O passado, o presente e o futuro TIP, TRANSPORTES INTERMODAIS DO PORTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O passado, o presente e o futuro TIP, TRANSPORTES INTERMODAIS DO PORTO"

Transcrição

1

2 ANDANTE O passado, o presente e o futuro TIP, TRANSPORTES INTERMODAIS DO PORTO

3 ANDANTE o passado... 3

4 TIP, ACE Consórcio constituído em 2002 Membros: Metro do Porto, STCP, CP 4

5 Andante - A coragem de inovar O desafio: Implementar um Sistema Intermodal totalmente sem contacto na era da Banda Magnética Cartão sem contacto em papel Usado como Ocasional Usado no início como assinatura 5

6 Intermodalidade Novo conceito de oferta de deslocação em transportes públicos, em que: 1 título de transporte é válido em todos os operadores aderentes O tarifário depende apenas do trajecto efectuado, sendo independente dos modos de transporte público utilizados 6

7 Intermodalidade Requisitos Zonamento Estrutura tarifária Tecnologia comum Rede de distribuição Repartição da receita 7

8 Modelo de Negócio CLIENTES 100% da Receita AGENTES DE VENDA: TIP Operadores SIBS Payshop/ CTT 97,5% da Receita 97,5% da Receita TIP 0,015 por validação Intermodal 0,0075 por validação monomodal Custos TIP: Empresa TIP Sistema de informação Rede de vendas Andante Comissões de venda Marketing OPERADORES 8

9 ANDANTE o presente 9

10 Zonamento Inicialmente de 24 zonas actualmente de 46 zonas Viabilização dos fluxos periferia-periferia Mapa de zonamento em vigor desde Junho de

11 Tecnologia Cartões sem contacto Equipamentos de bilhética sem contacto Sistema central de informação Sistema de comunicações 11

12 Sistema Intermodal Andante Rede actual Metro do Porto 5 Linhas (A,B, C, D e E) 70 estações 177 máquinas de venda automática 449 validadores Funicular dos Guindais 2 máquinas de venda automática 4 validadores Sistema de transportes alternativos 8 autocarros 8 validadores 12

13 Sistema Intermodal Andante STCP 81 linhas [567 autocarros, 7 eléctricos históricos] 1115 validadores CP Porto 19 estações 85 validadores Operadores rodoviários privados Resende - 2 linhas [34 autocarros], Valpi - 3 linhas [36 autocarros], Maia Transp. - 1 linha [4 autocarros], Espirito Santo - 1 linha [4 autocarros] 13

14 Rede 14

15 Estrutura Tarifária Produtos Andante Títulos ocasionais Título de viagem (1x; 10+1x) Andante 24 Andante Tour Tour 1 valido para 24h Tour 3 valido para 72h 15

16 Estrutura Tarifária Produtos Andante Títulos de assinatura Assinatura mensal Andante Andante Pro Assinatura anual para empresas 16

17 Tecnologia Cartões sem contacto em papel Tecnologia sem contacto (ISO B, 1-2) CTS 256B cartão 256 bits memória CTS 512B cartão 512 bits memória Tecnologia sem contacto (ISO A, Mifare UltraLight) MFUL cartão 512 bits CTS

18 Tecnologia Cartões sem contacto Tecnologia sem contacto ISO B Modelo de dados compatível com EN1545 e Calypso GTML 2/ CD Light Card/Tango: Cartão em pvc com dual interface Recarregável Multi-contrato Títulos ocasionais Títulos de assinatura Park&Ride 18

19 Tecnologia Equipamentos de bilhética sem contacto Validador MVA (Máquina de Venda Automática) MPF Máquina Portátil Fiscalização, Validação e Venda Portátil 19

20 Tecnologia Sistema central de informação 20

21 Tecnologia Sistema central de informação 21

22 Tecnologia Sistema de comunicações Gbit Optical Fiber network 22

23 Rede de distribuição Andante Actual Máquinas de venda automática Lojas Andante Rede de ATMs da SIBS Rede de agentes Payshop Rede de estações dos correios (CTT) Quiosques Andante 23

24 Repartição da receita Modelo de repartição (em vigor desde Outubro de 2005) Procura: Passageiro*Zona Repartição individual de cada título de transporte utilizado Processamento semanal Contabilização exclusiva das validações verdadeiras Processo exacto e inovador Processo tradicional baseado em chave fixa de repartição, definida com base em inquéritos. Motivo de dsicórdia entre os operadores 24

25 Park & Ride Objectivos: Promoção do tranporte público Desconto nas tarifas de estacionamento para os utilizadores do transporte público Títulos de assinatura Títulos ocasionais O primeiro parque entrou em operação Park&Ride em Agosto de 2006 Sistema totalmente sem contacto 25

26 Bilhética STCP e CP-Porto Utilização do sistema de bilhética instalado no sistema intermodal Andante 1 sistema de bilhética 3 sistemas tarifários totalmente sem contacto Andante STCP CP-Porto 26

27 Projectos em curso: Banca Informação Validação à paragem Repartição de receita passageiro/km Complementos (O Clikz) Geofencing 27

28 O ClikZ Cartões ocasionais carregados com determinado nº de zonas só podem ser alterados para outro tipo de zonas quando gastos os títulos de viagem aí carregados. Ex.: Cartão ocasional com Z2 (2 zonas) com 10 títulos de viagem Viagens = 0 à pode alterar-se para Z3 e carregar títulos de 3 zonas Alternativa: outro cartão com Z3 Resultado: O cliente possui vários cartões ocasionais sem saber qual é o Z2 ou o Z3 O ClikZ resolve o problema! Permite carregar 1 viagem ocasional de tipo diferente sem perder os títulos normais existentes no cartão. o ex. anterior ficará - no mesmo cartão (10 viagens Z2 + 1 viagem Z3). A viagem o casional Z3 será gasta em primeiro lugar. Brevemente na sua mão! 28

29 29 Andante o passado, o presente e o futuro

30 Geofencing Sistema de bordo, com GPS e GPRS Sistema Central Backoffice operador Missão: seguimento de percursos e horários Produz relatórios dos desvios dos percursos e horários 30

31 BBOX: Instalação de uma BBOX por veículo Actualização: Envio de coordenadas, estado e alertas por comunicação GPRS Plataforma Central: Armazenamento e tratamento de informação GPS centralizada Output: Processamento de informação com base em regras de negócio definidas Área Exclusiva: Possibilidade de acesso a dados privados de cada operador mediante área exclusiva 31

32 ANDANTE o futuro A Deus pertence! 32

33 Obrigado! Aurélio Garcia 33

Cartão Andante Azul. Cartão Andante Gold

Cartão Andante Azul. Cartão Andante Gold Guia Intermodal Zonamento Cartões Andante Cartão Andante Azul Cartão em papel, não personalizado. Recarregável com títulos ocasionais (Títulos de Viagem e Andante 24). Cada cartão só pode conter um tipo

Leia mais

O SIG como apoio à mobilidade intermodal

O SIG como apoio à mobilidade intermodal Especializações em Transportes Transportes e Vias de / SIG Comunicação / INSPIRE e Sistemas Painel de Lisboa Informação 6 novembro Geográfica 2012 Transportes / SIG / INSPIRE O SIG como apoio à mobilidade

Leia mais

ÍNDICE A melhor forma de andar no Grande Porto! Zonamento Andante Cartões Andante Títulos de Transporte Andante

ÍNDICE A melhor forma de andar no Grande Porto! Zonamento Andante Cartões Andante Títulos de Transporte Andante ÍNDICE A melhor forma de andar no Grande Porto! 3 Zonamento Andante 4 Cartões Andante 6 Cartão Andante Azul 6 Cartão Andante Gold 6 Títulos de Transporte Andante 7 Títulos Ocasionais 7 Título de Viagem

Leia mais

5º Encontro Transportes em Revista

5º Encontro Transportes em Revista 5º Encontro Transportes em Revista Transportes factor de inclusão social António Proença Administrador-Delegado 1 O que é a OTLIS? É um ACE (Agrupamento Complementar de Empresas) formado por 7 Operadores

Leia mais

A CP Lisboa e o Desenvolvimento Sustentável

A CP Lisboa e o Desenvolvimento Sustentável A CP Lisboa e o Desenvolvimento Sustentável CP Lisboa Unidade de Negócios da Comboios de Portugal E.P.E. Gestão de Transporte Ferroviário de passageiros na área metropolitana de Lisboa Prestar serviço

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS DE 2011

RELATÓRIO E CONTAS DE 2011 RELATÓRIO E CONTAS DE 2011 TIP Transportes Intermodais do Porto, A.C.E. Av. Fernão de Magalhães, 1862 9º 4350-158 Porto Telef. 225071172 - Fax 225071110 Contribuinte n.º 506 240 266 Registado com o n.º

Leia mais

Inovar com o Sistema VIVA

Inovar com o Sistema VIVA Inovar com o Sistema VIVA Novas Soluções de Venda de Títulos de Transporte OTLIS, ACE / Miguel Brito da Silva Agenda 1. O Consórcio OTLIS 2. O Sistema VIVA 3. Desafios OTLIS VIVA: melhorar a experiência

Leia mais

Seminário Mobilidade Sustentável

Seminário Mobilidade Sustentável Acessibilidade (locais) Facilitar o acesso Mobilidade (pessoas) Facilitar a deslocação Sistema de Transportes Impacte Social Impacte Ambiental Impacte Económico Repartição Modal Supremacia crescente do

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS DE 2010

RELATÓRIO E CONTAS DE 2010 RELATÓRIO E CONTAS DE 2010 TIP Transportes Intermodais do Porto, A.C.E. Av. Fernão de Magalhães, 1862 9º 4350-158 Porto Telef. 225071172 - Fax 225071110 Contribuinte n.º 506 240 266 Registado com o n.º

Leia mais

Casa da América Latina. Empresa Pública Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.E.M.

Casa da América Latina. Empresa Pública Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.E.M. Casa da América Latina Empresa Pública Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.E.M. 2013.04.18 Lisboa, Portugal A Cidade de Lisboa A Cidade de Lisboa População : 500.000 habitantes; 2 milhões

Leia mais

2014 Relatório e Contas

2014 Relatório e Contas 2014 Relatório e Contas TIP Transportes Intermodais do Porto, A.C.E. Av. Fernão de Magalhães, 1862 9º 4350-158 Porto Telef. 225071172 - Fax 225071110 Pessoa Coletiva n.º 506 240 266 Registado sob o n.º

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS DE 2012

RELATÓRIO E CONTAS DE 2012 RELATÓRIO E CONTAS DE 2012 TIP Transportes Intermodais do Porto, A.C.E. Av. Fernão de Magalhães, 1862 9º 4350-158 Porto Telef. 225071172 - Fax 225071110 Contribuinte n.º 506 240 266 Registado com o n.º

Leia mais

appmetro Manual do utilizador

appmetro Manual do utilizador A aplicação Oficial Metro de Lisboa, é um guia que pretende ser útil, prestando assistência nas deslocações pela cidade de Lisboa, utilizando a rede de transporte metro. Inclui o mapa/diagrama de rede,

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS DE 2009

RELATÓRIO E CONTAS DE 2009 RELATÓRIO E CONTAS DE 2009 TIP Transportes Intermodais do Porto, A.C.E. Av. Fernão de Magalhães, 1862 9º 4350-158 Porto Telef. 225071172 - Fax 225071110 Contribuinte n.º 506 240 266 Registado com o n.º

Leia mais

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro www.regiaodeaveiro.pt PIMT de Aveiro, Aveiro TIS.PT Transportes Inovação e Sistemas, S.A. 1 16 Breve enquadramento A Comunidade Intermunicipal

Leia mais

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes (PIMT) da Região de Aveiro. PIMT Região de Aveiro 1 16

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes (PIMT) da Região de Aveiro. PIMT Região de Aveiro 1 16 Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes (PIMT) da Região de Aveiro 1 16 Breve enquadramento A Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) decidiu desenvolver o Plano Intermunicipal de

Leia mais

Sistemas Inteligentes de Transporte (Intelligent Transportation Systems) é um conjunto de tecnologias de telecomunicações e de informática para

Sistemas Inteligentes de Transporte (Intelligent Transportation Systems) é um conjunto de tecnologias de telecomunicações e de informática para Sistemas Inteligentes de Transporte (Intelligent Transportation Systems) é um conjunto de tecnologias de telecomunicações e de informática para aplicação nos veículos e nos sistemas de transportes. Hoje

Leia mais

O Sector do Transporte Rodoviário Colectivo de Passageiros

O Sector do Transporte Rodoviário Colectivo de Passageiros O Sector do Transporte Rodoviário Colectivo de Passageiros Uma Abordagem Valpi Sumário 1. Envolvente 2. Oportunidades 3. Abordagem Valpi Envolvente Repartição dos Modos Transporte na AMP 1991 2001 7,1

Leia mais

METRO DO PORTO. Melhoria da mobilidade. Foto do site da Bombardier

METRO DO PORTO. Melhoria da mobilidade. Foto do site da Bombardier METRO DO PORTO Melhoria da mobilidade Foto do site da Bombardier Rui Site: Rodrigues www.maquinistas.org (Ver Opinião) Email rrodrigues.5@netcabo.pt Data: Público, 15 de Dezembro de 2003 METRO DO PORTO

Leia mais

Política Tarifária nos Sistemas de Transporte Público

Política Tarifária nos Sistemas de Transporte Público Grupo Parlamentar PROJECTO-LEI N.º /X Política Tarifária nos Sistemas de Transporte Público Exposição de Motivos Nas sociedades actuais a mobilidade das populações é cada vez maior. A política de transportes

Leia mais

Relatório de Gestão e Sustentabilidade. Relatório de Gestão e Sustentabilidade 2011 1

Relatório de Gestão e Sustentabilidade. Relatório de Gestão e Sustentabilidade 2011 1 Relatório de Gestão e Sustentabilidade Relatório de Gestão e Sustentabilidade 2011 1 As melhores vistas da cidade Relatório de Gestão e Sustentabilidade Índice 1 MENSAGEM DA PRESIDENTE 7 2 O ANO DE 2011

Leia mais

2013 Relatório e Contas

2013 Relatório e Contas 2013 Relatório e Contas TIP Transportes Intermodais do Porto, A.C.E. Av. Fernão de Magalhães, 1862 9º 4350-158 Porto Telef. 225071172 - Fax 225071110 Contribuinte n.º 506 240 266 Registado com o n.º 22

Leia mais

Software para gestão de Espaços Desportivos

Software para gestão de Espaços Desportivos Innux Sports Gerir um espaço desportivo, qualquer que seja o seu carácter, com actividades pontuais ou regulares, implica a definição de estratégias de gestão, de programação e de produção adequadas à

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 247/IX CRIA O PASSE SOCIAL INTERMODAL NA ÁREA METROPOLITANA DO PORTO

PROJECTO DE LEI N.º 247/IX CRIA O PASSE SOCIAL INTERMODAL NA ÁREA METROPOLITANA DO PORTO PROJECTO DE LEI N.º 247/IX CRIA O PASSE SOCIAL INTERMODAL NA ÁREA METROPOLITANA DO PORTO A população da Área Metropolitana do Porto nunca teve a possibilidade de aceder a um título de transporte colectivo

Leia mais

TRANSDATA SMART BILHETAGEM ELETRÔNICA

TRANSDATA SMART BILHETAGEM ELETRÔNICA BRASIL ARGENTINA +55 19 3515.1100 www.transdatasmart.com.br SEDE CAMPINAS-SP RUA ANA CUSTÓDIO DA SILVA, 120 JD. NOVA MERCEDES CEP: 13052.502 FILIAIS BRASÍLIA RECIFE CURITIBA comercial@transdatasmart.com.br

Leia mais

ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA FACTORES DE SUCESSO PARA O TRANSPORTE FERROVIÁRIO. CP LISBOA ENG.º ÓSCAR AMORIM Lisboa, 5 de Julho de 2007

ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA FACTORES DE SUCESSO PARA O TRANSPORTE FERROVIÁRIO. CP LISBOA ENG.º ÓSCAR AMORIM Lisboa, 5 de Julho de 2007 ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA FACTORES DE SUCESSO PARA O TRANSPORTE FERROVIÁRIO CP LISBOA ENG.º ÓSCAR AMORIM Lisboa, 5 de Julho de 2007 ÁREA DE ACTUAÇÃO A CP Lisboa é a Unidade de Negócio da CP responsável

Leia mais

Gestão da mobilidade urbana

Gestão da mobilidade urbana Fernando Nunes da Silva Vereador da Mobilidade C. M. Lisboa Fernando Nunes da Silva OE Coimbra JAN 2013 JAN 13 Gestão da mobilidade urbana - dificuldades e soluções uma política de mobilidade para Lisboa:

Leia mais

ACORDO AIMINHO COM A CP/EMPRESAS. MANUAL de UTILIZAÇÃO

ACORDO AIMINHO COM A CP/EMPRESAS. MANUAL de UTILIZAÇÃO ACORDO AIMINHO COM A CP/EMPRESAS MANUAL de UTILIZAÇÃO Abril de 2009 ACORDO AIMINHO COM A CP/EMPRESAS MANUAL de UTILIZAÇÃO A AIMinho celebrou um Acordo Comercial com a CP Caminhos de Ferro Portugueses que

Leia mais

Introdução à Automação. Domínios de aplicação. Exemplos de aplicação. Domótica. Introdução à Automação. Exemplos de Aplicações

Introdução à Automação. Domínios de aplicação. Exemplos de aplicação. Domótica. Introdução à Automação. Exemplos de Aplicações Introdução à Automação Introdução à Automação Exemplos de Aplicações Armando Sousa, asousa@fe.up.pt, Professor Auxiliar, FEUP-DEEC & José António Faria, jfaria@fe.up.pt, Professor Auxiliar, FEUP-DEIG A

Leia mais

PROJECTO SIGEBI SISTEMA DE GESTÃO DE BILHÉTICA. João Rodrigo Silva Patrícia Boavida Lisboa, 15-12-2011

PROJECTO SIGEBI SISTEMA DE GESTÃO DE BILHÉTICA. João Rodrigo Silva Patrícia Boavida Lisboa, 15-12-2011 PROJECTO SIGEBI SISTEMA DE GESTÃO DE BILHÉTICA João Rodrigo Silva Patrícia Boavida Lisboa, Agenda Enquadramento do Projecto Objectivos Macro Cartões de Transportes Equipamentos na Rede de Bilhética Transacções

Leia mais

ACORDO COMERCIAL CELEBRADO ENTRE A CP CAMINHOS DE FERRO PORTUGUESES, E.P., E A CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO-ALEMÃ

ACORDO COMERCIAL CELEBRADO ENTRE A CP CAMINHOS DE FERRO PORTUGUESES, E.P., E A CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO-ALEMÃ ACORDO COMERCIAL CELEBRADO ENTRE A CP CAMINHOS DE FERRO PORTUGUESES, E.P., E A CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO-ALEMÃ A CP compromete-se a vender títulos de transporte para todos os comboios Alfa Pendular

Leia mais

Oportunidades de melhoria No Sistema de Transporte Coletivo

Oportunidades de melhoria No Sistema de Transporte Coletivo Oportunidades de melhoria No Sistema de Coletivo Nos últimos anos Curitiba promoveu diversas melhorias operacionais na RIT, como: Melhorias nos terminais Melhorias de acessibilidade Implantação da Linha

Leia mais

CASE STUDY - A EXPERIÊNCIA DE BILHÉTICA DE LISBOA. Regina Ferreira Presidente da OTLIS, A.C.E

CASE STUDY - A EXPERIÊNCIA DE BILHÉTICA DE LISBOA. Regina Ferreira Presidente da OTLIS, A.C.E CASE STUDY - A EXPERIÊNCIA DE BILHÉTICA DE LISBOA Regina Ferreira Presidente da OTLIS, A.C.E A experiência da Bilhética de Lisboa O Sistema VIVA de Interoperabilidade Maria Regina Ferreira Presidente da

Leia mais

BACKBONE CITY PULSE. City Pulse Plano de Negócios 1

BACKBONE CITY PULSE. City Pulse Plano de Negócios 1 BACKBONE Veículos Informação ao público (visual e sonora) sobre o percurso (estação seguinte,...) Entretenimento a bordo (conteúdos multimédia, WiFi público,...) Monitorização (contagem de passageiros,

Leia mais

Mobilidade Sustentável - Melhores Práticas em Lisboa

Mobilidade Sustentável - Melhores Práticas em Lisboa Mobilidade Sustentável - Melhores Práticas em Lisboa OUT. 2011 Fonte: terrasdeportugal.wikidot.com Fórum Transnacional - Projecto START Mobilidade - Câmara Municipal de Lisboa Mobilidade Sustentável Melhores

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA Anexo II.6 Especificações do Sistema de Bilhetagem Eletrônica PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA ÍNDICE 1 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 2 CONCEPÇÃO DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA... 2 2.1 Processos

Leia mais

GULLIVER DEMONSTRAÇÕES - REGRAS DE UTILIZAÇÃO

GULLIVER DEMONSTRAÇÕES - REGRAS DE UTILIZAÇÃO GULLIVER DEMONSTRAÇÕES - REGRAS DE UTILIZAÇÃO Gulliver Demonstração de Mini-autocarros Eléctricos em Frotas de Transporte Público Urbano - é uma experiência com dois mini-autocarros eléctricos que podem

Leia mais

ANET Associação Nacional dos Engenheiros Técnicos Associação de direito público Secção Regional Centro

ANET Associação Nacional dos Engenheiros Técnicos Associação de direito público Secção Regional Centro PROTOCOLO CP/EMPRESAS ANET SECÇÃO REGIONAL CENTRO Caro Colega, A ANET ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS, SECÇÃO REGIONAL DO CENTRO celebrou protocolo com a CP LONGO CURSO para venda de bilhetes

Leia mais

ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA.

ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA. EDITAL CONCORRÊNCIA 01/2015 ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA. Este Anexo apresenta as especificações requeridas para o Sistema de Bilhetagem Eletrônica SBE a ser implantado

Leia mais

ACORDO CP/EMPRESAS COM A ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS

ACORDO CP/EMPRESAS COM A ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS ACORDO CP/EMPRESAS COM A ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS A CP LONGO CURSO celebrou protocolo com a ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS para venda de bilhetes em regime de tarifário especial, proporcionando aos seus

Leia mais

STCP Relatório e Contas 2008

STCP Relatório e Contas 2008 STCP Relatório e Contas 2008 1 STCP Relatório e Contas 2008 ÍNDICE 1 PERFIL... 3 2 QUEM SOMOS... 4 2.1 VISÃO... 4 2.2 MISSÃO... 4 3 MENSAGEM DA PRESIDENTE... 6 4 FACTOS MARCANTES 2008... 9 5 GOVERNO DA

Leia mais

Princípios de Bom Governo

Princípios de Bom Governo Princípios de Bom Governo Regulamentos internos e externos a que a empresa está sujeita Sendo a STCP uma sociedade anónima, rege-se pelo previsto nos seus estatutos, aprovados pelo Decreto-Lei 202/94,

Leia mais

Por Márdel Cardoso. Sistema de Fidelização e Cashless Sem Fila/Sem Dinheiro)

Por Márdel Cardoso. Sistema de Fidelização e Cashless Sem Fila/Sem Dinheiro) Por Márdel Cardoso Sistema de Fidelização e Cashless Sem Fila/Sem Dinheiro) 1. O que é Cashless 2. Open Loop e Closed Loop 3. Arenas Closed Loop 4. Arenas Open Loop 5. Pesquisas Sistema de Fidelização

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE TRANSPORTE DOS SERVIÇOS DA CP

CONDIÇÕES GERAIS DE TRANSPORTE DOS SERVIÇOS DA CP CONDIÇÕES GERAIS DE TRANSPORTE DOS SERVIÇOS DA CP 01.10.2013 INDICE INTRODUÇÃO... 4 CAPÍTULO I PRESTAÇÃO DO SERVIÇO... 5 I.1 DEFINIÇÃO DA OFERTA COMERCIAL DOS SERVIÇOS DA CP... 5 I.1.1. Serviços Alfa Pendular,

Leia mais

LOCALIZAÇÃO DE viaturas. ampligest

LOCALIZAÇÃO DE viaturas. ampligest LOCALIZAÇÃO DE viaturas ampligest ampligest Índice A solução mais completa Vantagens Destinatários / utilizadores Apresentação Gestão de frota Outras opções de controlo www.ampliretorno.com Tecnologia

Leia mais

ACORDO CP/ ORDEM DOS ARQUITECTOS SECÇÃO REGIONAL NORTE

ACORDO CP/ ORDEM DOS ARQUITECTOS SECÇÃO REGIONAL NORTE CP / ACORDOS COMERCIAIS ACORDO CP/ ORDEM DOS ARQUITECTOS SECÇÃO REGIONAL NORTE A CP LONGO CURSO celebrou um Acordo Comercial com a SECÇÃO REGIONAL NORTE DA ORDEM DOS ARQUITECTOS para venda de bilhetes

Leia mais

Painel Lisboa 10 outubro 2012

Painel Lisboa 10 outubro 2012 Especialização em Transportes e Vias de Comunicação Sistemas e Tecnologias Inteligentes de Transportes Painel Lisboa 10 outubro 2012 SISTEMA DE AJUDA À EXPLORAÇÃO E SISTEMA DE BILHÉTICA Eng. Carlos Figueiredo

Leia mais

ambithus Informação Prática COMO PROCEDER À INSCRIÇÃO? ORGANIZAÇÃO DA FORMAÇÃO INSCRIÇÕES EM GRUPO GARANTIA DE QUALIDADE CONTACTOS DA AMBITHUS

ambithus Informação Prática COMO PROCEDER À INSCRIÇÃO? ORGANIZAÇÃO DA FORMAÇÃO INSCRIÇÕES EM GRUPO GARANTIA DE QUALIDADE CONTACTOS DA AMBITHUS ambithus Informação Prática COMO PROCEDER À INSCRIÇÃO? ORGANIZAÇÃO DA FORMAÇÃO INSCRIÇÕES EM GRUPO GARANTIA DE QUALIDADE CONTACTOS DA AMBITHUS COMO CHEGAR À AMBITHUS? FICHA DE CANDIDATURA PARA A FORMAÇÃO

Leia mais

Boas Práticas de aplicação nacional. Planeamento da Mobilidade Urbana Sustentável 1º Workshop Algarve 27 de junho de 2014

Boas Práticas de aplicação nacional. Planeamento da Mobilidade Urbana Sustentável 1º Workshop Algarve 27 de junho de 2014 Boas Práticas de aplicação nacional Planeamento da Mobilidade Urbana Sustentável 1º Workshop Algarve 27 de junho de 2014 A. Modos Suaves Infraestruturas Rede ciclável Murtosa EcoPista do Dão Viseu/ Santa

Leia mais

Descrição de um problema de integração: Sistema de vendas online

Descrição de um problema de integração: Sistema de vendas online Integração Empresarial Descrição de um problema de integração: Sistema de vendas online Luís Costa - 8050120 Abril, 2012 1. Introdução Este documento apresenta detalhadamente o processo de negócio de uma

Leia mais

Solução de gestão de frota automóvel

Solução de gestão de frota automóvel Solução de gestão de frota automóvel Gisgeo Information Systems www.gisgeo.pt UPTEC Parque de Ciência e Tecnologia R. Actor Ferreira da Silva, 100 gisgeo@gisgeo.pt 4200-298 Porto +351 220301572 Portugal

Leia mais

A plataforma EasyFrota é uma solução de gestão e localização de frotas baseada em tecnologia de localização por GPS e em telecomunicações GSM/GPRS.

A plataforma EasyFrota é uma solução de gestão e localização de frotas baseada em tecnologia de localização por GPS e em telecomunicações GSM/GPRS. FUNCIONALIDADES EASYFROTA EasySoft, Lda Centro Empresarial e Tecnológico Rua de Fundões, N. º 151 3700-121 S. João da Madeira Tel. 256001911 URL: www.easysoftware.pt SOBRE A EASYSOFTWARE A EasySoftware

Leia mais

Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação

Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação José Miguel Santos, Miguel Serrano Ana Maria Nunes Missão Promover o processo de inovação, transformando o conhecimento em vantagens

Leia mais

COMO LIGAR E CONFIGURAR

COMO LIGAR E CONFIGURAR 1 2 GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA COMO LIGAR E CONFIGURAR carregar a bateria O utilizador deverá, em primeiro lugar, carregar a bateria do sistema. A primeira carga deverá ter um tempo ininterrupto de 6 horas.

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR 1 ÍNDICE ÍNDICE...2 INTRODUÇÃO...3 PANORAMA...5 SITUAÇÃO, ALERTAS E BOTÕES...6 Situação...6 Alertas...7 Botões...7 O MAPA PRINCIPAL...8 MOSTRAR TUDO...9 MÓDULO DE ADMINISTRAÇÃO...10

Leia mais

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos SOFTWARE Fácil utilização. Ambiente Windows XP Profissional. Controle individual dos operadores com diferentes níveis de acesso. Registo de todas as entradas, pagamentos, saídas e de anomalias. Informação

Leia mais

I TAG. Esta actividade da BizCell, denominada por I TAG, tem por base a criação de uma rede social em torno do cartão TAG da Optimus.

I TAG. Esta actividade da BizCell, denominada por I TAG, tem por base a criação de uma rede social em torno do cartão TAG da Optimus. I TAG Esta actividade da BizCell, denominada por I TAG, tem por base a criação de uma rede social em torno do cartão TAG da Optimus. Neste negócio os colaboradores para além de usufruírem de comunicações

Leia mais

FleetBoard: Sobre nós.

FleetBoard: Sobre nós. Uma empresa da Daimler AG FleetBoard: Sobre nós. A Daimler FleetBoard GmbH, com sede em Estugarda, oferece serviços de Internet apoiados na telemática para a gestão inteligente dos veículos e transportes

Leia mais

Que possíveis desenvolvimentos para a Marca INTEGRA?

Que possíveis desenvolvimentos para a Marca INTEGRA? Projeto START Workshop Que possíveis desenvolvimentos para a Marca INTEGRA? Source: Google Earth Mobilidade e Transportes Lisboa, 24 Maio 2012 A Marca INTEGRA (I) A Marca INTEGRA A marca Integra pretende

Leia mais

Plano Estratégico dos Transportes (2011-2015)

Plano Estratégico dos Transportes (2011-2015) JAN.2012 Plano Estratégico dos Transportes (2011-2015) Transportes Públicos de Passageiros Fernando Nunes da Silva Vereador da Mobilidade - Câmara Municipal de Lisboa Plano Estratégico de Transportes (2011

Leia mais

O NOS & NÓS resulta do protocolo estabelecido entre a NOS e o Corpo Nacional de Escutas CNE.

O NOS & NÓS resulta do protocolo estabelecido entre a NOS e o Corpo Nacional de Escutas CNE. PARCEIRA DA NOS & NÓS O NOS & NÓS resulta do protocolo estabelecido entre a NOS e o Corpo Nacional de Escutas CNE. O NOS & NÓS tem por base a promoção dos cartões pré-pagos da NOS, utilizando a rede nacional

Leia mais

Introdução. Relatórios - Actividade

Introdução. Relatórios - Actividade Introdução A partir da plataforma do Geonaut é possível construir relatórios, estes relatórios constituem um importante documento de análise e de avaliação da execução do Projecto GEONAUT, estes visam

Leia mais

Contributos para o sistema de transportes

Contributos para o sistema de transportes Contributos para o sistema de transportes INDICE 1. Enquadramento macroeconómico 2. Acelerar os processos de reestruturação 3. O papel das empresas Estratégicas 4. Os caminhos da tecnologia como alavanca

Leia mais

Software de Gestão Central GEONAUT

Software de Gestão Central GEONAUT Software de Gestão Central GEONAUT Acesso em tempo real na Web A autentificação do utilizador (user e password) conduz a uma interface personalizada, onde a disposição das funcionalidades e informação,

Leia mais

Visitas Guiadas ao Complexo Mineiro de S. Domingos

Visitas Guiadas ao Complexo Mineiro de S. Domingos Visitas Guiadas ao Complexo Mineiro de S. Domingos Definição de condições e preços A Fundação Serrão Martins (FSM) proporciona visitas guiadas ao complexo mineiro, sujeitas a marcação prévia e à disponibilidade

Leia mais

Nota: na sequência do cadastramento você será convidado a responder uma pesquisa, visando à melhoria do Sistema de Transporte.

Nota: na sequência do cadastramento você será convidado a responder uma pesquisa, visando à melhoria do Sistema de Transporte. 1. O que é Bilhete Único Mensal? O Bilhete Único Mensal é o cartão que permite ao seu titular, com um único pagamento do valor definido para o mês, o uso do transporte coletivo durante 31 dias a contar

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS PROTOCOLO OA CP CAMINHOS DE FERRO PORTUGUESES CONDIÇÕES * >> DESCONTO DE 15% no preço de cada viagem, nos comboios ALFA PENDULAR e INTERCIDADES, respectivamente, nas CLASSES CONFORTO e 1ª CLASSE, na altura

Leia mais

Porto/Lisboa/Faro Lisboa / Braga. SERVIÇO INTERCIDADES Lisboa Porto /Guimarães Lisboa Guarda Lisboa Covilhã Lisboa Faro Lisboa Beja Lisboa Évora

Porto/Lisboa/Faro Lisboa / Braga. SERVIÇO INTERCIDADES Lisboa Porto /Guimarães Lisboa Guarda Lisboa Covilhã Lisboa Faro Lisboa Beja Lisboa Évora MAPA DA REDE SERVIÇO ALFA PENDULAR Porto/Lisboa/Faro Lisboa / Braga SERVIÇO INTERCIDADES Lisboa Porto /Guimarães Lisboa Guarda Lisboa Covilhã Lisboa Faro Lisboa Beja Lisboa Évora SERVIÇO ALFA PENDULAR

Leia mais

Os nossos produtos. www.gisgeo.pt 3

Os nossos produtos. www.gisgeo.pt 3 www.gisgeo.pt A Gisgeo Information Systems, Lda. é uma empresa que comercializa equipamentos de localização de pessoas ou bens, apoiada no conhecimento especializado de uma equipa portuguesa de licenciados

Leia mais

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural I Seminário sobre Turismo Rural e Natureza Diferenciar o Produto, Qualificar a Oferta, Internacionalizar o Sector MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural TÂNIA

Leia mais

Condições gerais de utilização do Cartão de Identificação de Cliente para Transportes da Região de Lisboa

Condições gerais de utilização do Cartão de Identificação de Cliente para Transportes da Região de Lisboa Condições gerais de utilização do Cartão de Identificação de Cliente para Transportes da Região de Lisboa O Cartão de Identificação de Cliente, doravante designado por cartão, é propriedade da Entidade

Leia mais

Exemplos de Inovação. Inovações de produto: Exemplos de inovações de produto:

Exemplos de Inovação. Inovações de produto: Exemplos de inovações de produto: Exemplos de Inovação Neste documento apresenta-se uma descrição dos vários tipos de inovação e respectivos exemplos para ajuda no preenchimento das questões relacionadas com a introdução de inovações.

Leia mais

Manual de Tecnologias de Informação e Comunicação

Manual de Tecnologias de Informação e Comunicação 2010 Manual de Tecnologias de Informação e Comunicação ELABORADO POR: UNIVERSITAS, CRL i Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P. Manual de Tecnologias de Informação e Comunicação Formação

Leia mais

RESOLUÇÃO AGERBA N 08, DE 03 DE JUNHO DE 2013.

RESOLUÇÃO AGERBA N 08, DE 03 DE JUNHO DE 2013. RESOLUÇÃO AGERBA N 08, DE 03 DE JUNHO DE 2013. Dispõe sobre a implantação do Sistema de Bilhetagem Eletrônica em linhas metropolitanas de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros. A Diretoria

Leia mais

POCKET. Existe um código presente em cada local de consumo. O consumo é feito no momento, pela leitura do código, sem compra antecipada

POCKET. Existe um código presente em cada local de consumo. O consumo é feito no momento, pela leitura do código, sem compra antecipada POCKET Existe um código presente em cada local de consumo O código contém toda a informação estática necessária para a tarifação O consumo é feito no momento, pela leitura do código, sem compra antecipada

Leia mais

Especificações Técnicas e Funcionais

Especificações Técnicas e Funcionais Introdução Especificações Técnicas e Funcionais A presente Especificação, elaborada pela São Paulo Transporte S.A. SPTrans, tem como objetivo estabelecer os requisitos técnicos, operacionais e funcionais

Leia mais

CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC

CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC PLANO DE OUTORGA ANEXO VI CADERNO DE SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA Abril/2014 Sumário 1. SISTEMAS

Leia mais

TRANSFERÊNCIA PARA OS MUNICÍPIOS DAS NOVAS COMPETÊNCIAS EM MATÉRIA DE ORGANIZAÇÃO, FINANCIAMENTO E CONTROLE DE FUNCIONAMENTO DOS TRANSPORTES ESCOLARES

TRANSFERÊNCIA PARA OS MUNICÍPIOS DAS NOVAS COMPETÊNCIAS EM MATÉRIA DE ORGANIZAÇÃO, FINANCIAMENTO E CONTROLE DE FUNCIONAMENTO DOS TRANSPORTES ESCOLARES TRANSFERÊNCIA PARA OS MUNICÍPIOS DAS NOVAS COMPETÊNCIAS EM MATÉRIA DE ORGANIZAÇÃO, FINANCIAMENTO E CONTROLE DE FUNCIONAMENTO DOS APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 299/84 DE 5 DE SETEMBRO ALTERADO/A PELOS SEGUINTES

Leia mais

ANEXO 4.2. BILHETAGEM ELETRÔNICA: PROCESSO DE ARRECADAÇÃO E PAGAMENTO

ANEXO 4.2. BILHETAGEM ELETRÔNICA: PROCESSO DE ARRECADAÇÃO E PAGAMENTO ANEXO 4.2. BILHETAGEM ELETRÔNICA: PROCESSO DE ARRECADAÇÃO E PAGAMENTO ANEXO 4.2. BILHETAGEM ELETRÔNICA: PROCESSO DE ARRECADAÇÃO E PAGAMENTO ÍNDICE 4.2.1 DISTRIBUIÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO, ARRECADAÇÃO SITUAÇÃO

Leia mais

Administração. Contabilidade

Administração. Contabilidade Escolas Europeias Gabinete do Secretário-Geral Administração Contabilidade Ref.: 2006-D-94-pt-5 Original: EN Versão: PT Remodelação das disposições relativas ao reembolso das despesas de viagem das missões

Leia mais

A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES. Opções da União Europeia e posição de Portugal

A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES. Opções da União Europeia e posição de Portugal A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES Opções da União Europeia e posição de Portugal 1 I Parte - O Plano de Acção da EU Plano de Acção para a Mobilidade Urbana Publicado pela Comissão Europeia

Leia mais

Factura Mod #1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21

Factura Mod #1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21 2 Factura Mod #1 1 4 5 3 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21 Factura Mod #1 Factura Mod #2 21 Factura Mod #2 LEGENDA 1 Contactos. Telefone e horário de atendimento da Vimágua. 2 Dados do titular

Leia mais

Retalho. Simplificamos o seu negócio.

Retalho. Simplificamos o seu negócio. Retalho Soluções especializadas para boutiques, sapatarias, perfumariam, hipermercados, supermercados, lojas de electrodomésticos, hardware, jardins. etc. Também tem software especializado em ponto de

Leia mais

Apresentação Programas de Apoio

Apresentação Programas de Apoio Apresentação Programas de Apoio Índice Programa MOP APOIO SOCIAL Introdução Suportes para apoio Redes formatadas Descrição Tabela de custos Outros formatos Descrição Tabela de custos Contatos 2 4 5 7 12

Leia mais

SISTEMA DE COMERCIALIZAÇÃO DAS PASSAGENS DO TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE NATAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

SISTEMA DE COMERCIALIZAÇÃO DAS PASSAGENS DO TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE NATAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SISTEMA DE COMERCIALIZAÇÃO DAS PASSAGENS DO TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE NATAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS JANEIRO 2015 1 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...7 1. INTRODUÇÃO...7 1.1. Contexto...7 1.2. Objetivos...9 2.

Leia mais

Feito para si pela Autoridade Competente do Transporte Público de Rhode Island (RIPTA).

Feito para si pela Autoridade Competente do Transporte Público de Rhode Island (RIPTA). GUIA DE COMO VIAJAR NA RIPTA Um guia passo-a-passo para usar o autocarro Feito para si pela Autoridade Competente do Transporte Público de Rhode Island (RIPTA). PÁGINA 2 VAMOS PLANEAR A NOSSA VIAGEM! Como

Leia mais

SERVIÇO ALFA PENDULAR

SERVIÇO ALFA PENDULAR ACORDO COMERCIAL A CP LONGO CURSO celebra Acordos Comerciais para venda de bilhetes em regime de tarifário especial, proporcionando aos associados das Entidades a aquisição a preços mais vantajosos nos

Leia mais

Informação ao cliente 1 de fevereiro de 2012. Tarifas

Informação ao cliente 1 de fevereiro de 2012. Tarifas Informação ao cliente 1 de fevereiro de 2012 Tarifas Títulos Ocasionais Cartão viva viagem 0,50 Bilhete viagem Metro (para toda a rede do Metro) 1,25 Bilhete diário Carris/Metro (válido em toda a rede

Leia mais

ECONOMIA DOS TRANSPORTES. Conferência Internacional, 17 de Abril de 2015, Luanda Manuel Mota - Rodoviária de Lisboa.

ECONOMIA DOS TRANSPORTES. Conferência Internacional, 17 de Abril de 2015, Luanda Manuel Mota - Rodoviária de Lisboa. MOBILIDADE Assegura acesso aos bens e serviços disponibilizados pela sociedade; Contribui para a competição entre as cidades ou regiões, favorecendo o crescimento económico; Contribui para a coesão social;

Leia mais

ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA

ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA O que é o ALD ProFleet2? É um serviço de dados que utiliza um sistema telemático avançado de gestão de frotas e que lhe permite administrar, localizar em

Leia mais

Mobile Phone Ticket. Transportes como factor de inclusão social. Pedro de Melo Pereira Siemens Mobility 5º Encontro Transportes em Revista

Mobile Phone Ticket. Transportes como factor de inclusão social. Pedro de Melo Pereira Siemens Mobility 5º Encontro Transportes em Revista Mobile Phone Ticket Transportes como factor de inclusão social Pedro de Melo Pereira Siemens Mobility 5º Encontro Transportes em Revista Siemens SA 2008 As inovações Siemens mudaram o Mundo Indústria Dos

Leia mais

Sistema de informações a usuários do Transporte Coletivo.

Sistema de informações a usuários do Transporte Coletivo. Sistema de informações a usuários do Transporte Coletivo. Autores: Celso Bersi; Economista - Diretor de Transporte Urbano 1) Empresa de Desenvolvimento Urbano e Social de Sorocaba - URBES Rua Pedro de

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Secretaria de Estado de Transportes

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Secretaria de Estado de Transportes Concorrência n.º 01/2011 - REABERTURA ANEXO II.7 Especificações das Funcionalidades Mínimas do Sistema Integrado de Mobilidade (Tecnologia) e do Sistema de Vigilância da Frota por Câmeras de Televisão

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES * >> DESCONTO DE 15% no preço de cada viagem, nos comboios ALFA PENDULAR e INTERCIDADES, respectivamente, nas CLASSES CONFORTO e 1ª CLASSE, na altura da aquisição do bilhete. >> DESCONTO DE 30%

Leia mais

APRESENTAÇÃO ACORDO COMERCIAL

APRESENTAÇÃO ACORDO COMERCIAL APRESENTAÇÃO ACORDO COMERCIAL A CP LONGO CURSO celebra Acordos Comerciais para venda de bilhetes em regime de tarifário especial, proporcionando aos colaboradores e associados das Entidades a aquisição

Leia mais

MOVIMENTO MENOS UM CARRO PEDALAR NUMA CIDADE COM SETE COLINAS

MOVIMENTO MENOS UM CARRO PEDALAR NUMA CIDADE COM SETE COLINAS GETTYIMAGES MOVIMENTO MENOS UM CARRO PEDALAR NUMA CIDADE COM SETE COLINAS ENQUADRAMENTO > O transporte público e, em especial, o transporte urbano rodoviário, são pouco valorizados pela população em geral

Leia mais

E X E M P L O S I N O V A Ç Ã O

E X E M P L O S I N O V A Ç Ã O E X E M P L O S D E I N O V A Ç Ã O 2 0 1 3 Exemplos de Inovação... 3 Inovação de produto (Bens / Serviços)... 3 Exemplos de inovações de produto... 4 Bens... 4 Serviços... 4 Diferenças entre bens e serviços...

Leia mais

Apresentação de Solução

Apresentação de Solução Apresentação de Solução Solução: Gestão de Altas Hospitalares Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros,

Leia mais

ANEXO 3.7. Sistema de Bilhetagem Eletrônica

ANEXO 3.7. Sistema de Bilhetagem Eletrônica ANEXO 3.7 Sistema de Bilhetagem Eletrônica 1 1. INTRODUÇÃO O modelo de cobrança de tarifas para toda a RMTC, inclusive para o objeto desta Concessão, é aquele estabelecido pela Deliberação CDTC-RMG nº

Leia mais