre a não efetuação de reajuste tarifário. De maneira conservadora, não incorporamos o reajuste, ao qual a Copel tem direito, em nossas projeções. O perfil defensivo dos papéis das elétricas é uma boa opção em época de crise, destacamos sua baixa volatilidade durante os piores momentos do 2S08. Ao atualizarmos nossas estimativas, utilizamos o modelo de Fluxo de Caixa Descontado (DCF), com taxa livre de risco de 3,5%, risco país de 400 pontos, risco regulatório de 1%, prêmio de mercado de 4,5%, beta de 0,39 e crescimento na perpetuidade de 1%, o que resultou em WACC de 10,15% e novo preço teórico de R$ 35,00 por ação. Dessa forma, recomendamos COMPRA dos papéis CPLE6 aos investidores com perfil de longo prazo e de preservação de capital. Entre as empresas integradas do setor elétrico, isto é, que possuem ativos de geração, transmissão e distribuição, a Copel e a Cemig são as que guardam as maiores semelhanças e discrepâncias. Ambas são estatais, o que, basicamente, explicaria o desconto das duas em relação ao mercado, em virtude do potencial risco político implícito. Contudo, a Copel é bastante descontada em relação à própria Cemig devido à postura dos respectivos governos os quais as controlam. Rotineiramente, o Governo do Paraná tem demonstrado distância dos interesses dos demais acionistas da empresa. O que não costuma acontecer com a integrada mineira. Apesar de ser um fato bastante negativo, ilustrado na última semana pela declaração do governador do Paraná de que não permitiria o reajuste das tarifas de energia elétrica determinado pelo regulador (Aneel); acreditamos que o desconto seja excessivo e, mesmo que não haja de fato o reajuste das tarifas neste ano, a Copel tem valor a revelar no longo prazo. A Copel opera na terceira maior área de concessão do país, atendendo quase 3,5 milhões de consumidores por todo estado do Paraná. Em 2008, o consumo total de energia elétrica do mercado da Copel atingiu mais de 21 mil GWh. No segmento de geração, a empresa possui MW de capacidade instalada, sendo MW médios sua energia assegurada. Com o objetivo de ampliar seu parque gerador a empresa é sócia majoritária da UHE Mauá, que tem capacidade potencial de 361 MW e energia assegurada de 192 MW médios, juntamente com a Eletrosul. As obras foram iniciadas em julho do ano passado, mas foram suspensas em virtude de um pedido do Ministério Público Federal (MPF), que deseja rever os estudos sócio-ambientais realizados para concessão da licença do empreendimento. Acreditamos que este problema será resolvido em breve, dada a importância do projeto para a oferta de energia de 2011 em diante. Além disso, há projetos em conjunto com a iniciativa privada para o desenvolvimento de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH s) e Pequenas Centrais Térmicas (PCT s), que poderiam aproveitar o bagaço da cana de açúcar dos produtores álcool e açúcar do Paraná. A empresa estima que o excedente de bagaço poderia atender a PCT s com potencial conjunto de até 600 MW.

2 Gráfico 1. Recontratação de Energia Assegurada (Fonte: Relatórios da Empresa) 2 100% 90% 80% 70% 60% 72% 87% 87% 89% 89% 29% 49% 52% 43% 50% 40% 25% 26% 30% 20% 10% 0% 28% 28% 26% 22% 13% 13% 11% 11% Livre Regulado Recontratação Assim como a Cemig, a Copel apresenta forte fluxo de caixa e previsibilidade em suas receitas. A partir de 2013 haverá espaço para recontratação de energia, que atualmente está alocada para o mercado regulado. Havia no ano passado e início desse ano grande expectativa quanto aos preços futuros do MWh em virtude do estreitamento entre a oferta e demanda de energia elétrica e ao crescimento acelerado do PIB. No entanto, o desaquecimento da economia provocado pela crise internacional alterou o panorama. Provavelmente, não presenciaremos tão cedo o estreitamento entre a oferta e a demanda de energia, o que pode arrefecer a curva futura do MWh. Contudo, os contratos realizados no passado no ambiente regulado foram firmados em patamares de preço inferiores aos atuais, o que ainda implicaria ganho potencial para novos contratos. Boa parte do desconto da Copel em relação ao mercado é justificado pelo risco político. Contundo, acreditamos que tal desconto diminua ao longo deste ano, uma vez que no próximo ano teremos eleições, as quais o atual governador do Paraná não poderá concorrer. Além disso, o atual nível de preço dos papéis incorpora tal risco. O baixo dividend yield em relação ao setor, que é bom pagador de dividendos, é um ponto contra a Copel. Com boa geração de caixa, a empresa tem potencial para aumentar significativamente seu payout, o que não impediria a manutenção dos investimentos atuais, uma vez que sua baixa alavancagem lhe daria espaço para captações. As empresas do setor elétrico são previsíveis e estáveis, qualidades bastante valorizadas em tempos de crise. Isso foi refletido na baixa volatilidade desses papéis enquanto o Ibovespa apresentava altíssimas variações de preços. O risco regulatório tem diminuído com o passar do tempo e com o fortalecimento institucional do modelo regulador. Adicionalmente, apesar do consumo de energia acompanhar a queda da atividade econômica, não acreditamos em forte retração de volumes. Dessa forma, acreditamos que o posicionamento no setor elétrico é uma boa opção para os investidores com perfil de longo prazo e para preservação de capital.

3 3 Valuation Ao atualizarmos nossas estimativas, utilizamos o modelo de Fluxo de Caixa Descontado (DCF), com taxa livre de risco de 3,5%, risco país de 400 pontos, risco regulatório de 1%, prêmio de mercado de 4,5%, beta de 0,39 e crescimento na perpetuidade de 1%, o que resultou em WACC de 10,15% e novo preço teórico de R$ 35,00 por ação para os próximos 12 meses. Tabela 1. Análise de Sensibilidade Múltiplos WACC Estimativas Socopa Perpetuidade 0,00% 0,50% 1,00% 1,50% 2,00% 8,15% 41,31 43,55 46,11 49,06 52,48 9,15% 36,25 37,95 39,87 42,03 44,50 10,15% 32,20 33,53 35,00 36,65 38,49 11,15% 28,89 29,95 31,11 32,39 33,81 12,15% 26,14 26,99 27,92 28,94 30,06 Pela análise por múltiplos de mercado comparáveis, notamos que os papéis da Copel estão sendo negociados com expressivo desconto em relação à média dos seus pares. Para 2008 e 2009, estimamos EV/EBITDA de 2,9x e 2,8x, respectivamente. Com relação ao P/L, projetamos 4,8x e 5,2x, para o mesmo período, respectivamente. Taís múltiplos e o desconto em relação ao mercado foram levados em consideração em nossa recomendação de compra para os papéis CPEL6. Tabela 2. Análise por Múltiplos Comparáveis (Fonte: Bloomberg e Estimativas Socopa) Empresas Valor de Mercado em EV/EBITDA Preço/Lucro R$ MM 2008E 2009E 2008E 2009E Eletrobras ,51 6,2x 6,1x 6,4x 8,8x CPFL Energia ,51 6,9x 6,5x 11,2x 10,3x Tractebel Energia ,37 6,9x 6,6x 11,8x 11,0x Cemig ,33 4,8x 4,6x 8,1x 8,1x AES Tietê 5.672,78 4,8x 4,7x 9,2x 8,5x Light 4.794,48 4,5x 4,6x 5,7x 9,0x Eletropaulo 4.269,61 2,8x 2,7x 6,0x 5,6x Cesp 4.109,79 5,1x 4,4x - 13,6x Energias do Brasil 3.517,54 5,0x 4,7x 8,2x 6,3x Média ,21 5,2x 5,0x 8,3x 9,0x Copel* 5.830,13 2,9x 2,8x 4,8x 5,2x Fonte: Bloomberg / Elaboração: Socopa Atualizado até Janeiro 2009 *Estimativa Socopa

4 Projeção 4 Nessa revisão não incorporamos reajustes tarifários para este ano e para o próximo, uma vez que o Governo de Estado do Paraná pode não permiti-los. Estimamos para o período entre 2008 e 2012 taxa anual de crescimento composto (CAGR) para receita líquida de 4,81%, enquanto para o EBITDA e o lucro líquido projetamos crescimento de 4,13% e 3,12%%, respectivamente. A margem líquida deve permanecer ao redor dos 20% no período estimado, enquanto a margem EBITDA recua para 34% em virtude do não reajuste das tarifas. Em nossas estimativas, o perfil do endividamento continua confortável e permanece assim por todo o período projetado. Como a empresa não indicou que aumentará seu payout, utilizamos para o período distribuição de 25% do lucro na forma de dividendos, o que representa para 2008 e 2009 dividend yield de 5,17% e 4,81%, respectivamente. Empresa A Companhia Paranaense de Energia (Copel) gera, transmite e distribui energia elétrica para quase totalidade do Estado do Paraná, com 54 anos no mercado é uma das maiores empresas do setor. A Copel atende diretamente aproximadamente 3,5 milhões de unidades consumidoras em 393 municípios e localidades. Através de 18 usinas, e participação em outras seis, tem capacidade instalada de MW, que são transmitidos através de Km de linhas de transmissão acima de 230 Kv e de linhas de distribuição até 138 Kv. A empresa é controlada pelo Estado do Paraná que detém 58,6% das ações ordinárias. Gráfico 2. Estrutura Societária (Fonte: Copel) 58,6% ON / 31,1% Total 26,4 % ON / 21,2 % PN / 24,0 % Total 13,5 % ON / 78,5 % PN / 44,0 % Total 1,5 % ON / 0,3 % PN / 0,9 % Total Estado do Paraná BNDESPAR Custódia em Bolsa (Free Float) Eletrobras e Outros Copel Riscos Dentre os principais riscos do investimento, destacamos: (i) interferência política na gestão da empresa; (ii) Curva de preço de R$/MWh muito baixa para recontratação; (iii) desaquecimento muito acentuado da atividade econômica e (iv) questões ambientais para os projetos de geração

5 Tabela 3. Projeção Detalhada 5 (Valores Consolidados - Em R$ mil) DEMONTRAÇÃO DO RESULTADO Receita Bruta Impostos sobre Receita Bruta ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Receita Líquida CMV ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Lucro Bruto Despesas Operacionais ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Resultado da Atividade (EBIT) Resultado Financeiro Equivalência Patrimonial Não Operacional (31.109) (8.482) (8.638) (9.023) (9.505) (10.003) LAIR - Lucro Antes do Imposto de Renda Imposto de Renda e Contribuição Social ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) IR Diferido (11.415) Part. e Contrib. Estatutárias e Minoritárias (31.090) (24.401) (16.312) (16.564) (17.670) (19.854) Lucro Líquido EBITDA Margens Operacionais Margem Bruta 42,1% 37,4% 35,0% 34,0% 34,0% 35,0% Margem Líquida 20,4% 22,4% 20,0% 19,4% 19,7% 21,0% Margem EBITDA 37,4% 36,5% 34,7% 34,0% 34,0% 35,5% Indicadores EV/EBITDA 4,08 2,87 2,80 2,46 2,02 1,49 Preço / Valor Patrimonial da Ação 0,83 0,73 0,66 0,60 0,55 0,50 Preço / Lucro 5,40 4,83 5,20 5,12 4,80 4,27 Rentabilidade do Patrimônio Líquido 15,29% 15,16% 12,74% 11,79% 11,50% 11,78% Lucro por Ação - LPA 4,04 4,52 4,20 4,27 4,55 5,11 Dividend Yield 4,22% 5,17% 4,81% 4,88% 5,21% 5,85% (Valores Consolidados - Em R$ mil) VALUATION Lucro Antes dos Juros e do IR Impostos sobre a Receita Bruta ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) NOPLAT Depreciação Fluxo de Caixa Bruto Investimentos ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Variação no Capital de Giro (15.893) (10.984) (7.203) (1.481) Em Equipamentos e Instalações ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Fluxo de Caixa Livre - FCL Taxa de Desconto 10,15% 10,15% 10,15% 10,15% 10,15% Valor Presente do Fluxo de Caixa Livre Perpetuidade Valor Presente da Perpetuidade Valor Bruto da Empresa Dívidas Líquidas Valor da Empresa Número de Ações (mil) Lote (1 ou 1000) 1 PREÇO TEÓRICO 35,00

6 PARÂMETRO DE RECOMENDAÇÃO Ibovespa Projetado: Ibovespa* Apreciação do Ibovespa Projetado: 51,90% Atualizado no fechamento: Compra: apreciação acima de 56,9% Manutenção: apreciação entre 46,9% e 56,9% Venda: apreciação abaixo de 46,9% Gregório Mancebo Rodrigues, CNPI - Analista Responsável Venda Manter Compra -5 pontos percentuais 46,9% Departamento de Análise de Empresas 5 pontos percentuais 56,9% Apreciação do Ibovespa Projetado 6 AUTOPEÇAS E VEÍCULOS AVIAÇÃO CIMENTO E MAT. CONSTRUÇÃO CONC. RODOVIÁRIAS E FERROV. CONSUMO DIVERSOS Análise de Empresas FERTILIZANTES INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS MINERAÇÃO E SIDERURGIA PAPEL E CELULOSE ENERGIA TELECOM E TRANSMISSÃO DIGITAL ELÉTRICAS Disclosure Este relatório foi preparado pela Socopa Sociedade Corretora Paulista para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este a qualquer pessoa sem a expressa autorização desta. O presente relatório é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer instrumento financeiro. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data na qual este relatório foi publicado. Entretanto, as informações aqui contidas não representam por parte da Corretora garantia de exatidão das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas, e não deve ser considerada como tal. As opiniões contidas neste relatório são baseadas em julgamento e estimativas e são, portanto, sujeitas a mudanças. "O(s) analista(s) de investimento que preparou(aram) este relatório certifica(m) que as opiniões nele contidas refletem de forma acurada suas opiniões sobre a empresa e suas ações. Este relatório foi produzido pelo Departamento de Análise de Empresas da SOCOPA SCP S/A. O(s) analista(s) de investimento não possuem posição em ações e não exercem quaisquer funções nas empresas por eles analisadas. Informações adicionais sobre quaisquer ações recomendadas podem ser obtidas através de solicitação. Os relatórios publicados pela equipe de análise de investimento também podem ser encontradas em nosso site Adicionalmente informamos, de acordo com a Instrução Normativa nº 388 da CVM, que: I. nossas recomendações refletem única e exclusivamente opiniões pessoais, e que foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à instituição que estamos vinculados; II.. não mantemos vínculo com qualquer pessoa natural que atua no âmbito das companhias cujos valores mobiliários são alvo de análise em nossos relatório; III. a instituição, à qual estamos vinculados, bem como os fundos, carteiras e clubes de investimentos em valores mobiliários administrados por ela, não possuem participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social de quaisquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado, ou está envolvida na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado, exceto no caso das seguintes empresas: Inepar IV. esclarecemos que não somos titulares, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da companhia objeto de nossa análise, que representem 5% (cinco por cento) ou mais de nosso patrimônio pessoal, ou estamos envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado; V. os analistas e a instituição à qual estamos vinculados, não recebem remuneração por serviços prestados ou apresentam relações comerciais com qualquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado, ou pessoa natural ou pessoa jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse desta companhia; e VI. nossa remuneração ou esquema de compensação ao qual estamos atrelados não apresenta vínculo com à precificação de quaisquer dos valores mobiliários emitidos por companhias analisadas no relatório, ou às receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela instituição a qual estamos vinculados. VII. Lista de Empresas Restritas: S.A. Av. Faria Lima, º andar - CEP São Paulo / SP Tel.: (11)

Cemig Relatório de Atualização

Cemig Relatório de Atualização set-15 nov-15 jan-16 mar-16 mai-16 jul-16 Cemig Recomendação CMIG4 Neutra Preço em 13/09/16 (R$) 8,89 Ações (MM) 1.259 Valor Mercado (R$ MM) 11.129 Mín. 52 semanas (R$) 3,89 Máx. 52 semanas (R$) 9,97 Variação

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO FIP-IE OMEGA I

RELATÓRIO DE GESTÃO FIP-IE OMEGA I GERAÇÃO DE ENERGIA Ainda que o MWmédio da Asteri tenha ficado 3% abaixo do valor esperado, a comparação y-o-y apresentou redução de apenas 13%. Isto decorreu basicamente da diminuição do MWmédio de Pipoca

Leia mais

Resultado Consolidado Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso

Resultado Consolidado Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso Resultado Consolidado 2010 Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso Aviso Legal As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas de acordo com as práticas

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO FIP-IE OMEGA I

RELATÓRIO DE GESTÃO FIP-IE OMEGA I GERAÇÃO DE ENERGIA A geração de 17,62 MWm de Pipoca neste último mês contribuiu substancialmente para superar a marca y-o-y em 223,9% e resultou na geração acumulada de 66,47 MWm em 216, a qual representa

Leia mais

XVI Brasil CEO Conference Fevereiro de 2015

XVI Brasil CEO Conference Fevereiro de 2015 XVI Brasil CEO Conference Fevereiro de 2015 Companhia Paranaense de Energia - Copel Sede: Curitiba/PR 61 anos no setor Tecnologia de ponta Geração, Transmissão, Distribuição e Telecomunicações Desde 1994

Leia mais

Apresentação para investidores

Apresentação para investidores Apresentação para investidores Janeiro de 2012 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Apresentação Institucional 1T de maio de 2015

Apresentação Institucional 1T de maio de 2015 Apresentação Institucional 1T15 28 de maio de 2015 Índice. 01.Grupo Energisa 02. Destaques 1T15 03. Aspectos Técnicos e Comerciais 04. Aspectos Financeiro Grupo Energisa Grupo Energisa 4 Grupo Energisa

Leia mais

Institucional. Março, 2010

Institucional. Março, 2010 Institucional Março, 2010 Grupo AES Brasil Market Share Distribuidoras 14,6% 7 milhões de clientes 6 mil colaboradores... com resultado : R$ 3,2bi (Ebitda) R$ 1,9bi (Lucro líquido) 85,4% Geradoras 3,0%

Leia mais

31 de outubro de OdontoPrev Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas

31 de outubro de OdontoPrev Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas Após a divulgação dos resultados do 3T13 e da teleconferência realizada pela, iniciamos nosso preço justo de R$ 11,00 por ação ODPV3, com base em modelos

Leia mais

Cia. Hering D É B O R A D A R I N

Cia. Hering D É B O R A D A R I N Cia. Hering D É B O R A D A R I N G I O VA N N A S A R T O R V E R Í S S I M O C R E D I T S U I S S E A WA R D S 2 0 1 6 0 2 D E J U N H O D E 2 0 1 6 M A R C O A N T O N I O PAT H E F I L H O M A R I

Leia mais

Agenda. Visão do Setor de Energia. CPFL Energia Destaques e Resultados

Agenda. Visão do Setor de Energia. CPFL Energia Destaques e Resultados Agenda Visão do Setor de Energia CPFL Energia Destaques e Resultados O mercado brasileiro é atendido por 64 concessionárias de distribuição de energia Distribuição de Energia 2008 Market Share 1 (%) Distribuidoras

Leia mais

Resultados 2010 Reunião APIMEC SP. 28 de Abril de 2011

Resultados 2010 Reunião APIMEC SP. 28 de Abril de 2011 Resultados 2010 Reunião APIMEC SP 28 de Abril de 2011 Agenda Perfil Coelce e Conquistas 1 Mercado de Energia 2 Resultados Operacionais 3 Resultados Econômico-Financeiros 4 Perguntas e Respostas 5 2 Agenda

Leia mais

Os Valores financeiros estão em R$ Milhões, a menos que indicado de outra forma. Dados financeiros refletem a adoção do IFRS.

Os Valores financeiros estão em R$ Milhões, a menos que indicado de outra forma. Dados financeiros refletem a adoção do IFRS. Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas ambos conhecidos e desconhecidos. Não

Leia mais

AES TIETÊ SUNO DIVIDENDOS. Suno Research. Investimentos Inteligentes

AES TIETÊ SUNO DIVIDENDOS. Suno Research. Investimentos Inteligentes Investimentos Inteligentes AES TIETÊ SUNO DIVIDENDOS Suno Research Relatório Suno DIVIDENDOS - Acesso exclusivo aos assinantes, a cópia ou distribuição não autorizada acarretará em sanções legais e multas

Leia mais

SUBA3 (BTOW3) Compra target price R$ 106,73 upside 29,40%

SUBA3 (BTOW3) Compra target price R$ 106,73 upside 29,40% SUBA3 (BTOW3) Compra target price R$ 106,73 upside 29,40% B2W - Business to World Supremacia no Varejo Online Valuation: Pelo método de FCD chegamos a um preço justo de R$ 106,73 por ação para os próximos

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Apresentação dos Resultados 1T/2006 da Tractebel Energia

Apresentação dos Resultados 1T/2006 da Tractebel Energia Apresentação dos Resultados 1T/26 da Tractebel Energia Maio de 26 Aviso Importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com

Leia mais

Perfil Energia gerada

Perfil Energia gerada 1. Perfil A AES Tietê, uma das geradoras do grupo AES Brasil, é uma Companhia de capital aberto com ações listadas na BM&FBovespa e está autorizada a operar como concessionária de uso do bem público, na

Leia mais

PETROBRÁS S/A. No resultado de 2013 a receita líquida da companhia tinha a seguinte divisão: - Refino, Transporte e Comercialização (44%)

PETROBRÁS S/A. No resultado de 2013 a receita líquida da companhia tinha a seguinte divisão: - Refino, Transporte e Comercialização (44%) PETROBRÁS S/A Empresa: É uma companhia que atua na exploração, produção e distribuição de petróleo e derivados. A Petrobrás possui atividades operacionais em 25 países, estando presente em todos os continentes.

Leia mais

Permuta de Ativos - Enersul e Rede Lajeado

Permuta de Ativos - Enersul e Rede Lajeado Permuta de Ativos - Enersul e Rede Lajeado 1 Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

Institucional. Março, 2011

Institucional. Março, 2011 Institucional Março, 2011 1 Grupo AES Brasil Presença no Brasil desde 1997 Composta por sete companhias nos setores de geração, distribuição e comercialização de energia e telecomunicações 7,7 mil colaboradores

Leia mais

BC Fund. Webcast Resultados de março de 2013

BC Fund. Webcast Resultados de março de 2013 BC Fund Webcast Resultados 2012 28 de março de 2013 Resultados 2012 Destaques Receita de locação totalizou R$ 200,3 milhões, um crescimento de 23,7% vs. 2011 (R$ 161,9 milhões) 29,0% da carteira passou

Leia mais

Energisa Comercializadora de Energia Ltda. Resultados do 1º semestre de 2015

Energisa Comercializadora de Energia Ltda. Resultados do 1º semestre de 2015 Resultados do 1º semestre de 2015 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2015 A Administração da ( Energisa Comercializadora ou Companhia ) apresenta os resultados do segundo trimestre (2T15) e dos primeiros

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 856, DE 4 DE AGOSTO DE 2009.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 856, DE 4 DE AGOSTO DE 2009. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 856, DE 4 DE AGOSTO DE 2009. Homologação das tarifas de fornecimento de energia elétrica e das Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição,

Leia mais

Providência ON (PRVI3)

Providência ON (PRVI3) Providência ON (PRVI3) Cotação: R$ 5,86 (27/09/2009) Preço-Alvo: R$ 8,00 (12 meses) 4,65 46.028 PRVI3 X IBOVESPA 61.174 5,86 Revisão de Projeção e Preço-Alvo Recomendação: Neutra 28/9/08 28/10/08 28/11/08

Leia mais

FIQUE RICO COM DIVIDENDOS Os 20 maiores yields da bolsa (e o que fazer com as ações)

FIQUE RICO COM DIVIDENDOS Os 20 maiores yields da bolsa (e o que fazer com as ações) CHANCE BANKS PAYS YOU DIVIDEND OF $ 100 FIQUE RICO COM DIVIDENDOS Os 20 maiores yields da bolsa (e o que fazer com as ações) Nesse relatório analisaremos algumas das empresas que apresentaram os maiores

Leia mais

Sonae Sierra Brasil. A receita líquida da companhia tem a seguinte composição:

Sonae Sierra Brasil. A receita líquida da companhia tem a seguinte composição: Sonae Sierra Brasil Empresa: A Sonae Sierra Brasil é uma das principais incorporadoras, proprietárias e operadoras de shopping centers no Brasil, tendo em seu portfólio a participação de onze shoppings

Leia mais

52 Semanas P/L EV/EBITDA Div. Yield P/VPA LTM (%) 2014Y 2015E* 2016E* 2014Y 2015E* 2016E*

52 Semanas P/L EV/EBITDA Div. Yield P/VPA LTM (%) 2014Y 2015E* 2016E* 2014Y 2015E* 2016E* 1 * ( mercado Alimentos / Bebidas / Fumo Ambev ABEV3 18,86 20,03 6,2% 14,95 20,29 24,6 21,0 19,1 6,71 4,2 15,8 13,4 12,3 296.434 288.554 304,6 BR Foods BRFS3 69,98 74,85 7,0% 55,42 72,47 27,4 23,0 18,4

Leia mais

IMPLICAÇÕES DO NOVO MODELO SOBRE ESTRUTURA TARIFÁRIA. Alessandro de Lima Castro

IMPLICAÇÕES DO NOVO MODELO SOBRE ESTRUTURA TARIFÁRIA. Alessandro de Lima Castro IMPLICAÇÕES DO NOVO MODELO SOBRE ESTRUTURA TARIFÁRIA Alessandro de Lima Castro Abril de 2005 ESTRUTURA TARIFÁRIA VIGENTE TARIFA DE FORNECIMENTO TARIFA DE USO PARCELA FIO PARCELA ENCARGO TARIFA ENERGIA

Leia mais

52 Semanas P/L EV/EBITDA Div. Yield P/VPA LTM (%) 2014Y 2015E* 2016E* 2014Y 2015E* 2016E*

52 Semanas P/L EV/EBITDA Div. Yield P/VPA LTM (%) 2014Y 2015E* 2016E* 2014Y 2015E* 2016E* 1 * ( mercado Alimentos / Bebidas / Fumo Ambev ABEV3 19,20 20,03 4,3% 14,95 20,29 25,0 21,5 19,5 6,83 3,6 16,1 13,6 12,6 301.778 293.898 257,8 BR Foods BRFS3 69,25 74,10 7,0% 55,42 72,30 27,2 22,8 18,2

Leia mais

52 Semanas P/L EV/EBITDA Div. Yield P/VPA LTM (%) 2014Y 2015E* 2016E* 2014Y 2015E* 2016E*

52 Semanas P/L EV/EBITDA Div. Yield P/VPA LTM (%) 2014Y 2015E* 2016E* 2014Y 2015E* 2016E* 1 * ( mercado Alimentos / Bebidas / Fumo Ambev ABEV3 18,61 20,23 8,7% 14,95 20,29 24,2 20,8 19,0 20,3 3,7 15,6 13,2 12,2 292.505 284.624 216,0 BR Foods BRFS3 71,00 75,30 6,1% 55,42 72,30 27,8 23,3 18,7

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Novembro. Carteira Sugerida de Outubro

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Novembro. Carteira Sugerida de Outubro A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Brazil Utilities Corporate Access Day Morgan Stanley

Brazil Utilities Corporate Access Day Morgan Stanley Brazil Utilities Corporate Access Day Morgan Stanley Novembro São Paulo, 201507 de março de 2012 Temas para discussão 1 Cenários de armazenamento 2 Repactuação do risco hidrológico 3 Inadimplência 4 5

Leia mais

CORECON. Perspectivas do Mercado de Ações. Superintendência de Renda Variável- Itaú Janeiro DAC Superintendência de Renda Variável

CORECON. Perspectivas do Mercado de Ações. Superintendência de Renda Variável- Itaú Janeiro DAC Superintendência de Renda Variável CORECON Perspectivas do Mercado de Ações Superintendência de Renda Variável- Itaú 17 Janeiro 2006 2.1 Conclusão O CENÁRIO INTERNACIONAL PARA MERCADOS EMERGENTES CONTINUA BENÍGNO. A RECENTE INTERPRETAÇÃO

Leia mais

Reestruturação Societária da Companhia Brasiliana de Energia e controladas 12 de Junho de 2015

Reestruturação Societária da Companhia Brasiliana de Energia e controladas 12 de Junho de 2015 Reestruturação Societária da Companhia Brasiliana de Energia e controladas 12 de Junho de ESTA COMUNICAÇÃO NÃO CONSTITUI UMA OFERTA DE VENDA OU PEDIDO DE UMA OFERTA PARA AQUISIÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE. Análise de Resultados. CPFL Energia (Controladora)

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE. Análise de Resultados. CPFL Energia (Controladora) COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE Análise de Resultados CPFL Energia (Controladora) Neste trimestre, o Lucro Líquido foi de R$ 229.334, sendo 20,3% (R$ 58.596) inferior ao mesmo trimestre

Leia mais

Apresentação dos Resultados 2T08

Apresentação dos Resultados 2T08 Apresentação dos Resultados 2T08 Aviso Importante Declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas dos negócios da Companhia, projeções de resultados operacionais e financeiros, e referências

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Setembro. Carteira Sugerida de Agosto. Panorama Mensal Agosto

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Setembro. Carteira Sugerida de Agosto. Panorama Mensal Agosto SETEMBRO A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro

Leia mais

Iochpe-Maxion Relatório de Atualização

Iochpe-Maxion Relatório de Atualização jan-16 mar-16 mai-16 jul-16 set-16 nov-16 Iochpe-Maxion Recomendação Neutro MYPK3 Preço em 04/01/17 (R$) 12,59 Ações (MM) 95 Valor Mercado (R$ MM) 1.187 Mín. 52 semanas (R$) 8,34 Máx. 52 semanas (R$) 20,31

Leia mais

Crescimento focado em valor. Apresentação de resultados 2T13

Crescimento focado em valor. Apresentação de resultados 2T13 Crescimento focado em valor Apresentação de resultados 2T13 Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Dezembro. Carteira Sugerida de Novembro

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Dezembro. Carteira Sugerida de Novembro A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Resultados 4T10. CONTATOS: Flávio Rocha Presidente da Riachuelo e Diretor de RI Tulio Queiroz Controller e RI

Resultados 4T10. CONTATOS: Flávio Rocha Presidente da Riachuelo e Diretor de RI Tulio Queiroz Controller e RI Resultados 4T10 CONTATOS: Flávio Rocha Presidente da Riachuelo e Diretor de RI Tulio Queiroz Controller e RI ri@riachuelo.com.br Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas

Leia mais

Divulgação de Resultados do 3T13 e 9M13

Divulgação de Resultados do 3T13 e 9M13 R$ milhões R$ milhões R$ milhões R$ milhões Divulgação de Resultados do 3T13 e 9M13 As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto quando indicado o contrário e, a partir de 2011,

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Janeiro. Carteira Sugerida de Dezembro

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Janeiro. Carteira Sugerida de Dezembro A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Resultado do 3 o Trimestre de 2016

Resultado do 3 o Trimestre de 2016 Resultado do 3 o Trimestre de 2016 Teleconferência - 11/11/2016 João Silveira - CEO Marcus Martino - CFO e Diretor de RI Disclaimers Esta apresentação contém informações sobre os negócios da Par Corretora,

Leia mais

relatório mensal Rio Bravo Crédito Imobiliário I Fundo de Investimento Imobiliário - FII

relatório mensal Rio Bravo Crédito Imobiliário I Fundo de Investimento Imobiliário - FII relatório mensal Imobiliário I Fundo de Investimento Imobiliário - FII AGOSTO 2013 Imobiliário I Fundo de Investimento Imobiliário - FII O fundo Imobiliário I FII iniciou suas atividades em 4 de agosto

Leia mais

Santander VII Conferência Setor Elétrico Brasil Wilson Ferreira Jr CEO

Santander VII Conferência Setor Elétrico Brasil Wilson Ferreira Jr CEO Santander VII Conferência Setor Elétrico Brasil Wilson Ferreira Jr CEO Fevereiro São Paulo, 2016 07 de março de 2012 1 Temas para discussão 1 2 3 4 5 6 7 Panorama 2015-2016 Repactuação do risco hidrológico

Leia mais

Relatório Mensal. BB Recebíveis Imobiliários FII

Relatório Mensal. BB Recebíveis Imobiliários FII Relatório Mensal BB Recebíveis Imobiliários FII Dezembro 2015 BB Recebíveis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário FII O fundo BB Recebíveis Imobiliários FII iniciou suas atividades em 11 de setembro

Leia mais

17 de Fevereiro de 2017

17 de Fevereiro de 2017 : Resultados crescentes, mas ação bem precificada A crise na siderurgia mundial, a recessão no Brasil, a alta dos juros e os baixos preços do minério de ferro impactaram em muito os resultados da até o

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Abril. Carteira Sugerida de Março

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Abril. Carteira Sugerida de Março A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

FAL / FATERN RN. Fusões e Aquisições. Junho/2011 1

FAL / FATERN RN. Fusões e Aquisições. Junho/2011 1 FAL / FATERN RN Fusões e Aquisições Junho/2011 1 REGIÃO NORDESTE CRESCIMENTO Baixa penetração de matriculados na região Nordeste indica alto potencial de crescimento Penetração de matriculados na população

Leia mais

Apresentação de resultados 2T15 Agosto de 2015

Apresentação de resultados 2T15 Agosto de 2015 Apresentação de resultados 2T15 Agosto de 2015 AGENDA 1. Destaques do 1S15 2. Desempenho operacional e financeiro 3. Hedge Cambial 4. Impactos da MP 677 5. Mercados e Perspectivas 2015 Empresa integrada

Leia mais

Distribuição dos Investimentos por Segmento

Distribuição dos Investimentos por Segmento htts://www.petros.com.br/petros/htdocs/index.asp Demonstrativo Analítico de Investimentos e Enquadramento das Aplicações - DAIEA 3º Trimestre de 2003 Segmento 2º Trimestre de 2002 3º Trimestre de 2003

Leia mais

ECONOMIA E PRODUTIVIDADE DIRETO DA FONTE

ECONOMIA E PRODUTIVIDADE DIRETO DA FONTE ECONOMIA E PRODUTIVIDADE DIRETO DA FONTE Como reduzir custos sem comprometer a produção? MERCADO LIVRE DE ENERGIA MERCADO LIVRE DE ENERGIA Liberdade para escolher o fornecedor de energia, obter economia

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.025, DE 29 DE JUNHO DE 2010.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.025, DE 29 DE JUNHO DE 2010. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.025, DE 29 DE JUNHO DE 2010. Nota Técnica nº 212/2010-SRE/ANEEL Relatório Voto Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica

Leia mais

Resultados 3º Trimestre 2012

Resultados 3º Trimestre 2012 Resultados 3º Trimestre 2012 jan/03 abr/03 jul/03 out/03 jan/04 abr/04 jul/04 out/04 jan/05 abr/05 jul/05 out/05 jan/06 abr/06 jul/06 out/06 jan/07 abr/07 jul/07 out/07 jan/08 abr/08 jul/08 out/08 jan/09

Leia mais

Caixa Fundo de Investimento Imobiliário VLT - Veículo Leve Sobre Trilhos - FII

Caixa Fundo de Investimento Imobiliário VLT - Veículo Leve Sobre Trilhos - FII Caixa Fundo de Investimento Imobiliário VLT - Veículo Leve Sobre Trilhos - FII CNPJ: 15.254.249/0001-09 (Administrado pela Caixa Econômica Federal) Demonstração dos fluxos de caixa - método direto Período

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Setembro. Carteira Sugerida de Agosto

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Setembro. Carteira Sugerida de Agosto A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Webconference 2T15. Setembro de 2015

Webconference 2T15. Setembro de 2015 Webconference 2T15 Setembro de 2015 Maior grupo privado do setor elétrico brasileiro em número de clientes: atendemos 13,5% dos consumidores brasileiros DISTRIBUIÇÃO 10,4 milhões de consumidores 3 Distribuidoras

Leia mais

Os Valores financeiros estão em R$ Milhões, a menos que indicado de outra forma. Dados financeiros refletem a adoção do IFRS.

Os Valores financeiros estão em R$ Milhões, a menos que indicado de outra forma. Dados financeiros refletem a adoção do IFRS. 1 Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas ambos conhecidos e desconhecidos.

Leia mais

Sumário do Resultado 4T16

Sumário do Resultado 4T16 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 7,2 bilhões O Banco do Brasil registrou Lucro Líquido Ajustado de R$ 7,2 bilhões em 2016, impactado principalmente pelo aumento da despesa de provisão.

Leia mais

O que é risco de negócio? Decisões de Estrutura de Capital: Conceitos Básicos

O que é risco de negócio? Decisões de Estrutura de Capital: Conceitos Básicos Decisões de Estrutura de Capital: Conceitos Básicos Prof. Antonio Lopo Martinez Risco do negócio vs. risco financeiro Teoria da estrutura de capital Exemplo de fluxo de caixa perpétuo Estabelecendo a estrutura

Leia mais

Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17. MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17. MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17 MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de 2017 14h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 1T17 As vendas ao Mercado Interno Equipamento Original (EO Interno) cresceram

Leia mais

Relatório Analítico 30 de abril de 2012

Relatório Analítico 30 de abril de 2012 MANUTENÇÃO Código de Negociação Bovespa ALPA4 Segmento de Atuação Principal Têxtil e Vestuário Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 15,55 Valor Econômico por Ação (R$) 18,67

Leia mais

Receita Líquida Consolidada de Mercadorias

Receita Líquida Consolidada de Mercadorias RESULTADOS 1T15 2 Nota Importante Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas de crescimento

Leia mais

As melhores dentre as maiores barganhas da Bolsa

As melhores dentre as maiores barganhas da Bolsa As melhores dentre as maiores barganhas da Bolsa Mesmo com a alta neste mês de setembro, o Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa brasileira, ainda acumula desvalorização de 10% em 2013. Não bastassem

Leia mais

Demonstração dos Fluxos de Caixa - Método direto

Demonstração dos Fluxos de Caixa - Método direto CAIXA RIO BRAVO FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ nº. 17.098.794/0001-70 Administração CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Av. Paulista, 2300 11º andar São Paulo/SP CEP 01310-300 Fone: (11) 3555-6350

Leia mais

Conference Call de Resultado 1T17

Conference Call de Resultado 1T17 Conference Call de Resultado 1T17 Agenda Destaques do 1T17 Projetos em Andamento Resultados Expectativas e Guidance para 2017 Destaques do 1T17 As Vendas Totais atingiram R$ 2,9 bilhões no 1T17, crescimento

Leia mais

Resultados do Exercício de 2015

Resultados do Exercício de 2015 Resultados do Exercício de 2015 Teleconferência - 03/03/2016 João Silveira - CEO João Villas - CFO e Diretor de RI Disclaimers Esta apresentação contêm informações sobre os negócios da Par Corretora, seus

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Março. Carteira Sugerida de Fevereiro

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Março. Carteira Sugerida de Fevereiro A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

CONTATOS: Flávio Rocha CEO Tulio Queiroz Controller e RI

CONTATOS: Flávio Rocha CEO Tulio Queiroz Controller e RI CONTATOS: Flávio Rocha CEO Tulio Queiroz Controller e RI tulioj@riachuelo.com.br Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

MANUTENÇÃO PREÇO ATUAL: R$46,90 PREÇO-ALVO: R$53,00. Relatório da Empresa Setorial Educação

MANUTENÇÃO PREÇO ATUAL: R$46,90 PREÇO-ALVO: R$53,00. Relatório da Empresa Setorial Educação São Paulo, 12 de março de 2013 ESTÁCIO (ESTC3) PERSPECTIVA POSITIVA NO LONGO PRAZO PARCIALMENTE PRECIFICADA ELEVAMOS O PREÇO-ALVO PARA O FINAL DE 2013 DE R$44,00 PARA R$53,00 Bruno Giardino, CFA Relatório

Leia mais

Superar os novos desafios para continuar crescendo

Superar os novos desafios para continuar crescendo Superar os novos desafios para continuar crescendo Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas a riscos

Leia mais

Análise de Empresas. Setor Elétrico: Revisão de Estimativas 18/08/2016. Condições para o setor elétrico tornaram-se mais favoráveis nos últimos anos;

Análise de Empresas. Setor Elétrico: Revisão de Estimativas 18/08/2016. Condições para o setor elétrico tornaram-se mais favoráveis nos últimos anos; Setor Elétrico: Revisão de Estimativas Condições para o setor elétrico tornaram-se mais favoráveis nos últimos anos; Expectativas por M&A (fusões e aquisições) impulsionam ações do setor; Temos recomendação

Leia mais

Top 5. Citi Corretora. Top 5 apresentou alta de 8,6% em março vs. +17% do Ibovespa

Top 5. Citi Corretora. Top 5 apresentou alta de 8,6% em março vs. +17% do Ibovespa Top 5 Top 5 apresentou alta de 8,6% em março vs. +17% do Ibovespa A Top 5 de fevereiro apresentou performance positiva de 8,6%, desempenho inferior à variação do Ibovespa no período. A melhor performance

Leia mais

Avaliação de Empresas

Avaliação de Empresas Avaliação de Empresas 1 P R O J E Ç Õ E S, T E O R I A E C O N C E I T O S P R O F. G U I L L E R M O B R A U N B E C K Análise Prospectiva Para fins didáticos, a análise prospectiva será abordada em três

Leia mais

8.000 ATIVO CIRCULANTE

8.000 ATIVO CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Ativo X0 X1 Receita de Vendas 8.000 ATIVO CIRCULANTE 500 2.150 (-) CPV -5.000 Caixa 100 1.000 Lucro Bruto 3.000 Bancos 200 100 (-) Despesas financeiras -1.500

Leia mais

Apresentação da Companhia

Apresentação da Companhia Apresentação da Companhia Janeiro 2006 www.cyrela.com.br Aviso - Informações e Projeções O material exibido é uma apresentação de informações gerais de antecedentes da Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006 Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica, estabelece a receita anual das instalações de

Leia mais

Divulgação Resultados 1T09. Conference Call 2T13

Divulgação Resultados 1T09. Conference Call 2T13 Divulgação Resultados 1T09 Conference Call 2T13 Agenda Highlights Projetos em Andamento Resultados Guidance 2 Destaques 2T13 (1 de 2) As vendas atingiram R$ 2,1 bilhões no trimestre, 13,2% acima do mesmo

Leia mais

São Paulo Rio de Janeiro Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani, CFO

São Paulo Rio de Janeiro Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani, CFO São Paulo 24.08.2016 Rio de Janeiro 25.08.2016 Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani, CFO Companhia Paranaense de Energia - Copel > Sede: Curitiba/PR > 62 anos no setor > Companhia Integrada Geração, Transmissão,

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 689, DE 5 DE AGOSTO DE 2008.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 689, DE 5 DE AGOSTO DE 2008. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 689, DE 5 DE AGOSTO DE 2008. Homologa o resultado provisório da segunda revisão tarifária periódica e fixa as Tarifas de Uso dos

Leia mais

Comentário de Desempenho 1º Trimestre de 2004

Comentário de Desempenho 1º Trimestre de 2004 Comentário de Desempenho 1º Trimestre de 24 Rio de Janeiro, 5 de Maio de 24 A Lojas Americanas S/A (Bovespa: LAME3 - ON e LAME4 - PN), empresa que atua no setor do varejo de descontos (com 127 lojas em

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Abril. Carteira Sugerida de Março

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Abril. Carteira Sugerida de Março A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Estudo do setor elétrico brasileiro. SAO _Setor Elétrico Brasileiro_2015_versão para imprensa_v.3.pptx

Estudo do setor elétrico brasileiro. SAO _Setor Elétrico Brasileiro_2015_versão para imprensa_v.3.pptx Estudo do setor elétrico brasileiro 1 A Roland Berger é a consultoria de estratégia líder global no setor de energia Principais clientes Representatividade dos clientes no Brasil por setor Geração [MW

Leia mais

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016 Resultados do 1º trimestre de 2016 Cataguases, 13 de maio de 2016 A Administração da ( Energisa Borborema ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras

Leia mais

Relações com Investidores

Relações com Investidores 1 Copel Day August 23, 2010 Ronald Thadeu Ravedutti CEO 2 Agenda Economia Paranaense Estrutura Corporativa Destaques Financeiros Geração Transmissão Distribuição Telecom Sustentabilidade Corporativa Pontos

Leia mais

O MERCADO ATUAL DA PCHS E SUAS PERSPECTIVAS

O MERCADO ATUAL DA PCHS E SUAS PERSPECTIVAS PCH Nnho da Águia, MG, ERSA O MERCADO ATUAL DA PCHS E SUAS PERSPECTIVAS Rio de Janeiro, 31 janeiro de 2011 Prof. Dr. Geraldo Lúcio TIAGO Filho Universidade Federal de Itajubá Professor Titular Centro Nacional

Leia mais

FIQUE RICO COM DIVIDENDOS Modelo de Gordon, o que é um bom payout? e quem ganha quando há queda na taxa de juros?

FIQUE RICO COM DIVIDENDOS Modelo de Gordon, o que é um bom payout? e quem ganha quando há queda na taxa de juros? CHANCE BANKS PAYS YOU DIVIDEND OF $ 100 FIQUE RICO COM DIVIDENDOS Modelo de Gordon, o que é um bom payout? e quem ganha quando há queda na taxa de juros? No texto de hoje abordaremos o Modelo de Gordon,

Leia mais

Micro e Pequenas Centrais Hidrelétricas. Fontes alternativas de energia - micro e pequenas centrais hidrelétricas 1

Micro e Pequenas Centrais Hidrelétricas. Fontes alternativas de energia - micro e pequenas centrais hidrelétricas 1 Micro e Pequenas Centrais Hidrelétricas Fontes alternativas de energia - micro e pequenas centrais hidrelétricas 1 PCH's De acordo com a resolução No. 394-04/12/1998 da ANEEL Agência Nacional de Energia

Leia mais

Sumário Executivo Estudo Rentabilidade do Setor Elétrico Brasileiro ( )

Sumário Executivo Estudo Rentabilidade do Setor Elétrico Brasileiro ( ) Sumário Executivo Estudo Rentabilidade do Setor Elétrico Brasileiro (1998 2009) Outubro de 2010 Copyright 2010 Stern Stewart Ltda. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzida

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N 152, DE 3 DE ABRIL DE 2003 Altera a metodologia de cálculo das tarifas de uso dos sistemas de distribuição de energia elétrica, atendendo o disposto

Leia mais

FEA- USP, 30 de setembro de AVALIAÇÃO INTERMEDIÁRIA: EAE 422 Análise e Elaboração de Projetos Prof. Dr. Eduardo Luzio. Nome:

FEA- USP, 30 de setembro de AVALIAÇÃO INTERMEDIÁRIA: EAE 422 Análise e Elaboração de Projetos Prof. Dr. Eduardo Luzio. Nome: AVALIAÇÃO INTERMEDIÁRIA: EAE 422 Análise e Elaboração de Projetos Prof. Dr. Eduardo Luzio FEA- USP, 30 de setembro de 2015 Nome: PROVA INDIVIDUAL, SEM CONSULTA. SOMENTE SERÁ PERMITIDO O USO DE CALCULADORAS

Leia mais

BOLETIM. Fundos de Investimento. Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Abr/12

BOLETIM. Fundos de Investimento. Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Abr/12 Fundos de Investimento BOLETIM Ano VII Nº 73 Maio/2012 Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa Indústria de Fundos em Números - Abr/12 MERCADO DOMÉSTICO R$ 2.032,4 bi de PL 0,3% Variação % do

Leia mais

Carteira Top Pick Janeiro COMENTÁRIO CARTEIRA. Carteira sugerida para Janeiro: Carteira sugerida de Dezembro:

Carteira Top Pick Janeiro COMENTÁRIO CARTEIRA. Carteira sugerida para Janeiro: Carteira sugerida de Dezembro: CARTEIRA COMENTÁRIO Carteira Top Pick Janeiro 05.01.15 A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções

Leia mais

Resultado do 1 o Trimestre de 2016

Resultado do 1 o Trimestre de 2016 Resultado do 1 o Trimestre de 2016 Teleconferência - 12/05/2016 João Silveira - CEO João Villas - CFO e Diretor de RI Disclaimers Esta apresentação contêm informações sobre os negócios da Par Corretora,

Leia mais

"Agressiva estratégia de crescimento, com um modelo de negócios sustentável"

Agressiva estratégia de crescimento, com um modelo de negócios sustentável "Agressiva estratégia de crescimento, com um " RECONHECIMENTO DA MARCA VAREJO E-COMMERCE AGÊNCIA TURISMO confiabilidade BRAND AWARENESS CONFIABILIDADE tradição em inovação DESDE 1972 tradição em inovação

Leia mais

Top Picks I Novembro de 2016 I Citi Corretora

Top Picks I Novembro de 2016 I Citi Corretora Top Picks registrou alta de 9,1% vs 11,2% do Ibovespa A Top Picks de outubro apresentou rentabilidade de +9,1%, resultado inferior ao desempenho do Ibovespa no mês. Petrobras (30,4%) e Cosan (13,8%) se

Leia mais

Diário do Mercado I 26 de dezembro de 2016 Citi Corretora

Diário do Mercado I 26 de dezembro de 2016 Citi Corretora Diário do Mercado I 26 de dezembro de 2016 Citi Corretora Market Overview Fechamento: O Ibovespa encerrou a sessão em alta de 1,2%, a 57.937 pontos, enquanto bolsas de valores nos EUA e na Europa fecharam

Leia mais