Matemática em Toda Parte II

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matemática em Toda Parte II"

Transcrição

1 Matemática em Toda Parte II Episódio: Matemática na Alimentação Resumo O episódio Matemática na Alimentação vai combinar os ambientes de restaurantes com ingredientes da Matemática para mostrar como diversos conceitos envolvendo números e operações estão presentes no dia a dia. Da preservação do sabor do alimento servido, independente do tamanho da receita, até a determinação dos preços dos alimentos vendidos, a partir das receitas e das despesas de um restaurante, o vídeo apresentará Matemática do início ao fim, do preparo até a conta a pagar. Conceitos como proporcionalidade, redução à unidade, média aritmética e ponderada, taxa de ocupação e ticket médio são estudados e aplicados nesse contexto gastronômico, a partir de Matemática elementar. Um programa para abrir o apetite de quem gosta de se alimentar de comida e de conhecimento, principalmente o que vem da Matemática. Bom apetite! Palavras-chave Alimentação, restaurante, média ponderada, redução à unidade, ticket médio. Nível de ensino Ensinos Fundamental e Médio. Componente curricular Matemática. Disciplinas relacionadas Biologia e Física (ou Ciências).

2 Aspectos relevantes do vídeo Abordar proporcionalidade usando o método da redução à unidade. Apresentar questões financeiras básicas da rotina de um restaurante utilizando linguagem e conteúdos pertinentes à educação básica, incluindo aí os anos finais do Ensino Fundamental, por meio da Matemática elementar. Apresentar uma interessante aplicação de média ponderada a esse contexto gastronômico e comercial. Mostrar como vários elementos estão envolvidos na precificação do famoso kg de comida presente em tantos restaurantes a quilo espalhados pelo país, usando Matemática elementar. Discutir conceitos como taxa de ocupação e ticket médio que são extremamente comuns para as pessoas que lidam e trabalham no setor de serviços, um dos principais setores da economia brasileira. Duração da atividade Duas horas-aula (90min), cada atividade. O que o aluno poderá aprender com esta aula Aplicar os conceitos de médias aritmética, ponderada, geométrica e harmônica em diversos contextos, por meio da resolução de problemas. Utilizar Matemática elementar para investigar alguns aspectos financeiros da gestão de um restaurante, tais como a estimativa de receitas, despesas e margem de lucro, a partir de informações básicas iniciais. Investigar situações no restaurante envolvendo preço, descontos, demandas, receita e lucro máximo a partir das propriedades de uma função quadrática.

3 Conhecimentos prévios que devem ser trabalhados pelo professor com o aluno Porcentagem. Equações do primeiro grau. Função quadrática. Estratégias e recursos da aula/descrição das atividades Caro(a) professor(a), apresentaremos algumas sugestões de atividades para dar suporte à exibição do episódio Matemática na Alimentação. Nossa proposta de atividades foi organizada em duas aulas: O quarteto fantástico: ampliando a visão sobre as médias Matemática dos preços, descontos, lucros e resultados O planejamento das aulas buscou articular o conteúdo apresentado no vídeo às atividades sugeridas. Para facilitar a adequação dessa proposta à realidade de cada professor, apresenta-se a duração das duas atividades. Os exercícios de ambas as aulas foram postos em páginas individuais aqui denominadas Folha de Atividades. Imediatamente após cada Folha de Atividades são apresentados comentários e sugestões para auxiliarem a aplicação em sala de aula. Professor(a), este material foi elaborado com cuidado de modo que sua aplicação seja factível, mas lembre-se de que essas sugestões podem e devem ser adaptadas à sua realidade. Sugerimos a busca por articulações acadêmicas envolvendo professores de Biologia, com objetivo de tornar a abordagem do tema mais ampla e interessante.

4 Aula 1: O quarteto fantástico: ampliando a visão sobre as médias Nesta aula, vamos aproveitar a abordagem do conceito de média ponderada apresentada algumas vezes no vídeo como motivador para estudar quatro tipos de médias: média aritmética, média ponderada, média geométrica e média harmônica, por meio de situações e problemas diversos. Antes de passarmos à atividade de fato, gostaríamos de reforçar o que são e onde geralmente são aplicadas essas quatro médias. A média de uma lista de números é um valor que pode substituir cada um dos elementos da lista sem alterar uma determinada característica dessa lista. Média aritmética Se a característica é a soma dos elementos da lista, obtemos a mais simples das médias, a média aritmética. Assim, dados os números, a média aritmética desses números é um valor m que pode substituir cada um deles mantendo a mesma soma da lista original. Assim, a soma de n parcelas iguais à média aritmética é igual à soma de todos os elementos da lista. Ou, dizendo de outra forma, a média aritmética é a soma dos números da lista dividida pela quantidade de termos dessa lista. Assim, temos: mesma. Observe que, se substituirmos cada um dos números pela média, a soma total será a Média ponderada A média ponderada pode ser vista como uma média aritmética de uma lista de números dos quais: p 1 são iguais a x 1, p 2 são iguais a x 2,..., p n são iguais a x n. Essa ideia

5 original para média é bastante intuitiva e um bom ponto de partida. Assim, média ponderada é um valor p, definida por: O valor de é chamado de peso de, para todos os valores inteiros. Entretanto, nada impede que se pense nos pesos como números não inteiros. Em diversas aplicações da Matemática em Ciências, por exemplo, os pesos representam a frequência relativa de cada um dos valores, ou ainda, a porcentagem que cada elemento da lista representa, em relação à soma dos pesos. Assim, a média ponderada se transforma em uma expressão mais simples: Em que é a frequência relativa do número e, consequentemente: Um exemplo muito comum é o da temperatura de uma mistura. Quando misturamos 100 ml de água a 20 ºC com 200 ml de água a 30 ºC, qual a temperatura de equilíbrio dos 300 ml de água? Uma boa ideia é pensar que a temperatura de equilíbrio é uma média das temperaturas. Além disso, 30 ºC tem o dobro do peso que 20 ºC, porque há 200 ml de água a essa temperatura e apenas 100 ml a 20 ºC. Assim, é razoável pensar em uma temperatura média de equilíbrio dessa mistura como sendo a média de 20 ºC, contada uma vez, com 30 ºC, contada duas vezes. Assim teríamos: Outro modo seria pensar nos pesos como sendo os volumes, e daí teríamos uma expressão equivalente à anterior:

6 Essa ideia simples resume matematicamente o conceito físico de temperatura de equilíbrio após a troca de calor entre dois corpos, de mesmo material, em um sistema isolado. Assim, se o sistema for isolado e houver apenas trocas de calor entre os seus constituintes, a soma algébrica das quantidades de calor cedidas (ΣQc) e recebidas (ΣQr) deve ser nula: ΣQc + ΣQr = 0 Essa é uma consequência imediata do Princípio da Conservação da Energia. Qualquer resultado diferente de zero indicaria a perda ou o ganho de energia, o que contraria esse princípio. Da Física também sabemos que a quantidade (Q) de calor absorvida por um corpo é diretamente proporcional à massa (m) do corpo, à variação de temperatura (ΔT) e ao tipo de material do corpo (c), o que resulta matematicamente na seguinte equação: Q = mcδt Usando as duas equações, temos que: Considerando que a temperatura de equilíbrio é igual a T, as variações serão e. Além disso, temos que, pois os materiais são do mesmo tipo. Assim, temos: Isolando-se a temperatura de equilíbrio T na equação anterior, tem-se:

7 Note quantos princípios físicos estão relacionados à troca de calor. Veja também como o conceito de média ponderada pode ajudar a compreender não só a equação de equilíbrio, como a essência do princípio da conservação de energia, usando uma situação bem comum em nosso dia a dia. Média geométrica Se a característica a ser considerada for o produto dos elementos da lista, obteremos a média geométrica. A média geométrica dos n números positivos é um valor positivo, tal que. Portanto, a média geométrica dos n números positivos é igual a: A média geométrica é muito usada quando se quer saber a taxa média de crescimento de uma grandeza, dadas taxas intermediárias e sucessivas dentro desse período. Exemplo: Os preços de um determinado produto aumentaram 10 % em janeiro e 5 % em fevereiro, ambos em relação aos meses respectivamente anteriores. Qual a taxa média mensal do aumento desse produto? Sabemos que o preço ficará 1,10 x 1,05 vezes maior. Também sabemos que, ao aumentarmos um valor de uma taxa i, ele fica multiplicado por (1 + i). Como queremos a taxa média, devemos descobrir a taxa i, que aplicada duas vezes consecutivas produzirá o mesmo crescimento final gerado pelos aumentos ocorridos. Matematicamente, queremos que:

8 ao mês. Conclusão: se os preços aumentassem 7,47 % ao final de cada mês, após os dois meses, teriam aumentado os mesmos 15,5 % produzidos pelos aumentos sucessivos de 10 % e 5 % registrados no período. Observe que a taxa média procurada está diretamente relacionada com a média geométrica. Mais precisamente, temos que o coeficiente de aumento da taxa média é a média geométrica dos coeficientes de aumento das taxas mensais. Média harmônica Se a característica for a soma dos inversos dos números da lista, então temos a média harmônica dos números dessa lista. Dados n números positivos, a média harmônica desses números é um número h, tal que: Portanto, a média harmônica simples dos números positivos é definida por: Essa média é, portanto, o inverso da média aritmética dos inversos dos números. Ela aparece em diversos problemas, dos quais se destaca um bem simples para exemplificar a sua utilização. Exemplo: Um concurso anual distribui igualmente entre os vencedores um prêmio total de R$ 1.800,00. Nos últimos três anos houve 2, 1 e 3 premiados, respectivamente. Qual foi o prêmio médio desses ganhadores? Se pensássemos no número médio de ganhadores, que é igual a 2 (6 em três anos), poderíamos chegar à conclusão de que, na média, os ganhadores levaram 1800/2 = 900 reais.

9 Mas isso não é verdade. Queremos uma média tal que, se todos os prêmios fossem iguais a essa média, o total distribuído seria o mesmo. Isso é uma média aritmética. Veja que a média aritmética dos rateios é igual a: O rateio médio é o rateio que corresponderia a uma quantidade de jogadores igual à media harmônica dos números de ganhadores. A partir dessa breve revisão de conceitos e abordagens pedagógicas, vamos colocar a mão na massa. 1º Momento: Preparação da apresentação do vídeo (10 minutos) Inicialmente, organize a turma em duplas. Em seguida, inicie uma conversa rápida dizendo que nesta aula serão feitas algumas atividades envolvendo médias. Pergunte sobre quantas médias os alunos conhecem e dê dois exemplos para posicionar a discussão: o número médio de gols do campeonato brasileiro e a média para ser aprovado em cada disciplina ao final do ano. O exemplo da água quente com a água gelada também pode ser interessante para iniciar uma discussão neste momento. 2º Momento: Exibição completa do vídeo (20 minutos) Além dos quase quinze minutos de duração do vídeo, foram adicionados cinco minutos para considerações finais antes da aplicação da Folha de Atividades.

10 3º Momento (60 minutos) Aplicação da Folha de Atividades com questões cujas respostas serão registradas pelos alunos na própria folha. Sugerimos fortemente que os alunos tentem resolver os problemas a partir de suas próprias estratégias e das definições das médias como valores que preservam uma característica em uma lista de números, quando substituem todos esses números da lista. Caberá ao professor decidir se introduzirá primeiramente os conceitos, seguindo com exemplos, para depois partir para os problemas; ou se construirá os conceitos juntamente com a resolução dos problemas.

11 Folha de Atividades Aula 1 O quarteto fantástico: ampliando a visão sobre as médias Caro(a) aluno(a), apresentaremos a seguir um conjunto de problemas cuja resolução será em parte orientada. Problema 1 Em uma escola, há três trimestres de aula. Em cada trimestre há uma nota final para cada matéria, que varia de 0 a 10. A média anual é a média aritmética das três notas trimestrais, sendo aprovado o aluno que tirar média anual maior do que ou igual a 7. Caso não tire, tem direito a uma prova final. A média final para aprovação nesse caso é 5, calculada por meio da média ponderada entre a média anual, com peso 3, e a nota da prova final, com peso 2. a) Se um aluno tirou 4 e 5, nos primeiros dois trimestres, em determinada matéria, quanto precisaria tirar para ser aprovado sem fazer prova final? b) Suponha que ele tenha tirado 7,5 no terceiro trimestre. Qual a nota mínima na prova final para garantir a aprovação? Problema 2 Em um restaurante, há cinco tipos de pratos. O preço de cada prato e o percentual dos clientes que pedem cada prato estão representados na tabela abaixo. Determine o preço médio pago por prato nesse restaurante.

12 Tabela 1 Distribuição dos pedidos por prato e preço Prato para uma pessoa (todos podem vir acompanhados de arroz, feijão e salada verde) Preço Frequência Filé com fritas 18,00 30 % Estrogonofe 16,00 25 % Filé de peixe ao molho de camarão 20,00 20 % Filé mignon ao molho madeira 26,00 10 % Carne assada com aipim 22,00 15 % Problema 3 Um aluno misturou água de três recipientes com temperaturas diferentes: 200 ml de água a 80 ºC; 300 ml a 60 ºC e 500 ml a 40 ºC. Desprezando as perdas de calor, determine a temperatura aproximada de equilíbrio dessa mistura. Problema 4 Um carro percorre metade de um trajeto com velocidade de 60 km/h e a outra metade com velocidade de 100 km/h. Qual a velocidade média do trajeto? Figura 1 Fonte: <

13 Variação do problema: Se a primeira metade fosse feita a 140 km/h, qual deveria ser a velocidade máxima na segunda metade, para que a velocidade média do trajeto fosse de 80 km/h? Problema 5 A população de um país cresceu 44 % em uma década e 21 % na década seguinte. Qual é, aproximadamente, a taxa média decenal de crescimento nesses 20 anos? E a taxa média anual? Figura 2 Fonte: < Problema 6 A valorização mensal das ações da empresa YZX, nos quatro primeiros meses do ano, foi: -20 %, -30 %, +20 % e +30 %. Qual a valorização total e qual a valorização média mensal nesse quadrimestre?

14 Comentários e soluções Os problemas sugeridos na Folha de Atividades exploram as médias em diversas situações. Problema 1 Em uma escola, há três trimestres de aula. Em cada trimestre há uma nota final para cada matéria, que varia de 0 a 10. A média anual é a média aritmética das três notas trimestrais, sendo aprovado o aluno que tirar média anual maior ou igual a 7. Caso não tire, tem direito a uma prova final. A média final para aprovação nesse caso é 5, calculada por meio da média ponderada da média anual, peso 3, com a nota da prova final, peso 2. Se um aluno tirou 4 e 5, nos primeiros dois trimestres, em determinada matéria, quanto precisa tirar para passar direto (sem fazer prova final)? Suponha que ele tenha tirado 7,5 no terceiro trimestre. Qual a nota mínima na prova final, que garante a aprovação? Observe que temos duas perguntas a responder. Na primeira, precisamos de uma nota N que permita ao aluno que tirou 4 e 5 passar com média mínima igual a 7. Assim, temos: N = N = 21 9 = 11 Como o aluno só pode tirar 10, ele está automaticamente em prova final, independente da nota que tirar no terceiro trimestre. Na segunda, se ele tirou 7,5 no terceiro trimestre, sua média anual é. Assim, na prova final ele precisa tirar, pelo menos, uma nota P tal que:

15 5,0 Problema 2 Em um restaurante, há cinco tipos de pratos. O preço de cada prato e o percentual dos clientes que pedem cada prato estão representados na tabela abaixo. Determine o preço médio pago por prato nesse restaurante. Tabela 1 Distribuição dos pedidos por prato e preço Prato para uma pessoa (todos podem vir acompanhados de arroz, feijão e salada verde) Preço Frequência Filé com fritas 18,00 30 % Estrogonofe 16,00 25 % Filé de peixe ao molho de camarão 20,00 20 % Filé mignon ao molho madeira 26,00 10 % Carne assada com aipim 22,00 15 % O preço médio Pm pago por prato, em reais, é a média dos preços ponderada pela frequência com que os pratos são vendidos. Se 100 pratos fossem vendidos, significaria que 30 deles seriam vendidos a 18 reais, 15 deles a 22 reais, e assim por diante. Essa é uma boa ideia para ajudar o aluno a compreender por que multiplicamos o preço pelo percentual. Observe que, como os pesos são frequências relativas, então o somatório dos pesos é igual a 1. Logo, a média ponderada fica:

16 19,30 Assim, se todos os pratos fossem vendidos pelo preço médio, o valor total arrecadado seria o mesmo obtido para essa distribuição. Estimule seus alunos a entenderem e justificarem os resultados apresentados. Pedir aos alunos para explicarem os conceitos e o que significam os resultados obtidos é uma iniciativa sempre bem-vinda, que traz benefícios ao aprendizado em diversos aspectos. Problema 3 Um aluno misturou água de três recipientes com temperaturas diferentes: 200 ml de água a 80 ºC; 300 ml a 60 ºC e 500 ml a 40ºC. Desprezando as perdas de calor, determine a temperatura de equilíbrio aproximada da mistura. Como a mistura será de volumes de uma mesma substância, podemos pensar que a capacidade de troca de energia não será afetada pelo tipo de material (ou seja, pelo calor específico). Assim, o equilíbrio se dará quando o somatório das trocas de calor for igual a zero. De modo prático, temos que a água mais quente cederá energia para a mais fria, de modo que a energia cedida será igual à recebida. Ao final, o volume total terá uma mesma temperatura chamada temperatura de equilíbrio, igual a: Problema 4 Um carro percorre metade de um trajeto com velocidade de 60 km/h, e a outra metade com velocidade de 100 km/h. Qual a velocidade média do trajeto?

17 Figura 1 Fonte: < Variação do problema: Se a primeira metade fosse feita a 140 km/h, qual deveria ser a velocidade máxima na segunda metade, para que a velocidade média do trajeto fosse de 80 km/h? Neste problema temos duas variantes, e, portanto, dois problemas em um mesmo contexto. Problema 4.1 Neste caso, precisamos saber qual a velocidade média do trajeto. Sabe-se que a velocidade média em um trajeto é a razão entre o deslocamento realizado no trajeto e o tempo total gasto no deslocamento. Considerando que o deslocamento tenha d km, e considerando que: Temos que: Ou de outro modo,

18 Esse resultado nos mostra que a velocidade média de um trajeto é média aritmética dos inversos das velocidades médias de cada uma das metades do trajeto. Ou seja, a velocidade média do trajeto é a média harmônica das velocidades médias de cada metade do trajeto. Em nosso exemplo, temos: Problema 4.2 Neste caso, temos a velocidade média do trajeto (permitida por lei nessa questão), e queremos definir a velocidade média da segunda metade do trajeto. Assim, temos: Problema 5 A população de um país cresceu 44 % em uma década e 21 % na década seguinte. Qual é, aproximadamente a taxa média decenal de crescimento nesses 20 anos? E a taxa média anual? Figura 2 Fonte: <

19 Queremos uma taxa I de crescimento decenal (em uma década) de modo que aplicada duas décadas consecutivas produza o mesmo aumento que o gerado pelos aumentos sucessivos de 44 % e 21 %. Assim, temos: por década. A taxa anual i deve ser tal, que: Problema 6 A valorização mensal das ações da empresa YZX, nos quatro primeiros meses do ano, foi: -20 %, -30 %, +20 % e +30 %. Qual a valorização total e qual a valorização média mensal nesse quadrimestre? A valorização total é tal que 1 + i = (1 20 %) x (1 30 %) x ( %) x ( %). Logo, temos que A desvalorização mensal é dada por:

20 Aula 2: A Matemática nos preços, descontos, lucros e resultados Nesta aula serão apresentadas situações envolvendo as finanças de um restaurante fictício, para que os alunos usem Matemática elementar ao calcular lucros, estimar receitas, e tomar decisões simples com apoio nos cálculos que serão realizados. 1º Momento: Exibição completa do vídeo A Matemática na Alimentação (20 min) O vídeo tem aproximadamente quinze minutos e são destinados cinco minutos adicionais para considerações finais antes da aplicação da Folha de Atividades. 2º Momento: Aplicação da atividade (70 min) Após a exibição do vídeo, distribua a Folha de Atividades Aula 2 que servirá de guia para a investigação dos alunos. Procure acompanhar o desenvolvimento de cada grupo, tentando intervir, quando necessário, mas sem retirar o prazer da descoberta. Se possível, essa atividade também pode ser realizada no Laboratório de Informática, o que permitirá agilizar vários cálculos que serão realizados, contribuir para uma exploração mais detalhada das variáveis e aproveitar os recursos das planilhas eletrônicas para abordar aspectos gráficos relacionados com as situações financeiras que serão investigadas nesta atividade, principalmente as relativas à segunda parte.

21 Folha de Atividades Aula 2 A Matemática nos preços, descontos, lucros e resultados Figura 3 Fonte: < Considere que o restaurante a quilo Quero mais recebe 100 clientes por dia, de segunda a quarta; 140 clientes por dia, às quintas e sextas e não funciona nos fins de semana. Considere, inicialmente, que cada cliente consuma em média 0,5 kg de comida, a um preço de 30 reais por kg, gaste um valor fixo médio de 3 reais com bebidas e de 1 real com a sobremesa. As despesas fixas mensais são de 12 mil reais e as despesas variáveis, incluindo os impostos, correspondem a 60% da receita mensal. Baseado nessas informações, respondas às questões abaixo: 1) Quantos clientes em média são atendidos por semana? 2) Considerando um mês com 4,5 semanas de trabalho, quantos clientes são atendidos 3) por mês? 4) Qual a receita mensal estimada para o restaurante, a partir dos resultados do texto e dos itens anteriores?

22 5) Qual o valor das despesas variáveis mensais, nesse caso? 6) Qual o valor das despesas mensais totais? 7) Determine o Lucro Bruto Mensal = Receitas - Despesas. 8) Determine a margem de lucro do restaurante. Agora consideremos outro cenário. Suponha que o dono do restaurante faça uma promoção reduzindo a cada semana R$ 1,00 no preço do quilo, em relação ao preço da semana anterior. Após fazer isso durante quatro semanas, observou que, para cada 1 real reduzido, 10 clientes a mais por dia entravam no restaurante. Considerando apenas a receita obtida com a venda de comida a quilo, determine: 9) A receita do restaurante nessas quatro semanas. 10) A margem de lucro para essas quatro semanas. 11) Uma função que forneça a receita R a partir de x reais de desconto, supondo que esse padrão se mantenha para 0 < x < ) Qual o preço que maximiza a receita? 13) Determine o lucro total em função de x reais de desconto, supondo que essa padrão se mantenha para 0 < x < ) Qual o preço que maximiza o lucro? 15) Compare os resultados dos itens 11 e 13. O preço continuou o mesmo? Por quê?

23 Comentários e soluções Considere que o restaurante a quilo Quero mais recebe 100 clientes por dia, de segunda a quarta; 140 clientes por dia, às quintas e sextas e não funciona nos fins de semana. Considere inicialmente que cada cliente consuma em média 0,5 kg de comida, a um preço de 30 reais o quilo. As despesas fixas mensais são de 12 mil reais, e as despesas variáveis correspondem a 60 % da receita bruta, incluindo aí os impostos. Baseado nessas informações, respondas às questões abaixo: 1) Quantos clientes em média são atendidos por semana? 100 x x 2 = 580 clientes por semana. 2) Considerando um mês com 4,5 semanas de trabalho, quantos clientes são atendidos por mês? 580 x 4,5 = 2610 clientes por mês. 3) Qual a receita mensal (só a obtida pela comida a quilo) estimada para o restaurante, a partir dos resultados do texto e dos itens anteriores? A partir das estimativas do texto, temos que: Receita mensal com comida = 2610 x 0,5 x 30,00 = reais. Receita mensal com bebidas e sobremesa = 4,00 x = reais. Receita bruta = R$ ,00. 4) Qual o valor das despesas variáveis mensais, nesse caso? Despesas variáveis = 60 % x ,00 = reais. 5) Qual o valor das despesas mensais totais? Despesas fixas = reais Despesas variáveis = reais Despesa total = reais. 6) Determine o Lucro Bruto Mensal = Receitas - Despesas. Lucro Bruto Mensal = = reais.

24 7) Determine a margem de lucro do restaurante. Margem de lucro é o percentual que o lucro representa em relação ao valor total de receitas. Matematicamente, temos: Agora consideremos outro cenário. Suponha que o dono do restaurante faça uma promoção reduzindo a cada semana R$ 1,00 no preço do quilo, em relação ao preço da semana anterior. Após fazer isso durante quatro semanas observou que, para cada real reduzido, dez clientes a mais, por dia, entravam no restaurante. Considerando apenas a receita obtida com a venda de comida a quilo, determine: 8) A receita do restaurante nessas quatro semanas. Tabela 2 respostas da pergunta oito. 9) A margem de lucro para essas quatro semanas. Tabela 3 respostas da pergunta nove

25 10) Uma função que forneça a receita R a partir de x reais de desconto, supondo que esse padrão se mantenha para 0<x<14. A partir da tabela, temos que: R(x) = 0,5.(30 x). ( x) R(x) = - 25x x ) Qual o preço que maximiza a receita? Como R(x) é função quadrática, então o máximo de R é obtido quando: Logo, x = -460/-50 = 9,20. O preço que maximiza a receita é igual a 30-9,20 = 20,80. Pela simetria da parábola, o preço inteiro mais próximo produzirá uma receita mais próxima do máximo. Logo, o preço inteiro que gera a receita máxima é de 21 reais. Outro modo de obter esse valor seria simulando valores usando uma planilha eletrônica, conforme ilustrado na figura a seguir. Figura 4 Tabela e gráfico que representam a Receita em função do preço.

26 12) Determine o lucro total em função de x reais de desconto, supondo que esse padrão se mantenha para 0<x<14. Como lucro é receita menos custos, precisamos determinar a despesa fixa semanal, pois só nos é dada a despesa fixa mensal, que é de 12 mil reais. Para efeitos de simplificação, vamos considerar reais de despesas fixas semanais. Considerando ainda, que o percentual de despesa variável mensal continue valendo para a despesa variável semanal, então temos que o lucro semanal é dado por: L(x) = R(x) D(x) L(x) = R(x) 60 %.R(x) 3000 = 0,4.R(x) 3000 L(x) = 0,4.( - 25x x ) L(x) = - 10x x ) Qual o preço que maximiza o lucro? Como L(x) é função quadrática, então o máximo de R é obtido quando: Logo, x = - 184/-20 = 9,20. O preço que maximiza a receita é igual a 30 9,20 = 20,80. Logo, o preço inteiro que gera a receita máxima é de 21 reais.

27 Tabela 4 Valores da Receita e da Margem de Lucro em função do desconto no preço. R$ 1.400,00 R$ 1.200,00 R$ 1.000,00 R$ 800,00 R$ 600,00 R$ 400,00 R$ 200,00 R$ - Figura 5 Gráfico da Relação Lucro x Preço pago pelo prato

28 14) Compare os resultados dos itens 11 e 13. O preço que maximiza a receita maximizou o lucro. Isso sempre acontece? Com essas premissas e condições, isso sempre vai acontecer. Vamos mostrar por que. Observe que L(x) = 0,4R(x) Considere a, b e c os parâmetros da função R(x). Observe ainda que a abscissa (x) do vértice é diretamente proporcional ao a e inversamente proporcional ao b. Como cada um deles será multiplicado por 0,4, o x do vértice não sofrerá alteração. Por isso, o preço que maximiza R(x) maximiza L(x). A redução de 3000 só altera o parâmetro c, o qual não interfere na abscissa do vértice, mas somente em sua ordenada. Outro modo de ver isso é por meio das transformações geométricas que ocorrem na parábola. Nesse caso, a parábola que representa R(x) terá sua abertura aumentada e sofrerá uma translação vertical(reduzindo a ordenada em 60 % do valor anterior seguida de uma redução de 3000 unidades). Essas duas transformações, dilatação e translação vertical, não alteram o x do vértice, o que explica, de outra forma, por que ele permaneceu inalterado. É importante ressaltar que esta atividade não corresponde a uma situação real, na qual os custos variam de modo diferenciado, e outros elementos devem ser considerados. Apesar de não apresentar estreita relação com a realidade, tal exercício de modelagem permite ilustrar situações nas quais a Matemática se mostra útil. Quanto mais próxima à realidade, mais complexo é o modelo matemático utilizado. Cabe ao professor, diante das possibilidades e conhecimentos dos estudantes, avaliar o quão próximo da realidade ele pode chegar. O objetivo principal é reforçar a aprendizagem; se o conhecimento for aplicável a situações reais terá impacto positivo em toda a teia social.

29 Questões para discussão Pesquisar sobre o percentual de empresas que são fechadas no Brasil antes de completarem dois anos de existência. Custos de um restaurante: proponha uma pesquisa para ampliar as informações. O que faz e como atua o SEBRAE na criação de pequenas empresas? Como funcionam os restaurantes em grandes eventos como as Olimpíadas? O que é a média quadrática? Professor(a), esperamos que esta proposta tenha ampliado suas ideias. Tenha em mente que é totalmente possível mudar o que foi proposto, alterar a ordem, excluir ou incluir perguntas, abordagens, assuntos etc. O mais importante é adequar a proposta à realidade de sua turma. Os nossos s são e Por favor, entre em contato para informar o que achou desta dica pedagógica e se a utilizou em suas aulas. O seu retorno é muito importante para a Rede da TV ESCOLA. Referências ALENCAR, F. J. C. de. Calorimetria. Site do INFOESCOLA. Disponível em < Acessado em 15 de Abril de LEONE, G.; Guerra, S. Custos, Planejamento, Implantação e Controle. São Paulo: Atlas, LIMA, E. L. et al. A matemática do Ensino Médio. Volume 2. Coleção do Professor de Matemática. SBM/IMPA, Consultores: Ivail Muniz Junior e Fernando Celso Villar Marinho

Matemática em Toda Parte II

Matemática em Toda Parte II Matemática em Toda Parte II Episódio: Matemática nas Brincadeiras Resumo O episódio Matemática nas Brincadeiras explora o mundo dos jogos para identificar o uso dos conceitos de combinatória e probabilidade.

Leia mais

Matemática em Toda Parte II

Matemática em Toda Parte II Matemática em Toda Parte II Episódio: Matemática no Transporte Resumo O episódio Matemática no Transporte, da série Matemática em Toda Parte II, vai mostrar como alguns conceitos matemáticos estão presentes

Leia mais

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II MATEMÁTICA EM TODA PARTE II Episódio: Matemática na Cidade Resumo O Episódio Matemática na Cidade, o segundo da série Matemática em Toda Parte II, vai abordar situações envolvendo fluxo e movimento nas

Leia mais

Exercícios Teóricos Resolvidos

Exercícios Teóricos Resolvidos Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Matemática Exercícios Teóricos Resolvidos O propósito deste texto é tentar mostrar aos alunos várias maneiras de raciocinar

Leia mais

Nome: Data. Prof: Manoel Amaurício. p p% de C é C. 100 exemplo 1: 14% = 0,14 20% = 0,2 2% = 0,02

Nome: Data. Prof: Manoel Amaurício. p p% de C é C. 100 exemplo 1: 14% = 0,14 20% = 0,2 2% = 0,02 M A T E M Á T I C A PROPORÇÕES Nome: Data Prof: Manoel Amaurício P O R C E N T A G E M p p% de C é C. 100 exemplo 1: 14% = 0,14 20% = 0,2 2% = 0,02 Após um aumento de p% sobre C passamos a ter 100 p C.

Leia mais

Conteúdo. Apostilas OBJETIVA - Ano X - Concurso Público 2015

Conteúdo. Apostilas OBJETIVA - Ano X - Concurso Público 2015 Apostilas OBJETIVA - Ano X - Concurso Público 05 Conteúdo Matemática Financeira e Estatística: Razão; Proporção; Porcentagem; Juros simples e compostos; Descontos simples; Média Aritmética; Mediana; Moda.

Leia mais

Equacionando problemas

Equacionando problemas Reforço escolar M ate mática Equacionando problemas Dinâmica 2 1º Série 2º Bimestre DISCIPLINA Ano CAMPO CONCEITO Matemática Ensino Médio 1ª Campo Algébrico Simbólico Função polinomial do 1 grau Aluno

Leia mais

Atividade Proporcionalidade (vídeo)

Atividade Proporcionalidade (vídeo) Atividade Proporcionalidade (vídeo) Atividade CNI/EM Presencial 1. Introdução O objetivo dessa atividade é estudar as relações de proporcionalidade (direta e inversa) entre grandezas. O material-base será

Leia mais

O princípio multiplicativo

O princípio multiplicativo A UA UL L A O princípio multiplicativo Introdução A palavra Matemática, para um adulto ou uma criança, está diretamente relacionada com atividades e técnicas para contagem do número de elementos de algum

Leia mais

Fração como porcentagem. Sexto Ano do Ensino Fundamental. Autor: Prof. Francisco Bruno Holanda Revisor: Prof. Antonio Caminha M.

Fração como porcentagem. Sexto Ano do Ensino Fundamental. Autor: Prof. Francisco Bruno Holanda Revisor: Prof. Antonio Caminha M. Material Teórico - Módulo de FRAÇÕES COMO PORCENTAGEM E PROBABILIDADE Fração como porcentagem Sexto Ano do Ensino Fundamental Autor: Prof. Francisco Bruno Holanda Revisor: Prof. Antonio Caminha M. Neto

Leia mais

Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística. Aula 4 Conceitos básicos de estatística

Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística. Aula 4 Conceitos básicos de estatística Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística Aula 4 Conceitos básicos de estatística A Estatística é a ciência de aprendizagem a partir de dados. Trata-se de uma disciplina estratégica, que coleta, analisa

Leia mais

ICMS/PE 2014 Resolução da Prova de Contabilidade de Custos Professor Luciano Moura

ICMS/PE 2014 Resolução da Prova de Contabilidade de Custos Professor Luciano Moura ICMS/PE 2014 Resolução da Prova de Contabilidade de Custos Professor Luciano Moura 1 de 9 Olá queridos alunos, ICMS PE 2014: Resolução da prova de Hoje farei alguns comentários acerca da prova da Secretaria

Leia mais

Eventos independentes

Eventos independentes Eventos independentes Adaptado do artigo de Flávio Wagner Rodrigues Neste artigo são discutidos alguns aspectos ligados à noção de independência de dois eventos na Teoria das Probabilidades. Os objetivos

Leia mais

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/12/2011 pelo CEPERJ

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/12/2011 pelo CEPERJ Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/1/011 pelo CEPERJ 59. O cartão de crédito que João utiliza cobra 10% de juros ao mês,

Leia mais

Boletim. Contabilidade Internacional. Manual de Procedimentos

Boletim. Contabilidade Internacional. Manual de Procedimentos Boletim Manual de Procedimentos Contabilidade Internacional Custos de transação e prêmios na emissão de títulos e valores mobiliários - Tratamento em face do Pronunciamento Técnico CPC 08 - Exemplos SUMÁRIO

Leia mais

Disponibilizo a íntegra das 8 questões elaboradas para o Simulado, no qual foram aproveitadas 4 questões, com as respectivas resoluções comentadas.

Disponibilizo a íntegra das 8 questões elaboradas para o Simulado, no qual foram aproveitadas 4 questões, com as respectivas resoluções comentadas. Disponibilizo a íntegra das 8 questões elaboradas para o Simulado, no qual foram aproveitadas questões, com as respectivas resoluções comentadas. Amigos, para responder às questões deste Simulado, vamos

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DE DADOS EM SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO AULA 03 Arquitetura de Computadores Gil Eduardo de Andrade

REPRESENTAÇÃO DE DADOS EM SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO AULA 03 Arquitetura de Computadores Gil Eduardo de Andrade REPRESENTAÇÃO DE DADOS EM SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO AULA 03 Arquitetura de Computadores Gil Eduardo de Andrade O conteúdo deste documento é baseado no livro Princípios Básicos de Arquitetura e Organização

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES CIÊNCIAS DA NATUREZA I - EM

DESENVOLVENDO HABILIDADES CIÊNCIAS DA NATUREZA I - EM Olá Caro Aluno, Você já reparou que, no dia a dia quantificamos, comparamos e analisamos quase tudo o que está a nossa volta? Vamos ampliar nossos conhecimentos sobre algumas dessas situações. O objetivo

Leia mais

FUNÇÃO DE 1º GRAU. = mx + n, sendo m e n números reais. Questão 01 Dadas as funções f de IR em IR, identifique com um X, aquelas que são do 1º grau.

FUNÇÃO DE 1º GRAU. = mx + n, sendo m e n números reais. Questão 01 Dadas as funções f de IR em IR, identifique com um X, aquelas que são do 1º grau. FUNÇÃO DE 1º GRAU Veremos, a partir daqui algumas funções elementares, a primeira delas é a função de 1º grau, que estabelece uma relação de proporcionalidade. Podemos então, definir a função de 1º grau

Leia mais

TÓPICO ESPECIAL DE CONTABILIDADE: IR DIFERIDO

TÓPICO ESPECIAL DE CONTABILIDADE: IR DIFERIDO TÓPICO ESPECIAL DE CONTABILIDADE: IR DIFERIDO! O que é diferimento?! Casos que permitem a postergação do imposto.! Diferimento da despesa do I.R.! Mudança da Alíquota ou da Legislação. Autores: Francisco

Leia mais

Análise de Conjuntura

Análise de Conjuntura Análise de Conjuntura Boletim periódico da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados Os textos são da exclusiva responsabilidade de seus autores. O boletim destina-se a promover discussões sobre

Leia mais

Fundamentos da Matemática

Fundamentos da Matemática Fundamentos da Matemática Aula 10 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010.

Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010. Olá pessoal! Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010. 01. (Fundação CASA 2010/VUNESP) Em um jogo de basquete, um dos times, muito mais forte, fez 62 pontos a mais que o seu

Leia mais

INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA

INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA Marcos Leomar Calson Mestrando em Educação em Ciências e Matemática, PUCRS Helena Noronha Cury Doutora em Educação

Leia mais

Jogo ProvocAção. ProvocAção 5.-

Jogo ProvocAção. ProvocAção 5.- Jogo ProvocAção Aprender brincando! Este foi o objetivo do desenvolvimento desse jogo. É um importante instrumento de aprendizagem, possuiu múltiplos usos e garante muita diversão e conhecimento para crianças,

Leia mais

VAMOS PLANEJAR... As três palavras mágicas para um bom planejamento financeiro...

VAMOS PLANEJAR... As três palavras mágicas para um bom planejamento financeiro... FASCÍCULO IV VAMOS PLANEJAR... Se você ainda não iniciou seu planejamento financeiro, é importante fazê-lo agora, definindo muito bem seus objetivos, pois, independentemente da sua idade, nunca é cedo

Leia mais

Simulado ENEM: Matemática

Simulado ENEM: Matemática Simulado ENEM: Matemática Questão 1 Cinco diretores de uma grande companhia, doutores Arnaldo, Bernardo, Cristiano, Denis e Eduardo, estão sentados em uma mesa redonda, em sentido horário, para uma reunião

Leia mais

O exercício final consiste de um estudo de caso, exposto neste documento. Devem ser gerados, como resultados

O exercício final consiste de um estudo de caso, exposto neste documento. Devem ser gerados, como resultados Prof. Leonardo A. M. Moraes Exercício Final 1 Instruções O exercício final consiste de um estudo de caso, exposto neste documento. Devem ser gerados, como resultados uma pequena apresentação em Microsoft

Leia mais

Investigando números consecutivos no 3º ano do Ensino Fundamental

Investigando números consecutivos no 3º ano do Ensino Fundamental Home Índice Autores deste número Investigando números consecutivos no 3º ano do Ensino Fundamental Adriana Freire Resumo Na Escola Vera Cruz adota-se como norteador da prática pedagógica na área de matemática

Leia mais

PLANEJAMENTO FINANCEIRO PESSOAL O GUIA PARA COMEÇAR A TER SUCESSO NAS FINANÇAS

PLANEJAMENTO FINANCEIRO PESSOAL O GUIA PARA COMEÇAR A TER SUCESSO NAS FINANÇAS PLANEJAMENTO FINANCEIRO PESSOAL O GUIA PARA COMEÇAR A TER SUCESSO NAS FINANÇAS SUMÁRIO INTRODUÇÃO 03 CONTROLE DE CONTAS 04 ENTENDER E CONTROLAR AS DESPESAS FIXAS E VARIÁVEIS 05 DEFINIR PRIORIDADES 07 IDENTIFICAR

Leia mais

As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso

As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso As 10 Melhores Dicas de Como Fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso Nesse artigo quero lhe ensinar a fazer um Planejamento Financeiro Pessoal Poderoso. Elaborei 10 dicas para você fazer um excelente

Leia mais

RELATÓRIOS GERENCIAIS

RELATÓRIOS GERENCIAIS RELATÓRIOS GERENCIAIS Neste treinamento vamos abordar o funcionamento dos seguintes relatórios gerenciais do SisMoura: Curva ABC Fluxo de Caixa Semanal Análise de Lucratividade Análise Financeira o Ponto

Leia mais

ENSINO E APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA.

ENSINO E APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA. ENSINO E APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA. Josilene Maria de Almeida 1 ; Rosângela Miranda de Lima 2 ; Maria Sônia Lopes da Silva; Maria Anunciada

Leia mais

UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM

UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Unidade 2 Distribuições de Frequências e Representação Gráfica UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Ao finalizar esta Unidade, você deverá ser capaz de: Calcular

Leia mais

1 Avalie a demanda para os produtos e serviços da franquia em questão!

1 Avalie a demanda para os produtos e serviços da franquia em questão! 10 Dicas para Comprar uma Franquia Comprar uma franquia tem se tornado o negócio do momento e atraído muitos empresários a pensar sobre o assunto e decidir entre abrir um negócio com temática própria ou

Leia mais

FUNÇÕES E INEQUAÇÕES

FUNÇÕES E INEQUAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA ANDRÉIA SCHMIDT GEHHANNY ASSIS JAQUELINI ROCHA SIMÃO LARISSA VANESSA DOMINGUES FUNÇÕES E INEQUAÇÕES CURITIBA 2012

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br. Aula Gratuita PORCENTAGEM

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br. Aula Gratuita PORCENTAGEM MATEMÁTICA FINANCEIRA ON LINE Aula Gratuita PORCENTAGEM Introdução (Clique aqui para assistir à aula gravada) A porcentagem é o estudo da matemática financeira mais aplicado ao nosso dia-a-dia. É freqüente

Leia mais

Energia Eólica. Atividade de Aprendizagem 3. Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente

Energia Eólica. Atividade de Aprendizagem 3. Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente Energia Eólica Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente Tema Eletricidade / usos da energia / uso dos recursos naturais Conteúdos Energia eólica / obtenção de energia e problemas ambientais

Leia mais

Álgebra. SeM MiSTéRio

Álgebra. SeM MiSTéRio Álgebra SeM MiSTéRio Série SeM MiSTéRio Alemão Sem Mistério Álgebra Sem Mistério Cálculo Sem Mistério Conversação em Alemão Sem Mistério Conversação em Espanhol Sem Mistério Conversação em Francês Sem

Leia mais

PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO.

PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO. PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO. Professor Joselias - http://professorjoselias.blogspot.com/. MATEMÁTICA 16. Segundo a Associação Brasileira de

Leia mais

Escalas. Antes de representar objetos, modelos, peças, A U L A. Nossa aula. O que é escala

Escalas. Antes de representar objetos, modelos, peças, A U L A. Nossa aula. O que é escala Escalas Introdução Antes de representar objetos, modelos, peças, etc. deve-se estudar o seu tamanho real. Tamanho real é a grandeza que as coisas têm na realidade. Existem coisas que podem ser representadas

Leia mais

Resolvendo problemas com logaritmos

Resolvendo problemas com logaritmos A UA UL LA Resolvendo problemas com logaritmos Introdução Na aula anterior descobrimos as propriedades dos logaritmos e tivemos um primeiro contato com a tábua de logarítmos. Agora você deverá aplicar

Leia mais

INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital

INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital 5 INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital 1.1 Processo de decisão de orçamento de capital A decisão de investimento de longo prazo é a decisão financeira mais

Leia mais

Aula 4 Estatística Conceitos básicos

Aula 4 Estatística Conceitos básicos Aula 4 Estatística Conceitos básicos Plano de Aula Amostra e universo Média Variância / desvio-padrão / erro-padrão Intervalo de confiança Teste de hipótese Amostra e Universo A estatística nos ajuda a

Leia mais

Densímetro de posto de gasolina

Densímetro de posto de gasolina Densímetro de posto de gasolina Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia Tema Materiais: propriedades Conteúdos Densidade, misturas homogêneas e empuxo Usos / objetivos Introdução ou aprofundamento do

Leia mais

Trabalho 7 Fila de prioridade usando heap para simulação de atendimento

Trabalho 7 Fila de prioridade usando heap para simulação de atendimento Trabalho 7 Fila de prioridade usando heap para simulação de atendimento Data: 21/10/2013 até meia-noite Dúvidas até: 09/10/2013 Faq disponível em: http://www2.icmc.usp.br/~mello/trabalho07.html A estrutura

Leia mais

AV1 - MA 12-2012. (b) Se o comprador preferir efetuar o pagamento à vista, qual deverá ser o valor desse pagamento único? 1 1, 02 1 1 0, 788 1 0, 980

AV1 - MA 12-2012. (b) Se o comprador preferir efetuar o pagamento à vista, qual deverá ser o valor desse pagamento único? 1 1, 02 1 1 0, 788 1 0, 980 Questão 1. Uma venda imobiliária envolve o pagamento de 12 prestações mensais iguais a R$ 10.000,00, a primeira no ato da venda, acrescidas de uma parcela final de R$ 100.000,00, 12 meses após a venda.

Leia mais

Equações do primeiro grau

Equações do primeiro grau Módulo 1 Unidade 3 Equações do primeiro grau Para início de conversa... Você tem um telefone celular ou conhece alguém que tenha? Você sabia que o telefone celular é um dos meios de comunicação que mais

Leia mais

Curso de Gestão de Restaurantes. Diego Koppe

Curso de Gestão de Restaurantes. Diego Koppe Curso de Gestão de Restaurantes Diego Koppe Conteúdo Definindo o mercado Calcular o preço de venda CMV VPL de venda Impostos e demais encargos Gestão de custos Maximizar lucros e vendas Projeção de vendas

Leia mais

1º Trabalho: Resumo e Reflexão de duas mensagens dos grupos de Matemática do Yahoo.

1º Trabalho: Resumo e Reflexão de duas mensagens dos grupos de Matemática do Yahoo. 1º Trabalho: Resumo e Reflexão de duas mensagens dos grupos de Matemática do Yahoo. Disciplina: Meios Computacionais no Ensino Professor: Jaime Carvalho e Silva Aluno: Rafael Ferreira de Camargos Sousa

Leia mais

Guia de Discussão Série Eu e meu dinheiro Episódio: O piano ou a Aninha

Guia de Discussão Série Eu e meu dinheiro Episódio: O piano ou a Aninha Guia de Discussão Série Eu e meu dinheiro Episódio: O piano ou a Aninha Sumário Sobre a série... 3 Material de apoio... 3 Roteiro para uso dos vídeos em grupos... 4 Orientações para o facilitador... 4

Leia mais

COMO COMEÇAR 2016 se organizando?

COMO COMEÇAR 2016 se organizando? COMO COMEÇAR 2016 se organizando? Como começar 2016 se organizando? Conheça estratégias simples para iniciar o novo ano com o pé direito Você sabia que, de acordo com o Sebrae, os principais motivos que

Leia mais

JOGOS PARA O ENSINO MÉDIO1

JOGOS PARA O ENSINO MÉDIO1 JOGOS PARA O ENSINO MÉDIO1 Marli Teresinha Quartieri Márcia Rehfeldt Ieda Maria Giongo Algumas reflexões iniciais O jogo tem sido tema de estudos e investigações de pesquisadores, educadores e psicólogos,

Leia mais

1. Introdução. Avaliação de Usabilidade Página 1

1. Introdução. Avaliação de Usabilidade Página 1 1. Introdução Avaliação de Usabilidade Página 1 Os procedimentos da Avaliação Heurística correspondem às quatro fases abaixo e no final é apresentado como resultado, uma lista de problemas de usabilidade,

Leia mais

Sistemas Lineares. Módulo 3 Unidade 10. Para início de conversa... Matemática e suas Tecnologias Matemática

Sistemas Lineares. Módulo 3 Unidade 10. Para início de conversa... Matemática e suas Tecnologias Matemática Módulo 3 Unidade 10 Sistemas Lineares Para início de conversa... Diversos problemas interessantes em matemática são resolvidos utilizando sistemas lineares. A seguir, encontraremos exemplos de alguns desses

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 GESTÃO DA APRENDIZAGEM ESCOLAR EM MATEMÁTICA RELATO DE EXPERIÊNCIA NO PROGRAMA GESTAR II Sidnei Luís da Silva Escola Municipal Vereador Benedito Batista Congatem - MG sidneiluisdasilva@yahoo.com.br Camila

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO

INSTITUTO TECNOLÓGICO PAC - PROGRAMA DE APRIMORAMENTO DE CONTEÚDOS. ATIVIDADES DE NIVELAMENTO BÁSICO. DISCIPLINAS: MATEMÁTICA & ESTATÍSTICA. PROFº.: PROF. DR. AUSTER RUZANTE 1ª SEMANA DE ATIVIDADES DOS CURSOS DE TECNOLOGIA

Leia mais

Lista de Exercícios - Unidade 9 Calor e Energia A 1ª Lei da Termodinâmica

Lista de Exercícios - Unidade 9 Calor e Energia A 1ª Lei da Termodinâmica Lista de Exercícios - Unidade 9 Calor e Energia A 1ª Lei da Termodinâmica 1ª Lei da Termodinâmica 1. (UEL 2012) O homem utiliza o fogo para moldar os mais diversos utensílios. Por exemplo, um forno é essencial

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA BÁSICA

MATEMÁTICA FINANCEIRA BÁSICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - IFCH DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO - DEPE CENTRO TÉCNICO ECONÔMICO DE ASSESSORIA EMPRESARIAL

Leia mais

Guia Prático ORGANIZAÇÃO FINANCEIRA PARA BANCAR A FACULDADE

Guia Prático ORGANIZAÇÃO FINANCEIRA PARA BANCAR A FACULDADE Guia Prático ORGANIZAÇÃO FINANCEIRA PARA BANCAR A FACULDADE ÍNDICE 1 Introdução 2 Qual a importância da educação financeira para estudantes? 3 Comece definindo onde é possível economizar 4 Poupar é muito

Leia mais

Declare guerra às dívidas!

Declare guerra às dívidas! Declare guerra às dívidas! Na semana passada nossa primeira dica foi dirigida aos trabalhadores que têm algum dinheiro guardado. Demos algumas sugestões simples para evitar que o tão sacrificado pé de

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE II): ATINGIR META E SOLVER

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE II): ATINGIR META E SOLVER UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE II): ATINGIR META E SOLVER! Planilha entregue para a resolução de exercícios! Quando usar o Atingir Meta e quando usar o Solver Autor: Francisco

Leia mais

Além do Modelo de Bohr

Além do Modelo de Bohr Além do Modelo de Bor Como conseqüência do princípio de incerteza de Heisenberg, o conceito de órbita não pode ser mantido numa descrição quântica do átomo. O que podemos calcular é apenas a probabilidade

Leia mais

ANÁLISE AVANÇADA DO PONTO DE EQUILÍBRIO DE UMA EMPRESA

ANÁLISE AVANÇADA DO PONTO DE EQUILÍBRIO DE UMA EMPRESA ANÁLISE AVANÇADA DO PONTO O que é Ponto de Equilíbrio? Quais são as hipóteses consideradas para análise do Ponto de Equilíbrio? Como determinar as várias modalidades do Ponto de Equilíbrio? Como elaborar

Leia mais

PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009

PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009 PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009 Comentário geral: As provas apresentaram grau de dificuldade médio. Não houve uma preocupação da banca em aprofundar os conceitos ou dificultar a interpretação

Leia mais

Os gráficos estão na vida

Os gráficos estão na vida Os gráficos estão na vida A UUL AL A Nas Aulas 8, 9 e 28 deste curso você já se familiarizou com o estudo de gráficos. A Aula 8 introduziu essa importante ferramenta da Matemática. A Aula 9 foi dedicada

Leia mais

Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013

Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013 Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013 Antes de decidir aplicar seu dinheiro em fundos de previdência privada, é preciso entender que é uma aplicação que

Leia mais

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 14:26. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica,

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 14:26. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Exercícios Resolvidos de Física Básica Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Doutor em Física pela Universidade udwig Maximilian de Munique, Alemanha Universidade Federal da

Leia mais

O mercado de bens CAPÍTULO 3. Olivier Blanchard Pearson Education. 2006 Pearson Education Macroeconomia, 4/e Olivier Blanchard

O mercado de bens CAPÍTULO 3. Olivier Blanchard Pearson Education. 2006 Pearson Education Macroeconomia, 4/e Olivier Blanchard O mercado de bens Olivier Blanchard Pearson Education CAPÍTULO 3 3.1 A composição do PIB A composição do PIB Consumo (C) são os bens e serviços adquiridos pelos consumidores. Investimento (I), às vezes

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ORLANDO VENÂNCIO DOS SANTOS DO MUNICÍPIO DE CUITÉ-PB

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ORLANDO VENÂNCIO DOS SANTOS DO MUNICÍPIO DE CUITÉ-PB PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ORLANDO VENÂNCIO DOS SANTOS DO MUNICÍPIO DE CUITÉ-PB Nelson Leal dos Santos Júnior 1 Universidade Federal de Campina Grande

Leia mais

NOME: Nº. ASSUNTO: Recuperação Final - 1a.lista de exercícios VALOR: 13,0 NOTA:

NOME: Nº. ASSUNTO: Recuperação Final - 1a.lista de exercícios VALOR: 13,0 NOTA: NOME: Nº 1 o ano do Ensino Médio TURMA: Data: 11/ 12/ 12 DISCIPLINA: Física PROF. : Petrônio L. de Freitas ASSUNTO: Recuperação Final - 1a.lista de exercícios VALOR: 13,0 NOTA: INSTRUÇÕES (Leia com atenção!)

Leia mais

EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Carol Oliveira Diretora de Vendas Independente Mary Kay

EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Carol Oliveira Diretora de Vendas Independente Mary Kay EDUCAÇÃO FINANCEIRA Carol Oliveira Diretora de Vendas Independente Mary Kay COMO A REALIDADE ENSINA... DESPESAS MENSAIS Aluguel Empréstimos Água, luz e internet Despesas com alimentação Despesa com filhos

Leia mais

Esse produto é um produto composto e tem subprodutos

Esse produto é um produto composto e tem subprodutos Indústria - Cadastro de produtos O módulo indústria permite controlar a produção dos produtos fabricados pela empresa. É possível criar um produto final e definir as matérias-primas que fazem parte de

Leia mais

Numa turma de 26 alunos, o número de raparigas excede em 4 o número de rapazes. Quantos rapazes há nesta turma?

Numa turma de 26 alunos, o número de raparigas excede em 4 o número de rapazes. Quantos rapazes há nesta turma? GUIÃO REVISÕES Equações e Inequações Equações Numa turma de 6 alunos, o número de raparigas ecede em 4 o número de rapazes. Quantos rapazes há nesta turma? O objectivo do problema é determinar o número

Leia mais

PROVA BRASIL E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

PROVA BRASIL E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PROVA BRASIL E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS Josiane Bernz Siqueira (FURB) 1 professoramat_josiane@hotmail.com Ana Paula Poffo (FURB) 2 annapaulapoffo@hotmail.com Jéssica Sabel (FURB) 2 jessicasabel@terra.com.br

Leia mais

ELABORAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE PROJETOS AULA 01: CONCEITOS BÁSICOS RELACIONADOS A PROJETOS TÓPICO 04: NECESSIDADE DE UMA AVALIAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA 1.14 NECESSIDADE DE UMA AVALIAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

Leia mais

Recomendada. A coleção apresenta eficiência e adequação. Ciências adequados a cada faixa etária, além de

Recomendada. A coleção apresenta eficiência e adequação. Ciências adequados a cada faixa etária, além de Recomendada Por quê? A coleção apresenta eficiência e adequação metodológica, com os principais temas relacionados a Ciências adequados a cada faixa etária, além de conceitos em geral corretos. Constitui

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Enem 2013) Na aferição de um novo semáforo, os tempos são ajustados de modo que, em cada ciclo completo (verde-amarelo-vermelho), a luz amarela permaneça acesa por 5 segundos, e o tempo em que a luz

Leia mais

AULA 10 REGRA DE TRÊS. 1. Sabendo-se que x + y + z = 18 e que x/2 = y/3 = z/4, calcule x. x 2. y 3. x 2. z 4

AULA 10 REGRA DE TRÊS. 1. Sabendo-se que x + y + z = 18 e que x/2 = y/3 = z/4, calcule x. x 2. y 3. x 2. z 4 AULA 0 REGRA DE TRÊS. Sabendo-se que y z 8 e que / y/ z/, calcule. Se / y/ z/, temos: y z, como desejamos saber o valor de, vamos isolar: y em função de : y y y z em função de : z z z z Agora que conhecemos

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Calorimetria. Pré Universitário Uni-Anhanguera

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Calorimetria. Pré Universitário Uni-Anhanguera Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Calorimetria 01 - (MACK SP) Um estudante no laboratório de física, por

Leia mais

Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas. André Luiz Brandão

Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas. André Luiz Brandão Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas André Luiz Brandão CopyMarket.com Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida sem a autorização da Editora. Título:

Leia mais

22.5.1. Data de Equivalência no Futuro... 22.5.2. Data de Equivalência no Passado... 2. 22.5. Equivalência de Capitais Desconto Comercial...

22.5.1. Data de Equivalência no Futuro... 22.5.2. Data de Equivalência no Passado... 2. 22.5. Equivalência de Capitais Desconto Comercial... Aula 22 Juros Simples. Montante e juros. Descontos Simples. Equivalência Simples de Capital. Taxa real e taxa efetiva. Taxas equivalentes. Capitais equivalentes. Descontos: Desconto racional simples e

Leia mais

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO AS 10 PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO Olá, Investidor. Esse projeto foi criado por Bruno Lacerda e Rafael Cabral para te ajudar a alcançar mais rapidamente seus objetivos financeiros.

Leia mais

Estatística e probabilidade em situações do cotidiano. Aplicar corretamente em suas pesquisas os conceitos estudados previamente.

Estatística e probabilidade em situações do cotidiano. Aplicar corretamente em suas pesquisas os conceitos estudados previamente. As atividades propostas têm como objetivo fazer o aluno compreender de forma prática a aplicação da estatística e da probabilidade. le deverá ser capaz de efetuar pesquisas, organizando-as em tabelas de

Leia mais

5 Considerações finais

5 Considerações finais 5 Considerações finais 5.1. Conclusões A presente dissertação teve o objetivo principal de investigar a visão dos alunos que se formam em Administração sobre RSC e o seu ensino. Para alcançar esse objetivo,

Leia mais

PRODUTIVIDADE E A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS NA HOTELARIA E GASTRONOMIA BRASILEIRA

PRODUTIVIDADE E A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS NA HOTELARIA E GASTRONOMIA BRASILEIRA PRODUTIVIDADE E A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS NA HOTELARIA E GASTRONOMIA BRASILEIRA SUBSÍDIOS ESPECIAIS PARA FERTHORESP / FERTHOTEL FEVEREIRO 2012 - ALOISIO LEÃO DA COSTA...o IBGE realiza anualmente a Pesquisa

Leia mais

ÁLBUM DE FIGURINHAS DA COPA: UM ENSAIO PARA 2014

ÁLBUM DE FIGURINHAS DA COPA: UM ENSAIO PARA 2014 1 ÁLBUM DE FIGURINHAS DA COPA: UM ENSAIO PARA 2014 RESUMO José Eduardo Ferreira da Silva 1 No período que antecede os jogos da Copa do Mundo de Futebol, dentre as mais variadas estratégias de marketing,

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE. Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise.

5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE. Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise. 5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise. INTRODUÇÃO Gerir uma empresa não é uma tarefa fácil, mas em tempos de

Leia mais

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-2010 - APO

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-2010 - APO Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-010 - APO 11. O Dia do Trabalho, dia 1º de maio, é o 11º dia do ano quando o ano não é bissexto. No ano de 1958, ano em que o Brasil ganhou,

Leia mais

Conseguimos te ajudar?

Conseguimos te ajudar? Controlar suas finanças deve ser um hábito. Não com o objetivo de restringir seus sonhos de consumo, mas sim de convidá-lo a planejar melhor a realização da cada um deles, gastando o seu dinheiro de maneira

Leia mais

x0 = 1 x n = 3x n 1 x k x k 1 Quantas são as sequências com n letras, cada uma igual a a, b ou c, de modo que não há duas letras a seguidas?

x0 = 1 x n = 3x n 1 x k x k 1 Quantas são as sequências com n letras, cada uma igual a a, b ou c, de modo que não há duas letras a seguidas? Recorrências Muitas vezes não é possível resolver problemas de contagem diretamente combinando os princípios aditivo e multiplicativo. Para resolver esses problemas recorremos a outros recursos: as recursões

Leia mais

Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional - PROFBIO PROPOSTA

Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional - PROFBIO PROPOSTA Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional - PROFBIO PROPOSTA Considerando que o Ensino Médio é para a maioria dos cidadãos a última oportunidade de uma educação formal em Biologia, a

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª Série Empreendedorismo Administração A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de etapas,

Leia mais

DISCIPLINAS ON-LINE GUIA DO ALUNO GRADUAÇÕES

DISCIPLINAS ON-LINE GUIA DO ALUNO GRADUAÇÕES DISCIPLINAS ON-LINE GUIA DO ALUNO GRADUAÇÕES GUIA DO ALUNO Seja bem-vindo(a) às disciplinas on-line dos cursos de gradução das Instituições do Grupo Ser Educacional! Agora que você já está matriculado(a)

Leia mais

CAPÍTULO 6 Termologia

CAPÍTULO 6 Termologia CAPÍTULO 6 Termologia Introdução Calor e Temperatura, duas grandezas Físicas bastante difundidas no nosso dia-a-dia, e que estamos quase sempre relacionando uma com a outra. Durante a explanação do nosso

Leia mais

Métodos Quantitativos Prof. Ms. Osmar Pastore e Prof. Ms. Francisco Merlo. Funções Exponenciais e Logarítmicas Progressões Matemáticas

Métodos Quantitativos Prof. Ms. Osmar Pastore e Prof. Ms. Francisco Merlo. Funções Exponenciais e Logarítmicas Progressões Matemáticas Métodos Quantitativos Prof. Ms. Osmar Pastore e Prof. Ms. Francisco Merlo Funções Exponenciais e Logarítmicas Progressões Matemáticas Funções Exponenciais e Logarítmicas. Progressões Matemáticas Objetivos

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

INFORMATIVO. Novas Regras de limites. A Datusprev sempre pensando em você... Classificados Datusprev: Anuncie aqui!

INFORMATIVO. Novas Regras de limites. A Datusprev sempre pensando em você... Classificados Datusprev: Anuncie aqui! INFORMATIVO Novas Regras de limites A Datusprev sempre pensando em você... Classificados Datusprev: Anuncie aqui! A Datusprev abre espaço para divulgação. Aqui você pode anunciar compra, venda, troca,

Leia mais