RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1/3 (primeiro de três) Período: de 05/01/2010 a 01/03/2010. AS Manutenção de Ar Condicionado Ltda. Tecnoklima

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1/3 (primeiro de três) Período: de 05/01/2010 a 01/03/2010. AS Manutenção de Ar Condicionado Ltda. Tecnoklima"

Transcrição

1 Universidade Federal de Santa Catarina Centro Tecnológico Departamento de Engenharia Mecânica Coordenadoria de Estágio do Curso de Engenharia Mecânica CEP Florianópolis - SC - BRASIL RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1/3 (primeiro de três) Período: de 05/01/2010 a 01/03/2010 AS Manutenção de Ar Condicionado Ltda. Tecnoklima Nome do aluno: Rafael Gomes da Silva Damaso Nome do supervisor: Romeu José Dias Nome do orientador: Claudio Melo São José, 08 de junho de

2 Índice ENCARGOS DO INSTALADOR 1. Apresentação da Empresa e seus Produtos Atividades Realizadas Introdução Proposta de Trabalho Cronograma Metodologia Discussões e Conclusões Referências Anexos

3 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA E SEUS PRODUTOS A TECNOKLIMA - SISTEMAS DE AR CONDICIONADO é uma empresa que tem como principal objetivo prover as mais eficazes soluções ar condicionado e ventilação industrial. Representa várias empresas do Segmento de Ar Condicionado, dispondo de uma expressiva quantidade de equipamentos para soluções em climatização de ambientes, tanto a níveis residências, comerciais e industriais. A empresa que teve origem no ano de 1998, com serviços de instalação de splits, hoje já conta com um quadro de 91 funcionários, seu corpo técnico é composto por engenheiros mecânicos, além de técnicos e auxiliares que são responsáveis pela execução de diversas obras em todo o estado. Os serviços prestados são os seguintes: Fornecimento e instalação de ar Central, Individual, Split, Self, Fan Coil e Schiller; rede hidráulica de água; Infra estrutura para sistema Split; Fabricação e montagem de dutos para condução de ar; Sistemas de Ventilação Forçada; Limpeza de Rede de Dutos; Sistemas de filtragens para farmácia de manipulação e estabelecimentos assistenciais de saúde; Manutenção preventiva e corretiva com e sem substituição de peças de acordo com a Portaria da Saúde. 3

4 Alguns Serviços Técnicos e Obras Executadas a s Cliente: Jurere Praia Hotel Ltda. Serviço: Manutenção preventiva e corretiva mensal, sem o fornecimento de peças no sistema de ar condicionado central, instalado no Empreendimento Il Campanário, localizado na Avenida dos Búzios, n 1760 no residencial Jurerê Internacional, Capacidade: 1050 TR Cliente: Banco do Brasil S/A Serviços: Manutenção preventiva mensal no sistema de ar condicionado (em todas as dependências da região Oeste de Santa Catarina) Capacidade: 740,90 TR Cliente: Unimed Cooperativa do Trabalho Médico Serviços: Manutenção preventiva mensal no sistema de ar condicionado (em todas as dependências) Obra: Fornecimento e instalação de variados sistemas de climatização em varias dependências da Unimed Capacidade: 140 TR Cliente: Hospital Universitário Serviços: Manutenção preventiva no sistema de ar condicionado Central, Refrigeração Doméstica e Industrial e ventilação forçada Capacidade: 600 TR Cliente: J A Locação e Administração de Imóveis Serviço: Climatização do Shopping Ideal, com condicionadores de ar tipo splitão e sistema de automação dos equipamentos. Capacidade: 265 TR Cliente: SESC Serviço do Comércio Serviços: Manutenção preventiva mensal no sistema de ar condicionado. Capacidade: 166 TR Cliente: ONS Operadora do Sistema Elétrico Obra: Instalação, Execução a Ampliação do Sistema de ar condicionado central, com resfriador de liquido. Capacidade: 250 TR Cliente: Supermercados Imperatriz Ltda Filial Balneário Camboriu Obra: Projeto, fornecimento e instalação do sistema de ar condicionado com rede de dutos. Capacidade: 195 TR Cliente: UNIMED Obra: Climatização do NAS Rio Branco e Madalena Barbi, por meio de condicionadores de ar tipo split. Capacidade: 115 TR Cliente: Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Obra: Fornecimento e instalação de condicionadores de ar tipo split. 4

5 Capacidade: 84,50 TR Cliente: Supermercados Alecris Obra: Fornecimento e instalação de condicionadores de ar tipo split Capacidade: 80 TR Cliente: Klabin S. A Obra: Montagem do sistema de resfriamento de liquido (Chiller scroll condensação a ar) automatizado, micro-processado e tanque de termoacumulação. Capacidade: 75 TR Cliente: Condomínio Centro Comercial Irmãos Daux Serviços: Manutenção preventiva mensal no sistema de ar condicionado. Capacidade: 135 TR Cliente: Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina Serviços: Manutenção preventiva e corretiva mensal no sistema de ar condicionado, com o fornecimento de peças. Capacidade: 185 TR Obra: Instalação de vários Condicioandores de ar Split; Capacidade: 50 TR Cliente: ONS Operadora Nacional do Sistema Elétrico Obra: Instalação de Torre de Arrefecimento Capacidade: 75 TR Cliente: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial SENAI Obra: Fornecimento e instalação de condicionadores de ar nas Unidades do SENAI de São José, Tubarão e Blumenau Capacidade: 53,5 TR Cliente:RCO Construção Civil e Prestação se Serviços Ltda Obra: Fornecimento e instalação de condicionadores de ar Central, no Banco do Brasil em Campos Novos Capacidade: 40 TR Cliente: Copal Alimentos Ltda. Obra: Fornecimento e instalação do sistema de ar condicionado Central Capacidade: 25 TR Cliente: Banco do Brasil Agência Imbituba/SC Obra: Instalação de Condicionador de Ar Capacidade: 40 TR Cliente: Cotesa Engenharia Ltda Obra: Projeto, fornecimento, instalação e automação do sistema de ar condicionado Central em Campos Novos /SC Capacidade: 25 TR Cliente: Unimed Cooperativa do Trabalho Médico Chapecó/SC Obra: Fornecimento e instalação de Centro cirúrgico com filtragem especial. Classificação Capacidade: 25 TR Cliente: Unimed Cooperativa do Trabalho Médico Chapecó/SC Obra: Fornecimento e instalação do sistema de Exaustão da lavanderia. Capacidade: m3/h. 5

6 3. ATIVIDADES REALIZADAS 3.1 INTRODUÇÃO A principal tarefa para que fui contratado foi para fazer projetos de sistemas de ar condicionado central, usando o software Auto Cad, o que não era comum na empresa, devido ao rápido crescimento em um pequeno intervalo de tempo, junto com isso foi desenvolvido o setor de engenharia. 3.2 PROPOSTA DE TRABALHO A proposta foi o de desenvolvimento de projeto de engenharia para sistemas de ar condicionado e ventilação industrial, também realizar levantamento de dados de projetos prontos para orçamento, cálculos da carga térmica adicional pela renovação de ar com a utilização de carta psicométrica, projetos de sistemas de exaustão e ventilação forçada, além de acompanhamento da obra com um diálogo constante com o cliente. Para estes trabalhos tive assessoria do meu supervisor, o engenheiro Romeu José Dias, além de consulta a literatura existente para os cálculos e dimensionamento, com livros como: Instalações de Ar Condicionado Hélio Creder; Ventilação Industrial de Clezar e Nogueira; Alem de consulta constante a normas: ABNT NBR 7252: Tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de Saúde (EAS) Requisitos para projeto e execução das instalações ABNT NBR : Instalações de ar-condicionado Sistemas centrais e unitários; Parte 1: Projeto das Instalações; ABNT NBR : Instalações de ar-condicionado - Sistemas centrais e unitários; Parte 2: Parâmetros de conforto térmico; ABNT NBR : Instalações de ar-condicionado - Sistemas centrais e unitários; Parte 3: Qualidade do ar interior; ABNT NBR 14480/02 Saídas de emergência em edifícios Escadas de Segurança Controle de fumaça por pressurização. 3.3 CRONOGRAMA 15/12/2009 a 05/01/2010: Projeto de Ar condicionado e exaustão Local: Sinduscon/Florianópolis. Descrição: Foi contratado o projeto, com ART e Memorial descritivo do engenheiro encarregado. O local consistia em um prédio de 4 andares, mais o sistema de ventilação no estacionamento. 6

7 Devido ao tipo do prédio e por preferências do cliente, foi projetado um sistema com funcionamento através de fluído refrigerante, e devido ao tipo de construção, com as vigas aparentes e ausência de forro nos andares, foi escolhido o uso de split high-wall, piso-teto e cassetes, exceto para a sala multifuncional e auditório que foi desenvolvido um sistema de ar condicionado. No projeto, ainda devia ser feito uma planilha com todas as descrições quantitativas necessárias para a execução da obra e no memorial descritivo deveria ser feito a descrição dos cálculos da carga térmica disponível no ambiente, isso envolvia cálculos de transferência de calor em condução do calor de insolação através das paredes e janelas e cálculo de radiação térmica. 06/01 a 13/01: Projeto de Ar condicionado e exaustão Local: Hospital Municipal de São José do Cedro Descrição: Foi contratado o projeto, com ART e Memorial descritivo do engenheiro encarregado. O local consistia em um ambiente hospitalar, devendo ter cuidados especiais. Foi projetado um sistema de ar condicionado dutado em alumínio para as salas cirúrgicas, com sistemas de filtragem exigidos por norma. Nas salas de menor risco foram usados dutos em chapa de aço galvanizado. 14/01 a 23/01: Pesquisa Fui designado a pesquisar sobre pressurização de escadas de edifícios, devido ao interesse de novo campo de trabalho da empresa. Para isso, fui até o Corpo de Bombeiros onde foi fornecido a NT-13, que era concisa na parte técnica, então em suas referências estava a NBR 14480/02 Saídas de Emergência em Edifícios Escada de Segurança Controle de Fumaça por Pressurização, onde solicitei a sua compra, essa norma trazia uma boa abordagem técnica dessa área que é promissora, já que a pressurização de escadas em edifícios virou exigência em qualquer construção a partir desse ano em Santa Catarina. Também foi solicitado a elaboração de um catálogo das caixas de ventilação fabricadas na empresa de forma artesanal, para isso foi necessário serviços de medição da vazão de ar disponível e perda de carga em relação ao tipo de motor utilizado, número de captores, tipo de filtro, etc. 24/01 a 30/01: Projeto de Ar condicionado e exaustão Local: Farmácia de Manipulação Fórmula Natural Descrição: Foi contratado o projeto, com ART e Memorial descritivo do engenheiro encarregado. O local consistia em uma farmácia de manipulação, devendo ter cuidados especiais, com controle de temperatura e umidade e principal ênfase no sistema de exaustão e tratamento do ar devido as partículas suspensas na manipulação. Foi projetado um sistema de ar condicionado padrão pela empresa dutado em aço galvanizado para toda a área de manipulação, com ambientes de pressão negativa e positiva, conectados pela área de circulação onde é captado o ar de retorno. 7

8 25/01 a 30/01: Projeto de Climatização Sesc Cacupé Descrição: Por consenso do cliente e variáveis de projeto foi concluído que para o ambiente a ser climatizado a melhor solução seria a instalação de splits high wall e piso-teto, já que se tratava de uma academia e não há grande risco no tratamento do ar, devido a grande movimentação de entrada e saída de pessoas, a renovação do ar se dá pela própria porta de entrada. No projeto constou então, a posição dos splits, das suas respectivas condensadoras, da tubulação frigorígena e interligação elétrica, assim como as capacidades de cada ar condicionado por ambiente. 01/02 a 30/01: Projeto de Ar condicionado: Hospital Municipal São José Joiville. Descrição: Foi contratado o projeto, com ART e Memorial descritivo do engenheiro encarregado. Através de uma licitação foi contratado o serviço com a capacidade necessária pré-dimensionada para o setor de depósito e farmácia do Hospital, um galpão com forro em PVC, e acima do forro sem espaço para passagem dos dutos devido as tesouras de sustentação do telhado. Assim, foi acertada com o cliente a passagem dos dutos com construção aparente, assim não necessitaria de isolamento térmico nos dutos, já que a diferença de temperatura entre o ar que passa dentro dos dutos e no interior do ambiente não tem significância em relação a condensação na parede do duto, quando os dutos são passados acima do forro, a temperatura do ar acima do forro normalmente é bem maior do que a do ar que passa no interior dos dutos o que se faz necessário o isolamento térmico que impede o contato do ar quente do forro com os dutos, evitando a condensação. Nessa obra fiquei responsável por tudo, deste desenvolvimento do projeto, como organização da viagem para obra, compra de materiais, o splitão e gerenciamento direto da obra. Após a montagem dos dutos, o superior do cliente que fez o pedido vetou o sistema, alegado o acúmulo de poeira nos dutos aparentes, como o pé direito do local chegava a 5 metros, era difícil a limpeza freqüente dos dutos. Como solução foi proposto fazer um forro de pvc cercando todos os dutos, para isso foi necessário a retirada dos dutos instalados, o isolamento e a nova instalação dos dutos. Após essa etapa, foi feita a instalação do splitão, com uma casa de máquinas onde é feito a mistura do ar de retorno com a tomada de ar externo, fora do ambiente climatizado, com espaço para manutenção. A condensadora ficando ao lado da casa de máquinas, aberta ao tempo para facilitar a transferência de calor. 04/02 a 05/03: Projeto Climatização Loja Mr. Chinese Shopping Via Catarina Palhoça. Descrição: Foi contratado o projeto, com ART e Memorial descritivo do engenheiro encarregado. O Cliente contratou o serviço para climatização das seguintes áreas de sua loja: - Área de Preparo; 8

9 - Atendimento ao Público; - Cozinha; - Gerência. Fui designado para acompanhamento integral da obra, desde orçamento, mantendo dialogo freqüente com o cliente. Como o cliente exigia a climatização da cozinha que possuía um sistema de exaustão através de coifas, contratado por outra empresa, retirando uma vazão de 6900 m3/h e reposição de 5520 m3/h de ar. Foi adotado como premissa de cálculo que o ar condicionado deveria compor essa diferença, insuflando uma vazão de 1380 m3/h na cozinha. Os dutos na cozinha seriam aparentes e o duto na área de atendimento sobre o forro, por tanto isolados. Foi enviado a proposta para o shopping com o dimensionamento total para uma área de 103,01 m2, sendo necessário um fan coil com capacidade de 10 TR, para esse fan coil seria necessário o fornecimento do shopping de uma vazão de água gelada de 3,0 m3/h, sendo a máxima vazão disponível para cada loja de 1,0 m3/h, 3 vezes a máxima disponível. Assim o projeto foi vetado. Em uma reunião com o eng. Rogers Rogério Farias, supervisor do shopping, chegamos a conclusão de que era inviável a climatização da cozinha, já que o sistema de exaustão a deixava com pressão negativa e a climatização seria de forma natural, assim mesmo com o desacordo com o cliente, pelas exigências do shopping foi retirado a climatização da cozinha reduzindo a capacidade do fan coil para 5 TR, utilizando uma vazão de água gelada de 1,5 m3/h, o que foi possível o fornecimento a mais de água gelada acima do disponível. Como as máquinas são os primeiros itens a ser comprados em uma obra, porque são importados e dificilmente são de pronta entrega, já havíamos comprado um fan coil de 10 TR, então foi feito uma solicitação ao shopping, solicitando a utilização de tal fan coil com a alteração do modo de ventilação, modificando a relação de transmissão do motor através do conjunto poliacorreia, para a vazão de 3400 m3/h especificada em projeto. Após a finalização e liberação junto ao shopping iniciou a execução da obra, inicialmente com a montagem dos dutos, colocação dos difusores de insuflamento, montagem do fan coil. A parte hidráulica que era nova para mim, precisei de auxílio de pesquisa em projetos anteriores feitos pela empresa, entendimento do funcionamento hidráulico de cada válvula, principalmente a válvula de 2 vias motorizada proporcional que deveria ser utilizada, esta que recebia o sinal do controlador, responsável pela parte lógica do sistema. O sistema lógico ainda deveria ser feito em conjunto com a exaustão e mandar um sinal para o shopping para informar quando o sistema estava desligado. 22/02 a 01/03: Projeto Climatização e Exaustão Farmácia Prawucki Guaramirim. Projeto seguindo padrão de instalação de farmácias da empresa. 9

10 3.4 METODOLOGIA Análise do ambiente a ser condicionado, com o cálculo e estimativa da carga térmica necessária; Análise do melhor posicionamento dos dutos de ar condicionado, evaporadora e condensadora; Pesquisa em normas dos requisitos necessários, como tipo de filtragem, vazão insuflada mínima e renovação de ar, grau de umidade relativa requerida para o ambiente; A partir desses dados é feito um croqui para análise do cliente, com posicionamento das grelhas de insuflamento, de retorno, da evaporadora e da condensadora. Após a aprovação do cliente, é feito o projeto final, a compra dos materiais e a solicitação ao cliente para ser fixado o ponto de dreno e o ponto de força solicitado. Só então é colocada a obra no organograma da produção, com previsão de início do serviço e data de entrega. 4. CONCLUSÕES A partir destes trabalhos os maiores aprendizados são na parte prática que aprimoram a parte da engenharia, o modo como são passados os dados de projeto para a execução da obra influencia de forma definitiva no bom andamento de uma obra, assim como, de maneira financeira, já que definem a quantidade de gastos em materiais, erros não são toleráveis nessa área. Outra conclusão é sobre a relação com o cliente, pois este não tem visão da parte técnica e suas imposições são normalmente de estética, ou detalhes que podem interferir no bom funcionamento do sistema, vem aí ao bom engenheiro saber notar e impor-se a essas solicitações do cliente mostrando o caminho correto a ser adotado e explicando de forma objetiva e conclusiva o funcionamento do sistema, já que o maior interesse do engenheiro é o funcionamento do sistema a que foi lhe solicitado, com o menor custo, ou seja, maior lucro para a empresa e qualidade. Isso foi muito explicito nas duas obras que tive responsabilidade plena, no Hospital de São José em Joinville, que o cliente queria o sistema em funcionamento e solicitou os dutos aparentes, como estava no contrato da licitação que os dutos se necessário deveriam ser isolados, após o veto do sistema do superior do cliente, houve o prejuízo da empresa em viagem de funcionários, o retrabalho de todos os dutos em retirá-los e montá-los novamente, o custo com isolamento em dutos já pintados, na obra da loja Mr. Chinese, também houve problemas devido a solicitação do cliente em colocar ar condicionado na cozinha, um ambiente com grande retirada de ar através das coifas de exaustão, cabia a mim não aceitar isso, porém devido a inexperiência em gestão com pessoas foi aceito a solicitação do cliente e a administração do shopping vetou o projeto. 10

11 Outra coisa que pode ser concluído dessa primeira etapa do estágio, é a dificuldade de aceitação de organização de empresa de pequeno porte, os proprietários sabem que a qualidade é essencial, mas não aceitam as etapas necessárias para a implantação de um ambiente de organização que gere a qualidade. Há dificuldades na política de hierarquia, já que os proprietários interferem diretamente em todos os setores, o que tiram o respeito e até a importância dos gerentes dos setores, devido a interferência freqüente muitos funcionários não se dão conta da responsabilidade que possuem com a empresa, já que seus erros são freqüentemente corrigidos. Não há ainda um plano de carreiras devido ao gasto em salários fixos por posição, que pela visão dos proprietários, teriam que subir salários em alguns setores. 5. REFERENCIAS Trabalhos publicados: : Sinduscon : Climatização da Academia Sesc Cacupé; : Climatização da Farmácia Natural; : Hospital de São José do Cedro; : Hospital Municipal de São José; : Mr. Chinese; : Farmácia Extratus; : Farmácia Pinheiro. 11

12 6. ANEXOS 1. Pagina de Detalhes Projeto Sinduscon 12

13 2. Projeto Hospital de São José - Joinville 13

14 3. Projeto Mr. Chinese Shopping Via Catarina 4. Sistema de Exaustão Utilizado em Farmácias (Esquerda: Captores, direita: Caixa de Exaustão) 14

RELATÓRIO DE ESTÁGIO 2/3 (segundo de três) Período: de 01/03/2010 a 17/05/2010. AS Manutenção de Ar Condicionado Ltda. Tecnoklima

RELATÓRIO DE ESTÁGIO 2/3 (segundo de três) Período: de 01/03/2010 a 17/05/2010. AS Manutenção de Ar Condicionado Ltda. Tecnoklima Universidade Federal de Santa Catarina Centro Tecnológico Departamento de Engenharia Mecânica Coordenadoria de Estágio do Curso de Engenharia Mecânica CEP 88040-970 - Florianópolis - SC - BRASIL www.emc.ufsc.br/estagiomecanica

Leia mais

Sistema típico de ar condicionado do tipo água gelada

Sistema típico de ar condicionado do tipo água gelada Sistema típico de ar condicionado do tipo água gelada Válvula de controle Ambiente 2 Sumidouro de calor Bomba d água Ambiente 1 Sistema de ar condicionado do tipo água gelada Classificação: Sistema multi-zona

Leia mais

PROJETO FINAL 2014-2. Alunos: Turma: Sistema de condicionamento de ar central residencial PIC Projeto de Instalações de Condicionamento de Ar

PROJETO FINAL 2014-2. Alunos: Turma: Sistema de condicionamento de ar central residencial PIC Projeto de Instalações de Condicionamento de Ar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA - CAMPUS SÃO JOSÉ Projetos de Instalação de Ar Condicionado

Leia mais

23/06/2010. Eficiência Energética: Regulamentação, Classificação e Conformidade Técnica. Roberto Lamberts

23/06/2010. Eficiência Energética: Regulamentação, Classificação e Conformidade Técnica. Roberto Lamberts Eficiência Energética: Regulamentação, Classificação e Conformidade Técnica Roberto Lamberts Oficina 09 junho de 2010 1 ETIQUETAGEM DE EDIFICAÇÕES Publicação: junho de 2009. EDIFÍCIOS ETIQUETADOS CETRAGUA

Leia mais

Realizar Serviços, Projetos, Venda, Manutenção e Instalação de Sistemas de Climatização e Tratamento de Ar, em todas as áreas de atuação.

Realizar Serviços, Projetos, Venda, Manutenção e Instalação de Sistemas de Climatização e Tratamento de Ar, em todas as áreas de atuação. QUEM SOMOS A ARC SERVICE Comércio e Serviços Ltda, é uma empresa constituída por um corpo técnico altamente qualificado para Projetar, Instalar e Realizar Manutenções em Sistemas de Refrigeração Industrial

Leia mais

PROJETO AME BOTUCATU

PROJETO AME BOTUCATU PROJETO AME BOTUCATU Memorial Descritivo Ar Condicionado - PRELIMINAR Ass: - Data: - - PARA INFORMAÇÃO Ass: - Data: - - PARA APROVAÇÃO Ass: - Data: - X LIBERADO P/ FABRICAÇÃO Ass: CONNECT / ALDE BARCELOS

Leia mais

Sistemas de Ar Condicionado

Sistemas de Ar Condicionado Sistemas de Ar Condicionado Eng. Dr. Fúlvio Vittorino IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo Objetivo Processos e equipamentos mecânicos para: Resfriar ou Aquecer; Desumidificar

Leia mais

4 SISTEMAS E EQUIPAMENTOS DE CLIMATIZAÇÃO

4 SISTEMAS E EQUIPAMENTOS DE CLIMATIZAÇÃO 35 4 SISTEMAS E EQUIPAMENTOS DE CLIMATIZAÇÃO Em uma instalação de ar condicionado quando o circuito de refrigeração estiver desligado, teremos uma instalação de ventilação simples, onde são controlados

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1 CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10 Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Serviços de manutenção preventiva e corretiva de sistema do ar condicionado

Leia mais

Condicionamento de Ar

Condicionamento de Ar Condicionamento de Ar Instituto Federal de Brasília Sumário Introdução Tipos de Condicionadores de ar Vantagens e desvantagens Introdução Refrigeração por Compressão de Vapor Introdução Refrigeração por

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE ALAGOAS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE ALAGOAS 1 EQUIPAMENTOS 0 1.1 Unidade resfriadora de água gelada (CHILLER) - capacidade nominal 182TR, acionamento 380V/3/60Hz.Condensação a água -TRANE/CARRIER OU pç 2 R$ 325.084,00 R$ 650.168,00 R$ 650.168,00

Leia mais

PARA PROJETOS, INSTALAÇÕES, MANUTENÇÕES E AUTOMAÇÕES.

PARA PROJETOS, INSTALAÇÕES, MANUTENÇÕES E AUTOMAÇÕES. PARA PROJETOS, INSTALAÇÕES, MANUTENÇÕES E AUTOMAÇÕES. CHAME: (92) 3651-2088 (92) 3651-1865 (92) 3346-1865 (92) 3343-8834 (92) 3343-8852 TECNOAR ASSESSORIA TÉCNICA E COM. DA AMAZÔNIA LTDA Rua Visconde de

Leia mais

AR CONDICIONADO SOLAR

AR CONDICIONADO SOLAR ISO 9001 : 2008 Engenharia do Ar Condicionado De 08/04/2013 a 12/04/2013 Capítulo Especial sobre AR CONDICIONADO SOLAR Local: Hotel Windsor Guanabara Av. Presidente Vargas, 392 Centro Rio de Janeiro RJ

Leia mais

Sistemas de Climatização

Sistemas de Climatização Sistemas de Climatização PROFESSOR: FÁBIO FERRAZ 1 SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO Climatizar ambientes - processo de tratamento de ar em recintos fechados, de modo a controlar simultaneamente a sua temperatura,

Leia mais

Circulação do Ar remove o calor Interno... Ciclo Frigorífico

Circulação do Ar remove o calor Interno... Ciclo Frigorífico Circulação do Ar remove o calor Interno... Ciclo Frigorífico Tipos de Expansão : Ciclo Frigorífico * Expansão Direta: O Refrigerante Troca Calor Diretamente com o Ar a ser condicionado. Expansão Direta

Leia mais

AR CONDICIONADO. Componentes

AR CONDICIONADO. Componentes AR CONDICIONADO AR CONDICIONADO Basicamente, a exemplo do que ocorre com um refrigerador (geladeira), a finalidade do ar condicionado é extrair o calor de uma fonte quente, transferindo-o para uma fonte

Leia mais

ISSN 1981-4232. Aquecimento Ventilação Ar Condicionado Automação Refrigeração ea. engenharia arquitetura R$ 6,00 PÁTIO MALZONI BUSCA O LEED GOLD

ISSN 1981-4232. Aquecimento Ventilação Ar Condicionado Automação Refrigeração ea. engenharia arquitetura R$ 6,00 PÁTIO MALZONI BUSCA O LEED GOLD + ISSN 1981-4232 Aquecimento Ventilação Ar Condicionado Automação Refrigeração ea engenharia arquitetura R$ 6,00 C lim atização & Refrigeração Ano XI Nº 140 abril de 2012 PÁTIO MALZONI BUSCA O LEED GOLD

Leia mais

U.O. ADMINISTRAÇÃO GERAL PROJETOS E OBRAS

U.O. ADMINISTRAÇÃO GERAL PROJETOS E OBRAS INSTALAÇÃO DE SISTEMA DE AR CONDICIONADO NO E.R. GUARULHOS 1. OBJETO O presente memorial refere-se ao fornecimento e instalação de conjuntos de ar condicionado, a serem instalados no E.R. Guarulhos, localizado

Leia mais

Agências, caixas automáticas, salas on-line, no brack e CPD. Controle de umidade de galpões, silos e câmaras frigoríficas.

Agências, caixas automáticas, salas on-line, no brack e CPD. Controle de umidade de galpões, silos e câmaras frigoríficas. Qualidade se adquire com tempo CARACTERÍSTICAS CA TEMPO BRASIL é especializada no desenvolvimento de projetos em sistemas de ar condicionado, ventilação, exaustão, refrigeração, montagem mecânica e hidráulica,

Leia mais

AR CONDICIONADO E CO-GERAÇÃO DE ENERGIA

AR CONDICIONADO E CO-GERAÇÃO DE ENERGIA 1 SEMINÁRIO DE ENGENHARIA DE ENERGIA PUC-MINAS - 20 de Abril de 2007 AR CONDICIONADO E CO-GERAÇÃO DE ENERGIA Marco Tulio Starling de Vasconcellos marcotulio@tuma.com.br - Tel: (31) 2111-0053 www.tuma.com.br

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO E CONDICIONAMENTO AMBIENTAL DE EMPREENDIMENTOS COMERCIAIS DE GRANDE PORTE

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO E CONDICIONAMENTO AMBIENTAL DE EMPREENDIMENTOS COMERCIAIS DE GRANDE PORTE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO E CONDICIONAMENTO AMBIENTAL DE EMPREENDIMENTOS COMERCIAIS DE GRANDE PORTE Marcio Visini Carlos AES Eletropaulo marcio.carlos@aes.com João C. de Abreu Guimarães

Leia mais

Saiba mais sobre Condicionadores de AR.

Saiba mais sobre Condicionadores de AR. Saiba mais sobre Condicionadores de AR. O ar-condicionado está na vida das pessoas: em casa, no carro e no trabalho. Apesar de ser um alívio contra o calor, este equipamento pode ser um meio de disseminação

Leia mais

Vetor Consultoria e Projetos de Engenharia Ltda. www.vetorprojetos.com.br

Vetor Consultoria e Projetos de Engenharia Ltda. www.vetorprojetos.com.br www.vetorprojetos.com.br São Paulo Rua Luís Coelho, 340 / cj. 21 Cerqueira César CEP: 01309-000 São Paulo SP. Telefone / Fax: (0xx) (11) 3258-2070 (0xx) (11) 3237-4834 E-mail: vetor.sp@vetorprojetos.com.br

Leia mais

CPAS Climatizador Self Contained de Precisão

CPAS Climatizador Self Contained de Precisão CPAS Climatizador Self Contained de Precisão O Climatizador Self Contained de Precisão é uma unidade evaporadora que incorpora compressor, evaporador, ventilador e instrumentação de proteção e controle.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela:

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela: ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1 DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA COM REPOSIÇÃO PARCIAL DE PEÇAS ORIGINAIS DOS EQUIPAMENTOS DE REFRIGERAÇÃO

Leia mais

Dando continuidade à serie de matérias sobre as especificações

Dando continuidade à serie de matérias sobre as especificações Técnica Especificações Técnicas de edifícios comerciais: Ar condicionado Dando continuidade à serie de matérias sobre as especificações técnicas, falaremos sobre o tema Ar condicionado. Outros temas desta

Leia mais

PROJETO BRA12G77 - PNUD / MMA PROJETO DEMONSTRATIVO PARA O GERENCIAMENTO INTEGRADO DO SETOR DE CHILLERS

PROJETO BRA12G77 - PNUD / MMA PROJETO DEMONSTRATIVO PARA O GERENCIAMENTO INTEGRADO DO SETOR DE CHILLERS PROJETO BRA12G77 - PNUD / MMA PROJETO DEMONSTRATIVO PARA O GERENCIAMENTO INTEGRADO DO SETOR DE CHILLERS MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARA PROCESSO DE RETROCOMISSIONAMENTO EM EDIFÍCIOS LOCALIZADOS EM SÃO PAULO

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 30/2012 MAR Museu de Arte do Rio

ATO CONVOCATÓRIO 30/2012 MAR Museu de Arte do Rio ATO CONVOCATÓRIO 30/2012 MAR Museu de Arte do Rio 1. INTRODUÇÃO Considerando que o Museu de Arte do Rio MAR será uma das âncoras do plano de revitalização da região portuária da cidade e será instalado

Leia mais

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO À: GERENTE REGIONAL DE MANUTENÇÃO ASSUNTO: RECURSO CONTRA DECISÃO DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO RECORRENTE: EQS ENGENHARIA LTDA REF.: PREGÃO ELETRÔNICO Nº 271/ADSU/SBPA/2012

Leia mais

ESCLARECIMENTO I EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA SENAI-PR Nº. 718/2010

ESCLARECIMENTO I EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA SENAI-PR Nº. 718/2010 ESCLARECIMENTO I EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA SENAI-PR Nº. 718/2010 O SENAI-PR através de sua Comissão de Licitação torna público esclarecimento referente ao edital acima relacionado, conforme posicionamento

Leia mais

Afinal de contas, as decisões mais importantes de Minas Gerais merecem ser tomadas no melhor clima.

Afinal de contas, as decisões mais importantes de Minas Gerais merecem ser tomadas no melhor clima. A TUMA Desde 1971 no segmento de engenharia térmica e ar condicionado, a TUMA desenvolve projetos com alto nível técnico, visando atender as particularidades de cada cliente e atingir um elevado nível

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em manutenção preventiva e corretiva, com reposição de peças originais, sem ônus adicional para a CONTRATANTE, em aparelhos

Leia mais

CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL CALENDÁRIO 2013

CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL CALENDÁRIO 2013 S DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL CALENDÁRIO 2013 1 - Curso de Simulação de Edificações com o EnergyPlus (Edição 1) 8 e 9 de março 15 e 16 de março 5 e 6 de abril 19 e 20 de abril 2 - Curso de Psicrometria

Leia mais

Homologado pelos fabricantes de equipamentos

Homologado pelos fabricantes de equipamentos Homologado pelos fabricantes de equipamentos Confiabilidade e durabilidade são indispensáveis. A suspensão de uma sessão de radioterapia ou a perda de hélio em uma ressonância magnética precisam ser evitadas

Leia mais

EQUIPAMENTOS. Transferência mecânica:

EQUIPAMENTOS. Transferência mecânica: EQUIPAMENTOS Transferência mecânica: Objetivos do equipamento: a) Garantir o acesso seguro à piscina para qualquer pessoa, b) Previnir possíveis riscos de acidente nas transferências ou manipulações, c)

Leia mais

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 Caderno de Provas REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o seu nome

Leia mais

Coldex Tosi Ar Condicionado

Coldex Tosi Ar Condicionado Coldex Tosi Ar Condicionado Especificações Construtivas Os climatizadores (Fan Coil Tosi Baby) foram projetado vizando obter maior vida útil, performance adequada e facilidade de instalação, operação

Leia mais

ANEXO II - Termo de Referência

ANEXO II - Termo de Referência ANEXO II - Termo de Referência 1. OBJETIVO: O presente Termo de Referência tem por objetivo estabelecer as condições mínimas para a contratação de uma empresa de engenharia para a implementação do projeto

Leia mais

IMÓVEIS DE TERCEIROS

IMÓVEIS DE TERCEIROS BALNEÁRIO CAMBORIÚ EDIFÍCIO TEAHUPPO Endereço: Rua 2300, n.520 Apto 201 2 vagas de garagem (gaveta) Área privativa: 89,50m2 / Área total: 131,1279m2 + vagas 12,50m2 cada Matrículas: 91.299 / 91.317 / 91.318

Leia mais

Ar Condicionado. Tipos de aparelhos

Ar Condicionado. Tipos de aparelhos Ar Condicionado As pessoas passam, porventura, até cerca de 90 % das suas vidas nos espaços confinados, seja nas suas residências, no trabalho, nos transportes ou mesmo em espaços comerciais. A questão

Leia mais

Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013

Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013 Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013 1. Introdução Este relatório apresenta uma análise físico-financeira dos Projetos de Eficiência Energética

Leia mais

Climatizador Eclipse YM projetado para a nova Norma ABNT NBR16401

Climatizador Eclipse YM projetado para a nova Norma ABNT NBR16401 projetado para a nova Norma ABNT NBR16401 A nova Norma ABNT NBR16401, foi um trabalho do Comitê Brasileiro de Refrigeração (ABNT/CB-55), envolvendo entidades de classe e agências do governo como: ABRAVA,

Leia mais

Vetor Consultoria e Projetos de Engenharia Ltda. www.vetorprojetos.com.br

Vetor Consultoria e Projetos de Engenharia Ltda. www.vetorprojetos.com.br www.vetorprojetos.com.br São Paulo Rua Luís Coelho, 340 / cj. 21 Cerqueira César CEP: 01309-000 São Paulo SP. Telefone / Fax: (0xx) (11) 3258-2070 (0xx) (11) 3237-4834 E-mail: vetor.sp@vetorprojetos.com.br

Leia mais

Caderno de projetos para blindagens de ressonância magnética

Caderno de projetos para blindagens de ressonância magnética Caderno de projetos para blindagens de ressonância magnética A blindagem de ressonância magnética é um componente fundamental para o bom funcionamento do complexo sistema de ressonância magnética (MRI).

Leia mais

PORTFÓLIO. Os principais serviços oferecidos são:

PORTFÓLIO. Os principais serviços oferecidos são: PORTFÓLIO A JCT Manutenção é uma empresa voltada à execução de serviços em áreas de utilidades em empresas industriais e comerciais. A gama de serviços abrange desde o projeto de instalações até a manutenção

Leia mais

Criado em abril de 1991, o Núcleo

Criado em abril de 1991, o Núcleo UFRN inicia produção de medicamentos Com capacidade de produção de 400 milhões de medicamentos sólidos orais e seis milhões de líquidos orais por ano, destinados exclusivamente aos programas governamentais

Leia mais

CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPOERTIES

CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPOERTIES Automação Predial e Patrimonial - Memorial Descritivo para Lojas CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPOERTIES Pasta: cyrella_metropolitano-pro-ec-lojas-1-0-2012.doc DATA: 14/05/2012 0 Emissão de Memorial Descritivo

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE MODIFICAÇÕES EM APARTAMENTOS

PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE MODIFICAÇÕES EM APARTAMENTOS PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE MODIFICAÇÕES EM APARTAMENTOS Para solicitar modificações nos apartamentos, o cliente deverá vir até a empresa em horário comercial no setor de Projetos com sua carta de

Leia mais

CADERNO DE ORIENTAÇÕES LOCAÇÃO DE IMÓVEL UNIDADE REGIONAL BAHIA

CADERNO DE ORIENTAÇÕES LOCAÇÃO DE IMÓVEL UNIDADE REGIONAL BAHIA LOCAÇÃO DE IMÓVEL UNIDADE REGIONAL BAHIA Dezembro de 2013 SUMÁRIO 1. OBJETO... 3 2. GENERALIDADES... 3 3. DO EDIFÍCIO... 4 4. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, ELETRÔNICAS, DADOS E VOZ... 4 5. INSTALAÇÕES DE REFRIGERAÇÃO...

Leia mais

Mário José dos S.Júnior

Mário José dos S.Júnior Mário José dos S.Júnior Nascimento Títulos Endereço 27/03/1980 Juazeiro - BA Brasil Engenheiro Mecânico Técnico em Refrigeração e Ar Condicionado Rua Presidente Nilo Peçanha, Nº 531, Residencial Boa Viagem

Leia mais

Guia de Aquisição e Instalação de Condicionadores de Ar Como escolher o equipamento, garantir a instalação correta e fazer o melhor uso.

Guia de Aquisição e Instalação de Condicionadores de Ar Como escolher o equipamento, garantir a instalação correta e fazer o melhor uso. Guia de Aquisição e Instalação de Condicionadores de Ar Como escolher o equipamento, garantir a instalação correta e fazer o melhor uso. Projeto e desenvolvimento: Diretoria ASBRAV Versão /01 WWW.ASBRAV.ORG.BR

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 27 CONSIDERANDO:

RESOLUÇÃO N.º 27 CONSIDERANDO: PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE COMISSÃO CONSULTIVA PARA PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO RESOLUÇÃO N.º 27 Interpreta a aplicação dos artigos 103 e 104 da Lei Complementar 420/98 A Comissão Consultiva Para

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR 2 DA DESCRIÇÃO BÁSICA DOS SERVIÇOS, EQUIPAMENTOS E COMPONENTES

TERMO DE REFERÊNCIA - TR 2 DA DESCRIÇÃO BÁSICA DOS SERVIÇOS, EQUIPAMENTOS E COMPONENTES CENTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 1 DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 015/08 Anexo II 1.1 Prestação de serviços para instalação/remanejamento

Leia mais

Dutos para condução de ar

Dutos para condução de ar Dutos para condução de ar 1 1) Q = VA considerações 2) H 2 p V = h+ + γ 2g (energia total) 3) 2 2 pa V a pb V b Ja b = ha + + hb + + γ 2g γ 2g J a b p p V V = + γ 2g 2 2 a b a b Perda de carga para dutos

Leia mais

Condicionador de Ar Portátil

Condicionador de Ar Portátil Condicionador de Ar Portátil Manual do Usuário GP8-12L GP8-22L GP10-12L GP10-22L 1 Untitled-5 1 2 Untitled-5 2 Índice Resumo...4 Príncipio de funcionamento...5 Especificação técnica...7 Estrutura...8 Esquema

Leia mais

Vimos através deste, apresentar a posição da empresa quanto ao relatório de

Vimos através deste, apresentar a posição da empresa quanto ao relatório de estru engenharia Of. OAA 02/2015 Florianópolis, 30 de Abril de 2015. Ao Condomínio Residencial Arquipélago dos Açores Ref. Inspeção Predial para fins de garantia. Vimos através deste, apresentar a posição

Leia mais

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES PROJETOS DE HOSPITAIS SUSTENTÁVEIS EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES É importante destacar os benefícios de um edifício sustentável. Os green buildings podem ser definidos pelas seguintes

Leia mais

METODOLOGIA PARA AVALIAÇÃO DOS HONORÁRIOS PARA PROJETOS, ASSESSORIA TÉCNICA E CONSULTORIA EM SISTEMAS DE AR CONDICIONADO, AQUECIMENTO

METODOLOGIA PARA AVALIAÇÃO DOS HONORÁRIOS PARA PROJETOS, ASSESSORIA TÉCNICA E CONSULTORIA EM SISTEMAS DE AR CONDICIONADO, AQUECIMENTO METODOLOGIA PARA AVALIAÇÃO DOS HONORÁRIOS PARA PROJETOS, ASSESSORIA TÉCNICA E CONSULTORIA EM SISTEMAS DE AR CONDICIONADO, AQUECIMENTO VENTILAÇÃO E EXAUSTÃO MECÂNICA Rev.01(2014) ÍNDICE ITEM 1. APRESENTAÇÃO

Leia mais

ANEXO I TERMOS DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMOS DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMOS DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO 1.1 A ANATEL Agência Nacional de Telecomunicações com sede situada no Setor de Autarquias Sul, em Brasília DF, possui uma área construída de aproximadamente 50.000

Leia mais

EDIFÍCIOS MAIS EFICIENTES

EDIFÍCIOS MAIS EFICIENTES UMA UMA BASE BASE FORTE FORTE PARA PARA EDIFÍCIOS MAIS EFICIENTES EDIFÍCIOS MAIS EFICIENTES UMA FUNDAÇÃO SÓLIDA A eficiência energética é o alicerce sobre a qual se constrói edifícios melhores, para hoje

Leia mais

ANEXO II PLANILHAS PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E FOLHAS DE REGISTRO PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA

ANEXO II PLANILHAS PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E FOLHAS DE REGISTRO PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA ANEXO II PLANILHAS PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E FOLHAS DE REGISTRO PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA FINATEC - EDIFÍCIO SEDE ENDEREÇO: LOCALIZAÇÃO DO EQUIPAMENTO: UNIDADE MOD.: Nº DE SÉRIE: CÓDIGO

Leia mais

-FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO

-FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 1. OBJETO -FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON TERMO DE REFERÊNCIA CP 051/14-OBRAS Contratação de empresa para fornecimento de mão de obra, pelo período de 12 (doze) meses, para instalação de aparelhos de

Leia mais

AIRCON SAVER ECONOMIA DE ENERGIA

AIRCON SAVER ECONOMIA DE ENERGIA AIRCON SAVER ECONOMIA DE ENERGIA Ar Condicionado Elton Nunes dos Santos ser Soluções Energéticas Renováveis Ltda Diretor Executivo Distribuidor Exclusivo Brasil / Chile e mail: elton.santos@serrenovavel.com

Leia mais

Inversores de Freqüência na Refrigeração Industrial

Inversores de Freqüência na Refrigeração Industrial ersores de Freqüência na Refrigeração Industrial Os inversores de freqüência possuem um vasto campo de aplicações dentro da área de refrigeração industrial. São utilizados nas bombas de pressurização,

Leia mais

Conhecidas no Brasil por sua

Conhecidas no Brasil por sua Hospital e Maternidade São Luiz Unidade Anália Franco Segurança dos pacientes e dos profissionais da saúde Para minimizar as possibilidades de infecções hospitalares, e como benefício adicional ampliar

Leia mais

O primeiro CHILLER nacional para área médico hospitalar

O primeiro CHILLER nacional para área médico hospitalar O primeiro CHILLER nacional para área médico hospitalar A América Latina escolheu a REFRISAT Seu processo pede a REFRISAT faz. Desde sua fundação em 1976, a REFRISAT é reconhecida principalmente por sua

Leia mais

AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS

AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS Divulgamos os preços registrados pelo Banco do Brasil, em conformidade com o art. 15 da Lei nº 8.666/93 - CONCORRÊNCIA n.º 2013/08563 (7422); OBJETO: Registro de preços

Leia mais

Cristiane Vieira Responsável pela Aprovação de Projetos. Operações Centrais de Rede. Apresentação Técnica sobre Instalações Prediais de Gás Natural

Cristiane Vieira Responsável pela Aprovação de Projetos. Operações Centrais de Rede. Apresentação Técnica sobre Instalações Prediais de Gás Natural Cristiane Vieira Responsável pela Aprovação de Projetos Operações Centrais de Rede Apresentação Técnica sobre Instalações Prediais de Gás Natural 2 Índice 1. Objetivo 2. Documentos Necessários p/ a Apresentação

Leia mais

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO Ferreira Gomes, 08 de dezembro de 2015. TERMO DE HOMOLOGAÇÃO PROCESSO: 03.2015.050 MODALIDADE: CONVITE 001/2015 CEL/SEMSA/PMFG. RESOLVE: A Secretária Municipal de Saúde de Ferreira Gomes, no uso das atribuições

Leia mais

Condensação. Ciclo de refrigeração

Condensação. Ciclo de refrigeração Condensação Ciclo de refrigeração Condensação Três fases: Fase 1 Dessuperaquecimento Redução da temperatura até a temp. de condensação Fase 2 Condensação Mudança de fase Fase 3 - Subresfriamento Redução

Leia mais

DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água

DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água A água aquecida que retorna do processo ingressa no DryCooler e ao sair é recolhida em um reservatório, sendo bombeada de volta ao processo já na temperatura

Leia mais

Evaporadores. Ciclo de refrigeração

Evaporadores. Ciclo de refrigeração Evaporadores Ciclo de refrigeração Evaporadores Função Extrair calor do meio a ser resfriado (ar, água ou outra substância). Processo Mudança de estado do gás refrigerante, da fase líquida para a fase

Leia mais

CLIMATIZADORES EVAPORATIVOS GARANTEM CONFORTO TÉRMICO. Diferença que você sente no ar.

CLIMATIZADORES EVAPORATIVOS GARANTEM CONFORTO TÉRMICO. Diferença que você sente no ar. CLIMATIZADORES EVAPORATIVOS GARANTEM CONFORTO TÉRMICO Diferença que você sente no ar. RESFRIAMENTO EVAPORATIVO ECOLÓGICO EFICIENTE E MUITO ECONÔMICO O sistema de resfriamento evaporativo utiliza a água

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças Pregão Eletrônico Nº 00174/2013(SRP) VIGÊNCIA 26/12/2013 A 25/12/2014 RESULTADO POR FORNECEDOR 05.821.117/0001-50

Leia mais

Eng. Mec. Rafael Buratto

Eng. Mec. Rafael Buratto SOLUÇÕES PARA INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS EM SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO VIA ESTABILIZAÇÃO DAS PRESSÕES DIFERENCIAIS ESTUDO DE CASO: CARLOS GOMES 222, PORTO ALEGRE/RS Eng. Mec. Rafael Buratto Especialista em

Leia mais

COMPLEXO. Previsão Torres Residenciais. Previsão Torre Comercial Fase 2. Shopping IGUATEMI Previsão Hotel. Torre Comercial Fase 1 BR 153

COMPLEXO. Previsão Torres Residenciais. Previsão Torre Comercial Fase 2. Shopping IGUATEMI Previsão Hotel. Torre Comercial Fase 1 BR 153 CADERNO TÉCNICO COMPLEXO Previsão Torres Residenciais Previsão Torre Comercial Fase 2 Torre Comercial Fase 1 Shopping IGUATEMI Previsão Hotel BR 153 Marginal BR 153 Imagem preliminar do complexo Iguatemi

Leia mais

Climatização eficiente com termoacumulação para produção abaixo de 10 TR. Por Carlos de Holanda, Fábio Cezar Beneduce, Rubens Herbster e Thiago Neves*

Climatização eficiente com termoacumulação para produção abaixo de 10 TR. Por Carlos de Holanda, Fábio Cezar Beneduce, Rubens Herbster e Thiago Neves* 46 Capítulo XII Climatização eficiente com termoacumulação para produção abaixo de 10 TR Por Carlos de Holanda, Fábio Cezar Beneduce, Rubens Herbster e Thiago Neves* Atualmente, o custo da energia elétrica

Leia mais

Ar Condicionado. Linha Mini Split. Linha Completa para o Conforto Térmico. piso teto

Ar Condicionado. Linha Mini Split. Linha Completa para o Conforto Térmico. piso teto Ar Condicionado Linha Mini Split VOCÊ CRIA O AMBIENTE, NÓS CRIAMOS O CLIMA. CASSETE piso teto Linha Completa para o Conforto Térmico Cassete Apresentação Os aparelhos Cassete são discretos tanto por seu

Leia mais

BOLETIM de ENGENHARIA Nº 001/15

BOLETIM de ENGENHARIA Nº 001/15 BOLETIM de ENGENHARIA Nº 001/15 Este boletim de engenharia busca apresentar informações importantes para conhecimento de SISTEMAS de RECUPERAÇÃO de ENERGIA TÉRMICA - ENERGY RECOVERY aplicados a CENTRAIS

Leia mais

QUESTIONAMENTOS/ESCLARECIMENTOS 1 A 20 CONCORRÊNCIA Nº 12/2015

QUESTIONAMENTOS/ESCLARECIMENTOS 1 A 20 CONCORRÊNCIA Nº 12/2015 QUESTIONAMENTOS/ESCLARECIMENTOS 1 A 20 CONCORRÊNCIA Nº 12/2015 QUESTIONAMENTO 1) O bota- fora do material escavado das fundações está incluído nos 6.600 m³ do item 3.02 (setores A e C), ou deve ser cotado

Leia mais

Sistema de Fluxo de Água Variável Oferecendo resfriamento de conforto superior. 60 Hz

Sistema de Fluxo de Água Variável Oferecendo resfriamento de conforto superior. 60 Hz Sistema de Fluxo de Variável Oferecendo resfriamento de conforto superior 60 Hz Solução de Conforto Inovadora A Trane, líder global no fornecimento de sistemas, soluções e serviços HVAC, oferece soluções

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO 1 ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Apresentação 3 Tabelas e especificações

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços de instalação de piso elevado acessível, com fornecimento de componentes, acessórios e materiais, visando

Leia mais

PROCESSO N 020601.010253/15-70 CARIMBO CNPJ Nº

PROCESSO N 020601.010253/15-70 CARIMBO CNPJ Nº Ao Governo do Estado de Roraima Secretaria de Estado da Saúde SESAU Gerencia Especial de Cotação GEC MODELO DA PROPOSTA DE PREÇOS PROCESSO N 020601.010253/15-70 CARIMBO ANEXO I 01 Condicionadores de Ar

Leia mais

Ventilação Aplicada à Engenharia de Segurança do Trabalho

Ventilação Aplicada à Engenharia de Segurança do Trabalho UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO ESPECIALIZAÇÃO em ENGENHARIA de SEGURANÇA do TRABALHO Ventilação Aplicada à Engenharia de Segurança do Trabalho (3ª Aula) Prof. Alex Maurício Araújo Recife - 2009 VGD

Leia mais

DINOP / CENOP LOGÍSTICA CURITIBA (PR) ESCLARECIMENTO N.º 03

DINOP / CENOP LOGÍSTICA CURITIBA (PR) ESCLARECIMENTO N.º 03 Curitiba, 12 de Dezembro de 2014. DINOP / CENOP LOGÍSTICA CURITIBA (PR) ESCLARECIMENTO N.º 03 TOMADA DE PREÇOS 2014/15001(7419) - Contratação de reforma, sem ampliação, incluindo pavimentação, alvenaria,

Leia mais

Memorial Descritivo CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

Memorial Descritivo CHUVEIROS AUTOMÁTICOS 1/8 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO AMAPÁ DIVISÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS SEÇÃO DE ANÁLISE DE PROJETOS 1. Normas de referência: NBR 10.897-ABNT 1.1. Outras normas: 2. Nome

Leia mais

Sermos reconhecidos por oferecer serviços de excelência. Visão

Sermos reconhecidos por oferecer serviços de excelência. Visão A EMPRESA O corpo técnico da DANNENGE atua a mais de 34 anos na elaboração e implementação de projetos de engenharia, para os segmentos industrial, comercial e residencial, no comércio e representação

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A

PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA DIRETORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A A amplitude da manutenção e inspeção indicada no Termo de Referência está

Leia mais

SIENA / GRAND SIENA TETRAFUEL

SIENA / GRAND SIENA TETRAFUEL SIENA / GRAND SIENA TETRAFUEL Página 1 FIAT CHRYSLER AUTOMOBILES 13/08/2015 DESCRIÇÃO DO SISTEMA GNV COMPONENTES DO SISTEMA GNV 1. Cilindro GNV 2. Suporte do Cilindro de GNV 3. Linha de Alta Pressão: Tubo

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 030/2014

CARTA CONVITE Nº 030/2014 São Paulo, 09 de setembro de 2014. CARTA CONVITE Nº 030/2014 Manutenção preventiva, corretiva e periódica de aparelhos de ar condicionado e instalações elétricas para o Museu da Imigração. O, Organização

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual A Set-Ar Com mais de 22 anos de história no segmento de comercialização de equipamentos de Ar Condicionado, Ventilação e Exaustão, a SET AR, possui uma larga experiência na

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA DO ESTADO DE SÃO PAULO

SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA DO ESTADO DE SÃO PAULO FL.: 1/8 SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA DO ESTADO DE SÃO PAULO SISTEMA DO AR CONDICIONADO CENTRO DE CULTURA, MEMÓRIA E ESTUDOS DA DIVERSIDADE SEXUAL DO ESTADO DE SÃO PAULO. LOJAS 515 e 518 - METRÔ REPÚBLICA

Leia mais

NPT 029 COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E UTILIZAÇÃO DE GÁS NATURAL

NPT 029 COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E UTILIZAÇÃO DE GÁS NATURAL Outubro 2011 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 029 Comercialização, distribuição e utilização de gás natural CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 01 Norma de Procedimento Técnico 5 páginas SUMÁRIO 1 Objetivo 2

Leia mais

Tecnologia de Sistemas Prediais de Ar Condicionado e a Conservação de Energia

Tecnologia de Sistemas Prediais de Ar Condicionado e a Conservação de Energia Assuntos: 1 Sustentabilidade segundo ASHRAE 90.1 2 Impactos em Arquitetura Prédio Altos 3 Aspectos para Definir Tipo de Sistema de Ar Condicionado TEKNIKA Projetos e Consultoria Ltda Por: Raul José de

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 CONTROLE DE FUMAÇA PARTE 2 CONCEITOS, DEFINIÇÕES E COMPONENTES DO SISTEMA

Leia mais

SPLIT, BI-SPLIT e ACQUA

SPLIT, BI-SPLIT e ACQUA Linha Utopia HFC R-410A SPLIT, BI-SPLIT e ACQUA Linha residencial e comercial de pequeno porte com gás amigável ao meio ambiente condensação a ar e a água www.hitachiapb.com.br 2 Utopia HFC R-410A Linha

Leia mais

GABINETE Chapas de aço carbono SAE 1020 galvanizadas. Tratado quimicamente com fosfato de zinco, pintado com pó epóxi na cor bege, curada em estufa.

GABINETE Chapas de aço carbono SAE 1020 galvanizadas. Tratado quimicamente com fosfato de zinco, pintado com pó epóxi na cor bege, curada em estufa. As Cortinas de Ar TroCalor são destinadas a impedir a mistura de fluxos de ar ao isolar dois ambientes distintos através da formação de uma barreira de ar entre eles, mantendo ideais as condições de temperatura

Leia mais

CONTROLE DA EFICIÊNCIA DO SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO

CONTROLE DA EFICIÊNCIA DO SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO Ferramental EXXOTest Ferramental VALEO Exxoclim N OPR : 9776.EA Clim test 2 : 4372-T. Modo de utilização : Ver instruções da montadora Modo de utilização : Ver instruções da montadora E5AP2N4D E5AP2N5D

Leia mais