Veris Educacional. Gestão E-business

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Veris Educacional. Gestão E-business"

Transcrição

1 Veris Educacional Gestão E-business Campinas - SP 2011

2 Veris Educacional Curso de Pós-Graduação Gestão E-business Anderson Mendes da Silva Daniel Pires de Souza Denise dos Santos Ramalho Ednaldo Marcelo Miranda Beraldo Luciana Thaís Teixeira da Silva Luís Gustavo Teófilo Degrecci Priscila Barreto Maricato Godoy Rosana Assunção Rodrigues Trabalho solicitado pela Disciplina de Administração Contemporânea no curso de Pós-Graduação Gestão Estratégica de Empresas e Negócios da Veris Faculdades, sob orientação do Profº. Ph.D. Paulo Manzini. Campinas - SP 2011

3 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Americanas.com Figura 2 A Lojas Americanas e suas novas ramificações Figura 3 Bradesco Figura 4 Organização das operações Banco Bradesco

4 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Número de Domínios na Internet Tabela 2 Posicionamento no mercado virtual Tabela 3 Resultados Americanas.com Tabela 4 Bradesco em Números

5 LISTA DE SIGLAS E-CRM E-ERP E-DSS B2A B2B B2C B2E C2A C2B C2C E-Costumer Relationship Management E-Enterprise Resource Planning E-Decision Support System Business-To-Administration Business-To-Business Business-To-Consumers Business-To-Employee Consumers-To-Administration Consumers-To-Business Consumers-To-Consumers

6 SUMÁRIO 1 Introdução O que é Gestão E-business Como Surgiu Serviços Diferentes Classes Case de Empresas Lojas Americanas História Serviço Estrutura Resultados Conclusão Banco Bradesco História Resultados Tecnologia Organização das operações Prêmios Conclusão Conclusão Referências... 30

7 13 1 Introdução No decorrer da evolução da humanidade sempre houve a necessidade da troca de informações entre as pessoas, ou seja, a necessidade da comunicação. Com o tempo e o avanço da tecnologia surgiram conceitos como a internet, que torna possível a troca de informações de maneira rápida, eficiente e sem a necessidade de contato físico. Nos dias de hoje a internet é um dos meios de comunicação e prestação de serviços mais utilizados pela sociedade. Segundo pesquisa feita pelo Ibope Nielsen no quarto trimestre de 2010 os usuários de internet no Brasil alcançaram 73,9 milhões e no mesmo período em 2009 eram cerca de 67,5 milhões. Essa pesquisa mostra que cada vez mais as pessoas aderem aos serviços oferecidos pela internet, no Brasil isso acontece também devido aos incentivos do governo, que disponibiliza salas de midiateca em várias localidades do país para uso do computador e acesso gratuito a internet. Existe também o incentivo ao financiamento de computador que possibilita a aquisição de um computador a um custo mais acessível e através de financiamento, permitindo assim o acesso ao ambiente virtual até pelas pessoas de baixa renda. Interagir pela internet é cada vez mais comum, de acordo com uma pesquisa feita pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação só nos Estados Unidos são mais de 460 milhões de páginas de internet criadas para finalidades diversas. A tabela abaixo mostra os 30 países que possuem mais domínios na internet, ou seja, páginas de internet.

8 Tabela 1 Número de Domínios na Internet. 14

9 15 2 O que é Gestão E-business E-business pode ser definido como negócio eletrônico que inclui a compra e venda de produtos e serviços pela internet, atendimento a clientes, colaboração com parceiros de negócio e a coordenação de transações comerciais organizacionais internas, vai muito além do comércio eletrônico (E-commerce) podendo ainda ser definido como a utilização máxima do potencial tecnológico da informação, atualizando processos e aumentando a valorização do cliente para a empresa, ou seja, utilizar a tecnologia para melhorar processos. A IBM define E-business como uma forma segura, flexível e integrada de fornecer um valor diferenciado na gestão administrativa pela combinação de sistemas e processos para a administração e funcionamento de operações centrais, de forma simples e eficiente, alavancada pela aplicação de tecnologia da internet. O E-business também pode ser definido de maneira mais objetiva como a obtenção de maior vantagem competitiva através da integração da Cadeia de Valor da empresa com seus processos de relacionamentos.

10 16 3 Como Surgiu No inicio da década de 90 a internet passou a ser utilizada não só por grandes empresas, centros de pesquisa e universidades, mas também pela sociedade em geral. O usuário que tivesse acesso a um microcomputador, linha telefônica e um provedor de acesso podia usufruir dos benefícios da internet que por sua vez ainda eram escassos. Desta forma um provedor de acesso que nada mais é do que uma empresa privada com a finalidade de prover acesso à internet pode ser caracterizado como as primeiras empresas a se destacarem na exploração comercial da internet. Numa sociedade em que firmas privadas são as principais fontes de riqueza a difusão mais rápida e abrangente do uso da internet ocorreu no domínio dos negócios tornando-a uma grande fonte de lucros e possibilitando alavancar os negócios através de modelos inovadores. Com a idéia de inovar, surgem empresas que muitas vezes não possuem sede ou escritório real e estas são chamadas empresas pontocom cuja finalidade é explorar os negócios exclusivamente por meio da internet. Contudo, as demais empresas também aderiram aos negócios pela internet, como forma de melhorar seu relacionamento com os clientes e obter uma melhor rentabilidade.

11 17 4 Serviços E-commerce: são lojas virtuais, comércio eletrônico de uma empresa que a faz conseguir clientes não apenas de sua região ou seu país, mas de forma geral ser vista e reconhecida mundialmente. E-procurement: é um sistema integrado com uma cadeia de fornecedores que a empresa possui e que tem a função de procurar esses fornecedores já realizando cotas de preço, condições de fornecimento e prazo de entrega de determinado produto. E-CRM: o sistema de E-CRM (E-Costumer Relationship Management) engloba serviços para acompanhamento de clientes como a categoria de produtos, tempo médio na procura do produto e o processo de compra. Também verifica a média de clientes que acessam os produtos e a porcentagem de compras finalizadas, assim reuni todas estas informações e melhora a qualidade do serviço prestado para cada perfil de cliente. E-ERP: E-Enterprise Resource Planning é semelhante ao E-CRM, mas a sua função é cuidar dos setores da empresa, gerenciar os recursos humanos, a inserção e controle dos dados financeiros, a parte de vendas, de produção e até mesmo a logística. A sua principal característica é o módulo de vendas, pois da uma maior agilidade na entrada de pedido, faturamento, produção e entrega do produto ao cliente. E-DSS: E-Decision Support System é um sistema que trata das informações compiladas para a tomada de decisões estratégicas da empresa, porém é pouco utilizado devido o alto custo e trabalha diretamente com o E-CRM. E-banking: é o acesso aos serviços bancários pela internet, com o objetivo de tornar mais atrativo, facilitar as operações para os clientes e oferecer comodidade. E-learning: é a metodologia de ensino pela internet, o famoso EAD. Tem por objetivo facilitar o ensino para as pessoas que não possuem tempo hábil para um ensino presencial. E-Directories: é o serviço padrão lista telefônica, quer sejam páginas amarelas ou páginas brancas.

12 18 E-Gambling: corresponde aos cassinos eletrônicos, com apostas reais em dinheiro através de cartão de débito e crédito, tem por grande vantagem competitiva contornar o problema da ilegalidade do jogo em diferentes regiões do mundo. E-Trade: é o sistema que possibilita a um usuário lidar com a compra e venda de papéis da Bolsa. Permite ao usuário, após fazer seu cadastro em uma corretora, e ter aprovados limites financeiros para operações, entrar comprando e vendendo papéis em diversas Bolsas mundiais ao mesmo tempo e 24 horas por dia. E-Drugs: é o sistema que possibilita a compra de medicamentos pela internet e faz a entrega do mesmo. A venda de medicamento pela internet passa a ser um diferencial no segmento.

13 19 5 Diferentes Classes B2A BUSINESS-TO-ADMINISTRATION: é a negociação eletrônica entre empresas e a administração publica, envolvem as áreas fiscais, segurança social, emprego, registros entre outros. B2B BUSINESS-TO-BUSINESS: é a negociação eletrônica entre empresas, é muito comum o seu uso e é o tipo de negociação que mais movimenta importâncias monetárias. B2C BUSINESS-TO-CONSUMERS: é a negociação eletrônica entre empresas e consumidores, que virtualiza a compra e venda de produtos onde os clientes escolhem e pagam através da internet. B2E BUSINESS-TO-EMPLOYEE: é a negociação eletrônica entre empresa e empregado, são utilizados como um canal direto para comunicação entre ambos. C2A CONSUMERS-TO-ADMINISTRATION: é a negociação eletrônica entre consumidores e a administração publica, envolve educação, segurança social, impostos, saúde, entre outros. C2B CONSUMERS-TO-BUSINESS: é a negociação eletrônica entre consumidores e empresas, acontece quando as empresas anunciam na internet a intenção de compra de determinado produto e os consumidores que possuem o produto fazem a sua oferta. C2C: CONSUMERS-TO-CONSUMERS: é a negociação eletrônica entre consumidores. Esta se tornando muito comum e agradável, pois os produtos podem ser adquiridos com baixo custo.

14 20 6 Case de Empresas 6.1 Lojas Americanas Figura 1 Americanas.com. Antes de navegarmos neste case de sucesso, é importante conhecer um pouco sobre os donos do negócio: as Lojas Americanas. A história desta empresa iniciou no Rio de Janeiro com os americanos John Lee, Glen Matson e James Marshal em A palavra Loja, no nome da empresa, foi uma novidade, que designava um novo estilo de vendas nesta época, diferente dos estabelecimentos existentes. Com a inauguração da 1º loja, as Lojas Americanas passa a atuar como uma cadeia de lojas de departamento de descontos, sendo a principal característica desse modelo a garantia de produtos de grandes marcas com preços competitivos em relação à concorrência. No ano 1999, a empresa iniciou a venda de mercadorias através da internet, criando a controlada indireta Americanas.com. O ano de 2003 teve como principal característica a aceleração do programa de expansão, com o objetivo de expandir a rede de lojas em mercado importante do Sudeste e Sul do país. Nesta época, o varejo brasileiro apresentava um cenário extremamente competitivo, no qual os grandes grupos nacionais e estrangeiros estavam adquirindo cadeiras menores, com o objetivo de obter economias de escala e aumentar a sua participação de mercado. Buscando promover a evolução de seu negócio, e acompanhar o ritmo do varejo no país, em 2005 a Lojas Americanas adquiriu o canal de TV e site de comercio eletrônico Shoptime e realizou uma joint venture com o Banco Itaú, criando à financeira FAI Financeira Americanas Itaú, ou Americanas Taií. Em 2006, dando prosseguimento as operações para a geração de valor de marca, foi criado uma nova empresa, a B2W Companhia Global do Varejo, produto da fusão Americanas.com e do Submarino.

15 21 No ano seguinte, as Lojas Americanas, anunciou a aquisição da BWU empresa detentora da marca Blockbuster, e somou 127 lojas a sua rede. Com as novas aquisições e a expansão da sua atuação no mercado, as Lojas Americanas garantiu opções de venda via internet, televendas, catálogos e TV, para um público potencial de 43 milhões de brasileiros. Com 82 anos de vida, em 2010 a empresa Lojas Americanas anuncia lucro líquido consolidado de R$ 309,6 milhões, o que significa um crescimento de 75,8% sobre os R$ 176,1 milhões anotados em A Lojas Americanas prevê investimentos de R$ 1,687 bilhão a R$ 1,724 bilhão para o quadriênio 2010 a A revisão para cima refere -se basicamente ao aumento de capital na subsidiária B2W, que reúne as operações de comércio eletrônico, com os sites Americanas e Submarino. No total, a Lojas Americanas contará com 876 lojas no Brasil. Figura 2 A Lojas Americanas e suas novas ramificações História Em setembro de 2009, a empresa foi fundada, e apesar do nome forçar uma associação direta à conhecida rede de lojas físicas espalhadas pelo Brasil, a Americanas.com é uma empresa totalmente separada. Mesmo assim, mantém alguns vínculos com as Lojas Americanas, pois o nome ajudou a alavancar os negócios por ser um nome já consolidado no mercado e por já haver uma certa confiança depositada nele pelo público. O site entrou no ar em menos de 45 dias, e veio com uma novidade de ser o primeiro sistema de cobrança de cartão de crédito online do país, e uma logística que permite entregas rápidas, em torno de 48 horas para qualquer parte do Brasil.

16 Serviço A Americanas.com oferece mais de 35 categorias de produtos em seus canais de venda: Internet (www.americanas.com), televendas e quiosques. São vendidos mais de trezentos mil itens, nas categorias: eletrônicos, CDs, DVDs, informática, eletrodomésticos, livros, games, papelaria, brinquedos, telefones e vinhos. Em 2010 foi lançado o novo site, em uma plataforma mais robusta e flexível, o site possui um sistema de busca mais assertivo, com imagens mais claras e serviços mais velozes, além de contar com novas categorias com destaque para a de móveis. Atua também como parceira de operacionalização de comércio eletrônico para grandes marcas, tais como Coca-Cola, Xerox, TIM, Expand, Antônio Bernardo e Havaianas Estrutura A sede da empresa localiza-se no Rio de Janeiro, onde trabalham cerca de duzentas pessoas. É nesse escritório que ocorre todo o desenvolvimento e administração do sítio, desde o desenvolvimento das aplicações e a arte que aparece nas páginas até o controle de logística e recursos humanos. A empresa também possui um centro de distribuição para onde são encaminhados todos os pedidos à serem entregues. Lá ficam armazenados todos os produtos em estoque da empresa. Os servidores que fazem a maior parte do processamento das compras, como os servidores web, servidores de aplicações e bancos de dados, ficam ainda em outro lugar. A manutenção dessas máquinas e do ambiente onde ficam é terceirizada, sendo que as duas empresas são interligadas por um link de alta velocidade.

17 23 Rank Site Unique Visitors (users) Reach Page Views 1 americanas.com.br % submarino.com.br % netshoes.com.br % pontofrio.com.br % magazineluiza.com.br % extra.com.br % comprafacil.com.br % casasbahia.com.br % walmart.com.br % livrariasaraiva.com.br % Tabela 2 Posicionamento no mercado virtual. Fonte: e-commercebrasil.org (2010) Resultados Americanas.com Receita Liquida Despesa EBITDA Margem Lucro Liquido EBITDA 2009 R$ , 00 R$ 589,0MM R$ ,00 13,4% 2010 R$ ,00 R$ 596,657MM R$ ,00 13,4% R$ , R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 11,1% R$ ,00 Tabela 3 Resultados Americanas.com. A B2W, empresa responsável por sites de e-commerce como Submarino, Shoptime e Americanas.com, investirá cerca de R$ 350 milhões em 2011 para o desenvolvimento de novas tecnologias, inovação e logística. Segundo o site Exame.com, o valor é 30% superior aos investimentos realizados pela companhia no ano passado, cerca de R$ 275 milhões.

18 Conclusão Analisando a empresa, a Lojas Americanas busca a expansão em lojas e no ramo e-commerce. Hoje, ela é líder no mercado virtual, sendo seguida pelo site Submarino, a qual pertence ao mesmo grupo B2W. Sua estratégia foi certeira ao entrar no ramo virtual em 2009, usando a sua marca forte, trazendo uma novidade no setor de compras online, a utilização do cartão de crédito online, e o planejamento logístico, com entregas em 48 horas para todo o Brasil. Hoje, a Americanas.com tem grande representatividade nos lucros da rede Americanas, e tem sido foco nas vendas de produtos com maior valor, diferente da venda pessoal, onde o grande público busca produtos menores. Isto tem aumento à receita líquida da empresa, além de atingir um público onde não há uma loja da rede. 6.2 Banco Bradesco Figura 3 Bradesco História O Bradesco foi fundado em 1943 no interior de São Paulo em Marília, com o nome de Banco Brasileiro de Descontos. Sua estratégia inicial consiste em atrair o pequeno comerciante, o funcionário público, pessoas de posses modestas, ao contrário dos bancos da época, que só tinham atenções para os grandes proprietários de terras. O Bradesco é um dos primeiros a estimular o uso de cheques por seus correntistas, que são orientados a preencher as folhas nas próprias Agências. Em 1946, a matriz é transferida para a capital paulista, na rua Álvares Penteado, no centro da cidade. Suas Agências passam a receber pagamento de contas de luz, uma inovação no País.

19 25 No início dessa década, todas as Agências Bradesco passam a trabalhar online e o Auto-Atendimento se expande em todo o Brasil. São implantadas máquinas automáticas de emissão de cheques, de saques e recolhimento de depósitos. O sistema de Internet Banking conquista os Clientes e passa a ser um dos mais importantes canais de atendimento, com milhões de usuários cadastrados. É implantado o Bradesco Mobile Banking, que permite operações de consulta de saldos e extratos e pagamento de algumas contas pelo celular. O Bradesco fecha o século na liderança entre os Bancos privados do Brasil. Como um dos maiores bancos privados no Brasil, o Bradesco sempre manteve-se à frente no mercado de varejo. Hoje, está entre os líderes em diferentes segmentos, como Corporate Private, e no atendimento de micro, pequenas e médias empresas Resultados Em 2010 o Bradesco torna-se um dos líderes do setor financeiro privado e um dos maiores empregadores na categoria. Além disso, apresenta o melhor índice de eficiência entre os bancos de varejo. Seu modelo administrativo oferece retorno atraente aos mais de 8,5 milhões de acionistas. No 4º Trimestre de 2010, o Bradesco encerrou com R$637,4 bilhões em Ativos Totais. Na área de crédito, o saldo foi de R$274,2 bilhões, das operações de crédito consolidadas, incluindo adiantamento sobre contratos de Câmbio e Arrendamento Mercantil. O Banco tem ainda sob gestão R$295,7 bilhões em fundos de investimento e carteiras administradas. Também ocupa posição de liderança no mercado de Previdência Privada. Nesse segmento, o Bradesco possui mais de 2 milhões de participantes e R$72,2 bilhões administrados na Carteira de Investimentos.

20 26 Bradesco em Números Número de Clientes: 23,1 milhões; Transações Bradesco Internet Banking: 2.399,4; Rede de Agências: 3.628; Agências do Banco Postal: 6.203; Agências no Exterior: 2 em Grand Cayman, 1 em Nova York e 1 em Nassau; Equipamentos de Autoatendimento da Rede Bradesco Dia & Noite: ; Ligações Fone Fácil Bradesco: 332,9 milhões; Transações Bradesco Celular: 32,5 milhões; Número de Cartões de Crédito e de Débito: 145,2 milhões. Tabela 4 Bradesco em Números Tecnologia Considerada uma das empresas mais modernas do mundo no apontamento de tendências e na antecipação de serviços e produtos para seus clientes, o Bradesco investiu R$3,9 bilhões na área de tecnologia, no ano de Primeiro Banco brasileiro a usar um computador, há quase 40 anos, foi também a empresa que inaugurou a internet no País. Pioneiro nas operações de Internet Banking, o endereço bradesco.com.br tornou-se uma referência na prestação de serviços financeiros pela Rede Mundial. O Bradesco dispõe ainda do Internet Banking para clientes com deficiência visual, solução que o levou à finalista no SmithSonian Awards, a mais importante premiação americana que aponta as empresas que melhor aplicam a Tecnologia da Informação em benefício da sociedade. O Bradesco foi também o primeiro Banco a destinar um canal exclusivo pelo telefone para atender seus clientes. Hoje, um sofisticado sistema de atendimento personalizado faz do Fone Fácil um dos mais eficientes canais de atendimento. Outro exemplo é o Bradesco Mobile Banking, pelo qual os clientes realizam suas operações bancárias por Celular.

21 Organização das operações A organização organiza suas operações em duas áreas principais: serviços bancários e serviços de seguros, administração de planos de previdência complementar e títulos de capitalização. Figura 4 Organização das operações Banco Bradesco Prêmios Padrão de Qualidade em B2B 2008 Considerando o mais importante e disputado prêmio do setor, que reconhece e valoriza as melhores práticas em inovação no uso da tecnologia da informação e economia digital das empresas brasileiras. O Bradesco foi vencedor em 4 categorias: Bancos Internet; Bancos Corporate; Bancos Varejo e Seguradoras.

22 28 ibest 2008 Consagrou-se campeão em cinco categorias do ibest 2008: Banco Bradesco, na categoria Bancos e Finanças e como Regional São Paulo; Fundação Bradesco, como Educação e Treinamento; Bradesco Seguros e Previdência, como Seguros; e ShopFácil como E-Commerce. Efinance 2009 O Bradesco foi destaque do Prêmio Efinance 2009, da revista Executivos Financeiros, vencendo em 29 cases nas categorias Internet Banking, Gestão de Pessoas, Projetos de BPM, Auto-atendimento e Data Center. Melhor Empresa no Atendimento ao Cliente O Bradesco figurou em 1º lugar no ranking inédito de qualidade da revista Exame com o Instituto Brasileiro de Relacionamento com o Cliente IBRC, que avaliaram o Banco como a melhor Empresa no atendimento ao cliente em Internacional de Aplicação Tecnológica do Ano 2010 Conquistou o Prêmio Internacional de Aplicação Tecnológica do Ano Transpromo com o case Aplicação nos Extratos de Conta-Corrente. A premiação que está em sua 25ª edição, é promovida pela Xplor Internacional e reconhece a excelência do Banco na aplicação dessa tecnologia em documentos eletrônicos Conclusão No estudo de caso Bradesco, constatamos que a organização tem grande força na gestão e-business para se manter entre os lideres no segmento financeiro e demais produtos e serviços investindo sempre nas modernas tecnologias mundiais e das tendências da tecnologia da informação e segurança. Busca melhorar constantemente os processos internos e relacionamento com os clientes firmando o compromisso de sua marca: Bradesco Presença.

23 29 7 Conclusão O e-business tem como aplicação à criação de sistemas capazes de prover comunicação entre empresas e consumidor, agilizando os processos internos e externos e troca de informações. De acordo com as mudanças tecnológicas e com a geração da informação, as empresas e organizações buscam alcançar novos mercados através do e-business, para estreitar relacionamento com clientes e fornecedores, reduzir custos, ampliar a lucratividade e minimizar tarefas, assim melhorando também o processo interno. Cada vez mais o mundo vem exigindo que as empresas se comuniquem e estejam conectadas à internet. Em um momento cada vez mais competitivo o mercado das empresas apostam alto nas mudanças operacionais e estruturais para garantir seu espaço com o consumidor. O sucesso do e-business depende diretamente do crescimento da utilização da internet que, hoje esta em franca expansão. Mas para atingir o sucesso as empresas devem estar de olho nos quesitos segurança e mercado consumidor.

24 30 Referências FRANCO JR, Carlos F. e-business na Infoera. 4. Ed. São Paulo: Atlas S.A., POSEDDON, Alexandre. O que é o E-business?. Disponível em: <http://www.poseddon.com/o-que-e-ebusiness/>. Acesso em: 01 maio VIEIRA, Besaleel M.; PADUA, Daniel M.; CARPENTER, Flavia; ERNESTO, Pedro; LUCENA, Rose. Comércio Eletrônico. Disponível em: <http://pt.scribd.com/doc/322391/fucape>. Acesso em: 01 maio PARREIRAS, Fernando. e-business: novos desafios e tendências. Disponível em: <http://www.arquivar.com.br/espaco_profissional/sala_leitura/artigos/ebusiness_novos_desafios_e_tendencias.pdf>. Acesso em: 03 maio FERNANDES, José. Tipos de comércio eletrônico. Disponível em: <http://josefernandes.pt/artigos/tipos-de-comercio-electronico>. Acesso em: 03 maio MENDES, Marcos. O comércio eletrônico no Brasil. Disponível em: <http://www.ufpa.br/rcientifica/artigos_cientificos/ed_08/pdf/marcos_mendes3.pdf>. Acesso em: 05 maio Centro de Estudos Sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação. Número de Hosts em Disponível em: <http://www.cetic.br/hosts/2011/index.htm>. Acesso em: 06 maio SCHNOOR, Tatiana. Número de pessoas com acesso a internet chega a 73,9 mi, diz Ibope. Disponível em: <http://www.valoronline.com.br/online/comunicacoes/4/399469/numero-de-pessoascom-acesso-a-internet-chega-a-739-mi-diz-ibope>. Acesso em: 06 maio 2011.

25 31 Americanas.com. Disponível em: <http://www.americanas.com>. Acesso em: 06 maio Banco Bradesco. Disponível em: <http://www.bradesco.com.br>. Acesso em: 06 maio 2011.

B2W Companhia Global do Varejo Divulgação de Resultados - 3T12

B2W Companhia Global do Varejo Divulgação de Resultados - 3T12 B2W Companhia Global do Varejo Divulgação de Resultados - 3T12 TELECONFERÊNCIA 3T12 Quarta-feira, 14 de novembro de 2012 Horário: 13:00 p.m. (Brasil) - 10:00 a.m. (US EST) Telefone: +55 (11) 4688.6361

Leia mais

Panorama do e-commerce tendências e expectativas.

Panorama do e-commerce tendências e expectativas. Panorama do e-commerce tendências e expectativas. As marcas BuscaPé atuam em toda a cadeia de valores do e-commerce na América Latina Ciclo de Compras PERCEPÇÃO INTERESSE DECISÃO AÇÃO PÓS-VENDA REVENDA

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 06 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

ESTRATÉGIA BANCÁRIA PARA ALCANÇAR CLIENTES DE BAIXA RENDA

ESTRATÉGIA BANCÁRIA PARA ALCANÇAR CLIENTES DE BAIXA RENDA ESTRATÉGIA BANCÁRIA PARA ALCANÇAR CLIENTES DE BAIXA RENDA www.espm.br/centraldecases ESTRATÉGIA BANCÁRIA PARA ALCANÇAR CLIENTES DE BAIXA RENDA Preparado pelos Profs. Antonio Bonassa e Paulo Faria, da ESPM-SP.

Leia mais

Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC

Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC sua empresa na Internet A criação de um site é uma regra geral para empresas que querem sobreviver em um mercado cada vez mais agressivo e um mundo globalizado,

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. Janeiro de 2008

LOJAS AMERICANAS S.A. Janeiro de 2008 LOJAS AMERICANAS S.A. Janeiro de 2008 1. Visão Geral da Companhia A Companhia R$ 5,143 bilhões de Receita Bruta Consolidada até Setembro de 2007 Market Cap de R$ 10,2 bilhões 18/01/2007 Margem EBITDA Consolidada

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA SILVA, FERNANDO TEIXEIRA CARVALHO, RENAN GUSTAVO MOLINA

AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA SILVA, FERNANDO TEIXEIRA CARVALHO, RENAN GUSTAVO MOLINA TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DO E-COMMERCE NAS PEQUENAS EMPRESAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE JAGUARIÚNA AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA

Leia mais

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco.

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Fatores que contribuem para conectar os Clientes na Era Digital

Leia mais

Apostila. Comércio Eletrônico. e-commerce. Professor: Edson Almeida Junior. Comércio Eletrônico

Apostila. Comércio Eletrônico. e-commerce. Professor: Edson Almeida Junior. Comércio Eletrônico Apostila Comércio Eletrônico e-commerce Professor: Edson Almeida Junior Material compilado por Edson Almeida Junior Disponível em http://www.edsonalmeidajunior.com.br MSN: eajr@hotmail.com E-Mail: eajr@hotmail.com

Leia mais

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce;

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce; Objetivos Administração Profª Natacha Pouget Módulo: Gestão de Inovação e Ativos Intangíveis Tema da Aula: E-Business e Tecnologia da Informação I Entender as definições de e-business e e- commerce; Conhecer

Leia mais

LOJAS COLOMBO S/A COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E CONTROLADAS

LOJAS COLOMBO S/A COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E CONTROLADAS 1 LOJAS COLOMBO S/A COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E CONTROLADAS RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores acionistas: Atendendo às disposições legais e estatutárias, a administração de Lojas Colombo S/A

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 7 Desafios para a Administração Comercio eletrônico e negócios eletrônicos

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 13 E-commerce Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative Commons 15 de Outubro

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 4 OBJETIVOS OBJETIVOS A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios

Leia mais

CLIENTES VALORES PERMANENTES

CLIENTES VALORES PERMANENTES CLIENTES VALORES PERMANENTES Nos últimos cinco anos, a base de correntistas passou de 12 milhões para 16 milhões, um aumento de quase 35%. A filosofia de manter portas abertas para todos os usuários do

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre

COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre E-COMMERCE x E-BUSINESS E-COMMERCE processos pelos quais consumidores, fornecedores e

Leia mais

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel E-BUSINESS Profª. Kelly Hannel AGENDA Evolução da internet nos negócios Conceitos de E-BUSINESS e COMÉRCIO ELETRÔNICO Identificando tendências do E-BUSINESS Quadro das interações possíveis no meio eletrônico

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Comércio Eletrônico rveras@unip.br Aula - 04 Agenda Comércio Eletrônico 2 Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico 3 O que é o comércio eletrônico Evolução Transações convencionais

Leia mais

Nova Pontocom ANEFAC

Nova Pontocom ANEFAC Nova Pontocom ANEFAC Quem somos Uma empresa brasileira, focada em comércio eletrônico, nascida a partir da associação dos dois maiores grupos do varejo nacional. 2 3 Estruturada em cinco unidades de negócios

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Internet promoveu: Transformação Novos padrões de funcionamento Novas formas de comercialização. O maior exemplo desta transformação é o E- Business

Leia mais

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 1T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Nori Lermen Quer Revolução no ATM

Nori Lermen Quer Revolução no ATM Nori Lermen Quer Revolução no ATM Em entrevista exclusiva à Relatório Bancário, o novo presidente da ATP, Nori Lermen, revelou as intenções da empresa brasiliense em ir além do fornecimento de serviços

Leia mais

Lojas Americanas e Submarino propõem a criação da B2W Companhia Global de Varejo fusão da Americanas.com e Submarino

Lojas Americanas e Submarino propõem a criação da B2W Companhia Global de Varejo fusão da Americanas.com e Submarino Lojas Americanas e Submarino propõem a criação da B2W Companhia Global de Varejo fusão da Americanas.com e Submarino Transação dá origem a uma companhia de varejo com diversos canais de distribuição: Internet,

Leia mais

Fundamentos do Comércio Eletrônico

Fundamentos do Comércio Eletrônico Administração e Finanças Uniban Notas de Aula Comércio (e-commerce) Prof. Amorim Fundamentos do Comércio Comércio Mais do que a mera compra e venda de produtos on-line. Engloba o processo on-line inteiro:

Leia mais

ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL

ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL São Paulo, 16 de dezembro de 2010. A Associação dos Notários e Registradores do Brasil ANOREG BR At.: Sr. Rogério Portugal Bacellar Prezado Senhor,

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Nova Pontocom Day. 30 de março de 2011

Nova Pontocom Day. 30 de março de 2011 Nova Pontocom Day 30 de março de 2011 Que empresa é essa que...... com menos de R$ 30 milhões de aporte de capital cresceu quase 10x em dois anos? Em 2008 Em 2010 R$ 290 mi R$ 2,4 bi R$ 2,7 bi 2 Muito

Leia mais

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS 1 OBJETIVOS 1. Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios? 2. O que é comércio eletrônico?? Como esse tipo de comércio

Leia mais

Comércio eletrônico. Conceitos:

Comércio eletrônico. Conceitos: Comércio eletrônico Conceitos: O comércio eletrônico é a transação realizada por meio eletrônico de dados, normalmente internet. Situação em que a empresa vendedora cria um site, que funciona como uma

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12

Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12 Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12 Quarta-feira, 15 de agosto de 2012 Horário: 12:00 p.m. (Brasil) - 11:00 a.m. (US EDT) Telefone: +55 (11) 4688.6361 - Código: B2W Webcast: www.b2winc.com/webcast2t12

Leia mais

Apresentação dos Resultados 2T06

Apresentação dos Resultados 2T06 Apresentação dos Resultados 2T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Varejo virtual ERA DIGITAL. por Tânia M. Vidigal Limeira FGV-EAESP

Varejo virtual ERA DIGITAL. por Tânia M. Vidigal Limeira FGV-EAESP ERA DIGITAL Varejo virtual Ovolume de operações registrado recentemente no âmbito do comércio eletrônico atesta que a Internet ainda não chegou às suas últimas fronteiras. Vencidas as barreiras tecnológicas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Definição Toda atividade de compra e venda realizada com recursos eletrônicos; Uso de mecanismos eletrônicos para a

Leia mais

Comércio Eletrônico em Números

Comércio Eletrônico em Números Comércio Eletrônico em Números Evolução do E-commerce no Brasil 23 milhões é um grande número. 78 milhões 23 milhões Enorme potencial de crescimento no Brasil Mas fica pequeno se comprarmos com o número

Leia mais

Sobre as Franquias Honing Brasil A Honing Brasil é a marca de roupa masculina inspirada no Hóquei no Gelo canadense. A paixão dos canadenses por este esporte e a garra de seus praticantes inspiram a Honing,

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br @ribeirord Pesquisa e Propagação do conhecimento: Através da Web, é possível

Leia mais

Este é um projeto comercial criado pela empresa FelipeZCelulares.com.br

Este é um projeto comercial criado pela empresa FelipeZCelulares.com.br Este é um projeto comercial criado pela empresa FelipeZCelulares.com.br As informações aqui disponíveis são apenas um breve resumo. Caso tenha qualquer dúvida ou necessite de maiores informações, entre

Leia mais

FACULDADE UNIÃO COMÉRCIO ELETRÔNICO PROFESSOR LUCIANO ROCHA

FACULDADE UNIÃO COMÉRCIO ELETRÔNICO PROFESSOR LUCIANO ROCHA 1 Conteúdo Evolução da Comunicação Entre Computadores... 2 Evolução do Processamento e Transferência Eletrônica de Informações... 2 INTERNET E COMÉRCIO ELETRÔNICO ASPECTOS... 3 PESQUISAS SOBRE O MERCADO

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

e-commerce Deyglom Moreira Franz Magpantay Ricardo Perez

e-commerce Deyglom Moreira Franz Magpantay Ricardo Perez e-commerce Deyglom Moreira Franz Magpantay Ricardo Perez "As projeções de crescimento do e- commerce para 2010 são grandes, atingindo em 2009 a marca de R$ 10,5 bilhões no Brasil." Fonte: ReadWriteWeb

Leia mais

O COMÉRCIO ELETRÔNICO NO BRASIL

O COMÉRCIO ELETRÔNICO NO BRASIL O COMÉRCIO ELETRÔNICO NO BRASIL MARCOS MENDES. MBA em Tecnologia da Informação e da Comunicação na Educação (PUC-RS). Docente das Faculdades IESAP e CEAP. Professor das disciplinas Computação Gráfica,

Leia mais

Documentação. Programa de Evolução Contínua Versão 1.74

Documentação. Programa de Evolução Contínua Versão 1.74 Documentação Programa de Evolução Contínua Versão 1.74 Sumário Resumo das Novidades... 3 Configuração das Novidades... 5 PagSeguro Transparente... 5 Integração PayU Latam... 6 Integração Marketplaces B2W...

Leia mais

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS 1 Crédito ao Consumo Principais Produtos CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS CARTÕES DE CRÉDITO CRÉDITO CONSIGNADO 2 2 Crédito ao

Leia mais

menu No dia 17/12/1953, em Uberlândia (MG), é inaugurado o Armazém de Secos e Molhados Borges Martins, a primeira empresa Martins.

menu No dia 17/12/1953, em Uberlândia (MG), é inaugurado o Armazém de Secos e Molhados Borges Martins, a primeira empresa Martins. Versão Completa No dia 17/12/1953, em Uberlândia (MG), é inaugurado o Armazém de Secos e Molhados Borges Martins, a primeira empresa Martins. Borges Martins começa a atuar no Planalto Central. Os excedentes

Leia mais

II. Visão Geral do e-business

II. Visão Geral do e-business II. Visão Geral do e-business 1. e-commerce X e-business 2. Vantagens do e-business 3.Problemas na Internet 4. Tipos de e-business 5. Categorias de e-business 6. Ferramentas de Comércio Eletrônico 7. Dimensões

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS

ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Tecnológicas CCT Engenharia de Produção e Sistemas Sistemas de Informação (SIN) ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS Profº Adalberto J. Tavares Vieira

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do

Leia mais

A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações no mercado externo.

A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações no mercado externo. NEGÓCIOS : : Operações Internacionais : : Soluções e Automações : : Informática : : Serviços A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

Negócios pela Internet. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 119p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Negócios pela Internet. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 119p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Renata Severiano Administradora. Especialista em Planejamento e Administração de Recursos Humanos, Gestão pela Qualidade e Educação a Distância. Ex-coordenadora pedagógica em EAD do Grupo NT, Ex-coordenadora

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Estar Mais Próximo do Cliente. Divulgação dos Resultados 4T14

Estar Mais Próximo do Cliente. Divulgação dos Resultados 4T14 Estar Mais Próximo do Cliente Divulgação dos Resultados 4T14 CONQUISTAS DO ANO DE 2014 Anúncio Aumento de Capital R$ 2,38 Bi Divulgação 1T14 +30% RB Lançamento Marketplace Americanas.com Conclusão Aumento

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 São Paulo, 07 de Novembro de 2005 - O Submarino S.A. (Bovespa: SUBA3), empresa líder dentre aquelas que operam exclusivamente no varejo eletrônico

Leia mais

Balanço do Crédito do Comércio Varejista

Balanço do Crédito do Comércio Varejista Receitas de Vendas A vista (cartão de débito, dinheiro e cheque) Vendas a Prazo (cartão de crédito, cheque pré-datado, etc.) Total Formas de vendas a prazo que a empresa aceita Cheque Cartão de Crédito

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012

B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012 Estar Mais Próximo do Cliente B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012 Considerações Gerais Considerações referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros,

Leia mais

Introdução. 1. O que é e-commerce?

Introdução. 1. O que é e-commerce? Introdução As vendas na internet crescem a cada dia mais no Brasil e no mundo, isto é fato. Entretanto, dominar esta ferramenta ainda pode ser um mistério tanto para micro quanto para pequenos e médios

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof. Odilon Zappe Jr Vantagens e Desvantagens do Comércio Eletrônico Vantagens Aumento do número de contatos da empresa com fornecedores e com outras empresas do mesmo ramo, e

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Comércio Eletrônico Um breve histórico Comércio compra, venda, troca de produtos e serviços; Incrementado pelos Fenícios, Árabes, Assírios e Babilônios uso

Leia mais

Sistemas. ções Gerenciais

Sistemas. ções Gerenciais Sistemas Como elaborar seu currículo? de Informaçõ 04/2006 ções Gerenciais Um currículo bem feito não garante sua contratação mas um currículo mal elaborado elimina-o do processo seletivo. Novas Tecnologias...

Leia mais

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso!

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso! Fornecedores www.grupoquantica.com Apresentação 2010 A idéia Fundado e idealizado por Cleber Ferreira, Consultor de Marketing e Vendas, autor do livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas

Leia mais

Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET. Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline

Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET. Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline OPORTUNIDADES Divulgar, vender e lucrar na internet O QUE SIGNIFICA TER UM COMÉRCIO ELETRÔNICO? VANTAGENS DO

Leia mais

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente 1. Quais os componentes de um sistema cliente-servidor? Clientes e servidores 2. Na visão do hardware, defina o que é cliente e o que é servidor: Clientes. Qualquer computador conectado ao sistema via

Leia mais

Gerentes de Ecommerce e Marketing Digital

Gerentes de Ecommerce e Marketing Digital ECOMMERCE SCHOOL Fundada em junho de 2007, com o objetivo de ser um centro voltado para o desenvolvimento de profissionais de Internet, reunindo parcerias com escolas de excelência e importantes centros

Leia mais

Maior capacidade de distribuição do Brasil. 90% CLIENTES do Banco. Rede de Atendimento Varejo e Prime 18% REDE DE ATENDIMENTO 25% 23,3% 7,4% 19% 16,5%

Maior capacidade de distribuição do Brasil. 90% CLIENTES do Banco. Rede de Atendimento Varejo e Prime 18% REDE DE ATENDIMENTO 25% 23,3% 7,4% 19% 16,5% Maior capacidade de distribuição do Brasil Rede de Atendimento Varejo e Prime REDE DE ATENDIMENTO D 6% D 18% Agências Varejo e Prime 4.565 M 25% M 23,3% Espaços Bradesco Prime 410 Postos de Atendimento

Leia mais

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Gestão de Vendas e Relacionamento O programa desenvolve conhecimentos e habilidades que possibilitem ao profissional atender de

Leia mais

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie Orbitall Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo Universidade Presbiteriana Mackenzie Introdução O setor de cartões de crédito tem crescido a taxas

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

Guia de Vendas Online para Iniciantes

Guia de Vendas Online para Iniciantes Guia de Vendas Online para Iniciantes ebook SUMÁRIO Introdução: Dúvidas comuns para quem deseja começar a vender pela internet... 2 Capítulo 1: O é e-commerce?... 3 Capítulo 3: Como funcionam os principais

Leia mais

Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você e sua empresa.

Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você e sua empresa. Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você e sua empresa. Conheça os benefícios do novo banco da sua empresa. Banco do Brasil. É de São Paulo. É do Brasil. É Todo Seu. Índice 2

Leia mais

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial Prof. Pedro Luiz de O. Costa Bisneto 14/09/2003 Sumário Introdução... 2 Enterprise Resourse Planning... 2 Business Inteligence... 3 Vantagens

Leia mais

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton 1 BASES TECNOLÓGICAS Direcionadores do uso de tecnologia da informação. Uso de Tecnologia da Informação nas organizações. Benefícios do uso de Tecnologia de

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

Evolução e Gerenciamento do Comércio Eletrônico

Evolução e Gerenciamento do Comércio Eletrônico Evolução e Gerenciamento do Comércio Eletrônico Ana Carolina de Almeida anacarolina@snt.com.br UBM Djavan Wallace Almeida Dias djavandias@gmail.com UBM Jonas de Souza Carvalho jonass_carvalho@hotmail.com

Leia mais

Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você.

Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você. Cliente Nossa Caixa, o Banco do Brasil tem orgulho de receber você. Conheça os benefícios e novidades do seu novo banco. Banco do Brasil. É de São Paulo. É do Brasil. É Todo Seu. Índice Introdução...3

Leia mais

Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12

Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12 Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12 NÓS CUIDAMOS DOS PROCESSOS. VOCÊ CUIDA DOS NEGÓCIOS. NÓS CUIDAMOS DOS PROCESSOS. Mais de 10 anos de atuação. Empresa mais premiada do setor. Consolidada e com experiência

Leia mais

Sumário. Vipexpress Plataforma web para intermediação de vendas online entre usuários

Sumário. Vipexpress Plataforma web para intermediação de vendas online entre usuários Sumário... 1 Sobre o Vipexpress... 2 Vantagens do Marketplace... 2 Funcionalidades destaques da plataforma... 2 Categorias... 2 Anúncios... 3 Módulo de pedidos do administrador... 3 A combinar com o vendedor...

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

Apresentação. Quem Somos

Apresentação. Quem Somos Apresentação Quem Somos A UAI Tecnologia e Comunicação, nome fantasia da UAI Software LTDA., (que significa "Unidade de Apoio à Informação do Software") foi fundada em 19 de Março de 2004, por Luiz Gustavo

Leia mais

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização: Comércio Eletrônico FTS Faculdade Taboão da Serra Curso de Administração de Sistemas de Informações Disciplina: Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Leia mais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita Federal. O incentivo

Leia mais

Sistemas web e comércio eletrônico. Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico

Sistemas web e comércio eletrônico. Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico Sistemas web e comércio eletrônico Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico Tópicos abordados Arquitetura do e-commerce Aspectos importantes do e-commerce Modelos de negócios Identificação do modelo

Leia mais

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5 Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Introdução Mudança no ambiente empresarial; Ligação com o desenvolvimento de tecnologia da informação. Características

Leia mais