Desempenho de Vendas 1º Trimestre/2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desempenho de Vendas 1º Trimestre/2015"

Transcrição

1 Sã Paul, Brasil, 13 de abril de O GPA [BM&FBOVESPA: PCAR4 (PN); NYSE: CBD] e Via Varej S.A. [BM&FBOVESPA:VVAR3 e VVAR11] anunciam desempenh das vendas d 1º trimestre de Desempenh de Vendas 1º Trimestre/ Receita líquida ttal atingiu R$17,2 bi, cm cresciment de 14,8% n trimestre e 4,0% n cnceit mesmas ljas; - Aceleraçã da categria de aliments cm vendas mesmas ljas de 4,9% (vs 2,1% n 4T14), cm destaque para ganh de market share da bandeira Extra; - Sólid cresciment de vendas d Assaí e Cnva de 26,3% e 125,6%, cm expressivs ganhs de market share; - Via Varej cntinua a ganhar market share n mercad ttal (incluind internet); - Cntínu cresciment rgânic cm a abertura de 20 nvas ljas n trimestre. Receita Líquida (R$ milhões) 1T15 1T14 Cnslidad (1) ,8% Alimentar ,0% Multivarej (2) ,8% Assaí ,3% Nã Alimentar ,5% Cnva (3) ,6% Via Varej (4) ,0% Cresciment Receita Líquida 'mesmas ljas' (1) Nã inclui a receita prveniente de perações intercmpany; (2) Bandeiras Extra e Pã de Açúcar. Inclui a receita prveniente da lcaçã de galerias cmerciais. Os períds anterires fram reclassificads para fins de cmparabilidade; (3) Cnva: Cnva Brasil + Cdiscunt Grup. Inclui a receita de cmissões d marketplace, sem cnsiderar vlume de mercadrias; (4) Inclui a receita prveniente de perações intercmpany. Sem cnsiderar fechament das ljas em atendiment a CADE, cresciment fi de 0,1% n trimestre. 1T15 Cnslidad (1) 4,0% Multivarej + Assaí 3,7% Cnva (3) 19,5% Via Varej (4) -2,3% Desempenh de Vendas - Cnslidad A receita líquida cnslidada ttalizu R$ 17,2 bilhões n trimestre, cm cresciment de 14,8%, cm resultad da inauguraçã de 211 nvas ljas ns últims 12 meses e cresciment das vendas mesmas ljas de 4,0%. Sem efeit da cnslidaçã da Cdiscunt, a receita líquida teria crescid 5,9% n períd. N segment alimentar (Multivarej + Assaí), as vendas líquidas apresentaram evluçã de 8,0% e n segment nã alimentar (Via Varej + Cnva), evluíram 23,5% (3,6% sem Cdiscunt), refletind uma mair cautela d cnsum devid a ambiente macrecnômic. As vendas mesmas ljas avançaram 4,0%, cm destaque para Cnva (19,5%) e segment Alimentar (3,7% vs. 1,0% n 4T14), que tem acelerad ritm de cresciment impulsinad pel Assaí e melhra sequencial da bandeira 1

2 Extra. A estratégia da Cmpanhia cm fc na cmpetitividade e êxit das dinâmicas cmerciais implementadas ns últims meses permitiram cresciment mesmas ljas da categria de aliments, que prpiciu recuperaçã de market share, principalmente ds hipermercads. O trimestre fi marcad pela abertura de 20 ljas das quais 14 ljas inauguradas pr Multivarej, 3 ljas Assaí e 3 pela Via Varej. Alimentar (Multivarej + Assaí) A receita líquida d segment Alimentar avançu 8,0%, atingind R$ 8,9 bilhões n trimestre. Esse desempenh é decrrente, principalmente, da inauguraçã de 128 ljas ns últims 12 meses, send 105 ljas de prximidade (86 Minimercad Extra e 19 Minut Pã de Açúcar), 10 Assaí, 8 Pã de Açúcar, 3 Extra Supermercad e 2 drgarias. N cnceit mesmas ljas cresciment fi de 3,7%. O Multivarej apresentu uma imprtante retmada de vendas n trimestre, vltand a apresentar cresciment mesmas ljas psitiv. As iniciativas de mair cmpetitividade e dinâmicas cmerciais têm permitid a melhra sequencial da bandeira Extra desde Julh de 2014, cm imprtante recuperaçã das vendas mesmas ljas n 1T15, revertend a tendência para cresciment psitiv. Essa melhra se deu em funçã da mudança d patamar de vendas das categrias de aliments ns hipermercads, cm recuperaçã de vlume e flux de clientes nas ljas. A assertividade da estratégia e psicinament d Assaí tem se traduzid na manutençã ds patamares de cresciment expressiv ns últims trimestres, que denta uma imprtante resiliência d frmat. N 1T15 a receita líquida avançu 26,3%, decrrente d frte cresciment mesmas ljas e da abertura de 10 ljas ns últims 12 meses. Nesse trimestre fram inauguradas 3 ljas, send 2 n Nrdeste, que já acumula 18 das 87 ljas da bandeira. Essas aberturas de ljas sã parte d plan de aceleraçã da expansã para an de Via Varej A receita líquida d 1T15 ttalizu R$ 5,4 bilhões, estável em relaçã a 1T14 excluind efeit d encerrament de 42 ljas entre 2T14 e 1T15 em atendiment a CADE. Cm fechament das ljas, a receita líquida regrediu 1,0%. N cnceit mesmas ljas a regressã fi de 2,3%; Dads d cresciment d mercad de móveis e eletreletrônics d mês de janeir, segund a PMC (Pesquisa Mensal d Cmérci, d IBGE), sugerem que a Cmpanhia vem ganhand share tant n mercad especialista quant n mercad ttal (que inclui internet); Em um mment macr mais desafiadr, ganh de market share cntinua send principal fc da Cmpanhia, que deverá se alavancar principalmente de sua psiçã de player dminante n mercad, frte psiçã de caixa, sólida parceria junt as frnecedres e liderança em mídia, send mair anunciante d Brasil segund IBOPE; Adicinalmente a Cmpanhia busca acelerar seu cresciment cm as iniciativas d Prjet Crescer Mais, que abrange: i) Renvaçã cmpleta da categria de móveis, cm melhria d design, ambientaçã da lja e ferta de móveis planejads a preçs acessíveis; ii) Prjet Mbile, que inclui renvaçã da área de telefnia das ljas ( stre-in-stre ) e criaçã d cnceit de lja dedicada de telefnia ( stand-alne ), ambas cm ferta de plans pós-pags das principais peradras d país; iii) Aceleraçã da expansã rgânica em regiões de mair cresciment; e iv) Repsicinament da bandeira Pnt Fri; As categrias de smartphnes e linha branca fram s destaques d trimestre e a categria de televisres apresentu a mair regressã d períd, cm cnsequência principalmente da frte base de cmparaçã criada pela Cpa d Mund n primeir semestre de 2014; N 1T15, fram abertas 3 ljas da bandeira Casas Bahia. 2

3 Cnva Os cmentáris abaix sã parte integrante d release de Cnva publicad em 10 de Abril 2015 CNOVA 1T14 1T15 Var. GMV(1) (em milhões de ) 973, ,2 +28,2% Vendas líquidas (em milhões de ) 777,4 915,5 +17,8% Clientes ativs(2) (milhões) 11,6 14,8 +27,6% Pedids(3) (milhões) 6,8 9,3 +38,2% Númer de itens vendids (em milhões) 11, % Trafég via Dispsitivs móveis (4) (em %) 22,0% 34,0% bps As vendas líquidas da Cnva n 1T15 registraram cresciment de 17,8% em cmparaçã cm 1T14, mesm cm a desafiadra situaçã macrecnômica d Brasil. Esse significativ cresciment fi alcançad apesar da desvalrizaçã d real, superir a 10% desde a publicaçã d Guidance 1T15, em 28 de janeir de 2015: Capacidade de fidelizar s clientes: n 1T15, númer de itens pr cnsumidr únic (5) aumentu 4,2% na Cnva e númer de pedids pr cnsumidr únic (5) aumentu 11,9% a an na França e 5,4% a an n Brasil. Cresciment expressiv das vendas via dispsitivs móveis, que passaram de 22,0% n 1T14 para 34,0% n 1T15. Crescente expansã das perações, cm 20 sites em 11 países n final d 1T15. A Cnva anunciu mais um trimestre de frte cresciment nas platafrmas marketplace, cm maires participações de mercad em ambas as regiões: A participaçã ds marketplaces nas vendas ttais fi mair nesse períd, passand de 8,5% d GMV n 1T14 para 15,4% d GMV n 1T15, que representa 132% a an de aument n GMV das platafrmas marketplace. N final d 1T15, númer de ljistas ttalizu 8.650, representand um aument de 110% a an; as fertas de prdut ttalizaram 16 milhões, que crrespnde a um aument de 88% em relaçã a 1T14. A Cnva intensificu s investiments n 1T15, a fim de estimular cresciment futur: Expansã acelerada da rede click-and-cllect n Brasil e aument d númer de pnts de retirada na França para prduts de grandes dimensões. Cnslidaçã da infraestrutura necessária a uma mair eficácia da cadeia de abasteciment e ds serviçs a cnsumidr: N Brasil, as perações de dis centrs de distribuiçã de prduts leves na Grande Sã Paul fram centralizadas em um únic centr de distribuiçã cmpartilhad cm a Via Varej em Jundiaí. Na França, inauguraçã, n 1T15, de um nv centr de distribuiçã para prduts pesads ns arredres de Paris e expansã d centr de distribuiçã situad na regiã Sudeste. Investiment em sistemas TI estratégics, tant n Brasil (lançament de uma nva ferramenta de recmendaçã, transferência para um nv ERP assciad a um nv sistema de gestã de estques e um nv sistema de serviçs a cnsumidr), cm na França (lançament de nv sistema de gestã de estques e nva ferramenta de busca). 3

4 DESTAQUES CDISCOUNT CDISCOUNT 1T14 1T15 Cresciment GMV (em milhões de ) 493,9 634,5 +28,5% Vendas líquidas (em milhões de ) 358,1 416,8 +16,4% Vendas via Marketplaces (6) (em %) 14,8% 24,7% +984 bps Trafég via Dispsitivs móveis (4) (em %) 31,1% 44,9% bps As vendas líquidas d Cdiscunt nvamente registraram um cresciment de dis dígits (+16,4% a an), passand de 358,1 milhões n 1T14 para 416,8 milhões n 1T15: Expansã da rede click-and-cllect da empresa, que ttalizu pnts de retirada n final d 1T15, ds quais 593 cm capacidade para prduts de grande dimensã (+34% em cmparaçã cm 1T14). Crescente fidelizaçã ds clientes, cm mair númer de pedids pr cnsumidr (+11,9%) e mair númer de prduts pr cnsumidr (+11.1%). A participaçã ds marketplaces nas vendas d Cdiscunt alcançu 24,7% d GMV n 1T15: O GMV ds marketplaces cresceu 111% n 1T15 vs 1T14. A ferta de prduts dispníveis cresceu 79% a an, graças a aument de 106% n númer de ljistas. O Cdiscunt intensificu s investiments, a fim de estimular cresciment futur: Ampliaçã da base de assinantes d serviç Cdiscunt-à-vlnté. Aceleraçã d desenvlviment de quatr nvs mercads verticais especializads, cm lançament previst para 2T15. Aceleraçã da estratégia de expansã internacinal para nvs países: excelente ritm de cresciment n Vietnã e na Tailândia, nde fram criads 453 pnts de retirada em ljas Big C; lançament de um nv site n Panamá em janeir; e preparaçã de sites para 8 nvs países (lançament até final de 2015). DESTAQUES CNOVA BRASIL CNOVA BRASIL 1T14 1T15 Cresciment GMV (em milhões de R$) 1.554, ,4 +27,3% GMV (em milhões de ) 479,8 613,7 +27,9% Vendas líquidas (em milhões de R$) 1.358, ,6 +18,3% Vendas líquidas (em milhões de ) 419,4 498,7 +18,9% Vendas via Marketplaces (7) (em %) 2,1% 6,3% +425 bps Trafég via Dispsitivs móveis (4) (em %) 15,0% 25,1% bps Apesar d desaqueciment n cenári macrecnômic, a eficácia d mdel estratégic implementad pela Cnva Brasil geru um aument nas vendas de 18,3% em reais: Sólid psicinament em terms de cmpetitividade desde final 3T14, garantind s preçs mais baixs para a mairia d srtiment. Mair númer de pedids pr cnsumidr (+5,4%). A Cnva Brasil intensificu s investiments estratégics, a fim de melhrar s serviçs a cnsumidr e acelerar cresciment: Duplicaçã d númer de pnts de retirada em cmparaçã cm final d 4T14, ttalizand 210 n final d 1T15, inclusive cm dispnibilidade imediata de prduts em uma seleçã de ljas das redes Casas Bahia e Pntfri. 4

5 Investiment em um nv sistema ERP assciad a um nv sistema de gestã de estques e um nv sistema de serviçs a cnsumidr, a fim de sustentar cresciment. Lançament de uma nva ferramenta de recmendaçã. Na Grande Sã Paul, centralizaçã das perações de dis centrs de distribuiçã de prduts leves, reunidas em um únic centr de distribuiçã cmpartid cm a Via Varej em Jundiaí (8) e preparaçã para a abertura de dis depósits nas regiões Centr-Oeste e Sul. Investiments seletivs em perações de marketing, a fim de cnquistar nvs clientes. Investiment seletiv em recurss humans, a fim de frtalecer setres estratégics, cm platafrmas marketplace, pnts de retirada, lgística e TI. Cresciment acelerad da platafrma marketplace da Cnva Brasil: Lançament bem-sucedid de três nvs marketplaces (Casas Bahia, Pntfri e Cdiscunt) n 1T15, refrçand ainda mais a frça d prtfóli de marcas. Cresciment da participaçã d marketplace nas vendas da Cnva Brasil, que passu de 2,1% d GMV n 1T14 para 6,3% d GMV n 1T15, que representa um aument de 295% n perid. (1) GMV u Grss Merchandise Vlume crrespnde à venda bruta de mercadrias próprias, utras receitas e vendas realizadas nas platafrmas de marketplace, após devluções, incluind impsts. (2) Clientes ativs, n final de març, que realizaram n mínim uma cmpra ns sites da Cnva ns últims 12 meses. (3) Ttal de pedids realizads pels clientes antes de cancelament pr fraude u pr nã pagament de encmendas. (4) Participaçã d tráfeg através de dispsitivs mveis, excluind sites especializads e internacinais (5) Clientes, n final de març, que realizaram n mínim uma cmpra ns sites da Cnva ns últims 3 meses (6) Participaçã das vendas n marketplace d site A participaçã das vendas d marketplace representa númer ttal d trimestre. (7) Participaçã d marketplace n GMV ttal. A participaçã das vendas d marketplace representa númer ttal d trimestre. (8) Fechament d centr de distribuiçã de Tambré e transferência ds prduts leves d centr de distribuiçã de Cajamar (que passará a ser usad unicamente para prduts de grande dimensã) para um depósit da Via Varej situad em Jundiaí. Cntats - Relações cm Investidres GPA Telefne: (11) Fax: (11) Via Varej Telefne: (11) Fax: (11) Cnva Tel: As infrmações apresentadas sã preliminares, nã auditadas e sujeitas à revisã. As infrmações fram calculadas cm base em númers cnslidads e em Reais, de acrd cm a Legislaçã Scietária vigente. Os cálculs de variaçã e cresciment tmam cm base mesm períd d an anterir, excet quand indicad de utra frma. A base para cálcul das vendas mesmas ljas é definid pelas vendas realizadas em ljas abertas a mens pr 12 meses cnsecutivs e que nã ficaram fechadas pr 7 u mais dias cnsecutivs nesse períd. Aquisições nã sã incluídas na base mesmas ljas ns 12 primeirs meses de peraçã. Sbre GPA: O GPA é a mair Cmpanhia varejista n Brasil, cm distribuiçã pr mei de mais de pnts-de-venda e canais eletrônics. Fundad em 1948, em Sã Paul, mantém sua sede administrativa na capital paulista e atuaçã em 19 estads brasileirs e n Distrit Federal. Cm a estratégia de manter cliente n centr das suas decisões e melhr atendê-l de acrd cm seu perfil, em seus mais variads mments de cmpra, GPA mantém uma atuaçã multinegóci e multicanal, cm ljas físicas e perações de cmérci eletrônic, distribuídas em cinc unidades de negóci: Multivarej, que pera s frmats supermercad, hipermercad e minimercad, psts e drgarias cm as marcas Pã de Açúcar e Extra; Assaí, cm atuaçã n segment de atacad de autsserviç; Via Varej, cm as ljas físicas de eletreletrônics das bandeiras Casas Bahia e Pntfri; GPA Malls, respnsável pela gestã ds ativs imbiliáris, prjets de expansã e inauguraçã de nvas ljas e segment de e-cmmerce, Cnva, que cnsiste nas perações de Cnva Brasil, Cdiscunt na França e seus sites internacinais. Avis / Disclaimer: As declarações cntidas neste cmunicad relativas à perspectiva ds negócis da Cmpanhia, prjeções de resultads peracinais / financeirs, ptencial de cresciment da Empresa e relativas às estimativas de mercad e macrecnômicas cnstituem-se em meras previsões e fram baseadas nas crenças, intenções e expectativas da Administraçã em relaçã a futur da Cmpanhia. Estas expectativas sã altamente dependentes de mudanças d mercad, d desempenh ecnômic geral d Brasil, da indústria e ds mercads internacinais e, prtant, estã sujeitas a mudanças. 5

Cnova N.V. Atividade do Terceiro Trimestre de 2015

Cnova N.V. Atividade do Terceiro Trimestre de 2015 Cmunicad 9 de utubr de 2015 Cnva N.V. Atividade d Terceir Trimestre de 2015 GMV: 1.121 milhões (+17,6% a câmbi cnstante) Participaçã d marketplace: 22,7% (+1.032 bp) Vendas líquidas: 781 milhões (+9,1%

Leia mais

* Baseado nos dados de Julho e Agosto publicados pela ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) 3T15 x 3T14

* Baseado nos dados de Julho e Agosto publicados pela ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) 3T15 x 3T14 Sã Paul, Brasil, 13 de utubr de 2015 - O GPA [BM&FBOVESPA: PCAR4 (PN); NYSE: CBD] e Via Varej S.A. [BM&FBOVESPA:VVAR3 e VVAR11] anunciam desempenh das vendas d 3º trimestre de 2015. Tdas as cmparações

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA. Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I PROVA 3 FINANÇAS PÚBLICAS

PADRÃO DE RESPOSTA. Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I PROVA 3 FINANÇAS PÚBLICAS Questã n 1 Cnheciments Específics O text dissertativ deve cmtemplar e desenvlver s aspects apresentads abaix. O papel d PPA é de instrument de planejament de médi/lng praz que visa à cntinuidade ds bjetivs

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação Os nvs uss da tecnlgia da infrmaçã nas empresas Sistemas de Infrmaçã Prf. Marcel da Silveira Siedler siedler@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Planejament

Leia mais

RESULTADOS SONAE SIERRA DE 2007

RESULTADOS SONAE SIERRA DE 2007 COMUNICADO SONAE - SGPS, S. A. Sede: Lugar d Espid, Via Nrte, Maia Capital scial: 2.000.000.000,00 Matriculada na Cnservatória d Regist Cmercial da Maia sb númer únic de matrícula e identificaçã fiscal

Leia mais

Resultados Consolidados 3º Trimestre de 2014

Resultados Consolidados 3º Trimestre de 2014 SAG GEST Sluções Autmóvel Glbais, SGPS, SA Sciedade Aberta Estrada de Alfragide, nº 67, Amadra Capital Scial: 169.764.398 Eurs Matriculada na Cnservatória d Regist Cmercial da Amadra sb númer únic de matrícula

Leia mais

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 Flrianóplis, 25 de janeir de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 1) Cnsiderações Gerais: A Federaçã Nacinal ds Estudantes de Engenharia Civil

Leia mais

Supply Chain Game. EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autor: Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves

Supply Chain Game. EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autor: Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Supply Chain Game EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autr: Prf. Dr. Daniel Bertli Gnçalves Exercíci Prátic 1 Simuland uma Cadeia e planejand seus estques Lcal: em sala de aula Material

Leia mais

Agenda: 2015 Sage Software, Inc. All rights reserved. 2/1/2016 3 2015 Sage Software, Inc. All rights reserved. 2/1/2016 5

Agenda: 2015 Sage Software, Inc. All rights reserved. 2/1/2016 3 2015 Sage Software, Inc. All rights reserved. 2/1/2016 5 Agenda: Event Sage AEBB Legislaçã inventári permanente (reduçã ds limites) Cnfigurações inventári permanente (ligaçã à CTB) O inventári a 31 de dezembr (imprtância d cntrl stcks, sage inventáris cntagem

Leia mais

Semana 3: Distribuição em Serviços

Semana 3: Distribuição em Serviços 1 Semana 3: Distribuiçã em Serviçs 1. Distribuiçã O prcess de distribuiçã da ferta da empresa insere-se n cntext d cmpst de marketing cm a funçã respnsável pr trnar prdut acessível a cnsumidr. Em serviçs

Leia mais

3 Aplicações dos Modelos de Análise de Crédito

3 Aplicações dos Modelos de Análise de Crédito 3 Aplicações ds Mdels de Análise de Crédit Pdem ser citads cm principais estuds realizads para previsã de inslvência de pessas jurídicas: Estud de Tamari O estud fi realizad n final da década de 50 e fi

Leia mais

Divulgação de Resultados Primeiro Trimestre de 2014

Divulgação de Resultados Primeiro Trimestre de 2014 Divulgaçã de Resultads Primeir Trimestre de 2014 Barueri, 14 de mai de 2014. Apresentaçã de Resultads 1T14 A Temp Participações S.A. (BM&FBvespa: TEMP3; Reuters: TEMP3.SA; Blmberg: TEMP3 BZ), empresa de

Leia mais

Vensis PCP. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br

Vensis PCP. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br Vensis PCP Vensis PCP O PCP é módul de planejament e cntrle de prduçã da Vensis. Utilizad n segment industrial, módul PCP funcina de frma ttalmente integrada a Vensis ERP e permite às indústrias elabrar

Leia mais

Edital de Chamada Pública nº 01/2012 SEBRAE 2014

Edital de Chamada Pública nº 01/2012 SEBRAE 2014 Edital de Chamada Pública nº 01/2012 SEBRAE 2014 A Diretria d SEBRAE/RS trna públic presente edital e cnvida Artesãs representads pr Assciações e/u Cperativas de Artesanat d Ri Grande d Sul a inscreverem-se

Leia mais

Resultado do Inquérito On-line aos Participantes dos Workshops Realizados pela Direção-Geral das Artes. Avaliação da Utilidade dos Workshops

Resultado do Inquérito On-line aos Participantes dos Workshops Realizados pela Direção-Geral das Artes. Avaliação da Utilidade dos Workshops Resultad d Inquérit On-line as Participantes ds Wrkshps Realizads pela Direçã-Geral das Artes Avaliaçã da Utilidade ds Wrkshps Títul: Resultad d Inquérit On-line as Participantes ds Wrkshps realizads pela

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

WORKSHOPS SOBRE AS POSSIBILIDADES DE COOPERAÇÃO / CONCENTRAÇÃO NO SECTOR AUXILIAR NAVAL

WORKSHOPS SOBRE AS POSSIBILIDADES DE COOPERAÇÃO / CONCENTRAÇÃO NO SECTOR AUXILIAR NAVAL WORKSHOPS SOBRE AS POSSIBILIDADES DE COOPERAÇÃO / CONCENTRAÇÃO NO SECTOR AUXILIAR NAVAL ÍNDICE I. Apresentaçã e bjectivs d wrkshp II. III. Resultads ds inquérits Ambiente cmpetitiv Negóci Suprte Prcesss

Leia mais

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco Orientações e Recmendações Orientações relativas à infrmaçã periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de ntaçã de risc 23/06/15 ESMA/2015/609 Índice 1 Âmbit de aplicaçã... 3 2 Definições... 3 3 Objetiv

Leia mais

VENDAS CONTRATADAS NO 1S10 ULTRAPASSAM R$507 MILHÕES, RESULTADO 73% ACIMA DO OBTIDO NO MESMO PERÍODO DE 2009.

VENDAS CONTRATADAS NO 1S10 ULTRAPASSAM R$507 MILHÕES, RESULTADO 73% ACIMA DO OBTIDO NO MESMO PERÍODO DE 2009. PARA DIVULGAÇÃO IMEDIATA: Sã Paul, 14 de julh de 2010: A CAMARGO CORRÊA DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO ( CCDI u Cmpanhia ; Bvespa: CCIM3) anuncia seus resultads peracinais referentes a segund trimestre de

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

Resultados Consolidados 1º Trimestre de 2015

Resultados Consolidados 1º Trimestre de 2015 SAG GEST Sluções Autmóvel Glbais, SGPS, SA Sciedade Aberta Estrada de Alfragide, nº 67, Amadra Capital Scial: 169.764.398 Eurs Matriculada na Cnservatória d Regist Cmercial da Amadra sb númer únic de matrícula

Leia mais

A SUPERINFLAÇÃO BRASILEIRA EM 1989: NOTAS E COMENTÁRIOS

A SUPERINFLAÇÃO BRASILEIRA EM 1989: NOTAS E COMENTÁRIOS A SUPERINFLAÇÃ BRASILEIRA EM 1989: NTAS E MENTÁRIS Gentil Crazza* "A inflaçã é uma frma de distribuir s ganhs e as perdas através das frças impessais d mercad." Charles Kindieberger Intrduçã A ecnmia e

Leia mais

GESTÃO DE LABORATÓRIOS

GESTÃO DE LABORATÓRIOS Seminári Luanda, 26,27,28,29 e 30 de Mai de 2014 - Htel **** Guia Prática GESTÃO DE LABORATÓRIOS Finanças Assegure uma gestã eficaz de tdas as áreas 40 hras de Frmaçã Especializada Cnceits ecnómic-financeirs

Leia mais

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento Aliança Estratégica cm a Delta Dezembr, 2011 Uma Cnsistente História de Investiment 1 Agenda Resum da Operaçã 1 Benefícis da Operaçã 2 2 Disclaimer O material a seguir é uma apresentaçã cnfidencial cntend

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos Manual de Prcediments Prcediments para Submissã de Prjets de MDL à Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Secretaria Executiva Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Prcediments para

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira DIRETRIZES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DOS CURSOS DE GESTÃO 1 Sumári I. O Estági em Gestã...3 II. O Estági curricular...4 III. Acmpanhament e avaliaçã...5 IV. Mdels de Plan de Atividades e de Relatóri...5

Leia mais

RECURSOS PÚBLICOS PARA O TURISMO

RECURSOS PÚBLICOS PARA O TURISMO N N Unid. Tip de Peridicidade An de An de Iníci série Cmparativ Âmbit temátic Nme d Indicadr Nme da fnte Fnte Divulgaçã Escp gegráfic Escp de análise Estratégia de utilizaçã d dad Observaçã Medida dad

Leia mais

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO. Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2016

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO. Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2016 Sua hra chegu. Faça a sua jgada. REGULAMENTO Prêmi de Empreendedrism James McGuire 2016 Salvadr, nvembr de 2015. REGULAMENTO Prêmi de Empreendedrism James McGuire 2016 é uma cmpetiçã interna da Laureate

Leia mais

é a introdução de algo novo, que atua como um vetor para o desenvolvimento humano e melhoria da qualidade de vida

é a introdução de algo novo, que atua como um vetor para o desenvolvimento humano e melhoria da qualidade de vida O que é invaçã? Para a atividade humana: é a intrduçã de alg nv, que atua cm um vetr para desenvlviment human e melhria da qualidade de vida Para as empresas: invar significa intrduzir alg nv u mdificar

Leia mais

Banda Larga Móvel LTE e Além

Banda Larga Móvel LTE e Além MARÇO 2015 As tecnlgias 3GPP - HSPA, HSPA+, LTE e agra a LTE-Advanced - frmam a platafrma glbal da banda larga móvel, ferecend cnexões rápidas e integradas n mund inteir. Nessa ediçã 1 Implementações 3GPP

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2014 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3. Limites de expsiçã à

Leia mais

ALTOS DIRIGENTES VISEU (PORTUGAL), - 2/3 2013 2-3 DEZEMBRO

ALTOS DIRIGENTES VISEU (PORTUGAL), - 2/3 2013 2-3 DEZEMBRO Encntr de Alt Dirigentes - Viseu 2/3 Dez 2013 Cm Invar para Ser Mais Cmpetitiv ENCONTRO de ALTOS DIRIGENTES VISEU (PORTUGAL), 2-3 DEZEMBRO 2013 Apresentaçã Crprativa Cnfidencial Cnclusões finais Página

Leia mais

NEWSLETTER DAIMON INDICADORES ECONÔMICOS AGENDA DO DIA NOTÍCIAS RELEVANTES PARA O SETOR DE ENERGIA. 24/Julho/2015. Brasil: Mundo:

NEWSLETTER DAIMON INDICADORES ECONÔMICOS AGENDA DO DIA NOTÍCIAS RELEVANTES PARA O SETOR DE ENERGIA. 24/Julho/2015. Brasil: Mundo: 24/Julh/2015 INDICADORES ECONÔMICOS AGENDA DO DIA Brasil: Sai IPC: Índice de Preçs a Cnsumidr mede a variaçã de preçs para cnsumidr na cidade de Sã Paul cm base ns gasts de quem ganha de 1 a 20 saláris

Leia mais

Global Infrastructure & Project Finance

Global Infrastructure & Project Finance Aerprts / Brasil GRU Airprt Relatóri de Pré-Distribuiçã Ratings Nvas Emissões BRL 300.000.000 1 a Emissã de Debêntures AA(exp)(bra) Perspectiva d Rating Estável Pesquisa Relacinada Mair Altitude Para Aerprts

Leia mais

CURSO COMPLETO SOBRE O NOVO SISTEMA TESOURO GERENCIAL

CURSO COMPLETO SOBRE O NOVO SISTEMA TESOURO GERENCIAL CURSO DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO CURSO COMPLETO SOBRE O NOVO SISTEMA TESOURO GERENCIAL Carga Hrária: 16 hras/atividade Hrári: 8h30 às 18h (cm interval para almç) Brasília, 26 e 27 de nvembr de 2015

Leia mais

Para você que procura o máximo em atendimento!

Para você que procura o máximo em atendimento! Para vcê que prcura máxim em atendiment! Sftware de Gestã Cnsultria em T.I. Manutençã de Equipaments Redes Hspedagem de Sistemas Web Design Distribuidra de Infrmática Nssa Empresa Para vcê que prcura máxim

Leia mais

PRINCIPAIS REQUISITOS: Regra final sobre Programas de Verificação do Fornecedor Estrangeiro Em resumo

PRINCIPAIS REQUISITOS: Regra final sobre Programas de Verificação do Fornecedor Estrangeiro Em resumo O FDA ferece esta traduçã cm um serviç para um grande públic internacinal. Esperams que vcê a ache útil. Embra a agência tenha tentad bter uma traduçã mais fiel pssível à versã em inglês, recnhecems que

Leia mais

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde Cnsulta a Temp e Hras CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativ Centr de Saúde 2013 ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.. Tds s direits reservads. A ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.

Leia mais

Posição CELPA Associação da Indústria Papeleira

Posição CELPA Associação da Indústria Papeleira R. Marquês Sá da Bandeira, 74, 2º 1069-076 Lisba, Prtugal Tel. +351 217-611-510 Fax. +351 217-611-529 E-mail. celpa@celpa.pt http://www.celpa.pt Psiçã CELPA Assciaçã da Indústria Papeleira Para: De: Estatut:

Leia mais

Processos de desumidificação visam manter a Umidade Relativa do Ar em níveis abaixo de 50%.

Processos de desumidificação visam manter a Umidade Relativa do Ar em níveis abaixo de 50%. 1. TEORIA Para prcesss específics de utilizaçã, é necessári manter cndições de temperatura e umidade relativa d ar em cndições específicas para prduçã e u trabalh. Prcesss de desumidificaçã visam manter

Leia mais

QUALICORP. Figura 1: Estrutura do mercado de cartões. Competição. Redecard (fechamento de capital)

QUALICORP. Figura 1: Estrutura do mercado de cartões. Competição. Redecard (fechamento de capital) Nesta carta, referente a 3º trimestre de 2012, explicarems nssa visã em relaçã a investiment em Ciel, analisand as pssíveis mudanças cmpetitivas devid a fechament de capital da Redecard, pr exempl, e s

Leia mais

Promover a obtenção de AIM (Autorização de Introdução no Mercado) no estrangeiro de medicamentos criados e desenvolvidos em Portugal.

Promover a obtenção de AIM (Autorização de Introdução no Mercado) no estrangeiro de medicamentos criados e desenvolvidos em Portugal. SIUPI SISTEMA DE INCENTIVOS À UTILIZAÇÃO DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL FICHA DE MEDIDA Apia prjects que visem estimular investiment em factres dinâmics de cmpetitividade, assciads à invaçã tecnlógica, a design

Leia mais

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA ATUAL

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA ATUAL INFORME EPIDEMIOLÓGICO Nº 05/2015 SEMANA EPIDEMIOLÓGICA 50 (13 A 19/12/2015) MONITORAMENTO DOS CASOS DE MICROCEFALIAS NO BRASIL Este infrme d COES Micrcefalias visa dcumentar e divulgar infrmações atualizadas

Leia mais

FATO RELEVANTE Volumes e Prévia de Resultados do 3T15

FATO RELEVANTE Volumes e Prévia de Resultados do 3T15 Lg-In Lgística Intermdal S.A. CNPJ n 42.278.291/0001-24 - NIRE n 3.330.026.074-9 - Cmpanhia Aberta FATO RELEVANTE Vlumes e Prévia de Resultads d 3T15 Ri de Janeir, 27 de utubr de 2015 - A Lg-In Lgística

Leia mais

MENSAGEM Nº 458, DE 30 DE JUNHO DE 2008.

MENSAGEM Nº 458, DE 30 DE JUNHO DE 2008. MENSAGEM Nº 458, DE 30 DE JUNHO DE 2008. Senhr Presidente d Senad Federal, Cmunic a Vssa Excelência que, ns terms d 1 d art. 66 da Cnstituiçã, decidi vetar parcialmente, pr incnstitucinalidade e cntrariedade

Leia mais

SEMINÁRIO FINANÇAS EFINANCIAMENTO VIABILIZANDO INVESTIMENTO NAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS 17 DE NOVEMBRO, 2014

SEMINÁRIO FINANÇAS EFINANCIAMENTO VIABILIZANDO INVESTIMENTO NAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS 17 DE NOVEMBRO, 2014 SEMINÁRIO FINANÇAS EFINANCIAMENTO VIABILIZANDO INVESTIMENTO NAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS 17 DE NOVEMBRO, 2014 ESTRATÉGIA DESEGMENTAÇÃO ESTRATÉGIA DE SEGMENTAÇÃO Estrutura segmentada vltada a estratégia

Leia mais

DIRETRIZES E CRITÉRIOS PARA APLICAÇÃO DOS RECURSOS

DIRETRIZES E CRITÉRIOS PARA APLICAÇÃO DOS RECURSOS DIRETRIZES E CRITÉRIOS PARA APLICAÇÃO DOS RECURSOS Prjets n Bima Amazônia A Critéris Orientadres B C D E F Cndicinantes Mínims para Prjets Mdalidades de Aplicaçã ds Recurss Restriçã de Us ds Recurss Critéris

Leia mais

Dados sobre investimento da FAPESP revelam articulação entre geração do conhecimento e sua aplicação

Dados sobre investimento da FAPESP revelam articulação entre geração do conhecimento e sua aplicação POLÍTICA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA Dads sbre investiment da FAPESP revelam articulaçã entre geraçã d cnheciment e sua aplicaçã A ESP investiu, n an 2000, R$ 550,7 milhões fment à atividade científica e

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

Resultados financeiros do Grupo Michelin

Resultados financeiros do Grupo Michelin Resultads financeirs d Grup Michelin Infrmaçã financeira crrespndente a 30 de junh de 2015 INFORMAÇÃO DE IMPRENSA 28/07/2015 Primeir semestre de 2015: cresciment rbust e flux de caixa livre melhrad Receitas

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ. PROJETO OTIMIZAR Plano do Programa

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ. PROJETO OTIMIZAR Plano do Programa 1. Escp u finalidade d prjet PROJETO OTIMIZAR Plan d Prgrama O Prjet Otimizar visa aprimrar ações implantadas que têm pr bjetiv a reduçã de cnsum de materiais e criar mecanisms de avaliaçã que pssam medir

Leia mais

Alteração à Linha de Crédito para apoio às Empresas de Produção, Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas, Pecuários e Florestais

Alteração à Linha de Crédito para apoio às Empresas de Produção, Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas, Pecuários e Florestais Inf - Estruturas Infrmaçã Mensal d Sectr Linha de Crédit PME 2009 Alteraçã à Linha de Crédit para api às Empresas de Prduçã, Transfrmaçã e Cmercializaçã de Prduts Agríclas, Pecuáris e Flrestais A Linha

Leia mais

PROJETO CADASTRO DE FONTES DE ABASTECIMENTO POR ÁGUA SUBTERRÂNEA

PROJETO CADASTRO DE FONTES DE ABASTECIMENTO POR ÁGUA SUBTERRÂNEA IINNTTRRODDUUÇÇÃÃO I As decisões sbre a implementaçã de ações de cnvivência cm a seca exigem cnheciment básic sbre a lcalizaçã, caracterizaçã e dispnibilidade das fntes de água superficiais e subterrâneas.

Leia mais

Resultados Janeiro Junho / 2015. Resultados 2T14 Telefônica Brasil S.A.

Resultados Janeiro Junho / 2015. Resultados 2T14 Telefônica Brasil S.A. Resultads Janeir Junh / 2015 Resultads 2T14 Resultads 2T15 Neste 0+ trimestre, após a cnclusã da aquisiçã da GVT, divulgams as infrmações da nva Cmpanhia, que atingiu sólid cresciment anual ns principais

Leia mais

INDICE DE PREÇOS TURISTICO. Desenvolvido no quadro do Programa Comum de Estatística CPLP com o apoio técnico do INE de Portugal

INDICE DE PREÇOS TURISTICO. Desenvolvido no quadro do Programa Comum de Estatística CPLP com o apoio técnico do INE de Portugal INDICE DE PREÇOS TURISTICO Desenvlvid n quadr d Prgrama Cmum de Estatística CPLP cm api técnic d INE de Prtugal Estrutura da Apresentaçã INTRODUÇÃO. METODOLOGIA. FORMA DE CÁLCULO. PROCESSO DE TRATAMENTO.

Leia mais

Proposta. Treinamento Lean Thinking Mentalidade Enxuta. Apresentação Executiva

Proposta. Treinamento Lean Thinking Mentalidade Enxuta. Apresentação Executiva Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta www.masterhuse.cm.br Prpsta Cm Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta Apresentaçã Executiva Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta Cpyright 2011-2012

Leia mais

Resultados Consolidados 4º Trimestre de 2014

Resultados Consolidados 4º Trimestre de 2014 SAG GEST Sluções Autmóvel Glbais, SGPS, SA Sciedade Aberta Estrada de Alfragide, nº 67, Amadra Capital Scial: 169.764.398 Eurs Matriculada na Cnservatória d Regist Cmercial da Amadra sb númer únic de matrícula

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR 1. Históric da Jrnada AGIR Ns ambientes crprativs atuais, a adçã de um mdel de gestã integrada é uma decisã estratégica n api às tmadas

Leia mais

DIRETORIA DE UNIDADE COORDENAÇÃO DE CURSOS

DIRETORIA DE UNIDADE COORDENAÇÃO DE CURSOS DIRETORIA DE UNIDADE COORDENAÇÃO DE CURSOS PROJETO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (X) PROJETO DE PESQUISA PROJETO DE EXTENSÃO Acadêmic ; Scial PROJETO DE INTERDISCIPLINARIDADE

Leia mais

GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisão: 000

GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisão: 000 GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisã: 000 A Mercur S.A., empresa estabelecida desde 1924, se precupa em cnduzir as suas relações de acrd cm padrões étics e cmerciais, através d cumpriment da legislaçã

Leia mais

WORKSHOP SOBRE PARCERIAS PÚBLICO- PRIVADAS E CONCESSÕES

WORKSHOP SOBRE PARCERIAS PÚBLICO- PRIVADAS E CONCESSÕES WORKSHOP SOBRE PARCERIAS PÚBLICO- PRIVADAS E CONCESSÕES Tribunal de Cntas da Uniã Marcel Pachec ds Guaranys Brasília, 22.11.2011 ROTEIRO Dads d setr Infraestrutura aeprtuária: desafis Definiçã da mdalidade

Leia mais

Todos os direitos reservados Versão 1.2

Todos os direitos reservados Versão 1.2 Guia de Relatóris Tds s direits reservads Versã 1.2 1 Guia de Relatóris Índice 1 Pedids... 3 1.1 Mnitr de Pedids... 3 1.2 Pedids... 4 1.3 Estatísticas de Pedids... 5 1.4 Acess e Cnsum... 7 1.5 Pedids pr

Leia mais

Gestor de Inovação e Empreendedorismo (m/f) GIE /15 P

Gestor de Inovação e Empreendedorismo (m/f) GIE /15 P A Pessas e Sistemas, empresa de Cnsultria na área da Gestã e ds Recurss Humans e cm atividade nas áreas de Recrutament e Seleçã, Frmaçã e Cnsultria, prcura para a Câmara Municipal de Amarante - Agência

Leia mais

Academia FI Finanças

Academia FI Finanças Academia FI Finanças A Academia é melhr caminh para especializaçã dentr de um tema n ERP da SAP. Para quem busca uma frmaçã cm certificaçã em finanças, mais indicad é participar da próxima Academia de

Leia mais

Lista de exercícios de resistência ao cisalhamento dos solos

Lista de exercícios de resistência ao cisalhamento dos solos UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Departament de Engenharia Civil Setr de Getecnia Paul Sérgi de Almeida Barbsa Lista de exercícis de resistência a cisalhament ds sls 1.ª ) Uma amstra de uma argila nrmalmente

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1

REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1 REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1 DISPOSIÇÕES GERAIS A campanha d Dia Mundial de Cmbate à Plimielite (também cnhecida cm paralisia infantil), celebrad n dia 24 de utubr,

Leia mais

Modelo de Negócios. TRABALHO REALIZADO POR: Antonio Gome- 2007009 // Jorge Teixeira - 2008463

Modelo de Negócios. TRABALHO REALIZADO POR: Antonio Gome- 2007009 // Jorge Teixeira - 2008463 Mdel de Negócis Trabalh n âmbit da disciplina de Mdelaçã de dads. Criaçã de uma platafrma utilizand as tecnlgias SQL PHP e Javascript.. TRABALHO REALIZADO POR: Antni Gme- 2007009 // Jrge Teixeira - 2008463

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2015 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 2.1. Organgrama... 4 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3.

Leia mais

PLD (Preço de Liquidação das Diferenças)

PLD (Preço de Liquidação das Diferenças) 20 05 3 PLD (Preç de Liquidaçã das Diferenças) PLD - 4ª Semana de Mai de 203 (8.05.203 a 24.05.203) PLD médi PLD médi 2 R$/MWh Sudeste Sul Nrdeste Nrte Sudeste 34,58 344,32 Pesada 360,7 360,7 360,7 360,7

Leia mais

MÍDIA KIT MUNDO POSITIVO

MÍDIA KIT MUNDO POSITIVO MÍDIA KIT MUNDO POSITIVO Cmunicaçã Direta em devices Psitiv Janeir/2014 GRUPO POSITIVO 41 ans de história n Mercad Brasileir! 3 ÁREAS DE ATUAÇÃO: EDUCACIONAL: Clégi, Cursinh e Universidade. EDITORIAL:

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015 Resultados 1º Trimestre de 2015 8 de Maio de 2015 Receita líquida avança 14,8%, com sólido crescimento orgânico Cnova Receita líquida: +14,8% Vendas mesmas lojas: +4,0% EBITDA (1) : R$ 1,057 bilhão Margem

Leia mais

FÓRUM ECONÓMICO PORTUGAL - CHINA

FÓRUM ECONÓMICO PORTUGAL - CHINA PORTUGAL - CHINA 一 届 中 国 葡 萄 牙 商 务 论 坛 UMA PARCERIA PARA O FUTURO 锻 造 未 来 合 作 CONFERÊNCIAS DE NEGÓCIOS FEIRA DE COMÉRCIO E INVESTIMENTO III GALA : PRÉMIOS DE MÉRITO EMPRESARIAL 商 务 会 议 投 资 与 贸 易 会 务 三

Leia mais

Capítulo VII Projetos de eficiência energética em iluminação pública Por Luciano Haas Rosito*

Capítulo VII Projetos de eficiência energética em iluminação pública Por Luciano Haas Rosito* 20 Api O Setr Elétric / Julh de 2009 Desenvlviment da Iluminaçã Pública n Brasil Capítul VII Prjets de eficiência energética em iluminaçã pública Pr Lucian Haas Rsit* Neste capítul abrdarems s prjets de

Leia mais

Objetivos. A quem se destina. Programa. Comportamento de Compra do Shopper. Natureza da compra. Lógica de escolha. Compras planejadas e não planejadas

Objetivos. A quem se destina. Programa. Comportamento de Compra do Shopper. Natureza da compra. Lógica de escolha. Compras planejadas e não planejadas Sluções in Stre Objetivs Evidenciar s pilares fundamentais para desenvlviment de um trabalh cm categrias e marcas n Pnt de Venda, munind s participantes de infrmações que permitam cnhecer shpper e sua

Leia mais

Informática II INFORMÁTICA II

Informática II INFORMÁTICA II Jrge Alexandre jureir@di.estv.ipv.pt - gab. 30 Artur Susa ajas@di.estv.ipv.pt - gab. 27 1 INFORMÁTICA II Plan Parte I - Cmplementar cnheciment d Excel cm ferramenta de análise bases de dads tabelas dinâmicas

Leia mais

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Clabradres Tutrial Atualizad cm a versã 3.9 Cpyright 2009 pr JExperts Tecnlgia Ltda. tds direits reservads. É pribida a reprduçã deste manual sem autrizaçã prévia e pr escrit da JExperts Tecnlgia

Leia mais

WWW.CLICK-MENTAL.COM

WWW.CLICK-MENTAL.COM Fidelity Uma estratégia de fidelizaçã de clientes WWW.CLICK-MENTAL.COM Criad pr: Click Mental - Sistemas de Infrmaçã, Lda. Fidelity Uma estratégia de fidelizaçã de clientes O que é? O Fidelity é um sftware

Leia mais

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT GRUPO HISPASAT Mai de 2014 PRIVADO PRIVADO E CONFIDENCIAL E Dcument Dcument prpriedade prpriedade HISPASAT,S.A. da 1 Prcess de atendiment a cliente

Leia mais

Supply Chain Game. EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autor: Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves

Supply Chain Game. EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autor: Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Supply Chain Game EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autr: Prf. Dr. Daniel Bertli Gnçalves Exercíci Prátic Simuland Cadeias de Supriments v2.0 Lcal: em sala de aula Material Necessári:

Leia mais

Reajuste Tarifário de 2006. Esclarecimentos sobre os valores concedidos pela ANEEL

Reajuste Tarifário de 2006. Esclarecimentos sobre os valores concedidos pela ANEEL Reajuste Tarifári de 2006 Esclareciments sbre s valres cncedids pela ANEEL Abril/2006 Agenda Intrduçã IRT 2006 CVA PASEP-COFINS Impact na geraçã de caixa 2 ANEEL divulga reajuste de 6,7% Resluçã Hmlgatória

Leia mais

A nova metodologia de apuração do DI propõe que o cálculo seja baseado em grupos de taxas e volumes, não mais em operações.

A nova metodologia de apuração do DI propõe que o cálculo seja baseado em grupos de taxas e volumes, não mais em operações. Taxa DI Cetip Critéri de apuraçã a partir de 07/10/2013 As estatísticas d ativ Taxa DI-Cetip Over (Extra-Grup) sã calculadas e divulgadas pela Cetip, apuradas cm base nas perações de emissã de Depósits

Leia mais

Versão 4.0. Central IT Governança Corporativa PROJETO 78. Documento de Entrega. Fábrica. Deploy 1.0.0-Beta. Produto: CitSmart GRP

Versão 4.0. Central IT Governança Corporativa PROJETO 78. Documento de Entrega. Fábrica. Deploy 1.0.0-Beta. Produto: CitSmart GRP Central IT Gvernança Crprativa Versã PROJETO 78 Dcument de Entrega de Deply da Fábrica Deply 1.0.0-Beta Prdut: CitSmart GRP 2/7 FO-098 Versã: Dcument de Entrega de Deply da Fábrica Históric de Revisã Data

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Digital ECD

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Digital ECD Parecer Cnsultria Tributária Segments Escrituraçã Cntábil Digital ECD 23/12/2013 Parecer Cnsultria Tributária Segments Títul d dcument Sumári Sumári... 2 1. Questã... 3 2. Nrmas Apresentadas Pel Cliente...

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

TEORIA DO OLIGOPÓLIO, MODELOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS.

TEORIA DO OLIGOPÓLIO, MODELOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS. Ntas de Aula Ecnmia Industrial Nta_aula_4_Preç-Oligpli TEORIA DO OLIGOPÓLIO, MODELOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS. Bibligrafia: KON, Anita. Ecnmia Industrial. Sã Paul: Nbel, 2001. (CAPÍTULO 2) PINDYCK, RS e RUBINFELD,

Leia mais

1. Conceituação Percentual de crianças imunizadas com vacinas específicas, em determinado espaço geográfico, no ano considerado.

1. Conceituação Percentual de crianças imunizadas com vacinas específicas, em determinado espaço geográfico, no ano considerado. INDICADOR: F.13 COBERTURA VACINAL 1. Cnceituaçã Percentual de crianças imunizadas cm vacinas específicas, em determinad espaç gegráfic, n an cnsiderad. 2. Interpretaçã Estima nível de prteçã da ppulaçã

Leia mais

Escla Superir Agrária de Cimbra Prcessament Geral de Aliments LEAL 2009/2010 Aqueciment Óhmic Brenda Mel, nº 20803030 Inês Ricard, nº 20090157 Nádia Faria, nº 20803060 O que é? Prcess nde a crrente eléctrica

Leia mais

Divulgação de Resultados Terceiro Trimestre de 2013

Divulgação de Resultados Terceiro Trimestre de 2013 Divulgaçã de Resultads Terceir Trimestre de 2013 Barueri, 12 de nvembr de 2013. Apresentaçã de Resultads 3T13 A Temp Participações S.A. (BM&FBvespa: TEMP3; Reuters: TEMP3.SA; Blmberg: TEMP3 BZ), empresa

Leia mais

Universidade Luterana do Brasil Faculdade de Informática. Disciplina de Engenharia de Software Professor Luís Fernando Garcia www.garcia.pro.

Universidade Luterana do Brasil Faculdade de Informática. Disciplina de Engenharia de Software Professor Luís Fernando Garcia www.garcia.pro. Universidade Luterana d Brasil Faculdade de Infrmática Disciplina de Engenharia de Sftware Prfessr Luís Fernand Garcia www.garcia.pr.br EVOLUÇÃO EM ENGENHARIA DE SOFTWARE 10 Sistemas Legads O investiment

Leia mais

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO RURAL CONTINENTE 2014-2020. DESCRIÇÃO DA AÇÃO Versão: 1 Data: 28/10/2013

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO RURAL CONTINENTE 2014-2020. DESCRIÇÃO DA AÇÃO Versão: 1 Data: 28/10/2013 PROGRAMA DESENVOLVIMENTO RURAL CONTINENTE 2014-2020 DESCRIÇÃO DA AÇÃO Versã: 1 Data: 28/10/2013 M5. ORGANIZAÇÃO DA PRODUÇÃO AÇÃO 5.1. CRIAÇÃO DE AGRUPAMENTOS E ORGANIZAÇÃO DE PRODUTORES NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social Anex 03 Recmendaçã nº 3: estatut padrã, estatut fundamental e cntrat scial 1. Resum 01 Atualmente, Estatut da Crpraçã da Internet para a atribuiçã de nmes e númers (ICANN) tem um mecanism únic para alterações.

Leia mais

Exercícios de Java Aula 17

Exercícios de Java Aula 17 Exercícis de Java Aula 17 Link d curs: http://www.liane.cm/2013/10/curs-java-basic-java-se-gratuit/ 1. Faça um prgrama que peça uma nta, entre zer e dez. Mstre uma mensagem cas valr seja inválid e cntinue

Leia mais

ANGELO MOLINO JUNIOR Franquias BR

ANGELO MOLINO JUNIOR Franquias BR Frmaçã Acadêmica u Prfissinal Graduad em Marketing pela ESPM / 1998 Graduad em Matemática pela USP / 2008 Outrs Curss Abril/ 2013 - Cnstruçã de Marcas USP; Març/ 2012 - Branding: Cnstruçã e Gestã de Marcas

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Guia d Prcess de Sftware d MAPA Metdlgia de Desenvlviment de Sistemas Versã 1.0 Dcument cnfidencial e prprietári Versã d mdel: 1.1 Históric das Revisões Data Versã Descriçã Autr 24/03/2008 1.0 Iníci da

Leia mais

OBJECTIVO. Ligação segura às redes públicas de telecomunicações, sob o ponto de vista dos clientes e dos operadores;

OBJECTIVO. Ligação segura às redes públicas de telecomunicações, sob o ponto de vista dos clientes e dos operadores; Prcediments de Avaliaçã das ITED ANACOM, 1ª ediçã Julh 2004 OBJECTIVO De acrd cm dispst n nº 1, d artº 22º, d Decret Lei nº 59/2000, de 19 de Abril (adiante designad cm DL59), a cnfrmidade da instalaçã

Leia mais

O que é sucessão de responsabilidades?

O que é sucessão de responsabilidades? GLOSSÁRIO DO EMPREENDEDOR O que é capital inicial? É capital de gir necessári para iniciar as atividades de seu negóci e "rdar" as perações até cmeçar a gerar receita suficiente para equilibrar este capital.

Leia mais

1. No final da década de 1950 e início da década de 1960, qual foi a medida para povoar a Região Centro Oeste?

1. No final da década de 1950 e início da década de 1960, qual foi a medida para povoar a Região Centro Oeste? 1. "O Crist Redentr é uma estátua art déc que retrata Jesus Crist, lcalizada n bairr Santa Teresa, na cidade d Ri de Janeir, Brasil. Em 2007 fi eleit uma das nvas sete maravilhas d mund." Verdade u fals?

Leia mais

METAS DE COMPREENSÃO:

METAS DE COMPREENSÃO: 1. TÓPICO GERADOR: Vivend n sécul XXI e pensand n futur. 2. METAS DE COMPREENSÃO: Essa atividade deverá ter cm meta que s aluns cmpreendam: cm se cnstrói saber científic; cm as áreas d saber estã inter-relacinadas

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs)

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs) MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE Técnics de Instalaçã e Manutençã de Edifícis e Sistemas (TIMs) NO SISTEMA INFORMÁTICO DO SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA NOS EDIFÍCIOS (SCE) 17/07/2014

Leia mais

Passo 1 - Conheça as vantagens do employeeship para a empresa

Passo 1 - Conheça as vantagens do employeeship para a empresa Manual Cm intrduzir emplyeeship na empresa Índice Intrduçã Pass 1 - Cnheça as vantagens d emplyeeship para a empresa Pass 2 - Saiba que é a cultura emplyeeship Pass 3 - Aprenda a ter "bns" empregads Pass

Leia mais