TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM/A TECNICO/A DE SECRETARIADO EXECUTIVO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM/A TECNICO/A DE SECRETARIADO EXECUTIVO"

Transcrição

1 TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM/A TECNICO/A DE SECRETARIADO EXECUTIVO A Agência Nacional de Água e Saneamento (ANAS) pretende contratar um/a técnico/a de Secretariado Executivo para desempenhar as funções de Secretário(a) Executivo do CNAS Conselho Nacional de Água e Saneamento. OBJECTIVO O Secretário (a) tem como principal atribuição assegurar a preparação e a operacionalização das decisões do CNAS. Cumulativamente, apoia o Presidente e os membros do Conselho de Administração da ANAS na prossecução das suas actividades, na organização do trabalho, na gestão da informação, de modo a permitir-lhes optimizar os recursos e uma maior disponibilidade para tarefas de gestão; bem como estabelecer a ponte entre a Administração da ANAS, o CNAS, os conselheiros do ministério que tutela o sector (no caso o MAHOT)as demais unidades orgânicas, colaboradores, parceiros e agentes externos. PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES Planear, organizar e executar as actividades específicas à sua função, em tempo e qualidade; Organizar e manter actualizada a Agenda do CNAS articulando-a com a agenda do PCA da ANAS; Redigir textos profissionais, inclusive em idiomas estrangeiras, utilizando a comunicação geral e as técnicas de secretariado; Planear e organizar reuniões do CNAS dentro das regras protocolares (cerimonial), estatutárias e de etiqueta quando se justifique; Preparar e secretariar as reuniões do CNAS; Elaborar as actas e proceder à sua distribuição; Organizar arquivos e controlar documentos e correspondências, distribuindo-os de acordo com a sua complexidade e grau de importância; Recepcionar visitantes e manter contactos de interesse do CNAS e seus conselheiros. Atender telefonemas, s e outras formas de comunicação em tempo real, assegurando respostas adequadas e atempadamente; Proceder ao registo e manutenção da correspondência e de outros documentos entrados; Redigir as deliberações do CNAS e encaminhá-las às entidades competentes; Gerir as senhas de presença atribuídas aos conselheiros;

2 Gerir as deslocações e estadias dos conselheiros; Expedir correspondências; Protocolar documentos; Tomar as providências necessárias para que as viagens e estadias do seu chefe Executivo decorram como previsto Exercer outras actividades inerentes à função e as demais orientações do seguimento do CNAS. PERFIL DO/A CANDIDATO/A Formação Superior e/ou Licenciatura em Secretariado, Secretariado e comunicação empresarial, Assessoria de Direcção e Administração. Domínio da língua Portuguesa; Bons conhecimentos de Inglês (falado e escrito), e conhecimento aceitável de Francês (falado e escrito); Elevada capacidade de comunicação e argumentação; Domínio de ferramentas informáticas do MS Office na óptica do utilizador; Experiência Profissional em actividades, ou sectores de actividades conexos com o Secretariado Executivo ou a Assessoria de Direcção, mínima de 3 anos; OUTRAS COMPETÊNCIAS TÉCNICAS Conhecer e utilizar as técnicas de secretariado aplicadas à alta Direcção; Conhecer e aplicar as Regras Cerimoniais e Protocolares aplicáveis às actividades equiparadas ao CNAS e às do Presidente e do Conselho de Administração da ANAS; Conhecer as formas de actuar nas problemáticas sociais e de género, tanto a nível nacional como internacional, no desempenho das suas tarefas; Capacidade de solicitar instruções completas e claras, agindo com a máxima competência e procurando sempre não comentar nem especular sobre o que lhe for informado. COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTIAS Elevado grau de responsabilidade, rigor, autonomia e organização; Pró-actividade, flexibilidade e dinamismo; Excelente apresentação; Resiliência, organização do trabalho e gestão da actividade sob pressão; Conhecer e determinar os seus limites de actuação.

3 TIPO DE VÍNCULO Com os técnicos a recrutar será celebrado contrato individual de trabalho para nível e categoria a apreciar em função de experiência. REQUISITOS GERAIS DE ADMISSÃO Os requisitos gerais para o ingresso na Administração Pública: a) Nacionalidade Cabo-verdiana; b) Idade não inferior a 18 anos; c) Robustez física e perfil psíquico indispensáveis ao específico exercício da respectiva função a comprovar mediante boletim de vacinas e atestado médico; d) Não estar inibido do exercício de funções públicas ou não estar interditado para o exercício daquelas que se propõe desempenhar a comprovar mediante certificado do registo criminal; e) Habilitações literárias legalmente exigidas. A verificação dos requisitos de admissão poderá ser feita no momento do ingresso. MÉTODOS DE SELECÇÃO Do processo selectivo fazem parte as seguintes fases (todas de carácter eliminatória): Triagem Curricular Avaliação Curricular Prova de conhecimentos Entrevista Em caso de empate é assegurada quota a pessoas com deficiência comprovada nos termos do art.º 29 e 30 do decreto lei n.º 38/2015 de 29 de Julho. CANDIDATURA As candidaturas deverão ser dirigidas à Direcção de Recursos Humanos da ANAS, na sede- Chã de Areia, C.P nº 567, Praia ou ainda por fazendo menção a área a candidatar, até às 17:00 horas do dia 11 de Março, em requerimento documentos Exigidos: Carta de manifestação de interesse; Fotocópia do Bilhete de identidade ou passaporte; O Curriculum Vitae com detalhes relevantes do percurso profissional;

4 Fotocópia de Certificado de habilitações Literárias; Fotocópia de Certificado de equivalência; Comprovativo de Experiência profissional e de formação complementar relevante para o desempenho da função. SUBMISSÃO DAS CANDIDATURAS Só serão aceites as candidaturas que tiverem dado entrada até às 17:00 horas do dia 11 de Março de Não Serão aceites as Candidaturas: Apresentadas fora do prazo; Apresentadas por quem não tenha o perfil exigido; Apresentadas sem todos os documentos exigidos. Os/ as Candidatos /as deverão apresentar toda a documentação obrigatória sob pena de ficar automaticamente excluído. A ANAS não se responsabilizará pelas candidaturas que deixarem de ser concretizadas por motivo de ordem Informática. RECLAMAÇÕES E PEDIDO DE ESCLAREMENTOS As reclamações poderão ser efectuadas para o endereço electrónico no prazo máximo de 3 (três) dias após a publicação de cada lista e 5 (cinco) dias após a publicação da lista do resultado final. As respostas das reclamações serão enviadas aos candidatos no prazo de 15 (quinze) dias úteis após a entrada das mesmas. PUBLICAÇÃO DOS RESULTADOS Serão enviadas por os resultados das seguintes etapas: Lista das candidaturas seleccionadas após triagem; Lista das candidaturas não seleccionadas após triagem; Candidatos/as aprovados /as na Prova de Conhecimento; Candidato/a aprovado/a no resultado final As informações sobre o local, data e hora para a prova de conhecimento e entrevista serão enviadas por .

5 PREENCHIMENTO DAS VAGAS Em caso de falta de candidatos/as, avaliação não satisfatória ou não cumprimento dos mininos exigidos em algumas áreas especificas, a ANAS reserva-se no direito de não contratar ninguém.

AVISO. Por ter sido publicado de forma inexacta no dia 24 de Junho de 2013, rectificamos a publicação. EDITAL DE CONCURSO

AVISO. Por ter sido publicado de forma inexacta no dia 24 de Junho de 2013, rectificamos a publicação. EDITAL DE CONCURSO AVISO Por ter sido publicado de forma inexacta no dia 24 de Junho de 2013, rectificamos a publicação. EDITAL DE CONCURSO O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração

Leia mais

BANCO DE CABO VERDE ANÚNCIO DE CONCURSO. 1. Enquadramento

BANCO DE CABO VERDE ANÚNCIO DE CONCURSO. 1. Enquadramento ANÚNCIO DE CONCURSO 1. Enquadramento Pretende o Banco de Cabo Verde (BCV) recrutar Técnico Superior para o Departamento de Supervisão das Instituições Financeiras (DSF). 2. Conteúdo da Função Esta Função

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO. Recrutamento para Administração Pública

REGULAMENTO DO CONCURSO. Recrutamento para Administração Pública REGULAMENTO DO CONCURSO Recrutamento para Administração Pública O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública (DGAP), de acordo com os normativos de Recrutamento

Leia mais

Direcção Geral da Administração Pública. Processo de Selecção da 7ª Edição do Programa de Estágios Profissional na Administração Pública

Direcção Geral da Administração Pública. Processo de Selecção da 7ª Edição do Programa de Estágios Profissional na Administração Pública Direcção Geral da Administração Pública Processo de Selecção da 7ª Edição do Programa de Estágios Profissional na Administração Pública 1. Destinatários O Programa de Estágios Profissionais na Administração

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO Click aqui para se candidatar. Recrutamento para Administração Pública

REGULAMENTO DO CONCURSO Click aqui para se candidatar. Recrutamento para Administração Pública REGULAMENTO DO CONCURSO Click aqui para se candidatar Recrutamento para Administração Pública A Administração Pública pretende recrutar 2 (dois) Técnicos de Nível licenciados em Contabilidade e Auditoria.

Leia mais

Referência E) - 1 Posto de Trabalho para a carreira e categoria de Técnico Superior (Planeamento Regional e Urbano); Referência F) - 1 Posto de

Referência E) - 1 Posto de Trabalho para a carreira e categoria de Técnico Superior (Planeamento Regional e Urbano); Referência F) - 1 Posto de A V I S O Procedimento concursal comum para constituição de relação jurídica de emprego público por tempo determinado contrato de trabalho em funções públicas por tempo determinado para ocupação de seis

Leia mais

Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.)

Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) É atribuição do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) no sector da

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO

REGULAMENTO DO CONCURSO REGULAMENTO DO CONCURSO Recrutamento para Administração Pública O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública (DGAP), de acordo com os normativos de Recrutamento

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014 A Agência de Desenvolvimento e Inovação Inova Sorocaba, Organização Social, sediada na Av. Itavuvu, 11.777 Parque Tecnológico, CEP 18.078-005, Sorocaba SP, torna público

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO HAPINEZ CENTRO DE EXCELÊNCIA PARA A PSICOLOGIA. Pág.1/19

REGULAMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO HAPINEZ CENTRO DE EXCELÊNCIA PARA A PSICOLOGIA. Pág.1/19 REGULAMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO HAPINEZ CENTRO DE EXCELÊNCIA PARA A PSICOLOGIA Pág.1/19 Índice DISPOSIÇÕES GERAIS 3 1. Localização 3 2. Âmbito 3 3. Política e Estratégia de Actuação 3 4. Inscrições

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA RECRUTAMENTO TÉCNICO SUPERIOR

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA RECRUTAMENTO TÉCNICO SUPERIOR 1 AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA RECRUTAMENTO TÉCNICO SUPERIOR CONTRATAÇÃO DE TÉCNICO SUPERIOR Procedimento concursal de recrutamento para ocupação de 1 posto de trabalho em regime de contrato de trabalho

Leia mais

MINISTÉRIOS DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS E DO TRABALHO E DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES

MINISTÉRIOS DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS E DO TRABALHO E DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES N. o 64 1 de Abril de 2005 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 2773 MINISTÉRIOS DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS E DO TRABALHO E DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Portaria n. o 342/2005 de 1 de Abril

Leia mais

Ordem dos Médicos de Angola. MODELO A Médicos Angolanos com Licenciatura Angolana

Ordem dos Médicos de Angola. MODELO A Médicos Angolanos com Licenciatura Angolana MODELO A Médicos Angolanos com Licenciatura Angolana Nome 2. Bilhete de Identidade (fotocopia) 3. Registo Criminal 4. Atestado Médico Comprovativo de Aptidão Física e Mental para o Exercício Profissional

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010

Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010 Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010 Regulamento n.º 416/2010 Regulamento das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a

Leia mais

FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO

FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO NRP / (A atribuir pelo IEFP) UNIDADE ORGÂNICA RECEPTORA Data de Recepção - - Técnicos Responsáveis: O Técnico Receptor PREENCHER ESTA PÁGINA COM LETRAS MAIÚSCULAS

Leia mais

Regulamento das Condições Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos. CAPÍTULO II. Artigo 4.º

Regulamento das Condições Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos. CAPÍTULO II. Artigo 4.º ESCOLA SUPERIOR DE EDUCADORES DE INFÂNCIA MARIA ULRICH Regulamento n.º 110/2006 (DIÁRIO DA REPÚBLICA II SÉRIE N.º 119 22 de Junho de 2006) Regulamento das Condições Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino

Leia mais

Publique-se no Diário da Republica, O Presidente da Câmara AVISO N.º 11/2011

Publique-se no Diário da Republica, O Presidente da Câmara AVISO N.º 11/2011 Publique-se no Diário da Republica, O Presidente da Câmara AVISO N.º 11/2011 PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONTRATACÃO EM REGIME DE CONTRATO DE TRABALHO EM FUNCÕES PÚBLICAS POR TEMPO DETERMINAVEL/TERMO

Leia mais

CARTA DE EMPREGO. A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas

CARTA DE EMPREGO. A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas CARTA DE EMPREGO A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas ANÚNCIOS DE JORNAIS (CARTA DE RESPOSTA) Redigida de

Leia mais

CD-CTFP-30-ARH/2011 Página 1

CD-CTFP-30-ARH/2011 Página 1 Edital n.º 1230/2011 Doutor Manuel António Cotão de Assunção, Professor Catedrático e Reitor da Universidade de Aveiro, faz saber que, pelo prazo de trinta dias úteis contados do dia útil imediato àquele

Leia mais

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo.

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. MESTRADOS REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO JORNALISMO Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. Artigo 2.º Destinatários O Mestrado em Jornalismo

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL Edição 2015-2017 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 026/2014

EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 026/2014 O Instituto Agropolos do Ceará, entidade de direito privado e sem fins econômicos, inscrito no CNPJ sob nº 04.867.567/0001-10, qualificado como Organização Social através do Decreto nº 26.528 de 07/03/2002,

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO - INSPECÇÃO-GERAL DE FINANÇAS

ANÚNCIO DE CONCURSO - INSPECÇÃO-GERAL DE FINANÇAS ANÚNCIO DE CONCURSO - INSPECÇÃO-GERAL DE FINANÇAS A Direcção Geral da Administração Pública e a Inspecção-Geral de Finanças (IGF), através da Direcção Geral do Planeamento, Orçamento e Gestão do Ministério

Leia mais

Secção I Disposições Gerais. Artigo 1 (Objeto)

Secção I Disposições Gerais. Artigo 1 (Objeto) UNIVERSIDADE uni _ UNIVERSIDADE DE CABO VERDE ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS PROGRAMA DO CONCURSO CONCURSO N Ol-ECAA/20l5 Secção I Disposições Gerais Artigo 1 (Objeto) o presente regulamento

Leia mais

Recrutamento de um técnico superior jurista para a. Autoridade da Mobilidade e dos Transportes Ref.ª D1/AMT-2015. Regulamento do Concurso

Recrutamento de um técnico superior jurista para a. Autoridade da Mobilidade e dos Transportes Ref.ª D1/AMT-2015. Regulamento do Concurso Recrutamento de um técnico superior jurista para a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes Ref.ª D1/AMT-2015 Regulamento do Concurso 1 A AMT pretende recrutar um técnico superior jurista para o desempenho

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO. 1. Perfil / Vagas. Previsão de Vagas. Formação Académica

ANÚNCIO DE CONCURSO. 1. Perfil / Vagas. Previsão de Vagas. Formação Académica ANÚNCIO DE CONCURSO O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública e de acordo com os novos procedimentos do Recrutamento Centralizado estabelecidos na Directiva

Leia mais

DESCRITIVO DE VAGA (S) Local: SESC C. Grande/MS (Administração Regional)

DESCRITIVO DE VAGA (S) Local: SESC C. Grande/MS (Administração Regional) DESCRITIVO DE VAGA (S) Local: SESC C. Grande/MS (Administração Regional) O SESC/MS torna público que, nos termos da Resolução SESC nº 1163/2008, está aberto processo seletivo para contratação de pessoal,

Leia mais

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 22/11/2006 Aprovado em reunião de Plenário do Conselho Directivo em 13/12/2006 PREÂMBULO

Leia mais

ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO

ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO E DOS EDUCADORES DE INFÂNCIA Considerando a vontade comum do

Leia mais

EDITAL. Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA ANO LECTIVO: 2016/2018.

EDITAL. Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA ANO LECTIVO: 2016/2018. Escola Superior Agrária Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA EDITAL ANO LECTIVO: 2016/2018 2ª Edição 1. NOTA INTRODUTÓRIA O Mestrado em Enfermagem Veterinária

Leia mais

Lei Orgânica da Provedoria de Justiça

Lei Orgânica da Provedoria de Justiça Lei Orgânica da Provedoria de Justiça Decreto-Lei n.º 279/93, de 11 de Agosto (alterado pelo Decreto Lei N.º15/98, de 29 de Janeiro) (alterado pelo Decreto-Lei n.º 195/2001, de 27 de Junho) (alterado pelo

Leia mais

S.R. DA EDUCAÇÃO E ASSUNTOS SOCIAIS. Portaria Nº 57/1999 de 22 de Julho

S.R. DA EDUCAÇÃO E ASSUNTOS SOCIAIS. Portaria Nº 57/1999 de 22 de Julho S.R. DA EDUCAÇÃO E ASSUNTOS SOCIAIS Portaria Nº 57/1999 de 22 de Julho Os hospitais são organizações de grande complexidade organizativa que exigem dos profissionais ligados à gestão especial competência

Leia mais

0612- Noções Básicas de Gestão Técnica de Recursos Humanos

0612- Noções Básicas de Gestão Técnica de Recursos Humanos 0612- Noções Básicas de Gestão Técnica de Recursos Humanos Trabalho elaborado por: Vera Valadeiro, nº20 TAG 4 Índice Conteúdo Função:... 3 Descrição da Função:... 3 Perfil da Função:... 4 Processo de Recrutamento:...

Leia mais

3 - Local de trabalho Jardim de Infância de Salsas, Concelho de Bragança - Departamento de Educação Social e Cultural, do Município de Bragança.

3 - Local de trabalho Jardim de Infância de Salsas, Concelho de Bragança - Departamento de Educação Social e Cultural, do Município de Bragança. Publique-se no Diário da Republica, O Presidente da Câmara AVISO N.º 9/2011 PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONTRATACÃO EM REGIME DE CONTRATO DE TRABALHO EM FUNCÕES PÚBLICAS POR TEMPO DETERMINADO/ TERMO

Leia mais

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2.

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2. Manual do Fénix Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso Candidatura Online para o 2. º Ciclo SI (Versão 1.0) Maio 2011 Este manual tem como objectivo auxiliar na

Leia mais

Normas Regulamentares do Curso de Jornalismo Comunicação e Cultura

Normas Regulamentares do Curso de Jornalismo Comunicação e Cultura 0 APROVADO POR: Conselho Técnico-Científico 20 10 2010 Data: / / 20 10 2010 Normas Regulamentares do Curso de Jornalismo Comunicação e Cultura 1. INTRODUÇÃO As presentes normas aplicam se aos cursos de

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO TEATRO E COMUNIDADE

REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO TEATRO E COMUNIDADE REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO TEATRO E COMUNIDADE INTRODUÇÃO O Mestrado em Teatro, área de especialização em Teatro e Comunidade, é um programa de segundo ciclo, constituído

Leia mais

CERTIFICADOS DE APTIDÃO PROFISSIONAL (CAP) PARA:

CERTIFICADOS DE APTIDÃO PROFISSIONAL (CAP) PARA: CIRCULAR DE INFORMAÇÃO AERONÁUTICA PORTUGAL INSTITUTO NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL TELEFONE 218423502 INFORMAÇÃO AERONÁUTICA AFTN - LPPTYAYI AEROPORTO DA PORTELA 14/06 TELEX 12120 - AERCIV P 1749-034 LISBOA

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO. Recrutamento de Dirigentes Intermédios

ANÚNCIO DE CONCURSO. Recrutamento de Dirigentes Intermédios ANÚNCIO DE CONCURSO Recrutamento de Dirigentes Intermédios O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública (DGAP), de acordo com os novos procedimentos do Recrutamento

Leia mais

REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO, ESTÁGIO E EXAME PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO, ESTÁGIO E EXAME PROFISSIONAIS REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO, ESTÁGIO E EXAME PROFISSIONAIS TÍTULO I DA INSCRIÇÃO NA ORDEM CAPÍTULO I Objetivos Artigo 1.º Âmbito de aplicação 1 A inscrição de contabilistas certificados e contabilistas certificados

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA. Diretor/a de Administração e Finanças

TERMOS DE REFERÊNCIA. Diretor/a de Administração e Finanças TERMOS DE REFERÊNCIA Diretor/a de Administração e Finanças O Secretariado Executivo da CPLP pretende contratar um/a (1) Diretor/a de Administração e Finanças para exercer funções nas instalações da sua

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO. Recrutamento de três (3) Engenheiros para Projecto de desenvolvimento do sistema de abastecimento de água na Ilha de Santiago

ANÚNCIO DE CONCURSO. Recrutamento de três (3) Engenheiros para Projecto de desenvolvimento do sistema de abastecimento de água na Ilha de Santiago ANÚNCIO DE CONCURSO Recrutamento de três (3) Engenheiros para Projecto de desenvolvimento do sistema de abastecimento de água na Ilha de Santiago O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção

Leia mais

ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO

ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO E DOS EDUCADORES DE INFÂNCIA Considerando as orientações políticas

Leia mais

Detalhe de Oferta de Emprego

Detalhe de Oferta de Emprego Detalhe de Oferta de Emprego Caracterização da Oferta Requisitos de Admissão Código da Oferta: OE201510/0371 Tipo Oferta: Concurso Externo Estado: Activa Nível Orgânico: Ministério da Saúde Orgão / Serviço:

Leia mais

MUNICÍPIO DE MONTALEGRE

MUNICÍPIO DE MONTALEGRE Procedimento concursal comum para a ocupação de diversos postos de trabalho em regime de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado No uso da competência conferida pelo artigo 68º

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM 01 APROVADO POR: CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO 16 03 2012 Data: 16/03/2012 REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação)

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO. Área Formação Académica Cargo/Nível Vaga. Licenciatura: Engenharia de Informática, Ciências da Computação, Informática de Gestão.

ANÚNCIO DE CONCURSO. Área Formação Académica Cargo/Nível Vaga. Licenciatura: Engenharia de Informática, Ciências da Computação, Informática de Gestão. ANÚNCIO DE CONCURSO O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública (DGAP), de acordo com os novos procedimentos no regulamento de concursos, com o objectivo

Leia mais

CURSO INTENSIVO DE SEGURANÇA E DEFESA REGULAMENTO

CURSO INTENSIVO DE SEGURANÇA E DEFESA REGULAMENTO CURSO INTENSIVO DE SEGURANÇA E DEFESA REGULAMENTO Preâmbulo Ao Instituto da Defesa Nacional (IDN) compete, entre outras tarefas, o estudo, a investigação e a divulgação dos problemas de Segurança e Defesa

Leia mais

Resende (RJ), 16 de setembro de 2015. ATO CONVOCATÓRIO AGEVAP N.º 022/2015 COMUNICADO Nº 5 Aos Interessados

Resende (RJ), 16 de setembro de 2015. ATO CONVOCATÓRIO AGEVAP N.º 022/2015 COMUNICADO Nº 5 Aos Interessados Resende (RJ), 16 de setembro de 2015. ATO CONVOCATÓRIO AGEVAP N.º 022/2015 COMUNICADO Nº 5 Aos Interessados Quanto aos pedidos de esclarecimentos apresentados por algumas entidades, referente ao Ato Convocatório

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação e Formação Especialização: E-learning e Formação a Distância (Regime a Distância) 14 15 Edição Instituto

Leia mais

Manual de Certificação

Manual de Certificação Manual de Certificação PARTE I Certificado de Aptidão Profissional Técnico Instalador de Sistemas Solares Térmicos SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ÍNDICE INTRODUÇÃO PARTE I CERTIFICAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO, ESTÁGIO E EXAME PROFISSIONAIS TÍTULO I DA INSCRIÇÃO NA ORDEM CAPÍTULO I. Objetivos. Artigo 1.º. Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO, ESTÁGIO E EXAME PROFISSIONAIS TÍTULO I DA INSCRIÇÃO NA ORDEM CAPÍTULO I. Objetivos. Artigo 1.º. Âmbito de aplicação REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO, ESTÁGIO E EXAME PROFISSIONAIS TÍTULO I DA INSCRIÇÃO NA ORDEM CAPÍTULO I Objetivos Artigo 1.º Âmbito de aplicação 1 A inscrição de contabilistas certificados rege-se pelas disposições

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 107/2010 de 14 de Julho de 2010

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 107/2010 de 14 de Julho de 2010 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 107/2010 de 14 de Julho de 2010 O Programa Estagiar, nas suas vertentes L, T e U, dirigido a recém-licenciados e mestres, recém-formados

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO-IEDES-PPDDH/PE 01/2016

EDITAL DE SELEÇÃO-IEDES-PPDDH/PE 01/2016 EDITAL DE SELEÇÃO-IEDES-PPDDH/PE 01/2016 O Instituto Ensinar de Desenvolvimento Social IEDES, divulga processo seletivo para contratação de 01 Advogado/a para integrar a Equipe do Programa de Proteção

Leia mais

Ministério da Educação e Desportos (MED) Concurso de Recrutamento de Professores 2014/2015

Ministério da Educação e Desportos (MED) Concurso de Recrutamento de Professores 2014/2015 Ministério da Educação e Desportos (MED) Concurso de Recrutamento de Professores 2014/2015 O Ministério da Educação e Desporto (MED) em colaboração com a Direcção Geral da Administração Pública (DGAP),

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE

FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE EDIÇÃO 2011 / 2013 ÍNDICE 1. Apresentação.. 3 2. Objectivos...... 3 3. Condições de Acesso. 3 4. Organização do Curso e Plano de

Leia mais

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO PROJETO JOVENS EM MOVIMENTO 2016

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO PROJETO JOVENS EM MOVIMENTO 2016 CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO PROJETO JOVENS EM MOVIMENTO 2016 ENQUADRAMENTO O Departamento de Ambiente e Equipamento, através do Núcleo de Promoção e Sensibilização Ambiental (NPSA), tem como incumbência,

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA.

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA. INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA Edição 2014-2016 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento dá cumprimento ao estabelecido no Regulamento dos Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015. Click aqui para se candidatar

REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015. Click aqui para se candidatar REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015 Click aqui para se candidatar Recrutamento de ingresso para a Administração Pública A Administração Pública pretende recrutar 2 dirigentes Nível IV licenciados nas áreas

Leia mais

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas PARTE C. Terça-feira, 17 de Agosto de 2010 Número 159

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas PARTE C. Terça-feira, 17 de Agosto de 2010 Número 159 II SÉRIE DIÁRIO DA REPÚBLICA Terça-feira, 17 de Agosto de 2010 Número 159 ÍNDICE SUPLEMENTO PARTE C Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas Autoridade de Gestão do PRODER: Aviso

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO Edital nº 02/2011 1. Preâmbulo 1.1 A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público que estão abertas as inscrições para o processo de seleção de candidato para atuar no projeto Escola de Conselhos:

Leia mais

Rev.2015 REGULAMENTO INTERNO APOIO DOMICILIÁRIO. Associação de Solidariedade Social de Crestuma IPSS

Rev.2015 REGULAMENTO INTERNO APOIO DOMICILIÁRIO. Associação de Solidariedade Social de Crestuma IPSS Rev.2015 Associação de Solidariedade Social de Crestuma IPSS REGULAMENTO INTERNO APOIO DOMICILIÁRIO SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO REGULAMENTO INTERNO Associação de Solidariedade Social de Crestuma Capítulo

Leia mais

AVISO Nº 46/2011 PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONTRATAÇÃO

AVISO Nº 46/2011 PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONTRATAÇÃO Câmara Municipal Núcleo de Recrutamento e Selecção AVISO Nº 46/2011 PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONTRATAÇÃO DE UM TÉCNICO SUPERIOR ESPECIALISTA DE INFORMÁTICA, EM REGIME DE CONTRATO INDIVIDUAL DE

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS NA GESTÃO CULTURAL E DAS ARTES. Guia de Candidatura

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS NA GESTÃO CULTURAL E DAS ARTES. Guia de Candidatura 2015 PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS NA GESTÃO CULTURAL E DAS ARTES Guia de Candidatura 1. Objectivos Os objectivos deste Programa são como auxílio às associações locais de arte e cultura a criarem

Leia mais

Protocolo. Carreiras Profissionais

Protocolo. Carreiras Profissionais Protocolo Carreiras Profissionais A TAP e o SITAVA acordam o seguinte: 1. São criadas as seguintes novas categorias profissionais, com a caracterização funcional estabelecida em anexo: a) Analista Programador

Leia mais

DIÁRIO DA REPÚBLICA ---------.----..--~ SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE SUMÁRIO . 7 ' GOVERNO. Decreto n." 38/2008.

DIÁRIO DA REPÚBLICA ---------.----..--~ SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE SUMÁRIO . 7 ' GOVERNO. Decreto n. 38/2008. Terça - Feira, ~:j de Novembro de 2008 Número 71 SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE DIÁRIO DA REPÚBLICA \ GOVERNO SUMÁRIO Decreto n." 38/2008. Cria no ISP o Curso de Licenciatura em História. Decreto n.? 39/2008. Autoriza

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 059/2012-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 059/2012-UAB-UEM EDITAL Nº 059/2012-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO ENCENAÇÃO

REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO ENCENAÇÃO REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO ENCENAÇÃO INTRODUÇÃO O Mestrado em Teatro, área de especialização Encenação, é um programa de segundo ciclo, constituído por quatro semestres e

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016. Preâmbulo

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016. Preâmbulo REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016 Preâmbulo O departamento de Acção Cultural da Fundação GDA, através do programa de Apoio a Bolsas de Qualificação

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA, DA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO PREÂMBULO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA, DA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO PREÂMBULO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA, DA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO PREÂMBULO No cumprimento da sua missão, a FEUP tem desenvolvido uma significativa

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO INDICE 1 NOTA PRÉVIA 3 2 LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA 4 3 PLANO DE FORMAÇÃO 4 4 FREQUÊNCIA DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO 6

Leia mais

REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO. Capítulo I.

REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO. Capítulo I. Regulamentos REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO PORTO Aprovado pelo Conselho de Gestão na sua reunião de 2011.01.20

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO

REGULAMENTO DO CONCURSO REGULAMENTO DO CONCURSO Recrutamento para a O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública (DGAP), de acordo com os normativos de Recrutamento Centralizado,

Leia mais

ALTERAÇÕES AO REGIME DO DESEMPREGO (comparação artigo a artigo) Redacção anterior Nova redação DL 64/2012 Artigo 9.º

ALTERAÇÕES AO REGIME DO DESEMPREGO (comparação artigo a artigo) Redacção anterior Nova redação DL 64/2012 Artigo 9.º ALTERAÇÕES AO REGIME DO DESEMPREGO (comparação artigo a artigo) Artigo 9.º Artigo 9.º Desemprego involuntário Desemprego involuntário 1 - O desemprego considera-se involuntário sempre que a cessação do

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO-LABORATORIAL. (Edição 2011-2013)

EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO-LABORATORIAL. (Edição 2011-2013) EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO-LABORATORIAL (Edição 2011-2013) Nos termos dos Decretos-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO REGULAMENTO DA FORMAÇÃO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJECTO E ÂMBITO DE APLICAÇÃO DO REGULAMENTO DA FORMAÇÃO... 3 3. POLÍTICA E ESTRATÉGIA DA ENTIDADE... 3 4. FORMAS E MÉTODOS DE SELECÇÃO... 4 4.1. Selecção

Leia mais

PLANO ANUAL DE ESTÁGIOS CURRICULARES NÃO REMUNERADOS 2015/2016

PLANO ANUAL DE ESTÁGIOS CURRICULARES NÃO REMUNERADOS 2015/2016 PLANO ANUAL DE ESTÁGIOS CURRICULARES NÃO REMUNERADOS 2015/2016 1. Introdução 2. Plano Anual de Estágios não Remunerados 3. Candidatura e seleção dos estagiários 4. Formalização dos estágios 5. Acompanhamento

Leia mais

Mestrado Integrado em Medicina

Mestrado Integrado em Medicina Ao abrigo do disposto na alínea a) do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, com a redação dada pelo Decreto-Lei n.º 115/2013, de 7 de agosto, e no exercício da competência conferida pela

Leia mais

REGULAMENTO DA BOLSA DE AUDITORES

REGULAMENTO DA BOLSA DE AUDITORES Preâmbulo Tendo por objecto a salvaguarda da qualidade das auditorias executadas sobre actividades ou exercício farmacêuticos, a Ordem dos Farmacêuticos veio criar o presente regulamento da Bolsa de Auditores.

Leia mais

Recrutamento de um dirigente para a Autoridade da Mobilidade e dos. Transportes Ref.ª DAR/AMT-2015. Regulamento do Concurso

Recrutamento de um dirigente para a Autoridade da Mobilidade e dos. Transportes Ref.ª DAR/AMT-2015. Regulamento do Concurso Recrutamento de um dirigente para a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes Ref.ª DAR/AMT-2015 Regulamento do Concurso 1 A AMT pretende recrutar um dirigente para o desempenho de funções, em regime

Leia mais

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO CENTRO HOSPITALAR DO PORTO 1 Bolsa (BI.01/2014)

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO CENTRO HOSPITALAR DO PORTO 1 Bolsa (BI.01/2014) BOLSA DE INVESTIGAÇÃO CENTRO HOSPITALAR DO PORTO 1 Bolsa (BI.01/2014) Anúncio Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação, no âmbito das actividades de Ensino, Formação e

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso Página 1 de 10 REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Preâmbulo A Portaria n.º 401/2007, de 5 de

Leia mais

Ministérios das Finanças e dos Negócios Estrangeiros

Ministérios das Finanças e dos Negócios Estrangeiros Ministérios das Finanças e dos Negócios Estrangeiros Portaria n.º /2010 Contratação temporária para o Ensino Português no Estrangeiro Nos termos do artigo 32.º do Decreto-Lei n.º 165/2006, de 11 de Agosto,

Leia mais

República de Moçambique ---------------- Governo da Província de Maputo REGULAMENTO INTERNO DA SECRETARIA PROVINCIAL PREÂMBULO

República de Moçambique ---------------- Governo da Província de Maputo REGULAMENTO INTERNO DA SECRETARIA PROVINCIAL PREÂMBULO República de Moçambique ---------------- Governo da Província de Maputo REGULAMENTO INTERNO DA SECRETARIA PROVINCIAL PREÂMBULO Havendo necessidade de regulamentar o funcionamento da Secretaria Provincial

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Capítulo I Princípios Gerais. Artigo Primeiro Objecto

REGULAMENTO INTERNO. Capítulo I Princípios Gerais. Artigo Primeiro Objecto REGULAMENTO INTERNO Capítulo I Princípios Gerais Artigo Primeiro Objecto O presente Regulamento define o regime de funcionamento interno do Centro de Formação Ciência Viva reconhecido pelo Ministério da

Leia mais

Regulamento. do Mestrado em Gestão Ambiental

Regulamento. do Mestrado em Gestão Ambiental Regulamento do Mestrado em Gestão Ambiental Artigo 1º O Instituto Superior Dom Afonso III (INUAF), concede o grau de Mestre em Gestão Ambiental. Artigo 2º Objectivos Gerais O curso de Mestrado em Gestão

Leia mais

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DA SAÚDE

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DA SAÚDE 2902 Diário da República, 1.ª série N.º 100 24 de Maio de 2011 MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DA SAÚDE Portaria n.º 207/2011 de 24 de Maio O Decreto -Lei n.º 177/2009, de 4 de Agosto,

Leia mais

EMBAIXADA DO BRASIL EM BERLIM EDITAL 03/2013

EMBAIXADA DO BRASIL EM BERLIM EDITAL 03/2013 EMBAIXADA DO BRASIL EM BERLIM EDITAL 03/2013 A Embaixada do Brasil em Berlim faz saber aos interessados, por meio da Comissão de Seleção designada pela Sra. Embaixadora do Brasil, que realizará processo

Leia mais

Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone +251 11 5517700 Website : www.au.int

Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone +251 11 5517700 Website : www.au.int AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone +251 11 5517700 Website : www.au.int A União Africana, estabelecida como um único órgão continental Pan-africano

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

Regulamento do Sistema de Avaliação de Desempenho

Regulamento do Sistema de Avaliação de Desempenho Regulamento do Sistema de Avaliação de Desempenho da Assembleia da República (SIADAR) Resolução da Assembleia da República n.º 83/2004, de 29 de Dezembro A Assembleia da República resolve, nos termos do

Leia mais

47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011

47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011 47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011 2) Cartas de curso identificação do Reitor da Universidade Nova de Lisboa, identificação do titular do grau, n.º do documento de identificação

Leia mais

Projecto de Decreto-lei

Projecto de Decreto-lei Projecto de Decreto-lei O Decreto Lei nº273/2003, de 29 de Outubro, sobre as regras gerais de planeamento, organização e coordenação para promover a segurança e saúde no trabalho em estaleiros da construção,

Leia mais

Regulamento Interno. Artigo 1º (Missão)

Regulamento Interno. Artigo 1º (Missão) Regulamento Interno O presente regulamento aplica-se a todos os Cursos de formação concebidos, organizados e desenvolvidos pelo Nucaminho - Núcleo dos Camionistas do Minho, com o objetivo de promover o

Leia mais

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ANIMAÇÃO DIGITAL

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ANIMAÇÃO DIGITAL REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ANIMAÇÃO DIGITAL CAPÍTULO I GRAU DE MESTRE Artigo 1.º Criação A ESAP Guimarães confere o grau de Mestre em Animação Digital. O ciclo de estudos

Leia mais

MESTRADO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA

MESTRADO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA ONTEÚDOS drte MESTRADO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA Belo Horizonte Município de Boane, Província de Maputo 2014 MESTRADO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA INTRODUÇÃO Bem vindo ao curso de mestrado em Supervisão Pedagógica!

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO BANCO DE AJUDAS TÉCNICAS

REGULAMENTO INTERNO BANCO DE AJUDAS TÉCNICAS REGULAMENTO INTERNO BANCO DE AJUDAS TÉCNICAS ENTIDADE PROMOTORA: SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO ENTIDADES PARCEIRAS: MUNICÍPIO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO E CENTRO DE SAÚDE DE SOBRAL

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS AMBIENTAIS SUSTENTÁVEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS AMBIENTAIS SUSTENTÁVEIS CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS AMBIENTAIS SUSTENTÁVEIS Instruções para preenchimento da Planilha de Pontuação do

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Contábeis e Atuariais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Contábeis e Atuariais EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2º/2016 Coordenadora: Profa. Dra. Neusa Maria Bastos F. Santos Estarão abertas, no período de 11/04/2016 a 29/04/2016, as inscrições para o processo seletivo destinado ao

Leia mais