Unified Modeling Language. Diagramas de Implementação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Unified Modeling Language. Diagramas de Implementação"

Transcrição

1 Unified Modeling Language Diagramas de Implementação José Correia, Junho 2006 ( Diagramas de implementação José Correia UML Diagramas de Implementação 2

2 Diagramas de Componentes Componentes Um componente (de software) pode ser: código fonte um executável uma biblioteca uma tabela de uma base de dados um ficheiro contendo código fonte ou dados um documento genérico Notação: Um componente (genérico) é representado por um rectângulo com tabs kernel32.dll José Correia UML Diagramas de Implementação 4

3 Exemplos de componentes José Correia UML Diagramas de Implementação 5 Tipos de componentes Componentes de produto do trabalho exemplos: ficheiros com código fonte, ficheiros de dados, etc. Componentes de distribuição (deployment) necessários e suficientes para executar um sistema exemplos: executáveis, bibliotecas, ficheiros de configuração, etc. Componentes resultantes da execução criados em consequência da execução de um sistema José Correia UML Diagramas de Implementação 6

4 Tipos de componentes: ícones e estereótipos <<executable>> : componente que pode ser executado num nó 2 rodas dentadas <<library>> : biblioteca estática ou dinâmica <<database>> : base de dados <<table>> : tabela de uma base de dados <<file>> : ficheiro contendo código fonte ou dados <<document>> : documento genérico José Correia UML Diagramas de Implementação 7 Exemplo de um diagrama de componentes José Correia UML Diagramas de Implementação 8

5 Tipos de dependências entre componentes Dependências normais entre ficheiros com código fonte - para controlo de alterações entre executáveis e/ou bibliotecas - para gestão de configurações e dependências Dependências com estereótipos estereótipo «hyperlink» - entre páginas HTML ou páginas HTML e executáveis estereótipo «trace» - entre versões consecutivas do mesmo tipo de componente José Correia UML Diagramas de Implementação 9 O que é um diagrama de componentes? Um diagrama de componentes... ilustra a organização e dependências entre componentes de software - mostra as dependências entre os componentes de software, incluindo o source code e os componentes executáveis contém componentes, interfaces e relações entre componentes é usado para mostrar as divisões físicas usadas nas implementações - os diagramas de pacotes mostram as divisões lógicas ou conceptuais é construído como parte da especificação da arquitectura do sistema José Correia UML Diagramas de Implementação 10

6 Composição e agrupamento de componentes Conforme o nome indica, os componentes são para compor (montar), criando componentes maiores ou sistemas inteiros Exemplos: Base de dados composta por tabelas Biblioteca dinâmica (DLL) composta por componentes COM+ No caso de agrupamentos de componentes que não criam componentes (físicos) maiores, usar pacotes de componentes Web site Base de dados de biblioteca «hyperlink» Web page 1 Web page n Tabela de sócios Tabela de reservas Tabela de publicações José Correia UML Diagramas de Implementação 11 Diagramas de Distribuição

7 Exemplo de um diagrama de distribuição José Correia UML Diagramas de Implementação 13 O que é um diagrama de distribuição? Um diagrama de distribuição (deployment)... contém nós e conexões entre nós - os nós podem ser instâncias (têm o nome sublinhado) ou classes - normalmente, os nós representam plataformas de hardware - é possível agrupar nós em pacotes ilustra a distribuição física do sistema, num ambiente de produção (ou teste) - captura a topologia do hardware do sistema mostra a distribuição dos componentes ao longo da organização - cada componente pertence a um nó - os componentes que não existem como entidades de run-time não aparecem nestes diagramas - devem surgir em diagramas de componentes José Correia UML Diagramas de Implementação 14

8 Tipos de Nós Exemplos de tipos de nós (abstractos) que podem ser implementados em runtime José Correia UML Diagramas de Implementação 15 Instâncias de Tipos de Nós Criação e ligação entre instâncias de tipos de Nós São usadas mensagens para ilustrar o fluxo de informação entre Nós Billing file Order information José Correia UML Diagramas de Implementação 16

9 Componentes e Nós um diagrama de distribuição mostra a localização dos componentes, em termos de servidores, PCs, etc. pode, também, ilustrar ligações de rede, largura de banda de LANs, etc. José Correia UML Diagramas de Implementação 17 Dependências As dependências são usadas em diagramas de distribuição para ilustrar relações e podem ser estereotipadas por exemplo, o estereótipo «DCOM» pode ser usado na dependência (protocolo de ligação) entre um objecto cliente e servidor José Correia UML Diagramas de Implementação 18

10 Exemplo O exemplo seguinte mostra as relações entre componentes de software e de hardware, envolvidos em transacções de bens imobiliários (real estate) José Correia UML Diagramas de Implementação 19 José Correia UML Diagramas de Implementação 20

11 O modelo físico descreve os componentes, de hardware e software plataformas de hardware (em UML chamadas Nós ), ligações de rede, componentes de software, sistemas operativos, etc. Os diagramas de distribuição são o complemento dos diagramas de componentes José Correia UML Diagramas de Implementação 21 Diagramas de implementação Diagramas de componentes organizar o código fonte (ambiente de desenvolvimento) construir uma release executável (ambiente de instalação) Diagramas de distribuição especificar a distribuição de componentes (pelos Nós) identificar estrangulamentos de desempenho Os analistas usam os diagramas de distribuição para indicar quais são os módulos de código (componentes de software) que irão estar nas plataformas de hardware (Nós) José Correia UML Diagramas de Implementação 22

12 Arquitectura A arquitectura da casota de um cão pode ser feita por uma única pessoa requer apenas - modelização mínima (ou nenhuma) - processos simples - ferramentas simples A arquitectura de um arranha céus exige uma equipa especializada requer - modelização extensiva - processos bem definidos - ferramentas poderosas José Correia UML Diagramas de Implementação 23 Arquitectura de software A arquitectura de software compreende um conjunto de decisões a definição dos elementos estruturais que compõem o sistema - blocos básicos de construção a especificação de comportamentos envolvendo colaborações entre esses elementos a composição dos elementos estruturais e comportamentais em subsistemas cada vez maiores a explicitação do estilo arquitectónico que guia a organização do sistema A definição da arquitectura é parte integrante (de alto nível) do projecto (design) do sistema José Correia UML Diagramas de Implementação 24

13 Arquitectura lógica Estrutura lógica Refere-se à decomposição hierárquica do sistema em módulos lógicos e à especificação dos interfaces e dependências entre módulos Especificada em UML por diagramas de pacotes lógicos - relações de composição e dependência entre pacotes, e classes exportadas por cada pacote Comportamento especificada em UML por colaborações parametrizadas - combinam estrutura (diagrama de classes) e - comportamento (diagramas de interacção), no âmbito de um caso de uso ou mecanismo José Correia UML Diagramas de Implementação 25 Arquitectura lógica por camadas 2 camadas 3 camadas mais camadas Graphical User Interface Relational Database Graphical User Interface Business Object Model Graphical User Interface Business Object Model Diagrama UML Graphical User Interface Relational Database Relational Database Relational Database Divisão horizontal, em camadas! Também é possível uma divisão vertical, em subsistemas! José Correia UML Diagramas de Implementação 26

14 Arquitectura física Estrutura física do software Refere-se à decomposição do sistema em módulos físicos... - tipicamente ficheiros (chamados componentes em UML)... e à especificação de interfaces e dependências entre módulos Especificada em UML por diagramas de componentes - com interfaces exportados (realizados) e importados (usados) por cada componente Ambiente de hardware Refere-se à especificação da topologia de hardware (equipamentos e conexões) em que correm os componentes de software Especificada em UML por diagramas de distribuição José Correia UML Diagramas de Implementação 27 Arquitectura e Casos de uso Modelos de arquitectura são construídos depois dos modelos de casos de uso Casos de uso especificam função Arquitectura especifica forma / organização Arquitectura do software procura satisfazer/é condicionada pelos requisitos funcionais (definidos implicitamente pelos casos de uso) e não funcionais do software José Correia UML Diagramas de Implementação 28

15 Referências Estes apontamentos foram baseados em: UML Unified Modeling Language, Curso em Tecnologia de Objectos, FEUP, Novembro 2000 Ademar Aguiar, Gabriel David, João Pascoal Faria Software Architecture and the UML, Grady Booch, Rational Software Practical UML: A Hands-On Introduction for Developers, TogetherSoft Corporation Introduction to UML: Structural Modeling and Use Cases, Cris Kobryn, UML Revision Task Force, November 2000 José Correia UML Diagramas de Implementação 29

Diagramas de Casos de Uso

Diagramas de Casos de Uso UML Unified Modeling Language Diagramas de Casos de Uso José Correia, Março 2006 (http://paginas.ispgaya.pt/~jcorreia/) Objectivos O objectivo de um diagrama de casos de uso de um sistema é mostrar para

Leia mais

Gestão de projectos na Web

Gestão de projectos na Web Gestão de projectos na Web Relatório de desenho de alto nível Versão 1.0, 5 de Maio de 2003 Telmo Pedro Gomes Amaral (mee02013@fe.up.pt) (Grupo 15) Aplicações na Web Mestrado em Engenharia Electrotécnica

Leia mais

UML Visão Geral. Índice. Introdução. Diagramas. Modelos e diagramas. Elementos de modelação. Referências

UML Visão Geral. Índice. Introdução. Diagramas. Modelos e diagramas. Elementos de modelação. Referências UML Visão Geral 1 Índice Introdução O que é a UML? Valor da UML Origens da UML Parceiros da UML Modelos e diagramas Elementos de modelação Diagramas Diagrama de casos de utilização Diagrama de classes

Leia mais

Linguagem de Modelagem Unificada

Linguagem de Modelagem Unificada Linguagem de Modelagem Unificada A UML é uma linguagem para visualização especificação construção documentação de artefatos de um sistema com uma componente intensiva de software (software intensive system)

Leia mais

O que é a UML? Introdução a UML. Objetivos da Modelagem. Modelos. A UML não é. Princípios da Modelagem. O que é um modelo?

O que é a UML? Introdução a UML. Objetivos da Modelagem. Modelos. A UML não é. Princípios da Modelagem. O que é um modelo? O que é a UML? Introdução a UML Linguagem Gráfica de Modelagem para: Visualizar Especificar Construir Documentar Comunicar Artefatos de sistemas complexos Linguagem: vocabulário + regras de combinação

Leia mais

UML Visão Geral. Slides baseados em material disponibilizado pela Rational e adaptação da tradução de João P. Faria Univ. Do Porto.

UML Visão Geral. Slides baseados em material disponibilizado pela Rational e adaptação da tradução de João P. Faria Univ. Do Porto. UML Visão Geral Slides baseados em material disponibilizado pela Rational e adaptação da tradução de João P. Faria Univ. Do Porto. 1 Índice Introdução Diagramas O que é a UML? Diagrama de casos de uso

Leia mais

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 1 UML Introdução Fases de Desenvolvimento Notação Visões Análise de Requisitos Casos de Uso StarUML Criando Casos de Uso Orientação a Objetos Diagrama de Classes

Leia mais

Orientação a Objetos I

Orientação a Objetos I Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Sul Informação e Comunicação Habilitação Técnica de Nível Médio Técnico em Informática Orientação a Objetos I UML: Introdução e Casos de Uso

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DCC Departamento de Ciência da Computação Joinville-SC

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DCC Departamento de Ciência da Computação Joinville-SC CURSO: Bacharelado em Ciência da Computação DISCIPLINA: ANPS Análise e Projeto de Sistemas AULA NÚMERO: 3 DATA: PROFESSOR: Murakami Sumário 1 APRESENTAÇÃO...1 2 DESENVOLVIMENTO...1 2.1 Revisão...1 2.1.1

Leia mais

Diagrama de Estrutura Composta

Diagrama de Estrutura Composta Diagramas da UML Diagrama de Estrutura Composta Diagrama de Casos de Uso Indicação: Análise de Requisitos Permite descobrir os requisitos funcionais do sistema Fornece uma descrição clara e consistente

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. UML-Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. UML-Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE UML-Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Roteiro Introdução a linguagem UML

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas. O que é modelagem. O que é modelagem. Tripé de apoio ao desenvolvimento. Notação: UML. Ferramenta: Rational Rose.

Análise e Projeto de Sistemas. O que é modelagem. O que é modelagem. Tripé de apoio ao desenvolvimento. Notação: UML. Ferramenta: Rational Rose. Análise e Projeto de Sistemas Unified Modeling Language Benno Eduardo Albert benno@ufrj.br O que é modelagem Tripé de apoio ao desenvolvimento. Notação: UML Ferramenta: Rational Rose. 2 O que é modelagem

Leia mais

Introdução ao RUP Rational Unified Process. por Denize Terra Pimenta Outubro/2004

Introdução ao RUP Rational Unified Process. por Denize Terra Pimenta Outubro/2004 Introdução ao RUP Rational Unified Process por Denize Terra Pimenta Outubro/2004 1 Contexto Não é suficiente apenas a presença de desenvolvedores altamente treinados: Precisamos de uma linguagem para a

Leia mais

4.1. UML Diagramas de casos de uso

4.1. UML Diagramas de casos de uso Engenharia de Software 4.1. UML Diagramas de casos de uso Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Utilizados para ajudar na análise de requisitos Através da forma como o utilizador usa o sistema

Leia mais

Casos de Uso O que é. Casos de Uso. Objetivos de um Caso de Uso. Atores. Atores e Casos de Uso. Diagramas de Caso de Uso

Casos de Uso O que é. Casos de Uso. Objetivos de um Caso de Uso. Atores. Atores e Casos de Uso. Diagramas de Caso de Uso Casos de Uso O que é Casos de Uso Descrições narrativas de processos do domínio da aplicação Documentam a seqüência de eventos de um ator (um agente externo) usando o sistema para completar, do início

Leia mais

1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE)

1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) 1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) Segundo Tonsig (2003), para conseguir desenvolver um software capaz de satisfazer as necessidades de seus usuários, com qualidade, por intermédio de uma arquitetura sólida

Leia mais

Diagramas de Sequência

Diagramas de Sequência Unified Modeling Language Diagramas de Sequência José Correia, Abril 2006 (http://paginas.ispgaya.pt/~jcorreia/) UML: modelação do comportamento A modelação do comportamento de um sistema de software consiste,

Leia mais

Autoria:Aristófanes Corrêa Silva Adaptação: Alexandre César M de Oliveira

Autoria:Aristófanes Corrêa Silva Adaptação: Alexandre César M de Oliveira Unified Modeling Language (UML) Universidade Federal do Maranhão UFMA Pós Graduação de Engenharia de Eletricidade Grupo de Computação Assunto: Introdução Autoria:Aristófanes Corrêa Silva Adaptação: Alexandre

Leia mais

Diagrama de Componentes e Implantação

Diagrama de Componentes e Implantação Diagrama de Componentes e Implantação Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Referências: Booch, G. et al. The Unified Modeling Language User

Leia mais

Histórico da Revisão. Versão Descrição Autor. 1.0 Versão Inicial

Histórico da Revisão. Versão Descrição Autor. 1.0 Versão Inicial 1 of 14 27/01/2014 17:33 Sistema de Paginação de Esportes Universitários Documento de Arquitetura de Software Versão 1.0 Histórico da Revisão Data 30 de novembro de 1999 Versão Descrição Autor 1.0 Versão

Leia mais

Fase 1: Engenharia de Produto

Fase 1: Engenharia de Produto Fase 1: Engenharia de Produto Disciplina: Análise de Requisitos DURAÇÃO: 44 h O objetivo principal da disciplina é realizar uma análise das necessidades e produzir um escopo do produto. Representará os

Leia mais

Modelagem de Processos. Prof.: Fernando Ascani

Modelagem de Processos. Prof.: Fernando Ascani Modelagem de Processos Prof.: Fernando Ascani Bibliografia UML Guia de consulta rápida Douglas Marcos da Silva Editora: Novatec UML Guia do usuário Grady Booch James Rumbaugh Ivair Jacobson Editora: Campus

Leia mais

Lógica e Programação Java

Lógica e Programação Java Lógica e Programação Java Agenda Orientação a Objetos Parte 2 UML (software astah) Diagramas Estruturais Diagramas Comportamentais Diagramas de Interação astah Diagrama de Classes Antigo Jude Versão Community

Leia mais

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 04

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 04 Levantamento, Análise e Gestão Requisitos Aula 04 Agenda Linguagem de Modelagem Unificada (UML) Modelagem Visual Síntese Histórica da UML Conceitos da UML Notações da UML Diagramas Estruturais Diagramas

Leia mais

Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF

Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF Ben-Hur de Sousa Lopes¹, Jaime William Dias¹ ¹Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí Paraná Brasil

Leia mais

Curso: Engenharia de Software com Ênfase em Padrões de Software (UECE Universidade Estadual do Ceará) RUP

Curso: Engenharia de Software com Ênfase em Padrões de Software (UECE Universidade Estadual do Ceará) RUP Conceitos RUP RUP, abreviação de Rational Unified Process (ou Processo Unificado da Rational), é um processo de Engenharia de software criado pela Rational Software Corporation(a qual foi incorporada pela

Leia mais

Exemplo: Campeonato de futebol

Exemplo: Campeonato de futebol Exemplo: Campeonato de futebol Um campeonato é constituído por 34 jornadas, é identificado por uma época e possui um campeão e um melhor marcador. Cada jornada é identificada por um número e é constituída

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas

Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Unified Modeling Language Benno Eduardo Albert benno@ufrj.br O que é modelagem Tripé de apoio ao desenvolvimento. Notação: UML Ferramenta: Rational Rose. 2 O que é modelagem

Leia mais

do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade;

do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade; 1 ARQUITETURA E DESIGN DE SOFTWARE O que é Arquitetura? do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade; do dicionário: Arte de projetar e construir prédios,

Leia mais

Unified Software Development Process

Unified Software Development Process 59/170 Unified Software Development Process Sumário Breve história do Unified Process O Unified Process O ciclo de vida do Unified Process O RUP (Rational Unified Process) 60/170 Breve História do Unified

Leia mais

Diagrama de Caso de Uso

Diagrama de Caso de Uso "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software Diagrama de Caso de Uso Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

Projecto de Modelação, Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2008-09. Requisitos para a 3ª entrega do projecto.

Projecto de Modelação, Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2008-09. Requisitos para a 3ª entrega do projecto. Departamento de Engenharia Informática Modelação, Engenharia de Software, Sistemas Distribuídos Requisitos para a 3ª entrega do projecto Test O Matic 10 de Maio de 2009 1 Índice 1 Índice... 1 2 Sumário...

Leia mais

Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes

Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes Alexandro Deschamps (Ápice) alexandro@apicesoft.com Everaldo Artur Grahl (FURB/DSC) egrahl@furb.br Resumo. Uma das grandes

Leia mais

PROGRAMAÇÃO OO DIAGRAMA DE CLASSES. Engenheiro Anilton S. Fernandes (asfernandes.com) Janeiro 2012

PROGRAMAÇÃO OO DIAGRAMA DE CLASSES. Engenheiro Anilton S. Fernandes (asfernandes.com) Janeiro 2012 PROGRAMAÇÃO OO DIAGRAMA DE CLASSES Engenheiro Anilton S. Fernandes (asfernandes.com) Janeiro 2012 Pensando Objectos Imagine Quero representar um cão REX O REX é - cor: castanho claro; olhos : pretos; altura:

Leia mais

Itens estruturais/caso de uso. Itens estruturais/classe ativa. Itens estruturais/componente. Itens estruturais/artefatos. Itens comportamentais

Itens estruturais/caso de uso. Itens estruturais/classe ativa. Itens estruturais/componente. Itens estruturais/artefatos. Itens comportamentais Objetivos da UML Introdução a UML cbraga@ic.uff.br Uma linguagem para: Visualizar Especificar Construir Documentar... e analisar. Desenvolvimento dirigido a modelos 2 Construções básicas Organizadas em

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2011 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 2015.1 Banco de Dados I Estudo dos aspectos de modelagem

Leia mais

Sistemas Multimédia. Ano lectivo 2006-2007

Sistemas Multimédia. Ano lectivo 2006-2007 Sistemas Multimédia Ano lectivo 2006-2007 Aula 5 Authoring de Multimédia e Ferramentas Sumário Authoring de Multimédia Noção de Authoring de Multimédia Espectro de interactividade Ferramentas de Authoring

Leia mais

Capítulo 8. Introdução UML

Capítulo 8. Introdução UML Capítulo 8. Introdução UML 1/42 Índice Indice 8.1 - Introdução UML 8.2 - Modelação estrutural 8.2.1 - Representação de classes e objectos 8.2.2 - Relações entre objectos 8.2-3 - Relações de associação

Leia mais

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB)

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) RELATÓRIO DE ENTREGA DO PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) PARA A ELABORAÇÃO DOS PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PMGIRS PARA OS MUNICÍPIOS DE NOVO HORIZONTE, JUPIÁ, GALVÃO,

Leia mais

ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Análise Descrição do problema a ser implementado Descrição dos objetos e classes que fazem parte do problema, Descrição

Leia mais

Unisant Anna Gestão Empresarial com ERP 2014 Modelagem de Sistemas - UML e MER

Unisant Anna Gestão Empresarial com ERP 2014 Modelagem de Sistemas - UML e MER Objetivo dessa aula é descrever as características e a simbologia dos diagramas UML e MER na modelagem de sistemas de informação de uma forma a permitir a comunicação entre técnicos e gestores. Modelagem

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008/1 4º PERÍODO 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A3 DATA 15/10/2009 ENGENHARIA DE SOFTWARE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: Analise as afirmações

Leia mais

QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44)

QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44) QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44) 28) A orientação a objetos é uma forma abstrata de pensar um problema utilizando-se conceitos do mundo real e não, apenas, conceitos computacionais. Nessa perspectiva, a adoção

Leia mais

UML Diagramas de Pacotes (Packages) e Modelação da Arquitectura Lógica. UML Diagramas de Pacotes v.1.1, João Pascoal Faria, 2001

UML Diagramas de Pacotes (Packages) e Modelação da Arquitectura Lógica. UML Diagramas de Pacotes v.1.1, João Pascoal Faria, 2001 UML Diagramas de Pacotes (Packages) e Modelação da Arquitectura Lógica 1 Pacotes Um pacote (package) em UML é um mecanismo de agrupamento genérico Notação: pasta com o nome no interior ou na pega No caso

Leia mais

Laboratório de Engenharia de Software

Laboratório de Engenharia de Software Laboratório de Engenharia de Software FEUP/LEIC - Licenciatura em Engenharia Informática, 2005/06 Ademar Aguiar ademar.aguiar at fe.up.pt João Correia Lopes jlopes at fe.up.pt Francisco Reinaldo reifeup

Leia mais

UML - Unified Modeling Language

UML - Unified Modeling Language UML - Unified Modeling Language Casos de Uso Marcio E. F. Maia Disciplina: Engenharia de Software Professora: Rossana M. C. Andrade Curso: Ciências da Computação Universidade Federal do Ceará 24 de abril

Leia mais

UML Linguagem de Modelagem Unificada

UML Linguagem de Modelagem Unificada Modelagem de Sistemas UML Linguagem de Modelagem Unificada Prof. Mauro Lopes 1-25 Objetivos Nesta aula iremos apresentar os elementos conceituais da Linguagem de Modelagem Unificada (UML). Boa aula a todos.

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Rogério Eduardo Garcia (rogerio@fct.unesp.br) Bacharelado em Ciência da Computação Aula 05 Material preparado por Fernanda Madeiral Delfim Tópicos Aula 5 Contextualização UML Astah

Leia mais

3.1 Definições Uma classe é a descrição de um tipo de objeto.

3.1 Definições Uma classe é a descrição de um tipo de objeto. Unified Modeling Language (UML) Universidade Federal do Maranhão UFMA Pós Graduação de Engenharia de Eletricidade Grupo de Computação Assunto: Diagrama de Classes Autoria:Aristófanes Corrêa Silva Adaptação:

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso

Diagrama de Casos de Uso Diagrama de Casos de Uso Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Referências: Booch, G. et al. The Unified Modeling Language User Guide Medeiros,

Leia mais

UML Aula III Diagramas de Estado, Atividades, Componentes e Instalação

UML Aula III Diagramas de Estado, Atividades, Componentes e Instalação UML Aula III Diagramas de Estado, Atividades, Componentes e Instalação Ricardo Argenton Ramos Engenharia de Software II 2013.1 Diagrama de Estado Um diagrama de estados (statechart), também conhecido por

Leia mais

UML: Unified Modeling Language. Graduação em Informática 2008 Profa. Itana Gimenes

UML: Unified Modeling Language. Graduação em Informática 2008 Profa. Itana Gimenes UML: Unified Modeling Language Graduação em Informática 2008 Profa. Itana Gimenes Unified Modelling Language (UML) Não é uma linguagem de programação. Linguagem de modelagem visual utilizada para especificar,

Leia mais

Engenharia de Software Engenharia de Requisitos. Análise Orientada a Objetos Prof. Edison A M Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti.

Engenharia de Software Engenharia de Requisitos. Análise Orientada a Objetos Prof. Edison A M Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti. Engenharia de Software Engenharia de Requisitos Análise Orientada a Objetos Prof. Edison A M Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti.br 1 Contextualizando... Fonte: [1] O Processo de ER pode ser

Leia mais

Projetar Arquitetura

Projetar Arquitetura Projetar Arquitetura Objetivos desta atividade Definir mecanismos de projeto e de implementação Definir elementos (classes e subsistemas) de projeto e organizá-los em pacotes Identificar oportunidades

Leia mais

UML (Unified Modeling Language) Linguagem de Modelagem Unificada

UML (Unified Modeling Language) Linguagem de Modelagem Unificada UML (Unified Modeling Language) Linguagem de Modelagem Unificada Introdução É a padronização das metodologias de desenvolvimento de sistemas baseados na orientação a objetos. Foi criada por três grandes

Leia mais

Universidade Católica de Petrópolis Análise Orientada a Objetos. Introdução

Universidade Católica de Petrópolis Análise Orientada a Objetos. Introdução Universidade Católica de Petrópolis Análise Orientada a Objetos Introdução 1 O que é um software? Modelagem Um conjunto de instruções (programa de computador) que quando executados fornecem funções e desempenho

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DE REQUISITOS VARIÁVEIS COM UML, SEGUINDO O MÉTODO ICONIX

REPRESENTAÇÃO DE REQUISITOS VARIÁVEIS COM UML, SEGUINDO O MÉTODO ICONIX REPRESENTAÇÃO DE REQUISITOS VARIÁVEIS COM UML, SEGUINDO O MÉTODO ICONIX Murilo Augusto Tosatti (ICV-Unicentro), Marcos Antonio Quináia (Orientador), e-mail: maquinaia@gmail.com. Universidade Estadual do

Leia mais

Elsa Cardoso, DCTI - ISCTE

Elsa Cardoso, DCTI - ISCTE Elsa Cardoso, DCTI - ISCTE 25 Maio 2004 elsa.cardoso@iscte.pt Sumário Perspectiva de Desenho do Sistema: Diagrama de classes numa perspectiva de Desenho: Estereótipos Relação de Dependência Relação de

Leia mais

Um modelo é uma simplificação da realidade. Construímos modelos para compreender melhor o sistema que estamos desenvolvendo.

Um modelo é uma simplificação da realidade. Construímos modelos para compreender melhor o sistema que estamos desenvolvendo. UML - Motivação - O que é um modelo? Um modelo é uma simplificação da realidade. Construímos modelos para compreender melhor o sistema que estamos desenvolvendo. O que é um modelo? O que é um modelo? O

Leia mais

Análise de Sistemas Orientados a Objetos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org. www.tiagodemelo.info

Análise de Sistemas Orientados a Objetos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org. www.tiagodemelo.info Análise de Sistemas Orientados a Objetos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org www.tiagodemelo.info Roteiro Conceitos de Orientação a Objetos (OO) Visão Geral da UML Diagrama de Classes Diagramas

Leia mais

Introdução a UML. Agenda. Definição Histórico Contribuições Diagramas Observações. Cleidson de Souza (Rodrigo Reis)

Introdução a UML. Agenda. Definição Histórico Contribuições Diagramas Observações. Cleidson de Souza (Rodrigo Reis) Agenda Introdução a Cleidson de Souza (Rodrigo Reis) Definição Contribuições Diagramas Observações Definição A (Unified Modeling Language) é uma notação para descrição de sistemas orientados: The Unified

Leia mais

Eduardo Bezerra. Editora Campus/Elsevier

Eduardo Bezerra. Editora Campus/Elsevier Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML 2ª edição Eduardo Bezerra Editora Campus/Elsevier Capítulo 11 Arquitetura do sistema Nada que é visto, é visto de uma vez e por completo. --EUCLIDES

Leia mais

Capítulo 2. Processos de Software. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. slide 1

Capítulo 2. Processos de Software. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. slide 1 Capítulo 2 Processos de Software slide 1 Tópicos apresentados Modelos de processo de software. Atividades de processo. Lidando com mudanças. Rational Unified Process (RUP). Um exemplo de um processo de

Leia mais

De Arte a Ciência: Regras para o Desenho de Software

De Arte a Ciência: Regras para o Desenho de Software De Arte a Ciência: Regras para o Desenho de Software Neste artigo é apresentado um conjunto de regras de desenho um padrão de desenho universal associado ao princípio fundamental e aos requisitos axiomáticos.

Leia mais

UML Unified Modeling Language. Professor: André Gustavo Bastos Lima

UML Unified Modeling Language. Professor: André Gustavo Bastos Lima UML Unified Modeling Language Professor: André Gustavo Bastos Lima Diagramas de Casos de Uso Professor: André Gustavo Bastos Lima DEFINIÇÃO DE CASO DE USO Segundo o RUP: Um Caso de Uso é a relação de uma

Leia mais

Diagrama de Classes. Diagrama de Classes. Diagramas de Classe. POST Criando Diagramas de Classe. Como construir (2)

Diagrama de Classes. Diagrama de Classes. Diagramas de Classe. POST Criando Diagramas de Classe. Como construir (2) Diagrama de Classes Diagrama de Classes Modelo de classes de especificação Perspectiva de Projeto Ilustra as especificações de software para as classes e interfaces do sistema. É obtido através da adição

Leia mais

Introdução aos computadores, à Internet e à World Wide Web. 2005 by Pearson Education do Brasil

Introdução aos computadores, à Internet e à World Wide Web. 2005 by Pearson Education do Brasil 1 Introdução aos computadores, à Internet e à World Wide Web OBJETIVOS Neste capítulo, você aprenderá: Conceitos básicos de hardware e software. Conceitos básicos de tecnologia de objeto, como classes,

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

O Processo de Desenvolvimento de Software

O Processo de Desenvolvimento de Software O Processo de Desenvolvimento de Software Objetivos Contextualizar Análise e Projeto de software dentro de uma metodologia de desenvolvimento (um processo de desenvolvimento de software) Um processo de

Leia mais

Desenvolvendo uma Arquitetura de Componentes Orientada a Serviço SCA

Desenvolvendo uma Arquitetura de Componentes Orientada a Serviço SCA Desenvolvendo uma Arquitetura de Componentes Orientada a Serviço SCA RESUMO Ricardo Della Libera Marzochi A introdução ao Service Component Architecture (SCA) diz respeito ao estudo dos principais fundamentos

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações

Desenvolvimento de Aplicações FV-RAD (Field Values) A Practical Framework for Rapid Application Development Luís Filipe Ferreira 28 de Abril de 2008 Desenvolvimento de Aplicações User Interface - Console - Forms - Web - Mobile UI Logic

Leia mais

Mapa Mental de Engenharia de Software - Diagramas UML

Mapa Mental de Engenharia de Software - Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software - Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software Diagramas UML Mapa Mental UML - Diagramas, Fases e Detalhes Resolvi juntar

Leia mais

4.6. UML Diagramas de componentes

4.6. UML Diagramas de componentes Engenharia de Software 4.6. UML Diagramas de componentes Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Componentes são partes, executáveis e substituíveis, (idealmente reutilizáveis) de um sistema

Leia mais

Unidade II MODELAGEM DE PROCESSOS

Unidade II MODELAGEM DE PROCESSOS Unidade II 3 MODELAGEM DE SISTEMAS 1 20 A fase de desenvolvimento de um novo sistema de informação (Quadro 2) é um momento complexo que exige um significativo esforço no sentido de agregar recursos que

Leia mais

PROCESSOS DE CRIAÇÃO DE APLICATIVOS

PROCESSOS DE CRIAÇÃO DE APLICATIVOS PROCESSOS DE CRIAÇÃO DE APLICATIVOS Joaldo de Carvalho Wesley Oliveira Irlei Rodrigo Ferraciolli da Silva Rodrigo Clemente Thom de Souza INTRODUÇÃO O mundo está dominado pelos dispositivos móveis. A cada

Leia mais

Introdução a UML. Introdução a UML (Unified Modeling Language)

Introdução a UML. Introdução a UML (Unified Modeling Language) Introdução a UML (Unified Modeling Language) Régis Patrick Silva Simão Régis Simão 1/33 Agenda Introdução Histórico Por que UNIFICADA? Esquema de Visões 4+1 Modelos e Diagramas Modelagem Ágil Régis Simão

Leia mais

Aula 5 UML: Casos de Uso

Aula 5 UML: Casos de Uso Aula 5 UML: Casos de Uso UML Casos de Uso Introdução Casos de uso Elementos do diagrama de casos de uso Descrição de casos de uso Exemplo: Blog Ferramentas de modelagem Bibliografia 2 Introdução Casos

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - MÓDULO 3 - MODELAGEM DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS COM UML 1. INTRODUÇÃO A partir de 1980, diversos métodos de desenvolvimento de sistemas surgiram para apoiar o paradigma orientado a objetos com uma

Leia mais

18º Congresso de Iniciação Científica UM ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE TÉCNICAS DE MODELAGEM DE REQUISITOS DE SOFTWARE PARA SISTEMA EMBARCADO

18º Congresso de Iniciação Científica UM ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE TÉCNICAS DE MODELAGEM DE REQUISITOS DE SOFTWARE PARA SISTEMA EMBARCADO 18º Congresso de Iniciação Científica UM ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE TÉCNICAS DE MODELAGEM DE REQUISITOS DE SOFTWARE PARA SISTEMA EMBARCADO Autor(es) MARINA CALÇA Orientador(es) LUIZ EDUARDO GALVÃO MARTINS

Leia mais

LEVANTAMENTO DE REQUISITOS SEGUNDO O MÉTODO VOLERE

LEVANTAMENTO DE REQUISITOS SEGUNDO O MÉTODO VOLERE LEVANTAMENTO DE REQUISITOS SEGUNDO O MÉTODO VOLERE RESUMO Fazer um bom levantamento e especificação de requisitos é algo primordial para quem trabalha com desenvolvimento de sistemas. Esse levantamento

Leia mais

QUESTÕES PARA ESTUDO DIAGRAMA DE CLASSE

QUESTÕES PARA ESTUDO DIAGRAMA DE CLASSE TURMA: / CÓDIGO: CCT0071 PERGUNTAS PARA ESTUDO MODELAGEM DE SISTEMAS DATA: NÃO ENTREGAR CAMPUS: SANTO ANDRÉ PERÍODO: NOTURNO VALOR = 0,0 PROFESSOR: CELSO CANDIDO QUESTÕES PARA ESTUDO DIAGRAMA DE CLASSE

Leia mais

UML 2. Guia Prático. Gilleanes T.A. Guedes. Novatec. Obra revisada e ampliada a partir do título Guia de Consulta Rápida UML 2

UML 2. Guia Prático. Gilleanes T.A. Guedes. Novatec. Obra revisada e ampliada a partir do título Guia de Consulta Rápida UML 2 UML 2 Guia Prático Gilleanes T.A. Guedes Obra revisada e ampliada a partir do título Guia de Consulta Rápida UML 2 Novatec capítulo 1 Introdução à UML A UML (Unified Modeling Language ou Linguagem de Modelagem

Leia mais

Introdução ao RUP Rational Unified Process

Introdução ao RUP Rational Unified Process Introdução ao RUP Rational Unified Process UML Diagramas de Classes v.1.1, João Pascoal Faria, 2001 1 O que é Um processo (de engenharia) de software é a definição de um conjunto completo de actividades

Leia mais

modelagem do negócio (processos e objetos do negócio) modelagem de requisitos alocados ao software modelagem da solução de software

modelagem do negócio (processos e objetos do negócio) modelagem de requisitos alocados ao software modelagem da solução de software POO com UML Java Uso da linguagem UML(Unified Modeling Language) A UML, ou Linguagem de Modelagem Unificada, é a junção das três mais conceituadas linguagens de modelagem orientados a objectos (Booch de

Leia mais

ARQUITECTURA DE COMPUTADORES CAPÍTULO II AULA X

ARQUITECTURA DE COMPUTADORES CAPÍTULO II AULA X ARQUITECTURA DE COMPUTADORES CAPÍTULO II AULA X Índice Traduzindo e iniciando uma aplicação Compiladores Assembladores Linkers Loaders DLLs Iniciando um programa em Java Após toda a matéria abordada nesta

Leia mais

Wilson Moraes Góes. Novatec

Wilson Moraes Góes. Novatec Wilson Moraes Góes Novatec Copyright 2014 Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer processo,

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Unidade IV MODELAGEM DE PROCESSOS. Prof. Gislaine Stachissini

Unidade IV MODELAGEM DE PROCESSOS. Prof. Gislaine Stachissini Unidade IV MODELAGEM DE PROCESSOS Prof. Gislaine Stachissini Diagrama de classes Classe é uma abstração que descreve propriedades importantes para uma aplicação e ignora as restantes. Diagrama de classes

Leia mais

Proposta de Trabalho Sistema de Monitoramento de animais de Estimação. Herminio Paucar Curasma (hcurasma@inf.puc-rio.br) Departamento de Informática

Proposta de Trabalho Sistema de Monitoramento de animais de Estimação. Herminio Paucar Curasma (hcurasma@inf.puc-rio.br) Departamento de Informática PUC Proposta de Trabalho Sistema de Monitoramento de animais de Estimação Herminio Paucar Curasma (hcurasma@inf.puc-rio.br) Departamento de Informática PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

UML & Padrões Aula 4 1

UML & Padrões Aula 4 1 UML & Padrões Aula 4 1 UML & Padrões Aula 4 Diagramas Estruturais Profª Kelly Christine C. Silva UML O que vamos tratar: Diagramas UML Estruturais (Estáticos ) Diagrama de Pacotes Diagrama de Componentes

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS Componentes de Formação Total de Horas (a) (Ciclo de Formação) Componente de Formação Sociocultural Português

Leia mais

UML e a Ferramenta Astah. Profa. Reane Franco Goulart

UML e a Ferramenta Astah. Profa. Reane Franco Goulart UML e a Ferramenta Astah Profa. Reane Franco Goulart História da UML o Percebeu-se a necessidade de um padrão para a modelagem de sistemas, que fosse aceito e utilizado amplamente. o Alguns esforços nesse

Leia mais

1. Modelagem de Sistemas 1.1. Os Desenvolvedores de Sistemas podem Escolher entre Quatro Caminhos

1. Modelagem de Sistemas 1.1. Os Desenvolvedores de Sistemas podem Escolher entre Quatro Caminhos Sumário Modelagem de Processos Módulo 4 1. Modelagem de Sistemas 1.1. Os Desenvolvedores de Sistemas podem Escolher entre Quatro Caminhos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Modelagem de Sistemas MP

Leia mais

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets Programação Web Professor: Diego Oliveira Conteúdo 02: JSP e Servlets JSP JSP é um template de uma página Web que usa Java para gerar HTML dinamicamente JSP é considerado server-side e roda em um objeto

Leia mais

04/07/2015 UML. Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com DEFINIÇÃO DE REQUSIITOS

04/07/2015 UML. Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com DEFINIÇÃO DE REQUSIITOS UML Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com DEFINIÇÃO DE REQUSIITOS 1 REQUISITOS São os serviços fornecidos para um sistema. São classificados em requisitos

Leia mais

Introdução a Web Services

Introdução a Web Services Introdução a Web Services Mário Meireles Teixeira DEINF/UFMA O que é um Web Service? Web Service / Serviço Web É uma aplicação, identificada por um URI, cujas interfaces podem ser definidas, descritas

Leia mais

Introdução ao Processo Unificado (PU)

Introdução ao Processo Unificado (PU) Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Sistemas de Informação - CPCX Introdução ao Processo Unificado (PU) Prof. Fernando Maia da Mota Slides gentilmente cedidos por Profa. Dra. Maria Istela Cagnin

Leia mais