MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES. TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2006 (Reabertura)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES. TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2006 (Reabertura)"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2006 (Reabertura) PROC. SUSEP n / OBJETO: Prestação de serviços de manutenção preventiva e corretiva, operação, limpeza e tratamento químico do sistema de ar condicionado e ventilação, instalados no prédio sede da SUSEP, na Rua Buenos Aires, nº 256, na cidade do Rio de Janeiro/RJ, compreendendo o sistema de equipamentos descritos no item 2 do Projeto Básico Anexo I, bem como os serviços básicos descritos no item 4 do Projeto Básico Anexo I, desse Edital. MODALIDADE.: Tomada de Preços TIPO: Menor Preço REGIME DE EXECUÇÃO: Empreitada Integral LOCAL DE REALIZAÇÃO: Rua Buenos Aires, 256 Centro Rio de Janeiro - RJ. DATA: 19/03/2007 HORÁRIO: 11:00 hs. OBS.: O Edital poderá ser consultado através de nosso endereço na INTERNET ou adquirido no nosso Centro de Documentação CEDOC, localizado na rua Buenos Aires, 256, térreo Centro -Rio de Janeiro - RJ, das 09:00 as 12:00 e das 14:00 as 17:00, de segunda a sexta-feira, mediante apresentação de 1 (um) disquete formatado para obtenção da cópia do Edital. No caso de retirada do edital pela INTERNET, solicitamos que os interessados enviem o formulário, Anexo X Recibo do Ato Convocatório, devidamente preenchido, via ou via FAX , a fim de que a Comissão Permanente de Licitação CPL, possa informá-los de quaisquer dúvidas ou esclarecimentos solicitados. VISITAS: TELS / Gerência de Serviços Gerais GESER ESCLARECIMENTOS: Recomendamos aos interessados consultar periodicamente o sítio eletrônico da SUSEP, link de licitações > TP 3/2006, a fim de que os participantes possam tomar ciência de eventuais esclarecimentos. A Superintendência de Seguros Privados SUSEP, realizará às 11:00 horas do dia 19 de março de 2007, licitação na modalidade Tomada de Preços, do tipo Menor Preço, sob o regime de empreitada integral, conforme autorização do Secretário Geral, contida no processo SUSEP nº / , observados os preceitos legais em vigor, especialmente a Lei Federal 8.666, de , suas respectivas alterações e as condições estabelecidas neste Edital e seus anexos. Quaisquer dúvidas poderão ser sanadas na sede da SUSEP, situada na rua Buenos Aires, 256, 3º andar Centro - Rio de Janeiro/RJ, por fax: ou por 1

2 1 - OBJETO Prestação de serviços de manutenção preventiva e corretiva, operação, limpeza e tratamento químico do sistema de ar condicionado e ventilação, instalados no prédio sede da SUSEP, na Rua Buenos Aires, nº 256, na cidade do Rio de Janeiro/RJ, compreendendo o sistema de equipamentos descritos no item 2 do Projeto Básico Anexo I, bem como os serviços básicos descritos no item 4 do Projeto Básico Anexo I, desse edital. 2 - DOS RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS Os recursos para cobertura das despesas deste serviço constam da previsão Orçamentária, referente ao exercício de 2007 (fls. 918) sendo adotado como critério de aceitabilidade, o valor máximo mensal de R$ ,06 (quinze mil, trezentos e nove reais e seis centavos), conforme constante dos autos, às fls DO CREDENCIAMENTO 3.1. Cada licitante apresentar-se-á com apenas 1 (um) representante legal que, devidamente credenciado, será o único admitido a intervir nas fases do procedimento licitatório e a responder por sua empresa, para todos os atos e efeitos previstos neste Edital Por credenciamento, entende-se a apresentação conjunta dos seguintes documentos: I - documento oficial de identidade (original); II - procuração que, na forma da lei, comprove a outorga de poderes (se necessário), com firma reconhecida e, original ou cópia autenticada do ato constitutivo, contrato ou estatuto social A não apresentação ou incorreção dos documentos de credenciamento não inabilitará a licitante, mas impedirá o representante de manifestar-se e responder por ela até que seja cumprido o disposto no subitem 3.2 deste Edital O representante poderá ser substituído por outro que deverá estar devidamente credenciado na forma do subitem 3.2 deste Edital O representante da licitante deverá apresentar separadamente, à Comissão, seu credenciamento, conforme estabelecido no subitem 3.2 deste Edital Não será admitida a participação de um mesmo representante para mais de uma empresa licitante. 4. DA HABILITAÇÃO E DA CLASSIFICAÇÃO 4.1. Cada licitante deverá apresentar 2 (dois) conjuntos de documentos, a saber: relativos à HABILITAÇÃO e à PROPOSTA COMERCIAL Os conjuntos de documentos de habilitação, e os relativos à Proposta Comercial deverão ser entregues em envelopes separados, fechados, rubricados no fecho e identificados com o nome da licitante, o número e tipo da licitação e, respectivamente, os títulos dos conteúdos Documentos de Habilitação e Proposta Comercial, na forma dos incisos I e II abaixo: 2

3 I - envelope contendo os documentos relativos à HABILITAÇÃO: ENVELOPE Nº 1 - DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO : À SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP A/C: Comissão Permanente de Licitação - 3º andar PROC./SUSEP nº : / MOD.: TOMADA DE PREÇOS nº 03/2006(Reabertura) EMPRESA: CNPJ: TEL./FAX: ENDEREÇO: II - envelope contendo os documentos relativos à PROPOSTA COMERCIAL: ENVELOPE Nº 2 - PROPOSTA COMERCIAL À SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP A/C: Comissão Permanente de Licitação - 3º andar PROC./SUSEP nº : / MOD.: TOMADA DE PREÇOS nº 03/2006(Reabertura) EMPRESA: CNPJ: TEL./FAX: ENDEREÇO: 4.3. Não serão aceitos documentos apresentados por meio de fitas, discos magnéticos, filmes ou cópias em fac-símile, admitindo-se fotos, gravuras, desenhos, gráficos ou catálogos como forma de ilustração da Proposta Comercial. 5. DOS DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO - ENVELOPE Nº A documentação que deve estar contida no Envelope nº 01, atendendo ao disposto na Lei 8.666/93, consistirá dos seguintes documentos, original ou cópia autenticada: a) indicar e dispor em seu quadro funcional de, no mínimo, um engenheiro mecânico que será responsável pela execução dos serviços, habilitado junto ao CREA e com certidão de Acervo Técnico de execução de serviços de característica semelhante aos do projeto básico, para responder pelos serviços na sua área de atuação e dirimir possíveis dúvidas da CONTRATANTE, conforme as condições estabelecidas no Projeto Básico; b) apresentar certidão de registro da empresa, válida para o ano em exercício, na atividade de Engenharia Mecânica, expedida pelo CREA e 01 (um) Atestado de Capacidade Técnica fornecido por pessoa jurídica de direito público ou privado, relativo à execução de serviços de características semelhante ao objeto da licitação, com a respectiva certidão de registro da ART no CREA, incluindo cópia do PMOC, conforme as condições estabelecidas no Projeto Básico, Anexo I do Edital; 3

4 c) declaração de Veracidade de Informações Prestadas por Terceiros em Atestados de Capacitação Técnico Profissional - Anexo VIII, para cada atestado da alínea anterior; d) comprovante de vínculo empregatício ou vínculo de sociedade entre a empresa e o engenheiro mecânico, o qual será o responsável pela execução dos serviços, de acordo com as condições contidas no Projeto Básico, Anexo I do Edital; e) declaração de Aptidão e Concordância para Execução dos Serviços - Anexo VI e Atestado de Capacidade Técnica Anexo VII. Este Anexo VII serve como um modelo para aquelas licitantes que não tem nenhum atestado de capacidade técnica. As licitantes que já tiverem seus atestados de acordo com o objeto da licitação, não precisam seguir este modelo; IX; f) declaração de Inexistência de Fato Superveniente e Impeditivo da Habilitação - Anexo g) Balanço Patrimonial do último exercício social, com patrimônio líquido positivo, índice de liquidez geral e corrente maior ou igual a um, estará inabilitada a empresa com índice menor que 1 (um) ou com patrimônio líquido negativo. Para comprovação poderá ser realizada a Consulta do Balanço Contábil no SICAF pela Comissão Permanente de Licitação; h) declaração de que a licitante cumpre o disposto no art. 7º, inciso XXXIII da Constituição da República Federativa do Brasil (art. 27, Inciso V da Lei 8.666/93); i) registro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia a que a empresa está vinculada, com recibo de anuidade devidamente quitada; j) Certidão negativa de falência e concordata (situações anteriores à vigência da Lei n /2005 ) expedida pelo distribuidor da Sede da licitante ( vide item 7.1); k) Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas em atividade pertinente ao objeto desta Licitação; l) Cópia de Acordo, Convenção ou Dissídio Coletivo de Trabalho do Oficial Mecânico e do Meio Oficial Mecânico, vigente; m) Registro da licitante no Órgão Municipal competente, que no caso do município do Rio de Janeiro é a RIO LUZ-GEM Em se tratando de licitação realizada na modalidade Tomada de Preços, poderão dela participar, todos os interessados nos termos previstos do Artigo 22, Parágrafo 2 da Lei n 8.666/93, e os interessados cadastrados no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores SICAF, de acordo com a Instrução Normativa n 05, de 21 de julho de Não será necessária a apresentação do extrato de registro no SICAF, tendo em vista que no dia da entrega dos envelopes, será feita consulta on-line ao sistema, sendo necessária a habilitação parcial válida, para a participação na presente licitação. Não sendo comprovada a regularidade junto ao SICAF ou não comprovando possuir os requisitos exigidos no item anterior, os envelopes entregues serão devolvidos à empresa Para assinatura do instrumento de contrato será necessário que o proponente homologado esteja inscrito no SICAF, caso contrário, antes da contratação deverá procurar uma Unidade Cadastradora do SICAF para fazer sua inscrição. 4

5 5.5 - Após a fase de habilitação, não serão considerados os pedidos de retirada das propostas, salvo motivo justo, decorrente de fato superveniente e aceito pela Comissão. 6. DA PROPOSTA COMERCIAL - ENVELOPE N A Proposta Comercial para a contratação dos serviços, objeto deste Edital, deverá atender aos seguintes requisitos: a) ser apresentada em 1 (uma) via, em idioma nacional e em papel timbrado da licitante ou identificada com o carimbo padronizado do CNPJ, sem ressalvas, emendas ou rasuras, com todos os valores propostos expressos obrigatoriamente em Reais, em algarismos e por extenso, contendo o preço integral do serviço (em R$/mês), visando atender às demandas constantes do Anexo I deste Edital - Projeto Básico, anexando à sua proposta o Anexo V Planilha de Custos para Formação de Preços para o Serviço de Manutenção do Sistema de Ar Condicionado e Ventilação Percentuais Médios. b) apresentar na Proposta o Preço integral, computados todos os custos necessários, bem como todos os impostos, encargos trabalhistas, previdenciários, fiscais, comerciais, taxas, fretes, seguros e quaisquer outros que incidam ou venham a incidir sobre a execução dos serviços; c) constar o prazo de validade da proposta comercial não inferior a 75 (setenta e cinco) dias, a contar da data de apresentação das mesmas; d) constar o prazo de garantia dos serviços, não inferior a 2 (dois) anos, contados a partir da data de emissão do Termo de Recebimento definitivo dos serviços Solicitamos indicar na proposta a razão social da empresa licitante, número do CNPJ, endereço completo, número(s) de telefone e de fax, nome e número do banco, nome e número da agência, número da conta corrente Serão desclassificadas as propostas que estiverem em desacordo com qualquer das exigências do presente Edital ou que contiverem preço ou entrega condicionada a prazos, não sendo considerados para fins de avaliação descontos ou vantagens de qualquer natureza não prevista neste Edital O preço integral proposto é de exclusiva responsabilidade da licitante, não lhe assistindo o direito de pleitear qualquer alteração do mesmo, sob alegação de erro, omissão ou qualquer outro pretexto. 7. DA CONDIÇÃO PARA PARTICIPAÇÃO Estarão impedidas de participar da presente licitação empresas cuja falência ou insolvência civil tenha sido decretada judicialmente ou que estejam em gozo de benefício da concordata, que tenha sido estabelecida antes da vigência da Lei nº /2005, ou que tenham requerido recuperação judicial ou extrajudicial, ainda não encerrada, nos termos da Lei nº , de Não poderão participar da presente licitação as empresas que se encontrem em processo de falência ou concordata, de dissolução, de fusão, de cisão ou de incorporação, que estejam cumprindo suspensão temporária de participação de licitação e impedimento de contratar com a SUSEP ou tenham sido declaradas inidôneas para licitar ou contratar com a Administração Pública, bem como licitantes que se apresentem constituídas na forma de empresas em consórcio. 5

6 7.3 Serão inabilitados os licitantes que não atenderem quaisquer das disposições contidas neste Edital, bem como aquelas declaradas inidôneas, ou que venham a ser declaradas no curso da licitação. 7.4 É facultado à C.P.L. solicitar esclarecimentos, efetuar diligências ou adotar quaisquer outras medidas e providências visando confirmar a capacidade técnica e administrativa dos licitantes Não poderão participar desta licitação empresas das quais participem, seja a que título for, dirigente ou servidor da SUSEP, bem como, quaisquer tipos de cooperativas. 8. DO CRITÉRIO DE JULGAMENTO Será considerada vencedora do certame a licitante que apresentar proposta nas especificações do Edital com o Menor Preço Total para a execução dos serviços licitados Em caso de igualdade de condições entre duas ou mais propostas, o desempate será decidido por sorteio, em ato público, para o qual todas as licitantes serão convidadas. A ausência de convocados não prejudicará a realização do sorteio Serão passíveis de desclassificação, de acordo com o artigo 48, Inciso II, da Lei 8.666, as propostas com preços excessivos ou manifestamente inexeqüíveis Não serão considerados qualquer vantagem não prevista neste Edital, nem preços ou vantagens baseados nas ofertas dos demais licitantes Serão desclassificadas, também, as propostas que evidenciarem a impossibilidade de cumprimento das obrigações assumidas e propiciarem a infringência de dispositivos da legislação fiscal, social, trabalhista e de outras normas legais. 9. DO PAGAMENTO Em conta prestação aos serviços executados, o pagamento do valor devido será efetuado em pagamentos mensais, e em moeda corrente nacional por meio de ordem bancária e crédito em conta corrente, em até 5 dias úteis a partir da entrega no Protocolo da SUSEP, se a fatura estiver devidamente descriminada, sem rasuras, e acompanhada de todos os documentos necessários ao pagamento, e for entregue no Protocolo da contratante até o 5º dia útil do mês subseqüente ao vencido. Caso não seja respeitado este prazo pela contratada, o pagamento será realizado de acordo com o cronograma a ser fornecido pelo Departamento de Administração e Finanças DEAFI da Contratante À Adjudicatária caberá sanar as irregularidades apontadas nos recebimentos provisório e definitivo, submetendo à nova verificação a etapa impugnada, ficando sobrestado o pagamento até a execução das correções necessárias, sem prejuízo da aplicação das penalidades cabíveis A critério da SUSEP, poderão ser utilizados os pagamentos devidos para cobrir possíveis despesas com multas, indenizações a terceiros ou outras de responsabilidade da Adjudicatária Nenhum pagamento será efetuado à adjudicatária enquanto estiver pendente de liquidação obrigação financeira imposta a mesma em virtude de inadimplência contratual. 6

7 9.5 - Será feita retenção na fonte, calculada sobre o valor a ser pago, o Imposto Sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ), a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) e a Contribuição para o PIS/PASEP, exceto para as pessoas jurídicas optantes pelo Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Microempresas e das Empresas de Pequeno Porte (SIMPLES) de acordo com o art. 3º, inc. XI da Instrução Normativa SRF nº 480/2004 e alterações posteriores, as quais deverão comprovar tal condição mediante apresentação do Anexo IV da Instrução Normativa SRF nº 480/2004. O percentual a ser aplicado é o constante da tabela de retenção da Instrução Normativa SRF nº 480, de 15 de dezembro de 2004, da Secretaria da Receita Federal ou a que venha a substituí-la. A retenção dos tributos e contribuições baseia-se no art. 64 da Lei 9.430, de 27 de dezembro de 1996, e no art. 34 da Lei nº , de 29 de dezembro de O CNPJ fornecido pela empresa adjudicatária nesta licitação será usado na emissão de nota de empenho pela SUSEP, e deverá ser o mesmo emitido em sua nota fiscal/fatura, bem como alvo da liquidação da despesa, não sendo aceitas notas fiscais de outras filiais da mesma, ficando condicionado o respectivo pagamento somente quando efetuada esta regularização da nota fiscal, a fim de que seja cumprida a determinação da mensagem "on line" DSG/SIASG/DF nº de 07/10/ Os pagamentos estarão condicionados: a) à comprovação de recolhimento das contribuições devidas à Seguridade Social e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço FGTS, relativas aos empregados da CONTRATADA postos à disposição da CONTRATANTE; b) ao atesto do Gestor do Contrato no verso da nota fiscal Será feita consulta on-line, sobre a situação da CONTRATADA, no Sistema de Cadastro Único de Fornecedores SICAF, com a conseqüente emissão de certidão que comprove sua regularidade Ocorrendo devolução de nota fiscal/fatura pela CONTRATANTE, por incorreção atribuída à CONTRATADA, o prazo de que trata o item 9.1, passará a ser contado a partir da data da entrega de outra nota fiscal/fatura. 10. DAS PENALIDADES A suspensão temporária de participação em licitação e impedimento para contratar com a Administração, por prazo não superior a 02 (dois) anos, e a declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação na forma da Lei nº 8666/93, perante a autoridade que aplicou a penalidade, poderá ser aplicada à participante que : I - praticar atos ilícitos, visando a frustrar os objetivos da licitação; II - demonstrar não possuir idoneidade para contratar com a Administração Pública, em virtude de atos ilícitos praticados; III - sofrer condenação definitiva por praticarem, por meios dolosos, fraude fiscal no recolhimento de quaisquer tributos Ao contratado poderá ser aplicada penalidade, no caso de inexecução contratual, nos termos da Lei nº 8.666/93. 7

8 O não cumprimento total ou parcial das obrigações assumidas na forma e nos prazos estabelecidos, sujeitará a contratada às penalidades previstas nos artigos 86 a 88 da Lei nº 8666/93, garantida a prévia defesa, ficando estipulada as seguintes penalidades: a) advertência; b) multa de 0,5% (zero vírgula cinco por cento ) ao dia, sobre o valor mensal do contrato, até que a contratada dê solução à inexecução do avençado ou até a rescisão do contrato; c) suspensão temporária de participação em licitação e impedimento para contratar com a Administração, por prazo não superior a 2 (dois) anos. d) declaração de inidoneidade para licitar e contratar com a Administração Pública, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação na forma de Lei, pela autoridade que aplicou a penalidade Contra decisões de que resultem aplicações de penalidades, o contratado poderá, sem efeito suspensivo, interpor os recursos cabíveis, na forma e nos prazos previstos na Lei nº 8.666/ Será remetida ao SICAF cópia da penalidade aplicada ou da decisão ao contratado, a fim de que sejam cumpridas as providências previstas e averbada a penalidade no Registro Cadastral A penalidade estabelecida na alínea b do subitem 10.3, poderá ser aplicada, de forma isolada ou cumulativamente, com qualquer das demais, podendo o valor da multa ser descontado da garantia que houver sido prestada e, na hipótese de ser superior ao da garantia, prevalecerá o disposto no 1º, do art.87, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de DA GARANTIA NA CONTRATAÇÃO Será exigida a garantia contratual correspondente a 5% ( cinco por cento ) do valor do Contrato, de acordo com as condições estabelecidas na cláusula 9 ( nove ) da minuta de contrato Dos atos da Administração cabem: 12 DOS RECURSOS I - recurso, no prazo de 5 (cinco) dias úteis a contar da intimação do ato ou da lavratura da ata, nos casos de: a) habilitação ou inabilitação do licitante; b) julgamento das propostas; c) anulação ou revogação da licitação; d) rescisão do Contrato a que se refere o inciso I do art. 79 da Lei nº 8.666/93; e) aplicação das penas de advertência, suspensão temporária ou de multa; 8

9 II - representação, no prazo de 5 (cinco) dias úteis da intimação da decisão relacionada com o objeto da licitação ou do Contrato, de que não caiba recurso hierárquico A intimação dos atos referidos no inciso I, acima, excluídos os relativos à advertência e multa, será feita mediante publicação no Diário Oficial da União, salvo, para os casos previstos nas alíneas "a" e "b", se presentes os prepostos dos licitantes no ato em que foi adotada a decisão, quando poderá ser feita por comunicação direta aos interessados e lavrada em ata (art. 109, 1º da lei nº 8.666/93) O recurso previsto nas alíneas "a" e "b" do inciso I do item 12.1, acima terá efeito suspensivo, podendo a autoridade competente, motivadamente e presentes razões de interesse público, atribuir eficácia suspensiva aos demais recursos (art. 109, 2º da lei nº 8.666/93) Os recursos deverão ser entregues, contra recibo, no Protocolo Geral da SUSEP, localizado na Rua Buenos Aires, nº 256, Centro, Rio de Janeiro RJ, devendo ser dirigidos ao Conselho Diretor da SUSEP, por intermédio da Comissão Permanente de Licitações CPL, sob pena de preclusão, interpostos no prazo de 05 (cinco) dias úteis contados da intimação do ato ou lavratura da ata (art. 109, inciso I, alínea b da Lei nº 8.666/93) Interposto o recurso, a autoridade que praticou o ato recorrido poderá reconsiderar sua decisão no prazo de 5 (cinco) dias úteis ou, nesse mesmo prazo, encaminhá-lo à autoridade superior, devidamente informada, devendo neste caso a decisão ser proferida dentro do prazo de 5 (cinco) dias úteis contados do recebimento do recurso, sob pena de responsabilidade (art.109, 4º da Lei nº 8.666/93) Interposto o recurso por uma das licitantes, o fato será comunicado às demais, que poderão impugná-lo no prazo de 5 (cinco) dias úteis a contar da data da ciência Decairá do direito de impugnar os termos deste Edital as falhas e irregularidades que o viciarem - perante a SUSEP, a licitante que não o fizer até o segundo dia útil que anteceder a abertura dos envelopes com as propostas, hipótese em que tal comunicação não terá efeito de recurso (art. 41, 2º da Lei nº 8.666/93) Qualquer cidadão é parte legítima para impugnar o edital de licitação por irregularidade na aplicação da Lei 8.666/93, devendo protocolar o pedido até 5 (cinco) dias úteis, antes da data fixada para a abertura dos envelopes de habilitação, devendo a SUSEP julgar e responder à impugnação em até 3 (três) dias úteis, sem prejuízo da faculdade prevista no parágrafo 1º do art. 113, da lei em questão (art. 41, 1º da Lei nº 8.666/93) DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E FINAIS A SUSEP poderá realizar acréscimos ou supressões nas quantidades inicialmente previstas, respeitando o limite estabelecido no artigo 65 da Lei 8666/93 e suas alterações, tendo como base os preços constantes das propostas da contratada Os envelopes das empresas que não puderam participar da licitação, as quais foram no decorrer da licitação inabilitadas ou desclassificadas, ficarão em poder da Comissão Permanente de Licitações, devidamente lacrados, à disposição da referida licitante, durante 20 (vinte dias) contados da citada data. Findo esse prazo, sem que os mesmos tenham sido retirados, serão destruídos. 9

10 Homologado o resultado da licitação e adjudicado o seu objeto, a empresa vencedora será convocada para assinatura do Contrato, em prazo não superior ao da validade da proposta Deixando a empresa vencedora de comparecer no prazo estabelecido para assinatura do Contrato, poderá a Administração, convocar os licitantes remanescentes que tiverem sido habilitados na respectiva ordem de classificação, podendo aplicar ao faltoso, as penalidades previstas no contrato A Contratada se obriga a manter durante a execução do Contrato decorrente deste certame, todas as condições de habilitação exigidas à participação no pleito A visita ao local da execução dos serviços objeto desta contratação, deverá ser agendada junto a Gerência de Serviços Gerais GESER/SUSEP, por meio do telefone: São partes integrantes deste Edital os seguintes anexos: Anexo I - Projeto Básico GESER Nº 5/2006; Anexo II - Projeto Executivo; Anexo III - Materiais Fornecidos pela SUSEP; Anexo IV Planilha de Custos para Formação de Preços para o Serviço de Manutenção do Sistema de Ar Condicionado e Ventilação Percentuais Médios. Este anexo já está preenchido, pois foi este o referencial, para a Administração estipular o critério de aceitabilidade, para o valor máximo que a SUSEP poderá pagar pelo contrato; Anexo V - Planilha de Custos para Formação de Preços para o Serviço de Manutenção do Sistema de Ar Condicionado e Ventilação Percentuais Médios. Este anexo a licitante deve preencher e entregar junto com sua proposta comercial; Anexo VI Declaração de Aptidão e Concordância para a Execução dos Serviços; Anexo VII Atestado de Capacidade Técnica; Anexo VIII Declaração de Veracidade de Informações Prestadas por Terceiros em Atestado de Capacitação Técnico Profissional; Anexo IX Declaração de Inexistência de Fato(s) Superveniente(s) e Impeditivo(s) à Habilitação; Anexo X - Recibo do Ato Convocatório; Anexo XI - Minuta do Contrato; Paulo Roberto Ambrosino da Conceição Comissão Permanente de Licitação Presidente Rio de Janeiro, 28 de fevereiro de MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP 10

11 COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2006 ANEXO I PROJETO BÁSICO GESER n. 5/2006 ( constante às fls. 868/883 do processo ) 1 OBJETO: Prestação de serviços para manutenção preventiva e corretiva, operação, limpeza e tratamento químico do sistema de ar condicionado e ventilação, instalados no prédio sede da SUSEP, na Rua Buenos Aires, n.º 256, na cidade do Rio de Janeiro/RJ, compreendendo o sistema de equipamentos descritos no item 2, bem como os serviços básicos descritos no item CARACTERIZAÇÃO DO SISTEMA DE AR CONDICIONADO E VENTILAÇÃO: 2.1 O Sistema Geral é composto de: a) 08 (oito) SELFS de 15 TR, modelo SGV 15 SH, da STARCO, instalados no 3º, 5º, 6º, 7º, 8º, 9º, 10º e 11º pavimentos; b) 01 (um) SELF de 15 TR, modelo SAVA 150, da COLDEX, instalado no 4º pavimento; c) 01 (um) SELF de 7,5 TR, modelo SAVA 75, da COLDEX, instalado no 4º pavimento; d) 01 (um) SELF de 10 TR, modelo SGV 10 SH, da STARCO, instalado no 3º pavimento; e) 01 (um) SELF de 20 TR, modelo SGV 20 H, da STARCO, instalado no 2º pavimento; f) 02 (dois) SELF de 10 TR, modelos SGV 10 SH, da STARCO, instalados no térreo; g) 01 (um) SELF de 10 TR, modelo RVP 100 A 8P, da HITACHI, instalado no térreo; h) 02 (duas) Torres de resfriamento, modelo F-900TI000, da SEIKAN, instaladas na cobertura; i) 03 (três) Bombas d água de condensação, sendo duas, modelos WORTHINGTON DRESSER, e uma, modelo INGESOLL DRESSER, instaladas na cobertura; j) 01 (um) quadro elétrico das Torres e das Bombas, instalados na cobertura; k) 13 (treze) quadros elétricos dos SELFS, instalados na casa de máquinas, do térreo à cobertura. 2.2 Sistema do 12º andar: a) 01 (um) SELF (condensação a ar remoto) de 12,5 TR TROPICAL/BRYANT, instalado no auditório; b) 01 (um) SPLIT de BTU S 220 V HITACHI, instalado na sala de aula; c) 02 (dois) quadros elétricos do SELF e do SPLIT. 2.3 Sistema do Térreo: a) 02 (dois) SELFS de 10 TR, modelo SGV 10 SH, da STARCO; b) 01 (um) SELF de 10 TR, modelo RVP 100 A 8P, da HITACHI 11

12 c) 01 (uma) torre de resfriamento, modelo VXT 25, de 25 TR, da SEMCO; d) 02 (duas) bombas d água de condensação, modelo D 520, 03 HP, da WORTHINGTON; e) 04 (quatro) quadros elétricos dos SELFS e das torres. 2.4 DUTOS DE AR CONDICIONADO: Térreo 114 metros lineares 2 o Andar 114 metros lineares 3 o Andar 97 metros lineares 4 o Andar 76 metros lineares 5 o ao 11 o Andar 651 metros lineares, sendo 93 metros por andar 12 o Andar 33 metros lineares Total metros lineares 2.5 Sala de Telefonia: a) 01 (um) SPLIT de BTU S 220 V SPRINGER, instalado na sala de telefonia do 2º andar. 2.6 Dos Aparelhos de Janela: a) 01 (um) aparelho da Springer de Btu/h no térreo (Reserva) b) 01 (um) aparelho da Springer de Btu/h no 4 o andar c) 02 (dois) aparelhos da Prosdócimo de Btu/h no 5 o andar d) 01 (um) aparelho da Elgin de Btu/h no 5 o andar e) 01 (um) aparelho da Springer de Btu/h no 5 o andar f) 01 (um) aparelho da Philco de Btu/h no 6 o andar g) 02 (dois) aparelhos da Elgin de Btu/h no 7 o andar h) 01 (um) aparelho da Cônsul de Btu/h no 7 o andar i) 01 (um) aparelho da Elgin de Btu/h no 8 o andar j) 01 (um) aparelho da Philco de Btu/h no 11 o andar k) 01 (um) aparelho da Springer de Btu/h no 11 o andar l) Franklin Roosevelt : 05 aparelhos marca SPRINGER de BTU S ; 02 de marca SPRINGER de BTU S ; 01 de marca SPRINGER de BTU S 2.7 Sistema de Ventilação: a) No subsolo: 02 (dois) exaustores centrífugos de 03 HP e 01 (um) quadro elétrico; b) No quarto andar: 01 (um) exaustor centrifugo de 0,5 HP e 01 (um) quadro elétrico; c) Na cobertura: 04 (quatro) exaustores de 01 HP e 02 (dois) quadros elétricos. 2.8 DUTOS DE EXAUSTÃO: Ramal horizontal Ramal vertical 65 metros lineares 66 metros lineares 12

13 Total 131 metros lineares Nota: A metragem inclui do terraço ao 2 o pavimento 3. REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA A EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS 3.1. A contratada deverá apresentar: a) 01 (uma) certidão de registro junto ao CREA, com validade para o ano em exercício, onde conste o registro da empresa na atividade de Engenharia Mecânica. b) 01 (um) Atestado de capacidade técnica, fornecido por pessoa jurídica de direito público ou privado de execução de serviço de características semelhantes ao descrito no objeto, com a respectiva certidão de registro da ART no CREA, incluindo 01 (uma) cópia do PMOC; c) 01 (uma) Certidão de Acervo Técnico do Engenheiro Mecânico Responsável pela execução dos serviços objeto deste contrato e comprovante de habilitação junto ao CREA; d) Comprovante de vínculo empregatício ou vínculo de sociedade entre a empresa e o engenheiro mecânico que será o responsável pela execução dos serviços. e) Registro no Órgão Municipal competente que no caso do município do Rio de Janeiro é a RIO LUZ- GEM. 4 DOS SERVIÇOS: 4.1 DOS SERVIÇOS GERAIS: Os serviços de manutenção preventiva e corretiva serão executadas em todo o sistema de ar condicionado central, individual e de ventilação, conforme relacionados no item A manutenção preventiva será executada seguindo, prioritariamente, os procedimentos dispostos no projeto executivo, anexo I deste edital, e as recomendações e periodicidades fornecidas pelos fabricantes dos equipamentos e/ou normas técnicas, incluindo a Portaria do MS 3.523/98 e atualizações A manutenção corretiva das instalações da SUSEP serão executadas conforme necessário, para a correção de falhas que acarretarem ou encontrarem-se na iminência de acarretar a paralisação de equipamentos e/ou o funcionamento do sistema em geral As correções de falhas e/ou defeitos deverão ser efetuadas durante o horário comercial, ou aos sábados e domingos, conforme a necessidade ou sempre que a parada ocasionar transtorno durante o horário de expediente da SUSEP, sempre de comum acordo com o fiscal do contrato As correções de falhas e/ou defeitos deverão ser efetuadas no prazo de 48 (quarenta e oito) horas. No caso de não ser possível a realização do conserto no prazo assinalado, a CONTRATADA deverá informar novo prazo, mediante justificativa, estando sujeito a aprovação do fiscal Os serviços programados de manutenção preventiva e corretiva que, por sua natureza técnica, acarretem paralisação do sistema central de ar condicionado, deverão ser executados em dias/horários não coincidentes com o expediente da CONTRATANTE, com as despesas decorrentes por conta da CONTRATADA Toda a mão-de-obra para execução dos serviços de manutenção preventiva e corretiva deverá estar prevista, inclusive para os serviços cujos materiais, relacionados no anexo II, sejam fornecidos pela SUSEP Na impossibilidade de conserto dos equipamentos no local, deverão ser retirados para a Oficina da CONTRATADA, mediante autorização prévia da SUSEP. 4.2 DAS ROTINAS DE SERVIÇO: 13

14 4.2.1 A CONTRATADA entregará ao fiscal do contrato o programa anual de manutenção preventiva, de acordo com o disposto no item deste projeto básico, apresentando as tarefas mensais, trimestrais, semestrais e anuais em até 20 (vinte) dias da data da assinatura do contrato, contendo: a) descrição da tarefa; b) mês de previsão de execução de cada tarefa; c) observação sobre as tarefas que deverão ser realizadas fora do horário de expediente A CONTRATADA disponibilizará arquivo contendo ficha individual para cada equipamento atendido por este Contrato, contendo, no mínimo, as seguintes informações: a) modelo e fabricante; b) número de série; c) capacidade e modelos de compressores que servem para cada máquina; d) localização, inclusive dos compressores reservas; e) data das tarefas realizadas, listando peças substituídas, regulagens e ajustes efetuados; f) identificação do funcionário responsável pela tarefa As fichas deverão ser penduradas em local visível junto ao equipamento e trocadas sempre que necessário A CONTRATADA deverá implantar e manter disponível no prazo máximo de 30 (trinta) dias, após a assinatura do Contrato, o Plano de Manutenção, Operação e Controle PMOC, conforme especificações contidas no Anexo I da Portaria n.º 3.523/98 do Ministério da Saúde e em consonância com a NBR /97, da Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT As análises microbiológicas, previstas na RE 176, RE 09 da ANVISA e suas atualizações, ficarão por conta da SUSEP, com o acompanhamento e orientação da CONTRATADA Colocar à disposição da SUSEP um técnico mecânico e um meio oficial capacitados e treinados para fazer as seguintes atividades: a. Colocar em funcionamento (ligar/desligar) diariamente os aparelhos de ar condicionado a partir das 8 horas, ou em outro horário informado pela CONTRATANTE, fazendo os ajustes solicitados pela SUSEP durante o expediente; b. Fazer as manutenções preventivas e corretivas nos equipamentos conforme plano anual apresentado de acordo com o item deste projeto básico; c. Detectar falhas ou defeitos, que acarretem ou encontrem-se na iminência de acarretar a paralisação de equipamentos e/ou o funcionamento do sistema em geral, corrigindo o mesmo. d. Quando houver necessidade de troca de compressores os mesmos deverão estar aptos a trocálos em 48 horas após a paralisação dos mesmos; O horário de trabalho normal do técnico e ajudante deverá ser dentro do período de 8:00h às 19h, conforme necessidade da SUSEP, mantendo a carga horária de quarenta e quatro horas semanais Após a manutenção preventiva/corretiva, deverá ser preenchida planilha do serviço realizado e, mensalmente, será apresentado relatório conclusivo da situação de todo equipamento, assinado pelo Responsável Técnico da CONTRATADA, o qual será encaminhado para a CONTRATANTE, junto com a fatura mensal de pagamento. Referida planilha deverá seguir o constante do item deste projeto, ficando sobrestado o pagamento enquanto perdurar as exigências constantes desta Cláusula; O Supervisor e/ou encarregado deverá inspecionar, trimestralmente, ou sempre que solicitado pelo fiscal, as instalações do Sistema de Ar Condicionado e Ventilação da CONTRATANTE, devendo tal atividade ser comprovada através de relatório de visita assinado pelo encarregado, pelo engenheiro responsável e pelo fiscal do contrato 14

15 O Engenheiro Responsável Técnico da CONTRATADA, denominado contratualmente, deverá visitar, sempre que solicitado pelo fiscal, as instalações do Sistema de Ar Condicionado e Ventilação da CONTRATANTE, devendo tal atividade ser comprovada através de relatório de visita assinado pelo engenheiro responsável e pelo fiscal do contrato Ficará a cargo da contratada a abertura e o fechamento de visitas no teto e nas portas de inspeção nos dutos com finalidade de melhor execução dos serviços de limpeza dos dutos. 4.3 DOS MATERIAIS E FERRAMENTAIS: A contratada deverá fornecer todo o ferramental adequado ao serviço, bem como, todo o material de consumo, como: graxa, óleos lubrificantes, solventes, detergentes, estopas, soldas, lixas e assemelhados, gás freon e gás nitrogênio, além de equipamentos de segurança Fornecer todas as peças de reposição necessárias ao perfeito funcionamento do sistema, como p.ex.: correia, rolamento, termostato, válvula de expansão, relé, contatora, protetor térmico, pressostatos, etc.., excetuadas as listadas no anexo II, devendo as mesmas serem novas Deverão ser fornecidos todos os filtros para a regularização da instalação às normas vigentes, incluindo os de classe G1 e G Os produtos utilizados para a limpeza de dutos, bandejas e afins devem ser biodegradáveis e registrados no ministério da saúde. 4.4 DOS TÉCNICOS: A CONTRATADA deverá dispor em seu quadro de pessoal, técnicos com no mínimo: a) Engenheiro Mecânico - formação superior em curso pleno, com experiência comprovada em supervisão de equipe de manutenção de sistemas de ar condicionado há, pelo menos, 2 (dois) anos; b) Encarregado ou Supervisor - deverá possuir, comprovadamente, curso de nível fundamental completo, e curso na área de mecânica de refrigeração, em escolas reconhecidas pelo Ministério da Educação, e experiência profissional mínima de 5 (cinco) anos na função; c) Oficial Mecânico - deverá possuir, comprovadamente, curso de nível fundamental completo, e curso na área de mecânica de refrigeração, em escolas reconhecidas pelo Ministério da Educação, e experiência profissional mínima de 2 (dois) anos na função; d) Meio Oficial Mecânico - deverá possuir, comprovadamente, curso de nível fundamental completo, e experiência profissional mínima de 2 (dois) anos na função O técnico que for ficar lotado na SUSEP deverá ter como qualificação mínima a constante no item c, e o meio oficial a qualificação do item d A contratada pode a qualquer tempo solicitar a substituição dos técnico posto à disposição da SUSEP, devendo a contratada providenciar a substituição em até 24 (vinte e quatro) horas Os técnicos deverão estar devidamente uniformizados e portando crachá com foto. 5 - FISCALIZAÇÃO: 15

16 5.1 A SUSEP exercerá através da GESER (Gerência de Serviços) a fiscalização dos serviços executados, observando o fiel cumprimento das exigências constantes desse Projeto, o que não exclui a fiscalização e supervisão dos serviços por parte da contratada e não exime esta última da responsabilidade pela sua execução. 6 DA VIGÊNCIA E DO PAGAMENTO: 6.1- Os pagamentos estão condicionados à comprovação de recolhimento das contribuições devidas à Seguridade Social e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, relativas aos empregados da contratante postos à disposição da contratada Nenhum pagamento será efetuado à contratada, enquanto houver pendências na prestação dos serviços ou se não tiverem sido cumpridas totalmente as obrigações constantes deste projeto As multas e retenções que porventura existam serão deduzidas no próprio valor a ser pago ou da garantia do contrato. 7 - DA PROPOSTA: A proposta deverá conter, dentre outras, as seguintes informações: - Planilha de Custo e Formação de Preços, anexos III e IV, nos padrões da Instrução Normativa 18/97 do MARE. - Declaração de total concordância com as condições estipuladas neste Projeto Básico. - Cópia de Acordo, Convenção ou Dissídio Coletivo de Trabalho da categoria, vigente. - Comprovação dos requisitos básicos listados no item 3 deste projeto básico. 8 - DA GARANTIA DOS SERVIÇOS: A garantia dos serviços não poderão ser inferiores a 2 (dois) anos, contados a partir da data da emissão do termo de recebimento definitivo dos serviços. 9 - DISPOSIÇÕES GERAIS: 9.1 A CONTRATADA deverá dispor de oficina própria no Rio de Janeiro capaz de atender aos serviços contratados nas diversas espécies de aparelhos de ar condicionado. 9.2 O PMOC do sistema de climatização deve estar coerente com a legislação de Segurança e Medicina do Trabalho e sua operacionalização não poderá trazer riscos à saúde dos trabalhadores que os executam É vedada a garantia ou utilização do contrato para qualquer operação financeira, bem como cessão, sub contratação ou a transferência a terceiros, no todo ou em parte, da execução dos serviços contratados, sem o prévio e expresso consentimento da contratante, sob pena de aplicação das penalidades previstas no contrato e conseqüente registro no SICAF Para assegurar o fiel cumprimento das obrigações contratuais, será exigida garantia, na forma do disposto no 1º do art. 56 da Lei 8.666/93, que corresponderá a cinco por cento do valor total global do contrato A garantia prestada poderá responder por multas eventualmente aplicadas à contratada ou se reverter em favor da contratante, na hipótese de rescisão contratual, por culpa exclusiva da contratada. 16

17 Havendo utilização, total ou parcial, da garantia em pagamentos de qualquer obrigação, a contratada obriga-se a repor a quantia utilizada no prazo de até dez dias, contados da data em que esta for notificada pela contratante A importância referente à garantia prestada será complementada quando ocorrerem modificações no valor do contrato, mantendo-se sempre o mesmo percentual De acordo com o disposto no 4º do art. 56 da Lei 8.666/93, a garantia somente será restituída após o término do contrato, caso não haja pendências Apresentar com firma reconhecida, no prazo máximo de setenta e duas horas, após a assinatura do contrato, copia autenticada de seguro de vida em grupo, com cobertura de morte e invalidez permanente, por acidente e por doença, acompanhado da ficha de inclusão e/ou certificado individual de seus empregados, para cobrir eventuais ocorrências em que sejam vitimas seus empregados, quando em horário que abrange a execução dos serviços previstos neste projeto básico, e sempre que solicitado pela CONTRATANTE deverá apresentar no prazo de vinte e quatro horas copia autenticada da apólice de seguros, bem como o comprovante do pagamento mensal do prêmio; 9.6- Comunicar a contratante, imediatamente, qualquer alteração em seu estatuto social, razão social, CNPJ, dados bancários, endereço, telefone, fax ou outros dados pertinentes, a fim de serem tomadas as providencias cabíveis; 9.7- Todas as comunicações referentes à execução dos serviços contratados serão consideradas regularmente feitas, se entregues ou remetidas pela contratada, através de protocolo, carta, telegrama ou fax, inclusive qualquer alteração do estatuto social, razão social, CNPJ, dados bancários, endereço, telefone, fax ou outros dados pertinentes; MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2006 ANEXO II PROJETO EXECUTIVO 17

18 Equipamento: SELF-CONTAINED CONDENSAÇÃO À ÁGUA Rotina Mensal Limpeza do sistema de drenagem das bandejas superior e inferior; Verificar estado de limpeza dos filtros de ar, bem como existência de frestas, providenciando limpeza ou substituição (se descartável), quando necessário; Verificar vedação e fechamento das tampas e painéis, completando o que faltar; Verificar e corrigir ruídos e vibrações anormais; Verificar a fixação e alinhamento das polias do motor e ventilador, bem como o aquecimento dos mancais; Verificar o aquecimento do motor do ventilador; Verificar a carga de gás refrigerante e contaminação do sistema através do visor de líquido e indicador de umidade; Verificar o filtro secador da linha de líquido refrigerante; Verificar o funcionamento da resistência de aquecimento do carter ; Medir e registrar a corrente elétrica solicitada pelo motor do ventilador ; Medir e registrar a tensão elétrica do compressor e motor elétrico (V); Medir e registrar a corrente elétrica solicitada pelo compressor e motor elétrico (AC); Medir e registrar as temperaturas de insuflamento (I), retorno (R), ambiente (A), e ar externo (E); Conferir a regulagem do termostato de controle da temperatura ambiente; Verificar o estado e tensão das correias do ventilador; Verificar e limpar o condensador se necessário; Verificar estado da pastilha bacteriostática e se necessário trocar; Verificar e limpar a serpentina e o rotor do evaporador se necessário. Rotina Trimestral Limpeza externa e interna do condicionador; Vistoriar o circuito frigorígeno com detector de vazamento e reapertar conexões; Lubrificar acoplamentos, alinhar e verificar elementos de interligação; Verificar a operação das válvulas de expansão/ serviço/ solenóide/ pressostática/ termostática; Ajustar os dispositivos de segurança e controle, tais como: relés térmicos, pressostatos de alta, baixa e óleo, flow swich, alarmes visuais, sonoros, etc.; Medir e registrar as pressões de trabalho do compressor (PA), (PB); Medir e registrar a pressão da bomba de óleo; Lubrificar mancais do motor; Lubrificar os mancais do ventilador; Reapertar parafusos dos mancais e suportes; Verificar sistema de redução de capacidade. Rotina Semestral Verificar e completar o nível de óleo do compressor; Medir a resistência de isolamento do motor ventilador; Medir e registrar a resistência de isolamento do motor de compressor (RI); Manobrar cada registro hidráulico, do princípio ao fim do curso, voltando-o a posição original. Lubrificar o mecanismo de acionamento e elementos de vedação; Medir o super aquecimento/ subresfriamento do gás refrigerante; Eliminar focos de oxidação; Retocar pintura. Rotina Anual Recuperar os revestimentos protetores internos (gabinete e linhas de freon) ; Efetuar substituição do óleo do compressor e filtro secador; Verificar vazamento de ar nos colarinhos do ventilador; Verificar operação dos controles de acionamento nas funções manual/ automático/ remoto; Verificar os terminais e contatos elétricos, contatores, relés de comando e temporizadores, limpando-os ou substituindo-os; Equipamento: SELF-CONTAINED/SPLIT CONDENSAÇÃO À AR Rotina Mensal Limpeza do sistema de drenagem das bandejas superior e inferior; 18

19 Verificar estado de limpeza dos filtros de ar, bem como existência de frestas, providenciando limpeza ou substituição (se descartável), quando necessário; Verificar vedação e fechamento das tampas e painéis, completando o que faltar; Verificar e corrigir ruídos e vibrações anormais; Verificar a fixação e alinhamento das polias do motor e ventilador; bem como aquecimento dos mancais; Verificar o aquecimento do motor ventilador; Verificar a carga de gás refrigerante e contaminação do sistema através don visor de líquido e indicador de umidade; Verificar o filtro secador da linha de líquido refrigerante; Verificar o funcionamento da resistência de aquecimento do carter; Medir e registrar a corrente elétrica solicitada pelo motor do ventilador; Medir e registrar a tensão elétrica do compressor e motor elétrico (V); Medir e registrar a corrente elétrica solicitada pelo compressor e motor elétrico (AC); Medir e registrar as temperaturas de insuflamento (I), retorno (R), ambiente (A), e ar externo (E); Conferir a regulagem do termostato de controle da temperatura ambiente; Verificar o estado e tensão das correias do ventilador; Verificar estado da pastilha bacteriostática e se necessário trocar; Verificar e limpar o condensador se necessário; Verificar e limpar a serpentina e o rotor do evaporador se necessário; Rotina Trimestral Limpeza interna e externa do condicionador; Vistoriar o circuito frigorígeno com detector de vazamento e reapertar conexões; Lubrificar acoplamento, alinhar e verificar elementos de interligação; Verificar a operação das válvulas de expansão/ serviço/ solenóide/ pressostática/ termostática; Ajustar os dispositivos de segurança e controle, tais como: relés térmicos, pressostatos de alta, baixa e óleo, alarmes visuais, sonoros, ect. ; Medir e registrar as pressões de trabalho do compressor (PA), (PB); Medir e registrar a pressão da bomba de óleo (em caso de compressor semi-hermético (P.O); Lubrificar mancais do motor; Lubrificar os mancais do ventilador (quando não forem de lubrificação permanente), bem como os demais pontos do equipamentos; Reapertar parafusos dos mancais e suportes; Verificar sistemas de redução de capacidade (compressor semi-hermético); Rotina Semestral Verificar e completar o nível de óleo do compressor (quando semi-hermético); Medir a resistência de isolamento do motor ventilador; Medir e registrar a resistência de isolamento do motor do compressor(ri); Medir o super aquecimento/ subresfriamento do gás refrigerante; Eliminar focos de oxidação; Retocar pintura. Rotina Anual Recuperar os revestimentos protetores internos( gabinete e linhas de freon) ; Efetuar substituição do óleo do compressor (quando semi-hermético) e filtro secador; Verificar vazamento de ar nos colarinhos do ventilador; Verificar operação dos controles de acionamento nas funções manual/ automático/ remoto; Verificar os terminais e contatos elétricos, contatores, relés de comando e temporizadores, limpando-os ou substituindo-os; Equipamento: TORRE DE RESFIAMENTO DE ÁGUA Rotina Mensal Limpeza do filtro de sucção; Verificar e eliminar vazamento de água; Verificar e regular o funcionamento da bóia de reposição; Verificar e corrigir ruídos e vibrações anormais; Verificar fixação e alinhamento das polias, do motor e ventilador (se existir); Verificar o estado e tensão das correias do ventilador (se existir); Verificar o aquecimento do motor; 19

20 Medir e registrar tensão e corrente solicitada pelo motor do ventilador; Medir e registrar as temperaturas de retorno (R) e saída da água (S); bem como do ar externo(e); Medir e registrar a tensão elétrica do compressor e motor elétrico(v) ; Medir e registrar a corrente elétrica solicitada pelo compressor e motor elétrico(ac) ; Rotina Trimestral Limpeza da bacia de água da torre e drenos; Reapertar parafusos dos mancais e suportes; Lubrificar os mancais do motor; Lubrificar os mancais dos ventiladores (quando não forem de lubrificação permanente). Inspecionar canaletas de distribuição de água e eliminadores de gotícula; Verificar e completar o nível de óleo no redutor de velocidade, (se existir); Rotina Semestral Medir a resistência do isolamento do motor; Manobrar cada registro hidráulico, do princípio ao fim do curso, voltando-o a posição original; Eliminar focos de oxidação; Fazer limpeza química incluindo a sua lavagem e retirada de detritos; Retocar a pintura; Verificar e reapertar abraçadeiras e mangotes. Rotina Anual Efetuar limpeza do enchimento (mecânica ou química); Ajustar os dispositivos de segurança e controle, tais como: relés térmicos, flow swich, alarmes visuais, sonoros, bóia de nível, ect. ; Trocar o óleo do redutor de velocidade(se existir). Equipamento: BOMBA DE ÁGUA Rotina Mensal Limpeza de bomba, motor e drenos; Verificar gaxetas/ selo mecânico e substituir caso necessário; Verificar e corrigir ruídos e vibrações anormais; Verificar o aquecimento do motor; Verificar e corrigir alinhamento do conjunto do motor-bomba; Medir e registrar a tensão elétrica do motor (V); Medir e registrar a corrente elétrica solicitada pelo motor (AC) ; Medir e registrar as pressões de trabalho; Limpar o elemento filtrante, substituindo caso necessário; Rotina Trimestral Verificar e completar o nível de óleo; Verificar e reapertar mangotes e abraçadeiras; Lubrificar rolamentos do motor e da bomba; Rotina Semestral Medir a resistência do isolamento do motor; Manobrar cada registro hidráulico, do princípio ao fim do curso, voltando-o a posição original. Lubrificar o mecanismo de acionamento e verificar elemento de vedação; Eliminar focos de oxidação; Retocar a pintura; Reapertar os parafusos de fixação da base; Verificar o funcionamento do purgardor de ar; Rotina Anual Ajustar os dispositivos de segurança e controle, tais como: relés térmicos, flow swich, alarmes visuais, sonoros, bóia de nível, etc.; Trocar o óleo da bomba. 20

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2006

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2006 MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2006 PROC. SUSEP n. 15414.000301/2006-42 OBJETO: Contratação de empresa para prestação

Leia mais

ANEXO III PROGRAMA DE TRABALHO DE MANUTENÇÃO

ANEXO III PROGRAMA DE TRABALHO DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC- 005/2006 1 Equipamento : Chillers ANEXO III PROGRAMA DE TRABALHO DE MANUTENÇÃO 1. PROGRAMA DE TRABALHO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA Verificar a existência de ruídos e vibrações anormais

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1.2 A proposta deverá ser elaborada, por lote, com base no Anexo I Relação de Ar Condicionado.

TERMO DE REFERÊNCIA. 1.2 A proposta deverá ser elaborada, por lote, com base no Anexo I Relação de Ar Condicionado. ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1 DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 A presente licitação, na modalidade PREGÃO PRESENCIAL, do tipo MENOR POR LOTE, destina-se a na CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA MANUTENÇÃO

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em manutenção preventiva e corretiva, com reposição de peças originais, sem ônus adicional para a CONTRATANTE, em aparelhos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA GESER Nº 06/07 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO

TERMO DE REFERÊNCIA GESER Nº 06/07 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS TERMO DE REFERÊNCIA GESER Nº 06/07 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO 1- DO OBJETO Visa este Termo de Referência à contração de empresa especializada

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 007/2008

CARTA CONVITE Nº 007/2008 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO E COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 - JD. PAULISTA -

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela:

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela: ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1 DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA COM REPOSIÇÃO PARCIAL DE PEÇAS ORIGINAIS DOS EQUIPAMENTOS DE REFRIGERAÇÃO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2016 TOMADA DE PREÇO Nº 003/2016 Aldoir Godois Vezaro, Prefeito Municipal de São Pedro das Missões RS, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666,

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET

RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET Concorrência Pública nº 02/2011. Processo nº 09/2011. Razão Social: CNPJ: Endereço: Cidade: Telefone: e-mail: Pessoa para contato: Estado: Fax: Recebemos, através

Leia mais

www.fundacaoaraucaria.org.br 2

www.fundacaoaraucaria.org.br 2 EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE 02/2013 Serviços de Auditoria 1. DO PREÂMBULO 1.1. A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, estabelecida em Curitiba, Av. Comendador Franco,

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1 CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10 Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Serviços de manutenção preventiva e corretiva de sistema do ar condicionado

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2011

CARTA CONVITE Nº 003/2011 CARTA CONVITE Nº 003/2011 O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 10ª Região CREFITO-10, com jurisdição no Estado de Santa Catarina, através de sua Comissão Permanente de Licitações,

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ PREENCHER O RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL, CONSTANTE DO ANEXO I E DEVOLVER COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 06 de Outubro de 2.009 M I N U T A

SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 06 de Outubro de 2.009 M I N U T A PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO E COM ATÉ 3(TRES) DIAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA CEP 01405-001

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS TERMO DE CONTRATO Nº 154/08 Processo Administrativo nº 08/10/53.408 Interessado: Secretaria Municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública Modalidade: Amil nº 1342 O MUNICÍPIO DE CAMPINAS, inscrito

Leia mais

Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 34/2008

Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 34/2008 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 34/2008 1 DO OBJETO Visa à contratação de empresa especializada nos serviços de instalação/colocação de Isolamento Acústico com fornecimento de todos os materiais necessários

Leia mais

Tomada de Preços n.º 015/2010

Tomada de Preços n.º 015/2010 Tomada de Preços n.º 015/2010 Procedimento Administrativo n.º 0848/2010 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: global Regime de execução: empreitada por preço unitário Objeto: Contratação

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009 A Superintendência de Seguros Privados - SUSEP realizará, às 15 horas do dia 16 de julho de 2009, licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO, tipo MENOR PREÇO, conforme autorização da Senhora Chefe do DEAFI,

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

EDITAL N.º TOMADA DE PREÇOS Nº PROCESSO N.º 001/2012-CPL 001/2012 001/2012

EDITAL N.º TOMADA DE PREÇOS Nº PROCESSO N.º 001/2012-CPL 001/2012 001/2012 EDITAL N.º TOMADA DE PREÇOS Nº PROCESSO N.º 001/2012-CPL 001/2012 001/2012 PRAZO MÁXIMO PARA ENTREGA DOS ENVELOPES Até 01 de Março de 2012 Às 14:00 horas ABERTURA DOS ENVELOPES DOCUMENTAÇÃO Dia 01 de Março

Leia mais

EDITAL N.º CONVITE N.º PROCESSO N.º 011/2011-CPL 009/2011 011/2011. PRAZO MÁXIMO PARA ENTREGA DOS ENVELOPES Até 17 de Outubro de 2011 Às 14:00 horas

EDITAL N.º CONVITE N.º PROCESSO N.º 011/2011-CPL 009/2011 011/2011. PRAZO MÁXIMO PARA ENTREGA DOS ENVELOPES Até 17 de Outubro de 2011 Às 14:00 horas EDITAL N.º CONVITE N.º PROCESSO N.º 011/2011-CPL 009/2011 011/2011 PRAZO MÁXIMO PARA ENTREGA DOS ENVELOPES Até 17 de Outubro de 2011 Às 14:00 horas ABERTURA DOS ENVELOPES DOCUMENTAÇÃO Dia 17 de Outubro

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO Endereço: Rua Avenida T-1, esq.com Rua Orestes Ribeiro (antiga T-52),Lotes 1, 2, 3, 23 e 24, Qd. T-22, Setor Bueno, Goiânia-GO. CNPJ

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

Tomada de Preços n.º 006/2009

Tomada de Preços n.º 006/2009 Tomada de Preços n.º 006/2009 Procedimento Administrativo n.º 0802/2008 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: por item Regime de execução: empreitada por preço global Objeto: Aquisição

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL DE LICITAÇÃO Modalidade...: Tomada de Preços Número...: 008/2014 Número da Modalidade: 003/2014 Data de Abertura da Licitação...: 20/02/2014 Data de Abertura das Propostas..: 14/03/2014 Horário...:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2014 PROCESSO N.º 002/2014

CARTA CONVITE Nº 002/2014 PROCESSO N.º 002/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 PROCESSO N.º 002/2014 Regime Jurídico: Lei n.º 8.666/93, Alterações e normas complementares Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Modalidade: CARTA CONVITE SESSÃO DE ABERTURA: Local:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 01/2011

CARTA CONVITE Nº 01/2011 CARTA CONVITE Nº 01/2011 O CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 10ª REGIÃO CREFITO-10, Estado de Santa Catarina, através de sua Comissão Permanente de Licitação, designada pela Portaria

Leia mais

RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET

RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL PELA INTERNET Convite nº 01/2012. Processo nº 01/2012. Razão Social: CNPJ: Endereço: Cidade: Telefone: e-mail: Pessoa para contato: Estado: Fax: Recebemos, através do acesso

Leia mais

ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014

ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014 ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014 O CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS DO ESTADO DE SANTA CATARINA CRECI - 11ª REGIÃO/SC, através da Comissão de Julgamento de Licitação, comunica que, de acordo

Leia mais

EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA 01/2014

EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA 01/2014 EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA 01/2014 O PRESIDENTE DA COMPANHIA ÁGUAS TERMAIS MARCELINO RAMOS no uso de suas atribuições legais e estatutárias e de conformidade com a Lei 8666/93 de 21 de junho de 1993

Leia mais

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 DATA DA ABERTURA: 13/11/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

CONVITE N.º 001/2007

CONVITE N.º 001/2007 CONVITE N.º 001/2007 A Companhia das Docas do Estado da Bahia - CODEBA, com observância da Lei n.º 8.666/93, de 21/6/1993, e demais disposições legais, convida essa empresa a participar de Licitação acima

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2014 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2014 HORÁRIO: 10h00min LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício

Leia mais

CARTA CONVITE 006/2013

CARTA CONVITE 006/2013 CARTA CONVITE 006/2013 O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 6ª REGIÃO, autarquia federal criada pela Lei 1.411/51, representada pelo Presidente da Comissão de Licitação, designada pela Portaria nº 002/2013,

Leia mais

CONVITE Nº 008/2013 CPL/FMS/SMS/PMVR

CONVITE Nº 008/2013 CPL/FMS/SMS/PMVR CONVITE Nº 008/2013 CPL/FMS/SMS/PMVR O MUNICÍPIO DE VOLTA REDONDA/RJ, por intermédio da COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO do FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE da SECRETARIA MUNCIPAL DE SAÚDE/PMVR, atendendo requisitos

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 Encerramento: às 17:00 horas do dia 30 de setembro de 2014 Abertura dos Envelopes: às 8:00 horas do dia 01 de outubro de 2014 A SANTA CASA DE

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008 PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008 DATA DE ABERTURA: 04 de dezembro de 2008 HORÁRIO: 13:00 horas LOCAL DA SESSÃO PÚBLICA: Auditório da CPL/PGR, localizada no

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

CONVITE Nº 050A/2015

CONVITE Nº 050A/2015 Processo nº 0308.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 050A/2015 DATA DA ABERTURA: 19/08/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006 2 EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006 TIPO: DATA DE ABERTURA HORÁRIO LOCAL MENOR PREÇO 04/12/2006 10 HORAS SALA DE REUNIÃO 1 - DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 A COMISSÃO PERMANNTE DE LICITAÇÃO

Leia mais

MINUTA DO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2008

MINUTA DO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2008 MINUTA DO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2008 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA FISCALIZAÇÃO E SUPERVISÃO DAS OBRAS DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DA SEDE DEFINITIVA DA QUE ENTRE SI FAZEM A JUSTIÇA

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A

PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA DIRETORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A A amplitude da manutenção e inspeção indicada no Termo de Referência está

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO À EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS CNPJ: 00.278.912/0001-20

FUNDAÇÃO DE APOIO À EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS CNPJ: 00.278.912/0001-20 EDITAL DE LICITAÇÃO N.º 04/07 MODALIDADE: CONVITE FORMA DE EXECUÇÃO: INDIRETA ENTREGA DO ENVELOPE ATÉ AS 17:00 HORAS DO DIA: 13/03/2007 DATA DA ABERTURA: 14/03/2007 OBJETO DA LICITAÇÃO: Plantio e fornecimento

Leia mais

2.01.1 Atenderem as condições e exigências estabelecidas neste CONVITE;

2.01.1 Atenderem as condições e exigências estabelecidas neste CONVITE; CONVITE Nº 009/2007 LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE 63 (SESSENTA E TRÊS) LICENÇAS DO SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS XP PROFESSIONAL-FULL VERSÃO EM PORTUGUÊS PARA ESTAÇÕES DE TRABALHO E 01(UMA) LICENÇA DE WINDOWS

Leia mais

RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS:

RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS: Diário Oficial do Legislativo Câmara municipal de Guanambi - Bahia Ano IV Nº 177 11 de Março de 2015 RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS: CARTA CONVITE AVISO DE LICITAÇÃO -

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE PASSO FUNDO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO E JULGAMENTO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE PASSO FUNDO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO E JULGAMENTO TIPO DA LICITAÇÃO: MENOR PREÇO. CONVITE 074/06 ÓRGÃO INTERESSADO: SMOV. O PREFEITO MUNICIPAL DE PASSO FUNDO, nos termos da Lei 8.666/93 e suas alterações, e demais disposições legais aplicáveis à espécie,

Leia mais

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS. COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES CONVITE nº 3/2004

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS. COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES CONVITE nº 3/2004 PROCESSO SUSEP Nº 15414.003121/2004-51 OBJETO: Contratar empresa de engenharia e/ou arquitetura qualificada para, a partir do Projeto de Arquitetura e do layout aprovado, apresentados no Anexo III do Projeto

Leia mais

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014 O Município de Mariano Moro, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 30 de setembro as 14

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº

EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº 07/2013. A Prefeitura Municipal de General Salgado, sito à Av: Antonino José de Carvalho, 940, centro, fará realizar

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 8ª REGIÃO - SÃO PAULO

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 8ª REGIÃO - SÃO PAULO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DO CRB/8 - SP TOMADA DE PREÇO nº 01/2015 O CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA 8ª REGIÃO, entidade autárquica federal de fiscalização da profissão de Bibliotecário, instituído

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

EDITAL Nº 014/2013 SELEÇÃO DE PESSOA JURÍDICA PARA LOCAÇÃO DE VEÍCULOS.

EDITAL Nº 014/2013 SELEÇÃO DE PESSOA JURÍDICA PARA LOCAÇÃO DE VEÍCULOS. EDITAL Nº 014/2013 SELEÇÃO DE PESSOA JURÍDICA PARA LOCAÇÃO DE VEÍCULOS. O Instituto Agropolos do Ceará, CNPJ 04.867.567/0001-10, torna público e convoca pessoas jurídicas que tenham interesse em prestar

Leia mais

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas CONVITE Nº 033/2009 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

158488.32015.3415.4570.2376716580.588

158488.32015.3415.4570.2376716580.588 158488.32015.3415.4570.2376716580.588 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Rio de Janeiro Campus

Leia mais

Projeto Fortalecimento dos Catadores e Catadoras e Ampliação da Coleta Seletiva no Grande ABC"

Projeto Fortalecimento dos Catadores e Catadoras e Ampliação da Coleta Seletiva no Grande ABC ABERTURA DE CARTA CONVITE nº 03/2012 Fornecimento de vales refeições e vales transportes para circulação na região do Grande ABC Convidado: Fone/fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezados Senhores, Convidamos

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE RONDÔNIA SENAR-AR/RO CNPJ Nº. 04.293.236/0001-14

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE RONDÔNIA SENAR-AR/RO CNPJ Nº. 04.293.236/0001-14 AVISO DE LICITAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Administração Regional de Rondônia SENAR-AR/RO, comunica aos interessados que no dia 11/11/2010, ás 09:30 hs, ocorrerá a ABERTURA DOS ENVELOPES

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO N.º 069/2015

EDITAL DE PREGÃO N.º 069/2015 EDITAL DE PREGÃO N.º 069/2015 JOÃO PEDRO TILL, Diretor Presidente da Autarquia Municipal de Turismo GRAMADOTUR, no uso legal de suas atribuições, e de conformidade com a Lei n.º 8.666 de 21.06.93 e demais

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP Aos 27 (vinte e sete) dias de mês de maio do ano de 2015, o Município de Parazinho/RN, CNPJ nº. 08.113.631/0001-29, com sede na Praça Senador

Leia mais

Contratação de Apólice de Seguro para Funcionários do Instituto Pensarte.

Contratação de Apólice de Seguro para Funcionários do Instituto Pensarte. COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 018 /2014 - PC 0408 / 2014 Contratação de Apólice de Seguro para Funcionários do Instituto Pensarte. PUBLICAÇÃO: 23 de abril de 2014 ENTREGA E ABERTURA DAS PROPOSTAS Data: 30 de abril

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

CONVITE Nº. 001/2014

CONVITE Nº. 001/2014 CONVITE Nº. 001/2014 O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 4ª REGIÃO RIO GRANDE DO SUL, autarquia federal criada pela Lei 1.411/51, através de sua Comissão de Licitações, designada pela Ata nº 1412/2014, da

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br EDITAL Nº 62/2012 PREGÃO ELETRÔNICO 34/2012 PROCESSO DE DESPESA: 2318/2012 (SEC. DE EDUCAÇÃO) PROCESSO DE LICITAÇÃO 2318/2012 PROCESSO DE COMPRA 45-12 ABERTURA: 29/03/2012 HORÁRIO: 15 horas O Prefeito

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência CONVITE N.º 5030005-01/2011

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência CONVITE N.º 5030005-01/2011 1 CONVITE N.º 5030005-01/2011 A FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA -, CNPJ n.º 89.252.431/0001-59, realizará licitação por CONVITE, do tipo menor preço global, para a AQUISIÇÃO DE CERCA/MANGUEIRA

Leia mais

EDITAL DA TOMADA DE PREÇO Nº. 014/2008

EDITAL DA TOMADA DE PREÇO Nº. 014/2008 1 EDITAL DA TOMADA DE PREÇO Nº. 014/2008 Objeto Contratar empresa especializada de Engenharia Mecânica para Instalação dos Equipamentos Industriais dos prédios de Utilidades e PPI do CBA. MANAUS/AM 2008

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA 1 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA O, Pessoa Jurídica de Direito Público Interno, sita a Av. Silvio Sanson, 1135, Guaporé-RS, CNPJ nº

Leia mais

PROCESSO LICITATÓRIO Nº 001/2016 CARTA CONVITE Nº 01/2016

PROCESSO LICITATÓRIO Nº 001/2016 CARTA CONVITE Nº 01/2016 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 001/2016 CARTA CONVITE Nº 01/2016 1. DO PREÂMBULO 1.1 O Conselho Regional de Educação Física da Sétima Região CREF7/DF, por sua Comissão Especial de Licitação, em conformidade com

Leia mais

CONTRATO Nº 095/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA FORTIMIX COMÉRCIO DE CONCRETO LTDA.

CONTRATO Nº 095/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA FORTIMIX COMÉRCIO DE CONCRETO LTDA. CONTRATO Nº 095/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA FORTIMIX COMÉRCIO DE CONCRETO LTDA. Aos 03 dias do mês de julho de 2013, de um lado, o MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ, pessoa

Leia mais

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais).

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais). PROCESSO N.º 003/2013 LICITAÇÃO Nº 003/2013-CONVITE TIPO: MENOR PREÇO POR LOTE À EMPRESA: ENDEREÇO: O Conselho Regional de Administração-CRA, através de sua Comissão Permanente de Licitação, nos termos

Leia mais

EDITAL PROCESSO 4674/2009

EDITAL PROCESSO 4674/2009 EDITAL PROCESSO 4674/2009 A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10/58-DIREF de 24/06/2009 realizará o pregão presencial em epígrafe, regido

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL DE LICITAÇÃO PÚBLICA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL DE LICITAÇÃO PÚBLICA EDITAL DE LICITAÇÃO PÚBLICA PROCESSO LICITATÓRIO Nº014/2014 MODALIDADE: CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº001/2014 TIPO: MAIOR OFERTA GABINETE DO PREFEITO DATA, HORÁRIO, E LOCAL DE RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS: 11 de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES.

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras do plano de revitalização da região portuária da cidade

Leia mais

Câmara Municipal de São Paulo

Câmara Municipal de São Paulo TERMO DE CONTRATO Nº 10/01 PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DO AR CONDICIONADO CENTRAL E MINI CENTRAL, QUE ENTRE SI CELEBRAM A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO E DELI-AR COMÉRCIO E MANUTENÇÃO EM AR

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA REGIONAL DA SUSEP EM SÃO PAULO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2011

MINISTÉRIO DA FAZENDA REGIONAL DA SUSEP EM SÃO PAULO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2011 MINISTÉRIO DA FAZENDA REGIONAL DA SUSEP EM SÃO PAULO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2011 ANEXO E MINUTA DE CONTRATO PARA O SERVIÇO DE BANDA LARGA 3G Contrato para prestação de

Leia mais

PROCESSO LICITATÓRIO CONVITE N 01/2009 RESUMO

PROCESSO LICITATÓRIO CONVITE N 01/2009 RESUMO AÇÃO COMUNITÁRIA DO BRASIL ACB/RJ Plano Nacional de Qualificação - PlanSeQ CONVÊNIO MTE/SPPE/CODEFAT N 00010/08 PROCESSO LICITATÓRIO CONVITE N 01/2009 RESUMO A Comissão de Licitação da AÇÃO COMUNITÁRIA

Leia mais

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região EDITAL DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE CONTADOR PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS CONTÁBEIS E DE ASSESSORIA CONTÁBIL PARA O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 21ª REGIÃO PARAÍBA CONVITE Nº 002/2016

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços de Coleta,

Leia mais

CONVITE DE ALIENAÇÃO Nº. 03 / 2012 Processo nº. 23219.000/2011-51

CONVITE DE ALIENAÇÃO Nº. 03 / 2012 Processo nº. 23219.000/2011-51 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO Câmpus Rio Verde GO CONVITE DE ALIENAÇÃO Nº. 03 / 2012 Processo nº. 23219.000/2011-51 O Instituto Federal

Leia mais

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS Contrato para prestação de serviços técnicos de elaboração de Projeto Executivo para a execução de reforma no Rio Grande do Sul, que fazem entre

Leia mais

MUNICÍPIO DE CRISTAL / RS

MUNICÍPIO DE CRISTAL / RS CONVITE Nº 001/2013 PROCESSO N 0021/2013 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE REALIZAÇÃO E EMISSÃO DE LAUDOS PARA EXAMES DE RAIO X e ASSINATURA PELA RESPONSABILIDADE TÉCNICA DO SETOR DE RADIOLOGIA DO MUNICÍPIO. O

Leia mais

013/2010-CPL 011/2010 013/2010

013/2010-CPL 011/2010 013/2010 FACULDADE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS E LETRAS DE PARANAVAÍ RECONHECIDA PELO GOVERNO FEDERAL, CONFORME DECRETO Nº 69.599, DE 23/11/1971 - CNPJ (MF) 80 904 402/0001-50 Campus Universitário Frei Ulrico

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO (Portaria nº 002/2013) Edital de Licitação Pública Lei nº 8.666/93

COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO (Portaria nº 002/2013) Edital de Licitação Pública Lei nº 8.666/93 COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO (Portaria nº 002/2013) Edital de Licitação Pública Lei nº 8.666/93 Processo: N.º 001/2013 Carta Convite: N.º001/2013 A Câmara Municipal e Uruaçu, Estado e Goiás, em Cumprimento

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

CONVITE N.º 004-001/2013-CV

CONVITE N.º 004-001/2013-CV 1 CONVITE N.º 004-001/2013-CV REFERÊNCIA: Contratação de organização, associação ou empresa que preste serviço de hospedagem com local para realização de evento, destinado aos contratados e convidados

Leia mais

EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO

EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO (PROCESSO N 2014/11/267) O Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Paranaguá, por sua Comissão Permanente de Licitação, designada

Leia mais