Mandrilamento. Tip-Bar para Micro-Mandrilamento. PSB-S (Mandrilamento)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mandrilamento. Tip-Bar para Micro-Mandrilamento. PSB-S (Mandrilamento) "

Transcrição

1 rε Tip-Bar para Micro- PB- () <Comprimento em Balanço Ajustável> 1 Tipo PB$0202 Tipo PB$0303 mostrado na fig. à esquerda. Tipo -NB (em Quebra-cavacos) 1 rε ormato uperior Classe Cermet Metal Duro c/ Cobertura CBN PCD PBT- ( Reverso) <Comprimento em Balanço Ajustável> 1 Tip-Bar 1,5 rε Dimensões do Tip-Bar do uro rε Cermet Cobertura PVD Metal Duro TC60 PR630 PR915 Classe de PB$ , ,9 0,25 R , ,4 0,3 R ,8 3, ,9 0,5 R 0, ,8 4, ,4 0,5 R ,8 5, ,9 0,5 R ,8 6, ,4 0,5 R PB$ NB 2 1, ,9 0,25 R R NB 3 2, ,4 0,3 R R R R R NB 4 3,8 3, ,9 0,5 R R R R R R R R 0, NB 5 4,8 4, ,4 0,5 R R R R R R R NB 6 5,8 5, ,9 0,5 R R R R R R R R NB 7 6,8 6, ,4 0,5 R R R R R R R R PBT$ ,8 3,6 60 1,9 1,0 R , ,8 4,6 70 2,4 1,3 R PR930 KW10 KBN10B CBN KBN510 KBN525 KPD001 PCD KPD010 Tip-Bars são vendidos em caixas com uma peça. 20 : Normal : Consulte Disponibilidade R : Apenas entido-r

2 [Tipo ólido] Luva Indicada ormato ( 1 2 ød1 ød2 Parafuso Chave Tip-Bar Indicado 20 ød1 2 (Lado de instalação do Tip-bar) Condições de Usinagem Recomendadas Material da Peça Usinada ød2 1 P P ,8 3X4 LW-1.5 PB$ /NB ,8 PB$ /NB , , X4 LW-2 PB$ /NB PBT$ PB$ /NB PBT$ ,8 PB$ /NB ,8 PB$ /NB P P ,8 3X4 LW-1.5 PB$ /NB ,8 PB$ /NB , ,8 Rp 1 /4 (P 1 /4) X4 LW-2 PB$ /NB PBT$ PB$ /NB PBT$ ,8 PB$ /NB ,8 PB$ /NB Classe de Recomendado (Vc: m/min) Cermet Cobertura PVD Metal Duro CBN PCD TC60 PR630 Aço Carbono / Aço Liga 60~120 30~100 Aço Inoxidável 50~100 30~80 Material Não-ferroso Material Endurecido PR915 PR930 KW10 KBN525 KBN510 (KBN10B) KPD001 KPD010 Tipo PB02 Tipo PB03 Tipo PB04 PBT04 ap (mm) f (mm/rot) ap (mm) f (mm/rot) ap (mm) f (mm/rot) Tipo PB05 PB06 PB07 PBT05 ap (mm) f (mm/rot) 30~100 ~0,3 ~0,03 ~0,4 ~0,04 ~0,45 ~0,07 ~0,5 ~0,1 30~80 ~0,3 ~0,02 ~0,4 ~0,03 ~0,45 ~0,05 ~0,5 ~0,07 ~100 ~300 ~300 ~0,3 ~0,05 ~0,4 ~0,06 ~0,45 ~0,1 ~0,5 ~0,15 ~ ~0,07 ~0,03 ~0,10 ~0,05 ~0,15 ~0,07 : 1ª Recomendação : 2ª Recomendação Observações Refrigerante Tip-Bar : Normal : Consulte Disponibilidade 21

3 Barras de [ CC / CP ] CLP(C) Barra de Aço (Mandrilam. / aceamento Interno) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~3 * * para 08X-CLC$06-10 ig. 1 CLP(C)-E Excellent Bar (Mandrilam. / aceamento Interno) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~5 Barras de 0 * * para 08X-CLC$06-10E ig. 2 ig. 3 K CLP trong Bar (Mandrilam. / aceamento Interno) D q L4 C CLP(C) Barra c/ aste de Metal Duro (Mandrilam. / aceam. Interno) Linha de Corte Comprim. Máx. em Balanço L/D=~6 ig. 4 Comprim. Máx. em Balanço L/D=~7 *0 *2 para C04G-CLC$03-05ig. 5 * para C08L-CLC$06-10 ig. 6 á disponibilidade em estoque de jogo combinado de barras com haste de metal duro e luva. Veja 26 Dimensões do ( do uro *7 R L L4 qd ormato Paraf. de ixação Chave 08X -CLC$06-10 CLC$1008B ,2 B-2545TR T-8 10M -CLP$08-12 CLP$ 1210B ,4 B-3TR T-10 12M -CLP$ B M -CLP$ B ig. 1 16N -CLP$ B , 16Q -CLP$ B ,4 B-4TR T-15 20R -CLP$ B , CLP$ B : Normal : Consulte Disponibilidade

4 ix. por Parafuso Dimensões do ( do uro R L L4 10 -CLC$03-05E CLC$0510B-03E ,5 1 0,2 B-1630TR CLC$03-06E 0610B-03E ,0 1 ig. 2 10J -CLC$04-07E 0710B-04E ,5 1 0,2 B-2040TR CLC$04-08E 0810B-04E ,0 11 T-6 08X -CLC$06-10E CLC$1008B-06E ,2 B-2545TR T-8 10M -CLP$08-12E CLP$ 1210B-08E ,4 12M -CLP$08-14E 1412B-08E B-3TR T-10 12M -CLP$09-16E 1612B-09E ig. 3 16Q -CLP$09-18E 1816B-09E , 0,4 16R -CLP$09-20E 2016B-09E B-4TR T-15 20X -CLP$09-25E 2520B-09E ,5 0 K10M -CLP$ , ,4 K12P -CLP$ , B-3TR T-10 K12P -CLP$ , trong Bar K16X -CLP$ ig. 4 Tipo aste Padrão , CLP$ ,4 B-4TR T-15 K20X -CLP$ ,5 0 K25X -CLP$ C04G -CLC$03-05 CLC$0504B-03W 5 4 3, ,5 1 0,2 B-1630TR C05 -CLC$ B-03W 6 5 4, ,0 1 ig. 5 C06J -CLC$ B-04W 7 6 5, ,5 1 0,2 B-2040TR C07K -CLC$ B-04W 8 7 6, ,0 11 T-6 C08L -CLC$06-10 CLC$ 1008B-06W ,2 B-2545TR T-8 C10N -CLP$08-12 CLP$ 1210B-08W 160 CLP$ /2 1210B-08W-1/ ,4 B-3TR T-10 CLP$ /3 1210B-08W-2/3 105 C12Q -CLP$ B-09W 180 CLP$ /2 1612B-09W-1/ CLP$ /3 1612B-09W-2/3 120 ig. 6 C16X -CLP$ B-09W 220 CLP$ /2 2016B-09W-1/ ,4 B-4TR T-15 CLP$ /3 2016B-09W-2/3 145 C20 -CLP$ B-09W 250 CLP$ /2 2520B-09W-1/ ,5 0 CLP$ /3 2520B-09W-2/3 165 K CLP trong Bar Prefixo K da significa Mecanismo Reforçado. Não afixe na Dimensão do porta-ferramenta, ou o desempenho anti-vibração esperado pode não ser alcançado. * Observação: Para cortar a haste da ferramenta. 1 Quando cortar a haste para diminuir seu comprimento, corte entre o final da haste e a linha indicadora de limite. Dureza desta parte é inferior a 40RC. 2 Caso seja necessário cortar além da linha de limite, o núcleo de Metal Duro dentro da haste precisará ser cortada. Use equipamento especial, como máquina de eletro-erosão a fio, para cortar o núcleo de Metal Duro. Indicado Aplicação Acabamento Médio Acabamento Médio Acabamento Usinagem Média Usinagem Média Acabamento Acabamento / Precisão Médio Acabamento Baixo Avanço Baixo Avanço/Precisão Pág. de Refer. B47 B43 B43,B47 B43 B43,B47 B44 B44 B47 B45 B45 GP GK Q N-Z Convencional $- $- $-Y (E/) $-U $-U ormato Paraf. de ixação Chave Barras de Mandrialmento...-CLC$ CCGT CCET CLC$ CCGT CCET CLC$ CCMT CCMT CCGT CCGT CCGT CCET CLP$ CPMT CPM CPM CPM CLP$ CPMT CPM CPM CPM Aço Baixo Carbono Aço Baixo Carbono Aplicação Acabamento Médio Acabamento erro undido Mat. Não-ferroso Mat. Endurecido Pág. de Refer. B47 B47 B46,B47 C19,C20 C9,C10 XP XQ em Quebra-cavacos PCD CBN...-CLC$ CCMW CLC$ CCGW CCMW CLC$ CCGW CCMT CCGW CCMW CLP$ CPMT CPMB CPM CPGB CLP$ CPMT CPMT CPMB CPM CPGB : Normal : Consulte Disponibilidade Condições de Usinagem Recomendadas 64~65 23

5 Barras de [ CC / CP ] A CLC Barra de Aço de uro Duplo (Mandrilam. / aceam. Interno: Com uro p/ Refriger.) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~3 A CLP(C)-E Excellent Bar de uro Duplo (Mandrilam. / aceam. Interno: Com uro p/ Refriger.) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~5 * * p/ A08-CLC$06-10 ** ** p/ A08-CLC$06-10E ig. 1 ig. 2 K CLP(C)- trong Bar (Mandrilam. / aceam. Interno: Com uro p/ Refriger.) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~6 Linha de Corte Barras de E CLP(C) Barra de Metal Duro de uro Duplo (Mandrilam. / aceam. Interno: Com uro p/ Refriger.) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~7 0 L4 uro Reto (ød) ig. 3 ig. 4 Diâm. da aste Diâm. do uro Reto ød ø10 ø2,5 ø12 ø3 ø16 ø20 ø25 ø4 ø5 7 * * p/ E08L-CLCR/L06-10 ig. 5 Dimensões do ( Consulte 63 para detalhes sobre Luva / Conector) do uro ( R L L4 ormato Paraf. de ixação Chave A08 -CLC$ A10X -CLC$ ,4 B-2545TR T-8 A12X -CLC$ ig. 1 A12X -CLC$ A16M-CLC$ ,8 B-4TR T-15 A20Q-CLC$ ,5 6 A08 -CLC$06-10E CLC$ 1008B-06E ,2 B-2545TR T-8 A10X -CLP$08-12E CLP$ 1210B-08E ,4 B-3TR T-10 A12X -CLP$08-14E 1412B-08E A12X -CLP$09-16E 1612B-09E ig. 2 A16M-CLP$09-18E 1816B-09E , ,4 B-4TR T-15 CLP$09-20E 2016B-09E A20Q -CLP$09-25E 2520B-09E , : Normal : Consulte Disponibilidade

6 ix. por Parafuso Dimensões do ( ( Consulte 63 para detalhes sobre Luva / Conector) do uro R L L4 ormato Paraf. de ixação Chave K10M- CLC$ , B-2545TR K12P - CLC$ ,4 CLC$06-16 trong Bar , B-2560TR T-8 K16X - CLC$09-18 Tipo aste Padrão 18 CLC$09-20 (Com uro p/ Refriger.) ,4 B-4085TR T-15 K20X - CLC$ K25X - CLC$ , ig. 3 K10M- CLC$ / , B-2545TR K12P - CLC$ /3 14 0,4 T-8 CLC$ /3 trong Bar , B-2560TR K16X - CLC$ /3 Tipo de aste 2/3 18 CLC$ /3 (Com uro p/ Refriger.) ,4 K20X - CLC$ / K25X - CLC$ / , B-4085TR T-15 K10M- CLP$ K12P - CLP$ ,2 9, ,4 B-3TR T-10 K12P - CLP$09-16 trong Bar , K16X - CLP$09-18 Tipo aste Padrão CLP$09-20 (Com uro p/ Refriger.) , 0,4 B-4TR T-15 K20X - CLP$ K25X - CLP$ , ig. 4 K10M- CLP$ / K12P - CLP$ / ,2 9, ,4 B-3TR T-10 K12P - CLP$ /3 trong Bar , K16X - CLP$ /3 Tipo de aste 2/3 18 CLP$ /3 (Com uro p/ Refriger.) , 0,4 B-4TR T-15 K20X - CLP$ / K25X - CLP$ / , E08L - CLC$06-10 CLC$1008B-06W ,2 B-2545TR T-8 E10N - CLP$08-12 CLP$1210B-08W ,4 B-3TR T-10 E12Q- CLP$ B-09W ig. 5 E16X - CLP$ B-09W ,4 B-4TR T-15 E20 - CLP$ B-09W ,5 0 K CLC(P) trong Bar Prefixo "K" da significa Mecanismo Reforçado. Não afixe na Dimensão "" do porta-ferramenta, ou o desempenho anti-vibração esperado pode não ser alcançado. * Observação: Para cortar a haste da ferramenta. 1 Quando cortar a haste para diminuir seu comprimento, corte entre o final da haste e a linha indicadora de limite. Dureza desta parte é inferior a 40RC. 2 Caso seja necessário cortar além da linha de limite, o núcleo de Metal Duro dentro da haste precisará ser cortada. Use equipamento especial, como máquina de eletro-erosão a fio, para cortar o núcleo de Metal Duro. Indicado Aço Baixo Carbono Aço Baixo Carbono Aplicação Acabamento Médio Acabamento Médio Acabamento Usinagem Média Usinagem Média Médio Acabamento Baixo Avanço Baixo Avanço/Precisão Acabamento Médio Acabamento Pág. de Refer. B47 B43 B43,B47 B43 B43,B47 B47 B45 B45 B47 B47 GP GK Q N-Z Convencional $-Y (E/)$-U $-U XP XQ Barras de Mandrialmento...-CLC$ CCMT CCMT CCGT CCGT CCGT CCET CLC$ CCGT09T3.. CCMT09T3.. CCMT09T3.. CCGT09T3.. CCGT09T3.. CCET09T3.. CCMT09T CLP$ CPMT CPM CPM CPM CPMT CLP$ CPMT CPM CPM CPM CPMT CPMT Aplicação erro undido Mat. Não-ferroso Mat. Não-ferroso Mat. Não-ferroso Mat. Endurecido Pág. de Refer. B46,B47 B46 B46 C19,C20 C9,C10 em Quebra-cavacos A A3 PCD CBN...-CLC$ CCMT CCGW CCGW CCMW CLC$ CCMT09T3.. CCGW09T3.. CCGT09T3.. CCGT09T3.. CCGW09T3.. CCMW09T CLP$ CPMB CPM CPGB CLP$ CPMB CPM CPGB : Normal : Consulte Disponibilidade Condições de Usinagem Recomendadas 64~65 25

7 Barras de [ CC ] C CLC-A Barra c/ aste de Metal Duro (Mandrilam. / aceam. Interno) <Comprim. em Balanço Ajustável> 1 ix. por Parafuso Comprim. Máx. em Balanço L/D=~7 A ø Ajustável 2 0 * Barras de Combinação (s + Luva) ( *2 para C04G-CLC$03-05-A do uro R L 12 Paraf. de ixação Chave C04G-CLC$03-05-A CLC$ 05B-03W-A ,5 1 0,2 B-1630TR C05-CLC$03-06-A 06B-03W-A ,0 1 C06J -CLC$04-07-A 07B-04W-A ,5 1 0,2 B-2040TR C07K-CLC$04-08-A 08B-04W-A ,0 11 Obs.: A indica que o porta-ferramenta e a luva são vendidos como um jogo. < Componentes > C04G-CLC$03-05-A C05-CLC$03-06-A C06J -CLC$04-07-A C07K-CLC$04-08-A Luva Indicada ød1 ( 23 Luva ( ( CLC$ 05B-03W-A C04G -CLC$03-05 CLC$ 0504B-03W B-03W-A C05 -CLC$ B-03W B-04W-A C06J -CLC$ B-04W B-04W-A C07K -CLC$ B-04W ød2 ( ød1 ød (Lado de instalação do suporte) T-6 Parafuso Chave X4 LW-2 Indicado Aplicação Acabamento Acabamento/Precisão Mat. Não-ferroso Mat. Endurecido Pág. de Refer. B44 B44 C19 C9 $- $- PCD CBN...-CLC$ CCGT CCET CCMW CLC$ CCGT CCET CCGW CCMW Condições de Usinagem Recomendadas 64~65 26 : Normal

8 Barras de [ JC ] C JLC Barra c/ aste de Metal Duro (Mandrilam. / aceam. Interno) ix. por Parafuso Comprim. Máx. em Balanço L/D=~7 2 C JZC Barra c/ aste de Metal Duro (Mandrilam. Reverso) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~7 ( ) 2 Dimensões do Indicado Aplicação Acabamento Acabamento/Precisão Pág. de Refer. B54 B54 $- $- ( sentido-r para sentido-r, sentido-l para sentido-l. * Quando usar sentido-r, Use inserto sentido-r para usinar nesta direção ( ). Use inserto sentido-l para usinar nesta direção ( ). do uro R L Paraf. de ixação Chave C04X-JLC$ JLC$05504B-03W 5,5 4 3, ,95 0,65 1 0,03 B-1630TR T-6 C04X-JZC$ JZC$06504B-03W 6,5 4 3, ,8 4,0 1,8 1 0,03 B-1630TR T-6 Barras de Mandrialmento...-JLC$ JCGT JCET JZC$ JCGT JCET Condições de Usinagem Recomendadas 64~65 Características da C-JLC 1. Desenho bem balanceado de aresta menor, minimizando diâmetro de usinagem o quanto possível. 2. Como o ângulo de folga é introduzido como 1, a flexibilidade de passe da ferramenta é alta durante estreitamentos. 3. Conserva o ângulo de folga frontal de e boa rugosidade superficial em aceamento Interno. Características da C-JZC 1. Barras de mandrilamento reverso para peças que requerem precisão total do círculo concêntrico e impossibilidade de troca do mandril. 2. Disponível para mandrilamento reverso e estreitamentos. 3. Ao invés de diâmetro mínimo de usinagem de ø6,5, distância da aresta é mantida a 1,8mm do corpo. : Normal 27

9 Barras de [ DC ] DUC Barra de Aço (Cópia) Comprimento Máx. em Balanço L/D=~3 30 ig. 1 DUC-E Excellent Bar (Cópia) Comprimento Máx. em Balanço L/D=~5 30 Barras de ig. 2 C DUC Barra c/ aste de Metal Duro (Cópia) 30 Comprimento Máx. em Balanço L/D=~7 ig. 3 K DUC- trong Bar (Cópia: Com uro p/ Refriger.) Comprimento Máx. em Balanço L/D=~6 *Linha de Corte uro Reto (ød) 30 Consulte 63 para detalhes sobre Luva para Refrigeração Indicada L4 ig. 4 Diâm. da aste Diâm. do uro Reto ød ø10 ø2,5 ø12 ø3 ø16 ø20 ø25 ø4 ø5 K DQC- trong Bar (Cópia: Com uro p/ Refriger) Comprimento Máx. em Balanço L/D=~6 17, *Linha de Corte uro Reto (ød) 0 Consulte 63 para detalhes sobre Luva para Refrigeração Indicada L4 ig. 5 Diâm. da aste Diâm. do uro Reto ød ø10 ø2,5 ø12 ø3 ø16 ø20 ø25 ø4 ø5 28

10 ix. por Parafuso Dimensões do Indicado ( do uro R L L4 Aplicação ap Diminuta Acabamento Acabamento Médio Acabamento Médio Acabamento Usinagem Média Médio Desbaste Acabamento Acabamento/Precisão Baixo Avanço Pág. de Refer. B48 B48 B48 B48 B48 B48 B49 B50 B50 B51 C CK GP GK Q (E/)N-Z Convencional $- $- (E/)$-U ormato Paraf. de ixação Chave 16Q -DUC$07-14 DUC$1416B ,4 4,4 0,4 B-2560TR T-8 16Q -DUC$ B ,4 ig. 1 20R -DUC$ B ,1 6,1 0,8 B-4085TR T-15 25X -DUC$ B ,6 10M-DUC$07-14E DUC$1410B-07E ,3 12M-DUC$07-16E 1612B-07E ,3 3,3 0,4 B-2560TR T-8 16Q -DUC$07-20E 2016B-07E ,3 ig Q -DUC$11-25E 2516B-11E ,1 6,1 0,8 B-4085TR T-15 20Q -DUC$11-32E 3220B-11E ,1 C10N -DUC$07-14 DUC$1410B-07W ,2 3,3 C12Q-DUC$ B-07W ,2 0,4 B-2560TR T-8 C12Q-DUC$ B-11W ,3 ig. 3 C16X -DUC$ B-11W ,3 6,1 0,8 B-4085TR T-15 C20 -DUC$ B-11W ,3 K10M-DUC$ , ,3 K12P -DUC$ , ,3 trong Bar 3,3 0,4 B-2560TR T-8 K16X -DUC$ ,3 Tipo aste Padrão K20X -DUC$ ,3 (Com uro p/ Refriger.) K20X -DUC$ ,1 6,1 0,8 B-4085TR T-15 K25X -DUC$ ,6 ig. 4 K10M-DUC$ / , ,3 K12P -DUC$ /3 trong Bar , ,3 3,3 0,4 B-2560TR T-8 K16X -DUC$ / ,3 Tipo de aste 2/3 K20X -DUC$ / ,3 (Com uro p/ Refriger.) K20X -DUC$ / ,1 6,1 0,8 B-4085TR T-15 K25X -DUC$ / ,6 K10M-DQC$ , K12P -DQC$ , trong Bar 2,1 0,4 B-2560TR T-8 K16X -DQC$ Tipo aste Padrão K20X -DQC$ ,5 (Com uro p/ Refriger.) K20X -DQC$ ,5 3,0 0,8 B-4085TR T-15 K25X -DQC$ ig. 5 K10M-DQC$ / , K12P -DQC$ /3 trong Bar , ,1 0,4 B-2560TR T-8 K16X -DQC$ / Tipo de aste 2/3 K20X -DQC$ / ,5 (Com uro p/ Refriger.) K20X -DQC$ / ,5 3,0 0,8 B-4085TR T-15 K25X -DQC$ / K DUC / K DQC trong Bar Prefixo K da significa Mecanismo Reforçado. Não afixe na Dimensão do porta-ferramenta, ou o desempenho anti-vibração esperado pode não ser alcançado. * Observação: Para cortar a haste da ferramenta. 1 Quando cortar a haste para diminuir seu comprimento, corte entre o final da haste e a linha indicadora de limite. Dureza desta parte é inferior a 40RC. 2 Caso seja necessário cortar além da linha de limite, o núcleo de Metal Duro dentro da haste precisará ser cortada. Use equipamento especial, como máquina de eletro-erosão a fio, para cortar o núcleo de Metal Duro. Barras de Mandrialmento...-DUC$ DQC$ DUC$ DQC$ DCGT DCGT DCMT DCMT DCMT DCGT DCGT DCGT DCET DCGT DCGT11T3.. DCGT11T3.. DCMT11T3.. DCMT11T3.. DCMT11T3.. DCGT11T3.. DCGZT11T3.. DCMT11T3.. DCGT11T3.. DCET11T3.. DCGT11T3.. Aço Baixo Carbono Aço Baixo Carbono Aplicação Baixo Avanço/Precisão Baixo Avanço Baixo Avanço/Precisão Acabamento Médio Acabamento erro undido Mat. Não-ferroso Mat. Não-ferroso Mat. Não-ferroso Mat. Endurecido Pág. de Refer. B51 B52 B52 B49 B49 B52 B52 B52 C20 C11 $-U (E/)$-J $-J XP XQ em Quebra-cavacos A $-A3 PCD CBN...-DUC$ DQC$ DUC$ DQC$ DCET DCMT DCGW DCMT DCMW DCET11T3.. DCGT11T3.. DCET11T3.. DCMT11T3.. DCMT11T3.. DCGW11T3.. DCGT11T3.. DCGT11T3.. DCMT11T3.. DCMW11T3.. Condições de Usinagem Recomendadas 64~65 : Normal : Consulte Disponibilidade 29

11 Barras de [ DC ] DZC Barra de Aço ( Reverso) ix. por Parafuso Comprimento Máx. em Balanço L/D=~3 30 ig. 1 sentido-r para sentido-r, sentido-l para sentido-l. DZC-E Excellent Bar ( Reverso) Comprimento Máx. em Balanço L/D=~5 30 ig. 2 sentido-r para sentido-r, sentido-l para sentido-l. Barras de Dimensões do ( do uro R L L4 ormato Paraf. de ixação Chave 16Q-DZC$07-14 DZC$1416B , ,4 0,4 B-2560TR T-8 16Q-DZC$ B ,5 11,4 ig.1 20R -DZC$ B ,1 15 6,1 0,8 B-4085TR T-15 25X -DZC$ B ,6 10M-DZC$07-14E DZC$1410B-07E ,5-8,3 12M-DZC$07-16E 1612B-07E ,5 9,3 3,3 0,4 B-2560TR T-8 16Q-DZC$07-20E 2016B-07E ,5 11,3 ig.2 16Q-DZC$11-25E 2516B-11E ,1 6,1 0,8 B-4085TR T-15 20Q-DZC$11-32E 3220B-11E ,1 Indicado Aplicação ap Diminuta Acabamento Acabamento Médio Acabamento Médio Acabamento Usinagem Média Médio Desbaste Acabamento Acabamento/Precisão Baixo Avanço Pág. de Refer. B48 B48 B48 B48 B48 B48 B49 B50 B50 B51 C CK GP GK Q (E/)N-Z Convencional $- $- (E/)$-U...-DZC$ DCGT DCGT DCMT DCMT DCMT DCGT DCGT DCGT DCET DCGT DZC$ DCMT11T3.. DCGT11T3.. DCGT11T3.. DCMT11T3.. DCMT11T3.. DCMT11T3.. DCGT11T3.. DCGT11T3.. DCET11T3.. DCGT11T3.. DCGT11T3.. Aço Baixo Carbono Aço Baixo Carbono Aplicação Baixo Avanço/Precisão Baixo Avanço Baixo Avanço/Precisão Acabamento Médio Acabamento erro undido Mat. Não-ferroso Mat. Não-ferroso Mat. Não-ferroso Mat. Endurecido Pág. de Refer. B51 B52 B52 B49 B49 B52 B52 B52 C20 C11 $-U (E/)$-J $-J XP XQ em Quebra-cavacos A $-A3 DIA CBN...-DZC$ DCET DCMT DCGW DCMT DCMW DZC$ DCET11T3.. DCGT11T3.. DCET11T3.. DCMT11T3.. DCMT11T3.. DCGW11T3.. DCGT11T3.. DCGT11T3.. DCMT11T3.. DCMW11T3.. Condições de Usinagem Recomendadas 64~65 30 : Normal : Consulte Disponibilidade

12 Barras de [ P ] KP Barra de Aço () ix. por Parafuso / ix. por Grampo Comprimento Máx. em Balanço L/D=~3 7 7 Dimensões do ( 16Q -KP$09-20 KP$2016B-09 20R -KP$ B-09 25X -KP$ B KP$ B-12 Indicado Aplicação Pág. de Refer....-KP$ KP$12... $ Acabamento B55 PG PG do uro R L CKP Barra de Aço () , Paraf. de ixação Chave B G 2,0-0,8 B-4TR T-15 2,5 0 3,5 0 4,0 0 0,8 G-50 LW-3 G-50 LW Comprimento Máx. em Balanço L/D=~3 T Barras de Mandrialmento 7 7 Dimensões do ( 16N -CKP$09-20 CKP$2016B-09 20Q -CKP$ B-09 25X -CKP$ B CKP$ B-12 Indicado do uro R L D Conj. Grampo Chave Calço Paraf. Calço ,0 0 0,8 CP ,5 3, , ,5 5,5 0 0,8 CP-3 - LW KP-42 P3X10 Aplicação Usinagem Média Usinagem Média Médio Acabamento erro undido erro undido Mat. Não-ferroso Mat. Endurecido Pág. de Refer. B55 B55 B55 B55 B82 C24 C14 G Convencional $ em Quebra-cavacos Cerâmica PCD CBN...-CKP$ CKP$12... : Normal : Consulte Disponibilidade PMN PMR PMR PGR PGN PGN PGN PMN PMR PMR PGR PGN PGN PGN PGN Condições de Usinagem Recomendadas 64~65 31

13 Barras de [ TB / TP ] TUP(B) Barra de Aço () Comprimento Máx. em Balanço L/D=~3 * ig. 1 *0 p/ 06-TUB$06-08 TUP(B)-E Excellent Bar () Comprimento Máx. em Balanço L/D=~5 * ig. 2 Barras de *0 p/ 06-TUB$06-08E K TUP trong Bar () 3 ø A C TUP(B) Barra c/ aste de Metal Duro () L4 Linha de Corte Comprimento Máx. em Balanço L/D=~6 ø D ig. 3 Comprimento Máx. em Balanço L/D=~7 C10L-TUB$06-08 * *0 p/ C10L-TUB$06-08 á disponibilidade em estoque de jogo combinado de Barras com aste de Metal Duro com Luvas. Veja 36, Dimensões do (Lista de insertos indicados 35) ( do uro ig. 4 R L L4 ormato Paraf. de ixação Chave 06-TUB$06-08 TUB$0806B , ,6 12 0,2 B-1TR T-6 08K-TUP$08-10 TUP$ 1008B ,4 10 0,4 B-1TR T-6 10M-TUP$ B ,5 8 0,4 B-2TR T-8 12M-TUP$ B ig. 1 16Q-TUP$ B ,9 0,4 B-3TR T-10 20R-TUP$ B ,5 0 25X -TUP$ B , ,6 0 0,8 B-4TR T : Normal : Consulte Disponibilidade

14 ix. por Parafuso Dimensões do (Lista de insertos indicados 35) do uro ( R L L4 ormato Paraf. de ixação Chave 06 - TUB$06-08E TUB$0806B-06E 8 6 5, ,6 12 0,2 B-1TR 08K - TUP$08-10E TUP$1008B-08E ,4 10 0,4 B-1TR T-6 10M- TUP$09-12E 1210B-09E ,5 0,4 12M- TUP$09-16E 1612B-09E B-2TR T-8 10M-TUP$11-12E 1210B-11E ,5 8 12M- TUP$11-14E 1412B-11E , ig. 2 TUP$11-16E 1612B-11E ,5 0,4 16R - TUP$11-18E 1816B-11E , TUP$11-20E 2016B-11E ,9 B-3TR T-10 20X - TUP$11-25E 2520B-11E ,5 0,9 0 20X - TUP$16-25E 2520B-16E ,5 0,9 0 0,8 25X - TUP$16-32E 3225B-16E , ,6 0 B-4TR T-15 K10M- TUP$ , ,3 8 K12P - TUP$ ,4 B-2TR T , ,4 6 TUP$ trong Bar K16X - TUP$ ig. 3 Tipo aste Padrão ,5 4 TUP$ ,4 B-3TR T-10 K20X - TUP$ ,5 0,5 0 K25X - TUP$ ,5 0 0,8 B-4TR T-15 C10L - TUB$06-08 TUB$0810B-06W ,5 12 0,2 B-1TR C08L - TUP$08-10 TUP$1008B-08W ,5 10 0,4 B-1TR T-6 C10N - TUP$ B-09W 160 TUP$ /2 1210B-09W-1/ ,5 8 TUP$ /3 1210B-09W-2/3 105 C12Q- TUP$ B-09W 180 0,4 B-2TR T-8 TUP$ /2 1612B-09W-1/ ,7 TUP$ /3 1612B-09W-2/3 120 C10N - TUP$ B-11W 160 TUP$ /2 1210B-11W-1/ ,5 8 TUP$ /3 1210B-11W-2/3 105 C12Q- TUP$ B-11W 180 TUP$ /2 1412B-11W-1/ ,5 7 TUP$ /3 1412B-11W-2/3 120 C12Q- TUP$ B-11W 180 ig. 4 TUP$ /2 1612B-11W-1/ ,3 TUP$ /3 1612B-11W-2/3 120 C16X - TUP$ B-11W 220 0,4 B-3TR T-10 TUP$ /2 1816B-11W-1/ ,3 4 TUP$ /3 1816B-11W-2/3 145 C16X - TUP$ B-11W 220 TUP$ /2 2016B-11W-1/ ,8 TUP$ /3 2016B-11W-2/3 145 C20 - TUP$ B-11W 250 TUP$ /2 2520B-11W-1/ ,5 0,7 0 TUP$ /3 2520B-11W-2/3 165 C20 - TUP$ B-16W 250 TUP$ /2 2520B-16W-1/ ,5 0,3 0 0,8 B-4TR T-15 TUP$ /3 2520B-16W-2/3 165 K TUP trong Bar Prefixo K da significa Mecanismo Reforçado. Não afixe na Dimensão do porta-ferramenta, ou o desempenho anti-vibração esperado pode não ser alcançado. * Observação: Para cortar a haste da ferramenta. 1 Quando cortar a haste para diminuir seu comprimento, corte entre o final da haste e a linha indicadora de limite. Dureza desta parte é inferior a 40RC. 2 Caso seja necessário cortar além da linha de limite, o núcleo de Metal Duro dentro da haste precisará ser cortada. Use equipamento especial, como máquina de eletro-erosão a fio, para cortar o núcleo de Metal Duro. Barras de Mandrialmento : Normal : Consulte Disponibilidade 33

15 Barras de [ TP ] A TUP-E Excellent Bar de uro Duplo (: Com uro p/ Refriger.) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~5 ig. 1 K TUP- trong Bar (: Com uro p/ Refriger.) Comprim. Máx. em Balanço L/D=~6 Linha de Corte uro Reto(ød) Barras de E TUP Barra de Metal Duro de uro Duplo (: Com uro p/ Refriger.) L4 ig. 2 Diâm. da aste Diâm. do uro Reto ød ø10 ø2,5 ø12 ø3 ø16 ø20 ø25 Comprim. Máx. em Balanço L/D=~7 ig. 3 ø4 ø5 Dimensões do ( ( Consulte 63 para detalhes sobre Luva p/ Refriger. / Conector) do uro R L L4 ormato Paraf. de ixação Chave A08 - TUP$08-10E TUP$1008B-08E ,4 10 0,4 B-1TR T-6 A10X - TUP$09-12E 1210B-09E ,5 8 0,4 B-2TR T-8 A12X - TUP$09-16E 1612B-09E A10X - TUP$11-12E 1210B-11E ,6 8 A12X - TUP$11-14E 1412B-11E , TUP$11-16E 1612B-11E ,5 ig. 1 0,4 B-3TR T-10 A16M- TUP$11-18E 1816B-11E , TUP$11-20E 2016B-11E ,9 A20Q- TUP$11-25E 2520B-11E ,5 0,9 0 A20Q- TUP$16-25E 2520B-16E ,5 0,9 0 0,8 B-4TR T-15 A25R - TUP$16-32E 3225B-16E , , : Normal : Consulte Disponibilidade

16 ix. por Parafuso Dimensões do ( ( Consulte 63 para detalhes sobre Luva p/ Refriger. / Conector) do uro R L L4 ormato Paraf. de ixação Chave K10M- TUP$ , ,3 8 K12P - TUP$ ,4 B-2TR T , ,4 6 TUP$ K10M- TUP$ , ,5 8 trong Bar K12P - TUP$ Tipo aste Padrão 12 11, ,5 6 TUP$ (Com uro p/ Refriger.) 0,4 B-3TR T-10 K16X - TUP$ ,5 4 TUP$ K20X - TUP$ ,5 0,5 0 K25X - TUP$ ,5 0 0,8 B-4TR T-15 ig. 2 K10M- TUP$ / , ,3 8 K12P - TUP$ /3 14 0,4 B-2TR T , ,4 6 TUP$ / K10M- TUP$ / , ,5 8 trong Bar K12P - TUP$ /3 14 Tipo de aste 2/ , ,5 6 TUP$ /3 16 (Com uro p/ Refriger.) 0,4 B-3TR T-15 K16X - TUP$ / ,5 4 TUP$ /3 20 K20X - TUP$ / ,5 0,5 0 K25X - TUP$ / ,5 0 0,8 B-4TR T-15 E08L - TUP$08-10 TUP$ 1008B-08W ,4 10 0,4 B-1TR T-6 E10N - TUP$ B-09W ,5 8 0,4 E12Q - TUP$ B-09W B-2TR T-8 E10N - TUP$ B-11W ,6 8 E12Q - TUP$ B-11W ,6 7 ig. 3 TUP$ B-11W ,5 0,4 E16X - TUP$ B-11W ,7 0,9 4 TUP$ B-11W 20 B-3TR T-10 E20 - TUP$ B-11W ,5 0,9 0 E20 - TUP$ B-16W ,5 0,9 0 0,8 B-4TR T-15 K TUP trong Bar Prefixo K da significa Mecanismo Reforçado. Não afixe na Dimensão do porta-ferramenta, ou o desempenho anti-vibração esperado pode não ser alcançado. * Observação: Para cortar a haste da ferramenta. 1 Quando cortar a haste para diminuir seu comprimento, corte entre o final da haste e a linha indicadora de limite. Dureza desta parte é inferior a 40RC. 2 Caso seja necessário cortar além da linha de limite, o núcleo de Metal Duro dentro da haste precisará ser cortada. Use equipamento especial, como máquina de eletro-erosão a fio, para cortar o núcleo de metal duro. Indicado Aço Baixo Carbono Aço Baixo Carbono Aplicação ap Diminuta Acabamento Acabamento Médio Acabamento Acabamento Acabamento/Precisão Usinagem Média Baixo Avanço/Precisão Acabamento Médio Acabamento Pág. de Refer. B56,B58 B58 B56 B58 B56,B58 B59 B59 B60 B58 B58 C GP DP Q $ $- $- $-U XP XQ Barras de Mandrialmento...-TUB$ TBGT TBMT TBGT TUP$ TPGT TPG TPET TPET TUP$ TPGT TPMT TPMT TPG TPMT TUP$ TPMT TPMT TPG TPET TPG TPET TPMT TPMT TUP$ TPMT TPMT TPG TPG TPMT TPMT Aplicação erro undido Mat. Não-ferroso Mat. Endurecido Pág. de Refer. B56,B60 C12,C22 C12 em Quebra-cavacos PCD CBN...-TUB$ TUP$ TUP$ TUP$ TUP$ TBGW TPGB TPGB TPGB TPGB : Normal : Consulte Disponibilidade TBMT TBGW TPM TPGB TPM TPGB TPM TPGB TPM TPGB TPGB TPGB TPGB TPGB Condições de Usinagem Recomendadas 64~65 35

Ferramentas para Centros de Torneamento e Fresamento

Ferramentas para Centros de Torneamento e Fresamento Ferramentas para Centros de Torneamento e Fresamento N1 N14 Ferramentas p/ Centros de Torneam. e Fresam. (Padrão ICTM) N2 N14 N2 N1 Ferramentas p/ Centros de Torneamento e Fresamento [Padrão ICTM (Interface

Leia mais

TOOLS NEWS. Corpo de alta rigidez desenvolvido com tecnologia de ponta. Disponível em comprimentos de 2 ~ 6xD B202Z. Broca intercambiável MVX

TOOLS NEWS. Corpo de alta rigidez desenvolvido com tecnologia de ponta. Disponível em comprimentos de 2 ~ 6xD B202Z. Broca intercambiável MVX TOOLS NEWS Atualiz. 2014.7 B202Z Broca intercambiável Novo quebra-cavaco US Corpo de alta rigidez desenvolvido com tecnologia de ponta. Disponível em comprimentos de 2 ~ 6xD Broca intercambiável 4 arestas

Leia mais

MBC020. Classe de CBN com cobertura para aço endurecido B093Z

MBC020. Classe de CBN com cobertura para aço endurecido B093Z Expansão de insertos B093Z Classe de CBN com cobertura para aço endurecido sistência excepcional ao desgaste e à fratura Classe superior para usinagem de materiais endurecidos Uso da tecnologia de cobertura

Leia mais

Holemaking Seco Feedmax SD205A, geometria -C1, -C2... 136-142 Xfix... 143-178 Porta-pastilhas mandril. desbaste p/ CN... 179-181

Holemaking Seco Feedmax SD205A, geometria -C1, -C2... 136-142 Xfix... 143-178 Porta-pastilhas mandril. desbaste p/ CN... 179-181 Conteúdo Torneamento Fresamento Torneamento ISO Informações técnicas............................... 3-6 Pastilhas......................................... 7-46 MDT Informações técnicas...............................

Leia mais

TOOLS NEWS. Insertos ISO para torneamento de aços inoxidáveis

TOOLS NEWS. Insertos ISO para torneamento de aços inoxidáveis TOOLS NEWS Atualiz. 2013.10 Insertos ISO para torneamento de aços inoxidáveis B201Z Expansão volução no torneamento de aços inoxidáveis Excelente resistência ao entalhe e ótimo controle de rebarbas. Alta

Leia mais

Tabela para consulta de avanço e profundidade de corte

Tabela para consulta de avanço e profundidade de corte Tabela para consulta de avanço e profundidade de corte R Desbaste Pesado CNMM 19N - R ap: 3,5 ~ 1, mm f:,5 ~ 1,5 mm 1 1 1,, 1, 1, 1,, R Desbaste Pesado CNMM 11EN - R ap: 1, ~ 7, mm f:,3 ~,7 mm CNMM 19EN

Leia mais

Índice alfanumérico - Ferramentas

Índice alfanumérico - Ferramentas Conteúdo Índice alfanumérico Ferramentas...................................... 2 Pastilhas......................................... 3 Torneamento de roscas Índice...........................................

Leia mais

Como escolher sua broca

Como escolher sua broca pdrilling Content w Como escolher sua broca Como escolher sua broca 1 Defina o diâmetro da broca e profundidade do furo Procure as faixas de diâmetro e profundidade do furo para as brocas relacionadas

Leia mais

CoroTurn SL70 - o futuro da usinagem flexível

CoroTurn SL70 - o futuro da usinagem flexível PARTN AN ROOVN CoroTurn SL70 CORTES E CANAS - o futuro da usinagem flexível Hnformações de fixação A lâmina CoroTurn SL70 modular e o sistema adaptador foram projetados para se adequarem à maioria das

Leia mais

Furação NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q

Furação NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q Comprimento Total Haste Corpo Extremidade cônica neste comprimento Largura do Campo Largura das Costas Ângulo da Ponta Aresta Principal de Corte Diâmetro

Leia mais

Cilindro de bielas de pistão Cilindro padronizado ISO 15552, série ITS. Catálogo impresso

Cilindro de bielas de pistão Cilindro padronizado ISO 15552, série ITS. Catálogo impresso ISO 15552, série ITS Catálogo impresso 2 ISO 15552, série ITS Ø 160-320 mm Conexões: G 3/4 - G 1 com efeito duplo com pistão magnético Amortecimento: pneumático, regulável Haste do pistão: rosca externa

Leia mais

7 FURAÇÃO. 7.1 Furadeira

7 FURAÇÃO. 7.1 Furadeira 1 7 FURAÇÃO 7.1 Furadeira A furadeira é a máquina ferramenta empregada, em geral, para abrir furos utilizando-se de uma broca como ferramenta de corte. É considerada uma máquina ferramenta especializada

Leia mais

Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial

Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial 3 Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui: Janeiro/2002 Página 1 de 8 Introdução: As Rodas Laminadas EXL e EXL Roloc Scotch-Brite para rebarbação

Leia mais

Furação e Alargamento

Furação e Alargamento UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Furação e Alargamento DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Visão sistêmica de um processo de usinagem

Leia mais

Fuso de esferas de precisão/eixo estriado

Fuso de esferas de precisão/eixo estriado 58-2BR s BNS-A, BNS, NS-A e NS Vedação Anel externo Placa para calços Vedação Castanha do eixo estriado Eixo Vedação Colar Placa para calços Vedação Bujão terminal Esfera Anel externo Castanha do fuso

Leia mais

Na encomenda mencionar: 435... Ar - 7 bar - 20 C 439...

Na encomenda mencionar: 435... Ar - 7 bar - 20 C 439... Série 3 Tipo: CCAS CILINDROS SIMPLES E DUPLO EFEITO a mm conforme as normas ISO CETOP AFNOR NFE 0 Previstos ou não para detectores magnéticos ISOCLAIR COMPACTO ESPECIFICAÇÕES GERAIS FLUÍDO DIÂMETROS Cilindros

Leia mais

Furação profunda Catálogo de produtos e guia de aplicação

Furação profunda Catálogo de produtos e guia de aplicação PRODUTOS PARA USINAGEM Furação profunda Catálogo de produtos e guia de aplicação FURAÇÃO PROFUNDA Introdução Sistema Ejector 4 7 Sistema STS 43 Furação com brocas canhão 109 Guia de aplicação 117 3 Furação

Leia mais

Como selecionar o sistema de fixação SISTEMAS DE FERRAMENTAS. Selecione o método de montagem da ferramenta. Selecione um tipo de adaptador

Como selecionar o sistema de fixação SISTEMAS DE FERRAMENTAS. Selecione o método de montagem da ferramenta. Selecione um tipo de adaptador TOOLIN SYSTMS How to select tool holding SISTMAS D FRRAMNTAS Como selecionar o sistema de fixação Como selecionar o sistema de fixação 1 Selecione o método de montagem da ferramenta - Para ferramenta modular

Leia mais

MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG. Folheto N º 1

MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG. Folheto N º 1 MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG Folheto N º 1 STD OSG MACHOS MÁQUINA ALTA PERFORMANCE Macho Ponta Helicoidal (POT) DIN 371 250/4 Métrica Grossa 6H rápido 280/4 Unificada Grossa UNC 2B 281/4 Unificada

Leia mais

Materiais para Ferramenta de Corte. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc.

Materiais para Ferramenta de Corte. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Materiais para Ferramenta de Corte Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Materiais para ferramentas de cortes Nas operações mais comuns, utiliza como ferramenta um material mais duro que o da peça. Por outro

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Parte 5 Operação de Furação

Parte 5 Operação de Furação Parte 5 Operação de Furação revisão 6 152 Parte 5 Operação de furação 5.1 Introdução Na área de usinagem metal-mecânica existem diversas formas de se obter furos em peças. Pode-se destacar os seguintes

Leia mais

Fresamento. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville

Fresamento. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Fresamento DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Visão sistêmica de um processo de usinagem Aplicação

Leia mais

Processos de Fabricação - Furação

Processos de Fabricação - Furação 1 Introdução Formas de obtenção de furos Definição de furação (usinagem): A furação é um processo de usinagem que tem por objetivo a geração de furos, na maioria das vezes cilíndricos, em uma peça, através

Leia mais

Kit inicial de ferramentas. para novas máquinas

Kit inicial de ferramentas. para novas máquinas Kit inicial de ferramentas para novas máquinas Tenha sua máquina ferramentada! Uma máquina nova é um grande investimento, portanto ter um rápido retorno é sempre bem-vindo. Para que sua nova máquina entre

Leia mais

Informações técnicas. Identificação do rebolo. Tipos de Abrasivos. Dureza. Estrutura. Tipos de liga. Estrutura. Tamanho do grão. Dureza.

Informações técnicas. Identificação do rebolo. Tipos de Abrasivos. Dureza. Estrutura. Tipos de liga. Estrutura. Tamanho do grão. Dureza. C T Á L O G O ao completar 25 anos, a Stilex brasivos tem muito que comemorar. Nesses anos todos, nossos discos de corte, de desbaste, rebolos e pontas montadas alcançaram cada canto de nosso vasto território

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAD/CAM. Profº Emerson Oliveira Matéria: CAD/CAM emerson.oliveira@ifsc.edu.br Câmpus Joinville

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAD/CAM. Profº Emerson Oliveira Matéria: CAD/CAM emerson.oliveira@ifsc.edu.br Câmpus Joinville INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAD/CAM Profº Emerson Oliveira Matéria: CAD/CAM emerson.oliveira@ifsc.edu.br Câmpus Joinville Etapas CAD/CAM Quando o sistema tem comunicação direta. CAD/CAM Quando

Leia mais

Conteúdo. Ferramentas Especiais Definição... 4. Classificação CT (Custom Tooling)... 5

Conteúdo. Ferramentas Especiais Definição... 4. Classificação CT (Custom Tooling)... 5 A Seco Tools tem a reputação de ser um dos líderes mundiais na fabricação e fornecimento de ferramentas de corte de metal duro e equipamentos correlatos. No entanto, a Seco apresenta uma força maior como

Leia mais

Sistemas de válvula Sistemas de válvulas conforme norma ISO 5599-1, tamanho 3, série 581. Catálogo impresso

Sistemas de válvula Sistemas de válvulas conforme norma ISO 5599-1, tamanho 3, série 581. Catálogo impresso ISO 5599-1, tamanho 3, série 581 Catálogo impresso 2 ISO 5599-1, tamanho 3, série 581 Acionamento elétrico Sistema de válvulas, Série 581, tamanho 3 Qn = 4100 l/min Largura da válvula piloto: 22 mm conexão

Leia mais

GCaet OnLine Divisão de Conteúdos

GCaet OnLine Divisão de Conteúdos GCaet OnLine Divisão de Conteúdos Minimização de Custos com Ferramentas de Usinagem Por Delmonte Friedrich, Msc. Eng. Todos os direitos reservados. É proibido reproduzir total ou parcialmente esta publicação

Leia mais

Fresas Ferramentas de fresar

Fresas Ferramentas de fresar Fresas Ferramentas de fresar As maiores exigências de trabalho de usinagem de madeiras, de painéis aglomerados e MDF são hoje feitas para as ferramentas de fresar. 1. Condições de segurança 2. Alto rendimento

Leia mais

Essa ferramenta pode ser fixada em máquinas como torno, fresadora, furadeira, mandriladora.

Essa ferramenta pode ser fixada em máquinas como torno, fresadora, furadeira, mandriladora. Brocas A broca é uma ferramenta de corte geralmente de forma cilíndrica, fabricada com aço rápido, aço carbono, ou com aço carbono com ponta de metal duro soldada ou fixada mecanicamente, destinada à execução

Leia mais

Introdução. Torneamento. Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo.

Introdução. Torneamento. Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo. Prof. Milton Fatec Itaquera Prof. Miguel Reale / 2014 Introdução Torneamento Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo. Tornos Tornos são máquinas-ferramenta que permitem

Leia mais

Removendo o cavaco. Na aula passada, tratamos das noções gerais. Nossa aula. Como calcular a rpm, o avanço e a profundidade de corte em fresagem

Removendo o cavaco. Na aula passada, tratamos das noções gerais. Nossa aula. Como calcular a rpm, o avanço e a profundidade de corte em fresagem A U A UL LA Removendo o cavaco Na aula passada, tratamos das noções gerais sobre a operação de usinagem feita com máquinas fresadoras. Vimos, de modo geral, como se dá a fresagem e aprendemos um pouco

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas TABELA DE ESCOLHA DO TIPO DE FRESA TIPO DE FRESA MATERIAL A SER CORTADO Com geometria de corte N aço com resistência até 80 kg/mm² aço beneficiado até 100 kg/mm² ferro fundido até

Leia mais

Catálogo de Base de Estampo

Catálogo de Base de Estampo Catálogo de Base de Estampo Características cabamento das Placas Tipo 3: Laterais oxicortadas com acabamento superficial retificado, com tolerância nas espessuras de ±3 mm. Tipo 4: Laterais esquadrejadas

Leia mais

C-1035 SONDA À PERCUSSÃO S.P.T. COMPLETA

C-1035 SONDA À PERCUSSÃO S.P.T. COMPLETA C-1035 SONDA À PERCUSSÃO S.P.T. COMPLETA {gallery}produtos/solos/c1035{/gallery} NBR 6484 Sonda à percussão completa S.P.T. (Standart Penetration Test) para sondagem leve até 30 metros, estudos de fundações,

Leia mais

Mandrilamento. determinado pela operação a ser realizada. A figura a seguir mostra um exemplo de barra de mandrilar, também chamada de mandril.

Mandrilamento. determinado pela operação a ser realizada. A figura a seguir mostra um exemplo de barra de mandrilar, também chamada de mandril. A UU L AL A Mandrilamento Nesta aula, você vai tomar contato com o processo de mandrilamento. Conhecerá os tipos de mandrilamento, as ferramentas de mandrilar e as características e funções das mandriladoras.

Leia mais

TC501 componentes. Cabeçote de conexão tipo B

TC501 componentes. Cabeçote de conexão tipo B TE 65.30 Termopares Modelo reto com inserto de medição substituível Medição Eletrônica de Temperatura para medição de gás de combustão Modelo TC 501 Aplicações - altos fornos, aquecedores de ar - processos

Leia mais

UDDEHOLM NIMAX UDDEHOLM NIMAX

UDDEHOLM NIMAX UDDEHOLM NIMAX UDDEHOLM NIMAX Uma ferramenta confiável e eficiente é essencial para se obter bons resultados. O mesmo se aplica na busca da alta produtividade e disponibilidade. Quando se escolhe um aço ferramenta muitos

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO IX Referente ao Edital de Pregão Presencial nº. 002/2015 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Página 1 de 10 1. DO OBJETO 1.1. O presente pregão tem como objeto a AQUISIÇÃO DE ELETROFERRAGENS, de acordo com as

Leia mais

ConeFit TM para máxima flexibilidade.

ConeFit TM para máxima flexibilidade. Competência em produtos _COMPETÊNCIA EM USINAGEM Fresamento ConeFit TM para máxima flexibilidade. WALTER PROTOTYP ConeFit sistema modular para fresamento O SISTEMA DA FERRAMENTA Sistema modular de fresamento

Leia mais

PROCESSOS A CNC. Objetivo da disciplina Cronograma O projeto Critérios de avaliação Contrato didático A máquina O Comando eletrônico

PROCESSOS A CNC. Objetivo da disciplina Cronograma O projeto Critérios de avaliação Contrato didático A máquina O Comando eletrônico PROCESSOS A CNC Objetivo da disciplina Cronograma O projeto Critérios de avaliação Contrato didático A máquina O Comando eletrônico 1 CFP SENAI VW OBJETIVO da disciplina PROCESSOS A CNC Exercício básico

Leia mais

Retificação. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville

Retificação. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Retificação DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Visão sistêmica de um processo de usinagem Aplicação

Leia mais

INCOMATOL MÁQUINAS LTDA SOBRE A INCOMATOL

INCOMATOL MÁQUINAS LTDA SOBRE A INCOMATOL FÁBRICA E ESCRITÓRIO Rua José Cardoso da Silva, 300 Centro Rio Bonito RJ Brasil cep 28.800-000 I Cx Postal 112752 T 21 2734.0282 I F 21 2734.0247 www.incomatol.com.br incomatol@incomatol.com.br SOBRE A

Leia mais

Nesta aula, você vai estudar exatamente isso. E para acabar com o suspense, vamos a ela.

Nesta aula, você vai estudar exatamente isso. E para acabar com o suspense, vamos a ela. Mete broca! Nesta aula, vamos estudar uma operação muito antiga. Os arqueólogos garantem que ela era usada há mais de 4000 anos no antigo Egito, para recortar blocos de pedra. Ela é tão comum que você

Leia mais

AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE

AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE 257 33. PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE 33.1. Introdução As peças que serão retificadas, normalmente, chegam à retificadora com um sobremetal

Leia mais

INTRODUÇÃO. As versões são identificadas como "TIPO" (TYPE) através de informações da placa de especificação do produto, conforme abaixo:

INTRODUÇÃO. As versões são identificadas como TIPO (TYPE) através de informações da placa de especificação do produto, conforme abaixo: MANUAL DE DIAGRAMAS EXPLODIDOS E LISTA DE PEÇAS INTRODUÇÃO Este manual contém em ordem crescente de modelo, todos os diagramas explodidos e lista de peças de todas as ferramentas industriais DEWALT importadas

Leia mais

Fecho lateral de embutir com travão e mola para séries de correr. Perfil de alumínio. Fecho lateral de embutir

Fecho lateral de embutir com travão e mola para séries de correr. Perfil de alumínio. Fecho lateral de embutir Fechos de embutir Emb. Características com travão e mola para séries de correr 8123 Perfil de alumínio com travão e sem mola para séries de correr 8172 Perfil de Alumínio com travão e mola para séries

Leia mais

TW101 TW201 TW301 TW311 TW321 TW421 TW431 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE.

TW101 TW201 TW301 TW311 TW321 TW421 TW431 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. TW101 TW201 TW301 TW311 TW321 TW421 TW431 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. PARA FURAR MATERIAIS DE ALTA RESISTÊNCIA OU EM CONDIÇÕES EXTREMAS, UTILIZE NOSSA GAMA DE SOLUÇÕES. ALTA PERFORMANCE COM MÁXIMA

Leia mais

Sistema de sensores Sensores de pressão Série PM1. Catálogo impresso

Sistema de sensores Sensores de pressão Série PM1. Catálogo impresso Sistema de sensores Sensores de pressão Série PM1 Catálogo impresso Sistema de sensores Sensores de pressão Série PM1 Pressão de comutação: -0,9-16 bar mecânico Conexão elétrica: Conector, ISO 4400, formato

Leia mais

FURAÇÃO E ESCAREAMENTO. Prof. Fernando 1

FURAÇÃO E ESCAREAMENTO. Prof. Fernando 1 FURAÇÃO E ESCAREAMENTO Prof. Fernando 1 Processo de usinagem onde movimento de corte é principal rotativo, e o movimento de avanço é na direção do eixo Furadeira a arco egípcia de 1.000 A.C. Prof. Fernando

Leia mais

www.meccomeletronica.com página 1

www.meccomeletronica.com página 1 Nem só o padeiro faz roscas Furação A furação é um processo de usinagem que tem por objetivo a geração de furos, na maioria das vezes cilíndricos, em uma peça, através do movimento relativo de rotação

Leia mais

Spotlight. Soluções Avançadas em Rosqueamento. www.vargus.com

Spotlight. Soluções Avançadas em Rosqueamento. www.vargus.com Spotlight Soluções Avançadas em Rosqueamento www.vargus.com Classe Superior Multiuso Redefinindo o Padrão de Rosqueamento Nova Classe Superior Multiuso para Maior Resistência ao Desgaste e Aumento de Produtividade

Leia mais

Ferramentas especiais e de medição

Ferramentas especiais e de medição Ferramentas especiais e de medição COMPASSOS (INTERNO / EXTERNO / DE PONTA) CAIBRE DE FOGA CAIBRE DE ROSCA IMA PARA ROSCAS PAQUÍMETRO DIGITA ARCOS DE SERRA PARA META PINÇAS (PONTAS CURVAS / RETAS) PINÇA

Leia mais

Definição É uma operação de usinagem que tem por objetivo abrir furos em peças. Para tanto, a ferramenta ou a peça gira e, simultaneamente, a

Definição É uma operação de usinagem que tem por objetivo abrir furos em peças. Para tanto, a ferramenta ou a peça gira e, simultaneamente, a Definição É uma operação de usinagem que tem por objetivo abrir furos em peças. Para tanto, a ferramenta ou a peça gira e, simultaneamente, a ferramenta ou a peça se desloca segundo uma trajetória retilínea,

Leia mais

Nivaldo Ferrari. Silvio Audi

Nivaldo Ferrari. Silvio Audi Programação de Centro de Usinagem - CNC SENAI- SP, 2002 Trabalho elaborado pela Escola SENAI Roberto Simonsen do Departamento Regional de São Paulo. Coordenação Geral Coordenação Dionisio Pretel Laur Scalzaretto

Leia mais

AVANÇOS 2014 TORNEAMENTO FRESAS DE TOPO INTEIRIÇAS FRESAMENTO INTERCAMBIÁVEL SISTEMAS DE FERRAMENTAS MÉTRICO

AVANÇOS 2014 TORNEAMENTO FRESAS DE TOPO INTEIRIÇAS FRESAMENTO INTERCAMBIÁVEL SISTEMAS DE FERRAMENTAS MÉTRICO AVANÇOS 2014 TORNEAMENTO FRESAS DE TOPO INTEIRIÇAS FRESAMENTO INTERCAMBIÁVEL SISTEMAS DE FERRAMENTAS MÉTRICO WIDIA significa qualidade completa Como uma inovadora há mais de 80 anos, a WIDIA Products Group

Leia mais

Alta confiabilidade em cortes e canais mais profundos

Alta confiabilidade em cortes e canais mais profundos Alta confiabilidade em cortes e canais mais profundos As necessidades do usuário final......para operações de cortes e canais mais profundos foram reconhecidas nos primeiros estágios de desenvolvimento

Leia mais

TERMOPARES. Termopar Convencional. Termopar isolação mineral. Termopares Especiais. ECILplast

TERMOPARES. Termopar Convencional. Termopar isolação mineral. Termopares Especiais. ECILplast TERMOPARES Termopar Convencional Termopar isolação mineral Termopares Especiais ECILplast t er mo p a re s TERMOPAR CONVENCIONAL PARES TERMOELÉTRICOS TIPO BITOLA AWG POSITIVO REFERÊNCIA NEGATIVO REFERÊNCIA

Leia mais

VD-FLUX. Hipress Componentes Hidráulicos - Ligue (31) 2103-6955 - vendas@hipress.com.br

VD-FLUX. Hipress Componentes Hidráulicos - Ligue (31) 2103-6955 - vendas@hipress.com.br VD-FLUX Válvula Distribuidora de Fluxo Universal tipo Pistão * Patente PI 9702874-6 02/06/1997 A Válvula Distribuidora de Fluxo Universal Tipo Pistão VD- Flux da Detroit foi projetada e desenvolvida para

Leia mais

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA DEFINIÇÃO: TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA BROCAS (NOMENCLATURA,CARAC. TIPOS) São ferramentas de corte, de forma cilíndrica, com canais retos ou helicoidais, temperadas, terminam em ponta cônica e são afiadas

Leia mais

Engrenagens II. Nesta aula trataremos da representação das. Conceitos básicos. Representação dos dentes. engrenagens no desenho técnico.

Engrenagens II. Nesta aula trataremos da representação das. Conceitos básicos. Representação dos dentes. engrenagens no desenho técnico. A UU L AL A Engrenagens II Nesta aula trataremos da representação das engrenagens no desenho técnico. Introdução Conceitos básicos As engrenagens são representadas, nos desenhos técnicos, de maneira normalizada.

Leia mais

People. Passion. Performance. Rompedores Pneumáticos para Construção e Demolição

People. Passion. Performance. Rompedores Pneumáticos para Construção e Demolição People. Passion. Performance. Rompedores Pneumáticos para Construção e Demolição DESEMPENHO COMPROVADO COM DESENHO MODERNO Um rompedor pneumático deve ser robusto e confiável, no entanto, fácil de utilizar.

Leia mais

E-mail: vendas@bratal.com.br

E-mail: vendas@bratal.com.br :: Indice Geral :: C 0 Conexões para Tubos Flangeados 03 Conexões 304 Engates Rápidos 404 Registros e Válvulas 503 Mangueiras e Terminais para Tubos Flangeados 504 Mangueiras e Terminais 603 Tubos CENTRAL

Leia mais

Transmissor de pressão para aplicações de refrigeração e ar-condicionado Modelo R-1, com sensor metálico thin-film hermeticamente soldado

Transmissor de pressão para aplicações de refrigeração e ar-condicionado Modelo R-1, com sensor metálico thin-film hermeticamente soldado Medição eletrônica de pressão Transmissor de pressão para aplicações de refrigeração e ar-condicionado Modelo R-1, com sensor metálico thin-film hermeticamente soldado WIKA folha de dados PE 81.45 Aplicações

Leia mais

Sistemas de de corte e desbaste Corte e Acabamento

Sistemas de de corte e desbaste Corte e Acabamento Sistema de corte e desbaste - (linha classic) Esmerilhadeira DAG 25-SE Esmerilhadeira DEG 25-D Página 34 Página 35 Esmerilhadeira DCG 80-P Página 36 Esmerilhadeira DCG 80-D Página 3 Esmerilhadeira DCG

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. 1 Alimentador

DESCRITIVO TÉCNICO. 1 Alimentador DESCRITIVO TÉCNICO Nome Equipamento: Máquina automática para corte de silício 45º e perna central até 400 mm largura Código: MQ-0039-NEP Código Finame: *** Classificação Fiscal: 8462.39.0101 1 Alimentador

Leia mais

CATÁLOGO DE. 2 Edição FERRAMENTAS PARA PERCUSSÃO

CATÁLOGO DE. 2 Edição FERRAMENTAS PARA PERCUSSÃO CATÁLOGO DE 2 Edição FERRAMENTAS PARA PERCUSSÃO Índice Ferramentas de Perfuração ---------------------- Pág. 06 Trépanos de Perfuração -------------------------- Pág. 10 Ferramentas Auxiliares ---------------------------

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE MECÂNICA INDUSTRIAL

CURSO TÉCNICO DE MECÂNICA INDUSTRIAL Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais CURSO TÉCNICO DE MECÂNICA INDUSTRIAL HUDSON FABRÍCIO XAVIER PEREIRA Vespasiano-2012 FRESAGEM Apostila elaborada para a disciplina de Fresagem para

Leia mais

Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002

Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002 3 Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002 Substitui: Dezembro/2000 Página 1 de 14 Introdução: As Rodas Scotch-Brite C&P (Cutting & Polishing) são um eficiente e econômico produto

Leia mais

As peças a serem usinadas podem ter as

As peças a serem usinadas podem ter as A U A UL LA Fresagem As peças a serem usinadas podem ter as mais variadas formas. Este poderia ser um fator de complicação do processo de usinagem. Porém, graças à máquina fresadora e às suas ferramentas

Leia mais

TESTE 20 TIPO SMK (M16 X

TESTE 20 TIPO SMK (M16 X Índice Testes TESTE 20 TIPO SMK (M6 X 2) Tomador de pressão SMK.......................................................................85-8 Tomadores de pressão SMK JIC e ORFS.............................................................88

Leia mais

USINAGEM. Prof. Fernando Penteado.

USINAGEM. Prof. Fernando Penteado. USINAGEM 1 USINAGEM Usinagem é um processo onde a peça é obtida através da retirada de cavacos (aparas de metal) de uma peça bruta, através de ferramentas adequadas. A usinagem confere à peça uma precisão

Leia mais

Série de Válvulas Compact Performance

Série de Válvulas Compact Performance Série de Válvulas Compact Performance Largura mínima, consumo de energia muito baixo e vazão extremamente alta. Densidade máxima de potência: _ pequena massa _ dimensões mínimas Montagem da válvula diretamente

Leia mais

TÉCNICO EM MECÂNICA NOME: Nº INSC.: PRRH. Pró-Reitoria de Recursos Humanos

TÉCNICO EM MECÂNICA NOME: Nº INSC.: PRRH. Pró-Reitoria de Recursos Humanos TÉNIO M MÂNI NOM: Nº INS.: PRRH Pró-Reitoria de Recursos Humanos Para a usinagem de uma engrenagem de 55 dentes, de módulo 2 mm, foi utilizada uma barra de seção circular de 5". onsiderando a necessidade

Leia mais

Sistemas Ferramentais / Cápsulas

Sistemas Ferramentais / Cápsulas G Sistemas Ferramentais / Cápsulas G1 até G17 Características Gerais dos Sistemas Ferramentais... G2 ICTM HSK... G3 Haste Poligonal... G8 Suporte por 2 Faces Haste Cônica Modular... G11 Suporte por 2 Faces

Leia mais

DESENHO TÉCNICO E SUAS APLICAÇÕES

DESENHO TÉCNICO E SUAS APLICAÇÕES DESENHO TÉCNICO E SUAS APLICAÇÕES CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO NOME: FELIPE VESCOVI ORIENTADOR: FABIO REDIN DO NASCIMENTO CARAZINHO, DEZEMBRO DE 2011. DESENHO TÉCNICO E SUAS APLICAÇÕES PALAVRA CHAVES:

Leia mais

Rua do Manifesto, 2216 - Ipiranga - São Paulo Fone: +55 (11) 2271-3211 www.internacionalferramentas.com.br. Brocas para Concreto. www.irwin.com.

Rua do Manifesto, 2216 - Ipiranga - São Paulo Fone: +55 (11) 2271-3211 www.internacionalferramentas.com.br. Brocas para Concreto. www.irwin.com. Rua do Manifesto, 2 Ipiranga São Paulo Fone: +55 (11) 22713211 www.irwin.com.br Rua do Manifesto, 2 Ipiranga São Paulo Fone: +55 (11) 22713211 FURANDO CONCRETO Furar concreto é uma tarefa muito diferente

Leia mais

Aços Longos. Barras Trefiladas

Aços Longos. Barras Trefiladas Aços Longos Barras Trefiladas Soluções em aço seguro e sustentável. Resultado da união dos dois maiores fabricantes mundiais de aço, a ArcelorMittal está presente em mais de 60 países, fabricando Aços

Leia mais

CATÁLOGO DE LANÇAMENTOS. www.kennametal.com

CATÁLOGO DE LANÇAMENTOS. www.kennametal.com CATÁLOGO DE LANÇAMENTOS 2016 www.kennametal.com Beyond Evolution Sem disposição para sacrificar performance ou aplicações, a Beyond Evolution se tornou o primeiro portfólio no mercado a concorrer em todas

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

PRECISÃO E ERROS DE USINAGEM

PRECISÃO E ERROS DE USINAGEM Qualidade de um produto Parâmetros geométricos (dimensão, forma, acabamento superficial, etc.), Parâmetros físicos (condutividade elétrica, térmica e magnética, etc.), Parâmetros químicos (resistência

Leia mais

Siemens AG 2009 SIRIUS SENTRON SIVACON. Catálogo LV 90 2009. Baixa Tensão Corte, protecção e comando. Answers for industry.

Siemens AG 2009 SIRIUS SENTRON SIVACON. Catálogo LV 90 2009. Baixa Tensão Corte, protecção e comando. Answers for industry. SIRIUS SENTRON SIVACON Catálogo LV 90 2009 Baixa Tensão Corte, protecção e comando Answers for industry. Interruptores de corte em carga, sistemas de barramentos SENTRON 8US Introdução Apresentação geral

Leia mais

isto é Magnet! 50 anos priorizando a qualidade,

isto é Magnet! 50 anos priorizando a qualidade, Catálogo 2012 50 anos priorizando a qualidade, isto é Magnet! Em 2012, a Magnet completa 50 anos de atividades, história que começou com a sua fundação, em 1962, na cidade de São Paulo, com uma produção,

Leia mais

Mais que nunca é preciso cortar

Mais que nunca é preciso cortar Mais que nunca é preciso cortar Quando suas unhas estão compridas e é necessário apará-las, qual o modo mais rápido de fazê-lo? Lixando ou cortando? Naturalmente, se você lixar, o acabamento será melhor.

Leia mais

* Não precisa de elementos auxiliares para a sua sustentação.

* Não precisa de elementos auxiliares para a sua sustentação. INTRODUÇÃO RYLBRUN é a tubulação flexível, fabricada a base de materiais de alta qualidade e resistência, e cujas características construtivas, fazem dela a tubulação ideal para a instalação de bombas

Leia mais

SHF 6260NC MODELO SHF 6260NC/SHF 6260A. Máquinas importadas de Taiwan e comercializadas por: 10-600mm CAPACIDADE DE CORTE

SHF 6260NC MODELO SHF 6260NC/SHF 6260A. Máquinas importadas de Taiwan e comercializadas por: 10-600mm CAPACIDADE DE CORTE SHF 6260NC SHF 6260NC/SHF 6260A MAXIMO MINIMO 10-600mm L10xA10~L620xA600mm L480xA440mm L260x360mm 6560x41x1,3mm Os modelos SHF-6260NC e SHF-6260A foram projetados para cortes leves, como vigas H, cantoneiras,

Leia mais

Brocas, buchas e mandris

Brocas, buchas e mandris Brocas, buchas e mandris Para fixação de elementos, cada material exige broca e bucha específicos. Saiba quais são os tipos corretos para cada necessidade Fixações em parede de alvenaria, concreto ou drywall

Leia mais

Aula 09. Processo de Furação

Aula 09. Processo de Furação Aula 09 Processo de Furação Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau Formas de obtenção de furos Processos de Usinagem Processo de usinagem onde movimento de corte é principal rotativo, e o movimento de avanço

Leia mais

Introduction for Milling Inserts Apresentação de pastilhas de fresamento

Introduction for Milling Inserts Apresentação de pastilhas de fresamento Introduction for Milling Inserts Apresentação de pastilhas de fresamento Classes recomendadas para pastilhas de fresamento Material a ser usinado Aço (Aço carbon, liga de aço) Aço inoxidável (Aço inoxidável,

Leia mais

Language Version: INNOVATIONS_PT Language Version: INNOVATIONS_PT

Language Version: INNOVATIONS_PT Language Version: INNOVATIONS_PT INOVAÇÕES FERRAMENTAS DE CORTE 2011 Desde a sua fundação, em 1983, a Kennametal entendeu precisamente como melhorar o desempenho da sua produção e a lucratividade apresentando produtos inigualáveis e serviços

Leia mais

Chave de segurança codifi cada por transponder CTP com bloqueio

Chave de segurança codifi cada por transponder CTP com bloqueio Chave de segurança codifi cada por transponder CTP com bloqueio A chave de segurança CTP A chave de segurança CTP combina o comprovado princípio de funcionamento das chaves de segurança eletromecânicas

Leia mais

MODELOS POLIAS DE FERRO EM V

MODELOS POLIAS DE FERRO EM V MODELOS POLIAS DE FERRO EM V Tabela 1 Dimensões dos canais das polias NORMAS E PADRÕES UTILIZADOS: Perfil dos Canais Os perfis das polias atendem as seguintes normas: ISO 4183: Perfis Z, A, B, C, D, SPZ,

Leia mais

Tubos Leves/Pesados. Cortatubos. Serviço Pesado. Rodas Cortadoras. Serviço Pesado. Máquina para Cortar Tubos. Escariador de Tubos 2 Serras

Tubos Leves/Pesados. Cortatubos. Serviço Pesado. Rodas Cortadoras. Serviço Pesado. Máquina para Cortar Tubos. Escariador de Tubos 2 Serras Tubos Leves/esados Tubos Leves/esados Tipos Cortatubos Número de s (ol. ) ág. Serviço esado 3 ½ / 3.2 Articulado 2 2 3.2 Cerâmica e Ferro Fundido 2 ½ 3.3 Ensamblador de Tubos ½ 3.3 Rodas Cortadoras Serviço

Leia mais

Retificar significa corrigir irregularidades de superfícies de peças. Assim, a retificação tem por objetivo:

Retificar significa corrigir irregularidades de superfícies de peças. Assim, a retificação tem por objetivo: 1 8 - RETIFICAÇÃO 8.1 Introdução A retificação é um processo de usinagem por abrasão. Este processo é realizado utilizando-se uma máquina-ferramenta chamada retificadora, para dar acabamento fino e exatidão

Leia mais

Kit Gás Parafuso Sextavado 8.8 para Conversão

Kit Gás Parafuso Sextavado 8.8 para Conversão Dimensões: DIN 933 (RI) DIN 93 (RP) Rosca DIN 3 (ISO 96) - 6g Classe de Resistência: 8.8 Material: Aço Médio Carbono Kit Gás 8.8 para Conversão Código da Linha - Rosca Inteira MA: 60 - Rosca Parcial MA:

Leia mais

TERMORESISTÊNCIA. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho

TERMORESISTÊNCIA. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho TERMORESISTÊNCIA GRÁFICO DEMONSTRATIVO DOS DESVIOS NAS TERMORESISTÊNCIAS CLASSES A e B TOLERÂNCIA ºC,,,0,,,,,0,,,,,0 0, 0, 0, 0, TERMORESISTÊNCIA CLASSE B TERMORESISTÊNCIA CLASSE A -00-00 0,0 00 00 00

Leia mais