Educação Corporativa e EAD: conceitos, práticas e desafios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Educação Corporativa e EAD: conceitos, práticas e desafios"

Transcrição

1 Educação Corporativa e EAD: conceitos, práticas e desafios Marisa Eboli 2º Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário Brasília, 26 de Novembro de 2010

2 AGENDA 10 anos de Educação Corporativa no Brasil Educação e sociedade: evidências e pesquisas Relembrando conceitos, princípios e práticas de EC Papéis e responsabilidades

3 AGENDA 10 anos de Educação Corporativa no Brasil Educação e sociedade: evidências e pesquisas Relembrando conceitos, princípios e práticas de EC Papéis e responsabilidades

4 10 anos de Educação Corporativa no Brasil Marisa Eboli 27 de novembro de 2009 São Paulo

5 Nossas Referências Internacionais

6 1 2 CorpU s Learning Excellence and Innovation Benchmarking Study.

7 Global Council of Corporate Universities

8 Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Realização

9 Patrocínio:

10 Temas da Pesquisa 1. Perfil das organizações 2. Perfil dos Responsáveis pelos SEC s 3. Estrutura dos SEC s 4. Alinhamento Estratégico e Inserção na Cultura 5. Integração com as demais Áreas 6. Modelo de Governança a dos SEC s 7.Internacionaliz ação da EC 8. Programas Educacionais 9. Práticas de EAD 10. Integração com Gestão do Conhecimento 11.Mensuração e Avaliação dos Resultados 12. Papel dos Líderes 13. Comunicação 14. Investimentos e Recursos 15. Desafios para EC 16. Tendências em EC

11

12 Localização Auditório da FEBRABAN, localizado na Av. Brigadeiro Faria Lima, 1485, Torre Norte 12ºandar -São Paulo -SP. Estacionamento no local com entrada pela Rua Henrique Monteiro (rua lateral). Mesa de Debates O evento de lançamento teráuma Mesa de Debates sobre o tema "Desafios àformação em um Cenário de Aceleração da Economia" que será composta por: Coordenador: -Ricardo Amorim (Programa Manhattan Connection da GNT) confirmado Debatedores: -AndréLuiz Fischer (Coordenador da pesquisa VOCÊ SA/ EXAME As Melhores Empresas para Trabalhar) -Claudia Costin (Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro) -Claudio de Moura Castro (Especialista em educação) Inscrições: site: ou com

13 AGENDA 10 anos de Educação Corporativa no Brasil Educação e sociedade: evidências e pesquisas Relembrando conceitos, princípios e práticas de EC Papéis e responsabilidades

14 Se você acha a educação cara, experimente a ignorância. Derek Bok, Reitor de Harvard ( )

15 Educação é dinheiro Fonte: Revista Veja 17 de Setembro de 2008

16 As Empresas Mais Admiradas no Brasil Revista Carta Capital Natura 2. Vale 3. Apple 4. Petrobras 5. Nestlé 6. Banco Itaú 7. Google 8. AmBev 9. Gerdau 10. Embraer

17 As Empresas Mais Admiradas no Brasil Revista Carta Capital Líderes Empresariais 1. Roger Agnelli (Vale) 2. Abílio Diniz (Pão de Açúcar) 3. Fabio Barbosa (Santander) 4. Roberto Setubal (Itaú) 5. Eike Batista (EBX) 6. Steve Jobs (Apple) 7. Ivan Zurita (Nestlé) 8. Guilherme Leal (Natura) 9. Cledorvino Belini (Fiat) 10. Alessandro Carlucci (Natura) 2009

18 EDUCAR PARA CRESCER

19 TENDÊNCIAS DE POLÍTICAS E PRÁTICAS DE RH TENDÊNCIAS RELEVANTES PARA 2015 % Relevância Educação, treinamento e qualificação da força de trabalho 97,7% Avaliação de resultados em gestão de pessoas 96,9% Gestão das estratégias de negócio e de Recursos Humanos 95,9% Gestão e retenção de talentos 95,1% Gestão do conhecimento e da aprendizagem organizacional 94,5% Programas e projetos de integração das novas gerações ao trabalho 89,8% E-RH aplicação de tecnologia nos processos de RH 86,4% Gestão da mudança organizacional 81,0% Gestão de Pessoas integrada à responsabilidade ambiental e social 80,4% Gestão da diversidade do quadro de pessoal 67,0% A Internacionalização de estruturas, políticas e processos de R H 59,8% Programas de preparação para a aposentadoria e terceira carreira 40,4% PRIORIDADE A L T A M U I T O M É D I A A L T A

20 AGENDA 10 anos de Educação Corporativa no Brasil Educação e sociedade: evidências e pesquisas Relembrando conceitos, princípios e práticas de EC Papéis e responsabilidades

21 A Educação Corporativasurge da confluência de diversos fatores... Organizações flexíveis Economia do conhecimento Rápida obsolescência do conhecimento Empregabilidade Educação para estratégia global

22 Educação corporativa CONSTRUINDO A PONTE ENTRE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (COMPETÊNCIAS HUMANAS) E AS ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIO (COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS)

23 O conceito de Educação Corporativa surge diretamente relacionado àestratégia de negócios... A Universidade Corporativa (UC) éum guarda-chuva estratégico para desenvolver e educar funcionários, clientes, fornecedores e comunidade, a fim de cumprir as estratégias empresariais da organização. O modelo de UC ébaseado em competênciase interliga aprendizagemàs necessidades estratégicas de negócios. Jeanne Meister 1999

24 Princípios (Meister, 1999) Prover oportunidades de aprendizagem que dêem suporte para a empresa atingir seus objetivos do negócio Considerar o modelo de UC um processo e não apenas como um local de aprendizado Desenhar programas que incorporem os três C s: cidadania, contexto e competências Treinar pessoas da cadeia de valores Migrar do modelo sala-de-aula para múltiplas formas de aprendizagem Estimular líderes a se envolver com a aprendizagem Depender cada vez menos da alocação de orçamento da empresa e buscar um orçamento próprio Assumir foco global no desenvolvimento de soluções de aprendizagem Criar sistemas eficazes de avaliação dos investimentos e resultados obtidos Utilizar a UC para sustentar vantagem competitiva e entrar em novos mercados

25 O sucesso da implantação de um Sistema de Educação Corporativa é garantido por sete princípios fundamentais Sustentabilidade Perpetuidade 1 3 Conectividade 6 Parceria Competitividade 5 Cidadania 4 Disponibilidade Fonte: M. Eboli (2004)

26 O conceito de Educação Corporativa surge diretamente relacionado àestratégia de negócios... Educação Corporativa éum sistema de formação de pessoas pautado por uma gestão de pessoas com base em competências, devendo instalar e desenvolver nos colaborados (internos e externos) as competências consideradas críticas para a viabilização das estratégias de negócio, promovendo um processo de aprendizagem ativo vinculado aos propósitos, valores, objetivos e metas empresariais. Marisa Eboli

27 Competência: o que é? Atributo da Organização Capacidade de competir e alcançar sucesso Atributo da Pessoa

28 A l i n h a m e n t o d a s c o m p e t ê n c i a s E M P R E S A Competências Organizacionais Empresa Áreas/Processos Segmentos de Negócio Por quê? O que? Estratégia Tático Operacional P E S S O A S Competências Humanas Competências Gerais, Gerenciais e Funcionais Como? Colaborador

29 O conceito de Educação Corporativa implica em uma mudança de paradigma... CENTRO DE T&D TRADICIONAL EDUCAÇÃO CORPORATIVA Desenvolver habilidades Necessidades Individuais Aumento das habilidades OBJETIVO FOCO RESULTADO Desenvolver competências Estratégias de Negócios Aumento da competitividade

30 CENTRO DE T&D TRADICIONAL CARGO = EDUCAÇÃO CORPORATIVA COMPETÊNCIAS

31 Princípio 1 -Competitividade 7 Sustentabilidade 6 Parceria 2 Perpetuidade 1 Competitividade 5 Cidadania 3 Conectividade 4 Disponibilidade Princípio 1 - Competitividade: O diferencial está nas pessoas! Elevar continuamente o patamar de competitividade empresarial, por meio das competências das pessoas Práticas Comprometer da alta cúpula Alinhar estratégias, diretrizes e práticas de GP às estratégias de negócio Implementar Modelo de Gestão por Competências Conceber programas educacionais a partir do mapeamento e alinhamento de competências empresariais e humanas.

32 Academia de Excelência Votorantim (Setembro, 2006) O que é: Estrutura ações de formação e desenvolvimento Fortalece o compartilhamento e evolução do conhecimento no Grupo. MISSÃO Promover o desenvolvimento das pessoas para sustentar a perenidadee a geração de valor da VID. DIRETRIZES Desenvolver as competências críticas para a VID Formar profissionais como agentes de transformação Assegurar gestão do conhecimento Fortalecer a criação de um Grupo único Fonte: Material de divulgação da Academia de Excelência Votorantim. Exemplo

33 Relembrando Resultados... da Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009

34 Temas da Pesquisa 1. Perfil das organizações 2. Perfil dos Responsáveis pelos SEC s 3. Estrutura dos SEC s 4. Alinhamento Estratégico e Inserção na Cultura 5. Integração com as demais Áreas 6. Modelo de Governança a dos SEC s 7.Internacionalizaçã o da EC 8. Programas Educacionais 9. Práticas de EAD 10. Integração com Gestão do Conhecimento 11. Mensuração e Avaliação dos Resultados 12. Papel dos Líderes 13. Comunicação 14. Investimentos e Recursos 15. Desafios para EC 16. Tendências em EC

35 Alinhamento Estratégico e Inserção na Cultura Direcionamento das Ações Educacionais (AE) Reforço do Conceito de Educação Corporativa Média Geral Escala 1 5 AE associadas para atingir objetivos estratégicos AE direcionadas para obter vantagem competitiva AE partem do mapeamento das competências Revisão dos programas obedece os ciclos de planejamento estratégico AE como ferramenta de disseminação da cultura AE refletem princípios e valores vigentes DP = 1,37 n = 54

36 Direcionamento das Ações Educacionais (AE) Orientação para Gestão Média Geral Escala 1 5 AE direcionadas para melhoria da qualidade dos processos AE direcionadas para melhoria da qualidade da gestão AE direcionadas para desenvolvimento da inovação na organização AE direcionadas para desenvolvimento do empreendedorismo na organização n = 54

37 Princípio 2 -Perpetuidade 7 Sustentabilidade 6 Parceria 2 Perpetuidade 1 Competitividade 5 Cidadania 3 Conectividade 4 Disponibilidade Princípio 2 - Perpetuidade: Educação como processo de transmissão da herança cultural Práticas Disseminar a cultura organizacional nos programas educacionais Responsabilizar líderes pelo processo de aprendizagem

38 A educação ébase para o desenvolvimento sustentável dos negócios Denise Asnis, Gerente de Educação Corporativa da Natura As ações da Educação Corporativa Natura estão divididas em cinco pilares: Visão (disseminar as crenças e a visão de mundo da empresa) Estratégico (disseminam o DNA da Natura: marca, produtos, relacionamento e gestão de pessoas) Funcional (melhorar o desempenho através do desenvolvimento das competências funcionais) Desenvolvimento (desenvolvimento de competências essenciais que dizem respeito a habilidades e atitudes pessoais) Formação (continuidade da educação formal) Resultados: Manutenção das crenças, valores e cultura: fatores críticos da estratégia Natura Fonte: Asnis, Denise. Educação corporativa - Uma experiência Natura. Disponivel em: Exemplo

39 Princípio 3 -Conectividade Princípio 3 - Conectividade: 7 Sustentabilidade 6 Parceria 2 Perpetuidade 1 Competitividade 5 Cidadania Conectividade Disponibilidade Construção social do conhecimento por meio de redes de relacionamento tanto no ambiente interno quanto externo. Práticas Adotar educação inclusiva Implantar Gestão do Conhecimento Integrar sistema de Educação Corporativa com Gestão do Conhecimento

40 A Caterpillar University foi um fator de sucesso da Caterpillar s Knowledge Network Clareza e direção para as ações de gestão do conhecimento Foco em conectar pessoas (comunidades de prática) Fonte: Allen, Mark (editor). The Next Generation of Corporate Universities. San Francisco: Pfeiffer, 2007 Exemplo

41 Relembrando Resultados... da Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009

42 Temas da Pesquisa 1. Perfil das organizações 2. Perfil dos Responsáveis pelos SEC s 3. Estrutura dos SEC s 4. Alinhamento Estratégico e Inserção na Cultura 5. Integração com as demais Áreas 6. Modelo de Governança a dos SEC s 7.Internacionalizaçã o da EC 8. Programas Educacionais 9. Práticas de EAD 10. Integração com Gestão do Conhecimento 11. Mensuração e Avaliação dos Resultados 12. Papel dos Líderes 13. Comunicação 14. Investimentos e Recursos 15. Desafios para EC 16. Tendências em EC

43 Integração com Gestão do Conhecimento Influência da EC na Gestão do Conhecimento Média Geral Escala 1 5 Na captura do conhecimento Na organização do conhecimento Na transferência do conhecimento Na aplicação do conhecimento 3,96 n = 54

44 Princípio 4 -Disponibilidade Princípio 4 - Disponibilidade: 7 Sustentabilidade 6 Parceria 2 Perpetuidade 1 Competitividade 5 Cidadania 3 Conectividade 4 Disponibilidade Aprendizado a qualquer hora e em qualquer lugar Práticas Utilizar de forma intensiva a tecnologia aplicada àeducação (AMT= Aprendizagem Mediada por Tecnologia) Adotar múltiplas formas de aprendizagem

45 Projeto de ensino a distância. Atende hoje: mais de 20 mil clientes do Grupo Martins 5,2 mil profissionais de vendas, dos colaboradores internos e de aproximadamente 1,2 mil motoristas 262 cursos disponíveis dentro das áreas de interesse de cada um desses públicos. Resultados: Desde 2002 campeão do prêmio E-Learning Brasil "O retorno tem sido muito significativo. Nossas pesquisas constataram que os clientes que participaram do programa de ensino a distância aumentaram mais de 30% seu faturamentode 2004 para 2005 Marco Tannús, diretor da Universidade Martins do Varejo Fonte: Exemplo

46 Relembrando Resultados... da Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009

47 Temas da Pesquisa 1. Perfil das organizações 2. Perfil dos Responsáveis pelos SEC s 3. Estrutura dos SEC s 4. Alinhamento Estratégico e Inserção na Cultura 5. Integração com as demais Áreas 6. Modelo de Governança a dos SEC s 7.Internacionalizaçã o da EC 8. Programas Educacionais 9. Práticas de EAD 10. Integração com Gestão do Conhecimento 11. Mensuração e Avaliação dos Resultados 12. Papel dos Líderes 13. Comunicação 14. Investimentos e Recursos 15. Desafios para EC 16. Tendências em EC

48 Práticas de EAD* Percentual das respostas * EAD=Educação a distância n = 54

49 NINTENDO Generation Impertinentes Arrogantes Impacientes Imediatistas Sem capacidade de atenção e concentração Fonte: Pesquisa da Universidade da Carolina do Norte (1998)

50 NINTENDO Generation Porém com atributos como Têm habilidade para enfrentar estratégias em mudança Têm destreza para aprender dentro de ambiente muito competitivo Têm reações rápidas e sabem tomar decisões rápidas Conseguem antecipar as estratégias dos inimigos Lidam com uma complexidade e multiplicidade de variáveis simultaneamente Sentem-se àvontade com tecnologia e têm a expectativa que ela avance cada vez mais Aprendem em ambientes de ritmo acelerado e impulsionados pela tecnologia

51 VEJA Edição de agosto de 2008 Comportamento Oscar Cabral Tudo ao mesmo tempo - e agora Pelo computador e pelo celular, as crianças conversam com vários amigos, jogam videogame e ainda discutem com os pais. Agora você pelo menos sabe o nome disso: seu filho é multitarefas. Otavio Dias de Oliveira LIMITE NA REDE Eric, 10 anos, horário para brincar e para se conectar: sem internet, mistura livro, lição e TV Fotos Oscar Cabral e Lailson Santos LIGADA, SEMPRE Beatriz, 10 anos, muitas atividades simultâneas e boas notas na escola: "Tenho de ficar atenta a tudo" FERAS DO TECLADO Atenção dividida: Giovanna, 9 anos, que digita com todos os dedos (inclusive polegares), e os irmãos Guilherme, 11, e Heloísa, 8, conversam enquanto jogam e acham normalíssimo

52 Nova Onda de Conceitos Educacionais Customização Customiza ão Multimídia Prontidão Prontidão Portátil til Distribuição Diversificada Campus Virtual Interatividade Interatividade Marisa Eboli Aprendizagem FEA - USP Contínua nua Colaboração Simultaneidade Simultaneidade Conectividade Conectividade

53 IDADE MÉDIA

54 Princípio 5 -Cidadania 7 Sustentabilidade 6 Parceria 2 Perpetuidade 1 Competitividade 5 Cidadania 3 Conectividade 4 Disponibilidade Princípio 5 - Cidadania Formar atores sociais, estimulando o exercício da cidadania individual e organizacional Práticas Obter sinergia entre os programas educacionais e projetos de atuação social Comprometer-se com a cidadania empresarial

55 Unindo a possibilidade de oferecer àcomunidade um projeto de melhoria social e de preparar novos profissionais para a linha de produção da empresa, a Kraft criou a Universidade de Alimentos -UAL. Problema: Solução: Resultados: Em 1999, quando a Kraft Foods Brasilresolveu transferir suas operações de São Paulo para Curitiba, precisava identificar profissionais habilitados para atuar na área de produção de alimentos de qualidade e que soubessem operar equipamentos de última geração. Em um estudo no local foi possível detectar que não havia formas mais elaboradas de preparação de mão-de-obra qualificada. Para melhorar esse quadro surgiu a UAL, calcada em dois aspectosfundamentais: o conceito de Universidade Corporativa, e a importância que os projetos comunitários desenvolvidos pela iniciativa privada estão ganhando dia-a-dia no Brasil. Valor social: Qualificação de mão de obra apara o mercado Empregabilidade de pessoas sem perspectiva profissional Valor Econômico Ritmo de crescimento da empresa foi garantido Exemplo

56 Princípio 6 -Parceria 7 Sustentabilidade 6 Parceria 2 Perpetuidade 1 Competitividade 5 Cidadania 3 Conectividade 4 Disponibilidade Princípio 6 - Parceria: Reconhecer: (a) a limitação para se implementar um SEC abrangente e estratégico; (b) a importância de estabelecer parcerias internas e externas para viabilizá-lo. Práticas Responsabilizar líderes e gestores pela formação de suas equipes e criar ambiente propício a aprendizagem Estabelecer parcerias estratégicas com academia, centros de pesquisa e instituições de ensino superior

57 Alcatel University Parceria Florianópolis, 21 de agosto de 2002 A Alcatel e a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI) inauguram hoje em Florianópolis (SC) dois laboratórios de pesquisa e desenvolvimento em telecomunicações. Um deles, o LabCom CERTI integraráarede LabCom, resultado da parceria inédita da Alcatel com laboratórios e institutos de pesquisa brasileiros. Já o LabElectron serádedicado ao desenvolvimento de técnicas e processos industriais, compondo um centro avançado de montagem e soldagem de placas de circuito impresso. O investimento total éde aproximadamente R$ 3 milhões, com base na Política Nacional de Informática Lei 8.248/91. Fortaleza, 14 de Agosto de 2003 A Alcatel Universitye o Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará(Cefet-CE) decidiram trabalhar juntos no desenvolvimento decursos de operação e manutenção de redes, para formar mão-de-obra e profissionais qualificados em telecomunicações nas regiões Norte e Nordeste. O acordo busca atender as necessidades dos negócios de telecomunicações para atender demandas de pessoal especializado da empresa e de seus parceiros. Alcatel University e Senai-DF firmam convênio educacional Nov A Alcatel University, universidade corporativa da Alcatel Telecomunicações, e o Senai-DF, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal, anunciam uma parceria para a qualificação de jovens profissionais em operação e manutenção de redes públicas ou privadas de telefonia e dados. Exemplo

58 Princípio 7 -Sustentabilidade Princípio 7 - Sustentabilidade: Ser um centro gerador de resultados 7 Sustentabilidade 6 Parceria 2 Perpetuidade 1 Competitividade 5 Cidadania 3 Conectividade 4 Disponibilidade Práticas Implantar sistema de avaliação de resultados Criar mecanismos que favoreçam a auto-sustentabilidade financeira do SEC

59 Motorola University oferece sobre Six Sigma: Cursos (presenciais e e-learning) Livros Certificação Green Belt e Black Belt Softwares Presença em mais de 20 países Resultados: Além do shared service, a Motorola University: Paga-se Éfonte de receita Fonte: $89.95

60 Relembrando Resultados... da Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009

61 Temas da Pesquisa 1. Perfil das organizações 2. Perfil dos Responsáveis pelos SEC s 3. Estrutura dos SEC s 4. Alinhamento Estratégico e Inserção na Cultura 5. Integração com as demais Áreas 6. Modelo de Governança a dos SEC s 7.Internacionalizaçã o da EC 8. Programas Educacionais 9. Práticas de EAD 10. Integração com Gestão do Conhecimento 11. Mensuração e Avaliação dos Resultados 12. Papel dos Líderes 13. Comunicação 14. Investimentos e Recursos 15. Desafios para EC 16. Tendências em EC

62 Mensuração e Avaliação dos Resultados Aplicação da Metodologia de Kirkpatrick Média Geral Escala 1 5 Nível 1: Reação Nível 2: Aprendizagem Nível 3: Aplicação/Transferência Nível 4: Resultados Nível 5: Phillips/ROI n = 54

63 10 anos de Educação Corporativa no Brasil Do modismo inicial para uma real consciência da importância da educação Amadurecimento conceitual e produção própria Quantidade e qualidade dos projetos de concepção

64 AGENDA 10 anos de Educação Corporativa no Brasil Educação e sociedade: evidências e pesquisas Relembrando conceitos, princípios e práticas de EC Papéis e responsabilidades

65 De quem éa responsabilidade pelo sucesso da educação corporativa?

66 Papéis e responsabilidades na gestão de um SEC Chief Learning Officer (CLO) ou Gestor da Educação Corporativa e seu staff Parceiros internos: os líderes (áreas corporativas e áreas de negócio)

67 Relembrando Resultados... da Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009

68 Temas da Pesquisa 1. Perfil das organizações 2. Perfil dos Responsáveis pelos SEC s 3. Estrutura dos SEC s 4. Alinhamento Estratégico e Inserção na Cultura 5. Integração com as demais Áreas 6. Modelo de Governança a dos SEC s 7.Internacionalização da EC 8. Programas Educacionais 9. Práticas de EAD 10. Integração com Gestão do Conhecimento 11. Mensuração e Avaliação dos Resultados 12. Papel dos Líderes 13. Comunicação 14. Investimentos e Recursos 15. Desafios para EC 16. Tendências em EC

69 Papel dos Líderes Os 7 papéis exercidos pelos líderes na EC Média Geral Escala 1 5 Aponta a direção Promove o encorajamento Participa ativamente no controle e avaliação Ajuda a idealizar e desenvolver programas Ensina Demonstra vontade de aprender Divulga e promove a educação DP = 1,21 n = 54

70 Papel dos Líderes Percepção quanto ao envolvimento dos líderes na EC Média Geral Escala 1 5 Os líderes apresentam um grande comprometimento Os líderes têm o conceito de EC assimilado O principal executivo participa diretamente das discussões sobre Educação Corporativa na sua organização DP = 1,34 n = 54

71 GE Oracle AT&T Disney UC s nos Estados Unidos Cisco Saturn GM Intel Motorola Sears Ford Hamburger First Union Bank Xerox Caterpillar Shell Harley-Davidson Southern Mastercard Atualmente: mais de 2.000

72 UC s na Europa Alemanha: Daimlerchrysler, Lufthansa, Siemens, Volkswagen França:Accor, Axa, Bayard Presse, Caisse Des Dépôts Et Consignations, Cap Gemini Ernst & Young, Carrefour, Pinault Printemps Redoute, Sodexho Alliance, Vivendi Universal Grã-Bretanha: Bae Systems, The Body Shop, British Telecom, Llyods TSB, Unilever Itália: Isvor Fiat e Telecom Itália Países-Baixos: Abn Amro, Centerparcs, Heineken Rússia: Alfa Bank, Gazprom Suécia: ABB Suíça: Nestlé

73 UC s: Ásia e Oceania ÁSIA Coréia: LG, SK India: Anand OCEANIA Japão: Benesse, Fujitsu, Nec, Oracle Austrália: Aventis Crospscience, Coles, Honda

74 UC s na Ibero-América Venezuela PDVSA México Cemex Ferrocarril Pemex Telmex Espanha Agbar Endesa Unión Fenosa Portugal Argentina Techint Brasil Portugal Telecom Sonae AEP

75 Universidades corporativas no Brasil Década de 90 Academia Accor (1992) Universidade Martins do Varejo (1994) Universidade Brahma (1995) Universidade do Hamburguer, McDonald s (1997) Visa Training (1997) Universidade Algar, do grupo Algar (1998) Alcatel University (1998) Siemens Management Learning (1998) Boston School do Bank Boston (1999) Universidade Datasul implantadas (1999) Atualmente: aproximadamente 300

76 Educação Setorial no Brasil: alguns exemplos UAL Universidade de Alimentos Governo do Paraná Prefeitura de Curitiba PUC-PR SENAI-PR Universidade Corporativa SEBRAE UnDistribuição ABGroup Assoc. Brasileira de Supermercados (Abras) Assoc. Brasileira dos Atacadistas e Distribuidores Assoc. Brasileira das Indústrias de Alimentos Assoc. Nacional do Transporte de Cargas Educação Corporativa do SENAC-SP FEBRABAN Formação Profissional e Educação Financeira Rede Estratégica das UC s do Sistema - CNI/IEL/SESI/SENAI Universidade ABRANGE Associação Brasileira de Medicina em Grupo EduCorp ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de Base Universidade SECOVI Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo

77 Caso HBS GE s s Talent Machine: The Making of a CEO

78 -Mais de funcionários no mundo. -Presente em mais de 100 países. -Tradição fenomenal de CEO s (Charles Coffin presidente de 1892 a 1922, que sucedeu o fundador Thomas Edison, foi nomeado o CEO número 1 de todos os tempos pela Fortune Magazine). -Coffin criou uma meritocracia baseada em avaliação de performanceque foi a pedra fundamental de uma cultura que fez da GE uma máquina de fazer talentos. -Sua Universidade Corporativa -Crotonville-fundada em 1956, éa primeira que se tem registro no mundo, e revelouse como uma importante ferramenta na consolidação dessa cultura, aonde émuito forte compromisso pessoal do líder com os processos e as práticas diárias de gestão de pessoas.

79 GE -A intranet global da corporação -Inside GE, além de conectar todo o seu quadro de pessoal, transformou-se numa poderosa ferramenta de aprendizado a distância com milhares de cursos disponível para os seus 315 mil empregados que, em 2006 completaram 3.5 milhões de cursos on-line. -Support Central, um sistema global de gestão do conhecimento que contém o registro de todos os business casesdesenvolvidos pela corporação e centenas de grupos de discussão. - Weblog(fórum) da GE Global Research Lab batizado de From Edison s Desk. - Encontros realizados no centro de aprendizado corporativo em Crotonville. Fonte: Anais do XII Seminário Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnologica ALTEC 2007 Buenos Aires, Argentina (09/2007). Os autores são Marisa Eboli e Marcos Bosquetti.

80 Processos e Ferramentas Desenvolvimento de Pessoas na GE Carreira: coaching, mentoring& plano de desenvolvimento Programa de Recrutamento Interno 360º Talent assessment Universidade Corporativa Session C Modelo de Competências Avaliação de Desempenho Gerenciamento de Performance Fonte: Monografia dos alunos Celso JoséPereira Fernanda Vianna de Andrade e Julia Ruback Fernandes da turma 08 do MBA Gestão Empresarial apresentada no IV Fórum Gestão Empresarial realizado em

81 Crotonville a primeira Universidade Corporativa (1956) Fonte: Monografia dos alunos Celso JoséPereira Fernanda Vianna de Andrade e Julia Ruback Fernandes da turma 08 do MBA Gestão Empresarial apresentada no IV Fórum Gestão Empresarial realizado em

82 Líder Educador O líder l na janela!

83 Tendências (Pesquisa 2009) Uso contínuo de tecnologia e sistemas de informação; Presença de parcerias com outras empresas, com a formação de universidades corporativas setoriais; Integração entre ações da educação corporativa e das demais áreas da empresa; Consolidação das práticas existentes no mercado; Educação corporativa como elemento indutor da sustentabilidade na empresa.

84 Desafios (Pesquisa 2009) Extensão da Educação Corporativa a todas as partes interessadas; Maior conscientização das lideranças sobre a importância da Educação Corporativa; Inserção da Educação Corporativa na cultura da empresa; Mensuração dos resultados da Educação Corporativa; Alcance das estratégias relacionadas ao Desenvolvimento Sustentável por meio das ações de Educação Corporativa.

85 Grupo de Estudo em Gestão da Educação Corporativa FEA/USP PESQUISADORES DO GRUPO Alessandra Zago Dahmer Fábio Cássio Costa Moraes Flávio Hourneaux Junior Hermann Atila Hrdlicka Marcio Shoiti Kuniyoshi Sérgio Mancini Wagner Toyama Cassimiro Líder do grupo: Profª Drª Marisa Eboli

86

87

88 BIBLIOGRAFIA BÁSICA CHARAN, R. O Líder Criador de Líderes. Rio de Janeiro: Elsevier, EBOLI, M. (coord.). Coletânea Universidades Corporativas. São Paulo: Schmukler Editores, EBOLI, M. Educação Corporativa no Brasil: Mitos e Verdades. São Paulo: Editora Gente, 3ª edição, EBOLI, M. O papel das lideranças no êxito de um Sistema de Educação Corporativa in RAE Revista de Administração de Empresas FGV, edição v. 45, n. 4, (out.-dez.), GENERAL ELECTRIC: Incubadora de Líderes in HSM Management HSM, n. 70, v. 5, (set.-out.), MEISTER, J. Educação Corporativa. São Paulo: Makron Books, BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR ALLEN, M. The Next Generation of Corporate Universities: Innovative Approaches for Developing People and Expanding Organizational Capabilities. San Francisco: Pfeiffer; BORGES-ANDRADE, J. & ABBAD, G. & MOURÃO, L. Treinamento, Desenvolvimento e Educação em Organizações e Trabalho. Porto Alegre: Artmed, CHRISTOPHER A. BARTLETT e ANDREW N. MCLEAN. GE -A máquina de fazer talentos. Harvard Business School, MEISTER, J. Building a Learning Organization: 7 lessons to involve your CEO. Lincoln: iuniverse.com, Inc, MEISTER, J. Corporate Quality Universities: Lessons in Building a World-Class Work Force. New York: IRWIN, REVISTA T&D Inteligência Corporativa. Diversas edições. SENGE, P. A quinta disciplina. São Paulo, Best- Seller, 1998.

89

90 12 COMPETÊNCIAS PARA O SÉCULO 21 PRÉ-CONDIÇÃO: AUTO-CONHECIMENTO TER FORTALECIMENTO E FORTALECIMENTO INTERIOR INTERIOR

91 TER ORIENTAÇÃO AO CLIENTE

92 TER VISÃO GLOBAL

93 TER VISÃO DE FUTURO

94 ELABORAR PROJETOS PARA ALCANÇAR OBJETIVOS

95 TER LIDERANÇA INTEGRADORA

96 TER ORIENTAÇÃO AO CLIENTE SER PORTÁTIL E APRENDER A QUALQUER HORA E EM QUALQUER LUGAR

97 ESTAR CONECTADO NO MUNDO

98 TRABALHAR EM REDES

99 ATUAR DE FORMA COLABORATIVA E INTEGRADORA

100 INCORPORAR O NOVO

101 SER RESPONSÁVEL PELA FORMAÇÃO DE PESSOAS

102 TER A ATITUDE DE APRENDER SEMPRE

103 EDUCAR PARA O MUNDO GLOBAL

104 CULTIVAR A INDIVIDUALIDADE E RESPEITAR A DIVERSIDADE

105 Muito Obrigados! Flavio Hourneaux Jr. Marisa Eboli

A TECNOLOGIA ALIADA À EDUCAÇÃO CORPORATIVA

A TECNOLOGIA ALIADA À EDUCAÇÃO CORPORATIVA A TECNOLOGIA ALIADA À EDUCAÇÃO CORPORATIVA TEXTO Se você acha a educação cara, experimente a IGNORÂNCIA. Derek Bok, Reitor de Harvard (1971-1991) Desafios para a educação em um mundo global Desenvolver

Leia mais

OS PAPÉIS DO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA

OS PAPÉIS DO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA OS PAPÉIS DO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA Prof a. Marisa Eboli FIA/PROGEP Fórum Desenvolvendo o Gestor de Educação Corporativa" São Paulo, 15 de abril de 2014 Educação corporativa é um sistema

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA E GESTÃO DO CONHECIMENTO COMO VANTAGEM COMPETITIVA. 6º Congresso FEBRABAN de Recursos Humanos

EDUCAÇÃO CORPORATIVA E GESTÃO DO CONHECIMENTO COMO VANTAGEM COMPETITIVA. 6º Congresso FEBRABAN de Recursos Humanos Novotel São Paulo Center Norte EDUCAÇÃO CORPORATIVA E GESTÃO DO CONHECIMENTO COMO VANTAGEM COMPETITIVA Marisa Eboli FEA - USP 6º Congresso FEBRABAN de Recursos Humanos 17 e 18 de Outubro de 2003 TÓPICOS

Leia mais

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 Rosely Vieira Consultora Organizacional Mestranda em Adm. Pública Presidente do FECJUS Educação

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA Desenvolvendo a Excelência Profissional e Organizacional

EDUCAÇÃO CORPORATIVA Desenvolvendo a Excelência Profissional e Organizacional EDUCAÇÃO CORPORATIVA Desenvolvendo a Excelência Profissional e Organizacional Marisa Eboli FEA/USP ESCOLA DE GOVERNO - GOIÁS Goiânia, GO 28 de Junho de 2006 Tópicos Relação entre Educação e Excelência

Leia mais

Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009

Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Apresentação e discussão dos resultados do Setor Financeiro 1º Congresso Latino-Americano de Educação Financeira São Paulo,21 de outubro

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com KLS DIFERENÇAS Existe diferença no ensino a distância realizado nas instituições de ensino para

Leia mais

Seminário GVcev Recursos Humanos no Varejo

Seminário GVcev Recursos Humanos no Varejo Seminário GVcev Recursos Humanos no Varejo Universidades corporativas: Força para empresas de serviços Marisa Eboli FEA/ USP Tópicos Relação entre Educação e Excelência nas Organizações Universidades Corporativas:

Leia mais

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar 1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos stavros@fgv.br Brasília, 27 de novembro de 2009

Leia mais

Educação Corporativa: evolução, conceitos, estrutura e papéis

Educação Corporativa: evolução, conceitos, estrutura e papéis Educação Corporativa: evolução, conceitos, estrutura e papéis Ana Cláudia Freire São Paulo / Maio 2015 TÓPICOS Evolução do processo produtivo e de negócio e as influências para o RH De T&D para Educação

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

FACULDADE DELTA INSTITUTO CONSCIÊNCIA GO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO EDUCACIONAL E EMPRESARIAL DISCIPLINA:

FACULDADE DELTA INSTITUTO CONSCIÊNCIA GO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO EDUCACIONAL E EMPRESARIAL DISCIPLINA: FACULDADE DELTA INSTITUTO CONSCIÊNCIA GO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO EDUCACIONAL E EMPRESARIAL DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA E DO TRABALHO CIENTÍFICO E ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETO

Leia mais

Perspectivas da Educação a Distância na Capacitação e Formação Permanente do Profissional

Perspectivas da Educação a Distância na Capacitação e Formação Permanente do Profissional Painel Setorial - Inmetro Perspectivas da Educação a Distância na Capacitação e Formação Permanente do Profissional Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos Xerém, 31 de julho de 2009 Tópicos Os Novos

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT Conhecimento para a ação em organizações vivas CONHECIMENTO O ativo intangível que fundamenta a realização dos seus sonhos e aspirações empresariais. NOSSO NEGÓCIO EDUCAÇÃO

Leia mais

Educação Corporativa

Educação Corporativa Educação Corporativa 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO PROFA. LILLIAN ALVARES BRASÍLIA, 10 DE NOVEMBRO DE 2009 Conhecimento e Desenvolvimento Processo Produtivo

Leia mais

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL programação do evento 4ª edição RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL 10 de abril de 2014 Staybridge Suites São Paulo PATROCÍNIO GOLD PATROCÍNIO SILVER EXPO BRAND APOIO REALIZAÇÃO Os desafios do futuro na

Leia mais

Acreditamos em formas criativas e inovadoras de crescimento e desenvolvimento. Elas agregam valor ao cliente

Acreditamos em formas criativas e inovadoras de crescimento e desenvolvimento. Elas agregam valor ao cliente Portfólio QUEM SOMOS Somos uma empresa de consultoria organizacional que vem desenvolvendo e implementando em diversas clientes projetos nas áreas de Gestão Recursos Humanos e Comercial/Vendas. Silmar

Leia mais

Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009

Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Apresentação dos Resultados 27 de Novembro de 2009 Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Realização:

Leia mais

Aprendizado Organizacional Universidades Corporativas e os novos modelos de educação nas empresas. Prof. Augusto Gaspar

Aprendizado Organizacional Universidades Corporativas e os novos modelos de educação nas empresas. Prof. Augusto Gaspar Aprendizado Organizacional Universidades Corporativas e os novos modelos de educação nas empresas Prof. Augusto Gaspar Aspectos Humanos - Tendências Singularidade e Hiperconectividade Fevereiro 2011 Junho

Leia mais

DELPHI - RH 2010. Tendências em Gestão de Pessoas. Versão 2004. Prof. Dr. André Luiz Fischer

DELPHI - RH 2010. Tendências em Gestão de Pessoas. Versão 2004. Prof. Dr. André Luiz Fischer Versão 2004 Prof. Dr. André Luiz Fischer OBJETIVO Detectar tendências de mudança no Modelo de Gestão de Pessoas das Empresas Brasileiras HISTÓRICO NO MUNDO E EVOLUÇÃO DA TEORIA TEORIAS 1920 1950 1970/90

Leia mais

O que é ser um RH estratégico

O que é ser um RH estratégico O que é ser um RH estratégico O RH é estratégico quando percebido como essencial nas decisões estratégicas para a empresa. Enquanto a área de tecnologia das empresas concentra seus investimentos em sistemas

Leia mais

Seminário Telecentros Brasil

Seminário Telecentros Brasil Seminário Telecentros Brasil Inclusão Digital e Sustentabilidade A Capacitação dos Operadores de Telecentros Brasília, 14 de maio de 2009 TELECENTROS DE INFORMAÇÃO E NEGÓCIOS COMO VEÍCULO DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

Impasses políticos. Novas tecnologias

Impasses políticos. Novas tecnologias Poder econômico em novos pontos do mundo Impasses políticos Fusões, aquisições e parcerias Mercados voláteis Foco em governança corporativa Mudanças demográficas Operaçõtes + complexas Novas tecnologias

Leia mais

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Já passou a época em que o pedagogo ocupava-se somente da educação infantil. A pedagogia hoje dispõe de uma vasta

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais

GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA. Apresentação Básica de Portfólio

GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA. Apresentação Básica de Portfólio GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA Apresentação Básica de Portfólio Renato B. Rodrigues Estatístico pela UNICAMP, MBA em Administração pela FEA USP e especialização em Estratégia (Insead França) e Liderança

Leia mais

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna A estratégia do PGQP frente aos novos desafios 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO MACROFLUXO ENTRADAS PARA O PROCESSO - Análise de cenários e conteúdos

Leia mais

Ilca Maria Moya de Oliveira

Ilca Maria Moya de Oliveira Plano de Desenvolvimento Relação Ergonomia e Moda e Educação Corporativa Ilca Maria Moya de Oliveira Segundo Dutra (2004), a preparação para o futuro exige investimentos simultâneos: um na modernização

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

O uso das ferramentas de RH para o fortalecimento da cultura organizacional. Belén Gutiérrez, Hay Group

O uso das ferramentas de RH para o fortalecimento da cultura organizacional. Belén Gutiérrez, Hay Group O uso das ferramentas de RH para o fortalecimento da cultura organizacional Belén Gutiérrez, Hay Group Hay Group é uma empresa global de consultoria em gestão que trabalha com líderes para transformar

Leia mais

Position Paper. As Melhores Práticas Globais no Desenvolvimento de Trainees e Jovens Talentos. Edição Nº1. www.ipledu.com +55 11 2364 9355

Position Paper. As Melhores Práticas Globais no Desenvolvimento de Trainees e Jovens Talentos. Edição Nº1. www.ipledu.com +55 11 2364 9355 Position Paper Edição Nº As Melhores Práticas Globais no Desenvolvimento de Trainees e Jovens Talentos www.ipledu.com +55 64 955 O ipl Institute of Performance and Leadership é uma empresa especializada

Leia mais

Como tudo começou...

Como tudo começou... Gestão Estratégica 7 Implementação da Estratégica - BSC Prof. Dr. Marco Antonio Pereira pereira@marco.eng.br Como tudo começou... 1982 In Search of Excellence (Vencendo a Crise) vendeu 1.000.000 de livros

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

www.jrsantiago.com.br

www.jrsantiago.com.br www.jrsantiago.com.br Gestão do Conhecimento em Projetos José Renato Santiago Cenário Corporativo Muitas empresas gastam parte significativa de seu tempo no planejamento e desenvolvimento de atividades,

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional

Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional O que os Gestores e as Empresas tem se perguntado e talvez não encontrem boas respostas? Gestão centralizadora, delargadora ou melhor funcionário

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY em Carreira Armando Lourenzo - EY EY QUEM SOMOS em Carreira Prestamos serviços a mais de 3,5 mil clientes 80% das empresas da Fortune Global 500 5.000 profissionais no Brasil 190.000 profissionais no mundo

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com DESDOBRAMENTOS: Mega Universidade * surge na década de 80; * Educação Superior; * Educação Aberta

Leia mais

[ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS. São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 EDUCAÇÃO EXECUTIVA

[ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS. São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 EDUCAÇÃO EXECUTIVA EDUCAÇÃO EXECUTIVA [ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 AMBIENTE O universo competitivo das organizações impõe desafios diversos para seus líderes.

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA SIGA: TMBAGCH*14/02 Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Ram Charan. Escritor e consultor de negócios. 1967 - Harvard Business School. Outros livros do autor: Execução. Pipeline de Liderança

Ram Charan. Escritor e consultor de negócios. 1967 - Harvard Business School. Outros livros do autor: Execução. Pipeline de Liderança Ram Charan Nascimento: Ocupação: Doutorado: 1939 Índia Escritor e consultor de negócios 1967 - Harvard Business School Outros livros do autor: Execução Pipeline de Liderança A Arte de Cultivar Líderes

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Módulo 2 Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Origem do BSC Cenário Competitivos CONCORRENTE A CONCORRENTE C VISÃO DE FUTURO ESTRATÉGIA

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 INTRODUÇÃO Sobre o Relatório O relatório anual é uma avaliação do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC sobre as práticas

Leia mais

Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional

Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional O que os Gestores e as Empresas tem se perguntado e talvez não encontrem boas respostas? Gestão centralizadora, delargadora ou melhor funcionário

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Uma estrutura de apoio à Inovação Eliza Coral, Dr. Eng., PMP Outubro, 2010 Diretrizes Organizacionais Missão Contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

PARANÁ ---------------------------- GOVERNO DO ESTADO PROGRAMA FORMAÇÃO DE GESTORES PARA O TERCEIRO SETOR

PARANÁ ---------------------------- GOVERNO DO ESTADO PROGRAMA FORMAÇÃO DE GESTORES PARA O TERCEIRO SETOR PARANÁ ---------------------------- GOVERNO DO ESTADO PROGRAMA FORMAÇÃO DE GESTORES PARA O TERCEIRO SETOR CURITIBA Maio 2012 1 PROGRAMA TÍTULO: Formação de Gestores para o Terceiro Setor. JUSTIFICATIVA:

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado

Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado Edson Tomaz de Aquino 1 Resumo: Este artigo apresenta uma reflexão sobre os desafios do Brasil em competir

Leia mais

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES I. NOSSA HISTÓRIA A história da Crescimentum começou em 2003, quando o então executivo do Grupo Santander, Arthur Diniz, decidiu jogar tudo para o alto e investir em uma nova carreira. Ele optou por se

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Sumário 1. A Empresa i. Nossas Crenças O Grupo Voitto i Método de Trabalho iv. Nossos Diferenciais v. Nossos Clientes vi. Equipe Societária 2. Mercado de Consultoria no Brasil

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

Elton Moraes. O que Clima Organizacional tem a ver com resultados da empresa?

Elton Moraes. O que Clima Organizacional tem a ver com resultados da empresa? Elton Moraes O que Clima Organizacional tem a ver com resultados da empresa? Sobre o Hay Group O Hay Group é uma consultoria mundial em gestão: Trabalhamos com líderes para transformar estratégias em realidade.

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO RESPEITAR PONTO DE VISTA. Material preparado e de responsabilidade de Júlio Sérgio de Lima

CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO RESPEITAR PONTO DE VISTA. Material preparado e de responsabilidade de Júlio Sérgio de Lima INDICADORES DE RH E METAS ORGANIZACIONAIS JÚLIO SÉRGIO DE LIMA Blumenau SC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATEGICO E PERSPECTIVAS DE NEGOCIO, ARQUITETURA DE MEDIÇÃO DO DESEMPENHO E NIVEIS DOS

Leia mais

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local

RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local 1 Por: Evandro Prestes Guerreiro 1 A questão da Responsabilidade Social se tornou o ponto de partida para o estabelecimento

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas:

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Mapa da Educação Financeira no Brasil

Mapa da Educação Financeira no Brasil Mapa da Educação Financeira no Brasil Uma análise das iniciativas existentes e as oportunidades para disseminar o tema em todo o País Em 2010, quando a educação financeira adquire no Brasil status de política

Leia mais

Os objetivos principais do programa

Os objetivos principais do programa O que é o GELP? O GELP é uma parceria de líderes e consultores de organizações de ordem mundial. Todos colaborando em uma comunidade global, com equipes de líderes educacionais importantes, que estão seriamente

Leia mais

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O CBA em Gestão de Negócios é um curso que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em gestão e liderança. O programa tem o objetivo de formar

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

Programa de Excelência em Atendimento aos Clientes

Programa de Excelência em Atendimento aos Clientes Programa de Excelência em Atendimento aos Clientes PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL Versão 2.0 Setembro de 2014 Agosto de 2008 Índice ÍNDICE...2 1. CONTEXTO...3 2. VISÃO, ESCOPO E ATIVIDADES DESTE PROJETO...5

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Arcos Dorados

MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Arcos Dorados MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Arcos Dorados MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Sustentabilidade deixou de ser uma escolha e tornou-se premissa fundamental para a competitividade

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC C T E C E N T R O D E T E C N O L O G I A E M P R E S A R I A L C T E C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e g r a n d e p o r t e Na teoria e na vida, FDC AF - 05-006 - CTE02 R.indd 2 7/10/07

Leia mais

Estratégias de EAD na Vale

Estratégias de EAD na Vale Estratégias de EAD na Vale Mineradora pioneira que trabalha com paixão, transformando recursos minerais em ingredientes essenciais o dia-a-dia das pessoas. É a segunda maior mineradora diversificada do

Leia mais

RESUMO DO CURSO. Nome do curso: MBA em Gestão Empresarial : Ênfase em Pessoas, Produção e Logística.

RESUMO DO CURSO. Nome do curso: MBA em Gestão Empresarial : Ênfase em Pessoas, Produção e Logística. RESUMO DO CURSO Nome do curso: MBA em Gestão Empresarial : Ênfase em Pessoas, Produção e Logística. Área do Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas Nível do curso: pós-graduação lato sensu Modalidade:

Leia mais

FDC E SUA RESPONSABILIDADE COMO UMA ESCOLA DE NEGÓCIOS

FDC E SUA RESPONSABILIDADE COMO UMA ESCOLA DE NEGÓCIOS FDC E SUA RESPONSABILIDADE COMO UMA ESCOLA DE NEGÓCIOS IV CONFERÊNCIA INTERAMERICANA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RIAL Cláudio Boechat Fundação Dom Cabral 12 DE DEZEMBRO, 2006 F U N D A Ç Ã O

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação?

PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação? PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação? O mercado do trabalho está cada vez mais exigente. Hoje em dia, um certificado de pós-graduação é imprescindível para garantia

Leia mais

Mário Rocha. A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências

Mário Rocha. A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências Mário Rocha A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências Missão Visão Objetivos estratégicos Competências Organizacionais Competências Conhecimento o que saber Habilidades - saber fazer

Leia mais

Desenvolvendo competências nos gestores públicos

Desenvolvendo competências nos gestores públicos Desenvolvendo competências nos gestores públicos Walter Sigollo Superintendente de Recursos Humanos e Qualidade 26/maio/2011 Contexto do País - Mercado Estudo Mercer Consulting Outsourcing - abril 2011

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva?

Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva? Portfólio 2015 IP Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva? Como fazer com que as pessoas trabalhem mais e felizes? Como implantar um modelo de gestão de vanguarda?

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

MBA Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

MBA Gestão Integrada de Resíduos Sólidos ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO LASSU - LABORATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE MBA Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Por que fazer um MBA LASSU USP? Grande parte do mercado e da sociedade ainda

Leia mais

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Responsável pela elaboração e realização de projetos em empresas de porte que foram reconhecidos

Leia mais

A empresa e o aprendizado coletivo

A empresa e o aprendizado coletivo Profª Carla Mota UCB 2009 PARTE 4 Apesar de o conhecimento que cada empresa detém ser o que de fato lhes garante valor junto a seu mercado - e de vermos na sociedade um crescente estímulo à produção e

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2014.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA. Universidade Corporativa

SEMIPRESENCIAL 2014.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA. Universidade Corporativa SEMIPRESENCIAL 2014.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA Universidade Corporativa Uma Educação Estratégica Simone Guimarães Menezes: Muito embora a palavra

Leia mais

Comunitas e BISC 2013

Comunitas e BISC 2013 Comunitas e BISC 2013 A Comunitas: parcerias para o desenvolvimento solidário foi criada em 2000 pela Dra. Ruth Cardoso com o objetivo de promover o desenvolvimento social do Brasil por meio do engajamento

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços.

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais