Biblioteca de Política em Ciência e Tecnologia. Boletim de NovasAquisições v. 1, n

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Biblioteca de Política em Ciência e Tecnologia. Boletim de NovasAquisições v. 1, n. 4. 2013"

Transcrição

1 Biblioteca de Política em Ciência e Tecnologia Boletim de NovasAquisições v. 1, n

2 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Secretaria-Executiva Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Gestão e Inovação Serviço de Biblioteca de Políticas em Ciência e Tecnologia Boletim de Novas Aquisições Brasília 2013

3 MINISTRO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Marco Antonio Raupp SECRETÁRIO EXECUTIVO Luiz Antonio Rodrigues Elias SUBSECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO Gerson Galvão COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO E INVOVAÇÃO Paulo Henrique de Assis Santana DIVISÃO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO Pilade Baiocchi Neto CHEFE DO SERVIÇO DE BIBLIOTECA DE POLÍTICA EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA Elise Silva do Nascimento ELABORAÇÃO Elise Silva do Nascimento Pedro Ivo Queiroz Mariz Anderson Andreis Brasil. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Serviço de Biblioteca de Políticas em Ciência e Tecnologia. Boletim de novas aquisições / Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Serviço de Biblioteca de Políticas em Ciência e Tecnologia. Brasília, MCTI, v. Periodicidade irregular I. Título. II. Brasil. Ministério da Ciência, Tecnologia. III. Comunicação Científica - Periódicos. IV. Disseminação da Informação Livros. CDU (051) SERVIÇO DE BIBLIOTECA DE POLÍTICA EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA SPO, Área 05, Quadra 03, Bloco E, Térreo CEP: Brasília, DF Telefone: (61) e Fax: (61) Site:

4 Apresentação O Boletim de Novas Aquisições tem o objetivo de divulgar as novas publicações incluídas no acervo da Biblioteca de Políticas em Ciência e Tecnologia BPC&T. Este volume abrange os últimos títulos incluídos no ano de 2013, compreendendo um total de 180 novas obras adquiridas em diversas áreas do conhecimento. Estas publicações já estão disponíveis para consulta e/ou empréstimo, e podem ser acessadas através do catálogo online da biblioteca, no seguinte endereço: Os pedidos de empréstimo devem ser encaminhados à Seção de Referência e Empréstimo, pelo ou pelos telefones e

5 Sumário 1.CIÊNCIAS EXATAS DA TERRA Ciência Desenvolvimento Sustentável Matemática Meio Ambiente Mudança Climática CIÊNCIAS HUMANAS Antropologia Filosofia Mudança Social Metodologia Científica Psicologia Sociologia Teologia CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS Administração Administração de Processos Administração Pública Aprendizagem Organizacional Gestão do Conhecimento Gestão de Pessoas Gestão de Projetos Mudança Organizacional Planejamento Estratégico Ciência da Informação Arquivologia Biblioteconomia Ciência Política Contabilidade Comunicação Marketing Direito Direito Administrativo Direito Ambiental Direito Civil Direito Constitucional Direito Comercial... 43

6 Direito Econômico Direito Internacional Direito Penal Economia Desenvolvimento Econômico Relações Públicas Trabalho ENGENHARIA & TECNOLOGIA Ciência e Tecnologia Informática e computação Tecnologia da Informação LINGUISTICA, LITERATURA E ARTE Literatura Gramática Redação Técnica... 66

7 1.CIÊNCIAS EXATAS DA TERRA 1.1. Ciência NUSSENZVEIG, H. M. (Org.). Complexidade e caos. 3. ed. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, p. ISBN Obra de referência para a divulgação científica, o livro reúne artigos de 18 cientistas nacionais e estrangeiros sobre os sistemas complexos deterministas do universo. O organizador, o físico Moysés Nussenzveig, é responsável pela Introdução do livro, que é o resultado do primeiro ciclo de conferências promovido pela Coordenação de Programas de Estudos Avançados (Copea) da UFRJ, realizado em 1995, e conta com a participação de especialistas brasileiros e estrangeiros. 2.ed Prêmio Jabuti melhor livro de Ciências Exatas Desenvolvimento Sustentável BOFF, Leonardo. Sustentabilidade: o que é : o que não é. Petrópolis, RJ: Vozes, p. ISBN A sustentabilidade representa, diante da crise socioambiental generalizada, uma questão de vida ou morte. O autor faz um histórico do conceito desde o século XVI até os dias atuais, submetendo a uma rigorosa crítica os vários modelos existentes de desenvolvimento sustentável. SILVA, Edson (Org.); FERREIRA, Antonia et al. Saúde ambiental: o meio ambiente e o homem : coletânea de artigos científicos. São Paulo: All Print Editora, p. ISBN A sociedade planetária tem evidentes sinais de que a saúde de nosso ambiente tem sido comprometida pelo modo de vida que escolhemos. A vida no globo é desigual e o status de uma qualidade perseguida é marcantemente favorável ao hemisfério norte. Na Rio + 20 a discussão versará sobre o nosso futuro comum e o fortalecimento do conceito da economia verde. Que atitudes de respeito ao meio ambiente devemos desenvolver para efetivamente dar vazão à sustentabilidade ambiental? Esta obra marca alguns ensaios vivenciados em dez artigos científicos que exploram o amadurecimento da geração preocupada com nossa oikos. Ação do vírus da dengue, gás natural como matriz energética, hidropirataria, mosquito da dengue em fossa de esgoto, acidente de trânsito e saúde pública, sismologia induzida em reservatórios de usinas, bioprospecção, radiação UVA e UVB, campos eletromagnéticos são temas abordados pouco discutidos em nossas políticas públicas Matemática JEFFREY, Andrew. Aumente sua habilidade com os números: maneiras de fazer contas com mais agilidade. São Paulo: Publifolha, p., il. graf., tab. (Pensamento eficaz). ISBN As questões matemáticas costumam causar arrepios em muita gente que tem pouca familiaridade com o assunto. Este livro procura acabar com esse medo, apresentando maneiras simples para o leitor entender o funcionamento de padrões numéricos, fazer

8 operações básicas de cabeça, aprender a usar estimativas e empregar a matemática a seu favor no cotidiano. Traz exercícios para fixar o aprendizado, curiosidades históricas sobre o tema e informações sobre a vida e a obra de grandes matemáticos Meio Ambiente COSTA, Carlos Alexandre Gehm da. Contabilidade ambiental: mensuração, evidenciação e transparência. São Paulo: Atlas, xiv, 266 p., il. graf., tab. ISBN Aborda temas relacionados com a contabilidade ambiental, meio ambiente e seu gerenciamento, tais como: desenvolvimento sustentável, sistema de gestão ambiental, GRI,SA 8000,responsabilidade socioambiental. O tema abordado incentiva as empresas e os profissionais da área contábil a assumirem uma postura ética em seu relacionamento com o meio ambiente, visando à continuidade, à qualidade de vida das gerações futuras e à minimização dos impactos ambientais sobre seu patrimônio e sua imagem. A obra apresenta uma proposta de implantação de uma gestão contábil ambiental e exemplo de caso. E por meio da contabilidade ambiental divulgando os gastos ambientais das organizações torna-se possível a aplicação e a análise dos indicativos, proporcionando aos seus diversos usuários a obtenção de informações que os auxiliem a inferir sobre projeções futuras a respeito da empresa e o meio ambiente. Os 9 capítulos que a obra contém estão assim discriminados: aspectos conceituais e referenciais; contabilidade da gestão ambiental; sistema de gestão ambiental; GRI -Global Reporting Iniciative; SA 8000, Balanço social; Balanço ambiental; DVA; Relatório socioambiental: uma proposta de estrutura para relatórios. SANTOS, Luciano Miguel Moreira dos. Avaliação ambiental de processos industriais. 4. ed. São Paulo: Oficina de textos, p., il. graf., tab. ISBN Com a implantação de sistemas de gestão ambiental, as indústrias necessitam de uma metodologia para avaliar seus processos, efluentes e impactos ambientais significativos. A 4ª Edição apresenta a atualização das normas ISO e aplicação prática da metodologia de avaliação ambiental por meio do software Sistema de Avaliação Ambiental de Processos, SAAP, que permite calcular o índice de pressão ambiental (IPA) do processo. O software é disponibilizado para download por meio de senha exclusiva que consta no exemplar do livro. De maneira didática, o livro explica como calcular os impactos e pressão ambiental de determinados poluentes em um processo industrial, tendo como base a legislação ambiental e o nível de sustentabilidade de consumo de recursos naturais e energia, representados por indicadores ambientais das técnicas Análise do Ciclo de Vida das normas ISO O autor explica que todos os bens de consumo que facilitam nossa vida e proporcionam o conforto são oriundos de processos industriais. "À medida que demandamos determinado bem para utilização em nosso cotidiano, proporcionamos um incremento de produção gerando riqueza e renda, bem como emissões e resíduos que se bem gerenciados, contribuem para alcançarmos o desenvolvimento sustentável" Mudança Climática KLABIN, Israel. A Urgência do presente: biografia da crise ambiental. Rio de Janeiro: Elsevier, xv, 372 p., il. graf. ISBN A interferência do homem afeta profundamente os ciclos físicos, químicos e biológicos que garantem a vida na terra da forma como a conhecemos. Neste livro, Israel Klabin une sua experiência como estudioso pioneiro à história da crise ambiental, levando-nos a compreender as interações entre os sistemas geofísicos e socioeconômicos e as motivações políticas e culturais que levaram ao desequilíbrio do meio ambiente. Suas indagações são movidas pela "urgência do presente", uma vez que as atividades humanas estão rompendo o equilíbrio térmico da Terra, importantes fluxos naturais estão sendo alterados e

9 espécies estão sendo perdidas diariamente em uma das maiores extinções em massa já ocorridas na Terra. Este livro, direcionado a todos que se interessam pelos desafios do presente e do futuro, é um convite à reflexão, com o intuito de que possamos buscar caminhos possíveis, que garantam aos nossos descendentes o mesmo estoque de recursos naturais que recebemos de nossos antepassados. 2. CIÊNCIAS HUMANAS 2.1. Antropologia DAMATTA, Roberto. O que faz o brasil, Brasil?. Rio de Janeiro: Rocco, p., il. grav. ISBN Escrito por um dos mais importantes antropólogos brasileiros, não pretende trazer uma definição exaustiva ou uma versão definitiva do que é o Brasil. Mas nos proporciona a surpresa do verdadeiro encontro: pois O que faz o brasil, Brasil? é justamente aquilo que faz com que nos reconheçamos como brasileiros nos mínimos e mais variados gestos. Múltiplo e rico, o Brasil é o país do carnaval e do feijão com arroz: da mistura e da fantasia. Mas também do jeitinho que dribla a lei e da hierarquia velada pela cordialidade. Somos brasileiros na devoção e no sincretismo, no culto à ordem e na malandragem, no trabalho duro e na preguiça. O Brasil maiúsculo que Roberto DaMatta apresenta não é um conjunto de instituições ou de fatos históricos, e sim o fundamento de nossa identidade. Nossa brasilidade é um estilo, uma maneira particular de construir e perceber a realidade Filosofia BERGSON, Henri. Memória e vida. São Paulo: Martins Fontes, p. ISBN Henri Bergson é um dos filósofos fundamentais do século XX. Seus conceitos teóricos apoiam-se na ideia central de que a experiência se manifesta sob dois aspectos - de um lado, na forma de fatos localizados no espaço, cujo estudo constitui o domínio próprio da ciência; de outro, como intuição da pura duração, cujo método é a filosofia. 'Memória e Vida' reúne textos significativos sobre os temas essenciais da filosofia de Bergson - a natureza e as características da duração, a intuição como método, a necessidade de uma nova metafísica, a memória, o ela vital, a vida e a matéria, o riso, a filosofia da moral e da religião, entre outros. FEYERABEND, Paul. Contra o método. São Paulo: Universidade Estadual Paulista, p. ISBN Esta edição combina partes de 'Against method' com excertos de 'Science in a free societ', acrescido de um capítulo sobre o julgamento de Galileu e outro sobre a noção de realidade que parece ser requerida pelo fato de que o conhecimento é parte de um processo histórico complexo. O autor defende dois pontos de vista - primeiro, que a ciência pode ficar em pé sobre suas próprias pernas e não precisa de nenhuma ajuda; e segundo, que culturas, procedimentos e pressupostos não-científicos também podem ficar em pé sobre suas próprias pernas e deveria ser-lhes permitido fazê-lo, se tal é o desejo de seus representantes. A moderna filosofia da ciência tem dado grande atenção ao entendimento das 'práticas' cientificas, em comparação com o volume anterior de trabalhos sobre o método científico. A obra de Paul Feyerabend tem sido uma significativa contribuição para esse debate, salientando as deficiências de algumas idéias muito difundidas sobre a natureza do conhecimento. Ele afirma que as únicas explicações viáveis para os sucessos científicos são explicações históricas e que a teoria deve agora substituir o racionalismo na teoria do conhecimento. Esta

10 edição deste texto clássico contém um novo prefácio e mais reflexões sobre diversos aspectos, nos quais o autor analisa tanto os mais recentes debates sobre a ciência como o impacto dos produtos e práticas científicas sobre a comunidade humana. GADAMAR, Hans-Georg. Verdade e método I: traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. 11. ed. Petrópolis: Vozes; Bragança Paulista: Editora Universidade São Francisco, v p. (Coleção pensamento humano; v. 1). ISBN Neste livro Gadamer discute a metodologia das ciências do espírito e da natureza na busca da verdade, à luz da ciência da hermenêutica. A experiência da arte, que serve, assim, de caminho e paradigma para o modo de ser da hermenêutica; a compreensão dentro da ciências históricas do espírito. Estas intentam desenvolver uma teoria da hermenêutica absoluta, a qual desemboca na hermenêutica de Schleiermacher, no historicismo diltheyano ou na fenomenologia de Husserl e Heidegger; o desenvolvimento do fenômeno da linguagem como a experiência humana do mundo, que é propriamente onde a hermenêutica encontra seu solo realmente ontológico. GADAMAR, Hans-Georg. Verdade e método II: complementos e índice. Petrópolis: Vozes, v p. ISBN Neste livro Gadamer discute a metodologia das ciências do espírito e da natureza na busca da verdade, à luz da ciência da hermenêutica. A experiência da arte, que serve, assim, de caminho e paradigma para o modo de ser da hermenêutica; a compreensão dentro da ciências históricas do espírito. Estas intentam desenvolver uma teoria da hermenêutica absoluta, a qual desemboca na hermenêutica de Schleiermacher, no historicismo diltheyano ou na fenomenologia de Husserl e Heidegger; o desenvolvimento do fenômeno da linguagem como a experiência humana do mundo, que é propriamente onde a hermenêutica encontra seu solo realmente ontológico Mudança Social ALBUQUERQUE, Roberto Cavalcanti de. O desenvolvimento social do Brasil: balanço dos anos e agenda para o futuro. Rio de Janeiro: José Olympio, p., il. graf., tab. ISBN Criado em 1988 por João Paulo dos Reis Velloso, o FÓRUM NACIONAL realiza, desde então, reuniões anuais com o intuito de preservar o entendimento de que o Brasil não pode prescindir de um projeto de longo prazo, a partir do qual se possam direcionar investimentos, promover correções, preencher lacunas, etc. Na condição de diretor do FÓRUM, Roberto Cavalcanti de Albuquerque tem acompanhado de perto essa atividade. O livro ora publicado - O desenvolvimento social do Brasil dá um balanço no esforço desenvolvido no sentido de dispor de índices mensuráveis, capazes de proporcionar avaliações objetivas e consistentes. Entre estes se destacam o Índice de Desenvolvimento Social (IDS) e o Índice de Inclusão Social (IIS). Indica que, desde os anos setenta, " questão social brasileira passou a ser percebida como resultante, essencialmente, de extrema e crescente desigualdade na distribuição de renda". A partir dessa hipótese, o IDS foi concebido em Entre os antecedentes, assinala o empenho das Nações Unidas, desde 1960, no sentido de conceber metodologia de construção de índices compositivos de desenvolvimento socioeconômico, de que resultou o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), de que se dispõe atualmente para o conjunto das nações. O livro de Roberto Cavalcanti de Albuquerque contém para o Brasil, regiões e estados o resultado das pesquisas para estabelecimento do confronto do IDS entre 1970 e Em síntese, há estados que podem ser classificados como dispondo de alto índice de desenvolvimento social, situados basicamente no Sudeste, Sul e Centro-

11 Oeste. Nos extremos, em 2010, encontramos o Distrito Federal, com índice de 9,08 (sendo 10 o limite) e Alagoas (6,41). No período considerado, o IDS do Brasil cresceu à média anual de 2%, com estas variações: Nordeste, 3.3%; Centro-Oeste, 2,4%; Norte, 2,2% e Sudeste, 1,5%. Segundo os resultados indicados, como indica o autor, "houve acentuada redução das disparidades inter-regionais de desenvolvimento social." Quanto ao Índice de Inclusão Social, parte da afirmação de que a ideia de democracia moderna assenta-se em três princípios fundamentais". Seriam: soberania popular; governo representativo e, terceiro, o poder político, sobre ser exercido direta ou indiretamente pelo povo, deve ser empregado em seu benefício". Acredita que a sua expressão objetiva poderia ser alcançada através da medida do emprego e renda (mediante estes dados: taxa de ocupação, grau de formalização e proporção de não pobres na população e o precedente coeficiente de igualdade"); educação e conhecimento (taxa de alfabetização; percentagem de três estratos segundo anos de estudos); e, informação e conhecimento (percentagem de domicílios com computador e acesso à internet; televisão e telefone.). Os resultados são agrupados deste modo: médio-alto (índice entre 8,5 e 7,0); médio-baixo (6,9 a 5,0) e baixo (menos de 4,9) No primeiro grupo encontram-se regiões metropolitanas de Curitiba e Porto Alegre; Distrito Federal e São Paulo. Tomando o conjunto das regiões, a média seria Sul, com 7,63; Sudeste, 7,38; Centro-Oeste, 6,69; Norte, 5,45 e Nordeste, 4,82. Os índices mais baixos situam-se nestes estados: Piauí (4,51); Alagoas (4,41) e Maranhão (4,4%). Adicionalmente, reconstituiu-se o desenvolvimento econômico (crescimento do PIB e da população) no largo período compreendido entre 1900 e Do ponto de vista populacional, no início do século XX, a população do Brasil equivalia a 1% da mundial, e, em 2010, a 2,8%. Em termos absolutos, evoluiu de 17,4 milhões, em 1900, para 190,7 milhões em 2020 (multiplicou-se por onze). Escreve: "Nos 110 anos que vão de 1900 a 2010, os primeiros oitenta anos ( ) foram de elevado crescimento: 5,7% anuais para o PIB e 3,2% para o PIB per capita. As duas últimas décadas do século XX (os anos ) foram de virtual paralisia econômica, com ligeira recuperação no primeiro decênio deste século, que exibiu crescimento médio anual do PIB de 3,6% e de 2,3% do PIB per capita." SHIRKY, Clay. A cultura da participação: criatividade e generosidade no mundo conectado. Rio de Janeiro: Zahar, p. ISBN Como a internet foi capaz de transformar tão drasticamente o modo como utilizamos nosso tempo livre? Para o guru da web Clay Shirky, a resposta está em como as novas tecnologias permitem que, com baixíssimo custo e risco, apliquemos algo que sempre tivemos: a vontade de usar nossos talentos para criarmos juntos coisas novas. De consumidores passivos de produtos culturais fornecidos por uma minoria, rapidamente estamos nos transformando em criadores do que outros como nós consomem. Uma mudança que parece pequena, mas vem provocando uma verdadeira revolução. Nos últimos vinte anos, assistimos a uma transformação radical na forma como milhões de pessoas obtêm informação. Com a experiência de quem trabalha com mídia colaborativa desde o início da rede de computadores, o autor reúne diversos exemplos de novas e impressionantes ferramentas criadas de forma compartilhada. Algumas são bastante conhecidas, como a enciclopédia online Wikipédia, enquanto outras se limitam a usuários especializados, como a plataforma de programação de código aberto Apache. E ainda há os casos de ativismo político, como o site Ushahidi.com, por meio do qual quenianos puderam burlar a censura do governo e divulgar atos de violência em tempo real. Shirky ainda explica como explorar da melhor maneira as oportunidades criadas pela tecnologia e pelas redes sociais. Mesmo que cada indivíduo dedique apenas uma pequena fração de seu tempo na construção de algo útil para a população do planeta, é possível gerar uma fonte inesgotável de recursos para melhorar o mundo. Uma defesa das novas formas de consumo e produção de informação e um guia de como fazer parte desta revolução com criatividade e generosidade.

12 2.4. Metodologia Científica HEGENBERG, Leonidas; ARAÚJO JUNIOR, Antonio Henriques de; HEGENBERG, Flávio Edmundo Novaes (Org.). Métodos de pesquisa: de Sócrates a Marx e Popper. São Paulo: Atlas, p., il. graf. ISBN Genericamente falando, estudiosos costumavam admitir que qualquer investigação poderia ser conduzida mais ou menos inteligentemente e com esperança de êxito. Guiados por esses pressupostos, também admitiram que, existindo métodos para buscar verdades, um deles seria o "correto". Aos filósofos das ciências caberia, então, caracterizar o método correto, indicando onde procedimentos alternativos estariam equivocados. Essas ideias, em voga até meados do século XX, não contam com aprovação generalizada nos dias de hoje. A rejeição se justifica lembrando que atribuem exagerada confiança na possibilidade de haver uma "primeira filosofia" a priori, além e acima dos procedimentos de cientistas, capaz de classificar esses procedimentos, indicando os "bons" e os "maus". Atualmente, a metodologia ganhou atribuições mais modestas. Cabe-lhe examinar métodos de pesquisa efetivamente adotados, em diversas épocas, em diferentes áreas de estudo - não para criticá-los, mas para sistematizar pressupostos de um domínio particular, num dado momento. Nestas páginas, um grupo de estudiosos discorre a respeito de métodos empregados em suas áreas de trabalho. Os autores colocam as observações desses estudiosos em amplo contexto histórico-filosófico, de Sócrates até o século XXI, ressaltando o permanente debate entre dedução e indução - objeto de considerações ao longo de toda a obra.

13 2.5. Psicologia BRACEY, Ron (Ronald). Aumente seu potencial de inteligência: maneiras de estimular e apurar o raciocínio. São Paulo: Publifolha, p. ISBN Programa detalhado para o leitor ampliar sua capacidade de absorver, analisar e guardar dados e informações. Através de exercícios e testes criativos, estimula as competências intelectuais, ajuda a melhorar o poder de comunicação e argumentação e incentiva a busca de soluções criativas para os problemas. Também auxilia a aprimorar a organização e o planejamento mental, desenvolver a habilidade de lidar com mudanças e apurar a inteligência emocional. Mostra, por meio de exemplos práticos, como compreender e captar os sinais da intuição e ampliar a percepção. BORG, James. A arte da persuasão: consiga tudo o que quer sem precisar pedir. São Paulo: Saraiva, p., il. grav. ISBN "Como não amar este livro? Ele é repleto de dicas que podem ser adotadas à primeira leitura. Fácil de ler, apesar de não subestimar o poder da mensagem. Altamente recomendável." Common Outlook Consulting Inc. Você alguma vez já pensou em como seria conseguir que as pessoas façam tudo o que você quiser, sempre que você quiser? Todos conheceram pessoas incrivelmente persuasivas. Com graça e sem o menor esforço, elas conseguem conquistar a nossa confiança, o nosso interesse e o nosso apoio. Será que é um dom com o qual nasceram? Será uma ilusão? Não, é a arte da persuasão e você também pode aprendê-la. Com base em muitos anos de análise de comportamentos e atitudes das pessoas mais persuasivas, o livro A arte da persuasão, de James Borg, coloca ao seu alcance a fórmula mágica para dominar o poder da persuasão a maneira definitiva de conquistar sucesso no trabalho e na vida pessoal. Com o poder da persuasão, você aprenderá a: - Ser um bom ouvinte e a tornar-se muito persuasivo; - Usar técnicas simples para conquistar mais atenção; - Ter consciência da sua linguagem corporal e interpretar a linguagem corporal das pessoas; - Sempre dizer a coisa certa no momento certo; - Provocar impacto com o desenvolvimento da memória; - Usar a psicologia em qualquer tipo de negociação de modo a alcançar os melhores resultados. CORDEIRO, Mariana Prioli. Nada sobre nós sem nós: vida independente, militância e deficiência. São Paulo: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, p. ISBN Este livro mapeia os sentidos da vida independentes acionados e praticados por militantes de um movimento de pessoas com deficiência: o Movimento de Vida Independente (MVI). Ao longo dos capítulos, a autora busca apresentar o MVI ao leitor inicialmente situando à história desse grupo dentro da história dos movimentos brasileiros pelos direitos das pessoas com deficiência. Mariana Prioli Cordeiro apresenta repertórios sobre a vida independente (independência, autonomia, empoderamento, autodeterminação e participação) que circulam nos discursos dos militantes do MVI e como esses repertórios performam práticas. MOORE, Gareth. Aumente o desempenho do seu cérebro: maneira de exercitar e fortalecer a mente. São Paulo: Publifolha, p., il. grav. ISBN Mostra como é possível aprimorar a capacidade de raciocínio e tornar o pensamento mais ágil e rápido para enfrentar desafios, solucionar problemas do cotidiano e melhorar a interpretação de informações. Oferece uma série de exercícios e jogos numéricos, verbais e de análise lógica - em três níveis de dificuldade -, que ajudam a treinar e avaliar as

14 competências cognitivas. Explica como tornar a mente mais ativa, saudável e dinâmica em todas as idades e apresenta estratégias práticas para estimular a criatividade e o potencial de aprendizado. TIPPER, Michael. Aumente a capacidade de sua memória: maneiras de memorizar com mais facilidade. São Paulo: Publifolha, p., il. tab. (Pensamento eficaz). ISBN Este livro traz técnicas comprovadas para expandir a capacidade da mente de guardar e recordar acontecimentos e informações importantes. Por meio de imagens e exercícios associativos, mostra como é possível melhorar o registro de números de telefone, listas, senhas, nomes, fisionomias, dados, discursos e como acessar esses dados com agilidade no momento certo. Apresenta maneiras de evitar esquecimentos indesejados e demonstra que uma boa memória não depende da idade, mas de exercícios e atividades que estimulam o armazenamento e a recuperação de fatos relevantes Sociologia BRINGHAM,Tony; CONNER, Marcia. O novo social learning: como transformar as empresas com aprendizagem em rede. São Paulo: Évora, p. ISBN Além da onda, das palavras da moda e de todo o valor que está no entretenimento de se reconectar a velhos amigos, as pessoas em organizações ao redor do mundo usam as mídias sociais para colaborar e aprender. As novas tecnologias permitem um novo tipo de ecossistema construído no conhecimento, colocando as pessoas em seu núcleo. O modelo clássico de negócio pressupõe que a informação relevante é criada e partilhada por meio tanto da gestão quanto do treinamento. Mas o modelo clássico não é mais suficiente: há coisas demais a conhecer e aprender, pouquíssimo tempo para formar um ponto de vista, e a informação muda rápido demais para ser transmitida. Um bebedouro virtual torna-se o ponto de encontro para compartilhar ideias e fazer perguntas, muito além dos limites das organizações formais em reuniões ou salas de aula. Nossa habilidade inerente de aprender em conjunto pode ser facilitada pelas tecnologias emergentes que estendem, alargam e aprofundam nosso alcance. Mais do que qualquer outra tecnologia, as mídias sociais nos permitem abraçar as necessidades de mudar a demografia do ambiente de trabalho e possibilitam que pessoas de todas as idades aprendam da maneira mais confortável e conveniente para elas. Hoje, redes de pessoas movidas pelo conhecimento, trabalhando através do tempo e do espaço, podem tomar decisões embasadas e resolver problemas complexos de formas com as quais jamais sonhariam um tempo atrás. Ao reunir pessoas que compartilham interesses, não importando a localidade ou o fuso horário de cada uma, as mídias sócias têm o poder de transformar o local de trabalho em um ambiente no qual a aprendizagem é tão natural quanto poderosa. Embora a maioria que escreve sobre mídias sociais concentre-se em como usá-las para o marketing, nós acreditamos que há uma história maior para contar. KASSAR, Mônica de Carvalho Magalhães (Org.). Diálogos com a diversidade: sentidos da inclusão. Campinas, SP: Mercado de Letras, p., il. tab. (Série educação geral, educação superior, formação continuada do educador). ISBN Nas últimas décadas, o Brasil tem implantado várias políticas públicas com o objetivo de atender a população historicamente afastada de garantias sociais. No entanto, leis, programas e projetos, decorrentes do compromisso constitucional, têm sido implementados em um panorama de restrições e ajustes econômicos, sob um planejamento administrativo gerencial, o que proporciona determinadas características à efetivação de tais políticas. Este livro, dividido em três partes, propõe-se a apresentar e analisar diferentes aspectos dos desafios da efetivação dos direitos para a população brasileira, considerando-se as políticas

15 propostas, as estratégias de sobrevivência na escola formal e as tensões vividas com o estabelecimento de direitos sociais em um contexto de diversidade. PEREIRA, Vinicius Andrade. Estendendo McLuhan: da aldeia à teia global : comunicação, memórias e tecnologia. Porto Alegre: Sulina, p. ISBN Estendendo McLuhan pode ser compreendido de diferentes maneiras: que a obra de McLuhan pode ganhar dimensões interpretativas ainda não consideradas dentro do campo da comunicação, ganhando, assim, novas extensões no conjunto dos seus possíveis significados; que as suas ideias devem ser estendidas no tempo, com a intenção de alcançarem o presente, em uma aposta que afirmaria que tais ideias ainda seriam válidas para o entendimento dos problemas e desafios postos pelas novas tecnologias de informação e de comunicação; como uma brincadeira, aproveitando a quase homofonia que há entre estendendo e entendendo, a fim de fazer ecoar, assim, um dos livros mais importantes de McLuhan - Understanding Media: the extensions of man. SHIRKY, Clay. Lá vem todo mundo: o poder de organizar sem organizações. Rio de Janeiro: Zahar, p. ISBN As novas ferramentas virtuais têm tornado possível ondas de protestos que resultam desde a queda de ditaduras ancestrais até a retirada das lojas de uma coleção de calçados feitos com pele de animais exóticos. Hoje, o poder está de maneira crescente em nossas mãos, no sentido de que somos capazes de tomar decisões em grupo sem passar pela intermediação de organizações tradicionais. Clay Shirky, um dos mais influentes pensadores da web, analisa como se tornou possível compartilhar informações, produzir de maneira colaborativa e até mesmo planejar ações coletivas de grande porte sem a intervenção de empresas, partidos políticos ou igrejas. Mais do que um estudo técnico sobre redes sociais, o autor mescla com surpreendente leveza discussões antropológicas a exemplos reais de negócios. Clay aborda tanto as novas formas de organização de indivíduos quanto às mudanças que começam a operar em estruturas tradicionais como empresas, Governos etc. TAPSCOTT, Don. A hora da geração digital: como os jovens que cresceram usando a internet estão mudando tudo, das empresas aos governos. Rio de Janeiro: Agir, p., il. graf., tab. ISBN "A hora da geração digital" é uma investigação do universo digital da tecnologia do século XXI. O autor Dan Tapscott entrevistou cerca de 10 mil jovens e, no lugar de um bando de gente grudada em telas com pouca capacidade de concentração e sem habilidades sociais, ele descobriu uma comunidade que desenvolveu novas formas de pensar, interagir, trabalhar e socializar. Com base em suas descobertas, o autor revela neste livro como o cérebro da 'Geração Internet' processa informações e como os jovens e a internet estão transformando a democracia.

16 2.7. Teologia ELIADE, Mircea. História das crenças e das ideias religiosas: volume I : da idade da pedra aos mistérios de Elêusis. Rio de Janeiro: Zahar, v p. ISBN Esse é o primeiro volume da obra máxima do historiador romeno Mircea Eliade - o mais conhecido estudioso das religiões do século XX. O autor empreende, em ordem cronológica, a análise das manifestações do sagrado nas sociedades humanas, com um estudo singular dos momentos criadores das mais diferentes tradições religiosas do Oriente e do Ocidente. Seu percurso começa na pré-história e segue até o florescimento do culto de Dioniso na Grécia, passando pelas religiões mesopotâmicas, do Egito Antigo, de Israel, da Índia antes de Buda, da Grécia e do Irã. Sua inegável importância para a história das religiões e da cultura universal levou a Zahar a relançá-lo 30 anos depois da primeira publicação no Brasil. Um trajeto essencial para se compreender como os elementos que povoam a vida religiosa dão forma às diversas concepções de mundo de cada povo. 3. CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 3.1. Administração BESSANT, J. R (Jonh R.). Inovação. São Paulo: Publifolha, p., il. graf. ISBN Empreendedores encontram neste livro um guia prático para enfrentar os desafios impostos pela necessidade constante de mudanças. Apresenta em detalhes as etapas para o desenvolvimento de novos produtos, serviços e processos, tudo para que a empresa se posicione à frente dos concorrentes e se mantenha competitiva. Oferece orientações detalhadas sobre como gerir mudanças, direcionar novas ideias, colocá-las em prática e criar uma estratégia de divulgação sólida. Traz ainda exemplos de grandes empresas em situações de renovação. BOOG, Gustavo G. (Gustavo Gruneberg); BOOG, Marcelo. Discursos e práticas de gestão de pessoas e equipes: as revelações obtidas das pesquisas de clima organizacional em empresas brasileiras. Rio de Janeiro: Elsevier, p., il. graf. ISBN Este livro é voltado para os líderes que querem ter seus departamentos e suas organizações num nível alto de excelência. A obra mostra o que acontece na Gestão e explora o binômio discurso versus prática. Ao longo do texto, os autores dão foco especial nos conceitos de Gestão sustentável e na pesquisa de Clima Organizacional Brasil, de publicação inédita, cujo conteúdo abrange mais de 30 mil profissionais de 400 organizações para as quais os autores prestam consultoria, com dados estatísticos reais dos principais pontos fortes e dos pontos a melhorar nas organizações. A pesquisa é uma amostragem dos modelos de Gestão nas organizações brasileiras e, o livro a interpretação dos autores dessa realidade da Gestão nas empresas brasileira, complementada com roteiros práticos de aplicação imediata. CAVALCANTI, Glauco; TOLOTTI, Márcia. Empreendedorismo: decolando para o futuro. 4. tiragem. Rio de Janeiro: Elsevier, p. ISBN Os autores mostram caminhos para empreender, gerar riquezas, produtos e serviços que beneficiem a sociedade partindo da mágica e da atração do voo. Por meio de metáforas e

17 de comparações com o voo de asa deltas, que, como qualquer outra atividade, é uma opção de risco, os autores apresentam ideias e considerações sobre o empreendedorismo e sua relação com o crescimento econômico e com o desenvolvimento do mundo global e competitivo. O foco do livro está nos empreendedores, entendendo-os como fundamentais para produzir ações que levam a nação ao sucesso. O objetivo dos autores é fazer com que os leitores encontrem nas linhas do empreendimento a alegria de um voo e, ao mesmo tempo, a satisfação de imaginar uma atividade econômica empreendedora. CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo: dando asas ao espírito empreendedor. 4. ed. Barueri, SP: Manole, p., il. graf., tab. ISBN Para ser bem-sucedido, o empreendedor não deve apenas saber criar seu próprio empreendimento. Deve também saber gerir seu negócio para mantê-lo e sustentá-lo em um ciclo de vida prolongado e obter retornos significativos de seus investimentos. Isso significa administrar, planejar, organizar, dirigir e controlar todas as atividades relacionadas direta ou indiretamente com o negócio. Isso significa estratégia. Contudo, os meios adequados são extremamente diversos. Não foi por acaso que Idalberto Chiavenato, um dos mais renomados autores na área de Administração de Empresas e de Recursos Humanos, reuniu nesta obra dados e informações imprescindíveis para profissionais que querem, como diz o subtítulo desta edição, dar asas ao seu espírito empreendedor. Em uma linguagem clara, simples e objetiva, o autor avalia e discute as condições favoráveis para um negócio, desde a tomada de decisão inicial até o gerenciamento dos recursos empresariais. Para isso, apresenta tópicos essenciais como planejamento, organização e aquisição de financiamentos; obtenção de recursos humanos; viabilidade e competitividade do negócio; lucratividade, entre outros. CHILD, John. Organização: princípios e prática contemporâneos. São Paulo: Saraiva, xiv, 592 p., il. graf., tab. ISBN Organização Princípios e prática contemporâneos é um manual completo sobre o papel da organização e de sua influência na sociedade atual. Com uma linguagem agradável e acessível, o conteúdo da obra foca tanto as instituições privadas quanto as instituições públicas e as organizações sem fins lucrativos, o que a torna instrumento de consulta obrigatória para todos os envolvidos direta ou indiretamente com essas instituições. Além disso, cada capítulo traz um resumo dos principais pontos abordados, estudos de caso, uma lista de orientações práticas, questões para discussão e sugestões de leitura, tornando o aprendizado mais acessível e contribuindo para o desenvolvimento sistematizado das organizações. CHRISTENSEN, Clayton M. O dilema da inovação: quando as novas tecnologias levam empresas ao fracasso. São Paulo: M. Books, p., il. graf. ISBN Este livro assume a posição radical de que grandes empresas fracassam exatamente porque fazem tudo certo. Ele demonstra por que boas empresas, mesmo mantendo sua antena competitiva ligada, ouvindo os clientes e investindo agressivamente em novas tecnologias, perderam sua liderança no mercado quando se confrontaram com mudanças tecnológicas de ruptura e incrementais na estrutura do mercado. E conta como evitar um destino semelhante. Usando as lições de sucesso e fracasso de companhias líderes, "O Dilema da Inovação" apresenta um conjunto de regras para capitalizar o fenômeno da inovação de ruptura/incremental. Estes princípios ajudarão os administradores a determinar quando é certo não ouvir os clientes, quando investir no desenvolvimento de produtos com menor desempenho que prometem margens menores e quando buscar mercados menores às custas daqueles aparentemente maiores e mais lucrativos. Muitas empresas - sejam de bens de consumo ou serviço, tecnologia de ponta ou não, ou competidores que atuam em ambientes corporativos de mudanças rápidas ou de evolução lenta - enfrentam agora o dilema da inovação. Manter-se próximo do cliente é imprescindível para o sucesso, mas o

18 crescimento e o lucro de longo prazo frequentemente dependem de uma fórmula de gestão muito diferente. Este livro ajudará os administradores a antever as mudanças com que poderão se deparar e como responder para alcançar o sucesso. CORRÊA, Henrique L.; CORRÊA, Carlos A. Administração de produção e operações: manufatura e serviços: uma abordagem estratégica. 3. ed. São Paulo: Atlas, xx, 680 p., il. graf., tab. ISBN A Administração de Produção e Operações é uma área instigante e que tem mudado bastante nas últimas décadas em três principais sentidos: tornou-se mais estratégica, à medida que fica cada vez mais claro o seu potencial de contribuição para o desempenho competitivo das organizações em que se inserem; ampliou seu escopo de atuação, de exclusivamente fabril, para um escopo que inclui a gestão dos tão importantes serviços - não só em relação às empresas tradicionalmente consideradas "prestadoras de serviços", como os hospitais e as companhias aéreas, mas também em relação às parcelas crescentes de serviços que as empresas manufatureiras têm oferecido aos seus clientes como forma de se diferenciarem da concorrência; mais recentemente, estendeu seu horizonte de preocupações, da gestão apenas de unidades operacionais (as fábricas individuais, as unidades individuais de prestação de serviços) para a gestão de redes de unidades operacionais interativas, as chamadas "redes de suprimentos". Este livro traz os principais e mais contemporâneos conceitos e técnicas da área de Administração de Produção e Operações, transitando sempre na fronteira entre o rigor conceitual e a aplicabilidade prática. Para isso apresenta numerosos casos, exemplos e exercícios de aplicação das técnicas não só em empresas brasileiras, mas também em empresas e situações internacionais relevantes. DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo: transformando ideais em negócios. 4. ed., rev. e atual. 2. tiragem. Rio de Janeiro: Elsevier, xviii, 260 p., il. graf., tab. ISBN "O empreendedor é aquele que faz as coisas acontecerem, se antecipa aos fatos e tem uma visão futura da organização!". Esta definição desenvolvida ainda na primeira edição do livro se tornou clássica. O empreendedorismo está hoje presente em mais grades curriculares de cursos de ensino superior do que nunca. Além de administradores, seu público original, engenheiros, arquitetos, dentistas, médicos, fisioterapeutas, sociólogos, psicólogos e estudantes de todas as áreas são expostos à disciplina de empreendedorismo em diversas instituições no Brasil. Esta obra tem - historicamente - trazido conceitos teóricos, discussão acadêmica e reflexão na medida exata, colocando o leitor em condições de praticar a construção de seu negócio e análise das oportunidades de maneira crítica e prática. Um plano de negócios pode ser elaborado como produto final do estudo. O livro traz três novos estudos de caso de grande visibilidade que se somam a três já existentes na edição anterior e que foram atualizados. Especialmente para essa edição comemorativa dos 10 anos foi desenvolvida uma série de vídeos com empreendedores cobrindo os mais variados tópicos do livro. Essas pílulas multimídia são um recurso inovador para motivar os alunos em sala e suportar uma grande gama de atividades complementares individuais e em grupo. Além disso, um infográfico acompanha o livro apresentando os principais acontecimentos da década e que marcaram o empreendedorismo brasileiro. O material complementar disponível no site do autor é extenso e compreende modelos e exemplos de planos de negócios, vídeos, instruções, material didático e guias para professores, jogos, fóruns e muito mais. Esta obra é uma solução completa de ensino de empreendedorismo. FONSECA, José Júlio de Andrade. Empresas inteligentes e competitivas do terceiro milênio. São Paulo: Andreoli, p. ISBN Mesmo com suas grandes contradições e paradoxos, ocupa o Brasil um dos primeiros lugares na economia mundial. Se melhorar sua performance econômica e social em alguns

19 pontos percentuais apenas, entrará sem dúvida para o grupo do G7, ou seja, as sete nações mais ricas do mundo. Apesar de todas as suas limitações o povo brasileiro é ávido de aprender, imensamente desejoso de se modernizar, fácil assimilador de novas tecnologias e ansioso por ser rico e economicamente independente. Os empresários brasileiros, apesar das dificuldades, sofrendo a derrama continua de uma cruel cobrança de impostos, juros altos, falta de infraestrutura, conseguem mesmo assim montar e manter suas empresas que, bem ou mal, vêm construindo a riqueza desta nação e dando oportunidades e empregos a milhões de pessoas. GIARDELLI, Gil. Você é o que você compartilha: E-agora: como aproveitar as oportunidades da vida e trabalho na sociedade em rede. São Paulo: Gente, p. ISBN Todos estão conectados o tempo todo. Isso nos deixa, ao mesmo tempo, extasiados e angustiados. O mundo já não é como costumava ser. A maneira de se relacionar, de trabalhar, comprar, vender, comunicar, informar-se, estudar, fazer amigos, e até revoluções mudou, e muda a cada dia, em um ritmo frenético. A nova ordem está totalmente ligada ao coletivo, às redes de pessoas, ao compartilhamento e, principalmente, à colaboração. Quem está fora desse movimento está perdendo muito e, se não se adaptar, fatalmente desaparecerá. Gil Giardelli diz que a era da informação já acabou. Vivemos o tempo da participação. Para estar nesse cenário de inovação acelerada e aproveitar as inúmeras oportunidades que tudo isso traz, aumentando seu valor e o valor de sua empresa e trabalho, ele mostra: - Como fazer negócios no mundo colaborativo; - Como aproveitar a economia criativa; - As vantagens do web empreendedorismo; - Como usar a sociedade em rede para aprender mais; - Como fazer ativismo digital e cidadania on line; - O que é social good; - O poder das conexões na criação coletiva; - Como usufruir das novas possibilidades de conexão e troca; - O espírito do nosso tempo é a magnificência de fazer coisas que mudam tudo. Mergulhe nesse mar ainda não navegado e participe de um mundo novo e realmente admirável. HUNTER, James C. O monge e o executivo: uma história sobre a essência da liderança. Rio de Janeiro, RJ: Sextante, p., il. graf. ISBN Leonard Hoffman, um famoso empresário que abandonou sua brilhante carreira para se tornar monge em um mosteiro beneditino, é o personagem central desta envolvente história criada por James C. Hunter para ensinar de forma clara e agradável os princípios fundamentais dos verdadeiros líderes. Se você tem dificuldade em fazer com que sua equipe dê o melhor de si no trabalho e gostaria de se relacionar melhor com sua família e seus amigos, vai encontrar neste livro personagens, ideias e discussões que vão abrir um novo horizonte em sua forma de lidar com os outros. É impossível ler este livro sem sair transformado. O Monge e o Executivo é, sobretudo, uma lição sobre como se tornar uma pessoa melhor. JOÃO, Belmiro (Org.). Sistemas de informação. São Paulo, SP: Pearson Education do Brasil, p., il. graf., tab. ISBN Em Sistemas de informação são tratados assuntos como fundamentos da inteligência de negócios, comércio eletrônico, gestão do conhecimento e sistemas integrados de gestão - que, dependendo da abordagem, podem parecer complicados - são apresentados de um ponto de vista inusitado que, ao mostrar como as coisas funcionam na prática, possibilita ao leitor um processo intensivo (e real) de aprendizagem.

20 LI, Charlene. Liderança aberta: como as mídias sociais transformam o mode de liderarmos. São Paulo: Évora, p. ISBN Se alguém quer entender o que é liderar nos dias de hoje, esta é uma leitura obrigatória. Não é à toa que se tornou best-seller do New York Times, tampouco ter guindado Charlene Li ao posto de uma das mais importantes palestrantes sobre tecnologia, mídias sociais e liderança do mundo. Um guia essencial para os líderes que querem usar abertamente as mídias sociais sem perder o controle. Especialmente recomendado para aquelas empresas que ainda pensam que o "bom" é proibir o uso pelos funcionários da Internet ou das mídias sociais em seu ambiente de trabalho... "Ser aberto, ser transparente, ser autêntico" são os atuais mantras dos dirigentes, mas as empresas costumam resistir a isso. A ordem das empresas tem como premissa o conceito de controle e ainda que o novo cenários exija líderes abertos, estes simplesmente não sabem como serem realmente abertos e, concomitantemente, manter o controle. Este livro imprescindível ajudará o líder moderno a entender como liderar no novo mundo aberto, onde blogues, Twitter, Facebook e páginas de busca estão se tornando a norma. A autora apresenta as etapas que os líderes devem considerar para deixar suas organizações mais "abertas", assim como eles próprios, mostrando exatamente o que isso significa, como usar as mídias sociais nesse processo. E oferece aconselhamento aos líderes que estão se adaptando à nova era digital. LUNA, Alexandre. ManGve: implantando governança ágil: uma visão crítica, uma abordagem prática. Rio de Janeiro: Brasport, p., il. graf., tab. ISBN O MAnGve (pronuncia-se "mangue") é um framework para implantação e melhoria dos processos de governança e gerenciamento dos serviços de TIC nas organizações através de uma abordagem ágil, com foco prático e orientações que procuram superar as principais carências e limitações na aplicação dos modelos existentes (ITIL, COBIT, COSO, VAL IT, dentre outros). Esta é uma abordagem inovadora e recente sobre a aplicação de princípios, valores e boas práticas das metodologias ágeis da Engenharia de Software na área de Governança e Gestão. Este modelo usa como mecanismo para o alcance de seus objetivos um conjunto de metáforas e analogias a respeito do mangue, considerado o ecossistema biologicamente mais rico do planeta, além de uma série de atributos lúdicos da cultura Manguebeat. Apresenta uma visão crítica sobre as principais limitações práticas encontradas em oito modelos relacionados à Governança, os fundamentos da Governança Ágil, assim como todo o corpo de conhecimento do MAnGve. Outro ponto que merece destaque é a descrição detalhada da aplicação do MAnGve através de um caso real, onde são explorados as principais dificuldades e limitações, as lições aprendidas e os resultados alcançados. A reflexão em cima destas questões leva o leitor a um conjunto de recomendações sobre por onde iniciar a implementação de governança em sua organização. MATTOS, João Roberto Loureiro; GUIMARÃES, Leonam dos Santos. Gestão da tecnologia e inovação: uma abordagem prática. 2. ed. São Paulo: Saraiva, xiii, 433 p., il. graf., tab. ISBN Um dos fatores de grande importância no desenvolvimento de um país é inovação tecnológica, fundamental também para o crescimento das organizações. O domínio da tecnologia permite a definição precisa dos processos necessários à produção de bens ou serviços. A reestruturação competitiva da economia brasileira, tendo em vista uma crescente integração com a economia mundial, tem como pressuposto a aceleração da capacitação do país em C&T. "Gestão da tecnologia e inovação" é um livro que destaca a importância de entender a tecnologia como parte da organização, uma forma de gerenciar cada vez mais difundida que ajuda os gestores, desde micros até grandes empresas, a sanar suas dificuldades em lidar com situações que se renovam constantemente. Uma importante ferramenta para orientar estudantes e gestores de Ciência e

O tema desta edição do EVP em Notícias é: Conexões

O tema desta edição do EVP em Notícias é: Conexões O tema desta edição do EVP em Notícias é: Conexões Nosso entrevistado é o Prof. Dr. Rogério da Costa, da PUC-SP. A partir de um consistente referencial teórico-filosófico, mas em uma linguagem simples,

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES Por cerca de 50 anos, a série Boletim Verde descreve como a John Deere conduz os negócios e coloca seus valores em prática. Os boletins eram guias para os julgamentos e as

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com PROJETO VITRINE Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF xamcoelho@terra.com.br

Leia mais

Por Prof. Manoel Ricardo. Os caminhos da Educação e a Modelagem Matemática

Por Prof. Manoel Ricardo. Os caminhos da Educação e a Modelagem Matemática Por Prof. Manoel Ricardo Os caminhos da Educação e a Modelagem Matemática A sociedade do século XXI é cada vez mais caracterizada pelo uso intensivo do conhecimento, seja para trabalhar, conviver ou exercer

Leia mais

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO Porto Alegre RS Abril 2010 Bianca Smith Pilla Instituto Federal de Educação,

Leia mais

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados Comunicação e Reputação 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados 1 Introdução Ao contrário do que alguns podem pensar, reputação não é apenas um atributo ou juízo moral aplicado às empresas.

Leia mais

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Questão em foco: Colaboração de produto 2.0 Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Tech-Clarity, Inc. 2009 Sumário Sumário... 2 Introdução à questão... 3 O futuro da

Leia mais

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES:

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: A Teoria das Organizações em seu contexto histórico. Conceitos fundamentais. Abordagens contemporâneas da teoria e temas emergentes. Balanço crítico. Fornecer aos mestrandos

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Fundação Dom Cabral EDUCAÇÃO DE LIDERANÇAS PARA A SUSTENTABILIDADE (ELS)

Fundação Dom Cabral EDUCAÇÃO DE LIDERANÇAS PARA A SUSTENTABILIDADE (ELS) Fundação Dom Cabral Ritual de Passagem: A Educação de Lideranças para a Sustentabilidade INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO ALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO DE LIDERANÇAS PARA A SUSTENTABILIDADE (ELS) Prof. Raimundo Soares

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês seguinte,

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Cesar Aparecido Silva 1 Patrícia Santos Fonseca 1 Samira Gama Silva 2 RESUMO O presente artigo trata da importância do capital

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS CULTURA RELIGIOSA O fenômeno religioso, sua importância e implicações na formação do ser humano, da cultura e da sociedade. As principais religiões universais: história

Leia mais

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES I. NOSSA HISTÓRIA A história da Crescimentum começou em 2003, quando o então executivo do Grupo Santander, Arthur Diniz, decidiu jogar tudo para o alto e investir em uma nova carreira. Ele optou por se

Leia mais

Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso

Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso FRANKENBERG, C. L. C. a*, CANTELLI, M. a, DE OLIVEIRA, P. G. b a. Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

Informação estratégica

Informação estratégica IVENS CONSULT Informação estratégica Ivan Leão diretor da Ivens Consult Introdução A revolução em andamento é que a manufatura ou produção não é mais principal centro de lucro e sim a logística, os sistemas

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

estão de Pessoas e Inovação

estão de Pessoas e Inovação estão de Pessoas e Inovação Luiz Ildebrando Pierry Secretário Executivo Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Prosperidade e Qualidade de vida são nossos principais objetivos Qualidade de Vida (dicas)

Leia mais

Coleção ajuda no sucesso profissional

Coleção ajuda no sucesso profissional COLEÇÃO Unic Josafá Vilarouca Renata Tomasetti (11) 5051-6639 josafa@unicbuilding.com.br renata@unicbuilding.com.br Coleção ajuda no sucesso profissional Série lançada pela Publifolha possui 36 títulos,

Leia mais

Entrepreneurship Lab Inovação, Desempenho e Crescimento Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Entrepreneurship Lab Inovação, Desempenho e Crescimento Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

C.P.F. DOS ENVOLVIDOS: 105111179-06 085997089-29 093745209-23 KRIO. A integração entre a tecnologia e a comunicação para Jovens Aprendizes

C.P.F. DOS ENVOLVIDOS: 105111179-06 085997089-29 093745209-23 KRIO. A integração entre a tecnologia e a comunicação para Jovens Aprendizes C.P.F. DOS ENVOLVIDOS: 105111179-06 085997089-29 093745209-23 KRIO A integração entre a tecnologia e a comunicação para Jovens Aprendizes FLORIANÓPOLIS 2014 2 RESUMO: O projeto apresentado é resultado

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA

Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA O papel das Micro e Pequenas Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA PROF. LÍVIO GIOSA Especialista em modelos de Gestão Empresarial Presidente do CENAM: Centro Nacional de Modernização

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial Sumário executivo À medida que as organizações competem e crescem em uma economia global dinâmica, um novo conjunto de pontos cruciais

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional CENÁRIO A comunicação nas empresas, num mercado impactado por fusões, aquisições, reposicionamentos etc., tem procurado ferramentas de comunicação interna, capazes de integrar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade

Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade Pensar na realidade é pensar em transformações sociais. Atualmente, temos observado os avanços com relação à

Leia mais

1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa

1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa 1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa A motivação, satisfação e insatisfação no trabalho têm sido alvo de estudos e pesquisas de teóricos das mais variadas correntes ao longo do século XX. Saber o que

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração Faculdade Pitágoras de Uberlândia Apostila de Administração Prof. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 SUMÁRIO 1 O PLANO DE NEGÓCIOS...2 1.1 SUMÁRIO EXECUTIVO...5

Leia mais

O papel educativo do gestor de comunicação no ambiente das organizações

O papel educativo do gestor de comunicação no ambiente das organizações O papel educativo do gestor de comunicação no ambiente das organizações Mariane Frascareli Lelis Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP, Bauru/SP e-mail: mariane_lelis@yahoo.com.br;

Leia mais

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa 1. Apresentação 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social A conexão Digital para o Desenvolvimento Social é uma iniciativa que abrange uma série de atividades desenvolvidas por ONGs em colaboração

Leia mais

Profa. Lenimar Vendruscolo Mery 2013 APOSTILA DE GESTÃO DE PESSOAS

Profa. Lenimar Vendruscolo Mery 2013 APOSTILA DE GESTÃO DE PESSOAS APOSTILA DE GESTÃO DE PESSOAS SUMÁRIO 1. O QUE SIGNIFICA GESTÃO DE PESSOAS... 3 2. PRINCIPAIS PROCESSOS DE GESTÃO DE PESSOAS... 3 3. O CONTEXTO DA GESTÃO DE PESSOAS... 4 4. EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE GESTÃO...

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS PORTARIA DE CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 3.544 de 13 de dezembro de 2002, publicada no DOU em 16 de dezembro de 2002. Diretor da Faculdade: José Carlos

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês

Leia mais

Prof Elly Astrid Vedam

Prof Elly Astrid Vedam Prof Elly Astrid Vedam Despertar e saber lidar com os mecanismos de liderança e se preparar para a gestão de pequenos e médios negócios; Identificar conflitos no ambiente de seu negócio, calculando e avaliando

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

Como fazer o seu primeiro MBA?

Como fazer o seu primeiro MBA? GRADE CURRICULAR Como fazer o seu primeiro MBA? Escolha o MBA desejado no seu escritório virtual e confira a Grade Curricular do curso. Faça um a um, todos os módulos referentes ao MBA escolhido baseando-se

Leia mais

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler AULA 5 - PERSPECTIVA DE APRENDIZADO E CRESCIMENTO Abertura da Aula Uma empresa é formada

Leia mais

Mídia, linguagem e educação

Mídia, linguagem e educação 21 3 22 Mídia, Linguagem e Conhecimento Segundo a UNESCO (1984) Das finalidades maiores da educação: Formar a criança capaz de refletir, criar e se expressar em todas as linguagens e usando todos os meios

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 138, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 138, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 138, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING NA EMPRESA: ESTUDO DE CASO NA PORTO ALEGRE CLÍNICAS

PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING NA EMPRESA: ESTUDO DE CASO NA PORTO ALEGRE CLÍNICAS 1 PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING NA EMPRESA: ESTUDO DE CASO NA PORTO ALEGRE CLÍNICAS Porto Alegre RS Março 2010 Bianca Smith Pilla Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO

A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO 2009 Renata Araújo Volpe Estudante do curso de Engenharia de Produção (Brasil) Docente orientadora Carla Bittencourt Lorusso Email: revolpe@pop.com.br

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CIÊNCIAS CONTÁBEIS e ADMINISTRAÇÃO Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT maio/2014 APRESENTAÇÃO Em um ambiente onde a mudança é a única certeza e o número de informações geradas é desmedido,

Leia mais

MBA Executivo Internacional

MBA Executivo Internacional MBA Executivo Internacional Informações* Dias e horários das aulas: Quinzenalmente. Sextas e sábados. Das 08h30 às 17h30. Carga horária: 612 Horas *As informações podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Infraestrutura de informações geoespaciais e georreferenciadas

Infraestrutura de informações geoespaciais e georreferenciadas Infraestrutura de informações geoespaciais e georreferenciadas 1. Apresentação do Problema Epitácio José Paes Brunet É cada vez mais expressiva, hoje, nas cidades brasileiras, uma nova cultura que passa

Leia mais

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Sustentabilidade e Competitividade SUSTENTABILIDADE pode ser entendida como

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

GOVERNANÇA EM TI. Prof. Acrisio Tavares

GOVERNANÇA EM TI. Prof. Acrisio Tavares GESTÃO ESTRATÉGICA DO SUPRIMENTO E O IMPACTO NO DESEMPENHO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS SÉRIE ESPECIAL PCSS A GOVERNANÇA EM TI, SEU DIFERENCIAL E APOIO AO CRESCIMENTO Prof. Acrisio Tavares G GOVERNANÇA EM

Leia mais

Módulo IV. Delegação e Liderança

Módulo IV. Delegação e Liderança Módulo IV Delegação e Liderança "As pessoas perguntam qual é a diferença entre um líder e um chefe. O líder trabalha a descoberto, o chefe trabalha encapotado. O líder lidera, o chefe guia. Franklin Roosevelt

Leia mais

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital 11 1 Introdução Com o advento da nova era da internet, conhecida com web 2.0, e o avanço das tecnologias digitais, o consumidor passa a ter maior acesso à informação bem como à facilidade de expressar

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC BLUMENAU PORTARIA DE CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 1.325 de 18 de maio de 2004, publicada no DOU em 20 de maio de 2004. Diretor da Faculdade: Elita Grosch Maba Diretor

Leia mais

Relatório de Consumo de Conteúdo Profissional 2014

Relatório de Consumo de Conteúdo Profissional 2014 Relatório de Consumo de Conteúdo Profissional 2014 A ascensão dos Revolucionários de Conteúdo: uma análise minuciosa sobre os principais usuários que consomem conteúdo no LinkedIn e como os profissionais

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 FORMAÇÃO DE PROFESSORES QUE ENSINAM MATEMÁTICA: UM ESTUDO SOBRE O CURRÍCULO NA FORMAÇÃO EM LICENCIATURA EM MATEMÁTICA NO ESTADO DO MARANHÃO Mauro Guterres Barbosa Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

Leia mais

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012 2015 Controle de Revisão Ver. Natureza Data Elaborador Revisor

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas:

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas: EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil, enquanto segmento de ensino que propicia um maior contato formal da criança com o mundo que a cerca, deve favorecer a socialização da criança, permitir a interação

Leia mais

Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos

Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos RESUMO Flávia Castro Este artigo tem como finalidade apresentar aos leitores uma breve reflexão sobre o fenômeno do empreendedorismo no Brasil

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: MONSENHOR ANTONIO MAGLIANO Código: 088 Município: GARÇA SP Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICA EM NÍVEL MÉDIO

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

Sustentabilidade nos Negócios

Sustentabilidade nos Negócios Sustentabilidade nos Negócios Apresentação O programa Gestão Estratégica para a Sustentabilidade foi oferecido pelo Uniethos por nove anos. Neste período os temas ligados à sustentabilidade começam a provocar

Leia mais

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Turmas de Agosto de 2014 Início das Aulas: 18/08/2014 Termino das Aulas: 31/08/2015 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA DE SOFTWARE, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente

Leia mais

inovação Os novos paradigmas das organizações Kudryashka / Photoxpress

inovação Os novos paradigmas das organizações Kudryashka / Photoxpress inovação Os novos paradigmas das organizações Kudryashka / Photoxpress 90 Revista Linha Revista Direta Linha - Especial Direta - Especial 15 anos 15 anos A mudança é uma constante. A origem da tecnologia

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

Uma Oportunidade Única de Negócio

Uma Oportunidade Única de Negócio Uma Oportunidade Única de Negócio no Setor de Ensino de Língua Ingles Por ser um empresário bem-sucedido, você certamente está em busca de novas oportunidades de ampliar seu negócio atual e maximizar o

Leia mais

2 SIGNIFICADO DA ADMINISTRAÇÃO

2 SIGNIFICADO DA ADMINISTRAÇÃO 2 SIGNIFICADO DA ADMINISTRAÇÃO 2.1 IMPORTÂNCIA DA ADMINISTRAÇÃO Um ponto muito importante na administração é a sua fina relação com objetivos, decisões e recursos, como é ilustrado na Figura 2.1. Conforme

Leia mais

Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13

Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13 Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13 A Presidenta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

Neurotreinamentos Coaching Executivo, Pessoal e Equipes Consultoria Organizacional,

Neurotreinamentos Coaching Executivo, Pessoal e Equipes Consultoria Organizacional, Neurotreinamentos Coaching Executivo, Pessoal e Equipes Consultoria Organizacional, Planejamento Estratégico e Governança Corporativa Palestras Temáticas e Motivacionais v.03/15 Neurotreinamentos Neurobusiness

Leia mais

Manual Técnico MEMORIAL DESCRITIVO TREINAMENTO E-LEARNING MECÂNICA PARA MULHERES

Manual Técnico MEMORIAL DESCRITIVO TREINAMENTO E-LEARNING MECÂNICA PARA MULHERES Manual Técnico MEMORIAL DESCRITIVO TREINAMENTO E-LEARNING MECÂNICA PARA MULHERES Versão 1.0 Outubro de 2011 2 2 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO 4 1.1 HISTÓRICO 1.2 DEFINIÇÃO 2 OBJETIVOS 5 2.1 - OBJETIVO GERAL 2.2

Leia mais

APOSTILA DE FILOSOFIA E ÉTICA NAS ORGANIZAÇÕES

APOSTILA DE FILOSOFIA E ÉTICA NAS ORGANIZAÇÕES APOSTILA DE FILOSOFIA E ÉTICA NAS ORGANIZAÇÕES 2º. Bimestre Capítulos: I Ética: noções e conceitos básicos II Processo de Decisão Ética III - Responsabilidade Social Apostila elaborada pela Profa. Ana

Leia mais

A minha missão é potencializar resultados e promover o desenvolvimento humano com a socialização dos saberes

A minha missão é potencializar resultados e promover o desenvolvimento humano com a socialização dos saberes DALMIR SANT'ANNA TREINAMENTOS LTDA AVENIDA NEREU RAMOS, 897 CENTRO 88.380-000 BALNEÁRIO PIÇARRAS SC APRESENTAÇÃO Espero que este material, ao chegar em suas mãos e de sua equipe de trabalho, encontrem

Leia mais

MULHER EMPREENDEDORA

MULHER EMPREENDEDORA MULHER EMPREENDEDORA Mara Angélica Schutze Voigt 1 Albertina de Souza Prust 2 Centro Universitário Leonardo da Vinci UNIASSELVI Curso Gestão Comercial (GCO 0070) Prática do Módulo II 13/05/2013 RESUMO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. Disciplina I Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Prérequisito s Carga Horária

Leia mais

PESSOAS ORGANIZACIONAL

PESSOAS ORGANIZACIONAL #7 #8 CULTURA GESTÃO DE PESSOAS ORGANIZACIONAL ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição de cultura 3. A cultura organizacional 4. Níveis da cultura organizacional 5. Elementos da cultura organizacional 6. Dicas

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação - Centro de Ciências Agrárias Departamento de Computação Os sistemas de informação empresariais na sua carreira Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação COM06850-2015-II Prof.

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 01 ASPECTOS DE MUDANÇA CULTURAL

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais